Você está na página 1de 60

Curso de Engenharia Mecânica

Unidade Curricular: Estática e Dinâmica

Aula 02 –
Estática dos Pontos Materiais
Prof.ª Natalia Madalena Boelter
natalia.boelter@ifsc.edu.br

Maio de 2021
Aula Assíncrona
▪ Este é um conteúdo trabalhado de modo assíncrono. É
composto desta apostila e de vídeos explicando-a.

▪ Estima-se 2 horas para leitura, assistir os vídeos e fazer


anotações para o entendimento do conteúdo.

▪ Estima-se pelo menos 2 horas para realizar os exercícios e


tarefas para entrega sobre o conteúdo apresentado.

▪ Recomenda-se também consultar o livro digital “Mecânica


Vetorial para Engenheiros: Estática (Beer et al )” disponível na
“Minha Biblioteca” para complementar seus estudos
.
Referência utilizada para esse material

BEER, Ferdinand P.; JOHNSTON JR, E. Russel, MAZUREK,


David F.; EISENBERG, Elliot R. J. Mecânica Vetorial para
Engenheiros: Estática. 9 ed. São Paulo: McGraw-Hill, 2012.

Como acessar a Minha


Biblioteca de e-books:
https://www.ifsc.edu.b
r/acervo-de-ebooks
Estática dos Pontos
Materiais
Agenda:
1. Revisão de
2. Equilíbrio das 3. Leis de
Vetores (da aula
Partículas Newton
1)

4. Componentes
5. Linha de ação
de uma força no 6. Exemplos
de uma força
espaço

7. Tarefa e
Exercícios para
fixação
Parte 1

Vídeo aula disponível em:


https://youtu.be/kLcb9X3gOc4
1. Revisão de Vetores

Força é uma grandeza


𝑃 vetorial, sendo assim possui
módulo (intensidade), direção
e sentido.
1. Revisão de Vetores

Adição de Vetores

𝑄 Regra do Paralelogramo
1. Revisão de Vetores

Adição de Vetores

𝑄 Regra do Triângulo
1. Revisão de Vetores

Resultante de várias forças concorrentes

Regra do Polígono
1. Revisão de Vetores

Resultante de várias forças concorrentes

𝑃
𝑃
𝑆
𝑄 𝑅
𝑆
𝑄
Regra do Polígono
1. Revisão de Vetores- Solução Trigonométrica

Lei dos Cossenos


𝑎2 = 𝑏 2 + 𝑐 2 − 2bc ∙ cos 𝛼 𝒄 𝛼 𝒃
𝑏 2 = 𝑎2 + 𝑐 2 − 2ac ∙ cos 𝛽 𝛽 𝛾
2 2 2
𝑐 = 𝑎 + 𝑏 − 2ab ∙ cos 𝛾
𝒂

Lei dos Senos


𝑎 𝑏 𝑐 sen 𝛼 sen 𝛽 sen 𝛾
= = ou = =
sen 𝛼 sen 𝛽 sen 𝛾 𝑎 𝑏 𝑐
1. Revisão de Vetores -Componentes
Retangulares

𝐹𝑥 = 𝐹 ∙ 𝑐𝑜𝑠𝜃

𝐹𝑦 = 𝐹 ∙ 𝑠𝑒𝑛𝜃

𝐹= 𝐹𝑥 2 + 𝐹𝑦 2

𝐹 = 𝐹𝑥 𝐢 + 𝐹𝑦 𝐣
1. Revisão de Vetores -Componentes
Retangulares
1. Revisão de Vetores -Componentes
Retangulares
2. Equilíbrio das Partículas

Quando a resultante de todas as forças que atuam


sobre uma partícula é igual a zero, a partícula está em
equilíbrio.

