Você está na página 1de 286

B90B-B95B-B110B

RETROESCAVADEIRA

MANUAL DE OPERAÇÃO
E MANUTENÇÃO

PROPRIEDADE LITERÁRIA E ARTÍSTICA DA


NEW HOLLAND, PUBLICAÇÕES TÉCNICAS.
REPRODUÇÃO, MESMO PARCIAL, PROIBIDA.

As informações e gravuras deste manual não obrigam a NEW HOLLAND que, desde já,
se reserva o direito de fazer alterações a qualquer momento sem atualizar esta publicação,
quando as modificações de órgãos, detalhes ou fornecimento de acessórios, forem julgadas
procedentes para a melhoria do produto por motivos de fabricação ou comerciais, conservan-
do, todavia, inalteráveis as características básicas dos modelos de que se trata.

CADA MÁQUINA É ACOMPANHADA DE UM EXEMPLAR DESTE MANUAL

MÁQUINA – CHASSI Nº

1ª EDIÇÃO - 84381308

(Dezembro 2010)

IMPRESSO NO BRASIL
ASSISTÊNCIA TÉCNICA
O Departamento de Assistência Técnica da NEW HOLAND, está a disposição dos Srs. Clien-
tes para fornecer esclarecimentos e orientação ou para dar Assistência com seu próprio pes-
soal especializado sempre que surgirem dúvidas quanto ao funcionamento da máquina.

Além do Departamento de Assistência Técnica da NEW HOLLAND, os Srs. Proprietários


poderão dirigir-se às nossas Revendas e Oficinas Autorizadas, para solicitação de Assistência
Técnica ou aquisição de peças de reposição.

DEPARTAMENTO DE ASSISTÊNCIA TÉCNICA

PEÇAS DE REPOSIÇÃO
Para que o funcionamento da máquina seja sempre perfeito, nas substituições, usar sempre
peças originais NEW HOLLAND.

Nos pedidos de peças especificar:

•• O modelo da máquina;
•• O número do motor e do chassi;
•• O número de catálogo da peça pedida.

NEW HOLLAND

DEPARTAMENTO DE PEÇAS DE REPOSIÇÃO


B90B-B95B-B110B
RETROESCAVADEIRA

MANUAL DE OPERAÇÃO E MANUTENÇÃO

84381308

Os manuais para a operação, manutenção e reparo de sua máquina estão disponíveis no seu
Concessionário NEW HOLLAND.
Seu Concessionário pode solicitar os Manuais de Operador, Catálogos de Peças, Manuais de
Serviço e Registros de Manutenção.
Forneça sempre o Nome da Máquina, Modelo e P.I.N. (Product Identification Number, número
de identificação do produto) ou S.N. (Serial Number, número de série) de sua máquina, de
forma que o Concessionário possa fornecer os manuais corretos para sua máquina.

OBSERVAÇÃO: A CNH Latin America LTDA se reserva o direito de realizar melhorias no projeto
ou mudanças nas especificações a qualquer momento sem incorrer em qualquer obrigação de
instalá-las em unidades já vendidas.
ATENÇÃO: ESTE SÍMBOLO DE ADVERTÊNCIA INDICA IMPORTANTES AVISOS DE SEGURANÇA CON-
TIDOS NESTE MANUAL. SEMPRE QUE ENCONTRAR ESTE SÍMBOLO, LEIA COM ATENÇÃO A MENSA-
GEM QUE SE SEGUE E ESTEJA ATENTO QUANTO À POSSIBILIDADE DE ACIDENTES FATAIS OU COM
FERIMENTOS GRAVES.

Os adesivos de segurança nesta máquina usam as palavras Perigo, Advertência ou Cuidado, definidas da
seguinte forma:
•• PERIGO: indica uma situação de perigo imediato que, se não evitada, resultará em morte ou em
lesões graves. A cor associada a Perigo é VERMELHO.
•• ADVERTÊNCIA: indica uma situação de perigo potencial que, se não evitada, poderá resultar em
morte ou em graves ferimentos. A cor associada a Advertência é LARANJA.
•• CUIDADO: Indica uma situação de perigo potencial que, se não evitada, poderá resultar em feri-
mentos leves ou moderados. Também pode ser usado para alertar contra práticas inseguras. A cor
associada a Cuidado é AMARELO.
Se os Decalques de Segurança desta máquina forem do tipo de dois painés gráficos ISO, os decalques são
assim definidos:
•• A primeira placa indica a natureza do perigo.
•• A segunda placa indica a anulação adequada do perigo.
•• A cor de fundo é AMARELO.
•• Símbolos de proibição como e PARE se usados, estão em VERMELHO.

AdvertÊncia
A OPERAÇÃO INADEQUADA DESTA MÁQUINA PODE CAUSAR LESÕES GRAVES OU MORTE. AN-
TES DE USAR ESTA MÁQUINA, CERTIFICAR-SE DE QUE CADA OPERADOR:
•• Seja orientado sobre o uso seguro e adequado da máquina.
•• Leu e entendeu o manual ou os manuais da máquina.
•• Leu e entendeu TODOS os decalques de segurança da máquina.
•• Afastou outras pessoas da área.
•• Aprendeu e praticou o uso seguro dos controles da máquina em uma área segura e vazia antes de
operar esta máquina em um local de trabalho.
É responsabilidade do operador observar as leis e os regulamentos pertinentes e seguir as instruções
da Case Corporation sobre a operação e manutenção da máquina.

Copyright © 2010 CNH America LLC 84381308


Todos os Direitos Reservados Dezembro 2010
New Holland é marca registrada da CNH America LLC.
ÍNDICE

Seção 1
INTRODUÇÃO, NORMAS DE SEGURANÇA, DECALQUES DE SEGURANÇA .......................................... 1
INSTRUÇÕES DE SEGURANÇA ................................................................................................................... 2
PLACAS DE IDENTIFICAÇÃO DOS COMPONENTES ............................................................................... 17
COMPONENTES PRINCIPAIS .................................................................................................................... 21
ADESIVOS .................................................................................................................................................... 23
SINAIS MANUAIS ......................................................................................................................................... 31

Seção 2
COMANDOS E INSTRUMENTOS ................................................................................................................ 35
COMANDOS NA CABINE ............................................................................................................................ 40
CABINE ......................................................................................................................................................... 51
ASSENTO DO OPERADOR ......................................................................................................................... 59
COMANDOS DA CARREGADEIRA FRONTAL ........................................................................................... 61
COMANDOS DA RETROESCAVADEIRA .................................................................................................... 66
COMANDOS DO AQUECEDOR E DO AR CONDICIONADO ..................................................................... 71

Seção 3
OPERAÇÃO DA RETROESCAVADEIRA .................................................................................................... 75
ESTACIONAR A MÁQUINA ......................................................................................................................... 79
PARTIDA DO MOTOR .................................................................................................................................. 80
PARADA DO MOTOR .................................................................................................................................. 84
DESLOCAMENTO NO LOCAL DE TRABALHO .......................................................................................... 85
DESLOCAMENTO EM ESTRADA ............................................................................................................... 89
OPERAÇÃO COM A MÁQUINA EM CLIMA FRIO ....................................................................................... 96
OPERANDO A MÁQUINA EM CLIMA QUENTE .......................................................................................... 97
OPERANDO A MÁQUINA DENTRO DE ÁGUA ........................................................................................... 97
CARREGADEIRA FRONTAL ....................................................................................................................... 98
RETROESCAVADEIRA .............................................................................................................................. 107
ELEVAÇÃO DE CARGAS .......................................................................................................................... 120
COMO IÇAR A MÁQUINA .......................................................................................................................... 126
TRANSPORTE DA MÁQUINA (EM UM CAMINHÃO) ................................................................................ 127
REBOQUE DA MÁQUINA .......................................................................................................................... 128

Seção 4
LUBRIFICAÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES ......................................................................................... 131
INSTRUÇÕES DE SEGURANÇA ............................................................................................................... 134
HORAS DE TRABALHO E INTERVALOS .................................................................................................. 136
TABELA DE LUBRIFICAÇÃO E MANUTENÇÃO ....................................................................................... 137
MANUTENÇÃO A CADA 10 HORAS VERIFICAÇÕES ANTES DA PARTIDA DO MOTOR E
ANTES DE CADA TURNO DE TRABALHO ............................................................................................... 140
MANUTENÇÃO A CADA 50 HORAS (OU SEMANALMENTE) .................................................................. 149
MANUTENÇÃO A CADA 250 HORAS ....................................................................................................... 154
MANUTENÇÃO A CADA 500 HORAS ....................................................................................................... 170
MANUTENÇÃO A CADA 1000 HORAS (OU ANUALMENTE) ................................................................... 177
MANUTENÇÃO A CADA 2000 HORAS (OU A CADA 2 ANOS) ................................................................ 195
MANUTENÇÃO CONFORME NECESSÁRIO ............................................................................................ 197

I
ÍNDICE
Seção 5
RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS ................................................................................................................ 219
MOTOR ....................................................................................................................................................... 220
TRANSMISSÃO .......................................................................................................................................... 224
EIXOS ......................................................................................................................................................... 227
SISTEMA DE DIREÇÃO ............................................................................................................................. 229
SISTEMA HIDRÁULICO ............................................................................................................................. 230
SISTEMA ELÉTRICO ................................................................................................................................. 234
CABINE ....................................................................................................................................................... 235

Seção 6
ARMAZENAMENTO ................................................................................................................................... 237

Seção 7
ACESSÓRIOS ............................................................................................................................................ 239
ACESSÓRIOS HIDRÁULICOS AUXILIARES DA RETROESCAVADEIRA ............................................... 241
ACESSÓRIOS HIDRÁULICOS AUXILIARES MANUAIS ........................................................................... 242
VÁLVULAS DE SEGURANÇA DO ESTABILIZADOR ................................................................................ 243
SAPATAS ESTABILIZADORAS REVERSÍVEIS ........................................................................................ 243

Seção 8
INFORMAÇÕES E ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS .................................................................................. 245
TRANSMISSÃO .......................................................................................................................................... 247
EIXOS ......................................................................................................................................................... 247
FREIOS ....................................................................................................................................................... 247
DIREÇÃO .................................................................................................................................................... 247
SISTEMA HIDRÁULICO ............................................................................................................................. 248
CONTRAPESO DIANTEIRO ...................................................................................................................... 248
NÍVEIS DE RUÍDO E VIBRAÇÃO ............................................................................................................... 248
CAÇAMBAS ................................................................................................................................................ 248
PNEUS ........................................................................................................................................................ 249
DIMENSÕES E DESEMPENHO ................................................................................................................ 250
CAPACIDADES DE ELEVAÇÃO PARA A RETRO .................................................................................... 257
CARGAS MÁXIMAS DE ELEVAÇÃO ......................................................................................................... 258
PESOS DE MATERIAIS ............................................................................................................................. 260
ESPECIFICAÇÕES DE TORQUE DE APERTO – DECIMAL .................................................................... 261
ESPECIFICAÇÕES DE TORQUE DE APERTO – MÉTRICO .................................................................... 262

Seção 9
ÍNDICE ALFABÉTICO ................................................................................................................................ 263

Seção 10
GARANTIA .................................................................................................................................................. 267

II
SEÇÃO 1
INTRODUÇÃO, NORMAS DE SEGURANÇA,
DECALQUES DE SEGURANÇA
INTRODUÇÃO
O presente Manual do operador é o guia para a cor- CERTIFICADO DE CONFORMIDADE “CE”
reta colocação em funcionamento, utilização e Este documento certifica que a referida retroesca-
manutenção da retroescavadeira. vadeira foi concebida e construída no cumprimento
Leia com atenção este Manual do operador e das seguintes diretrizes europeias:
guarde-o na retroescavadeira para um acesso e • 98/37/CE: segurança da máquina;
consulta rápidas.
• 2000/14/CE: emissões acústicas;
As recomendações relativas à segurança, ao fun-
cionamento e à manutenção da retroescavadeira • 89/336/EEC: compatibilidade eletromagnética.
foram desenvolvidas para permitir uma utilização e Juntamente com a máquina, é fornecido o original
um funcionamento seguros. de um certificado, que deverá ser cuidadosamente
Caso tenha questões ou sugestões relativas à guardado pelo proprietário. (No futuro só podem ser
retroescavadeira, não hesite em contatar o seu con- fornecidas fotocópias mediante pedido).
cessionário. Os concessionários têm pessoal quali-
PEÇAS SOBRESSALENTES
ficado e com for mação, bem como as peças
sobressalentes originais, os meios e o equipamento As peças sobressalentes “não genuínas” não foram
adequado para executar toda a manutenção neces- controladas e autorizadas pelo fabricante. A instala-
sária. ção e/ou utilização destes produtos poderá prejudi-
car as características de concepção da
Não utilize a retroescavadeira para fins diferentes
retroescavadeira e pode colocar em risco a segu-
dos especificados neste manual. Se utilizar a retro-
rança operacional. O fabricante não se responsabi-
escavadeira em serviços que requer a montagem
liza por quaisquer danos causados por peças
de acessórios, equipamentos e ferramentas espe-
sobressalentes ou acessórios “não genuínos”.
ciais, consulte o seu concessionário para se certifi-
c a r d e qu e a s a da pt aç õ es ou mo dific aç õ es GARANTIA
efetuadas respeitam as especificações técnicas da
retroescavadeira e as normas de segurança em Esta retroescavadeira encontra-se amparada de
vigor. uma garantia em conformidade com os regulamen-
tos vigentes no país de aquisição e com o contrato
Quaisquer modificações ou adaptações efetuadas de venda feito pelo concessionário. No entanto, a
sem a aprovação do fabricante anulam a conformi- garantia expira se as instruções de funcionamento
dade original da retroescavadeira face aos requisi- e manutenção para esta retroescavadeira, constan-
tos de segurança. tes deste manual, não forem seguidas.
Antes de entregar a retroescavadeira ao operador,
assegure-se de que:
• o operador recebeu a formação necessária
quanto ao acionamento correto e seguro da
retroescavadeira num dos nossos centros de for-
mação ou numa entidade credenciada;
• o operador leu e compreendeu inteiramente as
instruções deste manual.
Guarde sempre este manual no compartimento pró-
prio, no interior da retroescavadeira. Certifique-se
de que o mantém sempre completo e em boas con-
dições.
Consulte o seu concessionário se precisar de mais
exemplares ou de manuais em outras línguas.
O seu concessionário está à disposição para pres-
tar todas as informações necessárias.

1
SEÇÃO 1

INSTRUÇÕES DE SEGURANÇA
INSTRUÇÕES GERAIS DE SEGURANÇA
Leia com atenção as regras de segurança constan- As mensagens de segurança dadas nesta seção
tes do presente manual e siga as precauções reco- referem-se a situações que podem ocorrer durante
mendadas para evitar eventuais riscos e para o trabalho normal da máquina. Indicam também
salvaguardar a sua segurança e integridade física. diferentes formas de lidar com estas situações. Ao
Neste manual constam as seguintes indicações: longo do manual surgem outras mensagens de
segurança que assinalam situações perigosas
específicas.
ATENÇÃO
Qualquer que seja o tipo de trabalho, os sistemas
Este símbolo chama a atenção para a possibilidade
de segurança aplicáveis nos locais de trabalho,
de eventuais danos na retroescavadeira, que po-
públicos ou privados, são os correspondentes às
dem implicar a segurança do operador.
normas em vigor no país e que regulamentam a ati-
vidade (exemplo trabalho em minas, pedreiras, no
subsolo).
PERIGO
As informações dadas neste capítulo constituem
Advertências específicas sobre eventuais perigos um resumo das regras básicas que devem ser sem-
para a integridade física do operador ou de tercei- pre respeitadas e não substituem as regras de trân-
ros, direta ou indiretamente envolvidos. sito ou as exigências das companhias de seguros.
O equipamento standard desta máquina destina-se
A não observância dos avisos precedidos pelas a trabalhos de movimentação de terras e manusea-
palavras mencionadas (ATENÇÃO e PERIGO) mento de cargas. Se utilizar a máquina para elevar
pode causar acidentes graves ou, até mesmo, a cargas (tubos, vigas etc.) certifique-se de que a
morte das pessoas envolvidas. máquina está devidamente equipada para este tipo
Além disso, o presente manual possui algumas ins- de trabalho.
truções em itálico precedidas pelas palavras NOTA Não utilize a retroescavadeira para fins diferentes
e ADVERTÊNCIA. dos especificados neste manual. Se utilizar a retro-
NOTA: Estas frisam e chamam a atenção do ope- escavadeira em serviços que requerem a monta-
rador para a técnica ou procedimento correto a gem de acessórios, equipamentos e ferramentas
seguir. especiais, consulte o seu concessionário para se
certificar de que as adaptações ou modificações
ADVERTÊNCIA efetuadas respeitam as especificações técnicas da
retroescavadeira e as normas de segurança em
Adverte o operador para um potencial risco de da- vigor.
nos na retroescavadeira, caso não siga o procedi-
mento estipulado. Quaisquer modificações ou adaptações efetuadas
sem a aprovação do fabricante anulam a conformi-
dade original da retroescavadeira face aos requisi-
A sua segurança e a das pessoas que trabalham tos de segurança.
per to da retroescavadeira dependem de si. É Qualquer anomalia funcional, especialmente se afe-
essencial que compreenda as instruções deste tar a segurança da retroescavadeira, deve ser ime-
manual para que possa proceder à correta utiliza- diatamente retificada.
ção, inspeção, lubrificação e manutenção da retro-
escavadeira.
Leia este manual atentamente e verifique se:
• compreende os símbolos dos comandos e as
indicações de segurança utilizados neste manual
e na máquina;
• compreende perfeitamente as características de
velocidade, estabilidade, travagem e direção da
máquina. Em caso de dúvida, consulte o seu
Concessionário.

2
INTRODUÇÃO, NORMAS DE SEGURANÇA, DECALQUES DE SEGURANÇA

ANTES DE UTILIZAR A MÁQUINA


Leia e compreenda as instruções e chamadas de
atenção contidos neste manual antes de iniciar o
trabalho com a retroescavadeira.
A presença de graxa, óleo, lama ou gelo (no
Inverno) nos degraus e alça de apoio pode causar
acidentes. Certifique-se de que os mantém sempre
limpos.
Retire todos os objetos que possam obstruir a visi-
bilidade. Limpe os parabrisas, as janelas e os espe-
lhos retrovisores.
Antes de trabalhar ou de iniciar um deslocamento
de noite, verifique se os sistemas de iluminação e
sinalização estão devidamente operacionais. 1
Antes de iniciar um deslocamento, certifique-se de
que as portas e a cobertura do motor estão correta-
mente fechadas.
Certifique-se de que não existem objetos ou ferra-
mentas solta na retroescavadeira ou na cabine.O
operador deve ser a única pessoa na retroescava-
deira. Certifique-se de que não se encontra nin-
g u é m e m c i m a d a r e t r o e s c a va d e i r a o u n a
proximidade desta.
Ao subir e descer, faça-o sempre de frente para a
retroescavadeira e utilize os degraus e alça de
apoio situados no lado esquerdo.
Utilize vestuário justo ao corpo e equipamentos de
segurança adequados ao trabalho:
• capacete;
• calçado de segurança;
• luvas de proteção;
• vestuário com bandas refletoras;
• vestuário impermeável.
Se as condições do ambiente o requererem, mante-
nha o equipamento pessoal de segurança na mão:
• respiradores (ou máscaras antipoeira);
• tampões auditivos ou protetores auriculares;
2
• óculos com viseira lateral ou máscaras para pro-
teção dos olhos.
Não use anéis, relógios de pulso, jóias, peças de
vestuário desabotoadas ou soltas como gravatas,
roupas rasgadas, cachecóis, casacos ou camisas
com os fechos abertos que possam prender-se nas
peças em movimento.
Assegure-se de que conhece a posição e o funcio-
namento de cada comando. A operação incorreta
dos comandos pode provocar danos físicos graves.

3
SEÇÃO 1

Antes de começar a trabalhar com a máquina, verifi-


que os comandos da retro utilizados na máquina.
Se não respeitar esta instruções poderá provocar o
movimento inesperado da máquina, ferimentos gra-
ves ou a morte.
Assegure-se de que conhece a significado de cada
adesivo de segurança na máquina. Certifique-se de
que os mantém sempre limpos e perfeitamente legí-
veis.
Esteja preparado para todas as emergências. Man-
tenha um estojo de primeiros socorros e um extintor
a mão, dentro da retroescavadeira. Não esqueça
que o extintor requer manutenção periódica, de
acordo com as instruções do fabricante.
Verifique a existência de danos ou defeitos na retro-
escavadeira, pelo menos, uma vez por turno. Comu-
nique quaisquer alterações (relevantes para o
funcionamento) imediatamente. Se necessário,
pare imediatamente a máquina e trave-a. 3

Aperte sempre o cinto de segurança antes de pôr o


motor em funcionamento. A retroescavadeira está
equipada com um sistema de proteção contra capo-
tamento (ROPS) que garante a segurança do ope-
ra d o r. O c i n t o d e s e g u r a n ç a i r á p r o t e g ê - l o
eficazmente se estiver corretamente apertado e se
o utilizar sempre. O cinto de segurança não deve
estar demasiado largo. Não deve estar torcido nem
preso no banco.
Conheça as formas de sair (saída de emergência
pela porta do lado direito) no caso da retroescava-
deira capotar e a porta do lado esquerdo ficar blo-
queada. Certifique-se de que a porta do lado direito
não se encontra trancada. 4
Verifique o estado e a pressão dos pneus regular-
mente.

4
INTRODUÇÃO, NORMAS DE SEGURANÇA, DECALQUES DE SEGURANÇA

DESLOCAMENTO EM ESTRADA
(4WD) antes de iniciar qualquer deslocamento em
estrada, selecione a posição de tração nas rodas
traseiras e levante a tampa para travar o interruptor
nesta posição.
Antes de iniciar o deslocamento em estrada, certifi-
que-se de que a tração dianteira está desativada,
que os dois pedais do freio se encontram bloquea-
dos em conjunto e que as portas da cabine se
encontram corretamente fechadas.
Antes de iniciar o deslocamento na via pública, blo-
queie os acessórios de trabalho e instale os disposi-
tivos de segurança exigidos por lei. Suba totalmente
os estabilizadores e bloqueie-os de forma mecâni-
ca.
Antes de circular na estrada, certifique-se que a
carga em cada eixo, dependendo da configuração
da máquina, está conforme as normas de tráfego
rodoviário do país.

OPERAÇÕES NO LOCAL DE TRABALHO


Manejar a retroescavadeira requer a sua atenção
permanente. Um operador atento e cuidadoso pode
evitar muitos acidentes. Conheça as possibilidades
e os limites da retroescavadeira e o espaço neces-
sário para manobrar. Há zonas com pouca visibili-
dade na área de trabalho da máquina, recorra aos
serviços de um ajudante sempre que a visibilidade
não for suficiente.
Faça diariamente uma inspeção na retroescava-
deira para ver se há vazamentos. Elimine esses
vazamentos antes de continuar o trabalho.
Certifique-se de que conhece todos os sinais manu-
ais utilizados no seu local de trabalho, de forma a
poder ser orientado quando efetuar manobras deli- 5
cadas ou trabalhos sem visibilidade direta.
Antes de iniciar o trabalho, verifique, numa área
segura e desimpedida, se todos os comandos e os
dispositivos de segurança funcionam corretamente.
Mantenha-se afastado de áreas perigosas tais
como valas, montes de terra, terrenos moles, etc.
Inspecione o local de trabalho antes de utilizar a
máquina e localize os locais de perigo.
Antes de começar Inspecione a área de trabalho.
Os buracos, obstáculos, resíduos e outros perigos
na área de trabalho podem provocar acidentes gra-
ves.

5
SEÇÃO 1

UTILIZAÇÃO DA RETROESCAVADEIRA
Esta máquina foi concebida para executar trabalhos
de movimentação de terra.
Siga com atenção as instruções deste Manual do
operador. Não utilize esta retroescavadeira para fins
ou aplicações diferentes dos especificados neste
manual.
O uso incorreto da máquina pode provocar aciden-
tes graves ou mesmo a morte.
Se utilizar a retroescavadeira em serviços que
requerem a montagem de acessórios, equipamen-
tos e ferramentas especiais, consulte o seu conces-
sionário para se certificar de que as adaptações ou TB601001

modificações efetuadas respeitam as especifica- 6


ções técnicas da retroescavadeira e as normas de
segurança em vigor.
Quaisquer modificações ou adaptações efetuadas
sem a aprovação do fabricante anulam a conformi-
dade original da retroescavadeira face aos requisi-
tos de segurança.

DESLOCAMENTO EM ESTRADA E NO LOCAL


DE TRABALHO
Nunca transporte ninguém pendurado na máquina.
As pessoas podem cair e provocar um acidente.
Só acione os comandos depois de sentado correta-
mente no assento do operador.
Adapte o seu estilo de condução às condições do
trabalho (terrenos inclinados ou acidentados), ao
estado da estrada e às condições atmosféricas.
Use os comandos gradualmente para que a máqui-
na trabalhe suavemente.
Desligue o motor e tire a chave da ignição, mesmo
nas paragens curtas.
Nunca abandone a cabine com o motor em funcio-
namento.
Pó, fumo ou nevoeiro podem reduzir a visibilidade e
causar um acidente. Pare a máquina ou pelo menos
reduza a velocidade nestas condições.
Não tente subir ou descer da máquina em movi-
mento. Quando sair da cabine, faça-o sempre de
frente para a máquina e utilize os degraus e as
alças.
Sempre que estacionar a máquina em terrenos
inclinados, coloque calços nas rodas para imobilizar
a máquina.
Nunca circule com grande velocidade se a caçamba
frontal está totalmente na posição superior ou se a TB601002

caçamba frontal diminuir a visibilidade. Pode provo- 7


car um acidente.

6
INTRODUÇÃO, NORMAS DE SEGURANÇA, DECALQUES DE SEGURANÇA

DESLOCAMENTO EM ESTRADA
É obrigatório verificar se os pedais estão travados
antes de iniciar o deslocamento em estrada ou cir-
cular em terceira ou quarta velocidades. O desres-
peito por estas instruções pode provocar um
acidente.
Se necessário, ligue o farol rotativo e as luzes.
(4WD) antes de iniciar qualquer deslocamento em
estrada, selecione a posição de tração em 2 rodas e
levante a tampa para travar o interruptor nesta posi-
ção.

OPERAÇÕES NO LOCAL DE TRABALHO


Nos locais de trabalho na via pública, utilize as sina-
lizações regulamentares tendo em conta o raio de
trabalho da retroescavadeira. As normas nacionais
e locais determinam o número e a localização das
sinalizações.
Evite pôr o motor em funcionamento em recintos
fechados. Se isto não puder ser evitado garanta
uma boa ventilação.
Não trabalhe debaixo de cabos de alta tensão sem
primeiro respeitar as distâncias mínimas: 5 metros.
Se a máquina entrar em contato com os cabos de
alta tensão: TB601003

• não deixe a máquina; 8


• conduza a máquina fora da área de perigo;
• advirta pessoas não aproximar e não tocar na
máquina;
• corte o fornecimento de energia do cabo elétrico;
• não abandone a retroescavadeira até ter sido
cortado, com segurança, o fornecimento de ener-
gia à linha danificada.
Antes de iniciar o trabalho, certifique-se de que
conhece a localização dos tubos e dos cabos enter-
rados. Os cabos elétricos, as tubulações de gás ou
outras instalações subterrâneas podem provocar
acidentes graves.
Não permita a presença de ninguém na área de tra-
balho da retroescavadeira. Se o operador realizar
uma manobra incorreta, tal poderá causar um aci-
dente. Pare todos os movimentos da retroescava-
deira até que as pessoas se afastem.
Antes de acionar os estabilizadores afaste todas as
pessoas das imediações.
Para carregar ou descarregar a retroescavadeira de
um caminhão, engate a 1ª velocidade. Mantenha a
caçamba frontal a cerca de 20 cm do solo.
A elevação de cargas deve ser efetuada de acordo
com as instruções indicadas neste manual e respei-
tando as normas em vigor.
Antes de começar a trabalhar com a caçamba da
retro, levante a retroescavadeira do solo com os
estabilizadores e a caçamba frontal.

7
SEÇÃO 1

Qualquer movimento descontrolado da máquina


pode provocar um acidente. Antes de girar o
assento do operador para a posição de trabalho
com a retro, é vital que as alavancas da direção de
deslocamento e das velocidades estejam em ponto
neutro e que a máquina seja imobilizada com o freio
de estacionamento.
Para trabalhar com a retro ou durante os trabalhos
de manutenção, use a alavanca/botão do acelera-
dor. O uso da alavanca/botão do acelerador em
outros trabalhos pode provocar acidentes.
Se tiver alguma dificuldade ou uma avaria, assente
imediatamente as caçambas no solo, desligue o
motor, tire a chave da ignição e acione o freio de
estacionamento. Identifique a causa da avaria ou
chame um mecânico especializado. Tome as pre-
cauções necessárias para outra pessoa utilize a
retroescavadeira.
Quando a máquina estiver a ser içada, não permita
a presença de pessoas perto da máquina.

8
INTRODUÇÃO, NORMAS DE SEGURANÇA, DECALQUES DE SEGURANÇA

CABINE (OU ESTRUTURA DE SEGURANÇA)


Nunca tente soldar ou endireitar a cabine ROPS/
FOPS (ou estrutura de segurança).
Não faça quaisquer modificações na cabine ROPS/
FOPS (ou estrutura de segurança). As modifica-
ções não aprovadas, tais como soldas, furos, corte
e aplicação de acessórios, bem como os danos
resultantes de colisões ou da queda da máquina
podem enfraquecer a estrutura e reduzir a sua pro-
teção. Se a máquina capotar ou se a cabine sofrer
danos, substitua a cabine ROPS/FOPS (ou estru-
tura de segurança). Não tente repará-la.
Se trabalhar sem cabine ROPS/FOPS (ou estrutura F37035-2
de segurança) e a máquina capotar, o operador
pode ferir-se gravemente. Tire a cabine ROPS/ 9
FOPS apenas para efetuar reparações ou para a
substituir. Nunca trabalhe com a máquina sem
cabine ROPS/FOPS (ou estrutura de segurança).
Não monte acessórios (fixos ou não), que aumen-
tem o peso da máquina. Isto pode provocar aciden-
tes graves. Não exceda o peso máximo indicado na
placa de identificação da cabine ROPS/FOPS (ou
estrutura de segurança).
A inspeção ou manutenção deficientes da cabine
ROPS/FOPS (ou estrutura de segurança) podem
provocar acidentes graves. Efetue os procedimen-
tos de inspeção da cabine ROPS/FOPS (ou estru-
tura de segurança) recomendados que se indicam
neste manual. Se for necessário substituir peças
ROPS/FOPS ou a cabine ROPS/FOPS (ou estru-
tura de segurança), utilize apenas peças de origem
indicadas no Catálogo de Peças da sua máquina.

9
SEÇÃO 1

ESTACIONAR A MÁQUINA
Quando estacionar a máquina, tome as precauções
de segurança necessárias.
Desloque a máquina para uma superfície nivelada e
firme, afastada de terra solta, escavações, ou zonas
mal escoradas.
Apoie a carregadeira frontal no solo.
Coloque a retro na posição de deslocamento em
estrada.
Coloque a alavanca de direção da deslocamento e
das mudanças em ponto neutro.
Acione o freio de estacionamento para imobilizar a TB603001
máquina.
10
Suba totalmente os estabilizadores e bloqueie-os
de forma mecânica.
Desligue o motor e tire a chave da ignição.
Alivie a pressão do hidráulico acionando as alavan-
cas de comando em todas as direções. Em máqui-
nas com comando hidráulico, rode a chave na
posição ON para aliviar a pressão acionando as ala-
vancas de comando em todas as direções.
Coloque calços por baixo das rodas para evitar que
a máquina se desloque.
Certifique-se de que a porta e a tampa motor se
encontram corretamente fechadas e tranque as por-
tas da cabine.
Verifique se a retroescavadeira não interfere, ainda
que parcialmente, com a via publica. Se não puder
evitar esta situação, coloque sinalizações em con-
formidade com as normas em vigor.

10
INTRODUÇÃO, NORMAS DE SEGURANÇA, DECALQUES DE SEGURANÇA

MANUTENÇÃO E AJUSTES
Não proceda a operações de assistência técnica
sem previamente ter lido e compreendido as instru-
ções e avisos contidos neste manual.
Respeite as atividades e intervalos de manutenção
e inspeção descritos nas instruções de funciona-
mento, incluindo as informações sobre substituição
de peças e equipamento, pois este serviço diz res-
peito exclusivamente a pessoal qualificado.
Use equipamento de segurança e vestuário apro-
priado para executar a manutenção da máquina.
Colocar uma placa que advirta durante a manuten-
ção.
11
Utilize sempre óculos de proteção quando utilizar
qualquer ferramenta que possa projetar partículas
de metal. Para a colocação de pinos utilize um mar-
telo com face macia, como de cobre.
Se a manutenção ou os ajustes forem realizadas
incorretamente podem provocar danos físicos gra-
ves. Se não compreender algum procedimento de
manutenção ou ajuste, contate o seu concessionário.

12
Antes de executar qualquer trabalho de manuten-
ção nesta máquina, certifique-se das condições de
segurança.
Desloque a máquina numa superfície nivelada e
firme, afastada de terra solta, escavações, ou zonas
mal escoradas.
Coloque a carregadeira frontal sobre o solo, caso
não seja necessário proceder com as operações de
manutenção nela. Caso contrário, eleve a carrega-
deira frontal e monte a tranca de segurança.
Coloque a caçamba da retroescavadeira na posição
de deslocamento em estrada, caso não seja neces- TB603001

sário proceder com as operações de manutenção 13


nela. Caso contrário, coloque-a sobre o solo.
Coloque a alavanca de direção de deslocamento e
do cambio na posição neutro.
Acione o freio de estacionamento para imobilizar a
máquina.
Suba totalmente os estabilizadores e bloqueie-os
de forma mecânica.
Desligue o motor e tire a chave da ignição.
Alivie a pressão do hidráulico acionando as alavan-
cas de comando em todas as direções. Em máqui-
nas com comando hidráulico, rode a chave na
posição ON para aliviar a pressão acionando as ala-
vancas de comando em todas as direções.

11
SEÇÃO 1

Coloque calços por baixo das rodas para evitar que


a máquina se desloque.
Modificações não autorizadas, podem provocar aci-
dentes graves. Não faça modificações na retroesca-
vadeira sem a autor ização prévia do seu
Concessionário. Todas as alterações devem respei-
tar as especificações técnicas da retroescavadeira
e estar de acordo com as normas de segurança.
Não efetue soldas na máquina sem a autorização
prévia do seu Concessionário.
Alguns dos componentes da retroescavadeira estão
sujeitos a aprovações especiais. Ao substituir estes
componentes tem que respeitar as homologações.
O óleo hidráulico ou graxa sob pressão que penetre
na pele pode causar danos físicos graves. Tome as
precauções de segurança necessárias (vestuário
adequado e proteções para o rosto e mãos) para
evitar estes riscos. Para além disso, leia as instru-
ções de utilização específicas do fabricante antes
de utilizar estes produtos. Se o óleo do hidráulico
penetrar na pele, chame o médico imediatamente.
Antes de fazer uma solda, sempre de acordo com
as instruções do fabricante e com estas especifica-
ções, desligue o alternador e ligue a tomada da
máquina de soldar ao componente no qual será efe-
tuada a solda. Nunca ligue o cabo de terra a um
componente do sistema hidráulico. 14
O rompimento de um pneu pode provocar danos
físicos graves. Verifique regularmente o estado dos
pneus e respeite sempre as pressões determinadas
de acordo com o tipo de pneu e as condições do
solo.
Quando for verificar a pressão dos pneus ou
quando estiver a encher um pneu, nunca permane-
ça de frente para o pneu; coloque-se de frente para
a superfície do piso. Recorra sempre a uma caixa
de proteção quando a roda se encontra retirada da
retroescavadeira. Mantenha as outras pessoas
afastadas da área.
Nunca faça soldas perto de um pneu. É essencial
retirar o pneu antes de qualquer operação de solda.
Tome as medidas de segurança necessárias para
proteger o rosto quando utilizar ar comprimido.
O chassis da retroescavadeira está em conformi-
dade com as normas FOPS e “ROPS”. Qualquer 15
modificação (furos, solda, etc.) pode invalidar essa
conformidade.

12
INTRODUÇÃO, NORMAS DE SEGURANÇA, DECALQUES DE SEGURANÇA

PREVENÇÃO CONTRA INCÊNDIOS OU EXPLOSÕES


O combustível do motor pode provocar uma explo-
são ou um incêndio.
Nunca reabasteça o reservatório de combustível
com o motor em funcionamento.
Não fume enquanto estiver reabastecendo o reser-
vatório de combustível.
Tome todas as medidas de segurança necessárias
quando for utilizar soldas, trabalhos com a esmeri-
lhadeira ou quando estiver perto de chamas nuas.
Utilize um produto não inflamável para limpar as
peças.

16
As faíscas ou chamas podem provocar a explosão
do eletrólito da bateria. Para evitar qualquer perigo
de explosão, cumpra as seguintes instruções:
• quando desligar os cabos da bateria, desligue
sempre o cabo negativo (-) primeiro;
• para voltar a ligar os cabos da bateria, coloque o
negativo (-) em último lugar;
• nunca provoque curto-circuitos nos terminais da
bateria com objetos metálicos;
• não solde, esmerile ou fume perto da bateria.

17
Guarde sempre as baterias num local seguro, fora
do alcance das crianças.
O escape do motor pode produzir faíscas. Antes de
usar a retroescavadeira numa área com risco de
conter gases inflamáveis, assegure uma ventilação
adequada.
Tenha sempre um extintor na retroescavadeira.
Assegure a sua correta manutenção de acordo com
as instruções do fabricante.
Limpe a retroescavadeira regularmente, retirando
todos os resíduos e materiais que se possam incen-
diar.
Verifique se existem vazamentos. Substitua as tubu- 18
lações e conexões danificadas. Limpe a retroesca-
vadeira após uma reparação, antes de voltar a
trabalhar com ela.

13
SEÇÃO 1

PREVENÇÃO CONTRA QUEIMADURAS


O eletrólito da bateria causa queimaduras graves. A
bateria contém ácido sulfúrico. Evite o contato com
a pele, os olhos ou o vestuário.
Antídotos:
• EXTERNO: lave com água abundante e retire as
roupas sujas.
• INTERNO: evite vomitar. Beba água para enxa-
guar a boca. Consulte um médico.
• OLHOS: lave com bastante água durante 15
minutos e consulte rapidamente um médico.
Quando o eletrólito da bateria estiver congelado,
esta pode explodir se tentar carregar ou se tentar
ligar o motor recorrendo a uma bateria auxiliar. 19
Mantenha sempre a bateria carregada para evitar
que o eletrólito congele.
As baterias produzem gases explosivos. Mantenha
a bateria afastada de chamas, faíscas e cigarros.
Assegure uma boa ventilação quando trocar a bate-
ria ou se usar a bateria num recinto fechado. Proteja
os olhos sempre que trabalhar perto de baterias.
Nunca toque com as mãos nos terminais da bateria.
Isto pode conduzir a um estado de eletrólise e com-
prometer o funcionamento dos órgãos principais do
corpo.

20
Gire a tampa do radiador lentamente, para descar-
regar a pressão do sistema, antes de retirá-la.
Eventuais adições de líquido refrigerante devem ser
feitas com motor frio ou a baixa rotação.

21

14
INTRODUÇÃO, NORMAS DE SEGURANÇA, DECALQUES DE SEGURANÇA

PREVENÇÃO DE RISCOS ASSOCIADOS A VIBRAÇÕES


As vibrações da máquina causam o desconforto do
operador e, em alguns casos, colocam em risco a
sua saúde e segurança.
Certifique-se de que a máquina, a carregadeira
frontal e a retro são indicados para o tipo de traba-
lho a executar.
Certifique-se de que a máquina está em boas con-
dições e de que o intervalo de manutenção foi cum-
prido corretamente.
Verifique a pressão dos pneus, os sistemas de dire-
ção e trava.
Verifique se o assento do operador e os comandos
de ajuste estão em boas condições e regule o 22
assento conforme o tamanho e o peso do operador.
O assento está em conformidade com a norma
ISO 7096.

NO LOCAL DE TRABALHO
Acione todos os comandos progressivamente para
que a máquina funcione suavemente.
Altere o seu estilo de condução de modo a adequar-
se às condições de trabalho.
Durante o deslocamento, ajuste a sua velocidade e
reduza, se necessário.
Certifique-se de que a máquina está trabalhando
em solo firme, sem buracos nem obstáculos.

15
SEÇÃO 1

PRECAUÇÕES PARA A ELIMINAÇÃO DE RESÍDUOS


A eliminação incorreta dos resíduos pode ser uma
ameaça para o meio ambiente.
Cada país tem os seus próprios regulamentos
sobre esta matéria. É por isso recomendável prepa-
rar coletores adequados para recolher e armazenar
temporariamente todos os materiais sólidos e líqui-
dos, que não devem ser derramados no meio
ambiente a fim de evitar a poluição.
Em intervalos predefinidos, estes produtos serão
entregues em centros de eliminação de resíduos
legitimamente reconhecidos que existam no país.
Em seguida é apresentada uma lista de produtos da
máquina que requer eliminação: 23
• óleo hidráulico;
• óleo do sistema de freios;
• mistura de líquido de arrefecimento, resíduos de
condensação e anticongelante puro;
• óleo diesel;
• elementos dos filtros de óleo do motor e óleo die-
sel;
• elementos dos filtros de ar do motor e do ar con-
dicionado;
• bateria.
Também os panos, papéis, serragem e luvas
poluentes devem ser eliminados de acordo com os
mesmo procedimentos.
Não utilize recipientes de comida ou bebida, pois
podem levar alguém a bebê-los por engano. Não
despeje resíduos no solo, esgotos ou em qualquer
fonte de água. Os refrigerantes dos sistemas de ar
condicionado podem causar danos na atmosfera. A
legislação em vigor pode exigir que centros espe-
cializados e autorizados recolham e reciclem os
líquidos refrigerantes do ar condicionado. Obtenha
informações junto do centro ambiental ou de reci-
clagem local, ou do seu concessionário, sobre a
maneira adequada de reciclar ou eliminar os resídu-
os.

16
INTRODUÇÃO, NORMAS DE SEGURANÇA, DECALQUES DE SEGURANÇA

PLACAS DE IDENTIFICAÇÃO DOS COMPONENTES


Quando for pedir peças sobressalentes ou pedir
informações ou assistência técnica, forneça sempre
ao concessionário o modelo e o número de série da
retroescavadeira e do componente pretendido.

MÁQUINA (RETROESCAVADEIRA)
Modelo
Número de série

TB601004B

24

MOTOR ASPIRADO 70 KW – 94 HP – TIER ZERO (PARA MODELOS B90B)


Modelo
Número de série

F26772B

25

17
SEÇÃO 1

MOTOR TURBO 75 KW – 100 HP (PARA MODELOS B95B E B110B)


Modelo
Número de série

F32313B

26

TRANSMISSÃO – 4X2 POWERSHUTTLE


Número de modelo
Número de série

27

TRANSMISSÃO – 4X4 POWERSHUTTLE


Número de modelo
Número de série

TB601102

28

18
INTRODUÇÃO, NORMAS DE SEGURANÇA, DECALQUES DE SEGURANÇA

EIXO DIANTEIRO
Tipo de eixo
Número de série
Relação

TB601041

29

EIXO TRASEIRO
Tipo de eixo
Número de série
Relação

TB601042

30

19
SEÇÃO 1

CABINE
Número de série
Data

CNH LATIN AMERICA

NUMERO DE SERIE DATA

TB601005

31

ESTRUTURA DE SEGURANÇA
Número de série
Data

CNH LATIN AMERICA

NUMERO DE SERIE DATA

TB601006

32

20
INTRODUÇÃO, NORMAS DE SEGURANÇA, DECALQUES DE SEGURANÇA

COMPONENTES PRINCIPAIS

33
1. CAÇAMBA FRONTAL 8. BRAÇO DE LEVANTAMENTO
2. BRAÇOS DA CARREGADEIRA FRONTAL 9. BRAÇO DE PENETRAÇÃO
3. EIXO DIANTEIRO 10. CAÇAMBA DA RETRO
4. RESERVATÓRIO DE COMBUSTÍVEL 11. ESTABILIZADORES
5. EIXO TRASEIRO 12. CAIXA DA BATERIA
6. CABINE DO OPERADOR 13. RESERVATÓRIO DO ÓLEO HIDRÁULICO
7. TAMPA DO MOTOR 14. CILINDROS DE ROTAÇÃO

21
SEÇÃO 1

LADOS DA RETROESCAVADEIRA
Os termos “direita”, “esquerda”, “frente” e “traseira”
utilizados neste manual indicam os lados da retro-
escavadeira vistos a partir do lugar do operador.
Operador na posição de trabalho com a
carregadeira frontal:
1. Parte da frente
2. Parte de trás
3
3. Lado direito
4. Lado esquerdo 1
2

4
TB601101

34
Operador na posição de trabalho com a retro:
1. Parte da frente
2. Parte de trás 4
3. Lado direito
4. Lado esquerdo
2 1

3
TB601100

35

22
INTRODUÇÃO, NORMAS DE SEGURANÇA, DECALQUES DE SEGURANÇA

ADESIVOS

ATENÇÃO
Um adesivo ilegível ou danificado pode ter conse-
quências graves. Verifique diariamente o seu esta-
do.

ATENÇÃO
Mantenha todos os adesivos perfeitamente legíveis.
Limpe-os regularmente e substitua os que estejam
danificados, ou que tenham sido pintados. Se subs-
tituir uma peça que tinha um adesivo, não se esque-
ça de colocar um novo adesivo na peça nova.

NOTA: Quando limpar os adesivos, utilize apenas


um pano, água e sabão. Não utilize solventes, gaso-
lina, etc.

23
SEÇÃO 1

POSIÇÃO DOS ADESIVOS


Quando substituir um adesivo, certifique-se de que os coloca de acordo com as localizações indicadas.

10
0
xx100
100

20
30

F31531-3

36

24
INTRODUÇÃO, NORMAS DE SEGURANÇA, DECALQUES DE SEGURANÇA

2 3

TB601011 / TB601012

25
SEÇÃO 1

10

12
11

11

12

TB601007-3 / TB601009-2 / TB601008-2 / TB601010

26
INTRODUÇÃO, NORMAS DE SEGURANÇA, DECALQUES DE SEGURANÇA

1. Extintor
1
Assegure-se de que o extintor está em conformi-
dade com as normas locais e de que está total-
mente funcional.

F36713

37
2. Risco de mau uso
2
Leia o manual do operador, prenda o cinto de segu-
rança, não dê carona, mantenha os outros afasta-
dos, acidentes ou MORTES poderão ocorrer se não
for seguidos estas instruções.

84149959

38
3. Evite acidentes
3
Não salte se a máquina capotar, sempre use o cinto
de segurança

124273A1

39

27
SEÇÃO 1

4. Perigo de líquido quente sob pressão


4
Este adesivo adverte para perigo de líquido quente
sob pressão, faça a manutenção somente quando o
líquido estiver frio.

87413683

40
5. Perigo de atropelamento, explosão e
envenenamento / queimadura 5
Este adesivo indica:
• leia com atenção o manual do operador antes de
utilizar uma bateria auxiliar para dar partida ou
antes de fazer a manutenção paar evitar aciden-
tes;
• faiscas, chamas e gigarros podem causar explo-
sões. Proteja os olhos. Leia o procedimento de
84149908
manutenção da bateria no manual do operador.
41
• evite o contato com acido da bateria. Leia o pro-
cedimento de manuetenção da bateria no manual
do operador. MANTENHA LONGE DE CRIAN-
ÇAS.
6. Perigo de emaranhamento
6
Este adesivo indica que determinados componen-
tes do motor podem esmagar as suas mãos ou pro-
vocar cortes.Mantenha-se afastado ou antes de
abrir a tampa do motor ou fazer manutenção desli-
gue o motor e tire a chave da ignição.

84149870

42

28
INTRODUÇÃO, NORMAS DE SEGURANÇA, DECALQUES DE SEGURANÇA

7. Perigo de atropelamento
7
Este adesivo indica que o motor deverá ser acio-
nado somente quando o operador estiver no
assento do operador com a transmissão em NEU-
TRO.

84149978

43
8. Perigo de esmagamamento
8
• O giro da lança pode provocar graves ferimentos
ou a MORTE;
• Nunca entre na máquina pela traseira;
• Não deixe objetos soltos no interior da cabine;
• Somente ligue a máquina e opere a retro sentado
no banco do operador;
• Para instruções de transporte leia o manual do
operador.

84149944

44
9. Perigo de esmagamento por capotamento
9
Erguer uma carga muito pesada póde causar capo-
tamento ou perda de controle. Não usar a trava de
transporte durante o levantamento evitando danos a
máquina e danos corporais.
IMPORTANTE: Centrar e levantar o braço antes de
engatar e desengatar a trarva de transporte para
evitar danos a máquina.
O braço livre pode golpear o cilindro de levanta-
mento do estabilizador e oscilar completamente
para direita e para esquerda.

84149960

45

29
SEÇÃO 1

10. Perigo nos pontos de mordedura


10
Este adesivo adeverte para manter uma distância
de segurança minima entre saus mãos e seus pés e
todas as peças em movimento.

391267A1

46
11. Perigo de esmagamento
11
Instale sempre a escora de apoio para fazer a
manutenção da máquina se os braços da carrega-
deira estiverem levantados.
• esvazie a caçamba da carregadeira eleve o braço
de elevação da carregadeira para maximizar a
altura e desligue o motor;
• remova o pino traseiro da escora de apoio e
abaixe-a sobre o tirante do cilindro;
87413674
• instale o pino traseiro da escora de apoio;
47
• Abaixe o braço de elavação sobre a escora de
apoio levemente;
• Poderão ocorrer ferimentos graves ou morte se o
braço de elevação da carregadeira baixar aciden-
talmente.
VEJA O MANUAL DO OPERADOR.
12. Pontos de suspensão
12
Este adesivo indica os pontos que devem ser utiliza-
dos para içar a máquina. Nunca utilize outros pon-
tos além dos indicados com este adesivo.

F36861

48

30
INTRODUÇÃO, NORMAS DE SEGURANÇA, DECALQUES DE SEGURANÇA

SINAIS MANUAIS
Ao trabalhar com a retroescavadeira, nunca tente efetuar tarefas que requeiram grande precisão, manobrar
em áreas com pouca visibilidade ou em marcha ré sem a assistência de um sinaleiro. Certifique-se de que
tanto o operador como o sinaleiro entendam os sinais que vão ser utilizados. O sinaleiro deve permanecer
sempre fora da área de trabalho da retroescavadeira.
O operador deve manter sempre o contato visual com o sinaleiro e parar imediatamente a retroescavadeira
caso esse contato se perca.

