Você está na página 1de 10

ESTADO DO ESPÍRITO SANTO

LAUDO DE REAVALIAÇÃO DOS IMÓVEIS NO EXERCÍCIO 2019

Órgão/Entidade: - ALES

A Comissão de Reavaliação dos Imóveis da Assembleia Legislativa do Estado do Espírito Santo,


nomeada pelo Ato nº: xxxx de xx/04/2019 da Mesa Diretora, em atendimento à Resolução 221 de
07/12/2010 do TCE-ES, com base no art. 106 da Lei nº: 4.320/64 apresenta relatório de conclusão
dos seus trabalhos, considerando opinamento permissivo emitido pela Douta Procuradoria desta
Casa de Leis em permissibilidade nos autos do PA-XXXXXX.

1 – DOCUMENTAÇÃO PÚBLICA REGISTRADA EM CARTÓRIO

Conforme orientação da MCASP/2015, os imóveis de propriedade da ALES consiste em dois bens


registrados da seguinte forma:

01 – Área 3 desmembrada da Quadra RC4-B, situada na Enseada do Suá arrabalde desta Capital,
medindo 14.062.9264m² limitando-se ao norte, em linha reta de 57,50m com a Rua V4-D1; ao sul,
em linha reta de 21.9816m com a Rua V3-A1; a leste em dois segmentos retilíneos de 189,16m e
106,59m com a Av. Nossa Sra. dos Navegantes; e a oeste, em dois segmentos retilíneos de 93,777m
e 140,935m com a Área 1 e a Área 4. (Matrícula xx.xxx – RGI Xª Zona da Comarca de Vitória – Tel.
3333-8888)

02 – Imóvel situado à Rua Muniz Freire nº 43, Cidade Alta, nesta Capital, constituído por uma área
de terreno medindo (cento e quarenta metros e quarenta e cinco decímetros quadrados) 140,45m²
e o perímetro de (quarenta e nove metros e quarenta centímetros) 49,40m, limitando-se pela
frente com a mencionada rua; por um lado com o Dr. Marcondes Alves Souza Junior, por outro
lado, com o Dr. João Borges do Espírito Santo, e, pelos fundos com G. santos Irmãos Ltda., e a casa
nele edificada possuindo no primeiro pavimento uma garagem, sala, cozinha e no segundo
pavimento, três quartos, banheiro e varanda, medindo a área útil habitável de cento e cinco metros
quadrados (105,00m²). (Matrícula xx.xxx– RGI xª Zona da Comarca de Vitória – Tel. 3333-8888)

O primeiro bem imóvel abriga a atual sede do Poder Legislativo do Estado do ES, com 27.094,96m²
de área construída, situado no endereço registrado como sendo Av. Américo Buaiz, nº: 205,
Enseada do Suá – Vitória –ES, CEP: 29050-950.

Com relação ao segundo bem, trata-se do prédio que sediou o Poder Legislativo deste Estado
(1912-2000), que se encontra atualmente reformado e cedido a título precário pelo Governo do
Estado Capixaba à população como um novo espaço cultural. Atualmente abriga o Palácio da
Cultura Sônia Cabral. O nome do palácio é uma homenagem à Sônia Cabral, pianista fundadora da
Orquestra Filarmônica do Espírito Santo.
ESTADO DO ESPÍRITO SANTO

2 – IDENTIFICAÇÃO CONTÁBIL DOS BENS

Os respectivos bens encontram-se tombados no acervo do patrimônio da ALES da seguinte forma:

Classe 042 - EDIFICIOS


Tombamento Especificação em cartório
000050711 Matrícula xx.xxx – RGI xª Zona da Comarca de Vitória
000050712 Matrícula xx.xxx – RGI xª Zona da Comarca de Vitória

3 – CRITÉRIOS DA AVALIAÇÃO

Primeiramente, foram verificadas as condições de cada imóvel, que por motivo de recentes
reformas em ambos, puderam ser definidos como em “bom estado de conservação”.

