Você está na página 1de 137

aalliimmeennttaaççããoo

ssaauuddáávveell

aa rreevvoolluuççããoo ddiiáárriiaa nnaa ssaaúúddee

o d d i i á á r r i i a a n n a

Alexandre Pimentel

com prefácio do Dr. Marcio Bontempo

A correta alimentação pode promover saúde, prevenir doenças, ampliar o bem-estarfísico e mental, melhorar o aprendizado e potencializar a inteligência. Nossas receitas são tecnologias sociais que servem como geração de renda.

alimentação saudável

com receitas inteligentes

Índice Geral

01.

PREFÁCIO DO DR MARCIO BONTEMPO

02.

AGRADECIMENTOS

03.

CONHECENDO O AUTOR

04.

COMEÇO DE CONVERSA

05.

POEMA „GAÚCHO VEGETARIANO”

06.

CONTO “O CAMINHÃO DE GALINHAS”

07.

NUTRIÇÃO E EDUCAÇÃO

Nutrição e Amor

Educação Alimentar e Ambiental

Soluções para Casa e Escola

A Cantina e o Bar

A Formação do Hábito

Propaganda e Nutrição

Treinamento de Professores

Treinamento de Serventes

Treinamento de Alunos

Sugestões de Merendas Saudáveis

O

Futuro Hoje

08.ALTERNATIVAS PARA SUBSTITUIÇÃO DO AÇÚCAR BRANCO

Doce Natural das Frutas

Adoçantes Artificiais

 

Caldo de Cana

Melado de Cana

Rapadura de Cana

Açúcar Mascavo Escuro

Açúcar Mascavo Claro

Açúcar Demerara

 

Açúcar Cristal

Açúcar Branco Refinado

 

Chá de Stévia

 

Stévia Líquida

 

Stévia em Pó

 

Frutose em Pó

Glicose de Milho

Malte de Cereais

 

Mel de Abelha

09.

A PANELA NOSSA DE CADA DIA

Panela de Alumínio

 

Panela de Ferro

Panela de Teflon

Panela de Cobre

Panela de Pedra-Sabão

Panela de Vidro

Panela de Aço Inox

Panela Esmaltada

Autoclaves Culinárias

10.

PRATO INTELIGENTE

Começando pelos Crus

Hora do Almoço

Cereais Integrais ou Enriquecidos

 

Leguminosas

Verduras ou Legumes

Raízes, Tubérculos e Bulbos

 

Complementos

Complementos para Ovo-Lacto-Vegetarianos

Complementos para Lacto-Vegetarianos

Complementos para vegans

Sugestões para Crugívoros

Sugestões para Frugívoros

Resumindo o Cardápio Cru

Resumindo o Cardápio Refogado ou Cozido

Sugestões de Cardápios Diários

Cardápio para Segunda-feira

Cardápio para Terça-feira

3

alimentação saudável

com receitas inteligentes

Cardápio para Quarta-feira

Cardápio para Quinta-feira

Cardápio para Sexta-feira

Cardápio para Sábado

Cardápio para Domingo

11.ANTES DAS RECEITAS

Agradeça por Seu Alimento

Atitude no Preparo

Atitude no Comer

Organização das Receitas

Água

Chás Digestivos

 

Comer e Beber

 

Óleos Vegetais

Sal

 

Temperos

Pesos e Medidas

Oficinas Práticas

12.ALIMENTAÇÃO VIVA

Brotos e Grãos Germinados

Germinação do Trigo

Resumindo a Germinação do Trigo

Suco Verde com Capim de Trigo

Resumindo o Preparo do Suco Verde com Capim de Trigo

 

Leite de Trigo

Pão de Trigo germinado

Pão Essênio: O Pâo da Vida

Forno Desidratador: Como Construir

Germinação da cevada

Geminação do Girassol

Germinação da Alfafa

Outros Brotos e Grãos Germinados

Shake de Cacau Vivo

Onde Encontrar Verduras e Sementes Orgânicas

Faça uma Horta Caseira

Um Milagre Chamado Clorofila

 

Suco de Alfafa

Suco de Dente de Leão

 

Suco de Couve

 

Suco de Salsa

Preparo e Utilização de Sucos Verdes

Resumo dos Principais Benefícios da Clorofila

O Iogurte é um Alimento Vivo?

Como Preparar o Iogurte Caseiro

Néctar de Fruta com Iogurte

Molhos Vivos à Base de Iogurte

Mas, o Queijo e a Coalhada?

13.

RECEITAS DE SALADAS

Salada Primavera

Salada de Brotos

Salpicão Vegetariano

Tabule Especial

Salada Colorida em Cubos

Salada Multimistura Exótica

Salada de Frutas: O Preparo Correto

14.

CEREAIS INTEGRAIS

A História dos Cereais

Os Principais Cereais

Agrotóxicos nos Cereais

 

Amaranto

Arroz

Aveia

 

Centeio

 

Cevada

 

Gegelim

 

Germe de trigo

 

Milho

 

Painço

Trigo

Trigo Sarraceno

15.

RECEITAS DE CEREAIS INTEGRAIS

4

alimentação saudável

com receitas inteligentes

Arroz Integral: Preparo Tradicional

Arroz Integral na Panela de Pressão

Arroz Integral à Grega

Arroz Integral à Carreteiro

Arroz Integral à Indiana

Arroz Integral à Indiana com Amendoim

Baião de Dois com Feijão Azuki

Baião de Dois com Feijão Preto

Baião de Dois com Soja em Grão

Lasanha Integral com Queijo de Soja

Macarrão Integral com Molho de Tomate

Macarrão Integral com Molho de Algas

Macarrão Integral ao Alho e Óleo

Macarronada Especial com Legumes

Trigo de Quibe com Legumes

Trigo para Quibe Gratinado com Tofu

 

Gersal

Farofa de Germe de Trigo

Polenta com Molho de Algas

Creme de Milho Verde com Azeitonas

Pamonha de Milho Verde ao Forno

Trigo

16.

RECEITAS DE PÃES E MASSAS NUTRITIVAS

Conhecendo o Fermento

Fermento Químico

Fermento caseiro

Lecitina de soja

Utilização do Óleo

Pão 100% Integral como Exemplo de Manuseio

Fatores que Contribuem para o Sucesso

Iniciando o Preparo

Como Amassar e Sovar

Aparelhos Elétricos para Preparos de Pães

Descansando e Assando

Retirando os Pães do Forno

Regra Básica para Pães com Sabores

Pão de Trigo Semi-Integral

Pão com Farelo de Trigo

Pão Multimistura

Pão de Abóbora

 

Pão de Alho

Pão de Beterraba

 

Pão de Centeio

 

Pão de Cebola

Pão de Cenoura

Pão Doce Integral

Pão de Espinafre

Pão de Gengibre

Pão de Inhame e Outros Tubérculos

 

Pão de Milho

Pão de Milho Verde

 

Pão de Soja

 

Pão Arco-Íris

Pão Colorido Trançado

Chapati (Pão Instantâneo sem Fermento)

Pão de Trigo Germinado

Cuca Integral Clássica

Cuca Integral de Frutas

Cuca Semi-Integral

Cuca com Farelo de Trigo

Massa para Pizza ou Pastel de Forno

17.

LEGUMINOSAS

Feijões em Geral

Alguns Dados Interessantes sobre o Feijão

Proteínas das Leguminosas

O Correto Preparo

Agrotóxicos nas Leguminosas

 

Amendoim

 

Ervilha

Fava

 

Feijão Arroz

5

alimentação saudável

com receitas inteligentes

 

Feijão Azuki

 

Feijão Branco

 

Feijão Carioca

Feijão de Corda

 

Feijão Guandu

 

Feijão Preto

 

Grão-de-Bico

 

Lentilha

Soja

18.

RECEITAS DE LEGUMINOSAS

Amendoim Salgado ou Doce

 

Baião de Dois

Ervilha em Grão Cozida

Creme de Ervilha

Sopa de Ervilha

 

Fava Cozida

 

Feijão Arroz

 

Feijão Azuki

Feijoada Vegetariana com Feijão Azuki

 

Feijão Branco

Mocotó Vegetariano com Feijão Branco

 

Feijão Carioca

 

Feijão Preto

Feijoada Vegetariana Especial

 

Outros Feijões

Grão-de-bico Cozido

Grão-de-bico para Salada

Pasta de Grão-de-bico

Bolinho de Grão-de-bico

Lentilha Cozida

Lentilha de Ano Novo

Lentilha Assada

Hambúrguer de Lentilha

Patê de Lentilha

Soja

 

Tremoço

17.RECEITAS DE SOJA

Grão de Soja Tostado

 

Leite de Soja

Queijo de Soja: Tofu

Tofu Assado ao Forno

 

Patê de Tofu

Recheio de Tofu para Panquecas ou Pastéis

Creme de Leite de Soja

Maionese de Soja

Salpicão com Maionese de Soja

Proteína Texturizada de Soja - PTS

Recheio para Panqueca com Proteína de Soja

Almôndega de Proteína de Soja

Hambúrguer de Proteína de Soja

Croquete de Soja

Estrogonofe de Soja

 

Sopa de Missô

18.

OBRAS QUE RECOMENDO

SITES CONSULTADOS

BIBLIOGRAFIA CONSULTADA

APRESENTAÇÃO DE PERSONALIDADES

6

alimentação saudável

com receitas inteligentes

PREFÁCIO DO DR. MARCIO BONTEMPO*

Alexandre, você me pede para escrever o prefácio do seu livro, mas ao invés de um texto igual a todo prefácio dirigido para o leitor, resolvi escrever alguma coisa para você, de modo a, assim, mostrar a todos um pouco do muito que você é.

Li com gosto a parte introdutória da sua singela obra e, com mais “gosto” ainda, as deliciosas receitas. Pude verificar que as suas palavras são saborosas e naturais, tão palatáveis quanto os seus saudáveis pratos e dicas. Em outras palavras, você escreve do mesmo jeito que trata os alimentos e usa o mesmo tempero, que é o amor ao próximo, certamente.

Li e constatei muita autenticidade e coerência, pois não há diferença entre você, sua postura, seu exemplo de vida e a sua obra, ou seja, você e ela são uma unidade, uma coisa parecida com uma deliciosa sopa de legumes, onde os ingredientes combinam e se homogeinizam harmonicamente.

Na situação atual do mundo, com os valores todos invertidos, de pernas para o ar, podemos afirmar com toda segurança, que o que nos aparece como “grande” e soberbo, famoso, superior, é, na verdade, o oposto, quando observamos a sua essência.

Ao contrário, as coisas entendidas como pequenas, sem valor, sem importância para a sociedade decadente, são aquelas que comportam um conteúdo autêntico, amplo e profundo, assim como o seu trabalho.

No Tao Te King, de Lao Tsé -

que você conhece muito bem -

existem vários

trechos que me lembram você e a sua vida. Num deles está escrito:

Rigidez e solidez são companheiras da morte.

Debilidade e fragilidade são companheiras da vida.

O

que se coloca como forte e grande está numa posição inferior.

O

que se coloca como débil e pequeno, está numa posição superior.

Assim vejo o seu trabalho e assim vejo este seu precioso livro. Na sua labuta diária, você enfrenta grandes pressões, mas sabe enfrentá-las com enorme paciência, apesar das turbulências e revezes produzidos por pessoas que cresceram em importância na sociedade ou na área dos profissionais de saúde, com seus egos inchados. Isso me lembra outra passagem do Tao te King, que diz:

entre

diminuem

os

seres,

uns

diminuem

porque

crescem;

outros

crescem

porque

Então me vem à mente o “outro” Alexandre, o “Grande”,que dedicou a vida à conquista do mundo, mas de que isso adiantou ? Melhor é ser Alexandre, o Pequeno, que em sua humildade, ensina e promove saúde através de atividades simples, porém importantes e fecundas, como a alimentação natural.

7

alimentação saudável

com receitas inteligentes

A sua conduta simples, se reflete na sua obra, nas suas receitas, no seu trabalho, na sua incondicional dedicação ao próximo.

Alexandre, continue pequeno e, se possível, diminua mais ainda, assim, nós que o conhecemos, poderemos continuar a receber cada vez mais os ensinamentos que você amorosamente transmite através dessas incríveis receitas, sejam elas culinárias ou de Vida, que são, em última instância, a mesma coisa.

Dr. Márcio Bontempo*

* O Dr. Márcio Bontempo é médico sanitarista, ortomolecular e escritor com inúmeras obras sobre medicina natural publicadas no Brasil e no exterior.

8

alimentação saudável

com receitas inteligentes

AGRADECIMENTOS

Tenho imensa gratidão a todos que de alguma forma colaboraram para que este trabalho fosse possível. Agradeço a Deus, o Pai-Mãe maior de onde as forças vertem para que possamos ser melhores. Deus é a força matriz que tudo cria, tudo mantém e tudo encerra em ciclos onde a felicidade é a meta. Que Ele possa abençoar este trabalho em nome de Jesus, do Cristo e da Verdade. Seguem abaixo os nomes de algumas almas especiais que inspiraram este trabalho:

Jesus, o Cristo

Agradeço ao querido mestre e irmão maior Jesus, o Cristo, por ser minha principal fonte de inspiração. Ele é a Luz do mundo e sem Ele a humanidade já teria afundado num profundo abismo de trevas. Ele ensinou, além do amor incondicional pelas plantas, animais e pessoas também a saúde através de Seu Evangelho. Ele é o caminho, a verdade e a vida verdadeiros. O canal para a consciência crística!

Agradeço aos essênios do passado e do presente pela dedicação ao cristianismo profundo, não desvinculado da saúde, do vegetarianismo, do crugivorismo e da mais doce harmonia com todos os seres vivos. Eles foram exemplos de organização comunitária fraterna e saudável. Através de vários textos apócrifos, via essênios, consegui perceber alguns mistérios da filosofia cristã e muitos dos grandes objetivos da vinda de Jesus ao mundo. Meu capítulo sobre “alimentação viva” é de inspiração 100% essênia!

Minha Família

Agradeço minha família pela paciência e resignação. Nós passamos muitas dificuldade na vida mas permanecemos sempre juntos. Muitas vezes deixamos de sair ou passear para que eu pudesse escrever. Minha esposa, Inajara, é uma pessoa maravilhosa, uma cantora sem igual que também sabe cozinhar divinamente.

Meus filhos Hermes, Ananda, Iohan, Shanti e Nalíni são meus amores maiores, os mestres que promovem meu entusiasmo, crescimento e sintonia com o divino. Se não fossem vocês, minha vida provavelmente teria alguma aridez, mas seus olhares, rostos , principalmente a entoação da palavra “pai” me fazem sentir como um pequeno Deus com capacidade para gerar vidas tão maravilhosas!

Arnaldo Sisson Filho

Meu amigo Sisson, há muitos anos, mais do que um bom irmão, tem sido grande exemplo de vida, ética e profunda espiritualidade. Muitas foram as vezes que ele me ajudou a ascender das cinzas, me auxiliando na revisão tanto de minha vida de relações quanto as questões macro que norteiam as vidas de todos. Sinceramente desconheço outro pensador de tamanha abrangência, perspicácia científica e sinceridade intelectual. Em cada uma de

9

alimentação saudável

com receitas inteligentes

minhas palavras há, então, essa bela influência que consegue alcançar o melhor tanto no micro quanto no macro.

Clara Brandão

Clara é a grande mãe das alternativas alimentares. Mais do que uma médica ela é um ser humano genuinamente preocupado com erradicação da fome no Brasil. Mesmo perseguida por corporações que jamais fizeram um triz pelas pessoas ou pela vida, Clara não exita em dirigir seu saber aos menos favorecidos e às milhares de vidas que foram salvas pela multimistura e pela correta escolha de alimentos regionais, baratos, saborosos e bonitos. Por tudo isso, amiga Clara, receba minha gratidão e a gratidão dessa hoste que está viva graças a sua existência e da existência de suas idéias.

Eleonora Nogueira Vacilotto

Eleonora é um exemplo de mulher e mãe! Uma alma destemida na luta por grandes ideais. Conhecê-la ou reencontrá-la foi uma escola, uma educação. Elê é uma enfermeira do bem, excelente terapeuta, de alma bondosa e coração extravagante. Eu deveria escrever um livro para manifestar por ela meu carinho e admiração profunda. Enquanto isso vou pedindo aos anjos que a protejam e continuem guiando nas estradas do amor.

Marly Winckler

Marly é uma velha amiga e companheira de grandes ideais. Há mais de 20 anos, embora em locais distintos, temos vibrado no trabalho da defesa da vida, na libertação animal e no vegetarianismo. Marly tem o mérito de ser presidente da Sociedade Brasileira de Vegetarianismo e , como tradutora de várias obras, de divulgar o que há de melhor em termos de alimentação sem carne. Por isso, minha querida irmã, receba meu abraço e agradecimento por sua benéfica influência.

10

alimentação saudável

com receitas inteligentes

CONHECENDO O AUTOR

Alexandre Pimentel nasceu em Porto Alegre, Rio Grande do Sul, no dia 07 de março de 1964, filho de Mário Borges Pimentel e Elita de Oliveira. Desde tenra idade demonstrou vocação para as questões comunitárias, ecológicas e filosóficas. Aos 15 anos teve a oportunidade de trabalhar na tradicional Livraria Sulina de Porto Alegre, onde teve acesso à literatura, à pesquisa independente, assim como o conhecimento de muitos pensadores e escritores, entre eles Carlos Neujar, Moacyr Scliar e Mário Quintana, vários artistas e amigos que mantém até hoje. Nesse período inicia sua vivência vegetariana que nos dias atuais completam 27 anos.

Na década de 90 veio para a Capital Federal, onde assessorou o Deputado Federal Affonso Camargo, parlamentar ligado às propostas de alternativas de saúde, trabalhando principalmente no projeto intitulado Vida Saudável, proposto por Affonso Camargo e ampliando, ainda mais, sua experiência em políticas publicas de saúde. No gabinete do parlamentar, Pimentel teve oportunidade de conhecer e trocar experiências com celebridades das propostas paralelas de saúde, entre elas o médico coreano Jong Suk Yung e o pensador japonês Tomio Kikushi. Também atuou na redação de discursos que tiveram grande impacto na tribuna do Congresso Nacional.

Ao deixar o gabinete na Câmara Federal, Alexandre Pimentel, após algum tempo, é contratado pelo SEBRAE-DF, com apoio do Comitê SOS Cidadania do Banco do Brasil, para levar sua experiência de alternativas alimentares e multimistura para comunidades carentes, ministrando oficinas em várias localidades do Distrito Federal. Grande foi o número de escolas e orfanatos que tiveram a oportunidade de receber palestras e oficinas práticas. Em Brasília, Pimentel realizou trabalho com um incontável numero de órgãos públicos, podendo- se destacarBanco do Brasil, CNPq, Ministérios da Saúde, Agricultura, Justiça, Transportes, Educação e Cidades, CNPq, Câmara Federal e SEBRAE Nacional.

Durante esses anos de dedicação, no ínterim de todos os eventos, Alexandre Pimentel teve incontáveis convites para falar sobre o tema “alimentação saudável” em programas de rádio, televisão e entrevistas na mídia impressa de vários estados brasileiros, com destaque nos programas CBN Saúde, Globo Comunidade, DF TV, TV Câmara, Alternativas de A a Z com a atriz Patrícia Travassos e no Programa de Jô Soares.

Em dezembro de 2004, Pimentel teve participação como chef, palestrante e assistente no 36° Congresso Mundial de Vegetarianismo em Florianópolis-SC onde contatou e teve oportunidade de discutir longamente com alguns dos principais quadros da visão ecológica de alimentação e saúde, entre eles, Hildegard Richter, Ana Branco, Márcio Bontempo , Marly Winckler, Eleonora Vacilotto, Flávio Hernandez e Fernando Travi. Essa experiência repetiu- se parcialmente em agosto de 2006 na ocasião do 3Congresso na cidade de São Paulo.

11

alimentação saudável

com receitas inteligentes

COMEÇO DE CONVERSA

Estou muito feliz por poder apresentar a você nossa obra numa versão atualizada e completamente informal. Penso ter conseguido organizar as idéias de forma simples, objetiva, principalmente quebrando aquela maneira mecânica de apresentar receitas!

O propósito fundamental deste livro é despertar em pessoas, famílias e comunidades a percepção de que o alimento é mais do que a simples comida, mas algo cultural que fala muito sobre nossas vidas, valores e tendências coletivas. É possível conhecermos uma pessoa ou um povo a partir da análise daquilo que utilizam para comer. O comer tem impacto familiar, comunitário, social e espiritual, por isso, proponho a conquista de uma nova dieta justa, pacífica e ecológica.

O conjunto de idéias que aqui apresento, nasce da ciência. Não da ciência que constrói

bombas atômicas, mas da ciência da genuína observação, dedução e experiência de vida, pois, afinal, são muitas horas de aulas, muitos filhos criados, muitas pessoas orientadas, além de escolas, centros religiosos e empresas onde atuamos na divulgação destas idéias.

Na verdade, procurei escrever exatamente como tenho explicado verbalmente às

pessoas, percebendo o imediato entendimento. Todas as explicações levam em consideração

as necessidades básicas da maioria das donas de casa, cidadãos e comunidades interessados

em melhorar a saúde, sem entrar em grandes detalhes técnicos ou explicações complicadas.

A idéia inicial era montar um manual muito prático que mostrasse as bases fundamentais do

preparo de alimentos saudáveis e, acredito, esses objetivos foram superados.

Ao organizar os textos e seqüências das receitas, pensei em também disponibilizar conhecimento para todos os grupos, dos vegans ou vegetarianos absolutos, até aquelas pessoas que ainda utilizam alimentos questionáveis no dia-a-dia. As receitas aqui contidas atendem pessoas de todas as rendas e tendências culturais.

A fome no mundo é um problema atual, mais de dois terços da população da terra é

vítima dessa epidemia gerada pela má distribuição. Espero que, com as simples palavras

aqui apresentadas, possa estar colaborando um pouco, mesmo que pontualmente, para a diminuição desse problema.

Todos nós, que atuamos nesse movimento de retorno à natureza e à genuína saúde devemos repensar o convencional, buscando o direito de sermos livres. Transformar gradualmente nossa casa em um SPA deve ser objetivo de todo cidadão interessado numa vida sustentável!

12

alimentação saudável

com receitas inteligentes

NUTRIÇÃO E EDUCAÇÃO

Não pretendo aqui escrever um tratado sobre nutrição e educação. Quero apenas, como pai, cidadão consciente e pesquisador atento, registrar fatos concretos que merecem soluções importantes. Algumas dessas soluções, as que estão ao meu modesto alcance, procuro apresentar, sabendo que somente o tempo e invariavelmente os processo de sofrimento, poderão mostrar o caminho a ser seguido.

Há algum tempo, ao visitar uma escola pública em Planaltina de Goiás, fiquei boquiaberto com uma “cena do cotidiano”.

Era horário de intervalo das aulas, momento em que o portão principal ficava bloqueado para entradas ou saídas. Tive que esperar uns quinze minutos até que a abertura fosse autorizada e, do lado de fora, assisti a uma inusitada cena que, sem dúvida, se repete diariamente em incontáveis escolas do Brasil.

Naquele portão metálico chapado havia uma janela que não media mais do que quinze por vinte centímetros. Do lado de dentro, dezenas de alunos acotovelavam-se tentando entregar pela pequena abertura, moedas e notas para vendedores de balinhas, chicletes, bolachas recheadas, pipocas falsas, sucos artificiais e refrigerantes. Esses senhores que costumo chamar de “traficantes legalizados” disputavam o dinheiro, entregando às crianças grandes quantidades de embalagens coloridas. Um aluno que aparentava treze anos pediu um sanduíche, solicitando ao vendedor que caprichasse na “mortandela”, na maionese e no catchup (a palavra americana foi bem pronunciada) e não colocasse “nenhuma” salada. Outra menina, que aparentava onze anos, pediu um cachorro quente com “duas salchicha”, bastante molho, batata palha e “qualquer refri”, desde que bem gelado.

