Você está na página 1de 27

metricconverterProductID3,0

metricconverterProductID2,5
cm3,0 cm cm5
metricconverterProductID5 cm2,5 cm
3cm FACULDADE DE CI?NCIAS E TECNOLOGIA DE cm
UNA?
2cm
FACTU
metricconverterProductID2,0 cm2,0 cm

MODELO DA CAPA

TÍTULO DO TRABALHO
(escrever se é estudo de caso)

Nome do Aluno

UNAÍ
2010

FACULDADE DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA DE UNAÍ


3cm metricconverterProductID5 cm5 cm
3cm

metricconverterProductID2,5 cm2,5 cm

MODELO DA FOLHA DE ROSTO

TÍTULO DO TRABALHO
(escrever se é estudo de caso)

Projeto de Trabalho de conclusão de curso


apresentado como requisito parcial à Conclusão do
Curso de Bacharelado em Enfermagem.
Orientador: prof. Dener neves.

UNAÍ
2010
3

SUMÁRIO

1 0
INTRODUÇÃO...................................................................................................................... 4
.
1.1 0
PROBLEMA.......................................................................................................................... 5
1.2 0
JUSTIFICATIVA.................................................................................................................. 6
1.3 0
OBJETIVOS.......................................................................................................................... 6
1.3.1 Objetivo 0
Geral.................................................................................................................... 6
1.3.2 Objetivos 0
Específicos......................................................................................................... 6
1.4 0
HIPÓTESE............................................................................................................................ 7
2 FUNDAMENTAÇÃO 0
TEÓRICA......................................................................................... 8
2.1 SEÇÃO DE SEGUNDO 0
NÍVEL........................................................................................... 8
2.1.1 Seção de Terceiro 0
Nível...................................................................................................... 8
3 0
METODOLOGIA.................................................................................................................. 9
.
3.1 TIPO DE 0
PESQUISA............................................................................................................ 9
3.2 ÁREA DE 1
ABRANGÊNCIA................................................................................................ 0
3.3 RESPONSABILIDADE DOS 1
PESQUISADORES.............................................................. 0
3.4 LOCAL DE REALIZAÇÃO DAS ETAPAS 1
EXPERIMENTAIS....................................... 0
3.5 POPULAÇÃO/ 1
AMOSTRA.................................................................................................. 1
3.5.1 Obtenção do Termo de Consentimento Livre e 1
Esclarecido.............................................. 1
3.5.2 Critérios de Inclusão e Exclusão da 1
Amostra..................................................................... 1
3.6 1
PROCEDIMENTOS.............................................................................................................. 2
3.7 TRATAMENTO DOS 1
DADOS............................................................................................ 2
3.8 FORMA DE DIVULGAÇÃO DOS 1
DADOS....................................................................... 2
3.9 RESPONSABILIDADE 1
SOCIAL......................................................................................... 2
3.10 1
CRONOGRAMA................................................................................................................. 3
3.11 1
ORÇAMENTO.................................................................................................................... 4
REFERÊNCIAS..................................................................................................................... 1
.... 5
ANEXO 1 - TCLE - Termo de Consentimento Livre e 1
Esclarecido..................................... 6
ANEXO 2 – Carta de Autorização da Instituição em que Será Realizada a Pesquisa 1
9
ANEXO 3 - Termo de aceite de orientação de TCC 2
0
ANEXO 4 - Carta de Responsabilidade dos 2
Pesquisadores................................................... 1
ANEXO 5 - Curriculum do 2
Pesquisador................................................................................. 2
ANEXO 6 - Curriculum do Professor 2
Orientador.................................................................. 3
ANEXO 7 - Artigos Relacionados ao Tema do 2
Trabalho...................................................... 4
ANEXO 8 - Folha de Rosto para Pesquisa Envolvendo Seres 2
Humanos............................. 5
5