Em seguida foram levantadas informações sobre o valor venal do terreno, assim como da
edificação construída de cada imóvel, sendo analisados e considerados localizados em áreas
privilegiadas e de significativo valor comercial.

O inventário anual dos bens imóveis realizado no ano de 2015 pela ALES também foi levado em
consideração que após, foram realizadas comparações de imóveis semelhantes vendidos nas
regiões próximas, com identidade de zoneamento, infraestrutura e mobilidade urbana.

O valor venal médio atribuído ao m² de área construída em sites de pesquisa do mercado


imobiliário, também foram utilizados, assim como a tabelas de depreciação utilizáveis nos casos de
avaliações imobiliárias.

4 – DETERMINAÇÃO DO VALOR ENCONTRADO

Primeiramente cumpre informar que o objetivo do Laudo de Reavaliação é a determinação do valor


venal com base em pesquisas no mercado imobiliário da região geoeconômica do imóvel avaliando,
pautada em normativas próprias, apresentando como conclusão a convicção do valor de mercado
após tratamento dos dados para fins de balanço contábil patrimonial.

Para efeitos da avaliação, os imóveis foram considerados livres de penhoras, arrestos, hipotecas,
contaminação do solo ou ônus de qualquer natureza.

4.1 - CÁLCULO DO VALOR VENAL

Neste trabalho adotou-se o Método Comparativo Direto de Dados de Mercado para o cálculo do
valor do imóvel, praticado na região geo-econômica próxima da localização das áreas avaliadas, no
período compreendido dos meses de janeiro a maio de 2019, cujos cálculos foram elaborados com
base na metodologia de TRATAMENTO DE MERCADO para a determinação do valor unitário
(R$/m²).
ESTADO DO ESPÍRITO SANTO

Com relação ao tratamento, os atributos dos imóveis comparativos a exemplo da área, vida útil,
localização, etc., são homogeneizados para representar a situação do imóvel paradigma (referência
de uma determinada região).

4.1.1 – IMÓVEL DA ATUAL SEDE – ENSEADA DO SUÁ

4.1.1.1 – DO MÉTODO COMPARATIVO

Foram coletadas 03 amostras de venda de terrenos similares ao do imóvel reavaliado no Bairro


Enseada do Suá, em sites de vendas e comércio em geral, chegando ao valor aproximado de
R$3.333,33/m², veja:

1ª amostra 2ª amostra 3ª amostra Média venal m²


R$1.500.000,00/420m² R$2.300.000,00/444m² R$5.040.000,00/1260m² R$4.250,53/m²
= R$3.571,42/m² = R$5.180,18/m² = R$4.000,00/m² (enseada do suá)
Fontes:
1-https://www.vivareal.com.br/imovel/lote-terreno-enseada-do-sua-bairros-vitoria-420m2-venda-RS1500000-id-
77371417/?utm_medium=vertical&utm_source=mitula_ppc&__vt=lfnl:b
2-https://www.vivareal.com.br/imovel/lote-terreno-enseada-do-sua-bairros-vitoria-444m2-venda-RS2300000-id-
2432990799/?__vt=lfnl:b
3-https://www.zapimoveis.com.br/oferta/venda+terreno-padrao+enseada-do-sua+vitoria+es/ID-20742306/?paginaoferta=2

O terreno onde está localizado o prédio da atual sede do Poder Legislativo possui área de
14.062,9264m² conforme registro imobiliário, que por conseqüência do valor do m² encontrado,
chega-se a conclusão que: 14.062,9264m² x R$4.250,53/m² = R$59.774.910,22 (Cinquenta e nove
milhões, setecentos e setenta e quatro mil, novecentos e dez reais e vinte e dois centavos),
atribuídos ao valor venal do terreno, aproximadamente.

4.1.1.2- DO VALOR CONSIDERADO PARA ÁREA CONSTRUÍDA

Em se tratando da área construída da atual sede do Poder Legislativo Estadual, encontra-se


edificada sobre o terreno da Enseada do Suá uma construção com 27.094,96m² de área útil,
entregue no ano de 2000 à população capixaba.