LIGAR O MOTOR AFASTAR-SE

49 52

DESLIGAR O MOTOR MOVER-SE ESTA DISTÂNCIA

50 53

APROXIMAR-SE PARAR COMPLETAMENTE E AGUARDAR

51 54

31
SEÇÃO 1

PARAR BAIXAR A CARGA OU A CAÇAMBA

55 58

PARAR EMERGENCIALMENTE ELEVAR LENTAMENTE A CARGA OU A


CAÇAMBA

56
59
ELEVAR A CARGA OU A CAÇAMBA
BAIXAR LENTAMENTE A CARGA OU A
CAÇAMBA

57

60

32
INTRODUÇÃO, NORMAS DE SEGURANÇA, DECALQUES DE SEGURANÇA

VIRAR A MÁQUINA PARA A ESQUERDA DESCARREGAR A CAÇAMBA

61 64

VIRAR A MÁQUINA PARA A DIREITA LEVANTAR O BRAÇO DA RETROESCAVADEIRA

62 65

GIRE A CAÇAMBA BAIXAR O BRAÇO DA RETROESCAVADEIRA

63 66

33
SEÇÃO 1

MOVA O BRAÇO DA RETROESCAVADEIRA ABRIR A CAÇAMBA DA RETROESCAVADEIRA


PARA DENTRO

70
67
RECOLHER O BRAÇO DE PENETRAÇÂO
MOVA O BRAÇO DA RETROESCAVADEIRA TELESCÓPICO (SE EQUIPADO)
PARA FORA

71
68
ESTENDER O BRAÇO DE PENETRAÇÂO
FECHAR A CAÇAMBA DA TELESCÓPICO (SE EQUIPADO)
RETROESCAVADEIRA

72
69

34
SEÇÃO 2
COMANDOS E INSTRUMENTOS
PAINEL DE INSTRUMENTOS DIANTEIRO

9 5

8 6

TB602001

1. LUZ INDICADORA DA MUDANÇA DE 5. INTERRUPTOR DO SINALIZADOR ROTATIVO


DIREÇÃO – Esta luz acende-se quando os indi- – Este interruptor é utilizado para ligar ou desli-
cadores de mudança de direção estão em fun- gar o sinalizador rotativo.
cionamento. 6. INTERRUPTOR DAS LUZES – Este interruptor
2. LUZ INDICADORA DO NÍVEL DO ÓLEO DO tem três posições:
FREIO – Esta luz acende-se e soa um alarme • 1ª posição = OFF.
sonoro quando o óleo do freio está no nível
mínimo. • A segunda posição fornece alimentação ao
painel de instrumentos, às luzes laterais e à
3. LUZES LATERAIS E LUZ INDICADORA DOS luz indicadora do farol baixo (3).
FARÓIS – Esta luz indicadora acende-se
quando as luzes laterais ou luzes dos faróis • A terceira posição indica o farol alto, e a luz
estão acesos. indicadora do farol alto (4).

4. LUZES INTERMITENTES – Esta luz indicadora


acende-se quando o farol alto está ligado.

35
SEÇÃO 2

7. INTERRUPTOR DE SINALIZAÇÃO DE EMER- 9. INTERRUPTOR 2WD / 4WD – Este interruptor


GÊNCIA – Pressione o botão para baixo até à liga e desliga a tração nas 4 rodas.
posição de bloqueio. As lanternas indicadoras O interruptor tem duas posições:
de direção e o comando irão piscar simultanea- • a primeira posição (pressionando o botão da
mente. Pressione novamente para desligar as esquerda ):
lanternas indicadoras de direção e a luz do tração às rodas traseiras e travagem nas
comando. rodas traseiras (luz apagada).
8. INTERRUPTOR PARA ACESSÓRIOS • a segunda posição (pressionando o botão da
HIDRÁULICOS MANUAIS (Opcional) – Este direita ):
interruptor tem duas posições: Tração às 4 rodas e travagem nas 4 rodas
• 1ª posição = OFF. (luz acesa).
• A segunda posição “ON” capacita os
acessórios hidráulicos auxiliares.

36
COMANDOS E INSTRUMENTOS

PAINEL DE INSTRUMENTOS LATERAL

1 2 6 3 4 5

10 20

x100

0 30

TB602002

1. INTERRUPTOR DAS LUZES DE TRABALHO 3. ROTAÇÃO DO MOTOR


DA FR ENTE – E ste int er r up to r t em tr ê s 4. INTERRUPTOR DO LIMPADOR E LAVADOR
posições: DO PÁRA-BRISA TRASEIRO – O limpador de
• 1ª posição = OFF. parabrisa é ativado quando o interruptor é pres-
• 2ª posição, as duas luzes de trabalho diantei- sionado e permanece em funcionamento até
ras externas acendem. que o interruptor seja colocado novamente na
posição OFF.
• 3ª posição, as duas luzes de trabalho diantei- O lavador do parabrisas é colocado em funcio-
ras internas acendem. namento pressionando novamente o interruptor
As luzes indicadoras acendem só na e mantendo-o nessa posição.
segunda e terceira posição. Ao soltar o interruptor, o lavador do parabrisas
2. INTERRUPTOR DO SISTEMA “GLIDE RIDE” pára e o limpador de parabrisa começa a traba-
(Opcional) – O sistema de comando de funcio- lhar outra vez.
namento “glide ride” melhora consideravelmente 5. INTERRUPTOR DAS LUZES DE TRABALHO
o conforto da máquina durante as deslocações, TRASEIRAS – Este interruptor tem três posi-
independentemente das condições do terreno e ções:
com caçamba cheia ou vazia. Reduzindo os
solavancos, aumenta o rendimento e melhora • A primeira posição é OFF, as luzes traseiras
consideravelmente o conforto do operador. Tam- são desligadas.
bém minimiza os impactos sobre à máquina • 2ª posição, as duas luzes de trabalho trasei-
durante o funcionamento. Não utilize este sis- ras externas acendem.
tema para trabalhar com a carregadeira frontal. • 3ª posição, as duas luzes de trabalho trasei-
ras internas acendem.
ATENÇÃO
As luzes indicadoras acendem só na segunda e
Nunca use o sistema de comando de funcionamento terceira posição.
“glide ride” quando o braço e caçamba da carrega-
deira mantiverem a frente da máquina elevada aci- NOTA: Nunca utilize as luzes de trabalho em
ma do solo. A retroescavadeira poderia cair e deslocamento em estrada.
provocar um acidente. 6. INTERRUPTOR DO FREIO DE ESTACIONA-
MENTO

37
SEÇÃO 2

CONSOLE LATERAL DE INSTRUMENTOS

1. LUZ INDICADORA DA PRESSÃO DO ÓLEO 5. LUZ INDICADORA DE RESTRIÇÃO DO FIL-


DO MOTOR – Esta luz indicadora acende e soa TRO DE AR – Esta luz indicadora acende sem-
um alarme sonoro quando a pressão do óleo do pre que o elemento do filtro do ar necessitar de
motor está baixa. ser limpo ou substituído.
Se esta luz acender quando a retroescavadeira 6. LUZ INDICADORA DA PRESSÃO DO ÓLEO
estiver trabalhando, desloque a máquina para DA TRANSMISSÃO – Esta luz acende e soa
um local seguro, pare o motor imediatamente, um alarme sonoro quando a pressão do óleo da
tire a chave da ignição e determine a causa transmissão estiver baixo. Se esta luz acender
desta anomalia. quando a retroescavadeira estiver trabalhando,
2. LUZ INDICADORA PARA “GRID HEATER” (Se desloque a máquina para um local seguro, pare
equipado) – Se a retroescavadeira estiver equi- o motor imediatamente, tire a chave da ignição
pada com um “grid heater”, aguarde até que a e determine a causa desta anomalia.
luz indicadora se apague antes de ligar o motor. 7. LUZ DE AVISO DE POUCO COMBUSTÍVEL –
3. LUZ INDICADORA DA CARGA DA BATERIA – Esta lâmpada acende-se quando houver pouco
Esta luz acende-se quando a correia do alter- combustível. Haverá aproximadamente uma
nador estiver patinando ou quando o alternador hora para encher o reservatório de combustível.
não está carregando a bateria.
NOTA: Quando a chave da ignição estiver na
Se esta luz acender quando a retroescavadeira
posição ON todas as luzes acendem-se e é emitido
estiver trabalhando, desloque a máquina para
um sinal sonoro durante 5 segundos. Depois as
um local seguro, pare o motor imediatamente,
luzes se apagam e só uma lâmpada (2) permanece
tire a chave da ignição e determine a causa
acesa. Os manómetros (9) e (10) voltam à sua
desta anomalia.
posição original.
4. LUZ INDICADORA DO FREIO DE ESTACIO-
NAMENTO – Esta luz indicadora acende-se
quando o interruptor do freio de estaciona-
mento estiver acionado (rodas travadas).

38
COMANDOS E INSTRUMENTOS

8. INDICADOR DO NÍVEL DO COMBUSTÍVEL – 12. INDICADOR DE TEMPERATURA DO ÓLEO


Este indicador mostra a quantidade de combus- DA TRANSMISSÃO – Este indicador mostra a
tível existente no reservatório de combustível. temperatura do óleo da transmissão. Quando a
9. VOLTÍMETRO DE CARGA DA BATERIA – Este temperatura é normal, o ponteiro está na área
indicador mostra o estado de carga da bateria. cinza. Se ao ponteiro estiver na área vermelha,
Numa carga normal, a agulha deve estar na reduza a velocidade. Se o ponteiro continuar na
zona cinzenta. Se a agulha se encontrar na área vermelha, pare a máquina, coloque a ala-
zona vermelha à esquerda, isto indica que a vanca de marchas e a alavanca de comando de
carga da bateria é insuficiente ou que o alterna- direção de deslocamento na posição de ponto
dor não está a carregar a bateria. Se a agulha neutro e deixe o motor trabalhando a 1000 rpm.
se encontrar na zona vermelha à direita, isto Se esta operação não permitir que a tempera-
indica uma carga excessiva na bateria, o que tura do óleo seja reduzida, verifique o nível do
poderá provocar danos á bateria. óleo da transmisssão e certifique-se de que o
líquido de arrefecimento do radiador e do óleo
10. HORÍMETRO – O horímetro mostra o número estão perfeitamente limpos.
de horas e décimos de horas de funcionamento
do motor. Permite também determinar quando 13. INDICADOR DA TEMPERATURA DO LÍQUIDO
devem ser realizados os planos de manuten- DE ARREFECIMENTO DO MOTOR – O indica-
ção. dor mostra a temperatura do líquido de arrefeci-
mento. Quando a temperatura é normal, o
11. TACOMETRO – O tacometro mostra a rotação ponteiro está na área cinza. Porem, se o pon-
do motor em rotações por minuto. teiro estiver na área vermelha, soa um alarme.
Os valores indicados devem ser multiplicados Desloque a retroescavadeira para um local
por 100. seguro, pare imediatamente o motor, tire a
Cada graduação intermédia corresponde a chave da ignição e veja o nível do líquido de
100 rpm. arrefecimento. Verifique igualmente se o radia-
Recomendamos que não deixe chegar à faixa dor está limpo e se o termostato está a funcio-
vermelha. nar corretamente.

39
SEÇÃO 2

COMANDOS NA CABINE
CHAVE DE IGNIÇÃO

ATENÇÃO
Antes de ligar o motor, certifique-se de que conhece
perfeitamente a localização e o funcionamento de
cada um dos comandos.

Localizado no lado direito do assento do operador


(na posição de trabalho com a carregadeira frontal),
este interruptor tem quatro posições:
• Posição (1): não utilizado.
• Posição (2): desligado (OFF).
• Posição (3): ignição ligada (ON)
(o alarme sonoro soa). 4
• Posição (4): partida do motor.
NOTA: Esta chave também é utilizada para trancar
as portas da cabine, a tampa do motor e a tampa
do reservatório de combustível.

VOLANTE
A máquina está equipada com direção hidráulica
que exige um esforço mínimo para virar o volante
(1). Familiarize-se com o esforço necessário para
virar o volante antes de conduzir a retroescavadeira
pela primeira vez.

ATENÇÃO
Devido à direção hidráulica, nunca segure o volante
contra nenhum dos batentes da direção. A não ob-
servação desta precaução pode provocar danos nos
componentes do sistema da direção.

5
ATENÇÃO
Se um dos tubos da direção se romper, não será
possível conduzir a retroescavadeira. Pare a máqui-
na imediatamente e contate o seu Concessionário.

Se surgir uma perda de potência na direção hidráu-


lica devido a uma falha no motor, a retroescavadeira
pode ser conduzida até um local seguro. A força
necessária para virar o volante e conduzir a retroes-
cavadeira será contudo muito maior.

40
COMANDOS E INSTRUMENTOS

INTERRUPTOR DAS LUZES DIRECIONAIS (COM ROPS)


Situada do lado direito do volante, este interruptor
tem três posições:
• Posição (0): ponto neutro. Nenhum indicador da
direção pisca.
• Posição (1): o indicador esquerdo da direção
pisca.
• Posição (2): o indicador direito da direção pisca.

41
SEÇÃO 2

ALAVANCA DAS LUZES DIRECIONAIS, FARÓIS ALTOS, LIMPADORES E


LAVADORES DE PARABRISA DIANTEIRO (CABINE)
Situada do lado direito do volante, esta alavanca
tem cinco posições:
• Posição (0): ponto neutro.
• Posição (1): os indicadores intermitentes indicam 1
para virar à esquerda e a luz indicadora da
direção, que se encontra por baixo do volante, 0
pisca.
• Posição (2): os indicadores intermitentes indicam
2
para virar à direita e a luz indicadora da direção,
que se encontra por baixo do volante, pisca.

TB602022

• Posição (3): (luzes direcionais) quando as luzes


dianteiras estão ligadas (posição ON) e a ala-
vanca de luzes direcionais é empurrada para
baixo a partir da posição neutra, a luz principal do
farol alto é ligada (posição ON) e a lâmpada do
aviso no painel de instrumentos acende. 3

TB602023

• Posição (4): gire o manípulo da alavanca de luzes


direcionais no sentido anti-horário para ativar o
limpador de parabrisas.
0 = Parar
I = Velocidade normal 4
• Posição (5): (controle de ação momentânea)
pressione o botão e mantenha-o nessa posição
na ponta do manípulo para ativar o lavador de
parabrisas dianteiro.
5

TB602024

42
COMANDOS E INSTRUMENTOS

COMANDOS DA TRANSMISSÃO
COMANDOS DA TRANSMISSÃO 4X4

1 3
F
2 4
N
3
1
4
2

10
0
x10
x 100
0

20
30
TB602025-2

10

1. ALAVANCA DAS MUDANÇAS DE MARCHAS – 5. ALAVANCA DA DIREÇÃO DA TRANSMISSÃO


é possível selecionar quatro mudanças de mar- – a movimentação desta alavanca a partir do
cha a frente e outras quatro marchas a ré. ponto neutro engata a marcha à frente ou ré.
2. BOTÃO DE DESCONEXÃO DA TRANSMIS- NOTA: Com inversão de marcha soa um disposi-
SÃO – antes de mudar a marcha, pressione o tivo de alarme sonoro.
botão e mantenha-o nesta posição, selecione a
6. BOTÃO DA BUZINA.
mudança pretendida com a alavanca de
mudanças de marchas e solte o interruptor para 7. INTERRUPTOR DO BLOQUEIO DO DIFEREN-
engatar novamente a transmissão. CIAL – O bloqueio do diferencial proporciona
igual força a ambas as rodas traseiras e é utili-
3. ALAVANCA DE COMANDO DA CARREGA-
zado em condições onde a tração é insufi-
DEIRA FRONTAL
ciente, para ativá-lo pressione o interruptor do
4. BOTÃO DE DESCONEXÃO DA TRANSMIS- bloqueio do diferencial. O diferencial será des-
SÃO – (na alavanca de comando da carrega- bloqueado automaticamente quando as duas
deira frontal) rodas traseiras tiverem aderencia ao solo, ou
quando o interruptor do bloqueio do diferencial
for pressionado novamente.
8. CILINDRO PARA O CONTROLE PROPORCI-
NAL DA CARREGADEIRA FRONTAL 4X1
(OPCIONAL).

43
SEÇÃO 2

Transmissão
A transmissão é completamente sincronizada
proporcionando quatro velocidades à frente e qua-
tro velocidades à ré permitindo alterações de 1
mudanças durante o movimento da retroescava- 3
1

deira. Um conversor de torque é utilizado para ligar 2


4

4
o motor à transmissão e a coluna montada na ala- 2
vanca do Powershuttle (4) permite mudanças entre
a marcha à frente e a marcha à ré sem desengatar
as velocidades. 5
O desligamento da transmissão é ativado quando o 3
interruptor (2), montado na alavanca das mudanças
(1) é pressionado, ou quando é pressionado o botão

10
0
x100

20
30
TB602026
(5), localizado a alavanca de comando (3) da carre-
gadeira frontal. 11

ATENÇÃO
Acione sempre o freio de estacionamento quando a
máquina estiver estacionada uma vez que a mesma
pode deslocar-se ainda que a alavanca das veloci-
dades da transmissão e a alavanca de inversão de
potência estejam “Engatadas” e o motor esteja OFF
(desligado).

Alavanca das mudanças


A alavanca de mudança de marchas simples (1) é
utilizada para selecionar qualquer uma das quatro
velocidades. O botão de desconexão da transmis- 1
são (2) é pressionado e mantido nessa posição 1 3
enquanto a alavanca muda de uma velocidade para
2 4
outra e depois é solto para ligar novamente a trans-
3
1
4
2

missão.
2

TB602027

12

44
COMANDOS E INSTRUMENTOS

Alavanca de marcha à frente / marcha à ré da


transmissão
Para selecionar marcha à frente, engate a marcha
necessária com a alavanca de mudança de mar-
chas e, com o motor em marcha lenta, coloque a 2
alavanca de mudança de marchas da posição de 3
1

bloqueio de ponto neutro (1) e avance até à posição 2


4

de marcha à frente (2). Utilize o acelerador de pé 1


para controlar a rotação do motor e a velocidade da
retroescavadeira. 3
Para inverter a direção da marcha, reduza a rotação
do motor e mova a alavanca de inversão de direção
da posição de bloqueio de ponto neutro (1) para
marcha à ré (3) para inverter a direção, um disposi-

10
0
x100
x1 00

20
30
TB602028
tivo de alarme sonoro soará.
IMPORTANTE: A alavanca de direção está equi- 13
pada com um bloqueio de ponto neutro para evitar o
engate indevido da transmissão. Com esta concep-
ção a alavanca de direção é movimentada através
de uma ranhura em forma de “T” para as posições à
frente e à ré.
IMPORTANTE: Quando estiver trabalhando em
temperaturas ambiente baixas, em que o óleo da
transmissão esteja frio, deixe o óleo aquecer antes
de deslocar a alavanca de direção. A transmissão
pode ser deslocada normalmente depois do óleo ter
aquecido.
IMPORTANTE: A buzina toca se a alavanca de
direção for deslocada com o freio de estaciona-
mento acionado.
IMPORTANTE: A alavanca de direção pode ser
deslocada a qualquer rotação do motor, contudo, por
uma questão de segurança, a rotação do motor deve
ser reduzida para aproximadamente 1200 rpm.
Utilize o acelerador de pé para controlar a rotação
do motor e a velocidade da retroescavadeira.

45
SEÇÃO 2

Desconexão da transmissão
A transmissão 4x4 proporciona uma fácil movimen-
tação entre as mudanças de marcha à frente e de
marcha à ré durante a circulação. Contudo, como 1
1 3

não é utilizada uma embreagem entre o motor e a 3


2 4
1

transmissão, o fluxo de potência do motor para a 2


4

transmissão deve ser interrompido para selecionar 2


a mudança de marchas. Esta interrupção é real-
izada utilizando o botão de desconexão da trans-
missão.
O botão é acionado com os dedos (2) e está situado
na alavanca principal de mudança de marchas (1).

10
0
x1100
x 00

20
30
TB602029
ATENÇÃO
14
Para evitar ferimentos pessoais não utilize o inter-
ruptor de desconexão quando estiver descendo um
terreno inclinado. O excesso de velocidade pode
provocar perda de controle, evite acidentes com
pessoas que estejam perto do local de trabalho ou
uma falha na transmissão.

Para fazer mudanças de marcha para a frente, sim-


plesmente pressione e mantenha nessa posição o
botão (2) na alavanca das marchas (1), enquanto
alterna de uma marcha para outra. Quando a
mudança desejada tiver sido selecionada solte o
botão e permita que o motor da retroescavadeira
ganhe rotação e se adapte à velocidade exigida
pelo terreno. Se for necessária outra marcha, repita
o procedimento.
IMPORTANTE: Para evitar possíveis danos à
embreagem hidráulica da transmissão nunca utilize
o interruptor de desconexão da transmissão para
movimentar a retroescavadeira para a frente. Movi-
mentar a retroescavadeira para a frente com o
botão provoca patinação da embreagem e aqueci-
mento excessivo.
Para fazer mudanças de marcha à ré ou para
reduzir a velocidade, simplesmente reduza a rota-
ção do motor, pressione e mantenha nessa posição
o botão na alavanca de marchas e diminua a trans-
missão.
Quando a mudança desejada tiver sido selecionada
solte o botão e ajuste a rotação do motor à veloci-
dade da retroescavadeira.

46
COMANDOS E INSTRUMENTOS

Operar com a retroescavadeira numa marcha muito


alta ou muito pesada provoca uma carga que fará
com que o conversor de torque patine e aqueça
excessivamente. Se a retroescavadeira estiver
sobrecarregada, a rotação do motor não irá exceder
um intervalo de 1800 a 2200 rpm a uma aceleração
máxima e o conversor de torque irá “perder veloci-
dade” fazendo com que a retroescavadeira pare
completamente.
Se o "stall" ocorrer, existe ainda uma potência do
motor suficiente para fazer funcionar a carregadeira,
para evitar que a transmissão aqueça excessiva-
mente, reduza a carga da retroescavadeira ou sele-
cione uma marcha mais baixa.
IMPORTANTE: Fazer a retroescavadeira funcionar
a rotações elevadas ("stall") durante mais de 20
segundos pode provocar um sobreaquecimento na
transmissão, o que possivelmente pode danificá-la.
Se a transmissão sobreaquecer, o ponteiro (1)
1
chega à área vermelha. Mude a alavanca de
direção e a alavanca das mudanças para a posição 10 20

de neutro. Deixe o motor funcionar a marcha lenta 0


x100
30

(1000 rpm) até que que o óleo da transmissão


arrefeça o suficiente para que o ponteiro (1)
regresse à posição correta. Assim que o ponteiro
estiver na sua posição, todas as operações podem
ser retomadas. TB602030

15

Interruptor do bloqueio do diferencial


Em condições que provoquem a patinagem das
rodas traseiras, pressione o interruptor de bloqueio
do diferencial (1) até que o bloqueio seja acoplado.
O bloqueio será automaticamente desengatado
quando a tração das rodas traseiras tiver aderencia 1

2
3

ao solo. Se uma das rodas traseiras girar com


velocidade, reduza a rotação do motor para tra-
balhar em marcha lenta antes de engatar o bloqueio
do diferencial para minimizar cargas de choque no
eixo traseiro.

ATENÇÃO 1
10
0
x100
x100

Nunca utilize o bloqueio do diferencial em veloci-


20
30

dades superiores a 8 km/h ou em curvas. Quando


acoplado, o bloqueio do diferencial irá evitar que a
máquina se vire: isto poderá provocar acidentes. TB602032

16

47
SEÇÃO 2

Desconexão da Transmissão
A função de desconexão é útil ao carregar, por
exemplo, quando a carregadeira está a amontoar e
existe muita sujidade na caçamba, pressione o
interruptor de desconexão que desengata a trans-
missão, permitindo que toda a potência do motor 1

2
3

seja direcionada para a bomba de óleo hidráulica.


A função de desconexão está disponível na 1ª e na
2ª velocidade.
NOTA: É possível selecionar o desligamento da
transmissão quando a velocidade da retroescava-
deira é inferior a 5 km/h ao carregar o botão da ala- 1
vanca da carregadeira, a função permanece ativa

10
0
x100
x100

20
30
até que o pedal ou o interruptor sejam soltos.

TB602032

17

Gama de Velocidades
Isto protege a transmissão de uma forma eficaz de
esforços excessivos no caso das mudanças de
velocidades serem selecionadas a uma velocidade
superior à adequada.
A tabela indica a velocidade máxima disponível
aproximada (até 10%), com pneus 19.5 x 24 10PR
e q u i p a d o s, e n a q u a l o c o r r e u m a mu d a n ç a
automática de velocidade em cada mudança engat-
ada.
(...) = Aumento automático da velocidade
[...] = Diminuição automática da velocidade
Consulte a tabela para informações detalhadas
acerca do aumento e da diminuição de velocidades. 18
NOTA: Em alguns países, a velocidade em estrada
de 40 km/h não é permitida. Nestas circunstâncias,
a transmissão é governada a um máximo de 30 km/
h e a gama de velocidades é reduzida de acordo
com esta velocidade.

48
COMANDOS E INSTRUMENTOS

BOTÃO DA BUZINA
Para fazer soar a buzina pressione o botão:
(1) na alavanca de comando da transmissão;
(2) na alavanca de comando mecânico da retroes-
cavadeira;

F36752-2 / F36753-3

19

COMANDOS DO ACELERADOR DO MOTOR


PEDAL DO ACELERADOR DO MOTOR
Situado por baixo do volante, este pedal (1) permite
aumentar e reduzir a velocidade do motor.
Pressione o pedal totalmente para baixo, para
aumentar a rotação do motor.
Solte o pedal para reduzir a rotação do motor.
Este pedal é utilizado para o deslocamento da
máquina e para trabalhar com a carregadeira fron-
tal.
NOTA: Este pedal está acoplado com a alavanca do
acelerador. Antes de utilizar o pedal, certifique-se
de o acelerador manual está na posição de acelera-
ção mínima.
20
IMPORTANTE: Nunca utilize este pedal quando
estiver trabalhando com a retroescavadeira.

ALAVANCA DO ACELERADOR
Esta alavanca (1) do acelerador permite o aumento
ou a redução da rotação do motor.
Deslize para a frente: para aumentar a rotação do
motor.
Deslize para atrás: para diminuir a rotação do
motor.
IMPORTANTE: Nunca utilize o acelerador de mão
para trafegar em via pública.

ATENÇÃO
Quando trabalhar com a retro ou nas manutenções
utilize apenas a alavanca do acelerador. O uso
deste acelerador em outros trabalhos pode provocar 21
acidentes.

49
SEÇÃO 2

FREIOS
PEDAIS DO FREIO
Situados abaixo do volante, estes dois pedais (1)
estão equipados com um sistema (2) que permite
travar os pedais juntos e destrava-los para atuarem
independentemente. Os pedais de freios do lado
direito e do lado esquerdo, podem ser acionados
independentemente desligando a trava do pedal do
lado esquerdo para ajudar a manobrar a máquina
em espaços reduzidos.
2
ATENÇÃO

1
Este procedimento somente deverá ser realizado
em manobras de baixa velocidade.
F36750-2

22
ATENÇÃO
É obrigatório verificar se os pedais estão travados
antes de iniciar o deslocamento em estrada ou cir-
cular em terceira ou quarta velocidades. O desres-
peito por estas instruções pode provocar um
acidente.

Para travar os dois pedais juntos incline o fecho de


forma a que este engate no pedal do lado esquerdo.

ATENÇÃO
Qualquer movimento descontrolado da máquina
pode provocar um acidente. Antes de girar o assen-
to do operador para a posição de trabalho com a ret-
roescavadeira, é essencial colocar as alavancas de
comando da direção da transmissão e da mudança
de marcha em ponto neutro e imobilizar a máquina
com o freio de estacionamento.

IMPORTANTE: Esta alavanca pode também ser uti-


lizada como freio de emergência no caso de ocorrer
uma avaria no sistema de freios principal.

50
COMANDOS E INSTRUMENTOS

CABINE
ENTRADA E SAÍDA DA CABINE
Utilize os degraus (1) e a alça de apoio (2) para
entrar ou sair da cabine.

ATENÇÃO
Nunca utilize o volante ou as alavancas de comando
como apoio, para ajudar a entrar ou sair do compar- 2
timento do operador.

ATENÇÃO
Limpe os degraus e a alça de apoio removendo to-
dos os resíduos de graxa, óleo, lama e gelo (no in-
verno). O não cumprimento desta medida de
segurança pode resultar em ferimentos graves ou
morte. 1
F36754-2

ATENÇÃO 23
Não salte da retroescavadeira enquanto ela estiver
em movimento. Quando sair do compartimento do
operador, saia sempre virado de frente para a retro-
escavadeira e utilize os degraus de acesso e as
alças de apoio.

PORTAS DA CABINE
Para abrir as por tas do lado direito e do lado
esquerdo pelo lado externo, pressione o botão (1)
para dentro e puxe simultaneamente a maçaneta (2).
Levante a alavanca (3) para abrir as portas do lado
direito e do lado esquerdo por dentro da cabine.
IMPORTANTE: Utilize normalmente a porta do lado
esquerdo para entrar e sair da cabine. A porta do
lado direito só deverá ser utilizada em caso de
emergência.

ATENÇÃO
Verifique se as portas estão bem fechadas antes de
iniciar o deslocamento com a máquina. 24

NOTA: Gire a chave usada na ignição para trancar


as portas.

51
SEÇÃO 2

JANELAS DAS PORTAS


Parcialmente abertas
Levante o manípulo (1) para fora e para baixo para
bloquear a janela na posição parcialmente aberta.
Completamente abertas
Com as janelas fechadas, levante o manípulo (1) na
posição horizontal e depois incline-o para atrás para
o desengatar do pino. Abra a janela até que esta
engate no dispositivo de bloqueio de borracha.
Fechadas
Certifique-se de que o manípulo (1) da janela esteja
completamente engatado no pino de bloqueio,
feche a janela e depois incline o manípulo para
baixo.
25

JANELAS LATERAIS
Utilize o manípulo da janela para abrir até que este
engate no dispositivo de bloqueio de borracha (1).
Empurre o item (2) para soltar a janela.
IMPORTANTE: Não deixe as janelas soltas mas
prenda-as na posição de fechadas.
IMPORTANTE: Ao abrir ou fechar as janelas,
segure-as sempre com firmeza até que estejam
completamente bloqueadas na posição pretendida.

26

52
COMANDOS E INSTRUMENTOS

JANELAS TRASEIRAS
Abertura
Solte os bloqueios (1) e deslize a janela para dentro
com os manípulos.

27
Coloque a janela na posição horizontal e bloqueie a
janela com a trava (2).
IMPORTANTE: Certifique-se de que a janela esteja
completamente bloqueada.
Trava
Solte a trava (2) e incline as janelas até à posição
mais baixa com os manípulos.
Bloqueie a janela com a trava (1).

28

COMPARTIMENTO DE ARMAZENAMENTO DE DOCUMENTOS


Na parte traseira do assento do operador existe um
compartimento de armazenamento de documentos
(1) onde pode ser armazanado o Manual do Opera-
dor e outros documentos.

29

53
SEÇÃO 2

LUZ DA CABINE
Esta luz está situada no teto da cabine. Quando a
porta é aberta, a luz da cabine acende. Para desli-
gar a luz enquanto a porta estiver aberta, pressione
na posição OFF (desligado); para ligar a luz com a
porta fechada, pressione na posição ON (ligado).

30

QUEBRA-SOL
Utilize a aba (1) para empurrar o quebra-sol para
baixo e coloca-la na posição desejada. Utilize o
trinco (2) para subir o quebra-sol.

31

TOMADA DE 12V AUXILIAR


Uma tomada auxiliar de 12 V de potência (1) está
localizada no lado esquerdo da estrutura da cabine.

32

54
COMANDOS E INSTRUMENTOS

COMPARTIMENTO PARA O RÁDIO


Localizado no lado esquerdo da cabine, este com-
partimento (1) é indicado para a instalação de um
rádio de 12 V.

33

PORTA COPOS / GARRAFAS


Situados à frente do lado esquerdo e atrás do lado
direito, estes suportes (1) podem ser utilizadas para
colocar copos, garrafas, etc.

34

RESERVATÓRIO DE ÁGUA DO LIMPADOR DE PARABRISAS DIANTEIRO E TRASEIRO


Este reser vatório (1) está localizado do lado
esquerdo da cabine e possui duas bombas elétricas
controladas por um interruptor ou pelo indicador de
direção da transmissão, os faróis altos ou o interrup-
tor do limpador e do lavador de parabrisas dianteiro.
NOTA: Em tempo frio, utilizar o lavador de parabri-
sas com capacidade de temperatura baixa.
IMPORTANTE: Evite acionar o lavador de parabri-
sas com o reservatório sem água, porque pode
danificar a bomba elétrica.

35

55
SEÇÃO 2

FILTRO DE AR
Está localizado por baixo do assento do operador.
Limpe este filtro (1) com ar comprimido começando
pelo lado limpo. A pressão do ar não deve exceder
2 bar e o bico deve estar a uma distância de pelo
menos 30 cm do elemento.
IMPORTANTE: Quando usar ar comprimido, tome
as precauções necessárias para proteger o rosto.

36

EXTINTOR
O extintor (1) encontra-se do lado direito do volante.
Antes de começar a trabalhar com a retroescava-
deira pela primeira vez, leia as instruções de funcio-
namento do extintor.
Estas instruções estão impressas no extintor.

ATENÇÃO
Não se esqueça de inspecionar o extintor anual-
mente por um especialista.

37

VENTILADOR DA CABINE (OPCIONAL)


Gire o centro do ventilador (1) para fazê-lo parar ou
girar.

38

56
COMANDOS E INSTRUMENTOS

UNIDADE DE CONTROLE DOS FUSÍVEIS E DOS RELÉS


Esta unidade de controle dos fusíveis e dos relés
está situada por baixo do painel de instrumentos e
pode ser alcançada pela porta do lado direito da
cabine.

39

INTERRUPTOR ANTI-FURTO CODIFICADO (OPCIONAL)


Localizado no console do lado direito, este interrup-
tor (1) tem uma luz vermelha intermitente que liga o
dispositivo anti-partida do motor utilizando uma 1
chave eletrônica especial.
10 20

Se tentar ligar a máquina sem ter a chave eletrônica 0


x10 0

30

inserida, o visor irá mostrar uma mensagem de erro


após 5 segundos.
NOTA: É recomendado que a chave eletrônica seja
mantida junto da chave de ignição. Se as 5 chaves
(fornecidas com a retroescavadeira) forem perdidas,
não poderão ser substituídas.
F36765-2

40

ESPELHOS RETROVISORES
Antes de efetuar qualquer deslocamento, certifique-
se de que os espelhos retrovisores (1) do lado dire-
ito e esquerdo estão adequadamente regulados.

41

57
SEÇÃO 2

SINALIZADOR ROTATIVO (OPCIONAL)


O sinalizador rotativo (1) deve estar colocado no
teto da cabine e o cabo deve estar ligado a uma das
tomadas de 12 V por cima da porta de cada lado da
retroescavadeira.
IMPORTANTE: Quando efetuar qualquer desloca-
mento em estrada, o sinalizador rotativo deve estar
instalado e funcionando.

42

CHAVE GERAL

ATENÇÃO
A chave geral deve ser desligada no final de cada
dia de trabalho, para serviços de manutenção e para
qualquer serviço no sistema elétrico.
Funciona como um dispositivo anti-furto quando as
portas e as janelas da cabine estão fechadas.

A chave geral (2) está situada no compartimento da


bateria e é utilizada para desligar completamente o
sistema elétrico da bateria.
Quando a chave geral tiver uma inclinação de 45º, o
circuito desliga-se.
Quando a chave gera está na posição vertical o cir-
cuito está ligado.

43

58
COMANDOS E INSTRUMENTOS

ASSENTO DO OPERADOR
Para trabalhar com a máxima eficiência e conforto,
verifique se o assento do operador e os comandos
de ajuste estão em boas condições e regule o
assento conforme o tamanho e o peso do operador.

ATENÇÃO
Antes de utilizar os comandos, verifique se o assen-
to está corretamente regulado e posicionado.

ATENÇÃO
Aperte sempre o cinto de segurança antes de acio-
nar o motor. A retroescavadeira está equipada com 44
um sistema de proteção contra capotamento
(ROPS) que garante a segurança do operador. O
cinto de segurança irá protegê-lo eficazmente se es-
tiver corretamente apertado e se o utilizar sempre. O
cinto de segurança não deve estar frouxo, torcido ou
preso no assento.

ATENÇÃO
Não utilize o cinto de segurança sem a cabine
ROPS/FOPS (ou estrutura de proteção).

59
SEÇÃO 2

CONTROLES E AJUSTES DO ASSENTO DO OPERADOR


Antes de ligar a máquina, verifique os ajustes e
trave o assento do operador, para o seu conforto e
melhor controle da mesma. Lembre-se de que um
assento mal ajustado pode interferir no controle da
máquina e causar lesões pessoais. O assento deve
ser ajustado de modo que o operador possa alcan-
çar os controles de maneira fácil e confortável antes
1
de operar a máquina.
1. ALAVANCA DE INCLINAÇÃO DO ENCOSTO
Para regular o encosto numa posição mais 5
favo r á ve l a o o p e ra d o r, b a s t a l eva n t a r a
alavanca, presionando o encosto até a posição
2
desejada.
4
2. ALAVANCA DE INCLINAÇÃO DO ENCOSTO
Para regular a inclinação desejada, basta puxar
para cima a alavanca obtendo-se dessa forma 3
TB602200
uma maior ou menor inclinação do encosto.
45
3. ALAVANCA DE INCLINAÇÃO DO ASSENTO
Para regular a inclinação desejada, basta puxar
para cima a alavanca obtendo-se dessa forma
uma maior ou menor inclinação do assento.
4. ALAVANCA DE AVANÇO E RECUO
E s t á s i t u a d a a t r á s d o a s s e n t o, n o l a d o
esquerdo. Quando pressionada em direção ao
assoalho, destrava o assento, possibilitando o
seu ajuste para frente e para trás.
5. ALAVANCA DE GIRO DO ASSENTO
Localizada também debaixo do assento e
mesmo lado esquerdo; possibilita o giro do
assento em 180° ao ser pressionado na direção
do mesmo.
NOTA: O giro de 180° deve ser feito pela esquerda
do operador.

60
COMANDOS E INSTRUMENTOS

COMANDOS DA CARREGADEIRA FRONTAL

ATENÇÃO
Antes de ligar o motor, certifique-se de que conhece
perfeitamente a localização e o funcionamento de
cada um dos comandos. A operação incorreta dos
comandos pode provocar danos físicos graves.

ATENÇÃO
Antes de iniciar a utilização dos comandos, certi-
fique-se de o assento do operador se encontra cor-
retamente regulada, na posição de trabalho com a
carregadeira frontal.

COMANDO CAÇAMBA FRONTAL STANDARD


Localizada do lado direito do volante, esta alavanca
tem nove posições e permite acionar todos os
comandos da carregadeira. A velocidade de movi-
mento de cada comando depende do ângulo de
inclinação da alavanca. Numa posição intermédia
podem ser obtidos dois movimentos simultanea-
mente.

COMANDO DA CARREGADEIRA 4X1


O funcionamento desta alavanca é semelhante ao
das máquinas equipadas com caçamba standard,
mas inclui um comando adicional para abrir e fechar
a caçamba.

FUNCIONAMENTO DA CARREGADEIRA FRONTAL


NEUTRO E FIXAÇÃO
O movimento da carregadeira pode ser interrom-
pido quando o comando se encontra na posição (0)
neutro/fixação. Assim que libertar a alavanca ela
retorna automaticamente para esta posição (0) neu- 3 1
3

tro e a carregadeira frontal permanece na posição


4
2

em que se encontrava quando o movimento foi 2


5
interrompido.
4 0
6

1
10
0
x 100

20
30

F37049-2

46

61
SEÇÃO 2

ELEVAÇÃO DA CARREGADEIRA FRONTAL


Com a alavanca na posição (1) a carregadeira fron-
tal se levanta.

47

DESCIDA DA CARREGADEIRA FRONTAL


A posição (2) da alavanca faz descer a carregadeira
frontal.

48

POSIÇÃO DE FLUTUAÇÃO DA CARREGADEIRA FRONTAL


Com a alavanca na posição (3), a caçamba segue
os contornos do solo sem que seja necessário acio-
nar a alavanca.
NOTA: Nesta posição, a alavanca não retorna auto-
maticamente para a posição neutro quando é liber-
tada; é necessário deslocá-la manualmente.

49

62
COMANDOS E INSTRUMENTOS

ENCHIMENTO DA CAÇAMBA
A posição (4) da alavanca permite deslocar a
caçamba para trás (enchimento).

50

DESCARGA DA CAÇAMBA
A posição (5) da alavanca faz deslocar a caçamba
para a frente (descarga).

51

RETORNO AUTOMÁTICO DA CAÇAMBA FRONTAL À POSIÇÃO DE ESCAVAÇÃO


Com a alavanca na posição (6), a carregadeira
desce e simultaneamente a caçamba desloca-se
automaticamente para a posição de escavação.
NOTA: É possível regular o ângulo de inclinação da
caçamba para a escavação.

52

63
SEÇÃO 2

COMANDO DA CAÇAMBA DA CARREGADEIRA 4x1 (Se equipado)


Este comando controla a abertura e o fechamento
da caçamba 4x1.
Este comando é proporcional:
Assim que se liberta a alavanca (7), o comando
retorna automaticamente para a posição (0) neutro
e a caçamba permanece na posição em que estava
quando o movimento foi interrompido.
É possível bloquear o interruptor na posição de
batente, deslocando-o para a posição à frente (sub-
ida). Para soltar o batente, pressione na parte infe-
rior do interruptor à medida que a alavanca volta a
ficar em ponto neutro.
Quando posicionar o interruptor (7) para a frente: a 53
caçamba fecha (A).
Quando posicionar o interruptor (7) para trás: a
caçamba abre (B).
Procedimento para o batente do rolete do
comando da caçamba 4x1
O operador pode instalar uma posição de batente
para a operação da caçamba 4x1.
Esta posição altera a operação de modo a permitir
que o operador bloqueie o interruptor na posição de
circuito aberto, para que esta posição seja mantida
até que o operador desbloqueie o interruptor.
A posição standard do interruptor é com a forma em
“U” (aberta virada para cima). Nesta configuração, o
interruptor retorna automaticamente à posição neu-
tra quando é solto a partir de qualquer posição.
Para ajustar a posição de batente na posição aberta
da caçamba, é necessário retirar a parte superior
do interruptor girando-a 180°.
Retire o parafuso (2) do rolete (1) utilizando uma
chave phillips pequena.

54
Levante e retire a parte superior (3) do interruptor
de rolete, girandp-o a 180°, e aperte o parafuso na
parte superior do rolete.
NOTA: A forma em U aberta tem que ficar virada
para baixo.
Volte a colocar cuidadosamente o parafuso (2) na
posição original e não o aperte excessivamente.
Teste o interruptor levantando-o para a posição de
batente antes de voltar a colocar a cobertura. O
interruptor deve travar na posição.
Nesta condição, o rolete do comando da caçamba
4 x 1 e s t á bl oq u e a d o. Pa ra o d es bl oq u e a r, é
necessário voltar a girar a parte superior, colo- 55
cando-a na sua posição inicial.

64
COMANDOS E INSTRUMENTOS

BOTÃO DE DESCONEXÃO DA TRANSMISSÃO


Situado na alavanca, este botão, quando pression-
ado e travado nessa posição, gera máxima potência
para o cilindro do implemento frontal. Isto faz com
que a transmissão volte para o ponto neutro.
Destrave o botão para engatar novamente a trans-
missão.
IMPORTANTE: Quando o botão for pressionado, as
rodas da máquina ficam livres. Se necessário,
recorra aos freios para parar a máquina.

56

65
SEÇÃO 2

COMANDOS DA RETROESCAVADEIRA
IMPORTANTE: Antes de utilizar a retroescavadeira,
certifique-se de que gancho de bloqueio (1) foi
desengatado através da alavanca (2).
IMPORTANTE: Sempre que operar a retro, a
máquina deve estar apoiada nos estabilizadores.

ATENÇÃO
Antes de operar a máquina, verifique se as alavanca
de comando estão funcionando corretamente. O
não cumprimento dessas instruções poderá provo-
car o movimento inesperado da máquina, ferimen-
tos graves ou a morte.

ATENÇÃO
Qualquer movimento descontrolado da máquina
pode provocar um acidente. Antes de girar o assen-
to do operador para a posição de trabalho com a ret-
ro, é vital que as alavancas da direção de
F36771-2
deslocamento e de mudança de marchas estejam
em ponto neutro e que a máquina seja imobilizada 57
com o freio de estacionamento.

ATENÇÃO
Antes de utilizar os comandos da retro, certifique-se
de que o assento do operador se encontra correta-
mente ajustado para trabalhar com a retro.

66
COMANDOS E INSTRUMENTOS

COMANDOS MECÂNICOS DA RETROESCAVADEIRA


COMANDOS MECÂNICOS DOS ESTABILIZADORES
IMPORTANTE: Sempre que utilizar a retro, a
máquina deve estar apoiada nos estabilizadores.
Alavanca de Comando
do Lado Esquerdo do Estabilizador Esquerdo
Esta alavanca tem três posições:
Posição (0): ponto neutro. Esta posição interrompe
o movimento do estabilizador do lado esquerdo.
Assim que a alavanca é liberada, retorna automati-
camente para a posição neutro (0) e interrompe o
movimento de subida ou descida do estabilizador
do lado esquerdo.
Po s i ç ã o ( 1 ) : d e s c e o e s t a b i l i z a d o r d o l a d o
esquerdo.
Posição (2): levanta o estabilizador do lado
esquerdo.
Alavanca de Comando
do Lado Direito do Estabilizador Direito 58
Esta alavanca tem três posições:
Posição (0): ponto neutro. esta posição interrompe
o movimento do estabilizador do lado direito. Assim
que a alavanca é liberada, retorna automaticamente
para a posição neutro (0) e interrompe o movimento
de subida ou descida do estabilizador do lado dire-
ito.
Posição (1): desce o estabilizador do lado direito.
Posição (2): levanta o estabilizador do lado direito.
NOTA: Para subir ou descer os estabilizadores ao
mesmo tempo, acione as duas alavancas simulta-
neamente.
IMPORTANTE: Antes do deslocamento da máquina
ou antes de utilizar a carregadeira frontal, certifique-
se de que os estabilizadores estão totalmente recol-
hidos.
Durante o deslocamento em estrada, os estabiliza-
dores devem estar totalmente recolhidos.

67
SEÇÃO 2

COMANDOS MECÂNICOS DA RETROESCAVADEIRA


Estas alavancas de comando são utilizadas para
movimentar a retro. A velocidade de movimento de
cada comando depende do ângulo de inclinação da
alavanca. Numa posição intermédia podem ser obti-
dos dois movimentos simultaneamente.
Configuração standard
Alavanca de comando do braço da retro e do deslo-
camento lateral da retro situada do lado esquerdo.
Esta alavanca tem cinco posições:
Posição (0): neutro, esta posição permite inter-
romper o movimento da retro. Assim que libertar a
alavanca ela retorna automaticamente para esta
posição (0) neutro e a carregadeira frontal perman-
ece na posição em que se encontrava quando o
movimento foi interrompido.
Posição (A): desce a lança da retro.
Posição (B): a lança da retro levanta.
Posição (C): gira a retro para a esquerda.
Posição (D): gira a retro para a direita.
Alavanca de comando do braço da retro e da
caçamba da retro situada do lado direito.
Esta alavanca tem cinco posições:
Posição (0): neutro, esta posição permite inter-
romper o movimento da retro. Assim que libertar a
alavanca ela retorna automaticamente para esta
posição (0) neutro e a carregadeira frontal perman-
ece na posição em que se encontrava quando o
movimento foi interrompido.
Posição (E): abre o braço.
Posição (F): recolhe o braço.
Posição (G): fecha a caçamba da retro.
Posição (H): abre a caçamba da retro.

68
COMANDOS E INSTRUMENTOS

E
A

G O H
C O D

F
B
30
20

x100
x100

0
10

C D G F

A
E

B F

F36817-3

59

69
SEÇÃO 2

PEDAL DE COMANDO MECÂNICO DO BRAÇO TELESCÓPICO (SE EQUIPADO)


Este pedal (A) tem três posições:
Posição (0): ponto neutro. esta posição permite
interromper o movimento do braço telescópico.
O pedal volta automaticamente a esta posição
assim que é libertado.
Posição (1): estende o braço telescópico.
Posição (2): recolhe o braço telescópico.
Antes de utilizar este pedal, certifique-se de que o
braço telescópico está desbloqueado (trava de blo-
queio retirada).
NOTA: Fazer funcionar ao mesmo tempo as alavan- F36776-2

cas de comando da retroescavadeira e este pedal 60


proporciona inúmeras possibilidades de funciona-
mento progressivo.

PEDAL DE COMANDO DO ACESSÓRIO AUXILIAR (OPCIONAL)


Este pedal (1) está localizado à direita dos coman-
dos da retro e é utilizado para trabalhar com
acessórios auxiliares tais como o martelo hidráulico.

F36777-2

61

70
COMANDOS E INSTRUMENTOS

COMANDOS DO AQUECEDOR E DO AR CONDICIONADO


Os comandos do aquecedor, ventilação e ar condi-
cionado estão situados do lado direito da cabine
(operador na posição de trabalho com a carrega-
deira frontal).
NOTA: Para utilizar o aquecedor, é necessário abrir
o registro de entrada (1) situada no lado direito do
motor.

62

VENTILAÇÃO
Este botão, com quatro posições, permite regular o
fluxo de ar no interior da cabine.
Posição (0): parar.
Posição (1): baixa velocidade.
Posição (2): média velocidade.
Posição (3): alta velocidade.
NOTA: O ar será quente ou frio dependendo da
posição do comando do aquecedor.

63

AQUECEDOR (OPCIONAL)
Este botão (1) permite regular a temperatura no
interior da cabine.
Para aumentar a temperatura, gire o botão para a
direita (quente).
Para diminuir a temperatura, gire o botão para a
esquerda (frio).

64

71
SEÇÃO 2

AR CONDICIONADO (Opcional)
Quando for utilizar o ar condicionado, é essencial
que todas as janelas da cabine estejam completa-
mente fechadas.
Para assegurar o bom funcionamento do sistema de
ar condicionado, deve utilizá-lo pelo menos uma vez
por semana durante todo o ano, mesmo que seja
por um curto período.

ATENÇÃO
O líquido refrigerante HFC 134a pode ser perigoso
se for manuseado de forma inapropriada. Assim
sendo, é importante que sejam seguidos os F28971BR
seguintes avisos e instruções. O HFC 134a tem um
65
ponto de ebulição de -12 °C.
Nunca exponha nenhuma parte do sistema de ar
condicionado a chamas ou a um calor excessivo
pois existem os riscos de incêndio, explosões e
produção de gás fosgénio.
Nunca desligue ou desmonte nenhuma parte do
sistema de ar condicionado, pois um vazamento do
líquido refrigerante pode provocar queimaduras pelo
frio.
Se o líquido refrigerante entrar em contato com a
pele, utilize o mesmo tratamento que para as quei-
maduras pelo frio.
Aqueça a área exposta da pele com a mão ou com
água morna a 32°C, cubra com uma ligadura, sem
apertar, para proteger a área de infecções e con-
sulte um médico imediatamente.
Se o líquido refrigerante entrar em contato com os
olhos, lave-os imediatamente com água fria durante
pelo menos 5 minutos e consulte um médico imedi-
atamente.

72
COMANDOS E INSTRUMENTOS

COMANDOS
O comando do ar condicionado pode ser ajustado
para obter a temperatura desejada na cabine.
Para ativar o ar condicionado, gire o seletor (2). Na
ativação, a luz indicadora (3) acende. O seletor (1)
permite selecionar a temperatura ideal de acordo
com os seus requisitos. Colocar o seletor (1) em “0”
e girar o seletor (2) permite-lhe obter menos ou
mais frio, de acordo com a posição do seletor (2).
Colocando o seletor (1) em qualquer outra posição
que não “0”, vai obter instantaneamente uma mis-
tura de ar quente e frio e a temperatura pretendida
no interior da cabine.
NOTA: O ar condicionado apenas pode ser posto
em funcionamento se o seletor de ventilação (4) 66
não estiver colocado na posição de STOP (parado).
Gire o seletor (4) para regular o ar de acordo com a
necessidade.

RECIRCULAÇÃO DO AR
O comando de recirculação do ar está situado por
baixo do assento, no lado esquerdo.
Quando o botão (1) estiver posicionado conforme o
símbolo (3), o ar não entra a partir do exterior e o
modo de recirculação de ar é ativado.
Quando o botão estiver posicionado conforme o
símbolo (2), o ar entra a partir do exterior.

