Você está na página 1de 147

Jejum Intermitente

Dieta da moda ou
ciência?

Professora: Ana Paula Pujol


Até o momento ciência dedicou-se à pesquisar sobre
O QUÊ comemos.
QUANDO comemos pode ter significado!
MAS NÃO DEVEMOS COMER A CADA 3 HORAS?
É NECESSÁRIO COMER
A CADA 3 HORAS?

Pouco ou nenhum impacto benéfico.

Aumento da frequência das


refeições:
↑do consumo energético e lanches.

Prejudicial para saúde metabólica em


condições de excesso de energia.

HUTCHISON, A. T.; HEILBRONN, L. K. Metabolic impacts of altering meal frequency and timing Does when we eat matter? Biochimie, [S.l.], 2015.
É NECESSÁRIO COMER
A CADA 3 HORAS?

↑ da frequência alimentar não é


determinante para o sucesso da
dieta.

↓ refeições: efeitos metabólicos


favoráveis ao emagrecimento.

HUTCHISON, A. T.; HEILBRONN, L. K. Metabolic impacts of altering meal frequency and timing Does when we eat matter? Biochimie, [S.l.], 2015.
DEFINIÇÕES

Privação
total ou
parcial de
alimentos
Jejum 4 horas
periódico após a
refeição

Jejum JEJUM
Intermitente Total
esvaziamento
gástrico

Fast
Restrição
Fasting
calórica
intermitente? 25% a 50% do
NET
PRIMEIRO ESTUDO PUBLICADO

• Vallejo EA. La dieta de hambre a días alternos en la alimentación de

los viejos. Rev Clin Esp 1956;63: 25–7


INÍCIO DAS PESQUISAS
Benefícios metabólicos:

Glicose Frequência Pressão


Insulina cardíaca Arterial

1978

Início das pesquisas sobre jejum de Ramadã.

(GUMAA et al., 1978;HALLAK; NOMANI, 1988; SALEH et al., 2005)


JEJUM E RELIGIÕES
JEJUM DE RAMADÃ
Ausência de carboidratos
JEJUM

Estado de alerta

Alteração hormonal

Glicose ↑

Adrenalina, Glucagon, Cortisol,


TRH, T4 livre, T3, Ativação de LHS
Depleção de glicogênio no fígado e
no músculo esquelético

Estímulo para ↑ da oxidação de gordura.

(PHILP; HARGREAVES; BAAR, 2012; IZUMIDA et al., 2013)


PERDA DE MASSA MUSCULAR E JI

AMPK e mTOR
PERDA DE MASSA MUSCULAR E JI
• 1) PRESERVAÇÃO do glicogênio muscular – AUMENTO da eficiência
na utilização de gordura
2) Expressão muscular de genes, tais como a GSK-3 (glicogênio
sintase quinase 3)
• 3) Aumento do GH
J. Cell Sci. 2003; 116: 1175-1186.
J Appl Physiol 99: 2128 –2136, 2005
Nutr J. 2012;11:98.
Nutr J. 2013;12(1):146.
Obesity 21.7 (2013): 1370-1379.
JI → sub-regula mTOR

A superexpressão da PGC-1 é
sufuciente para bloquear a atrofia
muscular causada no jejum.

carnitina aciltransferase 1 (CPT-1)

Am J Clin Nutr. 2009; 90: 1244-1251


Am J Clin Nutr. 2005; 81: 69-73
Preservação e manutenção de massa magra.
Nutr J. 2012;11:98. JI
Nutr J. 2013;12(1):146
Jejum + treino de resistência
em obesos:
PRESERVAÇÃO de massa magra

BHUTANI, S. et al. Alternate day fasting and endurance exercise combine to reduce body
weight and favorably alter plasma lipids in obese humans. Obesity, [S.l.], v.21, n.7, p.1370
1379, 2013.
JI + NORMO OU HIPERLIPÍDICA
Em animais obesos após um período de
4 semanas de JI com dieta
normolipídica e JI com dieta hiperlipídica
verificaram perda de peso com retenção
de massa magra NOS DOIS GRUPOS

GOTTHARDT, J. D. et al. Intermittent Fasting Promotes Fat Loss with Lean Mass Retention,Increased
Hypothalamic Norepinephrine Content, and Increased Neuropeptide Y GeneExpression in Diet-Induced Obese
Male Mice. Endocrinology, [S.l.], p.en 2015, 2015
64 obesos em 4 grupos:
1) Combinação (JDA + exercício de
endurance);
2) JDA;
3) O exercício;
4) Controle.

