Você está na página 1de 92

MANUAL DE

MEDICAMENTOS
DE PEDIATRIA
PARA O INTERNO

Dra Maria Alice Holanda


Pediatra

Colaboradores:
Alonso Pinto e Silva
Amália Maria Fernandes de Sá Duarte Filha
Amanda Braga Santos
Claudia Monteiro Aires de Oliveira
Francisco Túlio de Oliveira Carvalho
Isadora Isis Fernandes Vieira
Mariana de Oliveira Matias Santiago
Morrana Miranda Assis de Moraes Rêgo
Priscila Cavalcanti Rolim
Renata Gizani de Moura Leite
Renata Ribeiro Silva
Sinaly Vasconcelos Vieira
Sinval Cavalcanti Neto
Walkiria Gadelha de Sá Fontes
SUMÁRIO

1. ANALGÉSICOS.......................................................................1
2. ANTI-INFLAMATÓRIOS.......................................................2
3. ADSORVENTE E ANTIFISÉTICO.........................................3
4. ANTIESPAMODICOS............................................................3
5. PROTETORES GÁSTRICOS..................................................4
6. ANTIEMÉTICOS E REFLUXO...............................................5
7. ANTIBIÓTICOS ORAIS E PARENTERAIS...........................6
8. ANTIBIÓTICOS TÓICOS.......................................................7
9. ANTIBIÓTICO OFTALMOLÓGICOS...................................10
10. ANTIPARASITÁRIOS E VERMINOSES............................11
11.ANTIALÉRGICOS E ANTI-HISTAMÍNICOS.....................16
12. CORTICÓIDES....................................................................19
13. ACNE E AFTAS...................................................................20
14. AMIGDALITE ESTREPTOCÓCICA...................................21
15. ANEMIA FERROPRIVA.....................................................21
16. ASMA..................................................................................22
17. BRONQUITE.........................................................................27
18. CERA....................................................................................27
19. CONSTIPAÇÃO...................................................................28
20. CONJUTIVITE....................................................................28
21. COQUELUXE.......................................................................28
22. CRISE CONVULSIVA.........................................................28
23. DIARRÉIA E DESIDRATAÇÃO ........................................32
24. DIABETES MELLITUS/HIPERGLICEMIA .......................42
25. DERMATOLOGIA................................................................49
26. DERMATITE ATÓPICA E DE CONTATO .......................49
27. IMPETIGO...........................................................................50
28. PEDICULOSE (PIOLHO)....................................................51
29. ESCABIOSE ........................................................................51
30. TINHA.................................................................................52
31. VULVOVAGINITES.............................................................52
32. ODOR AXILAR...................................................................52
33. DOENÇAS EXANTEMÁTICAS..........................................53
34. PERDA DO APETITE.........................................................55
35. FEBRE....................................................................................57
36. CONVULSÃO FEBRIL........................................................58
37. INFECÇÃO DO TRATO URINÁRIO .................................59
38. OTITE MÉDIA AGUDA......................................................62
39. IRA SUPERIOR E INFERIOR.............................................63
40. RINITE ALÉRGICA.................... ........................................73
41. SINUSITE ...........................................................................75
42. ORIENTAÇÕES GERAIS EM PEDIATRIA........................77
43. SUPLEMENTAÃO ALIMENTAR ......................................78
44. VITAMINAS........................................................................83
45. ORIENTAÇÕES PARA MÃE DE RN..................................84
46. RELAÇÃO DE DOENÇAS DE NOTIFICAÇÃO COMULSORIA.................86
This document was created with the Win2PDF “print to PDF” printer available at
http://www.win2pdf.com
This version of Win2PDF 10 is for evaluation and non-commercial use only.
This page will not be added after purchasing Win2PDF.
http://www.win2pdf.com/purchase/
Manual de Medicamentos para o Interno - PEDIATRIA 1

PRINCIPAISMEDICAMENTOS

� Analgésicos:

DIPIRONA(Novalgina®): 10a20mg/kg/doseSempre se Necessário!


Idadeparauso:3meses.Posologia:de 6/6horasseFebre ouDor
� Gotas (500mg-ml-20-gts):1gota/kg6/6h VOou60% doPeso
OBS: fazer no máx. 40 gotas.
� Suspensão(50mg/ml):10-20mg/kg/dose.
� Comprimido(500mg):apartirde30kg,dar1cpVOde8/8h–6/6h
� InjetávelAmp(500mg/ml):0,03-0,05ml/kg/dose IMou EV ou15mg/kg/dose
Dose:15xPeso/500=doseIM ouIV,Dica:(pesoX0.03=ml)
� Supositório retal infantil (300 mg): não é indicado em menores que 4 anos ou
menor que 16kg. Fazer, se febre > 39 °C e vômitos. Dica: (peso X 15)
� Rapidez na Absorção da Dipirona: 1° EV; 2° Retal; 3° VO ou IM

PARACETAMOL (Tylenol®):10a 15mg/kg/dose


Idadeparauso:RN
� Gotas:(200mg/1ml/20gts) 1gota/kg/ doseOBS: fazer no máx. 40 gotas.
� BebêSuspensãoOral:100mg/ml/pesox0,16ml (ouPeso÷10)
� Criança:(160mg/5ml)
� Comprimido500mge 750mg
PARACETAMOL( Pratium®): 140mg/ml
� Posologia: 1 gota/kg a cada 4/4h ou 6/6h ( ATENÇÃO: Não exceder a
dosagem máxima diária de 4 g); Uso adulto e pediátrico;
� Pode ser utilizado desde o nascimento.
� Indicação: Contra dor e febre e em casos de Arbovirose;

TYLENOLCriança Suspensão Oral32mg/mL(saborfrutas).

TYLENOLCriançaComprimidos Mastigáveis (saborfrutas).


1
Manual de Medicamentos para o Interno - PEDIATRIA 2

� Anti-inflamatórios:

IBUPROFENO(Alivium®): Menor toxicidade em relação a dipirona sódica; Alívio


prolongado nas febres altas e IVAS;
Idadeparauso:> 6meses.
Gotas:(100mg/ml)
� 1gota/kgDoseAnalgésica
� 2gotas/kgDoseAnti-inflamatória
Posologia:de6/6h,8/8h,12/12hpor 5dias, seDor.
Ou
Gotas (50mg/ml)
� 2 gotas/kg a cada 6/6h ou 8/8h por 5 dias, se Dor
Suspensão: 1 a 7 ml para crianças entre 5-40 kg

CETOPROFENO(Profenid®):
Idadeparauso:1ano.
� Gotas (50mg/ml):1gotakg/dose(6/6 ou8/8hs)

DICLOFENACO®
Idadeparauso:12 anos
� Gotas:15mg/ml (1ml=20gt). Pesox2/3=MG

Cataflam®
� Suspensãooral:(2ou3vezesaodia);
10kg:2,5ml;20Kg: 5,0ml;30kg:7,5 ml; 40kg10,0ml.
� Gotas:Cadagota 0,5mgdediclofenaco,1gota/kg,2a3xaodia.

NIMESULIDA(Nisulid®) *antiinflamatório, analgésico


ouantipirético.
Idadeparauso:12 anos.*apósrefeições.
2
Manual de Medicamentos para o Interno - PEDIATRIA 3

� Posologia:5mg/Kg/dia, 2xaodia
� Gotas:1gota(2,5 mg) /kg, duas 2xaodia.
� Suspensão:5mg/kg/dia–2xdia.
*1mLdasuspensãocontém10mgdeNimesulida.
� Comprimidos:50-100mg
� Comprimidosdispersíveis: 100mg
� Granulado:50a100 mg

� AdsorventeeAntifisético:

FLAGASS®(Simeticona) 75mg/mlou VO 8/8h


Idadeparauso:0 meses
Apresentações:gotas(75mg/kg/ml)ecomprimido 40mg
� Lactentes:4-6gotas
� <12anos:6-12gotas
� 12anos:16gotas oucomprimidosde40mg(3xao dia)

LUFTAL®(Dimeticona) 75mg/ml

� Antiespasmódicos:
Antiespasmódicossão drogasquesuprimemacontraçãodotecido muscularliso,
especialmenteemórgãostubulares.Oefeitoproduzidoéodepreveniraocorrência
deespasmos no estômago,intestino ou bexiga,diminuindo ascólicas.

DIMETICON®
� 1gota/kg, não ultrapassar 35 gotas.

MYLICON®(Simeticona) cadaml (11a12 gotas) 75mg


Idadeparauso:0 anos
� Até2anos------------ 3 gotaspor 3vezes dia
� De2–12anos----- 5gotas
3
Manual de Medicamentos para o Interno - PEDIATRIA 4

� >12 anos---------------7 gotas

BUSCOPAN®(Escopolamin
a)
Idadeparauso:3meses.
� Gotas(10mg/ml):1gota/kg,8/8h(paraadultos:30gotas8/8h).
� Injetável (20mg/ml):0,5mg/kg/dose 8/8houIV.
Macete:>20kg1amp e<20kg½ amp.

BUSCOPAN COMPOSTO®500mg/ml
� Dose:25mg/kg/doseIV.
Macete:pesox0,05=ml IV
OBS: sempre queIVdiluirbemem30mldeSG5%

� ProtetoresGástricos:
OMEPRAZOL:
Idadeparauso:RN
� (1ampola-40mg/10ml).
� Dose:0,5-3,5mg/kg/doseEV12/12 ou24/24h
Macete: 0,3 – 0,6 x peso

RANITIDINA:
Idadeparauso:RN
� Solução Oral (15mg/ml)2-4mg/kg/dose VO8/8h.
� Injetável: 2-4mg/kg/dose 12/12hIV.

RANITIDINA ( Label®):
Idade para uso: 1 a 4 anos
� Gotas (40mg/ml) 2gotas/kg de VO 12/12h

4
Manual de Medicamentos para o Interno - PEDIATRIA 5

� Benefícios: rápido início de ação (em até 20 min), menos problema de


deglutição (maior adesão), praticidade devido a maior assertividade na dose,
sabor cereja (sem açúcar), sem lactose;

� Antieméticose Refluxo:

BROMOPRIDA(Digesan®): Dar 30minutosantes das refeições, 3xao dia.


Idadeparauso:1ano.
� Solução:(1mg/ml)0,5-1,0 ml/kg/dia
� Gotas:(4mg/ml)3-5gotas kg(Máx30gotas)
� Comprimido:10mgVO, 3xao dia(antes decadarefeição)

DOMPERIDONA(Motilium®): Dar 30minantes das refeições,3xao dia.


Idadeparauso:RN
� Peridal (Domperidona)Seringagraduadaporpeso,até20kg.
� Solução:(1mg/ml)0,3-0,5 mg/kg/dose
� Comprimido:10mg

DIMEDRINATO(Dramin®):Dar via oral, de6/6h


Idadeparauso:0anos
� Solução:(12,5mg/ml)0,5ml/kg
� Gotas:(25mg/ml):1,25mg/kgou1gota/kg/dosea partir de3 meses.
� Comprimido100mg
� Comprimido50mgdedimenidrinato+ 10mgcloridratodepiroxidina
Posologia: 6 anos:máximoé de75mg/dia
6-12 anos:150mg/dia
>12 anos: 400mg//dia

ONDANSETRONA(Vonauflash,Nausedron):
Darvia sublingual ouviaoral,de8/8horas comprimido com 4mg e 8mg
5
Manual de Medicamentos para o Interno - PEDIATRIA 6

� (8-15kg)6mesesa2anos:2mg½ de4mg
� (15-30kg)2anosa 10 anos:1cpde4mg
� (>30kg) >10 anos:2compde4 mgou1comp de 8mg

� AntibióticosOrais e Parenterais:

AMPICILINA:tipo debeta-lactâmicodogrupodasPenicilinas.
Indicações:InfecçõesRespiratórias,OtiteMédiaAguda,Rinossinusites,
FaringoamigdalitesBacterianas, etc.Juntocoma Amoxicilina,éadrogade escolha na
maioria das infecçõesestreptocócicas.
Posologia:
� RN:25-50mg/kg/dose12/12h EV(=50-100mg/kg/diaemduas tomadas)
� Crianças maiores:100- 200mg/kg/dia6/6 h.

AMOXICILINA:tipo debeta-lactâmicodogrupodas penicilinas.


Indicações:Rinossinusite,OtiteMédiaAguda,InfecçõesRespiratórias,
FebreTifoidee Profilaxia daEndocarditeBacteriana.
Idadeparao uso:RN
Dose:50(até90) mg/kg/dia{tomar VO,8-8h(÷3) ou12-12h(÷2)}
� Suspensão:VELAMOX®;NOVOCILIN®250mg/5ml(Dica:Peso÷3) 8/8h.
� Suspensão:VELAMOXBD®;NOVOCILIN®400mg/5ml(Dica:Peso÷3)12/12h
� Suspensão:VELAMOX® 500mg/5ml(Dica:Peso÷6) Dar de 8/8h.
� Comprimido:500mg(apartir de40kg demassacorporal) Dar de 8/8h.

AMOXICILINA+CLAVULONATO
- Suspensão: (250mg/5mL) CLAVULIN®
Dose:50mg/kg/diade8/8h
Dica: Peso ÷ 3 :doseem mLde8/8hpor 7-14dias
Ou
- Suspensão: (400mg/5mL) LANICO® ; SINOT-CLAV®.
Dose: 50mg/kg/dia de 12/12h
6
Manual de Medicamentos para o Interno - PEDIATRIA 7

Dica: Peso ÷ 3: dose em mL de 12/12h por 7-14 dias.

AMOXICILINA + SULBACTAM
TRIFAMOX IBL BD® (AMOX 200mg/ SULBACTRAM 50mg)
Póparasuspensãooralextemporânea:frascoscom15ge30gdepópara
reconstituir30mle 60ml desuspensão respectivamente.(acompanhadosificador)
Posologia: 40e100mg/kg/dia.12/12horas.
Dica: Peso ÷10 :Dar em mL de 12/12horas por 10 dias
Cada5ml desuspensãocontém1000mg: Amoxicilinae250 mg:Sulbactam.

ÁCIDO NALIDÍXICO:QuinolonaBactericinaparaGram-negativosdoTrato
urinário.Poucoativocontra Gram-positivos.
Indicações:infecçõesurinárias nãocomplicadas.
Dose:50mg/kg/dia(tomar VO, 4xaodia,por10dias).

AZITROMICINA:Macrolídeoeficaz contracertosgermesGram-
positivos,comoH.influezae,M.catarrhaliseL.pneumophila;porém,poucoeficazcontra
certosGram- positivos(comooS. pyogenes,S.pneumoniaeeS.aureus).Como
osoutros Macrolídeos,tambémapresenta potencialanti-inflamatório.
Indicações:Infecções BacterianasdeViasAéreas,dePelee
emcasosdeSinusites agudas;tratamentodeshigelose, febre tifóide
ecoqueluche;alternativapara o tratamento degonorreia,leishmaniosecutânea, etc.
Dose:10-12mg/kg(1x aodia)
� Suspensão:200mg/5ml (Peso ÷ 4);
� Suspensão: ASTRO®600mg: teremos 15ml; 900mg: teremos 22,5mL;
1500mg: teremos 37,5mL.
� Comprimido:500mg(apartir de40kg demassacorporal)

CEFALOTINA:
Cefalosporinasde1ªgeração.
7
Manual de Medicamentos para o Interno - PEDIATRIA 8

Indicações:pneumonias,infecçõesdapeleetecidos moles,infecções das vias


aéreas superiores, profilaxiacirúrgica.
Dose:100mg/kg/dia(1,0g+ 10ml deágua destilada)

CEFACLOR:
Cefalosporinasde 2ª geração.
Indicações:infecções da peleetecidos moles,infecçõesdeviasaéreas, etc.
Dose:30mg/kg/dia(tomar VO,12-12h)
� Suspensão:250mg/5ml (Peso÷ 3) ou 375mg/5ml (Peso÷ 5)
� Comprimido:250,375,500e 750mg

CEFALEXINA:Cefalosporinasde1ª
geração.
Indicações:infecções da peleetecidos moles,infecçõesdeviasaéreas, etc.
Dose:50(até100)mg/kg/diaVO6-6h(dose÷4)
� Suspensão:250mg/5ml (Dica:Peso÷4)
� Comprimido:500mg(apartir de40kg demassacorporal)

CEFTRIAXONA:Cefalosporinasde3ª
geração.
Indicações:Pneumonias,InfecçõesUrinárias,Meningites,Infecçõesintra-
abdominais.
Dose:50-100mg/kg/dia 24/24 ou12/12h.

CLARITROMICINA:Macrolídeocomespectro semelhante ao da Azitromicina.