67

73
SEÇÃO 2

ENTRADAS DE AR
As entradas de circulação de ar estão ligadas ao
sistema do aquecedor e recebem ar do ventilador,
para direcionar ar quente ou frio para o parabrisa e
janelas laterais ou para o interior da cabine, con-
forme necessário.
Cada entrada pode ser girada e ajustada para con-
trolar o fluxo de ar.
Para abrir uma entrada, abra um dos lados do defle- 1

2
3

tor de ar e gire-o, conforme necessário, para dire-


cionar o fluxo de ar.
As entradas estão localizadas da seguinte forma:
• duas na parte superior do painel de instrumentos
dianteiro (A);
• duas na parte frontal do console dianteiro (E);

10
0
x100
x100

20
30
• duas por trás do assento do operador (C);
• duas por baixo do assento do operador, uma à
frente, a outra atrás (D);
• duas nas colunas da cabine, à direita e à
esquerda (B);
• duas no teto, à frente e atrás da cabeça do opera-
dor (F).
NOTA: As entradas (B) e (F) encontram-se mon-
F31596-3
tadas apenas quando estiver equipado com ar
condicionado (opcional). 68

69

74
SEÇÃO 3
OPERAÇÃO DA RETROESCAVADEIRA
INSTRUÇÕES GERAIS
ANTES DE OPERAR A MÁQUINA
Certifique-se de ler todos os decalques de seguran-
ATENÇÃO ça e todos os decalques de informações e instru-
Leia este manual com atenção antes de ligar o motor ções que existem na máquina. Verifique todos os
ou operar esta máquina. As instruções de segurança dias antes de iniciar a operação ou a manutenção
e manutenção foram desenvolvidas para permitir a da retroescavadeira. Limpe os decalques caso não
operação e reparos seguros nesta máquina. estejam legíveis. Você deverá substituir o decalque
caso o mesmo esteja danificado, faltante ou ilegível
Antes de iniciar a operação, transporte ou manuten- Quando for necessário limpar um decalque, utilize
ção da retroescavadeira certifique-se de ler e apenas um pano, água e sabão. Não utilize sol-
entender este manual do operador e tome todas as vente, gasolina, ou produtos inflamáveis.
precauções de segurança necessárias. Antes de iniciar a operação da retroescavadeira,
Antes de cada período de operação, verifique a para evitar danos as peças do capô, certifique-se
máquina quanto à correta operação da direção, de que o capô do motor esta fechado e travado cor-
freios, controles hidráulicos, instrumentos e equipa- retamente.
mentos de segurança. Verifique o nível de todos os Inspecione os espelhos retrovisores, o parabrisa, a
fluídos (óleo do motor, fluído hidráulico, e líquido de janela traseira e as janelas laterais. Certifique-se
arrefecimento), e certifique-se de que os fluídos e que todos os vidros da cabine estejam limpos e os
os lubrificantes estejam em condições apropriadas limpadores do parabrisa estejam funcionando cor-
de uso na máquina. retamente.
Realize as operações de manutenção diariamente. Certifique-se de que não existem objetos soltos
Antes de dar a partida, todos os dias, faça uma ins- dentro da cabine do operador. Os objetos soltos
peção geral ao redor da máquina. Inspecione as podem prender os controles e provocar acidentes.
mangueiras e tubos procurando por vazamentos de A saída de emergência da retroescavadeira é a
fluídos ou óleo e peças danificadas. Substitua todas porta do lado direito. Desenvolva uma forma conve-
as peças quebradas ou em falta e efetue as lubrifi- niente para sair da máquina (em casos de emer-
cações e manutenções conforme mostrado neste gências) pela porta do lado direito, caso não seja
manual, limpe toda sujeira e retire os detritos da possível sair da máquina pela porta do lado
máquina, especialmente da área do motor. esquerdo. Abaixe sempre a retroescavadeira ao
Antes de iniciar o processo de transporte da máqui- solo antes de sair da máquina.
na, esteja familiarizado com as regras, leis e equi- Antes de iniciar mais um período de operação, cer-
pamentos de segurança necessários para o tifique-se de que a porta do lado direito esteja
transporte da retroescavadeira em ruas ou estra- fechada corretamente, mas a porta do lado direito
das. Nunca transporte a máquina sem o pino de não deve permanecer travada.
transporte estar na posição de modo a travar a lan- Não permita passageiros na máquina. Outras pes-
ça. Bloqueie os implementos, eleve totalmente os soas podem cair ou provocar um acidente. A retro-
estabilizadores e instale os sistemas de segurança escavadeira é uma máquina para uma única
exigidos por lei. O uso de uma luz rotativa é reco- pessoa com um único assento para o operador.
mendado.
Antes de operar a máquina, dê um alerta a todas as
Antes de iniciar a operação ou transporte durante a pessoas que estão fazendo manutenção na máqui-
noite ou em ambientes de baixa luminosidade, veri- na, ou que se encontram na área de trabalho.
fique e certifique-se que sistema de iluminação e Esteja sempre atento. Saíba sempre a localização
sinalização funcionam corretamente. de todos os trabalhadores dentro da sua área de
Inspecione os pneus. Verifique se há danos, e a trabalho e no raio de operação da retroescavadeira.
verifique a pressão de ar dos pneus. Ferimentos graves ou mortes podem acontecer se
Limpe os degraus e corrimãos e o compartimento estas instruções não forem seguidas. Avise os
do operador. Materiais estranhos, óleo lubrificante outros trabalhadores para que não toquem na
ou graxa nos degraus e corrimãos podem causar máquina e se mantenham longe dela.
acidentes. Mantenha os degraus e corrimãos sem-
pre limpos.

75
SEÇÃO 3

OPERAÇÃO DA RETROESCAVADEIRA
Poeira, neblina, fumaça etc, podem diminuir a sua
ATENÇÃO visibilidade e causar um acidente. Pare a máquina
Antes de iniciar a operação, verifique todos os con- ou diminua a velocidade até que a visibilidade seja
troles em uma área nivelada, segura e isolada. total na área em que você esteja trabalhando. Certi-
Aprenda e pratique o uso seguro dos controles e fique-se de que as luzes da retroescavadeira este-
certifique-se de que a retroescavadeira está ope- jam ligadas e funcionando corretamente.
rando corretamente.
Se o motor parar, ou ocorrerem falhas no seu fun-
cionamento, pare a operação da máquina e pro-
Antes de operar a máquina leia, entenda e obedeça ceda como segue: abaixe os implementos até o
todas as instruções de segurança contidas nesse solo lentamente; trave o freio de estacionamento;
manual e tome as precauções de segurança neces- desligue o motor e retire a chave da ignição. Verifi-
sárias. que as luzes indicadoras de advertência da máqui-
Você deve julgar se as condições do tempo, estrada na. Use os seus ouvidos e seu olfato para constatar
ou do solo permitirão operação segura em locais anormalidades na sua máquina. Procure identificar
inclinados ou de solo irregular. a causa da falha. Registre quaisquer problemas
constatados. Não tente realizar reparos a menos
O horímetro do motor mostra a quantidade atual de que tenha sido treinado. Consulte os manuais e
horas em que o motor da máquina operou. Use o obtenha ajuda de pessoal especializado em repa-
horímetro do motor em conjunto com as tabelas de ros. Nunca efetue reparos em componentes pressu-
manutenção/lubrificação para prestar manutenção rizados, fluido, gás ou mecânicos a menos que
à sua máquina nos períodos de tempos corretos. tenha aliviado a pressão de acordo com as instru-
Consulte regularmente o horímetro do motor para ções do fabricante. Antes de efetuar a manutenção
se certificar de que os intervalos de manutenção da da máquina, coloque uma etiqueta de advertência
máquina estão sendo respeitados. "Não operar" no interruptor de partida. Faça todos
Os intervalos de manutenção específicados neste os reparos e ajustes necessários antes de operar a
Manual do Operador referem-se as condições nor- retroescavadeira novamente.
mais de operação da retroescavadeira. Durante o Quando desligar o motor tenha em conta as condi-
período de operação em condições climáticas des- ções atmosféricas. Consulte “Desligar o motor”.
favoráveis, ou em condições severas do local (imer-
são em água, locais com atmosferas corrosivas, Quando estacionar a máquina e antes de deixar a
mineração, escavação de rocha, restos de xistos, área do operador, encoste ou baixe sempre todos
pedregulho de rio, e outras condições severas de os implementos ao solo, em seguida ative o freio de
operação, os intervalos de manutenção devem ser estacionamento, desligue o motor e remova a
realizados com mais frequência. Consulte os Capí- chave. Siga as instruções deste manual sobre
tulos de LUBRIFICAÇÃO e MANUTENÇÃO deste "Estacionamento da máquina"
Manual do Operador. Quando for realmente necessário rebocar a retroes-
Todos os dias, antes de iniciar a operação da retro- cavadeira, não exceda a velocidade de reboque
escavadeira, ajuste o assento à posição mais con- recomendada. Certifique-se de que a máquina
fortável. rebocadora tenha força suficiente e capacidade de
esterçamento e frenagem adequada para deslocar
Depois de ajustar o assento, certifique-se de que o e parar ambas as máquinas. Antes de iniciar o pro-
mesmo encontra-se bem travado. Em seguida colo- cesso de reboque, consulte neste manual “Deslo-
que o cinto de segurança. cando uma máquina Inoperante”.
A retroescavadeira somente deverá ser comandada
quando o operador estiver acomodado em seu
assento. Qualquer outro método poderá resultar em
grave acidente.
Os gases do escapamento podem ser fatais. Caso
seja necessários colocar o motor em funciona-
mento em um recinto fechado, utilize um sistema de
ventilação adequado para promover a saída dos
gases do escapamento. Certifique-se de haver uma
boa circulação do ar.

76
OPERAÇÃO DA RETROESCAVADEIRA

DESLOCAMENTO EM ESTRADA Verifique todos os controles em área isolada e certi-


fique-se de que a máquina esta operando correta-
IMPORTANTE: Em certos países a velocidade na
mente.
estrada é limitada. Cabe ao operador a responsabi-
lidade de respeitar esses limites. Verifique os regu- Quando se deslocar perpendicularmente a um
lamentos locais de trânsito. declive, mantenha a caçamba da carregadeira fron-
tal ao nível do solo. Quando for necessário operar a
Antes de conduzir a retroescavadeira em ruas,
máquina em declives, certifique-se de abaixar a
estradas ou rodovias, certifique-se de que os
caçamba da carregadeira ao nível do solo.
pedais do freio estejam travados juntos. Há o risco
de capotamento se for acionado apenas um dos Ao conduzir a máquina em declives acentuados,
pedais com a máquina a uma velocidade superior a engate uma marcha mais reduzida. Nunca conduza
8 Km/h. Nunca conduza a máquina com a caçamba a retroescavadeira em declives com o câmbio em
cheia à altura máxima de levantamento. Mantenha neutro. Caso contrário, o operador ficará sem o
a caçamba o mais baixo possível. Essa posição controle da máquina, podendo resultar no capota-
proporciona maior equilíbrio e melhor visibilidade. mento da retroescavadeira.
Ao conduzir a máquina com a caçamba cheia em Quando for necessário operar a máquina em uma
terreno acidentado, faça-o a uma velocidade encosta, acione o eixo dianteiro tração nas quatro
segura. rodas, através do interruptor do eixo dianteiro
Retraia o braço extensível, e instale o pino de trava- (4WD) localizado no painel de instrumentos.
mento do braço extensível. Bloqueie a lança e a Mantenha-se afastado dos perigos naturais, tais
caçamba da retroescavadera e instale os dispositi- como fossos, ladeiras, etc. Caminhe pela sua área
vos de segurança exigidos por lei. As dimensões da de trabalho e no raio de operação da retorescava-
máquina devem corresponder às dimensões máxi- deira, procurando por perigos antes de iniciar a
mas permitidas para transporte ou condução em operação da retroescavadeira. Identifique todos os
ruas, estradas e rodovias, de acordo com as regras pontos onde se encontram possíveis perigos
e leis de cada região.
Antes de iniciar o trabalho, certifique-se de conhece
Selecione o sistema de tração dianteira (4WD) atra- a localização dos tubos ou cabos subterrâneos. Os
vés do interrutor do eixo de tração dianteira no pai- cabos elétricos, as tubulações de gás ou outras ins-
nel de instrumentos. talações subterrâneas podem provocar acidentes
Eleve totalmente os estabilizadores e bloqueie-os graves. Antes de iniciar a operação da retroescava-
de forma mecânica. deira, familiarize-se com a localização de instala-
ções subterrâneas, como cabo de rede elétrica,
Certifique-se de que os sistemas de direção e con-
tubulações de água e de gás, etc. O rompimento de
trole estejam operando corretamente. Certifique-se
uma tubulação de gás ou de um cabo elétrico pode-
de que o freio de estacionamento esteja acionado e
rá ter consequências graves ou fatais.
funcionando corretamente.
Não trabalhe debaixo de cabos de alta tensão sem
Não abandone a máquina com o motor em funcio-
primeiro respeitar as distâncias mínimas: 5 metros.
namento, isto poderá causar acidentes graves.
Não opere ou conduza a máquina em uma área
Certifique-se de que o botão de bloqueio do diferen- com cabos ou linhas de alta voltagem, ou uma
cial não esteja acionado. usina elétrica, sem antes comunicar a companhia
de energia ou de serviços da região, que você vai
OPERAÇÕES NO LOCAL DE TRABALHO fazê-lo. Você deve verificar se você deverá desligar
Nos locais de trabalho na via pública, utilize as sina- a energia, ou manter uma distância de trabalho
lizações regulamentares tendo em conta o raio de segura das linhas, cabos ou usina elétrica. Mante-
trabalho da retroescavadeira. As normas locais nha a retroescavadeira completa a uma distância
determinam o número, tipo e localização das placas mínima de 5 metros da fonte da energia.
refletoras de sinalização.
Esteja atento e conheça os locais onde se encon-
tram outras pessoas trabalhando perto da sua área
de trabalho e no raio de operação da máquina.
Mantenha as pessoas afastadas da máquina. Se
não seguir estas instruções você ou outras pessoas
podem sofrer ferimentos graves.
Conduza a máquina numa velocidade compativel
com as condições existentes e com a área de traba-
lho. Você deve julgar se as condições do tempo,
estrada ou do solo permitirão operação segura em
locais inclinados ou de solo irregular.

77
SEÇÃO 3

PERÍODO DE AMACIAMENTO
A retroescavadeira terá uma vida útil mais longa, e
um desempenho melhor e mais econômico se
forem tomados alguns cuidados com o motor
durante as primeiras 20 horas de funcionamento.
Durante este período:
Aqueça o motor, antes de operar a máquina com
carga.
Verifique frequentemente os instrumentos no painel
de instrumentos.
Opere a retroescavadeira em velocidades normais.
Não deixe o motor funcionar por muito tempo em
potência máxima, ou em rotações elevadas por lon-
gos períodos.
Para garantir uma lubrificação adequada, deixe o
motor funcionar em marcha lenta a 1000 rpm,
durante 1 minuto, antes de aumentar a rotação do
motor.
Verifique frequentemente os níveis de óleo e do
líquido de arrefecimento do motor.
Mantenha o motor com a temperatura normal de
funcionamento.
Não deixe o motor funcionar em marcha lenta por
longos períodos.
Durante o período de amaciamento, as inspeções e
operações de manutenção a seguir devem ser reali-
zadas além daquelas especificadas na seção de
manutenção e lubrificação:
A cada 10 horas ou diariamente
Verifique os níveis do óleo do motor e do líquido de
arrefecimento.
Verifique os níveis do óleo da transmissão e do eixo
traseiro.
Verifique a lubrificação dos seguintes componen-
tes: da lança, do braço extensível, da caçamba da
retroescavadeira e da caçamba da carregadeira.
Após as primeiras 10 horas de funcionamento
Verifique os parafusos e porcas das rodas a cada
10 horas de operação, ou até que os parafusos ou
porcas das rodas permaneçam apertados.
Após as primeiras 50 horas de funcionamento
Após as primeiras 50 horas de operação, consulte o
seu concessionário para efetuar as operações de
manutenção das 50 horas recomendadas pelo
fabricante.

78
OPERAÇÃO DA RETROESCAVADEIRA

ESTACIONAR A MÁQUINA
Quando estacionar a máquina e antes de deixar a
área do operador, encoste ou baixe todos os imple-
mentos (carregadeira, retroescavadeira, etc.) ao
nível do solo, ative o freio de estacionamento, desli-
gue o motor e remova a chave.
Antes de deixar a máquina, certifique-se de ter
estacionado numa superfície nivelada. A máquina
deve estar em solo nivelado e firme, afastada de ter-
ras pouco firmes, escavações, ou zonas mal esco-
radas.
Coloque a retroescavadeira na na posição TRANS-
PORTE.
Abaixe a caçamba da carregadeira ao nível do solo.
Posicione a alavanca de controle de direção para
posição NEUTRO.
Acione o o interruptor do freio de estacionamento.
Certifique-se de que o motor esteja funcionando em
marcha lenta. Desligar o motor em rotação superior
a da marcha lenta danificará o turbo compressor.
Eleve totalmente os estabilizadores e bloqueie-os
de forma mecânica.
Desligue o motor e remova a chave da ignição.
Mova todos os controles hidráulicos para aliviar
qualquer pressão que possa haver nos circuítos
hidráulicos.
Calce firmemente as rodas e tenha a máxima cau-
tela para evitar que a máquina se desloque.
Certifique-se de que os painéis de acesso ao motor
e todas as portas e janelas estejam corretamente
fechados e travados. Verifique as portas de acesso
TB603001
ao compatimento do operador estejam correta-
mente travadas. 1
Caso seja necessário estacionar a máquina tempo-
rariamente ao ar livre, coloque uma cobertura sobre
o tubo de escapamento da máquina e prenda-a
para impedir a penetração de água ou humidade no
motor evitando que o turbo seja danificado.
Verifique se a retroescavadeira não interfere, ainda
que parcialmente, com a via publica. Se não puder
evitar esta situação, coloque sinalizações em con-
formidade com as normas em vigor. Descubra mais
sobre as medidas de segurança atuais em vigor no
local do trabalho.

79
SEÇÃO 3

PARTIDA DO MOTOR
IMPORTANTE: Os instrumentos representados
poderão não corresponder exatamente aos instru- 3
mentos presentes na sua máquina.
Para executar corretamente o procedimento de fun- 1 2
cionamento são necessárias algumas precauções.
3
1
4

Verifique se o assento do operador (4) está correta-


2

mente bloqueado na posição para trabalhar com a


carregadeira frontal.
Ajuste o assento do operador e aperte o cinto de
segurança.
Verifique se o interruptor do freio de estaciona-
mento esta acionado.

10
0
x100

20
30
Verifique se a alavanca do acelerador está na posi-
ção de funcionamento do motor em marcha lenta.
Verifique se a alavanca de direção de deslocamento
(3) está em posição de neutro.
NOTA: Se esta alavanca não estiver nesta posição
o alarme toca e não conseguirá por o motor em fun-
cionamento.
4
Verifique se a alavanca de mudanças de marchas (2)
TB603005-C
está em posição de neutro.
2
Gire a chave da ignição para a posição ON (ligado).
Todas as luzes acendem e o instrumento emite um
sinal sonoro durante 5 segundos. Depois as luzes 5 6 7
se apagam e só uma lâmpada (5) permanece
acesa. O voltímetro de carga (6) e indicador de nível
de combustível (7) voltam à sua posição.
Pressione no pedal do acelerador até cerca de um
10 20
quarto do seu curso.
x100
Gire a chave para a posição de partida. Libere a 0 30

chave assim que o motor começar a trabalhar. Se o


motor parar, espere cerca de um minuto antes de
fazer uma nova tentativa. TB603003

IMPORTANTE: Não acione o motor de partida 3


durante mais de 20 segundos de cada vez. Não
acione o motor de partida com o motor em funcio-
namento.
Quando o motor estiver em funcionamento, verifi-
que os indicadores e as luzes indicadoras para se
certificar de que todos os sistemas se encontram
funcionando corretamente.
Usando o no pedal do acelerador, faça o motor tra-
balhar a meia velocidade até que atinja a tempera-
tura normal de operação.
NOTA: Não deixe o motor funcionando em marcha
lenta durante longos períodos, porque pode provo-
car a formação de depósitos no óleo. Sempre que
as condições de utilização e de segurança o permi-
tirem, ponha o motor funcionando nas rotações
máximas.

80
OPERAÇÃO DA RETROESCAVADEIRA

PARTIDA COM BATERIA AUXILIAR


Passa-se uma corrente elevada ao ligar o cabo de
terra. As faíscas que ocorrem quando o contato
podem incendiar os gases da bateria descarregada.
O borne de conexão à terra deve, por isso, estar ligado
o mais distante possível da bateria descarregada.
Durante as operações de partida com bateria auxi-
liar (externa), não debruce sobre as baterias. Use
óculos de proteção.
Nunca tente ligar a máquina quando as baterias
estiverem com defeito ou congeladas.
Certifique-se de que a voltagem da bateria auxiliar é
a mesma do circuito da máquina.
Para a partida com bateria auxiliar, utilize apenas
cabos testados com grampos terminais isolados e
condutores de diâmetro adequado.
Quando proceder a partida com bateria auxiliar,
nunca utilize uma alimentação que cause excesso
de voltagem como, por exemplo, duas ou três bate-
rias em série ou dispositivos que gerem partida em
voltagem acima dos 12 V.
Nunca utilize geradores ou transformadores para
soldar como fonte de alimentação.
Posicione os cabos da bateria auxiliar de forma que
não se prendam nos componentes em rotação do
motor.
Verifique se a bateria da máquina receptora (bateria
descarregada) está em boas condições:
• desligue os implementos elétricos (luzes, ventoi-
nhas);
• introduza a chave no cilindro do interruptor de
partida , as luzes advertência para o teste do
motor devem acender-se;
• se as lâmpadas advertência não acenderem é
porque a bateria está com defeito (descarregada
ou com um curto-circuito interno).
Neste caso, a máquina não deve ser ligada, pois o
alternador pode ficar danificado.
Instale uma bateria operacional antes de proceder a
partida com bateria auxiliar.
Desligue todos os implementos elétricos da máqui-
na receptora e gire a chave para posição 0.
Desligue todos os acessórios elétricos da máquina
de fornecimento (bateria auxiliar) e desligue o
motor.
Ligue o cabo vermelho ao borne positivo da bateria
descarregada (1) e, em seguida, ao borne positivo
da bateria auxiliar (2).
Ligue primeiro o cabo auxiliar preto ao borne nega-
tivo da bateria auxiliar (3) e, em seguida, ao chassis
da máquina receptora (4), perto do borne negativo
da bateria descarregada.
4

81
SEÇÃO 3

PARTIDA DO MOTOR
Ligue o motor da máquina de fornecimento aumen-
tando a rotação do motor.
Ligue o motor da máquina receptora. Se o motor da
mesma não funcionar após 15 segundos, aguarde
um minuto antes de efetuar uma nova tentativa.
Ative alguns dos implementos com elevada absor-
ção de energia, como a iluminação e o ar condicio-
nado. Isto previne a ocorrência de picos de
voltagem, que poderiam danificar os módulos ele-
trônicos, quando houver a desconexão dos cabos
auxiliares.
Para ligar os cabos auxiliares de PARTIDA siga as
instruções contidas neste manual.
Desligue as unidade de elevado consumo.
Deixe o motor funcionando a uma rotação mode-
rada durante cerca de meia hora. As baterias ficam
parcialmente recarregadas.
Mande verificar o sistema elétrico da máquina para
determinar o motivo pelo qual as baterias ficaram
descarregadas.

LIGAR O MOTOR COM TEMPO FRIO COM "GRID HEATER" (OPCIONAL)


Este sistema de partida deve ser usado quando a
temperatura ambiente for inferior a 5°C.
NOTA: Em condições de partida a temperaturas
muito baixas (partida a menos de -15°C), as rota-
ções do motor devem ser limitadas a um máximo de
1200 rpm para prevenir danos no motor.
Ao ligar um motor frio com temperaturas abaixo dos
5°C, aplique a aceleração total.
Gire a chave da ignição para a posição ON e verifi- 1
que o painel de instrumentos.
Se a máquina estiver equipada com um “grid hea-
ter”, aguarde que a luz indicadora de partida a frio
(1) desligue antes de girar a chave para a posição 10 20
ON.
x100

0 30
Gire a chave da ignição para a posição ON (ligado)
e retire-a.
Se o motor não ligar após 30 segundos, no máximo,
TB603004
repita o procedimento de partida.
Não acione o motor de partida durante mais de 30 5
segundos.

82
OPERAÇÃO DA RETROESCAVADEIRA

PARTIDA DO MOTOR COM TEMPERATURAS INFERIORES A -18°C (OPCIONAL)


Este sistema de partida deve ser usado quando a
temperatura ambiente se situar entre -18°C e -29°C.
O aquecedor de imersão aquece o líquido de arrefe-
cimento do motor e deve ser usado a temperaturas
inferiores a -18°C.
Quando utilizado em conjunto com o aquecimento
do ar motor, o aquecedor de imersão é eficaz a tem-
peraturas tão baixas quanto -29°C.
Consulte o seu concessionário.
O sistema funciona a 115V ou 230V, em corrente
alternada.

ATENÇÃO
Para evitar choques ou outros ferimentos, nunca utili-
ze uma extensão inadequada ou sem conexão à terra.

Para utilizar o aquecedor, conecte a tomada do


aquecedor a uma extensão adequada e deixe o
interruptor ligado durante duas horas antes de exe-
cutar o procedimento de partida em tempo frio.
NOTA: O aquecedor pode ficar ligado durante mais
de duas horas sem qualquer problema. No entanto,
não se conseguirá nenhum aumento significativo na
eficácia do aquecedor após este período de tempo.

INTERRUPTOR ANTI-FURTO CODIFICADO (OPCIONAL)


Para evitar o risco de roubo ou uso não autorizado
da sua máquina, ela vem equipada com um sistema
anti-partida codificado (opcional). 1
Só é possível ligar o motor utilizando uma chave 10 20

eletrônica personalizada (1). 0


x10 0

30

Este interruptor tem uma luz vermelha que pisca e


localiza-se à esquerda do painel de instrumentos,
protegido por uma tampa.
Para desativar o sistema anti-partida, introduza a
chave eletrônica no interruptor: a luz indicadora
apaga-se.
F36765-2
Retire a chave eletrônica do interruptor. Tem, então,
20 segundos para ligar o motor. 6
Quando o motor pára, com a chave da ignição na
posição OFF (desligado), a luz indicadora perma-
nece desligada durante 20 segundos, sendo possí-
vel neste período voltar a ligar o motor sem utilizar a
chave eletrônica. Após 20 segundos, a luz indica-
dora pisca e o sistema anti-partida codificado é ati-
vado.
NOTA: Antes de sair da cabine do operador depois
de parar o motor, espere até ver a luz indicadora
piscar para assegurar que o sistema anti-partida
esta funcionando.

83
SEÇÃO 3

PARADA DO MOTOR
Verifique se a alavanca de direção da deslocamento
(1) está em posição de neutro. 3
Coloque a alavanca das mudanças (2) em posição
de neutro. 1 2
Acione o freio de estacionamento (3). 1
3

4
2

NOTA: Quando o interruptor do freio de estaciona-


mento for acionado a alavanca de direção da deslo-
camento não se encontrará em posição de neutro,
soa o alarme.
Deixe que o motor funcionar em marcha lenta
durante cerca de um minuto, para que o turbocom-
pressor seja corretamente lubrificado.

10
0
x100

20
30
IMPORTANTE: Em tempo frio, deixe o motor funcio-
nar em marcha lenta durante três a cinco minutos.
Gire a chave da ignição para a posição OFF (desli-
gado) e retire-a.
IMPORTANTE: Se for necessário parar o motor
durante muito tempo, coloque a máquina em condi-
ções de segurança. 4
TB603005-C

84
OPERAÇÃO DA RETROESCAVADEIRA

DESLOCAMENTO NO LOCAL DE TRABALHO


NOTA: Os instrumentos representados poderão
não corresponder exatamente aos instrumentos
presentes na sua máquina.
NOTA: Quando terminar o deslocamento em
estrada, antes de iniciar qualquer deslocamento no
local de trabalho, tire os dispositivos de segurança
para deslocamento em estrada.
Certifique-se de que a alavanca do acelerador (1)
se encontra na posição de marcha lenta.

8
Certifique-se de que os estabilizadores estão total-
mente recolhidos.
Certifique-se de que todas as portas estão correta-
mente fechadas e de que as tampas laterais do
motor estão bloqueadas.
Ajuste o assento do operador. Aperte e ajuste o
cinto de segurança (3).

9
Verifique se a alavanca de direção do deslocamento
(4) está em posição de neutro.
De partida no motor. 4

3
1
4
2

TB603006

10

85
SEÇÃO 3

Suba a carregadeira frontal cerca de 20 cm acima


do solo.
Escolha os tipos de direção e de tração adequados 1 3
ao terreno.
2 4
Pressione o botão de desconxão da transmissão (5) 1

2
3

e em seguida coloque a alavanca das mudanças (6)


na primeira ou segunda marcha. 5

6
TB603007

11
Coloque a alavanca de direção do deslocamento (4)
na posição desejada, marcha para a frente ou para
ré. 4
Libere os pedais do freio e controle a velocidade de
deslocamento com o pedal do acelerador. 1
3

4
2

ATENÇÃO
Durante o deslocamento verifique frequentemente
todos os instrumentos e luzes indicadoras de adver-
tência.

TB603006

12

86
OPERAÇÃO DA RETROESCAVADEIRA

2WD OU 4WD

ATENÇÃO
As máquinas não devem exceder os 40 km/h, quer 84281786

tenham ou não tração nas quatro rodas.


Uma descida em roda livre ou rebocar a máquina a
velocidade excessiva podem causar perda de con-
trole, danos físicos no operador ou danos na trans-
missão. Durante as descidas, mantenha a máquina
na mesma marcha, tal como numa subida.

INTERRUPTOR 4WD (1)


O interruptor tem duas posições: F31568B

• a primeira posição (pressionando o botão da 13


esquerda ):
tração às rodas traseiras e travagem nas rodas
traseiras (luz apagada).
• a segunda posição (pressionando o botão da
direita ):
Tração às 4 rodas e travagem nas 4 rodas (luz
acesa).
Consulte o decalque (2).
NOTA: Para evitar o desgaste desnecessário dos
pneus ao deslocar-se na via pública ou em qual-
quer superfície dura, recomenda-se a desativar a
tração nas quatro rodas, particularmente quando
estiver engatada a 3ª ou 4ª velocidade.
Condições em 2WD e 4WD
A 4WD pode ser acionada em qualquer marcha.
IMPORTANTE: A frenagem das quatro rodas,
somente poderá ser feito corretamente, quando os
dois pedais do freio forem acionado juntos.

87
SEÇÃO 3

BLOQUEIO DO DIFERENCIAL
IMPORTANTE: Nunca utilize o bloqueio do diferen-
cial no deslocamento em estrada.
O bloqueio do diferencial faz com que ambas as
rodas traseiras girem à mesma velocidade.
É muito útil quando as rodas não possuem aderên-
cia suficiente, como nos casos seguintes.

QUANDO A MÁQUINA ESTÁ ATOLADA


Certifique-se de que as rodas traseiras não estão
girando.
Pressione o interruptor de bloqueio do diferencial (1).
Use o pedal do acelerador para regular a rotação do 1

2
3

motor e então libere o interruptor do bloqueio do


diferêncial.
NOTA: O diferencial é liberado automaticamente
quando o sistema de bloqueio é desengatado,
quando a aderência das rodas traseiras regressa ao
normal, sem escorregamento das rodas ou quando
um dos pedais do freio é acionado.
1

10
0
x100
x100

20
30
TB602032

14

ANTES DE DESLOCAR A MÁQUINA NUM TERRENO COM LAMA


ATENÇÃO
Nunca utilize o bloqueio do diferencial em velocida-
des superiores a 8 km/h ou em curvas. Quando aco-
plado, o bloqueio do diferencial irá evitar que a 1

2
3

máquina se vire: isto pode provocar acidentes.

NOTA: Pode engatar o bloqueio do diferencial


quando a retroescavadeira se desloca em linha
reta.
Certifique-se se a máquina está se deslocando em 1
linha reta, e que as duas rodas traseiras estão
10
0
x100
x100

20
30

girando na mesma velocidade.


Pressione o interruptor do bloqueio do diferencial
(1), até que a área tenha sido atravessada.
TB602032
Depois de ter atravessado esta área, solte o inter-
ruptor de bloqueio do diferencial. 15

NOTA: Se acoplar o bloqueio do diferencial quando


a máquina estiver fazendo curva, ou se uma das
rodas traseiras estiver com velocidade diferente
uma da outra, poderá danificar a transmissão.

88
OPERAÇÃO DA RETROESCAVADEIRA

DESLOCAMENTO EM ESTRADA
REQUISITOS PARA CIRCULAR NA ESTRADA

1B
2

1A

5
6

TB603300-C

16

89
SEÇÃO 3

(Específico para determinados países) instale todos


os sistemas de bloqueio mecânicos em conformi- ATENÇÃO
dade com os requisitos legais. Antes de conduzir a máquina na estrada, certifique-
se da carga em cada eixo, dependendo da configu-
Certifique-se de que a sua máquina está em confor-
ração da máquina, conforme as normas de tráfego
midade com a legislação local.
rodoviário do país.
1. RETENÇÃO DA CAÇAMBA DA CARREGA-
DEIRA:
A. (2WD): consiste numa correia de retenção ATENÇÃO
que prende a caçamba da carregadeira com o
Coloque sempre o cinto de segurança, antes de ini-
pino do êmbolo do cilindro.
ciar o deslocamento na estrada.
B. (4WD): este retentor consiste em uma braça-
deira com haste de laço para o enlace da
caçamba da carregadeira com à articulação da
caçamba. ATENÇÃO
2. SINALIZADOR ROTATIVO: o sinalizador rota- É fundamental bloquear a caçamba da retroescava-
tivo deve ser colocado no teto da cabine, e o deira e a caçamba standard da carregadeira, a retro
cabo deve ser ligado a uma das tomadas mon- e os estabilizadores e colocar os sinais de acordo
tadas por cima das portas da cabine. com as normas de trânsito rodoviário do país, antes
de iniciar deslocamento na estrada.
3. TRAVA DA CAÇAMBA DA RETROESCAVA-
DEIRA: consiste em uma cinta de retenção, que
bloqueia a caçamba da retroescavadeira ao
gancho localizado no lado traseiro do chassi.
ATENÇÃO
Antes de iniciar qualquer processo de translação ou
4. PINO DE BLOQUEIO DA RETROESCAVA-
operação de trabalho em estradas ou rodovias cer-
DEIRA: instale o pino na barra de bloqueio.
tifique-se de que todas as luzes e os equipamen-
5. PAINEL DE AVISO: encontra-se fixado na tos.de sinalização funcionam corretamente.
caçamba através de grampos.
6. PLACA: antes de iniciar o processo de desloca-
mento na estrada, certifique-se de que as pla- ATENÇÃO
cas estão limpas. Antes de iniciar o deslocamento em estradas ou ro-
7. CORREIA DE IMOBILIZAÇÃO DO CARREGA- dovias, certifique-se de que a retroescavadeira está
DOR: ao deslocar-se ou transportar a máquina na posição de deslocamento na estrada e travada
em estrada, garante que a lança da carrega- de forma mecânica.
deira está bem presa ao chassis.
8. COMANDOS DO BRAÇO TELESCÓPICO (Se
equipado): instale o pino de segurança na posi-
ção de bloqueio.

90
OPERAÇÃO DA RETROESCAVADEIRA

PREPARAR A MÁQUINA PARA A DESLOCAMENTO EM ESTRADA


NOTA: Os instrumentos representados poderão
não corresponder exatamente aos instrumentos
presentes na sua máquina.
Coloque a retro na posição de deslocamento em
estrada.
Certifique-se de que a alavanca do acelerador (1)
se encontra na posição de marcha lenta.

17
Coloque o assento do operador na posição de tra-
balho com o carregadeira frontal.
Levante o carregadeira frontal aproximadamente
20 cm acima do solo e recolha a caçamaba frontal
totalmente para trás. Desligue o motor e tire a chave
da ignição.

TB603009

18
Ajuste os espelhos retrovisores (5) devidamente.

19
(Específico para determinados países) coloque o
sinalizador rotativo (6) no teto da cabine, conecte o
cabo na tomada acima da porta da canina.
Certifique-se de que todas as portas estão correta-
mente fechadas e de que a tampa do motor está
bloqueada.

20
91
SEÇÃO 3

Certifique-se de que os dois pedais do freio encon-


tram-se bloqueados em conjunto através da alça (7).

3
1
4
2

7
F36804-2

21
Ajuste o assento do operador. Ajuste e aperte o
cinto de segurança (8).

22
Verifique se a alavanca de direção do deslocamento
(9) está em posição de neutro.
Ligue o motor. 9

3
1
4
2

TB603010

23
Certifique-se de que o interruptor (11) está na posi-
ção OFF (desligado) (desativando a tração nas
rodas dianteiras). 11

F36808-2

24

92
OPERAÇÃO DA RETROESCAVADEIRA

Pressione o botão de desconexão da transmissão (12)


e, em seguida, coloque a alavanca das mudanças (13)
na terceira ou quarta marcha. Solte o botão (12).

3
1
N 4
2

12 13

1 3
N
2 4

F36809-2

25
Pressione os pedais do freio e destrave o freio de
estacionamento. (15).

15

10 20

x100

0 30

TB603305-2

26
Posicione a alavanca de direção do deslocamento
(9) para a frente.
9

3
1
4
2

TB603010

27
Libere os pedais do freio e ajuste a velocidade de
deslocamento com o pedal do acelerador (16).
IMPORTANTE: Na eventualidade de uma falha no
sistema de freio, acione imediatamente o interruptor
do freio de estacionamento.

ATENÇÃO
Controle frequentemente todos os indicadores e as
luzes de advertência.

28

93
SEÇÃO 3

COLOCAÇÃO DA RETRO NA POSIÇÃO DE DESLOCAMENTO EM ESTRADA


NOTA: Os instrumentos representados poderão
não corresponder exatamente aos instrumentos
presentes na sua máquina. 1
IMPORTANTE: Este procedimento deve ser utili-
zado para deslocamento em estrada, para trabalhar 1

2
3

com a carregadeira frontal, para o transporte da


máquina em um caminhão e quando estacionar a
máquina.
Verifique se a alavanca de direção de deslocamento
(1) está em posição de neutro.

TB603011

29
Certifique-se de que a alavanca (2) de mudança de
marchas está em posição de neutro.
Certifique-se de que o assento do operador se
encontra na posição correta.
3
1
4

Levante a caçamba da retro, a caçamba frontal e os


2

estabilizadores.
2

1 3
N
2 4

F36815-2

30
Recolha totalmente o braço telescópico (se equi-
pado) e coloque o pino (4) na posição de bloqueio.

31
Opere o motor em aproximadamente 900 rpm.
Recolha totalmente o braço (5) e a caçamba da
retroescavadeira. Recolha totalmente o braço (7). 5
Bloqueie a retro.
Suba totalmente os estabilizadores.
Fuincione o motor em marcha lenta. 7
Gire o assento para a posição de trabalho com a
carregadeira frontal. Levante a caçamba frontal. 6
Desligue o motor e tire a chave da ignição.
(Específico para determinados países) instale todos
os sistemas de bloqueio mecânicos em conformi- F36819-2

dade com os requisitos legais. 32


94
OPERAÇÃO DA RETROESCAVADEIRA

BLOQUEAR OU DESBLOQUEAR A RETRO


Antes de iniciar o deslocamento em estrada com a
máquina, a retro deve ser “bloqueada” na posição
de transporte. Para tal, recolha o braço totalmente
de encontro à lança e, em seguida, levante total-
mente a lança para que a barra de bloqueio engate
nos pinos da lança.

COMANDO MECÂNICO
Para bloquear o implementos, puxe a alavanca (1)
para trás e levante o braço até que o sistema de blo-
queio (2) engate. Solte a alavanca.

33
Para desbloquear o implemento, empurre a ala-
vanca (1) para a frente de modo a soltar o sistema
de bloqueio (2) e, em seguida, desça o braço.

34

95
SEÇÃO 3

OPERAÇÃO COM A MÁQUINA EM CLIMA FRIO


COMBUSTÍVEL
Completar o reservatório de combustível no final de
cada dia de trabalho, para evitar a formação de con-
densação e a formação de água no sistema de
combustível.
Para evitar a formação de cristais (-2°C) use um
combustível para baixas temperaturas ou misture-
lhe um líquido de proteção.

ÓLEO LUBRIFICANTE
Selecione a viscosidade do óleo (grau SAE) de
acordo com a temperatura ambiente antes de dar
partida no motor.
Aumente a frequência de substituição do óleo lubri-
ficante quando operar a máquina em locais com
temperaturas inferiores a -10°C.

ÓLEO DO MOTOR
O óleo do motor deverá ter uma viscosidade ade-
quada à temperatura ambiente.

LÍQUIDO DE ARREFECIMENTO
Deve ter a composição adequada à temperatura
ambiente.

BATERIA
Uma partida a frio eficiente exige que a bateria
esteja bem carregada.
Aqueça as baterias aproximadamente até +20°C
(desmontagem e armazenamento em locais prote-
gidos do frio) para conseguir dar partida no motor
com temperaturas abaixo dos 4°C ou 5°C.

96
OPERAÇÃO DA RETROESCAVADEIRA

OPERANDO A MÁQUINA EM CLIMA QUENTE


A densidade do ar diminui com o aumento da alti-
tude ou da temperatura ambiente. Como tal, o ren-
dimento máximo do motor, a qualidade do gás de
escape, o nível de temperatura e, em situações
extremas, o comportamento da partida são prejudi-
c a d o s. O m o t o r p o d e s e r u t i l i z a d o a t é a o s
1000 metros de altitude e até aos 30 °C de tempe-
ratura para operações móveis.
Se o motor estiver funcionando sob condições mais
adversas (maiores altitudes ou temperaturas), será
necessário reduzir a quantidade de combustível
injetado e, por conseguinte, a potência do motor.
Siga as seguintes recomendações:
• mantenha o nível correto do líquido de arrefeci- 35
mento no reservatório do líquido de arrefeci-
mento;
• antes de iniciar o trabalho, verifique o estado do
tampa do radiador. Se necessário, substitua o
tampa;
• limpe o radiador e o motor com cuidado;
• verifique o estado do alternador e da correia do
ventilador;
• utilize lubrificantes com o grau de viscosidade
recomendado;
• utilize o líquido de arrefecimento apropriado.

OPERANDO A MÁQUINA DENTRO DE ÁGUA


Certifique-se de que o leito do rio ou do canal
podem suportar o peso da máquina.
A altura da água não deve exceder o centro da
rodas dianteiras.
IMPORTANTE: Nunca trabalhe dentro de água se o
nível da água for superior ao centro das rodas dian-
teiras.
Antes de deslocar a máquina para dentro de água,
coloque bastante graxa nos pontos lubrificação do
eixo dianteiro e nas articulações do braço, lança e
caçambas da máquina.
Ao finalizar a operação dentro de água, lubrifique
com graxa os pontos de lubrificação do eixo dian-
teiro, nas articulações do braço, da lança e caçam-
bas da máquina.
IMPORTANTE: Nunca opere a máquina em rios
com forte correnteza.

97
SEÇÃO 3

CARREGADEIRA FRONTAL
OPERAÇÃO DA CARREGADEIRA FRONTAL
As instruções contidas neste capítulo não abran-
gem todas as aplicações possíveis de utilização da
carregadeira frontal. Constituem apenas informa-
ções básicas, necessárias para operar correta-
mente a máquina.
IMPORTANTE: Em temperaturas abaixo de -1°C,
coloque previamente o motor a trabalhar, durante cerca
de 15 minutos, abaixo das 1200 rpm, para aquecer o
óleo até à temperatura normal de operação.
Onde possível, utilize sempre a carregadeira frontal
com o motor funcionando em alta rotação.
A primeira vez que operar com a máquina, manobre-
a numa área desimpedida, e com baixa velocidade.

ATENÇÃO
Nivelamento automático da carregadeira frontal só
funciona durante a elevação. Não funciona durante
a descida da caçamba. O operador deve ficar sem-
pre atento para a caçamba nivelada no momento de
descida para evitar que o material caia.

BOTÃO DE DESCONEXÃO DA TRANSMISSÃO


Para fornecer a potência máxima, pressione o botão
indicado e mantenha-o pressionado. Isto faz com
que a transmissão volte para posição de neutro.
Libere o botão para engatar novamente a trans-
missão.
IMPORTANTE: Quando o botão for pressionado, a
máquina e as rodas estarão livres. Se necessário,
recorra aos freios para parar a máquina.

36

INDICADOR DA ABERTURA DA MANDÍBULA DA CAÇAMBA 4X1 (SE EQUIPADO)


Este indicador situa-se na parte superior direita da
caçamba 4x1 de mandíbulas e permite ao operador
ver o grau de abertura e a profundidade de escava-
ção da caçamba.
Quando o pino (1) estiver posicionado de forma a
corresponder a “0”, a caçamba está fechada;
quando a sua posição corresponder a “1/2”, a
caçamba está aberta até metade e, quando apontar
para “4/4”, a caçamba está completamente aberta.

37

98
OPERAÇÃO DA RETROESCAVADEIRA

OPERAÇÕES DE CARREGAMENTO
Para encher a caçamba a partir de uma pilha de
material, coloque-a na posição horizontal e baixe a
carregadeira com a alavanca de comando para a
posição de flutuação.

TB603012

38
Quando o carregadeira entrar na pilha, pressione
no botão de corte da transmissão, deixe que a ala-
vanca de controle se desloque para trás e simultâ-
neamente, acione os comandos para elevar, e
recolha para trás e eleve a caçamba.
A ação de elevar e recolher a caçamba para trás irá
aumentar a eficiência uma vez que, se a caçamba
estiver na horizontal durante o ciclo de elevação, irá
ter uma resistência à elevação e aumentar o esforço
de separação.
NOTA: Não se preocupe se não conseguir encher a
caçamba totalmente em cada operação. A produtivi- TB603013
dade máxima é determinada pela quantidade de
39
material carregado num determinado período de
tempo. Perde-se mais tempo se tentar encher a
caçamba duas ou mais vezes em cada operação.

ATENÇÃO
Para evitar ferimentos pessoais, tenha muito cuida-
do ao escavar pilhas elevadas pela base. Os desli-
zamentos de solo podem ser perigosos. Carregue o
mais baixo possível a partir da pilha para o máximo
de eficiência. Lembre-se de que as capacidades de
elevação e força de escavação da carregadeira di-
minuem rapidamente quando se aumenta o peso da
carga.

Descarregue a caçamba completamente, eleve o


carregador e, em seguida, solte o botão de corte da
transmissão.
Mantenha a caçamba o mais baixa possível, espe-
cialmente quando efetuar trabalhos em terrenos
inclinados ou acidentados.

ATENÇÃO
Quando trabalhar num declive, mantenha a caçam-
ba o mais baixo possível para assegurar o máximo
de estabilidade.
Quando se deslocar com a caçamba cheia em ter- TB603014
renos acidentados, mantenha a caçamba o mais
baixo possível para evita derramar o material. 40

99
SEÇÃO 3

Eleve a carregadeira o suficiente para desimpedir


qualquer obstrução antes de descarregar a carga.
Depois de descarregar a caçamba, recolha a
caçamba enquanto abaixa e nivela a caçamba utili-
zando a funcionalidade de retorno à posição de
escavação, se necessário.
Ao realizar trabalhos em superfícies duras, coloque
a alavanca da carregadeira na posição de flutuação
e mantenha a caçamba na horizontal. Assim, permi-
tirá que a caçamba “flutue” em torno da superfície
de trabalho. Se for exercida pressão hidráulica, a
caçamba sofrerá mais desgaste do que o normal. TB603015

A posição de flutuação evita a mistura de material 41


da superfície com o material da pilha. Também
reduz as hipóteses de escavar a superfície ao
remover neve ou outro material.
Ao carregar a partir de uma pilha, selecione a mar-
cha para a frente mais forte que permita a maior efi-
ciência na operação mas sem fazer o motor ir
"stall". Mantenha a área de trabalho sem raízes e
buracos nivelando para trás ocasionalmente com a
caçamba utilizando a extremidade inferior traseira
da caçamba.
Para limpeza do local de trabalho, exerça pressão
colocando a alavanca da carregadeira na posição
baixada e a caçamba ligeiramente inclinada para
iniciar o corte. Inicie o corte a uma profundidade
aproximada de 50 mm e mantenha a profundidade
deslocando suavemente a caçamba para ajustar a
borda de corte para cima ou para baixo, conforme o
necessário. Quando as rodas dianteiras da máquina
entrarem no corte, ajuste os braços de elevação
para manter a profundidade correta. Efetue cortes
até atingir a profundidade desejada.
Ocasionalmente, nivele para trás a área de trabalho
TB603016
com a caçamba a exercer uma pressão ligeira na
horizontal para manter o solo plano e livre de raízes 42
ou buracos.
Se a alavanca da carregadeira for deslocada para
elevar a caçamba sem que o ângulo do mesmo seja
controlado, a caçamba pode penetrar na terra e dei-
xar uma série de raízes à superfície.
Para encher uma vala, é necessário mover a máxi-
ma quantidade de solo sem perder velocidade. Se o
motor entrar em "stall", reduza a velocidade enga-
tada ou a profundidade do corte. Se o rendimento
da máquina na mudança de macha não for o máxi-
mo, aumente a profundidade do corte.
Trabalhe perpendicularmente a vala com a caçam-
ba da carregadeira frontal na horizontal. Deixe a
terra na caçamba, uma vez que perderá tempo se
esvaziar a caçamba em cada operação, e deixe a
limpeza da terra que cai da caçamba para o final.
Uma limpeza a todo o comprimento é geralmente
suficiente para obter um nivelamento aceitável
depois do preenchimento.

100
OPERAÇÃO DA RETROESCAVADEIRA

Ao preencher a partir de uma grande pilha, empurre


o topo da pilha na direção da vala. Arraste alguma
terra para trás para formar uma rampa de trabalho
com uma inclinação adequada.
Se durante a operação de preenchimento as rodas
dianteiras da máquina ficarem presas numa vala,
descarregue a caçamba e aplique pressão para
levantar as rodas dianteiras da vala. Impulsione a
caçamba à medida que aplica potência do motor
para deslocar a máquina para trás.
NOTA: Pode exercer o máximo de pressão com a
caçamba deslocando suavemente a alavanca da TB603017
carregadeira para a direita.
43
IMPORTANTE: A carga máxima de trabalho da car-
regadeira é calculada utilizando uma caçamba
standard, pelo que, se utilizar outro tipo de caçam-
ba ou acessório para “elevar” ou “içar”, tem de ter
em consideração o peso da caçamba ou da carre-
gadeira para calcular a capacidade de carga da car-
regadeira.
Carga máxima de trabalho = 1000 kg.

ORGANIZAÇÃO DO LOCAL DE TRABALHO


Os ciclos de trabalho devem ser o mais curtos pos-
sível. O posicionamento dos caminhões é um
aspecto muito importante. Perca algum tempo a
nivelar e preparar a área de trabalho.
O local de trabalho bem preparado facilita a mano-
bra da retroescavadeira e o deslocamento dos
caminhões. Permite igualmente ciclos de trabalho
mais curtos.

ATENÇÃO
Trabalhar com a máquina num terreno inclinado
com a caçamba cheia pode provocar o capotamen-
to da máquina. Se possível, evite efetuar curvas e
desloque-se sempre em marcha à frente quando 44
subir um terreno inclinado e em marcha ré quando
descer. Mantenha a caçamba o mais próxima pos-
sível do solo. Se não respeitar estas instruções po-
derá provocar um acidente.

ATENÇÃO
No local de trabalho, mantenha sempre a caçamba
o mais próxima do solo possível, para aumentar ao
máximo a estabilidade da máquina e assegurar uma
visibilidade perfeita.

ATENÇÃO
Em terrenos inclinados e escorregadios, quando a
caçamba está cheia, conduza a máquina o mais de-
vagar possível. Se não respeitar estas instruções
poderá provocar um acidente.

101
SEÇÃO 3

TRAVA DE SEGURANÇA DA CARREGADEIRA FRONTAL


Situada do lado esquerdo da carregadeira frontal,
esta trava de segurança permite bloquear a carre-
gadeira na posição de elevação em caso de defei-
tos no sistema.

POSIÇÃO DE BLOQUEIO
Levante a carregadeira frontal totalmente. Desligue
o motor e tire a chave da ignição.
Retire o pino da trava (1) e o pino de bloqueio (2).