12 semanas
Massa gorda e a circunferência do
quadril dos indivíduos dos grupos 1
2 e 3 diminuíram. grupo 1 - ↑ de massa magra

BHUTANI, S. et al. Alternate day fasting and endurance exercise combine to reduce body
weight and favorably alter plasma lipids in obese humans. Obesity, [S.l.], v.21, n.7, p.1370
1379, 2013.
Glicogênio MUSCULAR manteve-se INALTERADO.

J Appl Physiol 99: 2128 –2136, 2005


Perda de MASSA
MUSCULAR em JEJUNS
LONGOS
J. Nutr. 1982 112: 10 1862-1875
J Clin Invest. 1987 Jul; 80(1): 1–6.
Biochem J. 1972 Sep; 129(2): 2P–3P.
JEJUM - ↓ no T3 sérico e um ↑ no soro de rT3.
Jejum em dias alternados – não afetaria função tireoidiana.

Int J Endocrinol Metab. 2015 Apr; 13 (2): e29248.


Sem alterações significativas nas concentrações séricas de T4, T3, TSH.

Int J Endocrinol Metab. 2015 Apr; 13 (2): e29248.


Am J Clin Nutr November 1, 2009 vol. 90 no. 5 1244-1251
Em algumas pessoas ligeiro aumento de
T4 sérico pode ocorrer nos últimos dias
do Ramadã.

AZIZI, FEREIDOUN. "Serum levels of prolactin, thyrotropin, thyroid hormones, TRH responsiveness, and male reproductive function in
intermittent islamic fasting." Medical Journal of The Islamic Republic of Iran (MJIRI) 5.3 (1991): 145-148.
JEJUM E TAXA METABÓLICA BASAL
NÃO REDUZ A TAXA METABÓLICA BASAL?
• Jejum de 20 horas 7 vezes, 14 dias

• Ocorreu redução da TMB -59 calorias por dia


Am J Clin Nutr November 1, 2009 vol. 90 no. 5 1244-1251.
JEJUM E TAXA METABÓLICA BASAL

Jejuns longos, de mais de 3 dias.


JEJUM AUMENTA SIRT 1

na expressão da sirtuína 1.
Metab celular. 2014 04 de fevereiro; 19 (2): 181-192.
JEJUM E PRODUÇÃO DE RADICAIS LIVRES

→ estresse oxidativo biogênese mitocondrial.


BIOGÊNESE MITOCONDRIAL E JEJUM

 90% da energia corporal;


 Quanto > a idades, < o número de mitocôndrias produzidas;
 Biogênese, manutenção e limpeza;
 Exercício físico, low carb e jejum.
Biogênese mitocondrial: estímulo do PGC 1 ALFA.
BIOGÊNESE MITOCONDRIAL

Sinaliza e ativa o eixo AMPK-


JEJUM SIRTUÍNAS-PGC1 alfa

Horm Metab Res; 44 (9):650-5, 2012

.
Principalmente associado à exercício de
Endurance.

MORAES, Ruan Carlos Macêdo de.


Impactos de uma estratégia de jejum intermitente associada a treinamento de endurance na composição corporal e desempenho físico de ratos wistar. 2016. 60 f.
Dissertação(Mestrado em Educação Física) - Programa de Pós-Graduação em Educação Física, Universidade Federal do Triângulo Mineiro, Uberaba, 2016.
JI E PREVENÇÃO DE DOENÇAS CRÔNICAS!

• Benefícios da restrição calórica intermitente na prevenção de

doenças crônicas podem exceder aqueles de restrição calórica


contínua , mesmo com a ingestão líquida de calorias igual.

Schübel, Ruth, et al. "The effects of intermittent calorie restriction on metabolic


health: Rationale and study design of the HELENA Trial."Contemporary Clinical
Trials (2016).
LONGEVIDADE
Retarda envelhecimento
e doenças relacionadas
com a idade.

ADAPTAÇÃO AO ESTRESSE.

( Stranahan e Mattson, 2012)


LONGEVIDADE
Protocolos de jejum em dias
alternados.
( Varady e Hellerstein , 2007)

+ velhos < longevidade.

Jovens e de meia idade >


longevidade.

(Aro et al., 2009 ;Goodrick et ai ., 19


Cell Metab. 2015 Jul 7;22(1):86-99
JEJUM INTERMITENTE E LONGEVIDADE

Humanos - Por três meses Mas apenas cinco dias por mês, dieta Restrita.

