Você está na página 1de 16
Mais notícias em www.jornalobasto.com Director - Gonçalo de Meirelles Director Adjunto - Albino Antunes Ano
Mais notícias em www.jornalobasto.com
Director - Gonçalo de Meirelles
Director Adjunto - Albino Antunes
Ano VII - N.º 74 - 20 de Fevereiro de 2011
Sub-Director - Marco Gomes
Preço: 0,60

Celorico “perde” Serviço de Urgência Nocturno e Cabeceiras “está por um fio”

Pág. 3
Pág. 3

Cabeceiras e Celorico de Basto sem Equipas de Intervenção Florestal

Pág. 4
Pág. 4

Ribeira de Pena

Misericórdia suspende corte salarial

Pág. 4
Pág. 4

Professor Mário Leite disponível para liderar PSD/Cabeceiras

Pág. 7
Pág. 7

Publicação

mensal da

adbasto

PSD/Cabeceiras Pág. 7 Publicação mensal da adbasto Secundária de Mondim vai ser requalificada Pág. 4
PSD/Cabeceiras Pág. 7 Publicação mensal da adbasto Secundária de Mondim vai ser requalificada Pág. 4
Secundária de Mondim vai ser requalificada Pág. 4 Associação de Pais “Fantoche” Criada em Cabeceiras

Secundária de Mondim vai ser requalificada

Pág.

4

Secundária de Mondim vai ser requalificada Pág. 4 Associação de Pais “Fantoche” Criada em Cabeceiras Pág.

Associação de Pais “Fantoche” Criada em Cabeceiras

Pág. 5

de Pais “Fantoche” Criada em Cabeceiras Pág. 5 GNR intercepta em Cabeceiras condutor com 4,41 gramas

GNR intercepta em Cabeceiras condutor com 4,41 gramas de álcool no sangue

Pág. 6

condutor com 4,41 gramas de álcool no sangue Pág. 6 CDS denuncia “Jobs for the boys”

CDS denuncia “Jobs for the boys” na Segurança Social/ Braga

Pág. 4

Distribuidor: Almaverde S.A., Lda Rua do Paraíso, 73 4000 - 377 Porto Eduardo A. P.

Distribuidor: Almaverde S.A., Lda Rua do Paraíso, 73 4000 - 377 Porto Eduardo A. P. Valente Leal Tel 22 339 0303 - Tel/Fax. 22 3322635

Alma Nova

Vinho Verde

Denominação de Origem Controlada (Sub-Região de Basto)

Quinta das Carvalhas - Cavez

O semáforo de Basto Por Marco Gomes

A Autarquia de Cabeceiras de Basto e

o Instituto Politécnico do Cávado e do

Ave (IPCA) promoveram a iniciação de um Curso de Especialização Tecnolo- gica (CET) na área do Desenvolvimento de Produtos Multimédia. São 16 for- mandos de diferentes concelhos. Pode ser um “chavão” mas não deixa de fazer muito sentido: a formação é essencial. Promover iniciativas deste tipo é fulcral para o desenvolvimento de uma sociedade e dos seus constituintes.

o desenvolvimento de uma sociedade e dos seus constituintes. C elorico de Basto e Cabeceiras de
o desenvolvimento de uma sociedade e dos seus constituintes. C elorico de Basto e Cabeceiras de

Celorico de Basto e Cabeceiras de Basto irão perder o Serviço de Atendimento Permanente (SAP) durante o período nocturno. O critério económico, mais uma vez, ditou o encerramento. Certamente que conseguimos compreender o critério e até, hipoteticamente, poderíamos aceitar esta imposição por parte do administração central mas só se houvesse uma alternativa com igual valor qualitativo. Pior é que não há uma alternativa boa ou uma alternativa menos boa, simplesmente não há alternativa. Fechar sem dar alternativas é um erro. Um erro prepotente e condenável.

alternativas é um erro. Um erro prepotente e condenável. I nfelizmente, a Escola Básica dos 2.º
alternativas é um erro. Um erro prepotente e condenável. I nfelizmente, a Escola Básica dos 2.º

Infelizmente, a Escola Básica dos 2.º

e 3.º ciclos de Cabeceiras de Basto

está no “plano mediático” pelas piores razões. Já não bastava a confusão que é o processo de remodelação e modernização desta escola há, também, um vídeo em que mostra as condições “degradantes” em que todos os elementos daquela escola estão sujeitos. O vídeo consistiu na apresentação de uma sequência de imagens em que os funcionários e alunos estavam a tentar escapar dos “rios” de água que entravam para o interior do edifício. Após a divulgação do vídeo na Internet, o inadmissível aconteceu. Os dirigentes daquela escola realizaram uma perseguição “inquisitória” e “pidesca” (para usar termos de outros tempos mas tão em voga) não aos responsáveis pela manutenção daquele edifício, não aos responsáveis pelo atraso das obras de modernização mas sim aos alunos que colocaram aquele vídeo na Internet. O importante, para estes dirigentes educativos, foi saber quem expôs o desleixo e a irresponsabilidade invés de apurarem os verdadeiros e únicos responsáveis - que não são, obviamente, os autores do vídeo.

- que não são, obviamente, os autores do vídeo. Junta de Mondim promove Exposição e Concurso
- que não são, obviamente, os autores do vídeo. Junta de Mondim promove Exposição e Concurso

Junta de Mondim promove Exposição e Concurso Fotográfico alusivo à memória do concelho

“Dado o sucesso da peregrinação à Santiago de Compostela cumprida no passado mês de Setembro de 2010, vai a Freguesia de Mondim de Basto utilizar a 4º Edição do “Contar, Cantar e Pintar Mondim”, como tema “O Caminho de Santiago Por Terras de Basto”, para promover uma exposição

e concurso de fotografia”, pode ler-se num comunicado enviado à nossa redacção.

pode ler-se num comunicado enviado à nossa redacção. Memórias do concelho de Mondim são tema de

Memórias do concelho de Mondim são tema de concurso fotográfico

De acordo com o mesmo comunicado da Junta de Freguesia local “este concurso insere-se como um Evento Cultural associado a um Ciclo Temático no evento

« Contar, Cantar e Pintar Mondim » que decorrerá nos dia 21 e 22 de Maio,

com conferências e exposições de pinturas e fotografias que retratem as memórias do nosso Concelho, no contexto das perspectivas e olhares múltiplos que o tempo proporcionou no desenvolvimento e crescimento deste espaço, berço de magia. O concurso/exposição tem ainda como objectivo, assinalar e registar os caminhos e suas vistas, outrora utilizados pelos povos nas suas deslocações às localidades e que também conduziam à nossa vizinha Espanha, nomeadamente à cidade de Santiago de Compostela na Galiza”, conclui.

R. 25 de Abril-Nº 17-R/C B | 4860-350 Cabeceiras de Basto Tlf.|Fax. 253 768 027 | Tlm. 961 403 167 geral@domusbasto.com

253 768 027 | Tlm. 961 403 167 geral@domusbasto.com Licença AMI: 7508 | APEMIP : 3835

Licença AMI: 7508 | APEMIP : 3835

Ajudamos a vender

Com o apoio

AMI: 7508 | APEMIP : 3835 Ajudamos a vender Com o apoio Refojos Moradia composta de

Refojos

7508 | APEMIP : 3835 Ajudamos a vender Com o apoio Refojos Moradia composta de r/chão

Moradia composta de r/chão e andar c/ duas habitações independentes. Visite!

Riodouro

e andar c/ duas habitações independentes. Visite! Riodouro Fabulosa quinta c/ vários artigos urbanos. Zona envolvente

Fabulosa quinta c/ vários artigos urbanos. Zona envolvente c/ aprox. 80.000m2.

Cavez

artigos urbanos. Zona envolvente c/ aprox. 80.000m2. Cavez Duas moradias bem localizadas com 2.000m2 de terreno

Duas moradias bem localizadas com 2.000m2 de terreno e água de furo.

Refojos

localizadas com 2.000m2 de terreno e água de furo. Refojos Apartamentos T3 de luxo, com áreas

Apartamentos T3 de luxo, com áreas generosas e acabamentos de qualidade!

Pedraça

com áreas generosas e acabamentos de qualidade! Pedraça Casa rústica para restauro e quintal com 1550m2.

Casa rústica para restauro e quintal com 1550m2. A não perder…

Pedraça

restauro e quintal com 1550m2. A não perder… Pedraça Vivendas geminadas tipo T3, compostas por cave,

Vivendas geminadas tipo T3, compostas por cave, r/chão e andar.

Refojos

tipo T3, compostas por cave, r/chão e andar. Refojos Excelente moradia com piscina e anexo amplo

Excelente moradia com piscina e anexo amplo c/ churrasqueira p/ convívios.

Refojos

e anexo amplo c/ churrasqueira p/ convívios. Refojos Espectacular moradia tipo T5 no centro da vila

Espectacular moradia tipo T5 no centro da vila com cave destinada a comércio.

Refojos

T5 no centro da vila com cave destinada a comércio. Refojos Apartamento T3 c/ lareira na

Apartamento T3 c/ lareira na sala e varandas em todas as divisões. Bom preço!

Outeiro

sala e varandas em todas as divisões. Bom preço! Outeiro Magnifica moradia com áreas generosas, bonito

Magnifica moradia com áreas generosas, bonito jardim e água própria.

Jaime Barros | Tlm. 968 876 427

www.domusbasto.com

2

bonito jardim e água própria. Jaime Barros | Tlm. 968 876 427 www.domusbasto.com 2 20 de

20 de Fevereiro de 2011

“Quem adoecer durante a noite, terá que se deslocar a Guimarães!”

Celorico “perde” Serviço de Urgência Nocturno e Cabeceiras “está por um fio”

“De acordo com o Jornal Correio da Manhã, “Cabeceiras e Celorico de Basto estão entre os 14 Centros de Saúde localizados no interior do País, cujas urgências nocturnas vão ser encerradas pelo Governo”. A urgência nocturna em Celorico de Basto, encerrou mesmo na semana passada, provocando uma “tempestade de protestos” naquele concelho. A confirmar-se este cenário, no caso de Cabeceiras de Basto, os milhares de Cabeceirenses que em 2005 participaram em manifestações de rua, “patrocinadas” pela Câmara Municipal, a favor do Serviço Público de Saúde e da manutenção das urgências e contra o projecto de recuperação do Hospital Júlio Henriques, propriedade da Santa Casa da Misericórdia, têm agora razões para se sentirem enganados. O Presidente da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto deve explicações à população!”

De acordo com o Jornal “Correio da Manhã, na sua edição do passado dia 7 de Fevereiro, “oito serviços de atendimento no Norte do País, deixaram de receber doentes no passado dia 1 de Fevereiro. Mas o Ministério da Saúde prepara-se para encerrar mais serviços, a maior parte dos quais no interior do país. Os próximos 14 a serem encerrados localizam-se em Cabeceiras de Basto, Celorico de Basto, Baião, Resende, Pam- pilhosa da Serra, Góis, Marinha Grande, Mangualde, Oleiros, Idanha-a-Nova, Montemor-o-Novo,

Vendas Novas, Serpa e Moura. O fecho das unidades insere-se no

Celorico perdeu urgência nocturna. Encerramento da urgência em Cabeceiras estará para breve, segundo o Jornal Correio da Manhã

estará para breve, segundo o Jornal Correio da Manhã âmbito da requalificação da rede de urgências,

âmbito da requalificação da rede de urgências, um processo que desde

o início em 2005, tem gerado inú-

meros protestos com as populações

a irem para as ruas, e provocou,

inclusive, a saída em Janeiro de 2008, do então Ministro Correia de Campos. Fonte da ARS/Norte afirma que as situações agudas que surjam nas regiões onde os SAP foram encerrados, continuarão a ser atendidas pelos médicos de serviço nos Centros de Saúde, que passa- ram a funcionar durante os dias de semana das 8 às 22 horas e aos fins de semana e feriados, das 9 às 22 horas”.

Quem é que andou a enganar os Cabeceirenses?

Como é bom termos memória, aqui há uns anos, mais propriamente em 2005, a defesa do Serviço Público de Saúde e a manutenção do Serviço de Urgência Nocturno em Cabeceiras de Basto, foram motivos suficientes para a Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto promover uma manifestação/comício em frente aos Paços do Concelho, em que a

instituição alvo, foi a Santa Casa da Misericórdia de Cabeceiras de Basto, “que ao pretender avançar com

a recuperação do Hospital Júlio

Henriques, para aí instalar uma Unidade de Cuidados Continuados, estaria a pôr em causa o Serviço Público local de Saúde e a continuidade das urgências nocturnas no Centro de Saúde de Cabeceiras. No final da manifestação, é bom recordar que, depois

de bem incentivado, “o povo marchou pela Praça da República fora para colocar umas “tarjas” no edifício do Posto de Turismo, bem junto da estátua do “Basto” em que se afirmava: “Senhor Provedor da Misericórdia, oiça o povo por favor”! O que é facto é que depois desta manifestação/Comício promovida pela Câmara, a Santa Casa da Misericórdia de Cabeceiras de Basto viu adiada em tempo útil por parte da Câmara, a licença para a recuperação do Hospital Júlio Henriques, um projecto que ascendia a dois milhões e quinhentos mil euros, previa a instalação de inúmeras valências na área da saúde e a criação de 30 postos de trabalho, num concelho já então “fustigado” pelo drama do desemprego. O resto da História é conhecido de todos e foi denunciado pelo nosso jornal: o tal projecto para recuperar

o Hospital Júlio Henriques, que tinha financiamento comunitário aprovado

ao abrigo do Programa Saúde XXI, acabaria por ser inviabilizado, porque

o pedido de licenciamento efectuado à Câmara pela Santa Casa da

Misericórdia, esteve a “hibernar” nos serviços técnicos durante vários meses, tendo recebido “luz verde” da autarquia, só muito tempo depois,

facto que conduziu à perda do financiamento comunitário, tendo os dois milhões e quinhentos mil euros “voado” para outro município.

A confirmar-se o encerramento das urgências nocturnas em Cabeceiras,

pergunta-se: “Quem é que andou a enganar os cabeceirenses, sugerindo que o Serviço Público local de Saúde e as urgências nocturnas estariam garantidas se não avançasse a Recuperação do Hospital Júlio Henriques? Que interesses poderão ter estado por detrás da inviabilização em 2005 do projecto da Santa Casa da Misericórdia de Cabeceiras? Afinal, o que é que os Cabeceirenses ganharam com essa “Guerra na

Saúde”?

os Cabeceirenses ganharam com essa “Guerra na Saúde”? Saúde dos Cabeceirenses piora de dia para dia.

Saúde dos Cabeceirenses piora de dia para dia. Que é o responsável?

Câmara de Celorico disposta a assumir despesas do funcionamento da urgência nocturna até abertura do Hospital de Amarante

“A Autarquia de Celorico de Basto, apesar das dificuldades que atravessa, suporta as despesas do funcionamento do Serviço de Apoio Permanente Nocturno do Centro de Saúde de Celorico de Basto até abrir o novo hospital de Amarante”, é esta a proposta que o presidente da Câmara Municipal, Joaquim Mota e Silva, faz à ARS-Norte, para garantir os serviços de saúde à população do concelho, 24 horas por dia.

de saúde à população do concelho, 24 horas por dia. O autarca realçou, em conferência de

O autarca realçou, em conferência de imprensa no passado dia 16 de Fevereiro, que é uma prioridade da autarquia garantir aos habitantes do concelho os serviços de saúde, durante a noite, até que esteja concluído o novo hospital de Amarante. “Queremos o serviço de saúde durante a noite que garanta o sossego da população e, por considerarmos que é uma descriminação da população do interior tudo faremos para garantir o bem-estar das gentes da terra”. Na conferência de imprensa esteve presente o Coordenador da Comissão de Utentes, Fernando Freitas, que anunciou uma manifestação contra o encerramento do SAP e apelou à participação de todos. Esta acção realizou-se dia 20 de Fevereiro, pelas 19h30, junto ao centro de Saúde de Celorico de Basto.

Compro Velharias

Objectos de Porcelana, Paliteiros, Pinturas, Mobílias, Arte Sacra, Presépios, Notas e Moedas Portuguesas e Outros Artigos

Pago de Imediato em Dinheiro!

Contactos: 964 153 248 Depois das 19 Horas

CDS denuncia “Jobs for the Boys” no Centro Distrital de Braga da Segurança Social

Ex. Chefe de Gabinete de Barreto promovida a Directora de Unidade/Núcleo

de Barreto promovida a Directora de Unidade/Núcleo Cristina Sanches, ex. Chefe de Gabinete de Barreto promovida

Cristina Sanches, ex. Chefe de Gabinete de Barreto promovida a Directora da Segurança Social

O líder parlamentar do CDS, Pedro Mota Soares, confrontou no passado dia 15 de Fevereiro, no Parlamento, a Ministra do Trabalho com uma lista de directores distritais, directores adjuntos e directores de unidades tuteladas por Helena André. Todas as nomeações para os Centros Distritais de Segurança Social têm, segundo os democratas-cristãos, um ponto em comum: são militantes do Partido Socialista. O CDS, juntou ao nome de cada um destes dirigentes da Administração pública fotografias de cartazes eleitorais do PS, listas dos órgãos do partido ou de câmaras municipais o que prova a militância no Partido Socialista. “Tudo boa gente”! Assim, no Centro Distrital de Braga da Segurança Social, os “felizes contemplados” “com cargos principescamente remunerados pelos bons serviços prestados ao PS” são: Maria do Carmo Antunes, Directora do Centro Distrital de Braga da Segurança Social, que é reconduzida no cargo, sendo actualmente Deputada Municipal, eleita pelo PS, no município de Braga. Maria do Carmo, que na qualidade de Directora do mesmo Centro, há um ano atrás, referiu que “a pobreza no Distrito de Braga não era preocupante”. Para Director Adjunto do Centro Distrital foi nomeado um outro “Boy Socialista”, de nome Luís Filipe Silva, actual Vereador socialista na Câmara de Vila Verde e Presidente da Comissão Política local do mesmo partido. Finalmente, o “Triunvirato de Boys” na Segurança Social de Braga, fica completo com Cristina Sanches, ex, Chefe de Gabinete do Presidente da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto entre 1999 e 2005 e mais recentemente, Técnica Superiora na Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto. Cristina, transfere-se para a Segurança Social de Braga, sendo agora promovida a Directora de Unidade/Núcleo. “Portanto, tudo boa gente e com sentido de justiça e imparcialidade no exercício das suas funções na Segurança Social de Braga”.

