Você está na página 1de 52

INTRODUÇÃO À BIOSSEGURANÇA

Disciplina: Biossegurança
Professor: Jailton Lobo
VAMOS BRINCAR UM POUCO...
Identifiquem os erros nessa cena
Identifiquem os erros nessa cena
Identifiquem os erros nessa cena
Identifiquem os erros nessa cena
Identifiquem os erros nessa cena
Identifiquem os erros nessa cena
Identifiquem os erros nessa cena
Identifiquem os erros nessa cena
Identifiquem os erros nessa cena
ATENÇÃO!!
Medicina (Ribeirão Preto) 2015;48(5): 440-448
Identifiquem os erros nessa cena
Identifiquem os erros nessa cena
Identifiquem os erros nessa cena
Identifiquem os erros nessa cena
BIOSSEGURANÇA????

Bio (Raiz grega) = Vida

Segurança = condição de quem


ou do que está livre de perigos,
incertezas.

COMPORTAMENTO SEGURO
BIOSSEGURANÇA????

Bio (Raiz grega) = Vida

Segurança = condição de quem


ou do que está livre de perigos,
incertezas.

COMPORTAMENTO SEGURO
Definição de Biossegurança
Conjunto de ações voltadas a prevenir,
controlar, diminuir ou eliminar riscos
inerentes às atividades de pesquisa, produção,
ensino, desenvolvimento tecnológico e
prestação de serviços, os quais possam
comprometer a saúde humana, animal ou o
meio ambiente.
✓Agente de Risco = qualquer componente de natureza física,
química, biológica, radioativa que possa vir a comprometer a
saúde do homem e meio ambiente.
Tipos de Riscos
Laboratório clínico
▪ Ambiente extremamente hostil.
▪ Equipamentos, reagentes, soluções, micro-
organismos, pessoas, entre outros elementos.
Exemplos de riscos
Por que estudar Biossegurança?
Por que estudar Biossegurança?

✓A maioria dos acidentes ocorre com


profissionais em início de carreira.
Por que estudar Biossegurança?
Por que estudar Biossegurança?
A biossegurança é regulamentada?
A biossegurança é regulamentada?

Vamos aprender um pouco mais da


história e conceitos relativos a
biossegurança, do âmbito mundial até o
nacional...
História da Biossegurança
• 1970: Surgimento da Engenharia Genética
– 1973: Procedimento pioneiro, com transferência e expressão do
gene da insulina para a bactéria Escherichia coli.

Tecnologia baseada na manipulação artificial e transferência de


material genético;
Células modificadas por essas técnicas passam os novos genes e as
características para sua descendência;
Pode ser aplicada a qualquer tipo de organismo vivo, de
microrganismos a humanos.
transgênico ou OGM
Em humanos pode ser aplicada para suprimir genes defeituosos.
Na terapia gênica, pretende curar doenças.
História da Biossegurança
• Conferência de Asilomar, na Califórnia em
1974.
- Riscos das técnicas de engenharia genética e
sobre a segurança dos espaços.

Surgimento das normas de Biossegurança do


NIH (EUA). Necessidade de regulamentação
pelos países.
História da Biossegurança
• Década de 80 – Organização Mundial de Saúde conceitua
biossegurança como práticas de prevenção para o trabalho em
laboratório com agentes patogênicos – Classificação dos riscos
como: químicos, físicos, biológicos, ergonômicos e radioativos.

• Brasil – A biossegurança só se estruturou como área específica


entre 1970 e 1980 em decorrência de infecções hospitalares e
laboratoriais, bem como da crescente preocupação com as
consequências da manipulação experimental.
– Criação da Comissão Técnica Nacional de Biossegurança (CTNBio)
– Vinculada ao Ministério da Ciência e Tecnologia
– Lei nº 8974 de Biossegurança (1995): Tecnologia da engenharia
genética.
História da Biossegurança
• A CTNBio estabelece normas às atividades que
envolvam construção, cultivo, manipulação, uso,
transporte, armazenamento, comercialização,
consumo, liberação e descarte relacionados a OGM
em todo o território nacional. Sendo assim, além
de tratar da minimização dos riscos em relação aos
OGM, envolve os organismos não geneticamente
modificados e suas relações com a promoção de
saúde no ambiente de trabalho, no meio ambiente
e na comunidade.
História da Biossegurança
• 2002 – Criada a Comissão de Biossegurança em
Saúde (CBS) Âmbito do Ministério da Saúde. Trabalha
com o objetivo de definir estratégias de atuação,
avaliação e acompanhamento das ações de
biossegurança.