Finalmente, ao conseguir entrar, vislumbrei, jogada pelo quintal, uma coleção de garrafas plásticas, papéis de balas, embalagens super coloridas e restos de “alimentos” que avidamente eram devorados por pombas e pardais. Enquanto isso, os professores encerravam uma reunião onde circularam muito refrigerante de cola (alguns eram diet), suco de caju engarrafado, enroladinhos de salsicha e canapés de pão branco regados a maionese de ovo ou margarina. Eles ofereceram-me os últimos petiscos, mas agradeci.

Nas salas de aulas, os alunos ainda sem a presença dos mestres, numa espécie de ensaio de “teatro barra pesada”, promoviam brincadeiras com farta distribuição de tapas, risos e berros sarcásticos, toques atrevidos nos “traseiros”, socos, tabefes, cabeçadas e pontapés. Na parede, ao lado do guichê da secretaria, a uns dez metros da sala de aula, um cartaz bem colorido com letras garrafais dizia o seguinte:

Nossos Valores: Trabalhamos com organização, procurando manter a ordem para a comunidade escolar. Valorizamos nossos clientes, procurando atendê-los com

13

alimentação saudável

com receitas inteligentes

abertura. Nossa missão: É garantir aos nossos alunos um ensino básico através da transmissão de conhecimento, promovendo a permanência do aluno na escola, preparando um cidadão crítico capaz de se adaptar às transformações da sociedade”.

Jidu Krishnamurti, o célebre educador indiano, dizia que os seres humanos são dominados através da educação e da alimentação. Tive uma prova dessa realidade na escola de Planaltina. É interessante como esse processo tão nefasto passa desapercebido por diretores e secretários de educação. Na verdade, hábitos alimentares deveriam ser prioridade em qualquer instituição que levasse a sério a arte de educar. Costumo comentar que não podemos dar aos outros aquilo que não temos ou ensinar o que não sabemos.

Após cumprir a missão burocrática, apresentei minha experiência em alternativas alimentares e como “amigo da escola” ofereci à coordenação pedagógica uma orientação onde, através de palestras e oficinas práticas, treinaríamos professores, pais, serventes e merendeiras na produção de alimentos saudáveis. A idéia era fazer pães, massas e arroz enriquecidos com farelos, transformar leite de vaca em iogurte, substituir açúcar branco por rapadura de cana moída (nessa cidade consegue-se comprar uma rapadura de mais de um quilo por um preço muito baixo), criar sucos naturais e preparar derivados de soja tais como leite, maionese, bifes, almôndegas e estrogonofe, além de utilizar multimistura diariamente. Sugeri aos professores e à diretora que definitivamente proibissem o fornecimento de produtos no portão. Infelizmente, embora a proposta continue valendo, até hoje não recebi nenhuma resposta.

Nutrição e Amor

Acredito que o verdadeiro amor deva atender mais necessidades do que desejos. Deve ser uma amor exigente. Muitos de nós dizemos amar nossos filhos e ensinamos a eles sistemas de ética que priorizam a honestidade, as boas relações interpessoais e um certo formalismo comportamental que diz “bom dia”, “boa tarde”, “obrigado” e “desculpas”, normalmente sem a devida consciência do significado desses termos.

Sem dúvida, a genuína educação é a base das relações humanas. Existe, porém, uma ética fundamental esquecida pela maioria dos pais e professores. É a ética que diz respeito ao amor à natureza, tão indispensável quanto a moral sexual e a honestidade nos negócios. Ensinar, por exemplo, a um filho que a natureza não é somente um conjunto dinâmico de árvores e animais, mas a base de toda a existência, incluindo hábitos diários, é algo tão importante que poderá, para a vida toda, criar um referencial de prática ecológica onde saúde e prevenção sejam valores centrais.

Educação Alimentare Ambiental

Quando o tema é nutrição, poucas vezes o relacionamos à ecologia. Dessa forma, nossos filhos e alunos diariamente ingerem agrotóxicos, açúcar, refrigerantes, balas, chocolates, gelatinas, margarinas, pão branco, sorvetes, extratos de tomates e outros produtos prejudiciais á saúde, como se isso nada significasse.

14

alimentação saudável

com receitas inteligentes

Muitos de nós sabemos dessas realidades mas, temos preguiça ou falta de coragem para enfrentá-las. Fingimos muitas vezes não percebê-las sob a desculpa de praticidade ou falta de tempo e, assim, vamos prejudicando nossa saúde e também a saúde daqueles que dizemos amar.

Na verdade, cada vez que ingerimos ou oferecemos produtos nocivos a nossos filhos ou alunos, mesmo que eventualmente, estamos prestando um desserviço à natureza. Estaremos brincando com a organização da vida e poderemos estar promovendo doenças degenerativas que agem vagarosamente. Estaremos optando pela intoxicação social que causa obesidade, mal humor, deficiência cardíaca, hiper-atividade, câncer , leucemia e falta de imunidade. Estamos também agredindo a própria sobrevivência planetária.

Lembre-se sempre, amigo leitor, que a doença pode ser conseqüência de nossos hábitos, não constituindo um azar ou uma vingança do universo. Como já disse, nosso corpo é um ecossistema interativo e dependente de combustíveis provenientes da terra, do fogo, da água e do ar. Quando a qualidade do combustível é ruim, a tendência dessa organização ecológica, com o passar do tempo, é entrar em colapso.

Soluções para Casa e Escola

A produção caseira e escolar de alimentos saudáveis como sucos, grãos germinados, iogurtes, farofas nutritivas, pães, arroz e macarrão integrais, doces com açúcar mascavo, se não for a genuína solução ao problema da nutrição escolar, promoverá, ao menos, uma mudança significativa na saúde. A opção por alimentos orgânicos, também é uma atitude nobre e um estímulo à vida saudável. Esses alimentos podem ser colhidos em pequenas hortas ou até mesmo em vasos caseiros conforme tenho narrado nos demais capítulos.

É bom recordarmos que, normalmente, entre os vegetais, o tomate, a batata inglesa e o morango estão entre os mais contaminados por agrotóxicos. São alimentos que merecem cuidados especiais quando suas origens forem desconhecidas. Por isso, a horta escolar ou doméstica é o melhor laboratório e a esperança no futuro. Através dela podemos educar genuinamente e produzir alimentos que garantam a continuidade da espécie humana.

Também a produção de germinados, além de excepcional reforço alimentar, pode ser grande ferramenta nas aulas de ciências e biologia.

A Cantina e o Bar

Enquanto os professores dão suas aulas de química, física, biologia, português e matemática, cantinas e bares internos ou próximos às escolas, promovem um festival de frituras e preparos equivocados. Antes dos alunos chegarem para lanchar, os principais alimentos biocídicos como balas e chocolates, são expostos na linha de frente. Ao término das aulas ou do intervalo como aconteceu na história que narrei anteriormente, os alunos correm para as guloseimas, ou seja, a educação que lhes foi passada é algo totalmente distinto de seu conjunto de hábitos.

15

alimentação saudável

com receitas inteligentes

A educação escolar, infelizmente não tem a força necessária para modificar quadros graves como estes. Conheci escolas que vendiam churrasquinho na hora do recreio por 50 centavos. A idéia era fazer caixa para que a escola organizasse passeios ao zoológico! Nas festas escolares de meus filhos fico perplexo com certos alimentos que são servidos. Acredito em alguns desses eventos, as crianças cheguem a comer 500 gramas de açúcar refinado!

Aqui em Brasília há uma campanha da UNB (Universidade de Brasília) para que as escolas desenvolvam nos alunos hábitos saudáveis. Cantinas, bares, professores, alunos e pais são orientados através de palestras. Mas examinando com cautela o projeto da universidade percebi que, na verdade, ele não é tão saudável como se poderia imaginar. Apenas ficam disponíveis os alimentos menos piores, o que significa um importante passo. O açúcar branco, por exemplo, continua fazendo parte dos cardápios. Praticamente não se fala em alimentos integrais ou enriquecidos. A atitude, entretanto, é evoluída em relação ao quadro que todo pai e mãe pode observar na realidade escolar. O problema é que muitos alunos adolescentes que acabam se revoltando com a ausência de batata frita e refrigerante e boicotam, assim, os fornecedores, muitas vezes, recebendo a cumplicidade dos pais que enviam como merenda produtos proibidos nos bares e cantinas.

A Formação do Hábito

Recentemente conheci a diretora de uma escola orientada sob a visão do grande educador Jean Piaget. Ela contou-me que tentou trabalhar os hábitos alimentares de sua clientela, mas recebeu grande aversão e crítica dos pais. Um grande número deles mandava refrigerante em lata e waffers na merenda dizendo que era uma maldade a escola não disponibilizar os alimentos que seus filhos apreciavam. Na verdade, apesar de terem colocado suas crianças numa escola de referência, a maioria dos pais ainda separava alimentação de educação como se fossem coisas absolutamente distintas. A própria família comumente interfere, sendo a maior responsável pela não formação do hábito saudável. Por

isso, quebrar a corrente do vício em alimentos artificiais e introduzir hábitos saudáveis deve ser um grande desafio daqueles que sinceramente desejam educar. Todos devemos entender que o alimento é combustível do cérebro para a compreensão de realidades. O bom combustível é entendido aqui, como integrais, orgânicos e alimentos crus, que possibilitam melhor ação do pensamento e, na maioria das vezes, reduz os processos de dispersão. Enquanto isso, o mal combustível como a sacarose refinada e tudo o que a contém, as frituras

e a maioria dos industrializados poderá ter efeitos exatamente contrários, dificultando a compreensão e o raciocínio.

Durante minha trajetória observei inúmeros casos, por exemplo, de hiperatividade que

amenizavam consideravelmente com uma dieta mais equilibrada e livre de açúcar branco. Desconheço, entretanto, pesquisadores sérios que tenham a coragem de investigar lato sensu

e denunciar nesse sentido. A indústria de alimentos e a mídia normalmente são mais fortes.

Sugiro novamente ao leitor a obra “Sugar Blue” do jornalista Willian Dufty onde a relação açúcar-doença é bem comentada.

Propaganda e Nutrição

16

alimentação saudável

com receitas inteligentes

Se você deseja observar com clareza a influência da propaganda na educação alimentar, sugiro que visite faculdades, inclusive as que dão curso de nutrição. Perceba que os bares e cantinas desses locais, na grande maioria das vezes, vendem os mesmos alimentos oferecidos em rodoviárias, quais sejam: branqueados, refinados, artificiais, desnaturados, cancerígenos etc. E não raro você encontra os estudantes bebendo um coloridíssimo refrigerante e saboreando um “delicioso” sanduíche com maionese à base de conservante, catchup, glutamato monossódico e, de sobremesa, um atraente chiclete feito de derivados de suínos com açúcar e colorido com corante produzido de um inseto chamado cochonilha. Esta cena é tão comum que você seria incapaz de acreditar que aqueles consumidores são alunos ou professores que buscam compreender mais profundamente a realidade das coisas. Não credito, aqui, a culpa exatamente a essas pessoas, vítimas, como todos nós, da poderosíssima influência publicitária da indústria de alimentos.

Em minha época de acadêmico numa faculdade de Porto Alegre, tive colegas que necessitaram de tratamento devido a grande intoxicação originada na cantina que ficava a menos de cem metros do laboratório de bromatologia. Veja como a influência da propaganda toca inclusive os principais formadores de opinião. Imagine o que sobra para o restante do público!

Treinamento de Professores

Algumas pessoas acreditam que a realidade mundial tem-se modificado para melhor, afirmando que a consciência humana tem aumentado em vários sentidos. Longe de ser pessimista, apesar de estarmos, aqui, buscando enxergar, a partir da nutrição, dias melhores para todos, minha experiência nesse sentido, detecta uma realidade menos colorida.

Há, na verdade, uma clara degradação global em hábitos, costumes e valores, principalmente porque aqueles que deveriam ensinar a viver, na maioria das vezes, não sabem sequer comer. Por isso, treinar professores de escolas públicas e privadas quanto às alternativas alimentares é condição sinequanon a uma educação razoável. Conforme comentei acima, em todas as disciplinas é possível ensinarmos sobre obtenção de saúde a partir do bom hábito, principalmente alimentar. Na matemática, por exemplo, podemos demonstrar aos alunos a multiplicação dos nutrientes a partir da germinação de grãos. Em língua portuguesa podemos trabalhar os conceitos de prevenção e tratamento, confundidos pelo sistema convencional de saúde, baseado em remédios e vacinas. Na história, poderíamos fazer uma pesquisa sobre a influência do açúcar branco na “santa inquisição” acontecida no Brasil.

Enfim, acredito que dessa forma poderíamos estimular crianças, adolescentes e universitários a compreenderem a realidade do que ingerem, enxergam e respiram. As oficinas práticas de alimentação viva, enriquecimento alimentar, soja, pães, lácteos fermentados, entre outras, direcionadas e adaptadas a professores, poderiam ser instrumentos preciosos para resgatar referenciais saudáveis.

Treinamento de Serventes

17

alimentação saudável

com receitas inteligentes

Se refletirmos a rigor, perceberemos que, no ambiente escolar, tanto alunos quanto professores e funcionários ficam nas mãos de serventes e merendeiras quanto à alimentação. Essas pessoas raramente recebem treinamento nutricional e são obrigadas a servir o que lhes é imposto por vendedores. Tenho acompanhado essa triste realidade, em várias escolas do Brasil, inclusive particulares, onde são servidas merendas à base de produtos refinados e açúcares.

Nossos filhos, dessa forma, ficam à mercê da falta de informação e seus corpos, principais instrumentos de trabalho do futuro, são construídos não com materiais produzidos pela natureza, mas com produtos artificiais fabricados por industriais inescrupulosos.

Pergunto a você que é pai ou mãe, se é exatamente isso que deseja a seus filhos? Veja que corpos construídos artificialmente tenderão a construir uma mentalidade também artificial. Pessoas de hábitos artificiais normalmente detestam saladas, verdes, legumes e integrais, endeusando refrigerantes, chocolates, balas, chicletes, gelatinas e a maioria dos produtos mortos, frutos de uma sociedade baseada na morte.

Gratificantes são os resultados dos treinamentos que eu e alguns companheiros idealistas temos ministrado a este público específico. As “tias”, assim chamadas pelos alunos, se apaixonam pelas gostosas possibilidades saudáveis e levam as lições inclusive para casa. Acredito que um processo eficiente de educação alimentar possa transformar vários níveis da realidade, inclusive de pessoas muito simples. A experiência com alternativas populares comunitárias possibilita acrescentar nutrientes aos alimentos convencionais, dispensa muitos venenos, promove saúde e previne doenças. É impressionante como as cozinheiras de escolas são sensíveis à utilização da multimistura em pães, bebidas, sopas, feijões e cereais.

Treinamento de Alunos

A experiência de oficinas para crianças e adolescentes é também excepcional! Embora não esteja entre minhas atividades principais, tenho escutado muitas narrativas entusiasmadas de pessoas que desenvolvem este trabalho. Em Porto Alegre, por exemplo, minha amiga Eleonora Vacilotto, enfermeira do Centro Humanístico Vida, ensina preparos saudáveis de farofas e alimentos enriquecidos para crianças de comunidades carentes. Segundo ela, após os trabalhos, os jovens tendem a cobrar de seus pais melhores atitudes, preferindo sucos ao invés de refrigerantes, frutas no lugar de doces, diminuindo produtos animais e aplicando multimistura aos pratos refinados.

Conforme comentei no texto sobre treinamento de professores, é possível aproveitarmos o currículo de várias matérias para treinar alunos em práticas de hábitos conscientes.

No estado de Santa Catarina, onde guloseimas de todos os tipos são proibidas e alimentos saudáveis são oferecidos para estudantes, os resultados positivos têm sido fantásticos.

18

alimentação saudável

com receitas inteligentes

Sugestões de Merendas Saudáveis

Toda escola deveria ser um centro de qualidade de vida onde pudéssemos aprender a arte da genuína saúde. O preparo de alimentos, assim, não seria apenas uma atividade de cozinha, mas laboratório de instruções sérias, ocupado por professores, serventes e alunos e familiares.

Nessa cozinha-laboratório poderiam ser produzidos todos os alimentos que agradam ao paladar em versões saudáveis. O pão, por exemplo, seria produzido, a partir de um percentual de farinha branca mais 20% de farelo de trigo, linhaça e leite de soja, tornando-se assim altamente nutritivo.

A partir da soja, os alunos aprenderiam, além da vantagem das leguminosas, sobre o preparo de leite, queijo, maionese e hambúrgueres que serviriam para deliciosos sanduíches, regados a saladas verdes, grãos germinados, iogurtes caseiros e sucos naturais feitos com verduras e frutas.

Tudo isso ajudaria no aumento da atenção, na queda da hiperatividade, fazendo da educação uma prática muito mais nobre e preocupada com o futuro de seres humanos.

O Futuro Hoje

Mesmo numa época, marcada pelo consumo de alimentos produzidos convencionalmente, propagandas de produtos organismos geneticamente modificados não é difícil nos darmos conta que os alimentos orgânicos e integrais são a única alternativa viável para o futuro. Acredito, aliás, que sem eles poderemos ter um futuro difícil. A grande pergunta é porque deixar para amanhã. Será necessária a presença da doença para modificarmos nossos hábitos ou esperaremos que a dor nos ensine? Necessitaremos enfrentar os problemas escolares de nossos filhos para nos flagrarmos? Pensaremos em emagrecer somente quando estivermos quase explodindo?

Sei que meu querido leitor e minha querida leitora entenderão o carinho desses questionamentos e promoverão intensos esforços para que, juntos, possamos ser exemplos para as futuras gerações. A melhor de todas as técnicas é viver o futuro hoje através do bom senso. O presente é nossa oportunidade!

19

alimentação saudável

com receitas inteligentes

ALTERNATIVAS PARA SUBSTITUIÇÃO DO AÇÚCAR BRANCO

palestras

questionamentos sobre o açúcar e as possibilidades de substituí-lo.

Em

nossas

feiras,

e

conversas

com

amigos,

todos

os

dias,

recebo

“Os amantes da doçura, normalmente perguntam assim: - Ah, mas o que eu faço para substituir o “meu” branquinho?

Normalmente fico um pouco pensativo porque não compreendo bem essa coisa de substituição. Na verdade, um produto prejudicial não deve ser substituído, mas dispensado. Se você tiver açúcar branco no armário, não o dê aos pobres porque poderá estar fazendo um mal às pessoas! Busque colocar no lugar dele alimentos autênticos, verdadeiros cuja produção tenha sido projetada para seres humanos que buscam a felicidade.

Seguem, então, abaixo, as principais doçuras que conheço e gostaria de repartir com você. Mas, nem todas, eu recomendo. Desejo apenas abrir um leque de possibilidades para que você possa refletir e escolher por conta própria.

Antes, porém, de passar para as explicações, gostaria de recomendar uma pequena grande obra de Sonia Hirsch chamada “Sem Açúcar e com Afeto”, um clássico que apresenta várias receitas que dispensam o lívido pozinho das massas. Indico também o best seller “Sugar Blues”, do jornalista Willian Dufty que mostra um dos mais completos estudos sobre o açúcar. Vamos lá?

Doce Natural das Frutas

É a melhor opção para comermos doces. Sejam vermelhas, amarelas, verdes, roxas ou de outras cores, as frutas são os alimentos ideais para a espécie humana. Jamais vi alguém que, por exemplo, optasse por um ovo cru ao invés de um saboroso cacho de uvas ou uma suculenta manga.

Procure comer mais frutas, preferencialmente orgânicas e da época, no dia-a-dia. Esta atitude, além de ampliar o potencial de energia vital em seu ser, aumentará sua defesa imunológica e a alegria de viver. Procure variar nas frutas, mas não misturá-las muito em uma só refeição. Particularmente prefiro comer frutas individualmente, pois, assim, consigo aproveitar ao máximo seu sabor e sua oferta de nutrientes.

Cuidado, meus irmãos, com as benditas saladas de frutas. Frutas doces e ácidas jamais devem ser misturadas na mesma salada, mas ambas combinam com as semi-ácidas. Misture mamão com maçã, mas não misture mamão com laranja. Jamais! Prometo explicar isso melhor no capítulo sobre receitas de saladas! Fato, é que o melhor açúcar projetado pela sabedoria de nossa Mãe Natureza é a frutose natural, o maravilhoso sabor da banana, do abacaxi, da maçã, do mamão, da melancia e tantas outras obras de arte da existência.

20

alimentação saudável

com receitas inteligentes

Também a maioria dos sucos dispensa totalmente a presença de açúcar. É necessário, entretanto, que nossa cabeça e nosso coração desejem libertar-se desse condicionamento atroz. Sempre sugiro um suco de mamão que leva um copo de mamão picado para um copo de água, batidos no liquidificador. Fica muito cremoso e dá até para comer de colher. As frutas secas desidratadas e as passas são maravilhosas opções. É possível prepararmos uma torta de sobremesa, super doce, cozinhando-se uma xícara de ameixas secas em 3 xícaras de água e engrossando-as com quatro colheres de sopa de araruta após uns 10 minutos de fervura. Basta deixar esfriar e servir para o delírio dos mais céticos!

Adoçantes Artificiais

Procure evitar totalmente qualquer adoçante artificial: Aspartame, sacarina, ciclamato e outros podem serpotenciais causadores de doenças a médio e longo prazo. Mesmo as correntes mais tradicionais de nutrição reconhecem esse fato. Utilizar adoçantes artificiais é um hábito não ecológico. Lembre-se que quase todos os produtos lights e diets possuem esses componentes. Em seguida estarei comentando sobre a stévia, único realmente natural e aconselhado para pessoas, desde que não seja “plus”.

Caldo de Cana

O caldo da cana de açúcar é o primeiro estágio de extração da sacarose. É o mais bruto dos adoçantes naturais. Quando recém-retirado é boa fonte de energia vital, fibras e minerais. Jamais beba caldo de cana que não seja extraído sob sua vigilância! Observe sempre a higiene na produção, pois a famosa garapa é normalmente prensada em ambientes movimentados de rodoviárias e mercados, os quais, são bastante insalubres.

Aprecio beber caldo de cana com algumas gotas de limão eventualmente. Normalmente coloco um pouco de água para quebrar o sabor intenso. É possível utilizarmos

o caldo de cana natural para realçarmos a doçura natural de alguns sucos. Lembremos, porém que sua utilização diária, pelo fato de possuir um alto índice glicêmico, pode trazer as

indesejáveis gordurinhas que chegam com cara deslavada e tornam-se um suplício na hora de

ir embora.

Melado de Cana

Quando fervemos o caldo de cana, após algum tempo de apuração, temos o melado, também conhecido como melaço ou mel de cana. Há vários tipos de melados dependendo da qualidade e da procedência da cana. Aprecio muito um melado orgânico produzido aqui na capital do Brasil onde há muitos alimentos de qualidade excepcional! Após a retirada da sacarose da cana, por ser o segundo estágio, o melado pode ser um bom aliado para os festeiros e festeiras, que não vivem sem um saborzinho mais forte. Sua duração é longa e

dispensa geladeira. Você pode utilizar melado para fazer pães, bolos, adoçar iogurte, embora

o melhor seja adoçar com frutas. Procure sempre saber sobre a origem do melado que está adquirindo. Muitos são produzidos em ambientes desagradáveis, atraindo as companhias nada desejáveis de insetos e algumas vezes de simpáticos animais roedores .

