Você está na página 1de 3

PROJETO DE PESQUISA VALE

Título: O trabalho como determinante social da saúde: um estudo de caso na área da


mineração
Resumo: Trata-se de uma pesquisa exploratória e descritiva, que pretende oferecer Formatted: Justified
elementos para a compreensão do trabalho como um dos mais importantes vetores de
promoção da saúde, com foco na área da saúde mental. Utiliza-se como estratégia
investigativa o mapeamento de equipamento de saúde pública e privada disponíveis numa
localidade na região Norte do país, onde encontra-se instalada uma unidade de exploração
mineral de grande empresa multinacional. Complementarmente, recorre-se também aos
dados epidemiológicos disponíveis sobre a população envolvida no entorno desse
empreendimento, buscando estabelecer correlações entre os processos de produção de
saúde e doença dos sujeitos investigados.
OBJETIVOS

Objetivo Geral

Reconhecer os determinantes sociais e econômicos da população da cidade Canaã que possam influenciar
na Saúde Mental dos operadores do Complexo S11D, da Vale S.A.

Objetivo específicos

 Identificar com maior precisão as causas de natureza social, econômica e cultural que
influenciem na situação de saúde população de Canaã dos Carajás.

 Identificar as instituições públicas e privadas de saúde, presentes na cidade de Canaã dos


Carajás, que sejam capazes de que garantir maior equidade e melhores condições de saúde.

o Mapear as instituições de Saúde nos níveis de atenção primária e secundária do Sistema


Único de Saúde, como também das instituições particulares acessíveis aos trabalhadores
do Município para compreender os equipamentos de serviços essenciais disponíveis à
população, especialmente os operadores.

Após o levantamento de todos esses dados, deverá ser realizado uma análise crítica que seja capaz de
demonstrar a relação das instituições mapeadas e os determinantes sociais e econômicos, de forma a
esclarecer se esses equipamentos conseguem realizar a manutenção da Saúde Mental dos operadores por
meio do fornecimento dos determinantes sociais e econômicos de forma integrada e equilibrada.

JUSTIFICATIVA

A capacidade de produção dos trabalhadores está diretamente ligada à manutenção da Saúde dos mesmos,
principalmente da Saúde Mental (Silva e Ramminger, 2014; Seligmann-Silva et al., 2010). Ao Formatted: Font: Italic
considerarmos a doença, segundo a definição da OMS, como um estado de completo bem-estar físico,
mental e social e não somente ausência de afecções e enfermidades, percebe-se a necessidade de
compreender os determinantes Sociais da Saúde (Buss e Pelegrino Filho, 2007). Este inclui o
conhecimento das condições socioeconômicas, culturais e ambientais de uma sociedade e a capacidade de
associar as mesmas às condições de vida e de trabalho de seus membros, como habitação, saneamento,
ambiente de trabalho, serviços de saúde e educação, incluindo também as redes sociais e comunitárias.

a. O trabalho como determinante de saúde

O trabalho possui associação direta a promoção de saúde e, paradoxalmente, pode estar associado com o
desenvolvimento de comorbidades. Entender o processo de trabalho e as condições associadas a eles
possibilitam a definição de variáveis que influenciem na Saúde Mental do trabalhador. Porém, o trabalho
é somente um dos fatores que compõem os determinantes sociais da Saúde.
b. Porque analisar a Saúde Mental dos trabalhadores e relaciona-las as condições de vida e
trabalho, bem como aos determinantes sociais de Saúde?

No Brasil, transtornos mentais e comportamentais são a terceira causa de incapacidade para o trabalho,

correspondendo a 9% da concessão de auxílio-doença e aposentadoria por invalidez. O levantamento

também mostra que os episódios depressivos são a principal causa de pagamento de auxílio-doença não

relacionado a acidentes de trabalho, correspondendo a 30,67% do total, seguido de outros transtornos

ansiosos (17,9%). (Secretaria de Previdência/Ministério da Fazenda/2017).

METODOLOGIA

Descreveremos a metodologia escolhida pelo grupo para definir quais os determinantes sociais e
econômicos que serão estudados para a compreensão dos fatores que influenciam a Saúde Mental dos
operadores do Complexo S11D, da Vale S.A e também a associação destes com os equipamentos de
Saúde, educação e Saneamento básico na região.