• Outubro de 2010 – Portaria nº 3.204 do Ministério


da Saúde: Norma Técnica de Biossegurança para
Laboratório de Saúde Pública.
Leis e diretrizes
• Diretrizes para projetos físicos de laboratório de saúde pública.
Brasília: Fundação Nacional de Saúde, 2004;

• Resolução RDC ANVISA nº 306/2004: dispões sobre


Regulamento Técnico para o gerenciamento de resíduos de
serviços de saúde;

• Resolução RDC ANVISA nº 302/2005: dispões sobre


Regulamento Técnico para funcionamento de laboratórios
clínicos;

• Resolução RDC CONAMA nº 358/2005: dispõe sobre o


tratamento e a disposição final dos resíduos dos serviços de
saúde e dá outras providências;
Biossegurança como ciência
• 1999 – Primeiro Congresso Brasileiro de
Biossegurança.

• 2000 – início da introdução da Biossegurança como


disciplina científica no currículo universitário.

• 2001 – CNPq lança programa de indução das ações


em Biossegurança

• 2005 – Lei 11.105 – Lei de Biossegurança.


Biossegurança: uma ciência
emergente
• A Biossegurança no Brasil pode ser classificada
em: - Biossegurança de Organismos
Geneticamente Modificados - Lei de
Biossegurança (nº 11.105/2005)

• Biossegurança geral (praticada), que envolve


todos os riscos por agentes químicos, físicos,
radioativos, biológicos, ergonômicos, sendo
regulamentada por Normas e Portarias dos
Ministérios de Saúde e Trabalho e ANVISA.
Biossegurança de OGM no Brasil
Lei 11.105/2005
Atualidades
• Transgênico é um organismo que possui uma
sequência de DNA, ou parte do DNA, de outro
organismo, pode até ser de uma espécie diferente.

• Vários alimentos geneticamente modificados são


esperados atingir o mercado nos próximos anos.

• Mais do que metade de todos os alimentos


processados nos USA já contém produtos da
engenharia genética como soja, milho, canela,
algodão ou batata.
Atualidades
• Os maiores produtores mundiais de
transgênicos são os Estados Unidos, seguidos
do Brasil e da Argentina.

• Hoje, 76% da soja brasileira é transgênica.


Assim como 56% do milho e 27% do algodão.
Atualidades
• Os transgênicos são mais resistentes, mais
produtivos e mais lucrativos.

• Desde a liberação para o cultivo de sementes


transgênicas no Brasil, em 97, os produtores
comemoram os resultados.

• Entre 2009 e 2010, a área de cultivo de transgênicos


cresceu 19% no país. Foi a maior expansão num
mundo que já tem 148 milhões de hectares
plantados com sementes modificadas.
Entre os principais problemas dos
transgênicos, estão...
• Falta de informação: a lei brasileira diz que o consumidor tem
direito de saber se está levando um transgênico para casa, mas na
prática isso é muito difícil.

• Alergias, resistência aos antibióticos e aumento do índice de


substâncias tóxicas.

• Contaminação genética. Risco ecológico imprevisível, com o


desaparecimento progressivo da biodiversidade.

• O patenteamento em curso tornará os transgênicos propriedade


exclusiva de grupos econômicos.

• Diminuição da pequena e média agricultura.


Atualidades
Atualidades
Em Profissionais da saúde...
BIOSSEGURANÇA

Garante a saúde do trabalhador e da


população.
Curiosidade: Falta de
Biossegurança
• O maior acidente já ocorrido com o Césio 137
foi na cidade de Goiânia, em 13 de setembro
de 1987.

✓ 4 mortes
fatais em
poucas
semanas
EXERCÍCIO
1. Conceitue Biossegurança nas suas palavras.

2. A Biossegurança no Brasil se estruturou por volta de 1970 e


1980 através da criação de qual órgão?

3. A Lei nº 11.105 revogou a primeira Lei de Biossegurança


(8974). Em linhas gerais, definam sobre quais assuntos trata
esta lei.

4. Segundo a opinião do grupo, o consumo de transgênicos


desperta mais pontos positivos ou mais pontos alarmantes
para a saúde da população?
OBRIGADO!