Você está na página 1de 6
DEFENSORIA DEFENSORIA PÚBLICA PÚBLICA DA DA UNIÃO UNIÃO NÚCLEO NÚCLEO NO NO ESTADO ESTADO DO

DEFENSORIADEFENSORIA PÚBLICAPÚBLICA DADA UNIÃOUNIÃO

NÚCLEONÚCLEO NONO ESTADOESTADO DODO AMAZONASAMAZONAS

OFÍCIOOFÍCIO PREVIDENCIÁRIOPREVIDENCIÁRIO

EXCELENTÍSSIMO JUÍZO DA VARA FEDERAL – JUIZADO ESPECIAL FEDERAL - DA SEÇÃO JUDICIÁRIA DO ESTADO DO AMAZONAS

PAJ n. 2010/007-00742

HELENA SIQUEIRA DOS SANTOS, brasileira, solteira, agricultora, d.n. 30/06/1957, portadora da carteira de identidade n. 0844240-5 SSP/AM e inscrito no Cadastro de Pessoa Física sob o n. 320.526.342-15, residente à rua Mané Garrincha, n. 05, bairro Bela Vista, CEP. 69.009-305, Manaus - AM, assistido pela DEFENSORIA PÚBLICA DA UNIÃO, vem perante este Ilustre Juízo, com fulcro nos arts. 1º, II, III e IV, 3º, 5º, XXV, 6º, “caput”, 194, § único, II, 201, §7º, II, da Constituição de 1988; 25, I, 42 e 59, da Lei n. 8.213/1991; 273, I e II, do Código de Processo Civil

Lei n. 8.213/1991; 273, I e II, do Código de Processo Civil propor a presente AÇÃO

propor a presente AÇÃO PREVIDENCIÁRIA DE APOSENTADORIA POR

INVALIDEZ OU AUXÍLIO DOENÇA – SEGURADO ESPECIAL

em face do

INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL – INSS, autarquia federal situada na Av. Sete de Setembro, n. 280, Centro, Manaus - AM, diante dos fundamentos de fato e de direito que se passa a aduzir:

Rua Ferreira Pena, nº 149, Centro, Manaus – AM dpu.am@dpu.gov.br - (92) 3233-2020

1

DEFENSORIA DEFENSORIA PÚBLICA PÚBLICA DA DA UNIÃO UNIÃO NÚCLEO NÚCLEO NO NO ESTADO ESTADO DO

DEFENSORIADEFENSORIA PÚBLICAPÚBLICA DADA UNIÃOUNIÃO

NÚCLEONÚCLEO NONO ESTADOESTADO DODO AMAZONASAMAZONAS

OFÍCIOOFÍCIO PREVIDENCIÁRIOPREVIDENCIÁRIO

1. DOS FATOS

1.1 da qualidade de segurada

A autora é agricultora, nasceu na Comunidade Mirituba, Zona rural do Município de Iranduba, e naquela localidade iniciou sua labuta rural.

Ainda jovem, manteve união estável com o também

teve 10

seu

agricultor, Sr. Milton Pedrosa Coelho e com ele

(dez) filhos. Trabalharam juntos até companheiro (29/11/2001).

o

óbito

de

Após o falecimento, a autora continuou com sua atividade campesina, agora, com a ajuda de seus filhos, plantando e colhendo mandioca, macaxeira, feijão, cupuaçu, castanha, criando aves, sempre em regime de economia familiar.

A autora junta à inicial documentos que comprovam sua atividade campesina, como espelho eleitoral e inscrição ao Sindicato dos Trabalhadores Rurais do Careiro Manaus Iranduba. Trata-se de início de prova material que será corroborado com a prova testemunhal colhida em audiência.

A autora é portadora de artrose (CID10 M19.9) e está impossibilitada de exercer suas atividades laborativas de agricultora consoante laudo médico anexo.

Rua Ferreira Pena, nº 149, Centro, Manaus – AM dpu.am@dpu.gov.br - (92) 3233-2020

2

DEFENSORIA DEFENSORIA PÚBLICA PÚBLICA DA DA UNIÃO UNIÃO NÚCLEO NÚCLEO NO NO ESTADO ESTADO DO

DEFENSORIADEFENSORIA PÚBLICAPÚBLICA DADA UNIÃOUNIÃO

NÚCLEONÚCLEO NONO ESTADOESTADO DODO AMAZONASAMAZONAS

OFÍCIOOFÍCIO PREVIDENCIÁRIOPREVIDENCIÁRIO

Dirigiu-se ao INSS para requerer o benefício auxílio-doença, todavia foi informada pelo servidor da autarquia que a mesma não tinha direito ao benefício, pelo fato de nunca ter contribuído para a Previdência, isto é, seu pedido foi indeferido verbalmente.

este órgão

público e oficial de defesa do povo brasileiro para exercer o seu direito de ação e através do Poder Judiciário implementar o benefício previdenciário que tem direito.

Desta

forma,

o

autor procurou

2. DO DIREITO DA AUTORA

2.1. do direito à aposentadoria por invalidez ou auxílio- doença, conforme o resultado da perícia

O art. 6º da Constituição de 1988 coloca o

direitos

fundamentais, dando continuidade a normatização do tema no art. 201 e ss. da Constituição de 1988.

direito à previdência social no

rol

dos

Assim, a incapacidade laborativa é um risco coberto pela previdência social - advinda da doença ou outra forma de invalidez - direito fundamental conferido no art. 6º e especificado no art. 201, ambos da Constituição Federal de 1988.

