Substituição Tributária

Isaias Jonas de Andrade

2011

Printed with FinePrint trial version - purchase at www.fineprint.com

SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA ‐ ICMS

1. CONCEITO 1.1. Disposições Legais da Substituição Tributária 1.2. Contribuinte Substituto 1.3. Contribuinte Substituído 1.4. Substituição tributária em operações antecedentes 1.5. Substituição tributária em operações subseqüentes 2. SUJEITOS PASSIVOS POR SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA 2.1. Estabelecimento Importador 3. OPERAÇÕES RELATIVAS À SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA 3.1. Critérios para Determinação de Mercadorias Sujeitas à Substituição Tributária 4. INAPLICABILIDADE DA SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA 4.1. Operações com Leite 4.2. Não se Considera Industrialização 4.3. Mercadorias Destinadas a Industrialização Sujeitas a Substituição Tributária 5. BASE DE CÁLCULO DO ICMS/ST 5.1. Base de Cálculo do ICMS/ST na Importação 5.2. Base de Cálculo Reduzida do ICMS 5.3. Limites do Crédito de ICMS 5.4. MARGEM DE VALOR AGREGADO (MVA) AJUSTADA 5.4.1. DISPENSA DA MVA AJUSTADA PELA EMPRESA OPTANTE PELO SIMPLES NACIONAL 6. APURAÇÃO DO ICMS/ST RELATIVO AO ESTOQUE DE MERCADORIAS 6.1. Apuração do Estoque de Mercadorias – Substituição Tributária 6.1.1. Transmissão do Arquivo Magnético do Estoque 6.2. Regime Normal – Cálculo do ICMS/ST Relativo Ao Estoque 6.3. Dispensa de Cálculo do ICMS/ST Relativo Ao Estoque 6.4. Prazo de Recolhimento do ICMS 6.5. Parcelamento do ICMS/ST 6.6. Informação do Valor ICMS Na DAPI‐1 7. CÁLCULO DO ICMS SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA (OPERAÇÕES SUBSEQUENTES) 7.1. CÁLCULO DO ICMS SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA (OPERAÇÕES ANTECEDENTES) 7.2. Regime Especial – Atacadistas – Substituição Tributária pelas Saídas 8. EMISSÃO DA NOTA FISCAL PELO CONTRIBUINTE SUBSTITUTO 9. EMISSÃO DA NOTA FISCAL PELO CONTRIBUINTE SUBSTITUÍDO 10. ESCRITURAÇAO DO REGISTRO DE SAÍDAS 11. ESCRITURAÇAO DO REGISTRO DE ENTRADAS – DEVOLUÇÃO OU RETORNO DE MERCADORIAS 12. ESCRITURAÇÃO FISCAL DO CONTRIBUINTE SUBSTITUÍDO 12.1. Entrada Interestadual de Mercadoria Sujeita A Substituição Tributária 13. ESCRITURAÇÃO DO REGISTRO DE APURAÇÃO DO ICMS 14. ENTREGA DOS ARQUIVOS ELETRÔNICOS RELATIVOS À SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA 14.1. Registro Tipo 53 ‐ Substituição Tributária – PED 15. Crédito do ICMS sobre Mercadorias Adquiridas com Substituição Tributária 15.1. Crédito do ICMS nas Aquisições de ME ou EPP 16. PRAZO DE RECOLHIMENTO DO ICMS/ST 16.1. Forma de Recolhimento do ICMS/ST 17. RESTITUIÇÃO DO ICMS RETIDO POR SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA 17.1. Documentos Exigidos para a Restituição de ICMS/ST 17.2. Apuração do ICMS/ST a ser Restituído 17.3. Demonstrativo das Operações Realizadas 17.4. Formas de Ressarcimento do ICMS/ST 17.5. Ressarcimento Junto a Sujeito Passivo por Substituição 17.6. Ressarcimento Mediante Abatimento do ICMS. 17.7. Ressarcimento Mediante Crédito na Escrita Fiscal 17.8. Prazo de Homologação da Restituição do ICMS/ST 18. SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA TRANSPORTE RODOVIÁRIO DE CARGAS 18.1. Indicações nos Documentos Fiscais 18.2. Inaplicabilidade da Substituição Tributária 18.3. Contribuinte por Opção 18.4. Indicações no Documento de Arrecadação Estadual (DAE) 18.5. Transporte Realizado por Terceiro ou por Subcontratação 18.5.1. Acobertamento da Prestação do Serviço Subcontratada 18.5.2. Escrituração do ICMS Substituição Tributária 18.6. Cálculo do ICMS 18.7. Forma e Prazos de Recolhimento 19. QUADRO ESQUEMÁTICO – (CIF) 20. QUADRO ESQUEMÁTICO – (FOB) 21. CÓDIGO FISCAL DE OPERAÇÕES DAS ENTRADAS DE MERCADORIAS E BENS 22. CÓDIGO DE SITUAÇÃO TRIBUTÁRIA NAS OPERAÇÕES SUJEITAS A SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA

Isaias Jonas de Andrade

1

Printed with FinePrint trial version - purchase at www.fineprint.com

SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA ‐ ICMS

1. CONCEITO A Substituição tributária, definida pela Lei Complementar 87/1996, é um instituto jurídico que atribui para determinado contribuinte a responsabilidade pelo recolhimento do ICMS relativo a fato gerador praticado por terceiros com as mercadorias relacionadas na Parte 2 do Anexo XV do RICMS/2002 nos termos do Convênio, Protocolo ou Decreto Estadual. 1.1. DISPOSIÇÕES LEGAIS DA SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA A substituição tributária, na acepção ampla, está prevista no artigo 150, §7º da Constituição Federal de 1988 que autoriza os entes públicos nacionais (Federal, Estadual e Municipal) mediante lei a cobrança antecipada do tributo decorrente de fato gerador futuro.

1.2. CONTRIBUINTE SUBSTITUTO É o fabricante, importador ou fornecedor a quem está atribuída a responsabilidade de calcular e recolher o ICMS relativo a todas as operações que, de forma presumida, ocorrerão até o produto chegar ao consumidor final. 1.3. CONTRIBUINTE SUBSTITUÍDO São os atacadistas, distribuidores e varejistas pelos quais o substituto tributário pagou o ICMS relativo à mercadoria a ser por eles revendidas.

1.4. SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA EM OPERAÇÕES ANTECEDENTES Aplica‐se a substituição tributária na modalidade antecedente, quando o ICMS devido pelo remetente ou alienante da mercadoria ficar sob a responsabilidade do destinatário, conhecida como substituição tributária "para trás". 1.5. SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA EM OPERAÇÕES SUBSEQUENTES Aplica‐se a substituição tributária na modalidade subseqüente, quando o recolhimento do ICMS devido pelo adquirente ou destinatário da mercadoria, nas sucessivas operações até o consumidor final, ficar sob a responsabilidade do alienante ou remetente da mercadoria, conhecida como substituição tributária "para frente".

2. SUJEITOS PASSIVOS POR SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA A exigência da retenção do ICMS/ST aplica‐se aos seguintes estabelecimentos: a) Industrial localizado em Minas Gerais; b) Contribuinte do ICMS localizado em outros Estados com os quais tenha celebrado protocolo ou convênios; c) Importador ou Adquirente de mercadorias em licitação promovida pelo poder público; d) Contribuinte mineiro adquirente de mercadorias de outros Estados. (Artigos 12, 13, 14, 16 do Anexo XV RICMS/02)

Isaias Jonas de Andrade

2

Printed with FinePrint trial version - purchase at www.fineprint.com

2.1. ESTABELECIMENTO IMPORTADOR Na hipótese de importação ou de aquisição em licitação promovida pelo poder público de mercadoria sujeita ao ICMS/ST, o estabelecimento mineiro importador será responsável na condição de contribuinte substituto pela apuração do ICMS/ST: I ‐ TRATANDO‐SE DE IMPORTAÇÃO: No momento da saída da mercadoria do estabelecimento importador, quando a operação de importação encontrar‐se alcançada pelo diferimento do ICMS; b) No momento do desembaraço aduaneiro ou da entrega da mercadoria quando esta ocorrer antes do desembaraço, nas demais situações. a)

II – TRATANDO‐SE DE AQUISIÇÃO EM LICITAÇÃO PROMOVIDA PELO PODER PÚBLICO: a) No momento da entrada da mercadoria em seu estabelecimento.
(Art. 16 do Anexo XV do RICMS/02)

3. OPERAÇÕES RELATIVAS À SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA A retenção e o recolhimento do ICMS relativo à substituição tributária aplicam‐se nas: a) Remessas para contribuinte mineiro das mercadorias relacionadas na Parte 2 do Anexo XV do RICMS/02 efetuadas por estabelecimento industrial mineiro ou de outros Estados com os quais Minas Gerais tenham celebrado protocolo convênio; b) Entradas, em operação interestadual, iniciada em unidade da Federação com a qual Minas Gerais tenham celebrado protocolo ou convênio das mercadorias relacionadas nos itens 3 a 16, 18 a 24, 26, 29 a 32, 39 e 43 a 46 da Parte 2 do Anexo XV do RICMS/02 destinadas a uso, consumo ou ativo permanente do destinatário; c) Remessas efetuadas por estabelecimento não‐industrial de outros Estados com os quais Minas Gerais tenham celebrado protocolo ou convênio para destinatário situado neste Estado, ainda que o ICMS tenha sido retido anteriormente para outra unidade da Federação; d) Entradas das mercadorias relacionadas na Parte 2 do Anexo XV do RICMS/02 em território mineiro, quando a responsabilidade não for atribuída ao alienante ou ao remetente devendo o contribuinte mineiro recolher o valor do ICMS/ST, inclusive estabelecimento depositário, na operação de remessa de mercadorias para depósito neste Estado; e) Entradas das mercadorias relacionadas na Parte 2 do Anexo XV do RICMS/02 em território mineiro quando o alienante ou, o remetente sujeito passivo por substituição, não efetuar a retenção ou efetuar retenção a menor do ICMS; f) Entradas de mercadoria relacionada na Parte 2 do Anexo XV do RICMS/02, em virtude de importação ou de aquisição em licitação promovida pelo poder público, com apuração do ICMS no momento da entrada da mercadoria em seu estabelecimento; g) Operações subseqüentes com Produtos Alimentícios relacionados no item 43 da Parte 2 do RICMS/02 aplicam‐se, inclusive, quando destinadas aos estabelecimentos classificados nos grupos 55.1 (hotéis e similares), 56.1 (restaurante e outros estabelecimentos de serviços de alimentação) e 56.2 (serviços de catering, bufê e outros serviços de alimentação preparada) da Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAE) para utilização no preparo de refeição.

Isaias Jonas de Andrade

3

Printed with FinePrint trial version - purchase at www.fineprint.com

e b) Enquadrar‐se na descrição contida no subitem respectivo constante na Parte 2 do Anexo XV do RICMS/02.fineprint.com .gov. CRITÉRIO PARA DETERMINAÇÃO DE MERCADORIA SUJEITA AO REGIME DA SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA Conforme reiteradas orientações formuladas pela SUTRI/SEF para fins de identificação de mercadorias sujeitas ao regime da substituição tributária deverá atender cumulativamente as seguintes condições: a) Encontrar‐se o produto classificado no código citado. podendo o contribuinte utilizar o programa Cálculo Substituição Tributária disponível no sítio: http://www.br/empresas/substituicao_tributaria/stanexoxv.mg.fazenda.purchase at www.1.htm Isaias Jonas de Andrade 4 Printed with FinePrint trial version .3.

exceto quando destinadas a estabelecimento varejista.com . hipótese em que a responsabilidade pela retenção e recolhimento do ICMS recairá sobre o estabelecimento que promover a saída da mercadoria com destino a outro contribuinte.fineprint.purchase at www. Tratando‐se de encomendante estabelecimento não‐industrial. c) De transferências promovidas entre estabelecimentos do industrial fabricante. hipótese em que a retenção do ICMS devido por substituição tributária será realizada no momento da saída da mercadoria. estes deverão operar exclusivamente com produtos recebidos em transferência do estabelecimento industrial. a apuração do ICMS a título de substituição tributária será efetuada no momento da entrada da mercadoria no estabelecimento encomendante.4. hipótese em que a este é atribuída a responsabilidade pelo recolhimento do ICMS a título de substituição tributária. Isaias Jonas de Andrade 5 Printed with FinePrint trial version . Relativas ao retorno ao estabelecimento encomendante da industrialização. que o regime da substituição tributária não se aplica às operações: a) b) Que destinem mercadoria a estabelecimento industrial fabricante da mesma mercadoria. INAPLICABILIDADE DA SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA Dispõe o artigo 18 do Anexo XV do RICMS/02. A transferência para estabelecimento distribuidor. atacadista ou depósito.