Rapadura de Cana

21

alimentação saudável

com receitas inteligentes

Com a desidratação do melado temos a famosa rapadura de cana. Há vários tamanhos

e pesos de rapaduras. Há rapaduras macias e rapaduras duras. Certa vez, vi uma que pesava

mais de dez quilos! No Rio Grande do Sul há uma cidade especialista em derivados de cana chamada Santo Antônio da Patrulha. Quando criança eu costumava comer muita rapadura puxa (ou puxa-puxa) que, segundo os estudiosos, é boa fonte de ferro. A rapadura de cana e a puxa-puxa são boas opções para papais e mamães que desejam libertar seus filhos das balinhas e outras porcarias impostas pela televisão! A partir dela é possível produzirmos pés- de-moleque, cocadas, bombons e também adoçarmos bebidas. Aprecio alguns tipos de chás amargos acompanhados de rapadura. A gente põe um pedacinho na boca, masca aos poucos e vai sorvendo o chá que se mistura ao doce na boca. É muito gostoso!

Açúcar Mascavo Escuro

Muita gente que não está acostumada com o açúcar mascavo decepciona-se ao iniciar pelo tipo mais escuro. Temos este produto mais bruto, após o caldo de cana, o melado e a rapadura numa primeira moagem.Tenha cuidado, pois em inúmeros engenhos não cuidadosos as abelhas entram no preparo deixando seus ferrões ativos e provocando acidentes dolorosos.

É comum encontrarmos traseiros de abelhas no açúcar mascavo escuro, o que não chega a ser

uma tragédia de higiene, mas, como já disse, pode ser perigoso. Conheci pessoas que levaram

ferroada na boca e tiritaram de dor! Por isso, se não conhecermos a procedência, devemos sempre peneirá-lo, quebrando as bolinhas até o final. Recomendo a utilização do mascavo escuro mais para fins culinários como bolos e cucas.

Açúcar Mascavo Claro

Seguido ao caldo de cana, ao melado, á rapadura e ao mascavo escuro temos um novo processo de refino que leva ao mascavo mais claro e ao amarelado. Veja que estamos cada vez mais nos afastando da garapa que é o néctar original da cana. E quanto mais longe menos natural. Mas este tipo de açúcar é interessante para uso eventual já que não contamina os alimentos com forte sabor de rapadura. Ele é indicado para alguns tipos de sucos e bebidas quentes e dá-se muito bem com o fermento biológico na fabricação de panifícios. Quero aqui insistir no fato que devemos, na medida do possível, evitar qualquer tipo de açúcar e utilizarmos a doçura natural das frutas, também chamada de frutose. Não é necessário utilizar açúcar todos os dias. Reserve-o para ocasiões mais festivas!

Açúcar Demerara

O açúcar demerara é conseqüência imediata do refino do açúcar mascavo claro. Nesse estágio já temos um produto quase refinado. O demerara é um açúcar cristal levemente marrom ou amarelado. É melhor, entretanto, utilizarmos demerara do que cristal. Este produto pode ser utilizado como intermediário por pessoas que estão largando o vício do açúcar branco. Mas não se engane, ele já está muito longe da cana e no rol daqueles que mais prejudicam do que ajudam a vida humana.

Açúcar Cristal

22

alimentação saudável

com receitas inteligentes

Chegamos aqui ao refino quase total da sacarose da cana. Veja que entre o caldo e o cristal há uma longa viagem! As pessoas sempre me perguntam se é melhor utilizar cristal do que o refinado. Respondo que é menos pior. O açúcar cristal não é muito diferente do refinado. Não alimente jamais a ilusão de que ele dá energia. Isso é falso, pois em pouco tempo ele pode produzir em você um estado de angústia daquelas que a gente não sabe de onde vem. Nesse caso não adianta igreja nem centro espiritual!

Açúcar Branco Refinado

O açúcar branco refinado e seus derivados está entre os menos aconselháveis produtos alimentícios do mundo juntamente com outros sintéticos refinados. Está entre aqueles que jamais devem ser ingeridos. É um biocídico que pode minar a saúde, eliminar a imunidade natural e causar dependência. Tenha a consciência de que cada vez que você oferece um produto à base de açúcar para seu filho, pode estar causando problemas de saúde para ele. Viva sem açúcar e com afeto!

Chá de Stévia

Quem ainda continua acreditando que é necessário adoçar os alimentos pode utilizar este chá. Particularmente acho que ele tem gosto extremamente forte. O que se faz, normalmente, é colocar algumas folhinhas de stévia em outros chás para que fiquem adocicados. Quando misturamos com hortelã ou com limão pode melhorar muito.

Stévia Líquida

Tenha o maior cuidado ao adquirir stévia. Se a embalagem apresentar a inscrição “plus” é porque a stévia foi misturada com outros adoçantes. Normalmente aqueles medonhos que causam problemas. Sugiro a utilização da marca Stevita, até agora a única que, em meu conhecimento, utiliza stévia pura. Não se preocupe, entretanto, se nas primeiras vezes você sentir um sabor doce fraco ao utilizá-la. Na medida que nosso vício em açúcar vai passando, o gosto da stévia vai se destacando. A verdadeira stévia é um adoçante formulado com steviosídeo, próprio para adoçar bebidas em geral, sobremesas e refeições matinais. Isento de calorias, quatro gotas equivalem a uma colher de sobremesa de açúcar.

Stévia em Pó

Todas as informações da stévia líquida servem para a sólida. O pó de stévia, entretanto, normalmente leva lactose na composição. Mesmo na marca Stevita, no caso do adoçante sólido, contém 7% de steviosídeo para 93% de lactose. Cada envelope desse produto substitui duas colheres de chá de açúcar branco. A stévia pode ser utilizada normalmente pelos diabéticos.

Frutose em Pó

A Frutose ou levulose é um açúcar natural encontrado na maioria dos frutos maduros, em alguns vegetais e no mel. A Frutose pura, na sua forma cristalina, é o mais doce dos açúcares naturais. Apesar de algumas vantagens devemos ter cuidado porque normalmente

23

alimentação saudável

com receitas inteligentes

são necessários produtos químicos para conservação e estabilização do produto, ou seja, dificilmente você encontrará uma frutose realmente natural, apesar das propagandas. Além disso, o preço desse doce é normalmente bem salgado! Conheço muitas pessoas que utilizam frutose em regimes para perda de peso. Lembre-se, porém, de que o preço da estética dissociada da saúde, normalmente não é baixo.

Glicose de Milho

O xarope de glicose e a glicose líquida são obtidos do amido de milho através de processo não natural. Da mesma forma que a glicose, o xarope de glicose também contém maltose e outros carboidratos, podendo até mesmo conter açúcares complexos. A marca mais comum é conhecida como Karo. Não tenho informações precisas sobre esse alimento. Mas levando em consideração o processo industrial, há indícios de que não se trate de nenhum santo. Muitos alimentos infantis como biscoitos bolos e mingaus são preparados com esta glicose.

Malte de Cereais

Tenho boas referências do malte de cereais, também conhecido como “extrato de malte” mas confesso que, assim como a glicose de milho, não tenho grande experiência com sua utilização. A marca que mais conheço é a Unimalt. O malte de cereais é um extrato xaroposo de malte com atividades enzimáticas, produzido a partir da cevada malteada e outros cereais, submetidas a processos específicos de fermentação, sacarificação e concentração. Ele não contamina os alimentos com sabor estranho e, normalmente, tem utilização industrial. Você pode utilizá-lo, se desejar, em panifícios, granolas, barras de cereais e bolos caseiros, lembrando que o preço também não é pequeno.

Mel de Abelha

Não considero o mel um alimento, mas um remédio para uso eventual. Sua acidez é normalmente muito alta o que torna o sangue humano muito ácido. A alternativa para a utilização do mel de abelha é o pólen de flores que possui todos os principais nutrientes sem o Ph (potencial de hidrogênio) baixo desse alimento das abelhas. Assim, perdoem-me os amantes da doçura melífera, mas quando o assunto é mel devemos ter muita cautela, pois, além dos problemas do mel natural há as falsificações que diariamente são oferecidas aos desavisados.

24

alimentação saudável

com receitas inteligentes

A PANELA NOSSA DE CADA DIA

Nos últimos anos tenho abordado o tema “promoção da saúde e prevenção de doenças” no enfoque naturopático, tendo a alimentação saudável entre as principais ferramentas. Assim, gostaria, aqui, de analisar com meus amigos e amigas o tema “panela” e sua influência em nossas vidas.

Os melhores alimentos, lembrem, são os que dispensam panelas. A alimentação crua é a ideal para o homem em todos os sentidos. Nosso organismo foi projetado por Deus e organizado pelas leis da Mãe Natureza para ingerir somente vegetais in natura. Mas nossa cultura, ao inventar o cozimento adaptou-se a ele, sendo hoje não impossível, mas muito difícil o implemento de uma dieta alimentar baseada somente nos crus.

O principal conselho, então, para quem deseja continuar utilizando cozidos sem

perder os benefício dos crus, seria o clássico meio a meio que ensino nesta obra, ou seja, 50% de cozidos e 50% de crus. Inicie sempre ingerindo saladas, que podem conter frutas como manga, mamão, maçã, abacate e, somente após, consuma os processados pelo fogo. Essa prática reduz o mal chamado de leucocitose digestiva e potencializa a vitalização do organismo.

Temos chamado os alimentos cozidos de bioestáticos, o que também serve para os congelados ou estocados por longo tempo. Os bioestáticos podem ser bons ou ruins à nossa saúde, dependendo de suas companhias. Por exemplo, um sanduíche com pão branco, maionese industrial, margarina, mortadela, catchup, mostarda e batata palha, acompanhado de uma garrafa de refrigerante é algo altamente questionável, enquanto que outro com pão integral, maionese de tofu ou ricota, alface roxa, tempero verde, tomate cereja, cenoura ralada, broto de alfafa, gotas de molho shoyu e pitada de tempero gersal, é algo maravilhoso para a ecologia do corpo.

Nesse sentido, podemos reduzir ainda mais os efeitos bioestáticos utilizando panelas corretas, fabricadas com a intenção de produzir saúde para seres humanos. Quero convidá- lo(a) para juntos examinarmos as principiais panelas que utilizamos no diaa-dia e buscarmos soluções inteligentes e livres ao máximo de toxinas.

Panela de Alumínio

O alumínio é o melhor material para condução do calor. Poucas pessoas sabem, por

exemplo, que as panelas comuns, de alumínio fino, jamais devem ser lavadas internamente com bombril ou outro esfregão de aço. Mesmo que os fabricantes não avisem, a maioria das panelas de alumínio contém na superfície interna uma camada de material não oxidável e atóxico, destinado a impedir a contaminação alimentar. Mas a maioria das donas de casa e secretárias do lar, movidas pela desinformação e pela necessidade de estética, esfregam o material com vontade, retirando a desconhecida proteção e, assim, prejudicando a deliciosa comida ali preparada.

25

alimentação saudável

com receitas inteligentes

Importante deixar claro que a panela de alumínio, na medida do possível, deve ser dispensada ou utilizada eventualmente para receitas que não necessitem contato direto com o alimento como é o caso, por exemplo, do cuscuz. Lembre-se: Toda panela de alumínio deve ser areada e linda por fora, mas escurinha por dentro para garantir menor toxicidade.

Há uma grande discussão sobre o alumínio. Este metal é abundante na natureza, totalizando 7% dos minerais do planeta. Infelizmente a maior parte dos defensores que apontam este metal como atóxico são corporativos, ou seja, de produtores e fabricantes que utilizam o alumínio.

Há outros grupos, entretanto, que dizem ser o alumínio altamente tóxico e causador de inúmeras doenças degenerativas. Enquanto não temos consensos, o melhor é não utilizarmos. Afinal, acredito que ninguém deseje descobrir por si mesmo certas coisas.

É importante nunca guardarmos alimentos dentro de panelas de alumínio. Também não devemos utilizar colheres de metal que possam raspar o fundo da panela e liberar partículas, contaminando o alimento. Utilize preferencialmente a colher de pau sempre que possível!

Panela de Ferro

Por muito tempo acreditou-se que as panelas de ferro eram benéficas e que o ferro que liberam no alimento fosse bom para o organismo. Isso é parcialmente verdadeiro. Se utilizarmos panelas de ferro no dia-a-dia, poderemos ficar intoxicados. Mas elas podem ser interessantes para prevenção e tratamento de anemia em muitos casos.

Há algum tempo resolvi aposentar minhas velhas pretinhas, pois parto do princípio que devemos afastar de nossa casa todos os riscos!

No caso de desejarmos utilizá-las de vez em quando, é preciso que tenhamos cuidado com a conservação, já que enferrujam com facilidade, por isso, depois de lavadas devem ser bem secas com um pano limpo. Após frias também devem ser levemente untadas com óleo vegetal em toda a peça para evitar a ferrugem.

Quando esfregada vigorosamente com a esponja de aço, um tipo de ferrugem passa para o alimento, que depois de absorvida oxida a gordura do corpo, favorecendo a obstrução das artérias.

Não é aconselhável guardar comida em panela de ferro, pois fica escura em pouco

tempo!

Panela de Teflon

A panela de teflon têm um revestimento interno de politetrafluoretileno, um plástico que solta- se com alguma facilidade, basta arranhá-lo com esponjas de aço, colheres e facas. Cuidado, o politetrafluoretileno não deve ser ingerido.

26

alimentação saudável

com receitas inteligentes

Interessante notar que aos poucos aquele fundo preto das panelas “tefal” vai desaparecendo. Pra onde vai? Sim, nós o ingerimos. E os efeitos dessa toxina, assim como muitas outras, não é notado em curto prazo. Por isso, não pague para ver.

Panela de Cobre

O cobre é mineral conhecido desde os tempos remotos e usado há muito pelo homem. Na forma de tachos são as prediletas das doceiras tradicionais, que, aliás, não abrem mão deste utensílio, principalmente para derreter açúcar e para fazer caldas.

Na infância muito me esbaldei em bananadas e marmeladas produzidas nesse tipo de

panela!

Apesar, entretanto, da economia no consumo de gás, há vários indícios de que a panela de cobre contamina o alimento. Os próprios fabricantes aconselham que não se remova a camada interna de aço inox, pois, dessa forma, o cobre contamina, passa para o corpo e o resultado é o possível aparecimento de transtornos no funcionamento dos rins. O cobre deposita-se preferencialmente no cérebro e no fígado. Os sintomas encontrados são inicialmente decorrentes do comprometimento destes dois órgãos.

Também aconselho que não se deixe o alimento esfriar dentro da panela de cobre, pois o sal e os ácidos reagem com as substâncias da panela e podem provocar a liberação de substâncias tóxicas.

Panela de Pedra-Sabão

As panelas de pedra-sabão são uma das mais antigas da história da culinária, e se tivermos os devidos cuidados, podem durar muitos anos. Elas não têm cheiro não alteram o sabor dos alimentos, os mantêm quentes por longo tempo, não são atacadas por ácidos e têm uma bela estética! Devemos, todavia, ter a devida precaução, pois podem quebrar com pequenos choques, são pesadas e oferecem o perigo de queimar as mãos a partir de leves toques já que alcançam altas temperaturas.

Antes de usar a sua panela de pedra sabão para preparar uma deliciosa comida ela precisa ser preparada ou curada. Então vamos lá:

1. Unte a panela de pedra com óleo vegetal tanto na parte interna como na externa.

2. Em seguida encha a panela de água e leve ao forno médio (180 graus centígrados)

por 2 horas ou se preferir leve ao fogo e deixe a água ferver por 30 a 40 minutos.

3. Deixe a água e a panela esfriarem e repita a operação mais uma vez.

Com este preparo ela pode ser usada na elaboração de suas receitas sem perigo de quebrar e suporta até 1.000°C. E mais, esta técnica evita a possível contaminação com níquel, um mineral bastante tóxico, para a comida.

Sugestão: Só lave a panela de pedra com água e sabão, nada de produtos abrasivos nem esponja de aço. Nos primeiros dias de uso, evite choque térmico forte. Por isso, não

27

alimentação saudável

com receitas inteligentes

aqueça a peça a seco e depois despejar líquidos frios, isso pode danificar definitivamente a panela. Por último, nas primeiras vezes que for usar a panela não faça frituras.

Panela de Vidro

A panela de vidro é a preferida de muitos profissionais de saúde, pois os resíduos

químicos não são transferidos para os alimentos.

Já os cozinheiros a preferem para fazer ensopados, devido à sua transparência a dosagem de líquidos fica mais fácil. O inconveniente é que além de grudar os alimentos ao mínimo descuido, elas quebram com facilidade e também podem queimar por ficarem muito quentes.Acho bonito ver o alimento pronto numa panela de vidro, principalmente se for bem colorido.

Penso valer a pena termos em casa algumas panelas de vidro para ocasiões especiais. Elas permitem, por exemplo, que organizemos um maravilhoso jantar colocando-as sobre a mesa!

Panela de Aço Inox

A panela de aço inox não está entre as piores opções para os buscadores da saúde.

Elas têm vantagens interessantes sobre as demais, embora também exijam cuidado para que o alimento não grude. Dentre as principais características desse material posso citar:

1. Capacidade de distribuírem o calor de forma uniforme.

2. Fácil limpeza.

3. Apresenta baixa rugosidade superficial.

4. Tem uma boa apresentação.

5. Resiste a elevadas temperaturas e a variações bruscas de calor.

6. Como ela conserva o calor melhor que os outros materiais deve-se tomar algum cuidado com o tempo de cocção para a comida não passar do ponto e queimar.

7. Não libera grandes quantidades de substâncias tóxicas para os alimentos, a não ser que a matéria-prima seja de péssima qualidade. Neste caso é capaz de liberar níquel que, como tenho dito, é tóxico que ao organismo.

Um Conselho: quando for comprar panela de inox certifique-se de que possuam fundos termodifusores, que permitem o calor da chama espalhar-se uniformemente. Assim o alimento cozinha por igual e não corre o perigo de grudar no fundo da panela.

Panela Esmaltada

As panelas esmaltadas são apenas bonitas e decorativas para a cozinha. Elas podem ser utilizadas para eventualmente servir o alimento mas, não para refogá-lo ou cozinhá-lo. A desvantagem destas panelas é que são muito sensíveis e a qualquer atrito o esmalte se solta, o que não é desejável para a saúde. Vale aqui o mesmo raciocínio das panelas Tefal. O esmalte aos poucos se desgasta e é ingerido pelo inocente consumidor!

28

alimentação saudável

com receitas inteligentes

Autoclaves Culinárias

Admiro a inteligência humana quando direcionada à busca de soluções.

Há algum tempo tenho utilizado as autoclaves culinárias que são evolução das panelas comuns. São feitas de alumínio virgem que, segundo vários estudos, não prejudica o organismo e distribui muito bem o calor. Mas também há autoclaves em aço inox que custam um pouco mais caro mas são para o resto da vida.

Elas economizam gás em torno de 66% na medida que preparamos vários ingredientes num só cozimento. São ideais para pratos refogados ao bafo e marinados. Elas também descongelam, dessalinizam, defumam sobre a chama, assam pães e bolos, preparam pudins e muitos outros pratos saudáveis. Costumo preparar berinjela somente com água e sal e todos acham uma delícia, o que não acontece nas demais panelas que deixam escapar os princípios ativos.

Os nutrientes dos alimentos preparados nas autoclaves culinárias são mantidos ao máximo pois, o sistema não permite que saiam pelo vapor, o que garante maior presença de ácidos graxos e um sabor indescritível.

29

alimentação saudável

com receitas inteligentes

PRATO INTELIGENTE

Tenho um casal de amigos que, ao tornarem-se vegetarianos, foram gradualmente desanimando quanto aos preparos gastronômicos dada a associação da falta de produtos naturais básicos no mercado com a de criatividade na elaboração de cardápios. Eles não mais conseguiam imaginar o que fazer na medida em que ainda tinham na cabeça a pirâmide alimentar do Ministério da Saúde brasileiro que remonta a década de 60, indicando 60% de carboidratos, muita proteína animal, pouca salada crua e esquecendo-se da água. Só para lembrar, pirâmide alimentar é aquela que diz o que devemos comer e a proporção. É um assunto que, todavia, não pretendo alongar-me. Vamos partir ao essencial que é a organização de um cardápio sem carne e baseado, na medida do possível, em produtos naturais, integrais e orgânicos.

Você poderá, entretanto, dizer que esses produtos são caros, que seu orçamento não alcança esse luxo ou que você não é rico para pagar até dez reais por um quilo de arroz integral enquanto o branco custa um terço deste valor. Escuto muito isso em meu dia-a-dia! Tudo bem. Continue lendo, pois há saída e vou abordá-la em seguida. Se você não consegue praticar o ideal há alternativas possíveis para seu bolso.

O Que deve Conter um Cardápio Natural ?

Depois que nos acostumamos fica muito fácil organizar. A montagem de um cardápio diário, para lanches, almoço ou janta depende da linha de alimentação que você escolheu:

Onívora: Os que comem de tudo, inclusive carnes. Há também, dentro desta linha, os semi-vegetarianos, que comem carne eventualmente, geralmente aos finais de semana e os pisco-vegetarianos, que além de muitos vegetais, costumam ingerir peixes.

Ovo lacto-vegetariana: Utilizam ovos e leite. A maioria dos ovo-lacto- vegetarianos ingere ovos e leite de qualquer origem. Há, porém, os que se preocupam com a vida dos animais que vivem enclausurados/explorados e abstém-se de ovos e leite provindos de animais que não sejam bem tratados.

Lacto vegetariana: Utilizam vegetais e leite. Aqui também há os grupos com tendências mais ecológicas, preocupados com uma fonte de lácteos que não prejudique a vida animal e os que não ligam para a qualidade ou procedência dos alimentos. Praticamente metade da Índia pratica o lacto-vegetarianismo.

Vegan ou Vegano: Utilizam vegetais, cereais integrais, leguminosas, derivados de soja e não utilizam nenhum produto de origem animal, onde se incluem os frugívoros, que só comem frutas e os crugívoros que só comem vegetais crus. Muitos vegans também dispensam o mel por significar este produto um instrumento de exploração de abelhas que muitas vezes são forçadas a trabalhar muito mais do que normalmente o fariam.

30

alimentação saudável

com receitas inteligentes

Difícil, porém, é encontrar alguém que siga estritamente uma dessas escolas. Normalmente as pessoas oscilam muito, principalmente as que dependem de baixos recursos financeiros.

Independente de tendências, quero propor a seguir, uma organização de cardápio que atenderá maior parte das necessidades. É bom lembrar que não estamos aqui propondo curas ou terapias específicas, mas uma mudança de hábitos que atenda necessidades globais.

Começando pelos Crus

Conforme comentei no capítulo sobre “alimentação viva”, para que tenhamos um bom potencial de energia vital, o ideal seria ingerirmos no mínimo metade do que comemos diariamente de alimentos crus na forma de saladas, frutas, verduras, raízes e sucos diversos. No caso do almoço, lanches ou jantar, você pode controlar o processo percebendo os pesos dos ingredientes. Por exemplo, ao preparar um sanduíche, para o caso dos vegans que não ingerem produtos animais, poderia ser da seguinte forma:

02 fatias de pão integral ou pão enriquecido com farelo de trigo

01 fatia média de tofu

02 colheres de sopa com maionese de cenoura

01 pitada de gersal

01 porção de grãos germinados

04 rodelas de pepino

02 folhas de alface

caldo de limão

salsinha picada

Opcionalmente: óleo de oliva (azeite), shoyu, tahine

No caso de um lacto vegetariano, opcionalmente, poderia utilizar queijo, preferencialmente orgânico, ao invés de tofu e fazer um sanduíche muito saudável. As verduras normalmente são muito baratas, principalmente se você especializar-se na produção caseira. O pão, ao invés de farinha integral, pode ser feito com farinha branca enriquecida na proporção de 200g de farelo de trigo para 1 kg. de farinha. Mesmo sem queijo esse sanduíche seria muito gostoso!