1 INTRODUÇÃO

Devem ser submetidos ao Comitê de Ética em Pesquisa da FACTU todo projeto que
envolver pesquisa em seres humanos. O projeto de pesquisa deve ser protocolado na
Coordenação do curso , entregue completo em 3 vias, cada uma encadernada, incluindo a
folha de rosto devidamente assinada, conforme o modelo do SISNEP (a assinatura deve ser
legível ou com carimbo do pesquisador se for assinatura rubricada).
A fonte do trabalho pode ser Arial ou Times New Roman, o tamanho da fonte deve ser
12, o espaçamento entre as linhas deve ser 1,5 linha (sem espaçamento antes e depois) e o
recuo especial na primeira linha de cada parágrafo deve ser 1,5 cm. A numeração das páginas
deve ser no canto superior direito. O tamanho do papel é sempre A4, com o tamanho das
margens igual a este documento (superior e esquerda com 3 cm e inferior e direita com 2 cm).
As páginas são numeradas contando a partir da folha de rosto, porém a numeração só aparece
na página número 2. Todo projeto deve possuir uma capa, conforme o modelo acima.
Observar duas linhas em branco entre cada seção e uma linha em branco entre o título
da seção e o texto. Todo novo capítulo (1, 2, 3, etc.) deve obrigatoriamente começar em uma
nova página.
Ao longo de todo o texto, utilizar frases curtas e objetivas. Cada parágrafo deve
corresponder ao desenvolvimento de uma idéia. A linguagem utilizada deve ser impessoal,
isto é, deve ser evitado o uso da primeira pessoa (do singular ou do plural). Em vez de
escrever: "Eu fiz..." ou "Nós fizemos...", é preferível: "Fez-se..." ou "Foi feito...". Não se
deve, em hipótese nenhuma, utilizar gíria ou jargão popular. Um trabalho científico é um
trabalho de cunho estritamente técnico e a linguagem deve ser adequada.
Todas as palavras em língua estrangeira devem ser grafadas em itálico, como por
exemplo, software. Não utilizar negrito no texto, a menos que seja imprescindível.
Todas as abreviaturas na primeira vez em que aparecem no texto deverão aparecer
com o respectivo significado e nas demais vezes basta apenas a abreviatura. As duas próximas
frases exemplificam o padrão. A Paralisia Cerebral (PC) se caracteriza por distúrbio cerebral
não progressivo e não hereditário e teve seu quadro inicialmente descrito por Little. O nível
de HDL (High Density Lipoprotein) estava muito alto.
Na Introdução o trabalho deve ser contextualizado, descrevendo-se qual o tema e a
origem ou de onde surgiu este tema ou idéia.
Em seguida, em alguns parágrafos deve-se definir os assuntos relativos ao tema,
sempre se embasando em referências da literatura e encerrar com uma frase conclusiva escrita
pelo próprio aluno, isto é, sem citação da literatura. Abaixo estão alguns parágrafos para
exemplificar.
A Paralisia Cerebral (PC) se caracteriza por distúrbio cerebral não progressivo e não
hereditário e teve seu quadro inicialmente descrito por Little (SANVITO, 1997). Também
denominada encefalopatia crônica não progressiva da infância ou dismotria cerebral
ontogenética, apresenta-se como conseqüência de uma lesão estática, ocorrida no período pré,
peri ou pós-natal, que afeta o sistema nervoso central em fase de maturação estrutural e
funcional (RATLIFFE, 2000).
A PC é uma disfunção predominantemente sensório-motora, envolvendo distúrbios no
tônus muscular, postura e movimentação voluntária. Estes distúrbios caracterizam-se pela
falta de controle sobre os movimentos, por modificações adaptativas do comprimento
muscular e em alguns casos resultam em deformidades ósseas (MANCINI, 2002).
Através da avaliação fisioterapêutica é possível verificar as características dos sinais
clínicos da patologia instaurada, de acordo com a localização, extensão e intensidade da lesão.
Observa-se o déficit funcional do indivíduo pela forma com que o movimento involuntário
interrompe o voluntário, pelo tipo do movimento involuntário, pelo grau do tônus (leve,
moderado ou severo) e a influência do estado emocional sobre o movimento (KAVALCO,
2003). Este déficit é classificado pelo tipo do movimento, ou seja, movimentos posturais,
finos ou ambos e pelas dificuldades locomotoras, ou seja, movimentos involuntários,
hipertonia e hipotonia (BOBATH, 1989).
Percebe-se que a desabilidade funcional primária torna-se característica fundamental
nas ações do paciente e deve ser levada em consideração. Através do correto manuseio da
criança se pode estimular áreas corretas do sistema nervos, facilitando movimentos,
posicionamentos e controles necessários e inibindo padrões anormais existentes.

1.1 PROBLEMA

É elaborado na forma de uma pergunta que deve ser respondida pelas hipóteses.
7

1.2 JUSTIFICATIVA

Os títulos das seções de primeiro nível (1, 2, 3, etc.) são grafados em maiúsculas e em
negrito. Os títulos das seções de segundo nível (1.1, 1.2, etc.) são grafados em maiúsculas. Os
títulos das seções de terceiro (por exemplo, 1.1.1) são grafados com a primeira letra de cada
palavra em maiúscula e sem negrito e os títulos das seções de quarto nível (por exemplo,
1.1.1.1) são grafados com a primeira letra da primeira palavra em maiúscula e sem negrito.
Procurar evitar utilizar seções além do quarto nível.
Na justificativa do trabalho deve-se descrever as motivações que determinaram a
escolha do tema, assim como a importância e a contribuição para o meio acadêmico.
Preferencialmente deve-se embasar a justificativa na literatura, através de citações de autores
que descrevem o assunto a ser pesquisado.

1.3 OBJETIVOS

1.3.1 Objetivo Geral

Inicialmente deve-se descrever o objetivo geral do trabalho, o qual é fortemente


embasado pelo tema. Assim, por exemplo, pode-se iniciar o parágrafo com a frase a seguir.
O objetivo geral deste trabalho é analisar... pesquisar..... verificar.....