Provia entre:
 34 a 54% do consumo de calorias;
725 e 1000 calorias por dia: Composta por :
 11 a 14% de proteínas;
 42 a 43% de carboidratos;
 44 a 46% de gordura.

Fatores de risco e biomarcadores para o envelhecimento, diabetes, doenças


cardiovasculares e câncer.

Massa corporal magra e as nos níveis de glicose sanguínea, IGF-1, peso


corporal, gordura abdominal, e a proteína C-reativa.
Cell Metab. 2015 Jul 7;22(1):86-99
JEJUM E CÂNCER
• iarc.fr. World Cancer Report. International Agency for Research in Cancer. WHO. [Last updated on 2015; Last cited on 2015 Oct 05]..
• who.int. Cancer. World Health Organization. [Last updated on 2015 Feb; Last cited on 2015 Oct 05]. 8. Parkin DM, Bray F, Ferlay J, Pisani
P. Global cancer statistics, 2002. CA Cancer J Clin. 2005;55:74–108

• Keyvani V, Kerachian MA. The effect of fasting on the important molecular mechanisms related to cancer treatment. J Fasting
Health. 2014;2:113–8.

• De Lorenzo MS, Baljinnyam E, Vatner DE, Abarzúa P, Vatner SF, Rabson AB. Caloric restriction reduces growth of mammary tumors and
metastases. Carcinogenesis. 2011;32:1381–7.

• Mukherjee P, El-Abbadi MM, Kasperzyk JL, Ranes MK, Seyfried TN. Dietary restriction reduces angiogenesis and growth in an orthotopic
mouse brain tumour model. Br J Cancer. 2002;86:1615–21.

• Caso J, Masko EM, Ii JA, Poulton SH, Dewhirst M, Pizzo SV, et al. The effect of carbohydrate restriction on prostate cancer tumor growth
in a castrate mouse xenograft odel. Prostate. 2013;73:449–54

• Brandhorst S, Choi IY, Wei M, Cheng CW, Sedrakyan S, Navarrete G, et al. A periodic diet that mimics fasting promotes multi-system
regeneration, enhanced cognitive performance, and healthspan. Cell Metab.2015;22:86–99.

• Lee C, Raffaghello L, Brandhorst S, Safdie FM, Bianchi G, Martin-Montalvo A, et al. Fasting cycles retard growth of tumors and sensitize a
range of cancer cell types to chemotherapy. Sci Transl Med.2012;4:124ra27.
JEJUM E CÂNCER

Possíveis efeitos preventivos;


Redução no desenvolvimento ou na
progressão de alguns tipos de câncer.

↓ de 30% de IGF1 e 60% de glicose.

IGF1 – mitose celular.

↑ de 5 a 6 X de IGFBP-1.
Cell Metab. 2014;19(2):181-92.
Proc Natl Acad Sci U S A. 2014;111(47):16647-53.
JEJUM PERIÓDICO E QUIMIOTERAPIA

Jejum periódico

Ciclos de jejum – eficaz no aumento do


índice quimioterapêutico.

Cell Metab. Author manuscript; available in PMC 2015 February 4.br


↓ glicose: proteção de células normais.
JEJUM INTERMITENTE E SACIEDADE

Alterações na concentração hipotalâmica


de norepinefrina e na expressão de
neuropeptídio Y;

↑ da grelina.

GOTTHARDT, J. D. et al. Intermittent Fasting Promotes Fat Loss with Lean Mass Retention,
Increased Hypothalamic Norepinephrine Content, and Increased Neuropeptide Y Gene
Expression in Diet-Induced Obese Male Mice. Endocrinology, [S.l.], p.en 2015, 2015.
Redução na inflamação!

Vasconcelos et al. Journal of Neuroinflammation 2014, 11:85.


Liberação de TNF-α = estimula aumento
de 60 vezes na produção de IL-6.
 A restrição calórica diária aumenta a produção de citocinas por
macrófagos do tecido adiposo e os efeitos benéficos da perda de peso se tornam
aparentes somente no estado eucalórico.

O paciente continuará inflamado até que a dieta


esteja normocalórica!
Snel, Marieke, et al. "Immediate and long-term effects of addition of exercise to a 16-week very low calorie diet on low-grade inflammation in
obese, insulin-dependent type 2 diabetic patients." Food and Chemical Toxicology 49.12 (2011): 3104-3111.
JEJUM E ARTRITE REUMATOIDE

de jejum em dias intercalados.

Permanência dos resultados.

Scandinavian Journal of Rheumatology [2001, 30(1):1-10]


Scandinavian Journal of Rheumatology [2001, 30(1):1-10]
JEJUM E SAÚDE ÓSSEA

Ther Adv Endocrinol Metab. 2015;6:223–32.


