Você está na página 1de 20

AULA 09 - CRISE DO

ABSOLUTISMO
Aula 04 jul. 2020 – Cursinho Popular Clarice Lispector (CPCL) – Turma de Sábado
Profa. Letícia Maria de Alcântara Nogueira
AS REVOLUÇÕES
INGLESAS
Monarquia
inglesa
◦ Centralização do poder
inglês - Dinastia Tudor -
Henrique VIII [1509 -
1547] - Ato de
Supremacia [torna o
anglicanismo a doutrina
religiosa da Inglaterra]
◦ O calvinismo, entretanto,
agrada a burguesia.
◦ Catolicismo - Restaurado
com Maria I [1553-1558] -
Anglicanismo volta a ser
oficializado com Elisabeth I
[1558-1603]
◦ Sucessor de Elisabeth I -
Jaime I [1603-1625]
Reinado de Jaime I
◦ Jaime I - Política de cercamento de terras agrícolas [enclosures]:
Antigas propriedades autossuficientes que produziam vários
gêneros passaram a se especializar na produção de um único
produto voltado para a comercialização do mercado.
◦ Mais comum: Criação de Ovelhas - Extração de lã - Manufatura
têxtil
◦ Propriedade passa a ser explorada por um só proprietário > Mão
de obra reduzida > Expulsão dos camponeses
◦ “aburguesamento da nobreza” - concentração de riquezas por esta
política de cercamentos > De certo modo, poderiam se sobrepor
ao rei.
◦ Absolutismo inglês > frágil, bases legais frágeis.
Questões religiosas
◦ Puritanos - Questionam os aspectos católicos do anglicanismo e acentuam os aspectos calvinistas
◦ Governo de Carlos I [1625-1648] - Desencadeamento de uma guerra civil com aspectos de Revolução
Burguesa:
> Cavaleiros: Partido do Rei
> Cabeças Redondas: Partido do parlamento - Reação Burguesa e puritana contra a monarquia - Liderados
por Oliver Cromwell, este que estrategicamente leva vitória ao parlamento.
◦ Queda do Rei > Decapitação
◦ Proclamação da República
◦ Cromwell passa a ter poderes ditatoriais garantidos pelo exército - atende interesses da burguesia [decreta os
Atos de Navegação que protegiam os comerciantes ingleses contra a concorrência holandesa]
◦ Morte de Cromwell [1658] - Seu filho, Richard Cromwell, não consegue conter a reação monárquica anti-
puritana.
◦ Retrato de Oliver Cromwell
1688 - Revolução Gloriosa
◦ Rei Stuart Jaime II > Restauração Católica imposta > Afastado > Burguesia instala um novo monarca
protestante: Guilherme de Orange.
◦ Assina declaração de Direitos > abdicava, em seu nome, e seus sucessores, de tentar submeter o Parlamento.
◦ Monarquia constitucional inglesa: Autonomia do judiciário - Liberdade de imprensa - Proteção da
propriedade particular - Ato de Tolerância [Liberdade Religiosa] - Atende os interesses da burguesia.
◦ Governo comprometido com o enriquecimento dos homens de negócio > Desenvolvimento econômico.
O ILUMINISMO
◦Kant: “O iluminismo é a saída dos homens do
estado de minoridade devido a eles mesmos.
Minoridade será devida a eles mesmos se não for
causada por deficiência intelectual, mas por falta
de decisão e coragem para utilizar o intelecto
como guia. Sapere Aude! Ouse usar seu intelecto é
o lema do iluminismo”
O absolutismo no XVIII
◦ Absolutismo no século XVIII → Auge → ponto máximo das contradições
◦ Tensões envolvem monarcas, nobreza e a burguesia.
◦ Burguesia → elabora armas teóricas para questionar o poder dos reis
◦ absolutistas [centralização da monarquia → Interesses da burguesia deixam de ser atendidos] → Com estes
aparatos teóricos, visam criar uma nova ordem política
◦ [Revolução] → Iluminismo → Era a nova ideologia desenvolvida pela Burguesia → Movimentos
Revolucionários do XVIII
Linha do tempo do iluminismo
◦ Iluminismo pensado juntamente à modernidade [que surge da dissolução das formas sociais precedentes] → Precisa
estar o tempo todo renovando estes momentos de dissolução → Século XVII:
◦ René Descartes - “Meditações” - Se propõe questionar tudo que teria aprendido até então (Filosofia Medieval) →
Criação de uma teoria do conhecimento totalmente nova → cria um método: dúvida metódica [duvidar de tudo
aquilo que não se pode ter uma ideia clara e distinta].