45
Coloque a trava (3) no êmbolo do cilindro hidráulico
e monte o pino (2) e o pino da trava (1) nos orifícios
da trava.

ATENÇÃO
É obrigatório colocar a trava de segurança antes de
fazer qualquer trabalho que obrigue a levantar a
carregadeira frontal.

46

102
OPERAÇÃO DA RETROESCAVADEIRA

POSIÇÃO DE DESBLOQUEIO
Retire o contra pino (1) e o pino de bloqueio (2).

47
Retire a trava (3) da carregadeira e monte o pino (1)
e o contra pino (2) nos orifícios da trava.
Ponha o motor em funcionamento e desça a carre-
gadeira frontal.

48

103
SEÇÃO 3

CAÇAMBA DA CARREGADEIRA FRONTAL – SUBSTIUIÇÃO


PARA REMOVER
Estacione a máquina numa superfície nivelada e
firme.
Baixe a caçamba até ao solo na posição de des-
carga (totalmente inclinado para a frente).
Desligue o motor e retire a chave da ignição.
Se a máquina estiver equipada com uma caçamba
4x1, alivie a pressão no circuito da caçamba.
Retire os parafusos de fixação, em seguida, retire
os pinos (1).

ATENÇÃO
Utilize sempre óculos de proteção quando utilizar
qualquer ferramenta que possa projetar partículas
de metal. Para a montagem/desmontagem dos pi-
nos utilize um martelo com face macia, como o
bronze.

(Caçamba 4x1) desconecte e tampe a tubulação


hidráulica.
Ligue o motor. 49
Acione os comandos da carregadeira para liberar a
caçamba.
Afaste a máquina da caçamba.

INSTALAÇÃO
Certifique-se de que as buchas estão perfeitamente
limpas. Retire toda a sujeira e matéria estranha, se
necessário.
Ligue o motor.
Utilize os comandos da carregadeira para engatar a
caçamba entre os ressaltos da caçamba.
Instale os pinos do braço/caçamba (1) e, em
seguida, instale os parafusos de fixação.
Utilize os comandos da caçamba para alinhar os
furos da biela com os ressaltos da caçamba.
Desligue o motor e retire a chave da ignição.
(Caçamba 4x1) alivie a pressão no circuito da
caçamba.
Instale os pinos da biela/caçamba (2) e, em
seguida, instale os parafusos de fixação.
(Caçamba 4x1) retire as tampas e volte a ligar os
tubos hidráulico.
50

104
OPERAÇÃO DA RETROESCAVADEIRA

CONJUNTO DA CAÇAMBA DA CARREGADEIRA COM GARFOS (OPCIONAL)

ATENÇÃO
Os garfos são pesados, por isso tenha muito cuida-
do quando girar para a posição de trabalho ou re-
pouso.

INSTALE OS GARFOS NA POSIÇÃO DE TRABALHO


Desloque a caçamba numa superfície nivelada e
firme. Desligue o motor e tire a chave da ignição.
Acione o freio de estacionamento.
Retire o pino e o pino trava (1).
Desça o garfo (2) manualmente e cuidadosamente
até colocar na posição contra a lâmina da caçamba.
IMPORTANTE: Os garfos são colocados contra a
faca da caçamba e nunca contra os dentes da
caçamba.

51
Instale o pino (1) contra o pino trava.
Proceda da mesma forma para a outro garfo.
Deslize os garfos até que estejam espaçados para
o trabalho pretendido.
IMPORTANTE: Ambas os garfos devem estar espa-
çados equitativamente em cada lado do centro da
caçamba.
IMPORTANTE: Nunca utilize os garfos para içar a
máquina.

ATENÇÃO
Ao utilizar os garfos com uma caçamba 4x1, nunca
52
tente utilizar a função de abertura das mandíbulas
da caçamba.

105
SEÇÃO 3

INSTALE OS GARFOS NA POSIÇÃO DE REPOUSO


Coloque a caçamba da carregadeira em terreno
nivelado e firme. Desligue o motor e tire a chave da
ignição. Desligue o interruptor do freio de estaciona-
mento.
Retire o pino e o contra pino (1).
Incline o garfo (2) manualmente e com cuidado até
que esteja para trás na posição de transporte.

53
Volte a instalar o pino (1) e contra pino de retenção
no respectivo compartimento.
NOTA: Se necessário deslize o garfo do lado para o
seu compartimento.
Proceda da mesma forma para a outro garfo.
IMPORTANTE: Os garfos devem ser corretamente
retidos na sua posição de armazenamento, recor-
rendo os pinos e os contra pinos fornecidos para
este efeito. Se os garfos não forem corretamente
imobilizadas podem causar danos físicos graves.

54

106
OPERAÇÃO DA RETROESCAVADEIRA

RETROESCAVADEIRA
As instruções contidas neste capítulo não abran-
gem todas as aplicações possíveis de utilização da
retroescavadeira. Constituem apenas uma informa-
ção básica, necessária para trabalhar corretamente
com a máquina.
IMPORTANTE: Para atingir um equilíbrio ideal
entre o desempenho da máquina e o gasto de com-
bustível, trabalhe com a máquina a 1600-1700 rpm.
NOTA: A primeira vez que trabalhar com a máqui-
na, manobre-a numa área desimpedida, a veloci-
dade baixa.

ADVERTÊNCIA
Certifique-se de que não se encontra ninguém no
raio de trabalho da máquina.
Nunca efetue escavações perto ou por baixo dos
estabilizadores porque a máquina pode desequili-
brar e cair.
Quando estiver trabalhando numa área com visibili-
dade reduzida, por exemplo, perto de um edifício,
coloque uma barreira de segurança e painéis sinali-
zadores para evitar que alguém se aproxime da
máquina.
O rendimento da retro aumenta se o ciclo de traba-
lho for curto e contínuo. Organize o seu trabalho de
forma a obter um ciclo curto.
Se quiser usar a caçamba da retroescavadeira para
fazer uma vala muito larga, pode acontecer que a
resistência encontrada seja superior à capacidade
da máquina e neste caso o sistema hidráulico desa-
copla automaticamente (o operador aciona a res-
pectiva alavanca e não obtém nenhum movimento).
Ouve-se um ruído no sistema hidráulico quando isto
acontece. Esta situação de sobrecarga, torna o
ciclo de trabalho mais longo e provoca o aqueci-
mento anormal do óleo do hidráulico.

107
SEÇÃO 3

COLOCAÇÃO DA RETRO NA POSIÇÃO DE TRABALHO

ATENÇÃO
Qualquer movimento descontrolado da máquina
pode provocar um acidente. Antes de girar o assento
do operador para a posição de trabalho com a retro,
é vital que as alavancas da direção de deslocamento
e de mudanças de marchas estejam em em posição
de neutro e que a máquina seja imobilizada com o
freio de estacionamento. (Especial para certos paí-
ses: bloqueie os comandos da carregadeira frontal).

ATENÇÃO
Antes de utilizar a retro, coloque o assento do opera-
dor na posição de trabalho com a retro. Sente-se e
aperte o cinto de segurança. Se não respeitar estas
instruções pode causar acidentes graves.

Retire os sistemas de bloqueio da retro.


IMPORTANTE: Antes de iniciar qualquer desloca-
mento em estrada, certifique-se de que os estabili-
zadores estejam totalmente recolhidos.
Verifique se a alavanca de comando do desloca-
mento está na posição de neutro.
Certifique-se de que a alavanca de mudanças de
marchas está em posição de neutro.
Certifique-se de que o freio de estacionamento está
acionado.
Ligue o motor. Pressione a caçamba para baixo até
que as rodas dianteiras deixem de suportar o peso
da máquina.
Gire o assento do operador para posição de traba-
lho com a retro e ajuste-o corretamente.
Acelere e deixe o motor funcionar com rotação
necessária.
Desça ligeiramente os estabilizadores, deixando as
rodas traseiras em contato com o solo.
IMPORTANTE: Sempre que utilizar a retro, a
máquina deve estar apoiada nos estabilizadores.
Alinhe a retroescavadeira com a máquina.

ATENÇÃO TB603021
Antes de girar com a retro, afaste todas as pessoas
estranhas da área de trabalho. 55

Levante o braço para soltar a trava de bloqueio.

108
OPERAÇÃO DA RETROESCAVADEIRA

Quando estiver a utilizando braço extensível (se


equipada), certifique-se de que o pino está colo-
cado na posição do furo que libera o braço telescó-
pico.
A. Posição de desbloqueamento
B. Posição de bloqueamento

ATENÇÃO
Antes de começar a trabalhar afaste todas as pesso-
as estranhas.

ATENÇÃO 56
Antes de começar a trabalhar com a retro, verifique
se os comandos estão corretos.

109
SEÇÃO 3

OPERAÇÃO DA RETROESCAVADEIRA
MÉTODO DE ESCAVAÇÃO

57

58
CORRETO ERRADO ERRADO
A caçamba escava demasiado fundo e A caçamba é empurrada para cima.
provoca a sobrecarga do sistema Este procedimento também aumenta o
hidráulico. tempo do ciclo de trabalho.

110
OPERAÇÃO DA RETROESCAVADEIRA

TÉCNICAS DE TRABALHO

ATENÇÃO
Nunca acione nenhuma das alavancas de comando
da retro com o bloqueio do braço de transporte en-
gatado.

Enchimento da caçamba da retro


Encha a caçamba da retro utilizando o braço. Man-
tenha o fundo da caçamba da retro paralelo à esca-
vação. Os dentes e a lâmina da caçamba devem
cortar o terreno como a lâmina de uma faca. A pro-
fundidade de escavação varia conforme o tipo de
material para escavar.
Descarregue o conteúdo da caçamba na pilha de
material, abra a caçamba a medida que se apro-
xima da pilha. Evite bater com a caçamba na pilha
de material para não desgastar os pinos e as
buchas da caçamba.
F36842-2

59

Deslocamento da máquina para a frente quando trabalha em terreno plano


É possível utilizar a retro para deslocar a máquina
para a frente ao mesmo tempo que efetua a escava-
ção.
Certifique-se de que as rodas dianteiras se encon-
tram a retas.
Ponha o motor nas 1000 rpm.
Destrave o freio de estacionamento.
Levante o braço, recolha a lança e seguidamente
desloque o braço para fixar os dentes da caçamba
da carregadeira em solo firme.
Suba os estabilizadores e a caçamba da carrega- F35843-2
deira frontal aproximadamente 20 cm acima do solo.
60
Utilize o braço e a lança para deslocar a máquina.
Após ter deslocado a máquina, desça os estabiliza-
dores e assente novamente a caçamba frontal no
solo; seguidamente nivele a máquina.
Acione o freio de estacionamento para imobilizar a
máquina.
IMPORTANTE: Este procedimento só pode ser utili-
zado em terreno plano. Nunca o use em terrenos
inclinados. Para deslocar a máquina em terrenos
inclinados pelo processo normal, é obrigatório vol-
tar o assento do operador para a posição de traba-
lho com o carregadeira frontal.
A máquina pode ser deslocada lateralmente da
mesma forma, mas a caçamba tem de estar na hori-
zontal para suportar o peso da máquina. Utilize o
comando de rotação para deslocar a máquina late-
ralmente para a posição desejada.

111
SEÇÃO 3

Braço telescópico
Para evitar o risco de danos e para prolongar o
tempo de vida útil das máquinas equipadas com um
braço telescópico, é necessário ter as seguintes
precauções.
Quando a retro for utilizada para operações de com-
pactação, o braço telescópico deve estar completa-
mente recolhido e bloqueado.

F36844-2

61
Antes de retornar a utilização normal, coloque o
pino na posição de trabalho (1).
Quando utilizar o martelete hidráulico, certifique-se
de que o braço telescópico está recolhido e de que
o pino está na posição de trabalho (1).
Quando utilizar uma caçamba dentada para quebrar
solo duro, evite estender o braço telescópico para
além de 0,60 m.
Quando escavar em solo molhado ou lama e neces-
sitar de limpar a caçamba, não assente a caçamba
no solo com o braço telescópico estendido.
Evite sobrecarregar o implemento utilizando uma
caçamba grande demais em condições de trabalho 62
severas para não reduzir o tempo de vida útil da
máquina.
Não desça o cilindro de rotação com o braço teles-
cópico estendido.
Por motivos de segurança, quando trabalhar num
terreno inclinado, não gire o braço para descarregar
o conteúdo da caçamba na descida da encosta.

ATENÇÃO
Certifique-se de que as janelas traseiras estão fe-
chadas. Use sempre o cinto de segurança como
proteção para o caso da máquina se virar. Nunca
tente saltar, permaneça sempre na cabine.
F36845-2

Quando trabalhar com o braço telescópico total- 63


mente estendido, assegure-se de que a caçamba
não recebe nenhum impacto que possa distorcer o
êmbolo do cilindo hidráulico.

112
OPERAÇÃO DA RETROESCAVADEIRA

Abertura de valas
A abertura de valas é a operação de escavação
mais básica da retroescavadeira. Outras operações
de escavação são apenas variações desta função 2 1
básica (ou seja, encher a caçamba, descarregar a
caçamba e deslocar a máquina para a frente).
Durante a abertura de valas, é geralmente impor-
tante manter o fundo da vala nivelado. Pode fazê-lo
colocando a caçamba no ângulo de aproximação
correto. Puxe a alavanca do braço telescópico para
manter o ângulo de corte correto enquanto empurra
a caçamba para dentro (1) aplicando uma ligeira
pressão para a direita. Ao mesmo tempo, puxe a
F36846-2
alavanca de elevação (2) para a aliviar a pressão e
manter a caçamba no mesmo plano. 64
Continue a vala avançando para a frente. Se avan-
çar demasiado, terá de exercer uma pressão exces-
siva para escavar e limpar o fundo da vala. É melhor
deslocar-se menos do que demais.
Quando utilizar a retro para escavar em declives,
posicione a retro virada para cima da encosta sem-
pre que possível. Se esta prática não for possível,
utilize a carregadeira ou a retro para cortar uma
superfície plana no declive para assentar as rodas
viradas para cima da encosta e o estabilizador, e
deposite o material no lado virado para baixo para
assentar as rodas opostas e o estabilizador.
Quando escavar, deposite sempre o material da
vala na parte virada para cima da encosta.

ATENÇÃO
F36848-2
Ao escavar ao longo de um declive, não é possível
utilizar a caçamba da carregadeira frontal para adi- 65
cionar estabilidade. Não sobrecarregue a caçamba
e evite girar a caçamba carregada para o lado a
descer da encosta.

Para acabar a parede mais distante de uma vala


com paredes planas, force para fora a caçamba for-
çando-a para baixo com o braço. Para acabar a
parede mais próxima, empurre a caçamba para
dentro enquanto levanta com o braço, mantendo as
extremidades da caçamba na horizontal.

F36849-2

66

113
SEÇÃO 3

Para fazer acabamento em paredes planas em ter-


reno arenoso, posicione uma plataforma por baixo
das rodas traseiras e estabilizadores para distribuir
a carga por uma área maior e reduzir a possibili-
dade de ficar atolado.
A plataforma reduzirá também a possibilidade da
máquina deslizar para trás se for encontrado um
solo duro.
IMPORTANTE: Não encha uma vala utilizando o
dispositivo de rotação e arrastando a caçamba late-
ralmente. Se o fizer, poderá danificar a haste, o bra-
ço, os cilindros de rotação ou a estrutura. F36850-2

67
Para preencher uma vala, levante a caçamba sobre
a pilha de material e empurre para dento o braço de
penetração e levante o braço. Puxe simultâneamen-
te a alavanca de controle do braço e a que usa para
empurrar de modo a conseguir um preenchimento
regular e uniforme.

F36851-3

68

114
OPERAÇÃO DA RETROESCAVADEIRA

CAÇAMBA DA RETRO – SUBSTITUIÇÃO

PARA REMOVER
Desloque a máquina para uma superfície plana e
firme, abaixe os estabilizadores até que se apoiem
no solo e abaixe a caçamba até o solo.
Desligue o motor e tire a chave da ignição.
Retire as arruelas e pinos da trava o pino da articu-
lação biela/caçamba (1).

ATENÇÃO
Utilize sempre óculos de proteção quando utilizar
qualquer ferramenta que possa projetar partículas
de metal.

Ligue o motor. 69
Recolha o cilindro da caçamba.
Acione os comandos para que o pino da articulação
braço de penetração/caçamba não fique em sobre-
carga.
Desligue o motor e tire a chave da ignição.
Retire as arruelas e os pinos trava o pino do braço/
caçamba (2). Ligue o motor. Acione os comandos
da retro para desengatar o braço da caçamba.

INSTALAÇÃO
Ligue o motor.
Estenda o cilindro da caçamba até alinhar os furos
das buchas.
Instale o pino da articulação da biela/caçamba (1),
em seguida instale as arruelas e os pinos da trava.
Levante ligeiramente a caçamba em seguida acione
comando da caçamba e do braço até alinhar os
furos das buchas do braço.
Instale o pino da articulação do braço/caçamba (2),
em seguida instale as arruelas e os pinos da trava.

70

ÂNGULO DE ESCAVAÇÃO DA CAÇAMBA DA RETROESCAVADEIRA


É possível alterar o ângulo de abertura da caçamba
da retro conforme o tipo de trabalho que se vai efe-
tuar.
Posição (1): potência máxima da caçamba.
Posição (2): permite que a caçamba abra mais 10°
e assim efetuar paredes verticais das valas mais
próximas da máquina.

71

115
SEÇÃO 3

LASTRO
LASTRO LÍQUIDO NOS PNEUS

Água Cloreto de cálcio Peso total por pneu


Dimensão do pneu
Litros kg kg
11L x 16 x 10 PLY 30 18 48
12,5 / 80 - 18 - 10 PLY 89 53 142
16,9 x 24 x 10 PLY 227 136 363
17,5 x 24 x 10 PLY 236 142 378
14 x 24 x 10 PLY 220 129 349

NOTA: Os pneus indicados na tabela acima são de


uso geral. Por isso, os pneus montados na sua
máquina podem ser diferentes dos indicados.

LASTRO LÍQUIDO
Pode-se encher os pneus dianteiros e traseiros com
lastro líquido para adicionar peso. Recomenda-se a
utilização de uma solução de cloreto de cálcio e
água. Assim, é obtido um ponto de congelamento
baixo e consegue uma maior densidade do que se
utilizar apenas água.

ATENÇÃO
Para misturar a solução do lastro, deverá imperati-
vamente adicionar os flocos de cloreto de cálcio à
água e mexer a solução até que o cloreto de cálcio
se dissolva. Nunca adicione água ao cloreto de cál-
cio. Se os flocos entrarem em contato com os olhos,
lave-os imediatamente com água limpa durante
pelo menos 5 minutos. Consulte um médico assim
que possível.

NOTA: Quando encher um pneu com a solução de


cloreto de cálcio e água, a válvula deve estar no
ponto mais acima da roda. Quando o pneu contém
lastro líquido, a válvula deve estar o mais baixo pos-
sível durante as operações de verificação ou ajuste
da pressão do ar.
A tabela acima mostra a quantidade de cloreto de cál-
cio e água necessária para cada dimensão de pneu e
baseia-se em 0,6 kg de cloreto de cálcio por litro de
água para encher o pneu a 75%. Esta solução de clo-
reto de cálcio e água irá proteger contra o congela-
mento numa temperatura ambiente até -46°C.

116
OPERAÇÃO DA RETROESCAVADEIRA

LIMITES DE PESO
Se a sua máquina está equipada apenas com uma
carregadeira frontal, é necessário montar quatro
contra pesos de 453,6 kg na traseira da máquina
para proporcionar equilíbrio durante a operação da
carregadeira. Isto totaliza 1814,4 kg de contra peso
para a traseira da unidade.
Para obter um equilíbrio suficiente para a operação
da retro, é possível adicionar peso à unidade sob a
forma de contrapesos fundidos e lastro líquido.

ATENÇÃO
Não trabalhe com a carregadeira sem a retro ou
sem os quatro contra pesos traseiros de 453,6 kg
(1814,4 kg no total). Se a máquina operar com me-
nos do que os contra pesos traseiros recomenda-
dos, poderá ficar instável e provocar ferimentos
pessoais.

Se for necessário providenciar estabilidade adicio-


nal durante o operação da retro, é possível adicio-
nar lastro líquido aos pneus, conforme a tabela
acima. Recomenda-se que este procedimento seja
efetuado pelo seu Concessionário, uma vez que é
necessário equipamento especial para encher os
pneus.
IMPORTANTE: Adicione apenas a quantidade de
lastro necessária para promover estabilidade. O
excesso de lastro sobrecarrega a máquina desne-
cessariamente e aumenta o consumo de combustí-
vel. Quando adicionar lastro, não exceda as cargas
máximas autorizadas para os pneus.
Para mais informações, consulte o seu Concessio-
nário.
Quando adicionar lastro, o peso total da máquina
incluindo o líquido, os pesos de ferro fundido e o
equipamento montado não pode exceder a especifi-
cação máxima.

117
SEÇÃO 3

PESO DA MÁQUINA
Quando adicionar lastro à máquina, não exceda o
peso bruto indicado nas placas de identificação.
NOTA: O peso total do eixo traseiro é medido ape-
nas com as rodas traseiras na balança e o peso
total do eixo dianteiro é medido apenas com as
rodas dianteiras na balança.

TB603019

72

2WD
Carga máxima admissível para o eixo dianteiro com
tração nas duas rodas (2WD), incluindo o lastro e a
carregadeira na posição de transporte e sem carga
na caçamba:
Carga nominal estática = 22730 kg
Carga nominal dinâmica = 9090 kg
NOTA: A capacidade de carga dos pneus pode ser
inferior à capacidade de carga do eixo dianteiro,
pelo que se deve utilizar o valor mais baixo.
Carga máxima admissível para o eixo traseiro,
incluindo o lastro e a retro na posição subida e sem TB603020
carga na caçamba:
73
Carga nominal estática = 19120 kg
Carga nominal dinâmica = 7650 kg para um rasto
de 1745 mm.

118
OPERAÇÃO DA RETROESCAVADEIRA

4WD
NOTA: O peso total do eixo traseiro é medido ape-
nas com as rodas traseiras na balança e o peso
total do eixo dianteiro é medido apenas com as
rodas dianteiras na balança.
NOTA: A capacidade de carga dos pneus pode ser
inferior à capacidade de carga do eixo dianteiro,
pelo que se deve utilizar o valor mais baixo.

TB603019

74
Carga máxima admissível para o eixo dianteiro
incluindo o lastro e a carregadeira na posição
subida e sem carga na caçamba:
Carga nominal estática = 20400 kg
Carga nominal dinâmica = 8160 kg para um rasto
de 1890 mm.
Carga máxima admissível para o eixo traseiro,
incluindo o lastro e a retro na posição subida e sem
carga na caçamba:
Carga nominal estática = 19120 kg
Carga nominal dinâmica = 7650 kg para um rasto TB603020
de 1745 mm.
75

119
SEÇÃO 3

ELEVAÇÃO DE CARGAS
INSTRUÇÕES DE SEGURANÇA

ATENÇÃO ATENÇÃO
As cargas suspensas devem ser manuseadas em Para evitar danos físicos, não ultrapasse a capaci-
estrita conformidade com os regulamentos nacio- dade de carga nominal da máquina. Se a máquina
nais aplicáveis e com as instruções de segurança não estiver numa superfície nivelada, a capacidade
apresentadas neste manual. de carga fica reduzida. Seja como for, proceda sem-
pre com muito cuidado.

ATENÇÃO
As válvulas de alívio localizadas nos cilindros da ATENÇÃO
carregadeira e da caçamba da retroescavadeira, a As cargas suspensas podem girar e balançar em to-
tabela de carga de elevação localizada na cabine e das as direções, por isso, existe o perigo de atingi-
o gancho na conexão da articulação da caçamba rem pessoas ou a cabine da máquina. Para limitar
são dispositivos de segurança. A ausência de um este perigo, é absolutamente necessário que todas
deles ou um item danificado inviabiliza a utilização as pessoas fiquem afastadas do alcance operacio-
da máquina. nal da máquina e que a carga seja movida lenta-
mente.
Caso a carga gire ou balance durante o desloca-
ATENÇÃO mento, reduza a velocidade até parar a máquina,
Antes de manobrar cargas suspensas, certifique-se abaixe a carga lentamente até ao solo, em seguida
de que as válvulas não apresentam indícios notó- corrija a forma como esta pendurada.
rios de desgaste ou ruído anormal. Caso sejam ve-
rificadas condições da anomália, entre em contato
com o concessionário e, entretanto, não utilize a
máquina para manobrar cargas suspensas.
Certifique-se de que os dispositivos de elevação
(ganchos, correntes, etc.) estão em perfeitas condi-
ções, sem qualquer sinal de desgaste excessivo. O
dispositivo pode ser utilizado exclusivamente para
levantar peças que não estão ancoradas no solo.
Nunca o utilize em operações de reboque, desenrai-
zamento ou demolição.
Seja como for, cumpra os regulamentos em vigor no
que toca à verificação destes dispositivos (não for-
necidos com a máquina).

120
OPERAÇÃO DA RETROESCAVADEIRA

ELEVAÇÃO DE CARGAS COM A CARREGADEIRA FRONTAL

ATENÇÃO
Opere sempre em terrenos firmes e planos onde
não hajam obstáculos.

IMPORTANTE: Para elevar uma carga não poderá


utilizar outro sistema além do sistema equipado
com válvulas de segurança. Consulte o seu conces-
sionário.
Caçamba da carregadeira –
com olhal de elevação
O olhal de elevação é o único ponto na caçamba da
carregadeira frontal por onde é possível elevar car-
gas. A caçamba da carregadeira também tem de
estar em posição de descarga.
Caçamba da carregadeira –
F37108-2
sem olhal de elevação
Se a caçamba da carregadeira frontal não for forne- 76
cido com um olhal de elevação, consulte o seu Con-
cessionário.
NOTA: A instalação de um olhal de elevação tem de
ser inspecionada e aprovada, pelas autoridades
competentes.
É obrigatório respeitar os valores indicados na
tabela de carga máxima autorizada.
Não exceda a carga máxima de elevação.
A carga máxima autorizada é 1000 kg.
Estabilize a carga a alguns centímetros do solo para
que esteja equilibrada antes de proceder com a
operação de elevação.
Os movimentos devem ser suaves e positivos. Des-
locar rápido significa fazê-lo de forma brusca.
77
Não permita a presença de outras pessoas no raio
de trabalho da máquina.
Quando deslocar uma carga, certifique-se que:
• mantém a caçamba o mais próximo possível do
solo;
• deslocar sempre a baixa velocidade;
• manobrar os comandos de forma suave para
obter deslocamento e movimento precisos.

121
SEÇÃO 3

CARGAS MÁXIMAS DE ELEVAÇÃO COM OS GARFOS PARA MONTAGEM NA CAÇAMBA


(SE EQUIPADO)

ATENÇÃO
Não exceda a carga máxima de trabalho da carre-
gadeira. Assegure-se de que respeita as normas lo-
cais de “elevação”; em caso de dúvida, contate o
seu Concessionário.

IMPORTANTE: Quando utilizar os garfos com a


caçamba 4x1 opcional, certifique-se de que as
mandíbulas da caçamba estão fechadas quando
tentar elevar uma carga. Não tente abrir as mandí-
bulas da caçamba carregadas.
A máquina deve ser colocada em terreno plano e
nivelado.
A caçamba da carregadeira deve estar equipada
com os garfos.
Os garfos devem estar na posição horizontal.

122
OPERAÇÃO DA RETROESCAVADEIRA

ELEVAR CARGAS COM A RETRO

ATENÇÃO
A elevação de cargas deve ser efetuada de acordo
com as instruções indicadas neste manual e respei-
tando as normas em vigor.

Para proceder à elevação de cargas é obrigatório


que a máquina esteja equipada com válvulas de
segurança, com um olhal de elevação de cargas e
com uma tabela dos pesos admissíveis que corres-
ponda ao modelo da máquina e ao braço e lança
que a equipam.
IMPORTANTE: Para elevar uma carga não poderá
utilizar outro sistema além do sistema equipado
com válvulas de segurança. Consulte o seu con-
cessionário.
Certifique-se de que a distância entre o eixo da
retro e o olhal de elevação não ultrapassa um raio
de 3,40 m para cargas de peso igual ou inferior a
1000 kg.
Caso sejam elevadas cargas, são necessárias algu-
mas precauções.
Desloque a máquina numa superfície nivelada e
firme.
Recolha totalmente a caçamba frontal e posicione-a
de forma que faça pressão no solo. Desça a caçam-
ba frontal até que as rodas dianteiras toquem ape-
nas no solo sem suportarem o peso da máquina. F36786-2

Desça os estabilizadores até que as rodas traseiras 78


toquem apenas no solo sem suportarem o peso da
máquina.
Se a máquina estiver equipada com lança extensí-
vel, é obrigatório que esta se encontre totalmente
recolhida e bloqueada com o pino.
O êmbolo do cilindro hidráulico da caçamba da
retroescavadeira deve estar completamente esten-
dido.
Utilize o ponto de elevação de carga (o olhal que se
encontra biela da retro) (nunca utilize outros pontos
para elevação de cargas). É proibido soldar gan-
chos ou argolas na base da caçamba.

79

123
SEÇÃO 3

Se a máquina não vier equipada com um olhal de


elevação na biela da retro, consulte o seu Conces-
sionário.
NOTA: A instalação de um olhal de elevação tem de
ser inspecionada e aprovada, pelas autoridades
competentes.
Tenha os ganchos e correntes em boas condições,
com capacidade para suportar a carga e com um
dispositivo eficiente.
Verifique se as válvulas de segurança funcionam
corretamente. De seis em seis meses deverá verifi-
car a pressão das válvulas de acordo com as instru-
ções do fabricante. Consulte o seu concessionário. 80
Verifique se a “Tabela dos pesos admissíveis” que
esta utilizando, corresponde ao tipo de máquina e
ao braço e à lança que a equipam.
É essencial que os valores indicados na "Tabela dos
pesos admissíveis" sejam respeitados.
Não permita a presença de outras pessoas no raio
de trabalho da máquina.
Utilize os comandos gradualmente para poder des-
locar a caçamba com precisão.

124
OPERAÇÃO DA RETROESCAVADEIRA

CARGAS MÁXIMAS DE ELEVAÇÃO COM A RETROESCAVADEIRA


É obrigatório respeitar os valores indicados na
tabela de carga máxima autorizada.
Consulte a seção 8 “Tabela das cargas máximas de
elevação com retroescavadeira”.
Esta tabela indica os pesos passíveis de ser eleva-
das a diferentes alcances, de acordo com o braço e
a lança montados na máquina.
A máquina deve ser colocada em terreno plano e
nivelado.
A caçamba frontal e os estabilizadores devem fazer
pressão sobre o solo e a máquina deve estar nive-
lada.
É obrigatório que a retro se encontre no eixo central
da máquina.
A lança extensível (se equipada), deverá estar total-
mente recolhida e bloqueada mecanicamente.
As cargas são indicadas em kg, para uma máquina
sem caçamba retro, com o cilindro da lança total-
mente estendido e com as seguintes margens de
segurança:
• 33% para estabilidade,
• 15% tendo em conta o limite do hidráulico, com o
olhal do cilindro da caçamba da retro como ponto
de elevação.
Se a caçamba da retro estiver montada na máqui-
na, deverá subtrair-se o peso da caçamba aos valo-
res dados.
Os alcances são dados a partir do eixo de rotação
da retro e a altura é do ponto de elevação.
NOTA: Os pesos indicados são válidos para todas
as alturas e respectivo alcance.

125
SEÇÃO 3

COMO IÇAR A MÁQUINA


IMPORTANTE: Antes de içar a máquina, é essen-
cial colocar a retro na posição de deslocamento em
estrada.
Os pontos de içamento da máquina estão sinaliza-
dos com decalques.
IMPORTANTE: Nunca utilize outros pontos de iça-
mento para além dos indicados.
Utilize ganchos adequados para elevar a máquina.
Certifique-se de que os ganchos estão em perfeitas
condições e têm capacidade para suportar o peso
da máquina. F36794-2

ATENÇÃO 81
Não permita a presença de outras pessoas no raio
de trabalho da máquina. Nunca passe com a máqui-
na por cima das pessoas que se encontram nas pro-
ximidades.

126
OPERAÇÃO DA RETROESCAVADEIRA

TRANSPORTE DA MÁQUINA (EM UM CAMINHÃO)


DESCARGA
ATENÇÃO
Retire os calços e as correntes de fixação.
A máquina pode deslizar e cair da carreta ou das
rampas e provocar acidentes graves. Certifique-se Suba a carregadeira frontal para levantar a caçam-
de que a carroceria da carreta e as rampas estão ba alguns centímetros do estrado da carreta.
limpas. Antes de ser carregada, a máquina deve es- Destrave o freio de estacionamento e coloque a ala-
tar alinhada com a carreta. vanca de mudanças de marcha na primeira veloci-
dade.
Antes de proceder ao transporte da máquina, certi- Coloque marcha ré, ao mesmo tempo eleve a carre-
fique-se de que conhece as normas de segurança e gadeira frontal para afastar a caçamba alguns cen-
as regulamentações em vigor. Verifique se a carreta tímetros da carroceria da carreta.
e a máquina dispõem do equipamento de seguran- Volte a colocar os espelhos retrovisores na sua
ça necessário. posição original.
IMPORTANTE: Durante as operações de carga e
descarga máquina, os pedais do freio necessitam
ser bloqueados em conjunto.

CARREGAR A MÁQUINA
Coloque alguns calços por trás das rodas da car-
reta e coloque as rampas de ampliação da carreta
(caso existam).
Coloque a retro na posição de deslocamento em
estrada.
Levante a caçamba frontal aproximadamente 20 cm
acima das rampas.
Coloque a alavanca de mudanças de marchas na
primeira velocidade e desloque a máquina cuidado-
samente para cima da carreta.
Desça a caçamba frontal de forma que assente na
carroceria da carreta.
Acione o freio de estacionamento e coloque as ala-
vancas da direção de deslocamento e das mudan-
ças em posição de neutro.
Desligue o motor e tire a chave da ignição.
Certifique-se de que as janelas, portas e tampa do
motor estão corretamente fechados e travados.
Vire os espelhos retrovisores para dentro.
Coloque calços e utilize correntes para imobilizar a
máquina e a caçamba frontal na carreta.
Meça a distância do solo ao ponto mais alto da
máquina. Deverá saber a altura total permitida.
NOTA: Após alguns quilometros, verifique se a
máquina se deslocou e se as correntes ainda se
encontram firmes.

127
SEÇÃO 3

REBOQUE DA MÁQUINA
NOTA: Os instrumentos representados poderão
não corresponder exatamente aos instrumentos
presentes na sua máquina.

ATENÇÃO
O reboque é uma operação delicada que é sempre
efetuada por conta e risco do usuarios. As garantias
do fabricante não abrangem os incidentes ou aci-
dentes que ocorram durante o reboque da máquina.
Sempre que possível, efetue os reparos no local
sem rebocar a máquina.

ATENÇÃO
A máquina deve ser rebocada muito lentamente (8
km/h no máximo) e por uma distância curta, apenas
quando for inevitável.

ATENÇÃO
Todas as operações de reboque requer o uso de
uma barra de reboque.

ATENÇÃO
Quando rebocar a máquina, o operador deve ser a
única pessoa na máquina. Certifique-se de que de
não se encontram outras pessoas na máquina ou
no seu raio de trabalho.

A retroescavadeira só deve ser rebocada quando


for impossível deslocá-la pelos seus próprios meios.
Previamente, certifique-se de que o reboque não
vai agravar a falha da máquina.
Sempre que possível efetue a reparação no local ou
consulte o seu Concessionário.
Se a máquina estiver na via pública, certifique-se de
que não perturba o trânsito. Se não puder evitar
esta situação, coloque sinalizações em conformi-
dade com as normas em vigor.
Se for necessário rebocar a máquina com o motor
desligado, deverá desacoplar os eixos da transmis-
são da direção nas quatro rodas dianteira e traseira.

128
OPERAÇÃO DA RETROESCAVADEIRA

Antes de rebocar, efetue os seguintes procedimen-


tos:
Verifique se é possível utilizar a direção.
Verifique se a alavanca de direção do deslocamento
(1) está em posição de neutro. 1

F36814-2

82
Coloque a alavanca de mudanças de marchas (2)
em posição de neutro.

3
1
4
2

1 3
N
2 4

F36815-2

83

ATENÇÃO
Se o motor não estiver funcionando, a força neces-
sária para virar o volante será maior.

Para rebocar a máquina, coloque uma barra de


reboque num dos pontos de engate mostrados nos
decalques.

F36794-2

84
Certifique-se de que as caçambas estão suficiente-
mente levantadas para evitar que interfiram com o
solo ou com a carreta.
Se não for possível levantar as caçambas o sufi-
ciente para evitar a interferência, é necessário
removê-las.

F36795-2

85

129
SEÇÃO 3

NOTAS

130
SEÇÃO 4
LUBRIFICAÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES
TABELA RESUMIDA DE LUBRIFICAÇÃO
FLUIDOS RECOMENDADOS E ESPECIFICAÇÕES QUANTIDADE
MODELOS
APLICAÇÕES NEW HOLLAND INTERNACIONAIS Litros
ÓLEO DO MOTOR
aspirado com filtro
Ambra Master Gold HSP (15W40) API CI-4 / CH-4 13,6
turbo com filtro
SISTEMA DE ARREFECIMENTO
Ambra Agriflu anticongelante 40% água 60% NH 900 A TODOS 18
SISTEMA HIDRÁULICO
Ambra HiTech 68 ISO VG 68 TODOS 118
TRANSMISSÃO (2WD)
Ambra Multi G NH 410 B SAE 10W30 TODOS 17
TRANSMISSÃO (4WD)
Ambra Multi G NH 410 B SAE 10W30 TODOS 19,4
EIXO DIANTEIRO (2WD)
Ambra Multi G NH 410 B SAE 10W30 Cada 0,2
EIXO DIANTEIRO (4WD)
Diferencial 6,5
Ambra Multi G NH 410 B SAE 10W30
Redutor da roda (cada) 0,7
EIXO TRASEIRO (2WD)
TRX 80W-140 SAE 80W-140, API GL-4 TODOS 17
COMBUSTÍVEL
Diesel decantado e filtrado TODOS 135
PINOS GRAXEIROS
Ambra GR 75MD NH720 NLGI 2 TODOS O necessário
BRAÇO TELESCÓPICO
Ambra GR 75MD NH720 NLGI 2 TODOS O necessário
COMPRESSOR DO AR CONDICIONADO
Óleo PAG SP 20 TODOS 240 cm3

131
SEÇÃO 4

COMBUSTÍVEL
Verifique junto ao forcecedor de combustível quanto ao tipo correto para clima frio.
Use combustível de grau Nº2. O uso de outros tipos de combustível podem resultar em perda de potência do
motor e alto comsumo de combustível.
Em clima frio, o uso de uma mistura de combustível Nº1 e Nº2 é aprovada. Consulte um fornecedor de com-
bustível. Algumas misturas de combustível para clima frio podem resultar em perda de potência do motor.
Se a temperatura cair abaixo do ponto de cera do combustível (ponto no qual começa a formar-se cera) os
cristais de cera podem causar a perda de potência ou impedir a partida do motor.
Sempre abasteça o reservatório de combustível ao final do dia de trabalho, a fim de impedir a formação de
condensação que ocorre no período da noite.
Verifique se há água no sistema de combustível. Baixas temperaturas podem causar a formação de conden-
sação no reservatório de combustível. Verifique e drene o filtro e o reservatório de combustível quanto à água
conforme necessário.

PRECAUÇÕES NO MANUSEIO DE ARMAZENAMENTO DE COMBUSTÍVEL


COMBUSTÍVEL O armazenamento do combustível por longos perío-
• Não fume nem permita chamas durante o abas- dos de tempo, pode levar ao acumulo de sedimen-
tecimento ou próximo às operações de abasteci- tos, sujeira e condensação. Muitos problemas no
mento de combustível. motor estão ligados a presença de água ou sujeira
• Nunca remova a tampa do bocal de combustível no combustível devido a esses períodos de armaze-
ou reabasteça a máquina com o motor em funcio- namento prolongados. Com a finalidade de manter
namento ou quente. Nunca deixe que combustí- o combustível fornecido em tambores o mais puro
vel seja derramado em componentes quentes da possível, recomenda-se:
máquina. Nunca derrame combustível no meio • O reservatório de armazenagem deve ser colo-
ambiente. cado do lado externo e a temperatura do com-
• Para evitar o derramamento de combustível, bustível deve ser mantida o mais baixo possível.
quando for abastecer o reservatório, controle o • O suporte do tambor (cavalete) dever ser colo-
bico da mangueira de abastecimento. cado em local protegido do sol e de rajadas de
• Não encha completamente o reservatório de vento.
combustível até o topo. Deixe espaço para a • O tambor dever ficar inclinado de maneira que
expansão. haja uma diferença de nível, ficando a torneira na
• Limpe imediatamente o combustível derramado e parte mais alta para permitir o assentamento de
descarte o material contaminado de maneira água e impurezas eventualmente existentes no
adequada, sem prejudicar o meio ambiente. combustível.

• Aperte firmemente a tampa do reservatório de • Ao abrir a torneira, não se deve mover o tambor,
combustível. Se perder a tampa do bocal de a fim de evitar a utilização do combustível conta-
combustível, ou se a mesma se danificar, substi- minado por impurezas depositadas em conseqü-
tua apenas por uma tampa genuína que tenha ência da inclinação.
sido aprovada pelos fabricantes. O uso de uma • Se não houver filtro no tubo de saída, um funil
tampa não aprovada sem a ventilação adequada com uma tela fina deverá ser utilizada.
poderá resultar em pressurização do reservató- • O tambor não dever ser de chapa galvanizada.
rio. Nunca se deve utilizar recipiente feito de chapa
• Limpe a área da tampa do bocal/filtro. galvanizada para óleo combustível, pois este
• Nunca utilize combustível para finalidades de lim- sofre uma reação química ao entrar em contato
peza. com o revestimento de zinco, produzindo uma
substância viscosa que obstrui os filtros e em
• Use um combustível com a classificação ade- pouco tempo prejudica a bomba e os injetores.
quada para funcionamento na estação do ano
em questão. • Drene a água e impurezas regularmente.

• Mantenha o equipamento com manutenção ade-


quada.
ATENÇÃO
Nunca misture diesel com gasolina.

132
LUBRIFICAÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES

RESERVATÓRIO DE COMBUSTÍVEL
O reservatório de combustível (1) está localizado do
lado esquerdo por baixo da cabine.
NOTA: Capacidade do reservatório 135 litros.
Para abastecer com combustível através da tampa
(2).
Com o tempo frio, utilize um combustível adequado
à temperatura ambiente e reabasteça no final do dia
de trabalho para evitar a formação de condensação.
A tampa (2) só pode ser aberta com a chave da
ignição. Durante o fechamento do tanque de com-
bustível, assegure de que a tampa esteja correta-
mente encaixada antes de fechar.
1
ATENÇÃO
Nunca remova a tampa do bocal de combustível ou
reabasteça a máquina com o motor em funciona-
mento ou quente. Nunca deixe que combustível
seja derramado em componentes quentes da má-
quina. Nunca derrame combustível no meio am-
biente.
Não fume nem permita chamas durante o abasteci-
mento ou próximo às operações de abastecimento
de combustível.

ÓLEO HIDRÁULICO
O óleo hidráulico não é solúvel em água, isto pode
causar condensação de água no reservatório. Por
esse motivo, drene periodicamente a água conden-
sada, especialmente se a máquina não tiver sido
utilizada durante um longo período de tempo. Des-
carte o líquido retirado da mesma maneira que fluí-
do usado.

RESERVATÓRIO DE ÓLEO HIDRÁULICO

ATENÇÃO
Nunca descarte óleo hidráulico no meio ambiente.

O reservatório de óleo hidráulico (1) está localizado


no lado direito da máquina, abaixo da cabine.
NOTA: Capacidade do Sistema Hidráulico
118 litros.
O nível de óleo pode ser verificado através do visor
(3). Para abastecer com óleo hidráulico remova a
tampa (2) com uma chave especial fornecida com a
máquina.

133
SEÇÃO 4

INSTRUÇÕES DE SEGURANÇA
Proceda às verificações e operações de manuten-
ção apenas depois de ter lido e compreendido as
instruções e os avisos contidos neste manual.

ATENÇÃO
Manutenção, reparos e lubrificação realizados de
forma inadequada podem causar acidentes com ris-
co de lesões graves ou até mesmo morte. Se não
entender os procedimentos, consulte um Conces-
sionário.

Assegure-se de que conhece a posição e o funcio-


namento de cada comando. A operação incorreta
dos comandos pode provocar danos físicos graves.
Qualquer modificação nesta máquina sem autoriza-
ção prévia poderá ocasionar ferimentos graves. Não
faça nenhuma modificação sem autorização. Con-
sulte um Concessionário.
Respeite cuidadosamente os intervalos de manu-
tenção indicados neste manual.
IMPORTANTE: Se utilizar a máquina em condições
particularmente difíceis (em ambientes com muito
pó ou corrosivos, etc.), deverá encurtar os interva-
los de manutenção.
Antes de proceder a qualquer operação na máqui-
na, vista roupas justas e utilize dispositivos de segu-
rança pessoal adequados à operação que vai
executar:
• capacete;
• calçado de segurança;
• luvas de proteção;
• vestuário com bandas refletoras;
• vestuário impermeável.
Se as condições de ambiente o requererem, mante-
nha o equipamento pessoal de segurança em
mãos: 3
• respiradores (ou máscaras antipoeira);
• tampões auditivos ou protetores auriculares;
• óculos com viseira lateral ou máscaras para pro-
teção dos olhos.
Antes de proceder a qualquer operação de manu-
tenção, aguarde que o motor e todos os sistemas e
componentes hidráulicos arrefeçam.
Antes de proceder à lubrificação, limpe os pontos
de lubrificação.
Antes de abastecer com óleo, limpe a área em torno
das tampas e bocais.
Evite a entrada de pó e contaminantes no sistema
hidráulico ou nos componentes hidráulicos.

134
LUBRIFICAÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES

SEGURANÇA DA MÁQUINA
Antes de executar qualquer trabalho de manuten-
ção ou reparação nesta máquina, certifique-se das
condições de segurança.
Desloque a máquina para um superfície plana e
firme.
Apoie a carregadeira frontal no solo.
Coloque a retro na posição de deslocamento em
estrada.
Coloque a alavanca de direção de deslocamento e
das mudanças de marcha em ponto neutro.
Acione o freio de estacionamento para imobilizar a TB603001
máquina.
4
Suba totalmente os estabilizadores e bloqueie-os
de forma mecânica.
Desligue o motor e retire a chave da ignição (todas
as operações de manutenção devem ser realizadas
com o motor parado e a chave da ignição fora do
tambor).
Alivie a pressão do hidráulico acionando as alavan-
cas de comando em todas as direções.
Coloque calços por baixo das rodas para evitar que
a máquina se desloque.
NOTA: Para todas as operações de manutenção
que exijam a elevação da carregadeira frontal, ins-
tale a trava de segurança.

PESSOAL
O pessoal responsável pelas verificações e opera-
ções de manutenção deve possuir a formação
necessária para proceder a estas operações nesta
máquina ou em equivalentes.
Esta formação pode ser obtida em alguns dias de
instrução com um técnico, por exemplo, ou ao parti-
cipar num curso de formação lecionado por instruto-
res certificados.

135
SEÇÃO 4

HORAS DE TRABALHO E INTERVALOS


Uma das premissas do fabricante para satisfazer as
obrigações da garantia é a execução regular de
todas as operações de inspeção, manutenção e
reparação prescritas, de acordo com as instruções
dadas neste manual, assim como a utilização de
peças sobressalentes originais.
Durante o período da garantia, todos os trabalhos
de inspeção, manutenção e reparação, à excepção
da manutenção diária e semanal, devem ser execu-
tados pelo serviço de pós-venda de um concessio-
nário autorizado.
Para garantir o bom funcionamento e uma vida útil
prolongada da máquina e dos seus componentes,
foram definidos alguns intervalos para a execução
de operações de manutenção. Estes intervalos
devem ser rigorosamente respeitados.
Os intervalos de manutenção indicados neste
manual aplicam-se a condições normais de funciona-
mento. Se as condições de funcionamento forem
mais exigentes, os intervalos terão de ser reduzidos.

HORÍMETRO
Observe os intervalos de manutenção consultando
diariamente as horas de trabalho apresentadas no
horímetro, situado no painel de instrumentos lateral.
As horas são apresentadas no horímetro (1) locali-
zado na parte de baixo do tacômetro (2) do painel 10 20
de instrumentos lateral.
100
x100
x

0 30

1 2
TB604002

INTERVALOS
Os intervalos de manutenção e inspeção são variá-
veis.
Todas as operações são programadas de acordo
com o seguinte esquema:
• a cada 10 horas ou uma vez por dia, o que ocor-
rer primeiro;
• a cada 50 horas ou uma vez por semana, o que
ocorrer primeiro;
• a cada 250 horas ou uma vez de 3 em 3 meses, o
que ocorrer primeiro;
• a cada 500 horas ou uma vez de 6 em 6 meses, o
que ocorrer primeiro;
• a cada 1000 horas ou uma vez por ano, o que
ocorrer primeiro;
• a cada 2000 horas ou uma vez de 2 em 2 anos, o
que ocorrer primeiro.

136
LUBRIFICAÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES

TABELA DE LUBRIFICAÇÃO E MANUTENÇÃO


Intervalos de Manutenção

Aliviar Pressão
Verificar Nível
e Completar

Inspecionar

Substituir /
Manutenção

Verificar e

Verificar e
Lubrificar

Apertar
Ajustar
Limpar

Purgar
Trocar
Retroescavadeira
Inspeção geral 1000 10
Cabine
Inspeção geral 250
Parafusos de fixação da cabine 250
Funcionalidade dos comandos e lâmpadas 10
Líquido do lavador de parabrisas 10
Assento do operador e cinto de segurança 250
Suspensões do assento do operador e trilhos 50
Extintor 1000
Dobradiças das portas 50
Motor a diesel e sistema de combustível
Folga da válvula 1000
Filtro do respiro 500
Turbocompressor CN CN
Óleo do motor 10 500
Filtro do óleo do motor 500
Correia do motor 10 1000
Pré-filtro do combustível 500 50
Filtro de combustível 500 50
Reservatório de combustível 10 250
Sistema de combustível 500
Sistema de refrigeração
Líquido de arrefecimento 10 2000
Radiador 250
Condensador 250
Linhas do sistema 250
Sistema de admissão de ar
Pré-filtro (se equipado) CN
CN*
Elemento do filtro primário CN*
1000*
CN*
Elemento do filtro secundário
1000*

137
SEÇÃO 4

Intervalos de Manutenção

Aliviar Pressão
Verificar Nível
e Completar

Inspecionar

Substituir /
Manutenção

Verificar e

Verificar e
Lubrificar

Apertar
Ajustar
Limpar

Purgar
Trocar
Elementos da transmissão
1000
Transmissão – Óleo 250
(B)
Transmissão – Filtro 1000
Transmissão – Respiro 1000
Eixo dianteiro (4WD) 250 (B) 50 1000
Eixo dianteiro – Redutores 250 (B) 1000
Eixo dianteiro – Válvula de respiro (4WD) 250
Eixo dianteiro – Articulação (2WD-4WD) 50
Eixo traseiro 250 (B) 1000
Eixo traseiro – Válvula de respiro 250
Graxeiras dos cardans 250
Pneus CN
Pneus – pressão 50
Rodas – Porcas 10
Rodas – Convergência CN CN
Sistema de freios
Freio de serviço 10
Freio de estacionamento 10
Alavanca do pedal do freio 1000
Óleo do sistema hidráulico
Reservatório do óleo hidráulico 10 1000
Respiro / tampão de enchimento 250
Cilindros hidráulicos 1000
Linhas do sistema CN 10 CN
Filtro de óleo hidráulico 1000

138
LUBRIFICAÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES

Intervalos de Manutenção

Aliviar Pressão
Verificar Nível
e Completar

Inspecionar

Substituir /
Manutenção

Verificar e

Verificar e
Lubrificar

Apertar
Ajustar
Limpar

Purgar
Trocar
Sistema elétrico
Luzes – lâmpadas 10 CN
Fusíveis CN
Bateria CN
Bateria – Carga 1000
Bateria – Terminais 250 250
Motor de partida 1000
Alternador 10
Sistema do ar condicionado
Funcionamento 50
Serpentina do Aquecedor 250
Tensão / condições da correia do compressor do A/C 250
Evaporador do A/C 250
Acessório
Pinos – Articulações 10
Estabilizadores – Folga 250
Braço telescópico – Calhas 50
Braço telescópico – Afinação 250
Caçambas – dentes CN
Caçambas – Nivelamento CN CN

(A): troca de óleo após as 100 primeiras horas de operação.