𝑅 = ෍𝐹 = 0

෍ 𝐹𝑥 = 0 e ෍ 𝐹𝑦 = 0
2. Equilíbrio de uma Partículas

𝑅 = ෍𝐹 = 0
2. Equilíbrio de uma Partícula
Polígono fechado

𝑅 = ෍𝐹 = 0
3. Primeira Lei de Newton – Lei da Inércia

“Se a força resultante que atua sobre uma partícula


em repouso é nula, a partícula permanecerá em repouso
(se originalmente estiver em repouso) ou se moverá à
velocidade constante em linha reta (se originalmente
estiver em movimento).”
3.1 Diagrama de Corpo Livre

• Problemas reais são reduzidos a um problema que


envolve o equilíbrio de uma partícula.

• Ao analisar o problema, escolhe-se uma partícula


significativa. Traça-se um diagrama em separado
mostrando essa partícula e todas as forças que atuam
sobre ela.
3.2 Resolução de Problemas

• Equilíbrio de 3 forças: resolução pela regra do triângulo


ou componentes retangulares (solução analítica)
• Aplicar σ 𝐹𝑋 = 0 𝑒 σ 𝐹𝑦 = 0.
• Não deve ter mais que 2 incógnitas.
• As duas incógnitas vão representar: dois componentes
(intensidade e direção) de uma força ou intensidades
de duas forças com direção conhecidas.
Parte 2 – Vídeo disponível em: https://youtu.be/ZvZYUBpgLTw
Retirados do livro de
Estática – Cap. 2
Problema Resolvido 2.4
⚫ Numa operação de descarregamento de um navio, um automóvel de
15750 N é sustentado por um cabo. Uma corda é amarrada ao cabo
em A e puxada para pousar o automóvel na posição desejada. O
ângulo entre o cabo e a vertical é 2º, enquanto o ângulo entre a
corda e a horizontal é de 30º. Qual a força de tração atuante na
corda?
Problema Resolvido 2.4 - Solução

𝐴
Problema Resolvido 2.4 - Solução

Diagrama de Corpo Livre


Problema Resolvido 2.4 - Solução
𝐴𝑝𝑙𝑖𝑐𝑎𝑛𝑑𝑜 𝑎 𝐿𝑒𝑖 𝑑𝑜𝑠 𝑆𝑒𝑛𝑜𝑠
Problema Resolvido 2.6
⚫ Como parte do projeto de um novo barco a vela, deseja-se determinar a
força de arrasto que pode ser esperada a uma dada velocidade. Para tal, é
colocado um modelo do casco proposto em um canal de teste e são usados
três cabos para manter sua proa na linha do centro do canal. Leituras do
dinamômetro indicam que, para uma dada velocidade, a tração é 180 N no
cabo AB e de 270 N no cabo AE. Determine a força de arrasto exercida no
casco e a tração no cabo AC.

9,1 0,45

1,2

1,2
Problema Resolvido 2.6 – Solução
𝐷𝑒𝑡𝑒𝑟𝑚𝑖𝑛𝑎çã𝑜 𝑑𝑜𝑠 â𝑛𝑔𝑢𝑙𝑜𝑠:
Problema Resolvido 2.6 – Solução
𝐷𝑖𝑎𝑔𝑟𝑎𝑚𝑎 𝑑𝑒 𝐶𝑜𝑟𝑝𝑜 𝐿𝑖𝑣𝑟𝑒: 𝛼 = 60,26° 𝑒 𝛽 = 20,56°
𝑇𝐴𝐶

𝛽
𝛼
𝑇𝐴𝐵 = 180𝑁

𝐴 𝐹𝐷 (𝑎𝑟𝑟𝑎𝑠𝑡𝑜)

𝑇𝐴𝐸 = 270𝑁
Problema Resolvido 2.6 – Solução
𝐴𝑝𝑙𝑖𝑐𝑎𝑟 𝑐𝑜𝑛𝑑𝑖çã𝑜 𝑑𝑒 𝑒𝑞𝑢𝑖𝑙í𝑏𝑟𝑖𝑜 𝑒 𝑐𝑜𝑜𝑟𝑑𝑒𝑛𝑎𝑑𝑎𝑠 𝑟𝑒𝑡𝑎𝑛𝑔𝑢𝑙𝑎𝑟𝑒𝑠: 𝛼 = 60,26° 𝑒 𝛽 = 20,56°