Comoos outrosmacrolídeos,tambémapresenta potencial anti-inflamatório.
Indicações:infecçõesdas viasáreas,dosseios daface, dapeleepartes moles.
Idadeparauso:6meses
Dosee apresentações: 7,5mg/kg/dose(administrar VOouIV,de12/12h)
� Suspensão:CLAMICIN® 125mg/5ml ou CLAMICIN® 250mg/5ml

8
Manual de Medicamentos para o Interno - PEDIATRIA 9

� Comprimido:CLARITROMICINA-EMS500mg(apartirde50kgdemassa
corporal)

ERITROMICINA:macrolídeoativocontra a maioria dos Gram-positivos(S.


pyogens,estreptococosdogrupoviridians,S.pneumoniae,S. aureus),germes
“atípicos”(M.pneumoniae,C.trachomatis),cocosGram-negativos(N.gonorrhoeae,
N.meningitidis),oagente dacoqueluche (B.pertussis),dasífilis(Treponema pallidum),
etc.
Indicações:Infecções estreptocócicas, gonocócicas etreponêmicas(sífilis)em
pacientes alérgicosàPenicilina. Adroga
deescolhaparaotratamentodeinfecçõesporMycoplasmapneumoniae(porser50vezes
mais potenteque as tetraciclinas),
dacoquelucheedaangiomatosebacilar.AEritromicinaativacontraamaioriadascepasde
S.aureusoxacilina sensível, porém,oseuusoinduzrápidaresistênciadestabactéria.
Idadeparauso:6meses
Dosee apresentações: 30-50mg/kg/dia(tomar VO,6-6 h)
� Suspensão:ERITREX®250mg/5ml (Peso÷4)–apresentaçãomaisusual.
� Comprimido:ERITREX®:(500mg) (a partirde40kgdemassacorporal)

NITROFURANTOÍNA:AntissépticoUrinário.
Dosee apresentações:5-7mg/kg/dia(tomarVO, 4xaodia,por10dias).
� Solução:5mg/ml (paralactentes).
� Solução:250mg/5ml (idade para uso:6meses).

PENICILINAGBENZATINA(BENZETACIL®):
(Só pode ser aplicada em ambiente hospitalar!)
Beta-lactâmicodepreparaçãopara
liberaçãolenta,administradaporviaintramuscular,cujoefeitoperdurapor10 dias.
Indicações:faringoamigdaliteestreptocócica,impetigoestreptocócicoe sífilis
sem acometimentodo SNC.

9
Manual de Medicamentos para o Interno - PEDIATRIA 10

Dosese apresentações: atualmente, só estão disponíveis no mercado frascos-


ampola de1.200.000UI.
� Criançascomaté20kg-1/2ampola(600.000U)IM(regiãoglútea), D U .
� Criançascommaisde20kg- 1ampola(1.200.000U)IM(regiãoglútea), DU.

SULFAMETOXAZOL-TRIMETOPRIMA
Suspensão: 1Vd(200mg/5mL)
Dose:50mg/kg/diade12/12h(Dica: Peso÷2)
Peso ÷ 2 : doseem mLde12/12hpor7-14dias.

� AntibióticosTópicos:

VERUTEX®(ÁCIDO FUSÍDICO)
creme2%. Aplicar de 12/12h.

VERUTEX B ® (ÁCIDO FUSÍDICO + BETAMETASONA)


Aplicar de 12/12h.

NEBACETIN®(NEOMICINA/BACITRACINA)
Cremeoupomada.
Posologia: Aplicar 3x ao dia por 7 a 10 dias

BACTROBAN®(MUPIROCINA)
Pomada. Aplicar de 12/12h.

MUPIROCINA®
Indicado parao tratamentodeinfecçõesda Pele.
Posologia: Aplicar 3x ao dia por 7 a 10 dias

QUADRIDERM®
(Betametasona + Gentamicina+ Tolnaftato+ Clioquinol):Creme e Pomada
10
Manual de Medicamentos para o Interno - PEDIATRIA 11

Indicação: Dermatites e alívio de dermatoses


Posologia: 2 a 3x ao dia.

� Antibióticos Oftalmológicos

BIAMOTIL® colírio (CIPROFLOXACINA)1 gota6/6h

BIAMOTIL D®colírio(CIPROFLOXACINA+DEXAMETASONA) 1gota 6/6h

CLORANFENICOLcolírio1gota6/6h

MAXITROL®colírio (DEXAMETASONA+SULFATODENEOMICINA +
SULFATODEPOLIMIXINAB) 1gota 6/6 h

TOBREX® colírio (TOBRAMICINA) 1gota 6/6h

TOBRADEX®colírio:(TOBRAMICINA+DEXAMETASOMA) 1gota 6/6h

� Antiparasitários e Verminoses:

Nemsempreé necessáriorealizar parasitológicodefezes parao diagnóstico e


tratamentodeparasitoses nainfância:noBrasil, apresençadequeixas
inespecíficascomoastenia, perda do apetite,emagrecimento, febreinexplicada,
náusea,ânsiadevômito,enjôos,alteraçõesnacoloraçãoda pele,etc. Indica a
necessidadedetratamentodeparasitose.Alémdisso,pacientespediátricosdevem
sertratadosdeverminoses(tantohelmintoscomoprotozoários)acada6meses(os
familiaresdomeio deconvívio–incluindoospais–também devem ser tratados).

� Paracobrir Helmintos:Mebendazol(apartirde1ano)ouAlbendazol(a partir de


2 anos).

11
Manual de Medicamentos para o Interno - PEDIATRIA 12

OBS:Anãoser quandootratamentoéfeitocomAnnita,devemossempre iniciar o


tratamento direcionadoparaos helmintos.
� Para cobrir Protozoários:SecnidazolouMetronidazol.

O Pulo do Gato: Comeudoeu, Atenção: Verminose.

OBSTRUÇÃO POR ASCARIS:


� Piperazina 2-5mg 2x/dia
� Oleo mineral 3-5ml/kg/dose

FÁRMACOSDISPONÍVEIS:

ANNITA®(Nitazoxanida):CobreHelmintos e Protozoários.É o
antiparasitáriodeescolhaparacriançasquenãoaceitam medicações,pois
apresentaumgostoagradávelaopaladar.Deveserutilizadoapósarefeiçãoepode deixar
a urinaescura.

DICA: (peso x 7,5)÷20


OBS:20mg–1ml
� Até20kgdemassacorporal: 1vidrocom 45ml
� Acimade20kgdemassacorporal:1vidrocom 100ml
� Acimade45kg:comprimidosde100mg2xao dia,por3 dias

SUSPENSÃO ORAL
IDADE DOSAGEM DURAÇÃO
INDICAÇÃO

Gastroenterites Criançasacimade1 0,375ml(7,5mg)porKg-

viraiscausadasporRotavíru 2 meses 2vezes por dia (a 3diasconsecutivos

seNorovírus cada12horas)

12
Manual de Medicamentos para o Interno - PEDIATRIA 13

Helmintos, Ameba, 0,375ml(7,5mg) porkg,

Giardia, Isosporíase, Criançasacimade12 2vezes por dia (a


cada12horas) 3diasconsecutivos
Balantidíase, meses
Blastocistose.

Criptosporidíase 0,375ml(7,5mg) porkg,


Criançasacimade12
empacientessem 2vezes por dia(a 3diasconsecutivos
meses
imunodepressão. cada12horas)
Criptosporidíasep acientes
imunodeprimidos Criançasacimade12 7,5 mgporkg,2 vezes 14diasconsecutivos
seacontagemde meses por dia(a

CD4forsuperiora50céls/m cada12horas)

m3.
Criptosporidíasepacientes Mantermedicaçãop
imunodeprimidos, Criançasacimade12 7,5 mgporkg,2 vezes or8semanasouaté
seacontagemde CD4for meses por dia(a resoluçãodossintom
inferior a50céls/mm3. cada12horas) as e oocistos
negativos.

COMPRIMIDO
INDICAÇÃO IDADE DOSAGEM DURAÇÃO

Gastroenterites virais Criançasacimade 12 1comprimido


causadasporRotavírus anoseadultos (500mg),2vezes 3 diasconsecutivos
eNorovírus aodia (acada 12
Helmintíases,amebíase, Crianças acimade 1comprimido
12 anoseadultos 3 diasconsecutivos
giardíase,isosporíase, (500mg),2vezes
balantidíase, blastocistose pordia(acada12
Criptosporidíaseem Criançasacimade 12 1comprimido
pacientes sem anoseadultos (500mg),2vezes 3diasconsecutivos
imunodepressão. pordia(acada12

13
Manual de Medicamentos para o Interno - PEDIATRIA 14

Criptosporidíasepacientes
Criançasacimade 12 500a 1000mg, 2 14
imunodeprimidos, sea
anoseadultos vezespor dia(a diasconsecutivos
contagem de CD4 for
superior a50céls/mm3. cada12horas)

Criptosporidíase pacientes Manter


Criançasacimade 12 500a 1000mg, 2
imunodeprimidos,se a medicaçãopor8sem
anoseadultos vezespor dia(a
contagem de CD4 for anasouaté
cada12horas)
inferior a50céls/mm3. resoluçãodossintom
as e oocistos

PYVERM®(EmboatodePirvnio):
Utilizado para o tratamentodaOxiuríase.
Dose:1ml/kg,doseúnica(adulto:1comp/10kg).Repetirem2a3semanas.

ALBENDAZOL:
Indicadoparaparasitoses helmínticasempacientesacimade 2anos.
Dose:1comp com400mg ou 2comp de 200mg DU ou ;
10mlde suspensão,repetir após 14dias.
OBS:Oscomprimidospodemserengolidos,mastigados,trituradosoumisturados
aalimentos. Asuspensãopode seradministrada diariamente ou misturadaa
líquidos.
� NoscasosdeinfecçãoconfirmadaoususpeitadeStrongylóidesstercoraliseaTae
niaspp, a dose deve ser repetida por 3 dias consecutivos. Noscasos
deinfecçãoporEnterobiusvermiculares,adoseusualemcriançasacimade2anos
é de100mgem doseúnica.
� Seopacientenãosecurouapós3semanas,segundotratamentoestáindicado.

PARASIN®
Comprimidomastigável400mgcx.c/1un.ouSusp.oralfr.c/10ml(400mg)
Adultosecrianças acimade2anosdeidade:
14
Manual de Medicamentos para o Interno - PEDIATRIA 15

Dose:400mg(1comp.ou10mLdesusp.Oral)doseúnicaoupor5diaspara tratar
protozoários.

� Recomenda-se queParasinsejaadministradodurante o jejum, uma vez que


grandepartedesuaaçãoanti-
helmínticaérealizadanointestino,eosalimentos,principalmenteseforumaalime
ntaçãoricaemgorduras,aumentamaabsorção sistêmicadoAlbendazol.
� Seopacientenãocurarapós3semanas,segundotratamentoestá indicado.

MEBENDAZOL:
Indicadoparaparasitoseshelmínticasempacientesacimade1 ano.
Idadeparauso:1ano.
Dose:5ml,2xao dia,por 03dias;repetir com 10 dias
Os c o mprimido s podemsermastigados, deglutidos comág u a ,
trit u ra do s oudissolvidos.
� Superdosagem:nocasodesuperdosagem,cólicasabdominais,náuseas,vômito
sediarreiapodem ocorrer.
� Lavagem g á s t r ic a comsolução de p e rma n g an a to de potássioa
20%podeserfeita.

METRONIDAZOL:Éumderivadonitroimidazolcomatividadeantiprotozoáriaque
tambémpossui atividadeantibacteriana.Podecausar gosto metálico naboca.
Idadepara uso:1ano.

Dose:30mg/kg/diade8/8h

Metronidazol200mg–Suspensão–1Vd(200/5mL)
Dica: Peso÷4 : dose em mLde8/8hpor 5– 7dias.
Crianças:suspensão pediátrica- giardíase:
� Crianças de1 a5 anos:1colher dasdechá(5ml)2vezes ao dia,por 5 dias.
� Crianças de5 a10anos: 1colher dasdechá(5ml)3vezes ao dia,por 5 dias.

15
Manual de Medicamentos para o Interno - PEDIATRIA 16

Amebíase:20mg/kg,4vezes aodia,por5a7dias,(amebíaseintestinal)ou7a
10dias(amebíasehepática).

SECNIDAZOL:
Idadeparauso:1ano.
Dose:30mg/kg/dose,em doseúnica.
Apresentações:450mg/ 15ml;900mg/30ml;1g(comprimido)

GIAMEBIL®(MenthaCrispa):medicamentofitoterápicoquetambémpodeser
utilizadocomoantiespasmódico.
Indicação:Giardialamblia,Entamoebahistolytica
Idadeparauso:recém-nascido.
Formasdeapresentação:
� Gotas:1gota/kg2xaodia,por 3dias
� Xarope:<2 anos:5,0 ml VO,2xaodia,por 3dias.
� 2 anos- 12anos:10 ml VO, 2xaodia,por3dias.
� >12anos:10ml VO,2xao dia,por 3dias.
� Comprimido(>12anos): 1cp VO,2xao dia,por 3 dias.

� Antialérgicos/Anti-Histamínicos

CRISE ALÉRGICA

Orientações G e r a i s :realizar m e d i d a s de controle ambiental (evitar animais


domésticos,trocar roupas decamadiariamente, evitarcortinas pesadas noquarto,
optar por umquadro bemiluminadoecomboaventilação, evitarventiladores, etc.)
paraqueo tratamento farmacológicosejamais efetivo.

HIXIZINE®(CLORIDRATODE HIDROXIZINA)
Anti-histamínicode primeirageração(*Dermatiteatópicae Urticária).

16
Manual de Medicamentos para o Interno - PEDIATRIA 17

Idadep/uso: 1mêsou 5 kg.


Dose:0,5 mg/kg/dose
� Xarope2mg/ml(BIZU:PESO÷4)
� Crianças a partir de6 anoseadultos:10a 25mg/tomada.
� Doseanti-histamínica:1a 4comp./caixacom 30comp.de25mg.

DEXCLORFENIRAMINA(POLARAMINE®):
Antialérgico/anti-histamínicode 1ªgeração.
Idadeparauso:2anos.
Desvantagem:causasono/sedação.
� Dose:0,2 mg/kg/diaVO 8/8h(Macete:Peso÷ 6)
� Paramaioresde12anos:Dar 1comprimidoVO de8/8h
� Apresentação:xarope2mg/5ml ecomprimidos de2mg.
� Apresentação: creme (10mg/g): Recomendado para alívio de prurido e
coceira causado pela Dengue e Zicka. Em geral: alergias de pele e
picadas de insetos.

PROMETAZINA(FENERGAN®):
Antialérgico/anti-histamínicode 1ª geração.
Idadeparauso:2anos.
Desvantagem:causasono/sedaçãointenso.
� Dose:0,5mg/kg/diaIM
� Apresentação:ampola50mg/2ml.

LORATADINA(HISTADIN®,CLARITIN®):
Anti-histamínico de2ageração.
Idadeparauso:2anos
Vantagem:provoca menos sedaçãoqueo POLARAMINEeFENERGAN.
Dose:
� 2a 6anosou<30kg: 5ml/dia

17
Manual de Medicamentos para o Interno - PEDIATRIA 18

� Maiores de6anosou>30kg: 10ml/dia


� Apresentação:xarope5mg/5ml ecomprimidos de10mg.

DESLORATADINA(DESALEX®):
Anti-histamínicode2ªgeração.Obs:receitadevida.
Idadeparauso:6meses
Vantagem:provoca menossedaçãoquea POLARAMINEeFENERGAN.
Dose:
� 6meses–2anos:2mlVO,1xao dia.
� 2–6anos:2,5ml VO,1xao dia.
� 6–12anos:5ml VO,1xao dia.
� Adolescentes:1comp/dia

DESLORATADINA (ESALERG®): anti-histamínico de 2ª geração.


Idadeparauso:6meses
� Esalerg xarope:
6meses–1ano:2mlVO,1xao dia.
1–5anos:2,5ml VO,1xao dia.
6–11anos:5ml VO,1xao dia.
Adolescentes:10 mL VO, 1xdia ou 1 comp. de 5mg, 1xdia.
� Esalerg gotas:
6meses–1ano:16 gotasVO,1xao dia.
1–5anos:20 gotasVO,1xao dia.
6–11anos:40 gotas VO,1xao dia.
Adolescentes:80 gostas (5mg) VO, 1xdia.

FEXOFENADINA(ALLEGRA®): anti-histamínico de
2ªgeração.
Idadeparauso:6meses
Vantagem:praticamentenãotem penetraçãono SNC,nocausandosedação.
18
Manual de Medicamentos para o Interno - PEDIATRIA 19

Dose:
� 6meses–2anos:2,5ml VO,2xaodia.
� 2–11anos:5ml VO,2xao dia.
� Maiores de11anos:1comprimido(120mg) VO, 1xaodia.

� CORTICOIDES:

PREDNISOLONA
Posologia: 1 a 3 mg/kg/dia (Dica: Peso
÷3)

DEXAMETASONA:
(4mg/ml e4mg/2,5ml)
Dose:03-06mg/kg/dose de 6/6h- 8/8h- 12/12h IVou IM

HIDROCORTISONA:
(100mge500mg)
Doseataque:10mg/kg/dose
Dosedemanutenção:5mg/kg/dose6/6h- 8/8h - 12/12h IVouIM

KÓIDED®(MALEATODEDEXCLORFENIRAMINA +BETAMETASONA)
Anti-histamínicosistêmicoindicado no tratamento de asma brônquicagraveerinite
alérgica,afecções alérgicascutâneas enasafecçõesalérgicasinflamatórias
ocularesnarizegarganta.
� Adultosecriançasmaioresde12anosdeidade:Adoseinicialrecomendada
éde1a2colheres dechá(10mL), 3a4vezesaodia,após asrefeições e
aodeitar.Adosenãodeverá exceder a8colheresdechá(40mL)ao dia.
� Criançasde6a12anosdeidade:2,5mL3vezesaodia.Seumadosediária
adicionalforrequerida,deveráseradministradapreferencialmente aodeitar.
� Crianças de2 a6anos deidade:(1,25a2,5mL) 3vezes ao dia.

