Você está na página 1de 7

Universidade Federal do Ceará – UFC

Centro de Tecnologia

Departamento de Engenharia Mecânica e de Produção

Semestre 2017.1

Relatório de Física Experimental Para Engenharia


Prática 02: Micrômetro

Aluno(a): Sidney Roberto Ferreira Vasconcelos Matrícula: 400936

Curso: Engenharia Mecânica Turma: 18A

Professor: Gabriel Oliveira

Disciplina: Física Experimental Para Engenharia

Data da prática: 17/04/2017

Horário da realização da prática: 10:00 – 12:00

Fortaleza, Ceará

2017
Sumário
1. INTRODUÇÃO ............................................................................................................................ 3
2. OBJETIVOS ................................................................................................................................. 4
3. MATERIAL .................................................................................................................................. 4
4. PROCEDIMENTO ........................................................................................................................ 5
4.1. Medidas de diâmetros de esferas. ..................................................................................... 5
4.2. Medidas de espessuras de fios........................................................................................... 5
4.3. Medidas de espessuras de superfícies. .............................................................................. 5
4.4. Meça a “espessura” de um fio de cabelo. .......................................................................... 5
4.5. Medidas de espessuras de fios com o PAQUÍMETRO. ....................................................... 6
5. QUESTIONÁRIO ......................................................................................................................... 6
6. CONCLUSÃO .............................................................................................................................. 7
7. BIBLIOGRAFIA ............................................................................................................................ 7
1. INTRODUÇÃO
O micrômetro, também conhecido como Pálmer (homenagem ao
seu criador, Jean Louis Palmer), é utilizado quando se pretende obter
medidas de precisão micrométrica. Tal como o paquímetro, o micrômetro é
ideal para obter dimensões lineares de pequenos objetos. Seu
funcionamento é através de um sistema de parafuso porca, na qual, a cada
volta realizada pelo parafuso, há a movimentação da porca, sendo tal
medida de movimentação denominada passo (figura 1).

O micrômetro é constituído de:

FIGURA 2: PARTES DO MICRÔMETRO

· O arco é constituído de aço especial ou fundido, tratado termicamente para eliminar as tensões
internas.

· O isolante térmico, fixado ao arco, evita sua dilatação porque isola a transmissão de calor das
mãos para o instrumento.

· O fuso micrométrico é construído de aço especial temperado e retificado para garantir exatidão
do passo da rosca.

· As faces de medição tocam a peça a ser medida e, para isso, apresentam-se rigorosamente
planos e paralelos.

· A porca de ajuste permite o ajuste da folga do fuso micrométrico, quando isso é necessário.

· O tambor é onde se localiza a escala centesimal. Ele gira ligado ao fuso micrométrico.

· A catraca ou fricção assegura uma pressão de medição constante.

· A trava permite imobilizar o fuso numa medida predeterminada.


Tal instrumento é caracterizado pela capacidade de medição, sendo esta, geralmente,
de 25 mm, pela resolução ou precisão, e pela aplicação (figura 3), sendo as principais:

FIGURA 3: APLICAÇÕES DOS MICRÔMETROS

Tal instrumento é mais preciso que o paquímetro, e sua precisão pode ser obtida através
da seguinte fórmula:

𝑷𝒂𝒔𝒔𝒐 𝒅𝒐 𝒑𝒂𝒓𝒂𝒇𝒖𝒔𝒐 𝒎𝒊𝒄𝒓𝒐𝒎é𝒕𝒓𝒊𝒄𝒐


𝑷𝒓𝒆𝒄𝒊𝒔ã𝒐 =
𝒏ú𝒎𝒆𝒓𝒐 𝒅𝒆 𝒅𝒊𝒗𝒊𝒔õ𝒆𝒔 𝒅𝒂 𝒆𝒔𝒄𝒂𝒍𝒂 𝒄𝒊𝒓𝒄𝒖𝒍𝒂𝒓

2. OBJETIVOS
 Conhecimento do micrômetro e familiarização com seu uso.

3. MATERIAL
 Micrômetro;
 Paquímetro;
 Esferas (duas);
 Chapas metálicas (duas);
 Fios (dois);
 Fio de cabelo;
 Papel;
4. PROCEDIMENTO
Primeiramente, foi ministrada uma aula teórica acerca do micrômetro, a qual abordou
aspectos como a precisão do instrumento, leitura de suas medidas e sua importância. Em
seguida, o material da prática foi distribuído nas mesas.