𝑇𝐴𝐶 𝑐𝑜𝑠𝛽 𝑇𝐴𝐶

𝑇𝐴𝐵 𝑐𝑜𝑠𝛼

𝛽 𝑇𝐴𝐶 𝑠𝑒𝑛𝛽
𝑇𝐴𝐵 = 180𝑁 𝛼

𝐴 𝐹𝐷 (𝑎𝑟𝑟𝑎𝑠𝑡𝑜)
𝑇𝐴𝐵 𝑠𝑒𝑛𝛼

𝑇𝐴𝐸 = 270𝑁
Problema Resolvido 2.6 – Solução
𝐴𝑝𝑙𝑖𝑐𝑎𝑟 𝑐𝑜𝑛𝑑𝑖çã𝑜 𝑑𝑒 𝑒𝑞𝑢𝑖𝑙í𝑏𝑟𝑖𝑜 𝑒𝑚 𝑥 𝑒 𝑦

180

180

270
Problema Resolvido 2.6 – Solução
𝐴𝑝𝑙𝑖𝑐𝑎𝑟 𝑐𝑜𝑛𝑑𝑖çã𝑜 𝑑𝑒 𝑒𝑞𝑢𝑖𝑙í𝑏𝑟𝑖𝑜 𝑒𝑚 𝑥 𝑒 𝑦

180

180

270
Parte 3

Vídeo aula disponível no link:


https://youtu.be/8Ye-LOARxIk
4. Componentes de uma força no espaço
4. Componentes de uma força no espaço

𝐹𝑥 = 𝐹 ∙ 𝑐𝑜𝑠𝜃𝑥 𝐹𝑦 = 𝐹 ∙ 𝑐𝑜𝑠𝜃𝑦 𝐹𝑧 = 𝐹 ∙ 𝑐𝑜𝑠𝜃𝑧

𝐹= 𝐹𝑥 2 + 𝐹𝑦 2 + 𝐹𝑧 2 𝐹 = 𝐹𝑥 𝐢 + 𝐹𝑦 𝐣 + 𝐹𝑧 𝐤
4.1 Soma de forças no espaço
4.1 Soma de forças no espaço
⚫ Exemplo: A força 𝐹Ԧ tem os componentes 𝐹𝑥 = 90𝑁, 𝐹𝑦 =
− 135𝑁, 𝐹𝑧 = 270𝑁. Determine a intensidade de F e os
ângulos 𝜃𝑥 , 𝜃𝑦 , 𝜃𝑧 que essa força forma com eixos
coordenados.
5. Linha de ação de uma força
⚫ A direção de uma força 𝐹Ԧ
é definida pela
coordenada de dois
pontos: o ponto M e o
ponto N; localizados em
sua linha de ação
⚫ O ponto M possui as
seguintes coordenadas:
𝑥1 , 𝑦1 , 𝑧1
⚫ O ponto N possui as
seguintes coordenadas:
𝑥2 , 𝑦2 , 𝑧2
5. Linha de ação de uma força
⚫ Ligando MN está o vetor
𝑀𝑁, no mesmo sentido de
Ԧ
𝐹.
⚫ 𝑀𝑁 é definida pelos seus
escalares:
▪ 𝑀𝑁 = 𝑑𝑥 𝑖Ԧ + 𝑑𝑦 𝑗Ԧ + 𝑑𝑧 𝑘
⚫ 𝜆Ԧ é o vetor unitário ao
longo da linha de ação
𝑀𝑁 1
⚫ 𝜆Ԧ = = (𝑑𝑥 𝑖Ԧ + 𝑑𝑦 𝑗Ԧ + 𝑑𝑧 𝑘)
𝑀𝑁 𝑑
5. Linha de ação de uma força
⚫ 𝜆Ԧ é o vetor unitário ao
longo da linha de ação
𝑀𝑁 1
⚫ 𝜆Ԧ = = (𝑑𝑥 𝑖Ԧ + 𝑑𝑦 𝑗Ԧ + 𝑑𝑧 𝑘)
𝑀𝑁 𝑑

