Você está na página 1de 2

UNIVERSIDADDE LUSÍADA

IRC 2011 EXERCÍCIO Nº4

Considere as situações seguintes que se referem a uma Sociedade Comercial residente


em Portugal e explique quais as implicações em termos de IRC:

1 – Aumento de Capital no montante de € 1 000 000

Esta aumento de Capital que estamos a pressupor ter origem na entrada de dinheiro dos
Sócios (Soc por Quotas) ou emissão de acções (Soc Anónima) configura uma Variação
Patrimonial Positiva. Esta VPP contribuiria para o cálculo do Lucro Tributável, se não
estivesse excepcionada nos termos do Artigo 21º 1 a) do CIRC. Portanto, não tem
implicações no cálculo do IRC

2 – Reavaliação de um prédio urbano no montante de € 500 000

Pela razão idêntica à resposta no nº 1 não tem implicações no cálculo do IRC 21º 1b)

3 – Prestações Suplementares dos sócios no montante de € 250 000

Pela razão idêntica à resposta no nº 1 não tem implicações no cálculo do IRC

4 – Oferta de um veículo eléctrico – atribuição de um prémio « Empresa mais


ecológica»

Trata-se de uma Variação Patrimonial Positiva (VPP), nos termos do artigo 23º
concorre para a formação do Lucro Tributável

5 – Um gasto referente ao exercício de 2010 no montante de € 30 000 que, por lapso,


não foi registado naquele ano, foi considerado custo em 2011.

Nos termos do Artº 18 do CIRC não é aceite como gasto fiscal, porque não respeita o
princípio da especialização dos períodos de tributação. Dá lugar a uma correcção
positiva

6 – Gratificações – participação nos resultados -pagas no exercício seguinte do seguinte


modo
• 5 000 à gerente D. Joana (mulher do Dr. João);
• 5 000 ao Dr. João (Sócio);
• 6 000 ao Pessoal.
O Dr. João e a mulher auferem um ordenado mensal de € 500 .

Nos termos do artigo 45º 1 m e n) as gratificações atribuídas ( por participação nos


lucros) aos empregados são aceites como gastos fiscais, logo se estes valores tiverem
sido lançados na contabilidade nada se faz
Relativamente ao Sócios Gerentes, não é aceite como gasto fiscal o montante que
exceda 2 vezes o ordenado.
Neste caso, a Dra Joana e o Dr João auferem, cada um, 500 Euros mensais. Então
500 x 2 = 1000 logo 5000 – 1000 = 4000 Correcção positiva
500 x 2 = 1000 logo 5000 – 1000 = 4000 Correcção positiva

7 – Contabilizou como gasto a aquisição de material de escritório no montante de € 900.

A aquisição de material de escritório (excepto para Empresas que transaccionam este


tipo de equipamento) constitui uma despesa de investimento, não um gasto corrente.
Material de escritório é um Activo Fixo Tangível. Deve efectuar a depreciação
corresponde e considerar esse valor como gasto do período.
Porém, nos termos do artº33º os bens que não ultrapassem o montante de € 1000
podem ser depreciados de uma só vez. Neste caso está correcto e não se faz nada.

8 – Contabilizou como gasto € 2 500 respeitantes a um contrato de manutenção de


computadores válido de Janeiro de 2011 a Dezembro de 2012.

Pelo principio de especialização dos períodos, artº 18 do CIRC, em 2011 só se pode


considerar com gasto 1250 € . Há que fazer uma correcção positiva, também de 1250 €

9 – A venda de uma máquina de uso específico gerou uma mais valia fiscal no montante
de € 500 e uma mais valia contabilística no montante de € 512. Com o valor da
realização pretende reinvestir na compra de outra máquina

A mais valia contabilista obriga a uma correcção negativa


A mais valia fiscal dá lugar a uma correcção positiva que nos termos do artº 48º deve
ser considerada em 50% do seu valor, porque houve uma intenção de reinvestir o valor
da realização

10 – Recebeu e considerou como rendimento um subsídio à exploração no montante de


€ 1000.

Os subsídios à exploração constituem receitas normais, são um rendimento. São


lançados na Contabilidade como receitas e contribuem para o Resultado Líquido do
Período. Fiscalmente nada se faz. Artº 20º 1 j)

11 – Recebeu um subsídio para aquisição de uma máquina de uso específico no valor de


€ 2 000. A referida máquina custará € 4000 e a taxa máxima de depreciação, que será
usada é de 14,28.Nada considerou como rendimento.

A máquina será depreciada pelo valor total, ou seja 4000 x 0,1428 = 571,2
Há que fazer uma correcção positiva
2000 x 14,28% = 285,6 ( Artº 22º 1 a))