Você está na página 1de 442

Manual de diagnóstico elétrico dos

modelos Softail Harley-Davidson ano


2011
99498-11BR
©2010 H-D.
AVISO IMPORTANTE

As motocicletas Harley-Davidson atendem todos os padrões federais de segurança de veículos a


motor dos EUA e as normas da agência de proteção ambiental (EPA) dos EUA em vigor na data da
fabricação.

Para manter a segurança, a confiabilidade e o desempenho do controle de emissões e ruídos, é


essencial seguir os procedimentos, as especificações e as instruções de serviço deste manual.

Qualquer substituição, alteração ou ajuste do sistema de emissão e dos componentes do controle de


ruídos fora das especificações da fábrica podem ser legalmente proíbidas.

Harley-Davidson Motor Company


Manual de diagnóstico
elétrico dos modelos Softail
Harley-Davidson ano 2011

©2010 H-D.
TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
99498-11BR

Impresso nos EUA

VISITE O WEB SITE DA HARLEY-DAVIDSON


http://www.harley-davidson.com
Blank Text Here
COMENTÁRIOS DO LEITOR
Blank Text Here
O departamento de comunicações de serviço da Harley-Davidson mantém um esforço permanente para a
melhoria da qualidade e a utilidade de suas publicações. Para que isto seja mais efetivo, precisamos dos
comentários do usuário: sua avaliação crítica deste manual.

Comente a abrangência, a precisão, a organização, a funcionalidade e a legibilidade deste manual.


Corte aqui

Indique a página, o item e o número da peça de todo erro que você encontrar neste manual.

Diga-nos como podemos melhorar esta publicação.

Ocupação:

Nome: Concessionária:

Rua: Departamento:

Cidade: Estado: CEP:


Corte aqui

Manual de diagnóstico elétrico dos modelos Softail Harley-Davidson ano 2011 (99498-11BR)
Recorte e envie para:
Service Communications Department
Harley-Davidson Motor Company
P.O. Box 653
Milwaukee, WI 53201 EUA
NOTAS
SOBRE ESTE MANUAL
INFORMAÇÕES GERAIS Ocasionalmente, a limpeza acaba revelando as origens de um
problema. Antes de iniciar o trabalho, devem-se reunir todas
Este Manual de serviço de diagnóstico elétrico foi preparado as peças, instrumentos e componentes necessários. Inter-
tendo-se em mente duas finalidades. Em primeiro lugar, ele romper um trabalho para localizar ferramentas ou peças é uma
vai familiarizar o usuário com a construção do produto Harley- perturbação e acaba causando uma perda de tempo desne-
Davidson e vai ajudar na execução dos reparos. Em segundo cessária.
lugar, vai apresentar aos técnicos profissionais da Harley-
Davidson os mais recentes métodos de diagnóstico testados NOTAS
em campo e aprovados pela fábrica. Nós acreditamos, since- • Para evitar uma desmontagem desnecessária, leia com
ramente, que este Manual tornará seu relacionamento com atenção todas as informações relativas à manutenção
os produtos Harley-Davidson mais agradável e lucrativo. antes de iniciar o serviço de reparo.

COMO USAR O MANUAL DE SERVIÇO • Nas legendas das figuras, o número que vem após o nome
de uma peça indica a quantidade necessária para um
Consulte na tabela abaixo o layout do conteúdo deste manual. conjunto completo.

N.o CAPÍTULO • Ao fazer manutenção de um veículo, equipado com o


Sistema de Segurança Smart Harley-Davidson (H-DSSS),
1 Informações gerais você deve primeiro desativar o sistema de segurança.
2 Diagnóstico inicial e dados seriais Mantenha o controle remoto bem próximo do veículo, ou
use o Digital Technician II para desabilitar o sistema de
3 Partida e carga
segurança enquanto o veículo está em manutenção e
4 Instrumentos reabilite o sistema quando concluir o serviço.
5 Acessórios, buzina, iluminação e segurança
BOLETINS DE SERVIÇO
6 Gerenciamento do motor
Além das informações apresentadas neste manual, a Harley-
7 ABS Davidson Motor Company enviará periodicamente Boletins de
A Apêndice A – Reparação de conectores serviço aos concessionários Harley-Davidson. Os Boletins de
Serviço trazem as alterações técnicas provisórias e infor-
B Apêndice B – Fiação
mações suplementares. Consulte os Boletins de serviço para

PREFÁCIO
C Apêndice C – Conversões manter-se sempre bem informado e atualizado em relação ao
D Apêndice D – Glossário produto.

Para localizar rapidamente os assuntos, use o ÍNDICE (que


USE PEÇAS DE REPOSIÇÃO GENUÍNAS
vem depois deste PREFÁCIO) e o ÍNDICE ALFABÉTICO (na
parte de trás deste manual). Os capítulos e tópicos deste
manual estão numerados seqüencialmente para facilitar as
consultas. As peças e os acessórios da Harley-Davidson são proje-
tados para as motocicletas Harley-Davidson. O uso de
Por exemplo, a referência cruzada 2.2 ESPECIFICAÇÕES peças e de acessórios não originais da Harley-Davidson
refere-se ao capítulo 2 CHASSI, subtítulo 2.2 ESPECIFI- poderá afetar negativamente o desempenho, a estabilidade
CAÇÕES. ou a dirigibilidade, o que poderá resultar em morte ou
Para que se tenha uma referência fácil e rápida, todas as lesões graves. (00001b)
páginas têm um número de capítulo seguido de um número Para obter reparos satisfatórios e duradouros, siga cuidadosa-
de página. Por exemplo, a indicação página 3-5 refere-se à mente as instruções do Manual de serviço e somente use
página 5, capítulo 3. peças de reposição Harley-Davidson genuínas. Por trás do
Uma série de acrônimos e abreviaturas são usadas neste emblema com as palavras GENUINE HARLEY-DAVIDSON
documento. Para uma lista de acrônimos, abreviaturas e defi- temos mais de 100 anos de experiência em criação, pesquisas,
nições, veja D.1 GLOSSÁRIO. produção, testes e inspeção. Aí está a garantia de que as
peças que você está usando vão atender à necessidade, fun-
PREPARAÇÃO PARA A MANUTENÇÃO cionar bem e durar mais.

ADVERTÊNCIAS E CUIDADOS
As declarações neste manual, precedidas pelas palavras a
Desligue o motor ao reabastecer ou consertar o sistema seguir, têm uma relevância especial.
de combustível. Não fume nem permita chamas ou faíscas
perto da gasolina. A gasolina é extremamente inflamável
e altamente explosiva, o que poderá resultar em morte ou
lesões graves. (00002a) ATENÇÃO indica uma situação potencialmente perigosa
Para um eficiente serviço de manutenção, é muito importante que se não for evitada, poderá resultar em morte ou lesões
uma boa preparação. Uma área de trabalho limpa, no começo graves. (00119a)
de cada tarefa, lhe permitirá fazer o reparo o mais fácil e rapi-
damente possível, e reduzirá a incidência de extravio de ferra-
mentas e peças. Uma motocicleta, que esteja excessivamente
suja, deve ser limpa antes de se iniciar qualquer trabalho.

I
Quando este manual faz referência a um nome de marca
específico para produto, ferramenta ou instrumento, um pro-
duto, ferramenta ou instrumento equivalente pode ser substi-
CUIDADO indica uma situação potencialmente perigosa
tuído.
que se não for evitada, poderá resultar em lesões
pequenas ou moderadas. (00139a) Produtos Kent-Moore
Todas as ferramentas mencionadas neste manual com prefácio
“HD”, “J” ou “B” devem ser encomendadas através da SPX
AVISO indica uma situação potencialmente perigosa que, Kent-Moore. Para informações sobre encomendas ou devo-
se não for evitada, poderá resultar em danos materiais. luções de produtos, garantia ou outras, visite www.spx.com.
(00140b) Produtos de vedação e trava-roscas Loctite
NOTA Alguns procedimentos neste manual pedem o uso de produtos
Loctite. Se você tiver perguntas sobre o uso do produto Loctite
Refere-se a informações importantes e é colocada em itálico.
ou a localização de varejistas/atacadistas, por favor, entre em
Recomenda-se que você preste atenção especial a estes itens.
contato com a Loctite Corp. em www.loctite.com.
Serviço e reparos corretos são importantes para a operação
segura e confiável de todos os produtos mecânicos. Os proce- MARCAS REGISTRADAS DE PRODUTOS
dimentos de serviço recomendados e descritos neste manual Apple, Alcantara S.p.A., Allen, Amp Multilock, Bluetooth,
são métodos eficazes para a realização das operações de Brembo, Delphi, Deutsch, Dunlop, Dynojet, Fluke, G.E. Versi-
serviço. lube, Garmin, Gunk, Hydroseal, Hylomar, iPhone, iPod, Kevlar,
Lexan, Loctite, Lubriplate, Keps, K&N, Magnaflux, Marson
Thread-Setter Tool Kit, MAXI fuse, Molex, Michelin, MPZ,
Multilock, nano, NGK, Novus, Packard, Pirelli, Permatex, Phi-
Sempre use proteção adequada dos olhos ao usar mar- lips, PJ1, Pozidriv, Robinair, S100, Sems, Snap-on, Teflon,
telos, eixos ou prensas hidráulicas, saca-engrenagem, Threadlocker, Torca, Torco, TORX, Tufoil, Tyco, Ultratorch,
compressores da mola, martelos deslizantes e ferramentas Velcro, X-Acto, XM Satellite Radio e zumo estão entre as
similares. Peças que saltam subitamente podem causar marcas registradas de seus respectivos proprietários.
morte ou lesões graves. (00496b)
Algumas destas operações de serviço exigem o uso de ferra-
H-D MICHIGAN, INC. INFORMAÇÕES DE
mentas especialmente projetadas para este fim. Estas ferra- MARCAS REGISTRADAS
mentas especiais devem ser usadas forma e conforme reco-
Harley, Harley-Davidson, H-D, Bar & Shield, Cross Bones,
mendado. É importante notar que este manual traz algumas
Digital Tech, Digital Technician, Digital Technician II, Dyna,
advertências contra o uso de métodos de serviço específicos
Electra Glide, Evolution, Fat Bob, Fat Boy, Glaze, Gloss, H-D,
que podem danificar a motocicleta ou torná-la insegura.
H-Dnet.com, HD, Harley, Harley-Davidson, Heritage Softail,
Entretanto, é bom lembrar que a lista de advertências não é
Low Rider, Night Rod, Nightster, Night Train, Profile, Revolu-
exaustiva. Medidas de segurança inadequadas podem resultar
tion, Road Glide, Road King, Road Tech, Rocker, Softail,
em morte ou lesões graves.
Sportster, Street Glide, Street Rod, Sun Ray, Sunwash, Tech
Como a Harley-Davidson não poderia possivelmente saber, Link, Twin Cam 88, Twin Cam 88B, Twin Cam 96, Twin Cam
avaliar ou aconselhar o ramo de serviços sobre todas as 96B, Twin Cam 103, Twin Cam 103B, Twin Cam 110, Twin
formas possíveis em que um serviço possa ser executado, ou Cam 110B, Tour-Pak, Screamin’ Eagle, Softail, Super Glide,
das possíveis conseqüências perigosas de cada método, não SYN3, Ultra Classic, V-Rod, VRSC e Harley-Davidson Genuine
fizemos uma avaliação tão ampla. Assim sendo, qualquer Motor Parts e Genuine Motor Accessories são algumas das
pessoa, que adotar um procedimento de serviço ou usar uma marcas comerciais da H-D Michigan, Inc.
ferramenta não recomendada pela Harley-Davidson, deve
primeiro ter toda a garantia de que a segurança dela e do piloto ÍNDICE
não será ameaçada por causa disso. Não seguir este aviso As fotografias, as ilustrações e os procedimentos podem não
poderá resultar em morte ou lesões graves. necessariamente mostrar o modelo ou componente mais atual,
mas baseiam-se nas informações de produção mais recentes
REFERÊNCIAS DE PRODUTO à disposição no momento da publicação.
A Harley-Davidson reserva-se o direito de modificar as espe-
cificações, o equipamento ou o seu projeto a qualquer tempo
Leia e siga as advertências e instruções em todos os sem prévio aviso e sem incorrer em nenhuma obrigação.
produtos. A falta de observância dos avisos de atenção e
cuidado poderá resultar em morte ou lesões graves.
(00470b)

II PREFÁCIO
INFORMAÇÕES GERAIS Componentes...................................................................2-13
Módulo de controle eletrônico (ECM)........................2-13
Velocímetro................................................................2-13
1.1 LOCALIZAÇÃO DE COMPONENTES E BCM...........................................................................2-13
ESPECIFICAÇÕES Módulo ABS...............................................................2-13
Módulos de controle manual.....................................2-13
Especificações....................................................................1-1
Conector do link de dados (DLC)..............................2-14
Localização dos componentes...........................................1-1
DTCs de comunicação e mensagens de erro..................2-14
1.2 FERRAMENTAS DE DIAGNÓSTICO Dicas de diagnóstico.................................................2-14

Como usar ferramentas de diagnóstico..............................1-8 2.3 AUTO-DIAGNÓSTICO DO ODÔMETRO


Testador de ignição HD-26792....................................1-8
Luz de teste do injetor de combustível
INOPERANTE, DTC U0001, U0011 E B2274
HD-34730-2D..............................................................1-8 Descrição e operação.......................................................2-15
Multímetro digital (Fluke 78) HD-39978......................1-9 Dicas de diagnóstico.................................................2-15
Sensor de corrente CA/CC Fluke HD-39617..............1-9 Informações do conector...........................................2-15
Luz de teste IAC HD-41199-3......................................1-9 Auto-diagnóstico do odômetro inoperante, DTC U0001, U0011
Kit de teste do conector do chicote de fios e B2274............................................................................2-17
HD-41404-C..............................................................1-10 1. Teste do barramento CAN em curto......................2-17
Cabo de teste do sensor de velocidade da roda HD-50341 2. Teste do velocímetro.............................................2-17
...................................................................................1-10 3. Teste do ECM........................................................2-17
Breakout box (instrumentos) HD-42682....................1-10 4. Teste do LHCM......................................................2-17
Breakout box (ECM) HD-43876................................1-11 5. Teste do RHCM.....................................................2-17
Breakout box (BCM) HD-50390-1.............................1-11 6. Teste do BCM........................................................2-17
Adaptador de teste do circuito da bobina de ignição 7. Teste do ABS.........................................................2-17
HD-44687..................................................................1-11 8. Teste de curto-circuito com a tensão no circuito do CAN
Breakout box HD-48642 (ABS).................................1-12 alto.............................................................................2-17
Analisador do sistema elétrico e condutância avançada 9. Teste do velocímetro.............................................2-17
da bateria HD-48053.................................................1-12 10. Teste do ECM......................................................2-17
Digital Technician II HD-48650..................................1-12 11. Teste do LHCM....................................................2-18
12. Teste do RHCM...................................................2-18
1.3 DIAGNÓSTICOS E SOLUÇÃO DE 13. Teste do BCM......................................................2-18
PROBLEMAS 14. Teste do ABS.......................................................2-18

ÍNDICE
15. Teste de curto-circuito com o terra no circuito do CAN
Queda de tensão..............................................................1-13 alto.............................................................................2-18
Teste de queda de tensão.........................................1-13 16. Teste do velocímetro...........................................2-18
Teste de firmeza...............................................................1-14 17. Teste do ECM......................................................2-18
Valores dos códigos serviço/hora.....................................1-14 18. Teste do LHCM....................................................2-18
19. Teste do RHCM...................................................2-18
DIAGNÓSTICO INICIAL E DADOS 20. Teste do BCM......................................................2-18
SERIAIS 21. Teste do ABS.......................................................2-18
22. Teste de curto-circuito com a tensão no circuito do
CAN baixo.................................................................2-18
2.1 DIAGNÓSTICO INICIAL 23. Teste do velocímetro...........................................2-18
Descrição e operação.........................................................2-1 24. Teste do ECM......................................................2-19
Recuperação de códigos de problema...............................2-1 25. Teste do LHCM....................................................2-19
Auto-diagnóstico do odômetro............................................2-1 26. Teste do RHCM...................................................2-19
Modo de diagnóstico...................................................2-1 27. Teste do BCM......................................................2-19
Diagnósticos iniciais...........................................................2-1 28. Teste do ABS.......................................................2-19
1. Teste do DTC...........................................................2-1 29. Teste de curto-circuito com o terra no circuito do CAN
2. Teste de funcionamento do odômetro.....................2-1 baixo..........................................................................2-19
3. Teste do odômetro inoperante.................................2-1 30. Teste do velocímetro...........................................2-19
4. Teste de alimentação da bateria.............................2-1 31. Teste do ECM......................................................2-19
5. Teste do motor de partida........................................2-2 32. Teste do LHCM....................................................2-19
6. Teste do LHCM........................................................2-2 33. Teste do RHCM...................................................2-19
Diagnóstico.........................................................................2-2 34. Teste do BCM......................................................2-19
Dicas de diagnóstico...................................................2-2 35. Teste do ABS.......................................................2-19
Tipos de código..................................................................2-9 36. Teste de continuidade do circuito do CAN alto.....2-20
Corrente.....................................................................2-10 37. Teste de continuidade do circuito do CAN baixo..2-20
Histórico.....................................................................2-10 38. Teste de alimentação do velocímetro..................2-20
Códigos de problema múltiplos........................................2-10 39. Teste do terra do velocímetro..............................2-20
Apagamento de DTCs......................................................2-10 40. Teste de alimentação do ECM............................2-20
Lâmpada de segurança....................................................2-10
Lâmpada de verificação do motor....................................2-10 2.4 VEÍCULO SEM ENERGIA OU DTC U0100,
Sintomas...........................................................................2-11 U0121, U0140, U0141, U0142 E U0156
2.2 COMUNICAÇÃO DE DADOS SERIAIS Descrição e operação.......................................................2-21
Dicas de diagnóstico.................................................2-21
Descrição e operação.......................................................2-13

III
ÍNDICE
Informações do conector...........................................2-21 Informações sobre conectores....................................3-4
DTC U0100.......................................................................2-22 Solução de problemas no motor de partida........................3-6
1. Teste de tensão do ECM.......................................2-22 Teste do motor de partida...................................................3-7
2. Teste da alimentação do sistema..........................2-22 1. Teste funcional do sistema de partida.....................3-7
3. Teste do terra do ECM..........................................2-23 2. Teste de ruído..........................................................3-7
4. Teste de continuidade do circuito do CAN alto......2-23 3. Teste o solenóide do motor de partida....................3-7
5. Teste de continuidade do circuito do CAN baixo....2-23 4. Teste de verificação dos DTCs................................3-7
DTC U0121.......................................................................2-23 Nada clica...........................................................................3-8
1. Teste da tensão do ABS........................................2-23 1. Teste da bateria.......................................................3-8
2. Teste do terra do ABS...........................................2-23 2. Teste o fusível..........................................................3-8
3. Teste de continuidade do circuito do CAN alto......2-23 3. Teste o circuito da ignição.......................................3-8
4. Teste de continuidade do circuito do CAN baixo....2-23 4. Teste do circuito do solenóide do motor de
Veículo sem energia, DTC U0140....................................2-23 partida..........................................................................3-8
1. Teste do terra do interruptor da ignição.................2-23 5. Teste de ligação do motor de partida ao terra.........3-8
2. Teste do interruptor da ignição..............................2-24 6. Teste do interruptor ponto morto.............................3-8
3. Teste de acessório do interruptor da ignição.........2-24 7. Teste do circuito do solenóide do motor de
4. Teste do sinal do interruptor da ignição.................2-24 partida..........................................................................3-8
5. Teste de curto-circuito do sinal do interruptor com o 8. Teste do BCM..........................................................3-9
terra...........................................................................2-24 Solenóide do motor de partida clicando.............................3-9
6. Teste de curto do sinal de interruptor da ignição com a 1. Teste da bateria.......................................................3-9
tensão........................................................................2-24 2. Teste de queda de tensão do motor de partida.......3-9
7. Teste do terra do BCM..........................................2-24 3. Teste de queda de tensão no solenóide, no lado do
8. Teste de continuidade do circuito do CAN alto......2-24 motor de partida..........................................................3-9
9. Teste de continuidade do circuito do CAN baixo....2-24 4. Teste de queda de tensão no solenóide do motor de
10. Teste de tensão do BCM.....................................2-24 partida, no lado da bateria...........................................3-9
Controles manuais do lado esquerdo inoperantes, DTC 5. Teste de queda de tensão no circuito de terra do motor
U0141...............................................................................2-24 de partida.....................................................................3-9
1. Teste da tensão do LHCM.....................................2-24 6. Teste de ligação do motor de partida ao terra.........3-9
2. Teste do LHCM......................................................2-25 7. Teste de consumo do motor de partida.................3-10
3. Teste de continuidade do circuito do CAN alto......2-25 8. Teste de emperramento mecânico........................3-10
4. Teste de continuidade do circuito do CAN baixo....2-25 Motor de partida gira, mas não acopla.............................3-10
DTC U0142.......................................................................2-25 1. Teste do pinhão e carcaça da embreagem...........3-10
1. Teste da tensão do RHCM....................................2-25 O motor de partida perde potência ou gira lento demais..3-10
2. Teste do terra do RHCM........................................2-25 1. Teste da bateria.....................................................3-10
3. Teste de continuidade do circuito do CAN alto......2-25 2. Teste de queda de tensão nos terminais do motor de
4. Teste de continuidade do circuito do CAN baixo....2-25 partida........................................................................3-10
DTC U0156.......................................................................2-25 3. Teste de queda de tensão no circuito de terra do motor
1. Teste de tensão do velocímetro............................2-25 de partida...................................................................3-10
2. Teste do terra do velocímetro................................2-25 4. Teste de consumo do motor de partida.................3-10
3. Teste de continuidade do circuito do CAN alto......2-26 5. Teste de queda de tensão no solenóide, no lado do
4. Teste de continuidade do circuito do CAN baixo....2-26 motor de partida........................................................3-11
6. Teste de queda de tensão no solenóide do motor de
PARTIDA E CARGA partida, no lado da bateria.........................................3-11

3.1 TESTE DA BATERIA 3.3 DTC B2121, B2122, B2123 E B2124


Descrição e operação.......................................................3-12
Informações gerais.............................................................3-1
Condições para definição..........................................3-12
Teste de voltímetro.............................................................3-1
Informações sobre o conector...................................3-12
Teste de condutância..........................................................3-1
DTC B2121.......................................................................3-13
Teste de carga....................................................................3-1
1. Teste do circuito do solenóide do motor de
3.2 SISTEMA DE PARTIDA partida........................................................................3-13
2. Teste da tensão de alimentação do solenóide do motor
Descrição e operação.........................................................3-3 de partida...................................................................3-13
Componentes.....................................................................3-3 DTC B2122.......................................................................3-13
Motor de partida..........................................................3-3 1. Teste do circuito do solenóide do motor de
Solenóide do motor de partida....................................3-3 partida........................................................................3-13
Interruptor de parada do motor...................................3-3 2. Teste da tensão de alimentação do solenóide do motor
Interruptor de partida do motor....................................3-3 de partida...................................................................3-13
BCM.............................................................................3-3 DTC B2123.......................................................................3-14
Interruptor da ignição...................................................3-4 1. Teste de continuidade da alimentação do solenóide do
Bateria.........................................................................3-4 Motor de Partida........................................................3-14
Ruído de atrito ou partida irregular..............................3-4 DTC B2124.......................................................................3-14
Valores de código de serviço/tempo............................3-4

IV ÍNDICE
ÍNDICE
1. Teste o solenóide do motor de partida [128].........3-14 Informações sobre conectores..................................3-25
2. Teste do circuito do solenóide do motor de DTC C0562.......................................................................3-27
partida........................................................................3-14 1. Teste da bateria.....................................................3-27
3. Teste de continuidade da alimentação do solenóide do 2. Teste de sistema de carga....................................3-27
motor de partida........................................................3-14 3. Teste da tensão da bateria do ECU do ABS.........3-27
4. Teste de queda de tensão da bateria do ECU do
3.4 TESTE O MOTOR DE PARTIDA NA ABS...........................................................................3-27
MOTOCICLETA 5. Teste de tensão do circuito de terra do ECU do
ABS...........................................................................3-27
Teste de consumo de corrente do motor de partida.........3-15
6. Teste de queda de tensão do fusível principal......3-27
3.5 COMO TESTAR O MOTOR DE PARTIDA 7. Teste de queda de tensão do bloco de fusíveis.....3-27
8. Teste de queda de tensão da alimentação do bloco de
NA BANCADA fusíveis......................................................................3-27
Teste de consumo de corrente com funcionamento livre..3-16 9. Teste de confirmação do reparo............................3-27
Solenóide do motor de partida.........................................3-16 DTC C0563.......................................................................3-28
Teste de retração do solenóide........................................3-16 1. Teste de sistema de carga....................................3-28
Teste de manutenção do solenóide retraído....................3-17 2. Teste de confirmação do reparo............................3-28
Teste de retorno do solenóide..........................................3-17 DTC C1222 e C1223........................................................3-28
1. Teste da tensão da bateria do ECU do ABS.........3-28
3.6 SISTEMA DE CARGA 2. Teste de queda de tensão da bateria do ECU do
Descrição e operação.......................................................3-18 ABS...........................................................................3-28
Alternador..................................................................3-18 3. Teste de confirmação do reparo............................3-28
Regulador de voltagem.............................................3-18
Solução de problemas......................................................3-18
3.8 DTC P0562
Bateria.......................................................................3-18 Descrição e operação.......................................................3-29
Fiação........................................................................3-18 Diagnóstico.......................................................................3-29
Inspeção do regulador de voltagem..........................3-18 Dicas de diagnóstico.................................................3-29
Valores de código de serviço/tempo.........................3-18 Informações sobre o conector...................................3-29
Informações sobre conectores..................................3-18 DTC P0562.......................................................................3-31
Sem carga ou baixa..........................................................3-19 1. Teste da bateria.....................................................3-31
1. Teste da bateria.....................................................3-19 2. Teste de sistema de carga....................................3-31
2. Teste de tensão fora da marcha lenta...................3-19 3. Teste de tensão chaveada do ECM......................3-31
3. Teste de saída de CA............................................3-19 4. Teste de queda de tensão da alimentação do sistema
4. Teste do estator.....................................................3-19 do ECM......................................................................3-31
5. Teste de inspeção do rotor....................................3-20 5. Teste de queda de tensão no circuito de terra do
6. Teste do circuito de alimentação do regulador de ECM...........................................................................3-31
voltagem....................................................................3-20 6. Teste da alimentação do sistema do BCM............3-31
7. Teste do circuito de terra do regulador de 7. Teste da alimentação do BCM..............................3-31
voltagem....................................................................3-20 8. Teste de tensão do fusível principal......................3-31
Sobrecarga.......................................................................3-20 9. Teste de tensão do bloco de fusíveis....................3-32
1. Teste de tensão da bateria....................................3-20 10. Teste de tensão da alimentação do bloco de
2. Teste do circuito de terra do regulador de fusíveis......................................................................3-32
voltagem....................................................................3-20 11. Teste de confirmação do reparo..........................3-32
Bateria fraca depois do interruptor de ignição ficar muito tempo
DESLIGADO.....................................................................3-20 3.9 DTC B2203
1. Teste da bateria.....................................................3-20 Descrição e operação.......................................................3-33
2. Teste de consumo de energia...............................3-20 Informações sobre o conector...................................3-33
A bateria descarregou durante o uso...............................3-21 DTC B2203.......................................................................3-35
1. Teste de consumo total de corrente......................3-21 1. Teste de continuidade da ignição [242B]...............3-35
2. Teste da bateria.....................................................3-21 2. Teste de funcionamento do interruptor da
Teste do processo de carga da bateria............................3-21 ignição.......................................................................3-35
Teste de consumo em miliampères...........................3-21 3. Teste dos ACESSÓRIOS do interruptor da
Teste de saída e consumo total de corrente.............3-22 ignição.......................................................................3-35
Teste do estator.........................................................3-22 4. Teste do interruptor da ignição DESLIGADO........3-35
Teste de saída de CA................................................3-23
3.10 DTC B2206 E B2208
3.7 DTC C0562, C0563, C1222 E C1223 Descrição e operação.......................................................3-36
Descrição e operação.......................................................3-25 DTC B2206.......................................................................3-37
DTC C0562 e C0563.................................................3-25 1. Teste da tensão de alimentação do BCM..............3-37
DTC C1222 e C1223.................................................3-25 2. Teste de tensão do BCM.......................................3-37
Diagnóstico.......................................................................3-25 DTC B2208.......................................................................3-37
Dicas de diagnóstico.................................................3-25 1. Teste de continuidade do BCM para a Terra.........3-37

ÍNDICE V
ÍNDICE
2. Teste de tensão do BCM.......................................3-37 Funções do odômetro parcial inoperantes, DTC B2255.....4-7
1. Teste do odômetro...................................................4-7
3.11 DTC B2271 E B2272 2. Teste “WOW” do velocímetro..................................4-7
Descrição e operação.......................................................3-38 3. Teste do LHCM........................................................4-7
DTC B2271................................................................3-38 4. Teste de alimentação do LHCM..............................4-7
DTC B2272................................................................3-38 5. Teste do terra do LHCM..........................................4-7
Dicas de diagnóstico.................................................3-38 6. Teste do circuito do CAN baixo aberto....................4-7
Informações sobre o conector...................................3-38 7. Teste do circuito do CAN alto aberto.......................4-7
DTC B2271.......................................................................3-40
1. Teste da bateria.....................................................3-40 4.4 SEM ALIMENTAÇÃO NOS
2. Teste de sistema de carga....................................3-40 INSTRUMENTOS, DTC B1200
3. Teste da alimentação do BCM..............................3-40 Descrição e operação.........................................................4-8
4. Teste de tensão do fusível principal......................3-40 Informações do conector.............................................4-8
5. Teste de tensão do bloco de fusíveis....................3-40 Sem alimentação nos instrumentos...................................4-9
6. Teste de tensão da alimentação do bloco de 1. Teste do circuito da bateria ....................................4-9
fusíveis......................................................................3-40 2. Teste de funcionamento dos acessórios.................4-9
7. Teste de confirmação do reparo............................3-40 3. Teste do fusível da bateria....................................4-10
DTC B2272.......................................................................3-40 4. Teste do circuito da bateria que alimenta o
1. Teste de sistema de carga....................................3-40 velocímetro................................................................4-10
2. Teste de confirmação do reparo............................3-40 5. Teste de curto do terra para o circuito da bateria...4-10
6. Teste do circuito de terra.......................................4-10
INSTRUMENTOS DTC B1200.......................................................................4-10
1. Teste de tensão do velocímetro............................4-10
4.1 INSTRUMENTOS 2. Teste do terra do velocímetro................................4-10
Descrição e operação.........................................................4-1
Operação do interruptor de reinicialização do odômetro
4.5 LÂMPADAS INDICADORAS
parcial..........................................................................4-1 Descrição e operação.......................................................4-11
Teoria da operação do velocímetro....................................4-1 Indicador do ABS.......................................................4-11
Diagnóstico dos instrumentos............................................4-1 Lâmpada de segurança.............................................4-11
Lâmpada de verificação do motor.............................4-11
4.2 DTC B1210 E B1211 Lâmpada de bateria baixa.........................................4-11
Descrição e operação.........................................................4-2 Indicador de nível baixo de combustível...................4-11
Informações do conector.............................................4-2 Indicador de ponto morto..........................................4-12
DTC B1210.........................................................................4-4 Indicador da pressão do óleo....................................4-12
1. Teste de tensão no emissor de nível de Indicadores dos piscas..............................................4-12
combustível.................................................................4-4 Indicador de farol alto................................................4-12
2. Teste da bomba de combustível e o emissor..........4-4 Lâmpada indicadora da sexta marcha......................4-12
3. Teste de tensão do indicador de combustível.........4-4 Informações do conector...........................................4-13
4. Teste do circuito do emissor de nível de Lâmpada de pressão do óleo sempre acesa...................4-14
combustível.................................................................4-4 1. Teste de funcionamento da lâmpada de pressão do
5. Teste do circuito do emissor de nível de óleo............................................................................4-14
combustível.................................................................4-4 2. Teste de funcionamento do motor.........................4-14
DTC B1211.........................................................................4-4 3. Teste do sensor de pressão do óleo.....................4-14
1. Teste de tensão no emissor de nível de 4. Teste do circuito de pressão do óleo.....................4-14
combustível.................................................................4-4 5. Teste mecânico......................................................4-14
2. Teste da bomba de combustível e o emissor..........4-5 6. Teste do circuito do pressostato de óleo...............4-14
3. Teste de curto-circuito com a tensão no circuito do 7. Teste do velocímetro.............................................4-14
emissor do nível de combustível.................................4-5 Lâmpada indicadora de pressão do óleo inoperante.......4-15
4. Teste de abertura do circuito do emissor de nível de 1. Teste de funcionamento da lâmpada de pressão do
combustível.................................................................4-5 óleo............................................................................4-15
5. Teste do circuito de terra do indicador de 2. Teste do velocímetro.............................................4-15
combustível.................................................................4-5 3. Teste do circuito de pressão do óleo.....................4-15
6. Teste de resistência do emissor de nível de Lâmpada de ponto morto sempre acesa..........................4-15
combustível.................................................................4-5 1. Teste de funcionamento da lâmpada de ponto
morto.........................................................................4-15
4.3 FUNÇÕES DO ODÔMETRO PARCIAL 2. Teste DTC..............................................................4-15
3. Teste do chicote de fios do indicador....................4-15
INOPERANTES, DTC B2255 Lâmpada de ponto morto inoperante...............................4-16
Descrição e operação.........................................................4-6 1. Teste de funcionamento da lâmpada de ponto
Interruptor de reinicialização do odômetro parcial morto.........................................................................4-16
fechado........................................................................4-6 2. Teste de mensagem do BCM................................4-16
Informações sobre o conector.....................................4-6 3. Teste do interruptor ponto morto...........................4-16

VI ÍNDICE
ÍNDICE
4. Teste do fio terra....................................................4-16 Condições para definição............................................5-4
5. Teste de abertura do circuito de alimentação do Dicas de diagnóstico...................................................5-4
interruptor ponto morto..............................................4-16 Informações sobre o conector.....................................5-4
6. Teste do velocímetro.............................................4-16 DTC B2126.........................................................................5-5
7. Teste do circuito do indicador de ponto morto.......4-16 1. Teste da buzina.......................................................5-5
Lâmpada indicadora do farol alto sempre acesa..............4-17 2. Teste abertura do circuito de terra...........................5-5
1. Teste de funcionamento do indicador de farol 3. Teste de abertura do circuito de alimentação..........5-5
alto.............................................................................4-17 DTC B2127.........................................................................5-6
2. Teste do circuito do indicador de farol alto ...........4-17 1. Teste de curto-circuito com a tensão do circuito de
3. Teste de curto-circuito com o terra no circuito do alimentação da buzina................................................5-6
indicador de farol alto................................................4-17 2. Teste do DTC...........................................................5-6
Lâmpada indicadora de farol alto inoperante...................4-17 DTC B2128 E B2129..........................................................5-6
1. Teste de funcionamento do indicador de farol 1. Teste do circuito da buzina......................................5-6
alto.............................................................................4-17 2. Teste do DTC...........................................................5-6
2. Teste do circuito do indicador de farol alto ...........4-17
3. Teste de abertura do circuito do indicador de farol 5.3 PISCAS
alto.............................................................................4-17 Descrição e operação.........................................................5-7
Lâmpada indicadora do pisca sempre acesa...................4-18 Cancelamento manual................................................5-7
1. Teste de funcionamento do pisca..........................4-18 Cancelamento automático...........................................5-7
2. Teste do circuito do indicador do pisca.................4-18 Pisca-alerta piscando..................................................5-7
3. Teste de curto-circuito com o terra no circuito do Operação da detecção da condição de
indicador do pisca......................................................4-18 tombamento.................................................................5-8
Indicador dos piscas inoperante.......................................4-18 Reinicialização de tombamento..................................5-8
1. Teste de funcionamento do pisca..........................4-18 Informações sobre o conector.....................................5-8
2. Teste do circuito do indicador do pisca ................4-18 Não irá cancelar após a conclusão da curva, sem DTCs..5-10
3. Teste de abertura do circuito do indicador do 1. Teste da montagem do BCM.................................5-10
pisca..........................................................................4-18 2. Teste de configuração correto...............................5-10
3. Teste de cancelamento dos piscas.......................5-10
4.6 INDICADORES 4. Teste do velocímetro.............................................5-10
Teoria da operação...........................................................4-19
Teste do indicador de combustível e do emissor..............4-20 5.4 DTC B1101 E B1151
1. Teste do indicador de combustível........................4-20 Descrição e operação.......................................................5-11
2. Teste da unidade emissora...................................4-20 Condições para definição..........................................5-11
3. Teste do circuito do indicador de combustível.......4-20 Informações sobre o conector...................................5-11
Indicador de combustível inoperante................................4-20 DTC B1101 E B1151.........................................................5-13
1. Teste de tensão da ignição....................................4-20 1. Teste de lâmpada..................................................5-13
2. Teste do circuito de terra.......................................4-20 2. Teste de inspeção de soquete e fiação.................5-13

ACESSÓRIOS, BUZINA, ILUMINAÇÃO 5.5 DTC B2141, B2143, B2144, B2146, B2148
E SEGURANÇA E B2149
Descrição e operação.......................................................5-14
5.1 ACESSÓRIOS, DTC B2112, B2113 E Condições para definição..........................................5-14
Informações sobre o conector...................................5-14
B2114
DTC B2141.......................................................................5-16
Descrição e operação.........................................................5-1 1. Teste de lâmpada..................................................5-16
Condições para definição............................................5-1 2. Teste de abertura do circuito de terra....................5-16
Dicas de diagnóstico...................................................5-1 3. Teste de curto-circuito com a tensão do circuito de
Informações sobre o conector.....................................5-1 alimentação...............................................................5-16
DTC B2112.........................................................................5-3 4. Teste de abertura do circuito de alimentação........5-16
1. Teste de curto-circuito com a tensão do circuito de DTC B2143 E B2144........................................................5-16
alimentação dos acessórios........................................5-3 1. Teste de lâmpada..................................................5-16
2. Teste do BCM..........................................................5-3 2. Teste de curto-circuito com o terra no circuito de
DTC B2113 E B2114...........................................................5-3 alimentação...............................................................5-16
1. Teste de curto-circuito com o terra do circuito de 3. Teste do DTC.........................................................5-17
alimentação dos acessórios........................................5-3 DTC B2146.......................................................................5-17
2. Teste do circuito dos acessórios.............................5-3 1. Teste de lâmpada..................................................5-17
3. Teste do BCM..........................................................5-3 2. Teste de abertura do circuito terra.........................5-17
3. Teste de curto-circuito com a tensão do circuito de
5.2 BUZINA, DTC B2126, B2127, B2128 E alimentação...............................................................5-17
B2129 4. Teste de abertura do circuito de alimentação........5-17
Descrição e operação.........................................................5-4 DTC B2148 E B2149........................................................5-18
1. Teste de lâmpada..................................................5-18

ÍNDICE VII
ÍNDICE
2. Teste de curto-circuito com o terra no circuito de 1. Teste de funcionamento das lâmpadas
alimentação...............................................................5-18 auxiliares...................................................................5-29
3. Teste do DTC.........................................................5-18 2. Teste de lâmpada auxiliar......................................5-29
3. Teste do circuito da lâmpada auxiliar....................5-29
5.6 DTC B2151, B2153, B2154, B2156, B2158 4. Teste do interruptor da lâmpada auxiliar...............5-29
E B2159 5. Teste do circuito de alimentação da lâmpada
auxiliar.......................................................................5-29
Descrição e operação.......................................................5-19
DTC B2131.......................................................................5-29
Condições para definição..........................................5-19
1. Teste de lâmpada..................................................5-29
Informações sobre o conector...................................5-19
2. Teste do farol dianteiro..........................................5-29
DTC B2151: Exceto FXCWC............................................5-22
3. Teste de abertura do circuito terra.........................5-29
1. Teste de operação do pisca traseiro esquerdo.....5-22
4. Teste de abertura do circuito de alimentação........5-30
2. Teste da lâmpada do pisca traseiro esquerdo.......5-22
5. Teste do BCM........................................................5-30
3. Teste de abertura do circuito de terra....................5-22
DTC B2132.......................................................................5-30
4. Teste de curto-circuito com a tensão do circuito de
1. Teste do farol dianteiro..........................................5-30
alimentação...............................................................5-22
2. Teste do DTC.........................................................5-30
5. Teste de abertura do circuito de alimentação........5-22
DTC B2133 E B2134........................................................5-30
DTC B2151: FXCWC........................................................5-22
1. Teste do circuito do farol alto dianteiro..................5-30
1. Teste de operação do pisca traseiro esquerdo.....5-22
2. Teste do DTC.........................................................5-30
2. Teste do pisca traseiro esquerdo..........................5-22
DTC B2136.......................................................................5-31
3. Teste de abertura do circuito de alimentação........5-23
1. Teste do farol dianteiro..........................................5-31
4. Teste de abertura do circuito terra.........................5-23
2. Teste de abertura do circuito de terra....................5-31
5. Teste de curto-circuito com a tensão do circuito de
3. Teste de abertura do circuito de alimentação........5-31
alimentação...............................................................5-23
4. Teste do BCM........................................................5-31
DTC B2153 e B2154: Exceto FXCWC.............................5-23
DTC B2137.......................................................................5-31
1. Teste de lâmpada..................................................5-23
1. Teste do farol dianteiro..........................................5-31
2. Teste de curto-circuito com o terra no circuito de
2. Teste do DTC.........................................................5-31
alimentação...............................................................5-23
DTC B2138 E B2139........................................................5-32
DTC B2153 E B2154: FXCWC.........................................5-24
1. Teste do circuito do farol baixo dianteiro...............5-32
1. Teste do conjunto do pisca traseiro esquerdo.......5-24
2. Teste do DTC.........................................................5-32
2. Teste de curto-circuito com o terra no circuito de
alimentação...............................................................5-24 5.8 LÂMPADAS DO FREIO, DTC B2161,
DTC B2156: Exceto FXCWC............................................5-24
1. Teste de operação do pisca traseiro direito...........5-24 B2163, B2164 E B2223
2. Teste do pisca traseiro direito................................5-24 Descrição e operação.......................................................5-33
3. Teste de abertura do circuito de terra....................5-24 Condições para definição..........................................5-33
4. Teste de curto-circuito com a tensão do circuito de Informações sobre o conector...................................5-33
alimentação...............................................................5-24 Lâmpada do freio sempre acesa......................................5-35
5. Teste de abertura do circuito de alimentação........5-25 1. Teste do BCM........................................................5-35
DTC B2156: FXCWC........................................................5-25 DTC B2161: Exceto FXCWC............................................5-35
1. Teste de operação do pisca traseiro direito...........5-25 1. Teste da lâmpada do freio traseira........................5-35
2. Teste do pisca traseiro direito................................5-25 2. Teste de abertura do circuito terra.........................5-35
3. Teste de abertura do circuito de alimentação........5-25 3. Teste de abertura do circuito de alimentação........5-35
4. Teste de abertura do circuito terra.........................5-25 DTC B2161: FXCWC (somente HDI)...............................5-35
5. Teste de curto-circuito com a tensão do circuito de 1. Teste do BCM........................................................5-35
alimentação...............................................................5-25 2. Teste da lâmpada do freio traseira........................5-36
DTC B2158 e B2159: Exceto FXCWC.............................5-26 3. Teste de abertura do circuito de terra....................5-36
1. Teste de lâmpada..................................................5-26 DTC B2163 e B2164: Exceto FXCWC.............................5-36
2. Teste de abertura do circuito terra.........................5-26 1. Teste da lâmpada do freio.....................................5-36
DTC B2158 E B2159: FXCWC.........................................5-26 2. Teste de curto-circuito com o terra no circuito de
1. Teste do conjunto do pisca traseiro direito............5-26 alimentação da lâmpada do freio..............................5-36
2. Teste de curto-circuito com o terra no circuito de DTC B2163 e B2164: FXCWC (somente HDI).................5-36
alimentação...............................................................5-26 1. Teste de curto-circuito com o terra no circuito de
alimentação da lâmpada do freio..............................5-36
5.7 FARÓIS DIANTEIROS, DTC B2131, DTC B2223.......................................................................5-37
B2132, B2133, B2134, B2136, B2137, B2138 1. Teste do interruptor da lâmpada do freio...............5-37
2. Teste de curto-circuito com o terra no interruptor do
E B2139 freio............................................................................5-37
Descrição e operação.......................................................5-27 3. Teste do DTC.........................................................5-37
Condições para definição..........................................5-27
Dicas de diagnóstico.................................................5-27
Informações sobre o conector...................................5-27
Lâmpadas auxiliares inoperantes.....................................5-29

VIII ÍNDICE
ÍNDICE
5.9 DTC B1103, B1153, B2250, B2251, B2252, 4. Teste do BCM........................................................5-48
B2253, B2254, B2260, B2261, B2262, B2263 5.11 SISTEMA DE SEGURANÇA
E B2270 Lâmpada de segurança....................................................5-49
Descrição e operação.......................................................5-38 Imobilização de segurança...............................................5-49
Condições para definição..........................................5-38 Recursos do sistema de segurança.................................5-50
Dicas de diagnóstico.................................................5-39 Advertências.....................................................................5-50
DTC B1103 E B1153.........................................................5-39 Ativação............................................................................5-50
1. Teste de alimentação do módulo de controle Desativação......................................................................5-50
manual.......................................................................5-39 Desativação automática............................................5-50
2. Teste de abertura do circuito terra.........................5-39 Desativação com senha............................................5-50
DTC B2250, B2251, B2252, B2253, B2254, B2260, B2261, Alarme..............................................................................5-51
B2262 e B2263.................................................................5-39 Ativação.....................................................................5-51
1. Teste do interruptor...............................................5-39 Desativação do alarme..............................................5-51
DTC B2270.......................................................................5-39
1. Teste de tensão do BCM.......................................5-39 5.12 CONTROLE REMOTO (KEY FOB)
2. Teste do terra do BCM..........................................5-39 Descrição e operação.......................................................5-52
Qualquer interruptor de controle manual inoperante........5-40 Atribuição do controle remoto...........................................5-52
1. Teste de operação de interruptor..........................5-40
2. Teste do interruptor da embreagem ou do freio 5.13 SIRENE
dianteiro.....................................................................5-40
Descrição e operação.......................................................5-53
5.10 LÂMPADAS DE TRAFEGAR, DTC Confirmação do modo de toque da sirene.......................5-53
Modo sem toque........................................................5-53
B2107, B2108, B2109, B2166, B2168 E B2169 Modo de toque...........................................................5-53
Descrição e operação.......................................................5-41 Troca de modos.........................................................5-53
Condições para definição..........................................5-41
Informações sobre o conector...................................5-42 5.14 FUNÇÕES E CONFIGURAÇÕES DE
Lâmpadas de trafegar dianteiras inoperantes..................5-45 SERVIÇO E EMERGÊNCIA
1. Teste de configuração das lâmpadas de trafegar
Informações gerais...........................................................5-54
domésticas................................................................5-45
Ativação............................................................................5-54
2. Teste de lâmpada..................................................5-45
Seleção de uma senha.....................................................5-54
3. Teste as lâmpadas de trafegar..............................5-45
Entrada de senha inicial...................................................5-54
4. Teste do circuito de terra.......................................5-45
Alteração da senha...........................................................5-54
Lâmpadas de trafegar traseiras inoperantes....................5-45
Modo de transporte...........................................................5-55
1. Teste de configuração das lâmpadas de trafegar..5-45
Para entrar no modo de transporte...........................5-55
2. Teste de lâmpada..................................................5-45
Para sair do modo de transporte...............................5-55
3. Teste do circuito de terra.......................................5-45
Modo de serviço...............................................................5-55
4. Teste da alimentação das lâmpadas de trafegar....5-45
Pisca-alerta piscando.......................................................5-56
5. Teste do circuito de terra das lâmpadas de trafegar
Para ativar o sistema de segurança com o pisca-alertas
traseiras.....................................................................5-46
LIGADO.....................................................................5-56
DTC B2107.......................................................................5-46
Para desativar o sistema de segurança e DESLIGAR o
1. Teste do circuito da lâmpada de posição..............5-46
pisca-alerta................................................................5-56
2. Teste do DTC.........................................................5-46
DTC B2108 E B2109........................................................5-46 5.15 DTC B2172 E B2173
1. Teste de curto-circuito com o terra no circuito da
lâmpada de posição..................................................5-46 Descrição e operação.......................................................5-57
2. Teste de consumo excessivo................................5-46 Dicas de diagnóstico.................................................5-57
3. Teste do DTC.........................................................5-47 Informações sobre o conector...................................5-57
DTC B2166 (somente EUA).............................................5-47 DTC B2172.......................................................................5-58
1. Teste do DTC.........................................................5-47 1. Teste de curto-circuito com a tensão do circuito da
2. Teste de operação das lâmpadas de trafegar.......5-47 sirene.........................................................................5-58
3. Teste de curto-circuito com a tensão da lâmpada de 2. Teste do DTC.........................................................5-58
trafegar......................................................................5-47 3. Teste da sirene......................................................5-59
4. Teste do circuito das lâmpadas de trafegar...........5-47 DTC B2173.......................................................................5-59
5. Teste de lâmpada..................................................5-47 1. Teste do circuito da bateria...................................5-59
6. Teste de circuito aberto da lâmpada de trafegar....5-47 2. Teste do circuito da fonte de alimentação.............5-59
DTC B2168 E B2169........................................................5-48 3. Teste de circuito aberto do circuito do sinal da
1. Teste do circuito das lâmpadas de trafegar sirene.........................................................................5-59
traseiras.....................................................................5-48 4. Teste de curto-circuito com o terra do sinal da
2. Teste de abertura do circuito terra.........................5-48 sirene.........................................................................5-59
3. Teste do circuito da lâmpada de trafegar 5. Teste de resistência da sirene de segurança........5-59
dianteira.....................................................................5-48 6. Teste de validação da sirene de segurança..........5-59

ÍNDICE IX
ÍNDICE
7. Teste do DTC.........................................................5-59 ECM.............................................................................6-3
32-2 Virabrequim.........................................................6-3
5.16 FALHA EM DESATIVAR, DTC B2176, Sincronização do sinal da posição da manivela..........6-3
B2177 E B2178 Fase do motor.............................................................6-3
Modo de funcionamento do motor...............................6-3
Descrição e operação.......................................................5-61
Condições para definição..........................................5-61 6.3 SENSORES E ATUADORES
Dicas de diagnóstico.................................................5-61
Informações sobre o conector...................................5-62 Descrição e operação.........................................................6-5
DTC B2176.......................................................................5-62 Sensores.............................................................................6-5
1. Teste de resistência da antena do sistema de Sensor de posição da manivela (CKP).......................6-5
segurança..................................................................5-62 Sensor de posição da borboleta do corpo de injeção
2. Teste de abertura do circuito B da antena.............5-62 (TPS)...........................................................................6-5
3. Teste de abertura do circuito A da antena.............5-62 Sensor do cavalete lateral (JSS).................................6-5
4. Teste do DTC.........................................................5-62 Acelerômetro...............................................................6-5
DTC B2177.......................................................................5-63 Interruptor da embreagem...........................................6-5
1. Teste visual da antena do sistema de segurança..5-63 Interruptor ponto morto................................................6-5
2. Teste de curto-circuito alto com a tensão no circuito da Sensor de temperatura do motor (ET)........................6-5
antena de segurança.................................................5-63 Sensor de pressão absoluta do coletor de admissão (MAP)
3. Teste de curto-circuito baixo com tensão no circuito da .....................................................................................6-5
antena de segurança.................................................5-63 Sensor de temperatura do ar de admissão (IAT)........6-5
4. Teste do DTC.........................................................5-63 Sensor de velocidade do veículo (VSS)......................6-6
DTC B2178.......................................................................5-63 Sensor de O2: Dianteiro e traseiro..............................6-6
1. Teste visual da antena do sistema de segurança..5-63 Atuadores...........................................................................6-6
2. Teste de curto-circuito alto para o terra da antena de Bomba de combustível................................................6-6
segurança..................................................................5-63 Bobinas de ignição e velas de ignição........................6-6
3. Teste de curto-circuito baixo para o terra da antena de Injetores de combustível.............................................6-6
segurança..................................................................5-64 Controle do ar da marcha lenta (IAC).........................6-6
4. Teste do DTC.........................................................5-64 Solenóide da admissão ativa (AIS): Somente HDI......6-6
Falha em desativar...........................................................5-64 Atuador do escape ativo: Somente HDI......................6-6
1. Teste do DTC.........................................................5-64
2. Teste de controle remoto (key fob) não funcional..5-64
6.4 DTC B2102, B2103 E B2104
3. Teste de interferência............................................5-64 Descrição e operação.........................................................6-8
4. Teste de conexão da antena.................................5-64 Condições para definição............................................6-8
5. Teste de curto-circuito com o terra no circuito da Dicas de diagnóstico...................................................6-8
antena........................................................................5-64 Informações sobre o conector.....................................6-8
6. Teste de curto-circuito entre os circuitos da DTC B2102.......................................................................6-10
antena........................................................................5-64 1. Teste de curto-circuito do circuito de alimentação do
7. Teste de abertura do circuito da antena................5-65 sistema com a tensão...............................................6-10
8. Teste a antena do sistema de segurança..............5-65 DTC B2103 E B2104........................................................6-11
1. Teste de curto-circuito com o terra do circuito de
5.17 DTC B2218 alimentação do sistema.............................................6-11
Descrição e operação.......................................................5-66 2. Teste a bobina de ignição......................................6-11
Condições para definição..........................................5-66 3. Teste o injetor de combustível traseiro..................6-11
Informações sobre o conector...................................5-66 4. Teste o injetor de combustível dianteiro................6-11
DTC B2218.......................................................................5-68 5. Teste do solenóide de purga.................................6-11
1. Teste de curto-circuito com o terra no circuito do ponto 6. Teste do atuador do escape..................................6-11
morto.........................................................................5-68 7. Teste do AIS..........................................................6-11
2. Teste do interruptor de ponto morto......................5-68 8. Teste do ECM........................................................6-11
3. Teste de curto-circuito com o terra no interruptor de 9. Teste do BCM........................................................6-11
ponto morto...............................................................5-68
4. Teste do DTC.........................................................5-68
6.5 DTC B2116, B2117, B2118 E B2119
Descrição e operação.......................................................6-12
GERENCIAMENTO DO MOTOR Condições para definição..........................................6-12
Dicas de diagnóstico.................................................6-12
Informações sobre o conector...................................6-12
6.1 SISTEMA DE INJEÇÃO ELETRÔNICA
DTC B2116.......................................................................6-14
Informações gerais.............................................................6-1 1. Teste de circuito da bomba de combustível..........6-14
Operação do sistema de injeção eletrônica................6-1 2. Teste de continuidade no circuito de aterramento da
Diagnósticos de sintomas...........................................6-1 bomba de combustível..............................................6-14
3. Teste de continuidade no circuito de alimentação da
6.2 MÓDULO DE CONTROLE ELETRÔNICO bomba de combustível..............................................6-14
Informações gerais.............................................................6-3 DTC B2117.......................................................................6-14

X ÍNDICE
ÍNDICE
1. Teste de curto-circuito com a tensão no circuito de 3. Teste de curto do fio de sinal do sensor ET com o
alimentação de bomba de combustível.....................6-14 terra...........................................................................6-26
2. Teste de verificação do código..............................6-14 DTC P0118.......................................................................6-26
DTC B2118 e B2119.........................................................6-14 1. Teste do sensor ET................................................6-26
1. Teste de combustível.............................................6-14 2. Teste de abertura do fio de sinal do sensor ET.....6-26
2. Teste de bomba de combustível............................6-14 3. Teste de abertura do fio terra do sensor ET..........6-26
3. Teste de curto-circuito com o terra no circuito de 4. Teste de curto do fio de sinal do sensor ET com a
alimentação de bomba de combustível.....................6-15 tensão do sensor.......................................................6-26