• JI afeta a secreção do hormônio da paratireoide melhorando a saúde óssea.
JEJUM E SAÚDE ÓSSEA

Ther Adv Endocrinol Metab. 2015;6:223–32.


COGNITIVO E SISTEMA NERVOSO CENTRAL

Escassez alimentar = melhora


cognitiva para buscar comida.
JEJUM E CÉREBRO
Aumenta plasticidade sináptica.

↑do BDNF – Fator neurotrófico


derivado do cérebro.
Hipocampo

BDNF
 Crescimento e manutenção de dendritos e sinapses;

 ↑produção e sobrevivência de novos neurônios;

 Protege da demência e declínio mental associado à idade.


J Neurosci. 2002 Apr 15;22(8):3251-61.
Hipocampo

BDNF

BDNF e HUMOR – Efeito antidepressivo.

J Neurosci. 2002 Apr 15;22(8):3251-61.


PREJUÍZO COGNITIVO?

Favorece o envelhecimento
saudável do cérebro e
prevenção contra doenças
neurodegenerativas.
Ageing Res Rev. 2006;5(3):332-53.
Cell Metab. 2014;19(2):181-92.
Proc Natl Acad Sci U S A. 2014;111(47):16647-53.
JEJUM

Efeitos metabólicos adaptativos


semelhantes ao de um treinamento
físico para o SNC

PRAAG, H. van et al. The Journal of Neuroscience, [S.l.], v.34, n.46, p.15139 15149, 2014.
JEJUM E SÍNDROME METABÓLICA
Jejum - ↑ da sensibilidade à
insulina.

Cell Metab. 2014;19(2):181-92.


Proc Natl Acad Sci U S A. 2014;111(47):16647-53.

Jejum periódico - ↑ da sensibilidade


à insulina, estimula a lipólise e ↓ a
pressão arterial.

Klempel et al, 2013. ; Varady et al., 2009.


8 homens saudáveis
Idade: 25 anos
IMC: 25,7 ± 0,4 kg / m 2
Durante a alimentação: consumo habitual

J Appl Physiol 99: 2128 –2136, 2005


RESULTADOS

• Manutenção do glicogênio muscular;

• ↑ de adiponectina por expressão gênica = ↑ de PPAR-γ;

• Ativação de AMPK - GLUT4 nas células musculares;

• PPAR-γ e adiponectina : sensibilizadores da insulina.

J Appl Physiol 99: 2128 –2136, 2005


MORAES, Ruan Carlos Macêdo de.
Impactos de uma estratégia de jejum intermitente associada a treinamento de endurance na composição corporal e desempenho físico de
ratos wistar. 2016. 60 f. Dissertação(Mestrado em Educação Física) - Programa de Pós-Graduação em Educação Física, Universidade Federal do
Triângulo Mineiro, Uberaba, 2016.
JI E EXERCÍCIO
AUMENTO DO TAM
AUMENTO DE COLESTEROL HDL
AUMENTO DA CITRATO SINTASE NO JI + EX
LACTATO

v
CONTROLE DE PESO CORPORAL

 Intermitente
 Intermitente x restrição
calórica
 Intermitente x controle
 Perda de peso e gordura corporal;
 ↓nos níveis de LDLc e triglicerídeos;
 Manutenção/aumento nos níveis de HDLc;
 ↑no tamanho das partículas de LDLc;
 ↓ nos níveis de insulina;
 Manutenção na taxa de metabolismo de
repouso;
 Ausência de efeitos adversos.
Atan MB. Effect of low-fat diets on plasma high-density lipoprotein concentrations. Am J Clin Nutr. 1998;67(3 Suppl):573S-576S.

Bueno NB, et al. Very-low-carbohydrate ketogenic diet v. low-fat diet for long-term weight loss: a meta-analysis of randomised controlled trials.
Br J Nutr. 2013;110(7):1178-87.

Schwingshackl L, Hoffmann G. Comparison of effects of long-term low-fat vs high-fat diets on blood lipid levels in overweight or obese patients: a
systematic review and meta-analysis. J Acad Nutr Diet. 2013;113(12):1640-61.