desde que fabricante e varejista não sejam empresas interdependentes.purchase at www. OPERAÇÕES COM LEITE O regime da substituição tributária nas operações com leite não se aplica nas operações com leite pasteurizado tipo “A”. ou A manipulação em farmácia. b) c) d) 4. “B” ou “C” ou leite UHT (UAT) produzidos fora do Estado deverá aplicar as regras relativas à substituição tributária. controladora. realizada em estabelecimento varejista. controlada ou coligada.1. A montagem de óculos. Decreto nº 7. para venda direta a consumidor. mediante receita médica. Entretanto. 19. MERCADORIAS DESTINADAS A INDUSTRIALIZAÇÃO SUJEITAS A SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA Nas operações a seguir com mercadorias destinadas a processo de industrialização do destinatário adquirente aplicar‐se‐á a retenção do ICMS por Substituição Tributária: a) Interestaduais com lubrificante derivados de petróleo não destinado à comercialização ou à industrialização do próprio produto. concedido pelo Diretor da Superintendência de Tributação. Que destinarem Medicamentos e Outros Produtos Farmacêuticos a distribuidor hospitalar relacionados no Anexo XV do RICMS/02 devendo o distribuidor efetuar a retenção e recolhimento do ICMS devido nas operações subseqüentes que realizar. 6 Isaias Jonas de Andrade Printed with FinePrint trial version .212/2010. quando tais produtos forem industrializados em Minas Gerais tendo em vista a previsão de isenção do ICMS para as operações subseqüentes conforme item 13 do Anexo I do RICMS/02. na operação interestadual.com . “B” ou “C” ou leite UHT (UAT). produto intermediário ou material de embalagem. quitandas e semelhantes. desde que os produtos se destinem a venda direta a consumidor.fineprint. (Artigos 59‐A e 59‐B do Anexo XV do RICMS/02) e) f) 4.d) Que destinem mercadorias a estabelecimento industrial para emprego em processo de industrialização como matéria‐prima. mediante receita médica. sob encomenda do consumidor ou usuário. não alcançam a saída de leite industrializado em outro Estado. 4. conforme exemplos a seguir que estarão sujeita à retenção do ICMS Substituição Tributária: a) o preparo de produtos alimentares. NÃO SE CONSIDERA INDUSTRIALIZAÇÃO Dispõe o artigo 5º do RIPI/2010.3. 39 e 43 a 48 a contribuinte detentor de regime especial de tributação de atribuição de responsabilidade pela retenção e recolhimento do imposto devido por substituição tributária. Que destinem mercadorias relacionadas nos itens 18. ou com concentrados de pigmentos. padarias. 20 a 24. o adquirente de leite pasteurizado tipo “A”.2. 29 a 32. bares. não se considera industrialização a modificação efetuada na mercadoria pelo estabelecimento comercial para atender à necessidade específica do cliente. porque a isenção e a base de cálculo reduzida do ICMS. não acondicionados em embalagem de apresentação na residência do preparador ou em restaurantes. b) Interestaduais com combustíveis derivados de petróleo não destinado à comercialização ou à industrialização do próprio produto. sorveterias. de medicamentos oficinais e magistrais. efetuada por máquina automática ou manual. A mistura de tintas entre si. confeitarias.

seguro. lapidação ou flotagem. realizados em estabelecimento industrial fabricante. adicionado da parcela resultante da aplicação sobre o referido montante do percentual de margem de valor agregado (MVA) estabelecido para a mercadoria.com . (Cerveja. lapidação de lentes e serviços de sufassagem para atingir o grau de dioptria óptica.46 da Parte 2 do Anexo XV do RICMS/02. (Art. ladrilhos. único ou máximo. 116 do Anexo XV do RICMS/02) NOTA: Não se consideram artefatos as chapas de vidros planos resultantes dos processos de têmpera. impostos. 110 do Anexo XV do RICMS/02) Saída de Vidros para lentes corretivas. pelo importador ou por entidade representativa dos respectivos segmentos econômicos aprovado em portaria da Superintendência de Tributação. o preço estabelecido. cimento e combustíveis) 2° ‐ o preço final a consumidor sugerido ou divulgado pelo industrial. seja fixado por órgão público competente. lajes. refrigerante. chope.1. observada a ordem: a) 1° ‐ o preço médio ponderado a consumidor final (PMPF) divulgado em portaria da Superintendência de Tributação.6 da Parte 2 do Anexo do Anexo XV quando destinadas a estabelecimento com a finalidade de fabricação de artigos ópticos. ainda que por terceiros. BASE DE CÁLCULO DO ICMS/ST A base de cálculo do ICMS/ST é o valor da operação praticado pelo contribuinte substituído. contribuições. água mineral.purchase at www. destinados a estabelecimento industrial fabricante de artefatos de que tais mercadorias sejam componentes. postes ou outros artefatos de que o cimento seja componente expressivo.fineprint. (Art. (Art. blocos.4 a 20. acrescido dos valores correspondentes a frete. 50 do Anexo XV do RICMS/02) e) f) Saída de materiais e vidros relacionados nos subitens 18. (Art.39 a 18.1. 5.c) Que destinarem aditivos a distribuidor para adição em combustível. bebidas isotônicas. 61 do Anexo XV do RICMS/02) d) Internas com cimento destinadas a estabelecimento industrial fabricante de pré‐moldados em geral. Isaias Jonas de Andrade 7 Printed with FinePrint trial version . b) Mercadoria que não tenha seu preço fixado por órgão público competente. sorvete. bloquetes. Lentes de outras matérias. Lentes de vidro para óculos. para óculos relacionados nos subitens 20. observado o seguinte: I ‐ em relação às OPERAÇÕES SUBSEQUENTES Mercadoria cujo preço final a consumidor. inclusive serviços de laboratórios. royalties relativos a franquia e outros encargos transferíveis ou cobrados do destinatário. veículos automotores e medicamentos para uso humano) 3° ‐ o preço praticado pelo remetente. ou (Cigarros. laminação.

aplicando a alíquota interna prevista para a mercadoria sobre o valor do frete.00 (Preço tabelado) R$ 170. 5.30 ((100+13+3+5) * 1. BASE DE CÁLCULO REDUZIDA DO ICMS Nas operações com mercadorias sujeitas ao regime da Substituição Tributária quando a operação subseqüente estiver beneficiada com a redução da base de cálculo.fineprint.1. observada as exceções conforme exemplos no quadro a seguir: Isaias Jonas de Andrade 8 Printed with FinePrint trial version .00 (Praticado pelo remetente) DESPESAS DEBITADAS AO ADQUIRENTE ‐ ‐ R$ 13.com . § 2º.00 (PMPF) R$ 200. após a composição da base de cálculo da Substituição Tributária será aplicado o benefício da redução.00 30% (MVA) R$ 157. 5.00 (Sugerido pelo fabricante) R$ 100.30) NOTA: O valor do frete.EXEMPLO: PRODUTO Produto X Produto Y Produto Z Produto W PREÇO R$ 160. seguro ou outro encargo quando não for possível incluí‐lo na base de cálculo. BASE DE CÁLCULO DO ICMS/ST NA IMPORTAÇÃO A base de cálculo do ICMS Substituição Tributária nas operações de importação de mercadorias relacionadas na Parte 2 do Anexo XV do RICMS/02 é o valor que serviu de base de cálculo do ICMS na importação adicionado da parcela resultante da aplicação sobre o referido montante do percentual da MVA estabelecida para mercadoria. sendo que o crédito da operação própria a ser considerado será proporcional à redução aplicada. (Art.00 R$ 213.00 R$3. consumo ou ativo permanente do adquirente a base de cálculo do ICMS/ST será a mesma estabelecida para a operação praticada pelo remetente. III do Anexo XV do RICMS/02) II ‐ Na ENTRADA EM OPERAÇÃO INTERESTADUAL Mercadorias destinadas a uso. caberá ao estabelecimento destinatário recolher a parcela do ICMS a ele correspondente.2.00 R$ 170.purchase at www.00 frete IPI seguro (acrescentar valores de demais despesas) MVA ‐ ‐ ‐ BASE DE CÁLCULO DO ICMS‐ST R$ 160. 19.00 R$5.00 (frete) R$ 13. seguro ou outro encargo acrescido do percentual de margem de valor agregado (MVA) estabelecido para a respectiva mercadoria.

iogurte. desde que atendias nas condições prescritas no Item 10 do Anexo IV do RICMS/02. Leite e creme de leite. em estado natural. inclusive frangos. Anexo IV do RICMS/02) Farinha de milho. milho.88% 12%: 53. Leitelho. quefir e Base Cálculo da Operação Própria do Fabricante outros leites e cremes de leite fermentados ou acidificados.33% outros edulcorantes. (Operação Interna) (Item 19. pastas de espalhar de produtos provenientes do leite. (Item 17 do Anexo IV do RICMS/02) 80% Base Cálculo Operação Própria e da ST 18%: 68. Aparelhos celulares usados desde que atendias nas condições Prescritas no Item 10 do Anexo IV do RICMS/02.fineprint. Anexo IV do RICMS/02) 33. (Operação Interna) (Item 19.4653% Base Cálculo Operação Própria e da ST Motores Usados. resfriados ou congelados.66% Congeladas salgadas ou secas. leite e creme de leite coalhados.11% Base Cálculo Operação Própria e da ST 95% Base Cálculo Operação Própria e da ST 33. em estado natural.33% Base Cálculo da Operação Própria do Fabricante Leite e creme de leite. Anexo IV do RICMS/02) 51.33% Base Cálculo Operação Própria e da ST Pistolas aerográficas e aparelhos semelhantes Para uso industrial (Item 16. Mussarela. bufalina ou suína. mesmo concentrados ou adicionados de açúcar ou de outros edulcorantes. provolone.MERCADORIAS COM REDUÇÃO DA BASE DE CÁLCULO RELATIVAMENTE A OPERAÇÃO PRÓPRIA E/OU DA SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA MERCADORIA Pneumáticos novos de borracha e câmaras‐de‐ar de borracha. Anexo IV do RICMS/02) Produtos Indústria Frigorífica derivada da carne bovina. inclusive os de uso misto. Parte 2 do Anexo XV do RICMS/02.com . prato. (Itens 37 e 38 do Anexo IV do RICMS/02) 5. girassol e soja comestíveis recipientes com capacidade inferior ou igual a 05 (cinco) litros. Produtos comestíveis resultantes do abate de galos e Base Cálculo Operação Própria e da ST galinhas. arroz. Carne bovina. (Item 36. (Item 19.33% Base Cálculo Operação Própria e da ST 61. ricota. não concentrados nem adicionados de açúcar ou de outros Edulcorantes. Queijos Tipo Minas.4000 Prescritos no item 14. Manteiga e outras matérias gordas provenientes do leite. Biodiesel (B‐100) (Operação Interna ou Interestadual) (Item 48. Anexo IV do RICMS/02) Isaias Jonas de Andrade 9 Printed with FinePrint trial version . resfriadas ou 41. incluídas as enfardadeiras‐apanhadeiras Classificadas na NBM/SH 8433. (Operação Interna produzidos no Estado) (Item 19.19 % Base Cálculo Operação Própria e da ST Automóveis de Passageiros.11% Base Cálculo Operação Própria e da ST Óleos de algodão. Bufalina ou suína. Anexo IV do RICMS/02). Enfardadeiras de palha ou de forragem. Anexo IV do RICMS/02) % DE REDUÇÃO OU MULTIPLICADOR 5. parmesão. saída em operação interestadual promovida pelo estabelecimento fabricante ou importador com destino a varejista ou atacadista. veículos para transporte de pessoas (exceto da classificação fiscal 8702).purchase at www. concentrados ou adicionados de açúcar ou de 33. amendoim. ou aromatizados ou adicionados de frutas ou de cacau.