6.6 DTC P0107, P0108 6.9 DTC P0122, P0123


Descrição e operação.......................................................6-16 Descrição e operação.......................................................6-28
Dicas de diagnóstico.................................................6-16 Dicas de diagnóstico.................................................6-28
Informações sobre o conector...................................6-16 Informações sobre o conector...................................6-29
DTC P0107.......................................................................6-18 DTC P0122.......................................................................6-30
1. Teste do sensor MAP............................................6-18 1. Teste do TPS.........................................................6-30
2. Teste de tensão do sinal do sensor MAP..............6-18 2. Teste de tensão do sinal do sensor TPS...............6-30
3. Teste de continuidade do fio de sinal do sensor MAP 3. Teste de continuidade do fio de sinal do sensor TPS
...................................................................................6-18 ...................................................................................6-30
4. Teste de curto com o terra do fio de sinal do sensor 4. Teste de curto do fio de sinal do sensor TPS com o
MAP...........................................................................6-18 terra...........................................................................6-30
5. Teste de curto com o sensor do fio de sinal do sensor 5. Teste de curto do fio de sinal do sensor TPS com o
MAP...........................................................................6-18 terra...........................................................................6-30
6. Teste de abertura do fio de referência de 5 V do sensor 6. Teste de fio aberto de alimentação de 5 V do sensor
MAP...........................................................................6-18 TPS............................................................................6-30
7. Teste de curto com o terra do sinal de referência de 5 DTC P0123.......................................................................6-30
V do sensor MAP.......................................................6-18 1. Teste do TPS.........................................................6-30
DTC P0108.......................................................................6-18 2. Teste de curto do fio de sinal do sensor TPS com a
1. Teste do sensor MAP............................................6-19 referência de 5 V.......................................................6-31
2. Teste de curto com 5 V do fio de sinal do sensor 3. Teste de curto do fio de sinal do sensor TPS com a
MAP...........................................................................6-19 tensão........................................................................6-31
3. Teste de curto com a tensão do fio de sinal do sensor 4. Teste de curto da referência de 5 V do TPS com a
MAP...........................................................................6-19 tensão da bateria.......................................................6-31
4. Teste de curto com a tensão da bateria da referência 5. Teste de abertura do fio terra do sensor TPS.......6-31
de 5 V do sensor MAP..............................................6-19
5. Teste de abertura do fio terra do sensor MAP.......6-19 6.10 DTC P0131, P0132, P0134, P0151,
P0152, P0154
6.7 DTC P0112, P0113
Descrição e operação.......................................................6-32
Descrição e operação.......................................................6-20 Dicas de diagnóstico.................................................6-32
Dicas de diagnóstico.................................................6-20 Informações sobre o conector...................................6-33
Informações sobre o conector...................................6-20 DTC P0131.......................................................................6-35
DTC P0112.......................................................................6-22 1. Teste do sensor de O2 dianteiro...........................6-35
1. Teste do sensor IAT...............................................6-22 2. Teste de curto do fio de sinal do sensor de O2 dianteiro
2. Teste de curto com o terra do fio de sinal do sensor com o terra do sensor...............................................6-35
IAT.............................................................................6-22 3. Teste de curto do fio de sinal do sensor de O2 dianteiro
3. Teste de tensão alta do sinal do sensor IAT..........6-22 com o terra................................................................6-35
4. Teste de curto do fio de sinal do sensor IAT com o terra 4. Teste de funcionamento do sensor de O2
do sensor...................................................................6-22 dianteiro.....................................................................6-35
DTC P0113.......................................................................6-22 DTC P0132.......................................................................6-35
1. Teste do sensor IAT...............................................6-22 1. Teste de funcionamento do sensor de O2
2. Teste de abertura do fio de sinal do sensor IAT.....6-22 dianteiro.....................................................................6-35
3. Teste de abertura do fio terra do sensor IAT.........6-22 DTC P0134.......................................................................6-36
4. Teste de curto com a tensão do sensor do fio de sinal 1. Teste de tensão de curto-circuito do fio de sinal do
do sensor IAT............................................................6-22 sensor de O2 dianteiro..............................................6-36
2. Teste de abertura do terra do sensor de O2
6.8 DTC P0117, P0118 dianteiro.....................................................................6-36
Descrição e operação.......................................................6-24 3. Teste de abertura do fio de sinal do sensor de O2
Dicas de diagnóstico.................................................6-24 dianteiro.....................................................................6-36
Informações sobre o conector...................................6-24 DTC P0151.......................................................................6-36
DTC P0117.......................................................................6-26 1. Teste do sensor de O2 traseiro.............................6-36
1. Teste do sensor ET ...............................................6-26 2. Teste de curto do fio de sinal do sensor de O2 traseiro
2. Teste de curto do fio de sinal do sensor ET com o com o terra do sensor...............................................6-36
terra...........................................................................6-26

ÍNDICE XI
ÍNDICE
3. Teste de curto do fio de sinal do sensor de O2 traseiro 6.13 DTC P0444 E P0445
com o terra................................................................6-36
Descrição e operação.......................................................6-45
4. Teste de funcionamento do sensor de O2
Solenóide de purga (apenas CA e modelos selecionados
traseiro.......................................................................6-37
do mercado exterior).................................................6-45
DTC P0152.......................................................................6-37
Informações sobre o conector...................................6-45
1. Teste de funcionamento do sensor de O2
DTC P0444.......................................................................6-46
traseiro.......................................................................6-37
1. Teste do solenóide de purga.................................6-46
DTC P0154.......................................................................6-37
2. Teste de tensão do solenóide de purga................6-46
1. Teste de tensão de curto-circuito do fio de sinal do
3. Teste de curto do fio de controle do solenóide de purga
sensor de O2 traseiro................................................6-37
com o terra................................................................6-46
2. Teste de abertura do terra do sensor de O2
4. Teste de abertura do fio de controle do solenóide de
traseiro.......................................................................6-37
purga.........................................................................6-47
3. Teste de abertura do fio de sinal do sensor de O2
5. Teste de abertura do fio de alimentação do solenóide
traseiro.......................................................................6-37
de purga....................................................................6-47
6.11 DTC P0261, P0262, P0264 E P0265 DTC P0445.......................................................................6-47
1. Teste do solenóide de purga.................................6-47
Descrição e operação.......................................................6-38 2. Teste de curto do solenóide de purga com a tensão
Informações sobre o conector...................................6-38 ...................................................................................6-47
DTC P0261.......................................................................6-39
1. Teste o injetor de combustível dianteiro................6-39 6.14 DTC P0502, P0503
2. Teste de circuito aberto do fio de alimentação do injetor
Descrição e operação.......................................................6-48
de combustível dianteiro...........................................6-39
Informações sobre o conector...................................6-48
3. Teste de curto do fio de alimentação do injetor de
DTC P0502.......................................................................6-50
combustível dianteiro com o terra.............................6-40
1. Teste das conexões do VSS.................................6-50
4. Teste de resistência do injetor...............................6-40
2. Teste de curto da alimentação do sensor VSS com o
5. Teste de curto do atuador com o terra..................6-40
terra...........................................................................6-50
DTC P0262.......................................................................6-40
3. Teste de curto do fio de sinal do sensor VSS com o
1. Teste de curto do fio de controle do injetor de
terra...........................................................................6-50
combustível dianteiro com a tensão..........................6-40
4. Teste de abertura do fio de sinal do sensor VSS...6-50
2. Teste de resistência do injetor...............................6-40
5. Teste de sensor VSS sujo ou danificado...............6-50
DTC P0264.......................................................................6-40
DTC P0503.......................................................................6-50
1. Teste o injetor de combustível traseiro..................6-40
1. Teste de curto da alimentação do sensor VSS com a
2. Teste de circuito aberto do fio de alimentação do injetor
tensão........................................................................6-50
de combustível traseiro.............................................6-40
2. Teste de curto do fio de sinal do sensor VSS com a
3. Teste de curto do fio de alimentação do injetor de
tensão........................................................................6-51
combustível traseiro com o terra...............................6-41
3. Teste de abertura do fio terra do sensor VSS.......6-51
4. Teste de resistência do injetor...............................6-41
4. Teste de curto do fio de sinal do sensor VSS com a
5. Teste de curto do atuador com o terra..................6-41
alimentação do sensor..............................................6-51
DTC P0265.......................................................................6-41
5. Teste o VSS...........................................................6-51
1. Teste de curto do fio de controle do injetor de
combustível traseiro com a tensão............................6-41
6.15 DTC P0506 E P0507
2. Teste de resistência do injetor...............................6-41
Descrição e operação.......................................................6-52
6.12 DTC P0371, P0372 E P0374 Dicas de diagnóstico.................................................6-52
Informações sobre o conector...................................6-53
Descrição e operação.......................................................6-42
DTC P0506 e P0507.........................................................6-54
Dicas de diagnóstico.................................................6-42
1. Teste operacional do IAC......................................6-54
Informações sobre o conector...................................6-42
2. Teste dos conectores do IAC................................6-54
DTC P0371, P0372 e P0374............................................6-43
3. Teste de abertura dos circuitos do IAC.................6-55
1. Teste das conexões do sensor CKP.....................6-43
4. Teste de curto dos circuitos do IAC com o terra.....6-55
2. Teste de continuidade do fio de sinal do sensor CKP
5. Teste de curto dos circuitos do IAC com a
...................................................................................6-43
tensão........................................................................6-55
3. Teste de continuidade do fio terra do sensor CKP
6. Teste de curto-circuito entre os circuitos do IAC....6-55
...................................................................................6-43
7. Teste de abertura do circuito de alimentação do
4. Teste de curto do fio de sinal do sensor CKP com o
sistema......................................................................6-55
terra do sensor..........................................................6-44
5. Teste de curto de baixa tensão do sensor CKP com o
6.16 DTC P0603, P0605
terra...........................................................................6-44
6. Teste de saída do sensor CKP..............................6-44 Descrição e operação.......................................................6-56
7. Teste de curto do fio de sinal do sensor CKP com o Teste de DTC P0603.................................................6-56
terra...........................................................................6-44 Teste do DTC P0605.................................................6-56

XII ÍNDICE
ÍNDICE
6.17 DTC P0641 4. Teste de continuidade do condutor positivo do atuador
do escape do motor...................................................6-70
Descrição e operação.......................................................6-57
5. Teste de tensão de retorno do atuador do
Informações sobre o conector...................................6-57
escape.......................................................................6-70
DTC P0641.......................................................................6-59
6. Teste continuidade de retorno do atuador do
1. Teste de curto-circuito com a tensão no sensor de 5
escape.......................................................................6-70
V................................................................................6-59
7. Teste do controle de retorno do atuador do
2. Teste de circuito de alimentação de 5 V do sensor TPS
escape.......................................................................6-70
abaixo da faixa..........................................................6-59
8. Teste de funcionamento do retorno do atuador do
3. Teste de circuito de alimentação de 5 V do sensor MAP
escape.......................................................................6-70
abaixo da faixa..........................................................6-59
9. Teste de curto do retorno do atuador de escape com a
4. Teste de circuito de alimentação de 5 V do sensor VSS
tensão........................................................................6-70
abaixo da faixa..........................................................6-59
10. Teste de curto do retorno do atuador de escape com
5. Teste de circuito de alimentação de 5 V do sensor JSS
o terra........................................................................6-70
abaixo da faixa..........................................................6-59
DTC P1477.......................................................................6-71
6. Teste de curto-circuito com o terra no circuito de
1. Teste de continuidade do atuador do escape do
alimentação do sensor 5 V........................................6-59
motor.........................................................................6-71
7. Teste de curto do circuito de alimentação de 5 V com
2. Teste de curto do atuador do escape do motor com o
o circuito de terra do sensor......................................6-59
terra...........................................................................6-71
3. Teste de curto do atuador do escape do motor com o
6.18 DTC P0661, P0662
terra...........................................................................6-71
Descrição e operação.......................................................6-61 DTC P1478.......................................................................6-71
Informações sobre o conector...................................6-61 1. Teste de altura do atuador do escape do motor.....6-71
DTC P0661, P0662...........................................................6-62 2. Teste de tensão do atuador do escape do motor...6-71
1. Teste do AIS..........................................................6-62
2. Teste de resistência do AIS...................................6-62 6.22 DTC P1501, P1502
3. Teste de abertura do fio terra do AIS....................6-62
Descrição e operação.......................................................6-72
4. Teste de curto em baixa tensão do AIS com o
Informações sobre o conector...................................6-72
terra...........................................................................6-63
DTC P1501.......................................................................6-74
5. Teste de abertura do fio de alimentação do AIS....6-63
1. Teste do circuito aberto de referência de 5 V do
JSS............................................................................6-74
6.19 DTC P1009
2. Teste de curto da referência de 5 V do JSS com o
Informações gerais...........................................................6-64 terra...........................................................................6-74
Problema de senha...................................................6-64 3. Teste de curto do fio de sinal do JSS com o terra..6-74
DTC P1009.......................................................................6-64 4. Teste do circuito aberto do fio de sinal do JSS.....6-74
1. Teste de senha incorreta.......................................6-64 DTC P1502.......................................................................6-74
2. Teste de substituição do BCM...............................6-64 1. Teste do fio terra do JSS.......................................6-74
2. Teste de curto do fio de referência de 5 V do JSS com
6.20 DTC P1353, P1356, P1357, P1358 a tensão.....................................................................6-74
Descrição e operação.......................................................6-65 3. Teste de curto do fio de sinal do JSS com a
Informações sobre o conector...................................6-65 tensão........................................................................6-74
DTC P1353 E P1356........................................................6-66 4. Teste de curto simultâneo da referência de 5 V e do
1. Teste de falta de combustível................................6-66 sinal do JSS...............................................................6-75
2. Teste de resistência primária da bobina da Exibida a mensagem “suporte lateral” (Side Stand) no
ignição.......................................................................6-66 velocímetro.......................................................................6-75
3. Teste os fios da vela de ignição............................6-66 1. Teste de partida e estolagem................................6-75
4. Teste de resistência secundária da bobina da ignição 2. Teste do ponto morto ............................................6-75
...................................................................................6-67 3. Teste de espaço do JSS........................................6-75
DTC P1357 E P1358........................................................6-67
1. Teste do fio da vela de ignição..............................6-67 6.23 DTC P1632
2. Teste de continuidade do sensor de íons..............6-67 Descrição e operação.......................................................6-76
3. Teste de resistência do sensor de íons.................6-67
4. Teste de curto do sensor de íons com a tensão.....6-67 6.24 DTC P2300, P2301, P2303 E P2304
Descrição e operação.......................................................6-77
6.21 DTC P1475, P1477, P1478
Informações sobre o conector...................................6-77
Descrição e operação.......................................................6-68 DTC P2300.......................................................................6-78
Informações sobre o conector...................................6-68 1. Teste a bobina de ignição......................................6-78
DTC P1475.......................................................................6-69 2. Teste de tensão de entrada da bobina de
1. Teste do atuador de escape..................................6-69 ignição.......................................................................6-78
2. Teste de tensão no atuador do escape.................6-69 3. Teste de continuidade do fio de controle da bobina de
3. Teste de continuidade do fio terra do atuador do ignição.......................................................................6-78
motor.........................................................................6-70

ÍNDICE XIII
ÍNDICE
4. Teste de curto do fio de controle da bobina de ignição Diminuição da pressão................................................7-2
com o terra................................................................6-79 Aumento da pressão...................................................7-2
DTC P2301.......................................................................6-79 Autoteste de inicialização............................................7-2
1. Teste de curto da bobina de ignição com a Indicador do ABS.........................................................7-3
tensão........................................................................6-79
2. Teste de abertura da bobina de ignição................6-79 7.2 DTC C1018, C1041, C1042, C1044, C1224
DTC P2303.......................................................................6-79 E C1225
1. Teste a bobina de ignição......................................6-79
Descrição e operação.........................................................7-4
2. Teste de tensão de entrada da bobina de ignição
Condições para definição do DTC..............................7-4
...................................................................................6-79
Ação tomada quando o DTC é definido......................7-4
3. Teste de continuidade do fio de controle da bobina de
Dicas de diagnóstico...................................................7-4
ignição.......................................................................6-79
Informações sobre conectores....................................7-4
4. Teste de curto do fio de controle da bobina de ignição
DTC C1018, C1042 E C1224.............................................7-5
com o terra................................................................6-79
1. Teste de curto-circuito com o terra no circuito de
DTC P2304.......................................................................6-80
alimentação interno da HCU dianteira........................7-5
1. Teste de curto da bobina de ignição com a
2. Teste de curto-circuito com a tensão no circuito de
tensão........................................................................6-80
alimentação interno da HCU dianteira........................7-5
2. Teste de abertura da bobina de ignição................6-80
3. Teste do circuito de terra da HCU dianteira............7-6
6.25 O MOTOR GIRA, MAS NÃO DÁ 4. Teste do circuito de alimentação da HCU
dianteira.......................................................................7-6
PARTIDA 5. Teste de consumo de corrente do motor da
Descrição e operação.......................................................6-81 bomba..........................................................................7-6
Motor gira livremente, mas não dá partida.......................6-81 6. Teste da ECU do ABS.............................................7-6
1. Testes preliminares do motor................................6-81 DTC C1041, C1044 e C1225.............................................7-6
2. Teste de operação do IAC.....................................6-81 1. Teste de curto-circuito com o terra no circuito de
3. Teste de presença de faísca.................................6-81 alimentação interno da HCU traseira..........................7-6
2. Teste de curto-circuito com a tensão no circuito de
6.26 DÁ A PARTIDA E, EM SEGUIDA, alimentação interno da HCU traseira..........................7-6
MORRE 3. Teste do circuito de terra da HCU traseira..............7-6
4. Teste do circuito de alimentação da HCU
Descrição e operação.......................................................6-83
traseira.........................................................................7-7
Dicas de diagnóstico.................................................6-83
5. Teste de consumo de corrente do motor da
Informações sobre o conector...................................6-83
bomba..........................................................................7-7
Dá a partida e, em seguida, morre...................................6-84
6. Teste da ECU do ABS.............................................7-7
1. Teste do acelerador...............................................6-84
2. Teste do sistema de combustível..........................6-84 7.3 DTC C1021, C1023
3. Teste da alimentação do sistema..........................6-84
Descrição e operação.........................................................7-8
6.27 FALHA DE IGNIÇÃO EM MARCHA Condições para definição do DTC..............................7-8
Ação tomada quando o DTC é definido......................7-8
LENTA OU COM CARGA Dicas de diagnóstico...................................................7-8
Descrição e operação.......................................................6-85 Informações sobre conectores....................................7-8
Dicas de diagnóstico.................................................6-85 DTC C1021 (dianteiro) e C1023 (traseiro).........................7-9
Dispositivo de teste de ignição em linha..........................6-85 1. Teste de interferência elétrica.................................7-9
Informações sobre o conector...................................6-85 2. Validação do teste do DTC atual.............................7-9
Falha de ignição em marcha lenta ou com carga.............6-86 3. Teste de componentes desgastados ou
1. Teste de continuidade do terra da potência..........6-86 danificados..................................................................7-9
2. Teste de faísca......................................................6-86
3. Teste os fios da vela de ignição............................6-87 7.4 DTC C1025, C1032 E C1206
4. Teste de inspeção de traços de carbono...............6-87 Descrição e operação.......................................................7-10
5. Teste de continuidade do fio do enrolamento primário Condições para definição do DTC............................7-10
da bobina de ignição ................................................6-87 Ação tomada quando o DTC é definido....................7-11
6. Teste de queda de tensão da bateria para o bloco do Dicas de diagnóstico.................................................7-11
fusível principal .........................................................6-87 Informações sobre conectores..................................7-11
DTC C1025, C1032 E C1206...........................................7-12
ABS 1. Teste de interferência elétrica...............................7-12
2. Teste de conexões soltas ou danificadas..............7-12
7.1 SISTEMA DE FREIO ANTITRAVAMENTO 3. Teste do circuito alto do WSS dianteiro.................7-12
(ABS) INFORMAÇÕES GERAIS 4. Teste de curto-circuito com a tensão no circuito alto do
WSS dianteiro............................................................7-12
Descrição e operação.........................................................7-1 5. Teste de curto-circuito com o terra no circuito alto do
Funcionalidade da comunicação CAN do ABS...........7-1 WSS dianteiro............................................................7-12
Reserva de pressão....................................................7-2

XIV ÍNDICE
ÍNDICE
6. Teste de curto-circuito com a tensão no circuito baixo 7.8 DTC C1094
do WSS dianteiro.......................................................7-12
Descrição e operação.......................................................7-24
7. Teste de curto-circuito com o terra no circuito baixo do
Condições para definição do DTC............................7-24
WSS dianteiro............................................................7-12
Ação tomada quando o DTC é definido....................7-24
8. Teste do circuito baixo do WSS dianteiro..............7-12
Dicas de diagnóstico.................................................7-24
9. Teste de curto-circuito do circuito baixo com o circuito
Informações sobre conectores..................................7-24
alto do WSS dianteiro................................................7-13
DTC C1094.......................................................................7-25
10. Teste de intermitência do circuito do WSS
1. Validação do teste do DTC atual...........................7-25
dianteiro.....................................................................7-13
2. Teste de operação da lâmpada do freio................7-25
11. Teste do WSS dianteiro.......................................7-13
3. Teste do DTC do BCM..........................................7-26
7.5 DTC C1027, C1034 E C1208
7.9 DTC C1151 E C1153
Descrição e operação.......................................................7-14
Descrição e operação.......................................................7-27
Condições para definição do DTC............................7-14
Condições para definição do DTC............................7-27
Ação tomada quando o DTC é definido....................7-14
Ação tomada quando o DTC é definido....................7-27
Dicas de diagnóstico.................................................7-14
Dicas de diagnóstico.................................................7-27
Informações sobre o conector...................................7-14
DTC C1151.......................................................................7-27
DTC C1027, C1034 E C1208...........................................7-16
1. Validação do teste do DTC atual...........................7-27
1. Teste de interferência elétrica...............................7-16
2. Teste do sistema de freio......................................7-27
2. Teste de conexões soltas ou danificadas..............7-16
3. Teste da ECU do ABS...........................................7-27
3. Teste do circuito alto do WSS traseiro..................7-16
DTC C1153.......................................................................7-27
4. Teste de curto-circuito com a tensão no circuito alto do
1. Validação do teste do DTC atual...........................7-27
WSS traseiro.............................................................7-16
2. Teste do sistema de freio......................................7-28
5. Teste de curto-circuito com o terra no circuito alto do
3. Teste da ECU do ABS...........................................7-28
WSS traseiro.............................................................7-16
6. Teste de curto-circuito com a tensão no circuito baixo
7.10 DTC C1158, C1178 E C1184
do WSS traseiro........................................................7-16
7. Teste de curto-circuito com o terra no circuito baixo do Descrição e operação.......................................................7-29
WSS traseiro.............................................................7-16 Condições para definição do DTC............................7-29
8. Teste do circuito baixo do WSS traseiro................7-16 Ação tomada quando o DTC é definido....................7-29
9. Teste de curto-circuito do circuito baixo com o circuito Dicas de diagnóstico.................................................7-29
alto do WSS traseiro..................................................7-17 DTC C1158.......................................................................7-29
10. Teste de intermitência do circuito do WSS 1. Validação do teste do DTC atual...........................7-29
traseiro.......................................................................7-17 2. Teste de calibração bem-sucedido........................7-29
11. Teste do WSS traseiro.........................................7-17 DTC C1178 e C1184.........................................................7-29
1. Validação do teste do DTC atual...........................7-29
7.6 DTC C1052 E C1102 2. Teste de calibração bem-sucedido........................7-29
3. Teste do velocímetro.............................................7-30
Descrição e operação.......................................................7-18
Condições para definição do DTC............................7-18
7.11 DTC C1192 E C1193
Ação tomada quando o DTC é definido....................7-18
Dicas de diagnóstico.................................................7-18 Descrição e operação.......................................................7-31
Informações sobre o conector...................................7-18 Condições para definição do DTC............................7-31
DTC C1052 E C1102........................................................7-19 Ação tomada quando o DTC é definido....................7-31
1. Teste de curto-circuito com o terra no circuito de Dicas de diagnóstico.................................................7-31
alimentação interno da HCU traseira........................7-19 Informações sobre o conector...................................7-31
2. Teste de consumo de corrente do motor da DTC C1192 E C1193........................................................7-32
bomba........................................................................7-19 1. Teste de curto-circuito com o terra no circuito de
3. Teste da ECU do ABS...........................................7-19 alimentação interno da HCU dianteira......................7-32
2. Teste de consumo de corrente do motor da
7.7 DTC C1055 bomba........................................................................7-32
3. Teste da ECU do ABS...........................................7-32
Descrição e operação.......................................................7-21
Descrição do circuito.................................................7-21
7.12 DTC C1212
Condições para definição do DTC............................7-21
Ação tomada quando o DTC é definido....................7-21 Descrição e operação.......................................................7-34
Dicas de diagnóstico.................................................7-21 Condições para definição do DTC............................7-34
Informações sobre o conector...................................7-21 Ação tomada quando o DTC é definido....................7-34
DTC C1055.......................................................................7-23 Dicas de diagnóstico.................................................7-34
1. Teste de tensão do circuito da bateria...................7-23 Informações sobre conectores..................................7-34
2. Teste de resistência do circuito de alimentação da DTC C1212.......................................................................7-35
bateria........................................................................7-23 1. Validação do teste do DTC atual...........................7-35
3. Teste de resistência do circuito de terra................7-23 2. Teste de operação da lâmpada do freio................7-35
3. Teste do DTC do BCM..........................................7-36

ÍNDICE XV
ÍNDICE
7.13 DTC C1561, C1562, C1563, C1564 E 1. Teste DTC..............................................................7-45
2. Teste de funcionamento da lâmpada do ABS.......7-45
C1565 3. Teste de continuidade do circuito alto do CAN......7-45
Descrição e operação.......................................................7-37 4. Teste de continuidade do circuito baixo do CAN....7-45
Condições para definição do DTC............................7-37 5. Teste do circuito de alimentação do ABS..............7-45
Ação tomada quando o DTC é definido....................7-37 6. Teste do circuito de terra do ABS..........................7-45
Dicas de diagnóstico.................................................7-37 7. Teste da ECU do ABS...........................................7-45
Informações sobre o conector...................................7-37
DTC C1561 a C1565........................................................7-38 APÊNDICE A – REPARAÇÃO DE
1. Teste de curto-circuito com o terra no circuito de
solenóide de acionamento da HCU dianteiro............7-38
CONECTORES
2. Teste de curto-circuito com o terra no circuito do
solenóide de liberação dianteiro................................7-38 A.1 CONECTORES ELÉTRICOS AUTOFUSE
3. Teste de curto-circuito com a tensão no circuito do NÃO SELADOS
solenóide de acionamento da HCU dianteiro............7-39
4. Teste de curto-circuito com a tensão no circuito do Reparo de conectores autofuse não selados.....................A-1
solenóide de liberação da HCU dianteiro..................7-39 Informações gerais......................................................A-1
5. Teste da resistência do circuito de acionamento da Desmontagem.............................................................A-1
HCU dianteira............................................................7-39 Montagem...................................................................A-1
6. Teste da resistência do circuito de liberação da HCU
dianteira.....................................................................7-39
A.2 CONECTOR DELPHI 100W MICRO-PACK
7. Teste dos circuitos de acionamento e liberação da HCU SELADO
dianteira.....................................................................7-39 Conector Delphi 100W Micro-Pack selado........................A-2
8. Teste dos circuitos de acionamento e liberação da HCU Informações gerais......................................................A-2
dianteira.....................................................................7-39 Separação do conector fêmea do ECM......................A-2
9. Teste A do diodo da HCU dianteira.......................7-39 União do conector fêmea com o ECM........................A-2
10. Teste B do diodo da HCU dianteira.....................7-39 Remoção do terminal fêmea.......................................A-2
11. Teste da ECU do ABS.........................................7-39 Instalação do terminal fêmea......................................A-2
Crimpagem dos terminais...........................................A-2
7.14 DTC C1567, C1568, C1571, C1572 E
C1573 A.3 CONECTORES DELPHI 150
Descrição e operação.......................................................7-40 METRI-PACK SELADOS
Condições para definição do DTC............................7-40 Reparo de conector Delphi 150 Metri-Pack selado............A-4
Ação tomada quando o DTC é definido....................7-40 Informações gerais......................................................A-4
Dicas de diagnóstico.................................................7-40 Separação de conectores macho e fêmea.................A-4
Informações sobre conectores..................................7-40 União de conectores macho e fêmea.........................A-4
DTC C1567, C1568, C1571, C1572 e C1573..................7-41 Remoção do terminal fêmea.......................................A-4
1. Teste de curto-circuito com o terra no circuito do Inserção do terminal fêmea........................................A-4
solenóide de acionamento da HCU traseiro..............7-41
2. Teste de curto-circuito com o terra no circuito do A.4 CONECTORES DELPHI 280
solenóide de liberação traseiro.................................7-41 METRI-PACK NÃO SELADOS
3. Teste de curto-circuito com a tensão no circuito de
solenóide de acionamento da HCU traseiro..............7-42 Reparo do bloco de fusíveis...............................................A-6
4. Teste de curto-circuito com a tensão no circuito do Remoção dos terminais fêmea...................................A-6
solenóide de liberação da HCU traseiro....................7-42 Instalação dos terminais fêmea..................................A-6
5. Teste da resistência do circuito de acionamento da Crimpagem dos terminais...........................................A-6
HCU traseira..............................................................7-42
6. Teste da resistência do circuito de liberação da HCU
A.5 CONECTORES DELPHI 480
traseira.......................................................................7-42 METRI-PACK NÃO SELADOS
7. Teste dos circuitos de acionamento e liberação da HCU Reparo de conector Delphi 480 Metri-Pack não selado.....A-7
traseira.......................................................................7-42 Informações gerais......................................................A-7
8. Teste da HCU traseira...........................................7-42 Separação de conectores macho e fêmea.................A-7
9. Teste A do diodo da HCU traseira.........................7-42 União de conectores macho e fêmea.........................A-7
10. Teste B do diodo da HCU traseira.......................7-42 Remoção dos terminais fêmea...................................A-7
11. Teste da ECU do ABS.........................................7-42 Instalação dos terminais fêmea..................................A-7

7.15 INDICADOR DO ABS SEMPRE LIGADO A.6 CONECTORES DELPHI 630


OU INOPERANTE METRI-PACK NÃO SELADOS
Descrição e operação.......................................................7-43 Reparo de conector Delphi 630 Metri-Pack não selado.....A-8
Dicas de diagnóstico.................................................7-43 Separação de conectores macho e fêmea.................A-8
Informações sobre conectores..................................7-43 União de conectores macho e fêmea.........................A-8
Indicador do ABS sempre ligado ou inoperante...............7-45

XVI ÍNDICE
ÍNDICE
Remoção do terminal fêmea.......................................A-8 A.13 REPARO DE CONECTOR DEUTSCH
Instalação do terminal fêmea......................................A-8
DT SELADO
A.7 ALOJAMENTO DO FUSÍVEL PRINCIPAL Crimpagens de terminal Deutsch DT selado...................A-24
DELPHI 800 METRI-PACK SELADO Preparação dos fios para crimpagem.......................A-24
Crimpagem do terminal no fio...................................A-24
Alojamento do fusível principal Delphi 800 Metri-Pack Inspeção de crimpagens...........................................A-24
selado.................................................................................A-9
Remoção dos terminais fêmea...................................A-9 A.14 REPARO DE TERMINAL MINI DEUTSCH
Instalação dos terminais fêmea..................................A-9
DTM SELADO
A.8 REPARO DE TERMINAL DELPHI Crimpagens de terminal mini Deutsch DTM selado.........A-26
METRI-PACK Preparação dos fios para crimpagem.......................A-26
Crimpagem de um mini terminal em um fio..............A-26
Crimpagens de terminais Metri-Pack...............................A-11 Inspeção de crimpagens...........................................A-26
Correspondência do terminal com o crimpador........A-11
Preparação do fio......................................................A-11 A.15 REPARO DE TERMINAL MINI COM
Crimpagem da alma do fio........................................A-11
Crimpagem do isolamento/vedação.........................A-12
CILINDRO MACIÇO DEUTSCH DTM SELADO
Inspeção de crimpagens...........................................A-12 Crimpagens de terminais com cilindro maciço Deutsch DTM
selado...............................................................................A-27
A.9 CONECTORES DELPHI MICRO-64 Preparação dos fios para crimpagem.......................A-27
SELADOS Ajuste do crimpador..................................................A-27
Crimpagem de um contacto cilíndrico em um fio......A-27
Reparo de conector Delphi Micro-64 selado....................A-13 Inspeção de crimpagens...........................................A-27
Informações gerais....................................................A-13
Separação de conectores macho e fêmea...............A-13 A.16 CONECTORES JAE MX19 SELADOS
União de conectores macho e fêmea.......................A-13
Conectores JAE MX19 selados.......................................A-29
Remoção de terminal................................................A-13
Receptáculos do conector........................................A-29
Instalação do terminal...............................................A-14
Remoção dos terminais............................................A-29
Preparação dos fios para crimpagem.......................A-14
Instalação dos terminais...........................................A-29
Crimpagem dos terminais.........................................A-14
Inspeção de crimpagens...........................................A-14
A.17 CONECTORES MOLEX CMC SELADOS
A.10 CONECTORES DELPHI GT 150 Conectores Molex CMC selados......................................A-30
SELADOS Separação do conector.............................................A-30
Remoção dos terminais............................................A-30
Reparo de conector Delphi GT 150 selado......................A-16 Instalação dos terminais...........................................A-30
Informações gerais....................................................A-16
Separação de conectores macho e fêmea...............A-16 A.18 CONECTORES MOLEX MX 150
União de conectores macho e fêmea.......................A-16
SELADOS
Remoção dos terminais fêmea.................................A-16
Instalação dos terminais fêmea................................A-16 Reparo de conector Molex MX 150 selado......................A-32
Separação de conectores macho e fêmea...............A-32
A.11 CONECTOR DO ECM TERMINAL 73 União de conectores macho e fêmea.......................A-32
DELPHI GT 280 SELADO Remoção dos terminais............................................A-32
Instalação dos terminais...........................................A-32
Conector do ECM terminal 73 Delphi GT 280 selado......A-18 Crimpagem de terminal no fio..........................................A-33
Separação do conector fêmea do ECM....................A-18 Preparação do fio......................................................A-33
União do conector fêmea com o ECM......................A-18 Preparação da ferramenta........................................A-33
Terminal fêmea..........................................................A-18 Posição do terminal no punção/matriz......................A-34
Terminal terra do ECM..............................................A-18 Introdução do fio desencapado.................................A-34
Crimpagem de terminal no fio...................................A-35
A.12 CONECTORES DEUTSCH DT SELADOS Inspeção da crimpagem............................................A-35
Reparo de conector Deutsch DT selado..........................A-20
Informações gerais....................................................A-20 A.19 CONECTORES TYCO 070 MULTILOCK
Separação de conectores macho e fêmea...............A-20 NÃO SELADOS
União de conectores macho e fêmea.......................A-20
Reparo de conectores Tyco 070 Multilock não selados....A-36
Remoção dos terminais fêmea.................................A-20
Informações gerais....................................................A-36
Instalação dos terminais fêmea................................A-20
Separação de conectores macho e fêmea...............A-36
Remoção dos terminais macho................................A-22
União de conectores macho e fêmea.......................A-36
Instalação de terminais macho.................................A-22
Remoção dos terminais do alojamento.....................A-36
Crimpagem dos terminais.........................................A-23
Inserção dos terminais no alojamento......................A-37
Preparação dos fios para crimpagem.......................A-38

ÍNDICE XVII
ÍNDICE
Crimpagem de terminais em fios..............................A-38 APÊNDICE C – CONVERSÕES
Inspeção de terminais crimpados.............................A-39

A.20 CONECTORES DE EMENDA SELADA C.1 CONVERSÃO PARA O SISTEMA


Reparo do conector de emenda selada...........................A-40 MÉTRICO
Informações gerais....................................................A-40 Tabela de conversão..........................................................C-1
Preparação dos fios..................................................A-40
Emenda de fios.........................................................A-40 C.2 CONVERSÕES DE FLUIDOS
Inspeção das vedações............................................A-40
Sistema dos EUA...............................................................C-2
Sistema métrico.................................................................C-2
APÊNDICE B – FIAÇÃO Sistema Imperial Britânico.................................................C-2

B.1 CONECTORES C.3 CONVERSÕES DE TORQUE


Localizações dos conectores.............................................B-1 Sistema dos EUA...............................................................C-3
Função/localização.....................................................B-1 Sistema métrico.................................................................C-3
Localização e cor........................................................B-1
Número do conector....................................................B-1 APÊNDICE D – GLOSSÁRIO
Instruções de reparação.............................................B-1

B.2 DIAGRAMAS DE FIAÇÃO D.1 GLOSSÁRIO


Acrônimos e abreviações...................................................D-1
Informações do diagrama de fiação...................................B-4
Código de cores dos fios............................................B-4 MATERIAL DE REFERÊNCIA
Símbolos dos diagramas de fiação.............................B-4
Diagramas de fiação do Softail ano 2011...........................B-6
FERRAMENTAS............................................I
VALORES DE TORQUE............................XV
ÍNDICE ALFABÉTICO..............................XVII

XVIII ÍNDICE
ÍNDICE

ASSUNTO........................................................................................................................ PÁGINA N.o


1.1 LOCALIZAÇÃO DE COMPONENTES E ESPECIFICAÇÕES...................................................1-1
1.2 FERRAMENTAS DE DIAGNÓSTICO........................................................................................1-8
1.3 DIAGNÓSTICOS E SOLUÇÃO DE PROBLEMAS..................................................................1-13

INFORMAÇÕES GERAIS
NOTAS
PÁGINA INICIAL

LOCALIZAÇÃO DE COMPONENTES E
ESPECIFICAÇÕES 1.1
ESPECIFICAÇÕES
Tabela 1-6. Especificações da bobina da ignição
Tabela 1-1. Especificações do sistema de combustível ENROLAMENTO RESISTÊNCIA
SISTEMA DE COMBUSTÍVEL TIPO Resistência primária da 0,5 a 0,7 ohm
Admissão Tiragem lateral bobina da ignição em tempera-
tura ambiente
Combustível recomendado 91 Octanas
Resistência secundária da 5500 a 7500 ohm
bobina da ignição em tempera-
tura ambiente
Tabela 1-2. Especificações da velocidade de marcha lenta

AJUSTE RPM
Tabela 1-7. Especificações do motor de partida
Velocidade de marcha lenta 950 a 1050 nominal, não
normal ajustável MOTOR DE PARTIDA ESPECIFICAÇÕES
Corrente de partida 200 A
Tabela 1-3. Especificações da bateria Rotação livre 3000 RPM (mín.)

BATERIA ESPECIFICAÇÕES Corrente livre 90 A

Tamanho 12 V/19 AH/315CCA Torque de estolagem 10,8 N·m (8,0 lb·pé)

Tipo Selado, AGM


Tabela 1-8. Especificações da pressão da bomba de
combustível
Tabela 1-4. Especificações da vela de ignição
FAIXA VALOR
VELA DE IGNIÇÃO ESPECIFICAÇÕES
Normal 380 a 425 kPa (55 a 62 psi)
Lacuna 0,97 a 1,09 mm 0,038 a 0,043
pol.
Torqueie com produto 16,3 a 24,4 N·m 12 a 18 lb·pé Tabela 1-9. Especificações do Alternador
anti-engripante aplicado
nas roscas MEDIDA VALOR

Tipo Harley-Davidson N.o 6R12 Saída de tensão de CA 16 a 23 VCA para cada 1000
RPM
Resistência da bobina do 0,1 a 0,2 ohm
Tabela 1-5. Especificações do fio da vela de ignição estator

ESPECIFICAÇÕES DIANTEIRO TRASEIRO


Comprimento 476,3 a 495,3 165,1 a 171,5 Tabela 1-10. Especificações do Regulador
em mm (exceto
FXCWC) MEDIDA VALOR

Comprimento em 18,75 a 19,50 6,50 a 6,75 Ampères a 3600 RPM 35 a 50 A


pol. (exceto Tensão a 3600 RPM 14,3 a 14,7 V a 24 °C (75 °F)
FXCWC)
Resistência-ohms 4688 a 13.007 1625 a 4502
(exceto FXCWC) Tabela 1-11. Especificações do fusível

Comprimento 184,2 a 196,9 184,2 a 196,9 ITEM ESPECIFICAÇÃO (AMPÈRE)


em mm (FXCWC) Fusível da bateria 15
Comprimento em 7,25 a 7,75 7,25 a 7,75 Fusível principal 40
pol. (FXCWC)
Fusível P&A 15
Resistência-ohms 1813 a 5170 1813 a 5170
(FXCWC) LOCALIZAÇÃO DOS COMPONENTES
Alguns componentes e conectores não são localizados facil-
mente na motocicleta. As imagens a seguir mostram a locali-
zação desses componentes e conectores. As imagens geral-

Diagnósticos Softail ano 2011: Informações gerais 1-1


PÁGINA INICIAL

mente são ordenadas da frente para trás ao redor da motoci-


ed01983
cleta.

2
ed03199
1

2 5
3

4
1. Regulador de voltagem ao estator [47]
2. Sensor de O2 dianteiro [138]
1
3. Regulador de voltagem [77]
1. Buzina [122] 4. JSS [133]
2. Buzina 5. Sensor CKP [79]

Figura 1-1. Buzina: FXCWC Figura 1-3. Sob o regulador de voltagem

ed03186 ed03164

1. Lâmpadas auxiliares [73]


Figura 1-2. HCU dianteira [254] 2. Interruptor das lâmpadas auxiliares [109]

Figura 1-4. Lâmpadas auxiliares: FLSTC, FLSTN

1-2 Diagnósticos Softail ano 2011: Informações gerais


PÁGINA INICIAL

ed03156 ed03203
1 1

2
2
3

4
3
1. WSS dianteiro [167] 1. Velocímetro [39]
2. Controle esquerdo [24] 2. Lâmpadas indicadoras [21]
3. Farol dianteiro [38] 3. Interruptor de ignição [33]
4. Interruptor da lâmpada auxiliar [109] 4. Bomba de combustível e do transmissor [141]

Figura 1-5. Debaixo do tanque de combustível, Figura 1-7. Debaixo do console: Exceto FXCWC
lado esquerdo

ed01982
ed03166

1 3
2

1. Controles manuais do lado direito [22-1]


Figura 1-8. Pressostato de óleo [120]
2. Controles manuais do lado direito [22-2]
3. Piscas dianteiros [31]

Figura 1-6. Debaixo do tanque de combustível, lado direito


ed03185

1. Velocímetro [39]
2. Bomba de combustível e do transmissor [141]
3. Chicote de fios do console [20]

Figura 1-9. Debaixo do console: FXCWC

Diagnósticos Softail ano 2011: Informações gerais 1-3


PÁGINA INICIAL

ed03183 ed03202 2
2 1 3

1 7
6
5

4 3 4
1. Sensor ET [90] 1. Injetor de combustível traseiro [85]
2. Interruptor de ignição 2. IAC [87]
3. Bobina de ignição 3. Injetor de combustível dianteiro [84]
4. Bobina de ignição [83] 4. Solenóide de admissão ativa [178]
5. Indicador de combustível [117] 5. TPS [88]
6. Sensor IAT [89]
Figura 1-10. Atrás do interruptor de ignição: FXCWC 7. Sensor MAP [80]

Figura 1-12. Lado direito entre os cilindros

ed01961

ed03200

1
1 2

1. Bobina de ignição [83]


2. Bobina de ignição
3. Fios da vela de ignição

2 Figura 1-13. Atrás da bobina de ignição: Exceto FXCWC

1. Sensor ET [90]
2. Buzina [122]

Figura 1-11. Buzina e sensor ET: Exceto FXCWC

1-4 Diagnósticos Softail ano 2011: Informações gerais


PÁGINA INICIAL

ed03157 ed03204
1 2 3

10
9 1
5
4
8 6 2

5
7
4
1. Negativo da bateria 1. Tanque de óleo
2. Bateria 2. Solenóide do motor de partida [128]
3. Chicote de fios da lâmpada traseira até o chicote de 3. Interruptor de ponto morto [131-A]
fios principal [7] 4. Interruptor de ponto morto [131-B]
4. Bloco de fusíveis [64] 5. Sensor de O2 traseiro [137]
5. ECM [78] exceto FXCWC
6. DLC [91] Figura 1-16. Debaixo do tanque de óleo, lado direito
7. Positivo da bateria
8. Terra [TERRA 1]
9. Terra [TERRA 2]
10. Antena de segurança [209] ed02977

Figura 1-14. Debaixo do assento

ed03218
1
2 3

1. Sensor de velocidade do veículo


2. Tanque de óleo
3 3. Motor de partida

Figura 1-17. Sensor de velocidade do veículo

1. Fusível da bateria
2. Fusível P&A
3. Fusível principal

Figura 1-15. Localização dos fusíveis

Diagnósticos Softail ano 2011: Informações gerais 1-5


PÁGINA INICIAL

ed03165 ed03201

1
2

3 3
2

1. Escape ativo [179] 1. Válvula de purga [95]


2. Tampa da embreagem 2. BCM
3. Cano de escape 3. Pneu traseiro

Figura 1-18. Escape ativo [179] Figura 1-21. Válvula de purga [95]

ed03160 ed03184

1 2

4
2
3

1. HCU traseira [255] 1. ABS [166]


2. Braço oscilante 2. ECM (localizado abaixo do módulo ABS) [78]
3. WSS traseiro [168]
Figura 1-19. HCU traseira [255] 4. Sirene de segurança [142] (FXCWC)

Figura 1-22. ECM [78] FXCWC

ed01980

1. Interruptor da lâmpada do freio traseira [121]


2. Cano de escape

Figura 1-20. Interruptor da lâmpada do freio traseira [121]

1-6 Diagnósticos Softail ano 2011: Informações gerais


PÁGINA INICIAL

ed03159 ed03162

1
2 1

4
2

3 3

1. BCM 1. BCM [242]


2. WSS traseiro [168] 2. ECU do ABS [166]
3. Sirene de segurança [142] 3. WSS traseiro [168]
4. Pneu traseiro 4. Pneu traseiro

Figura 1-23. BCM Figura 1-25. ABS [166]

ed03161 ed03123 3 4
2
1
2 1

5
3

1. Alimentação da bateria do BCM [259] 1. Lâmpada traseira [93]


2. BCM [242] 2. Pisca esquerdo traseiro [19]
3. WSS traseiro [168] 3. Pisca direito traseiro [18]
4. Pneu traseiro 4. Entrada de alimentação da lâmpada traseira [94]
5. Lâmpada traseira
Figura 1-24. BCM [242]
Figura 1-26. Lâmpada traseira: Exceto FXCWC

Diagnósticos Softail ano 2011: Informações gerais 1-7


PÁGINA INICIAL

FERRAMENTAS DE DIAGNÓSTICO 1.2


COMO USAR FERRAMENTAS DE
ed02012
DIAGNÓSTICO
PEÇA N.o NOME DA FERRAMENTA
HD-26792 TESTADOR DE IGNIÇÃO
HD-34730-2D LUZ DE TESTE DO INJETOR DE
COMBUSTÍVEL
HD-39617 SENSOR DE CORRENTE CA/CC
FLUKE
HD-39978 MULTÍMETRO DIGITAL (FLUKE 78)
HD-41199-3 LUZ DE TESTE IAC
HD-41404-C KIT DE TESTE DO CONECTOR DO
CHICOTE DE FIOS
HD-42682 BREAKOUT BOX
Figura 1-27. Testador de ignição
HD-43876 BREAKOUT BOX
HD-44687 ADAPTADOR DE TESTE DO CIR-
CUITO DA BOBINA DE IGNIÇÃO Luz de teste do injetor de combustível
HD-46601 ADAPTADORES DA BREAKOUT BOX HD-34730-2D
HD-48053 ANALISADOR DO SISTEMA ELÉ- A LUZ DE TESTE DO INJETOR DE COMBUSTÍVEL (peça
TRICO E CONDUTÂNCIA AVANÇADA N.o HD-34730-2D) e o ADAPTADOR DE TESTE DO CIR-
DA BATERIA CUITO DA BOBINA DE IGNIÇÃO (peça N.o HD-44687) são
usados para testar os comandos do injetor de combustível
HD-48642 BREAKOUT BOX ABS
bem como os comandos da bobina de ignição no ECM.
HD-48650 DIGITAL TECHNICIAN II
1. Conecte o BREAKOUT BOX (peça N.o HD-43876).
HD-50341 CABO DE TESTE DO SENSOR DE
VELOCIDADE DA RODA 2. Desconecte os conectores do injetor de combustível.
HD-50390-1 BREAKOUT BOX 3. Veja Figura 1-28 para informar-se sobre a configuração
típica. Conecte um lado da luz de teste do injetor de
HD-50390-2 CABO DO BCM
combustível na energia e o outro no terminal do ECM do
HD-50390-2-P COBERTURA DO BCM circuito que está testando.

Testador de ignição HD-26792 4. Ative o motor.


Veja Figura 1-27. O TESTADOR DE IGNIÇÃO (peça 5. Se a luz de teste piscar, o circuito está funcionando corre-
N.o HD-26792) é usado para verificar se a fagulha da vela de tamente.
ignição está adequada. Ligue o aparelho de teste à vela
superior da bobina e ao terra. Quando o motor girar, uma faísca
deverá saltar através da lacuna entre os cabos de teste.
NOTA
O motor não produz faísca com ambas as velas de ignição
removidas. Ao verificar a fagulha, use o TESTADOR DE
IGNIÇÃO (peça N.o HD-26792) com as duas velas instaladas.

1-8 Diagnósticos Softail ano 2011: Informações gerais


PÁGINA INICIAL

ed01945 ed03208
2
1

Figura 1-30. Sensor de corrente CA/CC Fluke (peça N.o


HD-39617)
3
Luz de teste IAC HD-41199-3
A LUZ DE TESTE IAC (peça N.o HD-41199-3) é usada para
1. Luz de teste do injetor de combustível HD-34730-2D
identificar se o circuito elétrico do ECM até o IAC está funcio-
2. Adaptador de teste do circuito da bobina de ignição nando corretamente.
HD-44687 1. Veja Figura 1-31. Desconecte o IAC [87B] e conecte a luz
3. Breakout box HD-43876 de teste.
Figura 1-28. Luz de teste do injetor de combustível 2. LIGUE a ignição por 2 segundos, em seguida, DESLIGUE
por 10 segundos. O comportamento da luz de teste pode
seguir dois padrões. A cor das luzes não é importante
Multímetro digital (Fluke 78) HD-39978 para o funcionamento do IAC.
O MULTÍMETRO DIGITAL (FLUKE 78) (peça N.o HD-39978) a. Comportamento normal: Em ignição LIGADA as
é usado em vários testes ao longo deste manual. luzes de teste piscarão alternadamente e depois
permanecerão ligadas para confirmar os sinais do
ed02008
ECM. Em ignição DESLIGADA as luzes piscam
alternadamente e se apagam após o procedimento
de reinicialização de 10 segundos.
b. Problema indicado: Uma ou mais luzes falham e
não acendem durante o ciclo ignição LIGADA/ignição
DESLIGADA.
NOTA
Há uma possibilidade remota de que um dos circuitos
esteja em curto-circuito com a tensão, o que teria sido
indicado por uma luz constante. Desconecte o ECM e
LIGUE a ignição. Faça o teste nos terminais para verificar
essa condição.

3. Desconecte a luz de teste e conecte o IAC [87B].

Figura 1-29. Multímetro digital (Fluke 78) (peça N.o


HD-39978)

Sensor de corrente CA/CC Fluke HD-39617


O SENSOR DE CORRENTE CA/CC FLUKE (peça
N.o HD-39617) é usado para medir o consumo de corrente.

Diagnósticos Softail ano 2011: Informações gerais 1-9


PÁGINA INICIAL

ed03106 ed03207
1

1. Luz de teste IAC HD-41199-3


2. IAC [87] Figura 1-32. Cabo de teste do sensor de velocidade da
roda (peça N.o HD-50341)
Figura 1-31. Luz de teste IAC HD-41199-3

Breakout box (instrumentos) HD-42682


Kit de teste do conector do chicote de fios
A BREAKOUT BOX (peça N.o HD-42682) e os ADAPTA-
HD-41404-C DORES DA BREAKOUT BOX (peça N.o HD-46601) conectam-
O KIT DE TESTE DO CONECTOR DO CHICOTE DE FIOS se ao velocímetro [39]. Usado em conjunto com um multímetro,
(peça N.o HD-41404-C) contém terminais fêmea e macho, e ela permite o diagnóstico do circuito do chicote de fios e das
cabos de conector banana empilháveis usados para testar conexões sem que seja necessário realizar o teste com objetos
circuitos. Os terminais macho e fêmea são usados para aco- pontiagudos. Instale a breakout box em série usando os
plamento a vários conectores usados no veículo. Veja a folha conectores pretos como a seguir:
de instruções da ferramenta para obter o uso específico do
1. Acesse o velocímetro [39]. Veja o Manual de serviço.
terminal.
2. Veja Figura 1-33. Pressione a trava e desconecte [39B].
NOTA
Para evitar danos ao terminal durante o uso das pontas de 3. Conecte os ADAPTADORES DA BREAKOUT BOX (peça
teste, insira-as diretamente na cavidade e mantenha-as firmes N.o HD-46601) no [39A] e [39B].
durante o teste. Não agite ou desloque a ponta de teste 4. Fixe os conectores pretos da BREAKOUT BOX (peça
enquanto inserida no terminal. Não use mais que uma ponta N.o HD-42682) nos ADAPTADORES DA BREAKOUT
por terminal ou cavidade em nenhum momento.
BOX (peça N.o HD-46601). Todos os testes serão reali-
Cabo de teste do sensor de velocidade da zados usando-se o lado preto da breakout box.
roda HD-50341 5. Quando o teste estiver terminado, remova a breakout box,
o chicote de fios jumper e refaça as conexões.
O CABO DE TESTE DO SENSOR DE VELOCIDADE DA
RODA (peça N.o HD-50341) é um cabo de conector banana
empilhável com um resistor interno para testar o circuito do ed03107
sensor de velocidade da roda. Usado junto com o KIT DE
TESTE DO CONECTOR DO CHICOTE DE FIOS (peça
N.o HD-41404-C), conecte o cabo de teste no lugar do WSS,
1
quando necessário, durante o diagnóstico.

1. Breakout box HD-42862


2. Adaptador da breakout box HD-46601
3. Velocímetro [39]

Figura 1-33. Conexão da breakout box

1-10 Diagnósticos Softail ano 2011: Informações gerais


PÁGINA INICIAL

Breakout box (ECM) HD-43876 Breakout box (BCM) HD-50390-1


A BREAKOUT BOX (peça N.o
HD-43876) se emenda com o A BREAKOUT BOX (peça N.o HD-50390-1) e o CABO DO
chicote de fios principal. Usado em conjunto com um multí- BCM (peça N.o HD-50390-2) são conectados com o chicote
metro, ela permite o diagnóstico do circuito do chicote de fios de fios principal. Usada em conjunto com um multímetro, ela
e das conexões sem que seja necessário realizar o teste com permite o diagnóstico do circuito do chicote de fios e das
objetos pontiagudos. Instale a breakout box em série como a conexões, sem que seja necessário realizar o teste com
seguir: objetos pontiagudos. Instale a breakout box em série como a
seguir:
NOTA
Veja os diagramas da fiação das funções do terminal ECM. O NOTA
ECM está localizado embaixo do assento do passageiro. Veja os diagramas da fiação das funções do terminal BCM. O
BCM fica na frente do pneu traseiro.
1. Acesse o ECM. Veja o Manual de serviço.
1. Acesse o BCM. Veja o Manual de serviço.
2. Pressione a trava e desconecte o ECM [78B].
2. Pressione a trava e desconecte o BCM [242B].
3. Veja Figura 1-34. Conectar a BREAKOUT BOX (peça
N.o HD-43876) aos conectores. 3. Veja Figura 1-32. Ligue a BREAKOUT BOX (peça
N.o HD-50390-1) e o CABO DO BCM (peça N.o HD-50390-
4. Quando o teste estiver terminado, remova a breakout box
2) aos conectores.
e refaça as conexões.
4. Verifique se a COBERTURA DO BCM (peça
N.o HD-50390-2-P) está em posição na breakout box.
ed02964 1
5. Quando o teste estiver terminado, remova a breakout box
2 e refaça as conexões.

ed03205
2
1
3
3

5
1. Breakout box
2. Conexão do ECM
3. Conexão do chicote de fios
6
Figura 1-34. Instalada a breakout box (exceto FXCWC)
1. Breakout box
2. Cabo do BCM (peça N.o HD-50390-2)
3. Chicote de fios [242B]
4. BCM
ed03122 1
5. BCM [242A]
3 6. Cobertura do BCM (peça N.o HD-50390-2-P)

Figura 1-36. Conexão da breakout box do BCM

Adaptador de teste do circuito da bobina


de ignição HD-44687
O ADAPTADOR DE TESTE DO CIRCUITO DA BOBINA DE
2 IGNIÇÃO (peça N.o HD-44687) e a LUZ DE TESTE DO
INJETOR DE COMBUSTÍVEL (peça N.o HD-34730-2D) são
usados para testar os comandos do injetor de combustível
bem como os comandos da bobina de ignição no ECM.
1. Conecte o BREAKOUT BOX (peça N.o HD-43876).
1. Breakout box
2. Conector do ECM 2. Desconecte os conectores do injetor de combustível.
3. Conexão do chicote de fios
3. Veja Figura 1-28 para informar-se sobre a configuração
Figura 1-35. Instalada a breakout box (FXCWC) típica. Conecte um lado da luz de teste do injetor de

Diagnósticos Softail ano 2011: Informações gerais 1-11


PÁGINA INICIAL

combustível na energia e o outro no terminal do ECM do Analisador do sistema elétrico e


circuito que está testando.
condutância avançada da bateria HD-48053
4. Ative o motor.
Siga as instruções do Manual de instruções do ANALISADOR
5. Se a luz de teste piscar, o circuito está funcionando corre- DO SISTEMA ELÉTRICO E CONDUTÂNCIA AVANÇADA DA
tamente. BATERIA (peça N.o HD-48053) para realizar um teste na
bateria. Os resultados do teste incluem uma decisão sobre a
Breakout box HD-48642 (ABS) condição da bateria e estado de carga medido.
A BREAKOUT BOX ABS (peça N.o HD-48642) se conecta ao
módulo ABS [166]. Usada em conjunto com um multímetro, ed01776
ela permite o diagnóstico do circuito do chicote de fios e das
conexões, sem que seja necessário realizar o teste com
objetos pontiagudos. Instale a breakout box em série como a
seguir:
1. Remova o pára-lama e deixe o BCM de lado.
2. Pressione a trava e desconecte o módulo ABS [166B].
3. Conecte a BREAKOUT BOX DO ABS (peça
N.o HD-48642) aos conectores.
4. Em alguns casos, é necessário deixar o módulo ABS
desconectado.
5. Quando o teste estiver terminado, remova a breakout box
e refaça as conexões.
Figura 1-38. Kit do analisador do sistema elétrico e
6. Posicione o BCM e instale o pára-lama.
condutância avançada da bateria HD-48053

ed03168
Digital Technician II HD-48650
O DIGITAL TECHNICIAN II (peça N.o HD-48650) é um dispo-
sitivo de diagnóstico baseado em computador usado para
comunicar/diagnosticar e programar sistemas/módulos.
Os diagnósticos deste manual são desenvolvidos considerando
que o DTII não esteja disponível.