Schwingshackl L, Hoffmann G. Comparison of the long-term effects of high-fat v. low-fat diet consumption on cardiometabolic risk factors in
subjects with abnormal glucose metabolism: a systematic review and meta-analysis. Br J Nutr. 2014;111(12):2047-58.
1) Aumento na secreção de hormônio do crescimento (GH) , o qual está associado ao
aumento da massa magra e à redução na gordura corporal.
J Clin Invest. 1988;81(4):968-75.
Ann Intern Med. 2008;148(10):747-58.
2011;21(3):113-23.
2) Aumento na utilização de gordura armazenada no tecido adiposo.
J Clin Endocrinol Metab. 2011;96(8):E1293-7.
Am J Clin Nutr. 2000;71(6):1511-5.
3) Aumento na termogênese (produção de calor).
Am J Clin Nutr. 2000;71(6):1511-5.
Diabetes. 1998;47(2):298-302.
31 das 40 publicações envolvidas "jejum
intermitente" de períodos de 1-7 dias de
restrição energética severa.

Jejum intermitente representa, uma válida -


ainda que, aparentemente, não superior -
opção de restrição de energia contínua para
perda de peso.

Opção de restrição de energia contínua


para perda de peso.
PLoS One. 2016; 11(1): e0145157.
Jejum intermitente de 24h, dias alternados.

Ao final de 22 dias, houve perda de peso de 2,5% e perda de gordura


corporal de 4%.

Outros resultados positivos:


• Manutenção na taxa de metabolismo de repouso;
• aumento na oxidação de gordura;
• redução nos níveis de insulina (-57%);
• aumento no HDLc (mulheres);
• redução nos triglicerídeos (homens).
• participantes foram orientados a dobrar a ingestão alimentar habitual
nos dias em que não estavam praticando o jejum, com o intuito de
manterem o peso inicial — e mesmo assim houve perda de peso.
• Obs: não conseguiram comer o dobro.

AM J CLIN NUTR. 2005 JAN;81(1):69-73.


 8 homens;
 8 mulheres;
 IMC: 20 a 30kg/m2;
 22 dias de jejum em dias
alternados.
 ↓ da insulina em homens.
 Expressão de SIRT1 e CPT1. A perda de peso média foi de 2,1 kg.

OBES RES. 2005 MAR;13(3):574-81.


 Estudo em obesos;
 Duração: 8 semanas;
 Protocolo de jejum intermitente
em dias alternados.
 Dias de jejum: 25% das
necessidades energéticas. ↓ de 5,6 kg de peso corporal.
 Dias normais: podiam comer de ↓ nos níveis de LDLc, triglicerídeos e
forma irrestrita. pressão arterial sistólica, sem
alterações no HDLc.

AM J CLIN NUTR. 2009 NOV;90(5):1138-43


EX: 8 dias
Consumo habitual: 2000 kcal por dia –16.000 kcal
Consumo intermitente 3000 kcal por dia alimentado (50% a mais) –
12.000 kcal.
DÉFICT ENERGÉTICO

SERÁ QUE EMAGRECERAM PORQUE NÃO


CONSEGUIRAM ATINGIR O CONSUMO ENERGÉTICO
HABITUAL QUANDO CONSUMIDO DIARIAMENTE?
Estudo que comparou restrição calórica contínua com intermitente.

Maior comparação randomizada intermitente vs. restrição energética


contínua em seres humanos.

Int J Obes (Lond). 2011 May;35(5):714-27


Os pesquisadores dividiram mulheres pré-menopausa em 2 grupos:
RESTRIÇÃO DE 25% - tanto na hipocalórica quanto jejum intermitente
(protocolo 5:2)

O estudo durou 6 meses!


Resultados: melhoras comparáveis, em ambos os grupos, no que diz
respeito à proteína C-reativa, LDLc, triglicerídeos, pressão arterial e
leptina.

Int J Obes (Lond). 2011 May;35(5):714-27


O jejum em 2 dias da semana apresentou reduções mais
significativas nos marcadores de resistência à insulina e
peso.

Int J Obes (Lond). 2011 May;35(5):714-27


Mulheres com sobrepeso;
N = 115;
Idades: entre 20 e 69 anos;
História familiar de câncer de mama;
Restrição global de energia de 25%, restrição calórica diária
ou intermitente;
Protocolo 5: 2 dias consecutivos por semana;
Intermitente - 70% de restrição energética e máximo 40g de carboidratos;
Período de perda de peso de 3 meses;
1 mês de manutenção do peso.