O Custo Unitário Básico da Construção Civil do ES –CUB/ES (http://www.sinduscon-


es.com.br/v2/cgi-bin/cub_valor.asp?menu2=25) registrou para o mês de abril/2019 o valor de R$
1.612,88 (um mil seiscentos e doze reais e oitenta e oito centavos) do m² de obra construída na
forma desonerada, que para um levantamento aproximado da construção do prédio da ALES, como
se nova fosse teríamos:

27.094,96m² x R$1.612,88/m² = R$43.700.919,08 (quarenta e três milhões, setecentos mil,


novecentos e dezenove reais e oito centavos), aproximadamente, em obra construída.

4.1.1.3- DOS CRITÉRIOS ADOTADOS PARA FINS DE CÁLCULO

Conforme a NBC T 19.6 – REAVALIAÇÃO DE ATIVOS, “Para os bens sujeitos à depreciação, exaustão
ou amortização, é indispensável que no laudo de avaliação haja a indicação da vida útil econômica
remanescente, visando a definição das futuras taxas de depreciação, exaustão ou amortização.”
ESTADO DO ESPÍRITO SANTO

Dessa forma, é necessário que conheçamos a Vida Útil dos Imóveis, estabelecida pelo Bureau of
Internal Revenue, para aplicarmos a regra de três simples e descobrirmos a IDADE EM % DE VIDA
(X) do imóvel avaliando, veja:

APARTAMENTOS 60 anos

BANCOS 70 anos

CASAS DE ALVENARIA 65 anos

CASAS DE MADEIRA 45 anos

HOTÉIS 50 anos

LOJAS 70 anos

TEATROS 50 anos

ARMAZÉNS 75 anos

FÁBRICAS 50 anos

CONST. RURAIS 60 anos

GARAGENS 60 anos

EDIF ESCRITÓRIOS 70 anos

GALPÕES (DEPÓSITOS) 70 anos


SILOS 75 anos

No caso, o prédio da ALES foi considerado como EDIF/ESCRITÓRIOS, cujo prazo de vida útil
considerado é o de 70 anos. Com relação aos 19 anos de uso do prédio, temos que 70.x = 100 x 19,
logo x = 1900/70, onde x = 27,14.

Assim podemos afirmar, que o edifício sede da ALES, com 19 anos de construído, já atingiu 27,14%
da sua vida útil, conforme critérios da tabela de ROSS-HEIDECKE*.
*A Tabela Ross-Heidecke aponta os percentuais de depreciação de um bem, em relação direta ao estado em que se encontra. (Fonte:
Maia Neto, Francisco - Roteiro Prático de Avaliações e Perícias Judiciais, Editora Del Rey, BH, 2003)

De acordo com a Tabela 1 – Critério de Heidecke, encontramos os vários “estados de


conservação” ou IDADE EM % DE VIDA, classificados pelos seguintes códigos: A, B, C, D, E, F, G e H,
veja:

(A) Novo,
(B) Entre novo e regular,
(C) Regular,
(D) Entre regular e reparo s simples,
(E) Reparos simples,
(F) Entre reparos simples e importantes,
(G) Reparos importantes e
(H) Entre reparos importantes e sem valor,
ESTADO DO ESPÍRITO SANTO