Hora do Almoço

Boa hora essa! Principalmente se a utilizarmos como alavanca de saúde. Vamos começar nossa refeição não fazendo cara feia para os alimentos verdinhos. Isso mesmo. Vamos servir um belo prato com grãos germinados de alfafa, lentilha, rabanete, trevo ou outros (de preferência preparados por você) como rúcula, alface, pepino, cenoura e beterraba raladas, tomate picado e outros disponíveis. Acrescenta-se a essas maravilhas caldo de limão, shoyu, molho de iogurte, maionese de tofu ou um belo vinagrete natural. Esse prato, independente do tipo de dieta, deve representar mais ou menos metade da comida e a outra metade pode ser de cozidos como arroz integral, feijão ou lentilha, jardineira colorida de raízes, abobrinha ao forno (gratinada ou não) e bife de soja acebolado.

31

alimentação saudável

com receitas inteligentes

A vantagem de iniciar a refeição pelas saladas cruas é que verduras levam menos de uma hora para digerir, enquanto, por exemplo, arroz e feijão levam em torno de quatro horas. Assim você come primeiro o que digere mais facilmente, evitando fermentações.

Além disso, essa atitude também pode ajudar na redução da obesidade, pois, ao começar pelas saladas, a tendência, será de ingerir menos pratos quentes com carboidratos e gorduras.

Cereais Integrais ou Enriquecidos

Para que seu cardápio, principalmente o vegan, seja bem equilibrado, sem risco de faltar proteínas, você deve ingerir sempre uma parte de leguminosa para três de cereal. Explicando: Se você servir, por exemplo, 150 gramas de arroz integral ou trigo de quibe, deverá servir 50 gramas de feijão, lentilha ou grão-de-bico. Isso garantirá o equilíbrio de aminoácidos (os construtores de proteínas) desde que o cereal seja integral ou enriquecido com seu respectivo farelo. No capítulo sobre “cereais” trabalho também essa questão e falo sobre a maioria deles, explicando suas vantagens.

Vejamos agora, caso você não tenha possibilidade de adquirir arroz integral devido ao alto preço ou ausência na região. A solução é utilizar o arroz branco e enriquecê-lo com farelo de arroz na proporção de uma colher de sopa para 100 gramas de arroz. Desta forma você estará devolvendo ao cereal arroz boa parte dos nutrientes e fibras que foram extraídos quando ele era integral. O farelo de arroz você pode comprar diretamente no “beneficiador”. Diga a ele que você quer farelo para consumo humano. Isso garantirá a boa qualidade. As casas de produtos naturais também vendem farelo de arroz. O custo é mais alto. Mesmo assim vale a pena, levando em conta o preço do arroz integral. Tenha claro, entretanto, que não é a mesma coisa consumir um ou outro. Há nutrientes que se perdem definitivamente na retirada industrial do farelo. Mas continua sendo melhor enriquecer com farelo do que comer apenas o grão refinado e branqueado. Caso não consiga o farelo de arroz, você pode utilizar o farelo de trigo. Ambos necessitam ser tostados por 20 minutos, peneirados e estocados em vidros secos onde duram até 60 dias.

Leguminosas

A maioria dos vegetais que dá em vagens é leguminosa. Alguns exemplos são: feijão preto, feijão branco, feijões diversos, lentilha, ervilha, grão-de-bico, tremoço e soja. Os estudos que realizei nos últimos anos levaram-me à convicção de que o feijão azuki é a melhor de todas as leguminosas. Suas digestão e absorção são ótimas e muito raramente causa gases. O cozimento é rapidíssimo, também a germinação é rápida. O sabor é maravilhoso caso você seja treinado para apreciá-lo.

Um dos maiores problemas, entretanto, da cozinha moderna chama-se feijão preto. Sua grande quantidade de toxinas causa muitos gases e interfere na absorção de nutrientes, ou seja, você come muito e ganha pouco. Por apreciá-lo muito, várias pessoas ficam tristes quando digo isso em palestras. Quando me atrevo a fazer essa afirmação na televisão ou no

32

alimentação saudável

com receitas inteligentes

rádio, muita gente liga para protestar! Perguntam como ficará sua feijoada de final de semana e seu feijãozinho preto do dia-a-dia!

Mas há uma solução que era bem conhecida por nossos avós e antepassados. Eles costumavam deixar o feijão de molho de um dia para o outro e, após, retiravam aquela água escura e colocavam para ferver. Assim que a fervura iniciava, eles, novamente, retiravam a água preta devolvendo o feijão ao fogo com nova água. Esse é o momento de acrescentar no feijão, por exemplo, folhas de abóbora, chuchu e taioba picadas, além de outras raízes e verduras. Faça isso, mas logicamente, dispensando ingredientes animais. Assim o delicioso feijão preto fica no ponto para acompanhar o arroz integral ou arroz branco enriquecido com farelo.

Quanto aos demais feijões e as outras leguminosas cujas quantidades de toxinas são mais amenas, cozinhe normalmente, lembrando que as mais tenras como azuki e lentilha derretem muito se deixados de molho anteriormente ao preparo. Procure sempre enriquecer as leguminosas acrescentando raízes, legumes e verduras. Conheça no capítulo sobre leguminosas, minhas receitas de feijoada e mocotó vegetarianos, preparados com glúten, tofu e algas marinhas. Elas fazem sucesso nas oficinas práticas!

Verduras ou Legumes

Veja que interessante: Cereais crescem para cima, em direção ao céu. Leguminosas dão em vagem que apontam para baixo, em direção à terra. Acabamos de comentar esse par de opostos complementares no texto anterior. Conversemos agora sobre um novo par:

verduras (ou legumes), que dão acima da terra e, após, raízes, tubérculos e bulbos, que se desenvolvem dentro do solo.

É importante registrar que folhas, talos e raízes normalmente complementam-se entre si. Por exemplo, as folhas e os talos da beterraba são os melhores companheiros para a raiz da beterraba em um cardápio. Aliás, normalmente as folhas têm muito mais nutrientes do que as respectivas raízes. Observe, por exemplo, no caso de 100g de mandioca e 100 g de folha de mandioca desidratada:

Nutriente

Mandioca

Folha da mandioca

Proteínas

0,8g

7,0g

Ferro

1,1g

7,6mg

Cálcio

35mg

303mg

Vitamina A

2mg

1960mg

Vitamina C

39mg

311mg

Veja o caso da beterraba, recém citada:

33

alimentação saudável

com receitas inteligentes

Nutriente

Beterraba

Folha da beterraba

Proteínas

1,7g

3,2g

Ferro

0,8mg

3,1mg

Cálcio

14mg

114mg

Vitamina A

2mg

525mg

Vitamina C

5mg

50mg

Raízes, Tubérculos e Bulbos

Vamos aqui diferenciar raízes, tubérculos e bulbos. Raízes normalmente podem ser consumidas cruas, picadas ou raladas. As principais são beterraba, cenoura, nabo curto, nabo comprido, rabanete curto e rabanete comprido.

Tubérculos são geralmente pesados e difíceis de ingerir na forma crua. Os mais comuns são batata inglesa, aipim(mandioca), batata doce, batata baroa, inhame, cará e bardana. Os tubérculos são excepcionais também para preparo de cremes, purês e sopas. Ninguém dispensa, por exemplo, uma mandioca cozida e passada em pouco óleo até que doure. Há um tubérculo muito especial chamado “batata Yakon” que pode ser consumido cru como cana-de-açúcar e é excepcional para promover saúde.

Bulbos são caules subterrâneos de formas arredondadas. Os mais utilizados no dia-a- dia são o alho e a cebola, ótimos remédios para o corpo, mas, nem tão bons para a mente. O gengibre é um rizoma espacial milenarmente utilizado por diversas culturas.Vale a pena o termos como tempero pelo ótimo sabor associado a maravilhosos efeitos nutracêuticos.

Se você se esforça, por exemplo, por concentrar-se em algum estudo ou em alguma prática meditativa, alho e cebola serão seus maiores inimigos, mas o gengibre poderá ser usado. Não desejando, porém, abandoná-los procure ao menos não ingeri-los diariamente, limitando o consumo para o máximo de duas vezes na semana. Substitua-os por gengibre, pimentão, assa fétida, assa-peixe, alfavaca, curry, alho poró, coentro, noz moscada e outros igualmente equilibrados.

Complementos Protéicos

Até aqui explicamos que um cardápio natural equilibrado deveria conter além da salada crua com grãos germinados, cereais, leguminosas, raízes ou tubérculos, verduras ou legumes refogados. Trataremos agora de complementos que constituem na maioria das vezes aquela parte mais apetitosa do cardápio. No caso das pessoas de hábitos tradicionais, o complemento é a carne de bovinos, suínos, aves ou peixes.

Acho válido, no caso daqueles que estão em transição para a dieta vegetariana, reduzirem a carne para os finais de semana ou ingerirem apenas peixe eventualmente.

34

alimentação saudável

com receitas inteligentes

É bom lembrar que o abandono da carne e dos produtos animais, até a dieta vegan,

pode acontecer na seguinte ordem de eliminação:

1)

Carne de porcos e patos as mais contaminadas.

2)

Carne de cavalos, ovelhas e cabras.

3)

Carne de coelhos e pequenos animais.

4)

Carne de aves.

5)

Carne de peixes.

6)

Ovos.

7)

Laticínios.

Seguindo esta ordem você estará, aos poucos, libertando-se da pesada energia animal. Não se preocupe inicialmente com a nova maneira de sentir sabor. Seu paladar se modificará totalmente. Você passará a gostar do que antes detestava e vice-versa.

Complementos para Ovo-lacto-vegetarianos

O ovo-lacto- vegetarianismo é um grande passo na direção de uma dieta vitalizante.

Os lacto vegetarianos em geral são mais saudáveis do que aqueles que utilizam carnes ostensivamente. Se você está nesse grupo pode utilizar massas, suflês, omeletes, bolinhos e outros pratos à base de ovos. Prefira sempre ovos caipiras. Dê preferência aos ovos das galinhas que não sejam destinadas à morte e recebam bons tratos. Caso contrário você estará colaborando na extrema exploração de nossas companheiras penosas. Lembre-se, sempre, de que a combinação de ovo, de leite e de queijo não é ideal e que, dependendo da moderação e da quantidade de saladas cruas, você poderá estar ingerindo uma enorme fonte de gordura

negativa. Um dos maiores cuidados que os ovos lacto vegetarianos devem ter é com a pão de queijo. Esse preparo leva ovo, leite, queijo e manteiga em grandes proporções tornando-se gorduroso e altamente indigesto.

Complementos para Lacto-vegetarianos

Tenho consultado algumas literaturas questionáveis sobre lacto-vegetarianismo. Nelas há receitas de leite condensado enlatado e doces de leite e sorvetes à base de açúcar branco. Devemos ter cuidado com esses equívocos. O ideal para lacto vegetarianos é utilizar leite orgânico transformado em iogurte, queijo fresco ou ricota. A manteiga também pode ser usada eventualmente desde que de forma moderada.

No almoço ou no jantar os lacto vegetarianos consomem gratinados, pastelões, ricota temperada, foundues e outros. Nos lanches consomem sanduíches, por exemplo, com creme de ricota e azeitonas, pizzas de legumes com queijos derretidos, batidas de frutas com leite ou iogurte, bebidas lácteas e assim por diante.

Se você é lacto vegetariano, não come cereais integrais, nem muitas saladas tenha cuidado. A prisão de ventre pode aparecer em seus dias e causar problemas. Tanto os ovo lacto vegetarianos quanto os lacto vegetarianos, além do cuidado com as fibras devem ter hábito de tomar pequenas doses de chás digestivos após as refeições. Os melhores chás são os de arroz, banchá, carqueja, chá verde, habú, hortelã, maçã, marcela e poejo.

35

alimentação saudável

com receitas inteligentes

Complementos para Vegans

Os vegans conscientes normalmente são os mais saudáveis por excluírem da dieta todos os produtos de origem animal. Conheço, entretanto, muitos vegans e macrobióticos extremamente magros.

Se você é vegan é preciso ficar de olho em três problemas fundamentais. O primeiro é o ferro que você garantirá ingerindo sucos de folhas verdes, melado, rapadura de cana e grãos germinados. A vitamina B12 (cianocobalamina) é outra que merece atenção. Para garantir a presença desse nobre nutriente o mais aconselhável é que você utilize complementos enriquecidos, normalmente oferecidos em farmácias.

Por último, para garantir a correta quantidade de proteínas, você deve caprichar nos cereais integrais e nas leguminosas, em especial na soja e seus derivados como o leite e o tofu. Também o amendoim (desde que confiável) e as oleaginosas como castanhas e nozes são essenciais. Ser vegan costuma custar caro já que é difícil prescindir de alguns alimentos especiais. Garanto porém, a melhor relação custo-benefício. Os vegans são os vegetarianos mais saudáveis. E para os veguinhos que não têm grana para seus ideais, sugiro o consumo ostensivo de multimistura, farelo de arroz e farelo de trigo associados com (nesse caso) arroz, pão ou macarrão brancos. Esforce-se porém para ter acesso aos integrais genuínos.

Como os complementos nutricionais do vegan são um pouco mais complicados, vou estender-me um pouco mais nas sugestões que se seguem:

Almôndegas de proteína ao molho.

Bifes de glúten ao shoyu.

Espetinhos com glúten, cenoura, cebolinha miúda e berinjela.

Estrogonofe vegetariano com tofu, proteína e legumes.

Hambúrguer de proteína com gergelim.

Farofa de gérmem de trigo.

Farofa de multimistura.

Gersal (farinha de gergelim com sal).

Lasanha com creme de tofu.

Maionese de tofu com cenoura e azeitona.

Proteína de soja tostada com ervas.

Tahine (pasta de gergelim).

Tofu defumado.

36

alimentação saudável

com receitas inteligentes

Sugestões para Crugívoros

Conheço alguns crugívoros que vivem muito bem. Mas é preciso um grande cuidado já que criamos uma certa adaptação histórica aos refogados e cozidos e temos dificuldades na digestão de alguns alimentos que não tenham passado pelo fogo.

No capítulo sobre alimentação viva apresento inúmeras possibilidades. Os crugivoristas podem consumir, por exemplo, arroz e feijão crus germinados. A quantidade de nutrientes é excepcional, mas é necessária também uma excepcional mastigação.

Consideram-se crugívoros os que consomem no mínimo 70% de crus. Nesse caso podemos aproveitar nos demais 30% as vantagens de alimentos quentes nos quais proteínas, gorduras, hidratos de carbono e outros nutrientes importantes são pré-digeridos. Gostaria de viver assim no futuro!

Recentemente, em um encontro vegan, tive oportunidade de trabalhar com o pão essênio, feito como explico no capítulo sobre alimentação viva com trigo germinado e “assado” a 45 graus de tal maneira que as enzimas ficam vivas. Fiz com o pão essênio uma torta fria ao liqüidificador, acrescentando verduras, legumes, azeite, shoyu e gersal. Este prato fica bem firme e é muito saboroso. Se você, leitor, experimentar essa dieta durante 21 dias saberá do que estou falando. A tendência do crugivorismo (70%) é promover a cura sistêmica, trazendo o corpo e a mente de volta aos seus estados naturais.

Um crugívoro organiza seu almoço ou jantar mais ou menos assim: Torta fria de trigo germinado, pão essênio, salpicão com maionese vegetal, verduras e raízes raladas, folhas verdes variadas, abacate em fatias, azeite.

Sugestões para frugívoros

Eis uma difícil missão. Na verdade, os frugívoros, que, como diz o nome, utilizam apenas frutas devem ter cuidados extremos. Como seria um prato para o almoço frugivorista? Mais ou menos assim: Creme de abacate com sal, pepinos picados com casca e shoyu, pitada de castanha em pó, um pedaço de coco e passas de frutas. Nos lanches e sobremesas muita salada de fruta respeitando combinações e extrema variedade, principalmente nas frutas ricas em proteínas e gorduras como o abacate, o açaí e a azeitona.

Particularmente acho muito difícil ser frugívoro no ambiente urbano. Acredito que essa dieta seja mais para iogues, monges e mestres espirituais. Ela deixa o ser muito sutil e para conviver na selva de pedra necessitamos de uma firmeza a mais. Se essa, porém, for sua vontade, tente.

Resumindo o cardápio cru:

Ingrediente de Prato Cru

Cresce na Direção

Quantidade

Grãos germinados

Em ambas as direções

50%

37

alimentação saudável

com receitas inteligentes

Verdura/legume

Acima da terra

30%

Raiz

Abaixo da terra

20%

Normal: Na ausência do grão germinado, utilizar 60% de verduras/legumes e 40% de raízes.

Crugívoros: devem utilizar cereais e leguminosas germinadas e oleaginosas.

Resumindo o cardápio refogado ou cozido:

Ingrediente Prato Cozido/Refogado

Cresce na Direção

Quantidade

Cereal

Para cima

50%

Leguminosa

Para baixo

20%

Verdura/legume

Acima da terra

10%

Raiz/ tubérculo

Abaixo da terra

10%

Complemento

Depende

10%

Sugestões de Cardápios Diários:

Segunda-feira

Desjejum

01 copo de suco verde e 01 colher de chá de folha de mandioca seca.

10

Horas

02 fatias de mamão

12

Horas

Salada mista com brotos e limão, arroz integral ou branco enriquecido, feijão preto, couve-flor refogada, jardineira de raízes, hambúrguer vegetal

16

Horas

02

fatias de pão integral com maionese de tofu, 01 copo de vitamina com

 

leite de soja, 01 fruta doce.

20

Horas

Sopa de legumes, 01 colher de sopa de farofa nutritiva, 01 porção de brotos de girassol.

Terça-feira

Desjejum

01

copo de suco vermelho e 02 comprimidos de levedo de cerveja.

10

Horas

01

maçã

12

Horas

Salada mista com brotos, rabanete e laranja lima, arroz integral ou branco enriquecido à indiana, feijão carioca, couve-manteiga refogada, beterraba refogada com shoyu e cebola, bife de cenoura.

16

Horas

02

fatias de polenta com manteiga ou creme vegetal, 01 copo de cevada,

 

01

banana

20

Horas

Sopa de legumes, 01 colher de sopa de farofa nutritiva, 01 porção de brotos d girassol.

Quarta-feira

38

alimentação saudável

com receitas inteligentes

Desjejum

01

copo de suco verde e 01 colher de chá de folha de mandioca seca.

10

Horas

01

laranja lima

12

Horas

Salada crua com brotos, cenoura e repolho roxo, arroz integral ou branco enriquecido com algas, feijão branco, lasanha de legumes, brócolis refogado com alho

16

Horas

fatias de pão de milho com creme de beringela e brotos, 01 copo de suco de manga, 01 banana

2

20

Horas

Sopa de ervilha com abóbora , 01 porção de broto de lentilha, 01 colher de farelo de trigo tostado

Quinta-feira

Desjejum

01 copo de suco amarelo e 02 comprimidos de levedo de cerveja.

10

Horas

02 fatias de melão

12

Horas

Salada crua com brotos, beterraba ralada e mamão, trigo de quibe com legumes, feijão azuki, purê de cará com molho shoyu, espinafre refogado, bife de proteína de soja.

16

Horas

02

fatias de pão integral com maionese de cenoura e brotos, 01 copo de iogurte

 

de leite de vaca ou soja, 01 maçã

20

Horas

Sopa de ervilha com abóbora, 01 porção de broto de lentilha, 01 colher de farelo de trigo tostado

Sexta-feira

Desjejum

01

copo de suco amarelo e 02 comprimidos de levedo de cerveja.

10

Horas

01

laranja lima

12

Horas

Salada crua com brotos, cenoura e repolho roxo, arroz integral ou branco enriquecido com algas, feijão branco, lasanha de legumes, brócolis refogado com alho

16

Horas

fatias de pão de milho com creme de beringela e brotos, 01 copo de suco de manga, 01 banana

2

20

Horas

Sopa de ervilha com abóbora , 01 porção de broto de lentilha, 01 colher de farelo de trigo tostado

Sábado

Desjejum

01 copo de suco amarelo e 02 comprimidos de levedo de cerveja.

10

Horas

02 fatias de melão

39

alimentação saudável

com receitas inteligentes

12

Horas

Tabule com brotos e rabanete, arroz à grega, Grão-de-bico especial, empada de bardana, inhãme refogado, bife de resíduo de soja.

16

Horas

02

fatias de pão integral com maionese de cenoura e brotos, 01 copo de cevada

 

1 banana.

20

Horas

Sopa de ervilha com abóbora 01 porção de broto de lentilha, 01 colher de farelo de trigo tostado,.

Domingo

Desjejum

01 copo de suco amarelo e 02 comprimidos de levedo de cerveja.

10

Horas

02 fatias de melão

12

Horas

Salpicão com brotos e verduras picadas, arroz integral ou branco enriquecido à carreteiro, feijão azuki mexido, espetinho de soja ou glúten com legumes, quibebe de abóbora, refogado de beterraba, bardana e nabo.

16

Horas

02

fatias de pão integral com maionese de cenoura e brotos, 01 copo de cevada,

 

01

banana.

20

Horas

Sopa de ervilha com abóbora 01 porção de broto de lentilha, 01 colher de farelo de trigo tostado,.

40

alimentação saudável

com receitas inteligentes

ANTES DAS RECEITAS

Receitas, às vezes, deixam de ser soluções e tornam-se problemas. A televisão é cheia de programas de receitas, das quais, a maioria é prejudicial para quem prepara-las. Até mesmo alguns livros sobre alimentação natural, vegetariana e alternativa distribuem receitas aleatoriamente, trabalhando apenas o aspecto gastronômico, muitas vezes sem critério, o que acaba atrapalhando o leitor que busca a prevenção de doenças associada a uma vida mais saudável. Os preparos que aqui desenvolvo, além dos ingredientes, apresentam comentários fundamentais que orientam o cozinheiro quanto a método e valor nutritivo.

Antes, porém, de prepararmos qualquer refeição, é bom lembrarmos algumas regras importantes que fazem da alimentação algo realmente diferente e a serviço da genuína qualidade.

Agradeça por Seu Alimento

Acredito que a gratidão seja uma das principais características de seres humanos generosos. A regra mais importante, ensinada por diversas tradições religiosas mundiais, é agradecer e oferecer o alimento a Deus. Procure transformar estas atitudes em hábitos diários. Assim sua cozinha não mais será apenas um local de rotina, mas um templo de promoção da vida. Oferecer nosso alimento a Deus após o preparo também é uma das formas de vitalizá-lo! A comida ganha outro sabor! Antes de todas as refeições é bom lembrarmos que milhares de pessoas no mundo não têm o que comer, por isso, qualquer desperdício pode ser um ato de crueldade com nossos irmãos.

Ensino meus filhos a não deixarem no prato nenhum grão de arroz, pois somente isso já seria uma agressão a quem passa fome. Também mostro a eles fotografias, para dar exemplos, de crianças da Somália, da Etiópia e do nordeste brasileiro. Explico que isso acontece não porque o mundo tenha pessoas demais ou alimentos de menos, mas porque o egoísmo humano, com suas organizações políticas e sociais, não distribui corretamente os recursos alimentares.

É por tudo isso que devemos agradecer diariamente a presença do alimento em nossa mesa. O ideal seria orarmos pelos alimentos quando eles chegam a nossas casas, ao término dos preparos e anteriormente às principais refeições, mesmo em restaurantes e lanchonetes.

Atitude no Preparo

Sempre que dirijo preparos em grandes cozinhas, procuro criar com a equipe um clima de bom humor. Também faço exercícios coletivos de relaxamento muscular seguido de oração ecumênica. Já estive em cozinhas que mais pareciam cemitérios, não pela presença de

carnes, mas pela frieza nas relações humanas e no trato com os ingredientes. Procuro explicar

a

cozinheiros e a auxiliares que nosso humor, bom ou mal, contamina o preparo do alimento

e

poderá influenciar a vida de quem consumi-lo. Se nós estamos irritados, sentindo ódio,

raiva ou medo, se sentimentos de inveja surgirem à flor da pele ou se as preocupações com a

vida estiverem corroendo nosso sistema nervoso, o ideal é não cozinharmos ou

41

alimentação saudável

com receitas inteligentes

manipularmos alimentos. Por isso, fazer da cozinha um local alegre, relaxante e sagrado é condição básica ao preparo saudável. É claro que não iremos passar fome por estarmos irritados, mas o bom senso sempre deve ser nosso maior guia.