Resultado:
- Grupo intermitente – restringiu 15% e diário 25%;
- Melhor adesão na dieta contínua;
- ↓ de peso e resistência à insulina
- Durante a fase de manutenção do peso, grupo intermitente manteve as reduções de
resistência à insulina e peso.
- No curto prazo, intermitente é superior a Restrição calórica diária no que diz respeito à
melhoria da sensibilidade à insulina e a redução da gordura corporal.
BR J NUTR. 2013 OCT;110(8):1534-47.
Grupo intermitente manteve as reduções de resistência à
insulina e peso.
No curto prazo, intermitente é superior a Restrição
calórica diária no que diz respeito à melhoria da
sensibilidade à insulina e a redução da gordura corporal.

BR J NUTR. 2013 OCT;110(8):1534-47.


Perda de peso superior em comparação com dietas de restrição
calórica e redução comparável em massa gorda.
INTERMITENTE X CONTROLE
Ratos com 8 semanas de vida;
Divididos em dois grandes grupos:
- JI dias intercalados, 24h jejum total e 24h ad libitum;
- Grupo controle ad libitum.

Após as três semanas:


- Grupo controle: 11% mais peso;
- Os animais do JI conseguiram consumir 80% do consumo do
controle;
- 50% menos acesso à comida – 80% do consumo alimentar =
hiperfagia.

Endocrinology. 2014;155(7):2456-66.
Indivíduos com IMC variando de 20 a 29,9 kg/m2 foram
divididos em 2 grupos:
- Jejum intermitente;
- Controle (ad libitum).

 O jejum realizado em dias alternados (25% ad libitum);


 ↓ de leptina e ↑ das partículas de LDLc.

Nutr J. 2013 Nov 12;12(1):146


em
Parece não afetar a ATLETAS
performance,
DESDE DE QUE...
J Strength Cond Res. 2009 Dec;23(9):2702-9.
...respeite o plano de treinos, a ingestão Br J Sports Med. 2010 Jun;44(7):490-4.
adequada de calorias e nutrientes, J Hum Kinet. 2011 Sep;29:79-91.
J Sports Sci. 2012;30 Suppl 1:S53-73
descanso, hidratação
JI e Rendimento Físico
The effects of Ramadan intermittent fasting on
Chaouachi, Anis, et al. "

athletic performance: Recommendations for the maintenance


of physical fitness." Journal of sports sciences 30.sup1 (2012): S53-S73.

“Os atletas que mantêm a sua energia total e ingestão de macronutrientes,


carga de treinamento, composição corporal, duração e qualidade do sono
não são suscetíveis a sofrer quaisquer diminuições substanciais no
desempenho durante o Ramadã. ”
TREINO RESISTIDO EM JEJUM...

TRABELSI, K. et al. Effect of fed-versus fasted state resistance training during Ramadan on
body composition and selected metabolic parameters in bodybuilders. Journal of the
International Society of Sports Nutrition, [S.l.], v.10, n.1, p.23, 2013
TREINO EM JEJUM E OXIDAÇÃO LIPÍDICA

Jovens treinados ao realizar exercício aeróbio após jejum noturno, apresentaram


24 horas após a atividade um maior consumo de energia através
da oxidação de lipídios que quando realizam exercício após alimentados.

IWAYAMA, K. et al. Transient energy deficit induced by exercise increases 24-h fat
oxidation in young trained men. Journal of Applied Physiology, [S.l.], v.118, n.1, p.80 85,
2015.
EXERCÍCIO FÍSICO EM JEJUM?
MORAES, Ruan Carlos Macêdo de.
Impactos de uma estratégia de jejum intermitente associada a treinamento de endurance na composição corporal e desempenho físico de
ratos wistar. 2016. 60 f. Dissertação(Mestrado em Educação Física) - Programa de Pós-Graduação em Educação Física, Universidade Federal do
Triângulo Mineiro, Uberaba, 2016.
JI E EXERCÍCIO
RESULTADOS

JI

JI+ EX
RESULTADOS

↑ da gordura marrom nos


grupos JI e JI + Exercício;
↑ no metabolismo de
gorduras;

↓ da gordura
visceral.
QUANDO REALIZAR O JEJUM
INTERMITENTE?
• É a primeira opção de tratamento?
• PESO: vantagens em relação à Restrição contínua
• Alternativas convencionais não funcionam (resposta metabólica ou por
baixa adesão)
• Efeito platô
• Sinais de mitocondriopatias (Fibromialgia, fadiga crônica e insônia)
• Artrite reumatóide, déficit cognitivo, resistência à insulina, diabetes II
• Quando o paciente sente necessidade de cho a cada 3 horas.
• Colesterol HDL reduzido
• Longevidade e saúde
POR QUANTO TEMPO?
• Estudos – 4 semanas a 12 meses.
• Relatos – 3 anos de jejum intermitente