TABELA 1

Critério de Heideck
Tabela de Ross/Heideck – Depreciação Física - Fator K
Estado de Coeficiente
Condições Físicas Classificação
Conservação E%
NOVO - NÃO SOFREU NEM NECESSITA DE REPAROS.
Com até seis meses de uso e sem danos.
Não sofreu nem necessita de reparos.
A O -------- Ótimo 0,00%
Edificação nova ou com reforma geral e substancial,
com menos de 02 anos, que apresente apenas sinais de
desgaste natural da pintura externa
ENTRE NOVO E REGULAR - apesar de já submetido ao
uso, apresenta-se nas condições de novo ou bem
próximo disso. Não recebeu e nem necessita de
reparos.
B MB ------ Muito bom 0,32%
Edificação nova ou com reforma geral e substancial,
com menos de 02 anos, que apresente necessidade
apenas de uma demão leve de pintura para recompor a
sua aparência
REGULAR - requer ou recebeu reparos
pequenos. Quando o objeto de serviço de recuperação
ou de restauração recente deixou em condições
próximas ao de novo. Quando da existência de
atividade de manutenção permanente e eficiente que
mantém a aparência e/ou uso em condições de
novo; Requer apenas limpeza sem utilização de mão de
C B --------- Bom 2,52%
obra especializada para manter em boas condições de
uso/aparência.
Edificação semi-nova ou com reforma geral e
substancial entre 02 e 05 anos, cujo estado geral possa
ser recuperado apenas com reparos de eventuais
fissuras superficiais localizadas e/ou pintura externa e
interna.
ENTRE REGULAR E REPAROS SIMPLES.Atividade de
manutenção eventual ou periódica que mantém uma
boa aparência e condições normais de uso, mas sem o
aspecto de novo ou recuperação recente. Requer
intervenções superficiais em pontos localizados para
recuperação de desgastes naturais. Pode requerer mão
D I ------ Intermediário 8,09%
de obra especializada com uso de instrumentos
especiais.
Edificação semi-nova ou com reforma geral e
substancial entre 02 e 05 anos, cujo estado geral possa
ser recuperado com reparo de fissuras localizadas e
superficiais e pintura externa e interna.
REPAROS SIMPLES - Requer reparações
E R --------- Regular 18,10%
simples. Requer intervenções em pontos localizados ou
ESTADO DO ESPÍRITO SANTO

em partes/componentes definidos para restauração de


aspectos e/ou funcionalidades originais. Necessitam de
serviços generalizados de manutenção e limpeza.
Implicam a realização de serviços superficiais ou
reparos de partes ou componentes
definidos/localizados com mão de obra especializada.
Não comprometem a operação e a funcionalidade.
Edificação cujo estado geral possa ser recuperado com
pintura interna e externa, após reparos de fissuras
superficiais generalizadas, sem recuperação do sistema
estrutural. Eventualmente, revisão do sistema
hidráulico e elétrico.
ENTRE REPAROS SIMPLES E IMPORTANTES.
Requer intervenções generalizadas na maior parte ou
com profundidades em peças ou componentes
específicos sob pena de comprometimento iminente
de operação e segurança. Implica restauração ou
recuperação com remoção/ substituição/ adição de
elementos ou peças com mão de obra especializada.
Edificação cujo estado geral possa ser recuperado com
pintura interna e externa, após reparos de fissuras, e
F D --------- Deficiente 33,20%
com estabilização e/ou recuperação localizada do
sistema estrutural. As instalações hidráulicas e elétricas
possam ser restauradas mediante a revisão e com
substituição eventual de algumas peças desgastadas
naturalmente. Eventualmente possa ser necessária a
substituição dos revestimentos de pisos e paredes, de
um, ou de outro compartimento. Revisão da
impermeabilização ou substituição de telhas da
cobertura.
REPAROS IMPORTANTES - requer reparações
importantes. Requer intervenções generalizadas e com
profundidade em partes ou peças críticas sob o aspecto
de estética, salubridade, segurança e funcionalidade.
Implica restauração ou recuperação com remoção/
substituição/ adição de elementos ou peças com mão
de obra especializada.
Edificação cujo estado geral possa ser recuperado com
G pintura interna e externa, com substituição de panos M --------- Mau 52,60%
de regularização da alvenaria, reparos de fissuras, com
estabilização e/ou recuperação de grande parte do
sistema estrutura. As instalações hidráulicas e elétricas
possam ser restauradas mediante a substituição das
peças aparentes. A substituição dos revestimentos de
pisos e paredes, da maioria dos compartimentos.
Substituição ou reparações importantes na
impermeabilização ou no telhado.
ENTRE REPAROS IMPORTANTES E SEM
H VALOR. Restauração total de elementos ou peças MM ------ Muito mau 75,20%
importantes. Degradação generalizada e com alto grau
ESTADO DO ESPÍRITO SANTO

