Você está na página 1de 12

Enoe de Felizardo Correia Mendes

Aquarela

(Licenciatura em Educação Visual)

Universidade Rovuma

Nampula

2020
i

Enoe de Felizardo Correia Mendes

Aquarela

(Licenciatura em Educação Visual)

O presente trabalho é de
carácter avaliativo da Cadeira
de Pintura, a ser apresentado no
FECT, do curso de Educação
Visual 3º Ano.

O presente trabalho é de
Docente:
carácterPhD. José Miguel
avaliativo Creagh
da Métodos
de Estudos e Investigação
Científicaa ser apresentado no
departamento de ESTEC, do
curso de Educação Visual, 1º
Ano.

Universidade Rovuma

Nampula

2020
ii

Índice
Introdução ................................................................................................................................... 1
1. Aquarela.................................................................................................................................. 2
1.1. Conceito ........................................................................................................................... 2
1.2. Historial da Aquarela ....................................................................................................... 2
2. Características Gerais da Pintura em Aquarela ...................................................................... 3
3. Materiais Comuns Usados Para Aquarela .............................................................................. 3
3.1. Tipos de Tintas Aquarela ................................................................................................. 4
3.2. Suportes Usados para Aquarela ....................................................................................... 5
3.3. Preparo do Papel da Aquarela ......................................................................................... 5
4. Técnicas Básicas Usadas na Aquarela .................................................................................... 5
4.1. Pinceladas ........................................................................................................................ 5
4.2. Aquarela Húmida ............................................................................................................. 6
4.3. Aquarela Seca .................................................................................................................. 6
5. Aplicação da Aquarela............................................................................................................ 7
Conclusão ................................................................................................................................... 8
1

Introdução
Este trabalho de pesquisa da cadeira de Pintura, tem como tema a Aquarela que é uma
técnica muito usada na pintura pelo mundo para diversas representações artísticas, desde os
tempos remotos ate os dias de hoje. Sendo que a mesma é uma tinta com base ou diluível em
água, dado o seu nome Aquarela, ou Aguarela.
O mesmo trabalho visa descrever a Aquarela e com isso abordar de forma mais específica
sobre o conceito de aquarela, falar do seu historial, mencionar os materiais, especificar tipos e
relatar as suas técnicas.
Contudo, fruto de muita leitura de fontes bibliográficas e experiencias do autor.
2

1. Aquarela

1.1. Conceito

Aquarela, conhecida como Aguarela no português de Portugal, é uma técnica


de pintura onde os pigmentos se encontram suspensos ou dissolvidos em água.

(WIKIPEDIA,2014)

Fonte: Sánchez (1997, P:6)

As palavras aquarela e aguarela têm sua origem na palavra em italiano acquarella.

Segundo Fernanda (2018), Aquarela é uma pintura feita a partir de pigmentos finamente
moídos e misturados com água gomada, que serve como aglutinante. Trata-se de uma pintura
com base na água. As obras, também são chamadas de aquarelas.

1.2. Historial da Aquarela

A aquarela é uma técnica muito antiga cujo aparecimento se supõe estar relacionado com a
invenção do papel e dos pincéis de pelo de coelho, ambos surgidos na China há mais de 2000
anos. Onde encontram-se antecedentes na cultura chinesa e japonesa, que dominavam a
técnica de pintar com a água.

No ocidente, há vários exemplos do emprego desta técnica desde a Idade Média, como
Tadeo Gaddi, discípulo de Giotto. Ele viveu até 1366, e teria produzido uma série de
desenhos aguarelados, feitos sobre papel tipo pergaminho. Iluministas medievais usaram a
aquarela para a ilustração de livros e códices, antes do guache começar a ser usado.
3

O método foi utilizado por artistas flamengos, e amplamente empregado


em Florença e Veneza. Foi com Albert Dürer, considerado o pai deste processo pictórico no
Ocidente, que a aquarela resistiu ao tempo, já que ele deixou pelo menos 120 obras suas.

Em 1550, um artista de nome John White participou da expedição de Sir Walter Raleigh,
registrando a vida, o ambiente e os costumes do Novo Mundo. Mas foi somente no século
XVIII que a técnica passou a ser considerada como um método autónomo e independente,
difundida em toda a Europa e reconhecida como a “Arte Inglesa”. Neste momento surgem
nomes como Alexander Cozens, o poeta pintor William Blake, John S. Cotman, Peter de
Wint e John Constable, mas foi sem duvida William Turner quem melhor soube explorar suas
possibilidades; e muitos desconhecem que Turner produziu 19.000 aquarelas, o que lhe
garante o título de maior aquarelista de todos os tempos. Já foi mencionado que Turner teria
influenciado os pintores impressionistas, mas há quem ouse afirmar que a aquarela exerceu
tamanha influência sobre Turner, a ponto de este experimentar na pintura a óleo as mesmas
possibilidades cromáticas, através da aplicação de camadas bastante delgadas e sobrepostas,
com muita luminosidade.

