Você está na página 1de 2

CONTRATO DE ARRENDAMENTO HABITACIONAL

PRIMEIRO OUTORGANTE - (SENHORIO) xxxxxx, casado, portador do Cartão de Cidadão


nº xxxxx, válido até xxxx, residente na xxxx, freguesia de xxxxx, e concelho de xxxxx,
portador do número de Contribuinte n.º xxxxx............................................................

SEGUNDO OUTORGANTE - (ARRENDATÁRIA) xxxxx, portadora do Cartão de Cidadão n.º


xxxx, válido até xxxx, e contribuintes n.º xxxx ...........................................................

I
O primeiro outorgante é dono e legítimo proprietário de um prédio urbano composto por
rés-do-chão, primeiro e segundo andar, localizado na xxxx, freguesia de xxxx e concelho
de xxxx, inscrito na matriz predial urbana com o n.º xxxx da freguesia da xxxx...............
II
Por este contrato, o primeiro outorgante declara dar de arrendamento ao segundo
outorgante, uma fração designada pela letra “J”, no 2ºandar, esquerdo, constituída por
uma cozinha, sala comum, casa de banho, dois quartos e ainda um terraço com área de
33 metros quadrados, tendo esta fracção a área total de 130 metros quadrados:.............
1) - O arrendamento tem o seu início no dia xxxxx e termina em xxxxx, podendo ser
renovável, a partir daquela data por iguais períodos, desde que, qualquer das partes o
não denuncie no prazo de trinta dias, antes do final do contrato ou da sua renovação......
......... 2) - O segundo outorgante pagará ao primeiro, em residência deste, uma renda
mensal de 250 € (duzentos e cinquenta euros), sendo os 60 dias, pagos
antecipadamente, e os restantes meses a vencer no dia 08 de cada mês anterior aquele a
que disser respeito...................................................................................................
III
O local arrendado destina-se a habitação do arrendatário, não podendo este sublocar ou
ceder por qualquer outra forma os direitos deste arrendamento, sem consentimento do
senhorio, por escrito e devidamente reconhecido.........................................................
IV
Aos inquilinos não é permitido fazer obras ou benfeitorias, a não ser de conservação, sem
autorização do senhorio, por escrito e devidamente reconhecida, ficando estipulado que
as que fizer, ficam pertencentes ao prédio, não podendo os inquilinos alegar retenção ou
pedir por elas qualquer indemnização.........................................................................

V
O terceiro outorgante, na qualidade de fiador, sem renunciar ao benefício da excussão
prévia, assume solidariamente com o segundo outorgante o cumprimento de todas as
cláusulas deste contrato, seus eventuais aditamentos e renovações até efetiva restituição
do arrendado, livre de pessoas e bens. …………………………………………………………………………………

VI
O arrendatário obriga-se a manter em bom estado de conservação todo o arrendado e
seus componentes, e que tudo deverá restituir, findo o contrato, no estado em que o
recebeu, ressalvadas as deteriorações próprias duma prudente utilização.......................
Por ser da vontade de todos, vão assinar em xxxx, aos 25 dias do mês de xxx de dois mil
e quinze, sendo o presente contrato feito em quadruplicado ficando um exemplar na
posse da cada uma das partes e outro será entregue no Serviço de Finanças
competente.............................................................................................................

O Primeiro Outorgante:
____________________________________________________

O Segundo Outorgante:
____________________________________________________