Transforme a cozinha de sua casa num laboratório alquímico onde a vida seja favoravelmente manipulada para gerar mais vida. Esta é a maneira de transformar rotina em ritmo e prazer.

Atitude no Comer

Procurei acima refletir sobre a importância da gratidão como parte do hábito alimentar. Há, porém, outras posturas indispensáveis para que a alimentação não seja um ato apenas mecânico.

Por mais simples que seja sua casa, é vital que você procure transformar o alimento em arte. Uma mesa pode ficar muito bonita com arranjos preparados com folhas e frutas. As saladas jamais devem ser atiradas, mas bem organizadas e dispostas, mesmo que, por exemplo, você tenha na dispensa apenas alface e cenoura.

Meu desejo, logicamente, é que os grãos germinados que ensino no capítulo sobre alimentação viva e em algumas receitas a seguir, sejam presença diária em sua vida. Mas se você tiver apenas alface e cenoura, disponha folhas de alface circularmente em um prato e arrume sobre elas outros círculos alternados de alface picada, cenoura cortada em fatias diagonais e cenoura ralada. Essa atitude é um ato de respeito à vida e ao alimento que formará seu corpo. Comece a comer sempre pela salada e deixe a bebida para trinta minutos ou uma hora após.

Ao sentar à mesa, independente de ser um suco matinal, um jantar social ou um lanche numa lanchonete, procure estar com mãos limpas e unhas em dia, seus cabelos devem estar bem penteados, as roupas também devem estar alinhadas e adaptadas ao momento.

Vai aqui outra sugestão que diz respeito ao fato de não vivermos isolados. Um bom curso de etiqueta e comportamento social pode ser nobre ferramenta para o cotidiano. Saber comportar-se corretamente à mesa, utilizando pratos, copos, talheres é tão importante quanto se conduzir bem no trânsito. Regras são importantes em todas as ocasiões para que não aconteçam disparidades.

A boa etiqueta associada ao vegetarianismo torna-se mais nobre por dispensar crueldades. Particularmente não passo dificuldades nessas ocasiões. As pessoas notam não na forma, mas no conteúdo, meu comportamento alimentar diferenciado e vêm fazer perguntas sobre saúde e vegetarianismo. Dessa forma já consegui ajudar muitas pessoas a pouparem vidas animais e ganharem saúde com sabor e harmonia.

A correta mastigação, conforme expliquei anteriormente, também é condição básica para a digestão eficaz e faz parte da boa educação. Engolir mastigando pouco, além de insalubre, é um ato deselegante. Não é necessária, todavia, o exagero de mastigar trinta ou cinqüenta vezes cada garfada. Basta que o alimento, dependendo de sua consistência, seja

42

alimentação saudável

com receitas inteligentes

engolido o mais próximo possível da forma líquida. Você mastigará um cereal integral mais de cinqüenta vezes, mas não há sentido em mastigar tanto, por exemplo, um purê de mandioca.

Organização das Receitas

Como você deve ter notado, em todos os capítulos, a partir de princípios e fundamentos, explico genericamente algumas formas de preparo. A idéia, no que tange às receitas a seguir, é ensinar especificidades e pratos derivados desses princípios.

Inicialmente, devido ao fator saúde, pensei em apresentar a meus leitores apenas receitas vegans, aquelas, sem nenhum derivado de origem animal. Mas sabendo das diferenças nas buscas e tendências humanas, resolvi apresentar também alguns pratos com derivados lácteos na composição. Quero, entretanto, lembrar que tanto o ato de comer ovos quanto o de utilizar leite e seus derivados pode ser semelhante ao de comer carne na medida em que os mesmos animais são explorados de forma impiedosa para a produção industrial desses produtos. Galinhas são forçadas a ficarem acordadas dia e noite para aumentarem a postura. Perus são torturados na época de natal. Vacas são estimuladas glandularmente a

produzirem mais leite, tornando-se animais estressados. Bezerros são afastados de suas mães

e alimentados com complementos artificiais para que sobre leite para as pessoas. Assim, fica

a sugestão que você procure leite e derivados, na medida do possível, de vacas ou cabras bem tratadas e não destinadas à morte.

Quanto à utilização de ingredientes orgânicos, fica subentendida em todas as fórmulas de preparo. Procure sempre os alimentos que forem melhores para você e que não agridam seres indefesos da natureza.

Referente aos temperos, embora reconheça os efeitos colaterais desagradáveis do alho

e da cebola, os utilizarei, demonstrando possibilidade de substituição. Também estimularei o uso de ervas aromáticas que auxiliam na digestão, tornando os alimentos muito mais nutritivos e saborosos.

Água

43

alimentação saudável

com receitas inteligentes

Eis outro assunto digno de imenso seminário. Mas em nossa proposta basta saber que a água para preparo de alimentos é essencial. É preciso que além de filtrada seja também purificada de produtos químicos prejudiciais.

Há no mercado vários filtros que além de tornarem a água potável ainda a magnetizam exatamente como acontece no interior da terra, o que é profundamente desejável. Sobre esse tema há muita informação no mercado e podemos ajudar àqueles que necessitarem de orientação.

Tenho amigos donos de restaurantes que buscam em fontes puras a água para suas cozinhas. Assim, a comida fica mais rica em minerais e muito menos contaminada já que a água de torneira traz um complexo coquetel de produtos químicos que transcende nossa imaginação.

44

alimentação saudável

com receitas inteligentes

Chás digestivos

Um chazinho digestivo pode ajudar muito após uma refeição. No entanto, vejo muitas pessoas e restaurantes se equivocarem ou não saberem exatamente quais são os chás digestivos. Por esse motivo, servem-se chás calmantes como é o caso da erva cidreira, do capim santo, camomila, folha de laranjeira ou do maracujá e tantos outros que somente atrapalham o processo digestivo. Veja que os chás calmantes chegam a parar a digestão, causando grandes transtornos!

Os chás ideais, tomados em pequenas porções após a comida seriam o chá verde ou sua versão tostada também chamada de “banchá”, o funcho ou erva doce, o habú também chamado de “chá chinês”, a marcela, a menta e o manjericão, além de tantos outros que você deve conhecer em nome da boa saúde!

Comer ou Beber

A vantagem do chá digestivo após as refeições é o fato de saciar a vontade de beber

líquidos e evitar esse hábito tão prejudicial que cria muitos gases e inchações na barriga. Para

tal ele deve ser degustado lentamente pois, o que mata a sede não é a quantidade de líquidos que tomamos mas o tempo de contato no interior da boca.

Os líquidos devem ser bebidos num espaço de duas horas entre as principais refeições. Devemos separar bem os conceitos e as horas do comer e do beber, pois, isso associado ao bom hábito do chazinho digestivo, nos trará sensação de grande bem estar e ajudará para que prolonguemos muito mais a vida nesse mundo onde desejamos fazer o bem!

Óleos Vegetais

A grande maioria dos óleos vegetais não é interessante no uso diário. Para preparos

culinários devemos buscar de preferência os óleos vegetais prensados a frio, pois, os prensados a quente envolvem uma grande quantidade de produtos químicos indesejáveis e prejudiciais. O óleo de soja deve ser sempre a última opção. Para cozinhar utilize sempre o mínimo possível de óleo, o suficiente para que os alimentos não grudem.

Costumo preparar vários pratos sem óleo e, ao final do cozimento, acrescento azeite de oliva ou óleo de gergelim em pequenas gotas. Vejo esses dois como essenciais para a boa saúde. O óleo de girassol também pode ser uma saída interessante desde que comprovadamente virgem.

É desnecessário dizer que as frituras devem ficar reservadas somente para dias de

festas! Mesmo assim, devem ser acompanhadas de seus contra-venenos: o nabo, o rabanete e muitas saladas cruas com folhas verdes e verduras coloridas.

Sal

Prefira sempre o sal natural também chamado de “sal marinho” em suas receitas. Trata- se do sal não refinado e não acrescido de iodo. O sal marinho já tem o iodo na dose certa que

45

alimentação saudável

com receitas inteligentes

necessitamos. Considero uma falta grave mexer industrialmente num alimento que poderia ajudar tanto e transformá-lo num pó desvitalizado.

Seja moderado para salgar alimentos. A maioria necessita de apenas uma colher de sopa de sal marinho para um quilo de preparo.

Temperos

Não pretendo aqui aprofundar a questão dos temperos, assim como não aprofundei as demais. A utilização de temperos pode exaltar ou comprometer completamente uma receita.

O ideal é que acrescentemos temperos à base de folhas secas somente em estágios avançados da cozimento ou refogamento. Ao contrário, neutralizamos seus ácidos graxos e acabamos com seus sabores característicos.

Lembre-se sempre de que cebola e alho são incompatíveis na mesma receita, aliás, o ideal seria que os consumíssemos em refeições separadas e reduzíssemos seus usos pois são altamente excitantes ,principalmente juntos e, embora sejam ótimos remédios terapêuticos, tendem a causar distúrbios de atenção que nos dificultam pensar, estudar e concentrar. O gengibre, utilizado moderadamente, pode substituir o alho e a cebola conferindo aos pratos um sabor oriental muito interessante. Tempero verde sobre os pratos quentes, além de charmoso, acrescenta sabor e muitos benefícios. Curry, açafrão, cúrcuma, assa-fétida e cardamomo, além de lembrar a velha Índia, são altamente antioxidantes e, na dose correta são maravilhosos para a vida.

Pesos e Medidas

Confesso que não sou um bom cozinheiro! É claro que me esforço no sentido de fazer o melhor possível, mas conheço pessoas cujo dom é infinitamente superior ao meu. Comparo-me àquele cantor que nasceu com voz ruim e sem ritmo. Ele precisa de imensa dedicação para fazer algo atraente, mas, com o tempo, consegue conquistar um expressivo número de ouvintes.

46

alimentação saudável

com receitas inteligentes

Uma de minhas maiores dificuldades sempre foi trabalhar com medidas corretas e saber quanto pesam determinadas porções. Nas oficinas recebo muita ajuda de donas de casas craques nesse ofício. Vou, porém, nas explicações das receitas, produzidas para a cozinha caseira, escrever tudo por extenso para que não haja dúvidas.

Tenho disponíveis outras versões das mesmas receitas, destinadas a restaurantes e cozinhas industriais. Nesses casos não trabalho com medidas em colheres ou xícaras, mas com pesos e proporções específicos para que não aconteçam erros. Lembre que os alimentos mudam de densidade dependendo de época do ano, região, umidade, tipo de plantio etc. Isso significa que medidas e pessoas podem variar muito, assim como quantidades de nutrientes, o que pode causar erros em receitas ou dietas padronizadas.

Veja abaixo alguns exemplos de conversões de medidas:

01

colher de chá rasa

Média de 05 gramas

01

colher de chá cheia

Média de 10 gramas

01

colher de sopa rasa

Média de 15 gramas

01

colher de sopa cheia

Média de 30 gramas

01

colher de sopa de farinha

Média de 40 gramas

01

xícara

Média de 200 gramas

01

copo americano

Média de 250 gramas

Oficinas Práticas

As receitas que aqui apresento são as mesmas desenvolvidas nas oficinas práticas que ministro regularmente. Muitas delas são sucessos nas aulas oferecidas aos clientes de várias redes de supermercados, entre elas, Extra e Pão de Açúcar cujas cozinhas são maravilhosas e super equipadas. Nesse tipo de encontro, as alunas, a maioria senhoras, disputam as vagas que acabam sendo poucas. Esses encontros são lotados. Também tenho a oportunidade de demonstrar muitos preparos saudáveis em jornais, revistas e programas de televisão, através dos quais milhares de pessoas telefonam e enviam mensagens eletrônicas solicitando maiores informações e detalhes sobre meu trabalho. O esforço, então, das próximas páginas será, então, apresentar ao máximo esses detalhes e informações importantes quanto ao preparo.

Impossível, todavia, é transmitir por escrito aquilo que nas aulas práticas é demonstrado ao vivo e a cores. É por isso que minhas oficinas continuam ativas e viajando por várias localidades brasileiras.

47

alimentação saudável

com receitas inteligentes

ALIMENTAÇÃO VIVA

A alimentação viva é o aspecto mais importante do trabalho que tenho desenvolvido junto a comunidades, escolas e empresas. Através dela podemos melhorar muito nossa vida, abandonar com o tempo e orientação o uso de remédios e despertar para uma maior sensibilidade psíquica e espiritual na medida em que comer vida somente traz vitalidade. Devemos utilizar a proporção mínima de 50% de alimentos crus para 50% de cozidos no dia a dia. Isso significa que utilizaremos a balança e a régua do bom senso para medir as quantidades.

Comer alimentos crus é condição básica para uma vida melhor. A salada crua e artisticamente colorida deveria ser o prato central em nossa mesa, tendo ao redor todos os demais. Você deve diariamente comer hortaliças variadas na cor, textura e sabor, incluindo folhosas e raízes. Bom lembrar que folhas exóticas como as de batata doce, mastruz, manjericão e beldroega constituem saladas maravilhosas. Também as frutas da época produzidas na região em que vivemos, deveriam diariamente fazer parte de nosso cardápio saudável. Apesar dos séculos que temos ingerido refeições cozidas, nosso computador biológico não aprendeu a processar os alimentos alterados pelo fogo.

A leucocitose digestiva é um dos principais efeitos dessa prática, pois, não reconhecendo cozidos e os interpretando como presenças estranhas, o organismo ativa mecanismos de defesa produzindo, assim, mucosidades e indisposições. Por isso, iniciar a refeição pela salada e pratos não cozidos é uma prática altamente saudável na medida em que oferecemos primeiro os crus que serão mais facilmente digeridos e ajudarão na digestão dos cozidos, reduzindo ou evitando a leucocitose digestiva.

Brotos e Grãos Germinados

No mundo inteiro a alimentação viva vem sendo resgatada e servindo como eficaz ferramenta para recuperação e promoção da saúde. No passado, o alimento não cozido era principal nas comunidades cristãs-essênias e muitos outros povos o utilizaram. Hoje é possível desenvolvermos em casa essa cultura que em pouco tempo mostrará seus resultados positivos principalmente na vida de nossos filhos. A produção caseira de brotos e grãos germinados, pelo fornecimento ostensivo de energia vital e grande quantidade de nutrientes essenciais, é tão importante para famílias e comunidades como tomar água, dormir e respirar.

Veja, por exemplo, a comparação em 100g. de trigo:

48

alimentação saudável

com receitas inteligentes

Mineral

Trigo germinad

Trigo integral

Trigo branco

Cálcio

71mg.

45mg.

14mg.

Fósforo

1050mg.

423mg.

86mg.

Magnésio

342mg.

133mg.

0,5mg

Fonte: “Os Cereais”, de J.R.Vascocellos - Macrozem

Minha experiência pessoal com brotos caseiros tem sido ótima. É possível produzirmos brotos em casa e germinarmos uma grande quantidade de grãos como por exemplo os de feijões em geral, feijão azuki, lentilha, ervilha, alfafa, trevo e rabanete. Para a produção é necessária uma pequena estrutura composta de peneira côncava, bacia média, caixas plásticas quadradas medindo em torno de 5cm.de altura, aspersor para água e terra preta orgânica.

Comecemos, entretanto, distinguindo didaticamente a diferença entre brotos e grãos germinados. Broto é o estágio avançado de germinação inicial da semente. Normalmente os brotos têm entre 8cm. e 10cm. de altura e apresentam folhas definidas. O grão germinado, como já disse, é o momento inicial quando apenas uma pequena haste aparece.

Para iniciarmos o preparo caseiro de brotos ou grãos germinados, as sementes devem ficar de molho durante 24 horas. Costumo deixá-las na pia da cozinha, dentro da bacia, cobertas com um pano limpo para evitar eventual invasão de insetos. Após esse período, você deve lavar as sementes utilizando a peneira que necessita ser côncava semelhante a uma concha. Então, é só continuar lavando (irrigando sua micro horta!) diariamente sem necessidade de tirar os grãos da peneira, não esquecendo de utilizar um pano escuro para evitar insetos e imitar o escurinho da terra. Entre quatro e sete dias a maioria das sementes germina e sua plantação caseira chega ao período de colheita. Veja as vantagens dessa técnica: Rapidez no preparo, baixo custo, dispensa agrotóxicos e fertilizantes, aproveitamento de pequenos espaços domésticos, possibilidade de grande variação de culturas e fornecimento de altas doses de energia vital, ou seja, vida. Além disso os brotos e grãos germinados são as fases mais ricas em nutrientes no desenvolvimento vegetal. Eles são facilmente digeridos e assimilados e correspondem em suas características fisiológicas a um processo pré-digestivo pelo qual as proteínas são decompostas em aminoácidos, os carboidratos complexos em açúcares simples e as gorduras em ácidos graxos. Há também o aumento da presença de minerais, enzimas, fitormônios e antibióticos naturais.

Três germinações são minhas preferidas pela grande facilidade, rapidez e variedade de derivados. São as sementes de trigo, girassol e alfafa. As duas primeiras também podem ser cultivadas na terra, em pequenas caixas, o terceiro, preferencialmente na água. Abaixo passo a comentá-las individualmente.

Germinação do Trigo

Em 24 horas, após ficar de molho na água, a semente do trigo já demonstra seu germe. A planta, em seu estágio inicial, concentra mais vitaminas e sais minerais do que as

49

alimentação saudável

com receitas inteligentes

folhas adultas. A molécula das plantas, através da fotossíntese, que na presença da luz solar absorve gás carbônico e o transforma em oxigênio, é também responsável por benefícios mais diretos ao organismo humano. Sempre procuro adquirir sementes de origem orgânica para potencializar o processo. Então é só distribuir as sementinhas germinadas sobre dois centímetros de terra preta em uma caixa plástica. Caso queira, você pode fazer, utilizando um prego quente, pequenos furos no fundo dessa caixa para que o excesso de água da irrigação escoe. Utilize apenas o aspersor (spray) de água e tenha cuidado para não deixar a terra muito molhada, o que pode gerar fungos e até matar seu plantio.

Ao espalhar o trigo sobre a terra não é necessário deixar espaço entre os grãos, você deve cobrir totalmente o espaço de forma a não enxergar a área de plantio. A experiência mostra que os grãos, de trigo ou outros, cobertos pela terra demoram mais para germinar. Então é importante, como já disse, que você cubra inicialmente sua micro horta com um pano, já que as sementes necessitam de ambiente sem luminosidade para o devido desenvolvimento. O tempo de colheita, dependendo de clima e região é de aproximadamente sete dias, ou seja, quando o capim do trigo estiver medindo entre 8 e 10cm. Aqui em Brasília, onde o clima é seco e quente, esse tempo leva até dez dias. O trigo germinado é usado em curas de três semanas, cada dois ou três meses, mesmo na pequena proporção de três colheres de chá por dia nos alimentos ou fora das refeições.

Resumindo a Germinação do Trigo

Deixe o de grão de trigo seco de molho na água durante 24 horas.

Após, escorra a água e deixe os grãos em uma peneira.

Molhe a peneira várias vezes ao dia com aspersor para manter a umidade.

Quando despontar as primeiras raízes, esparrame os grãos sobre um recipiente com terra preta orgânica, sem necessidade de espaço entre eles.

Cubra o recipiente com um pano escuro.

Dentro de cinco a sete dias, as folhas alcançam a altura de 8 a 10cm cortar o broto e preparar o suco.

Suco Verde com Capim de Trigo

É o momento de

Nesse estágio o capim de trigo já está com altura em torno de 10cm., pronto para ser colhido e imediatamente (para não perder a energia vital) levado ao liquidificador ou centrífuga (mais indicada pelos especialistas já que elimina mais fibras , facilita a absorção e facilita a digestão) para preparo do suco de clorofila, também chamado de “suco verde”, “sangue vegetal” ou “luz do sol líquida”.

O ideal seria ingerirmos o suco diretamente retirado do capim do trigo pela centrífuga na dose diária de 20ml. (o que corresponde a ingesta de 700g de vegetais verdes diversos!) mas para driblar o sabor não muito comum, ele pode ser preparado com abacaxi,

50

alimentação saudável

com receitas inteligentes

limão, goiaba, maracujá, maçã, laranja ou conforme sua preferência. Utilize sempre uma mão cheia de capim para 500ml de água ou suco, adoçando, caso prefira, com melado de cana, açúcar mascavo ou stévia natural .No caso de usar frutas doces como base, não é necessária a utilização de mascavo ou rapadura.

Reforço a importância desse suco verde ser ingerido imediatamente após o preparo. Ao contrário ele oxida, amarga e torna-se impróprio ao consumo. A utilização de jarras escuras e bem fechadas aumenta um pouco mais a vida útil dessa bebida vitalizante. A grama do broto de trigo está, cada vez mais, fazendo parte do cardápio de atletas por indicação de nutricionistas esportivos. Pesquisas demonstram que entre as fontes de clorofila, no capim de trigo é onde ela está mais concentrada.

Resumindo o Preparo do Suco Verde com Capim de Trigo

Corte o capim quando estiver medindo entre 8cm e 10cm.

Leve-o à centrífuga e retire o suco.

Tome 20ml todas as manhãs.

Caso não tenha centrífuga leve uma mão de capim ao liquidificador com 500ml de água mais a fruta de sua preferência.

Se desejar, utilize para adoçar açúcar mascavo, demerara ou melado.

Todo suco verde deve ser bebido imediatamente ao preparo para não oxidar.

Caso necessite guardá-lo, utilize jarras escuras e não faça-o por mais de uma hora na geladeira

Leite de Trigo

Você também pode utilizar o grão de trigo recém germinado, antes de ir para a terra e se transformar em capim, para fazer o leite de trigo. Basta utilizar meia xícara de sementes germinadas para uma xícara de água, batendo ao liquidificador e, após, batendo novamente com a fruta de sua preferência, rapadura picada, melado de cana ou açúcar mascavo. Utilize o leite do trigo em receitas que peçam leite de vaca e tudo sairá perfeito.

Esta receita, como você verá adiante, também pode ser preparada com girassol hidratado.

Pão de Trigo Germinado

Embora não estejamos tratando aqui de um alimento cru, outra possibilidade na utilização do trigo germinado é o preparo do pão. Você deve utilizar 2 xícaras de trigo germinado, bem moído ou passado no liquidificador para 3 xícaras de farinha de trigo integral fina e preparar o pão, amassando bem, colocando fermento e acrescentando ervas aromáticas conforme sua preferência.

51

alimentação saudável

com receitas inteligentes

Pão Essênio: O Pão da Vida

O pão essênio está entre os principais alimentos consumidos por Jesus! Trata-se de um milagre em termos de nutrientes e energia vital. Também é produzido com trigo germinado, mas ao invés de ser assado ao forno, é desidratado ao sol como se fosse uma passa de fruta. Nesse processo de desidratação o pão essênio torna-se crocante, seco, gostoso e altamente nutritivo. Pelo fato de ser exposto apenas à luz solar, as enzimas naturais do trigo não se destróem e você ingere um pão de trigo com a maioria das vantagens do trigo vivo.

Nesse sentido o pão essênio pode ser chamado de “o legítimo pão da vida” que associado com o “sangue vegetal”, a clorofila, justifica a expressão “milagre” que utilizei acima. Mas você poderia me perguntar como fazer o pão essênio, já que mora numa região onde o sol não é intenso ou está numa estação do ano em que o astro rei não mostra a cara. A resposta é simples, veja no texto abaixo.

Forno Desidratador: Como Construir

No caso de dificuldade ou ausência de luz solar e desejando produzir o pão essênio (ótimo para quem adora pão e não adora engordar!), você necessariamente terá que adquirir um forno desidratador cuja estrutura não passa de uma caixa, lâmpadas internas e pequenos ventiladores. No mercado esse tipo de forno não custa tão caro hoje, em torno de 100 dólares. Sabemos que em São Paulo estão disponíveis. Caso porém, o leitor não os consiga encontrar, pode fazer contato conosco que faremos a devida indicação.