Figura 1-37. HD-48642 típico com módulo ABS


desconectado

1-12 Diagnósticos Softail ano 2011: Informações gerais


PÁGINA INICIAL

DIAGNÓSTICOS E SOLUÇÃO DE PROBLEMAS 1.3


QUEDA DE TENSÃO 1. Desconecte o CKP [79] para evitar que o motor dê a par-
tida.
Teste de queda de tensão a. Conecte o fio vermelho do medidor com o pólo posi-
O teste de queda de tensão: tivo da bateria.

• Ajuda a localizar conexões ruins ou componentes com b. Conecte o cabo preto do medidor no terminal do
excesso de queda de tensão. motor de partida alimentado pela bateria e observe
o valor indicado.
• Mede a diferença na tensão potencial ou efetiva que cai
entre a origem e o destino. c. Ative o motor de partida e observe a leitura do
medidor. A diferença na tensão é a queda de tensão.
• Verifique a integridade da fiação, dos interruptores, dos
fusíveis, dos conectores e dos contatos entre a origem e 2. Veja Figura 1-39. Passe o cabo preto do medidor para o
o destino. terminal do solenóide no lado do motor de partida. Ative
• Identifique os terras ruins. o motor de partida.

O teste de queda de tensão mede a diferença de tensão entre


dois pontos em um circuito. O valor da queda de tensão sobre ed03112
qualquer peça de um circuito está relacionado diretamente ao
valor da resistência naquela peça do circuito.
Componentes tais como fios, interruptores e conectores são
projetados para ter muito pouca resistência e, portanto, muito

R
BK
pouca queda de tensão. Uma queda de tensão maior que 1,0
V nesses componentes indica alta resistência e uma possível
1
falha.

BK
2
Os benefícios em proceder dessa forma são:

R
R
• As leituras não são tão sensíveis com a tensão real da
bateria.
BK
3

BK
• As leituras mostram a queda de tensão efetiva, não
apenas a presença de tensão.
• O sistema é testado como se estivesse sendo usado 1. Bateria
2. Solenóide do motor de partida
efetivamente.
3. Motor de partida
• O teste é mais preciso e mostra conexões ruins mais
Figura 1-39. Para o terminal do motor de partida do
difíceis de encontrar.
solenóide do motor de partida
• Os circuitos do motor de partida, os circuitos de iluminação
ou os circuitos de ignição podem ser testados com essa
abordagem. (Comece com o destino ou componente mais 3. Veja Figura 1-40. Desloque a ponta preta do medidor para
positivo e vá depois para o mais negativo). o pólo lateral da bateria no solenóide do motor de partida.
Ative o motor de partida.
Ao testar um circuito de alimentação típico, coloque a ponta
de prova positiva (vermelha) na parte mais positiva do circuito
(ou no terminal positivo da bateria). Lembre-se de que não há
nada mais positivo que o borne positivo da bateria. Coloque
a ponta negativa (preta) do medidor no lado positivo do
conector em questão. Ative o circuito. Desloque a ponta
negativa do medidor pelo circuito até encontrar uma queda de
tensão grande.
Ao testar um circuito de terra típico, coloque a ponta negativa
na parte mais negativa do circuito (ou o borne negativo da
bateria). Lembre-se de que não há nada mais negativo que o
borne negativo da bateria. Coloque a ponta positiva do medidor
no lado negativo do conector em questão. Ative o circuito.
Desloque a ponta positiva do medidor pelo circuito até
encontrar uma queda de tensão grande.
Os passos a seguir demonstram um teste de queda de tensão
típica no circuito do motor de partida:

Diagnósticos Softail ano 2011: Informações gerais 1-13


PÁGINA INICIAL

N.o HD-48650) pode ser usado para a execução do teste de


ed03113
firmeza.
1. Veja Figura 1-42. Conecte o MULTÍMETRO DIGITAL
(FLUKE 78) (peça N.o HD-39978) no chicote de fios entre
2 as conexões suspeitas. Ao diagnosticar conexões do

R
BK
ECM, use a BREAKOUT BOX (peça N.o HD-48637) para
simplificar o procedimento. Veja 1.2 FERRAMENTAS DE
1

BK
DIAGNÓSTICO.
2. Ajuste o multímetro para ler as alterações de tensão.
R

R
3. Dê partida na motocicleta e deixe o motor em marcha

BK
3 lenta.
BK

4. Sacuda ou balance o chicote de fios para detectar inter-


mitências. Se houver intermitências presentes, serão
1. Bateria registradas alterações radicais de tensão no multímetro.
2. Solenóide do motor de partida
3. Motor de partida
ed02008
Figura 1-40. Para o terminal da bateria do solenóide do
motor de partida

4. Veja Figura 1-41. Por último, desloque a ponta preta do


medidor até o pólo negativo da bateria e a ponta vermelha
para a caixa do motor de partida. Ative o motor de partida.

ed03114
BK
R

Figura 1-42. Multímetro digital (Fluke 78) (peça N.o


HD-39978)
1 2
BK

R R VALORES DOS CÓDIGOS SERVIÇO/HORA


3
BK

PEÇA N.o NOME DA FERRAMENTA


BK

HD-48650 DIGITAL TECHNICIAN II


1. Bateria Os técnicos de concessionárias que registrarem reclamações
2. Solenóide do motor de partida de garantia devem usar o código serviço/hora impresso em
3. Motor de partida negrito no fim da reparação adequada. Ao usar o DIGITAL
Figura 1-41. Circuito de terra do motor de partida TECHNICIAN II (peça N.o HD-48650), os técnicos das conces-
sionárias que registrarem reclamações de garantia devem
usar o código serviço/hora fornecido pelo computador.
TESTE DE FIRMEZA
PEÇA N.o NOME DA FERRAMENTA
HD-39978 MULTÍMETRO DIGITAL (FLUKE 78)
HD-48637 BREAKOUT BOX
HD-48650 DIGITAL TECHNICIAN II

O teste de firmeza verifica a presença de intermitências em


um chicote de fios. O DIGITAL TECHNICIAN II (peça

1-14 Diagnósticos Softail ano 2011: Informações gerais


ÍNDICE

ASSUNTO........................................................................................................................ PÁGINA N.o


2.1 DIAGNÓSTICO INICIAL............................................................................................................2-1
2.2 COMUNICAÇÃO DE DADOS SERIAIS...................................................................................2-13
2.3 AUTO-DIAGNÓSTICO DO ODÔMETRO INOPERANTE, DTC U0001, U0011 E B2274.......2-15
2.4 VEÍCULO SEM ENERGIA OU DTC U0100, U0121, U0140, U0141, U0142 E U0156...........2-21

DIAGNÓSTICO INICIAL E DADOS SERIAIS


NOTAS
PÁGINA INICIAL

DIAGNÓSTICO INICIAL 2.1


DESCRIÇÃO E OPERAÇÃO 6. Se qualquer DTC estiver armazenado no módulo, o odô-
metro exibirá o DTC. Pressionar e soltar rapidamente o
Use o diagnóstico inicial como ponto de partida para realizar interruptor de reinicialização do odômetro parcial alternará
a detecção de problemas de modo eficiente. São necessários entre os DTCs armazenados.
conhecimentos básicos de eletrônica e conhecimentos gerais
sobre a motocicleta para usar este Manual de modo eficiente. 7. Após todos os DTCs serem exibidos, o odômetro exibirá
a palavra “end” (fim).
Antes de diagnosticar um problema, realize um teste funcional
geral da motocicleta para verificar o problema e certificar-se 8. Para cancelar todos os DTCs neste módulo, mantenha
de que não haja mais nada que possa causar problemas na pressionado o interruptor de reinicialização do odômetro
realização precisa do diagnóstico da motocicleta. Use os pro- parcial durante a exibição de um DTC. Se os DTCs não
cedimentos deste capítulo para o diagnóstico inicial. forem apagados, pressione e libere rapidamente o inter-
ruptor de reinicialização do odômetro parcial. O número
NOTA da peça do módulo será exibido.
Ao trabalhar em um procedimento de diagnóstico, siga as
etapas na ordem indicada. Nunca pule para um teste de outro 9. Pressione e solte o interruptor de reinicialização do odô-
procedimento. Todas as declarações “Vá para o teste” referem- metro parcial para avançar para o próximo módulo.
se a um teste daquele procedimento. 10. Tome nota de todos os DTCs. Remova todos os DTCs e
opere o veículo para verificar se os DTCs estão definidos
RECUPERAÇÃO DE CÓDIGOS DE e atualizados. DTCs históricos não devem ser diagnosti-
PROBLEMA cados, exceto se a condição for recorrente e intermitente.
PEÇA N.o NOME DA FERRAMENTA 11. DESLIGUE a ignição para sair do modo de diagnóstico.
Se a ignição não estiver desligada, o veículo sairá do
HD-48650 DIGITAL TECHNICIAN II
modo de diagnóstico quando começar a se movimentar.
Existem dois níveis de diagnósticos
DIAGNÓSTICOS INICIAIS
• O modo mais sofisticado usa um pacote de diagnósticos
baseado em computador chamado DIGITAL TECHNICIAN 1. Teste do DTC
II (peça N.o HD-48650). 1. Verifique a existência de DTCs. Veja 2.1 DIAGNÓSTICO
• O segundo modo requer o uso do auto-diagnóstico do INICIAL, Auto-diagnóstico do odômetro.
odômetro. Os DTCs do velocímetro, BCM, ECM e ABS 2. Há DTCs presentes?
(se equipado) podem ser acessados e limpos.
a. Sim. Veja Tabela 2-1.
AUTO-DIAGNÓSTICO DO ODÔMETRO b. Não. Vá para Prova 2.
Modo de diagnóstico
2. Teste de funcionamento do odômetro
1. Para entrar no modo de diagnóstico, pressione e segure
o interruptor de reinicialização do odômetro parcial locali- 1. Entre no auto-diagnóstico do odômetro. Veja
zado nos controles do lado esquerdo do guidom ao LIGAR 2.1 DIAGNÓSTICO INICIAL, Auto-diagnóstico do odô-
a ignição. metro.

NOTA 2. O modo de auto-diagnóstico do odômetro funcionou cor-


O interruptor de reinicialização do odômetro parcial fica locali- retamente?
zado no módulo de controle esquerdo. O sinal do interruptor a. Sim. Veja Tabela 2-2.
é enviado ao velocímetro através do barramento CAN. Por-
b. Não. Vá para Prova 3.
tanto, se houver um problema com o barramento CAN, o modo
de auto-diagnóstico do odômetro pode não funcionar.
3. Teste do odômetro inoperante
2. Solte o interruptor de reinicialização do odômetro parcial
1. LIGUE a ignição.
A palavra “diag” aparecerá no monitor do odômetro.
2. O monitor do odômetro acende?
3. Pressione e solte o interruptor de reinicialização do odô-
metro parcial. ECM aparecerá no monitor do odômetro. a. Sim. Vá para Prova 6.
Ele será seguido de um “Y” ou “N”, dependendo da b. Não. Vá para Prova 4.
existência ou não de códigos de ECM.
4. Pressione e solte rapidamente o interruptor de reiniciali- 4. Teste de alimentação da bateria
zação do odômetro parcial para passar pelos módulos. 1. LIGUE a ignição/interruptor de parada do motor.
Os módulos incluem BCM, SPDO e ABS.
2. O farol dianteiro e/ou a lâmpada traseira acende?
5. Quando for exibido o módulo desejado, pressione e segure
a. Sim. Vá para Prova 5.
o interruptor de reinicialização do odômetro parcial.

Diagnósticos Softail ano 2011: Diagnóstico inicial e dados seriais 2-1


PÁGINA INICIAL

b. Não. Verifique a condição da bateria, conexões e b. Não. Todas as funções dos controles do lado
fusíveis. Veja 2.4 VEÍCULO SEM ENERGIA OU DTC esquerdo estão inoperantes. Veja 2.4 VEÍCULO SEM
U0100, U0121, U0140, U0141, U0142 E U0156, ENERGIA OU DTC U0100, U0121, U0140, U0141,
Veículo sem energia, DTC U0140. U0142 E U0156, Controles manuais do lado esquerdo
inoperantes, DTC U0141.
5. Teste do motor de partida
1. Tente dar partida no veículo. O motor de partida funciona?
DIAGNÓSTICO
a. Sim. Veja 4.1 INSTRUMENTOS. Dicas de diagnóstico
b. Não. Veja 2.3 AUTO-DIAGNÓSTICO DO ODÔ- • Para uma verificação rápida do funcionamento do instru-
METRO INOPERANTE, DTC U0001, U0011 E B2274. mento, pode-se realizar um teste “WOW” através do auto-
diagnóstico do odômetro. A luz de fundo deve acender,
6. Teste do LHCM os ponteiros dos indicadores devem percorrer toda a faixa
de movimento e as lâmpadas indicadoras controladas
1. Com a ignição LIGADA, opere todas as funções do lado
pelo circuito CAN (bateria, segurança e verificação do
esquerdo.
motor) também devem acender.
2. Algum dos controles manuais do lado esquerdo funciona
• Se o instrumento falhar no teste “WOW”, verifique a ali-
corretamente?
mentação da bateria e aterramento para o instrumento.
a. Sim. Todos os controles funcionam, exceto o inter- Se qualquer recurso do velocímetro não estiver funcio-
ruptor do odômetro parcial. Veja 4.3 FUNÇÕES DO nando, veja 4.1 INSTRUMENTOS.
ODÔMETRO PARCIAL INOPERANTES, DTC B2255.

Tabela 2-1. Tabela dos códigos de diagnóstico de problema (DTCs) e prioridade das condições de falha

DTC PEDIDO CONDIÇÃO DE FALHA SOLUÇÃO


PRIO-
RITÁRIO
B1101 136 Lâmpada do pisca do LHCM 5.4 DTC B1101 E B1151
queimada
B1103 25 Falha interna do LHCM 5.9 DTC B1103, B1153, B2250, B2251, B2252, B2253, B2254, B2260,
B2261, B2262, B2263 E B2270
B1151 137 Lâmpada do pisca do RHCM 5.4 DTC B1101 E B1151
queimada
B1153 24 Falha interna do RHCM 5.9 DTC B1103, B1153, B2250, B2251, B2252, B2253, B2254, B2260,
B2261, B2262, B2263 E B2270
B1200 15 Falha interna do instrumento 4.4 SEM ALIMENTAÇÃO NOS INSTRUMENTOS, DTC B1200
B1210 94 Emissor em curto baixo/cir- 4.2 DTC B1210 E B1211
cuito do indicador do com-
bustível aberto
B1211 95 Emissor de combustível em 4.2 DTC B1210 E B1211
curto alto/aberto
B2102 26 Saída de alimentação do sis- 6.4 DTC B2102, B2103 E B2104
tema em curto alto
B2103 27 Saída de alimentação do sis- 6.4 DTC B2102, B2103 E B2104
tema em curto baixo
B2104 28 Saída de alimentação do sis- 6.4 DTC B2102, B2103 E B2104
tema sobrecarregada
B2107 150 Saída da alimentação da 5.10 LÂMPADAS DE TRAFEGAR, DTC B2107, B2108, B2109, B2166,
lâmpada de trafegar dianteira B2168 E B2169
em curto alto
B2108 151 Saída da alimentação da 5.10 LÂMPADAS DE TRAFEGAR, DTC B2107, B2108, B2109, B2166,
lâmpada de trafegar dianteira B2168 E B2169
em curto baixo
B2109 152 Saída da alimentação da 5.10 LÂMPADAS DE TRAFEGAR, DTC B2107, B2108, B2109, B2166,
lâmpada de trafegar dianteira B2168 E B2169
sobrecarregada
B2112 67 Saída do acessório em curto 5.1 ACESSÓRIOS, DTC B2112, B2113 E B2114
alto

2-2 Diagnósticos Softail ano 2011: Diagnóstico inicial e dados seriais


PÁGINA INICIAL

Tabela 2-1. Tabela dos códigos de diagnóstico de problema (DTCs) e prioridade das condições de falha

DTC PEDIDO CONDIÇÃO DE FALHA SOLUÇÃO


PRIO-
RITÁRIO
B2113 68 Saída do acessório em curto 5.1 ACESSÓRIOS, DTC B2112, B2113 E B2114
baixo
B2114 69 Saída do acessório sobrecar- 5.1 ACESSÓRIOS, DTC B2112, B2113 E B2114
regada
B2116 50 Saída da bomba de com- 6.5 DTC B2116, B2117, B2118 E B2119
bustível aberta
B2117 51 Saída da bomba de com- 6.5 DTC B2116, B2117, B2118 E B2119
bustível em curto alto
B2118 52 Saída da bomba de com- 6.5 DTC B2116, B2117, B2118 E B2119
bustível em curto baixo
B2119 53 Saída da bomba de com- 6.5 DTC B2116, B2117, B2118 E B2119
bustível sobrecarregada
B2121 34 Saída do motor de partida 3.3 DTC B2121, B2122, B2123 E B2124
aberta
B2122 35 Saída do motor de partida em 3.3 DTC B2121, B2122, B2123 E B2124
curto alto
B2123 36 Saída do motor de partida em 3.3 DTC B2121, B2122, B2123 E B2124
curto baixo
B2124 37 Saída do motor de partida 3.3 DTC B2121, B2122, B2123 E B2124
sobrecarregada
B2126 169 Saída da buzina aberta 5.2 BUZINA, DTC B2126, B2127, B2128 E B2129
B2127 170 Saída da buzina em curto alto 5.2 BUZINA, DTC B2126, B2127, B2128 E B2129
B2128 171 Saída da buzina em curto 5.2 BUZINA, DTC B2126, B2127, B2128 E B2129
baixo
B2129 172 Saída da buzina sobrecarre- 5.2 BUZINA, DTC B2126, B2127, B2128 E B2129
gada
B2131 159 Saída do farol alto aberta 5.7 FARÓIS DIANTEIROS, DTC B2131, B2132, B2133, B2134,
B2136, B2137, B2138 E B2139
B2132 160 Saída do farol alto em curto 5.7 FARÓIS DIANTEIROS, DTC B2131, B2132, B2133, B2134,
alto B2136, B2137, B2138 E B2139
B2133 161 Saída do farol alto em curto 5.7 FARÓIS DIANTEIROS, DTC B2131, B2132, B2133, B2134,
baixo B2136, B2137, B2138 E B2139
B2134 162 Saída do farol alto sobrecarre- 5.7 FARÓIS DIANTEIROS, DTC B2131, B2132, B2133, B2134,
gada B2136, B2137, B2138 E B2139
B2136 155 Saída do farol baixo aberta 5.7 FARÓIS DIANTEIROS, DTC B2131, B2132, B2133, B2134,
B2136, B2137, B2138 E B2139
B2137 156 Saída do farol baixo em curto 5.7 FARÓIS DIANTEIROS, DTC B2131, B2132, B2133, B2134,
alto B2136, B2137, B2138 E B2139
B2138 157 Saída do farol baixo em curto 5.7 FARÓIS DIANTEIROS, DTC B2131, B2132, B2133, B2134,
baixo B2136, B2137, B2138 E B2139
B2139 158 Saída do farol baixo sobrecar- 5.7 FARÓIS DIANTEIROS, DTC B2131, B2132, B2133, B2134,
regada B2136, B2137, B2138 E B2139
B2141 138 Saída do pisca dianteiro 5.5 DTC B2141, B2143, B2144, B2146, B2148 E B2149
esquerdo aberta
B2143 139 Saída do pisca dianteiro 5.5 DTC B2141, B2143, B2144, B2146, B2148 E B2149
esquerdo em curto baixo
B2144 140 Saída do pisca dianteiro 5.5 DTC B2141, B2143, B2144, B2146, B2148 E B2149
esquerdo sobrecarregada

Diagnósticos Softail ano 2011: Diagnóstico inicial e dados seriais 2-3


PÁGINA INICIAL

Tabela 2-1. Tabela dos códigos de diagnóstico de problema (DTCs) e prioridade das condições de falha

DTC PEDIDO CONDIÇÃO DE FALHA SOLUÇÃO


PRIO-
RITÁRIO
B2146 141 Saída do pisca dianteiro 5.5 DTC B2141, B2143, B2144, B2146, B2148 E B2149
direito aberta
B2148 142 Saída do pisca dianteiro 5.5 DTC B2141, B2143, B2144, B2146, B2148 E B2149
direito em curto baixo
B2149 143 Saída do pisca dianteiro 5.5 DTC B2141, B2143, B2144, B2146, B2148 E B2149
direito sobrecarregada
B2151 144 Saída do pisca traseiro 5.6 DTC B2151, B2153, B2154, B2156, B2158 E B2159
esquerdo aberta
B2153 145 Saída do pisca traseiro 5.6 DTC B2151, B2153, B2154, B2156, B2158 E B2159
esquerdo em curto baixo
B2154 146 Saída do pisca traseiro 5.6 DTC B2151, B2153, B2154, B2156, B2158 E B2159
esquerdo sobrecarregada
B2156 147 Saída do pisca traseiro direito 5.6 DTC B2151, B2153, B2154, B2156, B2158 E B2159
aberta
B2158 148 Saída do pisca traseiro direito 5.6 DTC B2151, B2153, B2154, B2156, B2158 E B2159
em curto baixo
B2159 149 Saída do pisca traseiro direito 5.6 DTC B2151, B2153, B2154, B2156, B2158 E B2159
sobrecarregada
B2161 130 Saída da lâmpada do freio 5.8 LÂMPADAS DO FREIO, DTC B2161, B2163, B2164 E B2223
aberta
B2163 131 Saída da lâmpada do freio em 5.8 LÂMPADAS DO FREIO, DTC B2161, B2163, B2164 E B2223
curto baixo
B2164 132 Saída da lâmpada do freio 5.8 LÂMPADAS DO FREIO, DTC B2161, B2163, B2164 E B2223
sobrecarregada
B2166 91 Saída das luzes de trafegar 5.10 LÂMPADAS DE TRAFEGAR, DTC B2107, B2108, B2109, B2166,
aberta B2168 E B2169
B2168 92 Saída das luzes de trafegar 5.10 LÂMPADAS DE TRAFEGAR, DTC B2107, B2108, B2109, B2166,
em curto baixo B2168 E B2169
B2169 93 Saída das luzes de trafegar 5.10 LÂMPADAS DE TRAFEGAR, DTC B2107, B2108, B2109, B2166,
sobrecarregada B2168 E B2169
B2172 163 Saída da sirene de segurança 5.15 DTC B2172 E B2173
em curto alto
B2173 164 Saída da sirene de segurança 5.15 DTC B2172 E B2173
em curto baixo
B2176 165 Saída da antena de segu- 5.16 FALHA EM DESATIVAR, DTC B2176, B2177 E B2178
rança aberta
B2177 166 Saída da antena de segu- 5.16 FALHA EM DESATIVAR, DTC B2176, B2177 E B2178
rança em curto alto
B2178 167 Saída da antena de segu- 5.16 FALHA EM DESATIVAR, DTC B2176, B2177 E B2178
rança em curto baixo
B2203 30 Entrada do interruptor da 3.9 DTC B2203
ignição em curto baixo
B2206 31 Entrada do interruptor de 3.10 DTC B2206 E B2208
parada do motor aberta/em
curto alto
B2208 32 Entrada do interruptor de 3.10 DTC B2206 E B2208
parada do motor em curto
baixo

2-4 Diagnósticos Softail ano 2011: Diagnóstico inicial e dados seriais


PÁGINA INICIAL

Tabela 2-1. Tabela dos códigos de diagnóstico de problema (DTCs) e prioridade das condições de falha

DTC PEDIDO CONDIÇÃO DE FALHA SOLUÇÃO


PRIO-
RITÁRIO
B2218 66 Interruptor do ponto morto em 5.17 DTC B2218
curto baixo
B2223 129 Interruptor do freio traseiro em 5.8 LÂMPADAS DO FREIO, DTC B2161, B2163, B2164 E B2223
curto baixo
B2250 65 Interruptor da embreagem 5.9 DTC B1103, B1153, B2250, B2251, B2252, B2253, B2254, B2260,
emperrado B2261, B2262, B2263 E B2270
B2251 168 Interruptor da buzina emper- 5.9 DTC B1103, B1153, B2250, B2251, B2252, B2253, B2254, B2260,
rado B2261, B2262, B2263 E B2270
B2252 154 Interruptor do farol alto 5.9 DTC B1103, B1153, B2250, B2251, B2252, B2253, B2254, B2260,
emperrado B2261, B2262, B2263 E B2270
B2253 153 Interruptor do farol baixo 5.9 DTC B1103, B1153, B2250, B2251, B2252, B2253, B2254, B2260,
emperrado B2261, B2262, B2263 E B2270
B2254 134 Interruptor do pisca esquerdo 5.9 DTC B1103, B1153, B2250, B2251, B2252, B2253, B2254, B2260,
emperrado B2261, B2262, B2263 E B2270
B2255 173 Interruptor do odômetro par- 4.3 FUNÇÕES DO ODÔMETRO PARCIAL INOPERANTES, DTC
cial emperrado B2255
B2260 33 Interruptor de partida do 5.9 DTC B1103, B1153, B2250, B2251, B2252, B2253, B2254, B2260,
motor emperrado B2261, B2262, B2263 E B2270
B2261 135 Interruptor do pisca direito 5.9 DTC B1103, B1153, B2250, B2251, B2252, B2253, B2254, B2260,
emperrado B2261, B2262, B2263 E B2270
B2262 128 Interruptor do freio dianteiro 5.9 DTC B1103, B1153, B2250, B2251, B2252, B2253, B2254, B2260,
emperrado B2261, B2262, B2263 E B2270
B2263 133 Interruptor do pisca-alerta 5.9 DTC B1103, B1153, B2250, B2251, B2252, B2253, B2254, B2260,
emperrado B2261, B2262, B2263 E B2270
B2270 10 Falha interna do BCM 5.9 DTC B1103, B1153, B2250, B2251, B2252, B2253, B2254, B2260,
B2261, B2262, B2263 E B2270
B2271 9 Tensão do BCM baixa 3.11 DTC B2271 E B2272
B2272 14 Tensão do BCM ou velocí- 3.11 DTC B2271 E B2272
metro alta
B2274 29 Falha constante na linha da 2.3 AUTO-DIAGNÓSTICO DO ODÔMETRO INOPERANTE, DTC
bateria U0001, U0011 E B2274
C0562 18 Tensão do ABS baixa 3.7 DTC C0562, C0563, C1222 E C1223
C0563 19 Tensão do ABS alta 3.7 DTC C0562, C0563, C1222 E C1223
C1018 102 Circuito do atuador dianteiro 7.2 DTC C1018, C1041, C1042, C1044, C1224 E C1225
com tensão baixa/aberto
C1021 122 Sensor de velocidade da roda 7.3 DTC C1021, C1023
dianteira sempre igual a zero
C1023 123 Sensor de velocidade da roda 7.3 DTC C1021, C1023
traseira sempre igual a zero
C1025 126 Sinal intermitente de veloci- 7.4 DTC C1025, C1032 E C1206
dade da roda dianteira
C1027 127 Sinal intermitente de veloci- 7.5 DTC C1027, C1034 E C1208
dade da roda traseira
C1032 120 Sensor de velocidade da roda 7.4 DTC C1025, C1032 E C1206
dianteira com circuito aberto
ou em curto
C1034 121 Sensor de velocidade da roda 7.5 DTC C1027, C1034 E C1208
traseira com circuito aberto ou
em curto

Diagnósticos Softail ano 2011: Diagnóstico inicial e dados seriais 2-5


PÁGINA INICIAL

Tabela 2-1. Tabela dos códigos de diagnóstico de problema (DTCs) e prioridade das condições de falha

DTC PEDIDO CONDIÇÃO DE FALHA SOLUÇÃO


PRIO-
RITÁRIO
C1041 103 Circuito do atuador traseiro 7.2 DTC C1018, C1041, C1042, C1044, C1224 E C1225
com tensão baixa/aberto
C1042 98 Circuito do atuador dianteiro 7.2 DTC C1018, C1041, C1042, C1044, C1224 E C1225
aberto
C1044 99 Circuito do atuador traseiro 7.2 DTC C1018, C1041, C1042, C1044, C1224 E C1225
aberto
C1052 105 Circuito do atuador traseiro 7.6 DTC C1052 E C1102
com tensão alta
C1055 20 Falha interna da ECU do ABS 7.7 DTC C1055
C1094 116 Interruptor do freio sempre 7.8 DTC C1094
ligado
C1102 97 Motor do atuador traseiro afo- 7.6 DTC C1052 E C1102
gado
C1151 118 Liberação da roda dianteira 7.9 DTC C1151 E C1153
muito longa
C1153 119 Liberação da roda traseira 7.9 DTC C1151 E C1153
muito longa
C1158 21 Calibração não programada 7.10 DTC C1158, C1178 E C1184
C1178 22 Nenhum VIN recebido do 7.10 DTC C1158, C1178 E C1184
ECM
C1184 23 VIN não corresponde à cali- 7.10 DTC C1158, C1178 E C1184
bração da ECU do ABS
C1192 104 Circuito do atuador dianteiro 7.11 DTC C1192 E C1193
com tensão alta
C1193 96 Motor do atuador dianteiro 7.11 DTC C1192 E C1193
afogado
C1206 124 Freqüência do sensor de 7.4 DTC C1025, C1032 E C1206
velocidade da roda dianteira
fora da faixa
C1208 125 Freqüência do sensor de 7.5 DTC C1027, C1034 E C1208
velocidade da roda traseira
fora da faixa
C1212 117 Freio dianteiro ou traseiro não 7.12 DTC C1212
aplicado na desaceleração
C1222 16 Tensão do ABS baixa – ter- 3.7 DTC C0562, C0563, C1222 E C1223
minal 11
C1223 17 Tensão do ABS baixa – ter- 3.7 DTC C0562, C0563, C1222 E C1223
minal 20
C1224 100 Alimentação do atuador dian- 7.2 DTC C1018, C1041, C1042, C1044, C1224 E C1225
teiro em curto alto
C1225 101 Alimentação do atuador tra- 7.2 DTC C1018, C1041, C1042, C1044, C1224 E C1225
seiro em curto alto
C1561 106 Circuito do solenóide de acio- 7.13 DTC C1561, C1562, C1563, C1564 E C1565
namento dianteiro aberto ou
com alta resistência
C1562 108 Circuito do solenóide de acio- 7.13 DTC C1561, C1562, C1563, C1564 E C1565
namento dianteiro em curto
baixo

2-6 Diagnósticos Softail ano 2011: Diagnóstico inicial e dados seriais


PÁGINA INICIAL

Tabela 2-1. Tabela dos códigos de diagnóstico de problema (DTCs) e prioridade das condições de falha

DTC PEDIDO CONDIÇÃO DE FALHA SOLUÇÃO


PRIO-
RITÁRIO
C1563 110 Circuito do solenóide dianteiro 7.13 DTC C1561, C1562, C1563, C1564 E C1565
em curto alto
C1564 112 Circuito do solenóide de libe- 7.13 DTC C1561, C1562, C1563, C1564 E C1565
ração dianteiro aberto ou com
alta resistência
C1565 114 Circuito do solenóide de libe- 7.13 DTC C1561, C1562, C1563, C1564 E C1565
ração dianteiro em curto baixo
C1567 107 Circuito do solenóide de acio- 7.14 DTC C1567, C1568, C1571, C1572 E C1573
namento traseiro aberto ou
com alta resistência
C1568 109 Circuito do solenóide de acio- 7.14 DTC C1567, C1568, C1571, C1572 E C1573
namento traseiro em curto
baixo
C1571 111 Circuito do solenóide traseiro 7.14 DTC C1567, C1568, C1571, C1572 E C1573
em curto alto
C1572 113 Circuito do solenóide de libe- 7.14 DTC C1567, C1568, C1571, C1572 E C1573
ração traseiro aberto ou com
alta resistência
C1573 115 Circuito do solenóide de libe- 7.14 DTC C1567, C1568, C1571, C1572 E C1573
ração traseiro em curto baixo
P0107 58 O sensor MAP falhou 6.6 DTC P0107, P0108
baixo/aberto
P0108 59 O sensor MAP falhou 6.6 DTC P0107, P0108
alto/porta aberta
P0112 62 Sensor de temperatura do ar 6.7 DTC P0112, P0113
de admissão com baixa
tensão/em curto
P0113 63 Sensor de temperatura do ar 6.7 DTC P0112, P0113
de admissão com tensão
alta/aberta
P0117 60 Sensor de temperatura do 6.8 DTC P0117, P0118
motor em curto baixo
P0118 61 Sensor de temperatura do 6.8 DTC P0117, P0118
motor com tensão alta/aberta
P0122 42 Sensor 1 de posição da borbo- 6.9 DTC P0122, P0123
leta do corpo de injeção baixo
P0123 43 Sensor 1 de posição da borbo- 6.9 DTC P0122, P0123
leta do corpo de injeção
alto/aberto
P0131 83 Sensor de oxigênio com 6.10 DTC P0131, P0132, P0134, P0151, P0152, P0154
tensão baixa/motor com mis-
tura pobre (dianteiro)
P0132 85 Motor funcionando com mis- 6.10 DTC P0131, P0132, P0134, P0151, P0152, P0154
tura rica (dianteiro)
P0134 87 Sensor de oxigênio com 6.10 DTC P0131, P0132, P0134, P0151, P0152, P0154
tensão alta/aberta (dianteiro)
P0151 84 Sensor de oxigênio com 6.10 DTC P0131, P0132, P0134, P0151, P0152, P0154
tensão baixa/motor com mis-
tura pobre (traseiro)
P0152 86 Motor funcionando com mis- 6.10 DTC P0131, P0132, P0134, P0151, P0152, P0154
tura rica (traseiro)

Diagnósticos Softail ano 2011: Diagnóstico inicial e dados seriais 2-7


PÁGINA INICIAL

Tabela 2-1. Tabela dos códigos de diagnóstico de problema (DTCs) e prioridade das condições de falha

DTC PEDIDO CONDIÇÃO DE FALHA SOLUÇÃO


PRIO-
RITÁRIO
P0154 88 Sensor de oxigênio com 6.10 DTC P0131, P0132, P0134, P0151, P0152, P0154
tensão alta/aberta (traseiro)
P0261 54 Injetor de combustível 6.11 DTC P0261, P0262, P0264 E P0265
baixo/aberto (dianteiro)
P0262 55 Injetor de combustível alto/em 6.11 DTC P0261, P0262, P0264 E P0265
curto (dianteiro)
P0264 56 Injetor de combustível 6.11 DTC P0261, P0262, P0264 E P0265
baixo/aberto (traseiro)
P0265 57 Injetor de combustível alto/em 6.11 DTC P0261, P0262, P0264 E P0265
curto (traseiro)
P0371 40 Sensor de posição da mani- 6.12 DTC P0371, P0372 E P0374
vela com número excessivo
de pulsos
P0372 41 Sensor de posição da mani- 6.12 DTC P0371, P0372 E P0374
vela com número reduzido de
pulsos
P0374 39 Sensor de posição da mani- 6.12 DTC P0371, P0372 E P0374
vela sem pulsos
P0444 74 Solenóide de purga 6.13 DTC P0444 E P0445
baixo/aberto
P0445 75 Solenóide de purga em 6.13 DTC P0444 E P0445
curto/alto
P0502 70 Velocidade baixa do veículo 6.14 DTC P0502, P0503
falhou
P0503 71 Velocidade alta do veículo 6.14 DTC P0502, P0503
falhou
P0506 76 Controle da rotação da 6.15 DTC P0506 E P0507
marcha lenta – RPM muito
baixa
P0507 77 Controle da rotação da 6.15 DTC P0506 E P0507
marcha lenta – RPM muito
alta
P0562 64 Tensão do ECM baixa 3.8 DTC P0562
P0603 12 Erro de memória do ECM 6.16 DTC P0603, P0605
EEPROM
P0605 11 Erro de memória FLASH do 6.16 DTC P0603, P0605
ECM
P0641 38 Vref de 5 V fora da faixa 6.17 DTC P0641
P0661 81 Solenóide de entrada 6.18 DTC P0661, P0662
baixo/aberto
P0662 82 Solenóide de entrada em 6.18 DTC P0661, P0662
curto/alto
P1009 13 Senha incorreta 6.19 DTC P1009
P1353 72 Detectada ausência de com- 6.20 DTC P1353, P1356, P1357, P1358
bustão (dianteiro)
P1356 73 Detectada ausência de com- 6.20 DTC P1353, P1356, P1357, P1358
bustão (traseiro)
P1357 48 Detectado secundário intermi- 6.20 DTC P1353, P1356, P1357, P1358
tente (dianteiro)

2-8 Diagnósticos Softail ano 2011: Diagnóstico inicial e dados seriais


PÁGINA INICIAL

Tabela 2-1. Tabela dos códigos de diagnóstico de problema (DTCs) e prioridade das condições de falha

DTC PEDIDO CONDIÇÃO DE FALHA SOLUÇÃO


PRIO-
RITÁRIO
P1358 49 Detectado secundário intermi- 6.20 DTC P1353, P1356, P1357, P1358
tente (traseiro)
P1475 78 Erro de posição do atuador do 6.21 DTC P1475, P1477, P1478
escape
P1477 79 Atuador da válvula de 6.21 DTC P1475, P1477, P1478
exaustão baixo/circuito aberto
P1478 80 Atuador do escape em 6.21 DTC P1475, P1477, P1478
curto/alto
P1501 89 Sensor JSS baixo 6.22 DTC P1501, P1502
P1502 90 Sensor JSS com tensão 6.22 DTC P1501, P1502
alta/aberto
P1632 174 Odômetro com quilometragem 6.23 DTC P1632
elevada
P2300 44 Comando da bobina de 6.24 DTC P2300, P2301, P2303 E P2304
ignição baixo/aberto (dian-
teiro)
P2301 45 Comando da bobina de 6.24 DTC P2300, P2301, P2303 E P2304
ignição alto/em curto (dian-
teiro)
P2303 46 Comando da bobina de 6.24 DTC P2300, P2301, P2303 E P2304
ignição baixo/aberto (traseiro)
P2304 47 Comando da bobina de 6.24 DTC P2300, P2301, P2303 E P2304
ignição alto/em curto (traseiro)
U0001 1 Falha do barramento CAN 2.3 AUTO-DIAGNÓSTICO DO ODÔMETRO INOPERANTE, DTC
U0001, U0011 E B2274
U0011 2 Circuitos do BARRAMENTO 2.3 AUTO-DIAGNÓSTICO DO ODÔMETRO INOPERANTE, DTC
CAN baixo e alto em curto U0001, U0011 E B2274
U0100 4 Perda de comunicação com 2.4 VEÍCULO SEM ENERGIA OU DTC U0100, U0121, U0140, U0141,
o ECM U0142 E U0156
U0121 8 Perda de comunicação com 2.4 VEÍCULO SEM ENERGIA OU DTC U0100, U0121, U0140, U0141,
o ABS U0142 E U0156
U0140 3 Perda de comunicação com 2.4 VEÍCULO SEM ENERGIA OU DTC U0100, U0121, U0140, U0141,
o BCM U0142 E U0156
U0141 6 Perda de comunicação com 2.4 VEÍCULO SEM ENERGIA OU DTC U0100, U0121, U0140, U0141,
o LHCM U0142 E U0156
U0142 5 Perda de comunicação com 2.4 VEÍCULO SEM ENERGIA OU DTC U0100, U0121, U0140, U0141,
o RHCM U0142 E U0156
U0156 7 Perda de comunicação com 2.4 VEÍCULO SEM ENERGIA OU DTC U0100, U0121, U0140, U0141,
o velocímetro U0142 E U0156

TIPOS DE CÓDIGO TECHNICIAN II (peça N.o HD-48650) ou um auto-diagnóstico


do odômetro.
PEÇA N.o NOME DA FERRAMENTA
NOTAS
HD-48650 DIGITAL TECHNICIAN II • O auto-diagnóstico do odômetro exibirá os DTCs atuais
Existem dois tipos de DTCs: Atual e histórico. Se um DTC e históricos. Para diferenciar entre os DTCs atuais e
estiver armazenado, ele pode ser lido usando-se um pacote históricos, deve-se usar um pacote de diagnóstico
de diagnóstico baseado em computador chamado DIGITAL baseado em computador chamado DIGITAL TECHNICIAN
II (peça N.o HD-48650).

Diagnósticos Softail ano 2011: Diagnóstico inicial e dados seriais 2-9


PÁGINA INICIAL

• Os DTCs atuais permanecem na memória do ECM, BCM, diagnóstico do odômetro para verificar o reparo e se todos os
velocímetro ou módulo ABS (se equipado) até que o DTC DTCs foram limpos. Se ainda houver algum DTC, veja
seja resolvido. Tabela 2-1.
• Os DTCs são designados pelas iniciais P, C, B ou U APAGAMENTO DE DTCS
dependendo do tipo de código e o módulo que os define.
O ECM define códigos “P” para indicar problemas por ele Os DTCs devem ser apagados após a realização de qualquer
monitorados. O módulo ABS define códigos “C” para procedimento de diagnóstico ou reparo. O odômetro é capaz
indicar um problema com o ABS no veículo. Tanto o de exibir e apagar os DTCs do ECM, do BCM, do velocímetro
velocímetro como o BCM podem definir códigos “B”. Todos e do ABS. Quando os DTCs forem apagados, execute um
os módulos definem códigos “U” quando houver um pro- teste na estrada para verificar se eles não voltam. É importante
blema que faça com que os módulos não se comuniquem executar um teste na estrada e não apenas dar partida na
corretamente. motocicleta, pois alguns DTCs podem exigir velocidade do
veículo ou outras informações para validar o reparo.
• Um DTC histórico pode ser apagado através do uso do
auto-diagnóstico do odômetro ou após ocorrer um total LÂMPADA DE SEGURANÇA
de 20 ciclos de ignição (ciclo de partida e funcionamento)
A lâmpada de segurança funciona da mesma forma que a
sem erros.
lâmpada de verificação do motor, exceto que ela é controlada
Corrente pelo BCM. A lâmpada de segurança acenderá quando houver
códigos presentes no BCM.
Os DTCs atuais são aqueles que, na atualidade, interrompem
a operação da motocicleta e são definidos durante o ciclo de LÂMPADA DE VERIFICAÇÃO DO MOTOR
ignição atual. Verifique os DTCs atuais limpando o DTC e
Para diagnosticar problemas no sistema do ECM, comece
depois operando o veículo sob as condições para a sua defi-
observando o comportamento da lâmpada de verificação do
nição. Para determinar os DTCs presentes, limpe os DTCs e
motor.
opere o veículo dentro dos parâmetros para a sua definição.
Veja os procedimentos de diagnóstico adequados para obter NOTAS
as soluções. • “IGNIÇÃO LIGADA” significa que o interruptor da ignição
Histórico está virado para ignição (IGN) e o interruptor de parada
do motor está colocado em FUNCIONAMENTO (apesar
Se acontecer de um problema em particular se resolver por si de o motor não estar funcionando).
mesmo, seu status de ativo desaparecerá e ele se tornará um
DTC histórico, em vez de um DTC atual. Os DTCs também • Quando a ignição está LIGADA, a lâmpada indicadora de
perdem o status de atuais quando a ignição é desligada. Se verificação do motor acenderá por aproximadamente
o problema persistir quando a ignição for ligada, o código quatro segundos e, em seguida, apagará.
aparecerá como atual. • Se a lâmpada de verificação do motor não estiver acesa
Os DTCs históricos são armazenados por 20 ciclos de ignição quando a ignição está LIGADA, ou se deixar de se apagar
depois que qualquer DTC foi definido pela última vez como após o período inicial de quatro segundos, veja
atual para auxiliar no diagnóstico de falhas intermitentes. O Tabela 2-1.
DTC se apagará no 20o ciclo sem erro. 1. Veja Figura 2-1. Após a lâmpada de verificação do motor
É importante observar que os DTCs históricos aparecerão se apagar depois do primeiro período de iluminação de
sempre que o sistema indicar a existência de uma falha atual. quatro segundos, pode ocorrer um desses dois eventos.
Veja 2.1 DIAGNÓSTICO INICIAL, Códigos de problema múlti- a. A lâmpada permanece apagada. Isso indica que não
plos se forem encontrados vários DTCs. há condições de falha atuais ou DTCs armazenados
detectados atualmente pelo ECM.
Os procedimentos de diagnóstico são planejados para uso
com DTCs atuais. Como resultado, eles freqüentemente b. Se a lâmpada permanecer apagada além do período
sugerem a substituição de peças. Ao diagnosticar um DTC de quatro segundos, existe um DTC atual.
histórico, os procedimentos podem ser úteis, mas não devem
levar à substituição de peças sem a confirmação de que a 2. Veja 2.1 DIAGNÓSTICO INICIAL, Tipos de código para
peça esteja mesmo com defeito. obter uma completa descrição dos formatos DTC.

CÓDIGOS DE PROBLEMA MÚLTIPLOS NOTA


A todos os DTCs é atribuído um número de prioridade para Alguns DTCs só podem ser diagnosticados totalmente durante
determinar a ordem na qual eles devem ser diagnosticados. sua ativação. Por exemplo, um problema com a bobina de
Se houver diversos DTCs, diagnostique sempre o de prioridade ignição será considerado uma falha atual mesmo após a cor-
mais alta. Veja Tabela 2-1. reção do problema, pois o ECM não saberá dessa solução até
que a bobina seja acionada pela seqüência de partida do veí-
Depois de concluir um reparo, restabeleça as conexões, limpe culo. Dessa maneira, algumas vezes pode haver uma falsa
os DTCs e dê partida no veículo. Faça o teste de auto- indicação de um DTC atual.

2-10 Diagnósticos Softail ano 2011: Diagnóstico inicial e dados seriais


PÁGINA INICIAL

ed03174

O ACESA 4 seg.

Lâmpada APAGADA: Sem DTCs atuais


APAGADA
Ignição LIGADA

ACESA
Lâmpada APAGADA:
Sem DTCs atuais
APAGADA
Ignição LIGADA 16 km/h (10 mi/h)

A lâmpada permanece ACESA: DTC atuais*


O ACESA 4 seg.

APAGADA 4 seg.
Ignição LIGADA
A lâmpada permanece ACESA: DTC atuais*
ACESA

APAGADA
Ignição LIGADA * Também podem existir históricos DTCs

Figura 2-1. Lâmpada de verificação do motor e operação da lâmpada do sistema de segurança

SINTOMAS se não se tratar de uma característica normal do sistema. Veja


Tabela 2-2 para uma lista de sintomas.
Se não houver nenhum DTC presente, mas houver um sintoma
ou problema indicando um defeito, trate e repare o sintoma,

Tabela 2-2. Tabela de sintomas

SINTOMA PROCEDIMENTO DE DIAGNÓSTICO


Qualquer interruptor controle manual ino- 5.9 DTC B1103, B1153, B2250, B2251, B2252, B2253, B2254, B2260, B2261, B2262,
perante B2263 E B2270
Lâmpadas auxiliares/lâmpadas de trafegar 5.7 FARÓIS DIANTEIROS, DTC B2131, B2132, B2133, B2134, B2136, B2137, B2138
inoperantes E B2139
A bateria acaba durante o uso 3.6 SISTEMA DE CARGA
Sistema de carga inoperante 3.6 SISTEMA DE CARGA
O motor gira livremente, mas não dá par- 6.25 O MOTOR GIRA, MAS NÃO DÁ PARTIDA
tida
Interruptor de controle manual inoperante 5.9 DTC B1103, B1153, B2250, B2251, B2252, B2253, B2254, B2260, B2261, B2262,
B2263 E B2270
Indicador de farol alto inoperante 4.5 LÂMPADAS INDICADORAS
Controles manuais do lado esquerdo ino- 2.4 VEÍCULO SEM ENERGIA OU DTC U0100, U0121, U0140, U0141, U0142 E
perantes U0156
Bateria fraca após ignição DESLIGADA 3.6 SISTEMA DE CARGA
por períodos extensos
Lâmpada indicadora de nível baixo de 4.5 LÂMPADAS INDICADORAS
combustível sempre acesa
Lâmpada indicadora de nível baixo de 4.5 LÂMPADAS INDICADORAS
combustível inoperante
Sem processo de carga ou baixo 3.6 SISTEMA DE CARGA
Lâmpada de ponto morto inoperante 4.5 LÂMPADAS INDICADORAS
Falha de detonação em marcha lenta ou 6.27 FALHA DE IGNIÇÃO EM MARCHA LENTA OU COM CARGA
subcarga

Diagnósticos Softail ano 2011: Diagnóstico inicial e dados seriais 2-11


PÁGINA INICIAL

Tabela 2-2. Tabela de sintomas

SINTOMA PROCEDIMENTO DE DIAGNÓSTICO


O odômetro exibe “DIAG” com a ignição 4.3 FUNÇÕES DO ODÔMETRO PARCIAL INOPERANTES, DTC B2255
LIGADA
Auto-diagnóstico do odômetro inoperante 2.3 AUTO-DIAGNÓSTICO DO ODÔMETRO INOPERANTE, DTC U0001, U0011 E
B2274
Lâmpada de pressão do óleo sempre 4.5 LÂMPADAS INDICADORAS
acesa
Lâmpada de pressão do óleo inoperante 4.5 LÂMPADAS INDICADORAS
Sobrecarga 3.6 SISTEMA DE CARGA
Alimentação da bateria P&A inoperante 5.1 ACESSÓRIOS, DTC B2112, B2113 E B2114
Lâmpadas de trafegar inoperantes 5.10 LÂMPADAS DE TRAFEGAR, DTC B2107, B2108, B2109, B2166, B2168 E
B2169
Lâmpada do sistema de segurança inope- 5.11 SISTEMA DE SEGURANÇA
rante
Velocímetro inoperante 4.1 INSTRUMENTOS
O motor de partida não gira 3.2 SISTEMA DE PARTIDA
Solenóide do motor de partida clica 3.2 SISTEMA DE PARTIDA
O motor de partida gira, mas não engata 3.2 SISTEMA DE PARTIDA
O motor de partida falha ou gira muito 3.2 SISTEMA DE PARTIDA
lentamente
Liga e morre 6.26 DÁ A PARTIDA E, EM SEGUIDA, MORRE
Interruptor de reinicialização do odômetro 4.3 FUNÇÕES DO ODÔMETRO PARCIAL INOPERANTES, DTC B2255
parcial inoperante
Funções do interruptor do odômetro par- 2.4 VEÍCULO SEM ENERGIA OU DTC U0100, U0121, U0140, U0141, U0142 E
cial não entram no auto-diagnóstico U0156
Indicador do pisca inoperante 4.5 LÂMPADAS INDICADORAS
Alimentação do veículo inoperante 2.4 VEÍCULO SEM ENERGIA OU DTC U0100, U0121, U0140, U0141, U0142 E
U0156

2-12 Diagnósticos Softail ano 2011: Diagnóstico inicial e dados seriais


PÁGINA INICIAL

COMUNICAÇÃO DE DADOS SERIAIS 2.2


DESCRIÇÃO E OPERAÇÃO O velocímetro, ECM, BCM, controles manuais e ABS (se
equipado) se comunicam no barramento CAN. A comunicação
PEÇA N.o NOME DA FERRAMENTA CAN usa um par de fios torcidos – um fio branco/preto (W/BK)
e um branco/vermelho (W/R) – que vai para todos os módulos
HD-48650 DIGITAL TECHNICIAN II
e que é usado para transferir dados de um módulo para outro.
Os circuitos do barramento CAN são usados por ferramentas Essa também vai para o DLC [91] e é usada para comunicação
de diagnóstico e módulos para compartilhar informações. com os módulos que usam o DIGITAL TECHNICIAN II (peça
N.o HD-48650).
ed03162 COMPONENTES
PEÇA N.o NOME DA FERRAMENTA
1
HD-48650 DIGITAL TECHNICIAN II

Módulo de controle eletrônico (ECM)


Veja Figura 2-2 e Figura 2-3. O ECM fica em frente do pneu
traseiro (FXCWC) ou sob o assento (exceto FXCWC). O ECM
monitora os sensores do motor e o sistema de combustível
4
para controlar o fornecimento de combustível e da centelha
2
para a motocicleta, o que melhora o desempenho e a dirigibi-
lidade.
3
Velocímetro
1. BCM [242] O velocímetro tem parte das luzes indicadoras e de alerta da
2. ECU do ABS [166] motocicleta. Ele usa a comunicação CAN para receber infor-
3. WSS traseiro [168] mações de outros módulos e assim saber quais lâmpadas
4. Pneu traseiro devem acender em um dado momento. A velocidade do veículo
é enviada ao velocímetro através do barramento CAN. Os
Figura 2-2. ABS [166]
LEDs na barra indicadora são conectados diretamente ao
velocímetro. O velocímetro liga e desliga os indicadores dos
comandos afastados do BCM através do barramento CAN.

ed02963 BCM
3 3 Veja Figura 2-2. O BCM fica na frente do pneu traseiro. O BCM
fornece alimentação à ignição e acessórios para grande parte
do veículo e controla o modo de alimentação do sistema elé-
trico. Ele controla a iluminação e outras funções do veículo
usando os interruptores como entradas e os circuitos de ali-
mentação para as luzes como saídas. O BCM é conectado
também ao barramento CAN e compartilha informações com
outros módulos do veículo.

Módulo ABS
Veja Figura 2-2. A ECU do ABS fica na frente do pneu traseiro.
3 Ela recebe informações do WSS dianteiro e traseiro e controla
1 as HCUs dianteira e traseira correspondentes. A ECU do ABS
3 comunica-se através do barramento CAN ao velocímetro para
controlar o indicador do ABS.

Módulos de controle manual


2 Os módulos de controle manual do lado esquerdo e direito
controlam todos os interruptores e controles no guidom. O
interruptor de parada do motor possui um fio redundante ligado
diretamente ao BCM. No caso de um mau funcionamento da
1. ECM [78A] comunicação, este circuito redundante é usado para evitar
2. ECM [78B] que o motor desligue até que o interruptor seja desligado.
3. Parafusos
Os controles manuais também controlam os piscas e luzes de
Figura 2-3. ECM [78]: Exceto FXCWC tráfego (EUA) em veículos cujos piscas dianteiros estão
conectados aos controles manuais.

Diagnósticos Softail ano 2011: Diagnóstico inicial e dados seriais 2-13


PÁGINA INICIAL

Conector do link de dados (DLC) O ECM e o velocímetro retêm o valor do odômetro. Se o


velocímetro for substituído, ele exibirá o valor do odômetro
O DLC está localizado embaixo do assento. O DLC é usado armazenado no ECM. O velocímetro substituído ficará blo-
para conectar o DIGITAL TECHNICIAN II (peça N.o HD-48650) queado ao ECM após acumular 50 km/h (31,1 mi/h). O odô-
à motocicleta. metro parcial B exibirá a quilometragem regressiva. Quando
a contagem regressiva atingir zero, o velocímetro fica blo-
DTCS DE COMUNICAÇÃO E MENSAGENS
queado ao ECM. Se instalado em outro veículo, o odômetro
DE ERRO exibirá “VINERR”. Se o velocímetro for removido do veículo
Existem vários DTCs que podem surgir devido a um problema antes da contagem regressiva atingir zero, ele não estará
de comunicação do barramento CAN. DTCs diferentes são bloqueado ao ECM. A contagem regressiva da quilometragem
definidos por módulos diferentes. Se um determinado módulo permite que se faça um teste na estrada para verificar se a
perder a comunicação com o resto do sistema, ele definirá o substituição do velocímetro foi o reparo apropriado.
DTC U0001, mas o DTC não pode ser recuperado até que Dicas de diagnóstico
sejam restauradas as linhas de CAN ao módulo em questão.
Se um módulo ficar OFF line devido à perda de energia ou Os módulos devem ter energia e serem aterrados para que
aterramento, ou à perda de comunicação ao módulo, ele não possam se comunicar. Portanto, ao verificar qualquer DTC de
definirá um código, porém os outros módulos definirão DTCs comunicação, certifique-se de verificar as conexões de energia
indicando que não conseguem se comunicar com ele. Quando e terra no módulo suspeito. Bus Err pode aparecer no odômetro
o velocímetro reconhecer um problema no barramento CAN, caso existam as seguintes condições:
ele poderá exibir “BUS Err” no odômetro. • Fios do CAN juntados em curto circuito.
“VINERR” também poderá ser exibido no odômetro caso o • Fio do CAN em curto com a alimentação ou terra.
velocímetro e o ECM não estejam percebendo o mesmo VIN
nos dois módulos. Isso geralmente ocorrerá após a substituição • Transceptor do CAN falhou com curto em algum módulo.
de um dos módulos. Os dois módulos devem ter VINs idênticos • Módulo incompatível conectado ao barramento CAN.
antes que possam compartilhar a quilometragem do odômetro.