I do RICMS/ES) Crédito Admitido 7% s/ BC NF emitida a partir de 01/03/1999 5.3. observada a fórmula “MVA ajustada = {[(1+ MVA‐ST original) x (1 ‐ ALQ inter) / (1 ‐ ALQ intra)] ‐1}x 100”.fineprint.9 Instrumentos musicais e seus acessórios Crédito presumido de 5% (Art.1.4.5. com mercadorias sujeitas à substituição tributária relacionadas no Anexo Único da Resolução 3. correspondente à margem de valor agregado a ser utilizada para apuração da base de cálculo relativa à substituição tributária na operação interestadual. ● MVA‐ST original é o coeficiente. §5º do Anexo XV do RICMS/2002) Fórmula da MVA ajustada apresentada de forma didática: MVA ajustada = ((A x B) – 1) x100 A = (1+ MVA‐ST original) B = (1 ‐ ALQ inter) ÷ (1 ‐ ALQ intra) Onde: ● MVA ajustada é o percentual. correspondente à margem de valor agregado prevista na Parte 2 do Anexo XV do RICMS/02. 11.17 da Parte 2 do Anexo XV – Xampoo) MVA‐ST = 31% Alíquota Interestadual (ALQ Inter) = 12% Alíquota Interna (ALQ Intra) = 25% Isaias Jonas de Andrade 10 Printed with FinePrint trial version . 36. em operação interestadual. remetidos por fornecedor estabelecido no Estado de São Paulo. (Subitem 24.purchase at www. esta será ajustada à alíquota interestadual aplicável. (Art.com . quando o coeficiente da alíquota interna for maior que o coeficiente correspondente à alíquota interestadual. 10. 14.166 de 11 de julho de 2001 o crédito do ICMS a ser abatido será limitado ao percentual de creditamento informado no Anexo Único dessa Resolução. 15. MARGEM DE VALOR AGREGADO (MVA) AJU STADA Nas Operações Interestaduais com as mercadorias relacionadas nos itens 5 a 8. 29 a 32. I e 495. 494. com duas casas decimais. para efeitos de apuração da base de cálculo da substituição tributária com utilização de margem de valor agregado (MVA). ● ALQ INTER é o coeficiente correspondente à ALÍQU OTA INTERESTADU AL aplicável à operação. 39. ● ALQ INTRA é o coeficiente correspondente à ALÍQU OTA PREVISTA NESTE ESTADO para as operações subseqüentes alcançadas pela substituição tributária. conforme exemplo a seguir: 1 – ESPÍRITO SANTO 1. 19. 17 a 24. LIMITES DO CRÉDITO DE ICMS Nas entradas. com quatro casas decimais. 41 e 43 a 48 da Parte 2 do Anexo XV do RICMS/02. EXEMPLO PRÁTICO: Aquisição de cosméticos por contribuinte mineiro.

fineprint.5400 = 9. correspondente à margem de valor agregado prevista na Parte 2 do Anexo XV do RICMS/02.3100) → A = 1.00 Valor do IPI (7%): R$350.htm está disponível o aplicativo ST/Anexo XV que poderá ser utilizado pelo contribuinte para fins de cálculo do ICMS‐ST de acordo com as regras do Anexo XV do RICMS/MG. com quatro casas decimais.com .00 → 9. onde: a) MVA ajustada é o percentual. No site http://www. d) ALQ geral é o coeficiente correspondente à alíquota prevista neste Estado para as operações subseqüentes alcançadas pela substituição tributária.5400) → 5. para efeitos de apuração da base de cálculo com utilização de margem de valor agregado (MVA).900.gov.00 Base de Cálculo do ICMS/ST: (5.000.00 Valor do Seguro: R$20.75 → B = 1.665.086.665.fazenda.00) x (1.00 = 1.00 + 20.88 ÷ 0.mg. 1733 MVA Ajustada= ((A x B) – 1) x 100 (1.00 Valor de Outras Despesas: R$30.000. caso a carga tributária da operação própria do contribuinte seja reduzida em virtude de regime especial de caráter individual. com duas casas decimais.25) → 0.00 Valor do Frete (FOB): R$500.00 x 1.00% Dados da Aquisição de Xampoo do Estado de São Paulo: Valor dos Produtos: R$5. c) ALQ individual é o coeficiente correspondente à alíquota efetiva aplicável à operação.00 + 350.purchase at www.3100 B = (1 ‐ ALQ inter) ÷ (1 ‐ ALQ intra) → (1 – 0.br/empresas/substituicao_tributaria/stanexoxv.12) ÷ (1 – 0.50 – 606.50 NAS OPERAÇÕES INTERNAS com mercadorias relacionadas na Parte 2 do Anexo XV do RICMS/02.1733) ‐ 1 x 100 → MVA Ajustada = 54. mediante aplicação da seguinte fórmula: "MVA ajustada = {[(1+ MVA‐ST original) x (1 ‐ ALQ individual) ÷ (1 ‐ ALQ geral)] ‐1} x 100".A = (1 + MVA‐ST original) → (1 + 0.00 + 500. Isaias Jonas de Andrade 11 Printed with FinePrint trial version .00 + 30.00 x 25% = 2.00 ICMS Destacado na NF: R$606.271. b) MVA‐ST original é o coeficiente. correspondente à margem de valor agregado a ser utilizada para apuração da base de cálculo relativa à substituição tributária.50 ICMS/ST = R$1.3100 x 1.086. esta será ajustada à carga tributária geral.

fineprint.purchase at www.com .Isaias Jonas de Andrade 12 Printed with FinePrint trial version .

unidade. nos casos de apuração pelo lucro presumido (SM). Isaias Jonas de Andrade 13 Printed with FinePrint trial version . os seguintes dados: a) b) c) d) e) f) g) h) i) j) k) Código NBM.5. milheiro etc.purchase at www. pelo importador ou por entidade representativa dos respectivos segmentos econômicos. aplicando a alíquota interna sobre o valor obtido na forma do item anterior. Código ABNT/Código de barras do produto. (Convênio ICMS 35. Valor unitário. Unidade (Caixa. o resultado da multiplicação da quantidade da mercadoria em estoque pelo respectivo preço. de acordo conforme abaixo: • Débito e Crédito. o resultado da multiplicação da quantidade da mercadoria em estoque pelo respectivo PMPF.0 (2.4. DISPENSA DA MVA AJUSTADA PELA EMPRESA OPTANTE PELO SIMPLES NACIONAL A partir de 12 de agosto de 2011. de 1º/04/2011. como: ► Base de cálculo o preço médio ponderado a consumidor final (PMPF). ou ► Base de cálculo o valor encontrado mediante utilização de percentual de margem de valor agregado (MVA). Margem padrão de agregado da empresa. adicionado da parcela resultante da aplicação sobre o referido montante do percentual de (MVA) estabelecido para a mercadoria. Alíquota. sendo remetente a microempresa (ME) e a empresa de pequeno porte (EPP) optante pelo Simples Nacional na condição de substituto tributário. 19. não aplicará “MVA ajustada” prevista em Convênio ou Protocolo que instituir a Substituição Tributária nas operações interestaduais podendo neste caso adotar a “MVA ST original” constante na Parte 2 do Anexo XV do RICMS/2002. • Simples Nacional. cento. o resultado da multiplicação da quantidade da mercadoria em estoque pelo preço de aquisição mais recente. APURAÇÃO DO ESTOQUE DE MERCADORIAS – SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA Para fins de apuração do ICMS relativo à Substituição Tributária sobre as mercadorias inventariadas na forma deste item o contribuinte deverá preencher o aplicativo "ST ‐ APURACÃO DE ESTOQUES DE MERCADORIAS" versão 1. Quantidade de mercadorias apurada em estoque. Margem de valor agregada ao produto.1.4. a) 6. Descrição do produto. Código próprio. APURAÇÃO DO ICMS/ST RELATIVO AO ESTOQUE DE MERCADORIAS O contribuinte que possuir em seu estabelecimento mercadorias cujas operações passaram a estar alcançadas pelo regime de substituição tributária deverá: Inventariar o estoque de mercadorias existente no estabelecimento ao final do dia anterior à mudança do regime de tributação.0. A apuração do ICMS leva em conta o regime de recolhimento ou a forma de apuração da receita bruta. ► Base de cálculo o preço final a consumidor fixado por órgão público competente ou o preço final a consumidor sugerido ou divulgado pelo industrial. kg.com .23 Mb) informando além dos dados cadastrais. em operações de entrada. pacote.1. de acordo com tabela própria. §6º do Anexo XV do RICMS/2002) 6. Art. b) Calcular o ICMS devido a título de substituição tributária.fineprint.).

purchase at www.com .Isaias Jonas de Andrade 14 Printed with FinePrint trial version .fineprint.

a título de crédito. nas colunas Documento Fiscal e Observações.949. Isaias Jonas de Andrade 15 Printed with FinePrint trial version .fineprint. TRANSMISSÃO DO ARQUIVO MAGNÉTICO DO ESTOQUE Após a impressão do Resumo do Demonstrativo da Apuração o contribuinte deverá transmitir o arquivo magnético resultante das informações digitadas para cada empresa para o endereço eletrônico estoque@fazenda. No campo Informações Complementares a expressão: "Nota Fiscal ‐ art. CFOP: o código 5. a parcela de saldo credor eventualmente existente no período anterior à mudança do regime de tributação. do valor do ICMS calculado na forma deste item. seguidos da expressão: "Nota Fiscal – art. nos livros: a) Registro de Saídas. a série. 16 da Resolução n. indicando nesta a seguinte expressão: "Nota Fiscal ‐ art.6. Outros Débitos. e indicando como: a) b) c) d) Destinatário: o próprio emitente. Natureza da operação: Dedução de ICMS ST/Estoque. a data e o valor total da nota fiscal.2. no período de apuração de sua emissão. 6. e no campo Observações.mg.1. no item 002.purchase at www. destacando no campo Valor do ICMS o respectivo valor da dedução. 16 da Resolução nº 3728/2005".º 3728/2005".com . até o limite deste. A Nota Fiscal emitida na forma deste item será escriturada.1. A dedução do saldo credor será efetuada mediante emissão de Nota Fiscal no período em que ocorrer a mudança do regime de tributação. b) Registro de Apuração do ICMS (RAICMS). 16 da Resolução nº 3728/2005". REGIME NORMAL – CÁLCULO DO ICMS/ST RELATIVO AO ESTOQUE O contribuinte que adota o regime de débito e crédito de apuração do ICMS poderá deduzir.gov.br. indicando neste o número.

2011 HORA DA SAÍDA ALÍQUOTA S VALOR DO IPI ICMS IPI CÁLCULO DO IMPOSTO BASE CÁLCULO ICMS VALOR ICMS 625. na condição de sujeito passivo por substituição.50 VALOR SEGURO BASE CÁLCULO ICMS SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA OUTRAS DESPESAS VR ICMS SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA VALOR DO IPI VALOR TOTAL PRODUTOS VALOR FRETE VALOR TOTAL NOTA TRANSPORTADOR/VOLUMES TRANSPORTADOS NOME/RAZÃO SOCIAL FRETE POR CONTA 1‐EMITENTE 2‐DESTINATARIO PLACA VÉICULO UF CNPJ 1 MUNICIPIO UF INSCRIÇÃO ESTADUAL PESO LÍQUIDO ENDEREÇO QUANTIDADE ESPÉCIE MARCA NÚMERO. FISCAL CST UNID QUANT VALOR UNITÁR IO VALOR TOTAL CNPJ 17314972000153 INSCRIÇÃO ESTADUAL 0620056000072 DATA DE EMISSÃO 30.com .3. Isaias Jonas de Andrade 16 Printed with FinePrint trial version . pela retenção e pelo recolhimento do ICMS devido nas operações subseqüentes com a mercadoria.06. 101 Bairro Nova Suissa ‐ Belo Horizonte – MG NATUREZA DA OPERAÇÃO CFOP INSCRIÇÃO ESTADUAL SUBSTITUTO TRIBUTÁRIO Dedução de ICMS ST/Estoque 5949 DESTINATÁRIO/REMETENTE NOME/RAZÃO SOCIAL CNPJ/CPF Comercial ABC Ltda. PESO BRUTO DADOS ADICIONAIS INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES "Nota Fiscal emitida nos termos do Artigo 16 da Resolução nº 3728/2005" DADOS DA AIDF RECEBEMOS DE (RAZÃO SOCIAL DO EMITENTE) OS PRODUTOS CONSTANTES DA NOTA FISCAL INDICADA AO LADO RESERVADO AO FISCO NOTA FISCAL N° 1225 DATA DO RECEBIMENTO IDENTIFICAÇÃO E ASSINATURA DO RECEBEDOR 6. 150 Santa Maria 30525. Rua Genebra.fineprint.EMITENTE NOTA FISCAL‐FATURA N° 1225 SAÍDA ENTRADA COMERCIAL ABC LTDA.purchase at www.2011 DATA SAÍDA/ENTRADA 30. DISPENSA DE CÁLCULO DO ICMS/ST RELATIVO AO ESTOQUE A exigência de cálculo do ICMS/ST relativo ao Estoque de Mercadorias não se aplica ao Estabelecimento industrial responsável. 17314972000153 ENDEREÇO BAIRRO/DISTRITO CEP Rua Maria. 0620056000072 FATURA DADOS DO PRODUTO CÓDIGO PRODUTO DESCRIÇÃO DOS PRODUTOS CLASSIF.040 MUNICÍPIO FONE/FAX UF INSCRIÇÃO ESTADUAL Belo Horizonte 3388‐1111 MG.06.