1.3.2 Objetivos Específicos

Nesta parte idealizam-se algumas perguntas que se pretende responder durante o


desenvolvimento do tema escolhido. Cada objetivo específico deve ser iniciado por um verbo.
Os objetivos específicos deste trabalho são:
- Analisar... ;
- Descrever... ;
- Verificar... ;
1.4 HIPÓTESE

Deve-se descrever que resultado se acredita obter ao fim da pesquisa.


9

2 FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA

Nesta seção realiza-se a revisão da literatura recente disponível sobre o assunto a ser
pesquisado. São descritos os trabalhos de outros autores e a interpretação que se tem após a
sua leitura. Deve-se separar adequadamente por subseções e parágrafos.
Todas as referências listadas nas Referências devem ter sido citadas pelo menos uma
vez em algum ponto do texto. Observar a maneira correta de fazer citações. A citação deve vir
entre parênteses utilizando-se maiúsculas para o sobrenome do(s) autor(es), seguido do ano da
publicação. Para citações com um, dois ou três autores, citam-se todos, por exemplo:
(BOJARCZUK, LOPES, FREITAS, 2000). Para citações com mais do que três autores, os
três primeiros são citados, seguidos da expressão latina et al (significa “e os demais”), por
exemplo: (LOPES, COUTINHO, HEINISH et al, 1997). Entretanto, nas Referências, todos os
autores devem estar listados.
Referências obtidas da Internet podem ser citadas como notas de rodapé ou,
preferencialmente, no formato tal como em (ROLIM, MANZI, VIEIRA, 1998). Nas próximas
linhas são mostrados mais exemplos de citações. Observar que quando o nome do autor faz
parte da frase, não é grafado em letras maiúsculas, conforme o parágrafo a seguir.
Insetos que vivem em colônias, tais como as formigas, abelhas, vespas e cupins,
seguem suas próprias agendas de tarefas independentemente (BONABEAU, DORIGO,
THERAULAZ, 1999). Entretanto, Monmarche (1999) demonstrou que quando estes insetos
atuam em conjunto, eles são capazes de solucionar problemas complexos de seus cotidianos
através de cooperação mútua. Por outro lado, muitos autores acreditam que este fenômeno se
trata apenas de auto-organização indutiva (PARPINELLI, LOPES, FREITAS, 2001;
BOJARCZUK, LOPES, FREITAS, 2000; DORIGO, COLORNI, 1996; DORIGO, 1997).
Utilizar com parcimônia as notas de rodapé1. A numeração das notas de rodapé é única
para o trabalho todo.

2.1 SEÇÃO DE SEGUNDO NÍVEL

2.1.1 Seção de Terceiro Nível


3 METODOLOGIA

1 O conteúdo da nota de rodapé deve ser o mais sucinto possível.


3.1 TIPO DE PESQUISA

Evidencie o tipo de pesquisa a que se propôs: etnográfica, fenomenológica, descritiva,


qualitativa. Esclareça sobre a elaboração da pesquisa: se por meio de leituras e resenhas,
anotações e fichários.
Possíveis tipos de estudo epidemiológico:
a) Experimentais (necessita de grupo A – caso – e B – controle):
• Experimental Laboratorial: os resultados são mensurados em laboratório;
• Experimental Ensaio Clínico: os grupos A e B apresentam uma patologia a ser
tratada. Em um grupo será aplicado o tratamento a ser testado e no outro o tratamento
controle ou placebo. Observar aspectos éticos em relação ao placebo;
• Experimental Comunidade: os grupos A e B não apresentam patologias a serem
tratadas. O estudo é feito em grupos saudáveis.

b) Observacionais (não existe ação, apenas observação por parte do pesquisador):


• Descritivo ou Estudo de Caso(s): os resultados destes estudos são apresentados de
forma organizada e estatística com a finalidade de descrever o que foi observado;
• Caso/ Controle: Trabalha com análise do Fator de Risco. Analisa dois grupos: um
grupo A com patologia e um grupo B sem patologia. A partir destes grupos verifica
quais dos voluntários esteve exposto a determinado fator de risco no passado e
verifica quem desenvolveu e quem não desenvolveu a patologia em questão;
• Coorte: Este também trabalha com Fator de Risco. Deve-se reunir dois grupos, onde
o (A) estará exposto a determinado Fator de Risco e o (B) não. Observa-se estes
grupos durante os anos e verifica quem desenvolve a patologia estando exposto ao
fator de risco e quem não desenvolve;
• Transversal: Também chamado de estudo de prevalência, pois faz uma análise da
prevalência de um evento em um determinado corte do tempo;
• Ecológico: Estuda a prevalência de determinado evento em regiões ecologicamente
diferentes. Semelhante ao anterior com a diferença de que estarão sendo analisadas
duas populações diferentes.
3.2 ÁREA DE ABRANGÊNCIA
11

Evidencie a área de atuação da pesquisa: educação, educação física, fisioterapia,


terapia ocupacional, psicologia do desenvolvimento...
Explique-a em forma de redação, destacando a contribuição dessa(s) área(s) para o
estudo. Em caso de estudos quantitativos (trabalhos de campo que utilizem dados de seres
humanos ou experimentais) haverá a obrigatoriedade do encaminhamento do projeto ao
comitê de ética, além do preenchimento da Folha de Rosto para Pesquisa Envolvendo Seres
Humanos — Ministério da Saúde.