Arranca em Junho a requalificação da Escola Secundária de Mondim

“Em cerimónia realizada no passado dia 29 de Janeiro, na Escola Sá de Miranda em Braga, o Primeiro-Ministro, José Sócrates, anunciou o arranque da quarta fase do Programa de Requalificação das Escolas Secundárias, de entre as quais se encontra a EB 2,3/S de Mondim de Basto”, lê-se num comunicado enviado à nossa redacção pela Câmara Municipal de Mondim de Basto.

nossa redacção pela Câmara Municipal de Mondim de Basto. Obras de requalificação da Escola de Mondim

Obras de requalificação da Escola de Mondim arrancam em Junho

Os projectos, que serão levados a cabo pela Parque Escolar e as Escolas, arrancam em Junho e prolongam-se até Dezembro. Visam essencialmente dotar as escolas de excelentes condições de ensino e formação para os jovens alunos. De acordo com a mesma nota enviada à comunicação social, “o Presidente da Câmara e a Directora do Agrupamento Vertical de Escolas de Mondim de Basto, receberam com satisfação o anúncio desta medida, vendo assim compensado

o esforço e os vários contactos realizados junto do Governo, no sentido de

obterem uma nova escola, com instalações de qualidade, virada para o futuro

e promotora da igualdade de oportunidades”, conclui.

Equipas de Intervenção Permanente (EIP)

Corporações de Bombeiros de Cabeceiras de Basto e Celorico de Basto impedidos de criar EIP´s

Apesar de terem estado na linha da frente na assinatura do protocolo, logo na primeira fase, os Bombeiros de Cabeceiras de Basto e Celorico de Basto não vão poder criar Equipas de Intervenção Permanente (EIP).

A par de Vila Verde, Cabeceiras de

Basto e Celorico de Basto são os únicos municípios do distrito que não possuem Equipas de Intervenção Permanente, pelo facto de a alteração da legislação, exigida pelas respectivas câmaras, não se ter sucedido. Segundo informações retidas do jornal Correio do Minho, em Maio de 2009, “o Governador Civil do distrito, Fernando Moniz, disse que ‘se houver

Celorico e Cabeceiras não vão ter equipas de intervenção florestal. Câmaras deixam cair candidaturas!

vontade política dos presidentes de câmara, a situação resolve-se’. O representante do Governo admitiu que poderiam ser introduzidas algumas alterações, nomeadamente no que toca aos critérios de selecção, mas não considera que isso seja um impedimento para a constituição das equipas. Fernando Moniz alegou que as necessidades são objectivas e reconhece vantagens às EIP, mesmo que as condições não sejam as ideais.” “O Basto” apurou ainda, através do jornal Correio de Viseu, de 24 de Novembro de 2010, que as Equipas de Intervenção Permanente que não tenham sido criadas até ao final do ano transacto, vão ficar sem efeito. “Em 2011, não teremos a possibilidade

de criar novas EIP´s”, assegurou o Secretário de Estado da Protecção Civil, Vasco Franco. O qual referiu ainda que “a constituição de novas EIP´s será suspensa em 2011 e retomada logo que possível”. Os Bombeiros de Cabeceiras de Basto alegaram não poderem fornecer informações no que respeita o assunto. Afirmaram apenas que “também gostavam de saber o

porquê de não ser possível a criação de uma EIP no concelho.” Para os Bombeiros Celoricenses, a medida implementada pelo governo deve-se à impossibilidade de acarretar novas despesas, neste momento. O comandante dos Bombeiros de Celorico, António Gomes, explica que, na altura da assinatura dos protocolos, as câmaras exigiram modificações no regulamento, no âmbito da alteração das idades permitidas para os membros pertencentes às EIP e da escolha desses mesmos membros ser efectuada pela própria câmara. E sendo as EIP comparticipadas 50 por cento pelas câmaras e 50 por cento pela Protecção Civil, basta uma das entidades se recusar a financiar, para ser tornar impossível a criação das referidas equipas. “ É imprescindível a existência de uma EIP em cada concelho, sempre pronta a intervir em situações de emergência”, defende o comandante dos Bombeiros Celoricenses. O mesmo lamenta não ser possível a criação destas equipas nos

referidos concelhos.

Teresa Magalhães

Misericórdia de Ribeira de Pena suspende cortes salariais

Misericórdia de Ribeira de Pena suspende cortes salariais A Santa Casa da Misericórdia de Ribeira de

A Santa Casa da Misericórdia de Ribeira de Pena decidiu

suspender a redução de 10% do salário dos 128 funcionários até que a Inspecção do Trabalho averigue a legalidade da medida, disse o provedor João Alves Pereira. “Não me passava pela cabeça que um acordo com os funcionários pudesse ser uma ilegalidade. Por isso, resolvemos suspender a medida até que seja avaliada”, afirmou João Pereira.

A decisão da Misericórdia de Ribeira de Pena surge depois

da denúncia feita pelo Sindicato dos Trabalhadores da

Administração Pública (SINTAP) que alertou para a redução “inaceitável” e “ilegal” de 10% do salário.

O SINTAP solicitou a intervenção da ministra do Trabalho

para que os trabalhadores das instituições particulares de

solidariedade social “não sejam prejudicados por atitudes arbitrárias e em desrespeito pela negociação colectiva do trabalho”. João Pereira explicou que “não foi de ânimo leve” que a Misericórdia apresentou propostas aos funcionários para evitar o “colapso” da instituição, despedimentos ou o fecho de valências. “E estamos em risco de isso acontecer se não forem tomadas medidas a tempo. Não podemos cortar aos serviços de alimentação ou aos cuidados que temos que ter com os nossos utentes”, salientou. Segundo o responsável, a maioria dos funcionários optou por “uma redução de

10% do salário base”, que ronda os 600 euros, e 19 deles escolheram ficar sem os subsídios de férias e de Natal.

escolheram ficar sem os subsídios de férias e de Natal. João Alves Pereira Provedor Santa Casa

João Alves Pereira Provedor Santa Casa Ribeira Pena

Confirmam-se “suspeitas de controlo político do Agrupamento de Escolas de Cabeceiras por parte da Câmara”

Criada Associação de Pais “fantoche” “à revelia” das Associações de Pais de Refojos e Arco de Baúlhe

No passado dia 12 de Janeiro, a Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto deu um importante passo para num futuro próximo, controlar politicamente “como já se esperava” o Agrupamento de Escolas de Cabeceiras de Basto. Chegaram ao conhecimento do jornal “O Basto” informações de que no passado sábado, dia 12 de Fevereiro, decorreu uma reunião de alguns pais e encarregados de educação de alunos de escolas da área do Agrupamento de Escolas de Cabeceiras de Basto, com o objectivo de criar uma nova associação de pais, denominada “Associação de Pais do Agrupamento de Escolas de Cabeceiras de Basto” Segundo fontes que confidenciaram a “O Basto”, “os poucos pais presentes nesta reunião, na sua maioria afectos ao poder instituído (simpatizantes do PS, membros de Assembleias de freguesia, funcionários da Câmara, da Mútua e da ADIB) foram convidados, com pouca antecedên- cia e de forma pessoal, por pessoas ligadas ao poder na autarquia, chegando alguns a afirmar que foram “enganados”.

“A reunião foi realizada no mercado municipal, estranhando-se não ter

sido feita na própria escola, estando presentes apenas cerca de quarenta

pessoas”

Refira-se que “desde há muitos anos que os pais e encarregados de educação dos estabelecimentos de ensino do concelho têm em

actividade uma associação de pais na área de Refojos e outra na área do Arco de Baúlhe, ambas legalizadas

e com participação nos respectivos

órgãos das escolas” Ao que conseguimos apurar “com a criação do actual agrupamento de escolas, a nova gestão manteve a representatividade dos pais no Conselho Pedagógico através da associação de Refojos, havendo entre as duas associações ( Refojos e Arco)

um clima de frutuoso entendimento”.

As eleições para o novo Conselho Geral do Agrupamento de Escolas de Cabeceiras, onde os pais têm direito

a 4 representantes num órgão com

21 elementos e que vai eleger o próximo Director, parecem ser o motivo desta iniciativa considerada por vários

Agrupamento de Escolas de Cabeceiras de Basto elege Conselho Geral Transitório

O pessoal docente e não docente do Agrupamento de Escolas de Cabeceiras de Basto, criado pela fusão dos antigos Agrupamentos de Refojos de Basto e do Arco de Baúlhe foi ontem às urnas para eleger os seus representantes no Conselho Geral Transitório. No que diz respeito ao pessoal docente, havia duas listas em confronto, uma liderada por Susana Pavão, docente de Ciências Físico-Químicas da Escola Básica e Secundária de Cabeceiras de Basto, e outra por Maria Senhorinha Pires, ex-directora do antigo Agrupamento de Escolas do Arco e actual coordenadora da escola Básica do Arco do Arco de Baúlhe, tendo saído vencedora esta última, pelo que terá 4 elementos no referido órgão, enquanto a outra conseguiu eleger 3 elementos. Em relação aos não docentes, havia igualmente duas listas, tendo sido eleito um elemento de cada uma das listas. Boa sorte a todos os elementos que integram agora aquele órgão do Agrupamento e que tenham a lucidez suficiente para defender o interesse geral… Telmo Bértolo

Correio do Leitor

Exmos Srs. Esta semana estive em Cabeceiras de Basto, de onde sou natural, e tenho muita família, embora esteja a viver fora desde 1967, mas sempre estive muito ligado às raízes, e chegou-me à mão um dos números do vosso jornal, que apreciei muito e dou os parabéns à redacção. Sou assinante do Ecos de Basto, que me vai trazendo notícias, e em tempos assinei o Forum Cabeceirense, (enquanto não o calaram), mas vejo que para saber algumas verdades tenho que ler também o vosso jornal, porque quem lê o Ecos fica com a impressão que vai tudo bem em Cabeceiras, quando na realidade não é bem assim.! Agradeço o envio do Jornal para a morada abaixo indicada, e o envio do NIB para pagamento da m/assinatura. José Mendes Martins (Porto)

* Comércio de Pneus Novos e Reconstruídos ESTAÇÃO DE SERVIÇO Telef./Fax: 253 663 325 *

* Comércio de Pneus Novos e Reconstruídos

ESTAÇÃO DE

SERVIÇO

Telef./Fax:

253 663 325

* Alinhamento de Direcções

* Calibragem de Rodas

325 * Alinhamento de Direcções * Calibragem de Rodas Criada “Associação de Pais Socialistas” para

Criada “Associação de Pais Socialistas” para alegadamente instrumentalizar politicamente Agrupamento de Escolas de Cabeceiras

encarregados de educação como “sectária e uma autêntica golpada na legitimidade das associações de

Refojos e Arco, cujas direcções estão legitimamente eleitas e em exercício de funções”

“Os (in)suspeitos do costume!”

Conforme o Jornal “O Basto” adiantou na sua última edição, o Presidente da Câmara de Cabeceiras quererá controlar politicamente oAgrupamento de Escolas de Cabeceiras de Basto, alegadamente “para o pôr na ordem”. Para isso, Barreto terá confidenciado em privado, que “será um dos três representantes da Câmara no Agrupamento de Escolas de Cabeceiras” e, inte- grando o órgão, o autarca “estará disponível para presidir ao Conse- lho Geral do Agrupamento, o órgão que vai escolher o futuro Director Executivo do Agrupamento”. Pelo que já divulgámos na edição

anterior, Joaquim Barreto quer ser o presidente do novo órgão, mas as eleições dos representantes dos professores e dos funcionários não lhe terão corrido como estava previsto, pelo que se tornam importantes os votos dos representantes dos pais. Será que Barreto não tem assegurados os votos dos representantes das actuais associações de pais de Refojos e Arco? Será que já vale tudo, para tomar de assalto os órgãos de gestão das escolas? Como é possível aparecer do nada, sem que todos os pais tenham sido convidados e informados, uma nova associação de pais com o nome do novo agrupamento? Como se compreende que estando em actividade duas associações de pais na área do agrupamento, com representação nos seus órgãos e notável trabalho de apoio às escolas, como tem sido referido, se deixe correr um processo de organização de uma nova associação, sem que as mesmas sejam disso informadas e sem que a maioria dos pais sejam chamados a dar a sua opinião sobre a criação da mesma? Esta parece mais uma situação igual a muitas outras que se têm sucedido no nosso concelho. Sempre que há eleições e o poder não controla a maioria, mudam-se as regras. Será?

De acordo com a discussão que se está a processar on line, através do Blogue malmaior.blogspot.com, a Associação de Pais “Fantoche”, criada para alega- damente controlar politicamente o Agrupamento de Escolas de Cabeceiras de Basto, terá ligações umbilicais, ao Poder Socialista que governa o concelho desde o longínquo ano de 1993

de Basto, terá ligações umbilicais, ao Poder Socialista que governa o concelho desde o longínquo ano
Telefone 253 625 644 Telef. Fax. 253 662 661 e-mail: dc-cci@netc.pt Sede e Armazém Frigorífico

Telefone 253 625 644 Telef. Fax. 253 662 661

e-mail: dc-cci@netc.pt Sede e Armazém Frigorífico em:

Lugar de Sobreiro - Real 4700 - 272 BRAGA

“In Memoriam”

José Pereira Leite

“O Professor dos Pações”

Honra à memória do que foi na vida, Homem de bem e nobre cidadão, Excelsas virtudes, magnânimo coração, Inteligência lúcida e esclarecida.

Quando fazia ouvir de fronte erguida,

A sua voz de mestre e disciplinada,

De pedagogo com lição bem preparada, Os “iletrados” levava de vencida.

Com eloquentes dotes jornalísticos Combatendo e desmascarando ideais

místicos,

A velha monarquia, ajudou a derrubar,

Falando aos alunos que o escutavam,

atentos

De espírito benfeitor, contido nos seus

talentos

A “Assistência escolar” criou, para os

ajudar.

Pações, 2010/11/22 (aniversário do seu falecimento) P.L.

GNR intercepta condutor com 4,41 gramas de álcool no sangue em Cabeceiras

“Valor é considerado “record” nas operações de fiscalização do destacamento de Guimarães”

O destacamento da GNR de Guimarães interceptou na madrugada de Domingo, 6 de Fevereiro, em Cabeceiras de Basto, um condutor que apresentava o valor de 4,41 gramas de álcool por litro de sangue. Ao que “O Basto” conseguiu apurar, trata- se de um homem com 33 anos, a quem foi dada ordem de paragem pela GNR e que, tendo sido submetido ao teste de controle de alcoolemia, terá apresentado um valor “record” nas acções de fiscalização do destacamento de Guimarães. Segundo fonte daquela força policial, o homem que na altura conduzia uma viatura, encontrava-se em “estado de coma alcoólico”, uma situação considerada “explosiva” e extremamente perigosa, porque potenciadora de acidentes que podem pôr em risco a vida de outros condutores. O referido

podem pôr em risco a vida de outros condutores. O referido Condutor embriagado, surpreendeu a própria

Condutor embriagado, surpreendeu a própria GNR, dada a quantidade de álcool que tinha no sangue

indivíduo, natural e residente no concelho de Cabeceiras de Basto, terá sido detido e notificado a comparecer no Tribunal de Cabeceiras de Basto, na passada Segunda-Feira, dia 7 de Fevereiro. Nessa mesma noite, o destacamento da GNR

de Guimarães efectuou um total de 21 detenções, no âmbito de uma fiscalização à segurança rodoviária, 13 delas a indivíduos que apresentavam taxas de álcool no sangue, com valores entre 1,24 e 4,41 gramas por litro.

GNR implacável na luta contra a droga nas Terras de Basto

Detido alegado traficante “distribuidor” dos concelhos de Cabeceiras, Celorico, Mondim e Ribeira de Pena

A GNR, através do Núcleo de Investigação Criminal (NIC) do Destacamento Territorial (DTER) de Guimarães, deteve um alegado traficante - já cadastrado - e constituiu arguidos mais dois indivíduos no âmbito de um inquérito por tráfico de estupefacientes.

de Pena, Mondim de Basto, Amarante e Vila Pouca de Aguiar. O suspeito foi detido na sequência de buscas domiciliárias realizadas pelo DTER de Guimarães entre sábado e segunda-feira últimos. Fonte policial revelou que o indivíduo já foi detido duas vezes pela GNR com grandes quantidades de droga e dinheiro. Já tem antecedentes pelo crime de tráfico, tendo já cumprido quatro anos de prisão efectiva.