Para

a

cobertura do

risco doença

e

sua,

conseqüente, invalidez, elegeu o ordenamento jurídico duas

Rua Ferreira Pena, nº 149, Centro, Manaus – AM dpu.am@dpu.gov.br - (92) 3233-2020

3

DEFENSORIA DEFENSORIA PÚBLICA PÚBLICA DA DA UNIÃO UNIÃO NÚCLEO NÚCLEO NO NO ESTADO ESTADO DO

DEFENSORIADEFENSORIA PÚBLICAPÚBLICA DADA UNIÃOUNIÃO

NÚCLEONÚCLEO NONO ESTADOESTADO DODO AMAZONASAMAZONAS

OFÍCIOOFÍCIO PREVIDENCIÁRIOPREVIDENCIÁRIO

espécies de benefícios: (i) a aposentadoria por invalidez; e (ii) o auxílio-doença.

A aposentadoria por invalidez é o benefício destinado à incapacidade laborativa permanente, ou seja, a inaptidão para o exercício de qualquer atividade, sem que haja qualquer previsão de retorno ao trabalho.

auxílio-doença

previdenciário destinado à incapacidade laborativa provisória, ou seja, a inaptidão para o exercício de qualquer atividade durante um lapso de tempo, com previsão de retorno ao trabalho, mas podendo na hipótese de agravamento ou não recuperação do segurado ensejar a aposentadoria por invalidez.

benefício

o

é

o

o

a

incapacidade laborativa – enquanto na aposentadoria por invalidez a presunção é de que não volte para o trabalho,

auxílio-doença são facetas de uma

Assim,

a

aposentadoria por invalidez e –

mesma moeda

no auxílio-doença a previsão é de que retorne à atividade laborativa.

Tal simbiose gera um caráter dúplice às ações previdenciária que buscam tutelar o risco da incapacidade laborativa, desta maneira, a perícia médica é que dirá se o segurado é incapaz provisório ou definitivo para o trabalho.

Rua Ferreira Pena, nº 149, Centro, Manaus – AM dpu.am@dpu.gov.br - (92) 3233-2020

4

DEFENSORIA DEFENSORIA PÚBLICA PÚBLICA DA DA UNIÃO UNIÃO NÚCLEO NÚCLEO NO NO ESTADO ESTADO DO

DEFENSORIADEFENSORIA PÚBLICAPÚBLICA DADA UNIÃOUNIÃO

NÚCLEONÚCLEO NONO ESTADOESTADO DODO AMAZONASAMAZONAS

OFÍCIOOFÍCIO PREVIDENCIÁRIOPREVIDENCIÁRIO

para

concessão do auxílio-doença ou da aposentadoria por invalidez: (i) carência de doze contribuições mensais; (ii) qualidade de segurado; (iii) invalidez (ou doença invalidante) que resulta na incapacidade laborativa.

Desta maneira,

são três

os requisitos

O autor preenche os três requisitos, uma vez que possui a carência de doze meses de contribuição, mantém a qualidade de segurado e portador de incapacidade que inabilita-o ao trabalho.

2. DO PEDIDO

Diante do exposto, requer seja(m):

(i) Deferida a gratuidade de justiça a Autora,

por ser carente de recursos financeiros para arcar

com

às

custas

judiciais

e

os

honorários

advocatícios,

sem

prejuízo

próprio

ou

de

sua

família, nos termos do art. 2º e § único c/c 4º da

Lei n. 1.060/50;

(ii) Julgada procedente a presente ação e assim, seja concedida a aposentadoria por invalidez ou auxílio-doença, conforme o resultado da perícia judicial e a convicção do magistrado, no Regime Geral de Previdência;

Rua Ferreira Pena, nº 149, Centro, Manaus – AM dpu.am@dpu.gov.br - (92) 3233-2020

5

DEFENSORIA DEFENSORIA PÚBLICA PÚBLICA DA DA UNIÃO UNIÃO NÚCLEO NÚCLEO NO NO ESTADO ESTADO DO

DEFENSORIADEFENSORIA PÚBLICAPÚBLICA DADA UNIÃOUNIÃO

NÚCLEONÚCLEO NONO ESTADOESTADO DODO AMAZONASAMAZONAS

OFÍCIOOFÍCIO PREVIDENCIÁRIOPREVIDENCIÁRIO

(iii) Citação

da

autarquia-ré na pessoa

do

seu

procurador

federal,

para

querendo oferecer

resposta;

(iv) Protesta pela produção de prova documental,

pericial e testemunhal;

(v) Observadas as prerrogativas da intimação

pessoal e do prazo em dobro em favor da DEFENSORIA

PÚBLICA DA UNIÃO.

(vi) Atribuída

(seis mil e cento e vinte reais).

à

causa

o

valor

de

R$

6.120,00

Nestes termos, pede o deferimento.

Manaus, 08 de setembro de 2010.

EDUARDO CESAR PAREDES DE CARVALHO

Defensor Público da União

Herrazuris Nogueira Duarte Júnior Estagiário DPU/AM

Rua Ferreira Pena, nº 149, Centro, Manaus – AM dpu.am@dpu.gov.br - (92) 3233-2020

6