c) Termo de Auto‐denúncia. PARCELAMENTO DO ICMS/ST O contribuinte poderá parcelar o ICMS devido mediante apresentação na administração Fazendária.4.6.com . b) Resumo do Demonstrativo de Apuração do Estoque de Mercadorias e do ICMS Devido a Título de Substituição Tributária. PRAZO DE RECOLHIMENTO DO ICMS O recolhimento do ICMS relativo ao estoque de mercadorias poderá ser efetuado: a) INTEGRALMENTE. mil oitocentos e treze décimos de milésimos). preenchendo o documento de arrecadação estadual ‐ DAE informando o código de receita 320‐2 (ICMS Outros ‐ Comércio ‐ Outros). (*) UFEMG de 2011 = R$ 2. ou do comprovante de inscrição do empresário. corrigidas mediante aplicação da variação do Índice Geral de Preços ‐ Disponibilidade Interna (IGP‐DI) apurado pela Fundação Getúlio Vargas até o último dia do quinto mês contado do mês subseqüente ao de início da vigência do novo regime de tributação. contendo o valor total do ICMS a ser parcelado.1813 (dois reais. 6. dos seguintes documentos: a) Requerimento de Parcelamento. impresso a partir do programa denominado "ST ‐ Apuração de Estoque de Mercadorias" exceto a ME e a EPP.purchase at www. considerado o valor da (*) UFEMG vigente no mês do pagamento da primeira parcela. NOTAS: a) A falta de pagamento de qualquer parcela até o último dia do terceiro mês subseqüente ao de seu vencimento implica automaticamente na desistência do parcelamento. Isaias Jonas de Andrade 17 Printed with FinePrint trial version . até o dia estabelecido para o pagamento do ICMS devido pelas operações próprias no quinto mês contado da mudança do regime de tributação. ou • 24 (vinte e quatro) parcelas mensais e sucessivas. 6. b) NOTA: As parcelas não poderão ser inferiores a 100 (cem) Unidades Fiscais do Estado de Minas Gerais (UFEMG).fineprint. INFORMAÇÃO DO VALOR ICMS NA DAPI Na hipótese de pagamento integral. e os respectivos originais para conferência. e d) Cópia reprográfica dos atos constitutivos da sociedade. PARCELADO em até: • 12 (doze) parcelas mensais. no registro público de empresas mercantis e suas alterações. sem acréscimo. iguais e sucessivas.6. o contribuinte que adota o regime normal de apuração do imposto lançará o valor do ICMS devido sobre o Estoque de Mercadorias no Campo 104 (Outros) da Declaração de Apuração e Informação do ICMS (DAPI) quarto mês contado da mudança do regime de tributação. b) Apesar da dispensa da entrega.5. a ME e a EPP deverão manter em arquivo o Demonstrativo de Apuração do Estoque de Mercadorias e do ICMS Devido a Título de Substituição Tributária para exibição ao Fisco quando solicitado. até o último dia do quarto mês contado da mudança do regime de tributação.

CÁLCULO DO ICMS SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA (Operação Subsequente) O ICMS a recolher. conforme A rtigo 12 do A nexo XV do RICMS/2002. 30190.00 12% IPI 0% VALOR DO IPI 50 Caixas com 50 Unidades de Água Sanitária – Marca DTN MVA : 70% CÁLCULO DO IMPOSTO BASE CÁLCULO ICMS VALOR ICMS 3.00 ‐ BASE CÁLCULO ICMS SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA 6.00 VALOR TOTAL NOTA 4.00 OUTRAS DESPESAS ‐ FRETE POR CONTA 1‐EMITENTE 2‐DESTINATARIO VR ICMS SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA 315. será o valor resultante da diferença entre o ICMS calculado mediante aplicação da alíquota estabelecida para as operações internas sobre a base de cálculo definida para a substituição e o devido pela operação própria do contribuinte remetente conforme exemplos a seguir: EMITENTE SAÍDA NOTA FISCAL‐FATURA ENTRADA N° 1230 DTN INDÚSTRIAS S.750.00 VALOR FRETE VALOR SEGURO ‐ ‐ TRANSPORTADOR/VOLUMES TRANSPORTADOS NOME/RAZÃO SOCIAL “Remetente” ENDEREÇO QUANTIDADE 50 ESPÉCIE Caixa 2828.750.000 NATUREZA DA OPERAÇÃO CFOP INSCRIÇÃO ESTADUAL SUBSTITUTO TRIBUTÁRIO Venda Produção 5401 DESTINATÁRIO/REMETENTE CNPJ/CPF NOME/RAZÃO SOCIAL Supermercado Central Ltda.00 450.com .0000 MG.35 Horas ALÍQUOTA S ICMS 3. 06.90.purchase at www. (CONTRIBUINTE SUBSTITUTO) Rua Acre.040 MUNICÍPIO FONE/FAX UF INSCRIÇÃO ESTADUAL Belo Horizonte 3388. FISCAL CST UNID QUANT VALOR UNITÁR IO VALOR TOTAL CNPJ 00.7.” DADOS DA AIDF RECEBEMOS DE (RAZÃO SOCIAL DO EMITENTE) OS PRODUTOS CONSTANTES DA NOTA FISCAL INDICADA AO LADO DATA DO RECEBIMENTO IDENTIFICAÇÃO E ASSINATURA DO RECEBEDOR RESERVADO AO FISCO NOTA FISCAL N° 1230 Isaias Jonas de Andrade 18 Printed with FinePrint trial version .065.0052 FATURA DADOS DO PRODUTO CÓDIGO PRODUTO DESCRIÇÃO DOS PRODUTOS CLASSIF. 062.750.0000 DATA DE EMISSÃO 15/04/2010 DATA SAÍDA/ENTRADA 16/04/2010 HORA DA SAÍDA 08.000.273627. 100 ‐ Bairro Cruzeiro ‐ Belo Horizonte – MG – CEP.A.00 CNPJ 1 INSCRIÇÃO ESTADUAL PESO LÍQUIDO 2500 kg MARCA DTN NÚMERO PESO BRUTO 2500 kg DADOS ADICIONAIS INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES “ICMS retido por Substituição Tributária.19 010 Caixa 50 75.375.00 VALOR DO IPI ‐ PLACA VÉICULO HBN 1980 MUNICIPIO UF MG UF VALOR TOTAL PRODUTOS 3.000000.053. a título de substituição tributária.000/0001‐00 INSCRIÇÃO ESTADUAL 000. 156 Camargos 30525.745/0001‐03 ENDEREÇO BAIRRO/DISTRITO CEP Rua Itatiba.fineprint.

00 + R$360.00 x 12%) R$ 720.00 R$ 300.40 (operação) + (despesas) + (MVA ) (R$4. das despesas debitadas ao adquirente acrescido da MVA de 40%.1.7.004.004.500.fineprint.72 ‐ R$300.00 x 12%) R$ 4.00) x 1. CÁLCULO DO ICMS SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA (OPERAÇÕES ANTECEDENTES) ENTRADA INTERESTADUAL DE OUTRO ESTADO DE MERCADORIAS SUJEITAS A SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA (Responsabilidade do Contribuinte Mineiro) OPERAÇÕES COM MERCADORIAS SOB O REGIME DE “SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA” A ) Valor da operação interestadual na com mercadoria sujeita a Substituição Tributária: B) Crédito de ICMS relativo à operação própria do remetente.00 R$ 420.com .500.00 x 18%) – (R$2.purchase at www.72 Isaias Jonas de Andrade 19 Printed with FinePrint trial version .00 (R$2.00 (R$2. D) Cálculo do ICMS/ST E) Valor do ICMS Substituição Tributária após dedução do ICMS incidente na operação própria R$ 2.00 O montante formado pela soma do valor da operação própria. C) Base de Cálculo da Substituição Tributária.500.500. Valor do Frete (FOB) R$360.

CREDITADO OBSERVAÇÕES ENTRADA ESPÉCIE CONTÁBIL FISCAL 02/08 NF 1 6258 01/08 RJ 2.00 2403 ‐ 3 ‐ ‐ ‐ ICMS/ST: R$420. SEM CRÉDITO DE IMPOSTO – OUTRAS Isaias Jonas de Andrade 20 Printed with FinePrint trial version . OPER.72 (a) CÓDIGO DE VALORES FISCAIS 1. SEM CRÉDITO DO IMPOSTO ‐ ISENTAS OU NÃO‐TRIBUTADAS 3. OPERAÇÕES COM CRÉDITO DO IMPOSTO 2.500.com . OPER. CÁLCULO IPI (a) VALOR DA OPERAÇÃO IMPOSTO ALÍQ.REGISTRO DE ENTRADAS RAZÃO SOCIAL: INSCRIÇÃO ESTADUAL: FOLHA: MÊS OU PERÍODO/ANO: Abril/2010 DATA DE SÉRIE SUB‐ SÉRIE CNPJ: CODIFICAÇÃO VALOR CONTÁBIL DOCUMENTOS FISCAIS DATA DO CÓDIGO UF NÚMERO DOCUMENTO ORIGEM EMITENTE VALORES FISCAIS BASE DE ICMS CÓD.purchase at www.fineprint.

” Valor do ICMS da operação própria para efeitos de cálculo do ICMS/ST: R$29.630. conforme Artigo 12 do Anexo XV do RICMS/2002.purchase at www.08.08.0052 FATURA DADOS DO PRODUTO CÓDIGO PRODUTO DESCRIÇÃO DOS PRODUTOS CLASSIFIC.2010 DATA SAÍDA/ENTRADA 01.000.40 VALOR DO IPI ‐ PLACA VÉICULO HBN 1958 UF MG UF VALOR TOTAL PRODUTOS 28.453.00 x 18% = 5.51%.273627. FISCAL CST UNID QUANT VALOR UNITÁR IO VALOR TOTAL CNPJ 00.00 VALOR TOTAL NOTA 31.00 28.745/0001‐03 ENDEREÇO BAIRRO/DISTRITO CEP Rua Macapá.00 FRETE POR CONTA 1‐EMITENTE 2‐DESTINATARIO VR ICMS SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA 2. nos Termos do Art. (§11 do Art.453.00 Valor do ICMS (Op.017.90 Correspondente a Alíquota de 3.EMITENTE NOTA FISCAL‐FATURA N° 1236 SAÍDA ENTRADA PINK INDÚSTRIAS LTDA.10 202 ‐ 50 579. NATUREZA DA OPERAÇÃO CFOP INSCRIÇÃO ESTADUAL SUBSTITUTO TRIBUTÁRIO Venda Produção 5401 DESTINATÁRIO/REMETENTE CNPJ/CPF NOME/RAZÃO SOCIAL Atacadão São José Ltda. MVA: 47% 8712. §1º do Anexo XV do RICMS/2002) DADOS DA AIDF RECEBEMOS DE (RAZÃO SOCIAL DO EMITENTE) OS PRODUTOS CONSTANTES DA NOTA FISCAL INDICADA AO LADO DATA DO RECEBIMENTO IDENTIFICAÇÃO E ASSINATURA DO RECEBEDOR RESERVADO AO FISCO NOTA FISCAL N° 1236 NOTA: No cálculo dos tributos devidos no Simples Nacional não será considerado receita de venda ou revenda de mercadorias o valor do tributo devido a título de substituição tributária. 06.00 OUTRAS DESPESAS 40.com . ou seja.00.00 ICMS.000/0001‐00 INSCRIÇÃO ESTADUAL 000.00 TRANSPORTADOR/VOLUMES TRANSPORTADOS NOME/RAZÃO SOCIAL “Remetente” ENDEREÇO QUANTIDADE 50 ESPÉCIE Caixa BASE CÁLCULO ICMS SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA 42.40 CNPJ 1 MUNICIPIO INSCRIÇÃO ESTADUAL PESO LÍQUIDO 500 kg MARCA Grafite Track e Bikes NÚMERO PESO BRUTO 500 kg DADOS ADICIONAIS INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES “ICMS retido por Substituição Tributária. 100 ‐ Bairro Cruzeiro ‐ Belo Horizonte – MG.0000 DATA DE EMISSÃO 01. 062. ‐ IPI ‐ VALOR DO IPI ‐ CÁLCULO DO IMPOSTO BASE CÁLCULO ICMS ‐ VALOR ICMS ‐ VALOR FRETE VALOR SEGURO ‐‐ 10.2010 HORA DA SAÍDA 08.000.fineprint. de 22/12/2008) Isaias Jonas de Andrade 21 Printed with FinePrint trial version . 3° Resolução CGSN N° 51.220.950.053. Própria) R$1. neste caso o valor será de R$29. – EPP (Contribuinte Substituto) Rua Acre.45 Horas ALÍQUOTA S 170600 Bicicleta Alumínio Aro 26 21 Vel LX ‐ 100G Branca / Grafite Track e Bikes.000.000000. (Art.00.040 MUNICÍPIO FONE/FAX UF INSCRIÇÃO ESTADUAL Belo Horizonte 3387‐1111 MG. 20. 156 João Pinheiro 30525.950. 23 da LC 123/2006.