3.3 RESPONSABILIDADE DOS PESQUISADORES

Este trabalho ocorrerá sob a responsabilidade do pesquisador principal... e sob a


orientação do professor pesquisador...
Conforme a resolução 196/96 do Conselho Nacional de Saúde, esta pesquisa respeitará
a autonomia do indivíduo, a beneficência, a não maleficência, a justiça e a equidade.
Desta forma, antes que se realizem os métodos propostos, pretende-se aguardar um
parecer favorável do Comitê de Ética em Pesquisa do IBRATE.

3.4 LOCAL DE REALIZAÇÃO DAS ETAPAS EXPERIMENTAIS

Neste item você deverá listar os locais onde serão realizadas as diversas etapas da
pesquisa. Aqui você deverá expor o que existe de infra-estrutura necessária para a realização
da coleta de dados ou amostras.
É muito importante estar ciente de que, para realizar uma coleta de dados em qualquer
instituição, existe a necessidade de autorização para o mesmo, portanto existe a necessidade
de uma carta de autorização pela empresa, a qual devera se apresentar anexada ao projeto de
pesquisa, além do correto preenchimento da Folha de Rosto para Pesquisa em Seres
Humanos.

3.5 POPULAÇÃO/ AMOSTRA


Aqui será necessária uma descrição detalhada das características da população que
será estudada, tais como tamanho, faixa etária, sexo, cor, estado geral de saúde, classes e
grupos sociais. Caso o trabalho seja realizado com grupos vulneráveis (idosos, gestantes,
crianças, subordinados ou que apresentem dependências químicas) deve-se justificar e
demonstrar que este trabalho não poderá ser realizado com indivíduos não vulneráveis.
É muito importante que esteja descrito quantos indivíduos participarão da pesquisa,
em que grupos experimentais os mesmos estarão divididos, quais serão as metodologias
aplicadas para cada grupo de pesquisa. Quando houver coleta de materiais biológicos,
utilização de medicamentos ou dispositivos para a saúde, deverá constar completa descrição
do método utilizado e dos riscos e benefícios que estarão sujeitos os indivíduos da pesquisa.
Para que este item não apresente um aspecto desorganizado e sobrecarregado de
informações, divida-o em subitens conforme a necessidade de cada pesquisa.

3.5.1 Obtenção do Termo de Consentimento Livre e Esclarecido

O Termo de Consentimento Livre e Esclarecido corresponde ao principal instrumento


de defesa do individuo da pesquisa. Sua formulação e obtenção é obrigatória em todas as
situações onde a privacidade, aspectos de saúde (obtenção de tecidos, tratamentos com novas
drogas ou desenvolvimento de novos equipamentos ou metodologias de qualquer tipo de
tratamento) ou psicológicos forem afetados. A versão a ser aplicada do Termo de
Consentimento Livre e Esclarecido deverá constar nos anexos. Descreva aqui que quando da
realização da pesquisa, duas cópias deverão ser assinadas tanto pelo individuo da pesquisa
quanto pelo pesquisador, ficando uma cópia com cada um. É importante descrever também
como será obtido este termo de consentimento, se será feito de forma individual ou coletiva.

3.5.2 Critérios de Inclusão e Exclusão da Amostra

Nesta parte deve-se descrever como serão selecionados os indivíduos. É necessário


relatar quais são as características obrigatórias aos indivíduos que farão parte da amostra e
quais são as características que não permitem a um indivíduo fazer parte da amostra.
3.6 PROCEDIMENTOS
13

Neste item, descreva quais metodologias serão realizadas e como será o procedimento
para obtenção dos resultados. Caso pretende-se realizar questionário, deverá se descrever
como o mesmo será realizado. Questionários devem constar dos anexos. Em caso de coletas
de materiais biológicos, descrever como os materiais foram obtidos e quais os procedimentos
laboratoriais empregados. Quando a pesquisa for de observação ou com utilização de
prontuários médicos, todos os detalhes a serem observados deverão ser descritos.
Quando a pesquisa envolver a realização de tratamento em pacientes deve-se descrever
também a duração prevista (número de atendimentos), a freqüência semanal e o tempo de
médio de cada atendimento.

3.7 TRATAMENTO DOS DADOS

Dependendo da variável que foi observada, sempre haverá uma análise estatística
especifica e que fornecerá o melhor resultado para a sua pesquisa. Procure descrever neste
item como pretende agrupar os dados resultantes da sua pesquisa e quais serão os métodos
estatísticos a serem utilizados.

3.8 FORMA DE DIVULGAÇÃO DOS DADOS

Descreva onde pretende publicar os resultados de sua pesquisa, se em revista científica


ou de veiculação local, em anais de congressos, monografia, livro, filmagem para exibição
nos meios de comunicação, entre outros.