A aquarela há muito tempo se tornara um hábito nas cortes europeias, o que lhe dava
certo “ar” de futilidade. Embora surgissem novos pintores aquarelistas, esta técnica começa a
ser vista com preconceito. A aquarela foi menos popular na Europa Continental. No Século
XVIII, o guache era um meio importante para os artistas italianos Marco Ricci e Francesco
Zucarelli, famosos por suas pinturas de paisagens.
2. Características Gerais da Pintura em Aquarela

 Deve-se pintar primeiro as cores claras e, depois, as escuras;


 Cuidado com a escolha das cores, pois uma vez o papel é tingido por uma cor é irreversível,
no mínimo podes ter outros tons da mesma, ou mistura completa obtenção de tons leves de
uma nova cor;
 Normalmente não se utiliza a cor branca; as áreas brancas são formadas pelas partes do papel
que não foram pintadas;
 As cores da aquarela são transparentes, caso forem sobrepostas podem vir a criar novas cores
sendo que acabam se misturando.

3. Materiais Comuns Usados Para Aquarela

 Estojo com as tintas em formato de pastilhas secas. São comercializados e fáceis de se


encontrar;
4

 Prancheta;
 Pincéis com pelos macios e suaves e de preferência redondos;
 Recipientes menores para colocar água e um recipiente maior para lavar os pincéis
quando necessário. É importante lembrar que os pincéis devem estar sempre muito
limpos;
 Pano, esponja ou papel-toalha;
 Fita adesiva para fixar o papel ou o suporte escolhido na superfície na qual o trabalho
será realizado;
 Lápis e borracha para desenhar e apagar, se for preciso;
 Paleta de plástico ou gode. As misturas de tinta podem ser feitas no próprio estojo de
aquarela, mas é sempre bom ter uma opção além do estojo.

3.1. Tipos de Tintas Aquarela

Segundo Sánchez (1997, P:8) As tintas para pintura a aquarela podem ser encontradas sob a
forma de pastilhas secas, pastilhas húmidas ou acondicionadas em tubos.

As pastilhas secas são, em geral, redondas. A tinta precisa ser diluída esfregando-se o
pincel umedecido em água.

As pastilhas húmidas são geralmente quadradas ou rectangulares, e sua tinta dilui com
mais facilidade. São, porém, dificilmente encontráveis por se tratar de material importado.

As aquarelas em tubos exigem uma certa prática para serem utilizadas com eficiência.

Fonte: Sánchez (1997, P:8)

Sendo que a mais aconselhável, de fácil manuseamento bem como sua existência em
abundancia, é a aquarela em pastilhas secas, em estágios.
5

3.2. Suportes Usados para Aquarela

Os suportes utilizados para aguarela são muito variados, o mais comum seja o papel com
elevada gramagem, porque é necessário que o papel seja mais grosso sendo que há utilização
da água, para que não haja deformações no papel. São também utilizados como suporte
o papiro, casca de árvore, plástico, cartolina, couro, tecido, madeira e tela.

3.3. Preparo do Papel da Aquarela

Normalmente usa-se o papel médio ou mais granulado, mesmo assim existem casos em que
usa-se o papel mais fino, ou mesmo grosso de baixa qualidade sendo que a aquarela por ser
liquida prova uma deformação no próprio papel, para evitar este contratempo, segundo
Sánchez (1997,P:11), propõem que humedecer o papel propositalmente antes de usa-lo seja
em uma torneira ou enxaguar com uma esponja e pô-lo a secar na horizontal em uma
superfície que nem prancheta fixada em todos os lados por um adesivo para manter o papel
esticado.
4. Técnicas Básicas Usadas na Aquarela

A tinta é obtida esfregando-se o pincel, previamente molhado em água, na cor escolhida.


Os tons mais claros ou mais escuros são obtidos de acordo com a quantidade de água usada
para diluir a cor.

Fonte: Sanchez (1997, P:14)

4.1. Pinceladas

Esta técnica de aquarela permite uso de diferentes modalidades de pinceladas a escolha de


que a trabalha, nisso, é importante frisar, segundo Sanchez (1997, P:15):
Pincel Grosso: serve para o fundo do motivo (nº 8-12).
Pincel Fino: você faz as linhas (nº 1- 3).
Pincel Médio: para preencher com cor espaço menores (nº 4-7).
6

4.2. Aquarela Húmida

A aquarela húmida é feita a partir do efeito da mistura entre a água e as tintas. É chamada de
húmida porque é realizada na superfície previamente molhada. Ou seja, antes de iniciar a
pintura, o papel ou a superfície escolhida estão húmidos.

Por isso, nessa técnica, a espontaneidade e a rapidez na execução são importantes, uma vez
que o pincel entrou em contacto com a superfície. Assim, é necessário que o pintor escolha as
tintas e combinações que serão usadas na obra com antecedência.

