Você está na página 1de 65

TREINAMENTO PONTO ELETRÔNICO

2016

Junho / 2016
Temas

- Fluxo das informações do ponto, onde começa e onde termina;


- Explicação sobre os campos da regra de apontamento;
- Apuração de horas extras, atrasos e faltas (explicação de como
entender um apontamento);
- Marcações impares como solucionar;
- Como funciona o período de apontamento e o preenchimento do
MV_PONMES e MV_PAPONTA;
- Horário noturno;
- Banco de horas (funcionamento);
- Abono de horas totais e parciais;
- Leitura e apontamento;
- AFDT e ACJEF;
- Procedimentos..
Ponto Eletrônico
Fluxo das informações do ponto, onde começa e onde termina
.

O módulo tem como objetivo dar tratamento as marcações e


calcular apontamentos provenientes delas para posteriormente
integrar para o módulo de folha de pagamento (SIGAGPE),
todos os processos do módulo Ponto Eletrônico estão baseados
na portaria 1510 de 21 de Agosto de 2009.
Ponto Eletrônico

.
Fluxo das informações do ponto, onde começa e onde termina
Fluxo do Ambiente
Ponto Eletrônico

.
Fluxo das informações do ponto, onde começa e onde termina

Cadastros Iniciais
Ponto Eletrônico
Explicação sobre os campos da regra de apontamento
.
A regra de apontamento irá definir como será as apurações e
apontamentos de acordo com as configurações feitas.
Portanto cada cliente poderá ter uma configuração especifica,
pois todos os campos poderão ser definidos pelo usuário.
Nossa função é auxiliar e analisar o que cada campo faz e
passar para o cliente o objetivo de cada campo para que “ele”
cliente possa definir se irá utilizar o campo como “sim” ou
“não”.
Ponto Eletrônico
Explicação sobre os campos da regra de apontamento
I. Pasta “Apontamentos”

Principais campos:
.
• “Pg. Horas Normais” e “Pg. DSR” (PA_HRNORM e PA_DSR) – Este campo deve obrigatoriamente ser
acionado para geração das horas realizadas pelo funcionário. Para mensalistas é um campo apenas
informativo, porém obrigatório depois da Portaria 1.510, e para horistas , quando usado o módulo de
gestão de pessoal integrado ao Ponto Eletrônico é obrigatório pois este campo que libera a geração do
evento de Horas Realizadas que posteriormente serão integradas para pagamento do salário hora do
funcionário.
Estes campos que antes da portaria 1510 eram opcionais, hoje se tornaram obrigatórios pois para
geração do arquivo magnético ACJEF – Arquivo de Controle de Jornadas para Efeitos Fiscais requer
Principais Campos:
estas informações.
• “Desc. Falta”, “Desc. S. Antecipada” , “Desc. Atraso”– São campos que quando recebem o conteúdo
“sim”, trazem para o apontamento os identificadores de cálculo “autorizados” que normalmente já
tem vinculado a eles um “Código para a folha” , que é a verba , que uma vez vinculada ao eventos,
após o Cálculo Mensal, leva as informações para os resultados onde posteriormente serão integradas
para a Folha de Pagamento.
• “Hrs. Norm. Fol” – Este campo quando recebe o conteúdo “sim” levará as horas normais e horas
descanso do funcionário para os resultados (quando os identificadores de calculo de horas normais e
descanso tem código para folha informado), a fim de fazer o pagamento de salário do funcionário
horista. Este campo foi criado para dar ao usuário esta possibilidade, pois como com a portaria 1.510
a demonstração de horas realizadas tornou-se obrigatória, este campo vai permitir que apenas para
os funcionários vinculados a uma regra de apontamento onde este campo estiver igual a “Sim”que
terão os valores levados para a folha de pagamento. Para que seja apenas demonstrada a jornada,
sem levar para a folha de pagamento, basta estar com “não”.
Ponto Eletrônico
Explicação sobre os campos da regra de apontamento
.
II. Pasta “Apuração”

Na pasta apuração todos os campos são destinados a forma de apuração de DSR, Faltas,
Atrasos, Horário Móvel, Saída Antecipada, Adicional Noturno, as formas de apuração podem
ser: Diária, Semanal, Quinzenal e Mensal. Importante lembrar que as formas de apuração
Semanal, Quinzenal e Mensal são realizadas apenas no calculo mensal e apresentados na rotina
de Resultados.
Ponto Eletrônico
Explicação sobre os campos da regra de apontamento
III. Pasta “Tolerância”
.
Na pasta tolerância, pode-se informar tolerância para todos os apontamentos, os campos “Tol.Ad. Not.”, “Tol.Ad. Not.
He.”, “Nro. Oc. N. DSR.”, “Tol.Atr.S.An.”, “Tol.H.Extra” e “Tol.Faltas” (PA_TOLNOTU, PA_TOLNTHE, PA_NUMATRA,
PA_TOLASAI, PA_TOLHEX, PA_TOLFALT) são destinados a tolerância por ocorrência, ou seja, por marcação efetuada,
destinados a funcionários cujos horários de trabalho são fixos. OBS: Os campos Tol.S.Ant Per e Tol. Atraso Per não
serão mais utilizados.

Para atender o art 58, que fala sobre a tolerância de até 5 minutos e no máximo 10 minutos por período,
agora devemos cadastrar os campos abaixo para que a tolerância seja efetiva:
- Tol.H.Extra Per
- Tol.Hora Extra
Esses 2 campos deverão estar preenchidos juntos para que a tolerância possa funcionar, de forma que
abaixo segue um exemplo de configuração:
- Tol.H.Extra Per = 0,10
- Tol.Hora Extra = 05-05-05-05
ATENÇÃO Assim o sistema irá respeitar a tolerância de 5 minutos por batida e no máximo 10 minutos por dia.

Os campos de Atraso e Saída antecipada são:


- Tol.Atra.S.Ant
- Tol. Hr.NReal
Que também no exemplo abaixo deverão ser preenchidos juntos:
- Tol.Atra.S.Ant = 05-05-05-05
- Tol. Hr.NReal = 0,10

Os outros campos da aba tolerância poderá desconsiderar para efeito de tolerância de minutos, a não ser os
campos sobre Adicional Noturno que continua a mesma coisa.
Temas

Tol. Hora Extra

Tol. Atraso e
S.Antecipada
Ponto Eletrônico
Explicação sobre os campos da regra de apontamento
IV. Pasta Horário Móvel
.
Na pasta horário móvel será definido se o horário de trabalho do funcionário será móvel ou não, quando for
móvel poderá ainda ser definido se será livre ou com mobilidade definida.

Horário móvel com horas de mobilidade definidas – Entende-se como horário móvel aquele em que existe
um horário a ser cumprido, mas que apresenta uma mobilidade pré-definida a partir da entrada. Por
exemplo, horário previsto: 8h –12h – 13h – 18h com mobilidade de 4h. Nesse caso, o funcionário poderá
entrar até as 4h e sair as 22h.

Horário móvel livre (sem horas de mobilidade) - Entende-se por jornada com horário móvel livre aquela em
que existe uma quantidade de horas a ser cumprida para determinado dia sem existir, no entanto, a
obrigatoriedade do cumprimento de um horário fixo. Conforme o exemplo anterior, não seria especificada
uma mobilidade. A partir da entrada, computam-se as horas realizadas entre as marcações de entrada e de
saída.

O horário móvel também pode ter sua apuração alterada, pode ser diária, semanal, quinzenal ou mensal,
quando o horário tem uma apuração diferente da diária, as horas realizadas são computadas diariamente
porém o apontamento de saída antecipada ou hora extra será mostrado apenas nos resultados após
realização do calculo mensal para apuração dos valores.
Finalmente, temos a configuração referente a “Geração de Marcações Automáticas” onde poderá ser
definido quais marcações serão geradas no momento da leitura das marcações ou ainda na rotina de
Geração de Marcações Automáticas.
Ponto Eletrônico

.
Ponto Eletrônico
Explicação sobre os campos da regra de apontamento
.
Sincronismo do horário de intervalo em função do Horário Móvel
O Sistema permite o sincronismo do horário de intervalo quando o campo Sincr. Interv. estiver
preenchido com S, respeitando, desta forma, a quantidade de horas entre a entrada e a saída do
intervalo original.
Exemplo:
Supondo o horário: 08h às 12h e 13h às 17h com mobilidade anterior à 1ª entrada de 01h, e
marcações: 07h às 11h e 12h às 16h. O novo horário previsto será: 07h às 12h e 13h às 16h.
Caso o campo citado esteja preenchido com Não, o apontamento considera saída antecipada.
Caso esteja preenchido com Sim, a sincronização do intervalo irá gerar o horário previsto de 07h
às 11h e 12h às 16h, não gerando assim o apontamento de saída antecipada.

Sincronismo do Horário de Trabalho em função do Horário de Intervalo Móvel


Quando existe o horário de intervalo móvel, os horários de trabalho extremos (1ª entrada e
última saída, por exemplo), não são reajustados automaticamente em função do intervalo. Para
que esse procedimento seja realizado, é necessário que seja especificado o sincronismo no
campo Sinc. Ej. Intv.. Dessa maneira, ao determinar uma mobilidade muito elevada para o
intervalo, os horários irão acompanhar sua flexibilidade.
Ponto Eletrônico

Apuração de horas extras, atrasos e faltas (explicação de


como entender um apontamento)

Todo apontamento terá como base SEMPRE a tabela de horário padrão para
apurar a divergência do dia (Falta, atraso, S.Antecipada, H.Extra, Falta ½
período, etc)..

VAMOS TESTAR !!!!


Ponto Eletrônico

Marcações impares como solucionar

Hoje, devido a portaria 1510 o fechamento do ponto não poderá ser


feito se houver marcações impares para algum funcionário.
Ou seja, se o funcionário entrou na empresa obrigatoriamente terá
que ter a sua marcação de saída.
Ponto Eletrônico

Marcações impares como solucionar


Como Solucionar:
- Atualização do PONM090
- Verificar no Log de ocorrências qual o funcionário apresenta a marcação
impar e ir ajustar direto no sistema através da rotina de Lançamentos ->
Marcações
- Caso tenha alguma marcação “a mais” poderá fazer a exclusão dessa
marcação (mesmo sendo original) porem deverá justificar no momento
que efetuar a exclusão através do F4 na rotina de Manutenção de
Marcações.
- Através da APSDU -> Caso visualmente as marcações estão ajustadas
possivelmente há algum problema na SP8 no campo P8_TPMARCA =
Tipo da marcação se ele é primeira entrada 1E ou 1S ou 2E ou 2S ou o
campo P8_ORDEM que deve estar preenchido o mesmo número em
todas marcações do dia.
- Um outro problema pode ser o campo P8_DATAAPO (Data do
apontamento) que deve ser igual ao campo P8_DATA. Eles podem estar
diferentes por exemplo, se tiverem sindo lidas um lote de marcações com
o parâmetro MV_PONMES e MV_PAPONTA preenchido incorretamente
por engano em algum período do mês.
Ponto Eletrônico

Marcações impares como solucionar


Como Solucionar:
- Existe dois parâmetros que influenciam no caso dos horários noturnos que
entram em um dia e saem no outro MV_GETDIAP e MV_GETDIAA os
mesmos deve estar preenchido pelo menos com 1. No cadastro do turno
existe um campo que também pode influenciar nos horários noturnos é o
MC.IMP.JC = R6_MCIMPJC deve estar preenchido como 2 - Aplica ajuste.
Após todos esses ajustes ainda sim o sistema continua acusando
marcações impares, faça um apontamento pela rotina PONM010
Miscelânea > Cálculos > Leitura e apontamento e na pergunta
(Processamento?) = Apontamento apenas.
IMPORTANTE: Se após todos os passos acima não encontrar marcação
impar verifique na APSDU na tabela SP8 se o período estiver aberto ou
SPG se o período estiver fechado nas marcações do dia seguinte ao último
dia do período se a data do apontamento está com data invalida ou seja
com data de apontamento com data dentro do período que está sendo
fechado. Exemplo: Suponha que o último dia do período é 16/05 e no dia
17/05 que seria o 1º dia do período posterior as marcações desse dia estar
com data de apontamento como 16/05, ou seja, essa data de apontamento
deveria estar com data de 17/05. Isso pode causar a marcação ímpar. Se for
o caso faça ajuste na APSDU.
Ponto Eletrônico
Como funciona o período de apontamento e o preenchimento do MV_PONMES e MV_PAPONTA
O período de apontamento no módulo de Ponto Eletrônico diz respeito ao período que será
utilizado para leitura e apontamento das marcações e posteriormente integração para a folha de
pagamento, este pode ser irregular também, não necessariamente terá que iniciar no primeiro dia
do mês e terminar no ultimo. Pode ser por exemplo: Do dia 21 de um mês ao dia 20 do mês
seguinte.
Uma vez cadastrado o período de apontamento para iniciar a utilização do módulo, as próximas
mudanças ocorrerão automaticamente quando realizado o fechamento.

Posso ter um período maior que 31 dias porem esse período deverá ser cadastrado da mesma
forma nos parâmetros MV_PAPONTA e MV_PONMES. A indicação de períodos maiores que 31 dias
são para o caso do final do ano onde tem férias coletivas e o período deverá ser ajustado para que
possa fazer apuração correta das marcações.
Ex.
Podemos cadastrar um período de 01/12 a 20/12 e outro período de 21/12 a 31/01.
Para isso devemos cadastrar os parâmetros:
MV_PAPONTA e MV_PONMES = 20161221/20170131
Ao final desse período os parâmetros deverão ser ajustado Manualmente pois mesmo fechando o
período o sistema não irá trocar para o próximo período corretamente. Deverá ajustar novamente o
MV_PAPONTA para o dia inicial/final. Ex. 01/30
Ponto Eletrônico
Horário noturno
Quando falamos de horário noturno temos 2 formas de analisar = Horário Noturno
e Adicional Noturno.

Horário Noturno -> Simplesmente a hora Trabalhada que é realizada a noite.


Considera-se noturno, nas atividades urbanas, o trabalho realizado entre as 22:00
horas de um dia às 5:00 horas do dia seguinte.

Adicional Noturno -> é o adicional pago para os funcionários que realizam horário
noturno. A hora normal tem a duração de 60 (sessenta) minutos e a hora noturna,
por disposição legal, nas atividades urbanas, é computada como sendo de 52
(cinquenta e dois) minutos e 30 (trinta) segundo
Ponto Eletrônico
Horário noturno
FORMULA PARA CALCULAR O ADICIONAL NOTURNO

Hora Noturna realizada / 52,5 x 60


Ponto Eletrônico
Horário noturno
FORMULA PARA CALCULAR O ADICIONAL NOTURNO

Ex.
Funcionário trabalhou das 22:00 as 05:00
22:00 as 05:00 -> 7 horas
Aplicando a formula o horário noturno com adicional ficaria:
7 horas / 52,5 x 60 = 8,00
Portanto o funcionário que trabalhar das 22:00 as 05:00 não irá receber 7 horas e
sim 8 horas já com o adicional noturno incorporado as horas.
Ponto Eletrônico
Horário noturno
FORMULA PARA CALCULAR O ADICIONAL NOTURNO
Ex2.
Agora vou fazer um exemplo de horas quebradas:
Digamos que devido ao sindicato desse funcionário o adicional dele seja das 23:30
até as 05:00
23:30 até as 05:00 = 5:30
Aplicando a formula do adicional noturno devo transforma tudo em horas primeiro:
5 x 60 = 300 + 30 = 330 minutos
330 / 52,5 = 6,2857 -> Devo Guardar o inteiro (6) e somente fazer vezes 60 o
restante para achar os minutos
0,2857 x 60 = 17,14 -> Total 6,17
Ou seja, para o funcionário que trabalho das 23:30 as 05:00 não irá receber 5:30 e
sim 6,17
Ponto Eletrônico
Banco de horas (funcionamento);

O Banco de Horas é um acordo de compensação em que as horas excedentes trabalhadas


em um dia são compensadas com a correspondente diminuição da jornada em outro dia.
Sua validade está prevista na Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), no parágrafo 2º do
artigo 59.
A CLT prevê que a validade do Banco de Horas está condicionada a sua instituição
mediante Acordo ou Convenção Coletiva de Trabalho, vale dizer, mediante a participação do
Sindicato da categoria. A adoção ou não do Banco de Horas é uma decisão do empregador
e faz parte do seu poder diretivo.
Ponto Eletrônico
Banco de horas (funcionamento);

A rotina de Lançamentos no Banco de horas, é alimentada pelos eventos que fazem


parte do apontamento e estão com configuração pra banco de horas, e, além disso,
apenas se os funcionários estiverem com seus cadastros com configuração ativada
para regime de banco de horas.
Para que as horas entrem para a rotina de banco de horas, após realizar a leitura e
apontamento, deve também ser executada a rotina de cálculo mensal.
A rotina de banco de horas também pode receber dados, os eventos de Horas
Extras, Atrasos podem ser lançados manualmente a fim possibilitar a implantação
do regime de banco de horas para novos clientes, nesta rotina eles podem lançar o
saldo inicial do banco de horas, para iniciar o controle pelo sistema de Ponto
Eletrônico Protheus.
Ponto Eletrônico
Banco de horas (funcionamento)
Para começar a trabalhar com banco e horas alguns cadastros deverão ser feitos:

Cad. Funcionário (Aba Controle de Ponto)

Principais Campos:
• “Acumula p/ B.Horas”: informe "S" para que as horas do colaborador sejam consideradas para o banco de
horas e "N" para que sejam desconsideradas.

• “B.H. p/ Folha”: informe "S" se as informações do banco de horas apuradas para este colaborador serão
enviadas para a folha de pagamento. Este campo normalmente é ativado quando a empresa além de trabalhar
com banco de horas realiza também o fechamento de tempo em tempo a fim de pagar ou descontar os saldos
em folha de pagamento.
Caso a empresa trabalhe com banco de horas, porém apenas com compensação das horas umas pelas outras,
sem fazer periodicamente fechamento para pagamento/desconto do saldo em folha de pagamento, este campo
deve ficar com “N” – Não.
Ponto Eletrônico
Banco de horas (funcionamento)
Ponto Eletrônico
Banco de horas (funcionamento);
CADASTRO DE EVENTOS

• Percentual - Neste campo deve ser definido o percentual de valorização do evento e deve ser utilizado para
guardar horas valorizadas. Exemplo: Para uma hora-extra 60%, deve ser informado 160.00.

• Agrupam. B. H. - Define se os eventos serão agrupados, ou seja, se o resultado de todos os proventos ou descontos
serão incluídos no Banco de Horas em forma de grupos e não evento a evento. É necessário respeitar os campos
"Horas De/Horas Até".

• Tp. Apuração: Este campo define o tipo de apuração para Banco de Horas, que pode ser: Total - Entra para o Banco
de Horas quando as horas estiverem exatamente dentro dos campos "Horas De/Horas Até". Parcial - Será
acumulado do Banco de Horas apenas as horas que ficarem fora do intervalo.

• Percentual Bando de Horas e Percentual Folha de Pagamento - Usuários que trabalham com hora extra definida
por percentual devem estipular nestes campos qual será o percentual que será enviado para o Banco de Horas e
qual será enviado para a Folha de Pagamento, respectivamente. Este campo também pode ser usado para quando
a empresa deseja fazer um regime de apuração misto, onde parte das horas apontadas vão para o banco, parte
para a folha de pagamento. Neste caso, o evento, além de estar com “Sim” para banco deve estar também com
“Codigo para a folha” informado, desta forma de acordo com o preenchimento do campo.
Ponto Eletrônico
Banco de horas (funcionamento);
Ponto Eletrônico
Banco de horas (funcionamento);
Após efetuar os cadastros e o apontamento deverá fazer o calculo mensal para que o sistema leve os eventos para o Banco de Horas
(SPI)

Hora valorizada de
acordo com o
percentual
definido no evento
Ponto Eletrônico
Banco de horas (funcionamento);
Fechamento do Banco de Horas
O fechamento de banco de horas tem a função de dar baixa nas horas que estão no banco ou fazer a limpeza dos
eventos que estão no banco (SPI).

Principais Perguntas da Rotina:

• “Por Período” - será o resultado dos eventos Débito/Crédito de acordo com intervalo selecionado, independente
do número de horas.
• “Por Horas” - utilizará as regras dos limites, independente do período, a partir do preenchimento deste campo, a
pergunta anterior passa a não ter validade, pois ao invés de fechar o banco buscando todas as horas do período “X”
vai realizar o fechamento de acordo com a quantidade de horas informadas, independente do período. Sendo
assim, só será utilizada uma opção ou outra.
• “Fechamento Horas?” Esse parâmetro só terá efeito caso a pergunta “Fechamento Por” seja selecionada a opção
"Por Horas“
• “Até limite” – Estabelece que será enviado para Resultados apenas o saldo de horas inferior ao limite fornecido.
• “Acima Limite” – Determina que será enviado o saldo que superar o limite.
• “Ambos” – Não considera o limite de saldo. Encerra independente do limite.
• “Resultado?” – Poderá ser selecionado “Credor”, “Devedor” ou “saldo” (ambos):
Ponto Eletrônico
Banco de horas (funcionamento);
Fechamento do Banco de Horas
O fechamento de banco de horas tem a função de dar baixa nas horas que estão no banco ou fazer a limpeza dos
eventos que estão no banco (SPI).

