Você está na página 1de 13

Tricotomia

Glicemia Capilar
Tricotomia
• Definição: é a remoção de pelos da pele ou couro
cabeludo com aparelho elétrico ou lamina tradicional,
com o objetivo de reduzir os pelos.

• A tricotomia cirúrgica tem a finalidade de diminuir o


risco de infecção, facilita a visualização do campo
operatório e favorece a fixação de adesivos nos curativos
pós – operatórios. O aparelho elétrico diminui os risco de
lesões de pele nesse.
Tricotomia
Material utilizado para o procedimento:
• Cuba rim
• Aparelhos de barbear com lamina nova ou
tricotomizador elétrico
• Solução antisséptica se for aparelho tradicional
• Luvas de procedimento
• Saco de lixo.
Tricotomia
Cuidados de Enfermagem no desenvolvimento do procedimento:
• Orientar o paciente
• No caso de áreas intimas, cercar a cama com biombo
• Dispo o material na mesa de cabeceira
• Higienizar as mãos
• Expor a área a ser tricotomizada
• Aplique a solução antisséptica no local
• Se utilizar barbeador elétrico segurar o aparelho cortando os pelos
no sentido contrario
• Deixar o paciente confortavel
• Lavar e guardar o material não descartavel
• Higienizar as mãos
• Anotar o procedimento no prontuario.
Tricotomia
Observaçoes:
Em áreas de grande pilosidade pode-se cortar com uma tesoura o
excesso de pelos antes de iniciar a tricotomia
Evitar arranhaduras na pele.
Glicemia capilar
 É a coleta de sangue de capilares sanguíneo geralmente do dedo,
através da perfuração cutânea por uma lanceta e a dosagem de
glicose é verificada em aparelhos próprios para esse fim.

 O teste de glicemia capilar possibilita conhecer os níveis de glicemia


durante o dia, em momentos que interessam para acompanhar e
avaliar a eficiência do plano alimentar, da medicação oral e
principalmente da administração de insulina, assim como orientar as
mudanças no tratamento.

 Cada tipo de controle tem suas vantagens e desvantagens. Contudo, é


preciso considerar que a glicemia capilar oferece uma vantagem
significativa que é a avaliação direta da glicemia. Através do teste de
ponta de dedo, é possível saber no momento o valor da taxa de
açúcar no sangue, o que possibilita a detecção de uma hipoglicemia
ou de uma hiperglicemia. Em alguns casos é possível fazer uma leitura
visual do valor da glicemia.
Glicemia capilar
 Apesar do pequeno desconforto da picada e do custo mais elevado
para se fazer a glicemia capilar com frequência, este é o tipo de teste
mais indicado.
 É necessário que o exame seja efetuado com a técnica adequada,
caso contrário os valores resultantes estarão incorretos.
 Há que se considerar ainda que as pessoas com problemas de visão
poderão ter dificuldades de ler o exame. Portanto, quem tem algum
problema visual deve estar acompanhado na realização do teste.
 O teste de glicemia capilar possibilita conhecer os níveis de glicemia
durante o dia, em momentos que interessam para acompanhar e
avaliar a eficiência do plano alimentar, da medicação oral e
principalmente da administração de insulina, assim como orientar as
mudanças no tratamento.
Glicemia capilar
Para quem tem diabetes, existem alguns fatores que
ajudam na manutenção das taxas de glicemia
próximas aos valores normais, tais como:
• controle no consumo de alimentos (qualidade,
quantidade e regularidade de horários nas
refeições);
• ajustes nas dosagens dos medicamentos
• exercícios físicos regulares
• uso correto da medicação (insulina ou
antidiabéticos orais);
O uso deste aparelho aumenta a confiabilidade dos
resultados, podendo melhorar a adesão e a
satisfação do diabético e do médico com o
tratamento. Possibilita também ao diabético, a
participação ativa no controle da doença e o
tratamento pode ser melhor orientado de acordo com
os resultados.
Glicemia capilar
• Valores de glicemia:

O Valor de glicemia normal de 70 a 100 mg/dl em jejum


oral de 8 horas.
Os Valores intermediários entre 100-126 mg/dl devem ser
mais bem investigados com outros testes para afastar o
diagnóstico de diabetes.
É aceitável a glicemia pós-prandial e 140mg/dl.

Termos utilizados:
• Glicemia pré-prandial = antes da refeição;
• Glicemia pós-prandial = ápos a refeição;
• Glicemia de momento = agora.
Cuidados de na manutenção do
aparelho de glicemia capilar
• Manter a limpeza adequada do aparelho;
• Utilizar o glicosímetro ou a fita em temperatura igual à temperatura
ambiente;
• Guardar as fitas na sua embalagem original, em lugar fresco, longe da
exposição ao sol ou calor;
• Não usar fitas fora da validade;
• Usar o glicosímetro com as fitas do mesmo fabricante;
• Ao inserir o chip que vem dentro da embalagem das fitas no aparelho,
deve-se observar se o visor do aparelho mostrará o mesmo código
impresso no lado de fora da caixa de fitas;
• Ao término de uma embalagem de fitas, deve-se sempre retirar o chip
do aparelho, desprezá-lo e inserir um novo chip da nova caixa de fitas.
Glicemia Capilar
Material:
• Luvas de procedimento.
• Algodão.
• Álcool a 70%.
• Fita teste.
• Lanceta ou agulha 13 x 4,5
• Aparelho próprio para o teste.
DESCRIÇÃO DA TÉCNICA
• Lavar as mãos.
• Reunir o material.
• Orientar o cliente e/ ou o acompanhante sobre o que será feito.
• Colocar a fita teste no aparelho próprio para aferição de glicemia capilar.
• Calçar as luvas de procedimento.
• Escolher um dos quirodáctilos que esteja com uma boa perfusão periférica.
• Segurar o quirodáctilo e fazer leve pressão para “acumulo sanguíneo” no local.
• Fazer a antissepsia com o algodão embebida no álcool a 70% (nova metodologia orienta a
não usar nada)
• Perfurar superficialmente com a lanceta ou agulha 13 x 4,5 na lateral do quirodáctilo do
cliente.
• Ao sair sangue, colocar uma gota do mesmo na fita teste.
• No local perfurado pressionar com o algodão seco.
• Aguardar a leitura realizada pelo aparelho.
• Recolher o material.
• Retirar as luvas de procedimento e desprezá-las.
• Lavas as mãos.
• Comunicar o resultado ao enfermeiro da unidade ou ao médico se necessário
(hipoglicemia ou hiperglicemia).
• Anotar o procedimento em impresso próprio, no prontuário do cliente.

ATENCAO: A CADA NOVO TESTE, ESCOLHER UM QUIRODACTILO DIFERENTE (FAZER RODIZIO)