19
Manual de Medicamentos para o Interno - PEDIATRIA 20

QUADRIDERM: (associação de betametasona+ gentamicina+


tolnaftato+clioquinol): creme e pomada
Indicação: Dermatites e alívio de dermatoses
Posologia: 2 a 3x ao dia.

� Principais patologias:

� Acne:

CLINDOXYL® GEL: aplicar na região das lesões, 1x a noite, por 30dias.

� Aftas:

HEXOMEDINE
(isotionatodehexamidina1mg/ml +cloridratodetetracaína0,5mg/ml)
Idadepara uso:acimade3anos
Apresentação:sprayaplicar de4/4horaspornomáximo5dias

GINGILONE®(Hidrocortisona+Neomicina+Ácidoascórbico+Benzocaína)pomada
bucal:aplicar nas lesões aftosas 3xao dia,durante3 dias.

OBS:Omcilon - A® emoralbasenãodeveser indicadopara pacientespediátricos.

ADMUC®creme:aplicar nas lesõesaftosas3vezes ao dia.

VIOLETAaplicar nas lesões

Analgésico tópico:
Benzidamina (Flogoral® solução): bochechar e desprezar o líquido (uso
apenas para acima de 6anos).
20
Manual de Medicamentos para o Interno - PEDIATRIA 21

� Amigdalite Estreptocócica:
EmcasodesuspeitadeinfecçãodaviaaéreasuperiorporStreptococcus(presença
deplacassupurativasnastonsilase/ou hemogramacomleucocitosee provável
desvioaesquerda),devemoslançar mãodousode antibióticos.Destaforma, temos:

Terapêutica:
Analgésico+antinflamatório+antibióticos
� 1ª Escolha:Benzetacil®
� Criançascomaté20kg:½ampola(600.000U)IM(regiãoglútea),dose
única.
� Criançascommaisde20kg:1ampola(1200000U)IM(regiãoglútea),
doseúnica.
� PenicilinaV, VOpor10 diasou Para alérgicos eritromicinapor 10dias
� 2ª Escolha: Sinot®
� (Amoxacilina) 400mg/5ml: dar 6ml VO12/12hpor 10 dias.
� Amoxicilina 50mg/kg/dia 8/8h(7h3h11h) por10-14dias
� 3ª Escolha:
Azitromicina10mg/kg/dia,doseúnicadiária,por 5dias;ou
Claritromicina7,5mg/kg/dosepor 10dias; ou
Clavulin® (Amoxacilina+Clavulanato) 40mg/kg/dia (divididoem duas tomadas).

� Anemia Ferropriva:

OBS:I ntroduzirferroapós6mesesapósterminodaamamentação exclusiva.

NORIPURUM®(ferroelementar)
DOSE: fazer 4-6mg Fe elementar/kg (dividido em 3 doses), por 4meses.
� Gotas: tomar 1 gota/kg (máximo de 50 gotas/dia), 2 a3x/dia;
� Xarope (5mg de ferro/ml): tomar 1 colher do xarope (5ml) VO, 2x ao dia
(após asrefeições);

21
Manual de Medicamentos para o Interno - PEDIATRIA 22

� Comprimido (100mg, com 40mg de Fe elementar): tomar 1 comprimido VO,


1x ao dia, após oalmoço.
Profilática :1mg/kgdeFerro1xao dia
máx. de15mgdeFerro
pordia

COMBIRON:
Posologia:
� Gotas: Crianças até 15 kg: 2 gotas/kg/dia ($19,89)
� Suspensão 120ml: Crianças de 15-30kg: 0,6mL/kg/dia ($14,56)

� Asma:

Asmaé uma doença inflamatóriacrônicadasviasáreas, queresulta naredução


ouatémesmoobstruono fluxodear.Ascrisesasmáticassãocaracterizadaspor
váriossintomascomo:dispneia,tosseesibilos,principalmenteánoite.Aasmapod
e serconsideradacomoumquadrode “bronquitederepetição”(tantoéqueo
tratamentodestas duasentidades é
muitosemelhante).Seutratamentodeveser compostopor medicamentos de
manutençãoemedicamentosqueretiremo pacientedacrise.

AVALIE CLASSIFIQUE TRATE


FREQUENCIADECRISES*DIARIAS ASMA GRAVE ORIENTAR COMO
SINTOMASNOTURNOSACORDA PROCEDER
MAISDE2X /SEMANADEVIDOÀ TOSSE NACRISE REFERIR
OU DISPNEIAOU HISTORIADE AO
INTERNAÇÀONOS ULTIMOS 12MESES ESPECIALISTAENA
22
Manual de Medicamentos para o Interno - PEDIATRIA 23

FREQUENCIADECRISES*2 X ASMA ORIENTAR COMO


SEMANAOU MODERADA PROCEDER NACRISE
SINTOMASNOTURNOS:ACORDA1 ENCAMINHAR < 1
A2X SEMANAPORTOSSE OU ANO
DISPNEIA
FREQUENCIADECRISES* ASMA LEVE AOESPECIALISTA
ORIENTAR COMO
INFERIORA2X SEMANA PROCEDER NACRISE
SINTOMASNOTURNOS:ATE1X

COMOAVALIARACRIANÇACOMTOSSEOUDIFICULDADERESPIRATORIA
AVALIEECLASSIFIQUEACRISEDESIBILANCIA

SINAIS CLASSIFIQUE TRATE


SENSÓRIO:LETARGIA,INCON REFERIR
SCIENTE, URGENTEMENTE
SEMPREAGITADAOUDISPNEI CRISEDE OXIGENIO3-5L/MIN
A:FALAR SIBILANCIA BETA-2AGONISTA
SOMENTEPALAVRAS GRAVE OU INALATORIO
ISOLADASOU MUSCULATURA DOENÇAMUITO CORTICOIDE ORAL:
ACESSÓRIA:TIRAGEM GRAVE PREDNISONA
SUBCOSTALE PRIMEIRADOSEDE
SUPRACLAVICULAR ANTIBIOTICO:
OUSATO2<90%
SENSÓRIO:ALERTACOMPERÍ AMOXICILINA/PENICILINA
BETA-2VI(ATE3X,ACD
ODOSDE AGITAÇÃO 20MIN)CORTICOIDEORALOU EV
DISPNEIA: FALAFRASES SENÃOMELHORAR: REFERIR
ENTRECORTADASOU CRISEDE AOHOSPITAL SEMELHORAR:
MUSCULATURA SIBILANCIA TRATAMENTO DOMICILIAR
ACESSÓRIA:TIRAGEM MODERADA COM BETA-2ECORTICOIDE
SUBCOSTALEFR ELEVADAOU ORALP/5DIAS,REAVALIAR COM
SAT O2:90-95% 2DIAS,ORIENTAR
QUANDORETORNAR
IMEDIATAMENTE
NENHUMSINAL DECRISEDE BETA-2AGONISTANA
SIBILANCIAGRAVE UBS,SE NECESSARIO
CRISEDE
OU MODERADA CORTICOIDEORALSE EM
SIBILANCIA LEVE
SAT O2>95% USODEBETA-2P/ 24
H OU MAISSENÀO MELHORAR
EM 2DIAS, REAVALIAR.

A) Tratamentodemanutenção (Prevenção)

23
Manual de Medicamentos para o Interno - PEDIATRIA 24

Ciclesonida(Alvesco®)160mcg:fazer1jatocomespaçador(bombinha+ espaçador),
2xaodia(usocontínuo).
OBS:ACiclesonidaspodeserutilizadaporpacientescommaisde2anosdeidade.

Nasonex®(FuroatodeMometasona):aplicar1jato(<12anos) ou2jatos(>12 anos)


emcadanarina,1xao dia(usocontínuo).
OBS:receitadevida.08000122232.

Beclometazona(Clenil®) HFA250mgsprayagitar efazer 1jatocom espaçador3


vezesaodiadosemínimade 500mcgedosemáximade1000mcg.
OBS: (Farmáciapopular gratuito)

ALENIA®(FUMARATODEFORMOTEROL/BUDESONIDA)6/100mcg;ou6/200 mcg:

� Crianças(apartirde6anosdeidade):1cápsuladuasvezesaodia.Dose
máximademanutenção diária:4cápsulas.
� Adolescentes(apartirde12anosdeidade):1-
2cápsulasduasvezesaodia.Dosemáximademanutençãodiária:4cápsulas.
OBS: Duranteumapioradaasma, adose podesertemporariamenteaumentadapara
ummáximo de4 cápsulas,2vezes ao dia,emadultos.

B) Tratamentoda Crise

Salbutamol(Aerolin®spray)100mcg:agitarefazer3 jatos,até 3/3h,se


necessário,durante5 a7dias.(Farmáciapopular gratuito).

Desloratadina(Desalex®): dar 5ml VO1xaodia,OBS:receitadevida.

Elixir (Decadron®): Dar 05 ml VO 1xdia. OBS: dose inicial de 0,75mg – 15mg por
dia.

24
Manual de Medicamentos para o Interno - PEDIATRIA 25

PREDNISONA
Predsin®soluçãooral60ml:Dar10ml1xaodia,por5a7 dias.;
Prelone®GotasouSolução60ml: 0,14 a 2mg/kg/dia em1a4vezes.Dica:(pesox
2=gotas)até20kg acima utilizasoluçãooralqueé peso ÷ 3.
Piemonte(Montelucaste de sódio):Indicado para Rinite alérgica ( melhora dos
sintomas nasais, oculares, noturnos, da qualidade de vida e do sono) e Asma
associados ( diminui o número de exacerbações) ;Possui aroma de cereja sem
aspartame.
Posologia:comprimido mastigável, VO de 24/24h (1x ao dia);
Idade para uso:
� 2-5 anos (4mg)
� 6-14 anos (5 mg)
� Acima de 15 anos (10mg)

C) Tratamento:(Em
ambienteHospitalar)

� O2
� Fenoterol (Berotec)/ Salbutamol (Aerolin)
dose:Peso÷2→1gotapara3kgpoderepetir ate de20-20 min.
� Atrovente®odobrodadosedeBerotecrepetir só de4-4horas
� Hidrocortisona:100mge 500mg
Dose ataque10mg/kg/dose
Dosedemanutenção5mg/kg/dose6/6- 8/8 - 12/12IVouIM
� HidrataçãocomSF0,9%.

D)Asma Grave:

� NBZ com adrenalina - 1ml + SF 0,9% 3ml (fazer 6L/min 2-3x de 20-30min)
� Ventilação com Venturi 50%

25
Manual de Medicamentos para o Interno - PEDIATRIA 26

� Rx de tórax/hemograma
� Encaminhar para serviço especializado se necessário

OBS:atençãopacienteasmáticosempretemquesaircomreceitaparaaprevenção
eparaacrise,prednisonausadaemdosenãoimunossupressora podeser usado
maisque15dias,lembrardetestar o frascosetemremédiono frasco, colocando
numrecipientecomáguase afundar é por queestácheio.

ABORDAGEM POR ETAPAS DO TRATAMENTO DA ASMA


ETAPA 1 ETAPA 2 ETAPA 3 ETAPA 4 ETAPA 5
CI dose baixa CI dose baixa + CI dose média Adicionar
dose baixa
LABA ou alta +LABA
de corticoide
oral
Antileucotrieno CI dose média Dose alta de AntiIgE
ou alta CI +
CI dose baixa + antileucotrieno
antileucotrieno
(SABA) B2 DE CURTA DE RESGATE

� Bronquite:
Abronquiteéainflamaçãodosbrônquios,podendoser agudaoucrônica. A bronquite
aguda oucrônica écaracterizada portosse eexpectoraçãoesintomas
relacionadosaobstruçãodasviasáreaspelainflamaçãoepelasecreção, como
dificuldadederespiraçãoechiados.Otratamento,assimcomo aasma,deve
constardeduasprescrições:

A)Tratamento demanutenção (Prevenção)


� Beclometasona(Beclort®)250mcg:Agitar,fazer1jatonoespaçadore
aguardar20segundoscomoespaçadornaboca.Fazerestasequência2a4xaodia(
adependerda gravidade).Semprelavarorostodacriança com águaesabãoapós
aaplicação.
26
Manual de Medicamentos para o Interno - PEDIATRIA 27

Emcaso de Rinite associada: Allegra® (Fexofenadina) suspensão


pediátrica150ml:dar2,5mlVO,2xao dia(usocontinuo).

B)Tratamento da crise
� β-2agonistadecurtaduração:Salbutamol(Aerogold®)100mcg: agitare
fazer2jatos,separadamente(masna mesma administração
duranteodia),comoespaçador.Usarde4/4h,por5a 7 dias.

OBS:Tossecomoqueixa principal:
o Rinite/sinusite:tossenaprimeirahoraapósdeitare/ouassimque acorda.
o Asma/bronquite/refluxogastresofágico:tosseaolongodanoitee madrugada.

� Cera excessiva:

CERUMIN®: 2 gotas em cada ouvido 4 x ao dia

� Constipação:

Glicerol 0,831g (Glicel®), para lactentes: 1 supositório via retal, 1 a 2x aodia.

Lactulona5ml a noite

� Conjuntivites:

MAXIFLOX®(Ciprofloxacino):DécomDexametosona.
� Pomadaoftálmica3a4 vezespordia.
� Colírio:Instilar1ou2gotasacada2horasduranteos2primeirosdiasdetratamento.I
nstilarentão,1ou2gotasacada4horas,duranteos5dias subsequentes.

27
Manual de Medicamentos para o Interno - PEDIATRIA 28

TOBRAMICINA Colirio :
Aplicar uma gota em cada olho de 6/6 horas por 7 a 10 dias.

� Coqueluxe:

Azitromicina: 10 a 12mg/kg/dia (máximo de 500mg), por 5 a 7dias.


Encaminhar para serviço de referência em pediatria.

� Crises convulsivas:

1ºpassoestabilizar viaareia,O2,sinaisvitais
� 1ºEscolha:Diazepam:0,1- 0,3mg/kg/dose (até3x)comintervalosde15-
30minutos(evitardiluir medicaçã).DICA:pesoX0,05mlEVlento.
Idadepara uso:0meses
Apresentação:Ampolas de10mgem 2ml, EV
Emcasodeconvulsão:acessovenoso,O2inalatório,mediçãode
dadosvitais(inclusivetemperatura)e,depois,colhermelhorahistória.
Casoacrisenopasseapósas 3doses,optarpela2 Escolha.

� 2ºEscolha:Fenitoína(Hidantal)
Dosedeataque:15-20mg/kg/dose
Manutenção:5mg/kg/dose12/12h

� 3ºEscolha:Fenobarbital (Fenocris)
� Dosedeataque:20mg/kg/doseEV(poderepetir10mg/kg/dosepor mais 2xse
acrisepersistir).
� Dosedemanutenção:3-5mg/kg/dia12/12hOBS:Iniciar12hapós dosedeataque.

Apresentação:ampola200mg/2ml

2ºpassoacharo foco dafebre


28
Manual de Medicamentos para o Interno - PEDIATRIA 29

TRATAMENTODAEPILEPSIANAINFÂNCI
A

Oideal no tratamento daepilepsiaéamonoterapia equeosníveis terapêuticos


alcançadosnãoproduzamefeitoscolaterais indesejáveis.Ohemogramaeas
provasde funçãohepáticadevemsersolicitados noiníciodaterapiae
mensalmentenos primeirostrêsmeses,épocaemqueatoxicidade dasdrogas
émaior.Apósoiníciodaterapia, ascriançasquepermanecemlivres decrisespor
cerca dedoisanos(equenãopertençamaogrupoderisco)podemter suasdrogas
antiepilépticassuspensas.Éimportantelembrarque estaretiradadeveser
gradual devidoaorisco de umarecidivaimediata.