- está referenciado como o principal

a quem o Tribunal aplicou a prisão preventiva

O alegado traficante - um homem de 34 anos

e outros objectos relacionados com o tráfico.

estupefaciente, dinheiro, vários telemóveis, duas viaturas, três computadores portáteis

A GNR apreendeu também algum produto

Já depois de cumprir pena, chegou a estar com apresentações periódicas no âmbito de outro inquérito e aguarda julgamento também por tráfico de estupefacientes na comarca de Cabeceiras de Basto. O suspeito - sem profissão conhecida - ficou agora sujeito à medida coacção mais gravosa, enquanto o inquérito - que o NIC de Guimarães tem em mãos há cerca de um ano - prossegue.

distribuidor de drogas nos concelhos de Celorico de Basto, Cabeceiras, Fafe, Ribeira

concelhos de Celorico de Basto, Cabeceiras, Fafe, Ribeira GNR desfere golpe no narcotráfico O Basto –

GNR desfere golpe no narcotráfico

O Basto – 20 de Fevereiro de 2011 – Nº 74

-------------------------------CERTIFICADO--------------------------------

Certifico que, no dia Sete de Fevereiro de dois mil e onze, perante mim notária, Leonor da Conceição Moura, com cartório sito no Campo do Quinchoso, Refojos, Cabeceiras de Basto, foi outorgada uma escritura de JUSTIFICAÇÃO NOTARIAL, iniciada a folhas 44 livro 55-A, intervindo como outorgantes:------ ---Júlia de Magalhães Sampaio NIF 177 778 970 e marido Manuel Cerqueira da Quelha NIF 177 778 989 casados sob o regime da comunhão de adquiridos, naturais ela da freguesia de Basto, deste concelho, onde residem no lugar de Verdelho e ele natural da freguesia de Britelo, concelho de Ponte da Barca.-

---Mais certifico que foi declarado:------------------------------------------------------ ---Que são donos e legítimos possuidores, e com exclusão de outrem, dos seguintes prédios:---------------------------------------------------------------------------- ---Rústico - Lameiro, vinha e oliveira sita no lugar de Soutelo, freguesia da Faia, concelho de Cabeceiras de Basto, com a área de oito mil metros quadrados, a confrontar de norte com Associação Cultural Recreativa de S. Tiago da Faia, de sul e nascente com caminho e de poente com ribeiro, omisso na conservatória e inscrito na matriz em nome do justificante sob

o artigo 28 com o valor patrimonial e atribuído de 1014,16.-------------------

---Rústico - Eucaliptal, pinhal, mato e pastagem sito no mencionado lugar de Soutelo, freguesia da Faia, com a área de quarenta mil e setecentos e cinquenta metros quadrados, a confrontar de norte com José Maria Leite Campos, de sul com Domingos Gomes Nogueira, de nascente com Joaquim Barroso e poente com ribeiro, omisso na conservatória e inscrito na matriz em nome do justificante sob o artigo 30 com o valor patrimonial e atribuído de 1434,94.------------------- ---Rústico - Pinhal e mato sito também no lugar de Soutelo, com a área de oito mil metros quadrados, a confrontar de nort3 com cabeça de casal da herança de Joaquim Martins Barroso, de sul, nascente e poente com Joaquim

de Araújo, omisso na conservatória e inscrito na matriz em nome do justificante sob o artigo 36 com o valor patrimonial e atribuído de 417,00.- ---Rústico - Terreno de mato sito no lugar de Casa de Ladrões, freguesia de Basto, concelho de Cabeceiras de Basto, com a área de dois mil e oitocentos metros quadrados, a confrontar de norte com junta de freguesia, de sul com caminho, de nascente com cabeça de casal da herança de Francisco Aires de Abreu e de poente com José de Oliveira Bastos, omisso na conservatória e inscrito na matriz em nome

do justificante sob o artigo 19 com o valor patrimonial e atribuído de 16,76.------- ---Que, os justificantes no ano de mil novecentos e oitenta e dois e já no estado de casados, adquiriram por compra verbal a José Guilherme Lira de Magalhães, residente que foi no Porto, e já falecido, os referidos rústicos

e tendo entrado nessa data na posse dos mesmos, pelo que estão

impossibilitados de suprir a referida aquisição não titulada pelos meios normais, e registar na conservatória, em seu nome, os mesmos prédios.- ---Que, esse contrato verbal não teve a virtualidade jurídica de transmitir o domínio e propriedade de tais prédios, mas o certo é que por via dele, os justificantes passaram a usufrui-los, limpando-os, realizando obras de beneficiação, e pagando os respectivos impostos e gozando todas utilidades por eles proporcionadas, com ânimo de quem exercita de direito próprio, de boa fé, por ignorar lesar direito alheio, pacificamente porque sem violência, continua e publicamente, com conhecimento de toda a gente e sem oposição de ninguém - e isto por lapso de tempo superior a vinte anos.----------------- ---Que, dadas as enunciadas características de tal posse, os justificantes adquiriram aqueles prédios, por usucapião - título esse que, por natureza, não é susceptível de ser comprovado o pelos meios normais.---------------- ---Está conforme o original.---------------------------------------------------------------- ---Cabeceiras de Basto, sete de Fevereiro de dois mil e onze.-----------------

A NOTÁRIA (Leonor da Conceição Moura)

 

O Basto – 20 de Fevereiro de 2011 – Nº 74

 

O Basto – 20 de Fevereiro de 2011 – Nº 74

-------------------------------CERTIFICADO-----------------------------

-------------------------------CERTIFICADO-----------------------------

---Certifico que, no dia dez de Fevereiro de dois mil e onze, perante mim notária, Leonor da Conceição Moura, com cartório sito no Campo do Quinchoso, Refojos, Cabeceiras de Basto, foi outorgada uma escritura de JUSTIFICAÇÃO NOTARIAL, iniciada a folhas 52 livro 55-A, intervindo como outorgantes:----------------------------- ---Domingos Mota de Araújo Campos NIF 165 006 021 e mulher Maria da Conceição Gomes Teixeira NIF 161 637 205 casados sob o regime da comunhão de adquiridos, naturais ele da freguesia de Ribas, concelho de Celorico de Basto e ela da freguesia de Basto, deste concelho, e residentes nesta no lugar das Gateiras.-

---Certifico que no dia dezasseis de Fevereiro de dois mil e onze perante mim, Notária, Leonor da Conceição Moura, com cartório sito no Campo do Quinchoso, Refojos, Cabeceiras de Basto, foi outorgada uma escritura de JUSTIFICAÇÃO notarial, iniciada a folhas 71 do Livro 55-A, intervindo como justificantes:------------ ---António de Magalhães Campos NIF 105 551 422 e mulher Carmelinda Teixeira Alves NIF 209 117 958 casados sob o regime da comunhão de adquiridos, naturais ele da freguesia de Arco de Baúlhe e ela da freguesia de Pedraça, e residentes no lugar da Cerca - Santo António, freguesia de Basto, todas deste concelho.-

---Mais certifico que foi declarado:------------------------------------ ---Que são donos e legítimos possuidores, e com exclusão de outrem, da seguinte prédio sito na referida freguesia de Basto:---- ---Rústico - Pinhal, mato, uma dependência agrícola, cultura arvense de regadio, videiras em ramada e vinha em bardo denominado de “ Cerca do Padreiro”, sito no lugar de Gateiras, com a área de catorze mil e duzentos metros quadrados, a ‘confronta de norte com rio, de sul com Firmino Nogueira de Magalhães, de nascente com Eugénio de Moura Oliveira e de poente com Francisco Teixeira Araújo, omisso na conservatória e inscrito na matriz em nome de quem adquiriram sob o artigo 91 e com o valor patrimonial e atribuído de • 1397,43.- ---Que, os justificantes, no ano de mil novecentos e oitenta e três, adquiriram por compra verbal a Adelino Gomes Costa e mulher Maria Perpétua Silva Rodrigues com última residência conhecida em França

actualmente ausentes em parte incerta, o referido prédio, tendo

e

---Mais certifico que foi declarado:------------------------------------ ---Que são donos e legítimos possuidores, com exclusão de outrem, do seguinte prédio sito no lugar de Santo António, freguesia de Basto, deste concelho:---------------------------------- ---Rústico - Terreno culto e inculto com a área de vinte e cinco mil cento e quarenta e um metros quadrados, a confrontar de norte com rio Petimão, de sul com caminho público e junta de freguesia de Basto, de nascente com Manuel Fernando Pereira de Campos e poente com caminho público e Maria José Chaves Sousa Larouca, omisso na conservatória, e inscrito na matriz em nome de quem adquiriram, sob

artigo 318 e com o valor patrimonial e atribuído de • 588,58.--------- --Que este prédio foi adquirido no ano de mil novecentos e oitenta

o

e

nove, já no estado de casados, por compra e verbal a José

Eduardo Sousa Dias e mulher Maria Elisa Fernandes Basto Sousa Dias, com ultima residência conhecida no Porto, tendo entrado nessa data na posse do referido prédio, estando impossibilitados de suprir a referida aquisição não titulada, pelos meios normais, e registar na conservatória, em seu nome, o mesmo.----------------

---Que, esse contrato verbal não teve a virtualidade jurídica de transmitir

entrado nessa data na posse do mesmo, pelo que estão impossibilitados de suprir a referida aquisição não titulada pelos meios normais, e registar na conservatória, em seu nome, o mesmo prédio.------------- ---Que, esse contrato verbal não teve a virtual idade jurídica de transmitir o domínio e propriedade de tal prédio, mas o certo é que por via dele, os justificantes passaram a usufrui-lo, limpando-o, cultivando-o, realizando obras de beneficiação, colhendo os frutos, e gozando todas utilidades por eles proporcionadas com ânimo de quem exercita de direito próprio, de boa fé, por ignorar lesar direito alheio, pacificamente porque sem violência, continua

domínio e propriedade de tal prédio, mas o certo é que por via dele,

os justificantes, usufruem o referido prédio, limpando-o, cultivando-o, colhendo os seus frutos, e realizando benfeitorias e obras de beneficiação, e gozando todas utilidades por ele proporcionadas, com ânimo de quem exercita de direito próprio, de boa fé, por ignorar lesar direito alheio, pacificamente porque sem violência, continua e publicamente, com conhecimento de toda a gente e sem oposição de ninguém – e isto por lapso de tempo superior a vinte anos.------------ ---Que, dadas as enunciadas características de tal posse, os justificantes adquiriram aquele prédio por usucapião – título esse que, por natureza, não é susceptível de ser comprovado pelos meios normais.----------------------------------------------------------- ---Cabeceiras de Basto, dezassete de Fevereiro de dois mil e onze.

o

e

publicamente, com conhecimento de toda a gente e sem oposição

de ninguém - e isto por lapso de tempo superior a vinte anos.---- ---Que, dadas as enunciadas características de tal posse, os justificantes adquiriram aquele prédio, por usucapião - título esse que, por natureza, não é susceptível de ser com provado pelos meios normais.------------ ---Está conforme o original.-------------------------------------------- ---Cabeceiras de Basto, dez de Fevereiro de dois mil e onze.----

 

A NOTÁRIA (Leonor da Conceição Moura)

 

A NOTÁRIA (Leonor da Conceição Moura)

6

A NOTÁRIA (Leonor da Conceição Moura)   A NOTÁRIA (Leonor da Conceição Moura) 6 20 de

20 de Fevereiro de 2011

Cortejos de Carnaval

A Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto e o Agrupamento de Escolas de Cabeceiras de Basto, decidiram marcar no próximo dia oito de Março (Terça- Feira) o “Corso Carnavalesco das Escolas”. Uma decisão que contraria uma tendência verificada nos últimos anos, em que o Corso Carnavalesco era realizado na Sexta-Feira antes do dia de Carnaval. A data escolhida pela autarquia e pelo Agrupamento de Escolas é a mesma em que a ARCA (Associação Recreativa e Cultural de Arco de Baúlhe) programou a realização do Corso de Carnaval que há vinte e cinco anos é realizado na vila de Arco de Baúlhe e no mesmo dia (dia de Carnaval).

na vila de Arco de Baúlhe e no mesmo dia (dia de Carnaval). Perante a coincidência

Perante a coincidência das datas as reacções não tardaram. No “blog”, “O Mal Maior”, Vítor Pimenta afirma que: “ao invés de uma atitude conciliadora, o presidente da câmara parece preferir esta agenda politiqueira e revanchista, em prejuízo do povo arcoense, que já ficou sem a sede de um agrupamento escolar e conta outras razões de sobra para desdenhar das sucessivas demonstrações vindas dos paços do concelho.” Vítor Pimenta sublinha que perante as recentes polémicas (referindo-se aos problemas no processo de licenciamento do Lar e Creche de Arco de Baúlhe da responsabilidade da ARCA) estas parecem ser o motivo para que os dois Corsos Carnavalescos fossem realizados no mesmo dia.

O Corso Carnavalesco das Escolas atrairá centenas de crianças e familiares para

Refojos, o que consequentemente impossibilitará que centenas de cabeceirenses

possam estar ao mesmo tempo nas duas festividades. É esta a evidência que promove

as críticas à data marcada pela autarquia e o Agrupamento de Escolas. Diversas pessoas

contactadas pelo “O Basto” reafirmaram que a coincidência das datas “prejudicará a afluência de pessoas para o tradicional desfile de Carnaval a realizar em Arco de Baúlhe” e dizem “que não há qualquer fundamento” para que se tenha alterado o dia do Corso Carnavalesco das Escolas para que coincidisse com o dia da realização do Corso Carnavalesco organizado pela ARCA.

Inacção do PSD/Cabeceiras “poderá ter os dias contados”!

Professor Mário Leite assume disponibilidade para uma candidatura aos órgãos locais

Em artigo publicado na edição deste jornal, na rubrica “Blogue do Professor”, o Professor Mário Leite declara que “decidiu assumir o compromisso de apresentar uma candidatura aos órgãos da Secção do PSD de Cabeceiras de Basto” e que dessa intenção já deu conta ao Presidente da Mesa da Assembleia Geral do PSD local. Como fundamen- tos para a sua decisão, este militante do Partido Social Democrata, “considera que o PSD desapareceu da cena política concelhia, deixan- do de cumprir o seu papel de oposição, mas deixando, também, de discutir o futuro do partido e do concelho, em diálogo com os pró- prios militantes e de promover a

alternativa de poder autárquico que se deseja”. No mesmo artigo, o Professor Mário Leite recorda que “se aproxima, pois, a ocasião de o PSD se assumir como alternativa e para isso é absolutamente essencial que o partido esteja reorganizado, os militantes se revejam numa nova equipa, num programa de acção e que seja apresentado um projecto para o concelho que dê respostas aos múltiplos problemas que os cabeceirenses sentem”. O mesmo artigo, o Professor Mário Leite revela que “Dá ao partido uma alternativa, uma opção de escolha. Apresentarei uma nova equipa e um novo projecto, para construir a alternativa em que se possam rever os cabeceirenses, em 2013”. Presentemente na aposentação como docente, o Professor Mário Leite é actualmente membro da Direcção da Associação Nacional de Professores e ao nível associativo fundou e presidiu durante vários anos à Casa do Benfica de Cabeceiras, instituição que conseguiu atingir projecção e dinamismo sob a sua liderança.

Professor Mário Leite quer dar vida ao PSD de Cabeceiras

Professor Mário Leite quer dar vida ao PSD de Cabeceiras SUPERMERCADO Pão Quente a toda a
SUPERMERCADO
SUPERMERCADO

Pão Quente a toda a hora

0,79€ Kg
0,79€
Kg

Arroz

Louro

Cozinha

Velha

1Kg

a toda a hora 0,79€ Kg Arroz Louro Cozinha Velha 1Kg 0,89€ Coca-Cola 1Lt Campanha de
a toda a hora 0,79€ Kg Arroz Louro Cozinha Velha 1Kg 0,89€ Coca-Cola 1Lt Campanha de
0,89€
0,89€

Coca-Cola

1Lt

Campanha de 18 de Feverreiro a 17 de Março

Saber Comprar Saber Viver

Rua

Cabeceiras de Basto (Junto ao Centro de Saúde)

Prof. Emídio Guerreiro

“Texteis/Lar e arranjos de costura”

0,85 € Kg
0,85 €
Kg

Perâ Rocha

Cal 60/70

1,75 €
1,75 €

Cola Cao Energy 250 Gr + 60 Gr Grátis

0,85 € Kg Perâ Rocha Cal 60/70 1,75 € Cola Cao Energy 250 Gr + 60

Segunda a Domingo - 9h00 às 20h00

“Um Jardim de Camélias” Empresa Municipal “Qualidade Basto” promove Concurso de Fotografia “A Qualidade de

“Um Jardim de Camélias”

Empresa Municipal “Qualidade Basto” promove Concurso de Fotografia

“A Qualidade de Basto, EEM, com o apoio do Município de Celorico de Basto, está a promover um concurso de fotografia, intitulado Celorico de Basto – Um jardim de Camélias”, pode ler-se num comunicado enviado à nossa redacção. “Esta iniciativa, que tem como objectivos valorizar a arte da fotografia, promover as camélias e despertar o interesse pela natureza, surge no âmbito da oitava Festa Internacional das Camélias, a realizar em Celorico de Basto, nos dias 18, 19 e 20 de Março”. As fotografias apresentadas a concurso devem ter como base jardins de camélias, cameleiras ou camélias existentes em Celorico de Basto, sendo que cada participante pode apresentar até três fotografias. Serão premiados os três melhores trabalhos apresentados a concurso, tendo como factores de avaliação a originalidade e a qualidade técnica da fotografia. Os interessados em participar nesta iniciativa devem efectuar inscrição até ao dia 25 de Fevereiro nas instalações da Qualidade de Basto, EEM, ou através do telefone 255 320 250 ou ainda através do endereço electrónico geral@qualidadebasto.pt. Este concurso está sujeito a regulamento, o qual pode ser consultado no site da Qualidade de Basto. “Saliente-se que os resultados do concurso serão apresentados na abertura da VIII Festa Internacional das Camélias, no dia 18 de Março, que conta com uma exposição de todos os trabalhos sujeitos a concurso”, conclui.

Março, que conta com uma exposição de todos os trabalhos sujeitos a concurso”, conclui. 8 20
Março, que conta com uma exposição de todos os trabalhos sujeitos a concurso”, conclui. 8 20

Centro Social de Cabeceiras a caminho de nova certificação

Centro Social de Cabeceiras a caminho de nova certificação Centro Social de Cabeceiras de Basto à

Centro Social de Cabeceiras de Basto à procura de nova certificação de qualidade”

De acordo com um comunicado enviado à nossa redacção pela Dra. Teresa Castro, Presidente da Direcção do Centro Social de Cabeceiras de Basto, “depois de recentemente ter obtido uma certificação de qualidade de acordo com normas europeias, esta instituição cabeceirense estará a caminho de nova certificação. Com efeito, o Centro Social assinou no passado mês de Janeiro um contrato por dois anos com a CNIS, em parceria com a Universidade Católica Portuguesa, para Formação, tendo como principal objectivo a certificação das suas respostas sociais, pelos referenciais da Segurança Social”. Estes referenciais foram concebidos à luz do Modelo Europeu de Excelência, constituindo assim mais uma aposta que o Centro Social de Cabeceiras “abraça” para a optimização de serviços e recursos, concretizando por essa via um objectivo do seu Plano Estratégico, “que é o de assumir-se em Cabeceiras de Basto, como uma instituição de referência na área social”, conclui o mesmo comunicado. Refira-se por último, que o Centro Social de Cabeceiras, instituição fundada na década de setenta, presta através da sua creche, um importante apoio social a pais e encarregados de educação do concelho, acolhendo várias dezenas de crianças, dos 4 meses (Berçário) aos 5 anos de idade, num concelho onde a oferta social a este nível, é muito deficitária.

VISITE-NOS ABERTOS AOS SÁBADOS À TARDE
VISITE-NOS ABERTOS AOS SÁBADOS À TARDE

Rústico & Moderno tem ao seu dispor a nova colecção de artigos para a sua casa. Presentes para Casamentos, Peças de Decoração para Ambientes Rústicos e Modernos.

Peças de Decoração para Ambientes Rústicos e Modernos. R. Agostinho Moutinho, nº 59 (junto à Rotunda
Peças de Decoração para Ambientes Rústicos e Modernos. R. Agostinho Moutinho, nº 59 (junto à Rotunda
Peças de Decoração para Ambientes Rústicos e Modernos. R. Agostinho Moutinho, nº 59 (junto à Rotunda

R. Agostinho Moutinho, nº 59 (junto à Rotunda da Europa) Cabeceiras de Basto Tlf. 253 666 432

à Rotunda da Europa) Cabeceiras de Basto Tlf. 253 666 432 Av. ds Forças Armadas, Edf.
à Rotunda da Europa) Cabeceiras de Basto Tlf. 253 666 432 Av. ds Forças Armadas, Edf.
à Rotunda da Europa) Cabeceiras de Basto Tlf. 253 666 432 Av. ds Forças Armadas, Edf.