3.9 RESPONSABILIDADE SOCIAL

Neste item você deverá explicitar como seu trabalho poderá ser revertido para o bem
comum, da mesma forma que o mesmo seja útil para você em sua vida profissional. Um
trabalho pode trazer benefícios sociais e tecnológicos, descreva como os mesmos poderão ser
aplicados.
3.10 CRONOGRAMA
O cronograma é a indicação do período que corresponde à execução de cada atividade
do projeto. Neste cronograma são definidas as datas e as ações sob forma de um quadro
temporal. Este quadro se inicia com o primeiro contato com o orientador e encerra com a
entrega final do relatório da pesquisa. O quadro a seguir exemplifica essa etapa do projeto.
Observe que no exemplo de cronograma está programada a avaliação do projeto de
pesquisa pelo Comitê de Ética em Pesquisas com Seres Humanos e o mesmo deverá ser
encaminhado antes da execução do projeto.

Jan. Fev. Mar Abr Mai Jun Jul. Ago Set. Out Nov
Fases 200 200 . . . . 200 . 200 . .
da Pesquisa 7 7 200 200 200 200 7 200 7 200 200
7 7 7 7 7 7 7
Contato com o
Orientador X
Redação do Projeto X
Submissão ao Comitê
de Ética em Pesquisas X X
Levantamento da
Literatura X X
Redação da Introdução X X
Redação da
Fundamentação
Teórica X X X
Redação da X X
Metodologia
Coleta de Dados X X X X
Análise dos Dados X X
Redação da Discussão X X
Redação da Conclusão X X
Revisão Final X
Últimas Correções X
Entrega do Relatório da
Pesquisa X

3.11 ORÇAMENTO

Descreva neste item qual será o custo total do trabalho, detalhe referente a que será
15

este custo e relate quem será responsável por financiar estes custos.
REFERÊNCIAS
Colocar os autores em ordem alfabética.

BOTELHO, Z., GALINDO, A.A. Síndrome de Angelman: Apresentação de um caso


clínico. Revista Brasileira de Pediatria, v. 32, n. 6, p. 189-191, 1998.
ARTIGOS DE REVISTA.

CASTRO, C., KOIFFMANN, C.P. Genomic Imprinting: genetic mechanisms and


phenotypic consequences in Prader-Willi and Angelman syndromes. J. Genet. Mol. Biol., v.
23, n. 4, p. 715-724, 2000. Disponível na Internet em: . Acessado em: 28/02/2006.
ARTIGOS DA INTERNET.

DELMANN, M.C., FELIX, T.M., RIEGEL, M., WEINERT, W.R., CASTILHO, L.V. Outro
Caso de Fenótipo da Síndrome de Prader-Willi em um Paciente com Defeito Molecular da
Síndrome de Angelman. Arquivos de Neuro-Psiquiatria, v. 60, n. 4, p. 1011-1014, 2002.
Disponível na Internet em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext pid=S0004-
282X2002000600024&lng=pt&nrm=iso. Acessado em: 28/02/2006.
NA REFERÊNCIA NÃO UTILIZAR et al DESCREVER TODOS OS AUTORES.

KAVALCO, T.F. A Eficácia de Orientações de Posicionamentos Sentados Funcionais


Aplicadas no Domicílio para Familiares de uma Criança Portadora de Paralisia
Cerebral: um estudo de caso. Trabalho de Conclusão de Curso de Graduação - Universidade
Estadual do Oeste do Paraná, Cascavel, 2003.
MONOGRAFIAS, DISSERTAÇÕES E TESES.

SHORTLIFFE, E.H., PERREAULT, L.E., WIEDERHOLD, G., FAGAN, L.M. Medical


Informatics: Computer Applications in Health Care and Biomedicine. 2nd ed. New York:
Springer-Verlag, 2001.
LIVRO.

WEISZ, T. O Diálogo entre o Ensino e a Aprendizagem. São Paulo: Ática, 2000.


LIVRO.ANEXO 1 17

TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO

Dados de identificação
Título do Projeto: ___________________________________
Pesquisador Responsável: ___________________________
Instituição a que pertence o Pesquisador Responsável: ____________________
Telefones para contato: (___) ______________ - (___) ____________________
Nome do voluntário: ________________________________________________
Idade: ____ anos R.G_____________
Responsável legal (quando for o caso): _________________________________
R.G. Responsável legal: ________________________
O Sr. (ª) está sendo convidado(a) a participar do projeto de pesquisa
“____________” (nome do projeto), de responsabilidade do pesquisador _________
(nome).
Especificar, a seguir, cada um dos itens abaixo, em forma de texto contínuo,
usando linguagem acessível à compreensão dos interessados,
independentemente de seu grau de instrução:
- Justificativas e objetivos
- descrição detalhada dos métodos (no caso de entrevistas, explicitar se
serão obtidas cópias gravadas e/ou imagens)
- desconfortos e riscos associados
- benefícios esperados (para o voluntário ou para a comunidade)
- explicar como o voluntário deve proceder para sanar eventuais dúvidas
acerca dos procedimentos, riscos, benefícios e outros assuntos
relacionados com a pesquisa ou com o tratamento individual
- esclarecer que a participação é voluntária e que este consentimento
poderá ser retirado a qualquer tempo, sem prejuízos à continuidade do
tratamento
- garantir a confidencialidade das informações geradas e a privacidade do
sujeito da pesquisa
- explicitar os métodos alternativos para tratamento, quando houver
- esclarecer as formas de minimização dos riscos associados (quando for o
caso)
- possibilidade de inclusão em grupo controle ou placebo (quando for o
caso)
- nos casos de ensaios clínicos, assegurar - por parte do patrocinador,
instituição, pesquisador ou promotor - o acesso ao medicamento em teste,
caso se comprove sua superioridade em relação ao tratamento
convencional

