Você está na página 1de 4

NAYARA FLÔR MARQUES CONCEIÇÃO

LOCALIZAÇÃO DA PSIQUE NO SOMA E OS DISTÚRBIOS

PSICO-SOMÁTICOS

UNISAL
Lorena
2010
NAYARA FLÔR MARQUES CONCEIÇÃO

LOCALIZAÇÃO DA PSIQUE NO SOMA E OS DISTÚRBIOS

PSICO-SOMÁTICOS

Resenha apresentada à disciplina de


Psicopatologia Winnicottiana, Módulo III do
curso de Pós Graduação do Centro
Universitário Salesiano de São Paulo – U. E.
Lorena.

Docente: Profª. Dra. Vera Laurintes

RESENHA

UNISAL
Lorena
2010
A localização da psique no soma e os distúrbios psico-somáticos

Nayara Flôr Marques Conceição

Este é um texto que se encontra no livro Natureza Humana e trata de um dos

fundamentos dos distúrbios psico-somáticos: a localização da psique no corpo.

Winnicott inicia este capítulo ressaltando que a localização da psique no corpo

é uma aquisição que não se encontra ao alcance de todos. O autor discute

como alguns indivíduos vivem para além da pele e como em outros, esta não é

incluída na personalidade. Neste momento do texto, Winnicott aponta a

importância da pele nesse processo de localização da psique no e dentro do

corpo.

Apresenta a aplicação direta da teoria que se refere não só ao estudo e

tratamento clínico das doenças da pele, como ressalta o autor, mas que atribui

conhecimento à grande parte de problemas psico-somáticos.

Revela durante o texto que “muito do que foi escrito sobre a integração aplica-

se também a localização da psique no corpo”, e aponta que este último

processo se produz a partir de duas direções – pessoal e ambiental.

O autor faz apontamentos no texto com relação à perda do vínculo entre psique

e soma, contudo afirma a possibilidade de este vínculo ser retomado com o

tempo através do handling.


O termo despersonalização aparece neste texto ainda na primeira parte, sendo

utilizado para descrever esta perda da vinculação entre psique e soma no

indivíduo adulto.

Na segunda e última parte do texto, Winnicott fala sobre paranóia e

ingenuidade, discorrendo brevemente sobre os termos. Aborda ambos os

termos e os distingue, conceituando-os de acordo com sua teoria. Aponta que

“estar nos extremos” não é saudável e discute o que ocorre quando o indivíduo

caminha para os extremos. Ressalta ainda que a criança normal encontra-se

entre esses extremos.

Em sua conclusão, o autor desenha um diagrama para ilustrar sua

conceituação teórica e finaliza dizendo que o indivíduo pode tornar-se capaz de

substituir o cuidado recebido, por um cuidar-de-si-mesmo, podendo alcançar

uma grande independência.

É um texto essencialmente teórico que necessita o mínimo de conhecimento

dos conceitos da teoria do amadurecimento para compreendê-lo. Tem

linguagem acadêmica voltada para estudiosos do assunto, por isso é indicado

para analistas e estudantes que estejam se aprofundando nesta teoria.

WINNICOTT, D.W. A localização da psique no corpo. In:_______. Natureza

Humana. Rio de Janeiro: Imago Ed., 1990. p.143-145.

UNISAL
Lorena
2010