Av. ds Forças Armadas, Edf. do Centro, Lj AB/AC - Fafe (Em frente à Biblioteca) Tlm. 925 404 796

E-mail: rustico.moderno@hotmail.com

Associação de Kickboxing e Full-contact da Região Norte mostrou-se indignada perante a notícia que congratulava o Vice- Campeão do Mundo

Luciano Machado tornou-se motivo de “guerra” entre federações desportivas

A Associação de Kickboxing e Full-contact da Região Norte

revelou-se descontente diante da notícia publicada na edição de Dezembro de 2010 do nosso jornal, relativa ao atleta Luciano Machado, Vice-Campeão do Mundo de Kickboxing, na categoria de menos 71Kg. “O atleta Luciano Machado, do Boxe Clube de Braga, participou num pretenso campeonato mundial de Kickboxing, com a obtenção do segundo lugar e respectiva medalha de prata, campeonato esse ilegal, sem a tutela

dos respectivos institutos do desporto nacionais”, declara Manuel Alberto Freitas da Costa, presidente da Direcção.

O mesmo afirma ainda que “o referido Boxe Clube de

Braga não se encontra inscrito na Associação de Kickboxing e Full-contact da Região do Norte” e que por

isso se encontra “à margem da legalidade”. Segundo esta Associação, a federação internacional que

tutela a referida modalidade é a WAKO – World Association of Kickboxing Organizations -, o

Luciano Machado no meio de uma Guerra entre Federações Internacionais de Kickboxing

uma Guerra entre Federações Internacionais de Kickboxing que não foi o sucedido. A associação defende que

que não foi o sucedido. A associação defende que os únicos atletas da região do norte a participarem nos campeonatos de Kickboxing realizados sob a tutela da WAKO, foram Fernando Machado e Susana Rosa, atletas do Vitória Sport Clube de Guimarães. Os quais estiveram presentes na gala da Confederação do desporto de Portugal, no casino Estoril. Em contra-partida, o Boxe Clube de Braga não só nega as acusações, como ainda comprova (através de uma declaração proporcionada pela Federação Portuguesa Kickboxing e Muaythai) que a Associação de Kickboxing e Full-contact da Região Norte

se encontra suspensa do exercício de direitos e actividade, desde 2008.

Com o intuito de repor a verdade desportiva, a Federação Portuguesa Kickboxing e Muaythai esclarece que “o atleta federado com o nº 19006, Luciano Amorim do Vale

Machado, foi convocado para fazer parte da selecção nacional participante no campeonato

do

mundo de 2010 da federação internacional ISKA, que decorreu entre 2-7 de Novembro

de

2010, na cidade de Alicante - Espanha.”

A Federação informa ainda que “ a ISKA é uma das várias organizações internacionais existentes

na modalidade de Kickboxing e que conta já com mais de 30 anos de existência, de resto com

a mesma vertente desportiva como outras organizações (WKA, IFMA, WKN, WKF, WKPA) ”.

A presidente da Federação Portuguesa Kickboxing e Muaythai, Ana Vital Melo, finda

declarações assegurando que “a informação ventilada por parte do presidente associativo castigado, só demonstra a falta de altruísmo e “fair play” que o leva à deturpação da

Teresa Magalhães

verdade desportiva.”

De: Paula Cristina Oliveira L. Rodrigues ESPECIALIDADES Posta à Grelhados & Companhia Bochechas de Porco

De: Paula Cristina Oliveira L. Rodrigues ESPECIALIDADES

Posta à Grelhados & Companhia Bochechas de Porco Preto Lagartos Porco Preto Secretos de Porco Preto Entrecosto de Porco Preto Bifinhos com Alho Costeleta de Novilho

Pita Shoarma

Delicie-se com as nossas especialidades na companhia de quadros da Pintora Mieke Qualm

Rua 25 de Abril, nº 14 Lj 3 (Junto ao Tribunal) Cabeceiras de Basto

Tlf.

253 666 221

Empresa de Produtos de Higiene e Limpeza sediada em Fafe, precisa de: COMERCIAIS Com: -

Empresa de Produtos de Higiene e Limpeza sediada em Fafe, precisa de:

COMERCIAIS

Com:

- Boa Apresentação

- Ambição

- Experiência em Vendas Oferecemos:

- Salário Base

- Viatura da Empresa

- Comissões

PADARIA PASTELARIA De: Albano Oliveira da Silva & Filhos, Lda Sede: R. Stº André, 49

PADARIA

PASTELARIA

De: Albano Oliveira da Silva & Filhos, Lda

Sede: R. Stº André, 49 - 4710 Braga Tel 253 277 996/ Fax: 253 636 014 Filial 1: Centro Comercial Lafayete - Braga Filial 2: Rua Rosaldo de Almeida - Braga Filial 3: R. Dr. Elísio de Noura - Braga Tel 253 251 282

Com os cartões: ESTAMOS ABERTOS 24 HORAS! Entre as 23H -7H Habasteça com o seu

Com os cartões:

Com os cartões: ESTAMOS ABERTOS 24 HORAS! Entre as 23H -7H Habasteça com o seu cartão

ESTAMOS ABERTOS 24 HORAS!

Entre as 23H -7H Habasteça com o seu cartão multibanco

Menos 2 cêntimos (4 escudos) por litro

Telef. 253 665 710 Fax 253 665 711

Parque Industrial de Lameiros 4860 - Cabeceiras de Basto

Fotografia - Vídeo WEB www.pixceldigital.com E-mail pixceldigital@gmail.com geral@pixceldigital.com [912 475 078]
Fotografia - Vídeo
WEB
www.pixceldigital.com
E-mail
pixceldigital@gmail.com
geral@pixceldigital.com
[912 475 078]
[255 323 223]
Rua Serpa Pinto, Edifício Herbasto,
Fracção B, R/C
4890 - 238 CELORICO DE BASTO
SERBASTO GABINETE DE SERVIÇOS, LDA CAMPO DO SECO - REFOJOS 4860 - 353 CABECEIRAS DE
SERBASTO
GABINETE DE SERVIÇOS, LDA
CAMPO DO SECO - REFOJOS
4860 - 353 CABECEIRAS DE BASTO
serbasto@serbasto.mail.pt
TELEFONE: 253 664 557 TELEMÓVEL: 914 161 971
CONTACTE LUÍS MEIRELES E ANA MARIA, TÉCNICOS
OFICIAIS DE CONTAS INSCRITOS NA ORDEM DOS
TÉCNICOS DE CONTAS.
De: Rosa Gonçalves Ferreira Leite Rebelo Com mais de 25 anos de tradição, o Talho

De: Rosa Gonçalves Ferreira Leite Rebelo Com mais de 25 anos de tradição, o Talho Rebelo trabalha a pensar em si: Com produção biológica de bovinos e suínos, assim como enchidos tradicionais. Visie-nos aqui: Lug. Tujeirinhas - Arco de Baúlhe (Junto ao Centro de Saúde). Tlf 253 665 913 - Tlm 963 856 974

ao Centro de Saúde). Tlf 253 665 913 - Tlm 963 856 974 -Animais de Estimação;
-Animais de Estimação; -Artigos de Caça e Pesca; -Rações para Animais; Tlm. 96 39 132
-Animais de Estimação;
-Artigos de Caça e
Pesca;
-Rações para Animais;
Tlm. 96 39 132 45
Quinchoso 4860 Cabeceiras de Basto
Loja 1 - Av. Cap. Elisio de Azevedo, R/C Lj3 Arco de Baúlhe www.parasempredigital.com Tlm.

Loja 1 - Av. Cap. Elisio de Azevedo, R/C Lj3 Arco de Baúlhe www.parasempredigital.com Tlm. 960 056 584 Loja 2 - R. Central, 83 B - Salto

Elisio de Azevedo, R/C Lj3 Arco de Baúlhe www.parasempredigital.com Tlm. 960 056 584 Loja 2 -
Manuel Joaquim N. Oliveira Tlm. 93 425 5895 Parque Industrial de Olela 4860 Cabeceiras de

Manuel Joaquim N. Oliveira

Tlm. 93 425 5895

Parque Industrial de Olela

4860 Cabeceiras

de Basto

PADARIA E PASTELARIA « A BIJOU » RUA DE CAMÕES TELEFONE: 255 321 211 FILIAL:
PADARIA E PASTELARIA
« A BIJOU »
RUA DE CAMÕES
TELEFONE: 255 321 211
FILIAL: PÃO QUENTE AVENIDA
TELEFONE: 255 321 244
AV. JOÃO PINTO RIBEIRO
4890 CELORICO DE BASTO
Parque Industrial
sete Fontes
Lote 9 4710 - 349 Braga
Tlfs: 253 262 615 / 253 216 300
Fax: 253 617 463

BASDROGA

Drogaria,lda

BASDROGA Drogaria,lda VISITE-NOS Na Praça do Mercado! Tel./Fax 253 662 039 Telem. 962 947 245 Rua

VISITE-NOS

Na Praça do Mercado!

Tel./Fax 253 662 039 Telem. 962 947 245

Rua Emídio Guerreiro, Lote 57 - Loja 1 4860 CABECEIRAS DE BASTO

Chaves Simples e de Segurança, Comandos, Matrículas, Brindes Publicitários, Todo os tipo de Gravações Centro

Chaves Simples e de Segurança, Comandos, Matrículas, Brindes Publicitários, Todo os tipo de Gravações Centro comercial E.leclerc, Lj9 - Fafe oficinadecalcado.oliveira@hotmail.com Telf. 253 094 068

CYBER

CAFE

De: Manuel Teixeira

Tlm. 960 013 439

Quinchoso - Refojos 4860 - Cabeceiras de Basto

Av. Dr. Francisco Sá Carneiro Cabeceiras de Basto Tlf. 253 768 356

Av. Dr. Francisco Sá Carneiro Cabeceiras de Basto

Tlf. 253 768 356

Sá Carneiro Cabeceiras de Basto Tlf. 253 768 356 Costa Alves & Barbosa, Lda . Materiais

Costa Alves & Barbosa, Lda.

Materiais de Construção

Venda de Lotes

Ferrã - S. Clemente

Vila de Gandarela de Basto

Telefone: 253 655 076

Reparações Eléctricas em Automóveis, Camiões e Tractores

Parque Industrial

de Lameiros

4860-102 - Cabeceiras

de Basto

Telef./Fax: 253 663 573

Telm.: 961 894 241

Pichelaria

DJALMA,LDA

MONTAGEM DE CASAS DE BANHO EM TUBO INOX E PPR, COBRE E AQUECIMENTO CENTRAL, ETC. RUFOS E CALEIROS EM COBRE, ZINCO PURO E CHAPA ZINCADA CHAPA INOXIDÁVEL COM TODOS OS ARTIGOS SANITÁRIOS COLOCAÇÃO DE PAINÉIS SOLARES POR PROFÍSSIONÃIS FABRICO PRÓPRIO E COLOCAÇÃO DE CALEIROS EM ALUMÍNIO LACADO NA PROPRIA OBRA Telefs. 253 655 236 253 655 311 / 253 655 380 Telmv. 968 012 666 / 969 084 366

AUTO PEÇAS DE BASTO Chaparia * Pintura Mecânica * Electricista Lote 1 - Zona Indutrial

AUTO PEÇAS DE BASTO

Chaparia * Pintura

Mecânica * Electricista

Lote 1 - Zona Indutrial de Olela - Basto 4860 - 105 Cabeceiras de Basto

Telef./Fax: 253 665 024 Tlm. 967 017 949

E-mail: autopeçasdebasto@iol.pt

10

de Basto Telef./Fax: 253 665 024 Tlm. 967 017 949 E-mail: autopeçasdebasto@iol.pt 10 20 de Fevereiro

20 de Fevereiro de 2011

NECROLOGIA

NECROLOGIA

NECROLOGIA

NECROLOGIA NECROLOGIA NECROLOGIA Ãgostinho José Azevedo Alves Neto (Atei) Nasceu a 02/04/1923 Faleceu a 06/02/2011

Ãgostinho José Azevedo Alves Neto

(Atei)

Nasceu a 02/04/1923 Faleceu a 06/02/2011

Alves Neto (Atei) Nasceu a 02/04/1923 Faleceu a 06/02/2011

AgradecimentoAgradecimentoAgradecimentoAgradecimentoAgradecimento

AAAAA famíliafamíliafamíliafamíliafamília enlutada,enlutada,enlutada,enlutada,enlutada, nanananana impossibilidadeimpossibilidadeimpossibilidadeimpossibilidadeimpossibilidade dedededede ooooo fazerfazerfazerfazerfazer pessoalmente,pessoalmente,pessoalmente,pessoalmente,pessoalmente, vemvemvemvemvem porporporporpor esteesteesteesteeste únicoúnicoúnicoúnicoúnico meio,meio,meio,meio,meio, expressarexpressarexpressarexpressarexpressar muitomuitomuitomuitomuito reconhecidamentereconhecidamentereconhecidamentereconhecidamentereconhecidamente aaaaa suasuasuasuasua maismaismaismaismais profundaprofundaprofundaprofundaprofunda gratidãogratidãogratidãogratidãogratidão paraparaparaparapara comcomcomcomcom todostodostodostodostodos quantosquantosquantosquantosquantos sesesesese dignaramdignaramdignaramdignaramdignaram participarparticiparparticiparparticiparparticipar nonononono funeralfuneralfuneralfuneralfuneral eeeee assistiramassistiramassistiramassistiramassistiram ààààà missamissamissamissamissa dododododo 7º7º7º7º7º dia,dia,dia,dia,dia, ememememem sufrágiosufrágiosufrágiosufrágiosufrágio dododododo seuseuseuseuseu enteenteenteenteente querido.querido.querido.querido.querido.

querido.querido.querido.querido.querido. João Martins (Cancela - Refojos) Nasceu a 10/02/1923
querido.querido.querido.querido.querido. João Martins (Cancela - Refojos) Nasceu a 10/02/1923

João

Martins

(Cancela - Refojos)

Nasceu a 10/02/1923 Faleceu a 05/01/2011

(Cancela - Refojos) Nasceu a 10/02/1923 Faleceu a 05/01/2011

AgradecimentoAgradecimentoAgradecimentoAgradecimentoAgradecimento

AAAAA famíliafamíliafamíliafamíliafamília enlutada,enlutada,enlutada,enlutada,enlutada, nanananana impossibilidadeimpossibilidadeimpossibilidadeimpossibilidadeimpossibilidade dedededede ooooo fazerfazerfazerfazerfazer pessoalmente,pessoalmente,pessoalmente,pessoalmente,pessoalmente, vemvemvemvemvem porporporporpor esteesteesteesteeste únicoúnicoúnicoúnicoúnico meio,meio,meio,meio,meio, expressarexpressarexpressarexpressarexpressar muitomuitomuitomuitomuito reconhecidamentereconhecidamentereconhecidamentereconhecidamentereconhecidamente aaaaa suasuasuasuasua maismaismaismaismais profundaprofundaprofundaprofundaprofunda gratidãogratidãogratidãogratidãogratidão paraparaparaparapara comcomcomcomcom todostodostodostodostodos quantosquantosquantosquantosquantos sesesesese dignaramdignaramdignaramdignaramdignaram participarparticiparparticiparparticiparparticipar nonononono funeralfuneralfuneralfuneralfuneral eeeee assistiramassistiramassistiramassistiramassistiram ààààà missamissamissamissamissa dododododo 7º7º7º7º7º dia,dia,dia,dia,dia, ememememem sufrágiosufrágiosufrágiosufrágiosufrágio dododododo seuseuseuseuseu enteenteenteenteente querido.querido.querido.querido.querido.

querido.querido.querido.querido.querido. D. Lucinda Carvalho (Stª Senhorinha - Basto) Nasceu a
querido.querido.querido.querido.querido. D. Lucinda Carvalho (Stª Senhorinha - Basto) Nasceu a

D. Lucinda

Carvalho

(Stª Senhorinha - Basto)

Nasceu a 01/04/1922 Faleceu a 09/01/2011

Senhorinha - Basto) Nasceu a 01/04/1922 Faleceu a 09/01/2011

AgradecimentoAgradecimentoAgradecimentoAgradecimentoAgradecimento

AAAAA famíliafamíliafamíliafamíliafamília enlutada,enlutada,enlutada,enlutada,enlutada, nanananana impossibilidadeimpossibilidadeimpossibilidadeimpossibilidadeimpossibilidade dedededede ooooo fazerfazerfazerfazerfazer pessoalmente,pessoalmente,pessoalmente,pessoalmente,pessoalmente, vemvemvemvemvem porporporporpor esteesteesteesteeste únicoúnicoúnicoúnicoúnico meio,meio,meio,meio,meio, expressarexpressarexpressarexpressarexpressar muitomuitomuitomuitomuito reconhecidamentereconhecidamentereconhecidamentereconhecidamentereconhecidamente aaaaa suasuasuasuasua maismaismaismaismais profundaprofundaprofundaprofundaprofunda gratidãogratidãogratidãogratidãogratidão paraparaparaparapara comcomcomcomcom todostodostodostodostodos quantosquantosquantosquantosquantos sesesesese dignaramdignaramdignaramdignaramdignaram participarparticiparparticiparparticiparparticipar nonononono funeralfuneralfuneralfuneralfuneral eeeee assistiramassistiramassistiramassistiramassistiram ààààà missamissamissamissamissa dododododo 7º7º7º7º7º dia,dia,dia,dia,dia, ememememem sufrágiosufrágiosufrágiosufrágiosufrágio dododododo seuseuseuseuseu enteenteenteenteente querido.querido.querido.querido.querido.

querido.querido.querido.querido.querido. D. Maria de Jesus (Val Fontão - S. Nicolau) Nasceu a
querido.querido.querido.querido.querido. D. Maria de Jesus (Val Fontão - S. Nicolau) Nasceu a

D. Maria

de Jesus

(Val Fontão - S. Nicolau)