E________________________________, RG nº _____________________ declaro


ter sido informado e concordo em participar, como voluntário, do projeto de pesquisa
acima descrito.
OU

Eu, ______________________________, RG nº _____________________,


responsável legal por ____________________________________, RG nº
_____________________ declaro ter sido informado e concordo com a sua
participação, como voluntário, no projeto de pesquisa acima descrito.

Unaí, _____ de ____________ de ______


_______________________ _____________________________
Nome e assinatura do paciente ou seu responsável legal Nome e assinatura do responsável por obter
. consentimento

____________________________ ____ _________________________________


Testemunha Testemunha

Informações relevantes ao pesquisador responsável:


Res. 196/96 – item IV.2: O termo de consentimento livre e esclarecido obedecerá aos seguintes requisitos:
a) ser elaborado pelo pesquisador responsável, expressando o cumprimento de cada uma das exigências acima;
b) ser aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa que referenda a investigação;
c) ser assinado ou identificado por impressão dactiloscópica, por todos e cada um dos sujeitos da pesquisa ou
por seus representantes legais; e
d) ser elaborado em duas vias, sendo uma retida pelo sujeito da pesquisa ou por seu representante legal e uma arquivada pelo
pesquisador.

Res. 196/96 – item IV.3:


c) nos casos em que seja impossível registrar o consentimento livre e esclarecido, tal fato deve ser devidamente

documentado, com explicação das causas da impossibilidade, e parecer do Comitê de Ética em Pesquisa.

Casos especiais de consentimento:


1. Pacientes menores de 16 anos – deverá ser dado por um dos pais ou, na inexistência destes, pelo parente mais próximo
ou responsável legal;
2. Paciente maior de 16 e menor de 18 anos – com a assistência de um dos pais ou responsável;
3. Paciente e/ou responsável analfabeto – o presente documento deverá ser lido em voz alta para o paciente e
seu responsável na presença de duas testemunhas, que firmarão também o documento;
4. Paciente deficiente mental incapaz de manifestação de vontade – suprimento necessário da manifestação
de vontade por seu representante legal.

ANEXO 2

AUTORIZAÇÃO DAS INSTITUIÇÕES ENVOLVIDAS PARA O


DESENVOLVIMENTO DA PESQUISA 19

PAPEL TIMBRADO

DECLARAÇÃO

Eu,_______________________________________________, Chefe,Diretor ou Coordenador


do__________________________________________( nome da instituição), declaro estar
ciente da realização da pesquisa intitulada ____________________________( em anexo), nas
dependências do _______________________________________________

Local, data
Assinatura

ANEXO 3

FACULDADE DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA DE UNAÍ


CURSO DE ENFERMAGEM
DISCIPLINA DE TCC

TERMO DE ACEITE DE ORIENTAÇÃO DE MONOGRAFIA


Eu, ___________________________________, que abaixo assino, professor(a) do curso
de Enfermagem da Faculdade de Ciências e Tecnologia de Unaí (FACTU), tendo
conhecimento da tarefa, dos objetivos e finalidade do Trabalho de Graduação, nos
termos do Projeto Pedagógico do Curso de Enfermagem e do Regulamento do Trabalho
de Graduação, aceito orientar o(a) acadêmico(a) ________________________________
(RG:___________), regularmente matriculado(a) no Curso de Enfermagem/FACTU,
estando ciente de que essa orientação deverá abarcar: (1) elaboração de parecer sobre o
seu desempenho; (2) avaliação do processo de elaboração do trabalho de graduação
(texto monográfico); (3) orientação e apoio na apresentação e argüição pública de seu
trabalho. Ainda declaro estar ciente que o mesmo seguiu as determinações da resolução
196/96.

Unaí/MG, ____ de _______ de 2010.


ANEXO 4 21

Carta de Responsabilidade dos Pesquisadores

Conforme a resolução 196/96, do Conselho Nacional de Saúde, está pesquisa irá


respeitar a autonomia do indivíduo, a beneficência, a não maleficência, a justiça e equidade.
Declaro que li e conheço a Resolução 196/96, e que respeito suas determinações, garanto o
zelo das informações e o total respeito aos indivíduos pesquisados.

________Assinatura______
Nome do Pesquisador

Local, dia, mês e ano.