2-14 Diagnósticos Softail ano 2011: Diagnóstico inicial e dados seriais


PÁGINA INICIAL

AUTO-DIAGNÓSTICO DO ODÔMETRO
INOPERANTE, DTC U0001, U0011 E B2274 2.3
DESCRIÇÃO E OPERAÇÃO Dicas de diagnóstico
A comunicação CAN usa um conjunto de fios em um par tor- O velocímetro não tem uma entrada da ignição. Em vez disso,
cido. Esses dois fios são designados circuito do CAN baixo e ele recebe uma mensagem através do barramento CAN indi-
circuito do CAN alto. Os dois circuitos são conectados ao ECM, cando que a ignição está LIGADA. Além disso, o interruptor
BCM, velocímetro, aos dois módulos de controle manual e ao de reinicialização do odômetro parcial é uma comunicação
módulo ABS (se equipado). O ECM e o módulo de controle CAN ao velocímetro. Dessa forma, os erros de barramento
direito contêm resistores de terminação de 120 ohm. Sendo CAN podem fazer com que o auto-diagnóstico do odômetro
assim, quando se verificar a resistência entre os dois circuitos fiquem completamente inoperantes ou funcionem apenas
será exibido aproximadamente 60 ohm. parcialmente. A iluminação de fundo do velocímetro poderá
não funcionar com os interruptores de controle manual e os
• DTC U0001 indica que há uma falha nos circuitos de
indicadores.
barramento CAN. Este código pode ser definido pelo ECM,
BCM, instrumentos e módulo ABS (se equipado). Esse Nesta condição, a leitura do odômetro poderá acusar “BUS
código é geralmente acompanhado por outros códigos Err” antes que fique inoperante.
“U”, uma vez que geralmente causa a perda de comuni- O BCM fornece alimentação de energia a diversos sistemas
cação entre os módulos no barramento CAN. do veículo. Ao testar quanto a um curto com a tensão, execute
• DTC U0011 indica que os circuitos baixo e alto do CAN todos os testes antes de desconectar o BCM para evitar o
estão em curto-circuito. Esta falha pode ser acompanhada desligamento de sistemas no veículo. Se o curto com a tensão
por outros códigos “U” e pode fazer com que o monitor desaparecer quando o BCM estiver desconectado, teste quanto
do odômetro não funcione. à continuidade entre o circuito em questão e os terminais F4,
J3, L3, L4 e M2 do BCM [242B] para verificar se o circuito
• DTC B2274 indica que há uma falha com o fusível da sendo testado não está em curto com um desses circuitos. Se
bateria ou no fio vermelho/laranja (R/O). Este código será existir continuidade, repare o curto com o circuito em vez de
definido apenas quando houver um problema com o cir- substituir o BCM.
cuito de corrente da bateria e não houver nenhum código
“U” presente. Informações do conector
Para obter informações adicionais sobre os conectores pre-
NOTA
sentes nos seguintes gráficos e procedimentos de diagnóstico,
É importante começar sempre do 2.1 DIAGNÓSTICO INICIAL inclusive a cor das pontas do terminal do kit de testes do chi-
antes de prosseguir com esse teste. cote de fios, veja B.1 CONECTORES.

Tabela 2-3. Descrição do código

DTC DESCRIÇÃO
U0001 Falha do barramento CAN
U0011 Circuitos do barramento CAN baixo e
alto em curto
B2274 Falha constante na linha da bateria

Diagnósticos Softail ano 2011: Diagnóstico inicial e dados seriais 2-15


PÁGINA INICIAL

em00837 [33A] [33B]

IGN

Fusível da bateria
Fusível da bateria
Interruptor 1 1 BK
ACC

Controles da ignição 200

CAN baixo
OFF
Controles

CAN baixo
800

CAN alto
CAN alto
manuais do 2 2 W/BE
manuais do

Terra
lado esquerdo

Terra
[24B] [24A] [22A-1] [22B-1] lado direito

R/O 1 1 R/O R/O 1 1 R/O


BK/GN 2 2 BK/GN BK/GN 2 2 BK/GN
W/R 3 3 W/R W/R 3 3 W/R
W/BK 4 4 W/BK W/BK 4 4 W/BK

[242B] [242A]
[78A] [78B]
W/BE C3 C3 Entrada do interruptor
da ignição
CAN baixo 16 16 W/BK W/BK E2 E2 CAN baixo
CAN alto 32 32 W/R W/R D2 D2 CAN alto
Terra 10 10 BK/GN BK/GN G4 G4 Terra BCM
ECM L3 L3 Alimentação do sistema
Terra 28 28 BK/GN R/GN
Fusível da bateria 31 31 R/O R 1 1 Fusível da bateria
Alimentação do sistema 13 13 R/GN
[259B] [259A]
Fiação
R/GN W/R 1
principal
DLC
W/BK 3

(exceto FXCWC) [91A]


[166A] [166B] [39B] [39A]
CAN alto 18 18 W/R W/R 2 2 CAN alto
CAN baixo 19 19 W/BK W/BK 8 8 CAN baixo
ABS Corrente da bateria 20 20 R Velocímetro
BK/GN 7 7 Terra
Corrente da bateria 11 11 R R/O 5 5 Fusível da bateria
W/R
Terra 6 6 BK
W/BK
BK/GN [20B] [20A] [39B] [39A]
R/O
TERRA 2 W/R 1 1 W/R 2 2 CAN alto

W/BK 3 3 W/BK 8 8 CAN baixo

TERRA 1 BK/GN 2 2 BK/GN 7 7 Terra

Corrente R/O 6 6 R/O 5 5 Fusível da bateria

da bateria Velocímetro
Fusível
da bateria (FXCWC)

Figura 2-4. Circuito do barramento CAN

2-16 Diagnósticos Softail ano 2011: Diagnóstico inicial e dados seriais


PÁGINA INICIAL

AUTO-DIAGNÓSTICO DO ODÔMETRO 2. A resistência entre os terminais 1 e 3 do DLC [91A] é


menor que 50 ohm?
INOPERANTE, DTC U0001, U0011 E B2274
a. Sim. Vá para Prova 5.
PEÇA N.o NOME DA FERRAMENTA
b. Não. Substitua o LHCM. Veja o Manual de serviço.
HD-42682 BREAKOUT BOX
HD-43876 BREAKOUT BOX 5. Teste do RHCM
HD-46601 ADAPTADORES DA BREAKOUT BOX 1. Desconecte o módulo de controle direito [22-1].
2. A resistência entre os terminais 1 e 3 do DLC [91A] é
Tabela 2-4. Diagnóstico de falhas – Auto-diagnóstico do menor que 50 ohm?
odômetro inoperante, DTC U0001, U0011 e B2274 a. Sim. Vá para Prova 6.
POSSÍVEIS CAUSAS b. Não. Substitua o RHCM. Veja o Manual de serviço.
Curto entre os circuitos do CAN baixo e alto
6. Teste do BCM
Circuito do CAN alto está aberto
1. Desconecte o BCM [242].
Circuito do CAN baixo está aberto
Curto com o aterramento no circuito do CAN alto 2. A resistência entre os terminais 1 e 3 do DLC [91A] é
menor que 50 ohm?
Curto com o aterramento no circuito do CAN baixo
a. Sim, com ABS. Vá para Prova 6.
Curto com a tensão no circuito do CAN alto
b. Sim, sem ABS. Repare o curto entre os circuitos de
Curto com a tensão no circuito do CAN baixo alta e baixa velocidade do CAN.
Mau funcionamento do ECM
c. Não. Substitua o BCM. Veja o Manual de serviço.
Mau funcionamento do ABS
Mau funcionamento do BCM 7. Teste do ABS
Mau funcionamento do velocímetro 1. Desconecte o módulo ABS [166].
Mau funcionamento do RHCM 2. A resistência entre os terminais 1 e 3 do DLC [91A] é
Mau funcionamento do LHCM menor que 50 ohm?
a. Sim. Repare o curto entre os circuitos de alta e baixa
1. Teste do barramento CAN em curto velocidade do CAN.
1. Meça a resistência entre os terminais 1 e 3 do DLC [91A]. b. Não. Substitua o módulo ABS. Veja o Manual de
serviço.
2. A resistência é menor que 50 ohm?
a. Sim. Vá para Prova 2. 8. Teste de curto-circuito com a tensão no
b. Não. Vá para Prova 8. circuito do CAN alto
1. Com a ignição LIGADA, meça a tensão entre o terminal
2. Teste do velocímetro 1 do DLC [91A] e o terra.
1. Desconecte o velocímetro [39].
2. A tensão é superior a 4 V?
2. A resistência entre os terminais 1 e 3 do DLC [91A] é a. Sim. Vá para Prova 9.
menor que 50 ohm?
b. Não. Vá para Prova 15.
a. Sim. Vá para Prova 3.
b. Não. Substitua o velocímetro. Veja o Manual de ser- 9. Teste do velocímetro
viço.
1. Desconecte o velocímetro [39].
3. Teste do ECM 2. A tensão entre o terminal 1 do DLC [91A] e o terra é
superior a 4 V?
1. Desconecte o ECM [78].
a. Sim. Vá para Prova 10.
2. A resistência entre os terminais 1 e 3 do DLC [91A] é
menor que 50 ohm? b. Não. Substitua o velocímetro. Veja o Manual de ser-
viço.
a. Sim. Vá para Prova 4.
b. Não. Troque o ECM. Veja o Manual de serviço. 10. Teste do ECM
1. Desconecte o ECM [78].
4. Teste do LHCM
2. A tensão entre o terminal 1 do DLC [91A] e o terra é
1. Desconecte o módulo de controle esquerdo [24].
superior a 4 V?
a. Sim. Vá para Prova 11.

Diagnósticos Softail ano 2011: Diagnóstico inicial e dados seriais 2-17


PÁGINA INICIAL

b. Não. Troque o ECM. Veja o Manual de serviço. 17. Teste do ECM


11. Teste do LHCM 1. Desconecte o ECM [78].

1. Desconecte o módulo de controle esquerdo [24]. 2. A resistência entre o terminal 1 do DLC [91A] e o terra é
menor que 1000 ohm?
2. A tensão entre o terminal 1 do DLC [91A] e o terra é
a. Sim. Vá para Prova 18.
superior a 4 V?
a. Sim. Vá para Prova 12. b. Não. Troque o ECM. Veja o Manual de serviço.

b. Não. Troque o módulo de controle esquerdo. Veja o 18. Teste do LHCM


Manual de serviço.
1. Desconecte o módulo de controle esquerdo [24].
12. Teste do RHCM 2. A resistência entre o terminal 1 do DLC [91A] e o terra é
1. Desconecte o módulo de controle direito [22-1]. menor que 1000 ohm?
a. Sim. Vá para Prova 19.
2. A tensão é superior a 4 V?
a. Sim. Vá para Prova 13. b. Não. Troque o módulo de controle esquerdo. Veja o
Manual de serviço.
b. Não. Troque o módulo de controle direito. Veja o
Manual de serviço. 19. Teste do RHCM
13. Teste do BCM 1. Desconecte o módulo de controle direito [22-1].

1. Desconecte o BCM [242]. 2. A resistência entre o terminal 1 do DLC [91A] e o terra é


menor que 1000 ohm?
2. A tensão entre o terminal 1 do DLC [91A] e o terra é
a. Sim. Vá para Prova 20.
superior a 4 V?
a. Sim, com ABS. Vá para Prova 14. b. Não. Troque o módulo de controle direito. Veja o
Manual de serviço.
b. Sim, sem ABS. Repare o curto-circuito com a tensão
no fio branco/vermelho (W/R). 20. Teste do BCM
c. Não. Substitua o BCM. Veja o Manual de serviço. 1. Desconecte o BCM [242].

14. Teste do ABS 2. A resistência entre o terminal 1 do DLC [91A] e o terra é


menor que 1000 ohm?
1. Desconecte o módulo ABS [166].
a. Sim, com ABS. Vá para Prova 21.
2. A tensão entre o terminal 1 do DLC [91A] e o terra é
b. Sim, sem ABS. Repare o curto-circuito com o terra
superior a 4 V?
no fio branco/vermelho (W/R).
a. Sim. Repare o curto-circuito com a tensão no fio
branco/vermelho (W/R). c. Não. Substitua o BCM. Veja o Manual de serviço.

b. Não. Substitua o módulo ABS. Veja o Manual de 21. Teste do ABS


serviço.
1. Desconecte o módulo ABS [166].
15. Teste de curto-circuito com o terra no 2. A resistência entre o terminal 1 do DLC [91A] e o terra é
circuito do CAN alto menor que 1000 ohm?
1. Com a ignição DESLIGADA, meça a resistência entre o a. Sim. Repare o curto-circuito com o terra no fio
terminal 1 do DLC [91A] e o terra. branco/vermelho (W/R).

2. A resistência é menor que 1000 ohm? b. Não. Substitua o módulo ABS. Veja o Manual de
serviço.
a. Sim. Vá para Prova 16.
b. Não. Vá para Prova 22. 22. Teste de curto-circuito com a tensão no
circuito do CAN baixo
16. Teste do velocímetro
1. Com a ignição DESLIGADA, meça a tensão entre o ter-
1. Desconecte o velocímetro [39]. minal 3 do DLC [91A] e o terra.
2. A resistência entre o terminal 1 do DLC [91A] e o terra é 2. A tensão é superior a 4 V?
menor que 1000 ohm?
a. Sim. Vá para Prova 23.
a. Sim. Vá para Prova 17.
b. Não. Vá para Prova 29.
b. Não. Substitua o velocímetro. Veja o Manual de ser-
viço. 23. Teste do velocímetro
1. Desconecte o velocímetro [39].

2-18 Diagnósticos Softail ano 2011: Diagnóstico inicial e dados seriais


PÁGINA INICIAL

2. A tensão entre o terminal 3 do DLC [91A] e o terra é 2. A resistência é menor que 1000 ohm?
superior a 4 V? a. Sim. Vá para Prova 30.
a. Sim. Vá para Prova 24.
b. Não. Vá para Prova 36.
b. Não. Substitua o velocímetro. Veja o Manual de ser-
viço. 30. Teste do velocímetro
1. Desconecte o velocímetro [39].
24. Teste do ECM
2. A resistência entre o terminal 3 do DLC [91A] e o terra é
1. Desconecte o ECM [78].
menor que 1000 ohm?
2. A tensão entre o terminal 3 do DLC [91A] e o terra é a. Sim. Vá para Prova 31.
superior a 4 V?
b. Não. Substitua o velocímetro. Veja o Manual de ser-
a. Sim, com ABS. Vá para Prova 27.
viço.
b. Sim, sem ABS. Vá para Prova 28.
c. Não. Troque o ECM. Veja o Manual de serviço.
31. Teste do ECM
1. Desconecte o ECM [78].
25. Teste do LHCM 2. A resistência entre o terminal 3 do DLC [91A] e o terra é
1. Desconecte o módulo de controle esquerdo [24]. menor que 1000 ohm?
2. A tensão entre o terminal 3 do DLC [91A] e o terra é a. Sim. Vá para Prova 32.
superior a 4 V? b. Não. Troque o ECM. Veja o Manual de serviço.
a. Sim. Vá para Prova 25.
b. Não. Troque o módulo de controle esquerdo. Veja o
32. Teste do LHCM
Manual de serviço. 1. Desconecte o módulo de controle esquerdo [24].
2. A resistência entre o terminal 3 do DLC [91A] e o terra é
26. Teste do RHCM menor que 1000 ohm?
1. Desconecte o módulo de controle direito [22-1]. a. Sim. Vá para Prova 33.
2. A tensão entre o terminal 3 do DLC [91A] e o terra é b. Não. Troque o módulo de controle esquerdo. Veja o
superior a 4 V? Manual de serviço.
a. Sim. Vá para Prova 26.
b. Não. Troque o módulo de controle direito. Veja o
33. Teste do RHCM
Manual de serviço. 1. Desconecte o módulo de controle direito [22-1].
2. A resistência entre o terminal 3 do DLC [91A] e o terra é
27. Teste do BCM menor que 1000 ohm?
1. Desconecte o BCM [242]. a. Sim. Vá para Prova 34.
2. A tensão entre o terminal 3 do DLC [91A] e o terra é b. Não. Troque o módulo de controle direito. Veja o
superior a 4 V? Manual de serviço.
a. Sim, com ABS. Vá para Prova 28.
b. Sim, sem ABS. Repare o curto-circuito com a tensão
34. Teste do BCM
no fio branco/preto (W/BK). 1. Desconecte o BCM [242].
c. Não. Substitua o BCM. Veja o Manual de serviço. 2. A resistência entre o terminal 3 do DLC [91A] e o terra é
menor que 1000 ohm?
28. Teste do ABS a. Sim, com ABS. Vá para Prova 34.
1. Desconecte o módulo ABS [166]. b. Sim, sem ABS. Repare o curto-circuito com o terra
2. A tensão entre o terminal 3 do DLC [91A] e o terra é no fio branco/preto (W/BK).
superior a 4 V? c. Não. Substitua o BCM. Veja o Manual de serviço.
a. Sim. Repare o curto-circuito com a tensão no fio
branco/preto (W/BK). 35. Teste do ABS
b. Não. Substitua o módulo ABS. Veja o Manual de 1. Desconecte o módulo ABS [166].
serviço.
2. A resistência entre o terminal 3 do DLC [91A] e o terra é
menor que 1000 ohm?
29. Teste de curto-circuito com o terra no
a. Sim. Repare o curto-circuito com o terra no fio
circuito do CAN baixo branco/preto (W/BK).
1. Com a ignição DESLIGADA, meça a resistência entre o
terminal 3 do DLC [91A] e o terra.

Diagnósticos Softail ano 2011: Diagnóstico inicial e dados seriais 2-19


PÁGINA INICIAL

b. Não. Substitua o módulo ABS. Veja o Manual de 2. Existe tensão da bateria presente?
serviço. a. Sim. Vá para Prova 39.

36. Teste de continuidade do circuito do b. Não. Repare a abertura no fio vermelho/laranja (R/O).
CAN alto 39. Teste do terra do velocímetro
1. Conecte os ADAPTADORES DA BREAKOUT BOX (peça
1. Teste a tensão entre os terminais 5 e 7 da breakout box.
N.o HD-46601) no [39]. Fixe os conectores da BREAKOUT
BOX (peça N.o HD-42682) nos adaptadores do chicote 2. Existe tensão da bateria presente?
de fios, deixando o [39A] desconectado. a. Sim. Vá para Prova 40.
2. Com a ignição DESLIGADA, teste a continuidade entre o b. Não. Repare a abertura no fio preto/verde (BK/GN).
terminal 2 da breakout box e o terminal 1 do DLC [91A].
3. Existe continuidade? 40. Teste de alimentação do ECM
a. Sim. Vá para Prova 37. 1. Gire a ignição para a posição DESLIGADO.

b. Não. Repare a abertura no fio branco/vermelho (W/R). 2. Conecte a BREAKOUT BOX (peça N.o HD-43876) no
chicote de fios [78B], deixando o ECM [78A] desconec-
37. Teste de continuidade do circuito do tado. Veja 1.2 FERRAMENTAS DE DIAGNÓSTICO.
CAN baixo 3. Teste a tensão entre o terminal 31 da breakout box e o
1. Com a ignição DESLIGADA, teste a continuidade entre o terra.
terminal 8 da breakout box e o terminal 3 do DLC [91A]. 4. Existe tensão?
2. Existe continuidade? a. Sim, o velocímetro está definindo o código.
a. Sim. Vá para Prova 38. Substitua o velocímetro. Veja o Manual de serviço.

b. Não. Repare a abertura no fio branco/preto (W/BK). b. Sim, o ECM está definindo o código. Substitua o
ECM. Veja o Manual de serviço.
38. Teste de alimentação do velocímetro c. Não. Repare a abertura no fio vermelho/laranja (R/O).
1. Teste a tensão entre o terminal 5 da breakout box e o
terra.

2-20 Diagnósticos Softail ano 2011: Diagnóstico inicial e dados seriais


PÁGINA INICIAL

VEÍCULO SEM ENERGIA OU DTC U0100, U0121,


U0140, U0141, U0142 E U0156 2.4
DESCRIÇÃO E OPERAÇÃO Dicas de diagnóstico
PEÇA N.o NOME DA FERRAMENTA Os módulos devem ter energia para se comunicarem no bar-
ramento CAN. É importante que se verifique a boa alimentação
HD-48650 DIGITAL TECHNICIAN II e o aterramento de qualquer módulo que não esteja se
comunicando com eficiência na rede de barramento CAN. Pelo
O circuito do barramento CAN fornece uma maneira para que
menos dois módulos definirão um DTC de perda de comuni-
o ECM, velocímetro, BCM, módulos de controle esquerdo e o
cação quando um módulo tiver perdido a capacidade de se
módulo ABS (se equipado) comuniquem seu status atual.
comunicar no barramento CAN. Quando dois ou mais módulos
Quando todos os parâmetros de operação no barramento CAN
estiverem definindo o mesmo código U, isso indica um pro-
estiverem dentro das especificações, os componentes trocarão
blema com o dispositivo para o qual o código está sendo
mensagens sobre suas condições de “saúde”.
definido. Se dois ou mais módulos estiverem definindo intermi-
O barramento CAN é composto de dois circuitos. O fio tentemente o mesmo código U, isso indica um problema
branco/vermelho (W/R) corresponde ao circuito alto do barra- intermitente com o dispositivo para o qual o código está sendo
mento CAN e o fio branco/preto (W/BK) ao circuito baixo do definido, CAN ou alimentação intermitentes ou fios terra
barramento CAN. Esses dois circuitos indicam de aproximada- abertos para o dispositivo. Veja 1.3 DIAGNÓSTICOS E
mente 2,5 V quando a tensão é medida entre cada um deles SOLUÇÃO DE PROBLEMAS, Teste de firmeza para testar a
e o terra com a ignição LIGADA. Esses circuitos são conec- fiação ao componente.
tados a cada módulo na rede do barramento CAN. Uma falha
O BCM fornece alimentação de energia a diversos sistemas
em qualquer um desses circuitos fará com que diversos
do veículo. Ao testar quanto a um curto com a tensão, execute
módulos definam códigos “U” e podem causar uma perda
todos os testes antes de desconectar o BCM para evitar o
completa de comunicação entre todos os módulos.
desligamento de sistemas no veículo. Se o curto com a tensão
desaparecer quando o BCM estiver desconectado, teste quanto
Tabela 2-5. Descrição do código à continuidade entre o circuito em questão e os terminais F4,
DTC DESCRIÇÃO J3, L3, L4 e M2 do BCM [242B] para verificar se o circuito
sendo testado não está em curto com um desses circuitos. Se
U0100 Perda de comunicação com o ECM, definida existir continuidade, repare o circuito com curto em vez de
pelo BCM ou velocímetro substituir o BCM.
U0121 Perda de comunicação com o ABS, definida Códigos U históricos podem ser encontrados se a corrente da
pelo BCM ou velocímetro
bateria tiver sido perdida por qualquer razão ou se o fusível
U0140 Perda de comunicação com o BCM, definia principal ou da bateria foi desconectado e reconectado. Isto
pelo velocímetro, ECM ou ABS (se equipado) pode acontecer também se, durante diagnósticos usando o
U0141 Perda de comunicação com o LHCM, definida DIGITAL TECHNICIAN II (peça N.o HD-48650), o conector de
pelo BCM, velocímetro ou ECM diagnóstico tiver sido desconectado antes de desligar o veículo.
Isto não é indicação de um problema e não causa a perda de
U0142 Perda de comunicação do RHCM, definida pelo
funcionalidade.
BCM, ECM ou ABS (se equipado)
U0156 Perda de comunicação do velocímetro, definida Informações do conector
pelo BCM ou ECM Para obter informações adicionais sobre os conectores pre-
sentes nos seguintes gráficos e procedimentos de diagnóstico,
inclusive a cor das pontas do terminal do kit de testes do chi-
cote de fios, veja B.1 CONECTORES.

Diagnósticos Softail ano 2011: Diagnóstico inicial e dados seriais 2-21


PÁGINA INICIAL

em00837 [33A] [33B]

IGN

Fusível da bateria
Fusível da bateria
Interruptor 1 1 BK
ACC

Controles da ignição 200

CAN baixo
OFF
Controles

CAN baixo
800

CAN alto
CAN alto
manuais do 2 2 W/BE
manuais do

Terra
lado esquerdo

Terra
[24B] [24A] [22A-1] [22B-1] lado direito

R/O 1 1 R/O R/O 1 1 R/O


BK/GN 2 2 BK/GN BK/GN 2 2 BK/GN
W/R 3 3 W/R W/R 3 3 W/R
W/BK 4 4 W/BK W/BK 4 4 W/BK

[242B] [242A]
[78A] [78B]
W/BE C3 C3 Entrada do interruptor
da ignição
CAN baixo 16 16 W/BK W/BK E2 E2 CAN baixo
CAN alto 32 32 W/R W/R D2 D2 CAN alto
Terra 10 10 BK/GN BK/GN G4 G4 Terra BCM
ECM L3 L3 Alimentação do sistema
Terra 28 28 BK/GN R/GN
Fusível da bateria 31 31 R/O R 1 1 Fusível da bateria
Alimentação do sistema 13 13 R/GN
[259B] [259A]
Fiação
R/GN W/R 1
principal
DLC
W/BK 3

(exceto FXCWC) [91A]


[166A] [166B] [39B] [39A]
CAN alto 18 18 W/R W/R 2 2 CAN alto
CAN baixo 19 19 W/BK W/BK 8 8 CAN baixo
ABS Corrente da bateria 20 20 R Velocímetro
BK/GN 7 7 Terra
Corrente da bateria 11 11 R R/O 5 5 Fusível da bateria
W/R
Terra 6 6 BK
W/BK
BK/GN [20B] [20A] [39B] [39A]
R/O
TERRA 2 W/R 1 1 W/R 2 2 CAN alto

W/BK 3 3 W/BK 8 8 CAN baixo

TERRA 1 BK/GN 2 2 BK/GN 7 7 Terra

Corrente R/O 6 6 R/O 5 5 Fusível da bateria

da bateria Velocímetro
Fusível
da bateria (FXCWC)

Figura 2-5. Circuito do barramento CAN

DTC U0100 1. Teste de tensão do ECM


PEÇA N.o NOME DA FERRAMENTA 1. Conecte a BREAKOUT BOX (peça N.o HD-43876) no
chicote de fios [78B], deixando o ECM desconectado. Veja
HD-43876 BREAKOUT BOX 1.2 FERRAMENTAS DE DIAGNÓSTICO.
2. Teste a tensão entre o terminal 31 da breakout box e o
Tabela 2-6. Diagnóstico de falhas – DTC U0100 terra.
POSSÍVEIS CAUSAS 3. Existe tensão da bateria presente?
Abertura no circuito alto do CAN ao ECM a. Sim. Vá para Prova 2.
Abertura no circuito baixo do CAN ao ECM b. Não. Repare a abertura no fio vermelho/laranja (R/O).
Abertura no circuito do ECM alimentado pela bateria
Abertura no circuito de alimentação do sistema do ECM 2. Teste da alimentação do sistema
Circuito de terra do ECM aberto 1. Gire a ignição para a posição LIGADA.
Mau funcionamento do ECM 2. Teste a tensão entre o terminal 13 da breakout box e o
terra.
3. Existe tensão da bateria presente?
a. Sim. Vá para Prova 3.

2-22 Diagnósticos Softail ano 2011: Diagnóstico inicial e dados seriais


PÁGINA INICIAL

b. Não. Repare a abertura no fio vermelho/verde (R/GN). 2. Teste do terra do ABS


3. Teste do terra do ECM 1. Teste a tensão entre os terminais 20 e 6 da breakout box.

1. Teste a tensão entre os terminais 31 e 28 da breakout 2. Existe tensão da bateria presente?


box. a. Sim. Vá para Prova 3.
2. Existe tensão da bateria presente? b. Não. Repare a abertura no fio preto (BK).
a. Sim. Vá para Prova 4.
3. Teste de continuidade do circuito do CAN
b. Não. Repare a abertura no fio preto/verde (BK/GN).
alto
4. Teste de continuidade do circuito do CAN 1. Com a ignição DESLIGADA, teste a continuidade entre o
alto terminal 18 do ABS [166B] e o terminal 1 do DLC [91A].

1. Com a ignição DESLIGADA, teste a continuidade entre o 2. Existe continuidade?


terminal 32 da breakout box e o terminal 1 do DLC [91A]. a. Sim. Vá para Prova 4.
2. Existe continuidade? b. Não. Repare a abertura no fio branco/vermelho (W/R).
a. Sim. Vá para Prova 5.
4. Teste de continuidade do circuito do CAN
b. Não. Repare a abertura no fio branco/vermelho (W/R).
baixo
5. Teste de continuidade do circuito do CAN 1. Com a ignição DESLIGADA, teste a continuidade entre o
baixo terminal 19 do ABS [166] e o terminal 3 do DLC [91A].

1. Com a ignição DESLIGADA, teste a continuidade entre o 2. Existe continuidade?


terminal 16 da breakout box e o terminal 3 do DLC [91A]. a. Sim. Substitua o módulo ABS. Veja o Manual de
serviço.
2. Existe continuidade?
a. Sim. Veja Dicas de diagnóstico. Substitua o BCM. b. Não. Repare a abertura no fio branco/preto (W/BK).
Veja o Manual de serviço.
VEÍCULO SEM ENERGIA, DTC U0140
b. Não. Repare a abertura no fio branco/preto (W/BK).
PEÇA N.o NOME DA FERRAMENTA
DTC U0121 HD-41404-C KIT DE TESTE DO CONECTOR DO
PEÇA N.o NOME DA FERRAMENTA CHICOTE DE FIOS
HD-50390-1 BREAKOUT BOX
HD-48642 BREAKOUT BOX DO ABS
HD-50390-2 CABO DO BCM
Tabela 2-7. Diagnóstico de falhas – DTC U0121 HD-50390-2-P COBERTURA DO BCM

POSSÍVEIS CAUSAS
Tabela 2-8. Diagnóstico de falhas – Veículo sem energia,
Abertura no circuito alto do CAN ao módulo ABS DTC U0140
Abertura no circuito baixo do CAN ao módulo ABS
POSSÍVEIS CAUSAS
Abertura no circuito do ABS alimentado pela bateria
Abertura no circuito alto do CAN ao BCM
Circuito de terra do ABS aberto
Abertura no circuito baixo do CAN ao BCM
Mau funcionamento do ABS
O circuito do interruptor da ignição está aberto
1. Teste da tensão do ABS Curto-circuito com o terra no circuito do interruptor da ignição
1. Conecte a BREAKOUT BOX DO ABS (peça Curto-circuito com a tensão no circuito do interruptor da
N.o HD-48642) no chicote de fios [166B], deixando o ignição
módulo ABS desconectado. Veja 1.2 FERRAMENTAS Mau funcionamento do interruptor da ignição
DE DIAGNÓSTICO.
Abertura no circuito do BCM alimentado pela bateria
2. Teste a tensão entre o terminal 20 da breakout box e o
Circuito de terra do BCM aberto
terra.
Mau funcionamento do BCM
3. Existe tensão da bateria presente?
a. Sim. Vá para Prova 2. 1. Teste do terra do interruptor da ignição
b. Não. Repare a abertura no fio vermelho (R). 1. Desconecte o interruptor da ignição [33].
2. Teste a continuidade entre o terminal 1 [33B] e o terra.

Diagnósticos Softail ano 2011: Diagnóstico inicial e dados seriais 2-23


PÁGINA INICIAL

3. Existe continuidade? 4. Existe tensão?


a. Sim. Vá para Prova 2. a. Sim. Repare o curto-circuito com a tensão no fio
branco/azul (W/BE).
b. Não. Repare a abertura no fio terra preto (BK).
b. Não. Vá para Prova 7.
2. Teste do interruptor da ignição
1. Gire a ignição para a posição LIGADA.
7. Teste do terra do BCM
1. Teste a tensão entre o terminal 1 do BCM [259B] e o ter-
2. Usando o KIT DE TESTE DO CONECTOR DO CHICOTE
minal G4 da breakout box.
DE FIOS (peça N.o HD-41404-C) e um multímetro, meça
a resistência entre os terminais 1 e 2 de [33A]. 2. Existe tensão da bateria presente?
3. A resistência está entre 50 a 500 ohm? a. Sim. Vá para Prova 8.
a. Sim. Vá para Prova 3. b. Não. Repare a abertura no fio preto/verde (BK/GN).
b. Não. Substitua o interruptor da ignição. Veja o Manual
8. Teste de continuidade do circuito do CAN
de serviço.
alto
3. Teste de acessório do interruptor da 1. Com a ignição DESLIGADA, teste a continuidade entre o
ignição terminal D2 do BCM [242B] e o terminal 1 do DLC [91A].
1. Gire a ignição para a posição acessórios (ACC). 2. Existe continuidade?
2. Meça a resistência entre os terminais 1 e 2 [33A]. a. Sim. Vá para Prova 9.

3. A resistência está entre 400 a 1900 ohm? b. Não. Repare a abertura no fio branco/vermelho (W/R).
a. Sim. Vá para Prova 4.
9. Teste de continuidade do circuito do CAN
b. Não. Substitua o interruptor da ignição. Veja o Manual baixo
de serviço.
1. Com a ignição DESLIGADA, teste a continuidade entre o
4. Teste do sinal do interruptor da ignição terminal E2 do BCM [242B] e o terminal 3 do DLC [91A].

1. Conecte o BREAKOUT BOX (peça N.o HD-50390-1) e o 2. Existe continuidade?


CABO DO BCM (peça N.o HD-50390-2) ao chicote de fios a. Sim. Vá para Prova 10.
[242B], deixando o BCM [242A] desconectado. Veja b. Não. Repare a abertura no fio branco/preto (W/BK).
1.2 FERRAMENTAS DE DIAGNÓSTICO.
2. Verifique se a COBERTURA DO BCM (peça 10. Teste de tensão do BCM
N.o HD-50390-2-P) está em posição na breakout box. 1. Teste a tensão entre o terminal 1 do BCM [259B] e o terra.
3. Teste a continuidade entre o terminal 2 [33B] e o terminal 2. Existe tensão da bateria presente?
C3 da breakout box.
a. Sim. Substitua o BCM. Veja o Manual de serviço.
4. Existe continuidade?
b. Não. Repare a abertura no fio vermelho (R).
a. Sim. Vá para Prova 5.
b. Não. Repare a abertura no fio branco/azul (W/BE). CONTROLES MANUAIS DO LADO
ESQUERDO INOPERANTES, DTC U0141
5. Teste de curto-circuito do sinal do
interruptor com o terra Tabela 2-9. Diagnóstico de falhas – Controles manuais
1. Teste a continuidade entre o terminal 2 [33B] e o terra. do lado esquerdo inoperantes, DTC U0141

2. Existe continuidade? POSSÍVEIS CAUSAS


a. Sim. Repare o curto-circuito com o terra no fio Abertura no circuito alto do CAN ao LHCM
branco/azul (W/BE). Abertura no circuito baixo do CAN ao LHCM
b. Não. Vá para Prova 6. Abertura no circuito do LHCM alimentado pela bateria
Circuito de terra do LHCM aberto
6. Teste de curto do sinal de interruptor da
Mau funcionamento do LHCM
ignição com a tensão
1. Remova o terminal C3 do [242B]. 1. Teste da tensão do LHCM
2. Conecte [242B] à breakout box. 1. Teste se há tensão elétrica entre o terminal 1 do LHCM
[24A] e o terra.
3. Teste a tensão entre o terminal 2 [33B] e o terra.

2-24 Diagnósticos Softail ano 2011: Diagnóstico inicial e dados seriais


PÁGINA INICIAL

2. Existe tensão da bateria presente? 3. Teste de continuidade do circuito do CAN


a. Sim. Vá para Prova 2. alto
b. Não. Repare a abertura no fio vermelho/laranja (R/O). 1. Com a ignição DESLIGADA, teste a continuidade entre o
terminal 3 [22A-1] e o terminal 1 do DLC [91A].
2. Teste do LHCM
2. Existe continuidade?
1. Verifique se há tensão entre os terminais 1 e 2 [24A].
a. Sim. Vá para Prova 4.
2. Existe tensão da bateria presente?
b. Não. Repare a abertura no fio branco/vermelho (W/R).
a. Sim. Vá para Prova 3.
b. Não. Repare a abertura no fio preto/verde (BK/GN). 4. Teste de continuidade do circuito do CAN
baixo
3. Teste de continuidade do circuito do CAN 1. Com a ignição DESLIGADA, teste a continuidade entre o
alto terminal 4 [22A-1] e o terminal 3 do DLC [91A].
1. Com a ignição DESLIGADA, teste a continuidade entre o 2. Existe continuidade?
terminal 3 [24A] e o terminal 1 do DLC [91A].
a. Sim. Substitua o RHCM. Veja o Manual de serviço.
2. Existe continuidade?
b. Não. Repare a abertura no fio branco/preto (W/BK).
a. Sim. Vá para Prova 4.
b. Não. Repare a abertura no fio branco/vermelho (W/R). DTC U0156
PEÇA N.o NOME DA FERRAMENTA
4. Teste de continuidade do circuito do CAN
HD-42682 BREAKOUT BOX
baixo
HD-46601 ADAPTADORES DA BREAKOUT BOX
1. Com a ignição DESLIGADA, teste a continuidade entre o
terminal 4 [24A] e o terminal 3 do DLC [91A].
Tabela 2-11. Diagnóstico de falhas – DTC U0156
2. Existe continuidade?
a. Sim. Substitua o LHCM. Veja o Manual de serviço. POSSÍVEIS CAUSAS

b. Não. Repare a abertura no fio branco/preto (W/BK). Abertura no circuito alto do CAN ao velocímetro
Abertura no circuito baixo do CAN ao velocímetro
DTC U0142 Abertura no circuito do velocímetro alimentado pela bateria
Circuito de terra do velocímetro aberto
Tabela 2-10. Diagnóstico de falhas – DTC U0142
Mau funcionamento do velocímetro
POSSÍVEIS CAUSAS
Abertura no circuito alto do CAN ao RHCM 1. Teste de tensão do velocímetro
Abertura no circuito baixo do CAN ao RHCM 1. Conecte a BREAKOUT BOX (peça N.o HD-42682) e os
ADAPTADORES DA BREAKOUT BOX (peça
Abertura no circuito do RHCM alimentado pela bateria N.o HD-46601) no chicote de fios [39B], deixando o
Circuito de terra do RHCM aberto velocímetro desconectado. Veja 1.2 FERRAMENTAS DE
Mau funcionamento do RHCM DIAGNÓSTICO.
2. Teste a tensão entre o terminal 5 da breakout box e o
1. Teste da tensão do RHCM terra.
1. Teste a tensão entre o terminal 1 do RHCM [22A-1] e o
3. Existe tensão da bateria presente?
terra.
a. Sim. Vá para Prova 2.
2. Existe tensão da bateria presente?
b. Não. Repare a abertura no fio vermelho/laranja (R/O).
a. Sim. Vá para Prova 2.
b. Não. Repare a abertura no fio vermelho/laranja (R/O). 2. Teste do terra do velocímetro
1. Teste a tensão entre os terminais 5 e 7 da breakout box.
2. Teste do terra do RHCM
2. Existe tensão da bateria presente?
1. Teste a tensão entre os terminais 1 e 2 do RHCM [22A-
1]. a. Sim. Vá para Prova 3.

2. Existe tensão da bateria presente? b. Não. Repare a abertura no fio preto/verde (BK/GN).
a. Sim. Vá para Prova 3.
b. Não. Repare a abertura no fio preto/verde (BK/GN).

Diagnósticos Softail ano 2011: Diagnóstico inicial e dados seriais 2-25


PÁGINA INICIAL

3. Teste de continuidade do circuito do CAN 4. Teste de continuidade do circuito do CAN


alto baixo
1. Com a ignição DESLIGADA, teste a continuidade entre o 1. Com a ignição DESLIGADA, teste a continuidade entre o
terminal 2 do velocímetro [39B] e o terminal 1 do DLC terminal 8 do velocímetro [39B] e o terminal 3 do DLC
[91A]. [91A].
2. Existe continuidade? 2. Existe continuidade?
a. Sim. Vá para Prova 4. a. Sim. Substitua o velocímetro. Veja o Manual de ser-
viço.
b. Não. Repare a abertura no fio branco/vermelho (W/R).
b. Não. Repare a abertura no fio branco/preto (W/BK).

2-26 Diagnósticos Softail ano 2011: Diagnóstico inicial e dados seriais


ÍNDICE

ASSUNTO........................................................................................................................ PÁGINA N.o


3.1 TESTE DA BATERIA.................................................................................................................3-1
3.2 SISTEMA DE PARTIDA.............................................................................................................3-3
3.3 DTC B2121, B2122, B2123 E B2124.......................................................................................3-12
3.4 TESTE O MOTOR DE PARTIDA NA MOTOCICLETA............................................................3-15
3.5 COMO TESTAR O MOTOR DE PARTIDA NA BANCADA......................................................3-16
3.6 SISTEMA DE CARGA.............................................................................................................3-18
3.7 DTC C0562, C0563, C1222 E C1223......................................................................................3-25
3.8 DTC P0562..............................................................................................................................3-29
3.9 DTC B2203..............................................................................................................................3-33
3.10 DTC B2206 E B2208.............................................................................................................3-36
3.11 DTC B2271 E B2272..............................................................................................................3-38

PARTIDA E CARGA
NOTAS
PÁGINA INICIAL

TESTE DA BATERIA 3.1


INFORMAÇÕES GERAIS e o veículo. Depois de desconectar os cabos da bateria, teste
a bateria novamente usando um teste externo (fora do veículo)
Para que se tenha uma boa indicação das condições da antes da substituição.
bateria, pode-se executar três diferentes procedimentos: um
teste de tensão, um teste de condutância ou um teste de carga. • BATERIA BOA – Volte a utilizar a bateria.

Pode-se testar uma bateria, totalmente carregada ou não, • BOA-RECARREGAR – Carregue a bateria completamente
aplicando-se um teste de condutância. Para executar um teste e volte a utilizá-la.
de carga, a bateria deverá estar totalmente carregada. • CARREGUE E RETESTE – Carregue a bateria completa-
mente, verifique a tensão após uma ou duas horas e repita
TESTE DE VOLTÍMETRO
o teste. Se a bateria não passar no teste, troque-a.
O teste de voltímetro é um indicador geral do estado da bateria
• SUBSTITUIR A BATERIA – Substitua a bateria.
ou da condição da mesma. Verifique a tensão da bateria para
certificar-se de que ela esteja 100% carregada. Veja • ELEMENTO COM DEFEITO-SUBSTITUIR – Substitua a
Tabela 3-1. bateria.
Se a leitura da tensão do circuito aberto (desligado) estiver • BATERIA COM RUÍDO – Remova a carga superficial da
abaixo de 12,6 V, carregue a bateria e verifique novamente a bateria e repita o teste.
tensão após a bateria ter assentado por uma ou duas horas.
Se a leitura da tensão for de 12,7 V ou mais, efetue um teste
de carga. Veja 3.1 TESTE DA BATERIA, Teste de carga. ed02811

Tabela 3-1. Teste de voltímetro para condições de carga


da bateria

TENSÃO ESTADO DA CARGA


12.7 100%
12.6 75%
12.3 50%
12.0 25%
11.8 0%

TESTE DE CONDUTÂNCIA
PEÇA N.o NOME DA FERRAMENTA Figura 3-1. Impressão dos resultados do teste da bateria
HD-48053 ANALISADOR AVANÇADO DE SIS-
TEMAS ELÉTRICOS E CONDUTÂNCIA
DE BATERIAS TESTE DE CARGA
Teste a bateria com o ANALISADOR AVANÇADO DE SIS-
TEMAS ELÉTRICOS E CONDUTÂNCIA DE BATERIAS (peça
N.o HD-48053). Teste uma bateria da seguinte maneira: Faça a desconexão do cabo negativo (-) da bateria pri-
1. Ligue os cabos do analisador no terminal da bateria do meiro. Se o cabo positivo (+) entrar em contato com o terra
veículo; não no parafuso nem no terminal do cabo. com o cabo negativo (-) conectado, as faíscas resultantes
poderão fazer a bateria explodir causando morte ou lesões
NOTA graves. (00049a)
Se o analisador for ligado ao parafuso ou terminal do cabo,
os dados sobre as condições da bateria podem não ser pre- 1. Coloque a bateria do veículo em uma bancada e carregue-
cisos. a.

2. Para testar a bateria, siga as recomendações do Manual NOTA


de instruções do analisador. Sempre carregue totalmente a bateria antes de testá-la, ou os
resultados do teste serão incorretos. Se for feito um teste com
Os resultados do teste incluirão uma decisão sobre as con- carga em uma bateria descarregada, a bateria poderá sofrer
dições da bateria e a carga medida. danos permanentes.
Veja Figura 3-1. A impressora do analisador emitirá um
relatório com os possíveis resultados do teste:
NOTA
Um resultado de teste do tipo SUBSTITUIR BATERIA pode
também significar uma má conexão entre os cabos da bateria

Diagnósticos Softail ano 2011: Partida e carga 3-1


PÁGINA INICIAL

Antes de ligar os cabos de teste aos terminais da bateria, Não aperte demais os parafusos dos terminais da bateria.
DESLIGUE o equipamento de teste. Conectar os cabos de Use os valores de torque recomendados. Apertar em
teste com o dispositivo de teste de carga LIGADO poderá excesso os parafusos dos terminais da bateria pode
causar faíscas ou uma explosão da bateria, o que poderá resultar em dano aos terminais. (00216a)
resultar em morte ou lesões graves. (00252a)
2. Veja Figura 3-2. Ligue os cabos do equipamento de teste
ed02812
aos bornes da bateria e coloque o captador eletromagné- VOLTS
tico sobre o cabo negativo (preto).
AMPS
NOTA
Para evitar danos ao equipamento de teste de carga e/ou à 1
bateria, não deixe o interruptor do equipamento de teste ligado
por mais de 20 segundos.
3. Carregue a bateria a 50% da amperagem de arranque a
frio (CCA) usando o teste de carga. A leitura da tensão
após 15 segundos deverá ser de 9,6 V ou mais a 21 °C
(70 °F). Veja Tabela 3-2.

2
Antes de desligar os cabos de teste dos terminais da
bateria, DESLIGUE o equipamento de teste. Desconectar
os cabos de teste com o dispositivo de teste de carga
LIGADO poderá causar faíscas ou uma explosão da
3
bateria, o que poderá resultar em morte ou lesões graves.
(00253a)

1. Dispositivo de teste de carga


Conecte o cabo positivo (+) da bateria primeiro. Se o cabo 2. Captador eletromagnético
positivo (+) entrar em contato com o terra com o cabo 3. Bateria
negativo (-) conectado, as faíscas resultantes poderão Figura 3-2. Bateria do dispositivo de teste de carga
fazer a bateria explodir causando morte ou lesões graves.
(00068a)

Tabela 3-2. Teste de carga da bateria

PARTIDA A FRIO 100% 50%


AMPERAGEM (CCA)
Modelos Softail 315 155

3-2 Diagnósticos Softail ano 2011: Partida e carga


PÁGINA INICIAL

SISTEMA DE PARTIDA 3.2


DESCRIÇÃO E OPERAÇÃO
sm04239
A tensão da bateria é sempre fornecida ao BCM através do
fusível principal. O BCM fornece e monitora um sinal de tensão 3 2
ao interruptor da ignição. Este sinal muda dependendo da 2
posição do interruptor de ignição.
1
Quando o interruptor de parada do motor estiver na posição
de FUNCIONAMENTO, uma mensagem CAN é enviada, dando
ao BCM um sinal de que o interruptor está na posição de
FUNCIONAMENTO. Se a comunicação CAN for interrompida
enquanto o motor estiver funcionando, um circuito redundante
do interruptor de parada do motor permite a comunicação com
o BCM.
Quando o interruptor de partida do motor for pressionado, uma
mensagem CAN é enviada ao BCM. O BCM fornece alimen- 4
tação ao solenóide do motor de partida. Assim, energiza-se o
solenóide e toda a tensão elétrica da bateria é enviada para
o motor de partida. O BCM desabilita o solenóide do motor de
5
partida se o interruptor de partida for pressionado por mais do
que 5 segundos.
6
COMPONENTES
Motor de partida 1. Motor de partida
2. Parafusos de montagem do motor de partida
O motor de partida é alimentado pela bateria através de seu 3. Cabo positivo do borne da bateria
solenóide e é ligado ao terra através de sua carcaça. Quando 4. Fio do solenóide
o solenóide do motor de partida é energizado, acontecem duas 5. Interruptor ponto morto
coisas: 6. Sensor de velocidade do veículo

• O êmbolo é puxado para dentro permitindo, assim, que a Figura 3-3. Motor de partida
corrente flua para o motor de partida.
• O pinhão acopla-se à coroa na carcaça da embreagem.
Solenóide do motor de partida
Com o motor de partida funcionando, a rotação é transferida
Veja Figura 3-3. O solenóide energiza o motor de partida. O
da seguinte maneira:
solenóide é um meio de controlar um dispositivo com alta
• A engrenagem do rotor do motor de partida transfere amperagem com um interruptor de baixa amperagem. O
rotação para a engrenagem intermediária. interruptor de baixa amperagem neste circuito é o BCM. O
BCM envia tensão para o solenóide do motor de partida
• A engrenagem intermediária transfere rotação para a
gerando um campo magnético que atrai um circuito fechado
embreagem do motor de partida.
maior, permitindo que o motor de partida tenha tensão.
• A embreagem do motor de partida transfere rotação
através de uma engrenagem estriada para o eixo do motor Interruptor de parada do motor
de partida que também aciona o pinhão. O interruptor de parada do motor está localizado no controle
• O pinhão transfere sua rotação para a coroa na carcaça manual do lado direito. Com o interruptor de parada do motor
da embreagem. na posição de FUNCIONAMENTO, uma mensagem CAN é
enviada, dando ao BCM um sinal de que o interruptor está na
• A corrente primária aciona a roda dentada do rotor do posição de FUNCIONAMENTO. Se a comunicação CAN for
alternador na extremidade do virabrequim. interrompida enquanto o motor estiver funcionando, um circuito
A embreagem do motor de partida é equipada com uma redundante do interruptor de parada do motor permite a
embreagem unidirecional; assim, quando é dada a partida no comunicação para o BCM.
motor, ela permite que a carcaça e a roda dentada girem Interruptor de partida do motor
livremente sem danos ao motor de partida. Depois de o motor
iniciar e o interruptor de partida do motor ser liberado, o êmbolo O interruptor de partida do motor é um botão que se encontra
retorna a sua posição normal, desacoplando o pinhão da roda nos controles manuais do lado direito. Quando o interruptor
dentada e da carcaça da embreagem. de partida for pressionado, uma mensagem CAN é enviada
ao BCM.

BCM
O BCM fornece alimentação para ignição e acessórios para a
maior parte do veículo. O BCM controla a iluminação junto

Diagnósticos Softail ano 2011: Partida e carga 3-3


PÁGINA INICIAL

com outras funções no veículo usando os interruptores como


entradas e os circuitos de alimentação para as luzes e outras
cargas elétricas como as saídas.
Se a bateria deixar escapar uma quantidade excessiva de
Interruptor da ignição gás durante o processo de carga, diminua a porcentagem
de carga. O superaquecimento pode acarretar distorção
O BCM fornece e monitora um sinal de tensão ao interruptor da placa, curto-circuito interno, ressecamento e outros
da ignição, que é um circuito aberto na posição de desligado danos. (00413b)
(OFF). O interruptor da ignição passa o sinal através de um
resistor de 200 ohm para o terra na posição de ignição (IGN) As baterias AGM são permanentemente seladas, isentas de
ou através de um resistor de 800 ohm para o terra na posição manutenção, reguladas por válvula e contêm chumbo/cálcio
de acessórios (ACC). A diferença na resistência no interruptor e ácido sulfúrico.
da ignição informa o BCM da posição do interruptor. A bateria é recarregada pelo alternador e o regulador não
Bateria permite que ela se sobrecarregue durante o uso.
As condições da bateria podem ser determinadas por um teste
de tensão, de condutância ou de carga. Veja 3.1 TESTE DA
BATERIA.
Baterias contêm ácido sulfúrico, o que pode causar quei-
Pode-se testar uma bateria, totalmente carregada ou não,
maduras graves nos olhos e pele. Use uma proteção facial,
aplicando-se um teste de condutância. Entretanto, para exe-
luvas de borracha e roupas de proteção ao trabalhar com
cutar um teste de carga, a bateria deve estar completamente
baterias. MANTENHA AS BATERIAS FORA DO ALCANCE
carregada.
DE CRIANÇAS. (00063a)
Ruído de atrito ou partida irregular
1. Remova o motor de partida. Veja o Manual de serviço.
Nunca remova a etiqueta de atenção afixada em cima da 2. Inspecione se há sinais de arcos voltaicos e porosidade
bateria. A falha em ler e compreender todas as precauções na superfície de fixação do motor de partida e na área de
contidas neste aviso poderá resultar em morte ou lesões acoplamento da transmissão primária interna. Esta con-
graves. (00064a) dição é causada por terra insuficiente e/ou carga de
aperto.
3. Limpe as superfícies de encaixe.
O gás hidrogênio explosivo que escapa durante o processo 4. Inspecione o pinhão do motor de partida. Substitua o
de carga pode causar morte ou lesões graves. Carregue conjunto da embreagem do motor de partida se estiver
a bateria em área bem ventilada. Mantenha sempre longe danificado (trincado ou com dentes faltando). O arredon-
da bateria as chamas abertas, as faíscas elétricas e os damento dos dentes do pinhão é considerado normal. Se
materiais que produzam fumaça. MANTENHA AS BATE- for necessário substituir o pinhão, inspecione a coroa
RIAS FORA DO ALCANCE DE CRIANÇAS. (00065a) dentada na embreagem. Substitua a coroa dentada da
embreagem, caso esteja danificada. Veja o Manual de
serviço.
Se a bateria ficar quente, poderá ocorrer um vazamento 5. Instale o motor de partida. Veja o Manual de serviço.
violento de gases ou derramamento de eletrólito, o que
pode causar morte ou lesões graves. Desconecte ou Valores de código de serviço/tempo
DESLIGUE (OFF) o carregador até que a bateria esfrie. Os técnicos da concessionária que registrarem as reclamações
(00412b) de garantia devem usar os códigos de serviço/tempo impressos
(em negrito) ao lado do reparo apropriado.

Informações sobre conectores


As baterias, os bornes da bateria, os terminais e os Para informações adicionais sobre os conectores presentes
acessórios relacionados contêm chumbo e componentes no(s) seguinte(s) gráficos(s) e procedimento(s) de diagnóstico,
de chumbo, e outros elementos químicos tidos pelo estado inclusive a cor dos terminais de prova do kit de teste do chicote
da Califórnia como causadores de câncer e defeitos de de fios, veja B.1 CONECTORES.
nascença, bem como outros danos reprodutivos. Lave
bem as mãos após o manuseio. (00019e)

3-4 Diagnósticos Softail ano 2011: Partida e carga


PÁGINA INICIAL

em00868

R/O

R
Bloco de
2 B fusíveis
BK R

Bateria Principal
15 A 40 A

R
1 A
Bateria [64B]
1
TERRA 1

R
[128B]
R/BK
[259B] [259A]

R
2 BCM
Motor de R 1 1 Corrente da bateria
partida

Alimentação do solenóide
R/BK L2 L2 do motor de partida
Entrada do interruptor
W/BE C3 C3
da ignição
W D3 D3 Entrada do interruptor
ponto morto
W/R D2 D2 CAN alto
Interruptor da
ignição W/BK E2 E2 CAN baixo

Entrada do BCM 2 2 W/BE BK/GN G4 G4 Terra

BK Entrada do interruptor
Terra 1 1 W/GY C4 C4
de parada do motor

[33A] [33B] [242B] [242A]

[22A-1] [22B-1]

W/BK 4 4 W/BK CAN baixo


W/R 3 3 W/R CAN alto
Controles
BK/GN 2 2 BK Terra
manuais do
R/O 1 1 R/O Bateria lado direito

Interruptor de parada
W/GY 1 1 W/GY do motor

Interruptor [131A-1] [131B-1] [22A-2] [22B-2]


ponto morto
Entrada do BCM 1 1 W

Terra 1 1 BK
R/O 1 1 R/O Bateria
[131A-2] [131B-2] BK/GN 2 2 BK Terra Controles
manuais do
W/R 3 3 W/R CAN alto lado
W/BK 4 4 W/BK CAN baixo esquerdo

[24A] [24B]
BK/GN
BK

TERRA 2 TERRA 1

Figura 3-4. Circuito do motor de partida

Diagnósticos Softail ano 2011: Partida e carga 3-5


PÁGINA INICIAL

SOLUÇÃO DE PROBLEMAS NO MOTOR DE 3.2 SISTEMA DE PARTIDA para diagnosticar problemas nos
sistemas de partida. O procedimento 1.3 DIAGNÓSTICOS E
PARTIDA SOLUÇÃO DE PROBLEMAS, Queda de tensão o ajudará a
As tabelas com soluções de problemas contêm procedimentos localizar conexões ruins ou componentes com quedas de
detalhados para a solução e correção de problemas. Siga tensão excessivas.