impostos e outros encargos transferíveis ou cobrados do destinatário adicionado da parcela resultante da aplicação sobre o referido montante do percentual do MVA estabelecido para a mercadoria. EXEMPLO: ‐ Valor de aquisição ‐ Base de Cálculo do ICMS/ST ‐ Cálculo do ICMS/ST (R$ 1.00 R$ 60. de 19.000. que correspondente ao preço de venda praticado pelo estabelecimento atacadista.B) Em relação ao DIFERENCIAL DE ALÍQUOTAS: Na entrada.com . adicionado do percentual de agregação médio do setor atacadista. Isaias Jonas de Andrade 22 Printed with FinePrint trial version . acrescido dos valores correspondentes a frete. o valor a recolher será calculado mediante aplicação do percentual relativo à diferença entre a alíquota interna e a interestadual sobre a respectiva base de cálculo. de mercadorias destinadas a uso. PARCELA DA MVA = Parcela resultante da aplicação sobre VAP do percentual de margem de valor agregado estabelecido para a mercadoria.purchase at www. 7.1975. REGIME ESPECIAL – ATACADISTAS – SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA PELAS SAÍDAS A – APURAÇÃO DO ICMS/ST • A base de cálculo da substituição tributária será o preço presumido de aquisições/entradas das mercadorias pelo atacadista. inclusive nas hipóteses quando o remetente for optante pelo Simples Nacional.000. Este índice corresponde ao preço de aquisição/entrada da mercadoria. seguro.000.fineprint.2.75%.00 Nota: o ICMS a reter será sem dedução do ICMS destacado na operação própria do remetente. FÓRMULA PRÁTICA: BC/ICMS/ST = PPAE + PARCELA DE MVA Onde: PPAE = Preço presumido de aquisição/entrada da mercadoria. dividido por 1.00 R$ 1.00 x (18‐12%)) R$ 1. consumo ou ativo permanente do adquirente. em operação interestadual.

00 PPAE = 12.59 ICMS/ST = (13.471.020.15 – 1.87 x 1.50 ICMS/ST = 1.728.020.000.202. detentor de regime especial.purchase at www. • O preço médio ponderado a consumidor final (PMPF) divulgado em portaria da SUTRI. pelo importador ou por entidade representativa dos respectivos segmentos econômicos aprovados em portaria da SUTRI.020. C ‐ NOTA: É vedada a utilização dos redutores previstos acima. quando a base de cálculo do ICMS/ST adotada for: • O preço final a consumidor fixado por órgão público competente ou sugerido ou ainda divulgado pela indústria. FÓRMULA PRÁTICA: ICMS/ST = (BC/ICMS‐ST x ALÍQUOTA INTERNA) – (CRÉDITO DO ICMS NA AQUISIÇÃO PRESUMIDA) Onde: CRÉDITO DO ICMS NA AQUISIÇÃO PRESUMIDA = Valor apurado mediante a aplicação da alíquota de 12% sobre o preço presumido de aquisição/entrada da mercadoria.87 x 12%) ICMS/ST = 2.59 x 18%) – (10.B – VALOR DO ICMS/ST A RECOLHER • O valor do ICMS Substituição Tributária a recolher será a diferença entre o ICMS calculado mediante aplicação interna sobre a BC/ICMS‐ST e o valor resultante da aplicação da alíquota de 12% sobre o preço presumido de aquisição/entrada da mercadoria.com .728.000.fineprint.00 ÷ 1.3700 = 13.268. realizou operações com argamassa a partir dos seguintes valores: Valor de Venda: 12.65 Isaias Jonas de Andrade 23 Printed with FinePrint trial version .1975 = 10.87 BC/ST = 10. D ‐ EXEMPLO: Determinado estabelecimento atacadista.

purchase at www.8.fineprint. c) O número de inscrição no Cadastro de Contribuintes do ICMS deste Estado. b) O valor do ICMS retido. EMISSÃO DA NOTA FISCAL PELO CONTRIBUINTE SUBSTITUTO O contribuinte substituto deverá indicar nos campos próprios da nota fiscal emitida para acobertar a operação.com . além dos demais requisitos exigidos. Isaias Jonas de Andrade 24 Printed with FinePrint trial version . conforme exemplo a seguir: a) A base de cálculo do ICMS retido substituição tributária. se situado em outro Estado.

000/0001‐00 INSCRIÇÃO ESTADUAL 000.040 MUNICÍPIO FONE/FAX UF INSCRIÇÃO ESTADUAL Belo Horizonte 3387‐1111 MG.000. 25 Isaias Jonas de Andrade Printed with FinePrint trial version .2010 DATA SAÍDA/ENTRADA 18.24 CNPJ 1 INSCRIÇÃO ESTADUAL PESO LÍQUIDO 45 kg DADOS ADICIONAIS INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES “ICMS retido por Substituição Tributária.00 ALÍQUOTAS ICMS IPI 18% 10% VALOR DO IPI 200. quando for o caso.2010 HORA DA SAÍDA 08.fineprint.00 OUTRAS DESPESAS ‐ FRETE POR CONTA 1‐EMITENTE 2‐DESTINATARIO VR ICMS SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA 210. conforme Artigo 12 do Anexo XV do RICMS/2002.000. 100 ‐ Bairro Cruzeiro ‐ Belo Horizonte – MG – CEP.000000. 062. a importância sobre a qual já incidiu o ICMS e o valor deste.A.EMITENTE NOTA FISCAL‐FATURA N° 1234 SAÍDA ENTRADA DTN INDÚSTRIAS S.00 010 Peça 50 BASE CÁLCULO ICMS SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA 3.08.08.” DADOS DA AIDF RECEBEMOS DE (RAZÃO SOCIAL DO EMITENTE) OS PRODUTOS CONSTANTES DA NOTA FISCAL INDICADA AO LADO DATA DO RECEBIMENTO IDENTIFICAÇÃO E ASSINATURA DO RECEBEDOR RESERVADO AO FISCO NOTA FISCAL N° 1234 9.00 360.410.190. ‐ CNPJ 00.com .00 VALOR TOTAL 2. • O valor do ICMS que incidiu nas operações com a mercadoria. FISCAL 3916. corresponderá à soma do valor do ICMS devido a título de substituição tributária e do ICMS devido pela operação própria do Sujeito passivo por substituição ou do remetente quando a responsabilidade for atribuída ao Destinatário da mercadoria • O valor do reembolso de substituição tributária. 156 Califórnia 30525. (CONTRIBUINTE SUBSTITUTO) Rua Acre.273627.000. MVA: 44% CÁLCULO DO IMPOSTO BASE CÁLCULO ICMS VALOR ICMS 2. além das demais indicações.00 VALOR FRETE VALOR SEGURO ‐ ‐ TRANSPORTADOR/VOLUMES TRANSPORTADOS NOME/RAZÃO SOCIAL “Remetente” ENDEREÇO QUANTIDADE 02 ESPÉCIE Caixa MARCA DTN NÚMERO. no campo Informações Complementares.053.00 PLACA VÉICULO HBN 1958 MUNICIPIO PESO BRUTO 45 kg UF MG UF VALOR TOTAL PRODUTOS 2.745/0001‐03 CEP ENDEREÇO BAIRRO/DISTRITO Rua Macapá.00 CST UNID QUANT VALOR UNITÁRIO 40.purchase at www. EMISSÃO DA NOTA FISCAL PELO CONTRIBUINTE SUBSTITUÍDO O contribuinte substituído deverá emitir nota fiscal conforme exemplo a seguir: a) Sem destaque do ICMS. 30.00 VALOR TOTAL NOTA 2. 06. Tratando‐se de operação entre contribuintes: • A título de informação ao destinatário. contendo.000 NATUREZA DA OPERAÇÃO CFOP INSCRIÇÃO ESTADUAL SUBSTITUTO TRIBUTÁRIO Venda Produção 5401 DESTINATÁRIO/REMETENTE CNPJ/CPF NOME/RAZÃO SOCIAL Atacadão São José Ltda.24 VALOR DO IPI 200.20.0000 DATA DE EMISSÃO 18.000.0052 FATURA DADOS DO PRODUTO CÓDIGO DESCRIÇÃO DOS PRODUTOS PRODUT O 01 Caixa com 50 Forros de PVC – Marca DTN.168. o seguinte: • A b) declaração: "ICMS recolhido ST nos termos do (indicar o dispositivo) do RICMS".45 Horas CLASSIF.

Marca DTN.fineprint.2010 DATA SAÍDA/ENTRADA 29. 78 MUNICÍPIO Belo Horizonte FATURA DADOS DO PRODUTO DESCRIÇÃO DOS PRODUTOS CÓDIGO PRODUTO 01 Caixa com 10 Forros de PVC.174.08. 376.00 VALOR TOTAL 700. (CONTRIBUINTE SUBSTITUÍDO) Rua Macapá. 30525040 NATUREZA DA OPERAÇÃO Venda NOME/RAZÃO SOCIAL.00 CNPJ INSCRIÇÃO ESTADUAL PESO LÍQUIDO 09 Kg DADOS ADICIONAIS INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES ICMS Retido Anteriormente por Substituição Tributária.00 CST 060 UNID Peça QUANT 10 VALOR UNITÁRIO 70. ‐ PESO BRUTO 09 kg CÁLCULO DO IMPOSTO BASE CÁLCULO ICMS ‐ VALOR ICMS ‐ VALOR TOTAL PRODUTOS 700.20. Artigo 12 do Anexo XV do RICMS/2002. ENDEREÇO Rua Ouro Fino.EMITENTE SAIDA ATACADÃO SÃO JOSÉ LTDA.273627.783/0001‐78 BAIRRO/DISTRITO CEP Glória 31775‐650 FONE/FAX UF INSCRIÇÃO ESTADUAL 3555‐2233 MG.00 Horas CFOP INSCRIÇÃO ESTADUAL SUBSTITUTO TRIBUTÁRIO 5405 DESTINATÁRIO/REMETENTE CNPJ/CPF 71.com .00 ALÍQUOTAS ICMS IPI ‐ ‐ VALOR DO IPI ‐ BASE CÁLCULO ICMS SUBSTITUIÇÃO VR ICMS SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA TRIBUTÁRIA ‐ ‐ VALOR FRETE VALOR SEGURO OUTRAS DESPESAS VALOR DO IPI ‐ ‐ ‐ ‐ TRANSPORTADOR/VOLUMES TRANSPORTADOS NOME/RAZÃO SOCIAL FRETE POR CONTA PLACA VÉICULO UF ”Destinatário” GQN 1930 MG 1‐EMITENTE 2 2‐DESTINATARIO ENDEREÇO MUNICIPIO UF QUANTIDADE 01 ESPÉCIE Caixa MARCA DTN NÚMERO.purchase at www.08. N° 0256 CNPJ 06.0052 DATA DE EMISSÃO 29.00 = R$ 114. FISCAL 3916. Base Cálculo do ICMS/ST: R$ 633. ENTRADA.2010 HORA DA SAÍDA 14.053.60 ICMS (OP): R$ 72.0051 CLAS. NOTA FISCAL – FATURA. Comercial ABC Ltda.00 RESERVADO AO FISCO DADOS DA AIDF RECEBEMOS DE (RAZÃO SOCIAL DO EMITENTE) OS PRODUTOS CONSTANTES DA NOTA FISCAL INDICADA AO LADO DATA DO RECEBIMENTO IDENTIFICAÇÃO E ASSINATURA DO RECEBEDOR NOTA FISCAL N° 0256 Isaias Jonas de Andrade 26 Printed with FinePrint trial version .745/0001‐03 INSCRIÇÃO ESTADUAL 062.00 VALOR TOTAL NOTA 700.00 + ICMS (ST): R$ 42. 156 ‐ Bairro Califórnia – Belo Horizonte‐ MG – CEP.299500.