Havendo porém, algum sol em sua região, a montagem do forno desidratador caseiro exige poucos materiais.

Um modelo mais simples pode ser feito até com uma caixa de papelão: Você deve forrar a caixa, utilizando cola ou fita adesiva, com papel alumínio ou laminado, o interior de uma caixa cuja medida seja no máximo 50cm. de largura por 20cm. de altura. Após forrada você deve abrir uma janela em cada lado, cortando com um estilete, formando quatro janelas que devem medir no máximo 25cm. de largura por 7cm. de altura que serão cobertas com uma telinha tipo filó para a circulação do ar. Não esqueça de utilizar bem a cola ou fita adesiva para que o papel laminado não solte, principalmente nas bordas.

Tudo ok, agora vamos construir a tampa apenas com um vidro cuja medida cubra a

abertura da caixa. Caso você tenha um vidro menor, não há problema, cubra o excedente com

a mesma tela que utilizou para as janelas laterais. A tampa de seu forno deve ser presa com fita adesiva em apenas um lado para que abra e feche com facilidade,imitando uma porta.

Pronto, agora é só moer bem o trigo germinado ou batê-lo (sem exagero) ao liquidificador, sem água, apenas úmido aplicando sal marinho, cebola ou maçã raladas, uma pitada (opcional) de óleo de oliva, formar pequenos discos do tamanho da palma de sua mão

e levá-los sobre pratos ou tabuleiros ao forno desidratador por você construído e expô-los ao sol durante todo o dia, do amanhecer até o final da tarde. Duas lâmpadas fortes aplicadas sobre os pães também funcionam na ausência do sol, o que não é vantajoso do ponto de vista

52

alimentação saudável

com receitas inteligentes

econômico. É assim que você preparará o pão essênio com todos os nutrientes do trigo cru e germinado, ideal para um lanche de final de tarde. O pão essênio pode ser guardado na geladeira por um ou dois dias e não deve ser aquecido. Seu forno caseiro também servirá para desidratar frutas que deverão ficar expostas de 2 a 5 dias em pedaços médios no caso de frutas grandes como mamão e abacaxi.

Germinação da Cevada

Você pode germinar a cevada utilizando todas as técnicas da germinação do trigo. Porém, por conter menor quantidade de glutem, ela não tem liga para ser transformada em panifícios, sendo necessário nesse caso, o acréscimo de farinha de trigo. Mas é possível preparar o leite e seu capim também fornece um delicioso suco de clorofila.

É com cevada germinada, seca e moída que se prepara a farinha de malte, tônico do estômago e agente eficaz da nutrição que contém vitamina B12 (anti-anêmica). Todas as pessoas que digerem mal os amidos (massa, batata inglesa, farinha de cereais etc.), a farinha de malte é recomendada na proporção de colher de sopa acrescida aos alimentos durante o cozimento. Eventualmente pode-se misturar farinha de malte com nossos pratos preferidos. É também possível utilizar o grão da cevada cozido como o arroz integral. Convém evitar cevada perolada, muito polida.

Germinação do Girassol

Para germinar o girassol utilize o mesmo método do trigo, inclusive para fazer o leite que é muito saboroso, desde que as cascas das sementes sejam retiradas totalmente antes de liquidificar. A diferença, porém, é que o capim do trigo, devido a grande quantidade de celulose, não pode ser consumido diretamente, enquanto o broto de girassol plantado na terra é uma salada excepcional para qualquer ocasião. Você colhe o broto de girassol em 5 ou 6 dias e mistura-o às verduras e legumes crus de sua preferência. Não esqueça de lavar minuciosamente no caso de colher com a raiz. Em meus plantios, quase sempre corto com tesoura e deixo a raiz na terra.

Germinação da Alfafa

O grão germinado de alfafa é um dos mais nutritivos. Além do grande potencial energético vital, comum a sementes no início da germinação, é rico em minerais como magnésio, fósforo, alumínio, cloro, silício, sódio e potássio na proporção adequada para construção e fortalecimento de ossos e dentes, tonificação da musculatura, regularização do ritmo cardíaco e aumento de leite materno. As quantidades das vitaminas A, C, E e K também são altas, o que muito ajuda na conquista de uma vida saudável e um organismo equilibrado.

A alfafa também pode ser utilizada para produção de grãos germinados na água e brotos na terra. Os grãos germinados da alfafa, tenros e deliciosos, servem como salada, recheio de sanduíches e complementos de saladas mistas. Os brotos, mais firmes e com

53

alimentação saudável

com receitas inteligentes

folhas desenvolvidas, servem para produção do suco verde de alfafa, uma das melhores fontes de clorofila que pode ser associada opcionalmente ao capim de trigo, à couve, hortelã e outras folhas verdes. Leia abaixo o parágrafo sobre as vantagens do suco de alfafa.

Outros Brotos e Grãos Germinados

Além dos brotos e grãos germinados que acabei de explicar, é possível produzirmos muitos outros dentro da mesma lógica. Apenas os produzidos a partir de feijões, principalmente do feijão preto, sugiro que você consuma apenas no início da germinação. A experiência me demonstrou que eles não são interessantes para consumo em folhas por conterem toxinas. O grão geminado de feijão também serve para enriquecimento de sopas e outros pratos.

Shake de Cacau Vivo

Vamos começar tendo acesso à amêndoa do cacau que é aquela parte interna do fruto!! O preço não é dos mais baratos, mas é importante termos em casa uma quantidade razoável para que nosso corpo possa se beneficiar diariamente.

Para preparar 500ml de shake devemos utilizar 2 colheres de sopa bem cheias de amêndoas de cacau, o que significa mais ou menos 10 unidades. Elas devem ser deixadas de molho da noite para o dia.

Como o shake é totalmente cru, vamos utilizar além do cacau vivo, 500ml de água de coco gelada e recém tirada, 8 nozes hidratadas (utilizar o mesmo processo da amêndoa de cacau), 1 colher de sopa de linhaça hidratada (que pode ser substituída por 3 colheres de sopa de aveia em grão ou flocos finos), 2 ou 3 bananas (a banana e a linhaça dão grande cremosidade à bebida, mas você pode também utilizar outras frutas como mamão e maçã). As frutas já são bem doces, mas se você quiser adoçar mais um pouco pode utilizar moderadamente o melado de cana ou pitadas de mascavo.

Comece batendo o cacau na água de coco durante 1 minuto na maior velocidade do liquidificador. Após, acrescente os demais ingredientes e bata por mais 1 minuto. Pronto! Prepare-se para levar todos ao delírio. As crianças adoram essa receita viva, crua, vegan, energética e nutritiva que poupa a mãe vaca dispensando seu leite e economiza gás no fogão.

Os

amantes

do

chocolate

(chocólatras)

encontram

aqui

um

alimento

saborosíssimo onde a culpa pode ficar no banco de reservas.

Essa fórmula me foi passada por meu bom amigo Giridhari Das que já a utiliza há uns 2 anos, esbanjando saúde e força incomuns. Ao utilizá-la você se sentirá forte e mais ligado. Sirva em copos apropriados para shake logo após o preparo. Os esportistas ficarão perplexos com os resultados.

Onde Encontrar Verduras e Sementes Orgânicas

54

alimentação saudável

com receitas inteligentes

Em sua cidade você sempre localize os produtores orgânicos que plantem para alimentar pessoas. Além de vegetais e hortaliças de qualidade eles podem lhe fornecer as sementes e a terra para sua produção caseira. Também as feiras orgânicas e lojas de produtos naturais, além de alguns supermercados, oferecem hortaliças e sementes puras.

Tenha cuidado com verduras hidropônicas produzidas em escala, apesar de a maioria não utilizar venenos, é necessário o acréscimo de certos minerais em grande quantidade à água, tornando a verdura desequilibrada: Hidropônicos não são orgânicos.

Faça uma Horta Caseira

Além da produção caseira de brotos e grãos germinados, você pode descobrir que a horta em casa é uma atividade muito terapêutica tanto no sentido da alimentação quanto da atividade física, já que é altamente prazerosa e movimenta toda a musculatura.

Para a excelência nesse investimento, são necessários alguns instrumentos como pá de corte, pá de concha, enxada, ancinho, baldes, regador, mangueira e outros. No menor dos espaços você pode plantar couve, brócoli, rúcula, alface, tomate e outras hortaliças. Num espaço maior você pode plantar muitas frutas e hortaliças maiores como abóboras, melancias e melões. Quando mexemos na terra, levamos sementes ao solo, regamos, cuidamos dos canteiros, colhemos e consumimos, estamos imitando Deus e possibilitando vida para muitos seres. Você instalará um novo ecossistema em seu quintal onde além de gêneros comestíveis poderá plantar flores e plantas decorativas que lhe trarão grande alegria.

Não esqueça de plantar girassol ao redor de sua horta ou terreno, ele servirá de alimento para pássaros e insetos que não virão a seu plantio. Afinal, na natureza, deve haver espaço para todos pois todos desejam comer com qualidade.

Existem muita informação sobre hortas caseiras na Internet. Também as prefeituras através das secretarias de agricultura, assim como as sedes da Embrapa e da Emater, normalmente oferecem por escrito as técnicas de plantio doméstico. Morei em uma cidade onde havia muitas hortas comunitárias, espaços onde a vizinhança se reunia para plantar e dividem as colheitas. Fica aqui a sugestão !

Minhocário Doméstico

Como orientação geral, sugiro que o leitor interessado comece com a organização de um minhocário. Você deve fazer uma armação com pedras, tijolos, madeiras ou utilizar um grande cano de cimento, desses sem fundo. Dentro dessa armação que poderá medir 50cm.X 50cm. por 50cm. de altura, você colocará em camadas restos de folhas, cascas ou estrume de animas na proporção de uma parte para duas de terra, colocando algumas minhocas e deixando fermentar por uns 30 ou 40 dias. Após esse período você ficará surpreso com o surgimento de minhocas gigantes e bem criadas. Então você espalhará esse húmus com minhoca e tudo sobre seus canteiros que deverão ser fofos e ,se possível, modelados com tijolos ou pedras para que a terra não se espalhe com as chuvas.

55

alimentação saudável

com receitas inteligentes

A partir daí é tudo com você! Descubra as melhores épocas para plantio. Pesquise sobre técnicas biológicas, permacultura e agricultura biodinâmica. Estou à disposição para passar as melhores informações através de meu endereço eletrônico que você encontra na apresentação desta obra.

Um Milagre Chamado Clorofila

Do ponto de vista químico a clorofila tem quase todos os componentes do sangue. Foi o Dr. Richard Willstatter, um químico alemão, que descobriu as semelhanças existente entre a molécula de clorofila e a de hemoglobina, substância vermelha do sangue, responsável pelo transporte do oxigênio para as células.

Mais oxigênio e nutrientes para o sangue é sinônimo de mais disposição e vitalidade para o corpo. A hemoglobina é composta por um átomo de carbono, um de hidrogênio, um de oxigênio e um de nitrogênio, agrupados num átomo simples de ferro:

 

H

C

Fe O

N

A clorofila possui os mesmos elementos, sendo que o átomo em torno do qual se agrupa é o de magnésio:

 

H

C

Mg O

N

Assim como as algas possuem a maior quantidade de traços minerais do mar, a clorofila possui a maior quantidade de traços minerais da terra. Uma das melhores maneiras de aumentar o sangue vermelho no corpo é usar a clorofila em forma concentrada, ou como sucos vegetais. Ela constitui uma grande riqueza nutricional na prevenção e terapêutica da anemia. A clorofila está presente na maioria dos vegetais atingidos pelos raios solares.

Assim como a luz solar controla o cálcio orgânico, as verduras também controlam o cálcio do corpo. Nenhum elemento tem acesso mais rápido à corrente sangüínea do que a clorofila. Ela é, assim, um fator nutricional importante e um dos maiores curadores da natureza. A clorofila que vai para o corpo, no entanto, leva uma quantidade generosa de vitaminas A, complexo B, C, E e K , aminoácidos, minerais e enzimas. A oferta de vitamina K no suco de clorofila ajuda no processo de coagulação do sangue. Daí a função cicatrizante e reguladora do fluxo menstrual da bebida verde. Também facilita a absorção de cálcio pelo organismo e evita doenças como osteoporose.

56

alimentação saudável

com receitas inteligentes

A clorofila ajuda na eliminação de toxinas do sangue, fortalece o sistema imunológico, tem função antinflamatória e controla o peso. Cuidado: O estresse e a deficiência na alimentação dificultam a eliminação de toxinas pelo corpo. Se a pessoa bebe muito suco de clorofila concentrado, pode querer jogar toda a sujeira fora de uma vez e provocar diarréias e vômitos. Comece lentamente!

Incluir porções variadas de vegetais vivos e vitalizantes e nos hábitos alimentares é uma de nossas grandes necessidades, tendo em vista o fato de que os alimentos industrializados produzem excesso de acidez orgânica e que a clorofila é um auxílio no processo de sua eliminação.

Suco de Alfafa

Indicado para pessoas em estado de estresse, depauperadas ou em grande atividade física ou mental. Utilizado na convalescença e na complementação alimentar como uma grande fonte de energia, tem ação desintoxicante e depurativa, fortalece o sistema circulatório e o músculo cardíaco, ajuda a eliminar radicais livres, auxilia no tratamento da hipertensão arterial, previne anemias, regulariza a função intestinal, combate o mau hálito e protege a célula hepática.

Suco de Dente de Leão

Exerce grande atividade no fígado, vesícula biliar e nos rins. Com seus sais nutritivos naturais, purifica o sangue neutralizando todos os ácidos. É indicado no tratamento auxiliar de eczemas, dispepsias, diabetes, constipação crônica, distúrbios e hemorragias menstruais, cálculos vesicais e melhora do apetite dos convalescentes. Na gota e artrite tem muito boa indicação.

Suco de Couve

É remineralizante forte, laxante, vermífugo, tenífugo, estimulante do apetite, tônico para crianças em crescimento. É indicado nos casos de úlceras gástricas e duodenais, asmas e bronquites, disenterias, problemas hepáticos, cálculos renais, hemorróidas, colite ulcerativa, menstruação difícil ou dolorosa, bócio exoftálmico e anemia.

Suco de Salsa

Por suas propriedades medicinais, é utilizado como estimulante, diurético, anti- séptico peitoral. É também indicado para regularizar a menstruação, para hidropisia, reumatismo, cálculos renais e problemas gástricos.

Preparo e Utilização de Sucos Verdes

Costumo oferecer vários tipos de sucos verdes a meus filhos. Se você não vive essa maravilhosa experiência, faça o teste e perceba com seus próprios olhos. No início pode ser um pouco difícil, mas não há organismo, principalmente infantil, que consiga resistir muito tempo às coisas da natureza. É importante que você varie diariamente os tipos de vegetais.

57

alimentação saudável

com receitas inteligentes

Folhas como as de abóbora e batata doce e outras também dão excelentes sucos. Mas é vital que você obtenha folhas ou vegetais frescos e, de preferência, isentos de agrotóxicos, lavando-as bem com água corrente. Depois, liquidifique ou centrifugue bem, misturando água com caldos de frutas conforme narrei no parágrafo sobre o capim de trigo. Costumo utilizar uma xícara de folhas socadas para 500ml de água, mais o suco de fruta. Não esqueça de coar e beber na hora, diariamente entre as refeições, em pequenos goles, ensalivando bem. Você pode também utilizar os sucos verdes na papa do bebê, misturar à massa do pão, ao caldo do feijão ou sopas, no preparo de panquecas, bolinhos, massas e outros pratos.

Resumo das Principais Benefícios da Clorofila

Estimula a limpeza do intestino

Desintoxica o fígado

Aumenta a produção de hemoglobina

Auxilia na absorção de cálcio

Retarda o envelhecimento

Acelera o processo de cicatrização

Elimina odores do corpo

Limpa dentes, gengivas e elimina o mal hálito

Fortalece o sistema imunológico

Regula a menstruação

Neutraliza as toxinas ingeridas

Evita e melhora problemas com excesso de açúcar no sangue.

O Iogurte é um Alimento Vivo ?

Sim. Tenho procurado incentivar as comunidades que oriento a preparar o iogurte, explicando que os lactobacilos revitalizam o leite que recebem do governo através de programas sociais. Veja que o ideal seria abrirmos mão da utilização de qualquer lácteo, mas diante da realidade em que vivemos, não podemos desperdiçar esse recurso que pode ter importante papel nutricional se utilizado adequadamente.

Em sua magistral obra “Alimentos: Melhor Remédio para a Saúde”, resultante de uma pesquisa sobre nutrição a partir de alguns milhares de cientistas, a escritora Jean Carper também critica a ingesta de leite. Entretanto, defende o consumo de iogurte! As pesquisas demonstram um grande aumento da capacidade imunológica dos consumidores de iogurte. Jean Carper afirma que aquele que consome duas xícaras diárias de iogurte, chega a desenvolver cinco vezes mais imunidade. Tenho encontrado ótimas referências aos lácteos fermentados, inclusive em obras convencionais. Algumas apresentam o iogurte como excelente reconstrutor da flora intestinal, após tratamentos com antibióticos. Meu grande amigo e irmão, o médico toxicologista e homeopata Dr. José Fischtner aconselha suas

58

alimentação saudável

com receitas inteligentes

pacientes acometidas de cândida e tricônomas vaginais a utilizarem o iogurte localmente. Ele explica que os lactobacilos são bactérias ferozes contra fungos e outras bactérias patogênicas, curando rapidamente as infecções femininas mais comuns.

Há aqui um aspecto ético importante: Busque utilizar, para preparo do iogurte, leite orgânico de vacas ou cabras que não sejam destinadas à morte!

Como Preparar o Iogurte Caseiro

É muito fácil. Você deve ferver o leite, não importando aqui a quantidade. Após, resfrie e oxigene o leite derramando entre vasilhames várias vezes. A temperatura ideal para preparo do iogurte é 40 graus, um morno mais para quente. Percebendo essa temperatura que pode ser testada com termômetro ou, no caso da produção caseira, com a ponta do dedo, você deverá acrescentar ao leite morno 200ml. de iogurte natural, misturando mais algumas vezes ao derramar entre vasilhas. A partir daí deixe descansar de um dia para o outro. Apesar de sugerir esse espaço de tempo tenho conseguido fazer iogurtes firmes como queijos em apenas 4 horas de descanso. Tudo depende da esterilização dos recipientes e de sua agilidade que surgirá com o tempo. Não esqueça de servir o iogurte com frutas, tendo o cuidado de não misturar as doces com as ácidas. Com um copo de iogurte natural é possível prepararmos até 30 litros de iogurte.

Néctar de Fruta com Iogurte

Eis uma receita divina chamada de “lassi” na Índia. Você mistura uma xícara de iogurte caseiro com duas xícaras de suco de fruta. Pode ser de laranja, maracujá ou outro. Então bata no liquidificador com mascavo ou melado de cana. As crianças adoram o néctar de iogurte. É uma bebida ideal para festas e aniversários.

Molhos Vivos à Base de Iogurte

Você também pode produzir ótimos molhos a partir do iogurte. Costumo preparar um clássico que leva uma xícara de iogurte, 2 limões espremidos, orégano, salsinha picada e cenoura ralada. Uma pitada de alho amassado pode dar um toque bem especial. A partir daqui você pode criar vários outros molhos “vivos” com iogurte que darão mais sabor a suas saladas e grãos germinados.

Queijo e Coalhada

Perguntas sobre esses alimentos sempre surgem em meus seminários e palestras. A coalhada, apesar de mais digestiva, não é um alimento vivo como o iogurte pois é produzida por processo químico, utilizando caldo de limão. No caso da coalhada produzida com leite de vaca ou cabra sem ferver e exposto ao sol, tem maiores doses de vitalidade. Quanto ao queijo, na grande maioria, não constituem alimentos vivos e podem ser indigestos. A melhor maneira de consumir queijo é na companhia de seus digestivos naturais chamados azeitona e orégano, regado a saladas com limão e alimentos crus.

59

alimentação saudável

com receitas inteligentes

RECEITAS DE SALADAS

Apesar de termos um grande capítulo sobre alimentação viva, creio que sempre é pouco, por isso, resolvi também ensinar algumas saladas básicas, mesmo sabendo que não há receita para salada, na medida em que a mãe natureza já as oferece prontas. O que precisamos, assim, é de apenas alguma habilidade para misturar cores e sabores. Você deve criar formas e desenhos sempre novos.

Utilize a técnica da mandala e faça saladas redondas, com cores alternadas de vários matizes. Lembre-se que a salada deve ocupar sempre o centro da mesa como núcleo de arte e vitalidade. A utilização de flores comestíveis como a capuchinha e a camboquira (flor da abóbora) sempre dão um tom especial que cativa até mesmo a mais insensível das almas.

Em minha jornada de mais de duas décadas de alimentação saudável já preparei milhares de saladas, mas jamais repeti nenhuma de forma exatamente igual! Penso que a criatividade humana é tão grande que não tenha necessidade de repetir certas coisas. Toda mãe deve priorizar a salada e estimular seus filhos a esse consumo vital.

Afinal, se observarmos fenômenos naturais como o nascer e o pôr do sol ou o arco- íris, veremos que apesar de belíssimos, eles nunca voltam iguais. Em uma floresta você não encontra nenhuma planta ou animal igual ao outro. Nem entre seres humanos temos rostos, cabelos ou vozes iguais, mesmo no caso de gêmeos. Por isso tudo, convoco os artistas do dia- a-dia para transformarem o preparo de alimentos, principalmente de saladas, em terapias ocupacionais e atividades prazerosas como pintar um quadro, fazer uma escultura ou montar mosaicos.

Jamais esqueça, conforme não canso de repetir, que as verduras, legumes, frutas e até derivados animais como leite, queijo e ovos de origem orgânica são infinitamente melhores que suas versões convencionais. Eles são produzidos com intuito de gerar vida em todos os sentidos: Para plantas, animais e pessoas. Adquirindo orgânicos você estará verdadeiramente ajudando a mãe natureza!

Salada Primavera

Vamos a um exemplo de salada absolutamente colorida: Em um prato redondo, de fora para dentro, montando círculos bem definidos, organize os seguintes ingredientes: folhas de alface lisa, folhas de alface roxa, folhas de alface americana, rodelas de nabo comprido branco, rodelas de pepino, rodelas de tomate sem sementes, rodelas de rabanete, rodelas de cenoura, rodelas de pimentão sem sementes e folhas de hortelã, manjericão e broto de alfafa arrumados no centro. Utilize flores de capuchinha para enfeitar. Teremos assim uma verdadeira obra de arte que agrada aos olhos, ao paladar e ao organismo!

Tempere sua salada primavera com caldo de limão, gotas de shoyu, raspas de gengibre e azeite de oliva extra virgem. Não esqueça de colocá-la bem no centro da mesa

60

alimentação saudável

com receitas inteligentes

pois sua presença majestosa acalma as pessoas e transforma o meio ambiente num paraíso de cores.

Salada de Brotos

No capítulo sobre alimentação viva apresento o método caseiro para germinação de brotos diversos. Os brotos e grãos germinados são alimentos geradores de vitalidade. Uma salada a base de brotos representa verdadeira farmácia natural para prevenção de doenças e geração de saúde.

Ao redor de um prato redondo, arrume folhas de alface roxa e verde alternadas. Após, cobrindo as pontas das folhas de alface, coloque uma fileira circular de brotos de girassol, seguida de brotos de lentilha, brotos de rabanete e brotos de alfafa. Vá repetindo a seqüência até chegar ao centro do prato.

Caso, porém, deseje, você pode misturar bem todos os brotos e colocá-los no meio de um enfeite de meias luas de maçãs, cobrindo com castanhas raladas e molho de iogurte. Permita que sua criatividade lhe aponte vários caminhos, pois as possibilidades de combinações são infinitas.