Tabela 3-3. Motor de partida não funciona ou só funciona em rotações muito baixas

FONTE DO PROBLEMA CAUSA POSSÍVEL SOLUÇÃO


Bateria Queda de tensão por causa de bateria Carregue a bateria.
descarregada.
Curto-circuito ou circuito interrompido Substitua a bateria.
entre eletrodos.
Mau contato no(s) terminal(ais) da bateria. Limpe e reaperte.
Fiação Cabo positivo ou negativo da bateria des- Repare ou substitua o(s) cabo(s).
conectado ou com mau contato.
Pontas dos cabos da bateria trincadas ou Se necessário, limpe, aperte ou troque
corroídas. o(s) cabo(s).
Fio(s) aberto(s) ou conexão mal feita no Aperte as conexões ou repare ou troque
interruptor do guidom ou no fio terra do os fios.
BCM.
Interruptor de partida do motor ou inter- Interruptor emperrado ou interruptor Substitua o RHCM.
ruptor de parada do motor aberto.
Interruptor do ponto morto Interruptor ou a fiação do interruptor do Substitua o interruptor do ponto morto ou
ponto morto ao BCM falhou aberto. repare o circuito aberto.
Interruptor da embreagem Interruptor da embreagem sempre aberto. Substitua o interruptor da embreagem.
Solenóide do motor de partida Mau contato causado por contatos quei- Substitua o conjunto do solenóide.
mados.
Enrolamentos interrompidos ou em curto- Substitua o conjunto do solenóide.
circuito.
Motor de partida Escovas excessivamente gastas. Substitua o motor de partida.
Comutador queimado. Substitua o motor de partida.
Comutador com mica saliente. Substitua o motor de partida.
Enrolamento de campo ligado ao terra. Substitua o motor de partida.
Enrolamento do rotor ligado ao terra ou Substitua o motor de partida.
em curto-circuito.
Consumo de corrente com funcionamento Substitua o motor de partida.
livre fora da faixa.
Tensão da mola da escova está insufi- Substitua o motor de partida.
ciente.
Embreagem do motor de partida Falha da embreagem do motor de partida. Substitua o conjunto da embreagem do
motor de partida.

Tabela 3-4. Motor de partida gira, mas não acopla

FONTE DO PROBLEMA CAUSA POSSÍVEL SOLUÇÃO


Bateria Queda de tensão por causa de bateria Carregue a bateria.
descarregada.
Curto-circuito ou circuito interrompido Substitua a bateria.
entre eletrodos.
Mau contato no(s) terminal(ais) da bateria. Limpe e reaperte.

3-6 Diagnósticos Softail ano 2011: Partida e carga


PÁGINA INICIAL

Tabela 3-4. Motor de partida gira, mas não acopla

FONTE DO PROBLEMA CAUSA POSSÍVEL SOLUÇÃO


Motor de partida Os dentes do pinhão estão gastos. Substitua o conjunto da embreagem do
motor de partida.
Dentes de engrenagem na carcaça da Dentes excessivamente gastos. Substitua a sede e a roda dentada da
embreagem e roda dentada. embreagem.
Embreagem do motor de partida Falha da embreagem do motor de partida. Substitua o conjunto da embreagem do
motor de partida.

Tabela 3-5. Motor de partida não pára de funcionar

FONTE DO PROBLEMA CAUSA POSSÍVEL SOLUÇÃO


Solenóide do motor de partida Bobina em curto-circuito. Substitua o conjunto do solenóide do
motor de partida.
Placa de contato fundida ou grudada. Substitua o conjunto do solenóide do
motor de partida.

TESTE DO MOTOR DE PARTIDA 2. Há algum clique?


a. Sim, o solenóide do motor de partida clica. Veja
Tabela 3-6. Diagnóstico de falhas – Testes do motor de 3.2 SISTEMA DE PARTIDA, Solenóide do motor de
partida partida clicando.
b. Não. Veja 3.2 SISTEMA DE PARTIDA, Nada clica.
POSSÍVEIS CAUSAS
Solenóide do motor de partida em curto-circuito com a tensão 3. Teste o solenóide do motor de partida
Mau funcionamento do interruptor de partida do motor do 1. Desconecte o solenóide do motor de partida [128].
RHCM
2. O motor de partida pára?
Circuito de alimentação do BCM em curto-circuito com a
tensão a. Sim. Vá para Prova 4.
Mau funcionamento do BCM b. Não. Substitua o conjunto do solenóide do motor de
partida. Veja o Manual de serviço. (5845)
1. Teste funcional do sistema de partida
1. Com a ignição LIGADA, a transmissão em ponto morto e 4. Teste de verificação dos DTCs
o interruptor de parada do motor na posição de FUNCIO- 1. Verifique se há DTCs.
NAMENTO, acione o interruptor de partida do motor.
2. O DTC B2122 está presente?
2. O motor de partida gira? a. Sim. Veja 3.3 DTC B2121, B2122, B2123 E B2124.
a. Sim, o motor de partida gira, mas não acopla. Veja
3.2 SISTEMA DE PARTIDA, Motor de partida gira, b. Não. Substitua o BCM. (5838)
mas não acopla.
b. Sim, o motor de partida perde a potência ou gira
lento demais. Veja 3.2 SISTEMA DE PARTIDA, O
motor de partida perde potência ou gira lento demais.
c. Sim, o motor de partida começa a funcionar. Vá
para Prova 3.
d. Não. Vá para Prova 2.

2. Teste de ruído
1. Ao tentar ouvir barulhos de cliques do solenóide do motor
de partida, pressione o interruptor de partida do motor.

Diagnósticos Softail ano 2011: Partida e carga 3-7


PÁGINA INICIAL

NADA CLICA b. Não. O odômetro esta inoperante, mas o farol


dianteiro e as lâmpadas traseiras acendem. Veja
PEÇA N.o NOME DA FERRAMENTA 2.3 AUTO-DIAGNÓSTICO DO ODÔMETRO INOPE-
RANTE, DTC U0001, U0011 E B2274.
HD-41404-C KIT DE TESTE DE CONECTORES DO
CHICOTE DE FIOS c. Não. O odômetro, o farol dianteiro e as lâmpadas
HD-50390-1 BREAKOUT BOX traseiras estão inoperantes. Veja 2.4 VEÍCULO
SEM ENERGIA OU DTC U0100, U0121, U0140,
HD-50390-2 O CABO DO BCM U0141, U0142 E U0156, Veículo sem energia, DTC
HD-50390-2-P O CHICOTE DE SOBREPOSIÇÃO DO U0140.
BCM
4. Teste do circuito do solenóide do motor
Tabela 3-7. Diagnóstico de falhas – Nada clica de partida
POSSÍVEIS CAUSAS 1. Desconecte o solenóide do motor de partida [128].

Bateria baixa 2. Usando o KIT DE TESTE DE CONECTORES DO CHI-


COTE DE FIOS (peça N.o HD-41404-C), teste a tensão
Fusível queimado
da bateria no fio [128B] vermelho/preto (R/BK) durante
Mau funcionamento do RHCM os primeiros 4 a 5 segundos, enquanto o botão de partida
Mau funcionamento do BCM estiver pressionado.
Mau funcionamento do interruptor ponto morto 3. Existe tensão da bateria presente?
Circuito do ponto morto aberto a. Sim. Vá para Prova 5.
Mau funcionamento do interruptor da ignição b. Não. Vá para Prova 6.
Circuito da ignição aberto
5. Teste de ligação do motor de partida ao
NOTA terra
Verifique se o veículo está em ponto morto, se há controle 1. Remova os parafusos de fixação do motor de partida.
remoto (key fob) e se ele está funcionando normalmente (se Veja o Manual de serviço.
equipado com segurança) e se o interruptor de parada do
2. Limpe os parafusos e a base do motor de partida; monte
motor está na posição de FUNCIONAMENTO.
os parafusos.
1. Teste da bateria 3. O motor dá partida?
1. Verifique a condição da bateria. Veja 3.1 TESTE DA a. Sim. O motor parte com rotação normal. Reparo
BATERIA. concluído. (5817)
2. A bateria está em boa condição? b. Sim. O motor parte, mas com rotação mais baixa.
a. Sim. Vá para Prova 2. Veja 3.4 TESTE O MOTOR DE PARTIDA NA
MOTOCICLETA, Teste de consumo de corrente do
b. Não. Carregue a bateria ou troque-a, se for motor de partida.
necessário; tente dar partida no motor, se a ausência
de cliques continuar, então continue os testes. Vá c. Não. Substitua o solenóide do motor de partida. Veja
para Prova 2. o Manual de serviço. (5845)

2. Teste o fusível 6. Teste do interruptor ponto morto


1. Verifique se todos os fusíveis estão em boas condições, 1. Com ignição a LIGADA e a transmissão em ponto morto,
inclusive o fusível principal. observe a lâmpada de ponto morto.

2. Todos os fusíveis estão bons? 2. A lâmpada de ponto morto acende?


a. Sim. Vá para Prova 3. a. Sim. Vá para Prova 7.

b. Não. Troque o fusível e faça os reparos necessários b. Não. Veja 4.5 LÂMPADAS INDICADORAS, Lâmpada
no circuito. Se ainda houver problema, continue os de ponto morto inoperante.
testes. Vá para Prova 3.
7. Teste do circuito do solenóide do motor
3. Teste o circuito da ignição de partida
1. LIGUE a ignição. 1. DESLIGUE a ignição.
2. O odômetro, o farol dianteiro e as lâmpadas traseiras 2. Conecte a BREAKOUT BOX (peça N.o HD-50390-1) e O
acendem? CABO DO BCM (peça N.o HD-50390-2) entre o chicote
a. Sim. Vá para Prova 4. de fios [242B] e o BCM [242A]. Veja 1.2 FERRAMENTAS
DE DIAGNÓSTICO.

3-8 Diagnósticos Softail ano 2011: Partida e carga


PÁGINA INICIAL

3. Verifique se O CHICOTE DE SOBREPOSIÇÃO DO BCM preto (BK) do motor de partida. Veja 1.3 DIAGNÓSTICOS
(peça N.o HD-50390-2-P) está na posição na breakout E SOLUÇÃO DE PROBLEMAS, Queda de tensão.
box.
2. A tensão cai mais que 1,0 V?
4. Teste a continuidade entre o terminal L2 da breakout box a. Sim. Vá para Prova 3.
e [128B].
b. Não. Vá para Prova 5.
5. Existe continuidade?
a. Sim. Vá para Prova 8. 3. Teste de queda de tensão no solenóide,
b. Não. Repare a abertura no fio branco (W). (5041) no lado do motor de partida
1. Faça o teste de queda de tensão entre o terminal positivo
8. Teste do BCM (+) da bateria e o fio preto (BK) do terminal 2 do solenóide
1. DESLIGUE a ignição e coloque o interruptor de parada do motor de partida.
do motor em DESLIGADO. 2. A tensão cai mais que 1,0 V?
2. Desconecte o BCM e substitua com um BCM conhecida- a. Sim. Vá para Prova 4.
mente bom.
b. Não. Substitua o conjunto do solenóide do motor de
3. LIGUE a ignição. partida. Veja o Manual de serviço. (5845)
4. Gire o interruptor de parada do motor em FUNCIONA-
MENTO, tente ligar o veículo.
4. Teste de queda de tensão no solenóide
do motor de partida, no lado da bateria
5. O motor dá partida?
1. Faça o teste de queda de tensão entre o terminal positivo
a. Sim. Substitua o BCM. Veja o Manual de serviço. (+) da bateria e o fio preto (BK) do terminal 1 do solenóide
(5838) do motor de partida.
b. Não. Substitua o RHCM. Veja o Manual de serviço. 2. A tensão cai mais que 1,0 V?
(6166)
a. Sim. Repare ou troque o fio preto (BK) entre o ter-
SOLENÓIDE DO MOTOR DE PARTIDA minal 1 do solenóide do motor de partida e o terminal
positivo (+) da bateria. (5041)
CLICANDO
b. Não. Substitua o conjunto do solenóide do motor de
partida. Veja o Manual de serviço. (5845)
Tabela 3-8. Diagnóstico de falhas – Solenóide do motor
de partida clicando
5. Teste de queda de tensão no circuito de
POSSÍVEIS CAUSAS terra do motor de partida
Bateria baixa 1. Faça o teste de queda de tensão entre o terminal negativo
Mau funcionamento do motor de partida (-) da bateria com o terra.
Mau funcionamento do solenóide do motor de partida 2. A tensão cai mais que 1,0 V?
Cabo da bateria aberto a. Sim. Inspecione o fio preto (BK) para danos do ter-
Cabo do motor de partida aberto minal (-) da bateria até o terra do chassi; repare ou
substitua se for necessário. Vá para Prova 6.
Emperramento mecânico
b. Não. Vá para Prova 7.
1. Teste da bateria
6. Teste de ligação do motor de partida ao
1. Verifique a condição da bateria. Veja 3.1 TESTE DA
BATERIA. terra
2. A bateria está em boa condição? 1. Remova os parafusos de fixação do motor de partida.
Veja o Manual de serviço.
a. Sim. Vá para Prova 2.
2. Limpe os parafusos e a base do motor de partida; monte
b. Não. Carregue ou substitua a bateria conforme os parafusos.
necessário. Tente dar partida no motor. Caso o
solenóide do motor de partida continue a clicar e o 3. O motor dá partida?
motor de partida não acoplar, continue com os a. Sim. O motor parte com rotação normal. Reparo
testes. Vá para Prova 2. concluído.

2. Teste de queda de tensão do motor de b. Sim. O motor parte, mas com rotação mais baixa.
Veja 3.4 TESTE O MOTOR DE PARTIDA NA
partida MOTOCICLETA, Teste de consumo de corrente do
1. Faça o teste de queda de tensão entre o terminal positivo motor de partida.
(+) da bateria e o terminal do motor de partida do condutor
c. Não. Substitua o motor de partida. Veja o Manual de
serviço. (5817)

Diagnósticos Softail ano 2011: Partida e carga 3-9


PÁGINA INICIAL

7. Teste de consumo do motor de partida O MOTOR DE PARTIDA PERDE POTÊNCIA


1. Execute o teste de consumo de corrente do motor de OU GIRA LENTO DEMAIS
partida na motocicleta. Veja 3.4 TESTE O MOTOR DE
PARTIDA NA MOTOCICLETA, Teste de consumo de Tabela 3-10. Diagnóstico de falhas – Motor de partida
corrente do motor de partida. perde potência ou gira lento demais
2. Faça o teste de consumo de corrente com funcionamento POSSÍVEIS CAUSAS
livre do motor de partida (na bancada). Veja 3.5 COMO
TESTAR O MOTOR DE PARTIDA NA BANCADA, Teste Bateria baixa
de consumo de corrente com funcionamento livre. Mau funcionamento do motor de partida
3. Os resultados do teste estão dentro da faixa? Mau funcionamento do solenóide do motor de partida
a. Sim. Vá para Prova 8. Conexões ruins no terra do motor de partida
b. Não. Substitua o motor de partida. Veja o Manual de Cabo da bateria aberto
serviço. (5817) Cabo do motor de partida aberto

8. Teste de emperramento mecânico 1. Teste da bateria


1. Remova as velas de ignição e coloque a transmissão na 1. Verifique a condição da bateria. Veja 3.1 TESTE DA
5ª marcha. BATERIA.
2. Levante o veículo. 2. A bateria está em boa condição?
3. Gire a roda traseira. a. Sim. Vá para Prova 2.

4. Verifique se o motor, a transmissão primária e/ou virabre- b. Não. Carregue ou substitua a bateria conforme
quim ou a embreagem do motor de partida estão emper- necessário. Se o sintoma ainda estiver presente,
rando. então continue com os testes. Vá para Prova 2.

5. O motor está emperrando? Veja o Manual de serviço. 2. Teste de queda de tensão nos terminais
a. Sim. Faça os reparos necessários. (Use o código do motor de partida
apropriado).
1. Faça o teste de queda de tensão entre o terminal positivo
b. Não. Substitua o conjunto do solenóide do motor de (+) da bateria e o fio preto (BK) do terminal do prisioneiro
partida. (5845) do motor de partida no motor de partida. Veja
1.3 DIAGNÓSTICOS E SOLUÇÃO DE PROBLEMAS,
MOTOR DE PARTIDA GIRA, MAS NÃO Queda de tensão.
ACOPLA 2. A tensão cai mais que 1,0 V?
a. Sim. Vá para Prova 5.
Tabela 3-9. Diagnóstico de falhas – Motor de partida gira,
mas não acopla b. Não. Vá para Prova 3.

POSSÍVEIS CAUSAS 3. Teste de queda de tensão no circuito de


Conjunto da embreagem terra do motor de partida
Sede e roda dentada da embreagem 1. Faça o teste de queda de tensão entre o terminal negativo
(-) da bateria e os parafusos de fixação do motor de par-
1. Teste do pinhão e carcaça da embreagem tida.
1. Remova a tampa da transmissão primária.
2. A tensão cai mais que 1,0 V?
2. Inspecione se o pinhão do motor de partida, a carcaça da a. Sim. Limpe as conexões ao terra. (5041)
embreagem e a roda dentada estão danificados.
b. Não. Vá para Prova 4.
3. Existe dano?
a. Sim. Troque o conjunto da embreagem ou a carcaça 4. Teste de consumo do motor de partida
da embreagem e a roda dentada. Veja o Manual de
1. Execute o teste de consumo de corrente do motor de
serviço. (5825)
partida na motocicleta. Veja 3.4 TESTE O MOTOR DE
b. Não. Substitua o conjunto da embreagem. Veja o PARTIDA NA MOTOCICLETA, Teste de consumo de
Manual de serviço. (5837) corrente do motor de partida.
2. Faça o teste de consumo de corrente com funcionamento
livre do motor de partida (na bancada). Veja 3.5 COMO
TESTAR O MOTOR DE PARTIDA NA BANCADA, Teste
de consumo de corrente com funcionamento livre.

3-10 Diagnósticos Softail ano 2011: Partida e carga


PÁGINA INICIAL

3. Os resultados do teste estão dentro da faixa? b. Não. Repare a conexão ou condutor preto (BK) entre
a. Sim. Sem as velas de ignição e com a transmissão o solenóide e o motor de partida. (5041)
na 5ª marcha, gire a roda traseira. Verifique se o
motor, a transmissão primária e/ou virabrequim estão 6. Teste de queda de tensão no solenóide
emperrando. (Use o código apropriado.) do motor de partida, no lado da bateria
b. Não. Substitua o motor de partida. Veja o Manual de 1. Faça o teste de queda de tensão entre o terminal positivo
serviço. (5817) (+) da bateria e o fio vermelho (R) do terminal 1 do
solenóide do motor de partida.
5. Teste de queda de tensão no solenóide, 2. A tensão cai mais que 1,0 V?
no lado do motor de partida a. Sim. Repare ou substitua a conexão entre o terminal
1. Faça o teste de queda de tensão entre o terminal positivo positivo (+) da bateria e o fio vermelho (R) do terminal
(+) da bateria e o terminal 2 do solenóide do motor de 1 do solenóide do motor de partida. (5041)
partida.
b. Não. Repare ou substitua o conjunto do solenóide
2. A tensão cai mais que 1,0 V? do motor de partida. Veja o Manual de serviço. (5845)
a. Sim. Vá para Prova 6.

Diagnósticos Softail ano 2011: Partida e carga 3-11


PÁGINA INICIAL

DTC B2121, B2122, B2123 E B2124 3.3


DESCRIÇÃO E OPERAÇÃO Condições para definição
O circuito do solenóide do motor de partida é controlado e DTC B2121 será definido se o circuito do solenóide do motor
monitorado pelo BCM. O BCM recebe uma mensagem CAN de partida puxar menos do que 600 mA. DTC B2124 será
do interruptor de partida no RHCM para engatar o motor de definido se o circuito do solenóide do motor de partida puxar
partida. A tensão é enviada do BCM ao fio do solenóide do mais do que 12 A.
motor de partida [128] fio vermelho/preto (R/BK). O BCM
desabilita o solenóide do motor de partida se o interruptor de
Informações sobre o conector
partida estiver pressionado por mais do que 5 segundos. Para obter informações adicionais sobre os conectores pre-
sentes no(s) gráfico(s) e no(s) procedimento(s) de diagnóstico
Tabela 3-11. Descrição do código a seguir, inclusive a cor das pontas dos terminais do kit de
teste do chicote de fios, veja B.1 CONECTORES.
DTC DESCRIÇÃO
B2121 Saída do motor de partida aberta
B2122 Saída do motor de partida em curto-circuito
alto
B2123 Saída do motor de partida em curto-circuito
baixo
B2124 Saída do motor de partida sobrecarregada

em00873
R/O

R
Bloco de
2 B fusíveis
BK R
Bateria Principal
15 A 40 A
R

1 A
Bateria [64B]
1
TERRA 1
R

[128B]
R/BK
[259B] [259A]
R

2 BCM
Motor de R 1 1 Corrente da bateria
partida

R/BK L2 L2 Alimentação do solenóide do


motor de partida

W/R D2 D2 CAN alto

W/BK E2 E2 CAN baixo


[22B-1] [22A-1]
BK/GN G4 G4 Terra
CAN baixo W/BK 4 4 W/BK W/GY C4 C4 Entrada do interruptor de
parada do motor
Controles CAN alto W/R 3 3 W/R
manuais Terra BK 2 2 BK/GN
do lado [242B] [242A]
direito Bateria R/O 1 1 R/O
BK/GN

Interruptor de parada
do motor W/GY 1 1 W/GY

[22B-2] [22A-2]

TERRA 1

Figura 3-5. Motor de partida

3-12 Diagnósticos Softail ano 2011: Partida e carga


PÁGINA INICIAL

DTC B2121 DTC B2122


PEÇA N.o NOME DA FERRAMENTA PEÇA N.o NOME DA FERRAMENTA
HD-41404-C KIT DE TESTE DO CONECTOR DO HD-41404-C KIT DE TESTE DO CONECTOR DO
CHICOTE DE FIOS CHICOTE DE FIOS
HD-50390-1 BREAKOUT BOX HD-50390-1 BREAKOUT BOX
HD-50390-2 O CABO DO BCM HD-50390-2 O CABO DO BCM
HD-50390-2-P O CHICOTE DE SOBREPOSIÇÃO DO HD-50390-2-P O CHICOTE DE SOBREPOSIÇÃO DO
BCM BCM

Tabela 3-12. Diagnóstico de falhas – DTC B2121 Tabela 3-13. Diagnóstico de falhas – DTC B2122

POSSÍVEIS CAUSAS POSSÍVEIS CAUSAS


Circuito do motor de partida aberto Curto-circuito no circuito do motor de partida
Solenóide do motor de partida aberto Curto-circuito no solenóide do motor de partida
Mau funcionamento do BCM Mau funcionamento do BCM

1. Teste do circuito do solenóide do motor 1. Teste do circuito do solenóide do motor


de partida de partida
1. Desconecte o solenóide do motor de partida [128]. 1. Desconecte o solenóide do motor de partida [128].
2. Com a ignição ligada IGN ON, usando o KIT DE TESTE 2. Com a ignição LIGADA, usando o KIT DE TESTE DO
DO CONECTOR DO CHICOTE DE FIOS (peça CONECTOR DO CHICOTE DE FIOS (peça N.o HD-41404-
N.o HD-41404-C), teste a tensão da bateria no fio [128B] C), teste a tensão da bateria no fio [128B] vermelho/preto
vermelho/preto (R/BK) durante os primeiros 4 a (R/BK).
5 segundos, enquanto o botão de partida estiver pressio-
3. Existe tensão da bateria presente?
nado.
a. Sim. Vá para Prova 2.
3. Existe tensão da bateria presente?
b. Não. Substitua o conjunto do solenóide do motor de
a. Sim. Substitua o conjunto do solenóide do motor de
partida. (5845)
partida. (5845)
b. Não. Vá para Prova 2. 2. Teste da tensão de alimentação do
solenóide do motor de partida
2. Teste da tensão de alimentação do
1. DESLIGUE a ignição; desconecte o BCM [242].
solenóide do motor de partida
2. Conecte a BREAKOUT BOX (peça N.o HD-50390-1) e O
1. DESLIGUE a ignição; desconecte o BCM [242].
CABO DO BCM (peça N.o HD-50390-2) entre o chicote
2. Conecte a BREAKOUT BOX (peça N.o HD-50390-1) e O de fios [242B] e o BCM [242A]. Veja 1.2 FERRAMENTAS
CABO DO BCM (peça N.o HD-50390-2) entre o chicote DE DIAGNÓSTICO.
de fios [242B] e o BCM [242A]. Veja 1.2 FERRAMENTAS
3. Verifique se O CHICOTE DE SOBREPOSIÇÃO DO BCM
DE DIAGNÓSTICO.
(peça N.o HD-50390-2-P) está na posição na breakout
3. Verifique se O CHICOTE DE SOBREPOSIÇÃO DO BCM box.
(peça N.o HD-50390-2-P) está na posição na breakout
4. LIGUE a ignição, teste a tensão no terminal L2 da
box.
breakout box sem pressionar o botão de partida.
4. Teste a tensão no terminal L2 da breakout box durante
5. Existe tensão?
os primeiros 4 a 5 segundos, enquanto o botão de partida
estiver pressionado. a. Sim. Repare o curto-circuito para a tensão no fio
vermelho/preto (R/BK) entre o terminal L2 [242B] e
5. Existe tensão? [128B]. (5041)
a. Sim. Repare o circuito aberto no fio vermelho/preto
b. Não. Substitua o BCM. Veja o Manual de serviço.
(R/BK) entre o terminal L2 [242B] e [128B]. (5041)
b. Não. Substitua o BCM. Veja o Manual de serviço.

Diagnósticos Softail ano 2011: Partida e carga 3-13


PÁGINA INICIAL

DTC B2123 1. Teste o solenóide do motor de partida


PEÇA N.o NOME DA FERRAMENTA
[128]
1. Desconecte o solenóide do motor de partida [128].
HD-50390-1 BREAKOUT BOX
HD-50390-2 O CABO DO BCM 2. Inspecione [128] e o fio vermelho/preto (R/BK) para danos
ou corrosão.
HD-50390-2-P O CHICOTE DE SOBREPOSIÇÃO DO
BCM 3. Há danos ou corrosão presente?
a. Sim. Repare ou substitua [128] e o fio vermelho/preto
Tabela 3-14. Diagnóstico de falhas – DTC B2123 (R/BK).
b. Não. Vá para Prova 2.
POSSÍVEIS CAUSAS
Curto-circuito no circuito do motor de partida 2. Teste do circuito do solenóide do motor
Curto-circuito no solenóide do motor de partida de partida
Mau funcionamento do BCM 1. Usando o KIT DE TESTE DE CONECTORES DO CHI-
COTE DE FIOS (peça N.o HD-41404-C), teste se há
1. Teste de continuidade da alimentação do continuidade entre o fio vermelho/preto (R/BK) [128B] e
solenóide do Motor de Partida o terra.
1. Com a ignição DESLIGADA, desconecte o BCM [242]. 2. Existe continuidade?
2. Conecte a BREAKOUT BOX (peça N.o
HD-50390-1) e O a. Sim. Vá para Prova 3.
CABO DO BCM (peça N.o HD-50390-2) ao chicote de fios b. Não. Substitua o conjunto do solenóide do motor de
[242B], deixando o BCM [242A] desconectado. Veja partida. (5845)
1.2 FERRAMENTAS DE DIAGNÓSTICO.
3. Verifique se O CHICOTE DE SOBREPOSIÇÃO DO BCM 3. Teste de continuidade da alimentação do
(peça N.o HD-50390-2-P) está na posição na breakout solenóide do motor de partida
box.
1. Com a ignição DESLIGADA, desconecte o BCM [242].
4. Teste a continuidade entre o terminal L2 da breakout box
2. Conecte a BREAKOUT BOX (peça N.o HD-50390-1) e O
e o terra.
CABO DO BCM (peça N.o HD-50390-2) ao chicote de fios
5. Existe continuidade? [242B], deixando o BCM [242A] desconectado. Veja
a. Sim. Repare o curto com o terra no fio vermelho/preto 1.2 FERRAMENTAS DE DIAGNÓSTICO.
(R/BK) entre o terminal L2 [242B] e [128B]. (5041) 3. Verifique se O CHICOTE DE SOBREPOSIÇÃO DO BCM
b. Não. Substitua o BCM. Veja o Manual de serviço. (peça N.o HD-50390-2-P) está na posição na breakout
box.
DTC B2124 4. Teste a continuidade entre o terminal L2 da breakout box
PEÇA N.o NOME DA FERRAMENTA e o terra.

HD-41404-C KIT DE TESTE DE CONECTORES DO 5. Existe continuidade?


CHICOTE DE FIOS a. Sim. Repare o curto com o terra no fio vermelho/preto
(R/BK) entre o terminal L2 [242B] e [128B]. (5041)
HD-50390-1 BREAKOUT BOX
HD-50390-2 O CABO DO BCM b. Não. Substitua o BCM. Veja o Manual de serviço.

HD-50390-2-P O CHICOTE DE SOBREPOSIÇÃO DO


BCM

Tabela 3-15. Diagnóstico de falhas – DTC B2124

POSSÍVEIS CAUSAS
Curto-circuito no circuito do motor de partida
Mau funcionamento do solenóide do motor de partida
Corrosão no conector
Mau funcionamento do BCM

3-14 Diagnósticos Softail ano 2011: Partida e carga


PÁGINA INICIAL

TESTE O MOTOR DE PARTIDA NA


MOTOCICLETA 3.4
TESTE DE CONSUMO DE CORRENTE DO NOTA
Após ver o botão de partida pressionado por 4 a 5 segundos,
MOTOR DE PARTIDA o BCM irá parar a tensão ao solenóide do motor de partida
NOTAS automaticamente.
• O motor deve estar à temperatura ambiente e com aque- 4. Com a ignição LIGADA, pressione o botão de partida e
cimento estabilizado. observe o amperímetro. Desconsidere a alta corrente ini-
cial, o que é normal quando o motor do veículo funciona
• A bateria deve estar completamente carregada.
pela primeira vez.
Antes de ligar a bateria, verifique o consumo de corrente do a. O consumo de corrente normal do motor de partida
motor de partida com um amperímetro alicate. Proceda da é algo entre 160 e 200 A.
seguinte maneira:
b. Se o consumo de corrente do motor de partida for
1. Verifique se a transmissão está em ponto morto.
superior a 250 A, o problema poderá estar no motor
2. Desconecte o sensor CKP [79]. de partida ou no acionamento dele. Veja 3.5 COMO
TESTAR O MOTOR DE PARTIDA NA BANCADA,
3. Conecte o amperímetro alicate ao cabo positivo do motor Teste de consumo de corrente com funcionamento
de partida ligado ao solenóide do motor. livre.

Diagnósticos Softail ano 2011: Partida e carga 3-15


PÁGINA INICIAL

COMO TESTAR O MOTOR DE PARTIDA NA


BANCADA 3.5
TESTE DE CONSUMO DE CORRENTE COM
FUNCIONAMENTO LIVRE ed02865

1. Prenda o motor de partida em uma morsa, calçando-o 2


com um pano de limpeza para evitar riscos ou outros
danos.
1
2. Veja Figura 3-6. Conecte um cabo de ligação grosso 4
(medidor de fios mínimo 6).
a. Conecte uma ponta na flange de fixação do motor de
partida.
3
b. Conecte a outra ponta no terminal negativo (-) de
uma bateria completamente carregada.
5
3. Conecte outro cabo de ligação grosso (medidor de fios
mínimo 6).
a. Conecte uma ponta no terminal positivo (+) da bateria. 1. Flange de montagem
2. Bateria
b. Conecte a outra ponta no terminal da bateria corres- 3. Amperímetro alicate
pondente do motor de partida. Coloque um amperí- 4. Terminal da bateria
metro alicate no cabo. 5. Terminal do relé

Figura 3-6. Teste de consumo de corrente com


funcionamento livre

Mantenha os dedos e as roupas longe da engrenagem do


motor de partida para prevenir lesões graves. (00613b) SOLENÓIDE DO MOTOR DE PARTIDA
4. Conecte um cabo de ligação de bitola menor (medidor de Não desmonte o solenóide. Antes do teste, desligue o fio da
fios mínimo 14). bobina do campo do terminal do solenóide do motor como
a. Conecte uma ponta no terminal positivo (+) da bateria. mostrado na Figura 3-7.

b. Conecte a outra ponta no terminal do relé do Cada teste deve ser executado durante apenas 3 a 5 segundos
solenóide. para evitar danos ao solenóide.
Os testes de retração, retenção e retorno do solenóide devem
5. Observe o resultado no amperímetro. ser executados ao mesmo tempo em uma operação contínua.
a. O amperímetro deve indicar no máximo 90 A. Execute os três testes um após o outro, na seqüência indicada
e sem interrupções.
b. Se o valor indicado for maior, substitua o motor de
partida. Veja o Manual de serviço. TESTE DE RETRAÇÃO DO SOLENÓIDE
c. Se o consumo de corrente do motor de partida do 1. Veja Figura 3-7. Usando uma bateria de 12 V, conecte
veículo for superior a 120 A e este teste estiver dentro três cabos de teste distintos da seguinte maneira:
das especificações, pode haver um problema no
a. Alojamento do solenóide no terminal negativo da
motor do veículo ou no acionamento primário.
bateria.
b. Terminal do solenóide do motor no terminal negativo
da bateria.
c. Terminal do relé do solenóide no terminal positivo da
bateria.

2. Observe o eixo do motor de partida.


a. Se o eixo do motor de partida avançar com força, é
sinal de que o solenóide está funcionando adequada-
mente.
b. Se o eixo do motor de partida não avançar com força,
troque o conjunto do solenóide.

3-16 Diagnósticos Softail ano 2011: Partida e carga


PÁGINA INICIAL

ed02866 ed02867

1 1

4 2 4
2
3 3

1. Bateria 1. Bateria
2. Carcaça do solenóide 2. Carcaça do solenóide
3. Terminal do relé do solenóide 3. Terminal do relé do solenóide
4. Terminal do solenóide do motor 4. Terminal do solenóide do motor

Figura 3-7. Teste de retração Figura 3-8. Teste de retenção

TESTE DE MANUTENÇÃO DO SOLENÓIDE TESTE DE RETORNO DO SOLENÓIDE


RETRAÍDO 1. Veja Figura 3-9. Com os cabos de teste ainda conectados
1. Veja Figura 3-8. Com os cabos de teste ainda conectados da maneira especificada no final do 3.5 COMO TESTAR
da maneira especificada no 3.5 COMO TESTAR O O MOTOR DE PARTIDA NA BANCADA, Teste de
MOTOR DE PARTIDA NA BANCADA, Teste de retração manutenção do solenóide retraído, desconecte o terminal
do solenóide anterior, desconecte somente o terminal do do relé do solenóide/cabo de teste do terminal positivo da
solenóide/cabo de teste negativo no terminal negativo da bateria em qualquer um dos lados.
bateria; conecte novamente a ponta solta deste cabo de 2. Observe o pinhão do motor de partida.
teste no terminal positivo da bateria.
a. Se o eixo do motor de partida retrair, é sinal de que
2. Observe o eixo do motor de partida. o solenóide está funcionando adequadamente.
a. Se o eixo do motor de partida permanecer avançado, b. Se o eixo do motor de partida não retrair, troque o
é sinal de que o solenóide está funcionando adequa- conjunto do solenóide.
damente.
b. Se o eixo do motor de partida recuar, troque o con-
ed02868
junto do solenóide.

4
2
3
1. Bateria
2. Carcaça do solenóide
3. Terminal do relé do solenóide
4. Terminal do solenóide do motor

Figura 3-9. Teste de retorno

Diagnósticos Softail ano 2011: Partida e carga 3-17


PÁGINA INICIAL

SISTEMA DE CARGA 3.6


DESCRIÇÃO E OPERAÇÃO Bateria
O sistema de carga é a fonte de energia elétrica que alimenta Verifique se a bateria está fraca ou descarregada. A bateria
a ignição, as luzes, os acessórios e ainda carrega a bateria. deverá estar completamente carregada a fim de se fazer um
Tensão elétrica alternada (CA) é gerada por um alternador teste com carga, ou testes de partida ou de carregamento.
que é acionado pelo virabrequim. Um rotor, com um campo Veja 3.1 TESTE DA BATERIA.
magnético, gira em um estator. Um retificador (que se encontra
no regulador) converte a tensão CA em CC. Um regulador
Fiação
garante que a tensão de saída coincida com a tensão da As conexões do estator devem estar limpas e bem apertadas.
bateria na medida em que varia a rotação do motor. Embora
Verifique se as conexões do circuito do sistema de carga estão
o alternador gere tensão adicional em todas as rotações do
soltas ou com algum tipo de corrosão.
motor, não é recomendável deixar o veículo em marcha lenta
por muito tempo. Inspeção do regulador de voltagem
Alternador Para funcionar bem, o regulador de voltagem deve estar com
as conexões limpas e bem apertadas. Verifique se os dois
O alternador é constituído de dois componentes principais:
conectores de CA e CC estão totalmente conectados e tra-
• O rotor que fica no lado do eixo primário do virabrequim. vados no regulador.
• O estator que fica na metade da carcaça. Valores de código de serviço/tempo
Regulador de voltagem Os técnicos da concessionária que registrarem as reclamações
de garantia devem usar os códigos de serviço/tempo impressos
Veja Figura 3-10. O regulador de voltagem é um regulador de
em negrito ao lado do reparo apropriado.
série. O circuito executa as funções de retificação e regulagem.

SOLUÇÃO DE PROBLEMAS Informações sobre conectores


Para informações adicionais sobre os conectores presentes
Quando o sistema de carga falhar, ou não carregar numa taxa no(s) seguinte(s) gráficos(s) e procedimento(s) de diagnóstico,
satisfatória, verifique os itens seguintes. inclusive a cor dos terminais de prova do kit de teste do chicote
de fios, veja B.1 CONECTORES.

3-18 Diagnósticos Softail ano 2011: Partida e carga


PÁGINA INICIAL

em00869

Estator

BK
BK
BK
R
Bloco de
fusíveis
1 2 3 [47B]
A
1 2 3 [47A]
Principal
40 A Regulador de
voltagem
B
P N [77A]
[64B]
P N [77B]
R

BK
R
R

R R BK

Terra da
bateria TERRA 2
Bateria

Motor de partida

Figura 3-10. Circuito do sistema de carga

SEM CARGA OU BAIXA NOTA


Uma bateria descarregada pode indicar uma tensão abaixo
Tabela 3-16. Diagnóstico de falhas – Sem carga ou baixa de 13 V, embora o sistema de carga esteja funcionando nor-
malmente.
POSSÍVEIS CAUSAS
Bateria baixa 2. Teste de tensão fora da marcha lenta
Mau funcionamento do estator 1. Com o veículo em ponto morto, ligue o motor e faça-o
funcionar a 3000 RPM.
Mau funcionamento do rotor
2. Teste a tensão da bateria.
Mau funcionamento do regulador de voltagem
Circuito do regulador de voltagem interrompido 3. A tensão está acima de 13 V?
a. Sim. Sistema de carga funcionando apropriadamente.
Estator em curto-circuito com o terra
Fio do CA em curto-circuito com o terra b. Não. Vá para Prova 3.

3. Teste de saída de CA
1. Teste da bateria
1. Execute um teste de saída de CA. Veja 3.6 SISTEMA DE
1. Verifique a condição da bateria. Veja 3.1 TESTE DA CARGA, Teste do processo de carga da bateria.
BATERIA.
2. O teste de saída teve resultado satisfatório?
2. A bateria está em boa condição?
a. Sim. Vá para Prova 6.
a. Sim. Vá para Prova 2.
b. Não. Vá para Prova 4.
b. Não. Carregue ou substitua a bateria conforme
necessário. Verificar reparo.
4. Teste do estator
1. Execute um teste do estator. Veja 3.6 SISTEMA DE
CARGA, Teste do processo de carga da bateria.

Diagnósticos Softail ano 2011: Partida e carga 3-19


PÁGINA INICIAL

2. O estator está bom? 2. A tensão é superior a 15,5 V?


a. Sim. Vá para Prova 5. a. Sim. Vá para Prova 2.
b. Não. Substitua o estator. Veja o Manual de serviço. b. Não. Sistema de carga funcionando apropriadamente.
(5309)
2. Teste do circuito de terra do regulador
5. Teste de inspeção do rotor de voltagem
1. Inspecione o rotor em relação a danos.
NOTA
2. Remova o parafuso central e inspecione se há sinais de Para que a ligação ao terra seja adequada, o circuito de terra
ovalização no furo central. Veja o Manual de serviço. do regulador de voltagem deve ter uma conexão limpa e bem
3. Certifique-se de que os parafusos do estator não se sol- apertada.
taram e tocaram no rotor. 1. Com a ignição na posição DESLIGADA, desconecte o
regulador de voltagem [77].
4. O rotor está em boas condições?
a. Sim. Vá para Prova 6. 2. Teste se há continuidade entre o terminal [77B] do regu-
lador de voltagem – e o terra.
b. Não. Substitua o rotor. Veja o Manual de serviço.
(5319) 3. Existe continuidade?
a. Sim. Substitua o regulador de voltagem. Veja o
6. Teste do circuito de alimentação do Manual de serviço. (5316)
regulador de voltagem b. Não. Repare a abertura no fio entre o terminal [77B]
1. Com a ignição DESLIGADA, desconecte o regulador de do regulador de voltagem – e o fio preto (BK) TERRA
voltagem [77]. 1. (5041)

2. Teste se há continuidade entre o terminal positivo (+) do BATERIA FRACA DEPOIS DO


regulador de voltagem [77B] e o fusível principal [5B].
INTERRUPTOR DE IGNIÇÃO FICAR MUITO
3. Existe continuidade?
TEMPO DESLIGADO
a. Sim. Vá para Prova 7.
b. Não. Repare a abertura no fio entre o terminal positivo Tabela 3-18. Diagnóstico de falhas – Bateria fraca depois
(+) do regulador de voltagem [77B] e o [5B]. (5041) do interruptor de ignição ficar muito tempo DESLIGADO

7. Teste do circuito de terra do regulador POSSÍVEIS CAUSAS

de voltagem Bateria
Acessórios mal instalados ficam ligados o tempo todo
NOTA
Consumo excessivo de componente elétrico com ignição
Para que a ligação ao terra seja adequada, o circuito de terra
DESLIGADA
do regulador de voltagem deve ter uma conexão limpa e bem
apertada. Bateria descarregada e/ou componente com consumo
excessivo pelo fato de a motocicleta ter ficado sem funcionar
1. Teste se há continuidade entre o terminal [77B] do regu- por muito tempo
lador de voltagem – e o terra.
2. Existe continuidade? 1. Teste da bateria
a. Sim. Substitua o regulador de voltagem. Veja o 1. Verifique a condição da bateria. Veja 3.1 TESTE DA
Manual de serviço. (5316) BATERIA.
b. Não. Repare a abertura no fio entre o terminal [77B] 2. A bateria está em boa condição?
do regulador de voltagem – e o fio preto (BK) TERRA a. Sim. Vá para Prova 2.
1. (5041)
b. Não. Carregue ou substitua a bateria conforme
SOBRECARGA necessário. Verificar reparo.

2. Teste de consumo de energia


Tabela 3-17. Diagnóstico de falhas – Sobrecarga
1. Faça um teste de consumo em miliampères. Veja
POSSÍVEIS CAUSAS 3.6 SISTEMA DE CARGA, Teste do processo de carga
Mau funcionamento do regulador de voltagem da bateria.
2. O teste resultou em um consumo acima do máximo?
1. Teste de tensão da bateria
a. Sim. Corrija o consumo excessivo e repita o teste.
1. Com o veículo em ponto morto, ligue o motor e faça-o (5308)
funcionar a 3000 RPM, e meça a tensão da bateria.
b. Não. Sistema funcionando apropriadamente.

3-20 Diagnósticos Softail ano 2011: Partida e carga


PÁGINA INICIAL

A BATERIA DESCARREGOU DURANTE O 4. Veja Figura 3-11. Usando o KIT DE TESTE DO


CONECTOR DO CHICOTE DE FIOS (peça N.o HD-41404-
USO C), conecte o amperímetro aos terminais fêmea do fusível
principal. Com isto, será detectado qualquer consumo do
Tabela 3-19. Diagnóstico de falhas – Bateria descarregou regulador.
durante o uso
5. Com o interruptor de ignição DESLIGADO e todas as
POSSÍVEIS CAUSAS luzes e acessórios desligados, observe o valor da cor-
Bateria baixa rente.
a. Adicione o valor de consumo do regulador de vol-
Consumo excessivo de acessório
tagem ao valor apropriado do módulo BCM e ECM.
Acessórios ligados durante funcionamento em marcha lenta Se o valor indicado no amperímetro for inferior ao
ou funcionamento em baixa rotação por muito tempo. indicado na tabela, o consumo está dentro dos limites.
Veja Tabela 3-20.
1. Teste de consumo total de corrente
b. Se for indicado um valor maior, significa que o con-
1. Faça um teste de saída e de consumo total de corrente. sumo de corrente é excessivo. Devem-se considerar
Veja 3.6 SISTEMA DE CARGA, Teste do processo de todos os acessórios e verificar se eles têm consumo
carga da bateria. excessivo.
2. O sistema de carga tem um consumo de corrente de 3,5
A acima do normal?
Tabela 3-20. Teste de consumo em miliampères
a. Sim. Vá para Prova 2.
ITEM CONSUMO MÁXIMO EM
b. Não. As especificações de potência dos acessórios
MILIAMPERÈS
do sistema são superiores à capacidade do sistema
de carga. Velocímetro 1,0
Tacômetro (se equipado) 1,0
2. Teste da bateria Regulador 1,0
1. Verifique a condição da bateria. Veja 3.1 TESTE DA
ABS (se equipado) 1,0
BATERIA.
BCM 1,0
2. A bateria está em boa condição?
ECM 1,0
a. Sim. Sistema funcionando apropriadamente.
Sirene de segurança 20,0*
b. Não. Carregue ou substitua a bateria conforme (opcional)
necessário.
* A sirene ficará energizada durante 2 a 24 horas a partir do
momento em que a bateria da motocicleta for conectada e
TESTE DO PROCESSO DE CARGA DA consumirá 0,05 mA a partir do momento em que sua bateria
BATERIA for carregada. Desconecte a sirene durante o teste de con-
sumo em miliampères.
PEÇA N.o NOME DA FERRAMENTA
HD-41404-C KIT DE TESTE DO CONECTOR DO
CHICOTE DE FIOS

Teste de consumo em miliampères


NOTA
Certifique-se de que os acessórios não estão instalados de
modo a ficarem ligados todo o tempo. Se ficarem ligados, a
bateria pode descarregar completamente quando o veículo
ficar parado por muito tempo. Teste se isto está acontecendo
ligando o amperímetro entre o terminal negativo e a bateria.
1. Se o veículo estiver equipado com segurança, habilite o
modo de serviço antes de executar o teste.
2. Desconecte a sirene de segurança (se equipado).
3. Remova o fusível principal.
NOTA
Com a ignição DESLIGADA, haverá um fluxo inicial de corrente
logo depois de ligar o medidor. Este valor deverá cair até
chegar aos valores indicados na Tabela 3-20 em menos de
30 segundos.

Diagnósticos Softail ano 2011: Partida e carga 3-21


PÁGINA INICIAL

7. Com o interruptor de ignição DESLIGADO, conecte o


em00870
1 regulador de voltagem [77].
8. Remova o captador indutivo do cabo negativo da bateria.
9. Coloque o captador indutivo no cabo positivo do regulador.
[47A] 1 2 3
10. Ligue o motor e faça-o funcionar a 3000 RPM.

3 NOTA
Não deixe nenhuma chave de carga ligada por mais de
- + [77A] 20 segundos, ou o equipamento de teste pode se danificar ou
- + [77B] superaquecer.
BK
R

11. Aumente a carga até obter uma tensão constante de 13,0


2 V.
12. A corrente de saída deve ser de 35 a 50 A. Tome nota da
corrente de saída.
R A B R

[64B]
NOTA
O jeito do motociclista dirigir poderá exigir um teste de saída
em baixa rotação.
13. Compare esses dois valores indicados.
TERRA 2 R a. A corrente de saída deve ser no mínimo 3,5 A maior
que a corrente consumida.
1. Amperímetro
2. Bloco de fusíveis [64B] b. Se a corrente de saída não atender às especificações,
3. Regulador de voltagem pode ser que haja um excesso de acessórios sendo
atendidos pelo sistema de carga.
Figura 3-11. Teste de consumo em miliampères (ignição
desligada [OFF])
ed02802 V

Teste de saída e consumo total de corrente


AMPÈRES

Se a bateria descarregar durante o uso, o consumo de corrente


dos componentes e acessórios da motocicleta pode ser
superior à energia fornecida pelo sistema de carga. 1
NOTA
Se não houver um teste de carga, pode-se usar um amperí-
metro com uma ponta de prova.

3
Antes de ligar os cabos de teste aos terminais da bateria, 2
DESLIGUE (OFF) o equipamento de teste. Conectar os
cabos de teste com o dispositivo de teste de carga LIGADO 1. Dispositivo de teste de carga
poderá causar faíscas ou uma explosão da bateria, o que 2. Captador eletromagnético
poderá resultar em morte ou lesões graves. (00252a) 3. Bateria
1. Veja Figura 3-12. Conecte o teste de carga. Figura 3-12. Verifique o consumo de corrente (interruptor
a. Conecte os cabos negativo e positivo aos terminais de ignição ligado)
da bateria.
b. Coloque o captador indutivo do teste de carga sobre
Teste do estator
o cabo negativo da bateria.
1. Gire a ignição para a posição DESLIGADA.
2. Com a ignição na posição DESLIGADA, desconecte o
regulador de voltagem [77]. 2. Veja Figura 3-13. Conecte um ohmímetro.
a. Desligue o conector do regulador de voltagem do
3. Ligue o motor.
circuito do estator do alternador.
4. LIGUE todas as luzes que se acendem continuamente e
b. Insira um cabo do ohmímetro em um soquete
todos os acessórios (farol dianteiro com farol alto).
conector do estator.
5. Faça o motor funcionar a 3000 RPM e tome nota do con-
c. Conecte o outro cabo em um ponto de terra ade-
sumo de corrente.
quado.
6. DESLIGUE o motor.

3-22 Diagnósticos Softail ano 2011: Partida e carga


PÁGINA INICIAL

3. Teste se há continuidade.
ed01511
a. Um bom estator mostrará que não há nenhuma con-
tinuidade (circuito interrompido) entre todos os
soquetes do estator e o terra.
b. Qualquer outro valor indica que o estator está ligado
ao terra e, por isso, deve ser substituído.

4. Veja Figura 3-14. Remova o fio terra. Meça a resistência


entre os terminais 1 e 2, 2 e 3 e 3 e 1 do estator [47B].
a. A resistência entre todos os terminais do estator deve
ser 0,1 a 0,3 ohm.
b. Se a resistência for maior, o estator está danificado
e deverá ser substituído.
c. Se a resistência for menor, o estator deve ter um
curto-circuito entre espiras e, por isso, deve ser Figura 3-14. Verifique a resistência elétrica do estator
substituído. (típico)
NOTA
Ao medir resistência elétrica (ohm), compense a resistência
Teste de saída de CA
do cabo ohmímetro antes de fazer a medição. Selecione a
posição ohm e toque uma ponta de prova na outra. Para zerar 1. Veja Figura 3-15. Teste da saída de CA.
o mostrador ou descontar manualmente a resistência do cabo a. Desconecte o regulador de voltagem [47] da fiação
de teste do valor medido no circuito, veja o Manual do usuário do estator do alternador.
do multímetro.
b. Teste a tensão (VCA) entre os terminais 1 e 2 [47B]
do estator.
ed01510
c. Faça o motor funcionar a 2000 RPM. A tensão de
saída (VCA) deve ser de 32 a 46 VCA (aproximada-
mente de 16 a 22 por 1000 RPM).
d. Repita o teste usando os terminais 2 a 3 e 1 a 3.

2. Compare os resultados dos testes com as especificações.


a. Se a tensão de saída for inferior à especificada, o
problema de carga poderá ser resultante de algum
defeito no rotor ou estator.
b. Se a tensão de saída estiver dentro do especificado,
o problema de carga poderá ser resultante de algum
defeito no regulador de voltagem. Substitua caso
necessário. Veja o Manual de serviço.

Figura 3-13. Teste se o estator está ligado ao terra (típico) 3. Verifique a saída novamente, como descrito anteriormente
em Consumo total de corrente e teste de saída.

Diagnósticos Softail ano 2011: Partida e carga 3-23


PÁGINA INICIAL

ed03116

Figura 3-15. Verifique a tensão (AC) de saída do estator


(típico)

3-24 Diagnósticos Softail ano 2011: Partida e carga


PÁGINA INICIAL

DTC C0562, C0563, C1222 E C1223 3.7


DESCRIÇÃO E OPERAÇÃO
Tabela 3-21. Descrição dos códigos
A tensão da bateria é monitorada pelo módulo ABS. Se a
tensão da bateria não atender aos parâmetros normais de DTC DESCRIÇÃO
funcionamento, gera-se um DTC (código de problema). C0562 Tensão do ABS baixa

DTC C0562 e C0563 C0563 Tensão do ABS alta

A tensão na bateria é monitorada pelo módulo do ABS em C1222 Tensão do ABS baixa – terminal 11
ambos os terminais 11 e 20. C1223 Tensão do ABS baixa – terminal 20
• DTC C0562 é exibido quando o ECU do ABS cair abaixo
de 10,5 V durante um evento não ABS ou o ECU do ABS
DIAGNÓSTICO
cair abaixo de 8,7 V durante um evento ABS. Dicas de diagnóstico
• DTC C0563 é exibido quando o ECU do ABS exceder Qualquer uma destas condições pode fazer estes DTCs serem
17,0 V durante um evento não ABS. gerados:
DTC C1222 e C1223 • O sistema de carga está com problema
A tensão da bateria é monitorada pelo módulo ABS no terminal • O consumo de energia da bateria é excessivo e/ou o motor
11 e no terminal 20. fica muito tempo em marcha lenta em trânsito lento.
• DTC C1222 é exibido quando a tensão no terminal 11 cair • Há um problema no terra do sistema.
2,0 V abaixo da tensão do terminal 20.
• O circuito do atuador do ABS está em curto-circuito.
• DTC C1223 é exibido quando a tensão no terminal 20 cair
2,0 V abaixo da tensão do terminal 11. Quando a tensão está baixa geralmente é sinal de fio solto,
conexão oxidada, bateria e/ou problema no sistema de carga.
A tensão DTC alta pode ser ajustada quando o veículo for
colocado com um carregador de bateria por um período longo.

Informações sobre conectores


Para informações adicionais sobre os conectores presentes
no(s) seguinte(s) gráficos(s) e procedimento(s) de diagnóstico,
inclusive a cor dos terminais de prova do kit de teste do chicote
de fios, veja B.1 CONECTORES.

Diagnósticos Softail ano 2011: Partida e carga 3-25


PÁGINA INICIAL

em00872

R/O

R
Bloco de
2 B fusíveis
BK R

Bateria Principal
15 A 40 A

R
1 A
Bateria [64B]
1
TERRA 1

R
[128B]
R/BK
[259B] [259A]

R
2 BCM
Motor de
R 1 1 Corrente da bateria
partida

R/BK L2 L2 Alimentação do solenóide


do motor de partida
Interruptor
da ignição R/GN L3 L3 Alimentação do sistema

Entrada do BCM 2 2 W/BE W/BE C3 C3 Entrada do interruptor da ignição

Terra 1 1 BK W D3 D3 Entrada do interruptor


do ponto morto

BK/GN G4 G4 Terra
[33A] [33B]

[242B] [242A]

ECM
Terra 10 10 BK/GN
Velocímetro
Alimentação do 13 13 R/GN
sistema R/O 5 5 Bateria

Terra 28 28 BK/GN
[39B] [39A]
[78A] [78B]
ECU do ABS
(se equipado)
Interrup-
tor ponto [131A-1] [131B-1] BK 6 6 Terra
morto
Entrada do BCM 1 1 W R 11 11 Bateria

R 20 20 Bateria

Terra 1 1 BK
[166B] [166A]
[131A-2] [131B-2]
BK/GN
BK

TERRA 2 TERRA 1

Figura 3-16. Módulos de tensão alta e baixa

3-26 Diagnósticos Softail ano 2011: Partida e carga


PÁGINA INICIAL

DTC C0562 5. Teste de tensão do circuito de terra do


PEÇA N.o NOME DA FERRAMENTA
ECU do ABS
1. Teste a queda de tensão entre o terminal 6 da breakout
HD-48642 BREAKOUT BOX ABS
box e o terminal negativo (-) da bateria.