(B): verifique o nível após as 50 primeiras horas de operação.
CN: Conforme Necessário
* Trocar os elementos do filtro de ar a cada 1000 horas de operação ou quando o indicador de restrição do fil-
tros de ar acender, ou a cada ano, o que ocorrer primeiro.

139
SEÇÃO 4

MANUTENÇÃO A CADA 10 HORAS


VERIFICAÇÕES ANTES DA PARTIDA DO MOTOR E
ANTES DE CADA TURNO DE TRABALHO

Aliviar Pressão
Verificar Nível
e Completar

Inspecionar

Substituir /
Verificar e

Verificar e
Lubrificar
PONTOS DE MANUTENÇÃO

Apertar
Ajustar
Limpar

Purgar
Trocar
Inspeção geral da máquina 10
Freio de serviço 10
Freio de estacionamento 10
Luzes – lâmpadas 10
Funcionalidade dos comandos e lâmpadas 10
Correia do motor 10
Sistema hidráulico – Tubulação 10
Óleo do motor – Nível 10
Reservatório do óleo hidráulico – nível 10
Reservatório de combustível – nível 10
Líquido de arrefecimento – nível 10
Líquido do lavador de parabrisas – Nível 10
Rodas – Porcas 10
Implementos – Pinos e articulações 10
Alternador 10

INSPEÇÃO GERAL DA MÁQUINA


Antes de operar a máquina, é recomendável efetuar uma inspeção geral.
Verifique externamente a máquina e os implementos de trabalho, procurando eventuais rupturas ou danos
nos componentes ou estrutura. Caso encontre algum problema, dirija-se a uma oficina autorizada para os
reparos necessários.
Substitua as peças danificadas ou excessivamente gastas por peças novas originais.
Mantenha a máquina limpa retirando diariamente a sujeira que se acumula durante o trabalho.

FREIO DE SERVIÇO FREIO DE ESTACIONAMENTO


Antes de iniciar um trabalho com a máquina, é Caso seja verificada uma redução do efeito de fre-
recomendável verificar se o freio de serviço está nagem, verifique a espessura das pastilhas de freio
funcionando corretamente. e, se necessário, contate o serviço de pós-venda.
Desloque a máquina para uma superfície plana e
firme.
Apoie a carregadeira frontal no solo.
Coloque a retro na posição de deslocamento em
estrada.
Coloque a alavanca de direção de deslocamento e
das mudanças de marcha em ponto neutro.
Acione o freio de estacionamento para imobilizar a
máquina.
Desligue o motor e retire a chave da ignição.
Pressione o pedal do freio de 10 a 15 vezes.
O sistema de freio está descarregado se, ao pres-
sionar o pedal, não se fizer sentir uma resistência
significativa.

140
LUBRIFICAÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES

LUZES
Antes de usar a máquina é recomendável verificar
se todas as luzes estão limpas e a funcionar corre-
tamente.

FUNCIONALIDADE DOS COMANDOS E LÂMPADAS


Antes de iniciar um trabalho com a máquina, é reco-
mendável verificar se todos os comandos, instru-
mentos e lâmpadas no compartimento do operador
estão funcionando corretamente.
Caso seja detectado algum problema, pare a
máquina e localize sua causa.

CORREIA DO MOTOR – VERIFICAÇÃO


Desloque a máquina para uma superfície plana e
firme.
Levante a carregadeira frontal e instale a trava de
segurança.
Coloque a retro na posição de deslocamento em
estrada.
Coloque a alavanca de direção de deslocamento e
das mudanças de marcha em ponto neutro.
Acione o freio de estacionamento para imobilizar a
máquina.
Desligue o motor e tire a chave da ignição. TB604001

Abra a tampa do motor e levante-a, em seguida blo- 6


queie a mesma na posição aberta com o bloqueio
de segurança.
Verifique o estado da correia do motor (1).
Substitua-a se tiver sinais de desgaste ou estiver
danificada.

IMPORTANTE: A correia não deve ficar demasiado


esticada (desgaste prematuro dos rolamentos) nem
demasiado frouxa (desgaste prematuro da correia).
Destrave o bloqueio de segurança e feche a tampa
do motor.
Tire a trava de segurança e desça a carregadeira
frontal. TB604003

141
SEÇÃO 4

SISTEMA HIDRÁULICO – TUBOS


Verifique as linhas do sistema hidráulico a respeito
de eventuais vazamentos.
Repare imediatamente todos os vazamentos de
óleo hidráulico para evitar a perda de óleo e possí-
veis danos devido à entrada de contaminantes no
sistema. Ao verificar se existem vazamentos no sis-
tema hidráulico, ligue o motor e deixe-o a trabalhar
a 1200-1500 rpm.
Retire e instale as novas mangueiras imediata-
mente caso sofram algum corte, apresentem bolhas
na superfície ou apresentem vazamentos.

ATENÇÃO
Se forem detectados vazamentos, pare o motor, li-
berte a pressão do sistema hidráulico e substitua a
mangueira. Não desaperte tubos e conexões sem li-
bertar primeiro a pressão do sistema hidráulico.

Se substituir algum tubo metálico ou mangueira,


efetue os procedimentos a seguir.
Solte as conexões (1) e retire o tubo e, em seguida,
retire e elimine o retentor O-ring (2).
Mergulhe o novo O-ring em óleo hidráulico limpo
antes de instalá-lo. Instale o novo O-ring (2) na
conexão (1) e, se necessário, mantenha-o na posi-
ção com vaselina.
Monte o novo tubo metálico ou mangueira e aperte
a conexão com os dedos, segurando no tubo para
que não gire. A torção do tubo pode danificar o O-
ring.
Utilizando duas chaves adequadas, aperte as cone-
xões de acordo com a especificação. 8

IMPORTANTE: Ao substituir ou montar uma man-


gueira ou tubo, certifique-se de que todos os ele-
mentos estão perfeitamente limpos e sem qualquer
contaminação. Se não garantir uma limpeza abso-
luta, poderá ocorrer vazamentos no tubo depois da
instalação ou danos em outros componentes do sis-
tema hidráulico.
Para assegurar que nenhum vazamento ocorra na
montagem, é importante que o torque de aperto das
conexões seja o correto.
Ao substituir um tubo, é necessário purgar o ar do
sistema. Para tal, deixe o motor funcionar a 1200-
1500 rpm, acionando simultaneamente os coman-
dos da carregadeira e da retro durante 15 minutos 9
ou até o ar ter sido purgado do sistema.

142
LUBRIFICAÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES

ÓLEO DO MOTOR – NÍVEL


Desloque a máquina para uma superfície plana e
firme.
Levante a carregadeira frontal e instale a trava. de
segurança.
Coloque a retro na posição de deslocamento em
estrada.
Coloque a alavanca de direção de deslocamento e
das mudanças de marcha em ponto neutro.
Acione o freio de estacionamento para imobilizar a
máquina.
Desligue o motor, espere que se arrefeça e tire a TB604001
chave da ignição.
10
Alivie a pressão residual do sistema hidráulico acio-
nando as alavancas de comando em todas as dire-
ções.
Coloque calços por baixo das rodas para evitar que
a máquina se desloque.
Abra a tampa do motor e levante-a, em seguida blo-
queie a mesma na posição aberta com o bloqueio
de segurança.
Retire a vareta (1), limpe-a com um pano limpo e 2
volte a colocá-la empurrando até ao fundo, em
seguida, retire-a novamente.
1

TB604402

11
Se o nível do óleo estiver abaixo da marca de nível
mínimo, tire o tampão (2) e adicione óleo até à
marca de nível máximo indicada na vareta.
Volte a apertar o tampão de enchimento (2).
Destrave o bloqueio de segurança e feche a tampa
do motor.

1
Tire a trava de segurança e desça a carregadeira
frontal.

F27034-2

12

143
SEÇÃO 4

RESERVATÓRIO DO ÓLEO HIDRÁULICO – NÍVEL


Desloque a máquina para uma superfície plana e
firme.
Apoie a carregadeira frontal no solo.
Coloque a retro na posição de deslocamento em
estrada.
Coloque a alavanca de direção de deslocamento e
das mudanças de marcha em ponto neutro.
Acione o freio de estacionamento para imobilizar a
máquina.
Desligue o motor e tire a chave da ignição.
Alivie a pressão residual do sistema hidráulico acio- TB603001

nando as alavancas de comando em todas as dire- 13


ções.
Verifique o nível de óleo hidráulico no reservatório
(2) com o indicador de nível (1), depois de aguardar
que o óleo arrefeça até à temperatura ambiente.
O nível de óleo hidráulico deve chegar, pelo menos,
até meio do indicador (1), complete, se necessário.
IMPORTANTE: Mesmo quando o nível de óleo é
baixo, pode ver-se uma pequena quantidade de
óleo hidráulico na parte inferior do visor. Todavia,
isto não significa que o nível do óleo seja suficiente.

14

144
LUBRIFICAÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES

RESERVATÓRIO DE COMBUSTÍVEL – NÍVEL

ATENÇÃO
Nunca fume ou aproxime chamas do reservatório
de combustível.
O combustível pode causar irritação na pele; use lu-
vas ou aplique um creme protetor.
Nunca retire a tampa ou reabasteça o reservatório
com o motor em funcionamento.
Antes de reabastecer o reservatório, limpe a área
em torno da tampa de enchimento para prevenir a
entrada de corpos estranhos no reservatório. Após
reabastecer feche a tampa.
Não derrame combustível e não permita que este
penetre no solo, isso pode causar danos ao meio
ambiente.
Limpe imediatamente o combustível derramado ,
caso ocorra, com um pano limpo ou com substân-
cias absorventes cumprindo os regulamentos am-
bientais.

Desloque a máquina para uma superfície plana e


firme.
Apoie a carregadeira frontal no solo.
Coloque a retro na posição de deslocamento em
estrada.
Coloque a alavanca de direção de deslocamento e
das mudanças de marcha em ponto neutro.
Acione o freio de estacionamento para imobilizar a
máquina.
Desligue o motor e tire a chave da ignição.
Aguarde até a máquina arrefecer.
Verifique a quantidade de combustível no reservató-
rio, observando o indicador de nível (1) no painel de
instrumentos lateral.
Complete, se necessário.
10 20

x100
x 100

0 30

1
TB604004

15

145
SEÇÃO 4

LÍQUIDO DE ARREFECIMENTO – NÍVEL


Desloque a máquina para uma superfície plana e
firme.
Apoie a carregadeira frontal no solo.
Coloque a retro na posição de deslocamento em
estrada.
Coloque a alavanca de direção de deslocamento e
das mudanças de marcha em ponto neutro.
Acione o freio de estacionamento para imobilizar a
máquina.
Desligue o motor e tire a chave da ignição.
Aguarde até a máquina arrefecer. TB603001

Abra a tampa do motor e levante-a, em seguida blo- 16


queie a mesma na posição aberta com o bloqueio
de segurança.
Verifique o nível do líquido de arrefecimento, verifi-
cando diretamente o reservatório (1).
O nível do reservatório do líquido de arrefecimento
(1) deve estar entre as duas marcas. Se necessário,
retire a tampa (2) e adicione mais líquido de arrefe-
cimento.

ATENÇÃO
Não abra a tampa do reservatório do líquido de ar-
refecimento com o sistema quente, o líquido de ar-
refecimento ao ferver pode espirrar. Deixe o
sistema arrefecer completamente antes de retirar a
tampa.
17

146
LUBRIFICAÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES

LÍQUIDO DO LAVADOR DE PARABRISAS – NÍVEL (VERSÃO TOLDO ROPS/FOP)


Desloque a máquina para uma superfície plana e
Firme.
Certifique-se que a máquina está em condições
seguras.
Desligue o motor e tire a chave da ignição.
Para verificar o nível do líquido do limpador/lavador
de parabrisas, verifique diretamente o reservatório
através da tampa (1).
Complete, se necessário.
NOTA: Não retire o tubo de borracha pois a presen-
ça do líquido poderia provocar danos no motor elé-
trico.

TB604006

18

RODAS – TORQUE DE APERTO DAS PORCAS


Desloque a máquina para uma superfície plana e
firme.
Apoie a carregadeira frontal no solo.
Coloque a retro na posição de deslocamento em
estrada.
Coloque a alavanca de direção de deslocamento e
das mudanças de marcha em ponto neutro.
Acione o freio de estacionamento para imobilizar a
máquina.
Desligue o motor e tire a chave da ignição.
Verifique o aperto das porcas (1) das rodas.
Dianteiras (2WD/4WD) .......................260 - 300 Nm
Traseiras (2WD/4WD) .........................410 - 450 Nm

19

147
SEÇÃO 4

IMPLEMENTO DE TRABALHO – LUBRIFICAÇÃO


NOTA: O número de pontos de lubrificação pode
variar conforme os tipos de implementos instalados.

CARREGADEIRA FRONTAL
Pontos de lubrificação (1): 24

20

RETROESCAVADEIRA
Pontos de lubrificação (2): 30
2

2 2
21

148
LUBRIFICAÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES

MANUTENÇÃO A CADA 50 HORAS (OU SEMANALMENTE)

Aliviar Pressão
Verificar Nível
e Completar

Inspecionar

Substituir /
Verificar e

Verificar e
Lubrificar
PONTOS DE MANUTENÇÃO

Apertar
Ajustar
Limpar

Purgar
Trocar
Filtro de combustível 50
Pneus – pressão 50
Sistema do ar condicionado 50
Dobradiças das portas 50
Eixo dianteiro 50
Braço telescópico 50
Trilhos do assento do operador 50 50

FILTRO DE COMBUSTÍVEL – PURGA


Desloque a máquina para uma superfície plana e
firme.
Apoie a carregadeira frontal no solo.
Coloque a retro na posição de deslocamento em
estrada.
Coloque a alavanca de direção de deslocamento e
das mudanças de marcha em ponto neutro.
Acione o freio de estacionamento para imobilizar a
máquina.
Desligue o motor e tire a chave da ignição.
Aguarde o tempo necessário para o motor e o sis-
tema de combustível arrefecerem.
Coloque um recipiente debaixo do filtro.

ATENÇÃO
Evite danos nas linhas de alta pressão do combus-
tível, pois a liberação de combustível pode ser mui-
to perigosa.

Afrouxe a porca de purga (1) na parte inferior do fil-


tro separador de água do combustível.
Purgue a água do filtro até começar a sair combus-
tível. Aperte a porca de purga (1).

1 TB604005-B

22

149
SEÇÃO 4

PNEUS – VERIFICAÇÃO DE PRESSÃO

ATENÇÃO
O estouro do pneu e/ou peças do aro podem causar
ferimentos ou morte. Verifique regularmente o esta-
do dos pneus e observe sempre a sua pressão de
enchimento.
Antes de efetuar a calibração, certifique-se de que
os pneus, aros e seus componentes não estão da-
nificados, não apresentam corpos estranhos e es-
tão devidamente fixados.
Verifique a pressão apenas com os pneus frios;
quando os pneus estão quentes, os valores detec-
tados são superiores.
Calibre os pneus apenas com ar comprimido normal.
Nunca utilize gases inflamáveis: perigo de explo-
sões!
Ao calibrar os pneus, mantenha-se afastado da
ÁREA DE PERIGO, certifique-se de que não haja
outras pessoas nela e observe constantemente o
manómetro de pressão do dispositivo de enchimen-
to para não exceder a pressão recomendada. Se
disponível, coloque uma caixa de segurança em tor-
no do pneu.
Sempre use a pressão correta de ar e siga as ins-
truções deste manual para calibragem ou manuten-
ção dos pneus.

Uma pressão muito baixa pode reduzir a estabili-


dade da máquina e sobreaquecer os pneus,
podendo causar:
• fratura nos pneus;
• dano na garra do pneu;
• dano interno;
• desgaste irregular e menor vida útil.
Uma pressão excessiva implica uma maior sensibili-
dade aos danos em caso de choques e, em condi-
ções extremas, o aro pode ficar deformado ou o
pneu pode estourar.

ATENÇÃO
A pressão de enchimento dos pneus varia conforme
a carga aplicada sobre os eixos.
23

150
LUBRIFICAÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES

PROCEDIMENTO DE ENCHIMENTO
Desloque a máquina para uma superfície plana e
firme.
Apoie a carregadeira frontal no solo.
Coloque a retro na posição de deslocamento em
estrada.
Coloque a alavanca de direção de deslocamento e
das mudanças de marcha em ponto neutro.
Acione o freio de estacionamento para imobilizar a
máquina.
Desligue o motor e tire a chave da ignição.
Antes de inflar o pneu, instale a roda corretamente
na máquina ou coloque a roda em um dispositivo de
segurança (gaiola de calibragem do pneu).
Certifique-se de usar uma proteção para o rosto.
Posicione-se atrás da banda de rodagem do pneu e
certifique-se que ninguém esteja ao lado do pneu,
antes de começar a inflar.
Introduza o bico de encaixe automático do disposi-
tivo de enchimento (1) na válvula do pneu.
O dispositivo de enchimento está equipado com um
manómetro de pressão (2), que permite verificar o
valor de pressão assim que é ligado.
Se a pressão for inferior à indicada, proceda o
enchimento.

24

151
SEÇÃO 4

SISTEMA DE AR CONDICIONADO
Os componentes do sistema de ar condicionado
exigem intervalos regulares de manutenção. Res-
peite estes intervalos para assegurar o bom funcio-
namento e a máxima eficácia do ar condicionado.

ATENÇÃO
Nunca efetue qualquer reparação no circuito do ar
condicionado. Consulte uma oficina autorizada para
efetuar estes trabalhos.

NOTA: Ligue o ar condicionado pelo menos uma vez


por semana, mesmo que seja por um curto período.
O sistema de ar condicionado contém um refrige-
rante HFC 134a sujeito a normas estritas. Qualquer
avaria deve ser rapidamente resolvida.

ATENÇÃO
O gás refrigerante HFC 134a utilizado é um refrige-
rante com características de segurança.
Isto significa que este refrigerante não é inflamável,
explosivo, tóxico ou irritante e não tem sabor ou cor.
Contudo, é necessário ter algumas precauções.
Evite qualquer contato com o refrigerante. Se a pele
entrar em contato com o refrigerante, trate-a ime-
diatamente.
Use óculos para proteger os olhos. Se mesmo as-
sim o refrigerante entrar em contato com os olhos,
consulte imediatamente um médico.
Esvazie o sistema antes de realizar reparos. Não
derrame refrigerante na área de circulação. Use
apenas aspiradores aprovados para aspirá-lo.
Independentemente do sistema estar cheio de refri-
gerante ou vazio, o calor implica uma sobrepressão
significativa que pode não só danificar o sistema,
mas também causar explosões.
Por esse motivo, evite trabalhos de solda, fontes de
calor e chamas nuas.
Os botijões de refrigerante vazios não devem ser
descartados. Quando cheios, os botijões de refrige-
rante não devem ser expostos aos raios do sol ou
outras fontes de calor durante muito tempo. A tem-
peratura máxima permitida para um botijão de refri-
gerante cheio não deve ultrapassar 45°C.

152
LUBRIFICAÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES

DOBRADIÇAS DAS PORTAS – LUBRIFICAÇÃO


Pontos de lubrificação (1): 4

25

EIXO DIANTEIRO – LUBRIFICAÇÃO


MANCAIS DE SUSPENSÃO
Pontos de lubrificação (1): 2

1
F36981-2

26

SUSPENSÕES DO ASSENTO DO OPERADOR E TRILHOS – LUBRIFICAÇÃO


Limpe todas as peças em movimento com um pano
limpo e aplique uma leve camada de graxa.

27

153
SEÇÃO 4

MANUTENÇÃO A CADA 250 HORAS

Aliviar Pressão
Verificar Nível
e Completar

Inspecionar

Substituir /
Verificar e

Verificar e
Lubrificar
PONTOS DE MANUTENÇÃO

Apertar
Ajustar
Limpar

Purgar
Trocar
Cabine – Inspeção geral 250
Cabine – Parafusos de fixação 250
Assento do operador e cinto de segurança 250
Cabine – filtro de ar 250
Reservatório de combustível 250
Radiador e condensador 250
Sistema de arrefecimento – Tubulação 250
Transmissão – Óleo 250
Eixo dianteiro – Óleo (4WD) 250
Redutor do eixo dianteiro – Óleo (2WD) 250
Eixo dianteiro – Válvula de respiro 250
Eixo traseiro – Óleo 250
Redutor do eixo traseiro – Óleo 250
Eixo traseiro – Válvula de respiro 250
Eixos de articulação 250
Pino graxeiro do cardans 250
Reservatório de óleo hidráulico –
250
Respiro / tampa de enchimento
Terminais da bateria 250
Sistema do ar condicionado – Evaporador e aquecedor 250
Braço telescópico – Ajuste 250
Tensão / condições da correia do compressor do A/C 250

154
LUBRIFICAÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES

INSPEÇÃO GERAL DA CABINE


A sua máquina está equipada com uma cabine
ROPS/FOPS (ou estrutura de segurança). ATENÇÃO
ROPS: estrutura de proteção se a máquina capotar. Se trabalhar sem cabine ROPS/FOPS (ou estrutura
de segurança) e a máquina capotar, o operador
FOPS: estrutura de proteção contra a queda de pode ferir-se gravemente. Tire a cabine ROPS/
objetos. FOPS apenas para efetuar manutenções ou para a
Verifique se a cabine ROPS/FOPS e os componen- substituir. Nunca trabalhe com a máquina sem cabi-
tes têm fissuras, ferrugem ou furos. O tempo de ne ROPS/FOPS (ou estrutura de segurança).
uso, o clima e os acidentes podem provocar danos.
Se tiver quaisquer dúvidas quanto ao estado da
cabine ROPS/FOPS, consulte o seu Concessioná- ATENÇÃO
rio. Não monte implementos (fixos ou não), que aumen-
tem o peso da máquina. Isto pode provocar aciden-
DANOS
tes graves. Não exceda o peso máximo indicado na
Se a máquina capotou ou se a cabine ROPS/FOPS placa de identificação da cabine ROPS/FOPS (ou
sofreu outro tipo de acidente, deverá substituir os estrutura de segurança).
componentes ROPS/FOPS danificados de forma a
manter o nível de proteção semelhante ao anterior.
Após um acidente, verifique se há danos na: ATENÇÃO
• Cabine ROPS/FOPS. A inspeção ou manutenção deficientes da cabine
ROPS/FOPS (ou estrutura de segurança) podem
• Parte inferior da cabine ROPS/FOPS.
provocar acidentes graves. Efetue os procedimen-
• Assento do operador. tos de inspeção da cabine ROPS/FOPS (ou estrutu-
• Cinto de segurança e fixações relevantes. ra de segurança) recomendados que se indicam
neste manual. Se for necessário substituir a cabine
IMPORTANTE: Antes de usar novamente a máqui- ROPS/FOPS (ou estrutura de segurança) ou as pe-
na, substitua todos os componentes danificados. ças, utilize apenas peças de origem indicadas no
Catálogo de Peças da sua máquina.
ATENÇÃO
Nunca tente soldar ou recuperar a cabine ROPS/
PARAFUSOS DE FIXAÇÃO DA CABINE
FOPS (ou estrutura de segurança).
A especificação de torque para os parafusos utiliza-
dos na montagem da cabine (ou arco de proteção)
ATENÇÃO ROPS/FOPS no chassis inferior é de 180 Nm (das
porcas de aperto).
Não faça quaisquer modificações na cabine ROPS/
FOPS (ou estrutura de segurança). As modifica-
ções não aprovadas, tais como soldas, furos, corte
e aplicação de implementos, bem como os danos
resultantes de colisões ou da queda da máquina po-
dem enfraquecer a estrutura e reduzir a sua prote-
ção. Se a máquina capotar ou se a cabine sofrer
danos, substitua a cabine ROPS/FOPS (ou estrutu-
ra de segurança).

155
SEÇÃO 4

ASSENTO DO OPERADOR E CINTO DE SEGURANÇA – VERIFICAÇÃO


Verifique o funcionamento do assento do operador
e do cinto de segurança e as fixações do cinto de
segurança. Substitua as peças que apresentem
indícios de desgaste ou que estejam danificadas.

FILTRO DE AR DA CABINE – LIMPEZA


Certifique-se que a máquina está em condições
seguras.
Desligue o motor e tire a chave da ignição.
Para retirar o filtro (1), solte as molas (2) e tire a
grade (3). Certifique-se de que o filtro e as veda-
ções não foram danificadas durante o processo de
remoção.
Em condições de humidade, não ligue a ventoinha
antes de proceder à manutenção do filtro.
Limpe o filtro (1) com água e um detergente ade-
quado (consulte o seu Concessionário). As instru-
ções de uso do detergente estão impressas na
respectiva embalagem.
Sacuda o excesso de água e deixe secar natural-
mente.
O filtro (1) deve estar muito bem seco antes de ser 28
instalado.
Limpe o interior de cada câmara do filtro com um
pano úmido e sem pêlo e volte a instalar o elemento
filtrante.

156
LUBRIFICAÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES

RESERVATÓRIO DE COMBUSTÍVEL – DRENAGEM


Desloque a máquina para uma superfície plana e
firme.
Apoie a carregadeira frontal no solo.
Coloque a retro na posição de deslocamento em
estrada.
Coloque a alavanca de direção de deslocamento e
das mudanças de marcha em ponto neutro.
Acione o freio de estacionamento para imobilizar a
máquina.
Desligue o motor e tire a chave da ignição. 2 1
Coloque um recipiente (2) com capacidade ade- TB604007

quada debaixo do reservatório de combustível (1). 29


Desaperte o bujão de drenagem, por baixo do
reservatório de combustível, dê uma ou duas voltas
e deixe o combustível contaminado sair.
Assim que o ar e o combustível contaminado
tenham deixado de sair, aperte novamente o bujão
de drenagem. Verifique o nível de combustível no
reservatório e complete se for necessário.

157
SEÇÃO 4

RADIADOR E CONDENSADOR – LIMPEZA


Desloque a máquina para uma superfície plana e
firme.
Levante a carregadeira frontal e instale a trava de
segurança.
Coloque a retro na posição de deslocamento em
estrada.
Coloque a alavanca de direção de deslocamento e
das mudanças de marcha em ponto neutro.
Acione o freio de estacionamento para imobilizar a
máquina.
Desligue o motor e tire a chave da ignição. TB604001

Retire a grade da frente. 30


Desaparafuse e retire as porcas de fixação superio-
res.
Baixe o condensador (1).
Se necessário, incline o desumidificador para o lado
(2).
Limpe o condensador (1) e os radiadores (3) e (4)
usando:
• ar comprimido com uma pressão inferior a 7 bar
para remover a poeira;
• jato de água para remover lama;
• uma solução detergente e, preferencialmente, um
aparelho de limpeza a baixa pressão.
IMPORTANTE: Quando usar ar comprimido, tome
as precauções necessárias para proteger o rosto. 31
Retire toda a contaminação e resíduos que se acu-
mulem entre o condensador e o radiador. Esta ação
permite manter a eficácia da transferência de calor
do condensador.
Volte a colocar o desumidificador (2) no lugar e
montar o condensador (1).
Volte a montar a grade dianteira.
Tire a trava de segurança e desça a carregadeira
frontal.

158
LUBRIFICAÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES

LINHAS DO SISTEMA DE REFRIGERAÇÃO – VERIFICAÇÃO


Certifique-se que a máquina está em condições
seguras.
Alivie a pressão residual do sistema acionando as
alavancas de comando em todas as direções.
Desligue o motor e tire a chave da ignição.
Verifique eventuais vazamentos nas linhas do sis-
tema de refrigeração.
Verifique o aperto das abraçadeiras, conexões,
mangueiras e tubos do sistema de refrigeração.

ÓLEO DA TRANSMISSÃO – NÍVEL


O nível do óleo deve ser verificado com o motor fun-
cionando a baixa rotação e à temperatura de funcio-
namento normal.
Desloque a máquina para uma superfície plana e
firme.
Levante a carregadeira frontal e instale a trava de
segurança.
Coloque a retro na posição de deslocamento em
estrada.
Coloque a alavanca de direção de deslocamento e
das mudanças de marcha em ponto neutro.
Acione o freio de estacionamento para imobilizar a
máquina.
Desligue o motor e tire a chave da ignição.
Abra a tampa do motor e levante-a, em seguida blo-
queie a mesma na posição aberta com o bloqueio TB604001
de segurança.
32
Insira a chave da ignição dê partida no motor man-
tendo-o em marcha lenta.
Retire a vareta (1), limpe-a com um pano limpo e
volte a colocá-la pressionando até ao fundo, em
seguida, retire-a novamente.
Se o nível do óleo se encontrar abaixo da marca de
nível mínimo, complete.
Pare o motor.
Destrave o bloqueio de segurança e feche a tampa
do motor.
Tire a trava de segurança e desça a carregadeira 1
frontal.

TB604403A

33

159
SEÇÃO 4

EIXO DIANTEIRO (2WD) – NÍVEL DE ÓLEO


Desloque a máquina para uma superfície plana e
firme.
Apoie a carregadeira frontal no solo.
Coloque a retro na posição de deslocamento em
estrada.
Coloque a alavanca de direção de deslocamento e
das mudanças de marcha em ponto neutro.
Acione o freio de estacionamento para imobilizar a
máquina.
Desligue o motor e tire a chave da ignição.
TB603001

34

NÍVEL DO ÓLEO DO CUBO DA RODA


Com a carregadeira frontal, levante ligeiramente a
frente da máquina, de modo que as rodas não
fiquem em contato com o solo, em seguida coloque
calços por baixo do eixo frontal.
Gire a roda com a mão, de forma que o orifício do
2
bujão (2) fique na posição horizontal.
Oil level
Desaparafuse e retire o bujão (2).
Verifique o nível cer tificando-se de que o óleo
chega ao orifício do bujão.
Complete, se necessário.
Volte a apertar o bujão (2). TB604013

Repita as mesmas operações, anteriormente des- 35


critas, para o cubo oposto.
Apoie a máquina no solo.

160
LUBRIFICAÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES

EIXO DIANTEIRO (4WD) – NÍVEL DE ÓLEO


Desloque a máquina para uma superfície plana e
firme.
Apoie a carregadeira frontal no solo.
Coloque a retro na posição de deslocamento em
estrada.
Coloque a alavanca de direção de deslocamento e
das mudanças de marcha em ponto neutro.
Acione o freio de estacionamento para imobilizar a
máquina.
Desligue o motor e tire a chave da ignição.
TB603001

36

NÍVEL DO ÓLEO DO EIXO


Desaparafuse e retire o bujão (1).
Verifique o nível cer tificando-se de que o óleo
chega ao orifício do bujão.
Complete, se necessário. 1
Volte a apertar o bujão (1).

F36986-2

37

NÍVEL DO ÓLEO DO REDUTOR


Com a carregadeira frontal, levante ligeiramente a
frente da máquina, de modo que as rodas não
fiquem em contato com o solo, em seguida coloque
calços por baixo do eixo frontal.
Gire a roda com a mão, de forma que o orifício do
2
bujão (2) fique na posição horizontal.
Oil level
Desaparafuse e retire o bujão (2).
Verifique o nível cer tificando-se de que o óleo
chega ao orifício do bujão.
Complete, se necessário.
Volte a apertar o bujão (2). TB604013

Repita as mesmas operações, anteriormente des- 38


critas, para o outro redutor.
Apoie a máquina no solo.

161
SEÇÃO 4

RESPIRO DO EIXO DIANTEIRO – LIMPEZA


Desloque a máquina para uma superfície plana e
firme.
Apoie a carregadeira frontal no solo.
Coloque a retro na posição de deslocamento em
estrada.
Coloque a alavanca de direção de deslocamento e
das mudanças de marcha em ponto neutro.
Acione o freio de estacionamento para imobilizar a
máquina.
Desligue o motor e tire a chave da ignição.
TB603001

39

Limpe a área em torno da válvula do respiro (1).


Desaparafuse e retire a válvula do respiro. 1
Lave a válvula do respiro (1) com detergente.
IMPORTANTE: Siga as instruções para saber como
utilizar o detergente.
Seque cuidadosamente a válvula do respiro (1) com
ar comprimido e instale-a.
Aperte novamente a válvula do respiro.

F36988-2

40

162
LUBRIFICAÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES

EIXO TRASEIRO – NÍVEL DO ÓLEO


Desloque a máquina para uma superfície plana e
firme.
Apoie a carregadeira frontal no solo.
Coloque a retro na posição de deslocamento em
estrada.
Coloque a alavanca de direção de deslocamento e
das mudanças de marcha em ponto neutro.
Acione o freio de estacionamento para imobilizar a
máquina.
Desligue o motor e tire a chave da ignição.
TB603001

41

NÍVEL DO ÓLEO DO EIXO


Desaparafuse e retire o tampão (1).
Verifique o nível cer tificando-se de que o óleo
chega ao orifício do tampão.
Complete, se necessário. 1
Volte a apertar o tampão (1).

F36986-2

42

163
SEÇÃO 4

VÁLVULAS DO RESPIRO DO EIXO TRASEIRO – LIMPEZA


Desloque a máquina para uma superfície plana e
firme.
Apoie a carregadeira frontal no solo.
Coloque a retro na posição de deslocamento em
estrada.
Coloque a alavanca de direção de deslocamento e
das mudanças de marcha em ponto neutro.
Acione o freio de estacionamento para imobilizar a
máquina.
Desligue o motor e tire a chave da ignição.
TB603001

43

Limpe a área em torno das válvulas do respiro (1).


Desaparafuse e retire as válvulas do respiro.
Lave a válvulas do respiro (1) com detergente.
IMPORTANTE: Siga as instruções para saber como
utilizar o detergente.
Seque cuidadosamente as válvulas do respiro (1)
com ar comprimido e instale-as.
Aperte novamente as válvulas do respiro.

44

164
LUBRIFICAÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES

ARTICULAÇÕES DO EIXO – LUBRIFICAÇÃO


Pontos de lubrificação (2WD) (1): 4
Pontos de lubrificação (4WD) (1): 8

45

PINOS GRAXEIROS DAS CARDANS – LUBRIFICAÇÃO


Pontos de lubrificação (1): 2

46

165
SEÇÃO 4

RESPIRO / TAMPA DE ENCHIMENTO DO RESERVATÓRIO DE ÓLEO HIDRÁULICO –


LIMPEZA
Desloque a máquina para uma superfície plana e
firme.
Apoie a carregadeira frontal no solo.
Coloque a retro na posição de deslocamento em
estrada.
Coloque a alavanca de direção de deslocamento e
das mudanças de marcha em ponto neutro.
Acione o freio de estacionamento para imobilizar a
máquina.
Desligue o motor e tire a chave da ignição.
TB603001

47

Limpe a área em torno da tampa. Retire o tampão


(1) utilizando a chave (2) fornecida com a máquina.
Certifique-se de que não entre contaminantes no
reservatório de óleo hidráulico.
Utilize um solvente para lavar a tampa (1).
Deixe a tampa secar ao ar.
Volte a apertar a tampa (1).
IMPORTANTE: Quando usar ar comprimido, tome
as precauções necessárias para proteger o rosto.

48

166
LUBRIFICAÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES

TERMINAIS DA BATERIA – VERIFICAÇÃO


Desloque a máquina para uma superfície plana e
firme.
Apoie a carregadeira frontal no solo.
Coloque a retro na posição de deslocamento em
estrada.
Coloque a alavanca de direção de deslocamento e
das mudanças de marcha em ponto neutro.
Acione o freio de estacionamento para imobilizar a
máquina.
Desligue o motor e tire a chave da ignição.
TB603001
ATENÇÃO
49
Para evitar qualquer perigo de explosão, cumpra as
seguintes instruções:
• coloque a chave geral na posição “OFF” (desli-
gado);
• quando desligar os cabos da bateria, desligue
sempre primeiro o cabo negativo (-);
• quando ligar os cabos da bateria, ligue sempre o
cabo negativo (-) por último;
• nunca provoque curto-circuitos nos terminais da
bateria com objetos metálicos;
• não solde, esmerile ou fume perto das baterias.
• afaste as chamas e não fume perto das baterias.
• Nunca toque com as mãos nos terminais da
bateria. Isto poderia gerar uma eletrólise no inte-
rior do corpo humano e danificar os órgãos
vitais.

Utilize a chave de ignição para abrir a caixa da bate-


ria no reservatório de óleo.
Certifique-se de que os terminais da bateria estão
limpos e lubrificados com graxa e de que os cabos
estão bem conectados e apertados.

50

167
SEÇÃO 4

AQUECEDOR E EVAPORADOR (SISTEMA DE AR CONDICIONADO) – LIMPEZA


Desloque a máquina para uma superfície plana e
firme.
Coloque a alavanca de direção de deslocamento e
das mudanças de marcha em ponto neutro.
Acione o freio de estacionamento para imobilizar a
máquina.
Desligue o motor e tire a chave da ignição.
Retire o assento do operador.
Limpe o aquecedor e o arrefecedor utilizando ar
comprimido até 7 bar, com cuidado para não danifi-
car as palhetas do radiador.
IMPORTANTE: Quando usar ar comprimido, tome
as precauções necessárias para proteger o rosto.
Limpe o interior do compartimento do filtro com um
pano úmido e volte a montar o elemento do filtro.
NOTA: Ofiltro deve ser limpo com mais frequência
quando operar a máquina em ambientes com muito
pó.

51

168
LUBRIFICAÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES

BRAÇO TELESCÓPICO (OPCIONAL) – VERIFICAÇÃO DO AJUSTE


Desloque a máquina para uma superfície plana e
firme.
Apoie a carregadeira frontal no solo.
Recolha o braço e coloque-o num suporte de modo
que a caçamba não toque no solo.
Coloque a alavanca de direção de deslocamento e
das mudanças de marcha em ponto neutro.
Acione o freio de estacionamento para imobilizar a
máquina.
Desligue o motor e tire a chave da ignição.
O braço telescópico (se equipado) inclui calços de
desgaste (4) ajustáveis e é regulado pela remoção
das arruelas (1) situadas debaixo dos parafusos (2),
localizados em ambos os lados da parte exterior do
braço.
Retire uma arruela de cada parafuso num dos lados
do braço.
IMPORTANTE: Sempre que efetuar um novo
ajuste, repita-o do outro lado do braço. Em caso de
dúvidas relativas aos ajustes, consulte o seu Con-
cessionário.
Instale e aperte os parafusos com um torque entre
350 e 400 Nm. Verifique a folga novamente.
A folga no ponto (3) não deve ultrapassar 1,5 mm.
Quando todas as arruelas de ajuste tiverem sido
retiradas, os calços de desgaste (4) terão de ser
substituídos. Consulte o seu concessionário.

52

169
SEÇÃO 4

MANUTENÇÃO A CADA 500 HORAS

Aliviar Pressão
Verificar Nível
e Completar

Inspecionar

Substituir /
Verificar e

Verificar e
Lubrificar
PONTOS DE MANUTENÇÃO

Apertar
Ajustar
Limpar

Purgar
Trocar
Óleo do motor 500
Filtro do óleo do motor 500
Pré-filtro do combustível 500
Filtro de combustível 500

ÓLEO DO MOTOR – TROCA


Desloque a máquina para uma superfície plana e
firme.
Levante a carregadeira frontal e instale a trava de
segurança.
Coloque a retro na posição de deslocamento em
estrada.
Coloque a alavanca de direção de deslocamento e
das mudanças de marcha em ponto neutro.
Acione o freio de estacionamento para imobilizar a
máquina.
Desligue o motor e tire a chave da ignição. TB604001

Abra a tampa do motor e levante-a, em seguida blo- 53


queie a mesma na posição aberta com o bloqueio
de segurança.
NOTA: Limpe a área em volta do cabeçote do filtro.
O filtro encontra-se do lado direito da máquina.
Retire a tampa (1) do bocal de enchimento.
Retire o bujão de drenagem com uma chave de
19mm e coloque um recipiente adequado para
recolher o óleo do motor. Após todo o óleo tenha
escoado, coloque novamente o bujão de dreno.
NOTA: Drene o óleo enquanto o motor estiver
quente. O óleo escore mais facilmente.
NOTA: Nunca descarte o óleo usado no meio
ambiente, armazena todo o óleo em um recipiente
adequado e encaminhe para reciclagem. 1
F36994-2

54

170
LUBRIFICAÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES

Abasteça o motor com óleo novo.


Capacidade (com filtro) Aspirado / Turbo 13,6 litros.
Deixe o motor a trabalhar durante alguns minutos e
veja se há vazamentos.
Verifique o nível do óleo motor com a vareta (2). 2
NOTA: Antes de verificar o nível, espere cerca de
15 minutos para deixar que o óleo assente no cár-
ter.
Volte a colocar a tampa (1) no bocal de enchimento.
Destrave o bloqueio de segurança e feche a tampa
F27034-C
do motor.
Tire a trava de segurança e desça a carregadeira 55
frontal.

FILTRO DE ÓLEO DO MOTOR – TROCA


Desloque a máquina para uma superfície plana e
firme.
Levante a carregadeira frontal e instale a trava de
segurança.
Coloque a retro na posição de deslocamento em
estrada.
Coloque a alavanca de direção de deslocamento e
das mudanças de marcha em ponto neutro.
Acione o freio de estacionamento para imobilizar a
máquina.
Desligue o motor e tire a chave da ignição. TB604001

Abra a tampa do motor e levante-a, em seguida blo- 56


queie a mesma na posição aberta com o bloqueio
de segurança.
NOTA: Limpe a área em volta do cabeçote do filtro.
O filtro encontra-se do lado esquerdo da máquina.
Coloque um recipiente com capacidade adequada
debaixo do filtro.

171
SEÇÃO 4

ATENÇÃO
O filtro de óleo contém cerca de 1 litro de óleo.
Evite o contato da pele com óleo motor. Em caso de
contato, lave a pele com água corrente.
O óleo do motor é extremamente poluente; por esse
motivo, elimine-o de forma ecológica.

Desenrosque e retire o elemento (1) com a chave


de filtro, código 380000670.
Aplique uma camada fina de óleo no retentor (2) no
novo elemento.
NOTA: não encha o novo filtro com óleo antes de o
instalar.
Instale o novo elemento (1). Rosqueie manual-
mente o elemento até o retentor (2) tocar no
suporte (3).
Com a chave especial (código 380000670), aperte
3/4 de volta. F36995-2

IMPORTANTE: O aperto excessivo pode danificar o 57


retentor do filtro (2).
Coloque o motor para trabalhar durante alguns
minutos e em seguida verifique novamente o nível
com a vareta. Se necessário, complete para com-
pensar a quantidade de óleo usado no enchimento
do elemento.
Destrave o bloqueio de segurança e feche a tampa
do motor.
Tire a trava de segurança e desça a carregadeira
frontal.

172
LUBRIFICAÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES

FILTRO DE COMBUSTÍVEL – TROCA


Desloque a máquina para uma superfície plana e
firme.
Levante a carregadeira frontal e instale a trava de
segurança.
Coloque a retro na posição de deslocamento em
estrada.
Coloque a alavanca de direção de deslocamento e
das mudanças de marcha em ponto neutro.
Acione o freio de estacionamento para imobilizar a
máquina.
Desligue o motor e tire a chave da ignição. TB604001

Abra a tampa do motor e levante-a, em seguida blo- 58


queie a mesma na posição aberta com o bloqueio
de segurança.
NOTA: Limpe a área em volta do cabeçote do filtro.
O filtro encontra-se do lado esquerdo da máquina.
Coloque um recipiente com capacidade adequada
debaixo do filtro.
Desenrosque e retire o elemento (1) com a chave
de filtro (código 380000670).
Aplique uma camada fina de óleo no retentor (2) do
novo elemento.
Instale o novo elemento (1). Rosqueie o elemento
manualmente até o retentor tocar no cabeçote do fil-
tro. Com a chave de filtro (código 380000670),
aperte 3/4 de volta. 1
IMPORTANTE: O aperto excessivo pode danificar o TB604015
retentor do filtro (2).
59

NOTA: Para esta substituição, é essencial que seja


utilizado um elemento original, dado que uma peça
não aprovada poderá danificar seriamente a bomba
injetora.
Sangre o sistema de alimentação.

60

173
SEÇÃO 4

SISTEMA DE COMBUSTÍVEL – PURGA


Coloque um recipiente debaixo do filtro.
Solte o parafuso de purga (1) no filtro do combustí-
vel duas ou três voltas.
Acione a bomba manual até que o combustível
comece a sair sem bolhas de ar. Volte a apertar o
parafuso de purga (1).
Continue a preparação utilizando a bomba até sen-
tir resistência, o que indica que o sistema se encon- 1
tra sob pressão.
Verifique o nível de combustível no reservatório e
complete se for necessário.
TB604010
Ligue o motor.
61
NOTA: A bomba injetora possui ventilação automá-
tica, pelo que não necessita de ser sangrada.
NOTA: Nunca acione o motor de arranque durante
mais do que 30 segundos de cada vez. Espere 2
minutos antes de tentar novamente.
O motor deve trabalhar suavemente. Caso contrá-
rio, repita o procedimento.
Se o problema persistir, significa que continua a
entrar ar no sistema. Verifique todas as conexões
para detectar se existem vazamentos.
Destrave o bloqueio de segurança e feche a tampa
do motor.
Tire a trava de segurança e desça a carregadeira
frontal.

174
LUBRIFICAÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES

PRE-FILTRO DE COMBUSTÍVEL – TROCA


Desloque a máquina para uma superfície plana e
firme.
Levante a carregadeira frontal e instale a trava de
segurança.
Coloque a retro na posição de deslocamento em
estrada.
Coloque a alavanca de direção de deslocamento e
das mudanças de marcha em ponto neutro.
Acione o freio de estacionamento para imobilizar a
máquina.
Desligue o motor e tire a chave da ignição. TB604001

Abra a tampa do motor e levante-a, em seguida blo- 62


queie a mesma na posição aberta com o bloqueio
de segurança.
NOTA: Limpe a área em volta do cabeçote do filtro.
O filtro encontra-se do lado esquerdo da máquina.

ATENÇÃO
Evite danos nas linhas de alta pressão do combus-
tível, pois a libertação de combustível pode ser mui-
to perigosa.

Limpe a área em volta do cabeçote do pré-filtro (1).


Coloque um recipiente com capacidade adequada 1
debaixo do pre-filtro.
Desaparafuse e retire o elemento (2).

TB604403D

63
Aplique uma camada fina de óleo no retentor (3) do
novo filtro.

64

175
SEÇÃO 4

Instale o novo elemento. Rosqueie o elemento


manualmente até o retentor tocar na cabeça do fil-
tro. Aperte o elemento 3/4 de volta.
IMPORTANTE: O aperto excessivo pode danificar o
retentor do filtro (3).
NOTA: Para esta substituição, é essencial que seja
utilizado um elemento original, dado que uma peça
não aprovada poderá danificar seriamente a bomba
injetora.
Sangre o sistema de alimentação.

SISTEMA DE COMBUSTÍVEL – PURGA


NOTA: Não afrouxe nenhum tubo de combustível ou
dos injetores para purgar o ar do sistema. Estas 2
encontram-se sob pressão e, por esse motivo, o seu
afrouxamento pode ser perigoso.
Coloque um recipiente debaixo do filtro.
Abra apenas o tampão de purga (1) no pré-filtro e
1
ative a bomba manual (2) até que o combustível
saia livremente do tampão de purga. Normalmente
é preciso bombear 35-45 vezes para encher os
tubos do combustível e o pré-filtro. Esta operação
pode ser feita em cerca de 30 segundos. Aperte o
tampão de purga.
Ligue o motor. O motor deverá arrancar dentro de 5
segundos. TB604403E

Destrave o bloqueio de segurança e feche a tampa 65


do motor.
Tire a trava de segurança e desça a carregadeira
frontal.

176
LUBRIFICAÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES

MANUTENÇÃO A CADA 1000 HORAS (OU ANUALMENTE)

Aliviar Pressão
Verificar Nível
e Completar

Inspecionar

Substituir /
Verificar e

Verificar e
Lubrificar
PONTOS DE MANUTENÇÃO

Apertar
Ajustar
Limpar

Purgar
Trocar
Inspeção geral 1000
Extintor 1000
Motor – Folga da válvula 1000
Filtro de ar – Elemento do filtro primário 1000
Filtro de ar – Elemento do filtro secundário 1000
Transmissão – Filtro 1000
Transmissão – Óleo 1000
Eixo dianteiro – Óleo 1000
Redutor do eixo dianteiro – Óleo 1000
Eixo traseiro – Óleo 1000
Alavanca do pedal do freio 1000
Reservatório do óleo hidráulico 1000
Filtro de óleo hidráulico 1000
Cilindros hidráulicos 1000
Bateria – Verificação da Carga 1000
Motor de partida 1000
Correia do motor 1000

177
SEÇÃO 4

MÁQUINA – INSPEÇÃO E LIMPEZA

INSPEÇÃO
Verifique externamente a máquina e os implemen-
tos de trabalho, procurando eventuais rupturas ou
danos nos componentes ou estrutura. Caso se veri-
fiquem problemas, dirija-se a uma oficina autori-
zada para proceder às reparações necessárias.
Substitua as peças danificadas ou excessivamente
gastas por peças sobressalentes originais.
Verifique o estado das tubulações hidráulicas e cer-
tifique-se de que não têm vazamentos. Em caso de
vazamentos, resolva imediatamente o problema.

LIMPEZA
TB604001
Uma manutenção periódica corretamente execu-
tada ajuda a preservar o valor da máquina e os 66
direitos da garantia na eventualidade de danos por
corrosão.
Os produtos necessários para o cuidado da máqui-
na podem ser adquiridos no serviço de pós-venda
ou no serviço de peças sobressalentes. Todas as
instruções constantes das embalagens devem ser
rigorosamente respeitadas.

ATENÇÃO
Caso sejam indevidamente utilizados, os produtos
para limpeza da máquina podem tornar-se um peri-
go para a saúde. Eles devem ser sempre armaze-
nados corretamente e em segurança.
Os resíduos dos produtos para a limpeza da máqui-
na devem ser eliminados de forma ecológica.

ATENÇÃO
Para não poluir o ambiente, a máquina deve ser la-
vada apenas em postos de lavagem especialmente
equipados com separadores para óleo e graxa, se
possível. Lavar as máquinas fora destes postos po-
derá até ser proibido em algumas regiões ou países.

IMPORTANTE: Ao lavar a retroescavadeira não


direcione o jato de água diretamente para os com-
ponentes elétricos ou eletrônicos, unidades ou
entradas. Salpicos ou jatos de água podem causar
falhas ou avarias em todo o sistema eletrônico.

178
LUBRIFICAÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES

EXTINTOR – VERIFICAÇÃO
Solicite a verificação do estado e da operacionali-
dade do extintor (1) por um técnico especializado.

67

179
SEÇÃO 4

FILTRO DE AR – TROCA DOS ELEMENTOS DE FILTRO PRIMÁRIO E SECUNDÁRIO


Desloque a máquina para uma superfície plana e
firme.
Levante a carregadeira frontal e instale a trava de
segurança.
Coloque a retro na posição de deslocamento em
estrada.
Coloque a alavanca de direção de deslocamento e
das mudanças de marcha em ponto neutro.
Acione o freio de estacionamento para imobilizar a
máquina.
Desligue o motor e tire a chave da ignição. TB604001

Abra a tampa do motor e levante-a, em seguida blo- 68


queie a mesma na posição aberta com o bloqueio
de segurança.
NOTA: Limpe a área em volta do cabeçote do filtro.
O filtro encontra-se do lado esquerdo da máquina.
Desengate a trava (1) e retire a tampa do filtro (2).