ANEXO 5

Curriculum do Pesquisador

(Insira aqui o seu curriculum preferencialmente no formato Lattes)

ANEXO 6
23
Curriculum do Professor Orientador

(Curriculum Lattes do orientador ou mencionar que está disponível na plataforma Lattes)


ANEXO 7

Artigos Relacionados ao Tema do Trabalho

(Insira no mínimo 2 artigos científicos utilizados na elaboração do projeto)


ANEXO 8 - Folha de Rosto para Pesquisa Envolvendo Seres Humanos 25
(realizar preenchimento eletrônico pelo site da internet)
1. Projeto de MINISTÉRIO
Pesquisa: DA SAÚDE - Conselho Nacional de Saúde - Comissão Nacional de Ética em Pesquisa - CONEP
2. Área do Conhecimento
FOLHA(Ver DErelação
ROSTOno verso)PARA PESQUISA 3. Código:
ENVOLVENDO4.SERES Nível: ( Só HUMANOS
áreas do conhecimento 4 )
( versão outubro/99 ) Para preencher o documento, use as indicações da página 2.
5. Área(s) Temática(s) Especial (s) (Ver fluxograma no verso) 6. Código(s): 7. Fase: (Só área temática 3) I ( ) II ( )
III ( ) IV ( )
8. Unitermos: ( 3 opções )

SUJEITOS DA PESQUISA
9. Número de sujeitos 10. Grupos Especiais : <18 anos ( ) Portador de Deficiência Mental ( ) Embrião /Feto ( ) Relação de Dependência
(Estudantes , Militares, Presidiários, etc ) ( ) Outros ( ) Não se aplica ( )
No Centro :
Total:

PESQUISADOR RESPONSÁVEL
11. Nome:

12. Identidade: 13. CPF.: 19.Endereço (Rua, n.º ):

14. Nacionalidade: 15. Profissão: 20. CEP: 21. Cidade: 22. U.F.

16. Maior Titulação: 17. Cargo 23. Fone: 24. Fax

18. Instituição a que pertence: 25. Email:

Termo de Compromisso: Declaro que conheço e cumprirei os requisitos da Res. CNS 196/96 e suas complementares. Comprometo-me a utilizar os
materiais e dados coletados exclusivamente para os fins previstos no protocolo e a publicar os resultados sejam eles favoráveis ou não. Aceito as
responsabilidades pela condução científica do projeto acima.
Data: _______/_______/_______ ______________________________________
Assinatura
INSTITUIÇÃO ONDE SERÁ REALIZADO
26. Nome: 29. Endereço (Rua, nº):

27. Unidade/Órgão: 30. CEP: 31. Cidade: 32. U.F.

28. Participação Estrangeira: Sim ( ) Não ( ) 33. Fone: 34. Fax.:

35. Projeto Multicêntrico: Sim ( ) Não ( ) Nacional ( ) Internacional ( ) ( Anexar a lista de todos os Centros Participantes no Brasil )
Termo de Compromisso ( do responsável pela instituição ) :Declaro que conheço e cumprirei os requisitos da Res. CNS 196/96 e suas
Complementares e como esta instituição tem condições para o desenvolvimento deste projeto, autorizo sua execução
Nome:_______________________________________________________ Cargo________________________
Data: _______/_______/_______ ___________________________________
Assinatura
PATROCINADOR Não se aplica ( )
36. Nome: 39. Endereço

37. Responsável: 40. CEP: 41. Cidade: 42. UF

38. Cargo/Função: 43. Fone: 44. Fax:

COMITÊ DE ÉTICA EM PESQUISA - CEP


45. Data de Entrada: 46. Registro no CEP: 47. Conclusão: Aprovado ( ) 48. Não Aprovado ( )
_____/_____/_____ Data: ____/_____/_____ Data: _____/_____/_____
49. Relatório(s) do Pesquisador responsável previsto(s) para:
Data: _____/_____/____ Data: _____/_____/_____
Encaminho a CONEP: 53. Coordenador/Nome
50. Os dados acima para registro ( ) 51. O projeto para Anexar o parecer consubstanciado
apreciação ( ) ________________________________
52. Data: _____/_____/_____ Assinatura

COMISSÃO NACIONAL DE ÉTICA EM PESQUISA - CONEP


54. Nº Expediente : 56.Data Recebimento : 57. Registro na CONEP:

55. Processo :
58. Observações:
(para aprecia??o)
FLUXOGRAMA PARA PESQUISAS ENVOLVENDO SERES HUMANOS (JAN/99)
(para banco de dados)
CEP Aprovação

GRUPO I GRUPO III


Código - Áreas Temáticas Especiais GRUPO II Todos os outros que não se enquadrem
em áreas temáticas especiais
Código - Área Temática Especial
I . 1. Genética Humana II. 3. Novos Fármacos, Vacinas e
I . 2. Reprodução Humana
I.. 4. Novos Equip, insumos e dispositivos(*) Testes Diagnósticos (*)
I. 5. Novos procedimentos
I. 6. Populações Indígenas
I. 7. Biossegurança
I. 8. Pesquisas com cooperação estrangeira
I. 9. A critério do CEP