Tabela 3-22. Diagnóstico de falhas – DTC C0562 2. A tensão cai mais do que 0,5 V?
a. Sim. Repare a fiação entre o terminal 6 do módulo
POSSÍVEIS CAUSAS ABS [166B] e o terminal negativo da bateria.
Bateria baixa
b. Não. O problema pode ser intermitente. Localize e
Mau funcionamento do módulo ABS elimine o mau contato. Execute 1.3 DIAGNÓSTICOS
Circuito de terra do módulo ABS aberto E SOLUÇÃO DE PROBLEMAS, Teste de firmeza.
Se não for detectado nenhum problema, continue os
Circuito de bateria do módulo ABS aberto testes. Vá para Prova 9.

1. Teste da bateria 6. Teste de queda de tensão do fusível


1. Teste a condição da bateria. Veja 3.1 TESTE DA principal
BATERIA.
1. Teste se há queda de tensão entre terminal fêmea A do
2. A bateria está em boa condição? bloco de fusíveis [64B] e o terminal positivo (+) da bateria.
a. Sim. Vá para Prova 2.
2. A tensão cai mais do que 0,5 V?
b. Não. Carregue ou substitua a bateria conforme a. Sim. Vá para Prova 7.
necessário. Verificar reparo.
b. Não. Repare ou substitua o fio vermelho (R) entre o
2. Teste de sistema de carga terminal fêmea A do bloco de fusíveis [64B] e [259B].

1. Faça o teste de sistema de carga Veja 3.6 SISTEMA DE 7. Teste de queda de tensão do bloco de
CARGA, Sem carga ou baixa.
fusíveis
2. Sistema de carga funcionando apropriadamente?
1. Teste se há queda de tensão entre terminal fêmea B do
a. Sim. Vá para Prova 3. bloco de fusíveis [64B] e o terminal positivo (+) da bateria.
b. Não. Repare o sistema de carga. 2. A tensão cai mais do que 0,5 V?
a. Sim. Vá para Prova 8.
3. Teste da tensão da bateria do ECU do
ABS b. Não. Repare ou substitua os terminais fêmea A e B
do bloco de fusíveis [64B].
1. Com a ignição DESLIGADA, conecte a BREAKOUT BOX
ABS (peça N.o HD-48642) entre o chicote de fios [166A] 8. Teste de queda de tensão da alimentação
e o módulo ABS [166B]. Veja 1.2 FERRAMENTAS DE
DIAGNÓSTICO.
do bloco de fusíveis
1. Teste se há queda de tensão entre terminal 1 do motor
2. Com o interruptor de parada do motor na posição de
de partida e o terminal positivo (+) da bateria.
FUNCIONAMENTO e a transmissão em ponto morto,
LIGUE a ignição. 2. A tensão cai mais do que 0,5 V?
3. Teste a tensão elétrica na breakout box entre os terminais a. Sim. Repare ou substitua o fio vermelho (R) entre o
11 e 6. terminal 1 do motor de partida e o terminal positivo
(+) da bateria.
4. Existe tensão da bateria presente?
b. Não. Repare ou substitua o fio vermelho (R) entre o
a. Sim. Vá para Prova 9.
terminal 1 do motor de partida e terminal fêmea B do
b. Não. Vá para Prova 4. bloco de fusíveis [64B].

4. Teste de queda de tensão da bateria do 9. Teste de confirmação do reparo


ECU do ABS 1. Limpe os DTCs usando o auto-diagnóstico do odômetro.
Veja 2.1 DIAGNÓSTICO INICIAL, Auto-diagnóstico do
1. Verifique a queda de tensão entre o terminal positivo (+)
odômetro.
da bateria e o terminal 11 da breakout box. Veja
1.3 DIAGNÓSTICOS E SOLUÇÃO DE PROBLEMAS, 2. Dê partida no veículo.
Queda de tensão.
3. Faça-o funcionar a 3000 RPM por 5 segundos.
2. A tensão cai mais do que 0,5 V?
a. Sim. Vá para Prova 6.
b. Não. Vá para Prova 5.

Diagnósticos Softail ano 2011: Partida e carga 3-27


PÁGINA INICIAL

4. O código foi gerado? 1. Teste da tensão da bateria do ECU do


a. Sim. Um dos circuitos dos atuadores do ABS pode ABS
estar em curto-circuito. Veja 7.6 DTC C1052 E C1102
e 7.11 DTC C1192 E C1193. 1. Com a ignição DESLIGADA, conecte a BREAKOUT BOX
(peça N.o HD-48642) entre o chicote de fios [166A] e o
b. Não. Sistema funcionando apropriadamente. módulo ABS [166B]. Veja 1.2 FERRAMENTAS DE
DIAGNÓSTICO.
DTC C0563
2. Com o interruptor de parada do motor na posição de
FUNCIONAMENTO e a transmissão em ponto morto,
Tabela 3-23. Diagnóstico de falhas – DTC C0563 LIGUE a ignição.
POSSÍVEIS CAUSAS 3. Teste a tensão da bateria entre os terminais 11 e 20 da
Mau funcionamento do sistema de carga breakout box.
Mau funcionamento do módulo ABS 4. Existe tensão da bateria presente?
a. Sim. Vá para Prova 2.
1. Teste de sistema de carga
b. Não. Repare a abertura no fio vermelho (R).
1. Faça os testes no sistema de carga. Veja 3.6 SISTEMA
DE CARGA.
2. Teste de queda de tensão da bateria do
2. O sistema de carga está em boas condições? ECU do ABS
a. Sim. Vá para Prova 2.
1. Execute um teste de queda de tensão entre os terminais
b. Não. Repare o sistema de carga. Vá para Prova 2. 11 e 20 da breakout box.
2. A tensão cai mais do que 0,5 V?
2. Teste de confirmação do reparo
a. Sim. Repare ou substitua o fio vermelho (R) entre o
1. Limpe os DTCs usando o auto-diagnóstico do odômetro. terminal fêmea A do bloco de fusíveis [64B] e [166B].
Veja 2.1 DIAGNÓSTICO INICIAL, Auto-diagnóstico do
odômetro. b. Não. Inspecione [166B] para pinos de terminais
recuando ou para fios desfiando. Repare se for
2. Dê partida no veículo. necessário. Vá para Prova 3.
3. Faça-o funcionar a 3000 RPM por 5 segundos.
3. Teste de confirmação do reparo
4. O DTC C0563 é definido?
1. Limpe os DTCs usando o auto-diagnóstico do odômetro.
a. Sim. Substitua o módulo ABS. Veja o Manual de Veja 2.1 DIAGNÓSTICO INICIAL, Auto-diagnóstico do
serviço. odômetro.
b. Não. Sistema funcionando apropriadamente. 2. Dê partida no veículo.

DTC C1222 E C1223 3. Faça-o funcionar a 3000 RPM por 5 segundos.

PEÇA N.o NOME DA FERRAMENTA 4. O código foi gerado?


a. Sim. Um dos circuitos dos atuadores do ABS pode
HD-48642 BREAKOUT BOX
estar em curto-circuito. Veja 7.6 DTC C1052 E C1102
e 7.11 DTC C1192 E C1193.
Tabela 3-24. Diagnóstico de falhas – DTC C1222 e C1223
b. Não. Sistema funcionando apropriadamente.
POSSÍVEIS CAUSAS
Mau funcionamento do módulo ABS
Mau funcionamento do chicote de fios

3-28 Diagnósticos Softail ano 2011: Partida e carga


PÁGINA INICIAL

DTC P0562 3.8


DESCRIÇÃO E OPERAÇÃO • O consumo de energia da bateria é excessivo e/ou o motor
fica muito tempo em marcha lenta em trânsito lento.
A tensão da bateria é monitorada pelo ECM no terminal 13 da
alimentação do sistema. A alimentação do sistema é fornecida • Há um problema no terra do sistema.
ao ECM do terminal L3 da alimentação do sistema do BCM. Quando a tensão está baixa geralmente é sinal de fio solto,
O DTC P0562 é exibido quando a tensão da bateria é inferior conexão oxidada, bateria e/ou problema no sistema de carga.
a 12,2 V em marcha lenta e não aumenta quando a rotação
Informações sobre o conector
do motor é superior a 2000 RPM.
Para obter informações adicionais sobre os conectores pre-
Tabela 3-25. Descrição do código sentes no(s) gráfico(s) e no(s) procedimento(s) de diagnóstico
a seguir, inclusive a cor das pontas dos terminais do kit de
DTC DESCRIÇÃO teste do chicote de fios, veja B.1 CONECTORES.
P0562 Tensão do ECM baixa

DIAGNÓSTICO
Dicas de diagnóstico
Qualquer uma destas condições pode fazer estes DTCs serem
gerados:
• O sistema de carga está com problema.

Diagnósticos Softail ano 2011: Partida e carga 3-29


PÁGINA INICIAL

em00872

R/O

R
Bloco de
2 B fusíveis
BK R

Bateria Principal
15 A 40 A

R
1 A
Bateria [64B]
1
TERRA 1

R
[128B]
R/BK
[259B] [259A]

R
2 BCM
Motor de
R 1 1 Corrente da bateria
partida

R/BK L2 L2 Alimentação do solenóide


do motor de partida
Interruptor
da ignição R/GN L3 L3 Alimentação do sistema

Entrada do BCM 2 2 W/BE W/BE C3 C3 Entrada do interruptor da ignição

Terra 1 1 BK W D3 D3 Entrada do interruptor


do ponto morto

BK/GN G4 G4 Terra
[33A] [33B]

[242B] [242A]

ECM
Terra 10 10 BK/GN
Velocímetro
Alimentação do 13 13 R/GN
sistema R/O 5 5 Bateria

Terra 28 28 BK/GN
[39B] [39A]
[78A] [78B]
ECU do ABS
(se equipado)
Interrup-
tor ponto [131A-1] [131B-1] BK 6 6 Terra
morto
Entrada do BCM 1 1 W R 11 11 Bateria

R 20 20 Bateria

Terra 1 1 BK
[166B] [166A]
[131A-2] [131B-2]
BK/GN
BK

TERRA 2 TERRA 1

Figura 3-17. Módulos de tensão alta e baixa

3-30 Diagnósticos Softail ano 2011: Partida e carga


PÁGINA INICIAL

DTC P0562 2. A tensão cai mais do que 0,5 V?


a. Sim. Vá para Prova 6.
PEÇA N.o NOME DA FERRAMENTA
b. Não. Vá para Prova 5.
HD-43876 BREAKOUT BOX
HD-50390-1 BREAKOUT BOX 5. Teste de queda de tensão no circuito de
HD-50390-2 O CABO DO BCM terra do ECM
HD-50390-2-P O CHICOTE DE SOBREPOSIÇÃO DO 1. Teste a queda de tensão entre os terminais 10 e 28 da
BCM breakout box e o terminal negativo (-) da bateria.
2. A tensão cai mais do que 0,5 V?
Tabela 3-26. Diagnóstico de falhas – DTC P0562 a. Sim. Repare a fiação entre os terminais 10 e 28 do
POSSÍVEIS CAUSAS ECM [78B] e o TERRA 1.

Bateria baixa b. Não. O problema pode ser intermitente. Localize e


elimine o mau contato. Execute 1.3 DIAGNÓSTICOS
Mau funcionamento do ECM
E SOLUÇÃO DE PROBLEMAS, Teste de firmeza.
Circuito de terra do ECM aberto Se não for detectado nenhum problema, continue os
Circuito de alimentação do sistema do ECM aberto testes. Vá para Prova 11.

1. Teste da bateria 6. Teste da alimentação do sistema do BCM


1. Verifique a condição da bateria. Veja 3.1 TESTE DA 1. DESLIGUE a ignição; desconecte o BCM [242].
BATERIA.
2. Conecte a BREAKOUT BOX (peça N.o HD-50390-1) e O
2. A bateria está em boa condição? CABO DO BCM (peça N.o HD-50390-2) entre o chicote
a. Sim. Vá para Prova 2. de fios [242B] e o BCM [242A]. Veja 1.2 FERRAMENTAS
DE DIAGNÓSTICO.
b. Não. Carregue ou substitua a bateria conforme
necessário. Verificar reparo. 3. Verifique se O CHICOTE DE SOBREPOSIÇÃO DO BCM
(peça N.o HD-50390-2-P) está na posição na breakout
2. Teste de sistema de carga box.

1. Faça o teste de sistema de carga Veja 3.6 SISTEMA DE 4. Teste se há queda de tensão entre o terminal L3 da
CARGA, Sem carga ou baixa. breakout box do BCM o terminal 13 da breakout box do
ECM.
2. Sistema de carga funcionando apropriadamente?
5. A tensão cai mais do que 0,5 V?
a. Sim. Vá para Prova 3.
a. Sim. Repare o fio vermelho/verde (R/GN) entre o
b. Não. Repare o sistema de carga. terminais L3 [242B] e 13 [78B]. (5041)

3. Teste de tensão chaveada do ECM b. Não. Vá para Prova 7.

1. Com o interruptor de ignição DESLIGADO, conecte a 7. Teste da alimentação do BCM


BREAKOUT BOX (peça N.o HD-43876) entre o chicote
de fios elétrico [78A] e o ECM [78B]. Veja 1.2 FERRA- 1. Desconecte a alimentação do BCM [259].
MENTAS DE DIAGNÓSTICO. 2. Teste se há queda de tensão entre [259B] e o terminal
2. Com o interruptor de parada do motor na posição de positivo (+) da bateria.
FUNCIONAMENTO e a transmissão em ponto morto, 3. A tensão cai mais do que 0,5 V?
LIGUE o interruptor de ignição.
a. Sim. Vá para Prova 8.
3. Teste a tensão elétrica na breakout box entre os terminais
13 e 28. b. Não. Substitua o BCM.

4. Existe tensão da bateria presente? 8. Teste de tensão do fusível principal


a. Sim. Sistema funcionando apropriadamente. 1. Teste se há queda de tensão entre terminal fêmea A do
b. Não. Vá para Prova 4. bloco de fusíveis [64B] e o terminal positivo (+) da bateria.
2. A tensão cai mais do que 0,5 V?
4. Teste de queda de tensão da alimentação a. Sim. Vá para Prova 9.
do sistema do ECM
b. Não. Repare ou substitua o fio vermelho (R) entre o
1. Teste a queda de tensão entre o terminal positivo (+) da terminal fêmea A do bloco de fusíveis [64B] e [259B].
bateria e o terminal 13 da breakout box. Veja
1.3 DIAGNÓSTICOS E SOLUÇÃO DE PROBLEMAS,
Queda de tensão.

Diagnósticos Softail ano 2011: Partida e carga 3-31


PÁGINA INICIAL

9. Teste de tensão do bloco de fusíveis b. Não. Repare ou substitua o fio vermelho (R) entre o
terminal 1 do motor de partida e terminal fêmea B do
1. Teste se há queda de tensão entre terminal fêmea B do bloco de fusíveis [64B].
bloco de fusíveis [64B] e o terminal positivo (+) da bateria.
2. A tensão cai mais do que 0,5 V? 11. Teste de confirmação do reparo
a. Sim. Vá para Prova 9. 1. Apague os DTCs usando a função de autodiagnóstico do
odômetro. Veja 2.1 DIAGNÓSTICO INICIAL, Auto-
b. Não. Repare ou substitua os terminais fêmea A e B
diagnóstico do odômetro.
do bloco de fusíveis [64B].
2. Dê partida no veículo.
10. Teste de tensão da alimentação do bloco 3. Faça-o funcionar a 3000 RPM por 5 segundos.
de fusíveis
4. O código foi gerado?
1. Teste se há queda de tensão entre terminal 1 do motor
a. Sim. Substitua o ECM. Veja o Manual de serviço.
de partida e o terminal positivo (+) da bateria.
b. Não. Sistema funcionando apropriadamente.
2. A tensão cai mais do que 0,5 V?
a. Sim. Repare ou substitua o fio vermelho (R) entre o
terminal 1 do motor de partida e o terminal positivo
(+) da bateria.

3-32 Diagnósticos Softail ano 2011: Partida e carga


PÁGINA INICIAL

DTC B2203 3.9


DESCRIÇÃO E OPERAÇÃO DTC B2203 será definido quando o BCM indicar um curto-cir-
cuito para a terra entre o [242B] e [33B] no fio branco/azul
O interruptor da ignição envia ao BCM um sinal de que a (W/BE).
ignição está na posição LIGADA ou acessórios (ACC) através
do fluxo de corrente. Este é executado através da presença
Tabela 3-27. Descrição do código
de dois resistores internos, um resistor de 800 ohm para a
ignição, e um resistor de 200 ohm para os acessórios (ACC). DTC DESCRIÇÃO
A quantidade de corrente fluindo vindo do BCM será modificada
B2203 Entrada do interruptor da ignição em
dependendo do valor da resistência.
curto-circuito baixo

Informações sobre o conector


Para obter informações adicionais sobre os conectores pre-
sentes no(s) gráfico(s) e no(s) procedimento(s) de diagnóstico
a seguir, inclusive a cor das pontas dos terminais do kit de
teste do chicote de fios, veja B.1 CONECTORES.

Diagnósticos Softail ano 2011: Partida e carga 3-33


PÁGINA INICIAL

em00872

R/O

R
Bloco de
2 B fusíveis
BK R

Bateria Principal
15 A 40 A

R
1 A
Bateria [64B]
1
TERRA 1

R
[128B]
R/BK
[259B] [259A]

R
2 BCM
Motor de
R 1 1 Corrente da bateria
partida

R/BK L2 L2 Alimentação do solenóide


do motor de partida
Interruptor
da ignição R/GN L3 L3 Alimentação do sistema

Entrada do BCM 2 2 W/BE W/BE C3 C3 Entrada do interruptor da ignição

Terra 1 1 BK W D3 D3 Entrada do interruptor


do ponto morto

BK/GN G4 G4 Terra
[33A] [33B]

[242B] [242A]

ECM
Terra 10 10 BK/GN
Velocímetro
Alimentação do 13 13 R/GN
sistema R/O 5 5 Bateria

Terra 28 28 BK/GN
[39B] [39A]
[78A] [78B]
ECU do ABS
(se equipado)
Interrup-
tor ponto [131A-1] [131B-1] BK 6 6 Terra
morto
Entrada do BCM 1 1 W R 11 11 Bateria

R 20 20 Bateria

Terra 1 1 BK
[166B] [166A]
[131A-2] [131B-2]
BK/GN
BK

TERRA 2 TERRA 1

Figura 3-18. Módulos de tensão alta e baixa

3-34 Diagnósticos Softail ano 2011: Partida e carga


PÁGINA INICIAL

DTC B2203 b. Não. Vá para Prova 2.

PEÇA N.o NOME DA FERRAMENTA 2. Teste de funcionamento do interruptor


HD-50390-1 BREAKOUT BOX da ignição
HD-50390-2 O CABO DO BCM 1. Com a ignição LIGADA, meça a resistência entre os ter-
minais 1 [33A] e 2.
HD-50390-2-P O CHICOTE DE SOBREPOSIÇÃO DO
BCM 2. A resistência está entre 50 a 400 ohm?
a. Sim. Vá para Prova 3.
Tabela 3-28. Diagnóstico de falhas – DTC B2203
b. Não. Substitua o interruptor da ignição. Veja o Manual
POSSÍVEIS CAUSAS de serviço. (7287)
Curto-circuito no interruptor da ignição
3. Teste dos ACESSÓRIOS do interruptor
Mau funcionamento do interruptor da ignição
da ignição
Mau funcionamento do BCM
1. Com a ignição na posição ACESSÓRIOS, meça a
resistência entre os terminais 1 [33A] e 2.
1. Teste de continuidade da ignição [242B]
1. Desconecte o BCM [242]. 2. A resistência está entre 500 a 1900 ohm?
a. Sim. Vá para Prova 4.
2. Desconecte o interruptor da ignição [33].
b. Não. Substitua o interruptor da ignição. Veja o Manual
3. Conecte a BREAKOUT BOX (peça N.o HD-50390-1) e O de serviço. (7287)
CABO DO BCM (peça N.o HD-50390-2) ao chicote de fios
[242B], deixando o BCM [242A] desconectado. Veja 4. Teste do interruptor da ignição
1.2 FERRAMENTAS DE DIAGNÓSTICO.
DESLIGADO
4. Verifique seO CHICOTE DE SOBREPOSIÇÃO DO BCM
1. Com a ignição DESLIGADA, verifique se há continuidade
(peça N.o HD-50390-2-P) está na posição na breakout
entre os terminais 1 [33A] e 2.
box.
2. Existe continuidade?
5. Teste a continuidade entre o terminal C3 da breakout box
e o terra. a. Sim. Substitua o interruptor da ignição. Veja o Manual
de serviço. (7287)
6. Existe continuidade?
b. Não. Substitua o BCM. Veja o Manual de serviço.
a. Sim. Repare o curto com o terra no fio branco/azul
(W/BE) entre o terminal C3 [242B] e o terminal 2
[33B]. (5041)

Diagnósticos Softail ano 2011: Partida e carga 3-35


PÁGINA INICIAL

DTC B2206 E B2208 3.10


DESCRIÇÃO E OPERAÇÃO • DTC B2208 é exibido quando o BCM tiver indicado uma
curto-circuito para a terra entre o terminal C4 [242B] e o
O RHCM é monitorado pelo BCM. Se a comunicação entre o interruptor de parada do motor.
BCM e o RHCM falhar em se manter dentro dos parâmetros
normais de operação, um DTC será definido.
Tabela 3-29. Descrição do código
Estes DTCs são definidos fora da comunicação CAN e
somente referem ao fio branco/cinza (W/GY) redundante do DTC DESCRIÇÃO
interruptor de parada do motor do RHCM. B2206 Entrada do interruptor de parada do
• DTC B2206 é exibido quando o BCM tiver indicado um motor aberto/em curto-circuito alto
circuito aberto entre o terminal C4 do [242B] e o interruptor B2208 Entrada do interruptor de parada do
de parada do motor. motor em curto-circuito baixo

em00873

R/O

R
Bloco de
2 B fusíveis
BK R
Bateria Principal
15 A 40 A
R

1 A
Bateria [64B]
1
TERRA 1
R

R
[128B]
R/BK
R [259B] [259A]
2 BCM
Motor de R 1 1 Corrente da bateria
partida

R/BK L2 L2 Alimentação do solenóide do


motor de partida

W/R D2 D2 CAN alto

W/BK E2 E2 CAN baixo


[22B-1] [22A-1]
BK/GN G4 G4 Terra
CAN baixo W/BK 4 4 W/BK W/GY C4 C4 Entrada do interruptor de
parada do motor
Controles CAN alto W/R 3 3 W/R
manuais Terra BK 2 2 BK/GN
do lado [242B] [242A]
direito Bateria R/O 1 1 R/O
BK/GN

Interruptor de parada
do motor W/GY 1 1 W/GY

[22B-2] [22A-2]

TERRA 1

Figura 3-19. Motor de partida

3-36 Diagnósticos Softail ano 2011: Partida e carga


PÁGINA INICIAL

DTC B2206 DTC B2208


PEÇA N.o NOME DA FERRAMENTA PEÇA N.o NOME DA FERRAMENTA
HD-41404-C KIT DE TESTE DE CONECTORES DO HD-41404-C KIT DE TESTE DE CONECTORES DO
CHICOTE DE FIOS CHICOTE DE FIOS
HD-50390-1 BREAKOUT BOX HD-50390-1 BREAKOUT BOX
HD-50390-2 O CABO DO BCM HD-50390-2 O CABO DO BCM
HD-50390-2-P O CHICOTE DE SOBREPOSIÇÃO DO HD-50390-2-P O CHICOTE DE SOBREPOSIÇÃO DO
BCM BCM

Tabela 3-30. Diagnóstico de falhas – DTC B2206 Tabela 3-31. Diagnóstico de falhas – DTC B2208

POSSÍVEIS CAUSAS POSSÍVEIS CAUSAS


Circuito aberto no circuito de parada do motor Curto-circuito para a terra no circuito de parada do motor
Mau funcionamento do RHCM Mau funcionamento do RHCM
Mau funcionamento do BCM Mau funcionamento do BCM

1. Teste da tensão de alimentação do BCM 1. Teste de continuidade do BCM para a


1. Com a ignição DESLIGADA, desconecte o RHCM [22-2]. Terra
2. Usando o KIT DE TESTE DE CONECTORES DO CHI- 1. Com a ignição DESLIGADA, desconecte o RHCM [22-2].
COTE DE FIOS (peça N.o HD-41404-C), teste a tensão 2. Usando o KIT DE TESTE DE CONECTORES DO CHI-
da no fio [22A-2] branco/cinza (W/GY) durante os pri- COTE DE FIOS (peça N.o HD-41404-C), teste se há
meiros 4 a 5 segundos após a ignição LIGADA. continuidade entre o fio branco/cinza (W/GY) [22A-2] e o
3. Existe tensão? terra.
a. Sim. Substitua o RHCM. 3. Existe continuidade?
b. Não. Vá para Prova 2. a. Sim. Vá para Prova 2.
b. No. Repare o curto com o terra entre o fio
2. Teste de tensão do BCM branco/cinza (W/GY) [22B-2] e o RHCM. (5041)
1. DESLIGUE a ignição; desconecte o BCM [242].
2. Teste de tensão do BCM
2. Conecte a BREAKOUT BOX (peça N.o HD-50390-1) e O
CABO DO BCM (peça N.o HD-50390-2) entre o chicote 1. Desconecte o BCM [242].
de fios [242B] e o BCM [242A]. Veja 1.2 FERRAMENTAS 2. Conecte a BREAKOUT BOX (peça N.o HD-50390-1) e O
DE DIAGNÓSTICO. CABO DO BCM (peça N.o HD-50390-2) ao chicote de fios
3. Verifique se O CHICOTE DE SOBREPOSIÇÃO DO BCM [242B], deixando o BCM [242A] desconectado. Veja
(peça N.o HD-50390-2-P) está na posição na breakout 1.2 FERRAMENTAS DE DIAGNÓSTICO.
box. 3. Verifique se O CHICOTE DE SOBREPOSIÇÃO DO BCM
4. Teste a tensão no terminal C4 da breakout box durante (peça N.o HD-50390-2-P) está na posição na breakout
os primeiros 4 a 5 segundos depois de LIGAR a ignição. box.

5. Existe tensão? 4. Teste a continuidade entre [242B] e o terra.


a. Sim. Repare a abertura no fio branco/cinza (W/GY) 5. Existe continuidade?
entre o terminal C4 [242B] e [22A-2]. a. Sim. Repare o curto com o terra entre o terminal C4
b. Não. Substitua o BCM. Veja o Manual de serviço. [242B] e o fio branco/cinza (W/GY) [22A-2]. (5041)
b. Não. Substitua o BCM. Veja o Manual de serviço.

Diagnósticos Softail ano 2011: Partida e carga 3-37


PÁGINA INICIAL

DTC B2271 E B2272 3.11


DESCRIÇÃO E OPERAÇÃO
ed01988
A tensão da bateria é monitorada constantemente pelo BCM
e o velocímetro. Se a tensão da bateria não atender aos
3
parâmetros normais de funcionamento, gera-se um DTC
(código de problema).

DTC B2271
O BCM monitora o terminal 1 para a corrente da bateria.
DTC B2271 é exibido quando a tensão da bateria for inferior
a 9,0 V.

DTC B2272 2
O BCM monitora o terminal 1 e o velocímetro monitora o ter- 1
minal 5 para a alimentação da bateria.
• O DTC B2272 (BCM) é exibido quando a tensão da bateria 1. Luzes dos indicadores
permanecer acima de 16,1 V por mais de 5 segundos. 2. Velocímetro [39]
3. Velocímetro
• O DTC B2272 (velocímetro) é exibido quando a tensão
da bateria permanecer acima de 16,0 V por mais de Figura 3-20. Velocímetro: FXCWC
5 segundos.

NOTA
Tabela 3-32. Descrição dos códigos
O ECM, a ECU e/ou o BCM também podem definir um DTC
relativo à tensão da bateria. DTC DESCRIÇÃO
B2271 Tensão do BCM baixa
B2272 Tensão do BCM alta
B2272 Tensão do velocímetro alta

Dicas de diagnóstico
A tensão DTC alta pode ser ajustada quando o veículo for
colocado com um carregador de bateria, com carga rápida,
por um período longo.

Informações sobre o conector


Para obter informações adicionais sobre os conectores pre-
sentes no(s) gráfico(s) e no(s) procedimento(s) de diagnóstico
a seguir, inclusive a cor das pontas dos terminais do kit de
teste do chicote de fios, veja B.1 CONECTORES.

3-38 Diagnósticos Softail ano 2011: Partida e carga


PÁGINA INICIAL

em00872

R/O

R
Bloco de
2 B fusíveis
BK R

Bateria Principal
15 A 40 A

R
1 A
Bateria [64B]
1
TERRA 1

R
[128B]
R/BK
[259B] [259A]

R
2 BCM
Motor de
R 1 1 Corrente da bateria
partida

R/BK L2 L2 Alimentação do solenóide


do motor de partida
Interruptor
da ignição R/GN L3 L3 Alimentação do sistema

Entrada do BCM 2 2 W/BE W/BE C3 C3 Entrada do interruptor da ignição

Terra 1 1 BK W D3 D3 Entrada do interruptor


do ponto morto

BK/GN G4 G4 Terra
[33A] [33B]

[242B] [242A]

ECM
Terra 10 10 BK/GN
Velocímetro
Alimentação do 13 13 R/GN
sistema R/O 5 5 Bateria

Terra 28 28 BK/GN
[39B] [39A]
[78A] [78B]
ECU do ABS
(se equipado)
Interrup-
tor ponto [131A-1] [131B-1] BK 6 6 Terra
morto
Entrada do BCM 1 1 W R 11 11 Bateria

R 20 20 Bateria

Terra 1 1 BK
[166B] [166A]
[131A-2] [131B-2]
BK/GN
BK

TERRA 2 TERRA 1

Figura 3-21. Módulos de tensão alta e baixa

Diagnósticos Softail ano 2011: Partida e carga 3-39


PÁGINA INICIAL

DTC B2271 6. Teste de tensão da alimentação do bloco


de fusíveis
Tabela 3-33. Diagnóstico de falhas – DTC B2271 1. Teste se há queda de tensão entre terminal 1 do motor
POSSÍVEIS CAUSAS de partida e o terminal positivo (+) da bateria.

Mau funcionamento do sistema de carga 2. A tensão cai mais do que 0,5 V?


Mau funcionamento do BCM a. Sim. Repare ou substitua o fio vermelho (R) entre o
terminal 1 do motor de partida e o terminal positivo
Circuito de alimentação do BCM
(+) da bateria.
1. Teste da bateria b. Não. Repare ou substitua o fio vermelho (R) entre o
terminal 1 do motor de partida e terminal fêmea B do
1. Verifique a condição da bateria. Veja 3.1 TESTE DA
bloco de fusíveis [64B].
BATERIA.
2. A bateria está em boa condição? 7. Teste de confirmação do reparo
a. Sim. Vá para Prova 2. 1. Limpe os DTCs usando o auto-diagnóstico do odômetro.
b. Não. Carregue ou substitua a bateria conforme Veja 2.1 DIAGNÓSTICO INICIAL, Auto-diagnóstico do
necessário. Verificar reparo. odômetro.
2. Dê partida no veículo.
2. Teste de sistema de carga
3. Faça-o funcionar a 3000 RPM por 5 segundos.
1. Faça o teste de sistema de carga. Veja 3.6 SISTEMA DE
CARGA, Sem carga ou baixa. 4. O código foi gerado?
a. Sim. Substitua o BCM. Veja o Manual de serviço.
2. Sistema de carga funcionando apropriadamente?
a. Sim. Vá para Prova 3. b. Não. Sistema funcionando apropriadamente.

b. Não. Repare o sistema de carga. Vá para Prova 7. DTC B2272


3. Teste da alimentação do BCM
Tabela 3-34. Diagnóstico de falhas – DTC B2272
1. Desconecte a alimentação do BCM [259].
POSSÍVEIS CAUSAS
2. Teste se há queda de tensão entre [259B] e o terminal
positivo (+) da bateria. Mau funcionamento do sistema de carga
Mau funcionamento do velocímetro
3. A tensão cai mais do que 0,5 V?
a. Sim. Vá para Prova 4. 1. Teste de sistema de carga
b. Não. Substitua o BCM. 1. Faça os testes no sistema de carga. Veja 3.6 SISTEMA
DE CARGA.
4. Teste de tensão do fusível principal
2. O sistema de carga está em boas condições?
1. Teste se há queda de tensão entre terminal fêmea A do
a. Sim. Vá para Prova 2.
bloco de fusíveis [64B] e o terminal positivo (+) da bateria.
b. Não. Repare o sistema de carga.
2. A tensão cai mais do que 0,5 V?
a. Sim. Vá para Prova 5. 2. Teste de confirmação do reparo
b. Não. Repare ou substitua o fio vermelho (R) entre o 1. Apague os DTCs usando a função de autodiagnóstico do
terminal fêmea A do bloco de fusíveis [64B] e [259B]. odômetro. Veja 2.1 DIAGNÓSTICO INICIAL, Auto-
diagnóstico do odômetro.
5. Teste de tensão do bloco de fusíveis
2. Dê partida no veículo.
1. Teste se há queda de tensão entre terminal fêmea B do
bloco de fusíveis [64B] e o terminal positivo (+) da bateria. 3. Faça-o funcionar a 3000 RPM por 5 segundos.

2. A tensão cai mais do que 0,5 V? 4. O DTC é reinicializado?


a. Sim. Vá para Prova 6. a. Sim. DTC definido pelo velocímetro. Substitua o
velocímetro. Veja o Manual de serviço.
b. Não. Repare ou substitua os terminais fêmea A e B
do bloco de fusíveis [64B]. b. Sim. DTC definido pelo BCM. Substitua o BCM.
Veja o Manual de serviço.
c. Não. Sistema funcionando apropriadamente.

3-40 Diagnósticos Softail ano 2011: Partida e carga


ÍNDICE

ASSUNTO........................................................................................................................ PÁGINA N.o


4.1 INSTRUMENTOS......................................................................................................................4-1
4.2 DTC B1210 E B1211..................................................................................................................4-2
4.3 FUNÇÕES DO ODÔMETRO PARCIAL INOPERANTES, DTC B2255.....................................4-6
4.4 SEM ALIMENTAÇÃO NOS INSTRUMENTOS, DTC B1200.....................................................4-8
4.5 LÂMPADAS INDICADORAS....................................................................................................4-11
4.6 INDICADORES........................................................................................................................4-19

INSTRUMENTOS
NOTAS
PÁGINA INICIAL

INSTRUMENTOS 4.1
DESCRIÇÃO E OPERAÇÃO A quilometragem do odômetro é armazenada permanente-
mente e não se perde quando a energia elétrica é desligada
Veja Figura 4-1. O velocímetro tem vários indicadores. Esses ou desconectada. O interruptor de reinicialização do odômetro
indicadores incluem as lâmpadas de verificação do motor, parcial permite a troca entre as exibições do odômetro, odô-
segurança, bateria fraca e nível baixo de combustível. Os metro parcial e faixa de combustível.
indicadores de sexta marcha e controle de velocidade de cru-
zeiro também podem ser exibidos, dependendo da configu- Para zerar o odômetro parcial, deixe o monitor do odômetro
ração do veículo. visível, pressione e mantenha pressionado o interruptor de
reinicialização do odômetro parcial. A quilometragem do odô-
Operação do interruptor de reinicialização metro parcial será exibida por 2 a 3 segundos e depois voltará
do odômetro parcial para zero.

Pressionar o interruptor de reinicialização do odômetro parcial, TEORIA DA OPERAÇÃO DO VELOCÍMETRO


localizado nos controles manuais do lado esquerdo, propor-
O sensor de velocidade é montado atrás da caixa da trans-
ciona os seguintes recursos:
missão. O circuito é do tipo com sensor de efeito de Hall dis-
• Modificar o mostrador do odômetro entre a quilometragem parado pelos dentes da engrenagem da 5a marcha no eixo
total, o odômetro parcial A e o odômetro parcial B, valores principal da transmissão.
da faixa de combustível, relógio de 12/24 horas e o tacô-
A saída do sensor é uma serie de pulsos que são interpretados
metro com a indicação da marcha.
pelo circuito do ECM, convertidos em dados do barramento
• Reinicialização do odômetro parcial (pressione e segure CAN e então enviados ao velocímetro. O velocímetro converte
por 2 ou 3 segundos). os dados para controlar a posição do ponteiro. Também pro-
porciona uma entrada para o BCM para o cancelamento do
• Acesso ao modo de auto-diagnóstico e limpeza dos
pisca.
códigos de diagnóstico. Veja 2.1 DIAGNÓSTICO INICIAL,
Auto-diagnóstico do odômetro. DIAGNÓSTICO DOS INSTRUMENTOS
O velocímetro monitora as entradas diretas dos sensores e
ed03177 interruptores, além de receber informações dos outros módulos
nas linhas do barramento CAN. Ele define códigos quando os
parâmetros dos sinais de entrada estão fora da faixa.

4 Tabela 4-1. Descrição do código


5
DTC DESCRIÇÃO
B1200 Falha interna do instrumento
B1210 Emissor de nível de combustível em
3 curto-circuito baixo/aberto
B1211 Emissor de nível de combustível em
curto-circuito alto
P1632 Odômetro aprendido para cima
B2255 Interruptor do odômetro parcial emper-
rado fechado

6
2

1 7
1. Lâmpada do ABS (se equipado)
2. Lâmpada de verificação do motor
3. Lâmpada indicadora de nível baixo de combustível
4. Lâmpada indicadora da sexta marcha
5. Lâmpada de segurança
6. Bateria
7. Lâmpada indicadora de velocidade de cruzeiro habili-
tada (não usada)

Figura 4-1. Lâmpadas indicadoras

Diagnósticos Softail ano 2011: Instrumentos 4-1


PÁGINA INICIAL

DTC B1210 E B1211 4.2


DESCRIÇÃO E OPERAÇÃO forme vai se alterando o nível de combustível, altera-se
também a resistência do emissor. O indicador de combustível
O nível de combustível é monitorado pelo velocímetro [39] no e a lâmpada indicadora de nível baixo de combustível são
fio branco/amarelo (W/Y) do terminal 9. A lâmpada indicadora controlados através do fio branco/amarelo (W/Y) com base na
de nível baixo de combustível serve para duas funções. É alteração da resistência do emissor do nível de combustível.
usada para indicar uma condição de nível baixo de combustível
e para comunicar um problema com o circuito do emissor de
ed03203
nível de combustível. O velocímetro fará piscar a lâmpada 1
indicadora de nível baixo de combustível, ligada e desligada,
numa taxa constante quando um DTC atual do emissor de
nível de combustível for definido.
2
• Se a tensão no terminal 9 ultrapassar o limite inferior por
um tempo maior ou igual a 15 segundos, um DTC B1210 3
será definido e a lâmpada indicadora de nível baixo de
combustível piscará, ligada e desligada, numa taxa
constante.
• Se a tensão no terminal 9 ultrapassar o limite superior (ou
estiver aberta) por um período maior ou igual a
15 segundos, um DTC B1211 será definido e a lâmpada 4
indicadora de nível baixo de combustível piscará, ligada
e desligada, numa taxa constante.
1. Velocímetro [39]
2. Lâmpadas indicadoras [21]
Tabela 4-2. Descrição do código 3. Interruptor da ignição [33]
4. Bomba de combustível e emissor [141]
DTC DESCRIÇÃO
B1210 Emissor de nível de combustível em curto- Figura 4-2. Debaixo do console: Exceto FXCWC
circuito baixo/circuito do indicador de com-
bustível aberto
Informações do conector
B1211 Emissor de nível de combustível em curto-
circuito alto/aberto Para obter informações adicionais sobre os conectores pre-
sentes nos seguintes gráficos e procedimentos de diagnóstico,
A tensão é fornecida ao emissor de nível de combustível no inclusive a cor das pontas do terminal do kit de testes do chi-
fio branco/amarelo (W/Y) do indicador de combustível. Con- cote de fios, veja B.1 CONECTORES.

4-2 Diagnósticos Softail ano 2011: Instrumentos


PÁGINA INICIAL

em00839
BCM

Chicote de

Alimentação da bomba
fios

Alimentação da luz
principal

de combustível

de trafegar
R
1 F4 J3 [242A]
Bateria 15 F4 J3 [242B]
A

R/BN

BE
2 [64B]
BE
Chicote de
fios principal

R/O Bomba de
[141B] [141A] combustível
e emissor
Alimentação da bomba
R/BN A A de combustível
W/Y B B Emissor do nível
de combustível
BK/GN C C Terra do emissor
BK D D Terra da bomba
FXCWC
R/O 6 6 R/O

W/Y 4 4 W/Y
BK/GN 3 3 BK/GN

[20A] [20B] R/O


W/Y
BK/GN

BK/GN
W/Y
R/O

R/O
5 7 9 [39B]
5 7 9 [39A] W/Y
BK/GN [117B] [117A] Indicador de
Fusível da bateria

Nível de combustível
Terra

Exceto
FXCWC combustível
BE 1 1 O Alimentação da luz
de trafegar
W/Y 2 2 Y Emissor do nível de
BK/GN

combustível
W/Y
R/O

BK/GN 4 4 BK Terra

Velocímetro
5 7 9 [39B]
5 7 9 [39A]
Fusível da bateria

Nível de combustível
Terra

Velocímetro

Figura 4-3. Circuito do sensor de combustível

Diagnósticos Softail ano 2011: Instrumentos 4-3


PÁGINA INICIAL

DTC B1210 3. Existe tensão da bateria presente?


a. Sim. Vá para Prova 4.
PEÇA N.o NOME DA FERRAMENTA
b. Não. Repare a abertura no fio azul (BE) entre o ter-
HD-41404-C KIT DE TESTE DO CONECTOR DO minal 1 do indicador de combustível e o BCM.
CHICOTE DE FIOS
HD-42682 BREAKOUT BOX 4. Teste do circuito do emissor de nível de
HD-46601 ADAPTADORES DA BREAKOUT BOX combustível
1. Teste a continuidade entre o terminal 2 [117B] e o terminal
Tabela 4-3. Diagnóstico de falhas – DTC B1210 9 da breakout box.

POSSÍVEIS CAUSAS 2. Existe continuidade?


Defeito nos instrumentos a. Sim. Vá para Prova 5.
Curto-circuito com o terra no circuito do emissor de nível de b. Não. Repare a abertura no fio branco/amarelo (W/Y)
combustível entre o indicador de combustível e o velocímetro.
Funcionamento defeituoso da bomba de combustível e do
conjunto do emissor 5. Teste do circuito do emissor de nível de
Circuito do indicador de combustível aberto
combustível
1. Teste a continuidade entre o terminal 2 [117B] e o terra.
1. Teste de tensão no emissor de nível de
2. Existe continuidade?
combustível
a. Sim. Repare o curto-circuito com o terra no fio
1. Desconecte o velocímetro [39]. branco/amarelo (W/Y).
2. Conecte os ADAPTADORES DA BREAKOUT BOX (peça b. Não. Substitua o indicador de combustível. Veja o
N.o HD-46601) ao [39]. Fixe os conectores da BREAKOUT Manual de serviço.
BOX (peça N.o HD-42682) nos adaptadores do chicote
de fios, deixando o [39A] desconectado. DTC B1211
3. Gire a ignição para a posição LIGADA. PEÇA N.o NOME DA FERRAMENTA
4. Meça a tensão entre o terminal 9 e o terra da breakout HD-41404-C KIT DE TESTE DO CONECTOR DO
box. CHICOTE DE FIOS
5. A tensão é maior que 5,0 V? HD-42682 BREAKOUT BOX
a. Sim. Substitua o velocímetro. Veja o Manual de ser- HD-46601 ADAPTADORES DA BREAKOUT BOX
viço.
b. Não. Vá para Prova 2. Tabela 4-4. Diagnóstico de falhas – DTC B1211

2. Teste da bomba de combustível e o POSSÍVEIS CAUSAS

emissor Circuito de terra aberto

1. Desconecte a bomba de combustível e o conjunto do Curto-circuito com a tensão no circuito do sensor de nível de
emissor. combustível
Indicador de combustível com defeito
2. Meça a tensão entre o terminal 9 da breakout box e o
terra. Defeito nos instrumentos

3. A tensão é maior que 5,0 V? Mau funcionamento da bomba de combustível e do emissor

a. Sim. Substitua a bomba de combustível e o conjunto Circuito do emissor de nível de combustível aberto
do emissor. Veja o Manual de serviço.
1. Teste de tensão no emissor de nível de
b. Não. Vá para Prova 3.
combustível
3. Teste de tensão do indicador de 1. Desconecte o velocímetro [39].
combustível 2. Conecte os ADAPTADORES DA BREAKOUT BOX (peça
1. Desconecte o indicador de combustível. N.o HD-46601) ao [39]. Fixe os conectores da BREAKOUT
BOX (peça N.o HD-42682) nos adaptadores do chicote
2. Usando o KIT DE TESTE DO CONECTOR DO CHICOTE de fios, deixando o [39A] desconectado.
DE FIOS (peça N.o HD-41404-C) e um multímetro, teste
a tensão entre o terminal 1 do indicador de combustível 3. Gire a ignição para a posição LIGADA.
[117B] e o terra. 4. Meça a tensão entre o terminal 9 da breakout box e o
terra.

4-4 Diagnósticos Softail ano 2011: Instrumentos


PÁGINA INICIAL

5. A tensão é maior que 7,0 V? 2. Usando o KIT DE TESTE DO CONECTOR DO CHICOTE


a. Sim. Vá para Prova 2. DE FIOS (peça N.o HD-41404-C) e um multímetro, teste
a continuidade entre o terminal 2 [117B] e o terminal B
b. Não. Substitua o velocímetro. Veja o Manual de ser- [141A].
viço.
3. Existe continuidade?
2. Teste da bomba de combustível e o a. Sim. Vá para Prova 5.
emissor b. Não. Repare a abertura no fio branco/amarelo (W/Y)
1. Desconecte o indicador de combustível [117]. entre o indicador de combustível e o emissor do nível
de combustível.
2. Meça a tensão entre o terminal 9 da breakout box e o
terra. 5. Teste do circuito de terra do indicador de
3. A tensão é maior que 7,0 V? combustível
a. Sim. Vá para Prova 3. 1. Teste a continuidade entre o terminal 4 [117B] e o terra.
b. Não. Vá para Prova 4. 2. Existe continuidade?
a. Sim. Vá para Prova 6.
3. Teste de curto-circuito com a tensão no
circuito do emissor do nível de combustível b. Não. Repare a abertura no fio preto/verde (BK/GN)
do terminal 4 [117] e o terra.
1. Desconecte o emissor de nível de combustível [141].
2. Meça a tensão entre o terminal 9 da breakout box e o 6. Teste de resistência do emissor de nível
terra. de combustível
3. A tensão é maior que 7,0 V? 1. Meça a resistência entre os terminais B [141A] e C.
a. Sim. Repare o curto-circuito com a tensão no fio 2. A resistência é maior que 350 ohm?
branco/amarelo (W/Y).
a. Sim. Troque o emissor de nível de combustível. Veja
b. Não. Substitua a bomba de combustível e o conjunto o Manual de serviço.
do emissor. Veja o Manual de serviço.
b. Não. Troque o indicador de combustível. Veja o
Manual de serviço.
4. Teste de abertura do circuito do emissor
de nível de combustível
1. Desconecte o emissor de nível de combustível [141].

Diagnósticos Softail ano 2011: Instrumentos 4-5


PÁGINA INICIAL

FUNÇÕES DO ODÔMETRO PARCIAL


INOPERANTES, DTC B2255 4.3
DESCRIÇÃO E OPERAÇÃO interruptor para navegar através dos diferentes passos de
diagnóstico no odômetro.
Interruptor de reinicialização do odômetro
parcial fechado Tabela 4-5. Descrição do código
O código B2255 será definido se o interruptor de reinicialização DTC DESCRIÇÃO
do odômetro parcial estiver fechado por mais de 2 minutos.
B2255 Interruptor do odômetro parcial emperrado
Este código pode ser definido pelo velocímetro ou pelo BCM
e normalmente será definido por ambos se houver um pro-
blema com o interruptor de reinicialização do odômetro parcial.
Informações sobre o conector
Para obter informações adicionais sobre os conectores pre-
O auto-diagnóstico do odômetro não funcionará se o interruptor
sentes no(s) gráfico(s) e no(s) procedimento(s) de diagnóstico
estiver emperrado, uma vez que não será possível alternar o
a seguir, inclusive a cor das pontas dos terminais do kit de
teste do chicote de fios, veja B.1 CONECTORES.

em00837 [33A] [33B]

IGN

Fusível da bateria
Fusível da bateria

Interruptor 1 1 BK
ACC

Controles da ignição 200

CAN baixo
OFF
Controles
CAN baixo

800

CAN alto
CAN alto

manuais do 2 2 W/BE
manuais do

Terra
lado esquerdo
Terra

[24B] [24A] [22A-1] [22B-1] lado direito

R/O 1 1 R/O R/O 1 1 R/O


BK/GN 2 2 BK/GN BK/GN 2 2 BK/GN
W/R 3 3 W/R W/R 3 3 W/R
W/BK 4 4 W/BK W/BK 4 4 W/BK

[242B] [242A]
[78A] [78B]
W/BE C3 C3 Entrada do interruptor
da ignição
CAN baixo 16 16 W/BK W/BK E2 E2 CAN baixo
CAN alto 32 32 W/R W/R D2 D2 CAN alto
Terra 10 10 BK/GN BK/GN G4 G4 Terra BCM
ECM L3 L3 Alimentação do sistema
Terra 28 28 BK/GN R/GN
Fusível da bateria 31 31 R/O R 1 1 Fusível da bateria
Alimentação do sistema 13 13 R/GN
[259B] [259A]
Fiação
R/GN W/R 1
principal
DLC
W/BK 3

(exceto FXCWC) [91A]


[166A] [166B] [39B] [39A]
CAN alto 18 18 W/R W/R 2 2 CAN alto
CAN baixo 19 19 W/BK W/BK 8 8 CAN baixo
ABS Corrente da bateria 20 20 R Velocímetro
BK/GN 7 7 Terra
Corrente da bateria 11 11 R R/O 5 5 Fusível da bateria
W/R
Terra 6 6 BK
W/BK
BK/GN [20B] [20A] [39B] [39A]
R/O
TERRA 2 W/R 1 1 W/R 2 2 CAN alto

W/BK 3 3 W/BK 8 8 CAN baixo

TERRA 1 BK/GN 2 2 BK/GN 7 7 Terra

Corrente R/O 6 6 R/O 5 5 Fusível da bateria

da bateria Velocímetro
Fusível
da bateria (FXCWC)

Figura 4-4. Circuito do barramento CAN

4-6 Diagnósticos Softail ano 2011: Instrumentos


PÁGINA INICIAL

FUNÇÕES DO ODÔMETRO PARCIAL 3. Teste do LHCM


INOPERANTES, DTC B2255 1. Opere os outros interruptores no LHCM.
PEÇA N.o NOME DA FERRAMENTA 2. Quaisquer dos interruptores funcionam?
HD-41404-C KIT DE TESTE DE CONECTORES DO a. Sim. Substitua o LHCM. Veja o Manual de serviço.
CHICOTE DE FIOS b. Não. Vá para Prova 4.

Tabela 4-6. Diagnóstico de falhas – Funções do odômetro 4. Teste de alimentação do LHCM


parcial inoperantes, DTC B2255 1. Com a ignição DESLIGADA, desconecte o LHCM [24].
POSSÍVEIS CAUSAS 2. Usando o KIT DE TESTE DE CONECTORES DO CHI-
Defeito nos instrumentos COTE DE FIOS (peça N.o HD-41404-C), teste a tensão
entre o terminal 1 [24A] e o terra.
Funcionamento defeituoso do interruptor de reinicialização
do odômetro parcial 3. Existe tensão da bateria presente?
a. Sim. Vá para Prova 5.
1. Teste do odômetro
b. Não. Repare a abertura no fio vermelho/laranja (R/O).
1. LIGUE a ignição.
2. Pressione e solte o interruptor de reinicialização do odô- 5. Teste do terra do LHCM
metro parcial.
1. Teste a continuidade entre o terminal 2 [24A] e o terra.
3. O odômetro alterna através dos diferentes contadores do
2. Existe continuidade?
odômetro?
a. Sim. Vá para Prova 6.
a. Sim. Vá para Prova 2.
b. Não. Repare a abertura no fio preto/verde (BK/GN).
b. Não. Vá para Prova 3.

2. Teste “WOW” do velocímetro 6. Teste do circuito do CAN baixo aberto


1. Teste a continuidade entre o terminal 4 do [24A] e o ter-
1. DESLIGUE a ignição.
minal 3 do [91A].
2. LIGUE a ignição enquanto estiver pressionando o inter-
2. Existe continuidade?
ruptor de reinicialização do odômetro parcial.
a. Sim. Vá para Prova 7.
3. A agulha do velocímetro passa pela faixa completa da
sua atuação? b. Não. Repare a abertura no fio branco/preto (W/BK).
a. Sim. Sistema funcionando apropriadamente. Teste
para uma condição intermitente. Veja
7. Teste do circuito do CAN alto aberto
1.3 DIAGNÓSTICOS E SOLUÇÃO DE PROBLEMAS, 1. Teste a continuidade entre o terminal 3 [24A] e o terminal
Teste de firmeza. 1 [91A].
b. Não. Substitua o velocímetro Veja o Manual de ser- 2. Existe continuidade?
viço. a. Sim. Substitua o LHCM. Veja o Manual de serviço.
b. Não. Repare a abertura no fio branco/vermelho (W/R).

Diagnósticos Softail ano 2011: Instrumentos 4-7


PÁGINA INICIAL

SEM ALIMENTAÇÃO NOS INSTRUMENTOS, DTC


B1200 4.4
DESCRIÇÃO E OPERAÇÃO O velocímetro tem um código de falha interna DTC B1200. O
velocímetro definirá este código se detectar um mau funciona-
Veja Figura 4-5. O velocímetro recebe energia da bateria no mento dentro do velocímetro.
terminal 5. Esta é fornecida através do fusível da bateria
localizado no bloco de fusíveis [64]. O velocímetro recebe uma
Tabela 4-7. Descrição do código
mensagem do BCM através do barramento CAN para saber
se o interruptor da ignição está na posição de ignição (IGN) DTC DESCRIÇÃO
ou acessórios (ACC). Quando o interruptor da ignição está na
B1200 Falha interna do instrumento
posição de acessórios (ACC), o velocímetro acende a ilumi-
nação de fundo, o odômetro e a lâmpada de segurança.
Quando o interruptor da ignição está na posição de ignição ed03157
(IGN), o velocímetro acende a lâmpada de verificação do 1 2 3
motor, o indicador do nível de combustível baixo, a lâmpada
de segurança e a lâmpada do ABS (se equipado). A iluminação 10
de fundo, o odômetro, a lâmpada do ponto morto e a lâmpada 9
do nível do óleo baixo também acendam com a ignição 4
LIGADA. 8 6

5
7

1. Negativo da bateria
2. Bateria
3. Chicote de fios da lâmpada traseira até o chicote de
fios principal [7]
4. Bloco de fusíveis [64]
5. ECM [78] exceto FXCWC
6. DLC [91]
7. Positivo da bateria
8. Terra [TERRA 1]
9. Terra [TERRA 2]
10. Antena de segurança [209]

Figura 4-5. Debaixo do assento

Informações do conector
Para obter informações adicionais sobre os conectores pre-
sentes nos seguintes gráficos e procedimentos de diagnóstico,
inclusive a cor das pontas do terminal do kit de testes do chi-
cote de fios, veja B.1 CONECTORES.

4-8 Diagnósticos Softail ano 2011: Instrumentos


PÁGINA INICIAL

em00837 [33A] [33B]

IGN

Fusível da bateria
Fusível da bateria
Interruptor 1 1 BK
ACC

Controles da ignição 200

CAN baixo
OFF
Controles

CAN baixo
800

CAN alto
CAN alto
manuais do 2 2 W/BE
manuais do

Terra
lado esquerdo

Terra
[24B] [24A] [22A-1] [22B-1] lado direito

R/O 1 1 R/O R/O 1 1 R/O


BK/GN 2 2 BK/GN BK/GN 2 2 BK/GN
W/R 3 3 W/R W/R 3 3 W/R
W/BK 4 4 W/BK W/BK 4 4 W/BK

[242B] [242A]
[78A] [78B]
W/BE C3 C3 Entrada do interruptor
da ignição
CAN baixo 16 16 W/BK W/BK E2 E2 CAN baixo
CAN alto 32 32 W/R W/R D2 D2 CAN alto
Terra 10 10 BK/GN BK/GN G4 G4 Terra BCM
ECM L3 L3 Alimentação do sistema
Terra 28 28 BK/GN R/GN
Fusível da bateria 31 31 R/O R 1 1 Fusível da bateria
Alimentação do sistema 13 13 R/GN
[259B] [259A]
Fiação
R/GN W/R 1
principal
DLC
W/BK 3

(exceto FXCWC) [91A]


[166A] [166B] [39B] [39A]
CAN alto 18 18 W/R W/R 2 2 CAN alto
CAN baixo 19 19 W/BK W/BK 8 8 CAN baixo
ABS Corrente da bateria 20 20 R Velocímetro
BK/GN 7 7 Terra
Corrente da bateria 11 11 R R/O 5 5 Fusível da bateria
W/R
Terra 6 6 BK
W/BK
BK/GN [20B] [20A] [39B] [39A]
R/O
TERRA 2 W/R 1 1 W/R 2 2 CAN alto

W/BK 3 3 W/BK 8 8 CAN baixo

TERRA 1 BK/GN 2 2 BK/GN 7 7 Terra

Corrente R/O 6 6 R/O 5 5 Fusível da bateria

da bateria Velocímetro
Fusível
da bateria (FXCWC)

Figura 4-6. Circuito do barramento CAN

SEM ALIMENTAÇÃO NOS INSTRUMENTOS 1. Teste do circuito da bateria


PEÇA N.o NOME DA FERRAMENTA 1. Gire a ignição para a posição LIGADA.