de exposição. Alto nível de comprometimento da


funcionalidade, segurança e operação.
Edificação cujo estado geral possa ser recuperado com
estabilização e/ou recuperação do sistema estrutural,
substituição da regularização da alvenaria, reparos de
fissuras. Substituição das instalações hidráulicas e
elétricas. Substituição dos revestimentos de pisos e
paredes. Substituição da impermeabilização ou do
telhado.
SEM VALOR - valor de demolição
I residual.Máquina/equipamento em estado de DM ------ Demolição 100,00%
demolição. Sem condição de operação ou uso.

NO PRESENTE TRABALHO, PELO ESTADO DE CONSERVAÇÃO FOI CONSIDERADO O PRÉDIO DA


ALES COMO PADRÃO “E” DA TABELA 1.

Na 2ª tabela, “ESTADO DE CONSERVAÇÃO”, temos:

Considerando ainda o índice de depreciação de 27,14% aplicável sobre a construção do prédio da


ALES, passamos a considerar por aproximação o índice de depreciação de 28% dentre os critérios
apontados, conforme grau de 2 (dois) pontos percentuais em aplicação veja:

TABELA 2

Tabela de Ross-Heidecke
IDADE EM % ESTADO DE CONSERVAÇÃO (Percentual de depreciação)
DE VIDA A B C D E F G H
2,00% 1,02 1,05 3,51 9,03 18,90 39,30 53,10 75,40
4,00% 2,08 2,11 4,55 10,00 19,80 34,60 53,60 75,70
6,00% 3,18 3,21 5,62 11,00 20,70 35,30 54,10 76,00
8,00% 4,32 4,35 6,73 12,10 21,60 36,10 54,60 76,30
10,00% 5,50 5,53 7,88 13,20 22,60 36,90 55,20 76,60
12,00% 6,72 6,75 9,07 14,30 23,60 37,70 55,80 76,90
14,00% 7,98 8,01 10,30 15,40 24,60 38,50 56,40 77,20
16,00% 9,28 9,31 11,60 16,60 25,70 39,40 57,00 77,50
18,00% 10,60 10,60 12,90 17,80 26,80 40,30 57,60 77,80
20,00% 12,00 12,00 14,20 19,10 27,90 41,80 58,30 78,20
22,00% 13,40 13,40 15,60 20,40 29,10 42,20 59,00 78,50
24,00% 14,90 14,90 17,00 21,80 30,30 43,10 59,60 78,90
26,00% 16,40 16,40 18,50 23,10 31,50 44,10 60,40 79,30
28,00% 17,90 17,90 20,00 24,60 32,80 45,20 61,10 79,60
30,00% 19,50 19,50 21,50 26,00 34,10 46,20 61,80 80,00
32,00% 21,10 21,10 23,10 27,50 35,40 47,30 62,60 80,40
34,00% 22,80 22,80 24,70 29,00 36,80 48,40 63,40 80,80
36,00% 24,50 24,50 26,40 30,50 38,10 49,50 64,20 81,30
38,00% 26,20 26,20 28,10 32,20 39,60 50,70 65,00 81,70
ESTADO DO ESPÍRITO SANTO