O modelo que julgamos como mais adequado foi o de Dahlgren e Whitehead em que os determinantes Commented [E1]: Incluir referência. Acho que é essa:
https://www.researchgate.net/profile/Goeran_Dahlgren/publicatio
sociais de Saúde são organizados por meio de quatro camadas, em que a mais interna se define como os n/5095964_Policies_and_strategies_to_promote_social_equity_in_
health_Background_document_to_WHO_-
determinantes ditos como individuais nos quais incluem a idade, ao gênero e os fatores genéticos, que são
_Strategy_paper_for_Europe/links/569540f808aeab58a9a4d946.pd
consideradas desigualdades inevitáveis. Já a partir da segunda camada começam a ser discutidos os f

determinantes sociais de saúde que influenciam as condições de vida e trabalho da sociedade por meio da
ação humana criando e por isso podem ser modificadas pelos mesmos. Assim são dispostos os fatores
como comportamento e os estilos de vida individuais, como o tabagismo, dieta e sedentarismo. Na
terceira camada ficam em evidência a ação das redes de apoio representadas pelas relações sociais do
indivíduo. Na próxima camada estão os fatores relacionadas as condições de vida e de trabalho como
acesso a alimentos, aos ambientes e serviços sociais, como também a saúde e educação. No último nível
define-se os macros determinantes em que englobam as condições socioeconômicas, culturais e
ambientais.

A necessidade de entender essas divisões são meramente didática, de modo que o ponto central desse
projeto se dedica em compreender a situação atual dos macros determinantes sociais presentes na
população da cidade de Canaã dos Carajás juntamente ao mapeamento das instituições públicas e
privadas existentes, para finalmente concluir quais são os fatores de influência como também quais os
equipamentos que amparam e promovem a manutenção da Saúde Mental dos trabalhadores.

DETERMINANTES SOCIAIS DE SAÚDE

Após análise bibliográfica, conclui-se que o conhecimento epidemiológico dos fatores descritos abaixo é
de extrema importância para compreensão das interfaces entre os determinantes sociais em saúde e a sua
atuação sobre a Saúde Mental dos trabalhadores.
1. Trabalho e renda 7. Nível de urbanização
2. Educação 8. Violência
3. Alimentação 9. Saneamento básico
4. Transporte 10. Acesso a serviço essenciais
5. Lazer 11. Redes de apoio
6. Moradia

SITES RECOMENDADOS PARA LEVANTAMENTO DOS DADOS

1. Vide em anexo planilha do Excel ( Dados do data SUS- Ano 2009)


2. https://cidades.ibge.gov.br/brasil/pa/canaa-dos-carajas/panorama
3. http://cnes2.datasus.gov.br/Listar_Mantidas.asp?VCnpj=01613321000124&VEstado=1
5&VNome=MUNICIPIO%20DE%20CANAA%20DOS%20CARAJAS
4. http://www.prosaude.org.br/onde-estamos/PA

BIBLIOGRAFIA

1. CARDOSO, A. C. M. O trabalho como determinante do processo saúde-doença.


Tempo Social, revista de sociologia da USP, v. 27, n. 1. 2015.
2. ALVES, A. A. M et al. Determinantes sociais e económicos da Saúde Mental. Rev Port
Saúde Pública. 28(2):127-131 2010;
3. BUSS, M.P et al. A Saúde e seus Determinantes sociais. PHYSIS: Rev. Saúde Coletiva,
Rio de Janeiro, 17(1):77-93, 2007

4. INÁCIO DE OLIVEIRA, M. P. et al. A relação entre os determinantes sociais da saúde


e a questão social. Caderno Saúde e Desenvolvimento | vol.2 n.2 | jan/jun 2013
5. http://sa.previdencia.gov.br/site/2018/03/Auxilio-Doen%C3%A7a-
Previdenciario_2017_completo_CID.pdf

SILVA, Claudia Osorio da; RAMMINGER, Tatiana. O trabalho como operador de saúde.
Ciência & saúde coletiva, v. 19, p. 4751-4758, 2014.Disponível em:
https://www.scielosp.org/scielo.php?pid=S1413-81232014001204751&script=sci_arttext

SELIGMANN-SILVA, Edith et al. O mundo contemporâneo do trabalho e a saúde mental do Formatted: English (United States)
trabalhador. Revista Brasileira de Saúde Ocupacional, v. 35, n. 122, 2010. Disponível em:
https://www.redalyc.org/html/1005/100515726002/