HD-41404-C KIT DE TESTE DO CONECTOR DO 2. O farol dianteiro ou a lâmpada traseira acendem?


CHICOTE DE FIOS a. Sim. Vá para Prova 2.
HD-42682 BREAKOUT BOX b. Não. Veja 2.4 VEÍCULO SEM ENERGIA OU DTC
HD-46601 ADAPTADORES DA BREAKOUT BOX U0100, U0121, U0140, U0141, U0142 E U0156,
Veículo sem energia, DTC U0140.

Tabela 4-8. Diagnóstico de falhas – Sem alimentação nos 2. Teste de funcionamento dos acessórios
instrumentos
1. Tente dar partida no veículo.
POSSÍVEIS CAUSAS
2. O motor dá partida?
Defeito nos instrumentos
a. Sim. Vá para Prova 3.
Circuito da bateria aberto
b. Não. Veja 2.3 AUTO-DIAGNÓSTICO DO ODÔ-
Curto-circuito com o terra no circuito da bateria
METRO INOPERANTE, DTC U0001, U0011 E B2274.
Circuito de terra aberto
O circuito do barramento CAN para o velocímetro está aberto

Diagnósticos Softail ano 2011: Instrumentos 4-9


PÁGINA INICIAL

3. Teste do fusível da bateria 6. Teste do circuito de terra


1. Inspecione o fusível da bateria. 1. Usando o KIT DE TESTE DO CONECTOR DO CHICOTE
DE FIOS (peça N.o HD-41404-C) e um multímetro, teste
2. O fusível está bom?
a continuidade entre o terminal 7 da breakout box e o
a. Sim. Vá para Prova 4. terra.
b. Não. Vá para Prova 5. 2. Existe continuidade?
a. Sim. Substitua o velocímetro. Veja o Manual de ser-
4. Teste do circuito da bateria que alimenta viço. (6020)
o velocímetro
b. Não. Repare a abertura no fio preto/verde (BK/GN).
1. Com a ignição DESLIGADA, conecte os ADAPTADORES (5041)
DA BREAKOUT BOX (peça N.o HD-46601) no [39]. Fixe
os conectores da BREAKOUT BOX (peça N.o HD-42682) DTC B1200
nos adaptadores do chicote de fios, deixando o [39A]
desconectado. Veja 1.2 FERRAMENTAS DE DIAGNÓS- PEÇA N.o NOME DA FERRAMENTA
TICO. HD-42682 BREAKOUT BOX
2. Instale o fusível da bateria no bloco de fusíveis. HD-46601 ADAPTADORES DA BREAKOUT BOX
3. Teste a tensão entre o terminal 5 da breakout box e o
terra. Tabela 4-9. Diagnóstico de falhas – DTC B1200
4. Existe tensão da bateria presente? POSSÍVEIS CAUSAS
a. Sim. Vá para Prova 6. O circuito da corrente da bateria para o velocímetro está
b. Não. Repare a abertura entre o terminal 5 [39B] e o aberto
fio vermelho/laranja (R/O) do terminal fêmea 2 [64B]. Circuito de terra do velocímetro aberto
(5041)
Mau funcionamento do velocímetro
5. Teste de curto do terra para o circuito da 1. Teste de tensão do velocímetro
bateria
1. Conecte a BREAKOUT BOX (peça N.o HD-42682) e os
1. Com a ignição DESLIGADA, conecte os ADAPTADORES ADAPTADORES DA BREAKOUT BOX (peça
DA BREAKOUT BOX (peça N.o HD-46601) no [39]. Fixe N.o HD-46601) no chicote de fios [39B], deixando o
os conectores da BREAKOUT BOX (peça N.o HD-42682) velocímetro desconectado. Veja 1.2 FERRAMENTAS DE
nos adaptadores do chicote de fios, deixando o [39A] DIAGNÓSTICO.
desconectado. Veja 1.2 FERRAMENTAS DE DIAGNÓS-
TICO. 2. Teste a tensão entre o terminal 5 da breakout box e o
terra.
2. Teste a continuidade entre o terminal 5 da breakout box
e o terra. 3. Existe tensão da bateria presente?
a. Sim. Vá para Prova 2.
3. Existe continuidade?
a. Sim. Repare o curto-circuito com o terra no fio ver- b. Não. Repare a abertura no fio vermelho/laranja (R/O).
melho/laranja (R/O). (5041)
2. Teste do terra do velocímetro
b. Não. Se o problema é intermitente, faça um teste de
firmeza para verificar a intermitência. Veja 1. Teste a tensão entre os terminais 5 e 7 da breakout box.
1.3 DIAGNÓSTICOS E SOLUÇÃO DE PROBLEMAS, 2. Existe tensão da bateria presente?
Teste de firmeza. Substitua o fusível da bateria.
a. Sim. Substitua o velocímetro. Veja o Manual de ser-
viço.
b. Não. Repare a abertura no circuito de terra.

4-10 Diagnósticos Softail ano 2011: Instrumentos


PÁGINA INICIAL

LÂMPADAS INDICADORAS 4.5


DESCRIÇÃO E OPERAÇÃO gará até que o veículo seja operado em velocidades superiores
a 16 km/h (10 mi/h). É importante verificar se esta não é a
Veja Figura 4-7. Os indicadores da bateria, verificação do causa da iluminação de um indicador do ABS quando nenhum
motor, segurança, sexta marcha, controle de velocidade de DTC é definido, antes de se tentar diagnosticar outras causas
cruzeiro, ABS e baixo nível de combustível localizam-se no possíveis.
velocímetro. Os outros indicadores localizam-se na barra de
indicadores separada do velocímetro. Lâmpada de segurança
Quando a ignição está LIGADA, a lâmpada de segurança
ed03177 acenderá por aproximadamente quatro segundos e, em
seguida, apagará. O BCM controla a lâmpada de segurança
através do envio de uma mensagem CAN ao velocímetro.
Após a lâmpada de segurança se apagar depois do primeiro
período de iluminação de quatro segundos, um desses dois
4 5 eventos poderá ocorrer.
• A lâmpada permanece apagada. Isso indica que não há
condições de falha atuais ou DTCs armazenados detec-
tados atualmente pelo BCM.
3
• Se a lâmpada permanecer acesa além do período de
quatro segundos, existe um DTC atual.

Lâmpada de verificação do motor


Quando a ignição está LIGADA, a lâmpada indicadora de
verificação do motor acenderá por aproximadamente
quatro segundos e, em seguida, apagará. O ECM controla a
lâmpada de verificação do motor através do envio de uma
6
2 mensagem CAN ao velocímetro. Após a lâmpada de verifi-
cação do motor se apagar depois do primeiro período de ilumi-
nação de quatro segundos, um desses dois eventos poderá
1 7 ocorrer.

1. Lâmpada do ABS (se equipado) • A lâmpada permanece apagada. Isso indica que não há
2. Lâmpada de verificação do motor condições de falha atuais ou DTCs armazenados detec-
3. Lâmpada indicadora de nível baixo de combustível tados atualmente pelo ECM.
4. Lâmpada indicadora da sexta marcha
5. Lâmpada de segurança • Se a lâmpada permanecer acesa além do período de
6. Bateria quatro segundos, existe um DTC atual.
7. Lâmpada indicadora de velocidade de cruzeiro habili-
tada (não usada) Lâmpada de bateria baixa
Figura 4-7. Lâmpadas indicadoras O BCM manda uma mensagem ao velocímetro para controlar
a lâmpada de bateria baixa. O velocímetro acenderá a lâmpada
se o BCM identifique uma condição de tensão baixa no terminal
1 do [259].
Indicador do ABS
O velocímetro acende o indicador do ABS quando ocorrer o Indicador de nível baixo de combustível
seguinte: Veja Figura 4-8. O indicador de nível baixo de combustível é
• A ECU detecta um defeito que desabilita o ABS. A ECU controlado no terminal 9 branco/amarelo (W/Y) do velocímetro.
envia uma mensagem de dados seriais para os instru- O indicador de combustível envia tensão no fio branco/amarelo
mentos solicitando iluminação. (W/Y) para a lâmpada indicadora de nível baixo de combustível
e para o emissor de nível de combustível. Quando o nível de
• O velocímetro realiza uma verificação de lâmpada. combustível está abaixo de 3,8 L (1,0 galão), a resistência do
• O velocímetro detecta uma perda de comunicação com emissor de nível de combustível chega a um ponto de causar
a ECU. alteração suficiente na tensão no fio branco/amarelo (W/Y)
emitindo sinais para o velocímetro acender a lâmpada indica-
• A lâmpada do ABS poderá piscar quando a ignição estiver dora de nível baixo de combustível. A lâmpada indicadora de
ligada. Este fato continuará até que o veículo for dirigido nível baixo de combustível também piscará ligada e desligada
para verificar a operação do WSS. numa taxa constante se houver um problema com o circuito.
A ECU envia uma mensagem para os instrumentos quando
for detectado um defeito que desabilite a operação do ABS.
Dependendo da falha, o indicador do ABS poderá ficar ligado
mesmo após a correção do defeito. O indicador não se desli-

Diagnósticos Softail ano 2011: Instrumentos 4-11


PÁGINA INICIAL

ed03203 ed01982
1

2
3

1. Velocímetro [39]
2. Lâmpadas indicadoras [21] Figura 4-10. Pressostato de óleo [120]
3. Interruptor da ignição [33]
4. Bomba de combustível e emissor [141]
Indicador da pressão do óleo
Figura 4-8. Debaixo do console: Exceto FXCWC
Veja Figura 4-10. O indicador da pressão do óleo é conectado
ao velocímetro. O interruptor se fecha quando a pressão do
óleo está baixa e fornece um terra ao BCM no terminal D3. O
BCM então envia uma mensagem ao velocímetro no barra-
ed01990
1 mento CAN indicando que a pressão do óleo está baixa. O
velocímetro fornece um terra ao indicador da pressão do óleo
fazendo com que este se ilumine. É por isso que o indicador
2 de pressão do óleo se acende com a ignição LIGADA e o motor
DESLIGADO.

Indicadores dos piscas


Os indicadores dos piscas são controlados pelo velocímetro.
Quando o BCM recebe uma mensagem CAN dos interruptores
4 dos piscas esquerdo ou direito, este faz piscar o pisca correto.
Ao mesmo tempo o BCM envia uma mensagem ao velocímetro
3 no barramento CAN indicando qual pisca operar. O velocímetro
fornece um terra ao indicador do pisca correspondente fazendo
com que este se ilumine.
1. Motor de partida Indicador de farol alto
2. Solenóide do motor de partida [128]
3. Interruptor ponto morto [131] Este circuito é aterrado pelo velocímetro quando o interruptor
4. Tanque de óleo do farol dianteiro está colocado na posição de farol alto. Na
posição de farol alto, uma mensagem é enviada através do
Figura 4-9. Debaixo do tanque de óleo, lado direito
barramento CAN ao velocímetro e ao BCM. O velocímetro
controla o indicador e o BCM controla o farol dianteiro.
Indicador de ponto morto Lâmpada indicadora da sexta marcha
Veja Figura 4-10. O indicador do ponto morto é controlado O indicador da sexta marcha ilumina indicando que o veículo
através do fio branco (W) conectado ao velocímetro. Quando está na sexta marcha. Isto é feito pelo ECM. O ECM monitora
a transmissão estiver no ponto morto, o interruptor do ponto a velocidade do veículo e a rotação em RPM do motor com a
morto fecha e fornece um terra ao BCM no terminal D3. O embreagem desengatada. O ECM então manda um sinal no
BCM então manda uma mensagem ao velocímetro no barra- barramento CAN para iluminar o indicador quando os parâme-
mento CAN indicando que a transmissão está no ponto morto tros estiveram corretos para a operação da sexta marcha.
O velocímetro fornece um terra ao indicador do ponto morto Portanto, poderá haver um atraso na iluminação do indicador
fazendo com que este se ilumine. quando estiver mudando para a sexta marcha. O ECM recebe
o estado do interruptor da embreagem através do barramento
CAN. Puxar na alavanca da embreagem causará o desliga-
mento do indicador da sexta marcha.
Se o indicador da sexta marcha não estiver funcionando, ou
se estiver sempre ligado, verifique se há DTCs. Se não tiver
DTCs presentes, verifique se o interruptor da embreagem está
operando corretamente. Se a alavanca da embreagem não

4-12 Diagnósticos Softail ano 2011: Instrumentos


PÁGINA INICIAL

estiver puxada o suficiente para engatar o interruptor da Informações do conector


embreagem ou se a embreagem estiver deslizando, é possível
que o indicador da sexta marcha se ilumine brevemente Para obter informações adicionais sobre os conectores pre-
quando o veiculo não estiver na sexta marcha. Se nenhuma sentes nos seguintes gráficos e procedimentos de diagnóstico,
destas condições existir e o indicador da sexta marcha não inclusive a cor das pontas do terminal do kit de testes do chi-
estiver funcionando, substitua o velocímetro. cote de fios, veja B.1 CONECTORES.

em00871 Indicadores Indicadores

W/O
W/O
W

W
R/O

R/O
BE/W

R/O

R/O

R/O

R/O

R/O
BE/W

R/O

R/O

R/O
BE/O

BE/O
BE/PK

BE/PK
BE/PK

BE/W

BE/O
W/O

R/O
W
1 2 3 4 5 6 [21A]
1 2 3 4 5 6 [21B]

W/O
BE/W

R/O
BE/O

W
BE/PK
BE/PK
BE/W

BE/O
W/O

R/O
W

(FXCWC) (exceto
FXCWC)
W/O
BE/W

R/O
W
BE/O
BE/PK

[39A] [39B]
Velocímetro (exceto
Indicador do pisca direito 12 12 BE/O
FXCWC)
10 10
Fusível da
Indicador do pisca esquerdo BE/PK R/O R/O
bateria
Indicador de ponto morto 6 6 W
W/BK
Fusível da bateria 5 5 R/O [242B] [242A]
W/R
Indicador de farol alto 4 4 BE/W R/O BCM
CAN baixo 8 8 W/BK [20A] [20B] W/BK W/BK E2 E2 CAN baixo
CAN alto 2 2 W/R W/R W/R D2 D2 CAN alto
R/O 6 6 R/O
Indicador da pressão do óleo 1 1 W/O Entrada do interruptor
W D3 D3 do ponto morto
W/BK 3 3 W/BK

W/R 1 1 W/R Entrada do


W/O E3 E3 pressostato de óleo

(FXCWC)
BK

W/O
BK

[131B-2] 1 1 [131B-1] 1 [120B]


[131A-2] 1 1 [131A-1] 1 [120A]
TERRA 2

Pressostato
de óleo

Interruptor ponto morto

Figura 4-11. Lâmpadas indicadoras

Diagnósticos Softail ano 2011: Instrumentos 4-13


PÁGINA INICIAL

LÂMPADA DE PRESSÃO DO ÓLEO SEMPRE de fios [242B] e o BCM [242A]. Veja 1.2 FERRAMENTAS
DE DIAGNÓSTICO.
ACESA
2. Verifique se O CHICOTE DE SOBREPOSIÇÃO DO BCM
PEÇA N.o NOME DA FERRAMENTA (peça N.o HD-50390-2-P) está na posição na breakout
HD-42682 BREAKOUT BOX box.
HD-46601 ADAPTADORES DA BREAKOUT BOX 3. Com a ignição LIGADA, teste a tensão entre o terminal
HD-50390-1 BREAKOUT BOX E3 e o terra.

HD-50390-2 O CABO DO BCM 4. Existe tensão da bateria presente?


HD-50390-2-P O CHICOTE DE SOBREPOSIÇÃO DO a. Sim. Vá para Prova 6.
BCM b. Não. Substitua o BCM. Veja o Manual de serviço.
HD-96921-52D CONJUNTO DO INDICADOR DA (5863)
PRESSÃO DO ÓLEO
5. Teste mecânico
Tabela 4-10. Diagnóstico de falhas – Lâmpada de pressão 1. Inspecione se há algum problema no motor que possa
do óleo sempre acesa afetar a pressão do óleo. Veja o Manual de serviço.

POSSÍVEIS CAUSAS 2. Usando o CONJUNTO DO INDICADOR DA PRESSÃO


DO ÓLEO (peça N.o HD-96921-52D), verifique a pressão
Curto-circuito com o terra no circuito de pressão do óleo
do óleo do motor. Veja o Manual de serviço.
Defeito no indicador
3. A pressão do óleo está dentro da especificação?
Problema mecânico
a. Sim. Troque o pressostato de óleo. Veja o Manual
Mau funcionamento do pressostato de óleo de serviço. (5161)
Mau funcionamento do BCM b. Não. Repare conforme necessário.
Mau funcionamento do velocímetro
6. Teste do circuito do pressostato de óleo
1. Teste de funcionamento da lâmpada de 1. Desconecte o BCM [242].
pressão do óleo
2. Teste a continuidade entre o terminal E3 [242B] e o terra.
1. LIGUE a ignição com o motor DESLIGADO.
3. Existe continuidade?
2. A lâmpada de pressão do óleo acende?
a. Sim. Repare o curto-circuito com o terra. (5041)
a. Sim. Vá para Prova 2.
b. Não. Vá para Prova 7.
b. Não. Veja 4.5 LÂMPADAS INDICADORAS, Lâmpada
indicadora de pressão do óleo inoperante. 7. Teste do velocímetro
2. Teste de funcionamento do motor 1. Com a ignição DESLIGADA, conecte os ADAPTADORES
DA BREAKOUT BOX (peça N.o HD-46601) no [39]. Fixe
1. Ligue o motor. os conectores da BREAKOUT BOX (peça N.o HD-42682)
2. A lâmpada da pressão do óleo APAGA e permanece nos adaptadores do chicote de fios, deixando o [39A]
assim? desconectado. Veja 1.2 FERRAMENTAS DE DIAGNÓS-
TICO.
a. Sim. A lâmpada da pressão do óleo está funcionando
corretamente. Teste quanto à intermitência. Veja 2. Teste a continuidade entre o terminal 1 da breakout box
1.3 DIAGNÓSTICOS E SOLUÇÃO DE PROBLEMAS, e o terra.
Teste de firmeza.
3. Existe continuidade?
b. Não. Vá para Prova 3. a. Sim. Repare o curto-circuito com o terra no fio
branco/laranja (W/O). (5041)
3. Teste do sensor de pressão do óleo
b. Não. Substitua o velocímetro. Veja o Manual de ser-
1. Desconecte o pressostato de óleo [120].
viço. (6020)
2. A lâmpada indicadora de pressão do óleo DESLIGA
enquanto o motor está funcionando?
a. Sim. Vá para Prova 5.
b. Não. Vá para Prova 4.

4. Teste do circuito de pressão do óleo


1. Conecte a BREAKOUT BOX (peça N.o HD-50390-1) e O
CABO DO BCM (peça N.o HD-50390-2) entre o chicote

4-14 Diagnósticos Softail ano 2011: Instrumentos


PÁGINA INICIAL

LÂMPADA INDICADORA DE PRESSÃO DO LÂMPADA DE PONTO MORTO SEMPRE


ÓLEO INOPERANTE ACESA
PEÇA N.o NOME DA FERRAMENTA
Tabela 4-12. Diagnóstico de falhas – Lâmpada indicadora
HD-41404-C KIT DE TESTE DO CONECTOR DO de ponto morto sempre acesa
CHICOTE DE FIOS
POSSÍVEIS CAUSAS

Tabela 4-11. Diagnóstico de falhas – Lâmpada indicadora Curto-circuito com o terra no circuito do interruptor do ponto
de pressão do óleo inoperante morto
Mau funcionamento do velocímetro
POSSÍVEIS CAUSAS
Curto-circuito com o terra no circuito do indicador do ponto
Mau funcionamento do velocímetro
morto
Circuito de pressão do óleo aberto
Defeito no indicador 1. Teste de funcionamento da lâmpada de
ponto morto
1. Teste de funcionamento da lâmpada de 1. Com o veículo em ponto morto, LIGUE a ignição com o
pressão do óleo motor DESLIGADO.
1. LIGUE a ignição com o motor DESLIGADO. 2. A lâmpada de ponto morto acende?
2. A lâmpada de pressão do óleo acende? a. Sim. Vá para Prova 2.
a. Sim. Teste quanto à intermitência. Veja b. Não. Veja 4.5 LÂMPADAS INDICADORAS, Lâmpada
1.3 DIAGNÓSTICOS E SOLUÇÃO DE PROBLEMAS, de ponto morto inoperante.
Teste de firmeza.
b. Não. Vá para Prova 2. 2. Teste DTC
1. Verifique se há DTCs. Veja 2.1 DIAGNÓSTICO INICIAL,
2. Teste do velocímetro Auto-diagnóstico do odômetro.
1. Desconecte o velocímetro [39]. 2. O DTC B2218 está presente?
2. LIGUE a ignição. a. Sim. Veja 2.1 DIAGNÓSTICO INICIAL.
3. Usando o KIT DE TESTE DO CONECTOR DO CHICOTE b. Não. Vá para Prova 3.
DE FIOS (peça N.o HD-41404-C), conecte o terminal 1
[39B] ao terra. 3. Teste do chicote de fios do indicador
4. A lâmpada da pressão do óleo ACENDE? 1. Desconecte o velocímetro [39].
a. Sim. Substitua o velocímetro. Veja o Manual de ser- 2. A lâmpada de ponto morto DESLIGOU?
viço. (6020) a. Sim. Substitua o velocímetro. Veja o Manual de ser-
b. Não. FXCWC. Repare ou substitua o chicote de fios viço. (6020)
do indicador. Veja o Manual de serviço. (5191) b. Não. Repare o curto-circuito com o terra no fio branco
c. Não. Exceto FXCWC. Vá para Prova 3. (W) entre o indicador de ponto morto e o velocímetro.
(5041)
3. Teste do circuito de pressão do óleo
1. Com a ignição DESLIGADA, desconecte [21].
2. Teste a continuidade no fio branco/laranja (W/O) entre o
terminal 3 [21B] e o terminal 1 [39B].
3. Existe continuidade?
a. Sim. Repare ou substitua o chicote de fios do indi-
cador. Veja o Manual de serviço. (5191)
b. Não. Repare a abertura entre o fio branco/laranja
(W/O) [21] e [39]. (5041)

Diagnósticos Softail ano 2011: Instrumentos 4-15


PÁGINA INICIAL

LÂMPADA DE PONTO MORTO 4. Teste do fio terra


INOPERANTE 1. Usando o KIT DE TESTE DO CONECTOR DO CHICOTE
DE FIOS (peça N.o HD-41404-C), faça um jumper entre
PEÇA N.o NOME DA FERRAMENTA
o fio branco (W) do interruptor ponto morto e o terra.
HD-41404-C KIT DE TESTE DO CONECTOR DO
2. A lâmpada de ponto morto acende?
CHICOTE DE FIOS
a. Sim. Repare a abertura no fio de ligação terra preto
HD-42682 BREAKOUT BOX
(BK). (5041)
HD-46601 ADAPTADORES DA BREAKOUT BOX
b. Não. Vá para Prova 5.
HD-50390-1 BREAKOUT BOX
HD-50390-2 O CABO DO BCM 5. Teste de abertura do circuito de
HD-50390-2-P O CHICOTE DE SOBREPOSIÇÃO DO alimentação do interruptor ponto morto
BCM 1. Conecte a BREAKOUT BOX (peça N.o HD-50390-1) e O
CABO DO BCM (peça N.o HD-50390-2) entre o chicote
Tabela 4-13. Diagnóstico de falhas – Lâmpada de ponto de fios [242B] e o BCM [242A]. Veja 1.2 FERRAMENTAS
morto inoperante DE DIAGNÓSTICO.

POSSÍVEIS CAUSAS 2. Verifique se O CHICOTE DE SOBREPOSIÇÃO DO BCM


(peça N.o HD-50390-2-P) está na posição na breakout
Mau funcionamento do interruptor ponto morto
box.
Circuito de terra aberto
3. Usando o KIT DE TESTE DO CONECTOR DO CHICOTE
Circuito do interruptor ponto morto aberto DE FIOS (peça N.o HD-41404-C) e um multímetro, teste
Defeito no indicador se há continuidade no fio branco (W) entre o terminal D3
[242B] e [131B-1].
Mau funcionamento do velocímetro
Mau funcionamento do BCM 4. Existe continuidade?
a. Sim. Substitua o BCM. Veja o Manual de serviço.
1. Teste de funcionamento da lâmpada de (5863)
ponto morto b. Não. Repare a abertura no fio branco (W) entre os
1. Com o veículo em ponto morto, LIGUE a ignição com o indicadores e o interruptor ponto morto. (5041)
motor DESLIGADO.
6. Teste do velocímetro
2. A lâmpada de ponto morto acende?
1. Desconecte o velocímetro [39].
a. Sim. Teste quanto à intermitência. Veja
1.3 DIAGNÓSTICOS E SOLUÇÃO DE PROBLEMAS, 2. Conecte o terminal 6 [39B] ao terra
Teste de firmeza.
3. A lâmpada de ponto morto acende?
b. Não. Vá para Prova 2. a. Sim. Substitua o velocímetro. Veja o Manual de ser-
viço. (6020)
2. Teste de mensagem do BCM
b. Não. FXCWC. Substitua o chicote de fios do indi-
1. Verifique se a transmissão está em ponto morto.
cador. Veja o Manual de serviço. (5191)
2. Com a alavanca da embreagem liberada, dê partida no
c. Não. Exceto FXCWC. Vá para Prova 7.
motor.
3. O motor parte? 7. Teste do circuito do indicador de ponto
a. Sim. Vá para Prova 6. morto
b. Não. Vá para Prova 3. 1. Desconecte [21].
2. Conecte a BREAKOUT BOX (peça N.o HD-42682) e os
3. Teste do interruptor ponto morto ADAPTADORES DA BREAKOUT BOX (peça
1. Desconecte o interruptor ponto morto [131]. N.o HD-46601) entre o chicote de fios [39B] e o velocí-
metro [39A]. Veja 1.2 FERRAMENTAS DE DIAGNÓS-
2. Usando o KIT DE TESTE DO CONECTOR DO CHICOTE
TICO.
DE FIOS (peça N.o HD-41404-C), faça um jumper entre
o fio branco (W) e o fio terra preto (BK). 3. Teste a continuidade entre o terminal 5 [21B] e o terminal
6 [39B].
3. A lâmpada de ponto morto ACENDE?
a. Sim. Substitua o interruptor ponto morto. Veja o 4. Existe continuidade?
Manual de serviço. (5157) a. Sim. Substitua o chicote de fios do indicador. Veja o
Manual de serviço. (5191)
b. Não. Vá para Prova 4.

4-16 Diagnósticos Softail ano 2011: Instrumentos


PÁGINA INICIAL

b. Não. Repare a abertura no fio branco (W) entre [21B] LÂMPADA INDICADORA DE FAROL ALTO
e [39B]. (5041)
INOPERANTE
LÂMPADA INDICADORA DO FAROL ALTO PEÇA N.o NOME DA FERRAMENTA
SEMPRE ACESA HD-42682 BREAKOUT BOX
HD-46601 ADAPTADORES DA BREAKOUT BOX
Tabela 4-14. Diagnóstico de falhas – Lâmpada indicadora
do farol alto sempre acesa
Tabela 4-15. Diagnóstico de falhas – Lâmpada indicadora
POSSÍVEIS CAUSAS de farol alto inoperante
Defeito no indicador
POSSÍVEIS CAUSAS
Curto-circuito com o terra no circuito do indicador de farol alto
Defeito no indicador
Mau funcionamento do velocímetro
Circuito do indicador de farol alto aberto
1. Teste de funcionamento do indicador de Mau funcionamento do velocímetro
farol alto
1. Teste de funcionamento do indicador de
1. Com a ignição LIGADA, opere o interruptor do farol dian-
farol alto
teiro alto.
1. Com a ignição LIGADA, opere o interruptor do farol dian-
2. O farol alto e o farol baixo funcionam corretamente? teiro alto.
a. Sim. Vá para Prova 2.
2. O farol alto e o farol baixo funcionam corretamente?
b. Não. Veja 5.7 FARÓIS DIANTEIROS, DTC B2131, a. Sim. Vá para Prova 2.
B2132, B2133, B2134, B2136, B2137, B2138 E
B2139. b. Não. Veja 5.7 FARÓIS DIANTEIROS, DTC B2131,
B2132, B2133, B2134, B2136, B2137, B2138 E
2. Teste do circuito do indicador de farol B2139.
alto
2. Teste do circuito do indicador de farol
1. Com a ignição DESLIGADA, desconecte o velocímetro
alto
[39].
1. Com a ignição DESLIGADA, desconecte o velocímetro
2. LIGUE a ignição. [39].
3. O indicador de farol alto acende? 2. LIGUE a ignição.
a. Sim. FXCWC. Substitua o chicote de fios do indi-
cador. (5191) 3. Conecte o terminal 4 [39B] ao terra

b. Sim. Exceto FXCWC. Vá para Prova 3. 4. O indicador de farol alto acende?


a. Sim. Substitua o velocímetro. Veja o Manual de ser-
c. Não. Substitua o velocímetro. Veja o Manual de ser- viço. (6020)
viço. (6020)
b. Não. FXCWC. Substitua o chicote de fios do indi-
3. Teste de curto-circuito com o terra no cador. Veja o Manual de serviço. (5191)
circuito do indicador de farol alto c. Não. Exceto FXCWC. Vá para Prova 3.
1. Desconecte [21].
3. Teste de abertura do circuito do indicador
2. Teste a continuidade entre o terminal 2 [21B] e o terra.
de farol alto
3. Existe continuidade? 1. Desconecte [21].
a. Sim. Repare o curto-circuito com o terra no fio
azul/branco (BE/W) entre [21B] e [39B]. (5041) 2. Conecte a BREAKOUT BOX (peça N.o HD-42682) e os
ADAPTADORES DA BREAKOUT BOX (peça
b. Não. Substitua o chicote de fios do indicador. Veja o N.o HD-46601) entre o chicote de fios [39B] e o velocí-
Manual de serviço. (5191) metro [39A]. Veja 1.2 FERRAMENTAS DE DIAGNÓS-
TICO.
3. Teste a continuidade entre o terminal 2 [21B] e o terminal
4 da breakout box.
4. Existe continuidade?
a. Sim. Substitua o chicote de fios do indicador. Veja o
Manual de serviço. (5191)

Diagnósticos Softail ano 2011: Instrumentos 4-17


PÁGINA INICIAL

b. Não. Repare a abertura no fio azul/branco (BE/W) INDICADOR DOS PISCAS INOPERANTE
entre [21B] e [39B]. (5041)
PEÇA N.o NOME DA FERRAMENTA
LÂMPADA INDICADORA DO PISCA SEMPRE HD-42682 BREAKOUT BOX
ACESA HD-46601 ADAPTADORES DA BREAKOUT BOX

Tabela 4-16. Diagnóstico de Falha – Lâmpada indicadora


Tabela 4-17. Diagnóstico de falhas – Indicadore dos
do pisca sempre acesa
piscas inoperante
POSSÍVEIS CAUSAS
POSSÍVEIS CAUSAS
Defeito no indicador
Defeito no indicador
Curto-circuito com o terra no circuito do pisca
Circuito do pisca aberto
Mau funcionamento do velocímetro
Mau funcionamento do velocímetro
1. Teste de funcionamento do pisca
1. Teste de funcionamento do pisca
1. Com a ignição LIGADA, acione as luzes dos piscas.
1. Com a ignição LIGADA, acione as luzes dos piscas.
2. Os piscas funcionam?
2. Os piscas funcionam?
a. Sim. Vá para Prova 2.
a. Sim. Vá para Prova 2.
b. Não. Veja 5.3 PISCAS.
b. Não. Veja 5.3 PISCAS.
2. Teste do circuito do indicador do pisca
2. Teste do circuito do indicador do pisca
1. Com a ignição DESLIGADA, desconecte o velocímetro
1. Com a ignição DESLIGADA, desconecte o velocímetro
[39].
[39].
2. LIGUE a ignição.
2. LIGUE a ignição.
3. O indicador do pisca acende?
3. Conecte o terminal 10 do [39B] (esquerdo) ou o terminal
a. Sim. FXCWC. Substitua o chicote de fios do indi- 12 (direito) para o terra.
cador. Veja o Manual de serviço. (5191)
4. O indicador do pisca acende?
b. Sim. Exceto FXCWC. Vá para Prova 3.
a. Sim. Substitua o velocímetro. Veja o Manual de ser-
c. Não. Substitua o velocímetro. Veja o Manual de ser- viço. (6020)
viço. (6020)
b. Não. FXCWC. Substitua o chicote de fios do indi-
cador. Veja o Manual de serviço. (5191)
3. Teste de curto-circuito com o terra no
circuito do indicador do pisca c. Não. Exceto FXCWC. Vá para Prova 3.

1. Desconecte [21]. 3. Teste de abertura do circuito do indicador


2. Teste a continuidade entre o terminal 1 [21B] e o terra do pisca
(esquerdo) ou terminal 4 do [21B] e o terra (direito).
1. Desconecte [21].
3. Existe continuidade?
2. Conecte a BREAKOUT BOX (peça N.o HD-42682) e os
a. Sim. Repare o curto-circuito para o terra no (azul/rosa ADAPTADORES DA BREAKOUT BOX (peça
[BE/PK]) (esquerdo) ou (azul/laranja [BE/O]) (direito) N.o HD-46601) entre o chicote de fios [39B] e o velocí-
entre [21B] e [39B]. (5041)
metro [39A]. Veja 1.2 FERRAMENTAS DE DIAGNÓS-
b. Não. Substitua o chicote de fios do indicador. Veja o TICO.
Manual de serviço. (5191)
3. Teste a continuidade entre o terminal 1 [21B] e o terminal
10 da breakout box (esquerdo) ou entre o terminal 4 do
[21B] e o terminal 12 da breakout box (direito).
4. Existe continuidade?
a. Sim. Substitua o chicote de fios do indicador. Veja o
Manual de serviço. (5191)
b. Não. Repare o circuito aberto no (azul/rosa [BE/PK])
(esquerdo) ou (azul/laranja [BE/O]) (direito) entre
[21B] e [39B]. (5041)

4-18 Diagnósticos Softail ano 2011: Instrumentos


PÁGINA INICIAL

INDICADORES 4.6
TEORIA DA OPERAÇÃO • Mau funcionamento do emissor ou do indicador de com-
bustível.
Com a ignição LIGADA, o indicador de combustível recebe 12
V através do circuito de luzes de trafegar. A corrente flui • Fio para o indicador de combustível inoperante ou desco-
através do indicador e do resistor variável na unidade emissora nectado.
do indicador de combustível para o terra. A bóia da unidade • Conexões no indicador de combustível que estejam cor-
emissora controla a quantidade de resistência no resistor roídas.
variável.
Use o 4.6 INDICADORES, Teste do indicador de combustível
O não funcionamento dos Indicadores pode ser causado por e do emissor para testar os componentes suspeitos.
varias circunstâncias
• Emissor ou indicador de combustível não aterrado.

em00839
BCM

Chicote de

Alimentação da bomba
fios

Alimentação da luz
principal

de combustível

de trafegar
R

1 F4 J3 [242A]
Bateria 15 F4 J3 [242B]
A

R/BN

BE
2 [64B]
BE
Chicote de
fios principal
R/O

Bomba de
[141B] [141A] combustível
e emissor
Alimentação da bomba
R/BN A A de combustível
W/Y B B Emissor do nível
de combustível
BK/GN C C Terra do emissor
BK D D Terra da bomba
FXCWC
R/O 6 6 R/O

W/Y 4 4 W/Y
BK/GN 3 3 BK/GN

[20A] [20B] R/O


W/Y
BK/GN

BK/GN
W/Y
R/O

R/O
5 7 9 [39B]
5 7 9 [39A] W/Y
BK/GN [117B] [117A] Indicador de
Fusível da bateria

Nível de combustível
Terra

Exceto
FXCWC combustível
BE 1 1 O Alimentação da luz
de trafegar
W/Y 2 2 Y Emissor do nível de
BK/GN

combustível
W/Y
R/O

BK/GN 4 4 BK Terra

Velocímetro
5 7 9 [39B]
5 7 9 [39A]
Fusível da bateria

Nível de combustível
Terra

Velocímetro

Figura 4-12. Circuito do sensor de combustível

Diagnósticos Softail ano 2011: Instrumentos 4-19


PÁGINA INICIAL

TESTE DO INDICADOR DE COMBUSTÍVEL ed02888


E DO EMISSOR
PEÇA N.o NOME DA FERRAMENTA
HD-41404-C KIT DE TESTE DO CONECTOR DO
CHICOTE DE FIOS

1. Teste do indicador de combustível


1. Remova o indicador de combustível.
2. Desconecte a bomba de combustível e o emissor [141].
3. Usando o KIT DE TESTE DO CONECTOR DO CHICOTE
DE FIOS (peça N.o HD-41404-C), conecte o terminal B
do [141B] com um fio jumper para o terra.
4. LIGUE a ignição.
Figura 4-13. Conector do indicador de combustível
5. O indicador de combustível indica cheio?
a. Sim. Vá para Prova 2.
INDICADOR DE COMBUSTÍVEL
b. Não. Vá para Prova 3.
INOPERANTE
2. Teste da unidade emissora PEÇA N.o NOME DA FERRAMENTA
1. Meça a resistência entre os terminais B [141A] e C. HD-41404-C KIT DE TESTE DO CONECTOR DO
2. A resistência está dentro da faixa especificada? Veja CHICOTE DE FIOS
Tabela 4-18.
a. Sim. Sistema operando apropriadamente. Tabela 4-19. Diagnóstico de falhas – Indicador de
combustível inoperante
b. Não. Substitua o emissor de combustível. Veja o
Manual de serviço. POSSÍVEIS CAUSAS
Abertura no circuito de alimentação
Tabela 4-18. Valores de resistência do emissor de Abertura no circuito de terra
combustível Defeito no indicador de combustível
Nível de combustível Resistência
Cheio 27 a 40 ohm 1. Teste de tensão da ignição
Metade cheio 97 a 118 ohm 1. Desconecte o indicador de combustível [117].
Vazio 240 a 264 ohm 2. LIGUE a ignição.

3. Teste do circuito do indicador de 3. Usando o KIT DE TESTE DO CONECTOR DO CHICOTE


DE FIOS (peça N.o HD-41404-C) e um multímetro, teste
combustível a tensão da bateria entre o terminal 1 [117B] e o terra.
1. LIGUE a ignição.
4. Existe tensão da bateria presente?
2. Verifique se há tensão entre os terminais 1 e 4 [117B]. a. Sim. Vá para Prova 2.
3. Existe tensão da bateria presente? b. Não. Repare a abertura no fio azul (BE). (5041)
a. Sim. Substitua o indicador de combustível. Veja o
Manual de serviço. 2. Teste do circuito de terra
b. Não. Repare a abertura no fio azul (BE) ou 1. Teste a tensão da bateria entre os terminais 1 e 4 [117B].
preto/verde (BK/GN). 2. Existe tensão da bateria presente?
a. Sim. Substitua o indicador de combustível. Veja o
Manual de serviço. (6047)
b. Não. Repare a abertura no circuito de terra. (5041)

4-20 Diagnósticos Softail ano 2011: Instrumentos


ÍNDICE

ASSUNTO........................................................................................................................ PÁGINA N.o


5.1 ACESSÓRIOS, DTC B2112, B2113 E B2114............................................................................5-1
5.2 BUZINA, DTC B2126, B2127, B2128 E B2129.........................................................................5-4
5.3 PISCAS......................................................................................................................................5-7
5.4 DTC B1101 E B1151................................................................................................................5-11
5.5 DTC B2141, B2143, B2144, B2146, B2148 E B2149..............................................................5-14

ACESSÓRIOS, BUZINA, ILUMINAÇÃO E SEGURANÇA


5.6 DTC B2151, B2153, B2154, B2156, B2158 E B2159..............................................................5-19
5.7 FARÓIS DIANTEIROS, DTC B2131, B2132, B2133, B2134, B2136, B2137, B2138 E B2139.5-27
5.8 LÂMPADAS DO FREIO, DTC B2161, B2163, B2164 E B2223...............................................5-33
5.9 DTC B1103, B1153, B2250, B2251, B2252, B2253, B2254, B2260, B2261, B2262, B2263 E
B2270.............................................................................................................................................5-38
5.10 LÂMPADAS DE TRAFEGAR, DTC B2107, B2108, B2109, B2166, B2168 E B2169............5-41
5.11 SISTEMA DE SEGURANÇA..................................................................................................5-49
5.12 CONTROLE REMOTO (KEY FOB).......................................................................................5-52
5.13 SIRENE..................................................................................................................................5-53
5.14 FUNÇÕES E CONFIGURAÇÕES DE SERVIÇO E EMERGÊNCIA.....................................5-54
5.15 DTC B2172 E B2173.............................................................................................................5-57
5.16 FALHA EM DESATIVAR, DTC B2176, B2177 E B2178........................................................5-61
5.17 DTC B2218............................................................................................................................5-66
NOTAS
PÁGINA INICIAL

ACESSÓRIOS, DTC B2112, B2113 E B2114 5.1


DESCRIÇÃO E OPERAÇÃO pode ser duplicado, verifique se não foi um dispositivo pós-
venda que causou o problema.
O circuito P&A da bateria é conectado à corrente da bateria
através do fusível principal de 40 A. Esse circuito pode ser
ed03157
usado para fornecer alimentação para sistemas adicionais da 1 2 3
motocicleta. O circuito P&A vai do fusível ao terminal 6 do
conector do DLC. 10
Há também um circuito de alimentação dos acessórios do 9
terminal M2 do BCM que vai até a iluminação traseira e os 4
conectores do DLC. Este circuito é energizado pelo BCM 8 6
quando a ignição estiver na posição acessórios (ACC) ou
LIGADA.

Tabela 5-1. Descrição do código

DTC DESCRIÇÃO 5
7
B2112 Saída dos acessórios em curto-circuito
alto
B2113 Saída dos acessórios em curto-circuito 1. Negativo da bateria
2. Bateria
baixo
3. Chicote de fios da lâmpada traseira até o chicote de
B2114 Saída dos acessórios sobrecarregada fios principal [7]
4. Bloco de fusíveis [64]
Condições para definição 5. ECM [78] exceto FXCWC
6. DLC [91]
O circuito dos acessórios normalmente tem alimentação 7. Positivo da bateria
quando a ignição estiver LIGADA ou na posição acessórios 8. Terra [TERRA 1]
(ACC). Se o circuito dos acessórios tiver alimentação quando 9. Terra [TERRA 2]
a ignição estiver DESLIGADA, então o DTC B2112 será defi- 10. Antena de segurança [209]
nido.
Figura 5-1. Debaixo do assento
O DTC B2114 será definido se o circuito dos acessórios puxar
mais do que 15 A.
Os outros DTCs do circuito dos acessórios serão definidos se Informações sobre o conector
o BCM os identificar com a ignição LIGADA ou na posição Para obter informações adicionais sobre os conectores pre-
acessórios (ACC). sentes nos gráficos e procedimentos de diagnóstico a seguir,
inclusive a cor das pontas dos terminais do kit de teste do
Dicas de diagnóstico chicote de fios, veja B.1 CONECTORES.
Este circuito pode ser usado para acessórios ou sistemas pós-
venda para o veículo. Se um código estiver definido e não

Diagnósticos Softail ano 2011: Acessórios, buzina, iluminação e segurança 5-1


PÁGINA INICIAL

em00846 BCM

Alimentação da bomba de combustível


Entrada do pressostato de óleo

Alimentação da luz de trafegar/


Lâmpada

Alimentação da luz de trafegar


Lâmpada
traseira

Alimentação de acessórios
traseira/freio

Alimentação do sistema

Corrente da bateria
neblina dianteira
O/W

O/W
BE

BE
HDI

HDI
2 1 [93B] [242A] E3 F4 J3 L3 L4 M2 1 [259A]
2 1 [93A] [242B] E3 F4 J3 L3 L4 M2 1 [259B]
O/W
BE

Placa de

R/GN
W/O
R/BN

R/Y
BE/BK
BE

R
circuito
2 1 [40B] Distribuição de
1 3 [94A] R alimentação
2 1 [40A] da bateria
1 3 [94B]
[120A] [120B]

R/Y
BE/BK
BE

BE/BK
BE

Pressostato W/O
1 1
de óleo

[141A] [141B] (FXCWC) [91A]

R/Y

R/Y
(FLSTN) (exceto FLSTN)
Bomba de R/Y
combustível
A A R/BN R/Y 5 DLC
BE/BK

R/Y R/Y
BE

(exceto FXCWC)
[38A] [38B]
2 7 [7B]
Lâmpada
2 7 [7A] BE/BK 1 1 O/W 1 1 de
posição
R/Y
BE

O/W
[29B] [29A]
[179B] [179A]
(exceto FXCWC) 1 [32A]
BE R/GN 1 1
1 [32B]
BE
BE

Escape ativo

BK
BE
(FXCWC) Lâmpada
1 1 BK
BE

da ponta

[117B] 1
[95B] [95A] [143A] [143B]
BE

BE

BE

BE

[117A] 1 R/GN A A
1 5 7 12 [7B]
Solenóide
O

(EUA) (HDI) de purga


[178B] [178A]
1 7 12 [7A] 12 [7A] Admis-
R/GN 1 1 são
Indicador de
combustível ativa
W

W
R

[84A] [84B]
BE

BE

A A R/GN
Injetor de combustível
[78B] [78A]
Módulo de Módulo da
[31A] 3 4
iluminação iluminação dianteiro
[31B] 3 4 da placa de da placa de R/GN 13 13 ECM
identificação identificação [85A] [85B]
do veículo do veículo e
BE

BE

lâmpada
traseira/ A A R/GN
freio Injetor de combustível
traseiro
Módulo
do pisca
Lâmpada esquerdo
R/GN

do pisca traseiro/
dianteiro freio
direito A [83B]
A [83A]

Lâmpada Módulo
do pisca do pisca Bobina de
dianteiro direito ignição
esquerdo traseiro/
freio

Figura 5-2. Distribuição de alimentação da ignição e acessório

5-2 Diagnósticos Softail ano 2011: Acessórios, buzina, iluminação e segurança


PÁGINA INICIAL

DTC B2112 1. Teste de curto-circuito com o terra do


PEÇA N.o NOME DA FERRAMENTA
circuito de alimentação dos acessórios
1. Conecte a BREAKOUT BOX (peça N.o HD-50390-1) e o
HD-41404-C KIT DE TESTE DE CONECTORES DO
CHICOTE DE FIOS CABO DO BCM (peça N.o HD-50390-2) ao chicote de fios
[242B] deixando o BCM [242A] desconectado. Veja
1.2 FERRAMENTAS DE DIAGNÓSTICO.
Tabela 5-2. Diagnóstico de falhas – DTC B2112
2. Verifique se o CHICOTE DE SOBREPOSIÇÃO DO BCM
POSSÍVEIS CAUSAS (peça N.o HD-50390-2-P) está na posição na breakout
Curto-circuito com a bateria no circuito de alimentação dos box.
acessórios 3. Meça a resistência entre o terminal M2 da breakout box
Mau funcionamento do BCM e o terra.
4. A resistência é menor que 2 ohm?
1. Teste de curto-circuito com a tensão do
a. Sim. Vá para Prova 2.
circuito de alimentação dos acessórios
1. DESLIGUE a ignição. b. Não. O problema é intermitente. Veja
1.3 DIAGNÓSTICOS E SOLUÇÃO DE PROBLEMAS,
2. Usando o KIT DE TESTE DE CONECTORES DO CHI- Teste de firmeza.
COTE DE FIOS (peça N.o HD-41404-C), teste a tensão
entre o terminal 5 do DLC [91A] e o terra. 2. Teste do circuito dos acessórios
3. Existe tensão da bateria presente? 1. Inspecione para quaisquer acessórios conectados ao cir-
a. Sim. Repare o curto-circuito com a tensão no fio cuito dos acessórios.
vermelho/amarelo (R/Y). 2. Desconecte quaisquer acessórios no circuito.
b. Não. Vá para Prova 2. 3. Meça a resistência entre o terminal M2 da breakout box
e o terra.
2. Teste do BCM
4. A resistência é menor que 2 ohm?
1. Limpe o DTC. Veja 2.1 DIAGNÓSTICO INICIAL, Auto-
a. Sim. Repare o curto-circuito com o terra no fio ver-
diagnóstico do odômetro.
melho/amarelo (R/Y).
2. LIGUE e DESLIGUE a ignição.
b. Não. Vá para Prova 3.
3. Verifique a existência de DTCs.
4. O DTC retornou?
3. Teste do BCM
a. Sim. Substitua o BCM. Veja o Manual de serviço. 1. Deixe todos os acessórios pós-venda desconectados.

b. Não. O problema é intermitente. Dispositivos 2. Conecte o BCM [242A].


acessórios podem ter causado o DTC ter sido defi- 3. Limpe o DTC. Veja 2.1 DIAGNÓSTICO INICIAL, Auto-
nido. Inspecione e repare conforme necessário. diagnóstico do odômetro.

DTC B2113 E B2114 4. LIGUE a ignição.


5. O DTC retornou?
PEÇA N.o NOME DA FERRAMENTA
a. Sim. Substitua o BCM. Veja o Manual de serviço.
HD-50390-1 BREAKOUT BOX
b. Não. Os dispositivos acessórios podem ter causado
HD-50390-2 CABO DO BCM
o DTC ter sido definido. Inspecione e repare conforme
HD-50390-2-P CHICOTE DE SOBREPOSIÇÃO DO necessário.
BCM

Tabela 5-3. Diagnóstico de falhas – DTC B2113 e B2114

POSSÍVEIS CAUSAS
O circuito de alimentação dos acessórios consome corrente
excessiva
Curto-circuito com o terra no circuito de alimentação dos
acessórios
Mau funcionamento do BCM

Diagnósticos Softail ano 2011: Acessórios, buzina, iluminação e segurança 5-3


PÁGINA INICIAL

BUZINA, DTC B2126, B2127, B2128 E B2129 5.2


DESCRIÇÃO E OPERAÇÃO
ed01961
A buzina é alimentada pelo BCM do terminal E4 e aterrada
através do TERRA 2. Quando o interruptor da buzina for
pressionado, um sinal CAN é enviado para o BCM. O BCM
então fornece alimentação para a buzina no fio vermelho/vio-
leta (R/V).
O interruptor da buzina é um interruptor com botão de pressão
nos controles do lado esquerdo do guidom. O LHCM envia um 1
sinal ao BCM no barramento CAN quando o interruptor da
buzina for pressionado. O interruptor da buzina está diagnos-
ticado com os outros interruptores nos controles manuais. Veja
5.9 DTC B1103, B1153, B2250, B2251, B2252, B2253, B2254,
B2260, B2261, B2262, B2263 E B2270.
NOTA
Se o botão da buzina for pressionado por mais do que
10 segundos, o BCM irá automaticamente desativar a buzina
para protegê-la de danos. Todas as leituras da saída da buzina
do BCM têm que ser executadas dentro de 10 segundos após
o botão ter sido pressionado.
Veja Figura 5-3 e Figura 5-4. A buzina fica no lado esquerdo 2
do veículo entre os cilindros (exceto FXCWC) ou entre os tubos
dianteiros da estrutura (FXCWC).
1. Sensor ET [90]
2. Buzina [122]
Tabela 5-4. Descrição do código
Figura 5-4. Buzina e sensor ET
DTC DESCRIÇÃO
B2126 Saída da buzina aberta
Condições para definição
B2127 Saída da buzina em curto-circuito alto
O interruptor da buzina poderá ter que ser pressionado para
B2128 Saída da buzina em curto-circuito baixo
tentar ativar a buzina de modo a definir estes DTCs. O DTC
B2129 Saída da buzina sobrecarregada B2126 será definido se o circuito da buzina puxar menos do
que 350 miliampères. O DTC B2129 será definido se o circuito
da buzina puxar mais do que 5 A.
ed01972
Dicas de diagnóstico
Um código não será definido se o interruptor da buzina estiver
sempre aberto. Se a buzina não funcionar quando o interruptor
for pressionado, mas os outros interruptores no LHCM fun-
cionam normalmente, veja 5.9 DTC B1103, B1153, B2250,
B2251, B2252, B2253, B2254, B2260, B2261, B2262, B2263
E B2270.

Informações sobre o conector


Para obter informações adicionais sobre os conectores pre-
sentes nos gráficos e procedimentos de diagnóstico a seguir,
inclusive a cor das pontas dos terminais do kit de teste do
1 2 chicote de fios, veja B.1 CONECTORES.

1. Buzina [122]
2. Buzina

Figura 5-3. Buzina: FXCWC

5-4 Diagnósticos Softail ano 2011: Acessórios, buzina, iluminação e segurança


PÁGINA INICIAL

em00856 Módulo de
controle
esquerdo

Interruptor
da buzina

W/R

W/BK
[24B] [24A]

W/BK 3 3 W/R W/R D2 D2


W/R 4 4 W/BK W/BK E2 E2
BCM

TERRA 1 BK R/V E4 E4

BK

R/V
BK
[122B-2] 1 1 [122B-1]
Terras do chassi [122A-2] 1 1 [122A-1]

Buzina

Figura 5-5. Buzina

DTC B2126 2. Teste abertura do circuito de terra


PEÇA N.o NOME DA FERRAMENTA 1. Enquanto pressionando o interruptor da buzina, teste a
tensão entre o terminal 1 [122B-1] e o terra.
HD-41404-C KIT DE TESTE DE CONECTORES DO
CHICOTE DE FIOS NOTA
Se o botão da buzina for pressionado por mais do que
HD-50390-1 BREAKOUT BOX 10 segundos, o BCM irá automaticamente desativar a buzina
HD-50390-2 CABO DO BCM para protegê-la de danos. Todas as leituras da saída da buzina
HD-50390-2-P CHICOTE DE SOBREPOSIÇÃO DO do BCM têm que ser executadas dentro de 10 segundos após
BCM o botão ter sido pressionado.
2. Existe tensão da bateria presente?
Tabela 5-5. Diagnóstico de falhas – DTC B2126 a. Sim. Repare a abertura no circuito terra preto (BK).

POSSÍVEIS CAUSAS b. Não. Vá para Prova 3.


Circuito de terra da buzina aberto
3. Teste de abertura do circuito de
Circuito de alimentação da buzina aberto
alimentação
Mau funcionamento da buzina
1. Conecte a BREAKOUT BOX (peça N.o HD-50390-1) e o
Mau funcionamento do BCM CABO DO BCM (peça N.o HD-50390-2) entre o chicote
de fios [242B] e o BCM [242A]. Veja 1.2 FERRAMENTAS
1. Teste da buzina DE DIAGNÓSTICO.
1. Desconecte a buzina [122]. 2. Verifique se o CHICOTE DE SOBREPOSIÇÃO DO BCM
2. LIGUE a ignição. (peça N.o HD-50390-2-P) está na posição na breakout
box.
3. Usando o KIT DE TESTE DE CONECTORES DO CHI-
COTE DE FIOS (peça N.o HD-41404-C), teste a tensão 3. Enquanto pressionando o interruptor da buzina, teste a
entre [122B-1] e [122B-2] enquanto pressionando o inter- tensão entre o terminal E4 da breakout box e o terra.
ruptor da buzina. 4. Existe tensão da bateria presente?
4. Existe tensão da bateria presente? a. Sim. Repare a abertura no fio vermelho/violeta (R/V).
a. Sim. Substitua a buzina. Veja o Manual de serviço. b. Não. Substitua o BCM. Veja o Manual de serviço.
b. Não. Vá para Prova 2.

