Você está na página 1de 3

Meditação da Criança Interior

Sente-se tranquilamente, observando tudo o que o rodeia… sinta a roupa no seu corpo… ouça

todos os sons à sua volta… sintar o ar da sala… por enquanto, não tem de ir a lugar nenhum e

não tem de fazer nada… apenas esta aqui e agora… feche os olhos suavemente, sinta a sua

própria respiração… sinta o ar entrando e saindo… sinta o ar nas sua narinas enquanto ele entra

e sai… se surgirem alguns pensamentos alheios a esta meditação, está tudo bem… pode dar-lhes

atenção… e deixe que passem por si… enquanto continua a respirar… e enquanto continua a

respirar, pode segurar o consciente tanto quanto quiser… ou pode largar de um modo que sabe

que é relaxante… aprendeu a segurar e a largar quando era criança… e sabe exatamente quando

deve segurar e quanto deve largar… Aprendeu o equilíbrio perfeito quando aprendeu a respirar,

logo que nasceu… aprendeu a inspirar… e a segurar o tempo suficiente para oxigenar os seus

glóbulos sanguíneos… e aprendeu a largar… e sentir o ar saindo… e sentir o ar saindo… Quando

era bebé, a sugar o seio da sua mãe… aprendeu a sugar o biberão… e a largar para sentir o gosto

do leite morno… logo aprendeu a segurar o biberão… e a soltar quando acabava…e aprendeu a

segurar nas grades do berço… e a soltar quando estava pronto para deitar outra vez… portanto,

sabe exatamente quando deve segurar e quando deve largar… e pode confiar em si para saber

exatamente o que precisa…

E agora… talvez esteja a sentir um certo peso nas pálpebras… pode deixar que elas se fechem

com força… pode sentir peso no queixo… nos braços e nas mãos… e pode sentir como se tivesse

pesos nas pernas e nos pés… como se não pudesse mover as pernas… ou pode sentir exatamente

o contrario o oposto, como se todo o seu corpo estivesse flutuando… como se as suas mãos e

os seus braços fossem feitos de penas…sabe exatamente o que está sentindo, peso o leveza… e

seja o que for, é exatamente o que é bom para si.

E agora pode começar a experimentar algumas lembranças da infância… pode lembrar dos seus

primeiros dias na escola… e seu melhor amigo naqueles dias… pode recordar de um professor

MEDITAÇÃO DE DESPERTAR INTERNO 1


Meditação da Criança Interior

ou de um vizinho bondoso… pode recordar-se da casa onde vivia antes de ir para a escola… de

que cor era essa casa? … era um apartamento?... uma moradia?... morava na cidade?... morava

no campo?... agora veja algumas divisões dessa casa… onde passava o tempo nessa casa?... tinha

um quarto especial?.... onde ficava a mesa de jantar?.... qual era a sensação de estar sentado

aquela mesa?... qual era a sensação de morara naquela casa?...

:::::::::

Agora imagine-se ou lembre-se da casa em que a sua família morava quando nasceu…. Imagine

o quarto onde dormia logo depois de nascer…. Vejo o lindo bebé que era… escute a sua voz

balbuciando, chorando, rindo… imagine que pode segurar no colo esse seu Eu fofinho… está aí

assumindo o papel de um velho sáio… está vendo a sua própria infância…

Quem mais está presente?... a sua mão?... o seu pai?.... qual a sensação de ter nascido nessa

cas?... qual a sensação dessas pessoas?... agora imagine que é o bebé pequenino e precioso

olhando para tudo isto… olhe para si adulto… veja-se como uma pessoa, um mago, ou apenas

você mesmo… sinta a presença de alguém que o ama. Agora imagine que o adulto que é o segura

no colo e ouça as seguintes afirmações na voz carinhosa dele:

Benvindo a este mundo. Tenho estado à tua espera!

Estou tão feliz por te ter aqui ao meu lado

Preparei um lugar muito especial para tu viveres

Gosto de ti tal como és

Nunca te abandonarei, acontença o que acontecer

Dar-te-ei todo o tempo que precisares

Estou feliz por seres menino/a

Quero tomar conta de ti e estou preparado para isso

Adoro alimentar-te, dar-te banho, trocar a tua fralda e passar tempo contigo

Deus sorriu quando tu nasceste

MEDITAÇÃO DE DESPERTAR INTERNO 2


Meditação da Criança Interior

Entregue-se aos sentimentos provocados por essas afirmações… adora, deixe que o adulto que

é o ponha no berço… ouça a voz dele dizendo que nunca vai abandoná-lo… e que, a partir deste

momento, está sempre à sua disposição … agora volte a ser o adulto… olhe para o lindo bebé

que é você próprio… consciencialize-se de que acaba de recupera-lo… sinta essa sensação de

volta ao lar… aquele bebezinho é desejado, amado e nunca mais ficará sozinho… Sai do quarto

da casa, da casa e olhe para trás enquanto se afasta… suba a ladeira da memória… passe pela

sua primeira escola… entra na sua adolescência…. Entre na memória de jovem adulto… agora

caminhe para onde está agora….

Sinta os dedos dos pés… mexa os dedos dos pés…-sinta a energia subindo pelas pernas…. Sinta

a energia no peito quando respira fundo… solte o ar cuidadosamente… sinta a energia nos

ombros, no pescoço e no queixo… estenda os braços… sinta o seu rosto e volta a estar

completamente presente…. Volte ao seu estado de consciência natural…. E abra os olhos

MEDITAÇÃO DE DESPERTAR INTERNO 3