Droga Posologia Tipo de crise Efeitoscolaterais

Fenobarbital Viaoral– neonatos – Tônico- Hiperatividade,


(Gardenal®) manutençãodacrise convulsiva: clonicasgener irritabilidade,déficitdeat
Comp:50 e 3a6 mg/kg/dia,de12/12horas. alizadas enção, síndromede
100mg Iniciar12a24horasapós dose de Parcial Stevens-Johnson,
Gotas40mg/ml ataque. Na Status epilepticus depressão da
Ampola200mg sedação:1a3mg/kg/dia, funçãocognitiva,
de8/8ou12/12horas. discrasias sanguíneas
Crianças:4a8mg/kg/dia,
de12/12horasou1vezao dia.
Injetável-neonatos- dose
deataque:20mg/kg/dose;
repetir10 mg/kg/dosepor mais 2
vezes se as crises convulsivas
se mantiverem. Na
manutenção:3a 5
mg/kg/dia,de12/12horas;
iniciar12horas apósdose
deataque;dosemáxima:
40mg/kg.Nasedação:1a
3mg/kg/dia, de 8/8
ou12/12horas.Crianças:mal
convulsivo –15a 20 mg/kg;
dose de

29
Manual de Medicamentos para o Interno - PEDIATRIA 30

Diazepam Viaoral:1mg/kg/dia,de8/8ou12/
(Vallium) 12 horas. Sedação
oral/relaxantemuscular:0,12 a
0,8 mg/kg/dia, de 6/6 ou 8/8
horas.
Injetável: 0,2 a0,3mg/kg/dose;
dose máxima:10 mg/dose.
Estado de epilepsia:
0,1a0,3mg/kg/dose, a cada 15 a
30minutos (não diluir).
Supositório(Valium):0,3-0,5mg.
Carbamazepin Neonatos:5a10mg/kg/dia, Tônico-clônicas Sonolência,
a (Tegretol) de12/12horas.Adosepode Generalizada hepatotoxicidade,
seraumentadaacada5a7 Parciais anemia, neutropenia,
diaspara10a20mg/kg/dia. SIADH.
Nívelséricoterapêutico:4a12μg/
ml.Crianças: 10 a20
mg/kg/dia, de 6/6ou8/8horas.

Clonazepam Criançasmenores de 10 Ausência Sonolênciaexcessiva,


(Rivotril) anos:0,01a0,03mg/kg/dia; Mioclônica irritabilidade,distúrbios
aumentaraté0,5 mg acada Espasmosinfantis de comportamento,
3dias.Doseusual:0,1a0,2 Lennox-Gastaut depressãoesalivação
mg/kg/dia, de8/8 horas. excessiva.
Criançasmaiores de 10
anos:0,05a0,2mg/kg/dia,
de8/8horas;dosemáxima:
20mg/dia.

Etossuximida Ausência Desconfortoabdominal,


(Zarontin) Exantema cutâneo,
disfunçãohepática,leuco
penia.
Nitrazepam Ausência Alucinações,restante
(Nitrazepol) similaraoClonazepam

Primidona Tônico-clônicas Comportamento


(Primidon) generalizadas agressivo, alterações
Parcial depersonalidade.

30
Manual de Medicamentos para o Interno - PEDIATRIA 31

Fenitona Viaoral–neonatoemestado Tônico-clônicas Hirsutismo,hipertrofia,


(Hidantal) epilético:dose de generalizadasPar gengival,
manutençãode4a 8 cialStatus pseudolinfoma, ataxia,
mg/kg/dia,de 12/12 horas. epilepticus exantema cutâneo,
Nívelterapêutico:10a20 síndrome de Stevens-
μg/ml.Criança:5a 10 Johnson,depressãoda
mg/kg/dia,de 8/8 ou 12/12 função
horas. cognitiva,discrasias,
Injetável–neonato em sanguíneas.
estadoepilético: dose de
ataque15a20mg/kg/dose;
dosedemanutenção:4a8
mg/kg/dia, de12/12horas.
Crianças: 20 mg/kg;
manutenção: 5 a 10
mg/kg/dia,de8/8ou12/12
horas; velocidade máxima
deinfuso: 1 mg/kg/hora.
Ácidovalpróico Inicial:15mg/kg/dia,de8/8 Tonico-clonicas Ganho de
(Depakene) ou12/12 horas;quando generalizadasAus peso,alopecia,
necessário. Aumentar ênciasMiocloniaP hepatotoxicidade,
semanalmente5 a arcial Acinética amenorreia,sedação,
10mg/kg/dia,até60mg/dia,de8/8 tremor,náusease
horas; Dosemédia:30a 60 vômitos,
mg/kg/dia. trombocitopenia.
Gabapentina Criançasde3a12anos: Em terapia Tremor,vômitos,nistagm
(Neurontin) iniciarcom10a combinadaquando o, ataxia,exantema
15mg/kg/dia,de8/8horas; Dose as crisessão
média: 25 a 40 poucocontroladas
mg/kg/dia, de8/8 horas.

Lamotrigina Criançascommaisde17 kg:2 a 5 Em terapia Exantema, ataxia,


(Lamictal) mg/kg/dia, de combinada diplopia, tonteira,
12/12horas. quandoascrises sonolência, cefaleia,
são pouco náuseasevômitos.
controladas. Tem
amplo espectro de
atividades: parciais
complexas,mioclon
aisausência,
Tônico
clonicasLennox–
Gastaut.

� Diarreias e desidratação:

GASTROENTEROCOLITEAGUDA(GECA)
31
Manual de Medicamentos para o Interno - PEDIATRIA 32

Virose:Febre,diarreia,vômitos.

1ªMedida:Hidratação:também podeser soro caseiro.

PEDIALYTE®
Sol. 45fr. c/500ml sol.90fr.c/500ml

TIORFAN®(racecadotrila):
Tratamentodadiarreiaaguda,juntamentecomterapiadereidrataçãooralou parenteral 8
/8horasatéquea diarreiacesse.
Idadepara uso: a partir de 3meses

Apresentações:Sachês com 10mge 30mg

Comprimido com 100mg

� Crianças de3 a9 meses oumenosde9kg:10mg de 8/8horas


� Crianças de9 a30meses oupesode9 a13kg: 20mg de 8/8horas
� Crianças de3 a8 anos ou14a25kg:30mg de 8/8horas
� Crianças de9 a14anos ou26a 40kg:60mgde8/8horas

� FLORALYTE 45:
INDICAÇÃO:previne a desidratação causada pela diarreia;

� FLORATIL:
Floratil AT 250 md: Tomar 1 envelope 2x ao dia por 3 dias. Pode ser associado
com Antibiótico.

� GROW ZINCO:
Indicações: bom funcionamento do organismo.
Em casos de diarreia: tratamento por 14 dias;
0-6 meses 10mg/dia
>6 meses 10 a 20 mg/dia

32
Manual de Medicamentos para o Interno - PEDIATRIA 33

RN PREMATUROS: 10 mg ao dia;

2ªMedida:Antiemético,cólicas,febre.

PERIDAL®(domperidona), [sevômitos8/8h]

� Comp.:embalagenscom 30e 60comp.


� Suspensãooral:frascocom 100mL,acompanhadodedosador.
Crianças:0,25mL/kg3vezesaodia antesdasrefeiçõeseaodeitar. Adose
podeserdobrada,se necessário,respeitando a dose diária máxima de 2,4
mg/kg (não exceder adose diáriamáxima de 80mg).
Observações:
Oscomprimidosnãodevemseradministradosemcriançascomidadeinferior a5 anos.

MAGNOPYROL®(dipironasódica)Soluçãooral;Gotas(sefebreoudor6/6-S/N)
Idadeparauso >3meses

Suspensão(50mg/ml): 10-20mg/kg/dose
Soluçãooral:(3a11meses) Dosemáxima diária10(4x2,5ml)
(1 a3 anos) Dosemáxima diária 20(4x5ml)
(4 a6 anos) Dosemáxima diária 30(4x7,5 ml)
(7 a9 anos) Dosemáxima diária 40(4x10 ml)

TRATAMENTOMEDICAMENTOSODADIARRÉIA

ANTIEMÉTICOS:podemprovocar manifestaçãoextrapiramidale sãodepressores


doSNC.Podemdificultarouimpediracriançaemingerirosoro, podendotambém causar
distensãoabdominal.De uma forma geral,aindicação de antieméticosna
pediatriaérara.Emespecífico,temos:

33
Manual de Medicamentos para o Interno - PEDIATRIA 34

� OusodoDimenidrinato(Dramin)nãodeveserutilizadoportercomoefeitocolateral
sonolênciasevera,ecomo foi dito,asonolênciaéumdossinaisimportantesde
avaliaçãoclínicadospacientes,ouseja,omedicamentopodeinterferirnaavaliaçã
o dopaciente mascarandodeterminadascondiçõesdepioraoumelhora.Está
indicadanascriançasque enjoam evomitam fácildurantelongas viagens.

� ADomperidona(Motilium) umadrogaexcelente,porém,écontraindicadapara
pacientescomintolerânciaàlactoseumavezqueelepossuiesteaçúcar em sua
composição(opção:Dimenidrinato).

ANTIESPASMÓDICO:(Buscopan).

ANTIPIRÉTICOS (Dipirona): podemproduzirsedação,prejudicandoingestãodaSRO.


BENEFLORA®;FLORAX®adultoepediátricousooralde12/12horas, repõema
floraintestinal.

TRATAMENTOETIOLÓGICO ESPECÍFICO

DISENTERIA:adisenteriaestápresentequandoopacienteapresentamucoe
sanguenasfezes.Entre asmedicações maisutilizadas temos:

SULFAMETOXAZOL-TRIMETOPRIM (Infectrin)–Suspensão–1Vd (400mg/10mL)

Dose:40mg/kg/diade12/12h(÷2)
Peso/2=>doseem mLde12/12hpor7-14dias
� Criança de6semanasa5 meses:2,5ml acada12horas
� Criança de6 meses a 5 anos:5mlacada12horas
� Criança de6 a12anos:10ml acada12horas

ÁCIDONALIDÍXICO(55mg/Kg/dia,4xao dia,por 5 dias)

34
Manual de Medicamentos para o Interno - PEDIATRIA 35

AMEBÍASEE GIARDÍASE:

� METRONIDAZOL(20a 30mg/kg/dia,7a10dias)

CLASSIFICAÇÃODA DESIDRATAÇÃO

Independentedo agente etiológicoquecausouadiarreia,acondutadeveser a


mesma,umavezquesetratadeumadoençaautolimitada.O manejoterapêutico
visaevitaradesidratação,quepodelevarà morte, eàdesnutrição(asprincipais
complicações).Portanto,necessárioreconhecer agravidadedadesidratação.

Avaliação do estado de hidratação do paciente


Etapas A observer A B C
Estado geral Bem, alerta Irritado, Comatoso,
intranquilo hipotônico*
Olhos Muitofundos e
Normais Fundos secos
Lágrimas Presentes Ausentes Ausentes
Sede Bebe normal Sedento, Bebe mal ou não é
beberápido capaz de beber*
Explorar
Sinal da prega Desaparecerapida Desaparece Desaparecemuito
mente lentamente lentamente
Pulso Rápido, fraco Muitofracoouausent
Cheio e*
Definir
Se apresentar 2 Se apresentar 2 ou
Semsinais de ou mais sinais: Com mais sinais, incluindo
desidratação desidratação pelo menos 1 com

Tratar asterisco:
PLANO A PLANO B PLANO C

ESQUEMASDEHIDRATAÇÃO

PLANOA: CRIANÇASEM DESIDRATAÇÃO


35
Manual de Medicamentos para o Interno - PEDIATRIA 36

1. Recomendaro aumentodaingestãodelíquidosutilizandoingredientes
disponíveisnoprópriodomicílio:soro caseiro(videmais adiante),chás,
cozimentodecereais(arroz,milho),sopase sucos.Osorocaseiro permite
manterumacriançacomdiarreiaagudahidratada,porémelenãoécapazde
reidratar umacriançadesidratada.
Amãedeveráserorientadaaoferecerdepoisdecadaevacuaçãoumvolume
desorocorrespondente a:
� 50a100ml (1/4a meiocopo): para criançasdeaté 12meses.
� 100a200ml (1/2a 1copo): crianças acima de 12meses.
� Quantidadequedesejar: adolescentes (maiores de10anos).

Preparação dosoro caseiro

- Lavar bemasmãos antes decomeçar;


- Colocarágualimpafiltradaoufervidaem umcopo(200ml);
- Acrescentarumamedidapequenaerasade sal (aproximadamenteumapitada);
- Acrescentarduas
medidasgrandeserasasdeaçúcar(aproximadamenteumpunhado);

2. Manteraalimentaçãohabitual,emespecial,oleitematerno,aumentando
afrequênciadasmamadas.Nãomodificarotipoequantidadedosalimentos,corrigindo-
seoserrosdietéticosevidenteseaumentandoafrequênciacom aqualsãooferecidos,
paraque,na faltade apetite,aingestãonão fique próxima donormal.

As seguintesconsiderações geraisdevemser tomadas:

-Evitar Gorduras
-Evitar frutas cítricas por irritar amucosagástrica dacriança.
-Alimentaçãoadequadadeacordocoma faixa etária.

36
Manual de Medicamentos para o Interno - PEDIATRIA 37

-Nuncasuspenderoaleitamentomaterno,excetonoscasosdepesquisa
deRotavíruspositiva,poispode levaràintolerânciatemporáriaà lactose.

3. Orientar sobreossinaisprecocesdedesidratação:
� ReduçãodaDiurese
� Vômitos Incoercíveis
� Sonolência
� Bocaseca
� Olhosfundos
� Muitasede

4. Administrar zinco 1x ao dia, durante 10 a 14 dias

Até seis (6) meses de idade: 10mg/dia


Maiores de seis (6) meses de idade: 20mg/dia

PLANO B:CRIANÇASCOM DESIDRATAÇÃO

1. Administrar Solução de Reidratação Oral (SRO) e suspender alimentos,


exceto o LM: A quantidade de solução ingerida dependerá da sede da
criança. A SRO deverá ser administrada continuamente até que desapareça
os sinais e sintomas de desidratação. Apenas como uma orientação inicial, a
criança deverá receber de 50 a 100 ml/kg de solução de reidratação oral
(com 75mEq de sódio por litro), no período de quatro a seis horas. A
quantidade aproximada em ml de SRO a ser oferecida nas próximas 4
horas é calculada multiplicando-se o peso da criança por 75. E

2. Durante a reidratação reavaliar o paciente seguindo as etapas do quadro


“avaliação do estado de hidratação”: 1) se desaparecerem os sinais de
desidratação, intituimos o PLANO A; 2) Se continuar desidratado, indicar a

37
Manual de Medicamentos para o Interno - PEDIATRIA 38

sonda nasogastrica (gastróclise); 3) Se o paciente evoluir para desidratação


grave, seguimos para o PLANO C.

3. Durante a permanencia do paciente no serviço de saúde, fazer as


seguintes orientações ao acompanhante: 1) Reconhecer os sinais de
desidratação; 2) preparar e administrar a SRO; 3) praticar medidas de higiene
pessoal e domiciliar (lavagem adequada das mãos, tratamento de água e
higienização dos alimentos).

OBS: o plano B deve ser realizado na unidade de saúde. Os pacientes


devem permanecer na unidade de saúde até que a reidratação seja complete.

Algumas considerações gerais::

Pesar a criança no início e a cada hora: por meio deste parâmetro, deve-se
avaliar se houve ou não ganho de peso. Caso não seja registrado aumento
de peso ou haja algum registro de perda de peso, é indicativo de insucesso
na dieta adotada.

SRO 10/10 minutos, até desaparecerem sinais de desidratação (30


ml/kg/hora). Se o paciente vomitar, o volume administrado deverá ser
reduzido e a frequência de administração aumentada. Após a reidratação,
que dura geralmente 4 horas, algumas medidas devem ser tomadas; as
principais estão descritas abaixo.

� Iniciaralimentação normal
� Manteroferta de líquidos
� SRO após cada evacuação ou vômito

PLANO C:CRIANÇACOM DESIDRATAÇÃO GRAVE

38
Manual de Medicamentos para o Interno - PEDIATRIA 39

Otratamentodeescolhanestescasoséahidrataçãovenosaedeveseropçãopara os
seguintes:

Desidrataçãograve
� Quandoacriançanãoganhaouperdepesoapósasprimeirasduashoras de
hidrataçãopor sondanasogástrica
� Pacientescom alteração do estado de consciência (criança deprimida,
comatosaeincapazdeingerir líquidos)
� Quandoapós o uso da sonda a criança passa a apresentar vômitos
persistentes (quatrooumaispor,nomínimo,umahora)
� Presençade íleo paralítico (distensão abdominal e ausência de ruídos
hidroaéreos).

Destaforma,temos:

1. Fasedereparaçãooudeexpansão(rápida):realiza-seterapia endovenosa.
� SoroFisiológico(0,9%) ouRinger Lactato:20- 50ml/kgna1ahora.
� SoroFisiológicoou Ringer Lactato: 10 - 20 ml/kg até os sinais de
desidrataçãodesaparecerem.

Alteraçõesrecentes realizadasporalgumasliteraturasrecomendamqueasolução
aseradministradasejacompostadepartesiguaisdeSoroGlicosadoa5%eSoro
Fisiológico0,9%,administradonovolumede100ml/kgem2horas.Ex:umacriança
de5kgedesidrataçãogravedevereceber: SG5%-250ml+SF0,9%-250ml,
contabilizandoumvolumetotalde500ml (100ml x5kg).
Nestescasos,tantofazutilizarosorofisiológicocomooringerlactato(contantoque
estejamaquecidos,paraevitarhipotermia). Contudo,paraopolitraumatizado, o
ringerlactatotempreferênciadeusodevidoasua maior afinidadepelosistema nervoso.