Salpicão Vegetariano

Este preparo é muito visado aqui em Brasília. Muitas emissoras de televisão já filmaram sua seqüência divulgando para várias cidades do Brasil. Com muita freqüência pessoas me escrevem solicitando a receita, por isso, vou descrevê-la com riqueza de detalhes e todo o carinho para que ela possa também em sua vida fazer muito sucesso!

Você deverá utilizar a maionese descrita no capítulo sobre soja como base. Use 02 xícaras de maionese de soja para os seguintes ingredientes: 1/2 xícara de passa de uva preta, 1/2 xícara de abacaxi seco cortado em palitos, 01 xícara de maçã cortada em palito, 01 xícara de laranja lima cortada em palitos, 1/2 xícara de salsa picada, 1/2 xícara de cebolinha picada, 01 colher de sopa de gengibre ralado, 01 xícara de alface lisa cortada em fios , 01 xícara de alface roxa cortada em fios , 01 xícara de alface americana cortada em fios , 01 xícara de almeirão cortado em fios , 01 xícara de cenoura ralada em pedaços longos, 1/2 xícara de rabanete cortado em palitos, 1/2 xícara de nabo comprido cortado em palitos, 01 xícara de tomate cortado em palitos, 01 xícara de pepino com casca cortado em palitos, 1/2 xícara de pimentão picado, 1/2 xícara de azeitona verde sem caroço picada, 02 colheres de chá de sal marinho e caldo de 1/2 limão.

Agora é só misturar tudo muito bem com a ajuda de um garfo e arrumar sobre um prato enfeitado com folhas de acelga ou repolho. Está pronto um prato altamente protéico, vitamínico, riquíssimo em vários minerais e, o que é mais importante, repleto de vitalidade pois pouquíssimos de seus ingredientes são cozidos. Também é possível prepará-lo com iogurte ou maionese de abacate. Parabéns pela escolha inteligente!

Tabule Especial

61

alimentação saudável

com receitas inteligentes

Comece deixando de molho 01 xícara de trigo para quibe em 02 xícaras de água. Em torno de 02 horas o volume do trigo dobrará, formando as 02 xícaras de trigo que serão a base de nosso tabule. Então, leve-o a uma bacia e comece a misturar o seguinte: 1/2 xícara de passa de uva preta, 1/2 xícara de abacaxi natural cortado em palitos, 01 xícara de maçã cortada em palito, 1/2 xícara de coentro picado, 1/2 xícara de alho poró picado, 01 colher de sopa de alho ou gengibre ralado, 01 xícara de agrião, 01 xícara de alface lisa cortada em pedaços finos e pequenos, 01 xícara de alface roxa cortada em pedaços finos e pequenos, 01 xícara de alface americana cortada em pedaços finos e pequenos, 01 xícara de rúcula cortada em pedaços finos e pequenos, 01 xícara de cenoura cortada em palitos, 01 xícara de chuchu cru ralado, 1/2 xícara de rabanete cortado em palitos, 1/2 xícara de nabo comprido cortado em palitos, 01 xícara de tomate cortado em palitos, 1/2 xícara de lentilha germinada, 01 xícara de broto de alfafa, 01 xícara de folhas de hortelã,1/2 xícara de azeitona verde sem caroço picada, 1/2 xícara de azeitona preta sem caroço picada, 01 colher de sopa de sal marinho e caldo de 01 limão. Opcionalmente aplique 01 ou 02 xícaras de ricota esfarelada, nesse caso, corrigindo o sal.

Após bem misturado com auxílio de um garfo, estará pronto um prato saudável que poderia ser apresentado no capítulo de cereais, já que o trigo de quibe, também chamado de “trigo burgol” faz parte desse grupo de alimentos.

Sirva o tabule em dias quentes pois é um prato muito refrescante. Se desejar apresente-o num belo pirex sobre folhas de rúcula e enfeitado com pedaços de tomate seco e folhas de hortelã trituradas.

Salada Colorida em Cubos

A salada de cubos não está entre as mais fáceis de preparar, mas é uma verdadeira maravilha

. Ela facilita ingerirmos alimentos que normalmente não comemos na forma crua, o que é

altamente desejável para geração de saúde.

Você deverá cortar todos os itens em cubos bem pequenos, exatamente dos mesmos tamanhos uns dos outros ou muito próximos disso. Anote os ingredientes necessários, levando em consideração que já estejam cortados: 1/2 xícara de couve flor, 1/2 xícara de flores de brócolis, 01 xícara de manjericão, 1/2 xícara de chuchu, 1/2 xícara de nabo branco comprido, 1/2 xícara de beterraba, 01 xícara de cenoura, 01 xícara de maçã, 01 xícara de lentilha germinada, 02 xícara de tomate, 01 xícara de pepino com casca, 01 xícara de batata yakon (não é difícil encontrar), 01 xícara de palmito, 1/2 xícara de champinhon em conserva, 04 colheres de sopa de alcaparra, 1/2 xícara de caldo de maracujá e 1/2 xícara de azeite de oliva.

Misture muito bem os ingredientes até que a policromia fique bem definida. Se

possível faça um enfeite utilizando folhas de agrião e coloque a salada no meio. O maracujá

dá um toque muito especial no sabor. Se desejar coloque queijo mussarela picado, nesse caso

utilizar também um pouco de orégano, ou tofu assado em pedaços semelhantes.

Salada Multimistura Exótica

62

alimentação saudável

com receitas inteligentes

Temos preparado a “salada multimistura” em várias de nossas oficinas práticas. Ela faz sucesso e muita gente se dá conta que poderia ter utilizado seus ingredientes como alimento durante a vida mas não sabia disso.

Vamos começar pelos ingredientes que não são exóticos que servirão como pontapé inicial. Folhas de 01 alface crespa, 1/2 xícara de folhas de hortelã, 1/2 xícara de folhas de manjericão, 1/2 xícara de tomate picado e 01 xícara de cenoura ralada.

Seguem agora os alimentos que a maioria de nós não utiliza por desconhecimento:

01 xícara de talos de beterraba em pedaços muito finos, quase ralados, 1/2 xícara de serralha cortada fina, 1/2 xícara de dente de leão cortado fino, 1/2 xícara de língua de vaca cortada fina, 1/2 xícara de folhas de mastruz, 01 xícara de vinagreira cortada fina, 01 xícara de folhas de batata doce, 04 colheres de sopa de alecrim.

Se você não conseguir todos os ingredientes, faça a salada com os que forem possíveis. Monte misturando os ingredientes aleatoriamente ou organizando de forma artística conforme sua criatividade. Utilize caldo de limão ou vinagre de maçã para temperar. O sabor é extraordinário!

Saladas de Frutas: O Preparo Correto

Já que o tema é salada vamos trabalhar saladas de frutas. A maioria das pessoas prepara saladas de frutas de forma completamente equivocada. Misturam, por exemplo, mamão com abacaxi, o que torna a digestão muito difícil. Pretendo aqui colocar a base do correto preparo. Podemos dividir as frutas em 3 grupos distintos: ácidas, semi-ácidas e doces.

Alguns exemplos de frutas ácidas seriam abacaxi, acerola, carambola, laranja, limão, maracujá, mexerica ou tangerina, seriguela etc. Entre as semi-ácidas poderíamos citar ameixa, araticum, caju, genipapo, goiaba, graviola, kiwi, maçã, morango, pitanga e uva. E entre as doces estariam abacate, banana, caqui, coco, damasco, jaca, laranja lima (laranja do céu no Rio Grande do Sul) mamão, manga, melão, melancia, nêspera e pêssego.

Extremamente importante para a correta mistura das frutas é que você jamais misture doces com ácidas. As doces e as ácidas combinam com as semi ácidas, mas não se identificam entre si. Consumi-las na mesma salada pode ser início de um árduo processo de fermentação.

Frutas como melancia e melão são consideradas monofágicas, ou seja, não combinam entre si e com nenhum outro tipo de fruta ou alimento. Também o abacate, na medida do possível, não deve ser misturado diretamente com outras frutas. O limão, quando consumido separadamente torna-se alcalino, mas se misturado a outras frutas continua com efeito ácido.

Comece, então, um movimento de consciência e perceba como seu organismo agradecerá. A natureza tem dessas coisas. É preciso conhecê-la e respeitá-la para que ela possa nos ampliar a visão e a saúde!

63

alimentação saudável

com receitas inteligentes

CEREAIS INTEGRAIS

Na época em que praticava a chamada macrobiótica estava convencido que os cereais integrais, em especial o arroz cateto, eram os alimentos principais aos seres humanos. Mais tarde, após conhecer a medicina preventiva dos antigos essênios, percebi que pelo fato dessa escola de alimentação materialista pregada no ocidente principalmente por George Oshawa , utilizar quase tudo cozido, faltava no dia a dia energia vital, também chamada “prana” pelos orientais. Parti então para um regime com menos cereais e muito mais saladas cruas, brotos e frutas, incluindo folhas incomuns como as de batata doce, mastruz e beldroega.

Hoje, seguindo o ciclo natural da vida, retornei aos cereais, ou seja, percebi que eles são mesmo muito necessários. Não, porém, apenas em forma de papa ou pão, mas crus. Sim, crus em forma de salada, unindo as teorias dos cereais integrais e das saladas cruas. Isso não significa entretanto que eu não mais coma um delicioso sanduíche integral com patê de tofu e saladas ou não viaje no sabor transcendente de um arroz integral cateto preparado com curry e vegetais picados. Após reflexões, observações e práticas, tenho ensinado em minhas exposições públicas que o ideal é dividirmos durante o dia a quantidade de crus e cozidos, ou seja, podemos comer 200g. de arroz integral com feijão cozidos desde antes possamos ingerir também 200g. de saladas coloridas, biogênicas e bioativas como rúcula, cenoura, broto de lentilha e broto de alfafa.

Você pode, entretanto, alegar que não gosta de saladas não cozidas ou que, em seu caso, essa prática pode causar fermentação. Não há problemas! Você pode diminuir saladas no almoço e no jantar desde que durante o dia continue valendo a idéia do meio a meio entre cozidos e crus. Basta que você contrabalance utilizando frutas e sucos, é claro, respeitando as corretas combinações. Então, se você ao meio dia comeu 300g. de arroz integral com feijão, couve flor refogada, creme de beterraba, bife vegetal e um pouco de salada crua, no período da tarde, irá, por exemplo, saborear 300g.de salada de frutas doces e semi ácidas com maçã, mamão, manga, uvas etc.

História dos Cereais

Voltemos exatamente aos cereais. Eles estão presentes nas mais diferentes escolas de nutrição, dos essênios aos macrobióticos, na construção de um cardápio equilibrado. Em sua “Origem das Plantas Cultivadas”, A.L. Guyoto dá interessantes informações sobre a origem dos diversos cereais. Sinais de bolos de painço e de outros grãos silvestres foram encontrados desde a era paleolítica. Pesquisas em cidades suíças detectaram traços de trigo, cevada, aveia e painço. A cultura de trigo e centeio a partir da enxada, teria começado no início do neolítico. Naquela época se utilizavam nigela e joio, ainda desconhecidos em nosso meio. Do mesolítico, forma removidas camadas fossilíferas contendo trigo e cevada. No quarto milênio, cultivava-se trigo na Mesopotâmia onde a cevada era nativa. No baixo Egito, sexto milênio, semeava-se trigo, cevada, trigo candeal, trigo espelta e cevada. O painço era conhecido desde os tempos de Heródoto. Dois mil e quinhentos anos antes de Cristo, o trigo, o arroz e a cevada eram colhidos na Índia, particularmente no Hindostão. Os arianos cultivavam o trigo e a cevada. Na China, 2700 anos antes de Cristo, as semeaduras de trigo,

64

alimentação saudável

com receitas inteligentes

arroz, painço e sorgo eram motivo de importantes cerimônias. Há 2500 AC. Os egípcios já

conheciam a panificação. Em Tebas, nas pinturas do túmulo de Ramsés III aparece a fabricação de pão de trigo candeal. Na Síria, 1700 AC, o pão de trigo e de cevada constituía a base da alimentação. Tudo isso relaciona-se ao escrito bíblico: “E Deus diz: Eis, Eu vos

dou toda a erva que produz semente sobre a superfície inteira da terra

temos dado a devida importância aos cereais, nutritivos e baratos. Eles são desnaturados criminosamente pela indústria de alimentos. No capítulo sobre alimentos enriquecidos aprofundo a questão dos farelos e o tratamento dado aos cereais pelos chamados beneficiadores.

Entretanto, não

Os Principais Cereais

A Natureza nos oferece boa quantidade de cereais. Entre os mais utilizados estão o trigo, trigo sarraceno, arroz, centeio, milho, painço, aveia e a cevada. Também o sorgo que, embora pouco conhecido no Brasil, é uma das plantas mais cultivadas no globo terrestre, constituindo a base da alimentação de mais de 200 milhões de pessoas na África, no Egito, na Índia e na China.

Seria importante se pudéssemos em nossa rotina ter acesso a maioria deles, nas formas crua e cozida. Isso garantiria a presença de elementos indispensáveis através dos quais poderíamos alcançar uma saúde mais equilibrada e um maior nível de bem-estar.

O ideal seria variarmos diariamente os cereais, não sendo necessário, por exemplo, o consumo diário de arroz. Ao invés de arroz com feijão, poderíamos organizar um prato com polenta de milho verde e creme de ervilhas ou uma pizza com massa de trigo e centeio e cobertura de tofu, o queijo de soja, com ervas e especiarias. Também uma boa granola, preparada com flocos diversificados de cereais, leguminosas, sementes e frutas desidratadas, pode ser uma opção inteligente desde que eventual, pois sabe-se que a mistura de muitos cereais consumida diariamente pode provocar mucosidades indesejadas.

Agrotóxicos nos Cereais

Além desses cuidados essenciais devemos ter muita atenção com os agrotóxicos nos cereais que na maioria das vezes não são poucos. No caso dos integrais acumulam ainda mais venenos que os refinados por conterem uma embalagem mais sofisticada. Se você não tiver acesso a cereais de plantio orgânico, deixe-os de molho da noite para o dia trocando a água várias vezes, o que garantirá a redução dos aditivos químicos. Nesse caso, a retirada da água da primeira fervura também pode ser importante. Chegará o dia que essas preocupações inconvenientes não mais farão parte de nossas vidas!

Amaranto

O amaranto, pseudocereal de origem andina, apresenta conteúdo relativamente alto em proteínas, gorduras de excelente qualidade e minerais em relação aos outros grãos de cereais. Através de estudos realizados em laboratório, verificou-se uma queda dos índices sangüíneos de colesterol em coelhos hipercolesterolêmicos (embora o autor dessa obra seja contra experimentos em animais) devido ao consumo de amaranto extrusado. Além disso,

65

alimentação saudável

com receitas inteligentes

estão sendo realizadas pesquisas relacionadas ao amaranto tanto em relação ao mecanismo fisiológico de redução do colesterol como também a verificação desse abaixamento em humanos. A história do amaranto é muito fantástica. Estou preparando uma grande pesquisa sobre essa semente que, como a quinoa andina, é considerada milagrosa! Pretendo também montar oficinas a partir desses grãos que alcalinizam o sangue e podem ajudar grandemente na saúde do mundo ocidental.

Arroz

Pelo menos para a metade dos homens que povoam a terra o arroz constitui o principal elemento de alimentação. Na Europa, ele passou a ser cultivado a partir do século VIII. O arroz do Piemonte é ainda reputado e o de Camargue ocupa um lugar nos mercados de cereais. Se bem que contenha menos enxofre e menos ferro do que o trigo e o arroz, encerra os mesmos elementos minerais, com exceção do cobre, ausente conforme análise. Por outro lado, é muito bem provido de certas vitaminas de grande importância. É assim que nele são encontradas a pró-vitamina A, de crescimento e rejuvenescimento dos tecidos, as vitaminas B1 e B2, necessárias à assimilação e equilíbrio nervoso, bem como a vitamina PP (ou B3), anti-pelagrosa.

É extremamente importante observar que tais substâncias tão preciosas são

encontradas na superfície do grão., que são removidas com o descorticamento, tornando os grãos brancos. É por isso que o arroz polido, branco, perde a maior parte de suas vitaminas e de seus sais minerais.

Muito rico em hidrato de carbono, o arroz é importante energético, de boa digestibilidade, ele pode ser consumido quase imediatamente antes de um trabalho de força, uma competição ou outra prova de resistência.

Menos mineralizado do que o trigo, o arroz integral pode ser usado largamente, sem riscos de engordar. Isso é interessante para os que são atingidos pela arteriosclerose. É também, um hipotensor, aliás, prescrito em medicina, no “Regime de Kempner”.

O aspecto muito grosseiro de certos tipos de arroz integral torna desagradável a

lembrança de novidades vindas do naturismo. Isso merece atenção, porque toda impressão desfavorável do começo deixa traços na lembrança inconsciente. Pode ocorrer, também que o arroz exerça pouca atração sobre os olhos , principalmente das crianças. Para ser bem utilizado, um alimento deve ser atraente à vista do paladar. Por isso é conveniente preparar

arroz que tenha bom aspecto.

Muitas pessoas se enganam ao imaginarem que a presença de grãos vermelhos no arroz significam que ele seja mais integral ou mais nutritivo, ao contrário, esses grãos mais escuros são evidentes sinais de desequilíbrio no plantio e prejudicam a saúde na medida que contém fatores antinutricionais. Prefira sempre arroz cateto, de grãos curtos ao agulha, de grãos mais longos e pontiagudos. Mas independente do tipo, observe que seja sempre claro e com o mínimo possível de grãos vermelhos.

66

alimentação saudável

com receitas inteligentes

Enquanto mais claro o arroz é mais saboroso. Costumo prepará-lo de muitas maneiras e a partir de várias técnicas, as quais, explico no capítulo sobre receitas de cereais.

Aveia

É um cereal originário da Europa Ocidental. Seu nome científico é Avena sativa.

Ela auxilia no combate ao colesterol, estimula o apetite, é essencial para o crescimento humano, fortifica o músculo cardíaco, regula o sistema nervoso, fortalece a pele e os cabelos, por este motivo é tão usada em produtos de beleza. Todas estas propriedades existem devido à concentração de vitaminas do complexo B e vitamina E (para a reprodução) em sua composição. É também rica em proteínas, ferro, cálcio e carboidratos. É um produto que atua sobre a formação dos ossos e do sangue, estimula a energia física e psíquica e a capacidade de concentração. É o alimento ideal para os esportistas, pois fortalece a musculatura pelo aproveitamento total de seus hidratos de carbono e não pesa na digestão.

Possui três grupos de carboidratos: o primeiro é de fácil digestão, fazendo com que a aveia seja um cereal adequado para a alimentação na primeira infância. Uma outra fração se desmancha e intumesce, formando a mucilagem da aveia, componente principal de um mingau de aveia. A terceira fração é composta de carboidratos semelhantes à frutose (açúcar), que não precisam de insulina para sua decomposição, sendo então importantes na alimentação dos diabéticos.

Ao notarmos a largura de ombros e a resistência dos montanheses escoceses e escandinavos, que tem a aveia como base alimentar há centenas de anos, percebemos que esse cereal é altamente fortalecedor. Isso, é, aliás, confirmado em laboratório na medida que encontramos vários sais minerais como sódio, ferro, cálcio, magnésio, fósforo na aveia. Sua composição se aproxima bastante daquela do trigo, tanto quanto aos elementos minerais como vitaminas B1, B2, PP, niacina, E e caroteno. Foram até mesmo descobertos traços de vitamina D, anti-raquítica.

A aveia parece se conduzir como acelerador das funções tireodianas, o que nos faz

imaginar que seja excitante. Ela é o cereal básico das regiões frias e indicada para as épocas

de inverno por aquecer o corpo. A aveia contém um hormônio vizinho da folliculina, que age sobre a esterilidade e é recomendada em caso de uréia por ter propriedades antitóxicas. A aveia é recomendada igualmente na diabetes, por sua ação hipoglicemiante.

Com o cozimento dos grãos de aveia, à razão de 20g. por litro de água, fervida por meia hora, se obtém uma bebida diurética e ligeiramente laxativa.

Quando iniciamos uma reforma alimentar e procuramos abandonar certas bebidas excitantes habituais como o café, é aconselhável substituí-las por bebidas de frutas com aveia. A excitação será, assim, substituída por uma estimulação natural.

Centeio

67

alimentação saudável

com receitas inteligentes

Se você conhece alguém acometido de arteriosclerose, indique o pão de centeio! Não

se conhecem esta e outras doenças dos vasos sangüíneos em regiões como Rússia Meridional, onde o centeio é originário, e Polônia, onde o pão de centeio constitui a base da alimentação.

Não é possível prepararmos pão somente com a farinha de centeio. É necessária a presença do trigo na proporção mínima de 60% para que haja a liga promovida pelo glutem. Em minhas oficinas práticas tenho estimulado a presença do centeio em vários panifícios.

As pessoas sedentárias, principais candidatas a arteriosclerose, consumo dos pães de trigo e centeio.

devem alternar o

São, sobretudo, os sedentários, que com mais forte razão apresentam os sinais de arteriosclerose, pois ele favorece a circulação e a flexibilidade dos vasos, o que pode impedir a hipertensão arterial e atenuar suas conseqüências. Substituir, de tempos em tempos, o pão de trigo pelo pão de centeio, é uma prática importante para prevenir obesidade. Uma das grandes vantagens do pão de centeio é o fato de conservar-se mais tempo que o de trigo. Também é possível o preparo de massas, biscoitos, tortas e bolos.

Com os grãos, na dose de 30g. por litro, prepara-se uma decocção emoliente, ligeiramente laxativa e anti-hemorrágica.

Cevada

Cevada não serve apenas para fazer cerveja, aliás, muitas fábricas dessa droga legalizada, utiliza mais repolho do que cevada em seu preparo! Embora muita gente viciada em café faça cara feia para o café de cevada ou, para os íntimos, cevadinha, particularmente acho uma gostosa bebida.

Certa vez um amigo que não tinha esse hábito, foi visitar-me em Porto Alegre e, durante nossa conversa quer durou mais de quatro horas, sem perceber, acabou tomando mais de um litro de cevadinha, preparada com canela e rapadura. O resultado foi que acabou urinando na cama à noite, pois essa bebida é altamente diurética. Também é muito refrescante e especial para dias de calor, podendo ser bebida com gelo e limão. Todos os minerais identificados no trigo também estão na cevada em semelhantes proporções. Suas vitaminas B1, B2 e B3 (PP) contribuem para uma melhor utilização dos alimentos, enquanto seu caroteno (pró-vitamina A) favorece o rejuvenescimento dos tecidos. Devido ao fósforo, a cevada é preciosa para as células, inclusive as nervosas. Ela auxilia também a boa calcificação dos ossos.

Os flocos de cevada são obtidos por peneiramento da farinha, após o esmagamento do grão. O malte grelhado, empregado no lugar do café, é produzido a partir de cevada germinada e torrada conforme expliquei anteriormente.

A sopa de cevada é suave, emoliente e recomendável na maior parte das afecções

inflamatórias do sistema digestivo e das vias urinárias. A cevada contribui para drenagem

nas vias biliares e permite também o preparo, por decocção, na dose de 30 a 50 gramas por

68

alimentação saudável

com receitas inteligentes

litro de água, de uma bebida aconselhada às mulheres em período de lactação, podendo-se, se necessário, acrescentar cravo e canela para melhorar o sabor.

Gergelim

Apesar de não ser um cereal, pela semelhança e características físicas, incluo aqui o gergelim para que não percamos de vista este maravilhoso alimento. O gergelim, tanto branco quanto preto é uma das melhores fontes de cálcio, possuindo esse mineral três vezes mais do que o leite de vaca, sendo rico também em fibras, magnésio, fósforo, potássio, zinco, cobre, manganês, ferro, niacina, folatos, gorduras mono e polinsaturadas e fitoesteróis, constituindo-se num ótimo complemento alimentar. É uma semente oleaginosa, de excelente sabor. É utilizada na culinária natural, para enriquecer e enfeitar pratos.