Diagnósticos Softail ano 2011: Acessórios, buzina, iluminação e segurança 5-5


PÁGINA INICIAL

DTC B2127 3. Verifique os DTCs. Veja 2.1 DIAGNÓSTICO INICIAL,


Auto-diagnóstico do odômetro.
PEÇA N.o NOME DA FERRAMENTA
4. O DTC B2127 foi definido?
HD-50390-1 BREAKOUT BOX a. Sim. Substitua o BCM. Veja o Manual de serviço.
HD-50390-2 CABO DO BCM
b. Não. O problema é intermitente. Veja
HD-50390-2-P CHICOTE DE SOBREPOSIÇÃO DO 1.3 DIAGNÓSTICOS E SOLUÇÃO DE PROBLEMAS,
BCM Teste de firmeza.
HD-50423 FERRAMENTA DE EXTRAÇÃO DE
TERMINAL DE 0,6 MM DTC B2128 E B2129
PEÇA N.o NOME DA FERRAMENTA
Tabela 5-6. Diagnóstico de falhas – DTC B2127
HD-41404-C KIT DE TESTE DE CONECTORES DO
POSSÍVEIS CAUSAS CHICOTE DE FIOS
Curto-circuito com a tensão no circuito de alimentação da
buzina Tabela 5-7. Diagnóstico de falhas – DTC B2128 e B2129
Mau funcionamento do BCM POSSÍVEIS CAUSAS

1. Teste de curto-circuito com a tensão do A buzina acessória está sobrecarregando o circuito


circuito de alimentação da buzina Curto com o terra no circuito de alimentação da buzina

1. Com a ignição DESLIGADA, desconecte o BCM [242]. Mau funcionamento da buzina


Mau funcionamento do BCM
2. Usando a FERRAMENTA DE EXTRAÇÃO DE TERMINAL
DE 0,6 MM (peça N.o HD-50423), remova o terminal E4
1. Teste do circuito da buzina
do conector do chicote de fios do BCM [242B].
1. Desconecte a buzina [122].
3. Conecte a BREAKOUT BOX (peça N.o HD-50390-1) e o
CABO DO BCM (peça N.o HD-50390-2) entre o chicote 2. Desconecte o BCM [242].
de fios [242B] e o BCM [242A]. Veja 1.2 FERRAMENTAS 3. Usando o KIT DE TESTE DE CONECTORES DO CHI-
DE DIAGNÓSTICO. COTE DE FIOS (peça N.o HD-41404-C), teste se há
4. Verifique se o CHICOTE DE SOBREPOSIÇÃO DO BCM continuidade entre o terminal 1 [122B-1] e o terra.
(peça N.o HD-50390-2-P) está na posição na breakout 4. Existe continuidade?
box.
a. Sim. Repare o curto-circuito com o terra no fio ver-
5. LIGUE a ignição. melho/violeta (R/V).
6. Teste a tensão entre o terminal E4 extraído e o terra. b. Não. Vá para Prova 2.
7. Existe tensão?
2. Teste do DTC
a. Sim. Repare o curto-circuito com a tensão no fio
vermelho/violeta (R/V) do circuito de alimentação da 1. Conecte [242].
buzina. 2. Limpe o DTC. Veja 2.1 DIAGNÓSTICO INICIAL, Auto-
b. Não. Vá para Prova 2. diagnóstico do odômetro.
3. LIGUE a ignição.
2. Teste do DTC
4. Verifique os DTCs. Veja 2.1 DIAGNÓSTICO INICIAL,
1. Limpe os DTCs. Veja 2.1 DIAGNÓSTICO INICIAL, Auto- Auto-diagnóstico do odômetro.
diagnóstico do odômetro.
5. O DTC é reinicializado?
2. LIGUE a ignição.
a. Sim. Substitua o BCM. Veja o Manual de serviço.
b. Não. Substitua a buzina. Veja o Manual de serviço.

5-6 Diagnósticos Softail ano 2011: Acessórios, buzina, iluminação e segurança


PÁGINA INICIAL

PISCAS 5.3
DESCRIÇÃO E OPERAÇÃO Cancelamento automático
O BCM controla as funções dos piscas, incluindo as lâmpadas Pressione o interruptor do pisca esquerdo ou direito para ativar
de pisca-alerta e o recurso de cancelamento do pisca. O BCM o cancelamento automático do pisca. Não é necessário manter
tem controles separados para cada um dos piscas. Este fato o interruptor do pisca pressionado ao se aproximar da curva.
permite o BCM definir DTCs para cada pisca separadamente. O BCM não cancelará o sinal antes que a virada esteja efeti-
vamente concluída.
Os piscas dianteiros são controlados de duas maneiras dife-
rentes, dependendo da orientação da fiação dos piscas dian- • Quando o interruptor do pisca é liberado, o sistema
teiros. Se os piscas dianteiros tiveram a fiação do LHCM e o começa uma contagem até 20. Enquanto o veículo estiver
RHCM, então a alimentação e o terra para o pisca vêm do se deslocando a mais de 13 km/h (8 mi/h), o pisca sempre
LHCM ou do RHCM. O BCM somente controla a taxa da pis- será cancelado depois de 20 piscadas, se o sistema não
cagem do pisca através do envio de uma mensagem no barra- reconhecer nenhuma outra entrada.
mento CAN aos módulos dos controles manuais. • Se a velocidade do veículo cair para 13 km/h (8 mi/h) ou
Se os piscas dianteiros não tiveram a fiação do LHCM e o menos, incluindo parada, os piscas continuarão a piscar.
RHCM, então o BCM controla os piscas dianteiros, tanto A contagem será retomada quando a velocidade do veí-
quanto os piscas traseiros. Nesta configuração, o BCM envia culo alcançar 13 km/h (8 mi/h)e será cancelada automati-
a alimentação aos piscas diretamente no fio específico de camente quando a contagem total for igual a 20, como
cada pisca. O BCM tem DTCs de piscas diferentes depen- indicado acima.
dendo de qual configuração está no veículo.
• Os piscas podem cancelar dentro de dois segundos após
completar a virada, dependendo do angulo de inclinação
ed03166 do veículo durante a virada. Um acelerômetro dentro do
BCM cancela o sinal depois que o veículo volta à posição
1 3 vertical.
2
NOTA
A função de cancelamento do ângulo de inclinação tem um
recurso de calibragem automática. Dirija o veículo por 0,4 km
(0,25 milhas) a velocidades fixas (em posição vertical) para
calibrar o sistema. O desempenho da função de ângulo de
inclinação pode não ser perfeita até que essa calibragem seja
executada. Essa auto-calibragem é executada automatica-
mente sempre que o veículo é ligado e dirigido.

Pisca-alerta piscando
Use o método a seguir para ativar o pisca-alerta:
1. Controles manuais do lado direito [22-1]
2. Controles manuais do lado direito [22-2] 1. Com o interruptor de ignição na posição LIGADO ou
3. Piscas dianteiros [31] acessórios (ACC), pressione o interruptor do pisca-alerta.
Figura 5-6. Abaixo do tanque de combustível, lado direito NOTA
Para ativar ou desativar o pisca-alerta no veículo equipado
com o sistema de segurança, o controle remoto (FOB) tem
Em qualquer das duas configurações, o LHCM e o RHCM que estar dentro do raio de alcance do veículo.
enviam mensagens ao BCM no barramento CAN quando
qualquer dos interruptores dos piscas ou o interruptor do pisca- 2. Gire o interruptor da ignição para DESLIGADO (o sistema
alerta for pressionado. O BCM também definirá códigos se de segurança será ativado, se equipado). O pisca-alerta
determinar que há um interruptor emperrado na posição continuará piscando por duas horas.
pressionada por mais do que dois minutos. Os DTCs de 3. Para cancelar o pisca-alerta piscando, desative o sistema
interruptores estão diagnosticados juntos com os outros inter- de segurança, se equipado, gire o interruptor da ignição
ruptores dos módulos dos controles manuais. Veja 5.9 DTC para a posição LIGADA ou para a posição acessórios
B1103, B1153, B2250, B2251, B2252, B2253, B2254, B2260, (ACC) e pressione o interruptor do pisca alerta.
B2261, B2262, B2263 E B2270.
NOTA
Cancelamento manual Para ativar ou desativar o pisca-alerta no veículo equipado
Para parar de piscar os piscas, aperte brevemente o interruptor com o sistema de segurança, o controle remoto FOB tem que
dos piscas uma segunda vez. estar dentro do raio de alcance do veículo.

Se você estiver dando sinal para virar numa direção e apertar Este sistema permite que um veículo abandonado seja deixado
o interruptor do pisca oposto, o primeiro sinal será cancelado no modo de pisca-alerta e trancado até encontrar auxílio.
e o lado oposto começará a piscar. Se o sistema de segurança estiver desativado enquanto o
pisca-alerta estiver ativo, as luzes piscarão como segue:

Diagnósticos Softail ano 2011: Acessórios, buzina, iluminação e segurança 5-7


PÁGINA INICIAL

1. O BCM pára o modo de iluminação do pisca-alerta. O depois de uma conversão. O BCM desligará as lâmpadas do
veículo permanece por um segundo com os piscas apa- pisca, a alimentação dos acessórios e a ativação do motor de
gados. partida e desligará a ignição e a bomba de combustível se o
veículo estiver tombado. O odômetro exibirá “TIP” quando
2. O BCM executa a confirmação da desativação (1 piscada).
houver uma condição de tombamento presente.
3. O veículo permanece por um segundo com os piscas
apagados.
Reinicialização de tombamento
1. Retorne o veículo à posição vertical.
4. O veículo reinicia o modo de lampejamento do pisca-
alerta. 2. Alterne a ignição entre DESLIGADO – LIGADO antes de
religar o veículo.
Operação da detecção da condição de
tombamento Informações sobre o conector
O BCM usa um acelerômetro interno para monitorar a posição Para obter informações adicionais sobre os conectores pre-
do veículo. Sob condições de direção normais, o BCM usa o sentes nos gráficos e procedimentos de diagnóstico a seguir,
acelerômetro junto com a entrada de velocidade fornecida pelo inclusive a cor das pontas dos terminais do kit de teste do
ECM para saber quando cancelar automaticamente os piscas chicote de fios, veja B.1 CONECTORES.

5-8 Diagnósticos Softail ano 2011: Acessórios, buzina, iluminação e segurança


PÁGINA INICIAL

em00875
Pisca dianteiro Fusível da Pisca dianteiro
esquerdo bateria direito

R/O
BE

BK

BE

BK
V

V
Interruptor do
Interruptor pisca-alerta
LHCM do pisca RHCM
esquerdo Interruptor do
pisca direito
W/R

W/BK

W/R
R/O

W/BK

R/O
BK

BK
[24B] [24A] [22A-1] [22B-1]

W/BK 4 4 W/BK W/BK 4 4 W/BK


W/R 3 3 W/R W/R 3 3 W/R
BK 2 2 BK/GN BK/GN 2 2 BK
R/O 1 1 R/O R/O 1 1 R/O

W/BK

W/R
BCM Velocímetro
CAN alto D2 D2 W/R W/R 1 1 W/R W/R 2 2 CAN alto

CAN baixo E2 E2 W/BK W/BK 3 3 W/BK W/BK 8 8 CAN baixo

Pisca traseiro direito K2 K2 BE/BN BE/O 12 12 Indicador do pisca direito

Pisca traseiro esquerdo K4 K4 BE/V BE/PK 10 10 Indicador do pisca esquerdo

[39B] [39A]

BE/PK Pisca
R/O esquerdo Lâmpadas
BE/O indicadoras
Pisca
direito
R/O 6 6 R/O R/O

[20B] [20A]
BK/GN

TERRA 1
BK

TERRA 2
BE/BN

BE/V
BK

BK

3 4 9 10 [7B]
EUA HDI

3 4 9 10 [7A] 3 4 9 10 [7A]
GN

GN
BK

BK

BK

BK
R

Módulo Módulo Módulo Módulo


do pisca do pisca do pisca do pisca
direito esquerdo direito esquerdo
traseiro/ traseiro/
freio freio

Figura 5-7. Circuito do pisca (FXCWC)

Diagnósticos Softail ano 2011: Acessórios, buzina, iluminação e segurança 5-9


PÁGINA INICIAL

NÃO IRÁ CANCELAR APÓS A CONCLUSÃO 2. O BCM está configurado corretamente?


DA CURVA, SEM DTCS a. Sim. Vá para Prova 3.
b. Não. Selecione a configuração do veículo apropriada.
Tabela 5-8. Diagnóstico de falhas – Não irá cancelar após
a conclusão da curva, sem DTCs 3. Teste de cancelamento dos piscas
POSSÍVEIS CAUSAS 1. Opere o veículo a uma velocidade superior a 13 km/h
(8 mi/h) em linha reta.
Condições de auto cancelamento não preenchidas
2. Ative ambos os piscas.
Configuração incorreta
Mau funcionamento do BCM 3. Os piscas deverão ser cancelados depois de 20 piscadas.
4. Os piscas são cancelados?
1. Teste da montagem do BCM
a. Sim. Sistema operando apropriadamente.
1. Verifique se o BCM está montado corretamente.
b. Não. Vá para Prova 4.
2. O BCM está montado corretamente?
a. Sim. Vá para Prova 2. 4. Teste do velocímetro
b. Não. Monte corretamente. 1. O velocímetro registra a velocidade do veículo?
a. Sim. Substitua o BCM. Veja o Manual de serviço.
2. Teste de configuração correto
b. Não. Veja 2.1 DIAGNÓSTICO INICIAL.
1. Verifique se o BCM está configurado corretamente. Veja
5.14 FUNÇÕES E CONFIGURAÇÕES DE SERVIÇO E
EMERGÊNCIA.

5-10 Diagnósticos Softail ano 2011: Acessórios, buzina, iluminação e segurança


PÁGINA INICIAL

DTC B1101 E B1151 5.4


DESCRIÇÃO E OPERAÇÃO Condições para definição
Estes DTCs são específicos para veículos que tem a fiação Após limpar os DTCs, uma tentativa de operar o pisca inope-
dos piscas dianteiros vindo do LHCM e o RHCM. Se os piscas rante terá que ser executada para verificar se o DTC retornará.
não tiveram a fiação nesta configuração, um conjunto diferente
de códigos é usado para determinar o mau funcionamento do ed03166
circuito dos piscas. O LHCM e o RHCM controlam os piscas,
mas quaisquer DTCs relacionados aos piscas são reportados 1
pelo BCM. 2 3
NOTA
Antes de executar a resolução de problemas para erros dos
piscas, ative os pisca-alertas e deixe-os ligados por
10 segundos. Este e necessário para o BCM para validar a
configuração correta da iluminação dianteira e qual módulo
esteja atualmente controlando a iluminação.

Tabela 5-9. Descrição do código

DTC DESCRIÇÃO
B1101 Lâmpada do pisca do LHCM faltando 1. Controles manuais do lado direito [22-1]
B1151 Lâmpada do pisca do RHCM faltando 2. Controles manuais do lado direito [22-2]
3. Piscas dianteiros [31]

Figura 5-9. Debaixo do tanque de combustível, lado direito


ed03156
1
Informações sobre o conector
2
Para obter informações adicionais sobre os conectores pre-
sentes nos gráficos e procedimentos de diagnóstico a seguir,
inclusive a cor das pontas dos terminais do kit de teste do
chicote de fios, veja B.1 CONECTORES.

3
1. WSS dianteiro [167]
2. Controle esquerdo [24]
3. Farol dianteiro [38]
4. Interruptor da lâmpada auxiliar [109]

Figura 5-8. Debaixo do tanque de combustível, lado


esquerdo

Diagnósticos Softail ano 2011: Acessórios, buzina, iluminação e segurança 5-11


PÁGINA INICIAL

em00875
Pisca dianteiro Fusível da Pisca dianteiro
esquerdo bateria direito

R/O
BE

BK

BE

BK
V

V
Interruptor do
Interruptor pisca-alerta
LHCM do pisca RHCM
esquerdo Interruptor do
pisca direito
W/R

W/BK

W/R
R/O

W/BK

R/O
BK

BK
[24B] [24A] [22A-1] [22B-1]

W/BK 4 4 W/BK W/BK 4 4 W/BK


W/R 3 3 W/R W/R 3 3 W/R
BK 2 2 BK/GN BK/GN 2 2 BK
R/O 1 1 R/O R/O 1 1 R/O
W/BK

W/R
BCM Velocímetro
CAN alto D2 D2 W/R W/R 1 1 W/R W/R 2 2 CAN alto

CAN baixo E2 E2 W/BK W/BK 3 3 W/BK W/BK 8 8 CAN baixo

Pisca traseiro direito K2 K2 BE/BN BE/O 12 12 Indicador do pisca direito

Pisca traseiro esquerdo K4 K4 BE/V BE/PK 10 10 Indicador do pisca esquerdo

[39B] [39A]

BE/PK Pisca
R/O esquerdo Lâmpadas
BE/O indicadoras
Pisca
direito
R/O 6 6 R/O R/O

[20B] [20A]
BK/GN

TERRA 1
BK

TERRA 2
BE/BN

BE/V
BK

BK

3 4 9 10 [7B]
EUA HDI

3 4 9 10 [7A] 3 4 9 10 [7A]
GN

GN
BK

BK

BK

BK
R

Módulo Módulo Módulo Módulo


do pisca do pisca do pisca do pisca
direito esquerdo direito esquerdo
traseiro/ traseiro/
freio freio

Figura 5-10. Circuito do pisca (FXCWC)

5-12 Diagnósticos Softail ano 2011: Acessórios, buzina, iluminação e segurança


PÁGINA INICIAL

DTC B1101 E B1151 2. A lâmpada está boa?


a. Sim. Vá para Prova 2.
Tabela 5-10. Diagnóstico de falhas – DTC B1101 e B1151 b. Não. Substitua a lâmpada.
POSSÍVEIS CAUSAS
2. Teste de inspeção de soquete e fiação
Mau funcionamento da lâmpada
1. Inspecione o soquete da lâmpada e a fiação ao pisca para
Mau funcionamento do LHCM ou do RHCM danos ou conexões mal feitas.

1. Teste de lâmpada 2. Foi encontrado algum problema?


1. Inspecione a lâmpada do pisca inoperante. a. Sim. Faça o serviço conforme necessário.
b. Não. Substitua módulo do lado inoperante (LHCM ou
RHCM). Veja o Manual de serviço.

Diagnósticos Softail ano 2011: Acessórios, buzina, iluminação e segurança 5-13


PÁGINA INICIAL

DTC B2141, B2143, B2144, B2146, B2148 E


B2149 5.5
DESCRIÇÃO E OPERAÇÃO DTC B2141 ou B2146 será definido se o circuito correspon-
dente do pisca dianteiro puxar menos do que 120 miliampères.
Estes DTCs se aplicam somente aos veículos onde os piscas DTC B2144 ou B2149 será definido se o circuito correspon-
não têm fiação direta para os módulos de controle manual. dente do pisca dianteiro puxar mais do que 3 A.
Os piscas são controlados pelo BCM. O BCM fornece alimen-
tação aos piscas e controla a taxa de piscagem dos piscas ed03166
através do circuito individual de alimentação dos piscas.
Quando o interruptor do pisca ou do pisca-alerta for pressio- 1 3
2
nado, o módulo de controle manual envia uma mensagem no
barramento CAN ao BCM. O BCM então controla a alimentação
ao pisca. Os piscas têm um aterramento constante.

Tabela 5-11. Descrição do código

DTC DESCRIÇÃO
B2141 Saída do pisca dianteiro esquerdo em
circuito aberto
B2143 Saída do pisca dianteiro esquerdo em
curto-circuito baixo
B2144 Saída do pisca dianteiro esquerdo 1. Controles manuais do lado direito [22-1]
sobrecarregada 2. Controles manuais do lado direito [22-2]
3. Piscas dianteiros [31]
B2146 Saída do pisca dianteiro direito em cir-
cuito aberto Figura 5-11. Abaixo do tanque de combustível, lado direito
B2148 Saída do pisca dianteiro direito em curto-
circuito baixo
Informações sobre o conector
B2149 Saída do pisca dianteiro direito sobrecar-
regada Para obter informações adicionais sobre os conectores pre-
sentes nos gráficos e procedimentos de diagnóstico a seguir,
Condições para definição inclusive a cor das pontas dos terminais do kit de teste do
chicote de fios, veja B.1 CONECTORES.
Após limpar os DTCs, opere o pisca inoperante para verificar
se o DTC retornou

5-14 Diagnósticos Softail ano 2011: Acessórios, buzina, iluminação e segurança


PÁGINA INICIAL

em00874

Fusível da Interruptor do
Interruptor bateria pisca-alerta
LHCM do pisca RHCM
esquerdo Interruptor do

R/O
pisca direito

W/R

W/R
W/BK

W/BK
R/O

R/O
BK

BK
[24B] [24A] [22A-1] [22B-1]

W/BK 4 4 W/BK W/BK 4 4 W/BK


W/R 3 3 W/R W/R 3 3 W/R
BK 2 2 BK/GN BK/GN 2 2 BK
R/O 1 1 R/O R/O 1 1 R/O

W/BK

W/R
BCM Velocímetro
CAN alto D2 D2 W/R W/R 2 2 CAN alto

CAN baixo E2 E2 W/BK W/BK 8 8 CAN baixo

Pisca dianteiro direito J2 J2 BE/O BE/O 12 12 Indicador do pisca direito


Pisca dianteiro esquerdo J4 J4 BE/PK BE/PK 10 10 Indicador do pisca esquerdo

Pisca traseiro direito K2 K2 BE/BN


[39B] [39A]
Pisca traseiro esquerdo K4 K4 BE/V
1 1 BE/PK Pisca
R/O esquerdo Lâmpadas
indicadoras
4 4 BE/O BE/O Pisca
R/O 6 6 R/O R/O direito

BK/GN
[21B] [21A]
BE/PK
BE/O
BK

BK

[31A] 6 5 2 1

[31B] 6 5 2 1
TERRA 1
BK

BK
V
V

Lâmpada BK BK
do pisca
dianteiro
direito V
BE/BN

Lâmpada V
BE/V

BK

BK

BK

do pisca
dianteiro TERRA 2
BK
esquerdo 1 3 4 5 8 [7A]
FXST e FLSTSB FLSTN FLST/C/F

1 3 5 [7B] 1 3 4 8 [7B] 1 3 5 [7B]


BE/BN

BK/BN
BE/V

BK/V
BE/BN

BE/BN
BE/V

BE/V
BK

BK

[94B] 5 2 6 [94B] 2 5 6

[94A] 5 2 6 [94A] 2 5 6

Placa de Placa de
BE/BN

BK/BN

circuito
BE/V

BK/V

circuito

[18A] 1 2 1 2 [19A] [18A] 1 2 1 2 [19A] [18A] 1 2 1 2 [19A]


[18B] 1 2 1 2 [19B] [18B] 1 2 1 2 [19B] [18B] 1 2 1 2 [19B]
BK

BK

BK

BK

BK

BK
V

Lâmpada Lâmpada Lâmpada Lâmpada Lâmpada Lâmpada


do pisca do pisca do pisca do pisca do pisca do pisca
traseiro traseiro traseiro traseiro traseiro traseiro
direito esquerdo direito esquerdo direito esquerdo

Figura 5-12. Circuito do pisca (exceto FXCWC)

Diagnósticos Softail ano 2011: Acessórios, buzina, iluminação e segurança 5-15


PÁGINA INICIAL

DTC B2141 4. Teste de abertura do circuito de


PEÇA N.o NOME DA FERRAMENTA
alimentação
1. Conecte a BREAKOUT BOX (peça N.o HD-50390-1) e o
HD-50390-1 BREAKOUT BOX
CABO DO BCM (peça N.o HD-50390-2) ao chicote de fios
HD-50390-2 CABO DO BCM [242B], deixando o BCM [242A] desconectado. Veja
HD-50390-2-P CHICOTE DE SOBREPOSIÇÃO DO 1.2 FERRAMENTAS DE DIAGNÓSTICO.
BCM
2. Verifique se o CHICOTE DE SOBREPOSIÇÃO DO BCM
(peça N.o HD-50390-2-P) está na posição na breakout
Tabela 5-12. Diagnóstico de falhas – DTC B2141 box.
POSSÍVEIS CAUSAS 3. Teste a continuidade entre o terminal J4 da breakout box
e o terminal fêmea da lâmpada do pisca dianteiro
Circuito aberto no circuito de terra do pisca dianteiro esquerdo
esquerdo.
Circuito aberto no circuito de alimentação do pisca dianteiro
esquerdo 4. Existe continuidade?
Curto-circuito com a tensão no circuito de alimentação do a. Sim. Substitua o BCM. Veja o Manual de serviço.
pisca dianteiro esquerdo. b. Não. Repare o circuito aberto no circuito de alimen-
Lâmpada com defeito tação do pisca dianteiro esquerdo no fio azul/rosa
(BE/PK) ou violeta (V).
Mau funcionamento do BCM

1. Teste de lâmpada DTC B2143 E B2144


1. Inspecione a lâmpada do pisca dianteiro esquerdo. PEÇA N.o NOME DA FERRAMENTA

2. A lâmpada está boa? HD-50390-1 BREAKOUT BOX


a. Sim. Vá para Prova 2. HD-50390-2 CABO DO BCM

b. Não. Substitua a lâmpada. HD-50390-2-P CHICOTE DE SOBREPOSIÇÃO DO


BCM
2. Teste de abertura do circuito de terra
1. Teste a continuidade entre o terra do soquete da lâmpada Tabela 5-13. Diagnóstico de falhas – DTC B2143 e B2144
e o terra da bateria. POSSÍVEIS CAUSAS
2. Existe continuidade? Corrente da lâmpada do pisca dianteiro esquerdo excede
a. Sim. Vá para Prova 3. 3,0 A

b. Não. Repare a abertura no fio preto (BK). A iluminação acessória está sobrecarregando o circuito
Curto-circuito com o terra no circuito de alimentação do pisca
3. Teste de curto-circuito com a tensão do dianteiro esquerdo
circuito de alimentação Mau funcionamento do BCM
1. Com a ignição DESLIGADA, desconecte o BCM [242].
1. Teste de lâmpada
2. Usando a ferramenta de extração de terminal, remova o
1. Inspecione a lâmpada do pisca dianteiro esquerdo.
terminal J4 do BCM.
2. A lâmpada está boa e é a lâmpada correta?
3. Conecte a BREAKOUT BOX (peça N.o HD-50390-1) e o
CABO DO BCM (peça N.o HD-50390-2) entre o chicote a. Sim. Vá para Prova 2.
de fios [242B] e o BCM [242A]. Veja 1.2 FERRAMENTAS b. Não. Substitua a lâmpada do pisca dianteiro
DE DIAGNÓSTICO. esquerdo.
4. Verifique se o CHICOTE DE SOBREPOSIÇÃO DO BCM
(peça N.o HD-50390-2-P) está na posição na breakout 2. Teste de curto-circuito com o terra no
box. circuito de alimentação
5. LIGUE a ignição. 1. Conecte a BREAKOUT BOX (peça N.o HD-50390-1) e o
CABO DO BCM (peça N.o HD-50390-2) ao chicote de fios
6. Teste a tensão entre o terminal J4 extraído e o terra.
[242B], deixando o BCM [242A] desconectado. Veja
7. Existe tensão? 1.2 FERRAMENTAS DE DIAGNÓSTICO.
a. Sim. Repare o curto-circuito com a tensão no fio 2. Verifique se o CHICOTE DE SOBREPOSIÇÃO DO BCM
azul/rosa (BE/PK) ou violeta (V) do circuito de alimen- (peça N.o HD-50390-2-P) está na posição na breakout
tação do pisca dianteiro esquerdo. box.
b. Não. Vá para Prova 4. 3. Com a lâmpada retirada, teste a continuidade entre o
terminal J4 da breakout box e o terra.

5-16 Diagnósticos Softail ano 2011: Acessórios, buzina, iluminação e segurança


PÁGINA INICIAL

4. Existe continuidade? 3. Teste de curto-circuito com a tensão do


a. Sim. Repare o curto-circuito com o terra no fio circuito de alimentação
azul/rosa (BE/PK) ou violeta (V) do circuito de alimen-
tação do pisca dianteiro esquerdo. 1. Com a ignição DESLIGADA, desconecte o BCM [242].

b. Não. Vá para Prova 3. 2. Usando a FERRAMENTA DE EXTRAÇÃO DE TERMINAL


DE 0,6 MM (peça N.o HD-50423), remova o terminal J2
3. Teste do DTC do BCM.

1. Conecte [242A]. 3. Conecte a BREAKOUT BOX (peça N.o HD-50390-1) e o


CABO DO BCM (peça N.o HD-50390-2) ao chicote de fios
2. Limpe o DTC. Veja 2.1 DIAGNÓSTICO INICIAL, Auto- [242B], deixando o BCM [242A] desconectado. Veja
diagnóstico do odômetro. 1.2 FERRAMENTAS DE DIAGNÓSTICO.
3. LIGUE a ignição. 4. Verifique se o CHICOTE DE SOBREPOSIÇÃO DO BCM
4. Com a lâmpada extraída, verifique os DTCs. Veja (peça N.o HD-50390-2-P) está na posição na breakout
2.1 DIAGNÓSTICO INICIAL, Auto-diagnóstico do odô- box.
metro.
5. LIGUE a ignição.
5. O DTC B2143 ou B2144 reinicializou?
6. Teste a tensão entre o terminal J2 extraído e o terra.
a. Sim. Substitua o BCM. Veja o Manual de serviço.
7. Existe tensão?
b. Não. Substitua a lâmpada do pisca.
a. Sim. Repare o curto-circuito com a tensão no fio
azul/laranja (BE/O) ou violeta (V) do circuito de ali-
DTC B2146 mentação do pisca dianteiro direito.
PEÇA N.o NOME DA FERRAMENTA b. Não. Vá para Prova 4.
HD-50390-1 BREAKOUT BOX
4. Teste de abertura do circuito de
HD-50390-2 CABO DO BCM
alimentação
HD-50390-2-P CHICOTE DE SOBREPOSIÇÃO DO
BCM 1. Conecte a BREAKOUT BOX (peça N.o HD-50390-1) e o
CABO DO BCM (peça N.o HD-50390-2) ao chicote de fios
HD-50423 FERRAMENTA DE EXTRAÇÃO DE
[242B], deixando o BCM [242A] desconectado. Veja
TERMINAL DE 0,6 MM
1.2 FERRAMENTAS DE DIAGNÓSTICO.

Tabela 5-14. Diagnóstico de falhas – DTC B2146 2. Verifique se o CHICOTE DE SOBREPOSIÇÃO DO BCM
(peça N.o HD-50390-2-P) está na posição na breakout
POSSÍVEIS CAUSAS box.
Circuito aberto no circuito de terra do pisca dianteiro direito 3. Teste a continuidade entre o terminal J2 da breakout box
Circuito aberto no circuito de alimentação do pisca dianteiro e o terminal fêmea da lâmpada do pisca dianteiro direito.
direito 4. Existe continuidade?
Curto-circuito com a tensão no circuito de alimentação do a. Sim. Substitua o BCM. Veja o Manual de serviço.
pisca dianteiro direito
b. Não. Repare o circuito aberto no circuito de alimen-
Mau funcionamento da lâmpada
tação do pisca dianteiro direito fio azul/laranja (BE/O)
Mau funcionamento do BCM ou violeta (V).

1. Teste de lâmpada
1. Inspecione a lâmpada do pisca dianteiro direito.
2. A lâmpada está boa?
a. Sim. Vá para Prova 2.
b. Não. Substitua a lâmpada.

2. Teste de abertura do circuito terra


1. Teste a continuidade entre o terra do soquete da lâmpada
e o terra da bateria.
2. Existe continuidade?
a. Sim. Vá para Prova 3.
b. Não. Repare a abertura no fio preto (BK).

Diagnósticos Softail ano 2011: Acessórios, buzina, iluminação e segurança 5-17


PÁGINA INICIAL

DTC B2148 E B2149 [242B], deixando o BCM [242A] desconectado. Veja


1.2 FERRAMENTAS DE DIAGNÓSTICO.
PEÇA N.o NOME DA FERRAMENTA
2. Verifique se o CHICOTE DE SOBREPOSIÇÃO DO BCM
HD-50390-1 BREAKOUT BOX (peça N.o HD-50390-2-P) está na posição na breakout
HD-50390-2 CABO DO BCM box.
HD-50390-2-P CHICOTE DE SOBREPOSIÇÃO DO 3. Com a lâmpada retirada, teste a continuidade entre o
BCM terminal J2 da breakout box e o terra.
4. Existe continuidade?
Tabela 5-15. Diagnóstico de falhas – DTC B2148 e B2149 a. Sim. Repare o curto-circuito com o terra no fio
POSSÍVEIS CAUSAS azul/laranja (BE/O) ou violeta (V) do circuito de ali-
mentação do pisca dianteiro direito.
A corrente da lâmpada do pisca dianteiro direito excede 3,0 A
b. Não. Vá para Prova 3.
A iluminação acessória está sobrecarregando o circuito
Curto-circuito com o terra no circuito de alimentação do pisca 3. Teste do DTC
dianteiro direito
1. Conecte [242A].
Mau funcionamento do BCM
2. Limpe o DTC. Veja 2.1 DIAGNÓSTICO INICIAL, Auto-
1. Teste de lâmpada diagnóstico do odômetro.

1. Inspecione a lâmpada do pisca dianteiro direito. 3. LIGUE a ignição.

2. A lâmpada está boa e é a lâmpada correta? 4. Com a lâmpada retirada, verifique os DTCs. Veja
a. Sim. Vá para Prova 2. 2.1 DIAGNÓSTICO INICIAL, Auto-diagnóstico do odô-
metro.
b. Não. Substitua a lâmpada do pisca dianteiro direito.
5. O DTC B2148 ou B2149 é reinicializado?
2. Teste de curto-circuito com o terra no a. Sim. Substitua o BCM. Veja o Manual de serviço.
circuito de alimentação b. Não. Substitua a lâmpada do pisca.
1. Conecte a BREAKOUT BOX (peça N.o
HD-50390-1) e o
CABO DO BCM (peça N.o HD-50390-2) ao chicote de fios

5-18 Diagnósticos Softail ano 2011: Acessórios, buzina, iluminação e segurança


PÁGINA INICIAL

DTC B2151, B2153, B2154, B2156, B2158 E


B2159 5.6
DESCRIÇÃO E OPERAÇÃO
ed03157
Os piscas traseiros são controlados pelo BCM. O BCM fornece 1 2 3
alimentação aos piscas traseiros e controla a taxa de piscagem
dos piscas através do circuito de alimentação. 10
9
O BCM tem duas configurações diferentes para piscas traseiros 4
do estilo LED (FXCWC) ou do estilo convencional (exceto
FXCWC). Verifique se o BCM está configurado corretamente 8 6
para os piscas no veículo.

Tabela 5-16. Descrição do código

DTC DESCRIÇÃO 5
B2151 Saída do pisca traseiro esquerdo em circuito 7
aberto
B2153 Saída do pisca traseiro esquerdo em curto-cir- 1. Negativo da bateria
cuito baixo 2. Bateria
B2154 Saída do pisca traseiro esquerdo sobrecarregada 3. Chicote de fios da lâmpada traseira até o chicote de
fios principal [7]
B2156 Saída do pisca traseiro direito em circuito aberto 4. Bloco de fusíveis [64]
5. ECM [78] exceto FXCWC
B2158 Saída do pisca traseiro direito em curto-circuito
6. DLC [91]
baixo
7. Positivo da bateria
B2159 Saída do pisca traseiro direito sobrecarregada 8. Terra [TERRA 1]
9. Terra [TERRA 2]
Condições para definição 10. Antena de segurança [209]

Após limpar os DTCs, opere o pisca inoperante para verificar Figura 5-13. Debaixo do assento
se o DTC retornou
DTC B2151 ou B2156 será definido se o circuito correspon-
dente do pisca traseiro puxar menos do que 120 mA. DTC
Informações sobre o conector
B2154 ou B2159 será definido se o circuito correspondente Para obter informações adicionais sobre os conectores pre-
do pisca traseiro puxar mais do que 3 A. sentes nos gráficos e procedimentos de diagnóstico a seguir,
inclusive a cor das pontas dos terminais do kit de teste do
chicote de fios, veja B.1 CONECTORES.

Diagnósticos Softail ano 2011: Acessórios, buzina, iluminação e segurança 5-19


PÁGINA INICIAL

em00874

Fusível da Interruptor do
Interruptor bateria pisca-alerta
LHCM do pisca RHCM
esquerdo Interruptor do

R/O
pisca direito

W/R

W/R
W/BK

W/BK
R/O

R/O
BK

BK
[24B] [24A] [22A-1] [22B-1]

W/BK 4 4 W/BK W/BK 4 4 W/BK


W/R 3 3 W/R W/R 3 3 W/R
BK 2 2 BK/GN BK/GN 2 2 BK
R/O 1 1 R/O R/O 1 1 R/O

W/BK

W/R
BCM Velocímetro
CAN alto D2 D2 W/R W/R 2 2 CAN alto

CAN baixo E2 E2 W/BK W/BK 8 8 CAN baixo

Pisca dianteiro direito J2 J2 BE/O BE/O 12 12 Indicador do pisca direito


Pisca dianteiro esquerdo J4 J4 BE/PK BE/PK 10 10 Indicador do pisca esquerdo

Pisca traseiro direito K2 K2 BE/BN


[39B] [39A]
Pisca traseiro esquerdo K4 K4 BE/V
1 1 BE/PK Pisca
R/O esquerdo Lâmpadas
indicadoras
4 4 BE/O BE/O Pisca
R/O 6 6 R/O R/O direito

BK/GN [21B] [21A]


BE/PK
BE/O
BK

BK

[31A] 6 5 2 1

[31B] 6 5 2 1
TERRA 1
BK

BK
V
V

Lâmpada BK
BK

do pisca
dianteiro
direito V
BE/BN

Lâmpada V
BE/V

BK

BK

BK

do pisca
dianteiro TERRA 2
BK
esquerdo 1 3 4 5 8 [7A]
FXST e FLSTSB FLSTN FLST/C/F

1 3 5 [7B] 1 3 4 8 [7B] 1 3 5 [7B]


BE/BN

BK/BN
BE/V

BK/V
BE/BN

BE/BN
BE/V

BE/V
BK

BK

[94B] 5 2 6 [94B] 2 5 6

[94A] 5 2 6 [94A] 2 5 6

Placa de Placa de
BE/BN

BK/BN

circuito
BE/V

BK/V

circuito

[18A] 1 2 1 2 [19A] [18A] 1 2 1 2 [19A] [18A] 1 2 1 2 [19A]


[18B] 1 2 1 2 [19B] [18B] 1 2 1 2 [19B] [18B] 1 2 1 2 [19B]
BK

BK

BK

BK

BK

BK
V

Lâmpada Lâmpada Lâmpada Lâmpada Lâmpada Lâmpada


do pisca do pisca do pisca do pisca do pisca do pisca
traseiro traseiro traseiro traseiro traseiro traseiro
direito esquerdo direito esquerdo direito esquerdo

Figura 5-14. Circuito do pisca (exceto FXCWC)

5-20 Diagnósticos Softail ano 2011: Acessórios, buzina, iluminação e segurança


PÁGINA INICIAL

em00875
Pisca dianteiro Fusível da Pisca dianteiro
esquerdo bateria direito

R/O
BE

BK

BE

BK
V

V
Interruptor do
Interruptor pisca-alerta
LHCM do pisca RHCM
esquerdo Interruptor do
pisca direito
W/R

W/BK

W/R
R/O

W/BK

R/O
BK

BK
[24B] [24A] [22A-1] [22B-1]

W/BK 4 4 W/BK W/BK 4 4 W/BK


W/R 3 3 W/R W/R 3 3 W/R
BK 2 2 BK/GN BK/GN 2 2 BK
R/O 1 1 R/O R/O 1 1 R/O

W/BK

W/R
BCM Velocímetro
CAN alto D2 D2 W/R W/R 1 1 W/R W/R 2 2 CAN alto

CAN baixo E2 E2 W/BK W/BK 3 3 W/BK W/BK 8 8 CAN baixo

Pisca traseiro direito K2 K2 BE/BN BE/O 12 12 Indicador do pisca direito

Pisca traseiro esquerdo K4 K4 BE/V BE/PK 10 10 Indicador do pisca esquerdo

[39B] [39A]

BE/PK Pisca
R/O esquerdo Lâmpadas
BE/O indicadoras
Pisca
direito
R/O 6 6 R/O R/O

[20B] [20A]
BK/GN

TERRA 1
BK

TERRA 2
BE/BN

BE/V
BK

BK

3 4 9 10 [7B]
EUA HDI

3 4 9 10 [7A] 3 4 9 10 [7A]
GN

GN
BK

BK

BK

BK
R

Módulo Módulo Módulo Módulo


do pisca do pisca do pisca do pisca
direito esquerdo direito esquerdo
traseiro/ traseiro/
freio freio

Figura 5-15. Circuito do pisca (FXCWC)

Diagnósticos Softail ano 2011: Acessórios, buzina, iluminação e segurança 5-21


PÁGINA INICIAL

DTC B2151: EXCETO FXCWC 6. Existe tensão?


a. Sim. Repare o curto-circuito com a tensão no fio
PEÇA N.o NOME DA FERRAMENTA azul/violeta (BE/V) ou violeta (V) do circuito de alimen-
HD-50423 FERRAMENTA DE EXTRAÇÃO DE tação do pisca traseiro esquerdo.
TERMINAL DE 0,6 MM b. Não. Substitua o BCM. Veja o Manual de serviço.

Tabela 5-17. Diagnóstico de falhas – DTC B2151: Exceto 5. Teste de abertura do circuito de
FXCWC alimentação.
POSSÍVEIS CAUSAS 1. Teste a continuidade entre o terminal K4 extraído e o ter-
Circuito aberto no circuito de terra do pisca traseiro esquerdo minal fêmea do circuito de alimentação da lâmpada do
pisca traseiro esquerdo.
Circuito aberto no circuito de alimentação do pisca traseiro
esquerdo 2. Existe continuidade?
Curto-circuito com a tensão no circuito de alimentação do a. Sim. Substitua o BCM. Veja o Manual de serviço.
pisca traseiro esquerdo. b. Não. Repare o circuito aberto no circuito de alimen-
Mau funcionamento da lâmpada tação do pisca traseiro esquerdo fio azul/violeta
Mau funcionamento do BCM (BE/V) ou violeta (V).

1. Teste de operação do pisca traseiro DTC B2151: FXCWC


esquerdo PEÇA N.o NOME DA FERRAMENTA
1. LIGUE a ignição. HD-50390-1 BREAKOUT BOX
2. O pisca traseiro esquerdo está acesa? HD-50390-2 CABO DO BCM
a. Sim. Vá para Prova 4. HD-50390-2-P CHICOTE DE SOBREPOSIÇÃO DO
BCM
b. Não. Vá para Prova 2.

2. Teste da lâmpada do pisca traseiro Tabela 5-18. Diagnóstico de falhas – DTC B2151: FXCWC
esquerdo POSSÍVEIS CAUSAS
1. Remova a lâmpada do pisca traseiro esquerdo. Circuito aberto no circuito de terra do pisca traseiro esquerdo
2. Inspecione a lâmpada. Circuito aberto no circuito de alimentação do pisca traseiro
esquerdo
3. A lâmpada está boa?
a. Sim. Vá para Prova 3. Curto-circuito com a tensão no circuito de alimentação do
pisca traseiro esquerdo.
b. Não. Substitua a lâmpada.
Mau funcionamento do pisca
3. Teste de abertura do circuito de terra Mau funcionamento do BCM

1. Teste a continuidade entre o terra do soquete da lâmpada 1. Teste de operação do pisca traseiro
e o terra da bateria.
esquerdo
2. Existe continuidade?
1. LIGUE a ignição.
a. Sim. Vá para Prova 5.
2. O pisca traseiro esquerdo está acesa?
b. Não. Repare a abertura no fio preto (BK).
a. Sim. Vá para Prova 5.
4. Teste de curto-circuito com a tensão do b. Não. Vá para Prova 2.
circuito de alimentação
2. Teste do pisca traseiro esquerdo
1. Com a ignição DESLIGADA, desconecte o BCM [242].
1. Conecte a BREAKOUT BOX (peça N.o HD-50390-1) e o
2. Usando a FERRAMENTA DE EXTRAÇÃO DE TERMINAL CABO DO BCM (peça N.o HD-50390-2) ao chicote de fios
DE 0,6 MM (peça N.o HD-50423), remova o terminal K4 [242B], deixando o BCM [242A] desconectado. Veja
do BCM. 1.2 FERRAMENTAS DE DIAGNÓSTICO.
3. Conecte [242]. 2. Verifique se o CHICOTE DE SOBREPOSIÇÃO DO BCM
4. LIGUE a ignição. (peça N.o HD-50390-2-P) está na posição na breakout
box.
5. Com a ignição LIGADA, teste a tensão entre o terminal
K4 extraído e o terra. 3. Coloque um fio jumper entre o terminal K4 da breakout
box e a alimentação da bateria.

5-22 Diagnósticos Softail ano 2011: Acessórios, buzina, iluminação e segurança


PÁGINA INICIAL

4. O pisca traseiro esquerdo acende? DTC B2153 E B2154: EXCETO FXCWC


a. Sim. Substitua o BCM. Veja o Manual de serviço.
PEÇA N.o NOME DA FERRAMENTA
b. Não. Vá para Prova 3.
HD-50390-1 BREAKOUT BOX
3. Teste de abertura do circuito de HD-50390-2 CABO DO BCM
alimentação HD-50390-2-P CHICOTE DE SOBREPOSIÇÃO DO
1. Desconecte o BCM [242]. BCM

2. Usando a ferramenta de extração de terminal, remova o


Tabela 5-19. Diagnóstico de falhas – DTC B2153 e B2154:
terminal K4 do [242B].
Exceto FXCWC
3. Conecte o BCM [242].
POSSÍVEIS CAUSAS
4. Desconecte o chicote de fios da iluminação traseira [7].
A corrente da lâmpada do pisca traseiro esquerdo está alta
5. Teste a continuidade entre o terminal K4 extraído e o ter- demais
minal 9 do [7B]. A iluminação acessória está sobrecarregando o circuito
6. Existe continuidade? Curto-circuito com o terra no circuito de alimentação do pisca
a. Sim. Vá para Prova 4. traseiro esquerdo

b. Não. Repare a abertura no fio azul/violeta (BE/V). Mau funcionamento do BCM

4. Teste de abertura do circuito terra 1. Teste de lâmpada


1. Remova a lâmpada do pisca traseiro esquerdo.
1. Teste a continuidade entre o terminal 10 [7B] e o terra.
2. Limpe os DTCs. Veja 2.1 DIAGNÓSTICO INICIAL, Auto-
2. Existe continuidade?
diagnóstico do odômetro.
a. Sim. Substitua o conjunto do pisca esquerdo. Veja o
Manual de serviço. 3. Ative o pisca esquerdo.

b. Não. Repare a abertura no fio preto (BK). 4. O DTC retornou?


a. Sim. Vá para Prova 2.
5. Teste de curto-circuito com a tensão do
b. Não. Substitua a lâmpada do pisca traseiro esquerdo.
circuito de alimentação
1. Com a ignição LIGADA, teste a tensão entre o terminal 2. Teste de curto-circuito com o terra no
K4 da breakout box e o terra. circuito de alimentação
2. Existe tensão? 1. Conecte a BREAKOUT BOX (peça N.o HD-50390-1) e o
a. Sim. Repare o curto-circuito com a tensão no fio CABO DO BCM (peça N.o HD-50390-2) ao chicote de fios
azul/violeta (BE/V) do circuito de alimentação do pisca [242B], deixando o BCM [242A] desconectado. Veja
dianteiro esquerdo. 1.2 FERRAMENTAS DE DIAGNÓSTICO.
b. Não. Substitua o conjunto do pisca esquerdo. Veja 2. Verifique se o CHICOTE DE SOBREPOSIÇÃO DO BCM
o Manual de serviço. (peça N.o HD-50390-2-P) está na posição na breakout
box.
3. Teste a continuidade entre o terminal K4 da breakout box
e o terra.
4. Existe continuidade?
a. Sim. Repare o curto-circuito com o terra no fio
azul/violeta (BE/V) ou violeta (V) do circuito de alimen-
tação do pisca traseiro esquerdo.
b. Não. Substitua o BCM. Veja o Manual de serviço.

Diagnósticos Softail ano 2011: Acessórios, buzina, iluminação e segurança 5-23


PÁGINA INICIAL

DTC B2153 E B2154: FXCWC DTC B2156: EXCETO FXCWC


PEÇA N.o NOME DA FERRAMENTA PEÇA N.o NOME DA FERRAMENTA
HD-50390-1 BREAKOUT BOX HD-50423 FERRAMENTA DE EXTRAÇÃO DE
HD-50390-2 CABO DO BCM TERMINAL DE 0,6 MM

HD-50390-2-P CHICOTE DE SOBREPOSIÇÃO DO


BCM Tabela 5-21. Diagnóstico de falhas – DTC B2156: Exceto
FXCWC

Tabela 5-20. Diagnóstico de falhas – DTC B2153 e B2154: POSSÍVEIS CAUSAS


FXCWC Circuito aberto no circuito de terra do pisca traseiro direito
POSSÍVEIS CAUSAS Circuito aberto no circuito de alimentação do pisca traseiro
direito
A corrente do conjunto da lâmpada do pisca traseiro esquerdo
está alta demais Curto-circuito com a tensão no circuito de alimentação do
pisca traseiro direito.
A iluminação acessória está sobrecarregando o circuito
Mau funcionamento da lâmpada
Curto-circuito com o terra no circuito de alimentação do pisca
traseiro esquerdo Mau funcionamento do BCM
Mau funcionamento do BCM
1. Teste de operação do pisca traseiro
1. Teste do conjunto do pisca traseiro direito
esquerdo 1. LIGUE a ignição.
1. Conecte a BREAKOUT BOX (peça N.o
HD-50390-1) e o 2. O pisca traseiro direito está acesa?
CABO DO BCM (peça N.o HD-50390-2) ao chicote de fios a. Sim. Vá para Prova 4.
[242B], deixando o BCM [242A] desconectado. Veja
1.2 FERRAMENTAS DE DIAGNÓSTICO. b. Não. Vá para Prova 2.

2. Verifique se o CHICOTE DE SOBREPOSIÇÃO DO BCM 2. Teste do pisca traseiro direito


(peça N.o HD-50390-2-P) está na posição na breakout
box. 1. Remova a lâmpada do pisca traseiro direito.

3. Meça a resistência entre o terminal K4 [242B] e o terra. 2. Inspecione a lâmpada.

4. A resistência é menor que 100 ohm? 3. A lâmpada está boa?


a. Sim. Vá para Prova 2. a. Sim. Substitua a lâmpada.

b. Não. Substitua o BCM. Veja o Manual de serviço. b. Não. Vá para Prova 3.

2. Teste de curto-circuito com o terra no 3. Teste de abertura do circuito de terra


circuito de alimentação 1. Teste a continuidade entre o terra do soquete da lâmpada
e o terra da bateria.
1. Desconecte o chicote de fios da iluminação traseira [7].
2. Existe continuidade?
2. Teste a continuidade entre o terminal K4 da breakout box
e o terra. a. Sim. Vá para Prova 5.

3. Existe continuidade? b. Não. Repare a abertura no fio preto (BK).


a. Sim. Repare o curto-circuito com o terra no fio
4. Teste de curto-circuito com a tensão do
azul/violeta (BE/V).
circuito de alimentação
b. Não. Repare o curto-circuito com o terra no chicote
de fios do pisca traseiro esquerdo. 1. Com a ignição DESLIGADA, desconecte o BCM [242].
2. Usando a FERRAMENTA DE EXTRAÇÃO DE TERMINAL
DE 0,6 MM (peça N.o HD-50423), remova o terminal K2
do BCM.
3. Conecte [242].
4. LIGUE a ignição.
5. Teste a tensão entre o terminal K2 extraído e o terra.

5-24 Diagnósticos Softail ano 2011: Acessórios, buzina, iluminação e segurança


PÁGINA INICIAL

6. Existe tensão? 3. Coloque um fio jumper entre o terminal K2 da breakout


a. Sim. Repare o curto-circuito com a tensão no fio box e a alimentação da bateria.
azul/marrom (BE/BN) ou violeta (V) do circuito de 4. O pisca traseiro direito acende?
alimentação do pisca traseiro direito.
a. Sim. Substitua o BCM. Veja o Manual de serviço.
b. Não. Substitua o BCM. Veja o Manual de serviço.
b. Não. Vá para Prova 3.
5. Teste de abertura do circuito de 3. Teste de abertura do circuito de
alimentação. alimentação
1. Teste a continuidade entre o terminal K2 extraído e o ter-
1. Desconecte o BCM [242].
minal fêmea do circuito de alimentação da lâmpada do
pisca traseiro direito. 2. Usando a FERRAMENTA DE EXTRAÇÃO DE TERMINAL
DE 0,6 MM (peça N.o HD-50423), remova o terminal K2
2. Existe continuidade?
do [242B].
a. Sim. Substitua o BCM. Veja o Manual de serviço.
3. Conecte o BCM [242].
b. Não. Repare o circuito aberto no circuito de alimen-
tação do pisca traseiro direito no fio azul/marrom 4. Desconecte o chicote de fios da iluminação traseira [7].
(BE/BN) ou violeta (V).
5. Teste a continuidade entre o terminal K2 extraído e o ter-
minal 3 do [7].
DTC B2156: FXCWC
6. Existe continuidade?
PEÇA N.o NOME DA FERRAMENTA
a. Sim. Vá para Prova 4.
HD-50390-1 BREAKOUT BOX
b. Não. Repare o circuito aberto no fio azul/marrom
HD-50390-2 CABO DO BCM (BE/BN).
HD-50390-2-P CHICOTE DE SOBREPOSIÇÃO DO
BCM 4. Teste de abertura do circuito terra
HD-50423 FERRAMENTA DE EXTRAÇÃO DE 1. Teste a continuidade entre o terminal 4 do [7B] e o terra.
TERMINAL DE 0,6 MM 2. Existe continuidade?
a. Sim. Vá para Prova 5.
Tabela 5-22. Diagnóstico de falhas – DTC B2156: FXCWC
b. Não. Repare a abertura no fio preto (BK).
POSSÍVEIS CAUSAS
Circuito aberto no circuito de terra do pisca traseiro direito 5. Teste de curto-circuito com a tensão do
Circuito aberto no circuito de alimentação do pisca traseiro circuito de alimentação
direito 1. Teste a tensão entre o terminal K2 da breakout box e o
Curto-circuito com a tensão no circuito de alimentação do terra.
pisca traseiro direito 2. Existe tensão?
Mau funcionamento do pisca a. Sim. Repare o curto-circuito com a tensão no fio
Mau funcionamento do BCM azul/marrom (BE/BN) do circuito de alimentação do
pisca traseiro direito.
1. Teste de operação do pisca traseiro b. Não. Substitua o conjunto do pisca direito. Veja o
direito Manual de serviço.
1. LIGUE a ignição.
2. O pisca traseiro direito está acesa?
a. Sim. Vá para Prova 5.
b. Não. Vá para Prova 2.

2. Teste do pisca traseiro direito


1. Conecte a BREAKOUT BOX (peça N.o HD-50390-1) e o
CABO DO BCM (peça N.o HD-50390-2) ao chicote de fios
[242B], deixando o BCM [242A] desconectado. Veja
1.2 FERRAMENTAS DE DIAGNÓSTICO.
2. Verifique se o CHICOTE DE SOBREPOSIÇÃO DO BCM
(peça N.o HD-50390-2-P) está na posição na breakout
box.

Diagnósticos Softail ano 2011: Acessórios, buzina, iluminação e segurança 5-25


PÁGINA INICIAL

DTC B2158 E B2159: EXCETO FXCWC DTC B2158 E B2159: FXCWC


PEÇA N.o NOME DA FERRAMENTA PEÇA N.o NOME DA FERRAMENTA
HD-50390-1 BREAKOUT BOX HD-50390-1 BREAKOUT BOX
HD-50390-2 CABO DO BCM HD-50390-2 CABO DO BCM
HD-50390-2-P CHICOTE DE SOBREPOSIÇÃO DO HD-50390-2-P CHICOTE DE SOBREPOSIÇÃO DO
BCM BCM

Tabela 5-23. Diagnóstico de falhas – DTC B2158 e B2159: Tabela 5-24. Diagnóstico de falhas – DTC B2158 e B2159:
Exceto FXCWC FXCWC

POSSÍVEIS CAUSAS POSSÍVEIS CAUSAS


A corrente da lâmpada do pisca traseiro direito está alta A corrente do conjunto do pisca traseiro direito está alta
demais demais
A iluminação acessória está sobrecarregando o circuito A iluminação acessória está sobrecarregando o circuito
Curto-circuito com o terra no circuito de alimentação do pisca Curto-circuito com o terra no circuito de alimentação do pisca
traseiro direito traseiro direito
Mau funcionamento do BCM Mau funcionamento do BCM

1. Teste de lâmpada 1. Teste do conjunto do pisca traseiro


1. Remova a lâmpada do pisca traseiro direito. direito
2. Limpe os DTCs. Veja 2.1 DIAGNÓSTICO INICIAL, Auto- 1. Conecte a BREAKOUT BOX (peça N.o HD-50390-1) e o
diagnóstico do odômetro. CABO DO BCM (peça N.o HD-50390-2) ao chicote de fios
[242B], deixando o BCM [242A] desconectado. Veja
3. Ative o pisca direito. 1.2 FERRAMENTAS DE DIAGNÓSTICO.
4. O DTC retornou? 2. Verifique se o CHICOTE DE SOBREPOSIÇÃO DO BCM
a. Sim. Vá para Prova 2. (peça N.o HD-50390-2-P) está na posição na breakout
box.
b. Não. Substitua a lâmpada do pisca traseiro direito.
3. Meça a resistência entre o terminal K2 [242B] e o terra.
2. Teste de abertura do circuito terra
4. A resistência é menor que 100 ohm?
1. Conecte a BREAKOUT BOX (peça N.o HD-50390-1) e o
a. Sim. Vá para Prova 2.
CABO DO BCM (peça N.o HD-50390-2) ao chicote de fios
[242B], deixando o BCM [242A] desconectado. Veja b. Não. Substitua o BCM. Veja o Manual de serviço.
1.2 FERRAMENTAS DE DIAGNÓSTICO.
2. Teste de curto-circuito com o terra no
2.