• DEPENDE DO OBJETIVO:
• Emagrecimento – até atingir o peso e depois reduzir a frequência
do jejum
• Benefícios do jejum em pessoas magras – 2 a 3 vezes por semana
por ex,
QUESTÕES PARA TRIAGEM PARA JEJUM INTERMITENTE.
• Tendência para hipoglicemia
• Acostumado a consumir carboidratos a cada 3 horas?
• Doenças pré existentes (diabetes tipo 1)
• Diabetes tipo 2 como medicação
• Atividade laboral (cuida crianças? Opera máquinas?)
• Alterações tireoidianas?
• Tendência para distúrbios alimentares (atitudes purgativas, histórico
de dietas restritas, insatisfação corporal extrema, distúrbios de
imagem corporal)
• Baixo peso? Objetiva hipertrofia muscular?
EXAMES BIOQUÍMICOS PRÉ E PÓS

Função renal, tireoidiana, CPK ou CK, glicose, insulina em jejum, IGF-1,

LDL, HDL, Triglicerídeos, VLDL


PROTOCOLOS
 Jejum periódico: 1 a 3 semanas de 1 a 3 vezes por ano – em internação
hospitalar.

 Jejum intermitente:
Não há padronização de um protocolo.
DIAS ALTERNADOS

Dias alternados de 20 a 24 horas de jejum/ restrição calórica severa


até 25% das necessidades;
Período de alimentação: irrestrito (ad libitum) ou conforme
necessidades nutricionais.
DIAS ALTERNADOS - 50%

Restrição calórica leve alternada com restrição de 50%;


Ex:
FED (dia de jejum) 400-600  kcal / dia;
FAD (dia alimentado) 1500-1800  kcal /dia.
PROTOCOLO 5:2

5 dias consumo irrestrito, conforme


NET ou 15% de restrição.
2 dias de restrição severa (até 30%
da NET);
Pode ser seguida (segunda e terça)
ou preferencialmente;
Espaçada (terça e sexta).
PROTOCOLOS 6:1

6 dias com restrição de 30%;


1 dia com restrição severa (10% a 25%do NET).
PROTOCOLO POPULAR 20/4

20 horas de jejum e 4 horas de janela alimentar à noite.

Sem estudos científicos...


PROTOCOLO POPULAR

Jejum de 16 Horas, 4 horas de proteínas e 4 horas à vontade.

Sem estudos científicos...


PROTOCOLO 16:8

Jejum de 16 horas;
Janela alimentar de 8 horas;
Mais comum – aproveitar jejum
noturno;
Na prática é o mais utilizado.
MAIS COMUM E MAIOR ADESÃO – JEJUM DE 16 HORAS
EXEMPLO

1) Jejum de 16 horas com janela alimentar de 6 a 8 horas.

Exemplos:
Jejum das 20:00h às 12:00 do dia seguinte.
Alimentação das 12:00 às 20:00h.

2) Para quem não consegue ficar sem café da manhã:


Alimentação das 08:00h às 16:00h.
Jejum das 16:00h às 08:00h do dia seguinte.

EXEMPLO DE CARDÁPIO!
Período crítico – 3 a 6 semanas.
16 horas – 7 dias

(Harvie et ai, 2011. ; Johnson et ai, 2007).


ADAPTAÇÃO AO JEJUM DE 16 HORAS
ADAPTAÇÃO AO JEJUM DE 16 HORAS

• Ficar 3 horas sem comer antes de dormir

• Ao acordar esperar o máximo possível para tomar o café da manhã

• Espaçar as refeições.

• Até o almoço consumir somente proteína e gordura


O QUE CONSUMIR NO PERÍODO DE

JEJUM?
• Água
• Chá
• Água saborizada
• Café
O QUE CONSUMIR NO
PERÍODO DE ALIMENTAÇÃO?
1. Depende do protocolo;
2. Ad libitum ou com restrição;
3. A restrição deverá ser “calculada”;
4. A maior densidade nutritiva proteica
possível.
EFEITOS NO INÍCIO DO JEJUM...

ABSTINÊNCIA DO AÇÚCAR;
Hipoglicemia;
Tontura;
Fraqueza;
Enjoo;
Cansaço;
Insônia;
Irritabilidade;
Agressividade;
Baixo rendimento na atividade física de resistência e força.
OUTROS POSSÍVEIS EFEITOS

Desconforto intestinal;
Distensão abdominal;
Sono de má qualidade;
Carências nutricionais (quando não bem planejado)
Hoddy et al. Nutrition Journal (2015) 14:44.
Em longo prazo de alimentação intermitente, mas não a restrição
calórica, conduz a desequilíbrio redox, a nitração do receptor de
insulina, e a intolerância à glicose.
Nitração é promovido por
peroxinitrito, o produto da reação
de radicais superóxido e o óxido
nítrico.