Enviar:
Enviar: - Folha de Rosto Enviar:
- Protocolo completo - Parecer Consubstanciado Relatório Trimestral com
- Folha de Rosto (para acompanhamento) Folhas de Rosto
- Parecer Consubstanciado

CONEP

CÓDIGO – ÁREAS DO CONHECIMENTO ( Folha de Rosto Campos 2 e 3 )

1- CIÊNCIAS EXATAS E DA TERRA 2 - CIÊNCIAS BIOLÓGICAS (*) 3 - ENGENHARIAS


1.1 – MATEMÁTICA 2.01 - BIOLOGIA GERAL 3.01 - ENGENHARIA CIVIL
1.2 – PROBABILIDADE E ESTATÍSTICA 2.02 - GENÉTICA 3.02 - ENGENHARIA DE MINAS
1.3 - CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO 2.03 - BOTANICA 3.03 - ENGENHARIA DE MATERIAIS E
1.4 - ASTRONOMIA 2.04 - ZOOLOGIA METALÚRGICA
1.5 - FÍSICA 2.05 - ECOLOGIA 3.04 - ENGENHARIA ELÉTRICA
1.6 - QUÍMICA 2.06 - MORFOLOGIA 3.05 - ENGENHARIA MECÂNICA
1.7 - GEOCIÊNCIAS 2.07 - FISIOLOGIA 3.06 - ENGENHARIA QUÍMICA
1.8 - OCEANOGRAFIA 2.08 - BIOQUÍMICA 3.07 - ENGENHARIA SANITÁRIA
2.09 - BIOFÍSICA 3.08 - ENGENHARIA DE PRODUÇÃO
2.10 - FARMACOLOGIA 3.09 - ENGENHARIA NUCLEAR
2.11 - IMUNOLOGIA 3.10 - ENGENHARIA DE TRANSPORTES
2.12 - MICROBIOLOGIA 3.11 - ENGENHARIA NAVAL E OCEÂNICA
2.13 - PARASITOLOGIA 3.12 - ENGENHARIA AEROESPACIAL
2.14 – TOXICOLOGIA

4 - CIÊNCIAS DA SAÚDE (*) 5 - CIÊNCIAS AGRÁRIAS 6 - CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS


4.01 – MEDICINA 5.01 - AGRONOMIA 6.01 - DIREITO
4.02 – ODONTOLOGIA 5.02 - RECURSOS FLORESTAIS E 6.02 - ADMINISTRAÇÃO
4.03 – FARMÁCIA ENGENHARIA FLORESTAL 6.03 - ECONOMIA
4.04 – ENFERMAGEM 5.03 - ENGENHARIA AGRÍCOLA 6.04 - ARQUITETURA E URBANISMO
4.05 – NUTRIÇÃO 5.04 - ZOOTECNIA 6.05 - PLANEJAMENTO URBANO E
4.06 - SAÚDE COLETIVA 5.05 - MEDICINA VETERINÁRIA REGIONAL
4.07 – FONOAUDIOLOGIA 5.06 - RECURSOS PESQUEIROS E 6.06 - DEMOGRAFIA
4.08 – FISIOTERAPIA E TERAPIA ENGENHARIA DE PESCA 6.07 - CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO
OCUPACIONAL 5.07 - CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE 6.08 - MUSEOLOGIA
4.09 – EDUCAÇÃO FÍSICA ALIMENTOS 6.09 - COMUNICAÇÃO
6.10 - SERVIÇO SOCIAL
6.11 - ECONOMIA DOMÉSTICA
6.12 - DESENHO IDUSTRIAL
6.13 - TURISMO

7 - CIÊNCIAS HUMANAS 8 - LINGÜÍSTICA, LETRAS E ARTES (*) NÍVEL : ( Folha de Rosto Campo 4 )
7.01 – FILOSOFIA 8.01 - LINGÜÍSTICA
7.02 – SOCIOLOGIA 8.02 - LETRAS (P) Prevenção
7.03 – ANTROPOLOGIA 8.03 - ARTES (D) Diagnóstico
7.04 – ARQUEOLOGIA (T) Terapêutico
7.05 – HISTÓRIA (E) Epidemiológico
7.06 – GEOGRAFIA (N) Não se aplica
7.07 – PSICOLOGIA
7.08 – EDUCAÇÃO
7.09 - CIÊNCIA POLÍTICA
7.10 – TEOLOGIA
(*) OBS: - As pesquisas das áreas temáticas 3 e 4 ( novos fárrmacos e novos equipamentos ) que dependem de licença de importação da 27
ANVS/MS, devem obedecer ao seguinte fluxo- Os projetos da área 3 que se enquadrarem simultaneamente em outras áreas que dependam da
aprovação da CONEP, e os da área 4 devem ser enviados à CONEP, e esta os enviará à ANVS/MS com seu parecer.
- Os projetos exclusivos da área 3 aprovados no CEP ( Res. CNS 251/97 – item V.2 ) deverão ser enviados à ANVS pelo patrocinador ou
pesquisador.