1. FaseManutençãoeReposição(em24horas):afasedemanutençãoserve
paracobrirasperdasnormais(ounecessidadeshídricasdiárias),eafasede

39
Manual de Medicamentos para o Interno - PEDIATRIA 40

reposição devecompensar asperdasanormais decorrentes dadiarréiae do


vômito.Ovolumeaseradministradonestafaseéresultantedasomados
volumesdamanutençãoereposição,edevemestarpresentes,emum
mesmofrasco,os seguintes componentes.

Manutenção:SG 4:1SF (regra deHolliday)


� Até10kg:100ml/kg
� 10- 20kg: 1000ml +50ml/kgacimade10Kg(ouseja:paracadakgacima
de10,adiciona-se50ml aoesquema).
� Maior que 20 Kg:1500ml +20ml/kgacimade 20 Kg(ouseja:
paracadakg acimade 20,adiciona-se20mlao esquema).

Reposição:SG1:1 SF50ml/kg/dia

Ex1:Pacientepesando10kg,com desidrataçãograve.Apósrealização de terapia


dereparação,oesquema demanutenção seria 1000ml (10kgx100ml). Nos
serviçosemqueasbolsasdesorosãode500ml,administra-se duas bolsascom
intervalo de12horas.

Ex2:Pacientespesando15kg,afasedereparaçãoéfeitadaseguinteforma:
1000ml (10kgx 100ml)+(50mlx 5kg), totalizando 1250ml desoro em24horas.
Essevalor,podeser divididoem8em8horas,6em6 horas,deacordocom a
necessidadee disponibilidadedoserviço hospitalar.

Ex3:Pacientespesandomaisde 20kg,haverápequenasmudançasnos valores,já


queoconteúdocorporaldacriançaémaior.Suponhamosumacriançapesando
22kg, assimtemos: 1500ml +(2x20), totalizando 1540ml em24horas.

OBSERVAÇÃO:Parâmetrosde insucessodaterapiadereposição oral(TRO)

� Não hidratar acriançanas primeiras 8horas


40
Manual de Medicamentos para o Interno - PEDIATRIA 41

� Vômitos persistentes (>4/hora)


� Distensãoabdominal
� RecusasistemáticadaTRO
� Perdadepesoapós 2horasdeTRO

HIDRATAÇÃOVENOSAEM:2ETAPAS

Emcasodedesidrataçãonavigênciada febre(oudevidoáinfecção), optarpor realizar


hidrataçãovenosaem duasetapas.

1ºFase
Faserápida (2– Microgotas/minutos: volume total
4horas)

SF0,9%ouRL:20-30
ml/kg/hora

OBS:Podefazeresta
dosagem,repetir2a3x
oesquema.Após
2ºFasedeManutenção
adiurese franca, inicia-
sea fasede
manutenção.
Regra deHolliday: usa-se SG 5%
Calculo do Seaté10kg:PesoX 100ml
gotejamento: De10à20kg:1000ml+50mlparacadakg
acimade10kg
Maisque20kg:1500ml+20mlparacadakg
Gotas/minutos acimade20
:volume totalda O pulodo gato:
fase÷número de Para cada100mldeSG 5%,faz-se 1,0 ml destes:
horasdafasex3 NaCl20%;KCl19,1%;GluconatodeCa

41
Manual de Medicamentos para o Interno - PEDIATRIA 42

10%

Administrar ovolumetotal
de12/12h
Exemplo:Peso=8kg
SG
5%400ml
Nacl20%
4ml
KCl19.1
%_4ml
Gluc.Ca1
0%_4ml

Fazer 12/12h

QuandoSF0,9%paracada100
mlcolocaraté6mlde glicose50

42
Manual de Medicamentos para o Interno - PEDIATRIA 43

Macete para calcular eletrólitos:


NaCl10 %- VT÷5x9 ÷10=ml
KCl19.16%-1ml paracada100mldesoro
GLCa10%-1ml para cada100mldesoro

Lembraquetantoovolumedosorocomodoseletrólitoséprodia,temquedividir
pelafase!!Queposeser de12/12dividindooVTpor2oude8/8dividindooVTpor3.

Opulodogato

Se* 10- 45kg Ex:P: 16kg VENÓCLISE


VENÓCLISE #Nacl10% SG5%- 1000+50(6) SG5%433mL
Regrade Holliday- 1ml---- 1,7meq =1300mL, Nacl9.4mL
Segar Dose: kcl5,3ml
3meqxPeso Divide-seem 3
SG5%- fases, TOTAL447
<10 KG - 100ml/kg #Kcl19,16% Poiscada soro só (Gt=VT/3xNºhda
<20 KG - 1ml---- 2,5meq tem fase)
1000+50ml/kg Dose:2,5meq/kg/ 500mL.SG5%433mL Gt=447/3x8=
>20 KG-1500 + dia 18gts/min
20ml/kg Nacl
#Gl.Ca*10% 1mL-----1,7mEq
GLI50%=10%SG 1ml-----100mg y---------48mEq
5% Dose: y=28ml/ dia
100- y÷fasequeé3=
Se não tem 200mg/kg/dia 9,4ml
SG5%faz:
Glicose50%- #Sulf.Mg50% Kcl

43
Manual de Medicamentos para o Interno - PEDIATRIA 44

OBSERVAÇÃO:Lembrar que tanto ovolumedosoro como doseletrólitos é parao


dia,temquedividirpelafase!!Queposeserde12/12dividindooVTpor2oude8/8 dividindooVT
por3.

Eletrólitos Necessidades/24h Apresentações


disponíveis
Sódio 2-4mEq/kg/dia NaCla10%=1,7mEq/ml; NaCLa
20%=3,4mEq/ml
Potássio 1-2mEq/kg/dia KCL 10% =1,3mEq/ml
KCL 19,1% =2,6mEq/ml
Cálcio 100-200mg/kg 1 ml gluconato de
degluconatode Calcio a 10% =
100mg
cálcioa10%

Exemplo dehidratação em crianças:


Peso= 17Kg,idade= 4anos,PA=60x 40mmHg (hipotensão arterial),pulsos
filiformeseletárgico.Como apresentahipotensãoesinais de alarme, encontra-se
nogrupoDdomanejo. Prescreve-se:

Fasede expansão:20ml/kg em20 minutos?20x 17= 340


mlEVem20minutos,seguidodereavaliaçãoclínica,podendoserrepetidaatétrêsvezes.
Hidrataçãodemanutenção:(usarafórmula deHolliday-Segar):

- Peso=17Kg1.000ml+50ml/kg=1.000ml+(50x7)=1.000ml+350 ml = 1.350ml/diadelíquidos.
- Na=3mEq/Kg/dia?3x17=51mEq?transformandoemml?51÷3,4= 15mldeNaCl a20%/dia

44
Manual de Medicamentos para o Interno - PEDIATRIA 45

- K=2mEq/Kg/dia?2x17 =34mEq?transformandoemml?34÷1,3= 26mldeKCl a10%/dia

Prescreve-se:hidrataçãovenosa(4etapasde6h):entãodividepelo número deetapasque


nocaso é4.
- SG a5%–337,5ml
- NaCla20%–3,75ml
- KCl a10%–6,5ml
- IV 19 gotas/min

Reposiçãodasperdascontínuas:30ml/Kg
17x30=510ml/dia infundirsobaformadeSFa0,9%ouRinger lactato
Prescreve-se:fase dereposição (4etapasde 6h):
- SFa0,9%–127,5ml
-
IVemYcomhidrataçãovenosademanutençãoouemoutroacessovenoso.Avali
ar periodicamentea fase dereposiçãoerecalculá-la se necessário.

Identificar Disenteria e/ou Outras patologias associadas àdiarreia.

45
Manual de Medicamentos para o Interno - PEDIATRIA 46

1 -Perguntar se o paciente apresenta sangue nas fezes (outros achados indicativos: Mais de 8 evacuações por dia;
o
Temperatura axilar >38,5 C).

� Em caso de positivo e com comprometimento do estado geral: reidratar o paciente de acordo com
os planos A, B e C; iniciarantibioticoterapia.
� Tratamentoparacrianças:
o Ciprofloxacino: 15 mg/kg Via Oral, de 12/12h, por 3dias.
o Ceftriaxona: 50 a 100mg/kg, IM, 1x ao dia, por 2 a 5 dias como alternativa.
o Se mantiver a presença de sangue nas fezes após 48 horas do início do tratamento,
encaminhar para internaçãohospitalar.

2 - Perguntar quando iniciou a diarreia: se tiver mais de 14 dias deevolução:

� Encaminhar o paciente para a unidade hospitalarse:


� Menorque 6meses
� Apresentarsinais dedesidratação.
� Se o paciente não estiver com sinais de desidratação e nem for menor que seis meses, encaminhar
para consulta médica especializada para investigação e tratamento.

OBS: Medicamentos em pacientes com diarreia:

Antibióticos: devem ser usados somente para casos de diarreia com sangue (disenteria) e comprometimento
do estado geralouem casos de cólera grave. Em outras condições, os antibióticos são
ineficazes e não devem serprescritos.

� Diabetes Mellitus e hiperglicemia:

1.Hiperglicemia na urgência / Cetoacidose diabética:


o Hidratação venosa (fase rápida): SF 0,9% 15-20ml/kg em 1 hora (de preferência,
em acesso venosoindividualizado).
o Insulinoterapia (iniciar após 1 hora de reposiçãovolêmica):

46
Manual de Medicamentos para o Interno - PEDIATRIA 47

Dose (endovenosa): 0,1 U/kg(bolus) + 0,1 U/kg/hora em BIC.


Pode-se diluir 25 unidades (0,25ml) em 250ml de soro fisiológico (solução com 0,1 U/ml)
e calcular 1ml/kg/hora em infusão contínua (se o paciente estiver muito edemaciado,
pode-se reduzir a infusão hídrica pela metade aumentando a insulina: 50 U + 250ml �
0,5ml/kg/hora).

� Medir glicemia capilar (HGT) a cada hora. Objetivo: reduzir glicemia 50-
75mg/dl/hora (não pode reduzir muito bruscamente devido à possibilidade de
edema cerebral). Se glicose não baixar na faixa desejada, dobrar a dose (infusão)
deinsulina.

� Quando glicemia estiver em 200- 250mg/dl � iniciar SG 5% 5- 10ml/kg/hora


(máximo: 250ml/hora) e reduzir a infusão de insulina pela metade (fase de
manutenção). Pode- se manter o SG 5% até que o paciente seja capaz de
sealimentar.

� Quando o paciente estiver se alimentando, iniciar insulina regular SC (0,5 a 0,8


U/kg) e retirar INSULINA.

o Potássio: medir e avaliar a necessidade depotássio.

� Se K+alto (>5,2): não repor potássio e fazer apenas insulina; checar


potássio a cada 2 horas.

� SeK+ de 3,3 – 5,2: repor K+ 20-30mEq/L; manter potássio entre 4


e 5.

� SeK+ baixo (<3,3): repor K+ (20-30 mEq/hora) e adiar insulina.

o Se pH < 6,9�ReporHCO3.

2.Tratamento ambulatorial da diabetes insulino-dependente:


o Para diabetes recém- diagnosticada, iniciar com 0,3 – 0,5 U/kg/dia (insulina total

47
Manual de Medicamentos para o Interno - PEDIATRIA 48

diária) e adequar conforme a necessidade (a dose média adequada a um diabético


tipo 1 adulto oscila entre 0,5 – 1,0 U/kg/dia).

OBS: Na puberdade, há necessidade de aumento da dosagem para 1,2 – 1,5 U/kg por se
tratar do período de estirão, com liberação de GH e esteroides (hormônios
contrarreguladores). Portanto, temos:

� Glargina (Lantus®) ou Determir (Levemir®): 60% da dose de insulina total diária,


1x ao dia ou divida em duas doses diárias + Aspart (Novorapid®) ou Lispro
(Humalog®): 40% da dose de insulina total diária, antes do café, almoço e
jantar, conformeHGT.
Ou
� Esquema com NPH e Insulina Regular (insulinas fornecidas pelo SUS):
� 2/3 da dose calculada pela manhã, sendo 70% desta dose de NPH e
30% de regular (30-45 minutos antes darefeição).
� 1/3 da dose calculada à noite, sendo 50% desta dose de NPH e 50%
de regular (30-45 minutos antes darefeição).

OBS: MUITAS VEZES é PRESCRITA UMA DOSE FIXA EMPÍRICA DE INSULINA


REGULAR OU ULTRARRAPIDA ANTES DAS REFEIÇÕES, JUNTAMENTE COM
ESQUEMAS BASEADOS NA DOSE DIARIA TOTAL DE CORREÇÃO DE ACORDO COM
A GLICEMIA CAPILAR:
� < 70mg/dl: - 2 U
� 71 – 140mg/dl: manter a dose
� 141 – 160 mg/dl: +1 U
� 161 – 200 mg/dl: +2 U
� 201 – 240 mg/dl: + 3 U
� 240mg/dl: + 4 U

Nas próximas consultas com o Endocrinologista, reavaliam-se as doses prescritas de


acordo com a monitoração do paciente.

48
Manual de Medicamentos para o Interno - PEDIATRIA 49

� Dermatologia:

Pitiríaseversicolor(micosedepraia)
Tineapedis(pé-de-atleta)
Tineacorporis(micosedo corpo)
Tineacruris(micosedavirilha).

TEFIN®Creme1%,1bisnagade20g. *usoadultoepediátrico(acimade12 anos)

OXIPELLE®cremea1%;soluçãoa 1%*usoadultoe pediátrico


Oxipelle®éutilizadoparaotratamentodetodasasformasdemicosesuperficialdapele,assimco
mo asqueafetam asdobrascutâneas,inclusiveopéde atleta (frieira),tronco,couro
cabeludoeáreagenitalexterna(notratamentoprofilático doparceiro).

CETOCONAZOL Creme: Aplicar nas lesões 2x ao dia por 10 a 15 dias.

� Hidratantes:

Óleodeamêndoasdoce 5%
Óleodesementede uva5% QSPLoçãohidratante1tubocom200ml
Ureia 5%

DERMATITEATÓPICA
Otratamentodadermatiteatópicaempacientespediátricosexigeousode
corticoidesdebaixapotência,comoaHidrocortisona.

Hidrocortisona1%creme:aplicar nas leses4xao dia,durante7 dias.

49
Manual de Medicamentos para o Interno - PEDIATRIA 50

DERMATITEDEFRALDAS(DERMATITENÃO-ECZEMATOSADECONTATO)
Orientações gerais:
a.Trocarasfraldascomfrequência- evitarocontato prolongadodaurinae das fezes com
apele.Se possível, deixar olactentesem fraldas.
b. Limpeza daárea afetada apenas com águamorna.Evitar lenços umedecidos
esabonetesem excesso.
c.Nastrocasdefralda, usar cremesdebarreira(à base deóxidodezinco).

Terapêutica:
a.Corticoterapiatópica
� Trok-N pomada
� Hidrocortisona1% creme-2x/dia por7dias.
� Desonida0,05% creme- 2x/diapor 7dias.

b.Aco-infecção por eoutrasbactériaspodeocorrer.
Candidasp

Clotrimazol ou cetoconazolcreme na área afetada 2x/diadurante 14dias.Pode ser


associadoaocorticoide, mas evitarformulações comcorticoidee antimicóticosno
mesmoveículo(essasapresentações geralmenteapresentam corticoidesdealtapotência).

IMPETIGO
Oimpetigoéumainfecçãocutâneasuperficial(masquepodeatingir aderme),
maiscomumemcrianças,sendocausadaprincipalmentepelo
microorganismoStreptococcus.Seutratamento exigeousodeantibióticos.Após
umperíodode incubaçãoqueleva, em média,21 dias, pode ocorrer acometimento renal
(glomerulonefritepós-estreptocócica).
Benzetacil®
� Criançascomaté20kg ⟶1/2ampola(600.000U)IM(região glútea) dose única.
� Criançascommaisde20kg⟶1ampola(1.200.000U)IM(regiãoglútea), doseúnica.

50
Manual de Medicamentos para o Interno - PEDIATRIA 51

PEDICULOSE (PIOLHO)
Pediculoseéuma doençaparasitáriacausadaporpiolhos.Podeserencontrado nocouro
cabeludoenocorpoe podecausaapitiríase.

Invermectina(Vermectil®) 6mg:doseúnica,erepetir com 15dias.


Crianças entre15a 30kg: 1/2comprimido(3mg)
Crianças entre30a 45kg:1comprimido(6mg)
Crianças entre45a 60kg: 1cpe 1/2(9mg)

Permetrina loção a 1% - 3 tubos: Aplicar um tubo inteiro no couro cabeludo e deixar agir
por 30 minutos (pode colocar uma touca). Após esse período lavar o cabelo.
Repetir 1 x por semana durante 3 semanas.