Associar exercício físico e


estratégias antioxidantes.
JEJUM INTERMITENTE 24H E
ALTERAÇÃO DE
NEUROTRANSMISSORES

Chausse B, Solon C, Caldeira da Silva CC, Masselli Dos Reis IG, Manchado-Gobatto FB, Gobatto CA, et al. Intermittent fasting induces
hypothalamic modifications resulting in low feeding efficiency, low body mass and overeating. Endocrinology. 2014;155(7):2456-66.
Hiperfagia compensatória.

↑ nos neurotransmissores AGRP e NPY, responsáveis


por estimular o apetite.
• Jejum reduz leptina.
• Leptina suprime a atividade dos neurônios que
produzem NPY/AGRP.

• Jejum intermitente promove alterações na função


hipotalâmica.
Chausse B, Solon C, Caldeira da Silva CC, Masselli Dos Reis IG, Manchado-Gobatto FB, Gobatto CA, et al. Intermittent fasting induces
hypothalamic modifications resulting in low feeding efficiency, low body mass and overeating. Endocrinology. 2014;155(7):2456-66.
Fome severa foi associada com um risco
aumentado de menstruação
irregular.

M.E. Skaznik-Wikiel, A.J. Polotsky / Maturitas 79 (2014) 275–278.


Estudo relatou que as mulheres na fase rápida de perda de peso após
cirurgia bariátrica apresentam anovulação transitória,
presumivelmente devido à baixa disponibilidade de energia.

M.E. Skaznik-Wikiel, A.J. Polotsky / Maturitas 79 (2014) 275–278.


JI E REPRODUÇÃO SEXUAL

Kumar S, Kaur G (2013) Intermittent Fasting Dietary Restriction Regimen Negatively Influences Reproduction in Young Rats: A Study
of Hypothalamo-Hypophysial-Gonadal Axis. PLoS ONE 8(1): e52416. doi:10.1371/journal.pone.0052416
http://journals.plos.org/plosone/article?id=info:doi/10.1371/journal.pone.0052416.
Table 2. Summarized results showing parameters studied and the comparison between AL fed and IF-DR animals.

Infertilidade?

Kumar S, Kaur G (2013) Intermittent Fasting Dietary Restriction Regimen Negatively Influences Reproduction in Young Rats: A Study
of Hypothalamo-Hypophysial-Gonadal Axis. PLoS ONE 8(1): e52416. doi:10.1371/journal.pone.0052416
http://journals.plos.org/plosone/article?id=info:doi/10.1371/journal.pone.0052416.
RESPOSTA IMUNOLÓGICA
DIMINUIÇÃO SIGNIFICATIVA NO NÍVEL DE IGG OBSERVADA
DURANTE O RAMADÃ

Ther Adv Endocrinol Metab. 2015


October;6(5):223-232.
CONTRAINDICAÇÕES
Tendência para distúrbios alimentares!

Fobia ao alimento em busca do corpo perfeito.


ESTUDO QUE NÃO ENCONTROU RELAÇÃO

Nutrition Journal201514:44.
ESTUDOS RAMADÃ

Crianças
Piora da capacidade física para prática de atividade física.

Adolescentes
Pouquíssimas alterações.
JI RAMADÃ EM GESTANTES

• Impactos profundos sobre o desenvolvimento fetal e


placentário.

• Crescimento fetal pode ocorrer comprometimento


no transporte placentário de aminoácidos.

Physiology 2014 (London, UK) (2014) Proc Physiol Soc 31, PCB105
• Atletas (?).
• Quando o objetivo é hipertrofia muscular.
• Pacientes com diabetes insulino dependentes.
• Tendência para hipoglicemia.
• Bariátricos (?).
• Pacientes com distúrbios gástricos.
• Idosos acima de 70 anos.
• Baixo peso.
• Medicamentos hipotensores.
• Tendência para efeito sanfona.
•Pacientes imunodeprimidos
Como seria a resposta
na realimentação?

The American journal of clinical nutrition 102.2 (2015): 464-470.


Biochimie 124 (2016) 187e197
Variabilidade
fenotípica.

Acompanhamento
do paciente.
Individualidade
bioquímica.
Órgãos
regulamentadores.
www.institutoanapaulapujol.com.br