Sujeito maligno que engana

EU

Sujeito que pensa Não se engana sobre sua própria


existência
◦ Iluminismo → Eu = Primeira certeza → Eu que pensa → Todo
conhecimento parte deste sujeito [eu]
◦ Forma metódica de pensar → constitui a razão → Razão Humana =>
determinante para conhecer
◦ Característica do iluminismo - Desvincula o pensamento da tradição
[cosmologia (criação e ordenamento do universo)]
◦ Autossuficiência da Razão/pensamento humano - Não é necessário
conhecer Deus para se ter ciência.
◦ Idade Média → Ciência é revelada por Deus // Iluminismo →
Ciência revelada pela ação do homem.
Pensadores iluministas do século XVII
◦ Newton - Pensamento matematizado
◦ Hobbes - Apesar de defender o absolutismo ele é enquadrado como iluminista
pois justifica este sistema de forma racional e não por Deus. → Pensamento
Calculado - Cálculo [razão] + Paixão [além do cálculo] = Origem da sociedade
política [contrato] – É pelo medo que os homens buscam o Estado de Paz. →
Contrato = Melhor forma de organização da sociedade
◦ Locke - Passagem de estado de natureza para a sociedade parte de um princípio
da Razão [Direitos Naturais] → Se o governante rompesse com a sociedade para
obter vantagens, a sociedade teria poder de destituído → poder contra o
absolutismo.
Isaac Newton John Locke Thomas Hobbes
Os pensadores do século das Luzes (Século
XVIII)
◦ Voltaire - Crítica à Igreja e à servidão feudal [instituições desvinculadas da Razão]
→ Necessidade de uma constituição
◦ Montesquieu - Divisão do poder em três instâncias → Executivo, Legislativo e
Judiciário → Necessidade de Constituição
◦ Rosseau - Defesa da Democracia [voto universal] - Crítica ao racionalismo e à
Propriedade Privada (exceção) → “O homem é bom pela Natureza”
◦ Diderot e D’Alembert - Compilação da enciclopédia → tentativa de apresentar,
de forma sistemática, todo o conhecimento humano.
Voltaire Rousseau Montesquieu
Os Economistas
◦ Duas correntes distintas (1) Fisiocracia (2) Liberalismo

(1) Crítica às concepções mercantilista dominantes - Rejeição ao metalismo → terra como única fonte de riquezas -
Comércio e manufatura → transformação/circulação destas riquezas - Defesa das Regulamentações que
limitavam a atividade econômica.

(2) Adam Smith é seu principal expoente - principal teórico → trabalho = única fonte de Riqueza, e não o comércio
→ Maior produtividade do Trabalho → Enriquecimento do Estado // Concorrência = Livre Mercado → permite
atingir o livre mercado.
Despotismo Esclarecido
◦ Século XVIII - Reis absolutistas são assessorados por ministros “esclarecidos” →
“Reformas Iluministas” → Atenuar tensões entre monarquia e burguesia →
Sobrevida do Estado Absolutista
◦ Jamais tolerariam limitações ou perda do poder real → Caráter reformista
◦ Reformas econômicas → Novas práticas de mercantilismo
◦ Estímulo à cultura e filosofia
◦ Reis Franceses → Irredutíveis → Não cedem às Reformas
Caso de Portugal:
Marquês de Pombal
◦ Foi nomeado em 1750, secretário de Estado dos Negócios
Estrangeiros e da Guerra, por d. José I.
◦ Logo se tornou o principal ministro de d. José I, tendo
ficado 27 anos no poder.
◦ Atuou na reconstrução de Portugal após o terremoto em
1755.
◦ Aumentou a arrecadação fiscal do reino, o que traduziu-se
na ampliação da Marinha e do comércio, crescimento da
produção agrícola e incremento das manufaturas.
◦ Excluiu aos poucos as duas classes que normalmente
compartilhavam o poder com o rei: a nobreza e o clero,
concentrando o poder nas mãos do monarca e seus
ministros – Secularização da política.
◦ Tira os indígenas brasileiros da tutela da Ordem dos
Jesuítas, tornando-os súditos do rei.
◦ Extinguiu as discriminações sobre os cristãos novos.