000.053.00 VALOR TOTAL 280.2010 DATA SAÍDA/ENTRADA 18.08.2009” Base Cálculo do ICMS/ST: R$ 443.40 CNPJ INSCRIÇÃO ESTADUAL PESO LÍQUIDO 06 Kg DADOS ADICIONAIS INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES ICMS Retido Anteriormente por Substituição Tributária.40 = ICMS Total: R$79.80.000/0001‐00 BAIRRO/DISTRITO Cruzeiro UF MG INSCRIÇÃO ESTADUAL 000.0052 DATA DE EMISSÃO 18.com .52.08.00 Horas CFOP INSCRIÇÃO ESTADUAL SUBSTITUTO TRIBUTÁRIO 5411 DESTINATÁRIO/REMETENTE CNPJ/CPF 00. ENDEREÇO Rua Acre. Artigo 12 do Anexo XV do RICMS/2002.273627.00.40 ‐ TRANSPORTADOR/VOLUMES TRANSPORTADOS NOME/RAZÃO SOCIAL FRETE POR CONTA PLACA VÉICULO UF ”Destinatário” 1‐EMITENTE GQN 1930 MG 2 2‐DESTINATARIO ENDEREÇO MUNICIPIO UF QUANTIDADE 01 ESPÉCIE Caixa MARCA DTN NÚMERO ‐ PESO BRUTO 06 kg CÁLCULO DO IMPOSTO BASE CÁLCULO ICMS ‐ VALOR ICMS ‐ VALOR TOTAL PRODUTOS 280. FONE/FAX ‐ NOTA FISCAL – FATURA.000 CLAS. IPI Parcial: R$28. 30525040 NATUREZA DA OPERAÇÃO Devolução de Mercadorias NOME/RAZÃO SOCIAL. ENTRADA. 156 ‐ Bairro Califórnia – Belo Horizonte ‐ MG – CEP. 100 MUNICÍPIO Belo Horizonte FATURA DADOS DO PRODUTO DESCRIÇÃO DOS PRODUTOS CÓDIGO PRODUTO 01 Caixa c/07 Forros de DTN.00 CST 060 UNID Peça QUANT 07 VALOR UNITÁRIO 40.2010 HORA DA SAÍDA 15.40 + ICMS (ST): 29. FISCAL 3916.purchase at www. DADOS DA AIDF RECEBEMOS DE (RAZÃO SOCIAL DO EMITENTE) OS PRODUTOS CONSTANTES DA NOTA FISCAL INDICADA AO LADO DATA DO RECEBIMENTO IDENTIFICAÇÃO E ASSINATURA DO RECEBEDOR RESERVADO AO FISCO NOTA FISCAL N° 0251 Isaias Jonas de Andrade 27 Printed with FinePrint trial version .000000.EMITENTE SAIDA ATACADÃO SÃO JOSÉ LTDA. (CONTRIBUINTE SUBSTITUÍDO) Rua Macapá.20. – ICMS (OP): 50. DTN Indústrias S.fineprint.00 VALOR TOTAL NOTA 337.00 ALÍQUOTAS ICMS IPI ‐ ‐ VALOR DO IPI ‐ BASE CÁLCULO ICMS SUBSTITUIÇÃO VR ICMS SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA TRIBUTÁRIA ‐ ‐ VALOR FRETE VALOR SEGURO OUTRAS DESPESAS VALOR DO IPI ‐ ‐ 57.08. N° 0251 CNPJ 06.0000 CEP 30190.A.745/0001‐03 INSCRIÇÃO ESTADUAL 062. “Devolução parcial dos produtos recebidos conforme nota fiscal n° 1234 do dia 18.

150.273627.0052 DATA DE EMISSÃO 29.2010 DATA SAÍDA/ENTRADA 29.00 VALOR TOTAL 360. FISCAL 3916.00 ALÍQUOTAS ICMS IPI ‐ ‐ VALOR DO IPI ‐ BASE CÁLCULO ICMS SUBSTITUIÇÃO VR ICMS SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA TRIBUTÁRIA ‐ ‐ VALOR FRETE VALOR SEGURO OUTRAS DESPESAS VALOR DO IPI ‐ ‐ ‐ ‐ TRANSPORTADOR/VOLUMES TRANSPORTADOS NOME/RAZÃO SOCIAL FRETE POR CONTA PLACA VÉICULO UF ”Destinatário” 1‐EMITENTE HAB 1972 MG 2 2‐DESTINATARIO ENDEREÇO MUNICIPIO UF QUANTIDADE 01 ESPÉCIE Caixa MARCA DTN NÚMERO. Marca DTN.745/0001‐03 INSCRIÇÃO ESTADUAL 062. Isento CLAS. ENTRADA.00 VALOR TOTAL NOTA 360.fineprint.com .00 Horas CFOP INSCRIÇÃO ESTADUAL SUBSTITUTO TRIBUTÁRIO 5405 DESTINATÁRIO/REMETENTE CNPJ/CPF 162. NOTA FISCAL – FATURA. Artigo 12 do Anexo XV do RICMS/2002. Rua Ouro Fino.09. 31775‐650 ‐ Belo Horizonte ‐ MG NATUREZA DA OPERAÇÃO Venda de Mercadoria NOME/RAZÃO SOCIAL Olavo Bilac ENDEREÇO Av.purchase at www.00 CNPJ INSCRIÇÃO ESTADUAL PESO LÍQUIDO 09 Kg DADOS ADICIONAIS INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES ICMS Retido Anteriormente por Substituição Tributária.026‐72 BAIRRO/DISTRITO CEP Ipiranga 31.053.20. RESERVADO AO FISCO DADOS DA AIDF RECEBEMOS DE (RAZÃO SOCIAL DO EMITENTE) OS PRODUTOS CONSTANTES DA NOTA FISCAL INDICADA AO LADO DATA DO RECEBIMENTO IDENTIFICAÇÃO E ASSINATURA DO RECEBEDOR NOTA FISCAL N° 0258 Isaias Jonas de Andrade 28 Printed with FinePrint trial version . 78 – Glória CEP.2010 HORA DA SAÍDA 14.09. Bernardo Vasconcelos 1000 MUNICÍPIO Belo Horizonte FATURA DADOS DO PRODUTO CÓDIGO DESCRIÇÃO DOS PRODUTOS PRODUTO 01 Caixa com 03 Forros de PVC.00 CST 060 UNID Peça QUANT 03 VALOR UNITÁRIO 120.115.EMITENTE SAIDA COMERCIAL ABC LTDA.000 FONE/FAX UF INSCRIÇÃO ESTADUAL ‐ MG. N° 0258 CNPJ 06. ‐ PESO BRUTO 09 kg CÁLCULO DO IMPOSTO BASE CÁLCULO ICMS ‐ VALOR ICMS ‐ VALOR TOTAL PRODUTOS 360.

purchase at www.com . REGISTRO DE SAÍDAS RAZÃO SOCIAL: DTN Indústria Ltda. sob o título comum "Substituição Tributária" ou o código "ST". relativamente à nota fiscal que tenha destaque de ICMS substituição tributária.000.000/0001‐00 FOLHA: MÊS OU PERÍODO/ANO: Agosto/2009 DOCUMENTOS FISCAIS CODIFICAÇÃO VALORES FISCAIS SÉRIE UF VALOR ICMS OPERAÇÕES COM DÉBITO DO IMPOSTO OPERAÇÕES SEM DÉBITO DO IMPOSTO OBSERVAÇÕ ES ESPÉCIE SUB‐ SÉRIE NÚMERO DIA DEST.0000 CNPJ: 00. sob o título comum "Substituição Tributária". os valores constantes das colunas relativas ao ICMS retido e à base de cálculo serão totalizados. ESCRITURAÇAO DO REGISTRO DE SAÍDAS Na escrituração do livro Registro de Saídas.168. serão lançados os dados relativos à operação própria do substituto tributário.00 200. c) No último dia do período de apuração.000000. por operações internas e interestaduais. CONTÁBIL CONTÁBIL FISCAL IPI BASE DE CÁLCULO ALÍQ. na mesma linha do lançamento de que trata o inciso anterior.24 BC/ST: R$ 3. d) O contribuinte que utilize o sistema de processamento eletrônico de dados (PED).410.00 ‐ ‐ ‐ ‐ ICMS/ST: R$ 210. Na coluna Observações. separadamente.00 Isaias Jonas de Andrade 29 Printed with FinePrint trial version . (CONTRIBUINTE SUBSTITUTO) INSCRIÇÃO ESTADUAL: 000.fineprint. utilizando colunas distintas para tais indicações. serão lançados os valores do ICMS retido e da respectiva base de cálculo. o contribuinte substituto observará o seguinte: a) b) Nas colunas próprias. os valores relativos ao ICMS retido e à respectiva base de cálculo serão lançados na linha abaixo do lançamento da operação própria.00 2.000. IMPOSTO DEBIT ADO ISENTAS OU NÃO‐ TRIBUTAD AS OUTRAS NF ‐ 1234 18 MG 2.10.24 5401 ICMS IPI 2.00 18% 10% 360.000.

utilizando a coluna Outras. separadamente. destacar os valores constantes das colunas relativas ao ICMS retido e à base de cálculo serão totalizados.fineprint. e a coluna “Observações” para indicar a expressão: "ICMS Retido por ST".purchase at www. O contribuinte que utiliza o sistema de processamento eletrônico de dados (PED). c) d) e) 12. de “Operações sem Débito do Imposto”. separadamente. por operações internas e interestaduais. e a coluna “Observações” para indicar a expressão: "ICMS Retido por ST". de “Operações sem Crédito do Imposto”. os valores do ICMS retido referentes aos produtos tributados e aos não‐tributados na operação própria serão lançados. b) c) Isaias Jonas de Andrade 30 Printed with FinePrint trial version . No último dia do período de apuração. informar o valor da base de cálculo e do ICMS retido.com . A nota fiscal emitida sem destaque do ICMS conterá além das demais indicações. o seguinte: "ICMS recolhido por ST nos termos do (indicar o dispositivo) do RICMS" e deverá ser escriturada no livro Registro de Saídas. seguida do respectivo valor. ESCRITURAÇAO DO REGISTRO DE ENTRADAS – DEVOLUÇÃO OU RETORNO DE MERCADORIAS Na devolução ou retorno de mercadoria que não tenha sido entregue ao destinatário. Na hipótese de retenção do ICMS por substituição tributária em operação interestadual acobertada pela mesma nota fiscal que envolva produtos tributados e não‐tributados relativamente à operação própria do sujeito passivo por substituição. Na coluna “Observações”. relativos à devolução ou ao retorno. sob o título comum "Substituição Tributária" ou o código "ST". o contribuinte deverá: a) b) Emitir nota fiscal de entrada fazendo referência à nota fiscal que acobertou o transporte da mercadoria: Escriturar a nota fiscal no Registro de Entradas mediante utilização da coluna “Operações com Crédito do ICMS” se for o caso. os valores relativos ao ICMS retido e à respectiva base de cálculo serão lançados na linha abaixo do lançamento da operação própria.11. utilizando a coluna Outras. ESCRITURAÇÃO FISCAL DO CONTRIBUINTE SUBSTITUÍDO O contribuinte que receber mercadoria com o ICMS retido por substituição tributária observará o seguinte: a) A nota fiscal de aquisição será escriturada no livro Registro de Entradas. cuja saída tenha sido escriturada no Registro de Saídas. no campo “Informações Complementares”. na mesma linha do lançamento referido na alínea anterior. na coluna “Observações” do livro Registro de Entradas.