⚫ 𝐹Ԧ é o produto de F e 𝜆Ԧ ,
portanto:
⚫ 𝐹Ԧ = 𝐹 𝜆Ԧ

𝐹
⚫ 𝐹Ԧ = 𝑑 (𝑑𝑥 𝑖Ԧ + 𝑑𝑦 𝑗Ԧ + 𝑑𝑧 𝑘)
5. Linha de ação de uma força
5. Linha de ação de uma força

𝐹
⚫ Ԧ
𝐹 = (𝑑𝑥 𝑖Ԧ + 𝑑𝑦 𝑗Ԧ + 𝑑𝑧 𝑘)
𝑑
𝐹𝑑𝑥
▪ 𝐹𝑥 = 𝑑
𝐹𝑑𝑦
▪ 𝐹𝑦 = 𝑑
𝐹𝑑𝑧
▪ 𝐹𝑧 = 𝑑
Problema Resolvido 2.7
⚫ Um cabo de
sustentação de uma
torre está ancorado por
meio de um parafuso
em A. A tração no cabo
é 2500 N. Determine:
(a) os componentes
Fx, Fy, Fz da força que
atua sobre o parafuso
e (b) os ângulos 𝜃𝑥 , 𝜃𝑦 ,
𝜃𝑧 que definem a
direção da força.
Problema Resolvido 2.7 - Solução
Problema Resolvido 2.7 - Solução
Problema Resolvido 2.7 - Solução
Problema Resolvido 2.7 - Solução
Problema Resolvido 2.7 - Solução
Problema Resolvido 2.8
⚫ Uma seção de um muro de concreto pré-moldado é
temporariamente segurada pelos cabos mostrados na figura.
Sabendo que a tração é 3780 N no cabo AB e 5400 N no cabo
AC, determine a intensidade e a direção da resultante das
forças exercidas pelos cabos AB e Ac na estaca A.
Problema Resolvido 2.8 - Solução
Problema Resolvido 2.8 - Solução
Problema Resolvido 2.8 - Solução
Problema Resolvido 2.8 - Solução
Problema Resolvido 2.8 - Solução
Problema Resolvido 2.8 - Solução
Tarefas para Entregar
2.99 Três cabos são usados para amarrar um balão, como mostra a
figura. Determine a força vertical 𝑷 exercida pelo balão no ponto 𝑨,
sabendo que a tração no cabo 𝑨𝑩 é 259 𝑁.

𝟐. 𝟗𝟗 𝑃 = 1031,4 𝑁
Tarefas para Entregar

2.43 Dois cabos estão ligados em 𝑪 e são carregados como


mostra a figura. Sabendo que 𝛼 = 20°, (𝑎) determine a tração no
cabo 𝑨𝑪 e (𝑏) no cabo 𝑩𝑪.

𝟐. 𝟒𝟑 𝑎 𝑇𝐴𝐶 = 2,13 𝑘𝑁 𝑏 𝑇𝐵𝐶 = 1,74 𝑘𝑁


Tarefas para Entregar
2.47 Sabendo que 𝛼 = 20°, (𝑎) determine a tração no cabo 𝑨𝑪 e
(𝑏) no cabo 𝑩𝑪.

545 kg

𝟐. 𝟒𝟕 𝑎 𝑇𝐴𝐶 = 5543,1 𝑁 𝑏 𝑇𝐵𝐶 = 514,1 𝑁


Bibliografia utilizada
⚫ Schreiber. R. Notas de aulas da unidade curricular de Estática
e Dinâmica. 2019
⚫ BEER, Ferdinand P.; JOHNSTON JR, E. Russel, MAZUREK, David
F.; EISENBERG, Elliot R. J. Mecânica Vetorial para
Engenheiros: Estática. 9 ed. São Paulo: McGraw-Hill, 2012.
⚫ BEER, Ferdinand P.; JOHNSTON JR, E. Russell, CORNWELL,
Phillip J. Mecânica Vetorial para Engenheiros: Dinâmica. 9 ed.
São Paulo: McGraw-Hill, 2012.