40,00% 28,80 28,80 29,90 33,80 41,00 51,90 65,90 82,10


42,00% 29,90 29,80 31,60 35,50 42,50 53,10 66,70 82,60
44,00% 31,70 31,70 33,40 37,20 44,00 54,40 67,60 83,10
46,00% 33,60 33,60 35,20 38,90 45,60 55,60 68,50 83,50
48,00% 35,60 35,50 37,10 40,70 47,20 56,90 69,40 84,00
50,00% 37,50 37,50 39,10 42,60 48,80 58,20 70,40 84,50
52,00% 39,50 39,50 41,90 44,00 50,50 59,60 71,30 85,00
54,00% 41,60 41,60 43,00 46,30 52,10 61,00 72,30 85,50
56,00% 43,70 43,70 45,10 48,20 53,90 62,40 73,30 86,00
58,00% 45,80 45,80 47,20 50,20 55,60 63,80 74,30 86,60
60,00% 48,80 48,80 49,30 52,20 57,40 65,30 75,30 87,10
62,00% 50,20 50,20 51,50 54,20 59,20 66,70 75,40 87,70
64,00% 52,50 52,50 53,70 56,30 61,10 68,30 77,50 88,20
66,00% 54,80 54,80 55,90 58,40 69,00 69,80 78,60 88,80
68,00% 57,10 57,10 58,20 60,60 64,90 71,40 79,70 89,40
70,00% 59,50 59,50 60,50 62,80 66,80 72,90 80,80 90,40
72,00% 62,20 62,20 62,90 65,00 68,80 74,60 81,90 90,90
74,00% 64,40 64,40 65,30 67,30 70,80 76,20 83,10 91,20
76,00% 66,90 66,90 67,70 69,60 72,90 77,90 84,30 91,80
78,00% 69,40 69,40 72,20 71,90 74,90 89,60 85,50 92,40
80,00% 72,00 72,00 72,70 74,30 77,10 81,30 86,70 93,10
82,00% 74,60 74,60 75,30 76,70 79,20 83,00 88,00 93,70
84,00% 77,30 77,30 77,80 79,10 81,40 84,50 89,20 94,40
86,00% 80,00 80,00 80,50 81,60 83,60 86,60 90,50 95,00
88,00% 82,70 82,70 83,20 84,10 85,80 88,50 91,80 95,70
90,00% 85,50 85,50 85,90 86,70 88,10 90,30 93,10 96,40
92,00% 88,30 88,30 88,60 89,30 90,40 92,20 94,50 97,10
94,00% 91,20 91,20 91,40 91,90 92,80 94,10 95,80 97,80
96,00% 94,10 94,10 94,20 94,60 95,10 96,00 97,20 98,50
98,00% 97,00 97,00 97,10 97,30 97,60 98,00 98,00 99,80
100,00% 100,00 100,00 100,0 100,00 100,00 100,0 100,0 100,0
IDADE EM % DE
A B C D E F G
VIDA
Portanto, considerando o percentual encontrado de 32,80%, aplicados na depreciação sobre o
valor venal para área construída estimado de R$43.700.919,08, chegamos a um valor aproximado
para área construída de: 43.700.919,08 – 32,80% = R$29.367.017,62 (vinte e nove milhões,
trezentos e sessenta e sete mil e dezessete reais e sessenta e dois centavos), que somados ao valor
médio encontrado sobre o terreno temos:

Valor venal do terreno: + R$59.774.910,22


Valor da área construída: R$29.367.017,62
R$89.141.927,84

Valor líquido apurado (Enseada do Suá) = R$89.141.927,84 (oitenta e nove milhões, cento e
quarenta e um mil, novecentos e vinte e sete reais e oitenta e quatro centavos).
ESTADO DO ESPÍRITO SANTO

4.1.2 – DO IMÓVEL DA ANTIGA SEDE – CIDADE ALTA

Com relação ao imóvel situado no Bairro Cidade Alta, no Centro de Vitória-ES, este encontra-se
reformado recentemente, abrigando a atual sede do Palácio da Cultura Sônia Cabral, após
convênio realizado entre os Poderes Legislativo e Executivo do Estado.

O lugar é destinado a produção cultural capixaba, contando com sala de concertos (com capacidade
de 206 lugares), salas de ensaios, camarins, área administrativa e serviços, todos bem distribuídos
nos três andares do edifício. O imóvel também foi adequado para acessibilidade, com banheiros
adaptados em todos os andares e elevador com acesso aos três pavimentos.