00 ICMS Retido/ST ICMS Retido/ST 12. na mesma linha do lançamento de que trata este item. utilizando colunas distintas para tais indicações.fineprint.40 700. utilizando a coluna “Outras”.053.0052 CNPJ: 06.1. os valores constantes das colunas relativas ao ICMS e à base de cálculo serão totalizados para lançamento no livro Registro de Apuração do ICMS. ENTRADA INTERESTADUAL DE MERCADORIA SUJEITA A SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA O contribuinte que tenha recebido mercadoria sujeita à substituição tributária. sob o título comum "ICMS/ST Recolhido no Momento da Entrada no Estado". conforme o caso: • Os valores do ICMS recolhido e da respectiva base de cálculo.com . c) No último dia do período de apuração. de “Operações sem Crédito do Imposto”. Na coluna “Observações”. sob o título comum "ICMS/ST Apurado no Momento da Entrada no Estabelecimento". observará o seguinte: a) A nota fiscal de aquisição será escriturada no livro Registro de Entradas.745/0001‐03 FOLHA: MÊS OU PERÍODO/ANO: Agosto/2009 DOCUMENTOS FISCAIS CODIFICAÇÃO VALORES FISCAIS SÉRIE UF VALOR ICMS OPERAÇÕES COM DÉBITO DO IMPOSTO OPERAÇÕES SEM DÉBITO DO IMPOSTO OBSERVAÇÕ ES ESPÉCIE SUB‐ SÉRIE NÚMERO DIA DEST. responsável pela apuração ou pelo recolhimento do ICMS a esse título no momento da entrada da mercadoria. utilizando colunas distintas para tais indicações. CONTÁBIL CONTÁBIL FISCAL IPI BASE ALÍQ DE CÁLCULO . IMPOSTO DEBIT ADO ISENTAS OU NÃO‐ TRIBUTAD AS OUTRAS NF NF ‐ ‐ 0251 0256 18 MG 29 MG 337.REGISTRO DE SAÍDAS RAZÃO SOCIAL: Atacadão São José Ltda. (CONTRIBUINTE SUBSTITUÍDO) INSCRIÇÃO ESTADUAL: 062.00 5411 5405 ‐ ‐ ‐ ‐ ‐ ‐ ‐ ‐ ‐ ‐ 337. neste Estado ou em seu estabelecimento.273627.40 700. b) Isaias Jonas de Andrade 31 Printed with FinePrint trial version . • Os valores do ICMS apurado e da respectiva base de cálculo. serão lançados.purchase at www.

contendo os registros fiscais das operações efetuadas no mês anterior. relativamente às operações realizadas com contribuinte situado neste Estado: a) Arquivo eletrônico (PED). b) Lançamento do valor do ICMS retido nas saídas no período no campo próprio da Declaração de Apuração e Informação do ICMS (DAPI).purchase at www. em folha subseqüente à destinada à apuração relacionada com as suas operações próprias. nos quadros Entradas e Saídas. ESCRITURAÇÃO DO REGISTRO DE APURAÇÃO DO ICMS O sujeito passivo substituição tributária apurará os valores relativos ao ICMS retido. via internet. no livro Registro de Apuração do ICMS (RAICMS). por meio de: a) Arquivo eletrônico (PED). exceto o usuário de sistema de Processamento Eletrônico de Dados (PED) e usuário da Escrituração Fiscal Digital (EFD). até o dia 15 (quinze) do mês subseqüente. no último dia do respectivo período. ENTREGA DOS ARQUIVOS ELETRÔNICOS RELATIVOS À SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA Os valores da apuração do ICMS retido por substituição tributária deverão ser informados ao Fisco pelo: I – Contribuinte substituto situado NESTE ESTADO. nas colunas Base de Cálculo (para base de cálculo do ICMS retido) Imposto Creditado e Imposto Debitado (para ICMS retido) identificando a unidade da Federação na coluna “Valores Contábeis”. no que couber. II – Contribuinte substituto situado em OUTRA UNIDADE DA FEDERAÇÃO. relativamente às operações internas e interestaduais. com a indicação da expressão "Substituição Tributária". 14. b) Isaias Jonas de Andrade 32 Printed with FinePrint trial version . Através da Guia Nacional de Informação e Apuração do ICMS Substituição Tributária (GIA‐ST). até o dia 15 (quinze) do mês subseqüente. informar os lançamentos relativos ao ICMS/ST extraídos da escrita fiscal até o dia 10 (dez) do mês subseqüente. utilizando.fineprint. para a Secretaria de Estado de Fazenda. observado o seguinte: a) b) c) O valor totalizado do ICMS retido será lançado no campo “Saídas com Débito do ICMS”. que será transmitido. os quadros Débito do ICMS. Crédito do ICMS e Apuração dos Saldos.13. O valor totalizado do ICMS retido relativo à devolução ou retorno de mercadorias não entregues ao destinatário será lançado no campo “Entradas com Crédito do Imposto”. detalhando os valores relativos a cada unidade da Federação. conforme Anexo VII do RICMS/02.com . conforme o disposto no Anexo VII do RICMS/02. com registro fiscal das operações efetuadas no mês anterior. O registro das operações interestaduais far‐se‐á em folha subseqüente à das operações internas. pelos valores totais.

seguro e outras ‐ com 02 decimais) Situação da Nota Fiscal Código que identifica o tipo da Antecipação Tributária 14. REGISTRO TIPO 55 ‐ Guia Nacional de Recolhimento de Tributos Estaduais (GNRE) Nº 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 Denominação do Campo TIPO CNPJ Inscrição Estadual Data da GNRE Unidade da Federação do Substituto Unidade da Federação Favorecida Banco GNRE Agência GNRE Número GNRE Valor GNRE Data Vencimento Mês e Ano de Referência Número do Convênio ou Protocolo /Mercadoria Conteúdo “55” CNPJ do contribuinte substituto tributário Inscrição estadual do contribuinte substituto tributário. §8º da Parte Geral do RICMS/2002) Isaias Jonas de Andrade 33 Printed with FinePrint trial version .fineprint.2. do valor do ICMS que incidiu nas operações com a mercadoria .purchase at www.com . (Artigo 66.14. na unidade da Federação destinatária Data do pagamento do documento de arrecadação Sigla da unidade da Federação do contribuinte substituto tributário Sigla da unidade da Federação de destino (favorecida) Código do banco onde foi efetuado o recolhimento Agência onde foi efetuado o recolhimento Número de autenticação Bancária do documento de Arrecadação Valor recolhido (com 02 decimais) Data do vencimento do ICMS devido por substituição tributária Mês e ano referente à ocorrência do fato gerador. CRÉDITO DO ICMS SOBRE MERCADORIAS ADQUIRIDAS COM SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA O contribuinte do ICMS que receber mercadoria com o ICMS retido anteriormente por substituição tributária ou que tenha recolhido o ICMS/ST em virtude da entrada da mercadoria em território mineiro e não destiná‐la à comercialização. no formato MMAAAA Preencher com o conteúdo do campo 15 da GNRE 15. sob a forma de crédito. REGISTRO TIPO 53 ‐ Substituição Tributária – PED Nº Denominação do Campo 01 Tipo 02 CNPJ 03 Inscrição Estadual 04 Data de emissão/ recebimento 05 Unidade da Federação 06 Modelo 07 Série 08 Número 09 CFOP 10 Emitente 11 Base Cálculo do ICMS Substituição Tributária 12 ICMS retido 13 Despesas Acessórias 14 Situação 15 Código da Antecipação 16 Brancos Conteúdo "53" CNPJ do contribuinte substituído Inscrição estadual do contribuinte substituído Data de emissão na saída ou recebimento na entrada Sigla da unidade da Federação do contribuinte substituído Código do modelo da nota fiscal Série da nota fiscal Número da nota fiscal Código Fiscal de Operações e Prestações Emitente da Nota Fiscal ‐ (P‐ próprio/ T‐ terceiros) Base de cálculo de retenção do ICMS (com 02 decimais) ICMS retido pelo substituto (com 02 decimais) Soma das despesas acessórias (frete.1. poderá apropriar‐se.

Banco do Brasil. contribuinte substituto. que o recolhimento do ICMS seja efetuado em prazo distinto do previsto neste item. ou II da LC Federal nº 123/2006 da faixa da receita bruta a que o remetente estiver sujeito no mês anterior ao da operação. PRAZO DE RECOLHIMENTO DO ICMS/ST Dispõe o Art. em se tratando de recolhimentos efetuados neste Estado. quando as mercadorias forem adquiridas de microempresa (ME) ou empresa de pequeno porte (EPP). O momento da entrada da mercadoria no território mineiro. O dia 9 (nove) do mês subseqüente ao da entrada da mercadoria no estabelecimento: ● de mercadoria importada por estabelecimento que opera também com a importação.1. ou remetente quando obrigado não efetuar a retenção ou efetuar a menor o valor do ICMS. situado em outra unidade da Federação e não ‐ inscrito no Cadastro de Contribuinte do ICMS deste Estado. 16. mediante regime especial. o contribuinte mineiro deverá pagar o (DAE) eletrônico via internet e posteriormente informar o número de controle ao remetente das mercadorias para que seja impresso o respectivo comprovante.com . CRÉDITO DO ICMS NAS AQUISIÇÕES DE ME OU EPP Na hipótese deste item. quando a responsabilidade não for atribuída ao remetente. FORMAS DE RECOLHIMENTO DO ICMS/ST O valor do ICMS Substituição Tributária devido a este Estado e seus acréscimos moratórios deverão ser recolhidos em agências bancárias dos bancos Bradesco. c) Nas operações interestaduais quando o vencimento do ICMS for o momento da entrada em território mineiro. em se tratando de recolhimentos efetuados em outra unidade da Federação. caso receba mercadorias de terceiros sem a retenção do ICMS. ● concessionário integrante da rede de distribuição da marca. O dia 9 (nove) do mês subseqüente ao da saída da mercadoria promovida por contribuinte substituto situado neste Estado ou nas unidades da Federação inscrito no Cadastro de Contribuintes do ICMS do Estado de Minas Gerais.purchase at www.fineprint. (Artigo 66. c) d) NOTA: O titular da Diretoria de Gestão de Projetos da Superintendência de Fiscalização poderá autorizar. b) Guia Nacional de Recolhimento de Tributos Estaduais (GNRE). Mercantil do Brasil e Banco Itaú. na condição de substituto tributário. Isaias Jonas de Andrade 34 Printed with FinePrint trial version . 46 do Anexo XV do RICMS/02 que o recolhimento do ICMS devido a título de substituição tributária será efetuado até: a) b) O momento da saída da mercadoria do estabelecimento remetente.15. anexando‐o ao documento fiscal que acobertar a operação. mediante: a) Documento de Arrecadação Estadual (DAE). o creditamento de ICMS relativo à operação própria do remetente será limitado ao montante informado no documento fiscal da ME ou da EPP que corresponderá ao percentual do ICMS previsto nos Anexos I e. §11º da Parte Geral do RICMS/2002) 16. ● de frete não incluído na base de cálculo do ICMS/ST.1.

01. conforme o caso. • Número e data do documento fiscal que acobertou a operação de saída. RESTITUIÇÃO DO ICMS RETIDO POR SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA Dispõe o Art. 23 do Anexo XV do RICMS/02 que o estabelecimento que receber mercadoria sujeita a substituição tributária poderá ser restituído do valor do ICMS pago. apuração ou pagamento do ICMS/ST.fineprint. 35 d) e) f) g) Isaias Jonas de Andrade Printed with FinePrint trial version . • Quantidade. devendo o contribuinte comprovar o fato. Perecimento.com . Planilha de Notas Fiscais de Saídas Restituíveis. Quantidade constante da nota fiscal de recebimento.17. todos do Anexo XV RICMS/02. 28 ou 29. Razão social e números de inscrição estadual e no Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) do fornecedor. em arquivo eletrônico e de forma impressa conforme modelo disponibilizado pela SEF‐MG. • Razão social e números de inscrição estadual e no CNPJ do destinatário. Comprovante de entrega do(s) arquivo(s) eletrônico(s) contendo os registros obrigatórios previstos no anexo VII do RICMS/02. em arquivo eletrônico e de forma impressa conforme modelo disponibilizado pela SEF‐MG (obrigatória para contribuintes que emitem documentos fiscais por processamento eletrônico de dados). DEMONSTRATIVO DAS OPERAÇÕES REALIZADAS O contribuinte para efeitos de restituição do ICMS/ST apresentará à Delegacia Fiscal a que estiver circunscrito demonstrativo contendo as seguintes informações relativas à mercadoria cujo fato gerador presumido não se realizou: a) b) c) d) e) f) Discriminação. em arquivo eletrônico e de forma impressa conforme modelo disponibilizado pela SEF‐MG (obrigatória para contribuintes que não emitem documentos fiscais por processamento eletrônico de dados). inclusive os tipos 88STES e 88STITNF. quando for o caso. Deve ser emitida uma nota fiscal para cada período de referência. Planilha Resumo do Pedido de Restituição de ICMS/ST. DOCUMENTOS EXIGIDOS PARA A RESTITUIÇÃO DE ICMS/ST O contribuinte do ICMS deverá para fins de restituição do ICMS/ST apresentar os seguintes documentos: a) b) c) Requerimento de Restituição de Tributos (Formulário modelo 06. Originais das notas fiscais preenchidas.2. Número e data de emissão da nota fiscal de recebimento. Planilha Resumo Geral por Produto.1. 17. nos termos dos Artigos 27. g) 17. Valor unitário e valor total do ICMS retido e informado a título de reembolso na aquisição ou entrada. A exclusão de mercadoria do regime de substituição tributária. Nas hipóteses de saída para estabelecimento de contribuinte situado em outra unidade da Federação ou saída amparada por isenção ou não‐incidência. • Unidade da Federação destinatária. Outros documentos que justifiquem a solicitação de restituição. quando com a mercadoria ocorrer: a) b) c) d) e) Saída para estabelecimento de contribuinte situado em outra unidade da Federação. Saída amparada por isenção ou não‐incidência. roubo ou qualquer outro tipo de perda. A redução de carga tributária após a retenção. furto.01) preenchido e assinado de acordo com documento de identidade ou com firma reconhecida (em 02 vias). que justificam a solicitação de restituição. Motivo do pedido de ressarcimento. • Valor do ICMS retido para a unidade da Federação de destino se for o caso.purchase at www.