Nasceu a 21/08/1927 Faleceu a 10/01/2011

- S. Nicolau) Nasceu a 21/08/1927 Faleceu a 10/01/2011

AgradecimentoAgradecimentoAgradecimentoAgradecimentoAgradecimento

AAAAA famíliafamíliafamíliafamíliafamília enlutada,enlutada,enlutada,enlutada,enlutada, nanananana impossibilidadeimpossibilidadeimpossibilidadeimpossibilidadeimpossibilidade dedededede ooooo fazerfazerfazerfazerfazer pessoalmente,pessoalmente,pessoalmente,pessoalmente,pessoalmente, vemvemvemvemvem porporporporpor esteesteesteesteeste únicoúnicoúnicoúnicoúnico meio,meio,meio,meio,meio, expressarexpressarexpressarexpressarexpressar muitomuitomuitomuitomuito reconhecidamentereconhecidamentereconhecidamentereconhecidamentereconhecidamente aaaaa suasuasuasuasua maismaismaismaismais profundaprofundaprofundaprofundaprofunda gratidãogratidãogratidãogratidãogratidão paraparaparaparapara comcomcomcomcom todostodostodostodostodos quantosquantosquantosquantosquantos sesesesese dignaramdignaramdignaramdignaramdignaram participarparticiparparticiparparticiparparticipar nonononono funeralfuneralfuneralfuneralfuneral eeeee assistiramassistiramassistiramassistiramassistiram ààààà missamissamissamissamissa dododododo 7º7º7º7º7º dia,dia,dia,dia,dia, ememememem sufrágiosufrágiosufrágiosufrágiosufrágio dododododo seuseuseuseuseu enteenteenteenteente querido.querido.querido.querido.querido.

querido.querido.querido.querido.querido. Armando Ferreira (Beçós - Salto) Nasceu a 01/02/1921
querido.querido.querido.querido.querido. Armando Ferreira (Beçós - Salto) Nasceu a 01/02/1921

Armando

Ferreira

(Beçós - Salto)

Nasceu a 01/02/1921

Armando Ferreira (Beçós - Salto) Nasceu a 01/02/1921

AgradecimentoAgradecimentoAgradecimentoAgradecimentoAgradecimento

AAAAA famíliafamíliafamíliafamíliafamília enlutada,enlutada,enlutada,enlutada,enlutada, nanananana impossibilidadeimpossibilidadeimpossibilidadeimpossibilidadeimpossibilidade dedededede ooooo fazerfazerfazerfazerfazer pessoalmente,pessoalmente,pessoalmente,pessoalmente,pessoalmente, vemvemvemvemvem porporporporpor esteesteesteesteeste únicoúnicoúnicoúnicoúnico meio,meio,meio,meio,meio, expressarexpressarexpressarexpressarexpressar muitomuitomuitomuitomuito reconhecidamentereconhecidamentereconhecidamentereconhecidamentereconhecidamente aaaaa suasuasuasuasua maismaismaismaismais profundaprofundaprofundaprofundaprofunda gratidãogratidãogratidãogratidãogratidão paraparaparaparapara comcomcomcomcom todostodostodostodostodos quantosquantosquantosquantosquantos sesesesese dignaramdignaramdignaramdignaramdignaram participarparticiparparticiparparticiparparticipar nonononono funeralfuneralfuneralfuneralfuneral eeeee assistiramassistiramassistiramassistiramassistiram ààààà missamissamissamissamissa dododododo 7º7º7º7º7º dia,dia,dia,dia,dia, ememememem sufrágiosufrágiosufrágiosufrágiosufrágio dododododo seuseuseuseuseu enteenteenteenteente querido.querido.querido.querido.querido.

querido.querido.querido.querido.querido. João Tiago de Moura (S. Nicolau) Nasceu a 01/12/1917
querido.querido.querido.querido.querido. João Tiago de Moura (S. Nicolau) Nasceu a 01/12/1917

João Tiago

de Moura

(S. Nicolau)

Nasceu a 01/12/1917 Faleceu a 08/01/2011

Moura (S. Nicolau) Nasceu a 01/12/1917 Faleceu a 08/01/2011

AgradecimentoAgradecimentoAgradecimentoAgradecimentoAgradecimento

AAAAA famíliafamíliafamíliafamíliafamília enlutada,enlutada,enlutada,enlutada,enlutada, nanananana impossibilidadeimpossibilidadeimpossibilidadeimpossibilidadeimpossibilidade dedededede ooooo fazerfazerfazerfazerfazer pessoalmente,pessoalmente,pessoalmente,pessoalmente,pessoalmente, vemvemvemvemvem porporporporpor esteesteesteesteeste únicoúnicoúnicoúnicoúnico meio,meio,meio,meio,meio, expressarexpressarexpressarexpressarexpressar muitomuitomuitomuitomuito reconhecidamentereconhecidamentereconhecidamentereconhecidamentereconhecidamente aaaaa suasuasuasuasua maismaismaismaismais profundaprofundaprofundaprofundaprofunda gratidãogratidãogratidãogratidãogratidão paraparaparaparapara comcomcomcomcom todostodostodostodostodos quantosquantosquantosquantosquantos sesesesese dignaramdignaramdignaramdignaramdignaram participarparticiparparticiparparticiparparticipar nonononono funeralfuneralfuneralfuneralfuneral eeeee assistiramassistiramassistiramassistiramassistiram ààààà missamissamissamissamissa dododododo 7º7º7º7º7º dia,dia,dia,dia,dia, ememememem sufrágiosufrágiosufrágiosufrágiosufrágio dododododo seuseuseuseuseu enteenteenteenteente querido.querido.querido.querido.querido.

querido.querido.querido.querido.querido. Manuel Durão (Teixugueiras - Riodouro) Nasceu a 13/07/1936
querido.querido.querido.querido.querido. Manuel Durão (Teixugueiras - Riodouro) Nasceu a 13/07/1936

Manuel

Durão

querido.querido.querido.querido.querido. Manuel Durão (Teixugueiras - Riodouro) Nasceu a 13/07/1936 Faleceu a

(Teixugueiras - Riodouro)

Nasceu a 13/07/1936 Faleceu a 10/01/2011

AgradecimentoAgradecimentoAgradecimentoAgradecimentoAgradecimento

AAAAA famíliafamíliafamíliafamíliafamília enlutada,enlutada,enlutada,enlutada,enlutada, nanananana impossibilidadeimpossibilidadeimpossibilidadeimpossibilidadeimpossibilidade dedededede ooooo fazerfazerfazerfazerfazer pessoalmente,pessoalmente,pessoalmente,pessoalmente,pessoalmente, vemvemvemvemvem porporporporpor esteesteesteesteeste únicoúnicoúnicoúnicoúnico meio,meio,meio,meio,meio, expressarexpressarexpressarexpressarexpressar muitomuitomuitomuitomuito reconhecidamentereconhecidamentereconhecidamentereconhecidamentereconhecidamente aaaaa suasuasuasuasua maismaismaismaismais profundaprofundaprofundaprofundaprofunda gratidãogratidãogratidãogratidãogratidão paraparaparaparapara comcomcomcomcom todostodostodostodostodos quantosquantosquantosquantosquantos sesesesese dignaramdignaramdignaramdignaramdignaram participarparticiparparticiparparticiparparticipar nonononono funeralfuneralfuneralfuneralfuneral eeeee assistiramassistiramassistiramassistiramassistiram ààààà missamissamissamissamissa dododododo 7º7º7º7º7º dia,dia,dia,dia,dia, ememememem sufrágiosufrágiosufrágiosufrágiosufrágio dododododo seuseuseuseuseu enteenteenteenteente querido.querido.querido.querido.querido.

querido.querido.querido.querido.querido. D. Maria Fernanda Gonçalves Leite Oliveira (Freita -
querido.querido.querido.querido.querido. D. Maria Fernanda Gonçalves Leite Oliveira (Freita -

D. Maria Fernanda Gonçalves Leite Oliveira

(Freita - Refojos)

Nasceu a 20/11/1967 Faleceu a 23/01/2011

(Freita - Refojos) Nasceu a 20/11/1967 Faleceu a 23/01/2011

AgradecimentoAgradecimentoAgradecimentoAgradecimentoAgradecimento

AAAAA famíliafamíliafamíliafamíliafamília enlutada,enlutada,enlutada,enlutada,enlutada, nanananana impossibilidadeimpossibilidadeimpossibilidadeimpossibilidadeimpossibilidade dedededede ooooo fazerfazerfazerfazerfazer pessoalmente,pessoalmente,pessoalmente,pessoalmente,pessoalmente, vemvemvemvemvem porporporporpor esteesteesteesteeste únicoúnicoúnicoúnicoúnico meio,meio,meio,meio,meio, expressarexpressarexpressarexpressarexpressar muitomuitomuitomuitomuito reconhecidamentereconhecidamentereconhecidamentereconhecidamentereconhecidamente aaaaa suasuasuasuasua maismaismaismaismais profundaprofundaprofundaprofundaprofunda gratidãogratidãogratidãogratidãogratidão paraparaparaparapara comcomcomcomcom todostodostodostodostodos quantosquantosquantosquantosquantos sesesesese dignaramdignaramdignaramdignaramdignaram participarparticiparparticiparparticiparparticipar nonononono funeralfuneralfuneralfuneralfuneral eeeee assistiramassistiramassistiramassistiramassistiram ààààà missamissamissamissamissa dododododo 7º7º7º7º7º dia,dia,dia,dia,dia, ememememem sufrágiosufrágiosufrágiosufrágiosufrágio dododododo seuseuseuseuseu enteenteenteenteente querido.querido.querido.querido.querido.

querido.querido.querido.querido.querido. D. Eva Maria Antonia de Oliveira Martins Coelho (Painzela)
querido.querido.querido.querido.querido. D. Eva Maria Antonia de Oliveira Martins Coelho (Painzela)

D. Eva Maria Antonia de Oliveira Martins Coelho

(Painzela)

Faleceu a 19/12/2010

de Oliveira Martins Coelho (Painzela) Faleceu a 19/12/2010

AgradecimentoAgradecimentoAgradecimentoAgradecimentoAgradecimento

AAAAA famíliafamíliafamíliafamíliafamília enlutada,enlutada,enlutada,enlutada,enlutada, nanananana impossibilidadeimpossibilidadeimpossibilidadeimpossibilidadeimpossibilidade dedededede ooooo fazerfazerfazerfazerfazer pessoalmente,pessoalmente,pessoalmente,pessoalmente,pessoalmente, vemvemvemvemvem porporporporpor esteesteesteesteeste únicoúnicoúnicoúnicoúnico meio,meio,meio,meio,meio, expressarexpressarexpressarexpressarexpressar muitomuitomuitomuitomuito reconhecidamentereconhecidamentereconhecidamentereconhecidamentereconhecidamente aaaaa suasuasuasuasua maismaismaismaismais profundaprofundaprofundaprofundaprofunda gratidãogratidãogratidãogratidãogratidão paraparaparaparapara comcomcomcomcom todostodostodostodostodos quantosquantosquantosquantosquantos sesesesese dignaramdignaramdignaramdignaramdignaram participarparticiparparticiparparticiparparticipar nonononono funeralfuneralfuneralfuneralfuneral eeeee assistiramassistiramassistiramassistiramassistiram ààààà missamissamissamissamissa dododododo 7º7º7º7º7º dia,dia,dia,dia,dia, ememememem sufrágiosufrágiosufrágiosufrágiosufrágio dododododo seuseuseuseuseu enteenteenteenteente querido.querido.querido.querido.querido.

querido.querido.querido.querido.querido. José Gonçalves Serra (Sobreira - Refojos) Nasceu a
querido.querido.querido.querido.querido. José Gonçalves Serra (Sobreira - Refojos) Nasceu a

José Gonçalves Serra

(Sobreira - Refojos)

Nasceu a 01/03/1929 Faleceu a 03/01/2011

- Refojos) Nasceu a 01/03/1929 Faleceu a 03/01/2011

AgradecimentoAgradecimentoAgradecimentoAgradecimentoAgradecimento

AAAAA famíliafamíliafamíliafamíliafamília enlutada,enlutada,enlutada,enlutada,enlutada, nanananana impossibilidadeimpossibilidadeimpossibilidadeimpossibilidadeimpossibilidade dedededede ooooo fazerfazerfazerfazerfazer pessoalmente,pessoalmente,pessoalmente,pessoalmente,pessoalmente, vemvemvemvemvem porporporporpor esteesteesteesteeste únicoúnicoúnicoúnicoúnico meio,meio,meio,meio,meio, expressarexpressarexpressarexpressarexpressar muitomuitomuitomuitomuito reconhecidamentereconhecidamentereconhecidamentereconhecidamentereconhecidamente aaaaa suasuasuasuasua maismaismaismaismais profundaprofundaprofundaprofundaprofunda gratidãogratidãogratidãogratidãogratidão paraparaparaparapara comcomcomcomcom todostodostodostodostodos quantosquantosquantosquantosquantos sesesesese dignaramdignaramdignaramdignaramdignaram participarparticiparparticiparparticiparparticipar nonononono funeralfuneralfuneralfuneralfuneral eeeee assistiramassistiramassistiramassistiramassistiram ààààà missamissamissamissamissa dododododo 7º7º7º7º7º dia,dia,dia,dia,dia, ememememem sufrágiosufrágiosufrágiosufrágiosufrágio dododododo seuseuseuseuseu enteenteenteenteente querido.querido.querido.querido.querido.

querido.querido.querido.querido.querido. D. Maria da Costa Ferreira (Refojos de Basto) Nasceu a
querido.querido.querido.querido.querido. D. Maria da Costa Ferreira (Refojos de Basto) Nasceu a

D. Maria da Costa Ferreira

(Refojos de Basto)

Nasceu a 22/09/1918 Faleceu a 18/01/2011

(Refojos de Basto) Nasceu a 22/09/1918 Faleceu a 18/01/2011

AgradecimentoAgradecimentoAgradecimentoAgradecimentoAgradecimento

AAAAA famíliafamíliafamíliafamíliafamília enlutada,enlutada,enlutada,enlutada,enlutada, nanananana impossibilidadeimpossibilidadeimpossibilidadeimpossibilidadeimpossibilidade dedededede ooooo fazerfazerfazerfazerfazer pessoalmente,pessoalmente,pessoalmente,pessoalmente,pessoalmente, vemvemvemvemvem porporporporpor esteesteesteesteeste únicoúnicoúnicoúnicoúnico meio,meio,meio,meio,meio, expressarexpressarexpressarexpressarexpressar muitomuitomuitomuitomuito reconhecidamentereconhecidamentereconhecidamentereconhecidamentereconhecidamente aaaaa suasuasuasuasua maismaismaismaismais profundaprofundaprofundaprofundaprofunda gratidãogratidãogratidãogratidãogratidão paraparaparaparapara comcomcomcomcom todostodostodostodostodos quantosquantosquantosquantosquantos sesesesese dignaramdignaramdignaramdignaramdignaram participarparticiparparticiparparticiparparticipar nonononono funeralfuneralfuneralfuneralfuneral eeeee assistiramassistiramassistiramassistiramassistiram ààààà missamissamissamissamissa dododododo 7º7º7º7º7º dia,dia,dia,dia,dia, ememememem sufrágiosufrágiosufrágiosufrágiosufrágio dododododo seuseuseuseuseu enteenteenteenteente querido.querido.querido.querido.querido.

querido.querido.querido.querido.querido. D. Maria da Glória Ribeiro (Ribeira - Refojos) Nasceu a
querido.querido.querido.querido.querido. D. Maria da Glória Ribeiro (Ribeira - Refojos) Nasceu a

D. Maria da Glória Ribeiro

(Ribeira - Refojos)

Nasceu a 31/07/1925 Faleceu a 16/01/2011

(Ribeira - Refojos) Nasceu a 31/07/1925 Faleceu a 16/01/2011

AgradecimentoAgradecimentoAgradecimentoAgradecimentoAgradecimento

AAAAA famíliafamíliafamíliafamíliafamília enlutada,enlutada,enlutada,enlutada,enlutada, nanananana impossibilidadeimpossibilidadeimpossibilidadeimpossibilidadeimpossibilidade dedededede ooooo fazerfazerfazerfazerfazer pessoalmente,pessoalmente,pessoalmente,pessoalmente,pessoalmente, vemvemvemvemvem porporporporpor esteesteesteesteeste únicoúnicoúnicoúnicoúnico meio,meio,meio,meio,meio, expressarexpressarexpressarexpressarexpressar muitomuitomuitomuitomuito reconhecidamentereconhecidamentereconhecidamentereconhecidamentereconhecidamente aaaaa suasuasuasuasua maismaismaismaismais profundaprofundaprofundaprofundaprofunda gratidãogratidãogratidãogratidãogratidão paraparaparaparapara comcomcomcomcom todostodostodostodostodos quantosquantosquantosquantosquantos sesesesese dignaramdignaramdignaramdignaramdignaram participarparticiparparticiparparticiparparticipar nonononono funeralfuneralfuneralfuneralfuneral eeeee assistiramassistiramassistiramassistiramassistiram ààààà missamissamissamissamissa dododododo 7º7º7º7º7º dia,dia,dia,dia,dia, ememememem sufrágiosufrágiosufrágiosufrágiosufrágio dododododo seuseuseuseuseu enteenteenteenteente querido.querido.querido.querido.querido.

querido.querido.querido.querido.querido. FUNERÁRIA CABECEIRENSE, LDA GERÊNCIA DE PAULINO FERREIRA

FUNERÁRIA CABECEIRENSE, LDA

GERÊNCIA DE PAULINO FERREIRA E ISIDRO FERREIRA

Tlm: 968 081 863 - 969 009 619

Telef: 253 662 203 - 253 662 365

NECROLOGIA

Alfredo da

Silva Teixeira

(Arco de Baúlhe)

Nasceu a 25/10/1937 Faleceu a 29/01/2011

Alfredo da Silva Teixeira (Arco de Baúlhe) Nasceu a 25/10/1937 Faleceu a 29/01/2011

AgradecimentoAgradecimentoAgradecimentoAgradecimentoAgradecimento

AAAAA famíliafamíliafamíliafamíliafamília enlutada,enlutada,enlutada,enlutada,enlutada, nanananana impossibilidadeimpossibilidadeimpossibilidadeimpossibilidadeimpossibilidade dedededede ooooo fazerfazerfazerfazerfazer pessoalmente,pessoalmente,pessoalmente,pessoalmente,pessoalmente, vemvemvemvemvem porporporporpor esteesteesteesteeste únicoúnicoúnicoúnicoúnico meio,meio,meio,meio,meio, expressarexpressarexpressarexpressarexpressar muitomuitomuitomuitomuito reconhecidamentereconhecidamentereconhecidamentereconhecidamentereconhecidamente aaaaa suasuasuasuasua maismaismaismaismais profundaprofundaprofundaprofundaprofunda gratidãogratidãogratidãogratidãogratidão paraparaparaparapara comcomcomcomcom todostodostodostodostodos quantosquantosquantosquantosquantos sesesesese dignaramdignaramdignaramdignaramdignaram participarparticiparparticiparparticiparparticipar nonononono funeralfuneralfuneralfuneralfuneral eeeee assistiramassistiramassistiramassistiramassistiram ààààà missamissamissamissamissa dododododo 7º7º7º7º7º dia,dia,dia,dia,dia, ememememem sufrágiosufrágiosufrágiosufrágiosufrágio dododododo seuseuseuseuseu enteenteenteenteente querido.querido.querido.querido.querido.

