UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ SETOR DE CIÊNCIAS EXATAS DEPARTAMENTO DE QUÍMICA CURSO DE QUÍMICA

CQ 121-Química Analítica Instrumental

DETERMINAÇÃO DE Cu POR ELETROGRAVIMETRIA A CORRENTE CONSTANTE

Alunos: Fabiano Soares de Araújo Késia Aline de Jesus Murian Rafael Caetano Di Cicco

Professores: Luiz Humberto Marcolino Jr Marcio Bergamini

Curitiba, 17 de maio de 2011

Este tipo de análise pode ser de potenc ial controlado (potenciostático) ou de corrente controlada. . onde a quantidade de material depositado é proporcional a corrente aplicada ao sistema. E ta análi e f ndamentada pela q antidade de analito presente na amost ra sendo este determinado em f nção da massa depositada sobre m dos eletrodos após a sua totalel etrólise. cada um destes íons são dirigidos aos seus eletrodos contrários as suas cargas em ambientes ácidos propícios. p ém p m çõ p l l lém t i mo m método demorado. Esta élula eletrolíti a que por um potencial externo era um fluxo de íons em solução cátions (positivos) e ânions (negativos). Um áli mét l t Este método é necessário à formação de um depósito eletronicamente sobre um eletrodo com a massa aferida antes e após o procedimento. Para a eletrodeposição é de interesse que este não seja reativo com a atmosfera.I U Ã ív i p i q ã p i m li çã é vimét i . que seja aderente a superfície do eletrodo. denso. onde uma excitação em um sistema estimula uma resposta.

y eterminar. . por eletrogravimetria a corrente constante. a concentração de cobre em uma solução contendo este metal.OBJE IVO esenvolver os conceitos básicos envolvidos na eletrogravimetria a y corrente constante.

5H2O: 2. e foi possível verificar que antes do término do procedimento houve desprendimento de partículas de cobre metálico em solução. consequentemente diminuindo o rendimento.L -1.6 mg 63.0362 mol.1115 g z mol z = 1. -1 y = 4.0631 mol x = 15.5 g 63.0643x10 -4 mol 25x10-3 L y mol 1L y = 0.8 25g de uSO4.5H2O 251.546 g mol -1 assa atômica do u: 63. a segunda replicata obtivemos um resultado acima do rendimento teórico.1115 g 25x10-3 L zg 1L z = 4.50 A Voltagem = 4. (mol.546 g de uSO4. pode ser devido a um tempo inferior ao necessário para reduzir todo o cobre em solução.8 25g de uSO4.         .7546x10 -3 mol 25x10 -3 L z mol 1L z = 0.0702 mol.546 g 1 mol 0.304 g. obtém-se que a massa de cobre que deve ser depositada na tela é 100 mg através dos cálculos: assa mola do uSO 4.51. na primeira replicata obtivemos um valor bem inferior ao esperado. -1 0.RESU OS E IS USS O Tendo em vista que a concentração da solução de uS 4.46 g. -1 0.0 V omo pudemos observar.5H2O 15.0097g de u em 1000 mL Replicata a a btida de b e úmero de mol onc.0576 g 25x10 -3 L yg 1L y = 2. -1) onc.546 g 1 mol 0.7546x10 -3 mol 1. -1) 1 57.0643x10 -4 mol 9.50 A Voltagem = 4.546 g mol xg 0. -1 arga passada durante a eletrolise: 1ª replicata: orrente = 1. (g.5H2O é .0576 g y mol y = 9.5H2O 63. 63 mol. apesar de tomar os devidos cuidados no procedimento é possível ter havido a oxidação do elet rodo de platina (tela metálica).8 V 2ª replicata: orrente = 1.546 g mol -1 251.546 g de u y g de u em 25 mL usados = 100 mg 2 111.

Os resultados obtidos não podem ser considerados satisfatórios. Este experimento tende a umlongo tempo estabilização. assim encontrando o cobre presente na amostra. . por incluir erros. podendo ocorrer reações paralelas. os quais devem ser analisados para uma próxima realização. onde foi possível utilizar a metodologia experimentalmente. foi utilizada completando seu intuito para fins didáticos.CONCLUS O A análise por eletrogravimetria utilizando corrente constante.

Pricipies Of Instrumental Analysis. Ed. HOLLE . 5th edition. T. .REFERÊNCI S VOGEL. Philadelphia. ew York. A.. Ed. .. . 1998.I. ohn Willey and Sons.A. Vogel¶s Textbook of quantitative inorganic analysis 5th edition. 1989.J.. Sounders.A. SKOOG. & IE A .

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful