Você está na página 1de 4

Teoria do Vínculo Pichon-Rivièri

• Importância de haver uma investigação social do vínculo;


• Concebe o homem em uma só dimensão, a humana. Porém, ao mesmo
tempo, concebe a pessoa como uma totalidade integrada por três
dimensões, integradas dialeticamente:
1) Mente;
2) Corpo;
3) Mundo exterior
• Psiquiatria social: centrada no estudo das relações interpessoais ->
Psiquiatria do vínculo;
• Vínculo: Estrutura dinâmica em contínuo movimento, que engloba tanto o
sujeito quanto o objeto, tendo esta estrutura características consideradas
normais e alterações interpretadas como patológicas;
• Vínculo é estabelecido pela totalidade da pessoa;
• Análise do vínculo patológico -> compreender as perturbações da
personalidade;
Teoria do Vínculo CAPÍTULO 1
Pichon-Rivièri

• Estabelece considerações sobre os vínculos patológicos;


• Não existe um só tipo de vínculo -> as relações são mistas;
• Psiquiatria social: estudo o sujeito não de maneira isolada, mas incluído
dentro de um grupo;
• Informações exteriores -> informações sobre o mundo interior;
• Despersonalização: negação do vínculo;
• Vínculo normal:
1. Aquele que se estabelece entre sujeito e objeto
2. Escolha livre
3. Diferenciação
Teoria do Vínculo CAPÍTULO 3
Pichon-Rivièri

• Vínculo como:
1. Conceito em Psicologia Social
2. Determinada estrutura (manejável operacionalmente)
3. Sempre relacional (mesmo que seja com uma só pessoa)

• Relaciona-se com a noção de:


1. Papel É uma relação com o outro de uma
2. Status maneira particular”
3. Comunicação

• Assume significado nas relações;


• O vínculo carrega a história de vida do sujeito;
• É o sujeito como um todo se relacionando;
Teoria do Vínculo CAPÍTULO 3
Pichon-Rivièri

• Essa relação pode se dar com:


1. Objetos animados
2. Objetos inanimados
• Dialética do sujeito e seu mundo interno/externo;
• Caráter dinâmico/flexível
• Quando cristaliza essa relação? O autor cita algumas psicopatologias;
• Entender como o sujeito se relaciona com seus objetos internos ajuda a
compreender a sua relação com a alteridade -> Comunicação Singular com
o mundo;

“As características dessa estrutura de relação de objeto adquirem, nesse


momento, e nesse sujeito, certa diferenciação, configurando um vínculo
pessoal que pode ser diferente com o outro, ou com outros e também com
coisas, quer dizer, com objetos animados e com objetos inanimados.”