2
F37006-2

69

ELEMENTO DO FILTRO PRIMÁRIO


Retire o elemento primário do filtro (1).
NOTA: Substitua os elementos primário e secundá-
rio, se a luz indicadora de restrição do filtro de ar
acender, a cada 1000 horas de operação ou anual-
mente, o que ocorrer primeiro. 1
IMPORTANTE: Quando for utilizar ar comprimido,
use óculos de segurança de cobertura total com
proteção lateral.

F37517-2A

70

180
LUBRIFICAÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES

ELEMENTO DO FILTRO PRIMÁRIO


Retire o elemento primário do filtro (1).
NOTA: Substitua os elementos primário e secundá-
rio, se a luz indicadora de restrição do filtro de ar
acender, a cada 1000 horas de operação ou anual-
mente, o que ocorrer primeiro. 1
IMPORTANTE: Quando for utilizar ar comprimido,
use óculos de segurança de cobertura total com
proteção lateral.

F37517-2A

71

181
SEÇÃO 4

ELEMENTO SECUNDÁRIO DO FILTRO


Retire o elemento secundário do filtro (1).
IMPORTANTE: O elemento secundário do filtro não
deve ser limpo. Terá que ser sempre substituído.
Limpe bem o interior do corpo do filtro com um
tecido limpo. 1
Monte um elemento secundário do filtro (1) novo.
Instale o elemento primário do filtro.
Instale a tampa do filtro.

F37516-2A

72
Ligue o motor e deixe-o trabalhar em marcha lenta,
certificando-se de que a luz indicadora de restrição
do filtro de ar (2), no painel de instrumentos lateral,
2
não está acesa.
Destrave o bloqueio de segurança e feche a tampa
do motor.
Tire a trava de segurança e desça a carregadeira 10 20

frontal. 100
x100
x

0 30

TB604008-2

73

182
LUBRIFICAÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES

TRANSMISSÃO – TROCA DO FILTRO DO ÓLEO


Desloque a máquina para uma superfície plana e
firme.
Levante a carregadeira frontal e instale a trava de
segurança.
Coloque a retro na posição de deslocamento em
estrada.
Coloque a alavanca de direção de deslocamento e
das mudanças de marcha em ponto neutro.
Acione o freio de estacionamento para imobilizar a
máquina.
Desligue o motor e tire a chave da ignição. TB604001

Abra a tampa do motor e levante-a, em seguida blo- 74


queie a mesma na posição aberta com o bloqueio
de segurança.
NOTA: Limpe a área em volta do cabeçote do filtro.
O filtro encontra-se do lado direito da máquina.
Coloque um recipiente com capacidade adequada
debaixo do filtro (1). Desenrosque e retire o ele-
mento com a chave de filtro (código 380000670).
Aplique uma camada fina de óleo no retentor do
novo filtro.
Instale o novo elemento (1). Rosqueie o elemento
manualmente até o retentor tocar no cabeçote do fil-
tro. Com a chave de filtro (código 380000670),
aperte 3/4 de volta.
IMPORTANTE: O aperto excessivo pode danificar o
retentor do filtro.

75

Tire a vareta (2) e complete com o óleo correto atra-


vés do orifício da vareta. Volte a colocar a vareta (2)
no tubo.
Verifique o nível do óleo com a vareta e adicione
mais óleo se necessário.
Destrave o bloqueio de segurança e feche a tampa
do motor.
Tire a trava de segurança e desça a carregadeira
frontal. 2

TB604403B

76

183
SEÇÃO 4

TRANSMISSÃO – TROCA DO ÓLEO


Desloque a máquina para uma superfície plana e
firme.
Levante a carregadeira frontal e instale a trava de
segurança.
Coloque a retro na posição de deslocamento em
estrada.
Coloque a alavanca de direção de deslocamento e
das mudanças de marcha em ponto neutro.
Acione o freio de estacionamento para imobilizar a
máquina.
Desligue o motor e tire a chave da ignição. TB604001

Abra a tampa do motor e levante-a, em seguida blo- 77


queie a mesma na posição aberta com o bloqueio
de segurança.
Retire a vareta (1).
NOTA: Troque o óleo com a transmissão ainda
quente pois o óleo escorrerá mais facilmente.
Coloque um recipiente com capacidade adequada
debaixo do bujão de drenagem (2). Desaparafuse e
retire o bujão.
Deixe o óleo da transmissão drenar.

TB604403A

78

184
LUBRIFICAÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES

Coloque e aperte o bujão de drenagem (2).


Encha com óleo novo do tipo especificado através
do orifício da vareta.
NOTA: Para a capacidade de óleo da transmissão,
veja tabela de manutenção e lubrificação.
Volte a colocar a vareta (1).
Verifique o nível do óleo com a vareta. Complete, se
necessário.
Desloque a máquina durante alguns minutos em
primeira ou segunda marchas e depois desligue o
motor.
Verifique o nível do óleo com a vareta. Complete, se 79
necessário.
Destrave o bloqueio de segurança e feche a tampa
do motor.
Tire a trava de segurança e desça a carregadeira
frontal.

185
SEÇÃO 4

EIXO DIANTEIRO – TROCA DO ÓLEO


Desloque a máquina para uma superfície plana e
firme.
Apoie a carregadeira frontal no solo.
Coloque a retro na posição de deslocamento em
estrada.
Coloque a alavanca de direção de deslocamento e
das mudanças de marcha em ponto neutro.
Acione o freio de estacionamento para imobilizar a
máquina.
Desligue o motor e tire a chave da ignição.
TB603001

80

TROCA DE ÓLEO DO DIFERENCIAL – 4WD


NOTA: Capacidade do diferencial 6,5 litros.
Coloque um recipiente com capacidade adequada
debaixo do bujão de drenagem (1).
Desaparafuse e retire o bujão de drenagem (1) e o
bujão de enchimento (2).
Aguarde até que o óleo seja drenado do eixo atra-
vés do orifício do bujão de drenagem (1). em
Seguida, após a drenagem estar concluída, recolo-
que o bujão de drenagem (1). 2
Complete com óleo limpo através do orifício do
1
bujão de enchimento (2) até o nível atingir o orifício.
TB604404A
Volte a apertar o bujão de enchimento (2).
81

186
LUBRIFICAÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES

TROCA DE ÓLEO DO CUBO DO EIXO DIANTEIRO


NOTA: Capacidade de óleo do cubo do eixo dian-
teiro.
eixo 2WD: 0,2 litros em cada cubo
eixo 4WD: 0,7 litros em cada cubo
Com a carregadeira frontal, levante levemente a
frente da máquina, de modo que as rodas não

Oil lev
fiquem em contato com o solo, em seguida coloque
calços por baixo do eixo frontal.

el
Gire a roda com as mãos de modo que o orifício do
bujão (1) fique na parte de baixo da roda.
Coloque um recipiente com capacidade adequada 1
debaixo do bujão (1). TB604014

Desaparafuse e retire o bujão (1). 82


Aguarde que o óleo saia do cubo do eixo dianteiro
através do orifício do bujão (1).
Gire a roda à mão de forma que o orifício do bujão
(2) fique na posição horizontal.
Complete com óleo limpo através do orifício do
bujão (2) até o nível atingir o orifício.
2
Volte a apertar o bujão (2).
Repita as mesmas operações, anteriormente des- Oil level
critas, para o outro cubo do eixo dianteiro.
Apoie a máquina no solo.

TB604013

83

187
SEÇÃO 4

EIXO TRASEIRO – TROCA DE ÓLEO


Desloque a máquina para uma superfície plana e
firme.
Apoie a carregadeira frontal no solo.
Coloque a retro na posição de deslocamento em
estrada.
Coloque a alavanca de direção de deslocamento e
das mudanças de marcha em ponto neutro.
Acione o freio de estacionamento para imobilizar a
máquina.
Desligue o motor e tire a chave da ignição.
TB603001

84

TROCA DE ÓLEO DO DIFERENCIAL


NOTA: Capacidade do diferencial 21,2 litros.
Coloque um recipiente com capacidade adequada
debaixo do bujão de drenagem (2). 1
Desaparafuse e retire o bujão de drenagem (2) e o
bujão de enchimento (1).
Aguarde até que o óleo seja drenado do eixo atra-
vés do orifício do bujão de drenagem (2). Em
seguida, após a drenagem estar concluída, recolo-
que o bujão de drenagem (2).
Complete com óleo limpo através do orifício do 2
bujão de enchimento (1) até o nível atingir o orifício.
TB603301
Volte a apertar o bujão de enchimento (1).
85

ALAVANCA DO PEDAL DO FREIO – LUBRIFICAÇÃO


Lubrifique com graxa as alavancas do pedal de freio
(1), introduzindo graxa nova e limpa até que a graxa
antiga saia por completo.
Limpe toda essa graxa que sair.

86

188
LUBRIFICAÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES

SISTEMA DE ÓLEO HIDRÀULICO – TROCA DO FILTRO DE ÓLEO


Desloque a máquina para uma superfície plana e
firme.
Levante a carregadeira frontal e instale a trava de
segurança.
Coloque a retro na posição de deslocamento em
estrada.
Coloque a alavanca de direção de deslocamento e
das mudanças de marcha em ponto neutro.
Acione o freio de estacionamento para imobilizar a
máquina.
Desligue o motor e tire a chave da ignição. TB604001

Abra a tampa do motor e levante-a, em seguida blo- 87


queie a mesma na posição aberta com o bloqueio
de segurança.
NOTA: Limpe a área em volta do cabeçote do filtro.
O filtro encontra-se do lado esquerdo da máquina.
Limpe a área em torno do cabeçote do filtro, locali-
zado na parte inferior esquerda da máquina.
Coloque um recipiente com capacidade adequada
debaixo do filtro.
Desenrosque e retire o elemento (1) com a chave
de filtro (código 380000670).
Aplique uma camada fina de óleo no retentor do
novo filtro.
Instale o novo elemento (1). Rosqueie o elemento
manualmente até o retentor tocar no cabeçote do fil-
tro. Com a chave de filtro (código 380000670),
aperte 3/4 de volta.
88
IMPORTANTE: O aperto excessivo pode danificar o
retentor do filtro.
Verifique se o óleo chega ao meio do indicador de
nível (2). Complete, se necessário.
IMPORTANTE: Mesmo quando o nível de óleo é
baixo, pode ver-se uma pequena quantidade de
óleo hidráulico na parte inferior do visor. Todavia,
isto não significa que o nível do óleo seja suficiente.
Destrave o bloqueio de segurança e feche a tampa
do motor.
Tire a trava de segurança e desça a carregadeira
frontal.

89

189
SEÇÃO 4

RESERVATÓRIO DO ÓLEO HIDRÁULICO – TROCA DE ÓLEO


Desloque a máquina para uma superfície plana e
firme.
Apoie a carregadeira frontal no solo.
Coloque a retro na posição de deslocamento em
estrada.
Coloque a alavanca de direção de deslocamento e
das mudanças de marcha em ponto neutro.
Acione o freio de estacionamento para imobilizar a
máquina.
Desligue o motor e tire a chave da ignição.
DRENE
TB603001
A troca de óleo hidráulico requer a purga dos princi-
pais componentes (reservatório do óleo hidráulico, 90
bombas, cilindros hidráulicos, válvulas de comando,
motores hidráulicos e radiador do óleo).
Recomendamos que consulte o seu Concessionário.
NOTA: Para purgar o sistema, o óleo hidráulico
deve estar à temperatura de trabalho.
Coloque um recipiente com capacidade adequada
debaixo do reservatório do óleo hidráulico (1).
Desenrosque e retire a tampa de enchimento (2) e o
bujão de drenagem (3).
Aguarde até que o óleo seja drenado através do ori-
fício do bujão de drenagem (3). em Seguida, após a
drenagem estar concluída, recoloque o bujão de
drenagem (3).
Drene o óleo hidráulico do sistema hidráulico e dos
outros componentes desconectando as conexões
de alimentação e retorno (na parte de trás do reser-
vatório).
Aguarde que o óleo escoe e volte a apertar as
conexões do reservatório. 91

ENCHIMENTO
NOTA: Capacidade do sistema de óleo 118 litros.
Limpe a área em torno da tampa de enchimento (2).
Complete com óleo limpo através da tampa de
enchimento (2) até chegar ao meio do indicador de
nível (4).
Volte a apertar a tampa de enchimento (2).
Ligue o motor e acione a carregadeira frontal e a
retro durante 3 ou 4 minutos.
Volte a apoiar a caçamba frontal numa superfície
plana e a retro na posição de transporte. Desligue o
motor e tire a chave da ignição.
Verifique novamente o nível. O óleo deve chegar ao
meio do indicador de nível (4). Complete, se neces- 92
sário.
NOTA: Mesmo quando o nível de óleo é baixo,
pode se ver uma pequena quantidade de óleo
hidráulico na parte inferior do visor. Todavia, isto
não significa que o nível do óleo seja suficiente.

190
LUBRIFICAÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES

CILINDROS HIDRÁULICOS – VERIFICAÇÃO


Os cilindros hidráulicos não devem apresentar qual-
quer vazamento.
As hastes dos cilindros devem ter um aspecto ligei-
ramente oleoso para garantir uma longa durabili-
dade e um bom funcionamento.

DETECÇÃO DA EXISTÊNCIA DE VAZAMENTOS NOS CILINDROS HIDRÁULICOS


Verifique a existência de vazamentos após cada
período de trabalho, quando todo o sistema hidrául-
ico se encontra à temperatura normal de trabalho.
Verifique procedendo às seguintes operações:
• Limpe a haste e o rolamento do cilindro que vai
inspecionar;
• acione normalmente durante 5 a 10 minutos;
• estenda a haste do cilindro;
• verifique se existem vazamentos.

ASPECTO DA HASTE DO CILINDRO HIDRÁULICO


APARÊNCIA DA HASTE TESTE CONCLUSÃO
Ligeiros vestígios de óleo quando se enrola
Seco Normal
uma folha de papel em 200 mm na haste.
O papel permanece agarrado quando é
Vestígios de óleo Normal
passado por cima da haste.
A folha de papel colocada sobre a haste fica
Oleoso Normal
agarrada.
A haste aparece com um anel de óleo cada
Muito oleoso ou com pingos de óleo
vez que é estendido.
Consulte o seu Concessionário
Cada vez que se recolhe a haste pinga óleo
Vazamento
do rolamento.

191
SEÇÃO 4

BATERIA – VERIFICAÇÃO DA CARGA

ATENÇÃO ATENÇÃO
O eletrólito da bateria causa queimaduras graves. A Antes de efetuar qualquer solda na máquina ou re-
bateria contém ácido sulfúrico. Evite o contato com paração no circuito elétrico, desligue os fios B+ e
a pele, os olhos ou o vestuário. D+ do alternador. Quando os voltar a ligar verifique
Antídotos: as marcações dos fios.
EXTERNO: lave com água abundante e retire as
roupas sujas. VERIFICAÇÃO DA CARGA
INTERNO: evite vomitar. Beba água para enxaguar Meça a densidade do ácido das células individuais
a boca. Consulte um médico. com um dispositivo de medição comum.
OLHOS: lave com abundância da água durante 15
Os valores medidos (consulte a tabela mais
minutos e consulte rapidamente um médico.
adiante) indicam o estado de carga da bateria.
Quando trabalhar com baterias, use sempre luvas,
Ao medir, a temperatura do ácido deve ser de
óculos de proteção e vestuário adequado.
+20°C, se possível.

Concentração de eletrólito
ATENÇÃO em kg/dm3
Carga
Nunca toque com as mãos nos terminais da bateria. Normal Tropical
Isto poderia gerar uma eletrólise no interior do corpo 1,28 1,23 Boa
humano e danificar os órgãos vitais. 1,20 1,12 Reduzida: carregar
1,12 1,08 Baixa: recarregar imediatamente

ATENÇÃO
As baterias produzem gases explosivos. Para evitar
qualquer perigo de explosão, cumpra as seguintes
instruções:
• coloque a chave geral na posição desligado;
• quando desligar os cabos da bateria, desligue
sempre primeiro o cabo negativo (-);
• quando ligar os cabos da bateria, ligue sempre o
cabo negativo (-) por último;
• nunca provoque curto-circuitos nos terminais da
bateria com objetos metálicos;
• não solde, esmerile ou fume perto da bateria.
Afaste as chamas e não fume perto das baterias.
Ventile bem sempre que carregar baterias em recin-
tos fechados.

192
LUBRIFICAÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES

ALTERNADOR – VERIFICAÇÃO
ATENÇÃO
Antes de efetuar qualquer solda na máquina ou re-
paração no circuito elétrico, desligue os fios B+ e
D+ do alternador. Quando os voltar a ligar verifique
as marcações dos fios.

IMPORTANTE: Não limpe o alternador com vapor


ou diluente. 1
Solicite ao seu Concessionário que proceda à verifi-
cação do alternador (1).
TB603125

93

MOTOR DE PARTIDA – VERIFICAÇÃO


Solicite ao seu Concessionário que proceda à verifi-
cação do motor de partida (1).
1
NOTA: Certifique-se de que os protetores dos ter-
minais se encontram corretamente instalados.

TB603126

94

193
SEÇÃO 4

CORREIA DE TRANSMISSÃO DO MOTOR – SUBSTITUIÇÃO


Desloque a máquina para uma superfície plana e
firme.
Levante a carregadeira frontal e instale a trava de
segurança.
Coloque a retro na posição de deslocamento em
estrada.
Coloque a alavanca de direção de deslocamento e
das mudanças de marcha em ponto neutro.
Acione o freio de estacionamento para imobilizar a
máquina.
Desligue o motor e tire a chave da ignição. TB604001

Abra a tampa do motor e levante-a, em seguida blo- 95


queie a mesma na posição aberta com o bloqueio
de segurança.
NOTA: Limpe a área onde é montada esta correia.
Verifique o estado da correia de transmissão (1).
Substitua-a se tiver sinais de desgaste ou estiver
danificada.
Insira a chave de eixo quadrada de 1/2” na ranhura
do esticador.
Pressione a chave tanto quanto necessário para
afrouxar a correia (1).
5
Passe a correia por cima da polia (3) da bomba de 2
água e depois por cima das outras polias.
Instale uma nova correia na polia da bomba de 3
água e na polia do virabrequim (4).
Introduza a chave na ranhura do esticador (2).
Pressione a chave para fazer a correia passar na 1
polia do alternador (5). 4 TB603135-2

Destrave o bloqueio de segurança e feche a tampa 96


do motor.
Tire a trava de segurança e desça a carregadeira
frontal.

194
LUBRIFICAÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES

MANUTENÇÃO A CADA 2000 HORAS (OU A CADA 2 ANOS)

Aliviar Pressão
Verificar Nível
e Completar

Inspecionar

Substituir /
Verificar e

Verificar e
Lubrificar
PONTOS DE MANUTENÇÃO

Apertar
Ajustar
Limpar

Purgar
Trocar
Sistema de arrefecimento – Líquido de arrefecimento 2000

LÍQUIDO DE ARREFECIMENTO – TROCA


Desloque a máquina para uma superfície plana e
firme.
Levante a carregadeira frontal e instale a trava de
segurança.
Coloque a retro na posição de deslocamento em
estrada.
Coloque a alavanca de direção de deslocamento e
das mudanças de marcha em ponto neutro.
Acione o freio de estacionamento para imobilizar a
máquina.
Desligue o motor e tire a chave da ignição. TB604001

Abra a tampa do motor e levante-a, em seguida blo- 97


queie a mesma na posição aberta com o bloqueio
de segurança.
DRENE
Coloque um recipiente com capacidade suficiente
por baixo da válvula de purga do radiador.
Desenrosque e retire a tampa (1) do reservatório (2).

ATENÇÃO
Não tire a tampa enquanto o motor estiver quente.
O circuito está sujeito a pressão: perigo de queima-
duras graves.

Abra a válvula de purga do radiador (3) e deixe sair


o líquido de arrefecimento.

98

Depois do líquido ter saído todo, feche a válvula de


purga (3).
Lave o sistema com água limpa, volte a purgar e
complete o sistema.
NOTA: Se utilizar um detergente para lavar o sis-
tema, siga as instruções dadas para a preparação
da solução de lavagem. Após a purga da solução
com detergente, lave novamente só com água
limpa.
Verifique o estado dos tubos, das conexões e da
bomba de água. Certifique-se de que a superfície
exterior do motor e do radiador estão limpas.
99

195
SEÇÃO 4

ENCHIMENTO
NOTA: Capacidade do sistema de arrefecimento 18
litros.
Encha o reservatório com líquido de arrefecimento (2).
Encha o circuito de arrefecimento lentamente para
evitar a formação de bolsas de ar.
Volte a apertar a tampa (1) no reservatório (2).
Ponha o motor a trabalhar durante alguns minutos e
em seguida verifique novamente o nível no reserva-
tório do líquido de arrefecimento. Complete com
líquido de arrefecimento se necessário e coloque a
tampa.
Destrave o bloqueio de segurança e feche a tampa
do motor. 100

Tire a trava de segurança e desça a carregadeira


frontal.

196
LUBRIFICAÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES

MANUTENÇÃO CONFORME NECESSÁRIO

Aliviar Pressão
Verificar Nível
e Completar

Inspecionar

Substituir /
Verificar e

Verificar e
Lubrificar
PONTOS DE MANUTENÇÃO

Apertar
Ajustar
Limpar

Purgar
Trocar
Turbocompressor CN CN
Sistema de combustível CN
Pré-filtro do ar CN
Filtro de ar – Elemento do filtro primário CN
Filtro de ar – Elemento do filtro secundário CN
Pneus CN
Rodas – Convergência CN CN
Freio de estacionamento CN
Sistema hidráulico – Tubulação CN CN
Lâmpadas CN
Fusíveis CN
Braço telescópico CN
Caçambas – dentes CN
Caçambas – Nivelamento CN CN

197
SEÇÃO 4

TURBOCOMPRESSOR
Podem ocorrer danos graves no turbocompressor
por inadequação da lubrificação, caso não se res-
peitem as recomendações que se seguem.
O procedimento que se segue deve ser respeitado
para prevenir a deterioração dos rolamentos do tur-
bocompressor.
Desligue os tubos de entrada e saída do óleo do
turbocompressor e aplique um pouco de óleo de
motor limpo na entrada do óleo, com cuidado para
não permitir que o turbocompressor fique contami-
nado por material estranho.
Retire o tubo de entrada do ar do turbocompressor
e gire com as mãos o rotor do turbocompressor
para pré-lubrificar os rolamentos.
Volte a ligar os tubos de entrada do ar e do óleo,
mas não o da saída do óleo.
Desligue o cabo elétrico que liga ao solenóide de
corte de combustível da bomba injetora do combus-
tível. Coloque um recipiente adequado por baixo da
saída do óleo, dê partida no motor e deixe-o funcio-
nando até que o óleo escorra pela saída.
Volte a ligar o tubo de saída do óleo usando uma
junta nova e aperte os parafusos de fixação com o
torque adequado. Volte a ligar o cabo do solenóide
de corte de combustível da bomba injetora de com-
bustível.
Verifique o nível do óleo do motor e adicione, se
necessário. De partida no motor e verifique se exis-
tem vazamentos de óleo ou de ar.
Observe a luz indicadora de pressão do óleo, se a
mesma não se apagar nos primeiros segundos com
o motor funcionando em marcha lenta, pare o motor
imediatamente e consulte o seu Concessionário.
Em cada partida, o motor deve funcionar em mar-
cha lenta (máximo de 1000 rpm) durante 60 segun-
dos antes de funcionar com carga, para garantir um
fornecimento adequado de óleo ao rolamento do
turbocompressor. O motor deve também funcionar
em marcha lenta sem carga durante dois minutos
antes de ser desligado, para permitir que o óleo dis-
sipe o calor do rolamento do turbocompressor.

198
LUBRIFICAÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES

SISTEMA DE COMBUSTÍVEL – PURGA


Desloque a máquina para uma superfície plana e
firme.
Levante a carregadeira frontal e instale a trava de
segurança.
Coloque a retro na posição de deslocamento em
estrada.
Coloque a alavanca de direção de deslocamento e
das mudanças de marcha em ponto neutro.
Acione o freio de estacionamento para imobilizar a
máquina.
Desligue o motor e tire a chave da ignição. TB604001

Abra a tampa do motor e levante-a, em seguida blo- 101


queie a mesma na posição aberta com o bloqueio
de segurança.
NOTA: Limpe a área em volta do parafuso no cabe-
çote do filtro de combustível. O Filtro encontra-se
do lado esquerdo da máquina.
Coloque um recipiente debaixo do filtro.
Solte o parafuso de purga (1) no filtro do combustí-
vel com duas ou três voltas.
Acione a bomba manual até que o combustível
comece a sair sem bolhas de ar. Volte a apertar o
parafuso de purga (1).
Continue a preparação utilizando a bomba até sen-
tir resistência, o que indica que o sistema se encon- 1
tra sob pressão.
Verifique o nível de combustível no reservatório e
complete se for necessário.
TB604010
Ligue o motor.
102
NOTA: A bomba injetora possui ventilação automá-
tica, pelo que não necessita de ser sangrada.
NOTA: Nunca acione o motor de arranque durante
mais do que 30 segundos de cada vez. Espere 2
minutos antes de tentar novamente.
O motor deve trabalhar suavemente. Caso contrá-
rio, repita o procedimento.
Se o problema persistir, significa que continua a
entrar ar no sistema. Verifique todas as conexões
para detectar se existem vazamentos.
Destrave o bloqueio de segurança e feche a tampa
do motor.
Tire a trava de segurança e desça a carregadeira
frontal.

199
SEÇÃO 4

PRÉ-FILTRO DO AR – LIMPEZA
Desloque a máquina para uma superfície plana e
firme.
Apoie a carregadeira frontal no solo.
Coloque a retro na posição de deslocamento em
estrada.
Coloque a alavanca de direção de deslocamento e
das mudanças de marcha em ponto neutro.
Acione o freio de estacionamento para imobilizar a
máquina.
Desligue o motor e tire a chave da ignição.
TB603001
NOTA: A vida do motor depende da limpeza do pre-
filtro do ar. 103

Desaperte a porca de orelhas (1) e retire a cober-


tura (2).
Tire o reservatório (3) e limpe-o com um pano
limpo.
Volte a montar o reservatório (3) e a cobertura (2) e
aperte-o com o parafuso (1).

104

200
LUBRIFICAÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES

FILTRO DE AR – LIMPEZA E SUBSTITUIÇÃO


Durante esta operação, ou depois de ligar o motor,
a luz indicadora de restrição do filtro (1) poderá
acender-se.
1
É necessário verificar o estado do filtro de ar e dos
seus elementos.
Substitua o elemento do filtro primário e o elemento
do filtro secundário. 10 20

100
x100
x

0 30

TB604008-1

105

Desloque a máquina para uma superfície plana e


firme.
Levante a carregadeira frontal e instale a trava de
segurança.
Coloque a retro na posição de deslocamento em
estrada.
Coloque a alavanca de direção de deslocamento e
das mudanças de marcha em ponto neutro.
Acione o freio de estacionamento para imobilizar a
máquina.
Desligue o motor e tire a chave da ignição. TB604001

Abra a tampa do motor e levante-a, em seguida blo- 106


queie a mesma na posição aberta com o bloqueio
de segurança.
NOTA: limpe a área em volta do tampa do filtro.

201
SEÇÃO 4

ELEMENTO DO FILTRO PRIMÁRIO


Destrave a trava e retire a tampa do filtro.
Retire o elemento do filtro primário (1).

F37517-2A

107

Verificações do elemento do filtro primário


Verificações a serem executadas antes de montar o
elemento do filtro primário.
Verifique utilizando uma lanterna portátil. Se for visí-
vel um feixe de luz no exterior, isso significa que o
filtro está danificado. Se for este o caso, substitua
imediatamente o elemento de filtro primário (1).

108
Verificação visual do retentor (2). Substitua imedia-
tamente o elemento do filtro se o retentor estiver
danificado.

2
F37034-2

109

202
LUBRIFICAÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES

Substituição do elemento do filtro primário


Quando for detectado que o elemento do filtro está
danificado.
Quando for verificado com uma lanterna, e detec-
tada uma passagem de luz mesmo que muito redu-
zida. 1
Se o elemento de filtro já tiver sido limpo, pelo
menos, três vezes.
É necessário substituir o elemento do filtro primário.
Tenha muito cuidado ao instalar um novo elemento
do filtro (1), inserindo-o delicadamente no corpo do
filtro.
F37517-2A
Instale a tampa do filtro.
110

203
SEÇÃO 4

ELEMENTO DO FILTRO SECUNDÁRIO


O elemento do filtro secundário não deve ser limpo.
Depois do elemento do filtro primário ter sido limpo
três vezes, substitua este elemento.
Destrave a trava (1) e retire a tampa do filtro (2). 1

2
F37006-2

111
Retire o elemento do filtro primário (3) da carcaça.

F37517-2C

112
Retire o elemento do filtro secundário (4).
Limpe bem o interior da carcaça do filtro com um
pano limpo.
Monte um elemento do filtro secundário (4) novo.
Instale o elemento do filtro primário (3). 4
Volte a montar a tampa do filtro (2) e prenda-a com
a trava (1).
Ponha o motor em funcionamento, deixe-o trabalhar
em marcha lenta e certifique-se de que a luz indica-
dora de restrição do filtro de ar, no painel de instru-
mentos lateral, não está acesa. F37516-2D

113

204
LUBRIFICAÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES

RODA / PNEU – SUBSTITUIÇÃO


Desloque a máquina para uma superfície plana e
firme.
Coloque a alavanca de direção de deslocamento e
das mudanças de marcha em ponto neutro.
Acione o freio de estacionamento para imobilizar a
máquina.
Pare o motor.
Desbloqueie as porcas da roda a ser desmontada.
Ligue o motor.
Coloque o motor em funcionamento e utilize a car-
regadeira frontal e os estabilizadores para levantar F37035-2

a máquina de forma que as rodas não fiquem em 114


contato com o solo.
Desligue o motor e tire a chave da ignição.
Bloqueie com calços as rodas que ainda estão em
contato com o solo e que não devem ser removidas.
Coloque calços por baixo do eixo da roda que será
retirada.
Desaparafuse e retire as porcas de fixação.
Retire a roda
Monte a nova roda e respeite a orientação da banda
de rodagem.
Volte a instalar e aperte as porcas com o torque
especificado:
• rodas dianteiras (2WD/4WD) = 260-300 Nm;
• roda traseira (2WD/4WD) = 410-450 Nm;
Retire os calços das rodas.
Baixe a retroescavadeira.
Verifique o estado e a pressão dos pneus. Encha,
se necessário.

205
SEÇÃO 4

AJUSTE DA CONVERGÊNCIA DAS RODAS


CONVERGÊNCIA DAS RODAS DIANTEIRAS (2WD)
A convergência das rodas dianteiras é predefinida e
normalmente não é necessário ajustar. Checagens
ocasionais devem ser realizadas para garantir que a
convergência correta esta sendo mantida.
Ajuste
Coloque a máquina em solo nivelado que não apre-
sente elementos que possam afetar os ajustes.
Direcione as rodas para a frente.
Meça a convergência verificando a largura da pista
entre a parte da frente do aro da roda (1) e a parte
de trás do aro da roda (2) à altura do cubo. A
medida correta da convergência é 0-6 mm.
115

Afrouxe a contraporca (3) em cada barra transversal


e rode o hexágono (4) com uma chave de porcas
até obter a convergência correta. Aperte a contra-
porca e volte a verificar a convergência da rodas.

116

206
LUBRIFICAÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES

CONVERGÊNCIA DAS RODAS (4WD)


A convergência das rodas dianteiras é predefinida e
normalmente não é necessário ajustar. Checagens
ocasionais devem ser realizadas para garantir que a
convergência correta esta sendo mantida.
Ajuste
Coloque a máquina em solo nivelado que não apre-
sente elementos que possam afetar os ajustes.
As rodas da máquina devem ser colocadas em linha
reta, na posição normal de direção.
Meça a convergência verificando a largura da pista
entre a parte da frente do aro da roda (1) e a parte
de trás do aro da roda (2) à altura do cubo. A
medida correta da convergência é 0-2 mm. 117

Afrouxe a contraporca (3) em cada barra transversal


e rode o hexágono (4) com uma chave de porcas
até obter a convergência correta. Aperte a contra-
porca e volte a verificar a convergência.

118

Batentes de direção
Existem quatro batentes de direção (1) incorpora-
dos no eixo, dois em cada extremidade. Os dois
batentes traseiros são ajustáveis e controlam o cír-
culo mínimo de giro. Os dois batentes dianteiros
são ajustáveis e evitam que os pneus toquem na
máquina, quando a direção é totalmente virada para
a esquerda ou para a direita com o eixo completa-
mente oscilado.
Para ajustar, afrouxe a contraporca (2) e gire o para-
fuso do batente (1) no sentido anti-horário para
reduzir o ângulo de esterçamento das rodas ou no
sentido horário para aumentar o ângulo de esterça-
mento. Aperte a contraporca.
119

207
SEÇÃO 4

SISTEMA HIDRÁULICO – ALÍVIO DE PRESSÃO


Desloque a máquina para uma superfície plana e
firme.
Apoie a carregadeira frontal no solo.
Coloque a retro na posição de deslocamento em
estrada.
Coloque a alavanca de direção de deslocamento e
das mudanças de marcha em ponto neutro.
Acione o freio de estacionamento para imobilizar a
máquina.
Pare o motor.
TB603001

120
Acione repetidamente os comandos da carrega-
deira frontal em todas as direções.

3
1
4
2

F37003-2

121
Acione repetidamente os comandos da retro em
todas as direções.

F28989-2

122

208
LUBRIFICAÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES

CONEXÕES E TUBULAÇÕES HIDRÁULICAS – SUBSTITUIÇÃO


Antes de substituir as conexões e tubulações
hidráulicas, alivie a pressão do sistema hidráulico.
As tubulações danificadas ou com vazamentos
devem ser substituídas por novas.
Utilize peças de reposição originais, especialmente
disponibilizadas para executar as funções necessá-
rias.
Nunca volte a instalar conexões ou tubulações usa-
das.
O óleo drenado ou desperdícios que contenham
óleo devem ser eliminados de forma ecológica. Não
derrame no solo ou em cursos de água.
Aperte as conexões com os valores de torque pres-
critos.

LÂMPADAS – SUBSTITUIÇÃO
IMPORTANTE: Nunca toque em uma lâmpada
halógena com os dedos. Utilize sempre um pano
limpo quando manusear lâmpadas halógenas.

LUZ DA CABINE
Retire a lente (1) desaparafusando-a e fazendo-a
girar 90° através da ranhura central.
Retire a lâmpada (2) e coloque outra de igual potên-
cia (10 W).
Volte a montar a lente (1).

123

209
SEÇÃO 4

LUZES DOS INTERRUPTORES


Retire e desligue o interruptor.
Retire o suporte da lâmpada (1). Retire a lâmpada e
coloque outra com a mesma voltagem (1,2 W).
Instale o suporte da lâmpada e o interruptor.

124

FARÓIS E INDICADORES DE MUDANÇA DE DIREÇÃO


Retire os quatro parafusos e o conjunto das luzes (1).
Desligue o soquete do conector do suporte da lâm-
pada. Dobre os clips, retire a lâmpada defeituosa e
substitua-a por outra de igual potência.
Retire para fora o suporte da lâmpada na parte
exterior do refletor para substituir a lâmpada dos
indicadores de mudança de direção.
NOTA: Para acessar a lâmpada do indicador de
direção. remova os parafusos de fixação da lente.
NOTA: O farol pode ser ajustado vertical e lateral-
mente através dos parafusos.
125

LUZES DE TRABALHO DIANTEIRAS E TRASEIRAS


Retire os parafusos e o conjunto das luzes (1).
Retire a lâmpada e coloque outra com a mesma vol-
tagem (55 W).
Monte o conjunto das luzes e os parafusos.

126

210
LUBRIFICAÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES

FUSÍVEIS – SUBSTITUIÇÃO
IMPORTANTE: Nunca substitua um fusível por
outro com amperagem diferente.
A caixa dos fusíveis e relés está localizada por
baixo do painel de instrumentos.
Perto da caixa de fusíveis e relés encontra-se tam-
bém outro fusível.

127
Os fusíveis principais do ar condicionado e o relé de
arranque do ar condicionado, localizam-se na parte
da frente cabine, do lado direito, atrás do motor.
Os fusíveis e relés utilizados são os seguintes:
Fusível de 70 A: proteção do circuito principal entre
a bateria e o sistema elétrico da máquina.
Fusível de 30 A: 3ª velocidade do ar condicionado
(se equipado).
Fusível de 10 A: ar condicionado (se equipado).
Fusível de 5 A: pré-filtro do combustível.

128
Relés n° 3: arranque.
Relé: ar condicionado (se equipado).
Localizado por baixo da base do assento do opera-
dor:
Fusível de 25 A: terceira velocidade do motor da
ventoinha (se equipada).
NOTA: Este fusível fica acessível depois de remo-
ver o assento do operador.

129
O fusível do aquecedor do “grid heater” está situado
à frente, no lado direito do motor.
Fusível de 7,5 A: aquecedor do “grid heater”.

130
211
SEÇÃO 4

FUSÍVEIS E RELÉS – COM ROPS


FUSÍVEIS RELÉS
Fusível K1 Relé interruptor mudanças de marchas para a frente / ré
Classificação Funções
nº K2 Relé de freio de estacionamento engatado
F1A K3 Relé de artida
Parada motor, (+15) dispositivo anti- K4 Relé solenóide nivelamento da caçamba
F1B 7,5 A
furto, “grid heater”
K5 Relé faróis médios e altos
Interruptor luzes do freio, travamento
F1C 10 A K6 Relé das luzes de trabalho dianteiras internas
das quatro rodas
K7 Relé das luzes de trabalho traseiras internas
Alimentação dos instrumentos, luzes
dos interruptores, sensor do nível do K8 Relé das luzes de trabalho dianteiras externas
F2A 15 A
óleo dos freios, assento do operador, K9 Relé das luzes de trabalho traseiras externas
sinal sonoro
K10 Relé marcha ré
F2B
K11 Relé marcha à frente
F2C 15 A Comando do piloto
K12 Interruptor de sinalização de emergência
Luzes do lado direito (atrás / do lado
F3A 3A esquerdo (frente), luz do painel de
instrumentos
Luzes do lado esquerdo (atrás) e
F3B 3A
direito (frente), luz da matrícula
Interruptores das luzes de trabalho
F3C 10 A da frente, controle da condução,
alimentação dupla, caçamba 4x1
Aviso sonoro de marcha ré,
F4A 5A
mudanças de marchas
Botão martelo traseiro, solenóide e
F4B 10 A sensor nivelamento da caçamba,
botões de corte da embreagem
Bloqueio da retroescavadeira,
bloqueio de deslocamento da
F4C 10 A
retroescavadeira, luzes de trabalho
traseiras
Interruptor das luzes de trabalho
F5A 15 A
dianteiras internas
F5B 10 A Faróis médios
F5C 15 A Faróis altos
F6A 7,5 A Sinalizador rotativo
(+15) sinalização de emergência
F6B 7,5 A
alimentação
F6C 7,5 A Martelo manual, 4WD
(+30) sinalização de emergência,
F7A 10 A
buzina
F7B 15 A
F7C 6A
F8A 15 A Luzes de trabalho traseiras externas
F8B 15 A Luzes de trabalho dianteiras externas
F8C 15 A Luzes de trabalho traseiras internas

131

212
LUBRIFICAÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES

FUSÍVEIS E RELÉS – COM CABINE


FUSÍVEIS RELÉS
Fusível K1 Relé interruptor mudanças de marchas para a frente / ré
Classificação Funções
nº K2 Relé de freio de estacionamento engatado
Limpador e lavador de parabrisas K3 Relé de artida
F1A 15 A
traseiro
K4 Relé solenóide nivelamento da caçamba
Parada motor, (+15) dispositivo anti-
F1B 7,5 A K5 Relé faróis médios e altos
furto, “grid heater”
Interruptor luzes do freio, travamento K6 Relé das luzes de trabalho dianteiras internas
F1C 10 A K7 Relé das luzes de trabalho traseiras internas
das quatro rodas
Alimentação dos instrumentos, luzes K8 Relé das luzes de trabalho dianteiras externas
dos interruptores, sensor do nível do K9 Relé das luzes de trabalho traseiras externas
F2A 15 A
óleo dos freios, assento do operador,
K10 Relé marcha ré
sinal sonoro
K11 Relé marcha à frente
F2B 15 A Ar condicionado
K12 Interruptor de sinalização de emergência
F2C 15 A Comando do piloto
Luzes do lado direito (atrás / do lado
F3A 3A esquerdo (frente), luz do painel de
instrumentos
Luzes do lado esquerdo (atrás) e
F3B 3A
direito (frente), luz da matrícula
Interruptores das luzes de trabalho
F3C 10 A da frente, controle da condução,
alimentação dupla, caçamba 4x1
Aviso sonoro de marcha ré,
F4A 5A
mudanças de marchas
Botão martelo traseiro, solenóide e
F4B 10 A sensor nivelamento da caçamba,
botões de corte da embreagem
Bloqueio da retroescavadeira,
bloqueio de deslocamento da
F4C 10 A
retroescavadeira, luzes de trabalho
traseiras
Interruptor das luzes de trabalho
F5A 15 A
dianteiras internas
F5B 10 A Faróis médios
F5C 15 A Faróis altos
F6A 7,5 A Sinalizador rotativo
(+15) sinalização de emergência
F6B 7,5 A
alimentação
F6C 7,5 A Martelo manual, 4WD
(+30) sinalização de emergência,
F7A 10 A
buzina
F7B 10 A Tomada da corrente, rádio, luz do teto
F7C 6A Limpa parabrisas dianteiro
F8A 15 A Luzes de trabalho traseiras externas
F8B 15 A Luzes de trabalho dianteiras externas
F8C 15 A Luzes de trabalho traseiras internas

132

213
SEÇÃO 4

BATERIA – SUBSTITUIÇÃO
Desloque a máquina para uma superfície plana e
firme.
Apoie a carregadeira frontal no solo.
Coloque a retro na posição de deslocamento em
estrada.
Coloque a alavanca de direção de deslocamento e
das mudanças de marcha em ponto neutro.
Acione o freio de estacionamento para imobilizar a
máquina.
Desligue o motor e tire a chave da ignição.
TB603001
ATENÇÃO
133
Nunca inverta a posição dos terminais. Ligue o cabo
positivo ao terminal positivo (+) e o cabo negativo
ao terminal negativo (-).
Quando desligar os cabos da bateria, desligue sem-
pre primeiro o cabo negativo (-).
Quando ligar os cabos da bateria, ligue sempre o
cabo negativo (-) por último.
Nunca provoque curto-circuitos nos terminais da
bateria com objetos metálicos.
Nunca toque com as mãos nos terminais da bateria.
Isto poderia gerar uma eletrólise no interior do corpo
humano e danificar os órgãos vitais.

Coloque o interruptor da bateria na posição desli-


gado.
Retire o suporte do interruptor principal da bateria
(6) sem desligar os cabos da bateria.
Tire as coberturas dos terminais e desligue os
cabos, primeiro o do terminal negativo (1) e em
seguida o positivo (2).
Desaperte as porcas e as arruelas (3), a barra de
fixação (4) e os suportes (5) e retire a bateria
antiga.
Instale a nova bateria.
Instale os suportes (5), a barra de fixação (4) e as
arruelas e porcas (3). 134

Limpe os cabos e os terminais e aplique-lhes uma


camada de graxa.
Ligue os cabos, primeiro ao terminal positivo (2) e
depois ao negativo (1), e instale as coberturas dos
terminais.
Retire o suporte do interruptor principal da bateria (6).

214
LUBRIFICAÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES

DRENAGEM DO BRAÇO TELESCÓPICO (SE EQUIPADO)


Certifique-se de que o pórtico de dreno (1) na extre-
midade do braço está desobstruído para evitar o
acúmulo de água dentro da unidade.
Verifique a presença de vestígios de óleo hidráulico
no orifício, pois indicaria uma perda de pressão no
cilindro.

135

DENTES DA CAÇAMBA – SUBSTITUIÇÃO


CAÇAMBA DA CARREGADEIRA FRONTAL
Desloque a máquina para uma superfície plana e
firme.
Posicione a caçamba da carregadeira de forma a
possibilitar a substituição dos dentes.
Coloque a alavanca de direção de deslocamento e
das mudanças de marcha em ponto neutro.
Acione o freio de estacionamento para imobilizar a
máquina.
Desligue o motor e tire a chave da ignição.
Desaparafuse e retire os parafusos (2) com as por-
cas (3).
Retire o dente (1). 136
Limpe a área em torno do dente.
Instale o novo dente (1).
Rosqueie e aperte os parafusos (2) com as porcas (3).

CAÇAMBA DA RETRO
Desloque a máquina para uma superfície plana e
firme.
Posicione a caçamba da retroescavadeira de forma
a possibilitar a substituição dos dentes.
Coloque a alavanca de direção de deslocamento e
das mudanças de marcha em ponto neutro.
Acione o freio de estacionamento para imobilizar a
máquina.
Desligue o motor e tire a chave da ignição.
Desaparafuse e retire os parafusos (2) com as por-
cas (3).
Retire o dente (1). 137
Limpe a área em torno do dente.
Instale o novo dente (1).
Rosqueie e aperte os parafusos (2) com as porcas (3).

215
SEÇÃO 4

CAÇAMBA DA CARREGADEIRA – AJUSTE DE NIVELAMENTO AUTOMÁTICO


A articulação de nivelamento automático montada
no braço e estrutura do lado direito da carregadeira
controla automaticamente o ângulo da caçamba da
carregadeira durante o ciclo de subida dos braços
de elevação, para manter a caçamba a um nível
constante. Durante a descida, não ocorre nivela-
mento automático.
O nivelamento automático é iniciado no ponto em
que o tubo (2) no braço do carregador contata com
o cotovelo (1) e eleva o tirante da articulação verti-
cal (3).
Em seguida, o tirante movimenta o carretel da
caçamba para a posição de descarregar para nive-
lar a caçamba.

138

AJUSTE DO COMANDO DE NIVELAMENTO AUTOMÁTICO


Apoie a carregadeira frontal no solo.
Desconecte o tirante vertical (3) no cotovelo inferior.
Levante a carregadeira frontal de maneira que o
pino inferior da caçamba fique a 800 mm do solo e
vire a caçamba completamente para trás.

139
Gire o cotovelo (1) para que toque no tubo (2) no
braço da carregadeira. Certifique-se de que o coto-
velo inferior do braço está apontado para cima.
Ajuste o comprimento do tirante vertical (3) para
que, quando voltar a ligá-lo, a extremidade do tubo
do braço da carregadeira permaneça em contato
com o cotovelo.
Fixe bem as porcas de bloqueio no tirante vertical.

140

216
LUBRIFICAÇÃO, MANUTENÇÃO E AJUSTES

SISTEMA “RETORNO À POSIÇÃO DE ESCAVAÇÃO” – 2WD E 4WD


O retorno à posição de escavação é uma função
elétrica que permite ao operador colocar novamente
a caçamba numa posição de escavação para mais
um ciclo de trabalho, apenas com movimento sim-
ples da alavanca de comando da carregadeira (3).
Sempre que a caçamba é colocada em posição de
descarga, o circuito elétrico de retorno à posição de
escavação é completado e é fornecida energia ao
solenóide do carretel da caçamba.
Quando a alavanca de comando da caçamba da
carregadeira (3) é movida para a esquerda, na dia-
gonal, para o retorno à posição de escavação (2), o
eletromagneto irá manter o carretel da caçamba na
posição recolhida até que a caçamba esteja na
posição de escavação, altura em que o indicador no
tirante da articulação de nivelamento automático da
caçamba passa em frente ao sensor, provocando o
corte do fornecimento de energia ao eletromagneto
no carretel da caçamba e permitindo que o carretel
regresse à posição de ponto neutro.

141

Ajuste do sensor de retorno à posição de escavação


O sistema de retorno à posição de escavação con-
siste num eletromagneto montado no carretel da
caçamba, um sensor (1) montado no topo do braço
da carregadeira e um ponteiro ligado à articulação
de nivelamento automático do tubo da caçamba.
Coloque a caçamba no solo na posição de escava-
ção que preferir.
Ajuste a posição do sensor de modo que, quando a
caçamba está na posição de escavação e os braços
do carregadeira são baixados, metade (50%) da
face do sensor fique obscurecida pelo ponteiro da
articulação de nivelamento automático.
Certifique-se de que a face do sensor (1) está a 3- 142
6 mm do ponteiro (2) na articulação de nivelamento
automático.
Como ajuda visual para o operador sentado na
cabine, é possível alinhar o ponteiro montado no
braço da carregadeira com o ponteiro na articula-
ção de nivelamento automático, quando os braços
da carregadeira estão baixados e a caçamba está
na posição de escavação.

217
SEÇÃO 4

NOTAS

218
SEÇÃO 5
RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS
Muitas vezes, as falhas devem-se a uma utilização PROBLEMA
incorreta ou a uma manutenção irregular da máquina. Aqui a falha é descrita como sendo a consequência
Em caso de falha, é recomendável ler o capítulo de uma observação ou atividade feita anteriormente.
pertinente neste manual. Por esse motivo, respeite cuidadosamente as
Caso não consiga identificar a causa da falha ou instruções.
não lhe for possível eliminar o problema, consulte o Avalie cuidadosamente o problema.
serviço de pós-venda.
Coloque as seguintes questões:
Ao contatar o serviço de pós-venda, é importante
descrever a falha e todos os fatores relacionados da Que sintomas antecederam a falha?
forma mais precisa possível. Informações precisas Que operações de reparação ou manutenção foram
permitem encontrar rapidamente e eliminar a causa executadas anteriormente?
do problema. Esta falha é reincidente?
Nunca execute qualquer operação se não possuir Trata-se de uma falha isolada ou ocorrem outras em
as aptidões necessárias. simultâneo?
As tabelas que se seguem servem apenas de refer-
CAUSA POSSÍVEL
ência. Se forem necessárias reparações para além
da manutenção de rotina, envie a máquina ao seu São indicadas as possíveis causas da falha
Concessionário que possui as ferramentas, instala- detectada. Elas encontram-se listadas de acordo
ções e conhecimentos adequados para efetuar com a probabilidade; a causa mais provável é indi-
manutenções em conformidade com as especifica- cada primeiro.
ções e normas de segurança corretas. CORREÇÃO
Estas tabelas descrevem as falhas ocorridas, as Aqui é explicado como detectar e eliminar a causa
suas possíveis causas e as medidas a serem toma- do problema.
das. Em casos excepcionais, uma falha descrita
poderá ter outra causa.