Principais Perguntas da Rotina:

• “Credor”: as horas que compõem o saldo do banco de horas, se credor para os limites definidos, serão enviadas
para Resultados, ou seja, só acontecerá a baixa do banco de horas para funcionários que tem saldo positivo.

• “Devedor”: as horas que compõem o saldo do banco de horas, se devedor para os limites definidos, serão enviadas
para Resultados, ou seja, só acontecerá a baixa do banco de horas para funcionários que tem saldo negativo.

• “Saldo”: todas as horas do banco de horas, para os limites estabelecidos, serão enviadas para Resultados, ou seja,
acontecerá a baixa do banco de horas para funcionários com saldo positivo ou negativo.

• “Lançamentos BH?” – “Baixa” - permite registrar a baixa do lançamento na data fornecida em “Data de Pagto.
Folha?”, mantendo registros das movimentações ou “Limpar” – para eliminar os lançamentos sem registro de
movimentações efetuadas.
Ponto Eletrônico
Banco de horas (funcionamento);
Fechamento do Banco de Horas

Importante:
Na pergunta “Lançamentos BH” nos parâmetros de fechamento do banco de horas, quando selecionada a opção
“Limpar” todos os registro são excluídos da rotina “Lançamentos Banco de horas” enquanto a opção “Baixa” efetua a
baixa, leva para os resultados e conserva histórico. A opção mais usada é a opção de “Baixa”, justamente por conservar
histórico.
Ponto Eletrônico
Banco de horas (funcionamento);
Fechamento do Banco de Horas
Processo: O fechamento do banco de horas trata as informações quando o funcionário possui proventos e descontos
no banco de horas, estes dois eventos serão gerados para o “Resultados".

O fechamento é executado para todos os funcionários, salvo exceções definidas no campo "B.H.p/Fol", do Cadastro de
Funcionários. Se o conteúdo do referido campo estiver preenchido com "Não", o funcionário não terá as horas de
banco lançadas em folha de pagamento.
Obrigatório para fazer o fechamento
• Ter cadastrado os eventos (atualizações > cadastro ponto > eventos) :
Identificador de cálculo 023A (Banco de Horas Provento), este evento deve estar vinculado com um “código para
folha” que seja provento , e na pasta banco de horas, o campo “acumula banco de horas” deve estar com “não”.
Identificador 024A (Banco de Horas Desconto), este evento deve estar vinculado com um “código para folha” que seja
desconto , e na pasta banco de horas, o campo “acumula banco de horas” deve estar com “não”.
Identificador de cálculo 042A , este identificador diz respeito a quantidade de meses referente a banco de horas, ele
existe para informar na RAIS – Relatório Anual de Informações Sociais, a quantidade de meses referentes a banco de
horas que foram pagos em em folha ou rescisão. Este evento deve ser do tipo Base Provento, e deve estar vinculado a
um “Código pra Folha” (verba) do tipo Base, na pasta banco de horas este evento deve estar com “não” para banco de
horas e, o campo "Cód. p/ folha" com um código de verba válido.
Ponto Eletrônico
Abono de horas totais e parciais

Definição

É quando a sua falta, seu atraso, sua saída antecipada é “aceita” pelo seu superior e
dessa forma não será gerado o desconto.

****** Abono só será lançado sobre eventos de DESCONTO ******

******* Não existe abono de HORA EXTRA *******


Ponto Eletrônico
Abono de horas totais e parciais
Para fazer o lançamento do abono deverá ter cadastrado o Motivo de Abono:
Ponto Eletrônico
Abono de horas totais e parciais
Campos do Motivo de Abono

Codigo -> Criar um código para o motivo de abono criado.

Cod.Evento -> Esse campo serve para “atrelar” um evento a um abono lançado. Ex.
Quando cadastra um evento de falta nesse campo ao fazer o calculo mensal será levado
para a folha tanto a “Falta” quanto o “Abono” lançado, fazendo com que na folha seja
demonstrado as 2 verbas (Provento = Abono) e (Desconto = Falta).
Esse campo também poderá ficar em branco e dessa forma o tratamento do abono será
efetuado apenas no Ponto. Deverá verificar o parâmetro MV_ABOSEVE.

