Você está na página 1de 2

RELAES ENTRE A EPSTOLA DE BARNAB E A DIDAQU

RELANTIONSHIPS BETWEEN EPISTLE OF BARNABAS AND DIDACHE

Jos Aristides da Silva Gamito

A Didaqu um documento muito importante do cristianismo primitivo. Ela


esteve perdida at metade do sculo XIX. A sua data de composio posta em torno
do ano 70 d. C., na Sria. Foi citada por autores como Clemente de Alexandria,
Orgenes e Atansio. Trata-se de um catecismo atribudo aos 12 apstolos e que aborda
assuntos como disciplina eclesistica, moral e prtica litrgica.
A Epstola de So Barnab teve origem provavelmente em Alexandria por volta
de 117 a 132. Trata de assuntos de doutrina. O interessante um tema comum a estes
dois documentos: A doutrina dos dois caminhos. Alguns estudiosos sugerem que estes
textos podem ter sido baseados em uma fonte comum. A tradio dos dois caminhos
de origem judaica.

Epstola de Barnab, captulo 18:

Sobre esse assunto, chega. Passemos para outro tipo de


conhecimento e ensinamento. Existem dois caminhos de
ensinamento e autoridade: o da luz e o das trevas. A
diferena entre os dois grande. De fato, sobre um esto
postados os anjos de Deus, portadores da luz; e sobre o outro, os
anjos de satans. Um Senhor de eternidade em eternidade, o
outro prncipe do presente tempo da iniquidade.

E continua no captulo 19:

Este o caminho da luz: se algum quer andar no caminho e


chegar ao lugar determinado, que se esforce em suas obras. Eis,
portanto, o conhecimento que nos foi dado para andar nesse
caminho.

Didaqu, captulo 1:

Existem dois caminhos: o caminho da vida e o caminho da


morte. H uma grande diferena entre os dois. Este o caminho
da vida: primeiro, ame a Deus que o criou; segundo, ame a seu
prximo como a si mesmo. No faa ao outro aquilo que voc
no quer que faam a voc.
Os dois textos usam a metfora dos dois caminhos para introduzir orientao
moral e em seguida lista vcios e virtudes.

REFERNCIAS

BARNAB, Epstola de.

DIDAQU: A Instruo dos Doze Apstolos.

MIRUS, Thomas V. Church Fathers: The Didache and the Epistle of Barnabas.
Disponvel em: https://www.catholicculture.org/commentary/articles.cfm?id=628 .
Acesso em 26 jul. 2017.