Por ser considerada uma das regiões mais antigas desta Capital, suas imediações não possuem
terrenos à venda que possam ser levados a efeito para fins comparativos. Devido a elevada taxa de
ocupação, passamos a adotar o valor do m² venal encontrado naquela região.

Foram coletadas 03 amostras de venda de imóveis similares ao do imóvel reavaliado no Bairro


Cidade Alta, em sites de vendas e comércio em geral, chegando ao valor aproximado de
R$3.333,33/m², veja:

1ª amostra 2ª amostra 3ª amostra Média venal m²


R$3.800.000,00/800m² R$1.300.000,00/692m² R$1.800.000,00/730m² R$3.031,45/m²
= R$4.750,00/m² = R$1.878,61/m² = R$2.465,75m² (Cidade Alta)
Fontes:
1-https://www.vivareal.com.br/imovel/imovel-comercial-centro-bairros-vitoria-800m2-venda-RS3800000-id-
64596944/?__vt=ranking:default
2-https://www.imovelweb.com.br/propriedades/comercial-a-venda-no-centro-
2941039264.html?utm_source=Trovit&utm_medium=cpc&utm_campaign=sale&ocultarDatos=true
3-https://www.zapimoveis.com.br/oferta/venda+conjunto-comercial-sala+centro+vitoria+es+730m2/ID-13262964/?paginaoferta=1

O prédio onde está localizada a antiga sede do Poder Legislativo possui área de 140,45m²,
conforme registro imobiliário que por conseqüência do valor do m² encontrado, chega-se a
conclusão que: 140,45m² x R$3.031,45m² = R$425.767,62 (quatrocentos e vinte e cinco mil,
setecentos e sessenta e sete reais e sessenta e dois centavos), atribuídos ao valor venal daquele
imóvel, aproximadamente.

Referido imóvel abrigava a sede do Poder Legislativo, sendo considerado patrimônio histórico do
Estado do Espírito Santo, hoje cedido pela Secretaria de Estado da Cultura - SECULT, que é
integrante do Plano Estratégico de Ação e Política Cultural do Governo do Estado, sendo o presente
estudo apresentado para fins de balanço patrimonial, sem interesse de alienação.

Logo, registramos que o valor apurado para o imóvel em tela é o de R$425.767,62 (quatrocentos e
vinte e cinco mil, setecentos e sessenta e sete reais e sessenta e dois centavos), considerado
apenasmente como estimado para fins de balanço patrimonial, haja vista não ter sido averbada
toda obra no imóvel inserida, além do significativo valor histórico agregado ao mesmo.
ESTADO DO ESPÍRITO SANTO

5 – CONCLUSÃO DOS VALORES OBTIDOS

Conforme detida análise acima, concluímos que os valores pertinentes aos 02 (dois) bens
encontrados, para fins contábeis, no estudo da Reavaliação dos Bens Imóveis da Assembleia
Legislativa do Estado do Espírito Santo no ano de 2019 são:

Classe 042 - EDIFICIOS Valor líquido apurado – 2019


Tombamento Registro em cartório *Valores em R$
000050711 Matrícula xx.xxx – RGI xª Zona da 425.767,62
Comarca de Vitória
000050712 Matrícula xx.xxx – RGI xª Zona da 89.141.927,84
Comarca de Vitória

6 – DATA DA AVALIAÇÃO

O presente trabalho tomou como base os valores do mercado imobiliário no período


compreendido entre 01/01/2019 à 24/05/2019.

7 – DADOS DOS SERVIDORES EM COMISSÃO

A Comissão de Reavaliação dos Imóveis de Propriedade da Assembleia Legislativa do Estado do


Espírito Santo foi composta por quadro de servidores próprios, cujas identificações seguem abaixo,
com as devidas rubricas de cumprimento ao Ato xxxx de xx/04/2019.

Vitória, xx de maio de 2019.

__________________________________ _______________________________
Tício Mévio
Mat. xxxxxx Mat. xxxxx

__________________________________ _______________________________
Caio Tião
Mat. xxxxxx Mat. xxxxx