219
SEÇÃO 5

MOTOR
PROBLEMA CAUSA POSSÍVEL CORREÇÃO
Verifique a carga das baterias e, se for
Baterias parcialmente descarregadas.
necessário, substitua-as.
Limpe, inspecione, aperte as porcas e, se
Ligações corroídas ou soltas dos terminais da
necessário, substitua os terminais e porcas
bateria.
excessivamente corroídos.
Sincronização incorreta da bomba injetora do Regule corretamente o tempo da bomba
motor. injetora do motor.
Desligue as linhas de combustível e a bomba
Acumulo de contaminantes ou água nas linhas injetora e limpe-as cuidadosamente; se
O motor não dá de combustível. necessário, limpe e seque o reservatório de
partida. combustível.
Não existe combustível no reservatório. Complete o reservatório.
Verifique e, se for necessário, substitua a
Não há fornecimento à bomba injetora.
bomba injetora.
Verifique a presença de ar nas tubulações e
conexões, na bomba de alimentação, nos filtros
Ar no sistema de alimentação.
e na bomba injetora, purgue o sistema em
seguida.
Motor de partida avariado. Repare ou substitua o motor de partida.
Marcha lenta baixa. Ajuste a marcha lenta.
Fornecimento irregular da bomba de Verifique o fornecimento na bancada de
alimentação. trabalho.
Desligue as linhas de combustível e a bomba
Acumulo de contaminantes ou água nas linhas injetora e limpe-as cuidadosamente; se
de combustível. necessário, limpe e seque o reservatório de
combustível.
O motor pára. Filtros do combustível entupidos. Substitua os elementos do filtro.
Folga anormal entre as válvulas e os balancins. Ajuste a folga entre as válvulas e os balancins.
Válvulas queimadas ou com fissuras. Substitua as válvulas.
Verifique a presença de ar nas tubulações e
conexões, na bomba de alimentação, nos filtros
Ar no sistema de alimentação.
e na bomba injetora, purgue o sistema em
seguida.
Falha nos comandos da bomba injetora. Substitua as peças desgastadas.
A bomba centrífuga do sistema de refrigeração
Verifique a bomba e, se necessário, substitua-a.
está com falha.
Sensor de temperatura com falha. Substitua o sensor de temperatura.
Elimine eventuais escamas lavando; verifique e
Radiador parcialmente com falha.
repare possíveis vazamentos.
Escamas em compartimentos de passagem do
líquido de arrefecimento, no cabeçote e no Lave cuidadosamente.
O motor com cárter.
aquecimento anormal. Correia de transmissão da bomba centrífuga e
Verifique e ajuste a tensão da correia.
correia de transmissão da ventoinha frouxas.
Líquido de arrefecimento (quantidade Reponha o nível no reservatório de expansão
insuficiente). acrescentando o líquido recomendado.
Verifique e regule corretamente o tempo do
Sincronização incorreta do motor.
motor.
Limpe o filtro de ar primário e, se necessário,
Filtro de ar com restrição..
substitua o elemento do filtro.

220
RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS

PROBLEMA CAUSA POSSÍVEL CORREÇÃO


Bicos injetores parcialmente obstruídos ou Limpe, verifique e calibre corretamente os
danificados. bicos injetores.
Limpe as linhas e substitua os tubos
Acumulo de contaminantes nas linhas de
visivelmente danificados; se necessário, limpe
combustível.
a bomba injetora.
Sincronização incorreta da bomba injetora do Regule corretamente o tempo da bomba
motor. injetora do motor.
O eixo virabrequim bate devido a excesso de
Retifique os pinos do eixo virabrequim, monte
folga de uma ou mais bronzinas ou mancais da
bronzinas e anéis de ressalto maior.
Motor com ruídos biela ou devido a folga excessiva do ressalto.
anormais Verifique o alinhamento e o balanceamento do
Eixo virabrequim desbalanceado.
eixo virabrequim e, se necessário, substitua-o.
Substitua os parafusos com folgas e aperte
Parafusos de fixação do volante com folgas. todos os parafusos com o torque e o ângulo
descritos.
Alinhe as bielas, certifique-se de que os eixos
Eixos das bielas não paralelos. estão paralelos e, se necessário, substitua as
bielas.
Retifique as camisas do cilindro e monte
Pistão bate devido a desgaste anormal.
pistões sobre medida.
O pino do pistão produz ruído devido a folga Substitua o pino por um sobre medida, restaure
excessiva na sede e bucha da biela. Buchas a sede da biela e a bucha na biela. Substitua a
soltas nas sedes na biela. biela.
Motor com ruídos
anormais Certifique-se de que não existem molas
partidas, que não existe uma folga excessiva
Ruídos causados por uma distribuição falha.
entre as biela e as calhas, tuchos e sedes;
ajuste a folga entre as válvulas e os balancins.

221
SEÇÃO 5

PROBLEMA CAUSA POSSÍVEL CORREÇÃO


Ajuste a bomba injetora na bancada de teste,
Alimentação máxima excessiva da bomba
seguindo as instruções fornecidas na tabela de
injetora.
calibração.
Regule corretamente o tempo da bomba
O tempo da bomba injetora está lento ou o
injetora no motor ou verifique o variador de
variador de avanço automático está danificado.
avanço automático.
O tempo da bomba injetora está muito Regule corretamente o tempo da bomba
Fumaça anormal no acelerado. injetora do motor.
motor: emissão de Bicos injetores parcial e/ou totalmente Limpe, verifique e calibre corretamente os
fumaça preta ou cinza obstruídos ou incorretamente calibrados. bicos injetores; se necessário, substitua-os.
escuro.
Limpe o filtro de ar primário e, se necessário,
Filtro de ar com restrição.
substitua o elemento do filtro.
Perda de compressão no motor devido a:
- anéis de retenção presos; Substitua as peças danificadas ou, se
- camisas desgastadas; necessário, verifique o motor.
- válvulas deterioradas ou não calibradas.
Verifique o estado das linhas de injeção e, se
Linhas de injeção danificadas.
for necessário, substitua-as.
Regule corretamente o tempo da bomba
A bomba injetora está atrasada ou o variador
injetora no motor ou verifique o variador de
de avanço automático está danificado.
avanço automático.
Limpe, verifique e calibre corretamente os
Bicos injetores bloqueados ou com defeito.
bicos injetores; se necessário, substitua-os.
Fumaça azul, cinzenta Passagem de óleo através dos anéis dos
Substitua as peças danificadas ou, se
azulada ou cinzenta, pistões causada por anéis presos ou desgaste
necessário, verifique o motor.
com tendência a ficar das camisas.
branca.
Passagem de óleo através da guia da válvula
de aspiração devido a desgaste da guia ou Verifique o cabeçote do motor.
desgaste da haste da válvula.
O motor não atinge a temperatura de
funcionamento (sensor de temperatura Substitua o sensor de temperatura.
danificado).
Dificuldade na partida
e desempenho fraco Depois de excluir qualquer outra causa,
Bomba injetora com falha.
em todas as substitua a bomba injetora.
condições.
Dificuldade na partida,
O bico injetor desativado pode ser identificado
desempenho fraco, o
Bico injetor bloqueado na posição aberto. se não detectar vibrações ao tocar na linha de
motor funciona com
alta pressão afetada.
um cilindro a menos.
Demora na partida e
O bico injetor desativado pode ser identificado
há muita fumaça de Bico injetor (irreversivelmente) bloqueado na
se não detectar vibrações ao tocar na linha de
escape branca e posição aberto.
alta pressão afetada.
cheiro de combustível.

222
RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS

MOTOR DE PARTIDA
PROBLEMA CAUSA POSSÍVEL CORREÇÃO
Densidade específica e nível da bateria baixos. Inspecione a bateria.
Ligação ou mal contato do circuito do Substitua o cabo elétrico e o interruptor de
O motor de partida não
interruptor da ignição. ignição.
funciona.
Funcionamento incorreto do carretel ou do
Substitua o interruptor magnético.
pistão de retorno do interruptor magnético.
Densidade específica e nível da bateria baixos. Inspecione a bateria.
Mal contato do circuito de partida. Repare os cabos elétricos.
O motor de partida não
funciona. Mal contato do interruptor magnético. Substitua o interruptor magnético.
Falha no motor de partida (por exemplo, curto-
Repare ou substitua o motor de partida.
circuito, escovas desgastadas).
Mal contato do interruptor magnético. Substitua o interruptor magnético.
O motor de partida
funciona muito lento. Falha no motor de partida (por exemplo, curto-
Repare ou substitua o motor de partida.
circuito, escovas desgastadas).
O motor de partida não
Repare ou substitua a embreagem e a
consegue acionar o O pinhão não engata na cremalheira.
alavanca de comando.
motor de combustão.
Desgaste anormal da bucha. Substitua a bucha.
Desgaste nas pontas dos dentes do pinhão ou
Ruído anormal. Substitua o pinhão e a cremalheira.
da cremalheira.
Deslizamento deficiente do pinhão. Lubrifique ou substitua o pinhão.
O pinhão salta. Retorno deficiente do interruptor da ignição. Substitua o interruptor da ignição.
Perda do carretel de
campo. Falha de desativação do pinhão causada por
Bobina do interruptor um curto-circuito do carretel no interruptor Substitua o interruptor magnético.
magnético queimada, magnético.
etc.

ALTERNADOR
PROBLEMA CAUSA POSSÍVEL CORREÇÃO
Verifique as ligações do circuito de recarga,
Circuito de recarga interrompido (luz
limpe e aperte o alternador e os terminais da
indicadora, fusível, conector, etc.).
bateria.
Não recarregado. Regulador de voltagem ineficaz. Substitua o regulador.
Induzido do rotor interrompido. Substitua o induzido do rotor.
Escovas desgastadas. Substitua as escovas.
Correia da ventoinha frouxa. Disponibilize a voltagem correta.
Regulador de voltagem com falha. Substitua o regulador.
Desgaste excessivo dos anéis e escovas do
Substitua os ané\is e as escovas.
Recarga insuficiente. rotor.
Diodos com curto-circuitos. Substitua os diodos.
Induzido do estator ou induzido do rotor com
Substitua o induzido.
curto-circuitos.
Verifique as ligações dos terminais da bateria,
Ligações de circuito soltas.
terminais do motor de partida e alternador.
Recarga excessiva.
Regulador de voltagem ineficaz. Substitua o regulador.
Ligação do terra com falha. Verifique as ligações.

223
SEÇÃO 5

TRANSMISSÃO
PROBLEMA CAUSA POSSÍVEL CORREÇÃO
Baixa pressão da bomba. Consulte o seu concessionário.
Baixo nível do óleo da transmissão. Complete o nível de óleo.
Falha mecânica na transmissão. Consulte o seu concessionário.
Anéis de vedação do eixo de entrada
A transmissão não Substitua os anéis de vedação
desgastados ou partidos.
conduz em nenhuma
direção. Válvula de alívio de pressão com defeito. Substitua a válvula solenóide.
Válvula solenóide de controle de direção fora
Substitua a válvula solenóide.
de serviço.
Bloqueio de fluxo restringido nas entradas de
Consulte o seu concessionário.
óleo.
Baixa pressão de óleo num conjunto de Elimine os vazamentos e reponha o nível de
embreagem devido a vazamentos. óleo.
Retentores do cilindro da embreagem
Substitua os retentores.
desgastados ou danificados.
Conjunto da embreagem excessivamente
Substitua o conjunto da embreagem.
desgastado.
A transmissão só
conduz em uma Válvula solenóide ou bobina de controle da
Substitua a válvula solenóide.
direção. direção com falha.
Falha mecânica na transmissão. Consulte o seu concessionário.
Bloqueio de fluxo restringido nas entradas de
Consulte o seu concessionário.
óleo.
Anel de vedação do eixo de entrada
Substitua o anel de vedação.
desgastado ou partido.
Baixa pressão do conversor. Consulte o seu concessionário.
Baixo nível do óleo. Complete o nível de óleo.
Baixa pressão da embreagem. Consulte o seu concessionário.

Atraso a assumir a Falha na modulação da válvula solenóide de


Consulte o seu concessionário.
transmissão. controle da direção.
Válvula solenóide de controle da direção
Consulte o seu concessionário.
bloqueada.
Bloqueio de fluxo restringido nas entradas de
Consulte o seu concessionário.
óleo.
Válvula solenóide ou bobina de tração às 4
Substitua a válvula solenóide.
rodas não funciona.
Falha mecânica na transmissão. Consulte o seu concessionário.
Sem tração nas 4
rodas. Baixa pressão do conjunto de embreagem de
Consulte o seu concessionário.
tração nas 4 rodas.
Conjunto de embreagem de tração nas 4 rodas
Substitua o conjunto da embreagem.
desgastado.
Nível de óleo elevado ou baixo. Complete ou ajuste o nível de óleo.
Fluxo do radiador restringido. Consulte o seu concessionário.
Baixa pressão do óleo. Consulte o seu concessionário.
Sobreaquecimento da Conjuntos da embreagem patinam devido a
transmissão. Consulte o seu concessionário.
pressão baixa ou desgaste.
Falha mecânica na transmissão. Consulte o seu concessionário.
Funcionamento excessivo com perda de
Consulte o seu concessionário.
rendimento.

224
RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS

PROBLEMA CAUSA POSSÍVEL CORREÇÃO


Conjunto da embreagem de deslocamento
para a frente ou para trás pressurizado quando Consulte o seu concessionário.
Dificuldade em não está selecionado.
selecionar a mudança Válvula solenóide de controle da direção com
de marchas. Consulte o seu concessionário.
falha.
A máquina desloca-se
Anéis de vedação do eixo de entrada com
com a válvula Substitua os anéis retentores.
vazamentos.
solenóide de controle
de direção na posição Falha mecânica na transmissão. Consulte o seu concessionário.
neutra. O conjunto da embreagem de deslocamento
para a frente ou para trás não desbloqueia Consulte o seu concessionário.
devido a uma falha mecânica.
Baixo nível do óleo. Ar no óleo. Purgue. Complete o nível de óleo.
Discos da embreagem patinam devido a
Consulte o seu concessionário.
pressão baixa ou desgaste.
Perda de rendimento
em velocidade Conversor de torque com falha. Substitua o conversor de torque.
elevada. Válvula solenóide de alívio do conversor com
Substitua a válvula solenóide.
defeito.
Instalação incorreta do conversor de torque. Substitua o conversor de torque.
Desempenho fraco do motor. Consulte o seu concessionário.
Perda de rendimento
Conversor de torque com falha. Substitua o conversor de torque.
em baixa velocidade.
Instalação incorreta do conversor de torque. Substitua o conversor de torque.
Bomba desgastada ou partida. Substitua a bomba.
Anel de vedação da bomba com vazamentos. Substitua o anel de vedação.
Filtro de tela ou filtro do óleo entupido. Limpe o filtro de tela e o filtro.

Baixa pressão da Bloqueio nas entradas de óleo entre o cárter da


Consulte o seu concessionário.
bomba. transmissão e a bomba de óleo.
Válvula solenóide de alívio de pressão
Consulte o seu concessionário.
bloqueada na posição aberta.
Válvula solenóide de partida a frio bloqueada
Consulte o seu concessionário.
na posição aberta.
Elevada pressão da
Válvula de alívio de pressão com defeito. Substitua a válvula.
bomba.
Válvula solenóide de controle da direção com
Substitua a válvula solenóide.
Baixa pressão no falha.
conjunto da
Vazamentos na vedação do pistão ou no O-
embreagem de Substitua a vedação e o O-ring.
ring.
deslocamento para a
frente ou para trás. Anel de vedação do eixo de entrada com
Substitua o anel retentor.
vazamentos.
Elevada pressão no
conjunto da
embreagem de Válvula de alívio de pressão com defeito. Substitua a válvula solenóide.
deslocamento para a
frente/trás.
Válvula solenóide de alívio do conversor com
Substitua a válvula solenóide.
defeito.
Baixa pressão do
Vazamento no conversor, radiador de óleo ou
conversor de torque. Elimine os vazamentos.
tubos de ligação.
Óleo muito quente. Deixe arrefecer.

225
SEÇÃO 5

PROBLEMA CAUSA POSSÍVEL CORREÇÃO


Válvula solenóide de alívio do conversor com
Substitua a válvula solenóide.
defeito.
Elevada pressão do
conversor de torque. Bloqueio ou obstrução no radiador de óleo. Limpe o radiador.
Óleo muito frio. Aqueça o óleo.
Vazamento na vedação do pistão de tração das
Substitua a vedação do pistão.
4 rodas.
Anel de vedação do eixo de tração às 4 rodas
Substitua o anel de vedação.
Baixa pressão do com vazamentos.
conjunto de Vazamento no tubo de alimentação da
Elimine os vazamentos.
embreagem de tração embreagem de tração das 4 rodas.
dass 4 rodas. Válvula solenóide de tração das 4 rodas com
Substitua a válvula solenóide.
falha.
Bloqueio ou obstrução no tubo de alimentação
Limpar.
da embreagem de tração das 4 rodas.
Elevada pressão do
conjunto de
Válvula de alívio de pressão com defeito. Substitua a válvula solenóide.
embreagem de tração
das 4 rodas.
Bloqueio ou obstrução no radiador de óleo. Limpar.
Baixa pressão da Vazamentos no anel de vedação frontal do eixo
Substitua a válvula solenóide.
lubrificação. de entrada.
Óleo muito quente. Deixe o óleo arrefecer.

226
RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS

EIXOS
PROBLEMA CAUSA POSSÍVEL CORREÇÃO
Instalação incorreta. Corrija a instalação.
Eixo com defeito. Inspecione e repare o eixo.
Distribuição de peso incorreta. Distribua o peso de forma diferente.
Vibrações na roda. Sobrecarga. Retire a carga excessiva.
Substitua o pneu ou ajuste a pressão em
Raio de rotação dos pneus incorreto.
ambos os pneus.
Semi-eixo quebrado. Substitua o semi-eixo.
Instalação incorreta. Corrija a instalação.
Eixo com defeito. Inspecione e repare.
Distribuição de peso incorreta. Distribua o peso de forma diferente.
Resistência dos
pneus. Sobrecarga. Retire a carga excessiva.
Substitua o pneu ou ajuste a pressão em
Raio de rotação dos pneus incorreto.
ambos os pneus.
Semi-eixo quebrado. Substitua o semi-eixo.
Instalação incorreta. Corrija a instalação.
Eixo com defeito. Inspecione e repare.
Distribuição de peso incorreta. Distribua o peso de forma diferente.
Semi-eixo quebrado. Sobrecarga. Retire a carga excessiva.
Substitua o pneu ou ajuste a pressão em
Raio de rotação dos pneus incorreto.
ambos os pneus.
Semi-eixo quebrado. Substitua o semi-eixo.
Instalação incorreta. Corrija a instalação.
Eixo com defeito. Inspecione e repare.
Direção oferece Distribuição de peso incorreta. Distribua o peso de forma diferente.
resistência; a máquina
desloca-se em linha Sobrecarga. Retire a carga excessiva.
reta quando é dirigida. Substitua o pneu ou ajuste a pressão em
Raio de rotação dos pneus incorreto.
ambos os pneus.
Semi-eixo quebrado. Substitua o semi-eixo.
Instalação incorreta. Corrija a instalação.
Diferencial inoperante
Semi-eixo quebrado. Substitua o semi-eixo.
Instalação incorreta. Corrija a instalação.
Eixo com defeito. Inspecione e repare.
Distribuição de peso incorreta. Distribua o peso de forma diferente.
Sobrecarga. Retire a carga excessiva.

Ruído excessivo. Substitua o pneu ou ajuste a pressão em


Raio de rotação dos pneus incorreto.
ambos os pneus.
Semi-eixo quebrado. Substitua o semi-eixo.
Verifique se os rolamentos estão em boas
Ajuste incorreto da roda.
condições e ajuste a roda.
Instalação incorreta das peças do eixo. Verifique a instalação.

227
SEÇÃO 5

PROBLEMA CAUSA POSSÍVEL CORREÇÃO


Instalação incorreta. Corrija a instalação.
Eixo com defeito. Inspecione e repare.
Distribuição de peso incorreta. Distribua o peso de forma diferente.
Sobrecarga. Retire a carga excessiva.
Substitua o pneu ou ajuste a pressão em
Raio de rotação dos pneus incorreto.
Desgaste irregular do ambos os pneus.
pneu. Semi-eixo quebrado. Substitua o semi-eixo.
Diferencial bloqueado. Verifique a instalação.
Ângulo de direção excessivo. Reduza o ângulo de direção.
Verifique se os rolamentos estão em boas
Ajuste incorreto da roda.
condições e ajuste a roda.
Instalação incorreta das peças do eixo. Verifique a instalação.
Instalação incorreta. Corrija a instalação.
Semi-eixo dobrado ou partido. Substitua o semi-eixo.
Peças do eixo danificadas ou desgastadas. Substitua as peças danificadas do eixo.
Ruído de frição.
Instalação incorreta das peças do eixo. Verifique a instalação.
Ajuste incorreto do conjunto de engrenagens
Ajuste o conjunto de engrenagens cónicas.
cónicas.
Instalação incorreta. Corrija a instalação.
Vibrações durante o Eixo com defeito. Inspecione e repare.
deslocamento. Distribuição de peso incorreta. Distribua o peso de forma diferente.
Semi-eixo dobrado ou partido. Substitua o semi-eixo.

228
RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS

SISTEMA DE DIREÇÃO
PROBLEMA CAUSA POSSÍVEL CORREÇÃO
Encha com o tipo e quantidade de óleo correto.
Nível de óleo incorreto no reservatório. Verifique a existência de conexões soltas ou
linhas danificadas. Purgue o sistema.
Ar no sistema. Verifique a pressão do sistema.
Válvula de alívio da bomba com defeito. Substitua a válvula.
Sem direção ou é
necessário um esforço Bomba desgastada. Substitua a bomba.
excessivo para dirigir. Cilindro da direção com vazamentos. Elimine os vazamentos.
Carretel da válvula danificado. Substitua o carretel.
Coluna da direção quebrada ou danificada. Inspecione e repare.
Elemento de medição danificado ou
Substitua o elemento de medição.
desgastado.
Folga excessiva nas articulações da rótula da
Inspecione e substitua.
barra de direção.
Cilindro da direção com vazamentos. Elimine os vazamentos.
Desvio de direção Carretel da válvula de controle preso ou
Substitua o carretel.
desgastado.
Elemento de medição danificado ou
Substitua o elemento de medição.
desgastado.
Cilindro da direção com vazamentos. Elimine os vazamentos.
Oscilação nas rodas Carretel da válvula de controle preso. Substitua o carretel.
da frente ao dirigir. Elemento de medição danificado ou
Substitua o elemento de medição.
desgastado.
Nível de óleo incorreto no reservatório. Encha com o tipo e quantidade de óleo correto.
Verifique a existência de conexões soltas ou
Ar no sistema.
Bomba com ruídos. linhas danificadas. Drene o óleo do sistema.
Água no óleo. Drene e troque o óleo.
Bomba desgastada. Substitua a bomba.

229
SEÇÃO 5

SISTEMA HIDRÁULICO
PROBLEMA CAUSA POSSÍVEL CORREÇÃO
O acionamento da bomba não funciona. Verifique e repare conforme for necessário.
Falha em todos os Baixo nível do óleo. Verifique o nível e complete.
circuitos. Inspecione a linha de sucção e o reservatório e
Tubulação de sucção da bomba restringida.
repare, se necessário.
Proceda a um teste de desempenho da bomba,
Bomba desgastada. substitua a bomba ou os retentores, se
necessário.
Funcionamento lento Inspecione a linha de sucção e o reservatório e
Tubulação de sucção da bomba restringida.
ou perda de potência repare, se necessário.
em todos os circuitos. Válvula de alívio de pressão sensível à carga
Proceda a um teste da pressão do sistema.
ajustada incorretamente.
Válvula solenóide de velocidade do sistema
Proceda a um teste da pressão do sistema.
hidráulico com defeito.

CARREGADEIRA FRONTAL
PROBLEMA CAUSA POSSÍVEL CORREÇÃO
O circuito de elevação Carretel da válvula com vazamentos. Inspecione o carretel e verifique se apresenta
não funciona, é lento desgaste ou riscos.
ou perde potência. Retentores das hastes com vazamento. Inspecione e substitua o retentor da haste.
As válvulas de segurança estão bloqueadas na
Verifique a válvula de segurança do circuito da
posição aberta, ajustadas num valor muito
A caçamba não caçamba.
baixo ou existe um vazamento na sede.
funciona, é lenta ou
Inspecione o carretel e verifique se apresenta
perde potência. Carretel da válvula com vazamentos.
desgaste ou riscos.
Retentores das hastes com vazamento. Inspecione e substitua o retentor da haste.
Camisa do cilindro danificada. Inspecione e substitua o retentor do cilindro.
Cilindro com
vazamentos. Inspecione a haste e verifique se apresenta
Vazamento interno na válvula.
desgaste ou riscos.
Hesitação no
movimento de
elevação da
carregadeira frontal ou Válvula de verificação da carga entre as seções
Desmonte e inspecione.
dos cilindros da da válvula de controle danificada.
caçamba quando o
comando é
inicialmente ativado.

230
RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS

RETROESCAVADEIRA
PROBLEMA CAUSA POSSÍVEL CORREÇÃO
A válvula de segurança do circuito de elevação
está bloqueada na posição aberta, ajustada Teste a pressão da válvula de segurança do
O sistema de elevação num valor muito baixo ou existe um vazamento circuito de elevação.
está inoperante, é na sede.
muito lento, perde
Inspecione o carretel e verifique se apresenta
potência ou não se Carretel da válvula com vazamentos.
desgaste ou riscos.
segura.
Retentores dos cilindros com vazamentos ou
Inspecione e substitua os retentores do cilindro.
camisa do cilindro danificado.
A válvula de segurança do circuito de
escavação (extremidade do cilindro) está
Teste a pressão da válvula de segurança do
bloqueada na posição aberta, ajustada num
O comando de circuito de escavação.
valor muito baixo ou existe um vazamento na
escavação não sede.
funciona, é lento ou
Inspecione o carretel e verifique se apresenta
perde potência. Carretel da válvula com vazamentos.
desgaste ou riscos.
Retentores dos cilindros com vazamentos ou
Inspecione e substitua os retentores do cilindro.
camisa do cilindro danificado.
A válvula de segurança da caçamba
(extremidade da biela) está bloqueada na Teste a pressão da válvula de segurança da
posição aberta, ajustada num valor muito baixo caçamba.
A caçamba não ou existe um vazamento na sede.
funciona, é lenta ou
Inspecione o carretel e verifique se apresenta
perde potência. Carretel da válvula com vazamentos.
desgaste ou riscos.
Retentores dos cilindros com vazamentos ou
Inspecione e substitua os retentores do cilindro.
camisa do cilindro danificado.
A válvula de segurança do braço telescópico
(extremidade do macaco) está bloqueada na Teste a pressão da válvula de segurança do
posição aberta, ajustada num valor muito baixo braço telescópico.
O braço telescópico ou existe um vazamento na sede.
não funciona, é lento
Inspecione o carretel e verifique se apresenta
ou perde potência. Carretel da válvula com vazamentos.
desgaste ou riscos.
Retentores dos cilindros com vazamentos ou
Inspecione e substitua os retentores do cilindro.
camisa do cilindro danificado.
Válvula de segurança do estabilizador com Inspecione e verifique a válvula de segurança
Sapatas vazamentos. do estabilizador.
estabilizadoras com
vazamentos. Retentores dos cilindros com vazamentos ou
Inspecione e substitua os retentores do cilindro.
camisa do cilindro danificado.

231
SEÇÃO 5

ROTAÇÃO
PROBLEMA CAUSA POSSÍVEL CORREÇÃO
As válvulas de segurança do circuito de rotação
não estão na posição correta, estão ajustadas Teste a válvula de segurança do circuito de
Rotação à direita ou à num valor muito baixo ou existe um vazamento rotação.
esquerda fora de na sede.
serviço, é muito lenta Inspecione o carretel e verifique se apresenta
Carretel da válvula com vazamentos.
ou perde potência. desgaste ou riscos.
Retentores dos cilindros com vazamentos ou
Inspecione e substitua os retentores do cilindro.
camisa do cilindro danificado.
A rotação não reduz a Limitador de deslizamento incorporado
Desmonte e inspecione.
velocidade (batente do danificado.
rolamento) no fim do Retentores dos cilindros com vazamentos ou
curso. Inspecione e substitua os retentores do cilindro.
camisa do cilindro danificado.
A válvula de segurança do circuito (lado do
A rotação não pára retorno) está bloqueada na posição aberta, Teste a válvula de segurança do circuito de
quando a alavanca de ajustada num valor muito baixo ou existe um rotação.
comando regressa à vazamento na sede.
posição neutra
(apenas uma direção). Inspecione o carretel e verifique se apresenta
Carretel da válvula com vazamentos.
desgaste ou riscos.
Inspecione o carretel e verifique se apresenta
Vazamento no cilindro Vazamento interno na válvula. desgaste ou riscos.
(carretel em posição
neutro). Retentores dos cilindros com vazamentos ou
Inspecione e substitua os retentores do cilindro.
camisa do cilindro danificado.
Baixa temporária do
circuito quando recebe Válvula de verificação da carga entre as seções
Desmonte e inspecione.
o comando para da válvula de controle danificada.
elevar.

232
RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS

BOMBAS HIDRÁULICAS
PROBLEMA CAUSA POSSÍVEL CORREÇÃO
Engrenagens da bomba ou placas de pressão Faça um teste de desempenho da bomba
desgastadas ou danificadas. hidráulica.
Arejamento: ar que entra nos sistemas por:
Faça um teste de desempenho da bomba
tubo de sucção, eixo da bomba, ligações ou
hidráulica.
porcas de olhal dos cilindros.
Cavitação: restrições do sistema na linha de Faça uma verificação visual e/ou um teste de
sucção ou no filtro do reservatório. desempenho da bomba hidráulica.
Sistema com ruídos. Água no sistema. Verifique eventuais vazamentos e elimine-os.
Verifique a válvula de segurança do sistema;
A válvula de segurança do sistema vibra.
ajuste e verifique, se necessário.
Vibrações nas linhas. Verifique visualmente.
Verifique a temperatura de funcionamento do
Óleo hidráulico frio.
óleo hidráulico.
Tipo de óleo incorreto. Use óleo hidráulico indicado neste manual.
Reservatório cheio. Verifique o nível de óleo hidráulico.
Drenagem de óleo Arejamento: ar que entra no sistema por: tubo
Faça um teste de desempenho da bomba
hidráulico através do de sucção, eixo da bomba, ligações ou porcas
hidráulica.
respiro do de olhal dos cilindros.
reservatório. Cavitação: obstrução do filtro de sucção no Faça uma verificação visual e/ou um teste de
reservatório. desempenho da bomba hidráulica.
Baixa quantidade de óleo. Complete o reservatório.
Drene o reservatório e volte a abastecer com
Óleo contaminado.
óleo limpo.
Definição muito elevada/baixa da válvula de Drene o reservatório e volte a abastecer com
Aquecimento do óleo.
segurança. óleo limpo. Teste as válvulas de segurança.
Drene o reservatório e volte a encher com óleo
Óleo leve no sistema.
da viscosidade correta.
Radiador de óleo obstruído. Limpe o radiador de óleo.
Vazamentos de óleo
Substitua o retentor do eixo e inspecione a
através do retentor do Retentor do eixo desgastado.
bomba.
eixo.
Baixo nível do óleo. Complete o reservatório.
Óleo com espuma. Ar no sistema de sucção. Verifique e aperte as linhas de sucção.
Tipo de óleo incorreto. Use óleo hidráulico indicado neste manual.

233
SEÇÃO 5

SISTEMA ELÉTRICO
PROBLEMA CAUSA POSSÍVEL CORREÇÃO
Certifique-se de que a voltagem da bateria com
Ligações da bateria soltas ou oxidadas.
o circuito aberto é de, pelo menos, 12,6 V.
Limpe e aperte as ligações.
Verifique o nível e a densidade do eletrólito.
O sistema elétrico está Baterias sulfatadas.
fora de serviço. Reponha o interruptor de isolamento da
Interruptor de isolamento da bateria desligado.
bateria.
O fusível de ligação principal da máquina está Descubra a razão para a falha e substitua o
fundido. fusível de ligação.
Ligações soltas ou corroídas. Limpe e aperte as ligações soltas.
Velocidade do motor Certifique-se de que a voltagem da bateria com
de partida muito baixa, Baixa voltagem de saída da bateria. o circuito aberto é de, pelo menos, 12,6 V.
o motor liga Verifique o nível e a densidade do eletrólito.
lentamente.
Utilize óleo com a viscosidade adequada à
Óleo do motor com a viscosidade incorreta.
temperatura.
Alavanca das mudanças de transmissão Coloque a alavanca das mudanças em ponto
engatada. neutro.
Motor de partida não
funciona. Ligações soltas ou corroídas. Limpe e aperte as ligações soltas.
Baterias sem energia. Recarregue ou substitua as baterias.
Marcha lenta baixa. Aumente a marcha lenta.
A luz indicadora de Correia solta. Verifique a tensão da correia.
carga permanece Certifique-se de que a voltagem da bateria com
acesa com o motor Funcionamento incorreto da bateria. o circuito aberto é de, pelo menos, 12,6 V.
funcionando. Verifique o nível e a densidade do eletrólito.
Funcionamento incorreto do alternador. Verifique o alternador e repare, se necessário.
Ligações da bateria soltas ou corroídas. Limpe e aperte as ligações.
Certifique-se de que a voltagem da bateria com
As baterias não Baterias sulfatadas. o circuito aberto é de, pelo menos, 12,6 V.
carregam. Verifique o nível e a densidade do eletrólito.
Verifique o tensor automático da correia.
Correia solta ou desgastada.
Se necessário, substitua a correia.
O indicador de carga
fica intermitente,
Funcionamento incorreto do alternador. Verifique o alternador e repare, se necessário.
assinalando voltagem
de carga excessiva.

234
RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS

CABINE
PROBLEMA CAUSA POSSÍVEL CORREÇÃO
Vedação incorreta à volta do filtro. Verifique o estado do retentor.
Entra pó na cabine. Filtro obstruído. Limpe ou substitua o filtro.
Filtro com problemas. Substitua o filtro.
O motor da ventoinha
funciona muito Filtro(s) de ar entupido(s). Limpe ou substitua o(s) filtro(s).
devagar.

AR CONDICIONADO
PROBLEMA CAUSA POSSÍVEL CORREÇÃO
Limpe os radiadores da água e do óleo e o
Condensador obstruído.
condensador.
Procure bolhas no visor do refrigerante.
Líquido de arrefecimento insuficiente.
O sistema não Consulte o seu concessionário.
arrefece. Verifique o tensor automático e o estado da
Deslize ou danos na correia.
correia.
O comando do aquecimento está na posição Gire o botão de comando da temperatura no
ON. sentido antihorário para máxima refrigeração.

235
SEÇÃO 5

NOTAS

236
SEÇÃO 6
ARMAZENAMENTO
ARMAZENAMENTO DA RETROESCAVADEIRA
Se a máquina permanecer parada por um período Drene o combustível do reservatório.
superior a 30 dias, armazene-a num local coberto Faça uma mistura de 90% de diesel e 10% de óleo
ou cubra-a com uma capa à prova de água. anticorrosão e complete o reservatório.
Limpe a máquina completamente. Retoque a pin- Deixe o motor funcionando durante aproximada-
tura da máquina onde esteja danificada, para evitar mente 10 minutos.
a formação de ferrugem.
Pare o motor.
Verifique se existem peças desgastadas ou usadas
na máquina e substitua se necessário. Rode o motor manualmente várias vezes para pre-
servar o pistão e a câmara de combustão.
Lubrifique a máquina e drene a transmissão, o
reservatório do fluido hidráulico, o eixo traseiro e o Desmonte as correias e armazene-as nas suas
motor, e reabasteça com óleos e fluidos adequa- embalagens.
dos. Pulverize as calhas das polias com graxa anticorro-
Verifique o nível do líquido de arrefecimento do são.
radiador. Se faltarem 100 horas ou menos para o Feche as abertura de aspiração e drenagem.
serviço de manutenção das 2000 horas, efetue o Antes de voltar a acionar o motor, é necessário
serviço de manutenção. remover os produtos de conservação.
Coloque a carregadeira para funcionar até que
todos os cilindros estejam totalmente retraídos e a
caçamba esteja totalmente apoiada num bloco ou Produtos
tronco de madeira. Óleo anticorrosão de acordo com a especificação:
Coloque a retro na posição de deslocamento em • MIL-L-21260B;
estrada.
• TL 9150-037/2;
Desligue o motor e coloque todos os comandos do
• Código NATO C 640 / 642.
sistema hidráulico em funcionamento para aliviar
toda a pressão dos circuitos hidráulicos. Produto anticorrosão para conservação externa
segundo a especificação:
Aplique uma camada de graxa nas hastes dos cilin-
dros que estejam expostos e nas hastes das válvu- • Código NATO C 632.
las de comando. Detergente recomendado para a remoção do pro-
Retire a bateria da máquina e guarde-a. duto de conservação:
Coloque blocos sob os eixos para retirar o peso dos • Dissolvente de gasolina (classe de produtos peri-
pneus. gosos A3).
Cubra a abertura do tubo de escape.
Execute as operações de proteção do motor. ARMAZENAMENTO DA BATERIA
Retire a bateria da máquina. Armazene-as sobre
uma mesa de madeira num espaço seco, fresco e
ARMAZENAR O MOTOR
bem ventilado, se possível, com temperatura acima
Se o motor não for utilizado durante um longo perío- dos 0°C (temperatura ideal 20°C).
do de tempo, é necessário conservá-lo com produ-
Efetue as seguintes operações:
tos específicos contra a formação de ferrugem.
• limpe a bateria;
Limpe o motor com equipamento de alta pressão.
• verifique a concentração de ácido e o nível do
Coloque o motor à pressão de funcionamento e
eletrólito em intervalos de duas semanas;
desligue-o.
• recarregue totalmente a bateria quando a con-
Drene o óleo do motor e substitua-o por óleo anti-
centração de ácido diminuir para 1,23 kg/dm3;
corrosão.
• mantenha o exterior das baterias limpo e seco.

237
SEÇÃO 6

COLOCAR A MÁQUINA NOVAMENTE EM SERVIÇO


Para colocar a máquina em serviço após um longo
período de armazenamento, é necessário tomar ATENÇÃO
algumas precauções: Verifique se a máquina possui vazamentos, peças
danificadas ou em falta.
Elimine todas as proteções do motor e complete o
reservatório lubrificante do motor com óleo.
Complete o reservatório do combustível. ATENÇÃO
Volte a montar e ligue as baterias. Verifique o nível Antes de dar partida no motor, certifique-se de que
do eletrólito. todos os comandos estão em ponto neutro. Este
Verifique os níveis de óleos e fluidos. procedimento evita o movimento inesperado da má-
Verifique o nível do líquido de arrefecimento. quina e de qualquer equipamento elétrico.

Verifique a condição e a pressão dos pneus.


Retire os calços debaixo do eixos. ATENÇÃO
Retire a cobertura da abertura do tubo de escape. Evite dar partida no motor em ambientes fechados.
Remova a graxa anticorrosão das hastes dos cilin- Assegure sempre uma boa ventilação.
dros das outras áreas cobertas.
Verifique o funcionamento do sistema elétrico.
Purgue o ar do sistema hidráulico.
Verifique o funcionamento dos sistemas de direção
e freio.
Remova as proteções do motor
Remova a graxa anticorrosão das calhas das
polias.
Monte as correias e ajuste a tensão após um curto
funcionamento.
Reabra as linhas de aspiração e drenagem.
Acione o motor.

238
SEÇÃO 7
ACESSÓRIOS
ACOPLAMENTO MECÂNICO DE ENGATE RÁPIDO
DA CAÇAMBA DA CARREGADEIRA
É possível instalar um acoplamento de engate rápido (1) para a caçamba da carregadeira utilizando os pinos
de fixação standard (2).
CUIDADO: Para evitar ferimentos pessoais, deligue o motor, alivie toda pressão hidráulica antes que
qualquer conexão hidráulica seja desligada.

ACOPLAMENTO DA CAÇAMBA DA CARREGADEIRA DE ENGATE RÁPIDO (MANUAL)


Um acoplamento mecânico de engate rápido da
caçamba da carregadeira (1) pode ser instalado
entre a caçamba e os braços da carregadeira, por
meio dos pinos de fixação da caçamba já existentes
(2) como ocorre com o acessório normal da caçam-
ba. Consulte as instruções operacionais do fabri-
cante para obter informações completas.
Para ligar o acoplamento à caçamba, role o acopla-
mento para frente como se fosse bascular, e posi-
cione as mandíbulas superiores (3) nos pinos de
elevação superiores da caçamba (4). Role para trás
o acoplamento, e a caçamba se elevará mas man-
tendo-se no nível do solo. Use pinos de fixação adi-
cionais na posição (4) da mesma maneira que
usados para o acessório normal da caçamba.
IMPORTANTE: Verifique se a caçamba da carrega-
deira e todos os pinos de fixação e retenção estão
seguros antes de operar a carregadeira.
A mudança dos acessórios e dispositivos de fixação
é o procedimento inverso. Abaixe a caçamba para o
solo, remova os pinos de fixação da caçamba (4),
role para fora o acolamento como se fosse bascular,
e a caçamba será solta.
CUIDADO: Verifique se o acoplador está instalado
corretamente conforme explicado nas instruções
dos fabricantes após cada troca de caçamba. Se tiv-
er qualquer dúvida sobre a instalação ou ajustes,
consulte sua concessionária autorizada local. 1

239
SEÇÃO 7

ACOPLAMENTO MECÂNICO DE ENGATE RÁPIDO DA CAÇAMBA DA RETRO

ATENÇÃO
Nunca coloque as mãos dentro de uma mandíbula
do acoplamento de engate rápido quando estiver
aberto.

É possível instar um acoplamento mecânico de


engate rápido (1) no braço utilizando os pinos stan-
dard.
Certifique-se de que o implemento para instalar se
encontra num local seguro, sob terreno firme e nive-
lado com os pinos no lugar.
Certifique-se de que o pino de encaixe do imple-
mento se encontra na posição de força máxima (2).
IMPORTANTE: É fundamental que o pino de
encaixe esteja na posição de força máxima, de
outra forma o acoplamento de engate rápido não vai
acoplar.
Certifique-se de que a mandíbula do acoplamento
de engate rápido esteja aberto.
Utilize os comandos da caçamba e do braço para
acoplar o gancho de engate no pino mais baixo.
Utilize os comandos da caçamba para engatar e
bloquear completamente o pino (3) na mandíbula do
acoplamento de engate rápido.
Desligue o motor e tire a chave da ignição.
Instale o pino de segurança do acionamento de
engate rápido.

ATENÇÃO
Certifique-se de que o pino de segurança está cor-
retamente instalado no acionamento de engate rá-
pido conforme é descrito nas instruções do 2
fabricante após cada mudança de ferramenta. No
caso de surgir alguma dúvida em relação ao pino de
segurança ou em relação aos ajustes, consulte seu
Concessionário.

Para trocar o implemento, solte a mandíbula (com o


pino de segurança retirado) utilizando a alavanca
(4) fornecida para abrir a mandíbula.

240
ACESSÓRIOS

ACESSÓRIOS HIDRÁULICOS AUXILIARES DA RETROESCAVADEIRA


Antes de utilizar os acessórios (3), é obrigatório efe-
tuar os seguintes procedimentos:
Verifique se a alavanca de comando de desloca-
mento está na posição de ponto neutro.
Coloque a alavanca das mudanças de marchas em
ponto neutro.
Apoie a carregadeira frontal no solo.
Desligue o motor, alivie toda a pressão do circuito
auxiliar, retire as tampas e ligue os tubos dos aces-
sórios aos acoplamentos (1) na parte posterior do
braço.
IMPORTANTE: A inversão das ligações pode pro-
vocar o acionamento involuntário ou inoportuno do
acessório ou mesmo danificá-lo seriamente. Para
evitar riscos de acidentes, siga cuidadosamente as
instruções do fabricante.

F36833-2

AJUSTE DO FLUXO DE FLUIDO HIDRÁUILICO


Cabe ao operador regular o fluxo de fluido hidrau-
lico que deve utilizar, consultando as instruções for-
necidas pelo fabricante do acessório. Certifique-se
de que selecionou o fluxo recomendado. O excesso
de fluxo pode danificar algum equipamento.
Coloque a alavanca do acelerador na posição de
aceleração máxima.
Pressione o pedal (2) para acionar o acessório.
Solte o pedal (2) para parar o acessório.
Conforme as recomendações relativas aos requisi-
tos de fluxo, ajuste o regulador de fluxo no chassis,
na parte traseira da máquina. Consulte o seu con-
cessionário. 4

241
SEÇÃO 7

ACESSÓRIOS HIDRÁULICOS AUXILIARES MANUAIS


Antes de utilizar os implementos auxiliares manu-
ais, é obrigatório efetuar os seguintes procedimen-
tos:
Verifique se a alavanca de comando de desloca-
mento está na posição de ponto neutro.
Acione o freio de estacionamento para evitar que a
máquina se desloque.
Coloque a alavanca das mudanças de marchas em
ponto neutro.
Apoie a carregadeira frontal no solo.
Coloque o interruptor do acessório hidráulico
manual (1) na posição OFF (desligado).
Desligue o motor, retire as tampas e ligue os tubos
dos acessórios aos acoplamentos em frente do
reservatório do combustível. O acoplamento (3)
destina-se à tubulação de pressão do óleo do sis-
tema hidráulico e o acoplamento (2) destina-se à
tubulação de retorno.
IMPORTANTE: A inversão das ligações pode pro-
vocar o acionamento involuntário ou inoportuno do
acessório ou mesmo danificá-lo seriamente. Para 5
evitar riscos de acidentes, siga cuidadosamente as
instruções do fabricante.

AJUSTE DO FLUXO DE FLUIDO HIDRÁUILICO


Cabe ao operador regular o fluxo de fluido hidrau-
lico que deve utilizar, consultando as instruções for-
necidas pelo fabricante do acessório. Certifique-se
de que selecionou o fluxo recomendado. O excesso
de fluxo pode danificar algum equipamento, o que
torna necessário ajustar o regulador de fluxo locali-
zado no chassis, em frente ao eixo traseiro. Con-
sulte seu Concessionário
Acione o motor e, coloque a alavanca do acelerador
na posição de aceleração máxima e coloque o inter-
ruptor do acessório hidráulico manual (1) na posi-
ção ON (ligado). Nesta posição, a luz do interruptor
acende e o acessório pode ser utilizado.
Quando o acessório deixar de ser necessário, colo- 6
que o interruptor do acessório hidráulico manual (1)
na posição OFF (desligado). A luz do interruptor
apaga.

242
ACESSÓRIOS

VÁLVULAS DE SEGURANÇA DO ESTABILIZADOR


Estão instaladas em todos os cilindros estabilizadores e tem como função, a prevenção do deslocamento
rápido para baixo dos estabilizadores.

SAPATAS ESTABILIZADORAS REVERSÍVEIS


Estas sapatas estabilizadoras devem ser utilizadas
na rua ou no local de trabalho. Conforme o neces-
sário, podem ser giradas em cerca de 180°.
IMPORTANTE: Quando estas sapatas estabilizado-
ras são utilizadas, existe o perigo de golpear as
janelas da cabine.
Baixe lentamente os estabilizadores antes de abrir
as janelas para evitar qualquer dano.

243
SEÇÃO 7

NOTAS

244
SEÇÃO 8
INFORMAÇÕES E ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS
MOTOR 70 kW – 94 HP (ASPIRADO) para Modelos B90B
Especificações ....................................................................................................... 70 kW – 94 HP a 2200 rpm
Modelo ................................................................................................................................ NEF TIER 0 – 4,5L
Tipo ........................................................................................................................................ Diesel, Mecânico
Nº de cilindros ................................................................................................................................................. 4
Válvulas para cada cilindro ............................................................................................................................. 2
Diâmetro .............................................................................................................................................. 104 mm
Curso ................................................................................................................................................... 132 mm
Cilindrada ........................................................................................................................................... 4485 cm3
Taxa de compressão ............................................................................................................................... 17,5:1
Torque máximo (CE) ........................................................................................................ 350 Nm @ 1400 rpm
Rotação da marcha lenta sem carga ........................................................................................... 950 ± 50 rpm
Rotação máxima sem carga ....................................................................................................... 2430 ± 50 rpm
Admissão de ar .................................................................................................................... Natural – Aspirado

Abastecimento
Tipo ............................................................................................................................................. Injeção Direta
Bomba injetora ........................................................................................................................................ Delphi
Sequência de injeção ............................................................................................................................. 1-3-4-2

Arrefecimento
Tipo de bomba .......................................................................................................................................... Água
Acionamento da bomba ............................................................................................... Correia de Transmissão
Comutador de temperatura (início de abertura) .................................................................................. 81 ± 2°C

245
SEÇÃO 8

MOTOR 75 kW – 100 HP (TURBO) para Modelos B95B e B110B)


Especificações ..................................................................................................... 75 kW – 100 HP a 2200 rpm
Modelo ................................................................................................................................ NEF TIER 0 – 4,5L
Tipo ........................................................................................................................................ Diesel, Mecânico
Nº de cilindros ................................................................................................................................................. 4
Válvulas para cada cilindro ............................................................................................................................. 2
Diâmetro .............................................................................................................................................. 104 mm
Curso ................................................................................................................................................... 132 mm
Cilindrada ........................................................................................................................................... 4485 cm3
Taxa de compressão ............................................................................................................................... 17,5:1
Torque máximo (CE) ........................................................................................................ 406 Nm @ 1400 rpm
Rotação da marcha lenta sem carga ........................................................................................... 950 ± 50 rpm
Rotação máxima sem carga ....................................................................................................... 2430 ± 50 rpm
Admissão de ar ........................................................................................................... TAA – Turbocompressor

Abastecimento
Tipo ............................................................................................................................................. Injeção Direta
Bomba injetora ........................................................................................................................................ Delphi
Sequência de injeção ............................................................................................................................. 1-3-4-2

Arrefecimento
Tipo de bomba .......................................................................................................................................... Água
Acionamento da bomba ............................................................................................... Correia de Transmissão
Comutador de temperatura (início de abertura) .................................................................................. 81 ± 2°C

246
INFORMAÇÕES E ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

TRANSMISSÃO
TRANSMISSÃO 2WD / 4WD
Modelo ............................................................................................................................................. CARRARO
Tipo 4x4 ........................................................................ 4 velocidades para a frente e 4 velocidades para trás
Relação do conversor de torque ................................................................................................................ 2,38
Relações de transmissão:
1ª marcha à frente .................................................. relação 5,603:1 ................ marcha ré, relação 4,643:1
2ª marcha à frente .................................................. relação 3,481:1 ................ marcha ré, relação 2,884:1
3ª marcha à frente .................................................. relação 1,584:1 ................ marcha ré, relação 1,313:1
4ª marcha à frente .................................................. relação 0,793:1 ................ marcha ré, relação 0,657:1

EIXOS
EIXOS DIANTEIRO
EIXO DIANTEIRO 2WD
Modelo ................................................................................................................................... CARRARO 26.00
Tipo ....................................................................................................................................................... Direção

EIXO DIANTEIRO 4WD


Modelo ................................................................................................................................... CARRARO 16.00
Tipo ....................................................................................................................................................... Direção

EIXO TRASEIRO
Modelo ................................................................................................................................... CARRARO 28.44
Tipo ......................................................................................................................................................... Rígido
Bloqueio do diferencial ....................................................................................................................... Mecânico

FREIOS
FREIO DE SERVIÇO
Tipo .............................................................. Discos múltiplos em banho de óleo, 4 por eixo, (2 por semieixo)

FREIO DE ESTACIONAMENTO
Tipo do freio de estacionamento ............. Aplicados individualmente, assistidos, acionados hidráulicamente,
livres de manutenão, auto-ajustáveis, montados externamente, disco úmidos, dois por lado

DIREÇÃO
DIREÇÃO HIDRÁULICA
Modelo ...................................................................................................................... DANFOSS OSPC 160 LS
Cilindrada ....................................................................................................................................... 125 cm3/rev
Ajuste da válvula de arranque .............................................................................................................. 225 bar
Ajuste da válvula de libertação de pressão ................................................................................ 172 a 180 bar

247
SEÇÃO 8

SISTEMA HIDRÁULICO
BOMBA HIDRÁULICA
Modelo ...................................................................................................... CASAPPA KP 30.34 – 05 S6 – LMF
Tipo ................................ Bomba de engrenagens duplas: sistema hidráulico e sistema de direção prioritário
Cilindrada .................................................................................................................................... 34,56 cm3/rev

CONTRAPESO DIANTEIRO
Standard .............................................................................................................................................. 125,5 kg
Média ................................................................................................................................................... 366,5 kg
Extra (opcional) ....................................................................................................................................... 125 kg

NÍVEIS DE RUÍDO E VIBRAÇÃO


NÍVEL DE RUÍDO
Nível de ruído interno (LpA) ..................................................................................................................... 81 db
Nível de ruído externo (LwA) ................................................................................................................. 111 db

NÍVEL DE VIBRAÇÃO DENTRO DA CABINE


Membros superiores .................................................................................................... Nível inferior a 2,5 m/s2
Abdómen ...................................................................................................................... Nível inferior a 0,5 m/s2

CAÇAMBAS
CAÇAMBAS DA CARREGADEIRA
6x1
Modelo 0,88 m3 standard 1 m3 standard 4x1
(com garfos)
Capacidade máxima 0,88 m3 1,0 m3 1,0 m3 1,0 m3
Largura 2250 mm 2250 mm 2250 mm 2250 mm
Peso 310 kg 400 kg 750 kg 950 kg

CAÇAMBAS DA RETRO

Largura 305 mm 457 mm 610 mm 762 mm 910 mm


Capacidade 0,067 m3 0,108 m 3
0,149 m 3
0,190 m 3
0,231 m3
Capacidade máxima 0,081 m3 0,137 m3 0,198 m3 0,260 m3 0,323 m3

248
INFORMAÇÕES E ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

PNEUS
TIPOS DE PNEUS
Pneus dianteiros Pneus traseiros
14 x 24 10PR
2WD 11L-16 F3 10PR 16.9 x 24 10PR
19.5 x 24 10PR
16.9 x 24 10PR
4WD 12.5 / 80 - 18 10PR
19.5 x 24 10PR

TORQUES DAS PORCAS


2WD/4WD
Porcas das rodas dianteiras ........................................................................................................... 260-300 Nm
Porcas das rodas traseiras .......................................................................................................... 410 - 450 Nm

TABELA DA PRESSÃO DOS PNEUS


Trabalho cíclico à 10 km/h e transporte a 40 km/h.