NECROLOGIA

António de Magalhães Teixeira

(Arco de Baúlhe)

Nasceu a 20/08/1937 Faleceu a 03/02/2011

António de Magalhães Teixeira (Arco de Baúlhe) Nasceu a 20/08/1937 Faleceu a 03/02/2011

AgradecimentoAgradecimentoAgradecimentoAgradecimentoAgradecimento

AAAAA famíliafamíliafamíliafamíliafamília enlutada,enlutada,enlutada,enlutada,enlutada, nanananana impossibilidadeimpossibilidadeimpossibilidadeimpossibilidadeimpossibilidade dedededede ooooo fazerfazerfazerfazerfazer pessoalmente,pessoalmente,pessoalmente,pessoalmente,pessoalmente, vemvemvemvemvem porporporporpor esteesteesteesteeste únicoúnicoúnicoúnicoúnico meio,meio,meio,meio,meio, expressarexpressarexpressarexpressarexpressar muitomuitomuitomuitomuito reconhecidamentereconhecidamentereconhecidamentereconhecidamentereconhecidamente aaaaa suasuasuasuasua maismaismaismaismais profundaprofundaprofundaprofundaprofunda gratidãogratidãogratidãogratidãogratidão paraparaparaparapara comcomcomcomcom todostodostodostodostodos quantosquantosquantosquantosquantos sesesesese dignaramdignaramdignaramdignaramdignaram participarparticiparparticiparparticiparparticipar nonononono funeralfuneralfuneralfuneralfuneral eeeee assistiramassistiramassistiramassistiramassistiram ààààà missamissamissamissamissa dododododo 7º7º7º7º7º dia,dia,dia,dia,dia, ememememem sufrágiosufrágiosufrágiosufrágiosufrágio dododododo seuseuseuseuseu enteenteenteenteente querido.querido.querido.querido.querido.

NECROLOGIA

D. Emília Teixeira Marinho

(Vila Nune)

Nasceu a 19/02/1916 Faleceu a 18/01/2011

D. Emília Teixeira Marinho (Vila Nune) Nasceu a 19/02/1916 Faleceu a 18/01/2011

AgradecimentoAgradecimentoAgradecimentoAgradecimentoAgradecimento

AAAAA famíliafamíliafamíliafamíliafamília enlutada,enlutada,enlutada,enlutada,enlutada, nanananana impossibilidadeimpossibilidadeimpossibilidadeimpossibilidadeimpossibilidade dedededede ooooo fazerfazerfazerfazerfazer pessoalmente,pessoalmente,pessoalmente,pessoalmente,pessoalmente, vemvemvemvemvem porporporporpor esteesteesteesteeste únicoúnicoúnicoúnicoúnico meio,meio,meio,meio,meio, expressarexpressarexpressarexpressarexpressar muitomuitomuitomuitomuito reconhecidamentereconhecidamentereconhecidamentereconhecidamentereconhecidamente aaaaa suasuasuasuasua maismaismaismaismais profundaprofundaprofundaprofundaprofunda gratidãogratidãogratidãogratidãogratidão paraparaparaparapara comcomcomcomcom todostodostodostodostodos quantosquantosquantosquantosquantos sesesesese dignaramdignaramdignaramdignaramdignaram participarparticiparparticiparparticiparparticipar nonononono funeralfuneralfuneralfuneralfuneral eeeee assistiramassistiramassistiramassistiramassistiram ààààà missamissamissamissamissa dododododo 7º7º7º7º7º dia,dia,dia,dia,dia, ememememem sufrágiosufrágiosufrágiosufrágiosufrágio dododododo seuseuseuseuseu enteenteenteenteente querido.querido.querido.querido.querido.

querido.querido.querido.querido.querido. Joaquim Lopes (Arosa - Cavez) Nasceu a 05/10/1921

Joaquim

Lopes

(Arosa - Cavez)

Nasceu a 05/10/1921 Faleceu a 13/01/2011

(Arosa - Cavez) Nasceu a 05/10/1921 Faleceu a 13/01/2011

AgradecimentoAgradecimentoAgradecimentoAgradecimentoAgradecimento

AAAAA famíliafamíliafamíliafamíliafamília enlutada,enlutada,enlutada,enlutada,enlutada, nanananana impossibilidadeimpossibilidadeimpossibilidadeimpossibilidadeimpossibilidade dedededede ooooo fazerfazerfazerfazerfazer pessoalmente,pessoalmente,pessoalmente,pessoalmente,pessoalmente, vemvemvemvemvem porporporporpor esteesteesteesteeste únicoúnicoúnicoúnicoúnico meio,meio,meio,meio,meio, expressarexpressarexpressarexpressarexpressar muitomuitomuitomuitomuito reconhecidamentereconhecidamentereconhecidamentereconhecidamentereconhecidamente aaaaa suasuasuasuasua maismaismaismaismais profundaprofundaprofundaprofundaprofunda gratidãogratidãogratidãogratidãogratidão paraparaparaparapara comcomcomcomcom todostodostodostodostodos quantosquantosquantosquantosquantos sesesesese dignaramdignaramdignaramdignaramdignaram participarparticiparparticiparparticiparparticipar nonononono funeralfuneralfuneralfuneralfuneral eeeee assistiramassistiramassistiramassistiramassistiram ààààà missamissamissamissamissa dododododo 7º7º7º7º7º dia,dia,dia,dia,dia, ememememem sufrágiosufrágiosufrágiosufrágiosufrágio dododododo seuseuseuseuseu enteenteenteenteente querido.querido.querido.querido.querido.

querido.querido.querido.querido.querido. Júlio Teixeira (Arco de Baúlhe) Nasceu a 03/08/1919
querido.querido.querido.querido.querido. Júlio Teixeira (Arco de Baúlhe) Nasceu a 03/08/1919

Júlio

Teixeira

(Arco de Baúlhe)

Nasceu a 03/08/1919 Faleceu a 03/02/2011

(Arco de Baúlhe) Nasceu a 03/08/1919 Faleceu a 03/02/2011

AgradecimentoAgradecimentoAgradecimentoAgradecimentoAgradecimento

AAAAA famíliafamíliafamíliafamíliafamília enlutada,enlutada,enlutada,enlutada,enlutada, nanananana impossibilidadeimpossibilidadeimpossibilidadeimpossibilidadeimpossibilidade dedededede ooooo fazerfazerfazerfazerfazer pessoalmente,pessoalmente,pessoalmente,pessoalmente,pessoalmente, vemvemvemvemvem porporporporpor esteesteesteesteeste únicoúnicoúnicoúnicoúnico meio,meio,meio,meio,meio, expressarexpressarexpressarexpressarexpressar muitomuitomuitomuitomuito reconhecidamentereconhecidamentereconhecidamentereconhecidamentereconhecidamente aaaaa suasuasuasuasua maismaismaismaismais profundaprofundaprofundaprofundaprofunda gratidãogratidãogratidãogratidãogratidão paraparaparaparapara comcomcomcomcom todostodostodostodostodos quantosquantosquantosquantosquantos sesesesese dignaramdignaramdignaramdignaramdignaram participarparticiparparticiparparticiparparticipar nonononono funeralfuneralfuneralfuneralfuneral eeeee assistiramassistiramassistiramassistiramassistiram ààààà missamissamissamissamissa dododododo 7º7º7º7º7º dia,dia,dia,dia,dia, ememememem sufrágiosufrágiosufrágiosufrágiosufrágio dododododo seuseuseuseuseu enteenteenteenteente querido.querido.querido.querido.querido.

querido.querido.querido.querido.querido. Manuel de Magalhães (Basto - Stª Senhorinha) Nasceu a
querido.querido.querido.querido.querido. Manuel de Magalhães (Basto - Stª Senhorinha) Nasceu a

Manuel

de Magalhães

(Basto - Stª Senhorinha)

Nasceu a 19/12/1923 Faleceu a 14/01/2011

- Stª Senhorinha) Nasceu a 19/12/1923 Faleceu a 14/01/2011

AgradecimentoAgradecimentoAgradecimentoAgradecimentoAgradecimento

AAAAA famíliafamíliafamíliafamíliafamília enlutada,enlutada,enlutada,enlutada,enlutada, nanananana impossibilidadeimpossibilidadeimpossibilidadeimpossibilidadeimpossibilidade dedededede ooooo fazerfazerfazerfazerfazer pessoalmente,pessoalmente,pessoalmente,pessoalmente,pessoalmente, vemvemvemvemvem porporporporpor esteesteesteesteeste únicoúnicoúnicoúnicoúnico meio,meio,meio,meio,meio, expressarexpressarexpressarexpressarexpressar muitomuitomuitomuitomuito reconhecidamentereconhecidamentereconhecidamentereconhecidamentereconhecidamente aaaaa suasuasuasuasua maismaismaismaismais profundaprofundaprofundaprofundaprofunda gratidãogratidãogratidãogratidãogratidão paraparaparaparapara comcomcomcomcom todostodostodostodostodos quantosquantosquantosquantosquantos sesesesese dignaramdignaramdignaramdignaramdignaram participarparticiparparticiparparticiparparticipar nonononono funeralfuneralfuneralfuneralfuneral eeeee assistiramassistiramassistiramassistiramassistiram ààààà missamissamissamissamissa dododododo 7º7º7º7º7º dia,dia,dia,dia,dia, ememememem sufrágiosufrágiosufrágiosufrágiosufrágio dododododo seuseuseuseuseu enteenteenteenteente querido.querido.querido.querido.querido.

querido.querido.querido.querido.querido. José Manuel Teixeira da Mota (Basto - Stª Senhorinha)
querido.querido.querido.querido.querido. José Manuel Teixeira da Mota (Basto - Stª Senhorinha)

José Manuel Teixeira da Mota

(Basto - Stª Senhorinha)

Nasceu a 13/05/1955 Faleceu a 20/01/2011

- Stª Senhorinha) Nasceu a 13/05/1955 Faleceu a 20/01/2011

AgradecimentoAgradecimentoAgradecimentoAgradecimentoAgradecimento

AAAAA famíliafamíliafamíliafamíliafamília enlutada,enlutada,enlutada,enlutada,enlutada, nanananana impossibilidadeimpossibilidadeimpossibilidadeimpossibilidadeimpossibilidade dedededede ooooo fazerfazerfazerfazerfazer pessoalmente,pessoalmente,pessoalmente,pessoalmente,pessoalmente, vemvemvemvemvem porporporporpor esteesteesteesteeste únicoúnicoúnicoúnicoúnico meio,meio,meio,meio,meio, expressarexpressarexpressarexpressarexpressar muitomuitomuitomuitomuito reconhecidamentereconhecidamentereconhecidamentereconhecidamentereconhecidamente aaaaa suasuasuasuasua maismaismaismaismais profundaprofundaprofundaprofundaprofunda gratidãogratidãogratidãogratidãogratidão paraparaparaparapara comcomcomcomcom todostodostodostodostodos quantosquantosquantosquantosquantos sesesesese dignaramdignaramdignaramdignaramdignaram participarparticiparparticiparparticiparparticipar nonononono funeralfuneralfuneralfuneralfuneral eeeee assistiramassistiramassistiramassistiramassistiram ààààà missamissamissamissamissa dododododo 7º7º7º7º7º dia,dia,dia,dia,dia, ememememem sufrágiosufrágiosufrágiosufrágiosufrágio dododododo seuseuseuseuseu enteenteenteenteente querido.querido.querido.querido.querido.

querido.querido.querido.querido.querido. Luís da Silva Pimenta (Cavez) Nasceu a 10/02/1951 Faleceu a

Luís da Silva Pimenta

(Cavez)

Nasceu a 10/02/1951 Faleceu a 27/01/2011

Pimenta (Cavez) Nasceu a 10/02/1951 Faleceu a 27/01/2011

AgradecimentoAgradecimentoAgradecimentoAgradecimentoAgradecimento

AAAAA famíliafamíliafamíliafamíliafamília enlutada,enlutada,enlutada,enlutada,enlutada, nanananana impossibilidadeimpossibilidadeimpossibilidadeimpossibilidadeimpossibilidade dedededede ooooo fazerfazerfazerfazerfazer pessoalmente,pessoalmente,pessoalmente,pessoalmente,pessoalmente, vemvemvemvemvem porporporporpor esteesteesteesteeste únicoúnicoúnicoúnicoúnico meio,meio,meio,meio,meio, expressarexpressarexpressarexpressarexpressar muitomuitomuitomuitomuito reconhecidamentereconhecidamentereconhecidamentereconhecidamentereconhecidamente aaaaa suasuasuasuasua maismaismaismaismais profundaprofundaprofundaprofundaprofunda gratidãogratidãogratidãogratidãogratidão paraparaparaparapara comcomcomcomcom todostodostodostodostodos quantosquantosquantosquantosquantos sesesesese dignaramdignaramdignaramdignaramdignaram participarparticiparparticiparparticiparparticipar nonononono funeralfuneralfuneralfuneralfuneral eeeee assistiramassistiramassistiramassistiramassistiram ààààà missamissamissamissamissa dododododo 7º7º7º7º7º dia,dia,dia,dia,dia, ememememem sufrágiosufrágiosufrágiosufrágiosufrágio dododododo seuseuseuseuseu enteenteenteenteente querido.querido.querido.querido.querido.

querido.querido.querido.querido.querido. D. Maria Alice Carvalho (Arco de Baúlhe) Nasceu a
querido.querido.querido.querido.querido. D. Maria Alice Carvalho (Arco de Baúlhe) Nasceu a

D. Maria Alice Carvalho

(Arco de Baúlhe)

Nasceu a 12/04/1930 Faleceu a 20/01/2011

(Arco de Baúlhe) Nasceu a 12/04/1930 Faleceu a 20/01/2011

AgradecimentoAgradecimentoAgradecimentoAgradecimentoAgradecimento

AAAAA famíliafamíliafamíliafamíliafamília enlutada,enlutada,enlutada,enlutada,enlutada, nanananana impossibilidadeimpossibilidadeimpossibilidadeimpossibilidadeimpossibilidade dedededede ooooo fazerfazerfazerfazerfazer pessoalmente,pessoalmente,pessoalmente,pessoalmente,pessoalmente, vemvemvemvemvem porporporporpor esteesteesteesteeste únicoúnicoúnicoúnicoúnico meio,meio,meio,meio,meio, expressarexpressarexpressarexpressarexpressar muitomuitomuitomuitomuito reconhecidamentereconhecidamentereconhecidamentereconhecidamentereconhecidamente aaaaa suasuasuasuasua maismaismaismaismais profundaprofundaprofundaprofundaprofunda gratidãogratidãogratidãogratidãogratidão paraparaparaparapara comcomcomcomcom todostodostodostodostodos quantosquantosquantosquantosquantos sesesesese dignaramdignaramdignaramdignaramdignaram participarparticiparparticiparparticiparparticipar nonononono funeralfuneralfuneralfuneralfuneral eeeee assistiramassistiramassistiramassistiramassistiram ààààà missamissamissamissamissa dododododo 7º7º7º7º7º dia,dia,dia,dia,dia, ememememem sufrágiosufrágiosufrágiosufrágiosufrágio dododododo seuseuseuseuseu enteenteenteenteente querido.querido.querido.querido.querido.

querido.querido.querido.querido.querido. Júlio de Magalhães (Arco de Baúlhe) Nasceu a 16/12/1916
querido.querido.querido.querido.querido. Júlio de Magalhães (Arco de Baúlhe) Nasceu a 16/12/1916

Júlio de

Magalhães

(Arco de Baúlhe)

Nasceu a 16/12/1916 Faleceu a 26/01/2011

(Arco de Baúlhe) Nasceu a 16/12/1916 Faleceu a 26/01/2011

AgradecimentoAgradecimentoAgradecimentoAgradecimentoAgradecimento

AAAAA famíliafamíliafamíliafamíliafamília enlutada,enlutada,enlutada,enlutada,enlutada, nanananana impossibilidadeimpossibilidadeimpossibilidadeimpossibilidadeimpossibilidade dedededede ooooo fazerfazerfazerfazerfazer pessoalmente,pessoalmente,pessoalmente,pessoalmente,pessoalmente, vemvemvemvemvem porporporporpor esteesteesteesteeste únicoúnicoúnicoúnicoúnico meio,meio,meio,meio,meio, expressarexpressarexpressarexpressarexpressar muitomuitomuitomuitomuito reconhecidamentereconhecidamentereconhecidamentereconhecidamentereconhecidamente aaaaa suasuasuasuasua maismaismaismaismais profundaprofundaprofundaprofundaprofunda gratidãogratidãogratidãogratidãogratidão paraparaparaparapara comcomcomcomcom todostodostodostodostodos quantosquantosquantosquantosquantos sesesesese dignaramdignaramdignaramdignaramdignaram participarparticiparparticiparparticiparparticipar nonononono funeralfuneralfuneralfuneralfuneral eeeee assistiramassistiramassistiramassistiramassistiram ààààà missamissamissamissamissa dododododo 7º7º7º7º7º dia,dia,dia,dia,dia, ememememem sufrágiosufrágiosufrágiosufrágiosufrágio dododododo seuseuseuseuseu enteenteenteenteente querido.querido.querido.querido.querido.

querido.querido.querido.querido.querido. Manuel Pereira de Castro (Faia) Nasceu a 28/12/1945
querido.querido.querido.querido.querido. Manuel Pereira de Castro (Faia) Nasceu a 28/12/1945

Manuel Pereira de Castro

(Faia)

Nasceu a 28/12/1945 Faleceu a 18/01/2011

de Castro (Faia) Nasceu a 28/12/1945 Faleceu a 18/01/2011

AgradecimentoAgradecimentoAgradecimentoAgradecimentoAgradecimento

AAAAA famíliafamíliafamíliafamíliafamília enlutada,enlutada,enlutada,enlutada,enlutada, nanananana impossibilidadeimpossibilidadeimpossibilidadeimpossibilidadeimpossibilidade dedededede ooooo fazerfazerfazerfazerfazer pessoalmente,pessoalmente,pessoalmente,pessoalmente,pessoalmente, vemvemvemvemvem porporporporpor esteesteesteesteeste únicoúnicoúnicoúnicoúnico meio,meio,meio,meio,meio, expressarexpressarexpressarexpressarexpressar muitomuitomuitomuitomuito reconhecidamentereconhecidamentereconhecidamentereconhecidamentereconhecidamente aaaaa suasuasuasuasua maismaismaismaismais profundaprofundaprofundaprofundaprofunda gratidãogratidãogratidãogratidãogratidão paraparaparaparapara comcomcomcomcom todostodostodostodostodos quantosquantosquantosquantosquantos sesesesese dignaramdignaramdignaramdignaramdignaram participarparticiparparticiparparticiparparticipar nonononono funeralfuneralfuneralfuneralfuneral eeeee assistiramassistiramassistiramassistiramassistiram ààààà missamissamissamissamissa dododododo 7º7º7º7º7º dia,dia,dia,dia,dia, ememememem sufrágiosufrágiosufrágiosufrágiosufrágio dododododo seuseuseuseuseu enteenteenteenteente querido.querido.querido.querido.querido.

