Você está na página 1de 7

Escola:---- -----------· ·...----------··-- ·-----------------.

--------------·-------- ------ ---------


Data:------·-·----------·· Turma •••.• -·
-

Aluno:-------·---------- ..·--· --------·-----·--·· ---------··- ·

- "t · n r_ t1•\r •

_ 1CEGO _ _ _ _
Fábula ,de La Fo11tai11e

U m cli · pos con\1idoi:1 Ce on h -. p ra j nt r n u -lhe ·op / qu e n1b


· _ \, n1n1uito nu ni pr to r "" O.
... E tâ Osta l'" da n1inh ·op ? - r U'n tOll, nq u 11to 1 e onh bi c ''ª n1 rão no
lí qu·id o nt con · u i r ro111er r1ad _ .
1 1

- Como po o , b r, n n1consi o con r? - r


l n1b r sop con1t1n1 r tcxl o delid do.
·i poi " O'i _ \r ez d _ 1C g nl1_ ., t ribui1· est_ o, p l o qu, oon t'"d ou R p
1 1

p r con1er com l n c. su e s 1 b ir d o 10. n1it1-lh , ..opa nt1. n1 rro l r o


f;j 1

n1bai>:o 1 . e r ito, n11cin1,_ .


- H l1m.n1n1m, · " d J icio ., qu rid - n11 a . - ·d mou a e on h, , n _ ·n et o o
1

1con1pr id 0 bica p lo , _r _ _ lo.• _ _ o .cl1 _ ?


1

CI ro qu _ R, po "" o . cl1 , · n n1 odi eh r n, ti , oi o foc·n ho n o p \'


pel o r 'l o e ;tre1to d·o rro.. T ntou ,'rias \reze· 111·tice ··o t é 1que1' 11 st 11te 111 1
hun101· d . d p f ilJId Conll , n1un ndo nt r nt :
- ..o te eh i. r nenhun1 ....

••
:
•..
6. O 11cle · a - e s d e gonl1 ?
••
••
••

•• ••
2. P r ra.po
•••
••
••

••




3. 0 qlie p 1 r t1ntou
1
r po onh ? •



•••
•.. 8. Con10 irou . a posa pós oja n r?

•••
••
••
••

•••
••
. An _ li .. · _ ... r _ ... e n1 ·rq u _q lt 1 _ qu

•• ·pl ic m oral d hi, itóri .
••
1

••
••

••• Casa ele en· i ro. sp to d p u.
••
••
5. 0 que1
onh . d i s d· poi s? •• b A qui ,
••
••

••
..
e Quem bu1-ro n ce., bu"o m orre.
••

•.

- - -
-' - - - - -- .. - - --·-·-·-·-·-·- -- - - ... .. .. - - - - -·---·- -- - - - - .. - .. - -·-·-·-·-·-·- -·- - - - - .. - .. - ...
;

' Escola:------------------------- ----------------


Data:------------ Turma: _

Aluno :-----------------------------------------------
- ---------------- --------------------- -------- -- .......................... .

c§TERIA DO C ou

--"

Complete as palavras corretamente marcando com um X nas


letras.

ESCREVA A
PALAVRA e se PALAVRA
oi.....ina
.....inema
cre.....er
a.....ima
na.....er
te.....ido
e.....ada
.....imento
e.....rever
edifi.....io
.....erto
na.....ente
e.....uro
oe.....oco
de....er
....ebola i
'--------------------------- ----------------·-----------------''
NO M E:_
PROF ESSOR :-------------------DATA :-------

Ninguém quer ouvir!!

O Pedro viu
e fa. lou ,
mas n1nguem
ac reditou.
O Pedro viu
tornou a dizer
mas ninguém quis sa ber.

Ma ria Când ida Mendonça, A cor que se tem; Plá ta no edi tora .

Imagine o que Pedro v iu e o que disse que viu e ninguém quis ouvir. Escreva
uma história :
ESCOLA - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
NOME: ____________ DATA:
__/__/_
O boitatá
f-----
0 boitatá é uma criatura fantástica de nosso
f olclore. 7
A lgumas vezes ,assume a forma de uma cobr
com os olhos f lamejantes, que cospe fogo e per-
segue os via.iantes noturnos. Outras vezes, é
"
visto como um facho c intilante de fogo.
Sua princ ipal f unção é proteger as matas con-
tra as quei madas e os incêndios, atacando apenas
aqules que querem destruí-las. t _,. , ,_-/
E um mito que sof re grandes modif icações conf orme a região. Entre os
indígenas, ele é a assombração mais temida: M baê- Tata ou "Coisa de Fogo".

1- Leia o texto e copie, nas colunas adequadas, os substantivos destacados,


acompanhados dos artigos.

Artigos Substantivos Artigos Substantivos


definidos indefinidos
o boitatá
Escola Data: , ' -----
4º ano Professora:-----------
Aluno (a)_
Componente Curricular: Língua Portuguesa/Redação.

ATIVI DADE DE PRODUÇÃO DE TEXTO


ORIENTAÇÕES:
@Co oque o nome completo;
O eia a atividade atentamente;
O Evite rasuras.

EU COMEÇO, voe TERMINA...


Complete o texto usando sua imaginação e sua criatividade. Dê-lhe um título.

(título)

Juquinha foià sorveteria comprar um gostoso sorvetão com bastante cobertura de chocolate.
Mas, quando chegou à sorveteria,percebeu que tinha esquecido o dinheiro em casa.
Então, ele
ASSEMBLEIA GERAL DOS RAT OS
.
Há muito tempo, em uma fazenda , um gato, ótimo caçador
de ratos, andava fazendo um grande estrago entre a rataria.
Caçav a tantos ratos que os sobreviventes estavam quase morrendo
de fome, pois tinham muito medo de sair de suas tocas.
Como o problema havia atingido grandes proporções , os
ratos resolveram marcar uma assembléia para tentar encontrar uma
saída.
Esperaram uma noite em que o gato dormiu profundamente
no topo da chaminé e reuniram-se no celeiro. A apreensão era
grande, todos estavam nervosos, mas um rato teve uma idéia e
falou:
- A melhor maneira de nos defendermos é pendurarmos um sino no pescoço do gato.
Assim, quando ele se aproximar, esc utaremos o sino e teremos tempo para fugir.
Foi uma grande festa. Todos adoraram a idéia e aprovaram com aplausos. Mas um rato
mais velho ,que estava em cima de um saco de milho, pediu a palavra e disse:
-A idéia é muito boa... é boa sim, mas... Quem é que vai pendurar o sino no pescoço do
gato?
Silêncio geral. Um a um, os ratos foram se retirando, e acabou-se a assembléia ger al dos
ratos.

Mor al da história: Falar é fácil, fazer é difícil!


Esopo, Adaptação de Monteiro Lobato

Responda:

1) Qual o nome desta fábula? ------------------------


2) Quantos parágrafos possui esta fábula?___________________

3) Onde acontece esta fábula?________________________

4) Quem era o causador de tantos problemas para os ratos? ___________

5) Porque os ratos estavam morrendo de fome?

6) O que os ratos marcaram para tentar resolver o problema?_____________

7) Quando aconteceu a assembleia dos ratos?__________________

8) Qual foi a ideia que um rato teve?______________________

9) Qual foi o grande dilema da assembleia?

10) Qual a moral da fábula?