O artista que escolhe a técnica da aquarela húmida espera como resultados frescura,
vivacidade e reproduzir o que é transitório e instantâneo.

4.3. Aquarela Seca

A aquarela seca, suporte não é humedecido previamente. O que trará umidade à obra será o
próprio pincel molhado com a mistura de tintas. A tinta pode ser aplicada diversas vezes.
Sempre que for aplicar novamente, o pintor deve aguardar a primeira demão secar.

A aquarela seca tem um acabamento e uma perfeição maior, já que o resultado inclui traços
mais definidos.

Aguadas

Podem ser aplicadas em um mesmo tom ou passar de um tom para outro. Humidecemos a
área a ser pintada e misture cor suficiente para que sobre um pouco. De seguida incline o
papel e rapidamente aplique pinceladas horizontais para que as faixas de cor se espalhem por
igual obtendo uma mancha uniforme.

Pontilhismo

Envolve a aplicação de cores em pontos, que são percebidos como uma tonalidade pelo olho.

Spregazzo ou Esbatimento

Consiste em esfregar um pigmento praticamente seco sobre a superfície, em todas direcções.

Desenho com Pincel Seco

É um a técnica ideal para trabalhos detalhados, em que consistem em desenhar com uma
única cor, bem seca, usando um pincel de ponta fina.

Molhado Sobre Molhado


7

Parte do princípio que a aquarela se espalha naturalmente sobre a superfície húmida, usando
essa técnica pode se produzir misturas maravilhosas com as aguadas que ainda não secou.~

Molhada Sobre Seco

Esta técnica forma de borda totalmente translucida, como uma marca de água, permitindo ver
a cor que foi aplicada por baixo. Trata-se de uma técnica excelente para definir uma forma
específica.

5. Aplicação da Aquarela

Enquanto em outras técnicas, como a pintura a óleo, o pastel e o lápis de cor, a aplicação das
cores é totalmente controlável, na aquarela, a mistura da tinta com a água pode resultar em
cores inesperadas. Por isso, os efeitos no suporte podem ser surpreendentes.

Conhecida como técnica dos viajante e ao ar livre devido ao ser material simples de se
movimentar de modo a praticar em qualquer lugar e representar o que diversas coisas, A
aquarela é muito usada na construção de paisagens, já que é fácil realizar efeitos de atmosfera
e profundidade, além de fenómenos naturais, como o nevoeiro, a tempestade, um dia de sol ou
nublado e a neve.

A técnica da aquarela permite conservar as cores e a transparência. A cor branca não é usada,
já que é substituída pelo fundo do papel, que também é branco. Além disso, uma vez que a
pincelada encontra o papel e a cor é colocada, não é possível corrigir. Por isso, a aquarela é
um trabalho de execução rápida, no qual o acabamento definitivo só depende do tempo e
secagem da água.

A aquarela é usada também como preenchimento das cores de fundo em desenhos detalhistas
e construídos a partir de traços, como os que são feitos com canetas de tinta nanquim
8

Conclusão
A aquarela é uma técnica e ao mesmo tempo um material de pintura essencialmente
importante para a pintura como retrata sua historia, embora tenha perdido seus créditos com o
tempo apos o aparecimento da tinta óleo, mas mesmo depois disso, a aquarela ainda é usada
ate os dias de hoje por vários profissionais e trazendo excelentes trabalhos.

Conhecida também esta técnica como técnica dos viajantes, do ar livre, não só, é conhecida
por ser uma técnica escolar, por ser de fácil acesso e porte, bem como manuseamento. Por
isso em alguns casos é aconselhável para iniciantes para que comecem a se familiarizar
pintura, e pelos profissionais muitas vezes usados para esboços e noções básicas de testes de
tintas antes de passar para uma tela.

Por conseguinte, se praticar muito a técnica de aquarela podes se tornar um especialista


podendo realizar trabalhos esplendorosos, com esse material que é super acessível e aumenta
sua destreza de desenho e motricidade fina na pintura, porque exige um certo tipo de
delicadeza, por criar humidade nos suportes usados devemos tomar certas precações.
9

Bibliografia

 FERNANDA, Artigo Post in Superprof.blog, Brasil,2018- Disponivel em:


https://www.superprof.com.br/blog/tecnica-pintura-com-agua/- acessado aos
07/03/2020
 WIKIPEDIA, Enciclopedia Livre, 2014- Disponível em
:https://pt.wikipedia.org/wiki/Aguarela- acessado aos
08/03/2020Significados.com.br. «O que é aquarela». Consultado em 19 de janeiro de
2014- acessado aos 07/03/2020;
 Técnicas de Pintura e Desenho. Madrid: Ediciones Genesis. 1992;
 SÁNCHEZ, lsidro, Fazendo Arte: Materiais, técnicas e exercícios; Editora Moderna Lda., São
Paulo, 1997.