A semente de gergelim tem grande importância no crescimento infantil e no aumento

da imunidade de pessoas de todas as idades, participando como auxiliar na prevenção de doenças cardiovasculares como infarto, angina e outras. Ela possui entre 15% a 20% de proteína, é altamente rica em triptofano, um aminoácido fundamental para a formação do hormônio serotonina, responsável pela sensação de calma e bem-estar. O triptofano existe em pouca quantidade no reino vegetal.

O gergelim também é rico em outro aminoácido chamado arginina que gera ácido

nítrico que melhora a irrigação sangüínea do cérebro, dos rins e do coração, beneficiando portadores de hipertensão e aterosclerose. Também é excepcional fonte de leucina e isoleucina, aminoácidos essenciais durante o exercício físico, no fornecimento de energia para a fibra muscular em conjunto com ácidos graxos. Além disso contém lecitina que apresenta funções antioxidante e protetora do fígado, além de ser importante no tratamento de problemas de pele como dermatites e pele seca.

Sempre brinco dizendo que talvez o gergelim seja a única coisa de valor nos pães de fast-foods! A partir do gergelim preparamos vários pratos como o tradicional tahini árabe e o delicioso gersal que ensino neste livro. O gersal serve como tempero para cereais, principalmente para o arroz e garante a presença do saudável gergelim em inúmeros pratos.

Germe de Trigo

Comentei nos capítulos sobre alimentos enriquecidos e alimentação viva, que, na medida do possível, devemos utilizar o grão de trigo em sua forma integral, preferencialmente cru e germinado. Sempre que fragmentamos os cereais integrais perdemos muitos nutrientes importantes.

O grão é um conjunto interativo de elementos cujos nomes variam em literaturas e

regiões. Normalmente temos no grão de trigo a película ou cutícula, composta por seis camadas nutritivas, mais o endosperma ou amido, ou seja a parte branca, que também contém o glutem e o germe, objeto, aqui, de nosso estudo.

O germe do trigo é o embrião, a futura pequena planta que, para se desenvolver,

retirará seu alimento do amido, presente como reserva e protegido pela película ou farelo. O

69

alimentação saudável

com receitas inteligentes

que normalmente é chamado germe é a associação do embrião e do escutelo, um pequeno órgão protetor da germinação. O conjunto dessas partes representa de 2% a 3% do grão. Porém, nessa pequena parte, estão 70% dos minerais, 80% das vitaminas do complexo B, 100% da vitamina E e a melhor parte da proteína.

Nesse saboroso alimento, hoje utilizado por milhares de pessoas no mundo, encontramos tantos elementos nutritivos que seria necessário um capítulo inteiro para apresentá-lo. Meu leitor, porém, deve ficar ciente que o germe de trigo está entre os melhores fornecedores de nutrientes, principalmente quando associado a leguminosas nobres como a soja

A extração do germe de trigo é delicada e até hoje muitos moinhos não são equipados nesse sentido. Para separar o germe é utilizado um peneiramento especial. O grande desafio do moleiro, aquele que mói os cereais, está na possibilidade de isolar o germe em sua forma mais pura, sem esmagar muito, pois quanto mais comprimido, mais tende a expulsar o óleo rico em vitaminas que contém. Como já disse, a operação é delicada e o rendimento baixo, ou seja, o grão de trigo contém 2% a 3% de germe e o moleiro separa apenas de 0,5% a 1%, tendo um rendimento de 25 a 30%, o que pode justificar o preço não baixo do germe de trigo no mercado.

Vamos comparar abaixo o germe de trigo com o leite de vaca no que tange a impressionante diferença de proteínas, cálcio, ferro, vitaminas B1, B2 e B3. Além desses o germe de trigo também é boa fonte de vitamina F, importante para o crescimento infantil e, como já comentei, a melhor fonte natural de vitamina E, essencial para a constituição de diversos órgãos do corpo e suas funções, em especial as reprodutivas.

Uma farofa de germe de trigo com rabanetes refogados na cebola e cortados em cruz é algo tão delicioso que torna-se inesquecível para sempre.

Nutriente

Germe de trigo

Leite de vaca

Proteínas (g)

26,6g

3,1g

Cálcio (mg)

72,0mg

12,0mg

Ferro (mg)

29,4mg

3,2mg

Vitamina B1 (mg)

2,01mg

0,04mg

Vitamina B2 (mg)

0,68mg

0,14mg

Niacina (mg)

4,2mg

0,2mg

Milho

Meus filhos adoram milho em todas as suas versões: cozido, assado, cuscuz, polenta, bolos, pães, mingaus e vários outros. No Planalto Central do Brasil temos a pamonha, um maravilhoso derivado de milho verde moído e cozido em invólucro feito da própria palha do vegetal. No Rio Grande do Sul há um prato semelhante, a polenta de milho verde, produzida com cereal novo, liquidificado, coado e cozido em panela de ferro. Esta receita, porém, é inferior a da legítima pamonha pois elimina substancialmente fibras importantes.

70

alimentação saudável

com receitas inteligentes

O milho foi introduzido na Europa após a descoberta da América, de onde ele é

originário. Se a aveia se dá melhor durante a estação fria, o milho prefere o calor. Esse cereal ocupa um grande lugar na alimentação dos habitantes das regiões quentes (Ásia Menor, África do Norte, certas regiões da América etc.). O grão desses países e de outros lugares, é maior e mais doce do que o produzido na França.

O milho não é grande construtor, sua proteína é carente de certos aminoácidos

essenciais, mas é um bom energético. Sua riqueza em hidrato de carbono é grande e contém bons ácidos graxos e açúcares. A farinha de milho deve ser fresca, pois oxida rapidamente.

Painço

Se você imagina que painço é comida apenas de passarinho, errou. Na verdade, essa

sementinha fantástica é utilizada para consumo humano há milênios por muitos povos. É muito rico em sílica e flúor natural, o que o torna um alimento potencialmente anti-cárie. Para utilizar o painço como alimento ou acrescentá-lo na farinha múltipla, após deixa-lo de molho por 24horas, você deve tostá-lo por alguns minutos em panela grossa, mexendo com colher de pau, cuidando para não queimar ou escurecer. O ideal na tostagem é quando os grãos começam a e dar pequenos estalos. Após resfriar você deve moê-lo ao liquidificador, acrescentar uma pitada de sal marinho e guardar em um vidro bem fechado. Por ser o mais alcalinizante de todos, é recomendado para problemas de pele. Também a riqueza em fósforo torna o painço um alimento especial para quem sofre de astenia, depressão nervosa e fadiga mental. Além do precioso fósforo, encontramos no painço muito magnésio e ferro. Considera-se que esse cereal seja a melhor fonte de vitamina A (regeneração celular). O painço, apesar de esquecido por muitas populações, tem a reputação de impedir o aborto, suprir as deficiências da gestante e reforçar as defesas naturais.

Quinoa

A quinua ou quinoa real é um dos grãos mais importantes da alimentação dos

habitantes do altiplano boliviano. É uma das principais fontes de proteína com percentual de 12,5 a 15%. Pela sua importância nutritiva, esse cereal se compara com a maioria dos alimentos de origem animal. A quinua não forma gordura no organismo e têm facílima digestão, caracterizando-se pela qualidade de suas proteínas dadas pelos aminoácidos essenciais que contém: isoleucina, leucina, lisina, metionina, fenilalanina, treotina, triptofano e valina. Por possuir 8 dos 10 aminoácidos que necessitamos, sempre que associada com qualquer fonte leguminosa, esta a completará e teremos proteínas completas.

A concentração de lisina na quinua é quase o dobro em relação aos cereais gramíneos. Contém vitaminas do compexo B, tiamina, riboflavina, vitamina C e vitamina E, com alto conteúdo mineral de potássio, cálcio, fósforo e outros.

No Brasil ainda não temos a cultura de consumo da quinua, mas ela pode ser consumida por pessoas de todas as idades que prolongarão suas vidas através de um alimento altamente alcalinizante e desintoxicante.

Não acrescentei receitas com quinua no capítulo das receitas de cereais porque pretendo estudá-la de forma especial, sabendo que, assim como o amaranto, é uma dádiva

71

alimentação saudável

com receitas inteligentes

da natureza para a melhoria da vida humana. Ela pode ser utilizada em massas de pães, bolos, bolinhos e também germinada na forma de brotos. Na Internet há muita informação sobre quinua. Sugiro que meus leitores pesquisem e recebam os benefícios!

Trigo

O trigo, embora exógeno, está entre os alimentos que mais admiro. Este nobre cereal

representou importante base alimentar para a civilização greco-romana-européia. Sendo rico em ácido glutâmico, é conhecido como o alimento que acentua a inteligência, a

criatividade e o raciocínio. Em nossa casa desenvolvemos o hábito de utilizar o grão integral, inteiro, para germinar, fazer suco, pão e outros derivados. Neste capítulo, entretanto, estarei falando genericamente sobre esse milagroso cereal, mas, no capítulo dedicado à alimentação viva desenvolvo inúmeros detalhes.

Acredito não ser por obra do acaso que um grande número de religiões mundiais utilizem o trigo em suas celebrações rituais. Na Igreja Católica a hóstia, feita de trigo, infelizmente branco nos dias de hoje, representa o corpo e a presença de Cristo. Na antiga eucaristia dos povos cristãos essênios, também chamados “terapeutas”, esse ofício era feito com o pão integral, não fermentado (vide receita) , assado ao sol, feito somente com puro grão de trigo moído, aliado ao vinho, representante também do sangue espiritual, a energia vital, que na época era puro suco de uva não alcoólico.

O trigo é um dos alimentos mais equilibrado e o melhor harmonizado para o homem

das regiões temperadas. Já foram identificados no trigo a maioria dos elementos minerais que existem no corpo humano e estão contidos em nosso organismo em idênticas

proporções.

Penso, então, no absurdo industrial de enfraquecer essa estrutura tão bem equilibrada, separando seus elementos e os entregando isoladamente ao consumidor, por exemplo, através de produtos à base de ácido glutâmico extraído do glutem, do germe de trigo etc. O grão de trigo deve ser utilizado tão completo quanto possível. Um rápido peneiramento da farinha destinada à panificação é admissível para evitarmos excessos de fibras.

Soube de experimentos com animais, que pessoalmente julgo cruéis pela inútil repetição em universidades, através dos quais foi provocado câncer utilizando-se certas condições, uma das quais consiste em fornecer apenas pão e arroz branco como dieta. Os animais voltaram ao normal quando o trigo branco foi substituído por integral.

Com a eliminação do farelo no processo de peneiramento, priva-se o cereal de importante fonte de sílica, a qual, é uma das principais construtoras do tecido pulmonar.

Os pesquisadores Rayo Villanova e Pardo Canalis, demonstraram que os pulmões, ricos em sílica são resistentes à tuberculose. A presença desse mineral é indispensável a certa síntese. Ele se encontra em grandes proporções no farelo de trigo, que é perdido com o descorticamento. É perdido também o invólucro do trigo, que se acha entre o embrião e a amêndoa, exatamente onde se acha quase toda a vitamina B1,a mesma que controla a

72

alimentação saudável

com receitas inteligentes

assimilação de nutrientes e o equilíbrio nervoso, e a vitamina E, também chamada de “Tocoferol Alfa”, muito ativa contra a esterilidade, asma, diabetes, câncer e doenças cardiovasculares.

Nas oficinas práticas que tenho desenvolvido em comunidades e empresas, produzimos em grupo pães, pastéis de forno, pizzas e bolos, demonstrando possibilidades de uso do grão germinado moído, da farinha integral e do farelo de trigo, o mais economicamente viável. Nessas receitas, ao invés de água, eventualmente utilizamos leite de soja e fermento de produção própria. Também preparamos leite de trigo e o suco de clorofila com capim de trigo, explicados no capítulo sobre alimentação viva.

No grão de trigo integral e na farinha integral, normalmente são encontrados os seguintes minerais:

Enxofre

Necessário à síntese cálcio-fósforo, da qual dependem a formação do sistema ósseo e do sangue.

Fósforo

Indispensável

à

calcificação

dos

ossos

e

a

formação

de

células

nervosas.

Cloro

Contribui igualmente para a formação dos ossos, dos tendões e dos dentes.

Sódio

Favorece a digestão e a assimilação.

 

Potássio

Ajuda também a digestão e a assimilação, assim como a formação das células do sangue.

Magnésio

Tem papel de proteção e regeneração da substância fibrosa dos nervos.

Cálcio

Atua na formação dos ossos, dos núcleos celulares, do sangue e da substância cinzenta do cérebro.

Ferro

Favorece a renovação do sangue (hematose), contribuindo para a formação de leucócitos, hemácias e hemoglobina.

A maioria das fontes de pesquisa sobre nutrição humana aborda enfaticamente a

importância dos oligoelementos. É suficiente, entretanto, poucos traços desses elementos para, na maioria das vezes, assegurar o sucesso de assimilação, fixação e utilização. O trigo, meu cereal preferido, contém várias dessas preciosidades !

Conforme comentei acima, com o descorticamento e a separação do farelo, acontece a eliminação de quase toda a vitamina B1 e E. Além delas, o trigo é ainda provido de vitaminas B2 (reguladora da nutrição), B12, K (anti-hemorrágica). Existem, também, traços de caroteno (pró-vitamina A, para o rejuvenescimento celular), vitamina D (anti-raquítica) e PP (ou B3), cuja carência leva a úlceras e rachaduras da pele.

Trigo Sarraceno

adaptar-se

bem a solos ruins. Ele também é conhecido como mourisco ou cachá e, apesar de ser

O trigo sarraceno, altamente nutritivo, tem como curiosa característica

73

alimentação saudável

com receitas inteligentes

chamado de “trigo”, não pertence a mesma família botânica do tradicional. Era o alimento principal dos povos nômades Sarracenos. Na Europa é famoso por seus efeitos terapêuticos e fortificantes. Contém mais cálcio do que o trigo comum e grandes quantidades de magnésio, fósforo, cobalto, níquel, flúor, vitaminas do complexo B, niacina e fibra. Em sua proteína são identificados os mais preciosos aminoácidos: lisina, arginina, histidina, cistina e também triptofano e sintonina, que se acredita não se achar em proteína animal.

Os laboratórios médicos extraem do sarraceno uma substância chamada “rutina” que forma a base de medicamento que deve prevenir a apoplexia.

Pode-se fazer dele um grande uso sem engordar. O sarraceno é muito especial para preparo de sopas, cremes doces e salgados, tortas, bolinhos e suflês. Por ser bastante energético é ideal para ser consumido nos climas frios.

74

alimentação saudável

com receitas inteligentes

RECEITAS DE CEREAIS INTEGRAIS

Os cereais integrais apresentam bom equilíbrio em termos de carboidratos, proteínas, vitaminas e sais minerais, fazendo parte da dieta de muitos povos da terra. Eles são grãos completos que não perderam nutrientes e fibras, tendo grande importância na nutrição diária.

Pretendo aqui apresentar os principais preparos que conheço e tenho ensinado em oficinas práticas. É importante que você compreenda bem toda a explicação antes de qualquer preparo, para gravar o princípio. Tenha sempre em sua cozinha bons temperos que tornarão seus pratos primorosos. Freqüente feiras de produtos ecológicos onde encontrará cereais mais baratos e com maior qualidade, estimulando pequenos produtores.

Vamos agora por mãos à obra e dar início a fórmulas que promoverão muita saúde, nos fazendo economizar em tratamentos, hospitais e farmácias. Além de minhas receitas, busque criar suas próprias e dividi-las com todos!

Arroz Integral: Preparo Tradicional

Arroz integral exige panela grossa. As melhores são as de barro e ferro! Quero passar a você várias formas de preparar arroz não branqueado ou refinado, com excepcionais vantagens nutritivas. O arroz integral contém ácidos graxos essenciais que reduzem a necessidade de óleo no preparo. Cozido apenas com água e sal, tanto o tipo cateto quanto o agulha, é uma delícia que pode promover mais qualidade de vida.

Se desejar, deixe o arroz integral de molho do dia para a noite. Se for de origem orgânica, utilize a mesma água para o cozimento.

Separe os seguinte ingredientes para essa alquimia especial: 2

xícaras

de

arroz

integral cateto ou agulha, 4 xícaras de água quente, 1 colher de sopa de sal marinho, 1 colher de sopa de óleo, preferência de oliva.

Basta que você escolha, lave e escorra o arroz, lembrando de se desejar, deixar de molho por 8 horas. Após, coloque-o numa panela para que seque e toste em fogo brando. Então, mexa de vez em quando para não queimar embaixo percebendo que o vapor da secagem já dá uma pré-cozida no grão. Depois disso, acrescente e misture o óleo, não é preciso fritar, derramando a água quente rapidamente e deixando ao fogo.

Sirva coberto com gersal, acompanhado com muita salada crua bem colorida. Escolha uma receita de feijão, lentilha, ervilha ou Grão-de-bico no capítulo de leguminosas para acompanhar e prepare-se para agradar muito!

Arroz Integral na Panela de Pressão

Eis aqui um método rápido e eficiente. Você fará o mesmo

que

fez

na

receita

anterior, utilizando os mesmos ingredientes, as mesmas quantidades, escolhendo e lavando o

75

alimentação saudável

com receitas inteligentes

arroz, mas sem a necessidade de deixá-lo de molho.

A vantagem dessa técnica é que o arroz se contrai pelo processo térmico, ficando muito mais solto, saboroso, menos volumoso e mantendo mais nutrientes.

Inicie o cozimento com fogo bem alto, deixando cozinhar por apenas dois minutos após o início da fervura. Após, desligue o fogo e aplique um peso sobre a válvula da pressão para que o vapor não escape. Costumo enrolar a panela com um pano grande, tipo toalha de mesa, para manter o calor, deixando descansar por, no mínimo, duas horas. Após isso, abra a panela surpreenda-se com o resultado. Sirva da mesma forma indicada na receita anterior ou use a criatividade conforme as receitas a seguir!

Arroz Integral à Grega

Acredito que os gregos eram muito felizes, pois, para inventar algo tão exótico, colorido, saudável e saboroso, só poderiam estar manifestando grande alegria de viver!

Um arroz á grega bem preparado é um prato que agrada qualquer pessoa, da mais simples a mais exigente. Minha receita faz muito sucesso nos restaurantes que oriento e com meus alunos que o preparam com entusiasmo.

Os ingredientes podem variar, mas vamos separar os principais: 3 xícaras de arroz integral cozido na pressão, conforme a segunda receita, 1 xícara de azeitonas verdes bem picadas, ½ xícara de azeitonas pretas bem picadas, ½ xícara de passas de uvas mistas, 1 xícara de maçã picada, 1xícara de ervilhas frescas cozidas, 1 xícara de milho verde fresco, 1 xícara de cenoura “al dente” cortada em pequenos cubos, ½ xícara de tomate seco bem picado e ½ xícara de cebola refogada em pouquíssimo óleo que pode ser substituída opcionalmente por alho poro ou por uma colher de chá de assafétida, ¼ xícara de azeite de oliva.

Basta misturar muito bem todos os ingredientes em uma travessa de aço ou tigela de vidro, utilizando um garfo, cobrindo com um pano e deixando descansar por uns 20 minutos. Após, sirva acompanhado de saladas verdes com maravilhosas folhas de alface americana, brotos de rabanete, rodelas de nabo comprido cobertos com caldo de limão e salsinha picada.

Arroz Integral a Carreteiro

Os tradicionais são 3 xícaras de arroz integral , 4 ,½ xícaras de água, e 1 xícara de proteína de soja média cozida e espremida, 1 beterraba média refogada e bem picada, 3 tomates sem sementes e picados, 1 colher de chá de colorau, ½ xícara de milho verde refogado, 1/2 xícara de tofu picado, 2 batatas cará cozidas bem picadas, 1 cebola picada, 1 xícara de couve flor picada, ½ xícara de azeitona sem caroço, 2 colheres de sopa de óleo de oliva. Esquente o óleo em uma panela grande e acrescente a cebola picada até que doure. Após, acrescente a proteína que deve ter sido cozida por 5 minutos e bem escorrida. Toste a proteína mexendo com uma colher de pau até que fique bem seca. Então acrescente os demais , com exceção do tofu e deixe refogar durante uns 15 ou 20 minutos Acrescente o

76

alimentação saudável

com receitas inteligentes

arroz, a água e deixe em fogo médio em panela de pressão por mais 20 minutos ou até que cozinhe. Após, cubra com tofu e leve ao forno brando por 10 minutos O arroz integral a carreteiro é um prato de sabor excelente , ótimo para ocasiões especiais, feito especialmente para quem têm dificuldades em abandonar a carne de origem animal.

Quando indico proteína de soja média estou querendo me referir a pedaços de tamanho intermediário com mais ou menos 1 centímetro, já disponível no mercado. O molho shoyu encaixa bem na receita ampliando o teor protéico. As pessoas que utilizam queijo podem cobrir com parmesão ao invés de tofu, não esquecendo uma boa cobertura com tempero verde.

Arroz Integral à Indiana

Não vamos aqui preparar o arroz indiano clássico da Índia, mas uma receita abrasileirada! A quantidade de pimenta utilizada pelo indianos é, às vezes, exagerada para nossa realidade, por isso, temos que ter cuidado de além de não assustar, agradar paladares.

Preparei esse prato oriental em várias ocasiões festivas. Há muitas versões de arroz indiano. Na próxima receita apresentarei outra possibilidade.

Comecemos separando 2 xícaras de arroz integral, preferencialmente cateto, 1 colher de chá de curry, 5 folhas de hortelã, 2 cravos da Índia, ¼ colher de chá de cominho moído, 1 pitada de noz moscada moída, 01 colher de sopa de azeite de oliva, 1 colher de chá de gengibre ralado, 1 colher de chá de sal marinho, 1 pitada de pimenta do reino ¼ xícara de salsa picada, 1 laranja lima descascada e cortada em rodelas longitudinais.

Agora vamos preparar meticulosamente lembrando que estamos elaborando comida de filósofo: Quando o arroz estiver quase cozido acrescente o curry. Em outra panela refogue os demais no óleo quente. Após, misture tudo ao arroz em uma tigela de pirex e enfeite com a salsinha e as rodelas de laranja lima. Esta receita também é ótima para festas e ocasiões exóticas.

Arroz Integral à Indiana com Amendoim

Continuando com arroz indiano, este preparo me parece mais simples e também é muito atraente. Os ingredientes são apenas 3 xícaras de arroz integral cozido, 1 xícara de passas de uvas pretas, 1 xícara de amendoim tostado e sem pele e, 1 colher de sopa rasa de sal marinho, 2 colheres de sopa de azeite de oliva e 1 colher de sopa de curry. Uma possibilidade para esse prato é a utilização das folhas do curry (curypata) que seriam anteriormente tostadas em pouquíssimo óleo e acrescidas ao processo.

Vá misturando os ingredientes ao pouco com a ajuda de uma garfo. Procure não mexer com colher pois tende a empapar o arroz. A opção de cobrir com coentro picado e pequenas raspas de gengibre antes de servir pode ser interessante.

Baião de Dois com Feijão Azuki

77

alimentação saudável

com receitas inteligentes

Nas receitas de leguminosas ensino o bom preparo dos feijões azuki e preto, inclusive na versões “feijoada”.

Vamos utilizar 2 xícaras de arroz integral para 1 xícara de feijão azuki, ½ cebola picada ou a mesma quantidade de alho poro, o que também pode ser substituído por 1 colher de sopa de gengibre ralado, 2 colheres de sopa de óleo, 1 colher de sopa rasa de sal marinho, 3 e ½ xícaras de água quente, junte também ½ pimentão bem picado, ½ colher de chá de cominho e 2 folhas de louro.