Você está na página 1de 3

ESCOLA MUNICIPAL MEMORIAL ZUMBI

A SERVIÇO DA VIDA, DA ESPERANÇA E DA PAZ!


AVALIAÇÃO-LÍNGUA PORTUGUESA-1ºTRIMESTRE-2ª Avaliação
ALUNO:

PROFESSORA: Cida

TURMA:8º ano DATA:__/__/___VALOR:10,0 NOTA:_____

QUESTÃO 01- Todas as alternativas trazem palavras acentuadas por obedecerem à mesma regra. Indique que
regras são essas.

( 1 ) papéis – troféus – escarcéu – caubóis – herói


( 2 ) saída -  saúde – juízes - Piauí
( 3 ) pônei – tênue – falência – série – glória
( 4 ) temática – hidrófobo – espetáculo – esdrúxulo – trânsito
( 5 ) céu – dói – réis – véus – róis
( 6 ) por(verbo) – pôde(3ª pessoa do pretérito perfeito do indicativo)

(   ) Oxítonas terminadas por ditongos abertos éi(s), éu(s), ói(s).


(   ) Os hiatos -i e -u, quando sozinhos na sílaba, são acentuados.
(   ) Paroxítonas terminadas por ditongos orais seguidos ou não de s.
(   ) Todas as palavras proparoxítonas são acentuadas.
(   ) Monossílabas tônicas terminadas por ditongos abertos éu(s), éi(s), ói(s).
(   ) Usado apenas para diferenciar palavras que apresentam grafias e sons semelhantes.

QUESTÃO 02- Complete as palavras com x ou ch :

a) afrou___ar. b) ____uveiro.
c) pu____ar. d) ___ícara.

QUESTÃO 03- Em: “A mamãe ficou uma fera...”, os termos em destaque são respectivamente:

a) núcleo do sujeito e predicativo do sujeito. c) sujeito e predicado.


b) sujeito e predicativo do sujeito. d) núcleo do sujeito e objeto direto.
Leia o texto e responda a questão 04

Não há dúvida que as línguas se aumentam e alteram com o tempo e as necessidades dos usos e costumes.
Querer que a nossa pare no século de quinhentos é um erro igual ao de afirmar que a sua transplantação para
a América não lhe inseriu riquezas novas. A este respeito a influência do povo é decisiva. Há, portanto, certos
modos de dizer, locuções novas, que de força entram no domínio do estilo e ganham direito de cidade.
(MACHADO DE ASSIS. Apud Luft, Celso Pedro. Vestibular do português).

Vocabulário: Transplantação - transferir de um lugar ou contexto para outro.

Questão 04 - Ao ler o texto, concluímos que:

(A) as mudanças do português da Europa para o Brasil evitaram inserir ao idioma riquezas novas.
(B) as alterações da língua estão condicionadas às necessidades dos usos e costumes e ao tempo.
(C) o português do século XVI é o mesmo de hoje, não sendo necessário parar a língua no tempo.
(D) os falantes do campo usam expressões atuais da língua mesmo sem sofrerem influência européia.

Leia e responda a questão 05.


Vamos imaginar que a indústria farmacêutica desenvolveu uma pílula que pudesse prevenir doenças do
coração, obesidade, diabetes e reduzir o risco de câncer, osteoporose, hipertensão e depressão.
Já temos esse remédio. E não custa nada. Está a serviço de ricos e pobres, jovens e idosos. É a
atividade física.
(Gro Harlem Brundtland, diretora geral da OMS – Organização Mundial da Saúde) Folha de São Paulo, 6 abr.
2002.

Questão 05- De acordo com o texto, o remédio que não custa nada e está a serviço de ricos e pobres, jovens
e idosos:   

(A) é uma pílula fabricada pela indústria farmacêutica.


(B) só é encontrado nas farmácias.  
(C) é a atividade física.   
(D) ainda não existe.

LEIA A CRÔNICA E RESPONDA AS QUESTÕES 06, 07,8 E 09.

Bilhete ao futuro
     Bela ideia essa de Cristóvam Buarque, ex-reitor da Universidade de Brasília e ex-ministro da Educação, de
pedir às pessoas do nosso país que escrevessem um “bilhete ao futuro”. O projeto teve a intenção de recolher,
no final dos anos 80, no século passado, uma série de mensagens que seriam abertas em 2089, nas quais os
brasileiros expressariam suas esperanças e perplexidades diante do tumultuado presente do fabuloso futuro.
     Oportuníssima e fecunda ideia. Ela nos colocou de frente ao século XXI, nos incitou a liquidar de vez o
século XX e a sair da hipocondria político-social. Pensar o futuro sempre será um exercício de vida. O que
projetar para amanhã? (...)
Affonso Romano de Sant’Anna

QUESTÃO 06- Os dois parágrafos acima fazem parte do texto cujo autor é Affonso Sant’Anna. Esse tipo de
produção textual é chamado de crônica, porque:

a)   defende um tema. b)   tenta ludibriar o leitor.


c)   faz o registro do dia a dia. d)   conta uma história antiga.

QUESTÃO 07- O acontecimento que originou esse texto está relacionado:


a)   à promoção do reitor da Universidade de Brasília.
b)   à realização do reitor como mestre da Universidade de Brasília.
c)   à liquidação dos problemas do século XX.
d) ao pedido feito pelo ex-reitor da Universidade de Brasília aos brasileiros.

QUESTÃO 08 A frase que exprime a conclusão do cronista sobre o significado de escrever um bilhete ao futuro
é:
a)   “O futuro e o presente só interessam ao passado.”
b)   “O passado é importante e, no futuro, seja o que Deus quiser.”
c)   “O presente é hoje e não é necessário preocupação com o futuro.”
d)   “Pensar o futuro é um exercício de vida.”

QUESTÃO 09 - As mensagens que as pessoas enviariam ao futuro são representadas, no texto, pelas
palavras:
a)   belezas e possibilidades b)   esperanças e perplexidades
c)   angústias e esperanças d)   realizações e lembranças

QUESTÃO 10 – Classifique as frases quanto à predicação verbal:


a) O menino estava ansioso.

b) O dono da loja nomeou a funcionária gerente.

c) Marta entrou séria.

d) A ministra considerou baixa a inflação.


BOA PROVA!
CIDA.