DIANTEIROS
4x2 ............................................................................. 11L-16 F3 10PR............................... 52 PSI (3,60 BAR)
4x4 ........................................................................ 12.5 / 80 - 18 10PR...............................50 PSI (3,45 BAR)

TRASEIROS
4x2 ................................................................................. 14 x 24 10PR...............................32 PSI (2,20 BAR)
4x4 .............................................................................. 19.5 x 24 10PR...............................28 PSI (1,93 BAR)

VELOCIDADE DE DESLOCAMENTO EM ESTRADA


As tabelas que se seguem indicam as velocidades aproximadas em km/h à velocidade nominal do motor.

Pneus traseiros 19.5 x 24 10PR Pneus traseiros 14 x 24


Frente (Km/h) Ré (Km/h) Frente (Km/h) Ré (Km/h)
1ª 5.5 6.6 5,8 7.0
2ª 8.8 10.7 9.3 11.2
3ª 19.4 23,4 20.4 24.6
4ª 38,8 46,8 40,8 49,2

249
SEÇÃO 8

DIMENSÕES E DESEMPENHO
DIMENSÕES

8
Pneus dianteiros ................................................................................................................ 12.5 / 80 - 18 10PR
Pneus traseiros ......................................................................................................................... 19.5 x 24 10PR
Caçamba frontal standard ..................................................................................................................... 0,88 m3
Caçamba da retro standard ................................................................................................................. 910 mm

A Comprimento total da máquina 7030 mm


B Alcançe da caçamba da carregadeira 1930 mm
C Distância entre eixos 2175 mm
D Dimensões da caçamba da retroescavadeira 2925 mm
E Distância do eixo traseiro – apoio de rotação da retroescavadeira 1120 mm
F Altura máxima da máquina 3815 mm
G Largura da estabilizadora 2300 mm
H Altura da cabine 2870 mm
I Largura da caçamba frontal 2250 mm

250
INFORMAÇÕES E ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

DESEMPENHO DA CARREGADEIRA FRONTAL


B90B, B95B E B110B (COM CAÇAMBA STANDARD 1 M3)

TB60-8-001

9
‘ Contrapeso dianteiro
A. Altura máxima/dimensões
B. Altura máxima do pino/eixo da caçamba da carregadeira
C. Altura máxima de descarga
D. Profundidade de escavação
E. Alcance da carregadeira frontal quando elevada na posição de descarga
F. Alcance da carregadeira frontal quando baixada com a caçamba retraída
G. Alcance do acessório na posição de escavação
H. Alcance do acessório quando baixado
α. Ângulo da caçamba fechada baixada
β. Ângulo da caçamba fechada à altura máxima
χ. Ângulo de descarga

Pneus dianteiros Pneus traseiros A B C D E F G H α β χ


12.5 / 80 - 18 10PR 19.5 x 24 10PR 4309 3481 2784 100 706 1423 1417 1491 45° 47,8° 39,2°

251
SEÇÃO 8

B90B, B95B E B110B (COM CAÇAMBA 4X1 1 M3)

TB60-8-002

10
‘ Contrapeso dianteiro
A. Altura máxima/dimensões
B. Altura máxima do pino/eixo da caçamba da carregadeira
C. Altura máxima de descarga
D. Profundidade de escavação
E. Alcance da carregadeira frontal quando elevada na posição de descarga
F. Alcance da carregadeira frontal quando baixada com a caçamba retraída
G. Alcance do acessório na posição de escavação
H. Alcance do acessório quando baixado
α. Ângulo da caçamba fechada baixada
β. Ângulo da caçamba fechada à altura máxima
χ. Ângulo de descarga

Pneus dianteiros Pneus traseiros A B C D E F G H α β χ


12.5 / 80 - 18 10PR 19.5 x 24 10PR 4478 3481 2784 100 706 1559 1502 1610 45° 47,8° 39,2°

252
INFORMAÇÕES E ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

DESEMPENHO DA CARREGADEIRA FRONTAL COM GARFO

*
TB60-8-003

11
‘ Contrapeso dianteiro
A. Altura máxima do pino/eixo da caçamba da carregadeira com garfos elevados
B. Altura máxima dos garfos
C. Altura do pino/eixo da caçamba da carregadeira com garfos baixados
D. Alcance do garfo quando elevado
E. Alcance do garfo quando baixado

Pneus dianteiros Pneus traseiros A B C D E


12.5 / 80 - 18 10PR 19.5 x 24 10PR 3537 3143 433 2136 2577
11L-16 F3 10PR 14 x 24 10PR 3286 2889 433 2374 2723

253
SEÇÃO 8

DESEMPENHO DA RETROESCAVADEIRA
B90B E B110B SIDESHIFT (COM BRAÇO STANDARD CURTO)

F A

D C

F37142-2

12
A. Altura máxima de escavação
B. Altura máxima com carga total
C. Profundidade máxima de escavação
D. Profundidade de escavação (L = 2438,4 mm)
E. Alcance de escavação à altura máxima
F. Alcance máximo quando carregado
G. Alcance máximo de escavação com a caçamba baixada
α. Ângulo de escavação da caçamba

Pneus dianteiros Pneus traseiros A B C D E F G α


11L-16 F3 10PR 14 x 24 10PR 5441 3585 4426 4034 1556 1160 5186 204,6°

254
INFORMAÇÕES E ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

B110B COM BRAÇO STANDARD LONGO

13
A. Altura máxima de escavação
B. Altura máxima com carga total
C. Profundidade máxima de escavação
D. Profundidade de escavação (L = 2438,4 mm)
E. Alcance de escavação à altura máxima
F. Alcance máximo quando carregado
G. Alcance máximo de escavação com a caçamba baixada
α. Ângulo de escavação da caçamba

Pneus dianteiros Pneus traseiros A B C D E F G α


11L-16 F3 10PR 19.5 x 24 10PR 5624 3768 4727 4356 1810 1418 5450 204°

255
SEÇÃO 8

B110B COM BRAÇO TELESCÓPICO CURTO

D C

2438. 4
F37147-2

14
A. Altura máxima de escavação
B. Altura máxima com carga total
C. Profundidade máxima de escavação
D. Profundidade de escavação (L = 2438,4 mm)
E. Alcance de escavação à altura máxima
F. Alcance máximo quando carregado
G. Alcance máximo de escavação com a caçamba baixada
α. Ângulo de escavação da caçamba

BRAÇO RETRAÍDO
Pneus dianteiros Pneus traseiros A B C D E F G α
11L-16 F3 10PR 19.5 x 24 10PR 5539 3684 4586 4206 1684 1266 5327 203,8°

BRAÇO ESTENDIDO
Pneus dianteiros Pneus traseiros A B C D E F G α
11L-16 F3 10PR 19.5 x 24 10PR 6206 4351 5623 5310 2495 2078 6279 203,8°

256
INFORMAÇÕES E ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

CAPACIDADES DE ELEVAÇÃO PARA A RETRO


Capacidades de elevação durante o funcionamento normal – SAE
As tabelas que se seguem refletem as capacidades
de elevação do braço na posição (A) e (B) da retro.
NOTA: As capacidades indicadas poderão variar
ligeiramente de uma máquina para a outra, con-
forme os acessórios instalados, as definições de A B
pressão e os requisitos de mercado.
São indicadas em kg as capacidades de elevação
para um braço standard e para um braço telescópico.

F37099-2

15

Altura/
Flecha Braço telescópico (retraído) Braço telescópico (estendido)
Profundidade
Braço A Braço B Braço A Braço B Braço A Braço B m
590 +5,4
1230 1035 830 +4,9
1515 1345 1610 975 +4,3
2180 1670 1920 1455 1535 1040 +3,6
2105 1690 1855 1465 1515 1065 +3,0
2165 1690 1895 1445 1545 1075 +2,4
2425 1600 2070 1410 1625 1075 +1,8
3620 1540 2725 1355 1800 1065 +1,2
1520 3495 1330 2215 1060 +0,6
1525 1305 3635 1050 0 (solo)
1495 1275 1040 -0,6
1470 1255 1040 -1,2
1465 1240 1040 -1,8
1485 1250 1050) -2,4
1590 1315 1080 -3,0
1735 1500 1155 -3,6
1385 -4,2
1725 -4,8

257
SEÇÃO 8

CARGAS MÁXIMAS DE ELEVAÇÃO


TABELA DAS CARGAS MÁXIMAS DE ELEVAÇÃO PARA A CARREGADEIRA FRONTAL

(Pt) (m)

13.12 4

11,48 3,5

9,84 3

8,20 2,5

6,56 2
1000kg
4,92 1,5

3,28 1

1,64 0,5

0
(M) 3 2 1 0
(Pt) 9,84 6,58 3,28

F37103-2

16

258
INFORMAÇÕES E ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

TABELA DE CARGAS MÁXIMAS DE ELEVAÇÃO PARA A RETRO


2WD

(Pt) (m)

21.33 6,5

19.65 6

18,04 53
450 kg
16,40 5

14,76 4,5

13.12 4

11,48 3.5

9,84 3

8,20 2,5
450 kg
6,56 2

4,92 1,5
1000 kg
3,28 1

1,64 0,5

F37105-2

17

4WD

(Pt) (m)

21.33 6,5
500 kg

19.65 6

18,04 53

16,40 5

14,76 4,5

13.12 4

11,48 3.5

9,84 3 500 kg

8,20 2,5
1000 kg
6,56 2

4,92 1,5

3,28 1

1,64 0,5 500 kg 1000 kg


0 7 6 5 4 3 2 1 0
22,97 19,85 16,40 13,12 9,84 6,56 3,28
F37106-2

18

259
SEÇÃO 8

PESOS DE MATERIAIS
MATERIAL kg/m3 lb/pé3 MATERIAL kg/m3 lb/pé3
Alumina – Bloco 881 55 Aveia 416 26
Pulverizada 759 48 Amendoim – Com Casca 280 17
Cinzas 561-833 35-52 Ervilha 789 48
Bauxita 1202-1922 75-120 Ervilha – Sólida 753 47
Grãos 769 48 Fosfato – Granulado 1442 90
Carvão Vegetal 368 23 Potassa 1089 68
Cavacos 288 18 Batatas 769 48
Carvão 1282 80 Quartzo – Granulado 1762 110
Coque – Bloco – Solto 849-1009 53-63 Arroz 769 48
Argila 368-513 23-32 Centeio 705 44
Concreto 1378-1778 86-111 Sal – Pedra – Sólido 2163 135
Minério de Cobre 1666 104 Areia e Cascalho – Seco 1730 108
Milho – com casca 673 42 Úmido 2003 125
Semente de Algodão 401 25 Areia – Fundição 1522 95
Terra – Barro Seco 929-1089 58-68 Xisto 1410 88
Úmido 1602-1666 100-104 Escória – Britada 1121 70
Terra – Areia Cascalho 1570 98 Ardósia 2243 130
Pasto 577 36 Neve 240-801 15-50
Granito 1490-1778 93-111 Soja 743 46
Cascalho – Seco 1522 95 Polpa de Beterraba 561 35
Úmido 1906 119 Açúcar – Não Refinado 961 60
Gelo – Moído 593 37 Enxofre – Em Pedaços 1330 83
Minério de Ferro 2323 145 Taconita 1714 107
Calcário – Solto – Britado 1538-1602 96-100 Trigo 769 48

260
INFORMAÇÕES E ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

ESPECIFICAÇÕES DE TORQUE DE APERTO – DECIMAL


Utilizar os torques de aperto relacionados nas tabelas a seguir quando torques de aperto especiais não são
mencionados. Estes torques de aperto se aplicam para elementos de fixação com rosca UNC e UNF, con-
forme recebidos do fornecedor. As roscas poderão estar secas ou lubrificadas com óleo de motor. Os torques
não se aplicam quando utilizados lubrificantes especiais como grafite, graxas de bissulfeto de molibidênio ou
outros de alta pressão.

Parafusos, Porcas e Prisioneiros de Parafusos, Porcas e Prisioneiros de


Classificação 5 Classificação 8

Tamanho Lb.ft N•m Tamanho Lb.ft N•m

1/4 pol 108 a 132 12 a 15 1/4 pol 144 a 180 16 a 20

5/16 pol 204 a 252 23 a 28 5/16 pol 288 a 348 33 a 39

3/8 pol 420 a 504 48 a 57 3/8 pol 540 a 648 61 a 73

7/16 pol 54 a 64 73 a 87 7/16 pol 70 a 84 95 a 114

1/2 pol 80 a 96 109 a 130 1/2 pol 110 a 132 149 a 179

9/16 pol 110 a 132 149 a 179 9/16 pol 160 a 192 217 a 260

5/8 pol 150 a 180 203 a 244 5/8 pol 220 a 264 298 a 358

3/4 pol 270 a 324 366 a 439 3/4 pol 380 a 456 515 a 618

7/8 pol 400 a 480 542 a 651 7/8 pol 600 a 720 814 a 976

1.0 pol 580 a 696 787 a 944 1.0 pol 900 a 1080 1220 a 1465

1-1/8 pol 800 a 880 1085 a 1193 1-1/8 pol 1280 a 1440 1736 a 1953

1-1/4 pol 1120 a 1240 1519 a 1681 1-1/4 pol 1820 a 2000 2468 a 2712

1-3/8 pol 1460 a 1680 1980 a 2278 1-3/8 pol 2380 a 2720 3227 a 3688

1-1/2 pol 1940 a 2200 2631 a 2983 1-1/2 pol 3160 a 3560 4285 a 4827
NOTA: Utilizar porcas de espessura maior com
parafusos de classificação 8.

261
SEÇÃO 8

ESPECIFICAÇÕES DE TORQUE DE APERTO – MÉTRICO


Utilizar os torques de aperto relacionados nas tabelas a seguir quando torques de aperto especiais não são
mencionados.
Estes valores se aplicam para elementos de fixação com filete de rosca grosso, conforme recebidos do forne-
cedor, com tratamento superficial ou não, ou quando lubrificados com óleo para motor. Os torques não se
aplicam quando utilizados lubrificantes especiais como grafite ou graxas e óleos de bissulfeto de molibidênio.

Parafusos, Porcas e Prisioneiros de Parafusos, Porcas e Prisioneiros de


Classificação 8.8 Classificação 10.9

8.8 10.9

Tamanho Lb.ft N•m Tamanho Lb.ft N•m

M4 24 a 36 3a4 M4 36 a 48 4a5

M5 60 a 72 7a8 M5 84 a 96 9 a 11

M6 96 a 108 11 a 12 M6 132 a 156 15 a 18

M8 228 a 276 26 a 31 M8 324 a 384 37 a 43

M10 456 a 540 52 a 61 M10 54 a 64 73 a 87

M12 66 a 79 90 a 107 M12 93 a 112 125 a 150

M14 106 a 127 144 a 172 M14 149 a 179 200 a 245

M16 160 a 200 217 a 271 M16 230 a 280 310 a 380

M20 320 a 380 434 a 515 M20 450 a 540 610 a 730

M24 500 a 600 675 a 815 M24 780 a 940 1050 a 1275

M30 920 a 1100 1250 a 1500 M30 1470 a 1770 2000 a 2400

M36 1600 a 1950 2175 a 2600 M36 2580 a 3090 3500 a 4200

Parafusos, Porcas e Prisioneiros de


Classificação 12.9

12.9

Geralmente, os valores especificados para o


torque de aperto dos elementos de fixação de
classificação 10.9, podem ser aplicados satisfato-
riamente para os de classificação 12.9.

262
SEÇÃO 9
ÍNDICE ALFABÉTICO
A C
Acelerador do Motor Cabine .................................................................9, 51
Comandos ..........................................................49 Comandos ..........................................................40
Acessórios .............................................................239 Inspeção Geral .................................................155
Hidráulicos Auxiliares .......................................241 Resolução de Problemas .................................235
Hidráulicos Auxiliares Manuais ........................242 Caçamba
Acoplamento Mecânico de Engate Rápido Especificações .................................................248
Caçamba da Carregadeira ...............................239 Substituição dos Dentes ...................................215
Caçamba da Retro ...........................................240 Caçamba da Carregadeira
Adesivos ..................................................................23 Acoplamento Mecânico de Engate Rápido ......239
Ajustes ...................................................................131 Ajuste de Nivelamento Automático ..................216
Alavanca Comandos ..........................................................64
Acelerador ..........................................................49 Conjunto de Garfos ..........................................105
Comando LD do Estabilizador Direito ................67 Substituição ......................................................104
Comando LE do Estabilizador Esquerdo ...........67 Caçamba da Retro
Direção da Transmissão ....................................43 Acoplamento Mecânico de Engate Rápido ......240
Luzes Direcionais ...............................................42 Capacidades de Elevação para a Retro ................257
Mudanças de Marchas .......................................44 Carga da Bateria
Pedal do Freio – Lubrificação ..........................188 Verificação ........................................................192
Alternador Cargas Máximas de Elevação ...............................258
Resolução de Problemas .................................223 Carregadeira Frontal ................................................98
Verificação .......................................................193 Comandos ..........................................................61
Antes de Utilizar a Máquina .......................................3 Funcionamento ...................................................61
Aquecedor ...............................................................71 Certificado de Conformidade “CE” .............................1
Comandos ..........................................................71 Chave de Ignição .....................................................40
Aquecedor e Evaporador do A/C Chave Geral .............................................................58
Limpeza ............................................................168 Cilindros Hidráulicos
Ar Condicionado ..............................................72, 152 Verificação ........................................................191
Comandos ..........................................................71 Cinto de Segurança
Limpeza do Aquecedor e Evaporador ..............168 Verificação ........................................................156
Armazenamento Colocar a Máquina Novamente em Serviço ..........238
Combustível .....................................................132 Comandos
Retroescavadeira .............................................237 Acelerador do Motor ...........................................49
Articulações do Eixo Aquecedor e A/C ................................................71
Lubrificação ......................................................165 Cabine ................................................................40
Assento do Operador ..............................................59 Carregadeira Frontal ..........................................61
Verificação .......................................................156 Mecânicos da Retro ...........................................95
Mecânicos da Retroescavadeira ........................67
B Mecânicos dos Estabilizadores ..........................67
Bateria .....................................................................96 Retroescavadeira ...............................................66
Armazenamento ...............................................237 Transmissão 4x4 ................................................43
Substituição ......................................................214 Comandos e Instrumentos .......................................35
Verificação da Carga ........................................192 Combustível .....................................................96, 132
Verificação dos Terminais ................................167 Purga ........................................................174, 199
Bateria Auxiliar – Partida .........................................81 Compartimento do Manual do Operador .................53
Bloquear ou Desbloquear a Retro ...........................95 Compartimento para o Rádio ...................................55
Bloqueio do Diferencial ............................................88 Componentes Principais ..........................................21
Interruptor ...........................................................47 Condensador .........................................................158
Botão de Desconexão da Transmissão .............65, 98 Conexões e Tubulações Hidráulicas
Braço Telescópico .................................................112 Substituição ......................................................209
Verificação do Ajuste .......................................169 Console Lateral de Instrumentos .............................38
Buzina ......................................................................49 Contrapeso Dianteiro
Especificações .................................................248
Convergência das Rodas ......................................206
Correia do Motor
Substituição ......................................................194
Verificação ........................................................141
263
D F
Dentes da Caçamba Faróis Altos ............................................................. 42
Substituição ..................................................... 215 Filtro de Ar
Desconexão da Transmissão ............................ 46, 48 Limpeza e Substituição .................................... 201
Deslocamento Troca dos Elementos ....................................... 180
Estrada .............................................................. 89 Filtro de Ar da Cabine ............................................. 56
Local de Trabalho .............................................. 85 Limpeza ........................................................... 156
Retroescavadeira ................................................. 6 Filtro de Combustível
Dimensões e Desempenho Purga ............................................................... 149
Especificações ................................................. 250 Troca ................................................................ 173
Direção Filtro de Óleo do Motor
Especificações ................................................. 247 Troca ................................................................ 171
Dobradiças das Portas Filtro de Tela da Transmissão
Lubrificação ..................................................... 153 Limpeza ........................................................... 185
Drenagem do Braço Telescópico .......................... 215 Filtro do Óleo da Transmissão
Troca ................................................................ 183
E FOPS ................................................................ 9, 155
Eixo Dianteiro Freios ...................................................................... 50
Limpeza do Respiro ......................................... 162 Especificações ................................................. 247
Lubrificação ..................................................... 153 Fusíveis
Nível de Óleo (2WD) ........................................ 160 Substituição ..................................................... 211
Nível de Óleo (4WD) ........................................ 161 Fusíveis e Relés
Troca do Óleo .................................................. 186 Cabine ............................................................. 213
Eixo Traseiro ROPS ............................................................... 212
Limpeza da Válvula de Respiro ....................... 164 Unidade de Controle .......................................... 57
Nível do Óleo ................................................... 163
Troca de Óleo .................................................. 188 G
Eixos Garantia .................................................................... 1
Especificações ................................................. 247
Lubrificação das Articulações .......................... 165 H
Resolução de Problemas ................................. 227
Hidráulico
Elevação de Cargas .............................................. 120
Nível do Óleo ................................................... 144
com Carregadeira Frontal ................................ 121 Óleo ................................................................. 133
com Retro ........................................................ 123 Resolução de Problemas ................................. 230
Engate Rápido Substituição das Conexões e Tubulações ....... 209
Caçamba da Carregadeira .............................. 239 Hidráulicos
Caçamba da Retro ........................................... 240 Verificação dos Cilindros ................................. 191
Entradas de Ar ........................................................ 74 Horímetro .............................................................. 136
Especificações de Torque de Aperto ............ 261, 262
Espelhos Retrovisores ............................................ 57
I
Estabilizadores ........................................................ 67
Içar a Máquina ...................................................... 126
Estacionar a Retroescavadeira ......................... 10, 79
Implemento de Trabalho – Lubrificação ................ 148
Estrutura de segurança ............................................. 9
Informações e Especificações Técnicas ............... 245
Evaporador ............................................................ 168
Inspeção Geral da Máquina .................................. 140
Extintor .................................................................... 56
Instruções de Segurança .................................. 2, 134
Verificação ....................................................... 179
Interruptor
Bloqueio do Diferencial ...................................... 47
Luzes Direcionais (com ROPS) ......................... 41
Sistema Anti-Furto ............................................. 57
Intervalos de Trabalho .......................................... 136

J
Janelas das Portas da Cabine ................................ 52
Janelas Laterais da Cabine ..................................... 52
Janelas Traseiras da Cabine .................................. 53

264
L O
Lâmpadas e Luzes ................................................141 Óleo da Transmissão
Cabine ..............................................................209 Nível .................................................................159
Faróis e Indicadores de Direção ......................210 Troca ................................................................184
Funcionalidade das Lâmpadas ........................141 Óleo do Motor ..........................................................96
Interruptores .....................................................210 Nível .................................................................143
Luz da Cabine ....................................................54 Troca ................................................................170
Substituição ......................................................209 Óleo Hidráulico ......................................................133
Lastro .....................................................................116 Nível .................................................................144
Lavadores de Parabrisa Dianteiro ...........................42 Óleo Lubrificante ......................................................96
Ligar o Motor com Tempo Frio ................................82 Operação da Máquina
Limpadores de Parabrisa Dianteiro .........................42 Clima Frio ...........................................................96
Linhas do Sistema de Refrigeração Clima Quente .....................................................97
Verificação .......................................................159 Na Água .............................................................97
Líquido de Arrefecimento ........................................96 Operação da Retroescavadeira ...............................75
Nível .................................................................146
Troca ................................................................195 P
Líquido do Lavador de Parabrisas – Nível ............147 Painel de Instrumentos
Lubrificação ...........................................................131 Dianteiro .............................................................35
Tabela Resumida .............................................131 Lateral ................................................................37
Parada do Motor ......................................................84
M Partida com Bateria Auxiliar ....................................81
Manutenção ...........................................................131 Partida do Motor ......................................................80
10 Horas ...........................................................140 Peças Sobressalentes ...............................................1
1000 Horas .......................................................177 Pedais
2000 Horas .......................................................195 Acelerador ..........................................................49
250 Horas .........................................................154 Comando do Acessório Auxiliar .........................70
50 Horas ...........................................................149 Comando Mecânico do Braço Telescópico ........70
500 Horas .........................................................170 Freio ...................................................................50
Conforme Necessário ......................................197 Pedal do Freio
Manutenção e Ajustes da Retroescavadeira ...........11 Lubrificação da Alavanca .................................188
Máquina Período de Amaciamento ........................................78
Inspeção e Limpeza .........................................178 Pesos de Materiais ................................................260
Motor Pinos Graxeiros dos Cardans – Lubrificação ........165
Armazenamento ...............................................237 Placas de Identificação dos Componentes ..............17
Comandos do Acelerador ..................................49 Pneus
Nível do Óleo ...................................................143 Especificações .................................................249
Óleo ....................................................................96 Procedimento de Enchimento ..........................151
Resolução de Problemas .................................220 Verificação da Pressão ....................................150
Substituição da Correia ....................................194 Portas da Cabine .....................................................51
Troca de Óleo ..................................................170
Precauções
Verificação da Correia ......................................141
Eliminação de Resíduos .....................................16
Motor de Arranque – Verificação ...........................193
Manuseio de Combustível ................................132
Pré-Filtro de Ar
N Limpeza ............................................................200
Níveis de Ruído e Vibração Pré-Filtro de Combustível
Especificações .................................................248 Troca ................................................................175
Prevenção
Incêndios ou Explosões .....................................13
Queimaduras ......................................................14
Vibrações ...........................................................15

265
R S
Radiador ................................................................ 158 Sapatas Estabilizadoras Reversíveis .................... 243
Radiador e Condensador Segurança
Limpeza ........................................................... 158 da Máquina ...................................................... 135
Reboque da Máquina ............................................ 128 Incêndios ou Explosões ..................................... 13
Recirculação do Ar .................................................. 73 Instruções ........................................................ 134
Refrigeração Sinais Manuais ........................................................ 31
Verificação do Sistema .................................... 159 Sinalizador Rotativo ................................................ 58
Reservatório de Água Sistema de Combustível
Limpador de Parabrisas ..................................... 55 Purga ....................................................... 174, 199
Reservatório de Combustível ................................ 133 Sistema de Direção
Drenagem ........................................................ 157 Resolução de Problemas ................................. 229
Nível ................................................................. 145 Sistema de Óleo Hidráulico
Reservatório de Óleo Hidráulico ........................... 133 Troca do Filtro de Óleo .................................... 189
Limpeza da Tampa de Enchimento ................. 166 Sistema Elétrico
Limpeza do Respiro ......................................... 166 Resolução de Problemas ................................. 234
Nível ................................................................. 144 Sistema Hidráulico
Troca de Óleo .................................................. 190 Alívio de Pressão ............................................. 208
Resíduos Especificações ................................................. 248
Eliminação ......................................................... 16 Resolução de Problemas ................................. 230
Resolução de Problemas ...................................... 219 Tubulações ...................................................... 142
Cabine ............................................................. 235
Eixos ................................................................ 227 T
Motor ................................................................ 220 Tabela de Lubrificação e Manutenção .................. 137
Sistema de Direção ......................................... 229 Tabela Resumida de Lubrificação ......................... 131
Sistema Elétrico ............................................... 234 Terminais da Bateria
Sistema Hidráulico ........................................... 230 Verificação ....................................................... 167
Transmissão .................................................... 224 Tomada de 12V Auxiliar .......................................... 54
Respiro do Eixo Dianteiro Torque de Aperto das Porcas das Rodas ............. 147
Limpeza ........................................................... 162 Transmissão ............................................................ 44
Retroescavadeira .................................................. 107 Botão de Desconexão ....................................... 65
Acessórios Hidráulicos Auxiliares .................... 241 Comandos 4x4 ................................................... 43
Acessórios Hidráulicos Auxiliares Manuais ..... 242 Especificações ................................................. 247
Armazenamento .............................................. 237 Limpeza do Filtro de Tela ................................ 185
Comandos ......................................................... 66 Nível do Óleo ................................................... 159
Comandos Mecânicos ................................. 67, 95 Resolução de Problemas ................................. 224
Deslocamento ...................................................... 6 Troca do Filtro do Óleo .................................... 183
Estacionar .................................................... 10, 79 Troca do Óleo .................................................. 184
Manutenção e Ajustes ....................................... 11 Transporte da Máquina ......................................... 127
Operação ........................................................... 75
Trava de Segurança da Carregadeira Frontal ...... 102
Utilização ............................................................. 6
Trilhos e Suspensões do Assento do Operador
Rodas e Pneus – Substituição .............................. 205
Lubrificação ..................................................... 153
ROPS ................................................................ 9, 155
Turbocompressor .................................................. 198

U
Unidade de Controle dos Fusíveis e Relés ............. 57
Utilização da Retroescavadeira ................................ 6

V
Válvula de Segurança do Estabilizador ................ 243
Válvulas do Respiro do Eixo Traseiro
Limpeza ........................................................... 164
Ventilação ............................................................... 71
Ventilador da Cabine (opcional) .............................. 56
Volante .................................................................... 40

266
Seção 10
GARANTIA

TERMO DE GARANTIA
Produtos NEW HOLLAND - Linha Construção

A CNH - LATIN AMERICA LTDA., fabricante dos equipamentos marca NEW HOLLAND, garante os produtos­ novos de sua
fabricação contra defeitos de mão-de-obra e materiais através do seu Serviço Técnico Autorizado.
O SERVIÇO TÉCNICO AUTORIZADO consertará ou reparará em seu próprio estabelecimento cada peça do produto, a qual
de acordo com a análise técnica, apresente falha e/ou defeito de material ou fabricação, provendo ainda, a mão de obra para
a instalação da peça em questão, sem qualquer ônus para o usuário, por um período de 12 (doze) meses a contar da data
de entrega do produto novo ao usuário final.
Não se inclui entretanto na Garantia as despesas relativas ao transporte do equipamento ou de seus componentes ao esta-
belecimento dos distribuidores, bem como despesas de estadia e viagem caso o usuário opte pela intervenção fora de tais
estabelecimentos. Nesta hipótese o SERVIÇO TÉCNICO AUTORIZADO­deverá apresentar ao consumidor o ORÇAMENTO
por escrito para ser PREVIAMENTE APROVADO PELO CONSUMIDOR.
A Garantia contratual do equipamento está condicionada à execução de todas as revisões programadas, definidas no manual
de operação e manutenção e realizadas pelo serviço técnico autorizado da NEW HOLLAND, incluindo a entrega técnica.
As peças aplicadas em substituição estarão cobertas pelo restante do período de garantia do produto.
As peças genuínas também estão cobertas por Garantia de 90 (noventa) dias, a partir da emissão da Nota Fiscal, desde
que sejam aplicadas de acordo com as normas técnicas da NEW HOLLAND. Caso as peças genuínas sejam aplicadas por
representante do SERVIÇO TÉCNICO AUTORIZADO, a cobertura de Garantia das mesmas passa a ser de 180 (cento e
oitenta) dias.
ESTA É A ÚNICA GARANTIA OFERECIDA E SUBSTITUI QUAISQUER OUTRAS EXPRESSAS OU IMPLÍCITAS. NÃO EXIS-
TEM OUTRAS GARANTIAS DA CNH QUE ULTRAPASSEM ESTAS AQUI EXPRESSAS­.

CLÁUSULAS EXCLUDENTES - Esta GARANTIA não se aplica nos casos em que:


•• Constate-se, pelas análises técnicas, O USO OU MANUTENÇÃO INADEQUADO, NEGLIGÊNCIA, IMPERÍCIA OU ACI-
DENTE, ALÉM DE IMPLEMENTOS E/OU PEÇAS NÃO HOMOLOGADAS PELA CNH, E/OU USO DE LUBRIFICANTES
E ÓLEOS NÃO INDICADOS;
•• Os produtos novos forem submetidos a utilização acima da capacidade recomendada, usados para fins não recomen-
dados;
•• Os produtos forem alterados ou reparados de maneira não autorizada pela CNH, fabricante dos produtos­
NEW HOLLAND;
•• Os produtos cuja manutenção preventiva e inspeções não forem executadas de acordo com as especificações dos pro-
dutos marca NEW HOLLAND;
•• Componentes que possuem coberturas de seus respectivos fabricantes, como pneus e componentes do sistema de
injeção de combustível;
•• Defeitos devido à modificação de produto ou ao uso de peças e componentes instalados que não sejam autorizados pela
CNH, fabricante dos produtos NEW HOLLAND;
•• Haja perdas econômicas incluindo despesas com equipamentos alugados;
•• Sejam itens de desgaste normal como discos de freio, embreagem, barras de corte, facas, pinos, junções lubrificadas (pi-
nos e buchas), e qualquer peça que se desgaste devido ao contato com o solo, óleos, lubrificantes, filtros, escapamentos
e peças associadas, bicos injetores, ajustadores, correias, lentes, lâmpadas, bulbos e fusíveis;
•• A RESPONSABILIDADE DA CNH OU DO SERVIÇO TÉCNICO AUTORIZADO, quer por contrato civil ou resultante de
garantias, declarações, instruções ou efeitos de qualquer natureza, será limitada ao conserto ou entrega de peças, novas
ou recondicionadas, sob as condições anteriormente mencionadas­.

CNH - LATIN AMERICA LTDA.

A CNH reserva-se no direito de, a qualquer momento, revisar, modificar ou descontinuar qualquer de seus produtos
sem que isso implique em efetuar o mesmo em modelos já comercializados.

267
SEÇÃO 10 – GARANTIA

Inspeção Pós-Entrega – Cópia do Concessionário


PRIMEIRA FOLHA MANUTENÇÃO – VERIFICAR E AJUSTAR, CONFORME NECESSÁRIO

Nome do Proprietário: ________________________________________________________________________________________

Endereço: ________________________________________________________________________________________

Nome do Concessionário: ________________________________________________________________________________________

Endereço: ________________________________________________________________________________________

Máquina Número do Modelo: _______________________________________________ Indicação do Horímetro: _____________________

Máquina
Número de Identificação do Produto
(P.I.N. – Product Identification Number): ________________________________________________________________________________________

SISTEMA DE ARREFECIMENTO SISTEMA HIDRÁULICO


Verifique o nível de líquido de arrefecimento. Verificar o nível de óleo.
Verifique se há vazamentos. Verifique a existência de vazamentos.
Verifique a pressão da válvula de alívio principal.
SISTEMA DE COMBUSTÍVEL Substitua o filtro do óleo hidráulico.
Verifique se há vazamentos.
Drene a água e o sedimento do reservatório de combustível. INFORMAÇÕES GERAIS
Procure por vazamentos de óleo e peças soltas.
SISTEMA ELÉTRICO Verifique a pressão dos pneus.
Verifique o nível do eletrólito da bateria e a densidade. Aperte todas as braçadeiras das mangueiras.
Verifique o funcionamento do alternador, motor de partida, instrumentos Verifique o torque de aperto das porcas de roda.
e luzes de advertência. Verifique a operação da carregadeira e da retroescavadeira.
Verifique a operação de todas as lâmpadas. Verifique o funcionamento dos freios de serviço e de estacionamento.
Verifique se as alavancas de controle estão funcionando corretamente.
LUBRIFICAÇÃO Verifique o funcionamento do assento do operador.
Lubrifique todos os pontos de articulação.
Verifique o nível de óleo do eixo dianteiro (4x4). SEGURANÇA
Verifique o nível de óleo do eixo traseiro. Verifique o torque de aperto dos parafusos de fixação do cinto de
Verifique o nível de óleo da transmissão. segurança e da ROPS.
Verifique os adesivos de segurança e substitua-os, se necessário.
MOTOR Certifique-se de que a máquina tenha o manual do operador no
Verifique as condições da correia de acionamento. compartimento de armazenamento do manual.
Verifique o nível de óleo do motor. Verifique o pino de travamento da oscilação do braço da
retroescavadeira.
Verifique a rotação do motor em marcha lenta e em aceleração máxima.
Faça a manutenção do filtro de ar.

CONCESSIONÁRIO: certifique-se de que o proprietário e/ou operador entenda todos os adesivos de segurança e de informações, as informações de
serviço e os procedimentos de serviço deste manual.

Assinatura do Técnico: ________________________________________________________________________________________

Assinatura do Concessionário: ________________________________________________________________________________________

Assinatura do Proprietário: ________________________________________________________________________________________

Cópia do Concessionário
#

269
SEÇÃO 10 – GARANTIA

Inspeção Pós-Entrega – Cópia do Proprietário


PRIMEIRA FOLHA MANUTENÇÃO – VERIFICAR E AJUSTAR, CONFORME NECESSÁRIO

Nome do Proprietário: ________________________________________________________________________________________

Endereço: ________________________________________________________________________________________

Nome do Concessionário: ________________________________________________________________________________________

Endereço: ________________________________________________________________________________________

Máquina Número do Modelo: _______________________________________________ Indicação do Horímetro: _____________________

Máquina
Número de Identificação do Produto
(P.I.N. – Product Identification Number): ________________________________________________________________________________________

SISTEMA DE ARREFECIMENTO SISTEMA HIDRÁULICO


Verifique o nível de líquido de arrefecimento. Verificar o nível de óleo.
Verifique se há vazamentos. Verifique a existência de vazamentos.
Verifique a pressão da válvula de alívio principal.
SISTEMA DE COMBUSTÍVEL Substitua o filtro do óleo hidráulico.
Verifique se há vazamentos.
Drene a água e o sedimento do reservatório de combustível. INFORMAÇÕES GERAIS
Procure por vazamentos de óleo e peças soltas.
SISTEMA ELÉTRICO Verifique a pressão dos pneus.
Verifique o nível do eletrólito da bateria e a densidade. Aperte todas as braçadeiras das mangueiras.
Verifique o funcionamento do alternador, motor de partida, instrumentos Verifique o torque de aperto das porcas de roda.
e luzes de advertência. Verifique a operação da carregadeira e da retroescavadeira.
Verifique a operação de todas as lâmpadas. Verifique o funcionamento dos freios de serviço e de estacionamento.
Verifique se as alavancas de controle estão funcionando corretamente.
LUBRIFICAÇÃO Verifique o funcionamento do assento do operador.
Lubrifique todos os pontos de articulação.
Verifique o nível de óleo do eixo dianteiro (4x4). SEGURANÇA
Verifique o nível de óleo do eixo traseiro. Verifique o torque de aperto dos parafusos de fixação do cinto de
Verifique o nível de óleo da transmissão. segurança e da ROPS.
Verifique os adesivos de segurança e substitua-os, se necessário.
MOTOR Certifique-se de que a máquina tenha o manual do operador no
Verifique as condições da correia de acionamento. compartimento de armazenamento do manual.
Verifique o nível de óleo do motor. Verifique o pino de travamento da oscilação do braço da
retroescavadeira.
Verifique a rotação do motor em marcha lenta e em aceleração máxima.
Faça a manutenção do filtro de ar.

CONCESSIONÁRIO: certifique-se de que o proprietário e/ou operador entenda todos os adesivos de segurança e de informações, as informações de
serviço e os procedimentos de serviço deste manual.

Assinatura do Técnico: ________________________________________________________________________________________

Assinatura do Concessionário: ________________________________________________________________________________________

Assinatura do Proprietário: ________________________________________________________________________________________

Cópia do Proprietário
#

271
#

Registro de Garantia do Proprietário

Série da Máquina Distribuidor


Início da Fim da
Garantia Garantia

D M A D M A
Nº de Horas Marca / Modelo do Motor Endereço

Série do Motor Série da Transmissão

Modelo Cidade Estado País

IMPLEMENTOS Código do Distribuidor

Modelo Série Uso da Fábrica

INFORMAÇÕES DO PROPRIETÁRIO
Razão Social

CGC – MF CPF

Endereço
SEÇÃO 10 – GARANTIA

Cidade Estado CEP País

Contato DDD Telefone

PROPRIETÁRIO RESPONSÁVEL DE ENTREGA

Assinatura Assinatura

Nome Nome

Carteira de Identidade Carteira de Identidade

Via – PROPRIETÁRIO

273
“ESTE FORMULÁRIO REGISTRA O PROPRIETÁRIO E O INÍCIO DE COBERTURA DA GARANTIA”
Esta máquina foi devidamente regulada e Recebi e revi o Manual do Operador da máquina e
inspecionada antes de ser entregue, conforme Folha entendo a operação adequada e segura, assim como
de Revisão de Pré-Entrega. as exigências de manutenção desta máquina.
Os itens abaixo foram explicados ao comprador: A máquina foi-me entregue em condições satisfatórias
e entendo que a política de garantia está descrita na
a. Procedimentos adequados de operação e página “GARANTIA – PRODUTO NEW HOLLAND”,
instruções do Manual do Operador. integrante deste manual.
b. A importância das medidas de segurança, Recebi:
equipamentos de segurança e manutenção
preventiva.
c. Condições e tipo de cobertura de Garantia. Manual do Operador
Catálogo de Peças
SEÇÃO 10 – GARANTIA

Ferramentas
/ / / /
ASSINATURA E CARIMBO DO DISTRIBUIDOR DATA ASSINATURA DO COMPRADOR DATA

274
#

Registro de Garantia do Proprietário

Série da Máquina Distribuidor


Início da Fim da
Garantia Garantia

D M A D M A
Nº de Horas Marca / Modelo do Motor Endereço

Série do Motor Série da Transmissão

Modelo Cidade Estado País

IMPLEMENTOS Código do Distribuidor

Modelo Série Uso da Fábrica

INFORMAÇÕES DO PROPRIETÁRIO
Razão Social

CGC – MF CPF

Endereço
SEÇÃO 10 – GARANTIA

Cidade Estado CEP País

Contato DDD Telefone

PROPRIETÁRIO RESPONSÁVEL DE ENTREGA

Assinatura Assinatura

Nome Nome

Carteira de Identidade Carteira de Identidade

Via – CONCESSIONÁRIA

275
“ESTE FORMULÁRIO REGISTRA O PROPRIETÁRIO E O INÍCIO DE COBERTURA DA GARANTIA”
Esta máquina foi devidamente regulada e Recebi e revi o Manual do Operador da máquina e
inspecionada antes de ser entregue, conforme Folha entendo a operação adequada e segura, assim como
de Revisão de Pré-Entrega. as exigências de manutenção desta máquina.
Os itens abaixo foram explicados ao comprador: A máquina foi-me entregue em condições satisfatórias
e entendo que a política de garantia está descrita na
a. Procedimentos adequados de operação e página “GARANTIA – PRODUTO NEW HOLLAND”,
instruções do Manual do Operador. integrante deste manual.
b. A importância das medidas de segurança, Recebi:
equipamentos de segurança e manutenção
preventiva.
c. Condições e tipo de cobertura de Garantia. Manual do Operador
Catálogo de Peças
SEÇÃO 10 – GARANTIA

Ferramentas
/ / / /
ASSINATURA E CARIMBO DO DISTRIBUIDOR DATA ASSINATURA DO COMPRADOR DATA

276
#

Registro de Garantia do Proprietário

Série da Máquina Distribuidor


Início da Fim da
Garantia Garantia

D M A D M A
Nº de Horas Marca / Modelo do Motor Endereço

Série do Motor Série da Transmissão

Modelo Cidade Estado País

IMPLEMENTOS Código do Distribuidor

Modelo Série Uso da Fábrica

INFORMAÇÕES DO PROPRIETÁRIO
Razão Social

CGC – MF CPF

Endereço
SEÇÃO 10 – GARANTIA

Cidade Estado CEP País

Contato DDD Telefone

PROPRIETÁRIO RESPONSÁVEL DE ENTREGA

Assinatura Assinatura

Nome Nome

Carteira de Identidade Carteira de Identidade

Via – NEW HOLLAND

277
“ESTE FORMULÁRIO REGISTRA O PROPRIETÁRIO E O INÍCIO DE COBERTURA DA GARANTIA”
Esta máquina foi devidamente regulada e Recebi e revi o Manual do Operador da máquina e
inspecionada antes de ser entregue, conforme Folha entendo a operação adequada e segura, assim como
de Revisão de Pré-Entrega. as exigências de manutenção desta máquina.
Os itens abaixo foram explicados ao comprador: A máquina foi-me entregue em condições satisfatórias
e entendo que a política de garantia está descrita na
a. Procedimentos adequados de operação e página “GARANTIA – PRODUTO NEW HOLLAND”,
instruções do Manual do Operador. integrante deste manual.
b. A importância das medidas de segurança, Recebi:
equipamentos de segurança e manutenção
preventiva.
c. Condições e tipo de cobertura de Garantia. Manual do Operador
Catálogo de Peças
SEÇÃO 10 – GARANTIA

Ferramentas
/ / / /
ASSINATURA E CARIMBO DO DISTRIBUIDOR DATA ASSINATURA DO COMPRADOR DATA

278
SEÇÃO 10 – GARANTIA

Rede de Distribuidores NEW HOLLAND Brasil


DISTRIBUIDOR / CIDADE ESTADO ENDEREÇO TELEFONE

BAMAQ S/A BANDEIRANTES MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS


CONTAGEM MG Rodovia BR 381 – Fernão Dias Km 2, nº 2.111 – Bairro BANDEIRANTES (31) 3369-1000
CEP 32240-090
VARGINHA MG R. Joaquim Paraguai, 100 – Bairro Vila Izabel (35) 3690-2300
CEP 37026-100
MONTES CLAROS MG Av. Dulce Sarmento, 1896 – Bairro Vila Ipiranga (38) 3690-2400
CEP 39401-485
UBERLÂNDIA MG Rua Bernardo Sayão, 225 – Bairro Custódio Pereira (34) 3222-7001
CEP 38405-234
SALVADOR BA Rua Dr. Altino Teixeira, 1003 – Porto Seco Pirajá (71) 3246-1700
CEP 41233-010
TEIXEIRA DE FREITAS BA Av. Presidente Getúlio Vargas, 184 – Bairro Monte Castelo (73) 3291-9633
CEP 45995-000

CASA DA LAVOURA LTDA.


ARACAJÚ SE Av. Chanceler Osvaldo Aranha, 181 – Bairro Novo Paraíso (79) 3241-3033
CEP 49082-110 (79) 3224-7415

CEQUIP – IMPORTAÇÃO E COMÉRCIO LTDA.


FORTALEZA CE Rodovia BR 116 – Km 13,5, nº 3.439 – B. Parque Santa Maria (85) 3444-4444
CEP 60871-200

COTRIL MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS LTDA.


GOIÂNIA GO Av. Independência, 3512 – Centro (62) 3226-2800
CEP 74045-010
VÁRZEA GRANDE MT Av. Feb, n.º 2051 – Bairro Cristo Rei (65) 3682-7100
CEP 78110-000
BRASÍLIA DF Setor de Garagens e Concessionárias de Veículos – Lote 11 Sul (61) 3233-0076
CEP 71215-100
PALMAS TO ACSU – SE 70 – Conj. 01 – Lote 14 (63) 3214-8174
CEP 77022-306
ARAGUAÍNA TO Av. Bernardo Sayão, 1.060 – Bairro Entroncamento (63) 3414-4644
CEP 77818-340

CYCOSA TRATORES E MÁQUINAS LTDA.


MACEIÓ AL Av. Comendador Gustavo Paiva, 4575 – Cruz das Almas (82) 2126-2100
CEP 57038-000
JABOATÃO DOS GUARARAPES PE Rodovia BR 101 Sul – KM 17, nº 1981 – Prazeres (81) 3476-2683
CEP 54345-160
BAYEUX PB Rua Francisco Marques da Fonseca, 484 – B.Rio do Meio (83) 3232-3355
CEP 58308-000

EMBLEMA COMÉRCIO DE MÁQUINAS AGRÍCOLAS LTDA.


ARAÇATUBA SP Rod. Marechal Rondon, KM 535 (SP300) – Bairro Guanabara (18) 2102-8300
CEP 16026-005 (18) 2102-8319

FERTISOLO COMERCIAL DE MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS LTDA.


PORTO VELHO RO Rodovia BR 364, Km 2,5 – Bairro da Lagoa (69) 3222-7070
CEP 78912-480 (69) 3222-9090
JI-PARANÁ RO Av. Transcontinental, 1.103 – Bairro Centro (69) 3423-2444
CEP 78961-410

MARCOS MARCELINO E CIA. LTDA.


ANANINDEUA PA Rodovia BR 316, Km 5 – Bairro Levilândia (91) 4009-4100
CEP 67020-900 (91) 4009-4142
SÃO LUÍS MA Av. Santos Dumont, 249 – Tirirical (98) 2106-4100
CEP 65046-660
MANAUS AM Av. Autaz Mirim, 8.926 – A, Bairro Jorge Teixeira (92) 2121-4111
CEP 69085-000

279
SEÇÃO 10 – GARANTIA

DISTRIBUIDOR / CIDADE ESTADO ENDEREÇO TELEFONE

MECÂNICA RICCI LTDA.


PRESIDENTE PRUDENTE SP Av. Joaquim Constantino, 381-A – Bairro Vila Formosa (18) 2101-5744
CEP 19013-660
CAMPO GRANDE MS Av. Costa e Silva, 6951 – Bairro Cidade Morena (67) 3393-3304
CEP 79064-000 (67) 3387-3304

MOTORAUTO VEÍCULOS E MÁQUINAS LTDA.


RIO BRANCO AC Rodovia AC 40, Via Chico Mendes, nº 1688 – 2º Distrito – Bairro Triângulo (68) 3221-2980
CEP 69901-180 (68) 3221-1963

PIANNA COM. IMP. E EXP. LTDA.


VITÓRIA ES Av. Vitória, 2360 – B. Ilha de Monte Belo (27) 3232-3060
CEP 29050-140 (27) 3232-3076
Rio de Janeiro RJ Av. Evandro Lins e Silva, 840, sala 1.121 – Barra da Tijuca 0800-2861212
CEP 22631-470

SHARK S/A MÁQUINAS PARA CONSTRUÇÃO


ARAUCÁRIA PR Rod. do Xisto, BR 476, nº 7.500 – Km 21,5 (41) 3614-4040
CEP 83703-740
CASCAVEL PR Av. Esuel Portes Doutor, nº 19.295 – Bairro 14 de Novembro (45) 3228-3713
CEP 85804-200
PORTO ALEGRE RS Av. das Indústrias, 1.132 – Bairro Anchieta (51) 3341-3488
CEP 90200-290
SÃO JOSÉ SC BR 101 – Km 200 - No. 5.018 – Bairro Serraria (48) 2106-0300
CEP 88115-100 (48) 2106-0309
SÃO PAULO SP Av. Santa Marina, 2.210 – Bairro Vila Albertina (11) 2159-9000
CEP 02732-040
São José do Rio Preto SP Av. Percy Gandini, 2035, Sala 01 – Vila Toninho (17) 2139-3299
CEP 15077-000 (17) 2139-3258

TRATORMAQ COMÉRCIO E REPR. LTDA.


MACAPÁ AP Rodovia BR 156 – KM 0 – Caixa Postal 72 – Bairro Jardim Felicidade I (96) 3251-1017
CEP 68909-130

280