Abona Horas -> Sim=Abona as horas / Não=Não abona as horas


Pré-Abono -> Para utilizar o cadastro de pré-abono e lançar o abono esse campo deverá
estar como Sim
Abona DSR -> Para abonar as horas de Faltas e Atrasos no desconto de DSR.
Ponto Eletrônico
Abono de horas totais e parciais
Abono de horas totais
Situação: Falta de 8 horas -> Quero abonar 8 horas
Posso lançar o abono na rotina de Integrados ou apontamentos:
Ponto Eletrônico
Abono de horas totais e parciais
Abono de horas totais
Situação: Falta de 8 horas -> Quero abonar 8 horas
Posso lançar o abono na rotina de Integrados ou apontamentos:
Ponto Eletrônico
Abono de horas totais e parciais
Abono de horas parciais
Situação: Falta de 8 horas -> Quero abonar apenas 4 horas
Posso lançar o abono na rotina de Integrados:
Ponto Eletrônico
Abono de horas totais e parciais
Abono de horas parciais
Situação: Falta de 8 horas -> Quero abonar apenas 4 horas
Ou na rotina de apontamentos, em ações relacionadas Abonar/Justificar:
Ponto Eletrônico
Leitura e apontamento
Abaixo os cadastros necessários para Leitura / Apontamento

• Cadastro de período de apontamento


• Turno de trabalho (Atualizações -> Cadastros Gerais)
• Tabela de horário padrão
• Regra de apontamento
• Eventos
• Tipos de HE
• Relógios
Ponto Eletrônico
Leitura e apontamento
Abaixo os cadastros necessários para Leitura / Apontamento
• Cadastro de período de apontamento
Esta rotina permite realizar a manutenção dos períodos de apontamento já encerrados e modificar os parâmetros de
configuração do período de apuração corrente.

Período já Fechado, o período em aberto não poderá


estar cadastrado nessa tela inicial
Consulta de
período em
aberto.

Mod.Per.Apont
Ponto Eletrônico
Leitura e apontamento
Abaixo os cadastros necessários para Leitura / Apontamento
• Cadastro de período de apontamento

Como alterar um período de apontamento

Atualizações > Cadastro Gerais > Per. Apontamentos


Clique na opção “Modif. Per Apont.” Informe o último dia do
Escolha a opção “Dia Inicial/Final” período que está deixando
em aberto.

Informe o dia
inicial e final do
período que irá
deixar em
aberto.
Ponto Eletrônico
Leitura e apontamento
Abaixo os cadastros necessários para Leitura / Apontamento

•Turno de trabalho (Atualizações -> Cadastros Gerais)


Funcionário deverá Obrigatoriamente estar com um turno cadastrado. Portanto deverá criar o
turno nessa rotina, para que em seguida possa utiliza-lo na configuração do Horário Padrão.
Ponto Eletrônico
Leitura e apontamento
Abaixo os cadastros necessários para Leitura / Apontamento
•Tabela de horário padrão

A tabela de horário padrão define uma série de aspectos que irão reger os horários de
trabalho e descanso comuns a um grupo de funcionários pertencentes a um
determinado Turno de Trabalho.
Resumindo = A tabela de horário padrão é a “espinha dorsal” do sistema, todos os
apontamentos terão como base a tabela de horário padrão.

Na tabela de horário padrão é cadastrado os horários de trabalho do funcionário, onde


poderá definir qual dia será considerado Trabalhado / Compensado / DSR / Não trabalhado.
Ainda nessa tabela poderá fazer a configuração com Sequências onde, por exemplo, o
funcionário faz um horário diferente do outro a cada semana, assim podemos cadastrar
uma sequencia para cada semana do funcionário.
Ponto Eletrônico
Leitura e apontamento
Abaixo os cadastros necessários para Leitura / Apontamento
•Tabela de horário padrão
Na tabela de horário padrão quando temos 4 marcações ou mais devemos ter
atenção ao campo 1ª S.Intervalo, pois temos que informar ao sistema quando será o
intervalo do funcionário quando temos mais de 4 marcações cadastradas.
Ponto Eletrônico
Leitura e apontamento
Abaixo os cadastros necessários para Leitura / Apontamento
Eventos

Este cadastro é utilizado para apurar os eventos ocorridos no Ponto Eletrônico, como hora extra, falta,
atraso, atrasos meio período, saída antecipada, acréscimo noturno, entre outros.
Através dos Identificadores do Ponto são estabelecidos todos os resultados apurados pela rotina de
apontamento das marcações e pode ser realizada a integração com o ambiente de Gestão de Pessoal.

• Identificadores de Ponto - Para apurar os resultados dos apontamentos das marcações;


• Exportação do evento para Folha de Pagamento através do código da verba
• Cálculo do Desconto do DSR - Descanso Semanal Remunerado, o número de horas atribuídas ao
evento será utilizado para este cálculo
• Cálculo do DSR - Desconto Semanal Remunerado, o número de horas atribuídas ao evento será
utilizado para este cálculo;
• Controle de Acumulado do Banco de Horas, calculando o percentual de horas a ser creditado em
folha de pagamento.
Ponto Eletrônico
Leitura e apontamento
Abaixo os cadastros necessários para Leitura / Apontamento
•Tipos de HE
O cadastro de Tipos de Horas Extras é essencial para que possa apontar corretamente as H.E nos apontamento.
E também passou a ser importante para a geração do ACJEF e AFDT pois não permite que eventos estejam
duplicados entre os Tipos de H.E.

