P. 1
Fundamentação teórica

Fundamentação teórica

|Views: 513|Likes:
Publicado porcarolsi

More info:

Published by: carolsi on Sep 26, 2010
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

01/14/2013

pdf

text

original

Fundamentação teórica: Técnica de Esgotamento por Estriamento: A técnica de semeadura por esgotamento é utilizada para obtenção de colônias soladas

em meio sólido. A técnica visa obter colônias isoladas de bactérias presentes em materiais biológicos, permitindo a diferenciação de diferentes bactérias. Técnica de Esgotamento por Espalhamento: Esta tecnica tem a finalidade de espalhar o material na superfície da placa com o auxílio de um swab para a obtenção de colônias isoladas após a diluição, realizando a semeadura por toda a placa de petri. A semeadura com o swab deve ser feita em três direções distintas, com diferença de 30 graus, e com a alça em toda a superfície, girando a placa. Quando há desenvolvimento de colônias isoladas na superfície do meio, considera-se o isolamento correto. Neste método verificam-se as características de colônias quanto aos seguintes aspectos: a) tamanho: o tamanho das colônias varia desde dimensões muito pequenas (puntiformes), com apenas uma fração de milímetros de diâmetro, até colônias muito grandes, com 5 a 10 mm de diâmetro. Outras bactérias, como, por exemplo Proteus sp espalham-se sobre toda a superfície do ágar. b) borda: a periferia das colônias bacterianas pode formar muitos desenhos diferentes, dependendo da espécie. Pode ser inteira, ondulada, lobulada, denticulada ou franjada. c) elevação: as colônias podem ser achatadas, espraiadas, convexas (baixa e alta), umbilicada, centro saliente. d) cromogênese ou pigmentação: opaca, translúcida ou com pigmento. e) forma: as colônias podem ser circulares, irregulares ou rizóides. f) consistência da massa de crescimento: pode ser butírica ou de consistência semelhante à da manteiga, facilmente removível com a alça de inoculação: viscosa ou mucóide;seca ou quebradiça. Teste de Sensibilidade aos Antimicrobianos (ANTIBIOGRAMA) Antibiogramas são bioensaios conduzidos “in vitro” que visam testar a sensibilidade de bactérias aos antimicrobianos. A proposta primária deste teste é guiar o clínico na escolha do agente apropriado para a terapia. Os testes de rotina fornecem dados acumulados, que são informações sobre os agentes para uso empírico. Além disso, estes testes são utilizados para avaliar “in vitro” a atividade de novos agentes, e auxiliar no mapeamento da emergência de bactérias resistentes. A suscetibilidade antimicrobiana

o di-cloro-iso-cianureto de sódio e as cloraminas. formando um halo de inibição que deve ser medido e comparado com tabelas padronizadas. o hipo-clorito de sódio. uma zona de inibição indica efetividade. Ao invés de uso de antibióticos. O cloro é usado como desinfetante em forma gasosa (Cl2 ou ClO2) ou em um composto.No método de disco-difusão.Teste Quantitativo da sensibilidade aos antimicrobianos: Método de diluição: consiste em preparar sucessivas diluições dos antibióticos em meio sólido ou líquido e em seguida semear a bactéria em estudo. no qual discos de papel impregnados com o antibiótico são colocados na superfície do ágar uniformemente semeado com o microrganismo. como o hipo-clorito de cálcio. como antissépticos e desinfetantes.pode ser reportada qualitativamente como sensível. O etanol aquoso (60 a 95%) e o iso-propanol são usados como desinfetantes. O iodo está disponível como tintura (em solução com álcool) ou como iodofor (combinação a uma molécula orgânica). Tipos de Desinfetantes: Álcool: − − − Os álcoois exercem sua ação desnaturando as proteínas e dissolvendo os lipídeos. Halogênios (Iodo e Cloro): − − − − − Alguns halogênios (iodo e cloro) são usados isoladamente ou como componentes de soluções inorgânicas ou orgânicas. A ação germicida do cloro baseia-se na formação de ácido hipocloroso quando o cloro é adicionado á água. 1. pode ser utilizado produtos químicos que interfiram no crescimento bacteriano. Fenol e compostos fenólicos − Os compostos fenólicos exercem sua ação lesando as membranas . um disco de papel filtro é embebido com uma substância química e colocado em uma placa de agar inoculada. eles aumentam a efetividade de outros produtos químicos anti-microbianos. A droga se difunde no ágar e produz inibição do agente sensível. intermediário ou resistente. Após incubação determina-se MIC e/ou MBC. ou quantitativamente em termos de MIC (minimun inhibitory concentration) ou MBC (minimun bactericidal concentration). Em tinturas.Método de difusão de Bawer e Kirk (modificado pela FDA): é um teste qualitativo. 2. O iodo pode ser combinado com certos aminoácidos para inativar enzimas e outras proteínas celulares.

plasmáticas. .

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->