Após isso, nosso grupo começou a obter medidas dos objetos indicados com o
micrômetro, sendo essas realizadas por três alunos, com o intuito de obter melhores medidas e
discutir os resultados. Tais medidas foram o diâmetro de duas esferas, a espessura de dois fios,
a espessura de duas chapas metálicas e a espessura de um fio de cabelo. A seguir, com o
paquímetro, medimos, novamente, a espessura dos dois fios.

Por fim, após a obtenção das dimensões das peças, foi tirada a média dos resultados,
bem como cálculos descritos no questionário.

Os resultados obtidos na prática encontram-se nas tabelas a seguir:

4.1. Medidas de diâmetros de esferas.


MEDIDA 1 MEDIDA 2 MEDIDA 3 MÉDIA
DIÂMETRO DA ESFERA MAIOR (mm) 16,998 16,995 16,999 16,997
DIÂMETRO DA ESFERA MENOR (mm) 11,11 11,109 11,12 11,11

Cálculo do Volume da Esfera Maior (Utilize para os cálculos o valor médio do diâmetro e
indique todos os valores numéricos utilizados nos cálculos):

4
𝑉= ∗ 𝜋 ∗ 𝑅3
3

4
𝑉= ∗ 3,142 ∗ (8,499)3 = 2571,867 𝑚𝑚3 = 2,572 ∗ 103 𝑚𝑚³
3

4.2. Medidas de espessuras de fios.


MEDIDA 1 MEDIDA 2 MEDIDA 3 MÉDIA
DIÂMETRO FIO MAIS ESPESSO (mm) 2,39 2,39 2,38 2,387
DIÂMETRO FIO MAIS FINO (mm) 0,699 0,69 0,69 0,693

4.3. Medidas de espessuras de superfícies.


MEDIDA 1 MEDIDA 2 MEDIDA 3 MÉDIA
ESPESSURA DA CHAPA METÁLICA 1 (mm) 1,26 1,26 1,27 1,263
ESPESSURA DA CHAPA METÁLICA 2 (mm) 0,80 0,81 0,85 0,82
ESPESSURA DESTA FOLHA DE PAPEL (mm) 0,09 0,09 0,08 0,867

4.4. Meça a “espessura” de um fio de cabelo.


MEDIDA 1 MEDIDA 2 MEDIDA 3 MÉDIA
ESPESSURA (mm) 0,05 0,04 0,05 0,047
4.5. Medidas de espessuras de fios com o PAQUÍMETRO.
MEDIDA 1 MEDIDA 2 MEDIDA 3 MÉDIA
DIÂMETRO FIO MAIS ESPESSO (mm) 2,45 2,45 2,45 2,45
DIÂMETRO FIO MAIS FINO (mm) 0,75 0,70 0,75 0,73

5. QUESTIONÁRIO
1 – Faça as leituras das medidas dos Micrômetros ilustrados abaixo:

Leitura 1: 1,71 mm Leitura 2: 6,76 mm

3 – De um modo geral, ao medir com um micrômetro, quais as causas mais prováveis de erro?

Resposta: Podem ocorrer erros devido à paralaxe da visão humana, devido à falta de
calibragem do equipamento ou devido ao manuseio errado do mesmo.

4 – Qual o instrumento de maior precisão: o paquímetro ou o micrômetro utilizados nessa


prática? Justifique.

Resposta: O micrômetro, visto que este possui precisão de 0,01 mm, ao passo que o
paquímetro possui precisão de 0,05 mm.

5 – Compare as medidas das espessuras dos dois fios feitas com o paquímetro e com o
micrômetro. Comente.