ESCABIOSE

>2 anos,>15kg
Invermectina(Vermectil®) 6mg:doseúnica,erepetir com 08dias.
Crianças entre15a 30kg: 1/2comprimido(3mg)
Crianças entre30a 45kg:1comprimido(6mg)
Crianças entre45a 60kg: 1cpe 1/2(9mg)

<2 anos
Nedax Plus®(permetrina50mg/ml) loçãocremosa 60mlaplicarso remover após
14 hse repetir após 14 dias.
Tetmosol® (Monosufiram)
Adultos:antesdaaplicação,diluirumapartedeTetmosolSoluçãoem duaspartesiguais
deágua.
Crianças:antesdaaplicação,diluirumapartedeTetmosolSoluçãoem três partes
iguais de água.

51
Manual de Medicamentos para o Interno - PEDIATRIA 52

TINHA
Seutratamentopodeserfeitocomusodeantifúngicossistêmicos,cujadosagem varia de
acordocom opesodacriança:
Cetoconazol: dar viaoral, 1xaodia,por 10dias.
Criança1 a20kg→¼cp(50mg)
Criança 20 –40kg→1/2cp(100mg)
Criança>40kg→ 1cp(200mg)

ABSCESSO
Cefalexina.Suspensão:250mg/5ml
Comp.500mg ou1000mg
Gotas:5mg/gota
Dose:100mg/kg/dia de6/6 por 10 dias.

GRANULOMADE COTO UMBILICAL


Nitrato depratabastãoa1%aplicarde8/8 horas

� Vulvovaginites:

FLOGO ROSA 500mg:


Recomendo acima de 2 anos.
Diluir um sachê em água e fazer banho de assento.

� Odor Axilar:
Adolescentes com odor nas axilas

Creme Base 30g: Cloridrato de alumínio 10%

Irgasan 3%

Eritromicina 2%
52
Manual de Medicamentos para o Interno - PEDIATRIA 53

Aplicar nas axilas de 6/6h durante 10 dias.

� Doenças Exantemáticas:

Sarampo:

o Diagnóstico clínico: exantema máculo-pulmonar na forma de um rashmobiliforme


intenso, de direção crânio-caudal; febre; manchas e lesões em cavidade oral;
conjuntivite comfotofobia.

o Diagnóstico laboratorial: sorologia parasarampo.

o Profilaxia pós-exposição: vacina (até 72h após a exposição). Para


imunocomprometidos, fazer uso de imunoglobulina.

o Tratamento:
� Sintomáticos
� VitaminaA

Rubéola:

o Diagnóstico clínico: exantema máculo-pulmonar, de direção crânio- caudal, porém


mais rápido que o do sarampo; febre; adenomegalia bastante frequente; conjuntivite
sem fotofobia.
o Diagnóstico laboratorial: sorologia para rubéola (IgM e IgG); cultura se sangue
enasofaringe.
o Profilaxia pós-exposição: vacinação de bloqueio eimunoglobulina.

Eritemainfeccioso:

53
Manual de Medicamentos para o Interno - PEDIATRIA 54

o Diagnóstico clínico: anemia; exantema clássico em face esbofeteada;


o Diagnóstico laboratorial:anticorpo
o Tratamento
� Sintomático
� Para pacientes com anemia de base (falcêmicos), realizarimunoglobulina.

Roséola (exantemasúbito):

o Diagnóstico clínico: acometecrianças abaixo de 2 anos; temperatura elevada nos 3 a


5 primeiros dias; rash (lesões rosadas no tronco) nas primeiras 24h após a febre
ceder; convulsãofebril.
o Diagnóstico laboratorial: IgG para HHV-6.

Mononucleoseinfecciosa:

o Diagnóstico clínico: febre e odinofagia; faringite às vezes com exsudato;


linfadenomegaliageneralizada;esplenomegalia; hepatomegalia; rashmaculopapular
em tronco (em 3 a 15% dos casos). Ao se utilizar penicilinas para o tratamento, o rash
costuma aumentar a incidência(80%).
o Diagnóstico laboratorial: apesar de ser uma doença viral, apresenta leucocitose, mas
com linfocitose e presença de linfócitos atípicos; pesquisa de anticorpos de Paul-
Bunnel; IgM para VCA (antígeno do capsídioviral).

o Tratamento:
� Em caso de obstrução de vias aéreas superiores, fazer corticoterapia.

Varicela Zoster(catapora):

o Diagnóstico clínico: doença altamente contagiosa; presença de lesões que se iniciam


como máculo- eritematosas, que evoluem como vesículas e, por fim, com crostas

54
Manual de Medicamentos para o Interno - PEDIATRIA 55

(apresentando, simultaneamente, lesões em diferentes fases de evolução, em


diferentes partes do corpo), sem deixarcicatriz.

o Tratamento:
� Aciclovir (preferencialmente nas prieiras 24 a 48h da doença).

Escarlatina:

o Diagnóstico clínico: febre alta, cefaleia, mialgia; exantema micropapular,dando a


pele uma textura áspera, como uma lixa; hiperemia facial com palidez perioral (sinal
de Filatov); hiperemia da mucosa oral, petéquias em palato, e língua saburrosa
(“língua em framboesa” ou “em morango”).

o Diagnósticolaboratorial:

o Tratamento:
� Penicilina G benzatina, 1200000 UI IM em dose única para criançasacima
de 25kg e 600000 UI IM em dose única para crianças com menos de25kg;
� Amoxilicina 50mg/kg/dia, VO 12/12h por 10dias;
� Alérgicos à penicilina poderão fazer uso de Eritromicina (40mg/kg/dia VO
por 10 dias) ou Azitromicina (10mg/kg/dia VO 1x/dia por 5dias).

� Falta de apetite:

Tratar parasitose (mais adiante)


+
Estimulantes de apetite
� neutrofer-prev (<2anos): dar 1ml/dia
� Neutrofer poli (>2 anos): dar 1ml/dia
� Complexo B: dar 2,5ml/dia (<2anos) e 5ml/dia (>2anos). *maisbarato
55
Manual de Medicamentos para o Interno - PEDIATRIA 56

� Cepura gotas (Vit C): 12 gotas 1x ao dia.

� Polinfan: - 1-3 anos: dar 2,5 mL/dia


- 4 a 10 anos: dar 5mL/dia

� Faringoamigdalite Bacteriana:

Em caso de suspeita de infecção da via aérea superior por Streptococcus(presença de


placas supurativas nas tonsilas e/ou hemograma com leucocitose e provável desvio a
esquerda), devemos lançar mão do uso de antibióticos. Desta forma, temos:

Terapêutica: Analgésico + antinflamatório+ antibióticos

1ª Escolha: Benzetacil®

� Crianças com até 20 kg: ½ ampola (600.000U) IM (região glútea), dose única.
� Crianças com mais de 20 kg: 1 ampola (1200000U) IM (região glútea), dose
única.
� Penicilina V, VO por 10 dias ou
� Para alérgicoseritromicinapor 10 dias

2ª Escolha: Sinot®

� (Amoxacilina) 400mg/5ml: dar 6ml VO 12/12h por 10 dias.


� Amoxicilina 50mg/kg/dia 8/8h (7h 3h 11h) por 10 -14dias

3ª Escolha:

� Azitromicina 10mg/kg/dia, dose única diária, por 5 dias; ou


� Claritromicina 7,5mg/kg/dose por 10 dias; ou
� Clavulin® (Amoxacilina+Clavulanato) 40mg/kg/dia (dividido em duas tomadas).
56
Manual de Medicamentos para o Interno - PEDIATRIA 57

� Amoxicilina + Sulbactam (Trifamox IBL®) suspençãooral:


� Crianças com menos de 2 anos: 50mg/kg/dia.
� Crianças de 2 a 6 anos: 5 a 10 ml de Trifamox IBL 250/500 a
cada8horas.
� Crianças de 6 a 12 anos: 5 a 10 ml de Trifamox IBL 500/1000 a cada
8horas.
� Adultos e crianças maiores de 12 anos: 10 a 20 ml de Trifamox IBL
500/1000 a cada 8horas.

� FEBRE:

AVALIAÇÃO DA FEBRE (AIDIPI):

� TEM UMA HISTORIA DE FEBRE, OU


� ESTÁ QUENTE AO TOQUE , OU
� TEM TEMPERATURA AXILAR > / = 37,5
� DETERMINE O RISCO DE MALARIA EM ALTO / BAIXO / SEM RISCO
� FEBRE HÁ QUANTOS DIAS?
� SE HÁ MAIS DE 7 DIAS: HOUVE FEBRE TODOS OS DIAS?

SUSPEITA DE MENINGITE???
Observar:

� RIGIDEZ DE NUCA
� PETEQUIAS
� ABAULAMENTO DE FONTANELA

Obs: Em relação à gravidade da febre se a criança melhora após tratamento da febre


indica que o quadro é benigno, já se não melhora pode ser quadro grave.

CONDUTA

57
Manual de Medicamentos para o Interno - PEDIATRIA 58

Sinais Classifique Trate


� Qualquer sinal geral de DOENÇA � Referirurgentemente
perigo ou FEBRIL � Dê a primeira dose de
� Rigidez de nucaou GRAVE antibiótico
� Petequiasou � Dar antitérmico se temp
� Abaulamentodefontanelas AX >/= 38,5
� Tartar
posssívelhipoglicemia
� Nenhum sinal de doença DOENÇA � Se tem tido febre há mais
grave febril muito grave FEBRIL de 7 dias, referir p/
investigação.
� Dar antitérmico se
TAX>/=38,5
� Reavaliar em 2 dias se
febre persistir

TRATAMENTOPARA HIPERTERMIA
Otratamentoconsisteapenasemsuportesintomáticoeprevençãodadesidratação.
Apesquisadaetiologiadafebrepodeserimportante.Sehouverpresençadefebre,
masofocodaeventualinfecçãonãoforencontrado,devemosoptarpelosseguintes
exames:Hemograma,PCR,VHS,Sumáriode urina(EAS),Líquor(LCR).

Opulodogato:Apresençade febre+tossee/ousecreçãoempacientes pediátricos


podeexigira utilizaçãodeantibióticos.

TRATAMENTODACONVULSÃOFEBRIL

Aconvulsofebril,em poucaspalavrasédefinidacomoumaconvulsoassociadaá
febre,sem evidenciasdeinfecçãonoSNCoucausa definida, que ocorrena
infância,emgeralentre6 mesesdevidae5 anosdeidade(depois, tendea
58
Manual de Medicamentos para o Interno - PEDIATRIA 59

desaparecer).Semenorde6mesespodesermeningiteououtrapatologiaexames: RXde
tóraxepunçãolombar +exameclinico. Seu tratamento baseia-se
nousodeanticonvulsivantes:

Opulo dogato:Convulsão febril >2em dias diferentesindicarTratamentoepedir


eletroencefalograma.

� Fenobarbital(Gardenal)3–5mg/kg(máximo:8mg/kg):administrar1xaodia, á
noite(devidoàsedação do medicamento). Énecessário, aolongodotratamento,
dosar aprotrombina periodicamente.

OBS: Se não houvermelhora, pode-sesubstituiroGardenalgradativamente por


ÁcidoValpróicoouCarbamazepina(Tegretol).Todosestes medicamentos
exigemaanáliseperidica dasfunçõeshematológicas, hepáticas, urinárias,etc.

ConvulsãoFebril:Midazolam,Diazepam

� ITU:

Etiologia–gramnegativos entéricos:
•Escherichiacoli–Éomicroorganismomais comum (90%)
I.T.U.Alta =InfecçõesdoParênquimaRenal(PIELONEFRITE)
I.T.U. Baixa= Infecções Vesical (cistite) e/ouUretra(uretrite).

- QuadroClínico

4.1– ITU EMRECÉM-NASCIDOS: 4.2–I.T.U EMLACTENTES:

59
Manual de Medicamentos para o Interno - PEDIATRIA 60

RNexibe um quadro de virose ou toxemia, Quadroclínico inespecífico.


caracterizado por: ▪Déficit pôndero-estatural;
▪Hipertermia ouHipotemia; ▪Diarreiaouconstipação;
▪SucçãoDébil; ▪Vômitos;
▪ Irritabilidade; ▪Anorexia;
▪Hipoatividade; ▪Febre deetiologiaobscura.
▪Norteamentodepele;
▪Palidez;
▪Presençasde Icterícia fisiológica prolongada
associada ounãoà perda depeso(30%doscasos).
4.3– I.T.UEMPRÉ-ESCOLARES E ESCOLARES: 4.4– I.T.UEMADOLESCENTES:
Éapartirda fase-escolar queossintomas tornam-se ▪ Polaciúria;
localizatórios: ▪ Disúria;
▪Febre; ▪ Náuseas, vômitos; ▪ Dornobaixo ventre;
▪ Polaciúria; ▪ Calafrio; ▪ Hematúria;
▪ Disúria; ▪ DorLombar; ▪ Febre+ Calafrio e/ou Dor nosFlancos=
▪Estrangúria; ▪ Enurese; PIELONEFRITE
▪ Urgência Miccional;▪ Dor Abdominal;

Diagnóstico:

� Laboratorial:
EAS
UROCULTURA

� Imagem:
1- Rx
2–Ultra- sonografiaRenal
3–UltracistografiaMiccional

Tratamento–Medidas Gerais:

� Ingestãodelíquidos;
� Orientaçãofamiliar:20–30% das criançasterãoumúnicosurto;
� RitmoUrinárioadequado;
60
Manual de Medicamentos para o Interno - PEDIATRIA 61

� RitmoIntestinaladequado;
� Medidashigiênicasem meninas quantoàvulvovaginites.
� Ttosintomático:

PYRIDIUM®100mg- de8/8hs-éindicadoparaoalívio dadisúria,


dedor,ardor,desconfortoparaurinar eoutrossintomas decorrentes dairritaçãoda
mucosa dotrato urinárioinferior causados por infecção.

Opulo do gato
Sempreter atenção em corrigir a constipação por que geralmente estão
relacionados.

TratamentoEspecifico:
� Recém-nascidos:Internaçãocom antibioticoterapia IV.
• Ampicilina;
• Cefalosporinas;
• Aminoglicosídeos.
Dâ-sepreferência:
•Ampicilina–100mg/kg/dia+Gentamicina(5mg/KD/dia)=Esquema de
escolha.
•Aminoglicosideos
Amicacina15mg/kg/diaIV24/24hsou IM.
Gentamicina5mg/kg/diaIV24/24hs.
•Cefalosporinas:
Ceftriaxona50a 100mg/kg/dia, IM ouIV12/12hsou24/24hs.
Lactentesepré-escolares:
Nitrofurantoína5a7mgpor kg/diadivididas em 4tomadas VO6/6hs.
oApresentação:5mg/ml
oComp:100mg

ÁcidoNalidíxico:50mg/kg/diaVOde6/6hspor7dias(dica:peso/4=doseem ml)

61
Manual de Medicamentos para o Interno - PEDIATRIA 62

oApresentação:250mg/5ml
oComp.500mg

Ébomba:Nãodeveserusadaemlactentejovens<6meses,peloriscodeHipertensãoIntracrani
ana.

Cefalospoxinade1ª e 3ªgeração:
- Cefalexina50– 100mg/kg/dia,VOde6/6hs.
- Cefadroxil: 30–50mg/kg/dia,VOde12/12hs.
- Cefuroxina:10–15mg/kg/dia, VOde 12/12hs.
- Ceftriaxona:50–100mg/kg/dia, IMouIV de24/24hs.

Quinolonas:PodeserumaopçãonainfecçãoporPseudomonas,eoutros germes
resistentesem adolescentes >de17anos.
- Ciprofloxacino:30mg/kg/dia,IVouVO12/12hs.

Observação:Todasessas drogasserão prescritas por um período de07 a10


diaseauroculturadecontroleérealizadade2a5diasapós otérminodo antibióticopara
confirmaçãodacura.

I.T.U FÚNGICA
Otratamentoindicadoé:
- AnfotericinaB(1mg/kg/dia).
-Fluconazol (6mg/kg/dia)

� Otite Média Aguda (OMA):


Dor severa e diminuição da audição, febre, inquietude, perda de apetite e secreção no
ouvido se houver ruptura timpânica (perfuração do ouvido), vômitos e diarreia.

Terapêutica:
� Antitérmicas e analgésicos
62
Manual de Medicamentos para o Interno - PEDIATRIA 63

+
� Amoxicilina 50mg/kg/dia 8/8h (7h 3h 11h) por 10 -14dias

Se >2 anos o dobro da dose

Se alérgicos:Macrolídeos 5 dias (AZITROMICINA)

Se resistência (por 2 a 3 dias) = GRAVE: Amoxicilina + clavulonato 90mg/kg/diaou


Cefalosporinas de 2ª geração 14 a 21 dias

DECADRON COLÍRIO:
Indicações: Otite externa difusa
Outras indicações: neurodermatite localizada, dermatite seborreica, eczema.
Posologia: 3-4 gotas 2x ao dia.

OBS: VERIFICAR SINAIS GERAIS DE PERIGO


� A criança consegue beber ou mamar no peito?
� Vomitatudoqueingere?
� Teveconvulsões?
� Estáletárgicoouinconsciente?