Devemos cadastrar um evento para cada tipo de Hora extra. Fora os intervalos, temos 8 tipos de horas extras
que devemos cadastrar:
- Normal
- DSR
- Compensado
- Feriado
- Noturna Normal
- Noturna DSR
- Noturna Compensado
- Noturna Feriado
Ponto Eletrônico
Leitura e apontamento
Abaixo os cadastros necessários para Leitura / Apontamento
•Tipos de HE
Devemos cadastrar um evento para cada tipo, pois se utilizar o mesmo evento em tipos diferentes isso irá
complicar no momento de verificar uma H.Extra (pois a descrição não ficará correta para os 2 tipos) e também
teremos problemas no arquivos ACJEF e ADFT pois na própria portaria indica que de
Importante:
Todos os tipos de horas extras deverão ser especificados em eventos distintos. Por exemplo, os
códigos dos eventos de horas extras normais diurnas e noturnas deverão ser diferentes para
possibilitar a geração do arquivo ACJEF. (Boletim Adequação do Ponto Eletrônico a Portaria 1510 – Pagina 11).
Ponto Eletrônico
Leitura e apontamento
Abaixo os cadastros necessários para Leitura / Apontamento
•Relógios

Este cadastro é utilizado para indicar os relógios utilizados para captura de marcações de ponto e
para a formatação dos seus registros.
Campos:

• “Relógio” => Neste campo deve ser digitado o número do relógio de ponto.
Para a leitura do REP o campo Cód. Deverá conter 3 dígitos (ex. 001).
• “Controle” => Digitar o tipo de controle para qual este relógio foi destinado.
P - Relógio para controle de ponto
R - Relógio para controle de refeitório.
A - Relógio/Catraca para Controle de Visitantes
Ponto Eletrônico
Leitura e apontamento
Abaixo os cadastros necessários para Leitura / Apontamento
•Relógios

• “Nome do Arquivo” => Caminho onde deve estar localizado o arquivo txt que contem as
marcações do relógio “C:\Marcacao.txt”.
Obs:
No campo “Nome Arquivo” não pode estar na pasta “system” pois sempre será criado um arquivo
temporário com o mesmo nome.

• “REP” => Código de identificação do relógio.


• “Incremental” => Deverá utilizar SIM para cliente que utilizam o arquivo REP.
Essa foi uma obrigatoriedade para que utiliza REP pois estava gravando informações de NSR(Numero
sequencial de Registro) em duplicidade na RFE.
Ponto Eletrônico
Leitura e apontamento
Abaixo os cadastros necessários para Leitura / Apontamento
•Relógios

Os outros campos do Cadastro de Relógios só deverão ser preenchidos se o cliente NÃO


utilizar o arquivo REP.

Se tiver um TXT próprio com layout definido pelo cliente o mesmo deverá definir as posições
de cada informação nas outras abas do Cad.Relógio.
Ponto Eletrônico
Leitura e apontamento
Abaixo os cadastros necessários para Leitura / Apontamento
•Relógios
Hoje o layout autorizado da portaria 1510 é o REP:

Cabeçalho – Informações da empresa

Marcações – Numero do PIS

Totalizador (Total informado das marcações)


Ponto Eletrônico
Leitura e apontamento
Abaixo os cadastros necessários para Leitura / Apontamento
•Leitura / Apontamento
Ponto Eletrônico
AFDT e ACJEF
Geração AFDT - Arquivo de Fonte de Dados Tratado

O AFDT - Arquivo-fonte de Dados Tratados é o arquivo que contém as marcações dos


empregados, tanto as originais quanto as incluídas (ou desprezadas) manualmente pelo
usuário ou automaticamente através do SIGAPON.

Esta rotina emite um arquivo magnético (.txt) no layout especificado na Portaria 1.510/2009 para
fiscalização do auditor. Esse arquivo apresenta todos os tratamentos realizados nas marcações dos
funcionários, que serão selecionados através dos parâmetros da rotina. Assim, pode-se identificar se
está havendo muitas alterações nos registros de marcação para um funcionário, etc.
Ponto Eletrônico
Geração AFDT - Arquivo de Fonte de Dados Tratado
AFDT e ACJEF

Os tipos de registros possíveis são:

• Tipo O – Original. É a marcação que foi lida através do arquivo de marcações disponibilizada pelo
relógio que controla o ponto, ou seja, não sofreu nenhum tratamento.
• Tipo I – Incluído. Marcação incluída através das rotinas de manutenção de marcações, por
exemplo, quando o funcionário esquece de realizar a marcação
• Tipo P – Pré-assinalado. O intervalo pré-assinalado é definido na Regra de Apontamento, e deve
ser utilizado para empresas em que o horário de repouso/alimentação é pré-assinalado

Os tipos de marcação possíveis são:


Tipo E – Entrada.
Tipo S – Saída.
Tipo D – Desconsiderada. Uma marcação pode ser desconsiderada, se tiver duplicidade no registro
da entrada ou saída ou se a marcação for registrada indevidamente. Neste último caso, deve-se
informar o motivo da exclusão.