PAQUÍMETRO MEDIDA 1 MEDIDA 2 MEDIDA 3 MÉDIA


DIÂMETRO FIO MAIS ESPESSO (mm) 2,45 2,45 2,45 2,45
DIÂMETRO FIO MAIS FINO (mm) 0,75 0,70 0,75 0,73

MICRÔMETRO MEDIDA 1 MEDIDA 2 MEDIDA 3 MÉDIA


DIÂMETRO FIO MAIS ESPESSO (mm) 2,39 2,39 2,38 2,387
DIÂMETRO FIO MAIS FINO (mm) 0,699 0,69 0,69 0,693

Comparando os resultados obtidos com ambos instrumentos, podemos constatar,


claramente, a diferença entre as precisões dos instrumentos. É perceptível, também, que
algumas medidas variam em cerca de 0,06 mm, o que é próximo à precisão do paquímetro.
Desse modo, nota-se que o micrômetro, é, com base nas amostras, mais preciso que o
paquímetro.
6 – Indique algum outro método que também permita determinar o volume da esfera. (Tema
livre).

Resposta: Pode-se pesar um copo cheio de água, pôr a bolinha dentro, de forma que parte da
água transborde; em seguida, retirar a bolinha e pesar novamente o copo com água; o volume
da esfera seria, aproximadamente, o volume de água que transbordou do copo, assim,
obteríamos o volume da esfera subtraindo a massa de água no início do experimento da massa
de água do fim do experimento (admitindo-se que a densidade da mesma seja de 1g/cm³).

7 – Determine a precisão de um micrômetro cujas características são: tambor dividido em 50


partes iguais e passo de 0,25 mm.
𝑷𝒂𝒔𝒔𝒐 𝒅𝒐 𝒑𝒂𝒓𝒂𝒇𝒖𝒔𝒐 𝒎𝒊𝒄𝒓𝒐𝒎é𝒕𝒓𝒊𝒄𝒐
𝑷𝒓𝒆𝒄𝒊𝒔ã𝒐 =
𝒏ú𝒎𝒆𝒓𝒐 𝒅𝒆 𝒅𝒊𝒗𝒊𝒔õ𝒆𝒔 𝒅𝒂 𝒆𝒔𝒄𝒂𝒍𝒂 𝒄𝒊𝒓𝒄𝒖𝒍𝒂𝒓
𝟎, 𝟐𝟓
𝑷𝒓𝒆𝒄𝒊𝒔ã𝒐 = = 𝟎, 𝟎𝟎𝟓 𝒎𝒎
𝟓𝟎

6. CONCLUSÃO
Após todas as medidas e cálculos na prática, nota-se que o micrômetro passa uma maior
exatidão em suas medidas, uma vez que os resultados obtidos por diferentes pessoas das
dimensões de um mesmo objeto são próximos. Assim, comparando-se o micrômetro ao
instrumento utilizado na prática 01 (Paquímetro), é perceptível que o instrumento desta prática
é, de fato, muito mais preciso. Ademais, seu manuseio e leitura foram, para os membros da
equipe, mais fáceis. Assim, espera-se que, com uma maior familiarização com o instrumento,
este passe a ser extremamente utilizado, sobretudo no campo de atuação da turma em questão,
a engenharia mecânica.

7. BIBLIOGRAFIA
Micrômetro em milímetro centesimal – uso, leitura e interpretação :
<http://www.stefanelli.eng.br/micrometro-milimetro-centesimal-leitura-uso/>. Acesso em
07/05/2017

O que é um micrômetro: <http://www.industriahoje.com.br/o-que-e-um-micrometro>. Acesso


em 07/05/2017

Micrômetro(instrumento): <https://pt.wikipedia.org/wiki/Micr%C3%B3metro_(instrumento)>
. Acesso em 07/05/2017

Figura 1: sistema porca-parafuso, disponível em :


<http://www.albertoferes.com.br/menu_esquerdo/downloads/mecanica/Metrologia%20A8.p
df>. Acesso em 07/05/2017

Figura 2: partes do micrômetro, disponível em: <http://www.industriahoje.com.br/o-que-e-


um-micrometro>. Acesso em 07/05/2017

Figura 3: aplicação dos micrômetros, disponível em: <https://2.bp.blogspot.com/-


NuLTbSB2cDk/ToEF5lSgvLI/AAAAAAAAAQs/PASz6XS0UHA/s1600/micrometros.JPG>. Acesso
em 07/05/2017