� IRA SUPERIOR E INFERIOR:

Infecçõesdas Vias Aéreas Superiores(IVAS).COMOAVALIAR ATOSSE:

PERGUNTAR SINAIS Opulo do gato


1.Háquanto tempo Frequência Rinite:período datosselogoquevai
estácom tosse? respiratória: dormiequandoacorda
2.Emquehorário a <2meses:≤60 Asma atosseé pela madrugada(á63
tosse predomina? 2meses a <12 noite)
3.Ocorreu febreem meses:≤50 Se frequênciarespiratóriase
algum momento do
SINAIS 1anoa<5anos:
CLASSIFIQUE manterelevada
TRATAMENTO após
processode ≤ 40 tratamentodacrise com Beta2
Manual de Medicamentos para o Interno - PEDIATRIA 64

Qualquersinaldeperigoou DOENÇAMUITOGRAVE OU Darprimeiradosede


tiragemsubcostal ou PNEUMONIA GRAVE antibiotico.
estridor emrepouso Referirurgentementeaoh
Respiraçaorapida PNEUMONIA Daraprimeiradosede
antibitico
Marcarretorno em 2dias
Informaramãequndo
retornar
Nenhumsinaldeperigoou NÃOÉ PNEUMONIA Setiver sibilancia
depneumonia tratarcombeta 2
durante5dias
Reavaliarem5diasse
nãomenhorar
Setossehámaisde

64
Tosse

<3 ≥3
semanas semanas

Doença aguda Doença


de vias cronica de vias
respiratorias respiratorias

superiore outras
s
inferiores Continuar TB
investigaça
o para TB

Rinosinusit Traqueobronquit pneumoni


e e a Asma
Bronquiectasias
DPOC
Infecciosa Hemograma
DRGE
ou RX de torax
Cancer pumonar
nao
infecciosa

GRIPE

Sintomas: Febre (mais comum); Hiperemia conjuntival; Congestão nasal;


Hiperemia de orofaringe; Adenomegalia cervical; Taquipneia.

OBS: Sempre manter um vínculo com o paciente; falar que se não melhora
vai ter q/ voltar p/solicitar exames.
Atenção:
� Se viral é mais generalizado;
� Se bacteriano é mais localizado, é mais no ouvido ou faringe;
� Se dengue é mais mialgia.
� Exames:
� Hemograma e PCR;
� Se leucopenia viral é desvio a D;
� Se leucocitose bacteriano é desvio a E

65
Tratamento: Sintomático + Analgesia + Repouso + Boa alimentação.

Analgesia:

o Novalgina® Suspensão: 10-20/kg/dose *Idade para uso >3 meses

o Novalgina® (dica:gotas 1 gota por kg) ⇨verificar se não e alérgica 6/6


horas

o Dipirona sódica: kg x 0,03 dose +ad EV ou IM 6/6horas

o Tylenol®(Paracetamol) Idade para uso RNgotas 1 ou 1 e 1/2 por kg de


peso 6/6 horas

o Acebrofilina (brondilat) + antiestaminicos de segunda geração


+corticoide nasal. (verrinite)

LARINGOTRAQUEOBRONQUITE AGUDA

Com estridor em repouso:


o Nebulização com Adrenalina 0,5ml/kg (máximo de 5ml da solução
1:1000) + Corticoide (Dexametasona 0,6mg/kg IM, EV ou oral).
OBS: A adrenalina tem início de ação rápido, mas o seu efeito é
passageiro, durando por até 2 horas; assim, é mandatório que essa
criança permaneça em observação por, pelo menos, esseperíodo.

Sem estridor em repouso: Corticoide (Dexametasona 0,6mg/kg IM, EV


ouoral).

NASOFARINGITES AGUDAS: RESFRIADO COMUM


Repouso.
o Hidratação: dar preferência à ingestão de líquidos como água e sucos,
além de utilizar carboidratos complexos, mas de fácil digestão.
o Analgesia eantitérmicos:

66
RINOSSORO JET:( 9mg/ml)
Indicações: Higiene nasal diária, adjuvante no tratamento de gripe, resfriados e
rinites;
RINOSSORO GOTAS: ( recém-nascidos ou bebes de colo) OU SPRAY
SUAVE
Dipirona gotas: dar 1 gota/kg de peso corporal, VO, de 8/8h a6/6h.

Dipirona xarope (Maxalgina®infantil) 50mg/ml:

� 5 a 8 kg (3 a 11meses):1,25a 2,5ml VO,6/6h;


� 9 a 15 kg (1 a 3 anos): 2,5a5 ml VO,6/6h;
� 16 a 23 kg (4 a 6anos):7,5VO,6/6h;
� 24 a30 kg(7 a 9anos):10ml VO,6/6h;
� 31 a 45 kg (10 a12anos);15 ml VO,6/6h.

Paracetamol 750mg + Cafeína (Tylenol®): dar 1 gota/kg de peso corporal,


VO, de 8/8h a6/6h.

Ibuprofeno gotas (Alivium®): dar 1 gota/kg de peso corporal, VO, de 8/8h


a6/6h.

SE TOSSE IMPORTANTE:
o Ambroxol pediátrico: opção mais barata.
� 1 a 5 anos: 2,5ml,8/8h;
� 6 a 10 anos: 5ml,8/8h;
� 10 anos: 10ml,8/8h.

o Melxi® (Ananascomosus0,66g/ml):
� 1 ano: 2,5ml, 3x aodia;
� 1 a 8 anos: 5ml, 3x aodia;
� Acima de 8 anos: 10ml, 3x aodia.

o Acebrofilina(Brondilat®, Filinar®) xarope infantil5mg/ml:

67
� 1 a 3 anos: 2mg/kg/dia, dividido em 2 a 3 vezes ao dia.
� 3 a 6 anos: 5ml, 2 a 3 vezes aodia.

6 a 12 anos: 10ml, 2 a 3vezes aodia.

o Dropropizina(Atossion®) xarope pediátrico1,5mg/ml:


� 2 a 3 anos: 2,5 a 5ml, 4x ao dia.
� > 3 anos: 10ml, 4x aodia.

OBS: Xaropes a base de mel estão contraindicados em crianças com menos


de 1 ano de vida devido ao risco de botulismo.

SE TOSSE E/OU SINAIS DE ATOPIA IMPORTANTES: optar por anti-


histamínicos de primeira geração.
o Hidroxizina (Hixizine®):paracriançascom 0 a 2anos.
6 - 12kg: 2,0 a 3,0ml VO, 2a4x aodia.
12 - 24kg: 3,0 a 6,0ml VO, 2 a 4x ao dia.
24 – 40kg: 6,0 a 12,5ml VO, 2 a 4x ao dia
.
o Dexclorfeniramina(Polaramine®) xarope2mg/5ml:
6 – 5 anos: 1,25ml(0,5mg)VO, 2 a 3x aodia.
6–11 anos: 2,5 ml (1mg)VO, 2 a 3x aodia
> 12 anos: 5ml (2mg) VO, 2 a 3x aodia.

o Loratadina (Histadin®, Claritrin®)


xarope5mg/5ml:
2a6 anos ou <30kg: 5ml, 1x aodia.
6a11 anos ou>30kg:10ml,1x aodia.

SALSEP®ouNARICLEAR®(CloretodeSódio):aplicar3jatosemcadanarina,6xao
dia.

PERCOF®(Levodropropizina) dose:peso/ por 4


Doses:

68
� Uso em Adultos e Crianças acima de 12 anos:
10mLdePercof®xarope,atétrêsvezesaodia,em intervalos de nomínimo
6 horas.
� Uso em crianças acima de 2anos de idade:
Adose pediátricaéde 1mg/kg atétrêsvezesaodia,totalizando umadose
diáriade3 mg/kg.
Paraconveniência, as seguintesdoses aproximadas podem
ser usadas: 10-20kg: 3 mLdo xarope até três vezes ao dia.
21- 30kg:5mLdoxaropeaté três vezes aodia.

Sugestão de prescrição para gripes e refriados:

1. Bialerge® (Bronfeniramina +Fenilefrina):


� Elixir: 3 a 6 anos: 2,5ml, até 3x ao dia; 6 a 12 anos: 5ml, até 3x ao
dia; >12 anos: 5ml, até 4 vezes aodia.
� Gotas (solução oral): 2gotas/kg/dia (máximo de 60 gotas), dividida
em 3xaodia.
2. Acebrofilina (Respiran® infantil, Filinar® infantil) ou Dipropizina
(Atossion® pediátrico): dar 1 ml/ano completo (a partir dos 2 anos;
dose máxima 10ml), 2 a 3x ao dia.
3. Outrasmedicaçõessintomáticas.

HEXOMEDINE®sprayéindicadoparaotratamentolocaldasinflamaçõeslimitadas
àcavidadeoral eorofaríngea:faringites, aftas, estomatiteseanginas.
Aplicar3 nebulizações até de 4em 4 horas. Deve-seaplicar as
nebulizaçõesnacavidadebucal, direcionandooaplicador paraa
orofaringe.Cadanebulizaçãocontém 0,10ml decolutório.

PNEUMONIA
Todo quadro de tosse com febre + TAQUIDISPNEIA é suspeito de pneumonia
até que se exclua o diagnóstico. Tosse + taquidispneia = infecção respiratória
baixa.

Manifestações Clínicas:

69
SINAIS CLASSIFIQUE TRATAMENTO
Qualquer sinal de perigo ou tiragem DOENÇA MUITO • Dar primeira dose de
subcostal ou estridor GRAVE OU antibiótico
PNEUMONIA • Referirurgentementeao hospital
GRAVE
Respiraçãorápida = taquidispeneia PNEUMONIA • Dar a primeira dose de
antibiótico
• Marcarretornoem 2 dias
• Informar a mãe quando
retornar imediatamente
Nenhum sinal de perigo ou de NÃO É PNEUMONIA • Se tiver sibilância tratar com
pneumonia beta 1 durante 5 dias
• Reavaliar em 5 dias se não
melhora
• Se tosse há mais de 30 dias
referir p/ avaliação

Gerais: Febre, calafrios, cefaleia, irritabilidade, letargia e queixas


gastrintestinais. Geralmente, tem dor abdominal referida.
Pulmonares: Tosse; ↑ FR, Taquidispneia ou apneia, tiragem intercostal ou
abdominal, batimento de asa de nariz
Pleurais: Dor torácica, limitação dos mov. Respiratórios.

Diagnóstico:
�Clínico: ⇨ Exame físico com ausculta pulmonar. Pede-se a radiografia
quando tem dúvida.
�Radiológico: condensação predominantemente em base pulmonar, quando
se trata de uma pneumonia típica. Pode vir acompanhada com dessame
pleural em casos mais graves.
�Laboratorial:
◦ Hemograma: pouco valor, podendo apresentar leucocitose com
neutrofilia e desvio à esquerda, anemia e plaquetopenia; leucopenia.
◦ VHS e PCR: aumentados;
◦ Hemocultura: não é indicada em pneumonia simples e sim nos casos
que requer internação
◦ Cultura do tratorespiratório;

70
◦ Bacterioscopia do derrame pleural;

TRATAMENTO:
TRATAMENTO HOSPITALAR DA PNEUMONIA NA INFÂNCIA (SBPT 2007)
IDADE PATÓGENO ANTIBIÓTICO
Todas as idades Vírus Semindicação
Recém-nascido

< 3 dias Estreptococos o grupo Penicilina cristalina ou ampicilina


B/BGN/Listeria(raro) associada a amicacina ou gentamicina

Staphylococcus aureus /
> 3 dias Staphylococcus
epidermitis / BGN
1 a 3 meses Streptococcus pneumoniae Betalactâmicos (penicilina cristalina,
Haemophilus influenza amoxicilina) Cloranfenicol (suspeita
Staphylococcus aureus de H.influenzae)Oxacilina (suspeita
de S.aureus)
Pneumonia afebril Chlamydia trachomatis /
Ureaplasmaurealyticum Macrolídeos
3 meses a 5 anos Streptococcus pneumoniae Betalactâmicos (penicilina cristalina,
Haemophilus influenza amoxicilina)
Staphylococcus aureus Cloranfenicol (suspeita de H.influenzae)
Oxacilina (suspeita de S.aureus)
6 a 18 anos Streptococcus pneumoniae Betalactâmicos (penicilina cristalina,
Mycoplasma pneumoniae / amoxicilina) Macrolídeos
Chlamydia pneumoniae

IV:intravenosa;VO:viaoral;IM:intramuscular;SMZ:sulfametoxazol;eTMP:trimetro
prim.
Fonte:Diretrizes brasileiras em pneumonia adquirida na
comunidade em pediatria- SBPT 2007.

Opulo do gato
Hidrocortisonasepacienteapresentar desconfortorespiratóriograve!!!

71
Posologia dos antibióticos recomendados no tratamento da pneumonia na
infância (SBPT 2007)
MEDICAMENTO DOSE
Amicacina 15 mg/kg/dia (8/8 ou 12/12 h) IV
Amoxicilina 50 mg/kg/dia (8/8h) VO
Ampicilina 100 mg/kg/dia (6/6h) VO/200 mg/kg/dia (6/6h) IM/IV
Cefalotina 100-200 mg/kg/dia (6/6h) IV
Cefalexina 50 mg/kg/dia (6/6h) VO
Ceftriaxona *quando grave 50-100 mg/kg/dia (12/12h) IV
Cefuroxima 30-100 mg/kg/dia VO (12/12h) /IV ou IM (8/8h ou
12/12h)
Cloranfenicol 50 a 70 mg/kg/dia (6/6h); máximo de 1 g por dia VO ou
IV
Oxacilina 100-200 mg/kg/dia (6/6h) IV
Eritromicina 30-40 mg/kg/dia (6/6h) VO
Gentamicina 5-7,5 mg/kg/dia (8/8h) VO
Penicilina G cristalina 100.000 U/kg/dia (4/4h ou 6/6 h) IV
Penicilina G procaína 50.000 U/kg/dia (12/12 ou 24/24h) IM
SMZ+TMP 40 g/kg/dia de SMZ ou 8 mg/kg/dia de TMP
(12/12h) VO

� Rinite Alérgica:

Ariniteéo termo médicoquedescreveairritação einflamaçãocrônicaouaguda


damucosanasal.Éumadoençaquepode sercausadatantoporvíruscomopor
bactérias,emborasejamanifestadacommaisfrequênciaemdecorrênciadealergia,
ouporreaçõesaopó,fumaçaeoutrosagentesambientais.Ainflamaçãodecorrente
dariniteresultanaproduçãoexcessivademuco,geradopeloacúmulodahistamina,
oque ocasionao escorrimento nasal, sintomamais típicodarinite.
Paraotratamento dariniteempacientes pediátricos,devemos dar preferênciapor

72
anti-histamínicosde2ªgeração,poisapresentammenosefeitoscolaterais(como
sedação).

RINOSSORO JET: ( 9mg/ml)


Indicações: Higiene nasal diária, adjuvante no tratamento de gripe, resfriados e
rinites;
ALLEGRA®pediátrico(FEXOFENADINA):anti-histamínicode2ªgeraçãoque
nãocausasedação.
Idadeparauso:6meses.
Doses:
� 6mesesa2 anos:2,5 ml, VO2xaodia
� 2 anos a11anos:5,0 ml, VO2xaodia
� Maiores de12anos:120mg,VO1xao dia

DESALEX®(DESLORATADINA):anti-histamínicode2ªgeraçãoquenãocausa
sedação. Obs:receitadevida
Idadeparauso:6meses.
Doses:
� 6mesesa2 anos:2,0 ml, VO1xaodia
� 2 anos a5 anos:2,5 ml, VO 1xaodia
� 5 anos a11anos:5,0 ml, VO1xaodia
� Maiores de12anos:10mg/dia, 1cpao diaVO

SINGULAIR®(MONTELUCASTE): antiasmático;antagonistadereceptoresde
leucotrienoscisteínicos.Sebroncoespasmo
Obs:receitadevida
Apresentações:
� Sachê(apartir de6 meses devida): 4mg/dia
� Pediátrico:comprimidomastigável 4mg ou5mg
� Adulto(>12anos):10mg

DESLORATADINA
Antihistaminico(p/menores de2anos)2ml 2xaodiapor 7dias

73
Tópiconasal:

� RN:SALSEP®(CLORETODESÓDIO): 2jatos pornarina3xaodia


� Lactente > 3 meses: NASOMAR: 2 jatos por narina 3x ao dia.
� Menorde2anos:(RILANNASAL®-2%a5%) NASONEX®1 jato/narina2x
dia(uso>6 meses)
� Maiorde2anoscorticoidenasal{BUDESONIDA,NOEX,NASONEX®2xdia,
FLUTICONASONA(AVAMYS®)};
PLURAIR®(PROPIONATODEFLUTICASONA)50mcg/doseSuspensão
tópicanasal-Spraynasal

Tratamento:
Antibióticopor 10dias(AMOXICILINA)+Corticoidespor
5dias+Corticoidenasal

METICORTEN®(PREDNISONA) de 5mgede
20mg
Crianças <40kgdose:1 mg/kgde pesopor dia
Crianças>40kg dose1a 2mg/kgpordia

CLASSIFICAÇAO DE RINITE ALERGICA – ARIA

Intermitente
Persistente
< 4 dias por semana
> 4 dias por semana
ou < ou igual a 4
e > ou igual a 4
semanas
semanas
consecutivas
Modera/grave (um ou mais
Leve itens)
sono normal,atividades sono anormal, prejuizo das
diarias normais, esporte, atividades diarias,esporte e
lazer, escolae trabalho lazer; problemas na escola e
normais. Sintomas não trabalho; sintomas que
interferem nas atividades interferem nas atividades
diarias. diarias.