querido.querido.querido.querido.querido. D. Maria Deolinda de Sousa Magalhães (Petimão - Alvite)
querido.querido.querido.querido.querido. D. Maria Deolinda de Sousa Magalhães (Petimão - Alvite)

D. Maria Deolinda de Sousa Magalhães

(Petimão - Alvite)

Nasceu a 31/10/1970 Faleceu a 13/01/2011

(Petimão - Alvite) Nasceu a 31/10/1970 Faleceu a 13/01/2011

AgradecimentoAgradecimentoAgradecimentoAgradecimentoAgradecimento

AAAAA famíliafamíliafamíliafamíliafamília enlutada,enlutada,enlutada,enlutada,enlutada, nanananana impossibilidadeimpossibilidadeimpossibilidadeimpossibilidadeimpossibilidade dedededede ooooo fazerfazerfazerfazerfazer pessoalmente,pessoalmente,pessoalmente,pessoalmente,pessoalmente, vemvemvemvemvem porporporporpor esteesteesteesteeste únicoúnicoúnicoúnicoúnico meio,meio,meio,meio,meio, expressarexpressarexpressarexpressarexpressar muitomuitomuitomuitomuito reconhecidamentereconhecidamentereconhecidamentereconhecidamentereconhecidamente aaaaa suasuasuasuasua maismaismaismaismais profundaprofundaprofundaprofundaprofunda gratidãogratidãogratidãogratidãogratidão paraparaparaparapara comcomcomcomcom todostodostodostodostodos quantosquantosquantosquantosquantos sesesesese dignaramdignaramdignaramdignaramdignaram participarparticiparparticiparparticiparparticipar nonononono funeralfuneralfuneralfuneralfuneral eeeee assistiramassistiramassistiramassistiramassistiram ààààà missamissamissamissamissa dododododo 7º7º7º7º7º dia,dia,dia,dia,dia, ememememem sufrágiosufrágiosufrágiosufrágiosufrágio dododododo seuseuseuseuseu enteenteenteenteente querido.querido.querido.querido.querido.

querido.querido.querido.querido.querido. Todos os serviços fúnebres estiveram a cargo da Dignidade

Todos os serviços fúnebres estiveram a cargo da

Dignidade

Prestígio

Profissionalismo

AgradecimentoAgradecimentoAgradecimentoAgradecimentoAgradecimento

Telefone/Fax 253 768 028 - Telemóveis 966110549 / 96116183

Telefone/Fax 253 768 028 - Telemóveis 966110549 / 96116183 Email: funeraria.carvalho@sapo.pt

Pompas

fúnebres

exclusivas

12

966110549 / 96116183 Email: funeraria.carvalho@sapo.pt Pompas fúnebres exclusivas 1 2 20 de Fevereiro de 2011

20 de Fevereiro de 2011

Mário Leite* (Professor)
Mário Leite*
(Professor)

Blogue do Professor

http://bloguedoprofessor.blogspot.com

Assumo o desafio!

militantes e de promover a alternativa de poder autárquico que se deseja. Aproxima-se, pois, a ocasião de o PSD se assumir como alternativa e para isso é absolutamente essencial que o partido esteja reorganizado, os militantes se revejam numa nova equipa, num programa de acção e que seja apresentado um projecto para o concelho que dê respostas aos múltiplos problemas que os cabeceirenses sentem. Já lá vão, porém, três semanas sem que haja nota de qualquer evolução na situação interna do PSD. Sempre assumi a responsabilidade e as consequências das minhas ideias e das minhas propostas. E por isso tenho pago um preço bem alto. Não é agora, num momento absolutamente decisivo, que vou remeter-me ao silêncio ou à inacção.

E nessa conformidade, decidi assumir o

compromisso de apresentar uma candidatura aos órgãos da Secção do PSD de Cabeceiras de Basto. Desta decisão dei conhecimento ao Presidente

da Mesa da Assembleia-geral e solicitei-lhe a

marcação da respectiva assembleia-geral eleitoral. Dou ao partido uma alternativa, uma opção de escolha.

Apresentarei uma nova equipa e um novo projecto, para construir a alternativa em que se possam rever os cabeceirenses, em 2013. Não posso ser mais claro, mais objectivo, mais positivo. Aguardarei o veredicto dos militantes.

Assumo o desafio!

* Colaborador

Ao longo dos últimos meses, tenho vindo a publicar alguns textos onde abordo a situação interna do PSD em Cabeceiras de Basto e a necessidade da

sua reorganização, para poder apresentar, aos cabeceirenses, um projecto alternativo em 2013. Referi aqui neste mesmo espaço, na edição anterior, que o mandato dos actuais órgãos “foram tempos de ausência, de falta de iniciativas, de silêncios (quantas vezes cúmplices com o poder), de ausência de projecto, de medidas, de propostas. Assim e com estes protagonistas, o PSD não pode almejar a ser alternativa, não estará seguramente à altura dos desafios que temos pela frente. Já é tempo, mais do que tempo, de se encontrar uma solução.” Estávamos nas vésperas das eleições presidenciais, nas quais esperava, como veio a acontecer, a vitória de Cavaco Silva, como um primeiro passo, ao qual se deverá seguir uma vitória nas legislativas (antecipadas) e depois nas autárquicas, que terão lugar em 2013. Nessa mesma ocasião, mantive alguns contactos com vários militantes e responsáveis partidários, no sentido de os sensibilizar para a urgência de uma solução. Como então referi, considero que o PSD desapareceu da cena política concelhia, deixando de cumprir o seu papel de oposição, mas deixando, também, de discutir o futuro do partido e do concelho, em diálogo com os próprios

Albino Antunes*
Albino Antunes*

O QUE OS OLHOS MORTAIS

NÃO ENXERGAM

(CAPÍTULO LXXI)

Neste capítulo vou falar sobre a vida depois da morte física, que embora já tenha sido abordada, talvez não tenha

sido evidenciado o tédio que ela representa para a humanidade. A morte física, será mais tolerada, se nós entendermos o nosso físico como uma máquina orgânica que nos é concedida pela Natureza para movermos a matéria e a usarmos em nosso proveito enquanto habitantes neste planeta. Aqueles que entendem o físico como sendo eles próprios sem uma inteligência e energia que o anima, têm a morte como o terror e fim de tudo. Conheço pessoas destas, que são religiosas e até rezam pelos falecidos. Será que estão a rezar à memória? Se entendem assim estão a rezar a nada, porque a mensagem tem de ter emissor e receptor ou destinatário para que não seja vazia. Imagine quantos canais de televisão são recepcionados pelas antenas e sem elas ligadas ao aparelho não há imagem, no entanto, ninguém consegue ver o fluxo que forma a imagem a entrar na antena. Ao que parece a humanidade acredita na engenharia dos homens, mas não acredita

na engenharia de Deus, esquecendo-se que o

próprio homem é uma engenharia de Deus.

Se a morte física fosse o fim, nós não seriamos

nada. A vida não tinha sentido porque a continuidade

era apagada e Deus também deixava de ter sentido.

A razão da existência de Deus é a continuidade da

sua obra de forma a não a deixar cair.

Então o que é que nos acontece após a morte física?

A vida depois da morte não se baseia a um espaço

limitado, isso seria pior do que a prisão no físico. Como já falei em capítulos anteriores a vida espiritual não tem espaço nem tempo, mas tem dimensões proporcionais ao nosso grau de elevação. Após a morte física largamos o corpo, a nossa máquina terrestre, restando-nos duas hipóteses, uma é seguirmos a luz que se nos vai vislumbrar ao deixarmos o corpo, outra é deixarmo-nos andar por aqui a perder tempo, muitas vezes na companhia

de outros refractários. Deus é liberdade e deixa-nos

sempre o livre arbítrio, somos nós mesmos que

temos de processar o nosso crescimento evolutivo.

Se assim não fosse não tínhamos oportunidade de

dissipar as nossas emoções, ficariam acumuladas

no

nosso espírito em estado latente.

O

Céu não é um espaço limitado, onde vamos parar

e

ficamos a olhar para Deus, isso seria um céu para

Paulo Pinto* (Professor)
Paulo Pinto*
(Professor)

Alá é grande

Está em curso um 25 de Abril no norte de África. Na Tunísia, no Egipto, o povo saiu à rua, enfrentou e venceu ditadores há décadas no poder e emancipou-se. Na verdade, melhor do que no nosso 25 de Abril: aqui em Portugal, a revolução começou com os militares, e o povo juntou-se a eles; naqueles países árabes, foi o povo quem liderou, e os militares vieram atrás. E não se sabe ainda

as consequências para outros regimes autocráticos que existem por todo o mundo islâmico. Habituámo-nos a ver os Árabes eos Muçulmanos em geral como uma turba fanática e bárbara, que só vive para rezar a Alá e colocar bombas à cintura. Com gente desta laia, nunca estamos seguros. Já D. Afonso Henriques sabia disso, e por isso cortou o pescoço a todos quantos pôde, enquanto dava graças a Deus Nosso Senhor. Quanto ao Infante Santo e a D. Sebastião, convém não esquecer que ambos morreram como mártires às mãos da mourama. Actualmente, como não podem competir connosco de igual para igual, esses perros sarracenos viraram-se para o terrorismo. Será acertado pensar assim? Não, mas essa hostilidade antiga, reforçada pelo pavor do extremismo islâmico (que existe e é uma ameaça real), condiciona até os mais esclarecidos e progressistas entre nós. Grande parte da esquerda tem concordado implicitamente com a direita em que, no mundo muçulmano, os ditadores são bons desde que usem fato e gravata, tenham mão pesada com os fundamentalistas e não financiem Bin Laden. A nossa esquerda detesta a religiosidade dos Muçulmanos e os véus das mulheres; a nossa direita importa-se menos com isso, mas receia a instabilidade que ameace as rotas petrolíferas, a indústria turística e a ordem mundial estabelecida. Despojemo-nos desses fantasmas. Os Árabes, e em particular os do norte de África, são gente como nós, que como nós anseia por justiça, liberdade e uma vida digna. São, em geral, gente pacífica, amável e hospitaleira, como reconhecerá qualquer pessoa que os tenha visitado. É verdade que vivem divididos entre as tradições e a modernidade, entre o Corão e o Facebook (como os nossos jovens dos anos 60 estavam entre a catequese e Che Guevara, entre Cristo e John Lennon). Mas a juventude árabe, de ambos os sexos, é tolerante e cada vez mais instruída; muitos países muçulmanos têm maior percentagem de raparigas na universidade do que nós, e as mulheres têm um papel cada vez mais influente na sociedade. Pela primeira vez na história moderna, eles estão decididos a tomar nas mãos o seu destino e a merecer o respeito do mundo. É a isto que temos assistido, na Tunísia e no Egipto: uma grande e comovente explosão de coragem cívica. Os teocratas do Irão, com oportunismo, bem tentam pintar este revolução com as cores que lhes convêm, mas eles próprios não tardarão a provar do seu próprio veneno, quando as novas gerações de iranianos os escorraçarem como aconteceu a Ben Ali e a Mubarak. Tal como sucedeu em Portugal após o 25 de Abril, haverá problemas e desafios difíceis; não será fácil erradicar o desemprego, a miséria e a corrupção, e podem aparecer tentações extremistas. Mas, com a ajuda de todos os democratas e cidadãos conscientes deste planeta (o presidente americano Obama deu o exemplo, digno do grande estadista que é), tudo indica que as revoluções árabes abrirão as portas a um futuro melhor. Alá é grande, e certamente saberá iluminar o caminho dos seus.

*Colaborador

preguiçosos. O céu pode ser em qualquer dimensão onde o nosso espírito vibra em todo o seu esplendor. Por aquelas bandas há muito trabalho a fazer, mentalização, consciencialização, preparação e protecção, entre outras missões. O que é preciso é após a morte física ascender e não ficar por aqui. Não pensem os vivos que os que morrem passam a ser espíritos bons, alguns nem para a própria família se tornam bons. São bons os que levaram a bondade. Alguns levam a sede da vingança e tudo

fazem para a exercer sobre aqueles que lhe são adversos, é aí que entram os bons em missão de protecção, um trabalho de elevação e ordem. Não devemos excomungar os espíritos revoltados ou errantes. Devemos sim, doutriná-los e guiá-los no caminho da luz. O que leva à vingança é a ignorância e muitos até agem só por ignorância. No caminho da luz o perdão é o melhor veículo de transporte. No plano espiritual não falta trabalho, simplesmente após a morte temos de ascender e lá encontraremos mentores para nos orientar. Também não entramos em cansaço porque o

objecto do cansaço que era o corpo ficou cá em baixo.

No próximo capítulo vou fazer uma possível abordagem sobre o processo a seguir para ascendermos, quando nos

encontramos em estado refractário.

*Colaborador

quando nos encontramos em estado refractário. *Colaborador Os textos de Opinião reproduzidos são exclusivamente da

Os textos de Opinião reproduzidos são exclusivamente da responsabilidade dos seus autores, não vinculando o Jornal “ O Basto”.

NECROLOGIA

NECROLOGIA

vinculando o Jornal “ O Basto”. NECROLOGIA NECROLOGIA D. Maria Augusta Carvalho da Silva (Cavez) Nasceu

D. Maria Augusta Carvalho da Silva

(Cavez)

Nasceu a 26/12/1926 Faleceu a 15/01/2011

da Silva (Cavez) Nasceu a 26/12/1926 Faleceu a 15/01/2011

AgradecimentoAgradecimentoAgradecimentoAgradecimentoAgradecimento

AAAAA famíliafamíliafamíliafamíliafamília enlutada,enlutada,enlutada,enlutada,enlutada, nanananana impossibilidadeimpossibilidadeimpossibilidadeimpossibilidadeimpossibilidade dedededede ooooo fazerfazerfazerfazerfazer pessoalmente,pessoalmente,pessoalmente,pessoalmente,pessoalmente, vemvemvemvemvem porporporporpor esteesteesteesteeste únicoúnicoúnicoúnicoúnico meio,meio,meio,meio,meio, expressarexpressarexpressarexpressarexpressar muitomuitomuitomuitomuito reconhecidamentereconhecidamentereconhecidamentereconhecidamentereconhecidamente aaaaa suasuasuasuasua maismaismaismaismais profundaprofundaprofundaprofundaprofunda gratidãogratidãogratidãogratidãogratidão paraparaparaparapara comcomcomcomcom todostodostodostodostodos quantosquantosquantosquantosquantos sesesesese dignaramdignaramdignaramdignaramdignaram participarparticiparparticiparparticiparparticipar nonononono funeralfuneralfuneralfuneralfuneral eeeee assistiramassistiramassistiramassistiramassistiram ààààà missamissamissamissamissa dododododo 7º7º7º7º7º dia,dia,dia,dia,dia, ememememem sufrágiosufrágiosufrágiosufrágiosufrágio dododododo seuseuseuseuseu enteenteenteenteente querido.querido.querido.querido.querido.

querido.querido.querido.querido.querido. Romão Tavares Gonçalves (Arco de Baúlhe) Nasceu a
querido.querido.querido.querido.querido. Romão Tavares Gonçalves (Arco de Baúlhe) Nasceu a

Romão Tavares Gonçalves

Romão Tavares Gonçalves (Arco de Baúlhe) Nasceu a 28/02/1949 Faleceu a 09/01/2011

(Arco de Baúlhe)

Nasceu a 28/02/1949 Faleceu a 09/01/2011

AgradecimentoAgradecimentoAgradecimentoAgradecimentoAgradecimento

AAAAA famíliafamíliafamíliafamíliafamília enlutada,enlutada,enlutada,enlutada,enlutada, nanananana impossibilidadeimpossibilidadeimpossibilidadeimpossibilidadeimpossibilidade dedededede ooooo fazerfazerfazerfazerfazer pessoalmente,pessoalmente,pessoalmente,pessoalmente,pessoalmente, vemvemvemvemvem porporporporpor esteesteesteesteeste únicoúnicoúnicoúnicoúnico meio,meio,meio,meio,meio, expressarexpressarexpressarexpressarexpressar muitomuitomuitomuitomuito reconhecidamentereconhecidamentereconhecidamentereconhecidamentereconhecidamente aaaaa suasuasuasuasua maismaismaismaismais profundaprofundaprofundaprofundaprofunda gratidãogratidãogratidãogratidãogratidão paraparaparaparapara comcomcomcomcom todostodostodostodostodos quantosquantosquantosquantosquantos sesesesese dignaramdignaramdignaramdignaramdignaram participarparticiparparticiparparticiparparticipar nonononono funeralfuneralfuneralfuneralfuneral eeeee assistiramassistiramassistiramassistiramassistiram ààààà missamissamissamissamissa dododododo 7º7º7º7º7º dia,dia,dia,dia,dia, ememememem sufrágiosufrágiosufrágiosufrágiosufrágio dododododo seuseuseuseuseu enteenteenteenteente querido.querido.querido.querido.querido.

dododododo seuseuseuseuseu enteenteenteenteente querido.querido.querido.querido.querido. 20 de Fevereiro de 2011 1 3

20 de Fevereiro de 2011

dododododo seuseuseuseuseu enteenteenteenteente querido.querido.querido.querido.querido. 20 de Fevereiro de 2011 1 3

13

Marco Gomes (Sub-Director)

Marco Gomes

(Sub-Director)

Editorial

“Ciclogate”

O processo de renovação e de modernização da Escola Básica dos 2.º e 3.º ciclos de Cabeceiras de Basto possui alguns contornos obscuros. A luz, ou seja, o esclarecimento, não se vislumbra e a escuridão predomina. A Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, exercendo o direito de resposta a uma notícia do Jornal de Notícias, no seu texto, tendo em conta a

importância de uma resposta que esclarecesse as dúvidas, omitiu conscientemente qualquer informação que confrontasse as dúvidas apresentadas na notícia. No

entanto, o jornal “Ecos de Basto” destacou, na sua edição de 17 de Janeiro, um artigo em que frisava a importância da obra e avançara com algumas respostas. Concretamente, sublinhara que os argumentos que determinaram o atraso da obra (face ao que estava contratado) resumem-se a um “problema no sistema de desenfumagem” e a “outras especialidades associadas”. Por conseguinte, na tentativa de resolução destes problemas, a Câmara Municipal activou um “concurso público urgente”. Concurso, este, que se concretizou num contrato com “um preço” de três milhões e oitenta mil euros. Em suma, os factos são: um atraso com vários meses, uma “derrapagem” de cerca de três milhões de euros e um concurso público com traços não muito públicos. Esta situação é deveras escandalosa. Sejam pelos valores monetários (uma derrapagem insultante) como pela “qualidade” da justificação, esta situação é inquietante. Não sei se há um processo de investigação judicial a este escândalo mas sei que deveria haver um processo de responsabilização política. É neste ponto que me surpreende o silêncio quase “ensurdecedor” das forças políticas locais. As forças políticas em Cabeceiras de Basto estão, aparentemente, num estado “comatoso”. Estamos perante um estado em que há uma ausência de reacções

a este, e a outros estímulos políticos. Não conheço, sobre este e outros assuntos

polémicos, um único comunicado, posição ou mesmo opinião dos responsáveis políticos e organizações políticas. Claramente, PSD, PCP, CDS-PP e PS (eu ainda distingo os governantes do partido deles) não estão a desempenhar o seu papel no escrutínio ao poder autárquico. Resta, portanto, os cidadãos efectuarem este papel

e exigir o que a ética e a consciência de cada um deveriam impor a estes governantes.