Caso os tipos sejam I ou D, o motivo de manutenção é gerado no arquivo magnético


Ponto Eletrônico
AFDT e ACJEF
Geração AFDT - Arquivo de Fonte de Dados Tratado

As principais mensagens (entre aspas) que podem ser listadas no log da geração são:

• “PIS INVÁLIDO” – O PIS do empregado lido está em branco. (Verificar o PIS indicado).
• “Nome do arquivo inválido.” – O nome do arquivo informado para a geração não é “AFDT”.
(Devemos gerar o arquivo AFDT sem extensão. Ex. C:\AFDT e assim ao verificar no c:\ deverá
colocar a extensão .txt para poder visualizar).
• “Marcações impares. Filial:” – A jornada do dia anterior terminou com uma marcação de
entrada. Faltou a saída. (Corrigir a marcação indicada no Log).
• “-- Empresa: Sem Marcações” – Não foram encontradas marcações de empregados
para empresa. (Não foi efetuado o reapontamento e o calculo mensal).
• “Erro de Inconsistência. Marcação original ausente do arquivo-fonte Tratado:” – Uma
marcação registrada pelo empregado não foi encontrada na tabela de marcações (SP8)
ou na tabela de marcações acumuladas (SPG). (A marcação consta na RFE ou na RFH porem não está
na SP8 ou na SPG).
Ponto Eletrônico
AFDT e ACJEF
Geração AFDT - Arquivo de Fonte de Dados Tratado

AFDT Gerado no C:\


Ponto Eletrônico
AFDT e ACJEF
Geração ACJEF - Arquivo de Controle de Jornada para Efeitos Fiscais

Esta rotina emite o arquivo magnético com o horário contratual do funcionário, horas extras, faltas e
atrasos. Através deste arquivo é possível identificar se o funcionário está trabalhando fora do horário
estipulado no contrato de trabalho e, principalmente, o controle das horas extras realizadas,
divididas de acordo o percentual de adicional.

São identificados os períodos de apontamento compreendidos pelo intervalo de datas fornecido.


Os registros são gerados no leiaute especificado para o ACJEF e o arquivo magnético é gravado no
local informado pelo usuário.
Se for encontrada alguma inconsistência nos dados considerados para a geração, um log de
ocorrência é emitido ao final do processo.
Todo o limite superior de um intervalo de critério de filtro não pode ser vazio. Por exemplo, para o
intervalo de filiais a ser considerado, a pergunta referente à última filial não pode ter conteúdo vazio.

O arquivo gerado será gravado no local informado pelo usuário com o nome “ACJEF”.
Ponto Eletrônico
Geração ACJEF - Arquivo de Controle de Jornada para Efeitos Fiscais AFDT e ACJEF

As principais mensagens (entre aspas) que poderão ser listadas no log da geração são:

• · “PIS INVÁLIDO” – Não foi informado o PIS do empregado no seu cadastro. (Corrigir o PIS
indicado)
• · “Nome do arquivo inválido.” – O nome do arquivo deve ser ACJEF. (Devemos gerar o arquivo ACJEF
sem extensão. Ex. C:\ACJEF e assim ao verificar no c:\ deverá colocar a extensão .txt para poder visualizar).
• · “-- Empresa: Sem Apontamentos” – A empresa não contém apontamentos para a geração do
ACJEF. (Não foi efetuado o apontamento e/ou calculo mensal para o período que está emitindo o
arquivo)
• “Nenhum Evento está configurado como Hora Extra. Filial:” – Classifique os eventos de horas
extras. (Deverá verificar o evento indicado o campos Classificação = Hora Extra)
• “Nenhum Evento está configurado como Hora Faltas/Atrasos. Filial:” – Classifique os
eventos de faltas/atrasos. (Deverá verificar o evento indicado o campos Classificação = Falta/Atraso)
• · “Nenhum Evento está configurado como Hora Diurna. Filial:” – Classifique os eventos de
hora diurna. (Deverá verificar o evento indicado o campos Classificação = ZZZ-Outros)
Ponto Eletrônico
AFDT e ACJEF
Geração ACJEF - Arquivo de Controle de Jornada para Efeitos Fiscais

• · “Nenhum Evento está configurado como Hora Noturna. Filial:” – Classifique os eventos
de hora noturna. (Deverá verificar o evento indicado o campos Classificação = ZZZ-Outros)

• ****· “Código de Hora Extra utilizado em mais de um tipo. Filial:” – Os eventos de horas extras
deverão ser distintos por faixa e tipo de dia. (Deverá verificar o Tipo de H.Extra e ajustar os eventos que
estão duplicados entre os tipos. Se for criar um novo evento no tipos de horas extra e deletar de vez algum
evento deverá verificar primeiro nas tabelas SPH e SPC se consta os eventos informados)
• ****· “Evento de Hora Extra Não Encontrado para a Filial:” – Existe um evento na base de
dados, mas não foi encontrado na tabela de horas extras (Mesma situação anterior, o sistema
encontrou o evento em alguma tabela porem não está mais cadastrado nos Tipos de H.Extras)
Ponto Eletrônico
AFDT e ACJEF
Geração ACJEF - Arquivo de Controle de Jornada para Efeitos Fiscais

No cadastro de Tabela de Horário padrão também temos um campo para informar sobre o intervalo
nos arquivos SREP.
Deverá cadastrar o campo Intervalo SREP (último campo) da tabela de horário padrão.
Ponto Eletrônico
AFDT e ACJEF
Geração ACJEF - Arquivo de Controle de Jornada para Efeitos Fiscais
Ponto Eletrônico
Procedimentos
Alguns chamados passados pela Grazi sobre ponto:

• TVHTKU –
• TUOOIK – integrados
• TUSXIB – não importa os movimentos
• TVIEH8 – Leitura com erro
• TVHUE3 – Problema na leitura do REP
• TVBJM5 – Calculo incorreto
• TVGIWL – ultima batida do período na entrada do próximo dia
• TVAJRS – não demonstra apontamentos
• TUSGCX – Hora extra x Hora noturna
Suporte Técnico RH

Obrigado ;)