74
� Sinusite Bacteriana Aguda:

Lembra que na criança até 7 anos não tem seio frontal e portanto não
queixa de cefaleia. Clinicamente observamos sintomas de resfriado comum
que duram mais de 10 a 14 dias; febre alta +coriza; tosse exuberante diurna e
noturna persistente. O que caracteriza a sinusite em crianças é principalmente
a tosse persistente por mais de 10-15dias.

TRATAMENTO: SINTOMATICO +ANTITERMICOS +ANTIBIOTICOTERAPIA +


COTICOIDE

o Sorofisiológico intranasal

o Amoxicilina 50mg/kg/dia 8/8h (7h 3h 11h) por 10 -14dias. OBS: Se >2


anos o dobro da dose

75
ORIENTAÇÕES GERAIS EM PEDIATRIA

ROTEIRO BÁSICO DE ATENDIMENTO EM PEDIATRIA:


Idade:____ Estatura: _____ Peso:______ IMC:_____

QP: exemplo - Tosse seca, coceira há 2 semanas...

HDA: mãe refere que filho apresenta...

Ao exame: EGB, ativo, reativo, hidratado...

ExameFísico:

o Ausculta pulmonar (AP): MV+ em AHT S/ RA...


o Ausculta cardíaca (ACV): RCR em 2t sem sopro ...
o Abdômen (ABD): flácidoindolor...
o Rinoscopia:
o Oroscopia:
o Otoscopia:

Hipótesediagnostica (HD):

76
Conduta:

CÁLCULO DA PRESSÃO ARTERIAL:

IDADE X 2+ 70 = SISTOLICA / por 2 + 10 = DIASTÓLICA

CÁLCULO DE PESO ESTIMADO PARA A IDADE

Idade Peso (kg) estimado

03 a 12 meses
Idade (meses) + 9
2

01 ano a 06 anos [Idade (anos) x 2] + 8


07 anos a 12 anos Idade (anos) x 7 – 5
2

OBS: De forma prática, para crianças de 01 a 10 anos, temos:

� ♂ (Idadeemanos x 2) + 8
� ♀ (Idadeemanos x 2) + 9

ALIMENTAÇÃO/SUPLEMENTAÇÃO ALIMENTAR:
Para pacientes que estão em amamentação exclusiva:
� SUPLEMENTAÇÃO – As vitaminas/sais minerais preconizadas pelo
MS na suplementação alimenta da infância são a VITAMINA D e o
FERRO.

77
o Vitaminas – devemos fazer a suplementação a partir de 3 semanas
(RNTermo) e 1 semana (RNPréTermo) até os 2 anos de vida.

� Vit. D – 400 a 800 UI/dia


� Vit. A – 1.500 a 2.000 UI/dia

Protovit ® Solução oral 20ml. (VIT A, D e complexo B)


Posologia: Crianças = 12 gotas/dia (tratamento profilático)
Tratamento de carências vitamínicas: Adultos: 24 gotas, 2 a 3 vezes por
dia. Crianças: 12 gotas, 2 a 3 vezes por dia.

AD-TIL® Solução oral 10ml.


Posologia:1 gota ao dia (tratamento profilático).
O tratamento das deficiências de vitaminas A e D: no tratamento do
raquitismo, osteomalácia secundária à deficiência dietética (carencial):
Crianças: 2 gotas ao dia/Adultos: 2 a 4 gotas ao dia, até a cura clínica.
Após cura, 2 gotas ao dia como manutenção.

Puravit ® (VIT A, D e E)
Posologia: Crianças = 1 gota/dia (tratamento profilático)

Grow-D ® (VIT D) Solução oral 10ml


Posologia: 1gota/dia

GrowVit-BB ® (A, B¹,B², Ácpantopênico, B¹°, C, D, E)


Posologia: 6gotas/dia

Grow Zinco:
Indicações: Crescimento e Desenvolvimento (Deficiência)
Posologia: 5 a 30mg/dia- 6 meses.

Zirvit baby (Cobre, zinco, selênio, K2-7 + D3 + Cálcio + Iodo):


Indicações: pré-termo/ baixo peso/ hipogalactia
Posologia: 0-6 meses: 1 mL 1x ao dia;

78
7 -11 meses: 2 mL 1x ao dia.

Ou Imunidade:
Posologia: 5 a 10 mg ao dia;

Addera D3 Colecalciferol(vitamin D3): Gotas 3.300 UI/mL

� Lactentes(0 a 2 anos): 40U.I/ kg ( máximo de 3 gotas)


� Recém-nascidos (em torno de 3,5Kg): 1 gota ao dia, no máximo.
� Pediátrico (>2 anos) e Adulto:Até 6 gotas 1 vez ao dia.

Addera D3 Colecalciferol( Vitamin D3): Gotas 10.000 UI/Ml

Idade Recomendaçãodiária Recomendação dose de


ataque
0-6 meses 400 UI-1000UI/dia Máxima 2000 UI/dia

6-12 meses 400 UI-1000 UI/ dia Máxima 2000 UI/dia


1-3 anos 600 UI-1000 UI/dia Máxima 4000 UI/dia
4-8 anos 600 UI-100 UI/dia Máxima 4000 UI/dia

� Ferro

� RNT em Leite Materno exclusivo – 1mg/kg/dia (6 meses a 24


meses).
� RNT em uso de Leite Vaca - 1mg/kg/dia (do início do LV a
24m).
� RNPT e RNBP - 2mg/kg/dia (30d a 24meses).

Para RN Termo (RNT) em uso exclusivo de Leite Materno EXCLUSIVO,


deve começar a dar ferro a partir do 7° mês. Para os que fazem uso de leite

79
de vaca, devemos começar o uso do ferro a partir do momento que o lactente
iniciar esse tipo de alimentação. Se o lactente for pré-termo (RNPT) ou baixo
peso (RNBP) devemos iniciar a suplementação de ferro profilático a partir de
30 dias de vida.
É importante lembrar que aquelas crianças que fazem uso de fórmula
(>500ml/dia) não precisam complementar com ferro, pois o mesmo já se
encontra nas fórmulas infantis.
Neutrofer-prev ® (Fe, Zn, Vit D e A)
Posologia: Dar 1ml/dia em dose única até os 2 anos.
Sulfato Ferroso
Posologia: 1gota/kg (iniciar com 1gota/dia e acrescentar 1 gota a cada
dia até completar a quantidade relativa ao peso, para evitar diarreia)
Obs: Associar com Vit C (1gota/kg), pois o sulfato ferroso tem pior
absorção.

o Flúor (em cidades que não dispõem de fluoretação da água)

� 15 dias a 1 ano – 0,25mg/dia


� 1 a 3 anos – 0,5mg/dia
� 3 a 15 anos – 1.0mg/dia

� ALIMENTAÇÃO:

ESTRATÉGIA ALIMENTAR 1ª – o que é IDEAL de fazer:


� Leite Materno Exclusivo até o 6º mês de vida
� Após o 6º mês:
Papinhas de frutas e sucos naturais sem açúcar 2XDIA (manhã e
tarde)
Após 2 semanas – sopinha de legumes 1XDIA (almoço)
7º mês – alimentos amassados + jantar
8º mês – pedacinhos de alimentos
9º mês – semi-sólidos
Manter LM até 2 anos de vida

80
ESTRATÉGIA ALIMENTAR 2ª – na falta do Leite Materno
� Fórmula Infantil de Partida até o 6º mês.
� Exemplo: (Nam 1, Aptamil 1. Mais baratos:⇨Milupa 1, Nestogeno
plus1)
� Após o 6º mês:
Papinhas de frutas e sucos naturais sem açúcar 2XDIA (manhã e
tarde)
Após 2 semanas – sopinha de legumes 1XDIA (almoço)
7º mês – alimentos amassados + jantar
8º mês – pedacinhos de alimentos
9º mês – semi-sólidos
Fórmula de Seguimento a partir dos 6 meses (Nam 2. Mais barato
⇨Nestogeno 2, Milupa 2)
A partir de 1 ano ( NESLAC ou MILNUTRI – são mais baratos e
nutritivos)
Volume: 25 – 30ml /kg/vez

ESTRATÉGIA ALIMENTAR 3ª (que é quando a mãe não tem leite para


amamentar nem dinheiro para manter a fórmula de partida).
� Leite de vaca em pó ou “in natura”
10% - até o 4º mês
Integral (15%) – a partir do 4º mês
Adicionar açúcar 5%, farinha 3% e óleo 1%
Suco de frutas no 3º mês
Sopinha de legumes com carne no 4º mês
7º mês – alimentos amassados + jantar
8º mês – pedacinhos de alimentos
9º mês – semi-sólidos
Lembrar suplementação mineral, vitaminas e lembrar a água desde
o começo.
Volume: 25 – 30ml /kg/vez
MEDIDAS CASEIRAS
� 1 colher de sopacheia – 15g
� 1 colher de sobremesacheia – 10g

81
� 1 colher de chácheia – 5g

Então, se for bebê até 4 meses, como é a 10% o leite, pra cada 100ml a
gente usa uma colher de sobremesa cheia do leite, 1 colher de chá cheia de
açúcar ou da massa e meia colher do açúcar ou da massa Tb, eu gosto mais
de colocar 5g da massa e 3g do açúcar e um pouco de óleo.

ESTRATÉGIA PSICOLÓGICA é IMPORTANTE!


Escute antes de falar. Informe, sem ordenar. Argumente. Procure a
solução mais possível de ser realizada, respeitando padrões socioculturais
dos seus pacientes.

� Vitaminas:

� Protovit ® Solução oral 20ml.


Posologia:
Adultos: 24 gotas/dia
Crianças: 12 gotas/dia

Tratamento de carências vitamínicas: Adultos: 24 gotas, 2 a 3 vezes por dia.


Crianças: 12 gotas, 2 a 3 vezespor dia.

� AD-TIL® Solução oral 10ml


Posologia:
Recém-nascidos, lactentes e crianças até os 12 anos de idade: 2 gotas
ao dia.
Adolescentes e adultos: 2 gotas ao dia.

O tratamento das deficiências de vitaminas A e D:

82
Tratamento do raquitismo, osteomalácia secundária à deficiência dietética
(carencial): Crianças: 2 gotas ao dia/Adultos: 2 a 4 gotas ao dia, até a cura
clínica. Após cura, 2 gotas ao dia como manutenção.

OBS: Para saber o numero de frasco :


Número de dias x ___ml x Número de tomadas/dividido pela quantidade de ml
do frasco.

“Opulo do gato”
Alíviodairritabilidadecausadapelaprimeiradentição;mineralizaçãoóssea
dosdentes.
Camomilinac®: Administrar 1cápsula, 2 vezes ao dia. Sepreferir o
conteúdo do medicamento pode serdespejado no suco ou leite.

Acalmil®c/20comprimidos FITOTERÁPICO Ansiedade, Distúrbios


comportamentaisdosononacriança.

Verrux® -Agentequeratolíticoindicadopara remoção de verrugas planas,


comuns eplantares. Lavarcorretamentea áreaafetadacom águaesabão.
Secar.-AplicarcomopinceloVerruxdiretamentesobreaverruga,evitando
contatocomapelesadia.Deixar secar.- Cobrir a área tratadacomfitaadesiva.
-Aplicar1vezaodiaatéeliminaçãototaldaverrugaounomáximopor3meses.
-Diariamentelixarlevementeasuperfíciedaverrugacomapartemenosáspera
dalixa, evitandosangramento, objetivandoeliminar apartesuperior rugosada
verruga.-Seaverrugatornar-semuitodolorida,interromperotratamento e entrar
emcontatocom seumédico.

� Orientações para Mãe e RN:

1) Teste do pezinho: O teste do pezinho é um exame rápido de triagem, o


qual coleta gotinhas de sangue no calcanhar do bebê, preferencialmente
na primeira semana (3º-14º dia de vida). Por meio desse teste, podem
ser diagnosticadas doenças como: fenilcetonúria, hipotireoidismo

83
congênito, anemia falciforme, fibrose cística e demais
hemoglobinopatias.

2) Teste da orelhinha: fazer com a fonoaudióloga até o 3º mês de vida.

3) Teste do olhinho: encaminhar ao oftalmologista.

4) Alimentação: O leite materno é o principal alimento a ser dado ao bebê


durante os 6 primeiros meses de vida. Geralmente nenhum outro
alimento, nem mesmo água, são necessários nesse período. Nele,
temos todos os fatores nutricionais (vitaminas, proteínas, ferro),
imunológicos (anticorpos, células de defesa) e psicológicos ( maior
interação mãe e filho). O leite materno deve ser a vontade, colocar
sempre para arrotar após as mamadas e quanto mais o bebê mama,
maior a produção de leite materno.

5) Curativo umbilical: deve ser feito todos os dias, principalmente após o


banho, ate que o cordão umbilical seque e caia ( geralmente por volta de
7-12 dias). Aplique álcool a 70% e espere secar. Não se deve usar faixa,
umbigueira ou moeda. Isso pode dificultar a respiração do bebê, levar a
infecção e atrasar a sua queda.

6) Choro: A primeira forma de comunicação do bebê com o mundo é o


choro. Em primeiro lugar, certifique-se de que ele não está chorando
com fome, frio, calor ou por estar com fralda suja. Segure-o no colo,
acalente-o e converse com ele, chamando-o pelo nome. Se o choro
persistir por mais tempo que o habitual, ou se for acompanhado de
sinais clínicos de doença, procure orientação, pode ser cólica.

7) Cólicas: A chamada cólica infantil não tem sua origem determinada e


surge, geralmente, após a segunda semana de nascimento. O choro é
muito mais sofrido e por períodos prolongados. Tem tendência a
acontecer no mesmo horário do dia anterior. As massagens devem ser
feitas no sentido horário, da direita para esquerda, acompanhando o

84
intestino grosso. Fazer ginasticas com as perninhas, como se tivesse
pedalando, também ajuda.

8) Vacinação: A primeira vacina a ser administrada ao bebê é a BCG


econtra a hepatite B, cuja primeira dose deve ser feita nas primeiras 12h
de vida, se possível assim que receber alta. Além disso, é fundamental
que o profissional de saúde acompanhe o processo de imunização da
criança e oriente os pais para a administração de doses eventualmente
perdidas.

9) Banhos de sol: banhos de sol diários das 07h da manha ou após as


16h por 10 minutos inicialmente, progredindo até 30 minutos. É
excelente para produção de vitamina D.

10) Orientações gerais:


- espirros, soluços e pequenas gofadas são normais;
- evacuações amolecidas são normais;
- Dieta materna: evitar alimentos condimentados, refrigerantes, café
expresso, chocolates. Tomar sempre líquidos.
Reavaliar no consultório entre 7-10 dias de vida.

ADENDO: 1gotatem3microgotas!!!
20 gotas = 1ml

Comparação: caixa de leite de vaca x leite de lata adequado à criança

85
RELAÇÃO DE DOENÇAS DE NOTIFICAÇÃO COMPULSÓRIA:

1. BOTULISMO
2. CARBÚNCULO OU “ANTRAZ”
3. CÓLERA
4. COQUELUCHE
5. DENGUE
6. DIFTERIA
7. DOENÇAS DE CHAGAS (CASOS AGUDOS)
8. DOENÇAS MENINGOCÓCICAS E OUTRAS MENINGITES
9. ESQUISTOSSOMOSE (EM ÁREA NÃO ENDEMICA)
10. FEBRE AMARELA
11. FEBRE MACULOSA
12. FEBRE TIFÓIDE
13. HANSENÍASE
14. HANTAVIROSES
15. HEPATITE B E C
16. INFECÇÃO PELO VÍRUS DA IMUNODEFICIÊNCIA HUMANA(HIV) EM
GESTANTES E CRIANÇAS EXPOSTAS AO RISCO DE TRANSMISSÃO
VERTICAL
17. LEISHMANIOSE VISCERAL E LEISHMANIOSE TEGUMENTAR
AMERICANA

86
18. LEPTOSPIROSE
19. MALÁRIA (EM ÁREA NÃO ENDÊMICA)
20. MENINGITE POR HAEMOPHILUS INFLUENZAE
21. PESTE
22. POLIOMIELITE
23. PARALISIA FLÁCIDA AGUDA
24. RAIVA HUMANA
25. RUBÉOLA
26. SÍNDROME DA RUBÉOLA CONGÊNITA
27. SARAMPO
28. SÍFILIS CONGÊNITA
29. SÍNDROME DA IMUNODEFICIÊNCIA ADQUIRIDA (AIDS)
30. TÉTANO
31. TULAREMIA
32. TUBERCULOSE
33. VARÍOLA

87
This document was created with the Win2PDF “print to PDF” printer available at
http://www.win2pdf.com
This version of Win2PDF 10 is for evaluation and non-commercial use only.
This page will not be added after purchasing Win2PDF.
http://www.win2pdf.com/purchase/