“A Casa das Cortinhas” (Cavez)

Por Mamede Mendes

A propósito do vinho verde da “Adega dos Leões” ter sido distinguido com a medalha de prata na prova cega de vinhos, efectuada no Palácio da Bolsa na cidade do Porto, refira-se que a propriedade onde é colhido esse vinho pertence à Sra. D. Margarida Laura Martins Tavares de Vasconcelos, filha do Juiz Conselheiro Dr. Mário Júlio Tavares de Vasconcelos, que foi o senhor da Casa das Cortinhas, na freguesia de Cavez. Já nos fins do século XIX, os vinhos desta Casa DAS Cortinhas eram afamados entre os conhecidos vinhos verdes da Região de Basto, tendo sido premiados em diversas exposições a que concorreram, designadamente, as de Berlim e Internacional de Lisboa em 1888 e a Internacional de Paris em 1889. Constata-se, portanto, que é já de longa data que os vinhos desta casa são famosos, porque não será de admirar que actualmente o sejam também. Em 1901, os seus proprietários, Dr. António Teixeira

Coelho de Vasconcelos e esposa D. Sofia Adelaide Machado Tavares de Vasconcelos, pais do acima referido Juiz Conselheiro Dr. Mário Júlio, ao procederem à exploração de uma pedreira para construírem um jardim adjacente à sua Casa de Habitação que haviam reconstruído, convertendo-a numa bela vivenda, tal qual se apresenta actualmente, encontraram umas urnas funerárias abertas em rocha firme. Surpreendidos com o achado, o Dr. Teixeira de Vasconcelos consultou o distinto arqueólogo Dr. Martins Sarmento, da cidade de Guimarães, sobre o assunto. Aquele sábio, pela descrição que lhe era feita, opinou que se tratava de urnas funerárias romanas. O Dr. Martins Sarmento, por intermédio de um tal Joaquim Vieira, mandou pedir àquele Dr. Vasconcelos, para que essas urnas funerárias fossem extraídas, com

a maior cautela da rocha onde se encontravam e transportadas para o Museu de

Guimarães que tem o seu nome, ao que ele Dr. Vasconcelos não acedeu. Tempo depois, numa dessas urnas, apareceu uma moeda que submetida ao exame do mesmo Dr. Martins Sarmento, se verificou tratar de uma moeda familiar romana, pois que, nesse tempo, era costume os romanos lançarem uma moeda juntamente com o cadáver., à sepultura, para pagamento, segundo a crença dessa época, da passagem do “stygio”.

Verifica-se pois, deste modo, que há mais de vinte séculos no sítio das Cortinhas, existira uma importante povoação latina, visto as urnas funerárias que apareceram, servirem de sepulturas a patrícios romanos. Estão situadas no meio de um lago, elevadas um metro, pouco mais ou menos, acima do nível da água, dando para elas acesso uma pequena ponte lançada do jardim para

a Pedreira, formando como que uma ilha no meio desse lago.

Ora, como então o proprietário Dr. Vasconcelos não cedeu as urnas para o museu, ficaram as mesmas na rocha primitiva tal como foram encontradas, onde ainda hoje podem ser visitadas, bastando para isso, a autorização da actual dona da Casa das Cortinhas.

isso, a autorização da actual dona da Casa das Cortinhas. Opinião ALERTA Ilídio Santos * Como

Opinião

ALERTA

da actual dona da Casa das Cortinhas. Opinião ALERTA Ilídio Santos * Como habitualmente e sempre

Ilídio Santos*

Como habitualmente e sempre que nos grandes areópagos políticos se decide ignorar acontecimentos que põem a nú a nossa fragilidade democrática, o povo encanta -se e submete-se aos ditames dos silêncios. Nas eleições presidenciais, um incontável número de cidadãos foi literalmente impedido de exercer o seu direito e dever cívicos, logo, foram excluídos sem respeito nem dignidade. Dos partidos políticos, cujos interesses últimos acabam sempre

por convergir, nem uma palavra sobre o essencial da questão.

Inquéritos e demissões são os acessórios que escondem os falsos fundamentos em que assenta esta disputa presidencial. Nem a circunstância de se antever que o voto

dos cidadãos excluídos não alteraria os resultados finais, não nos deverá impedir de denunciar a grande fraude e um novo registo antidemocrático.

A redução do número de deputados e o voto preferencial, acrescentaria prestigio e

credibilidade ao Parlamento e, acima de tudo, resultaria da escolha individual a eleição do deputado preferido, independentemente do seu posicionamento na lista, pondo assim em causa as lógicas partidárias e os lugares garantidos e eternos. Quem sabe se não se acrescentaria qualidade àquelas primeiras filas…? Curiosa foi a reação de Vitalino Canas quando admite uma luta fraticida no interior dos partidos. Pena é que, sendo ele o provedor das empresas de negreiros (trabalho temporário), não sinta de modo igual o sofrimento daqueles que desesperam por um trabalho condigno. Sócrates, garante que não haverá despedimentos na função pública. Manda a prudência

que nos preparemos para mais uma violenta facada, assim ao jeito do Partido Socialista Socrático, o partido das reformas estruturais que, ao arrepio de qualquer carta de valores, castiga os atrevidos e esmaga os parvos.

O Presidente da República vetou um diploma do governo que supostamente pretende

dar um novo ímpeto a implementação dos medicamentos genéricos. No essencial, compreende-se a intenção do governo, desde que garantida a melhor solução para a saúde dos portugueses, porém, há sempre um porém…, é pelo menos um pouco estranho que se crie um clima de desconfiança legitima ao cidadão, que se interroga sobre o porquê da não responsabilização directa de quem prescreve, o médico. Se a qualidade e efeitos terapêuticos é igual (genérico ou marca), porquê esta permanente cobardia de bater no indefeso e não cobrar uma guerra com os médicos? Há certamente muitos portugueses que desejam uma reforma do sistema político e,

dentro deste, é particularmente importante o voto preferencial. Ora vejam lá se, com esta possibilidade, algum dia, esse homem de alto QI, apesar de notoriamente senil, que dá pelo nome de José Lello (com dois les…) teria outra oportunidade para nos brindar com a beleza das suas convicções, quando chama tachista a Manuel M Carrilho. Obviamente que deste grupo (tachistas)não faz parte o dito dois les… não soma. Querem ver que ele

nem para tachista tem jeito… Abernúncio.

* Colaborador

*Ant ó nio Basto Quousque tadem O nosso País caído no mar da incerteza respirou,

*António

Basto

Quousque tadem

O nosso País caído no mar da incerteza respirou, veio-lhe à mão uma tábua pouco segura num empréstimo havido a mais leves juros. Então, governantes conferencistas, declamadores que têm palavras pródigas para com eles mesmos mas mesquinhas para com os outros e cujo propósito é ganhar o aplauso da assistência pela estridência das suas elocuções vitoriaram com intenso júbilo.

- Estamos a salvo, correu muito bem! Como podem as gargantas dos nossos governantes serem vazantes de tanta

satisfação. Podiam ter dito - não fomos tragados ou, o pobre náufrago ainda vive mas

o resgate vai demorar - não ficavam a dever nada à verdade.

Vendemos títulos de dívida forçados ao seu resgate a preços mais elevados a breve prazo, significa que se não fizermos render o dinheiro, irremediavelmente mais pobres

ficaremos. Como o “rendimento” Nacional para o próximo ano, dizem, vai andar perto de 0%, de onde vêem eles as esperanças seguras de salvação. Se não tirámos o corpo errante da Pátria das ondas encrespadas dos mercados, corpo esse bem carregado de dívidas, que esperança há, se um náufrago não se salva com pesadas bagagens às costas. Se a nau do Estado que somos, não conhece o porto seguro que demanda, nunca encontrará ventos propícios, de facto, o seu famoso timoneiro (aquele que nem o seu nome honrou ao ser verdadeiro apenas nas horas vagas) confiado apenas nos acasos não nos conseguiu senão uma contínua fonte de cuidados, ficando nós mais do que nunca incertos, à deriva e com o credo na boca. Ele, à semelhança de um mau cultivador, deixa-nos ervas daninhas em vez de searas. Correu bem! Eis como palavras são simplesmente palavras.

Nota: Lat. Quousque tandem – Até quando… (primeiras palavras do discurso de

Cícero contra Catilina quando este ousou aparecer no Senado depois de descoberta

a conspiração que ele tramara contra a República)

* Colaborador

Armazém

Aluga-se

Loja

Com instalações aprovadas para indústria.

Com 94 m2. Perto da Vila de Refojos

Com 170 m2. Bons acessos. Contactos: 969 378 800 - 0033 545 692 597

Nome: O Basto | Registado no Instituto da Comunicação Social com o n.º 124655 | Nº de Depósito Legal: 293509/09 | Propriedade: adbasto-Associação de Desenvolvimento Técnico- Profissional das Terras de Basto | NIF: 506 749 509 | Conselho de Administração: Celestino Vaz, Ilídio dos Santos, Fernando Meireles, José Manuel Marques, Gaspar Miranda Teixeira e Manuel António| Director:Gonçalo de Meirelles | Director-Adjunto:Albino Antunes| Sub-Director e Editor: Marco Gomes | Colaboradores: Sérgio Mota, Carlos Sousa, Helder Vaz, José Marinho, Luís Meireles, Júlio Pires, Joaquim Teixeira, Augusto Costa, Manuel Gonçalves, Francisco Pires, Fernando Felix, António Basto, Miguel Coelho, Artur Coelho.| Paginação: João André Teixeira | Sede do Editor, Redacção e Publicidade: Largo Barjona de Freitas s/n - Refojos, 4860-909 Cabeceiras de Basto | Contactos: Telef./Fax: 253 662 071; Telemóvel:96 5738864/ 96 9597829 | e-mail: obasto@sapo.pt | AssinaturaAnual: 15,00 Euros (Continente e ilhas) 20,00 Euros (Estrangeiro) | Impressão: CIC-CORAZE, Oliveira de Azeméis, Telefone: 256 661 460, Fax: 256 673 861, e-mail: grafica@coraze.com | Tiragem: 3500 xemplares.

14

256 661 460, Fax: 256 673 861, e-mail: grafica@coraze.com | Tiragem: 3500 xemplares . 14 20

20 de Fevereiro de 2011

Gaspar Miranda Teixeira*
Gaspar Miranda
Teixeira*

Discurso Directo!

O brasileiro Millôr Fernandes, jornalista, dramaturgo,

cartoonista, humorista e poeta, muito conhecido, sempre foi e ainda é admirado no seu país.

A sua forma de olhar a sociedade e de a comentar é,

além de muito inteligente, profundamente refrescante

e totalmente inesperada.

Uma das suas “heresias” que mais nos fazem meditar

é que “o mal do mundo é que Deus envelheceu e o Diabo evoluiu”.

Não sou maniqueísta, isto é, não penso que o mundo possa ser visto de uma forma

simplista, dividido em dois: o lado do bom e o lado do mal. Este tipo de simplificação, reduz os fenómenos humanos a uma relação de tipo certo e errado, comigo ou contra mim, criando intolerância, primarismo e falta de respeito pela diferença. No entanto, pensando em termos simples, sou tentado a concluir que Millor parece ter alguma razão. De facto, o Bem continua a usar as mesmas estratégias que usava há dois mil anos.

A Igreja, a bondade, a apologia do moral, a ideia de misericórdia, a defesa da

modéstia, a protecção dos humildes, o voluntariado, enfim, conceitos e estratégias de longa data.

O Mal pelo contrário, parece estar cada vez mais sofisticado.

Aprendem como usar as grandes corporações, as bolsas de valores, as escolas de negócios, o Marketing, a internet, etc… Enfim, um conjunto de teorias que aclamam formas de gestão, que sobrevalorizam

o lucro imediato à custa da desvalorização das pessoas e que idolatram gestores que tomam decisões de despedir, cortar, espremer, mesmo que essas decisões sejam injustificadas ou venham a criar problemas do futuro.

É neste tipo de sociedade que empresas que comunicam cortes na sua força de

trabalho, vêem as suas acções a subir, mas se anunciam investimentos em

novos projectos, em melhoria das condições ou protecção do ambiente, vêem as suas acções a descer.

É neste tipo de sociedade que surgem biliões de dólares, para salvar

bancos de crises, provocadas pela ganância e pela falta de ética.

É neste tipo de sociedades que se aceitam um conjunto de malfeitores

que provocam guerras com milhares de mortos e que, devido a interesses

mesquinhos, se protejam ditadores (de esquerda e direita) que corrompem

e tiranizam os seus cidadãos…

* Colaborador

PLACA BASTO

Placô Magalhães, Unipessoal, Lda.

Montagem de tecto, falsos em placô, metálicos, decorativos e divisórias

Tlf. 253 662 787

Tlm. 96 331 9534

Urbanização de Conselheiros Pereiras 4860 - 338 Cabeceiras de Basto

de Conselheiros Pereiras 4860 - 338 Cabeceiras de Basto AUTO ELÉCTRICA GUEDES REPARAÇÕES ELÉCTRICAS Tlf: 253

AUTO ELÉCTRICA GUEDES

4860 - 338 Cabeceiras de Basto AUTO ELÉCTRICA GUEDES REPARAÇÕES ELÉCTRICAS Tlf: 253 666 087 -

REPARAÇÕES ELÉCTRICAS

de Basto AUTO ELÉCTRICA GUEDES REPARAÇÕES ELÉCTRICAS Tlf: 253 666 087 - Tlm: 96 524 5770

Tlf: 253 666 087 - Tlm: 96 524 5770

LUGAR DAS PEREIRAS DE BAIXO - REFOJOS 4860 - 337 CABECEIRAS DE BASTO

Venda de plantas e produtos de jardinagem Tlm. 96 914 4448 Freita - Refojos 4860
Venda de plantas e produtos de jardinagem Tlm. 96 914 4448 Freita - Refojos 4860

Venda de plantas e produtos de jardinagem

Tlm. 96 914 4448

Freita - Refojos 4860 Cabeceiras de Basto

www.prc.pt | geral@prc.pt Tlf. 253 665 077 | Fax. 253 665 092 Lugar do Paço,
www.prc.pt | geral@prc.pt
Tlf. 253 665 077 | Fax. 253 665 092
Lugar do Paço, AP1 (Junto ao acesso à A7| 4860 - 074 Arco de Baúlhe

SERRALHARIA “O BOTA”

à A7| 4860 - 074 Arco de Baúlhe SERRALHARIA “O BOTA” Unipessoal, Lda. * Estruturas Metálicas

Unipessoal, Lda.

* Estruturas Metálicas

* Portões e Gradeamentos Rústicos

* Todo o tipo de trabalho em ferro

Tel: 253 665 060/1Fax: 253 665 062 Telm: 961 957 435

Zona Industrial de Olela - Cabeceiras de Basto

Tlms. 963 847 865 / 914 736 139 Tlf. 253 664 136 Bairro João Paulo
Tlms.
963 847 865 / 914 736 139
Tlf. 253 664 136
Bairro João Paulo II - Refojos
4860 Cabeceiras de Basto
Bairro João Paulo II - Refojos 4860 Cabeceiras de Basto Telef.: 253 655 076 / 253
Telef.: 253 655 076 / 253 665 433 Gandarela 4890 542 Celorico de Basto Fax:

Telef.: 253 655 076 / 253 665 433

Gandarela 4890 542 Celorico de Basto

Fax: 253 665 653

Cafetaria

“Acácias”

Tlf. 253 661 789

Cafetaria “Acácias” Tlf. 253 661 789 Rua Dr. Agostinho Moutinho (Acácias) 4860 - Cabeceiras de Basto

Rua Dr. Agostinho Moutinho (Acácias) 4860 - Cabeceiras de Basto

Agostinho Moutinho (Acácias) 4860 - Cabeceiras de Basto Material Eléctrico, iluminação, Aquecimento Eléctrico
Material Eléctrico, iluminação, Aquecimento Eléctrico Tel/Fax 253 665 871 Tlm 96 828 3947 luxarco@gmail.com Avenida

Material Eléctrico, iluminação, Aquecimento Eléctrico

Tel/Fax 253 665 871 Tlm 96 828 3947 luxarco@gmail.com

Avenida Capitães de Abril 4860 - 041 Cabeceiras de Basto

Tlf./Fax: 253 661 333 Tlm. 96 195 3743 Edifício Basto XXI - 1º Andar -

Tlf./Fax: 253 661 333 Tlm. 96 195 3743

Edifício Basto XXI - 1º Andar - Refojos

4860 - 363 Cabeceiras de Basto

20 de Fevereiro de 2011

Tlm. 96 195 3743 Edifício Basto XXI - 1º Andar - Refojos 4860 - 363 Cabeceiras

15

Contactos: 968 039 756 - 962 768 019 - 962 372 147 * Vilar de
Contactos: 968 039 756 - 962 768 019 - 962 372 147 * Vilar de
Contactos: 968 039 756 - 962 768 019 - 962 372 147 * Vilar de
Contactos: 968 039 756 - 962 768 019 - 962 372 147 * Vilar de
Contactos: 968 039 756 - 962 768 019 - 962 372 147 * Vilar de
Contactos: 968 039 756 - 962 768 019 - 962 372 147 * Vilar de
Contactos: 968 039 756 - 962 768 019 - 962 372 147 * Vilar de

Contactos: 968 039 756 - 962 768 019 - 962 372 147 * Vilar de Ferreiros - 4880 Mondim de Basto