Laudo da Vigilância Sanitária. RICMS/2 00 2.Resumo Geral por Produto. conforme o caso. a rt . do Anexo XV do RIC MS/02): Boletim de Ocorrência. 23 do Anexo XV do RICMS/02) : Declaração de Exportação averbada. esta se considera efetivada no 6º (sexto) dia a contar do envio da mensagem. 12. O CORRIDO EM / / . ROUBO OU QUALQ UER OUTRO TIPO DE PERDA. NOTA FISCAL Nº ICMS/ ST . 10. M EDIANTE: RESSARCIMENTO JUNTO A SUJEIT O PASSIVO POR SUBSTIT UIÇÃO INSCRITO NO CADASTRO DE CONTRIBUINTES DO ICMS DESTE ESTADO. 22 DA PARTE 1 DO ANEXO XV DO RICMS/02): R$ R$ ( ( ). 6 6.fineprint. inclusive. REDUÇÃO DE BASE DE CÁLCULO OU DE ALÍQ UO TA POST ERIOR A RETENÇÃO OU PAGAMENTO DO ICMS/ST. 29 DA PARTE 1 DO ANEXO XV DO RICMS”. art. conforme modelo disponibilizado no sítio da SEF (obrigatória para contribuintes que não emitem documentos fiscais por processamento eletrônico de dados). • Para a hip óte se de sa ída p ara estab elecim ento d e con trib uin te situad o e m ou tra u nid ade d a fe deração (Art.. do RPTA/Decreto nº. NOTA FISCAL Nº DATA / / “RESTIT UIÇÃO DE ICMS/ST. HÁ PENDÊNCIA DE DOCUMENTO(S). REQUER O CREDITAM ENTO DO ICM S. 28 DA PART E 1 DO ANEXO XV DO RICMS”. 30. em arquivo eletrônico e de forma impressa. em se tratando de incêndio. Av. em se tratando de roubo ou sinistro. Planilha de Notas Fiscais de Saídas Restituíveis. Declara estar ciente de que. A TÍTULO DE ICM S-S UBSTITUIÇÃO TRI BUTÁRI A CORRESP ONDENTE A FATO GERADOR P RE SUMIDO QUE NÃO SE REALIZOU. conforme art. inclusive os registros 88STES e 88STITNF . NOS TERMOS DA LE GISLAÇÃO V IGENTE. VALOR DO ICMS/OPERAÇÃO PRÓPRIA A SER RECUPERADO (§ 10 ART.SE CRETA RIA DE ESTA DO DE FAZENDA DE MINAS GERAIS REQU ERIME NT O D E RE STITU IÇ ÃO DO ICMS S UBSTITU IÇÃO TRIB UTÁR IA (L C nº.com . 44. 10 . no caso de deterioração de alimentos/bebidas.Resumo do pedido de Restituição de ICMS/ST. § 2º. quando for o caso. Laudo da Seguradora. em se tratando de intimação por meio de correio eletrônico. 1 4. comprometendo-se a informar. PELO M OTIVO ABAIXO: SAÍDA PARA ESTABELECIMENTO DE CO NTRIBUINTE SITUADO EM OUTRA UNIDADE DA F EDERAÇÃO. 66 DA PART E GERAL DO RICMS/02): NESTES TERMOS. 28 ou 29. E -M AI L : O REQ UERENTE ACIM A QUALIFICADO . 23. • Para a hip óte se de sa ída am parad a po r isenç ão o u n ão-incid ência (Inciso II do Art. do RPT A. conforme modelo disponi bili zado no sítio da SEF . CONFORME MARCADO NA RELAÇÃO ACIMA. a rt. Para tal fim. DATA CREDITAMENTO NA ESCRITA FISCAL DO CONTRIBUINTE. indica o endereço eletrônico abaixo. cópia da GNRE relativa ao imposto retido em favor da UF destinatária.) BAIRRO MUNICÍPIO Nº FONE ( ) COMPLEMENTO UF CEP O requerente opta expressamente por receber as intimações relativas ao Processo de Restituição por meio do correio eletrônico. 2 2 a 31 ) DADOS DO CONTRIBUINTE NOME INSCRIÇÃO ESTADUAL CNP J PERÍODO DE REF ERÊNCIA DADOS DO CONTATO NOME ENDEREÇO (Rua. nos termos dos Artigos 27. que justificam a solicitação de restituição.01. as alterações posteriores. OCORRIDO EM / / . de 13/9 /96 .ART.purchase at www. PERECIMENTO. todos do Anexo XV do RICMS/02. An exo V I e A nexo XV.01-15/06/2009 Isaias Jonas de Andrade 36 Printed with FinePrint trial version . Laudo de Perícia/Bombeiro. NOTA FISCAL Nº.747/08. enchente e desmoronamento. SAÍDA AMPARADA POR ISENÇÃO OU NÃO-INCIDÊNCIA. FURTO. Planilha. Planilha. / / “RESTITUIÇÃO DE REQUER A SUA RE STITUI ÇÃO. UNIDADE ADM INISTRATIV A RECEBE DORA: RECEBI O RE QUE RIMENTO E A DOCUMENTAÇÃO A NE XA. PENDENTE F LUXO 01: 1ª VIA: REQUERENTE > AF > DF/ARQUIVO 2ª VIA: REQUERENTE > AF > REQUERE NTE • Para a hip óte se de p erecim ento. em arquivo eletrônico e de forma impressa.ART.6 6. Anexo XV do RICMS/02): Nos casos de ST firmada por meio de protocolo ou convênio. Praça etc.1 84/ 02. Deverá ser emitida uma nota fiscal para cada período de referência. conforme modelo disponibilizado no sítio da SEF (obrigatória para contribuintes que emitem documentos fiscais por processamento eletrônico de dados). PEDE DEFERIMENTO. / Nº PROTO COLO DATA / NOME DO CONFERENTE / MASP / MATRÍCULA ASSINATURA ESTE REQUERIMENTO DEVE SER ENTREGUE EM 2 VIAS MOD. 27 DA PARTE 1 DO ANEXO XV DO RICMS”. VALOR A SER RESTITUÍDO / RECUPE RADO VALOR DO ICMS/SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA A SER RESTITUÍDO (ART. § 10 º DO RI CM S/2 00 2. EM FAV OR DO ES TADO DE M INAS GE RAIS. medicamentos ou ração. TENDO RECOLHIDO. rou bo ou qu alqu er ou tro tipo de p erda (Inciso III do Art. O PERAÇÃO PRÓP RI A NOS TE RMOS DO ART. nos termos do art. inciso IV.06. Le i Esta dua l nº. DATA / / “RESSARCIMENTO DE ICMS/ST . em arquivo eletrônico e de forma impressa. / FLUXO 02: 1ª VIA: REQ UERENTE> DF/ARQ UIVO 2ª VIA: REQUERENTE>DF>REQ UERENT E / DATA LO CAL ASSINATURA DO REQ UERENT E DOCUM ENTOS NECESS ÁRIOS PARA A RES TI TUIÇÃO DO ICM S /S T • PARA TODAS AS HIPÓTESES: Todas as vias (originais) da nota fiscal preenchida.ART . 8 7. § 10 . ). CONFORME MOTIV O(S ) E XPOS TO(S ) ACIM A. fu rto . Comprovante de entrega do(s) arquivo(s) eletrônico(s) contendo os registros obrigatórios previstos no anexo VII do RICMS/02. ABATIMENTO DE IMPOSTO DEVIDO PELO PRÓPRIO CONTRIBUINTE A TÍTULO DE SUBST ITUIÇÃO TRIBUT ÁRIA.

“11”. recolhido ou informado. FURTO. Ao valor corretamente informado na nota fiscal a título de reembolso. medicamentos ou ração. 23 DO ANEXO XV DO RICMS/02): Boletim de Ocorrência. Laudo da Vigilância Sanitária. Ao valor do ICMS recolhido. o contribuinte deverá apresentar na hipótese de: ● SAÍDA PARA ESTABELECIMENTO DE CONTRIBUINTE SITUADO EM OUTRA UNIDADE DA FEDERAÇÃO (ART. Laudo de Perícia/Bombeiro. 30. conforme o caso. “88STES”. APURAÇÃO DO ICMS/ST A SER RESTITUÍDO O valor do ICMS/ST a ser restituído corresponderá: a) b) Ao valor do ICMS retido. no caso em que o contribuinte tenha apurado o imposto devido a título de substituição tributária por ocasião da entrada da mercadoria em território mineiro ou no estabelecimento. ANEXO XV DO RICMS/02): Nos casos de ST firmada por meio de protocolo ou convênio. Laudo da Seguradora. c) NOTA: Sendo impossível estabelecer correspondência entre a mercadoria que motivou restituição e seu respectivo recebimento. enchente e desmoronamento. bebidas. correspondente às últimas entradas anteriores ao ato ou fato que lhe deu causa. ANEXO XV DO RICMS/02): Declaração de Exportação averbada. “88STITNF” e “90”.purchase at www.com . em se tratando de roubo ou sinistro. no caso em que o contribuinte tenha adquirido a mercadoria de contribuinte substituído ou de contribuinte que tenha apurado o ICMS devido a título de substituição tributária por ocasião da entrada da mercadoria em território mineiro ou no estabelecimento. ROUBO OU QUALQUER OUTRO TIPO DE PERDA (INCISO III DO ART. 23. no caso de deterioração de alimentos. ● PARA A HIPÓTESE DE PERECIMENTO.Além dos documentos mencionados neste.fineprint.2. ● PARA A HIPÓTESE DE SAÍDA AMPARADA POR ISENÇÃO OU NÃO‐INCIDÊNCIA (INC. II DO ART. a restituição será efetuada com base no valor do ICMS retido. no caso em que o contribuinte tenha adquirido a mercadoria diretamente daquele que efetuou a retenção. → Dispõe o artigo 25 do Anexo XV do RICMS/02 que o contribuinte deverá entregar arquivo eletrônico contendo as Informações Referentes ao Estoque de Produtos Sujeitos ao Regime de Substituição Tributária e as Informações sobre Itens das Notas Fiscais Relativas à Entrada de Produtos Sujeitos ao Regime de Substituição Tributária que comporão o arquivo eletrônico total do referido mês mediante geração dos registros os registros “10”. em se tratando de incêndio. quando for o caso. Isaias Jonas de Andrade 37 Printed with FinePrint trial version . 17. cópia da GNRE relativa ao ICMS retido em favor da UF destinatária.

7. 4.com . 2.purchase at www. 5. 3.REGISTRO TIPO 11 ‐ Dados Complementares do Informante Nº 1 2 3 4 5 6 7 8 Denominação do Campo Tipo Logradouro Número Complemento Bairro CEP Nome do Contato Telefone Conteúdo “11” Logradouro Número Complemento Bairro Código de Endereçamento Postal Pessoa responsável para contatos Número dos telefones para contatos REGISTRO "88STES” ‐ Informações Referentes ao Estoque de Produtos Sujeitos ao Regime de Substituição Tributária Nº 1. DENOMINAÇÃO DO CAMPO Tipo Subtipo CNPJ Data do Inventário Código do Produto Quantidade Valor do ICMS ST Valor do ICMS Operações Próprias Brancos CONTEÚDO "88" “STES” CNPJ do informante Data do inventário (formato AAAAMMDD) Código do produto utilizado pelo informante Quantidade do produto (com 03 casas decimais) Valor do ICMS ST (com 02 casas decimais) Valor do ICMS da operação própria (com 02 casas decimais) Complementação com espaços REGISTRO "88STITNF” ‐ Informações sobre Itens das Notas Fiscais Relativas à Entrada de Produtos Sujeitos ao Regime de Substituição Tributária Nº DENOMINAÇÃO DO CAMPO 01 Tipo 02 Subtipo 03 CNPJ 04 Modelo 05 Série 06 Número 07 CFOP 08 CST 09 Número de Item 10 Data Entrada 11 Código do produto 12 Quantidade 13 Valor do Produto 14 Valor do Desconto 15 Base Cálculo do ICMS OP 16 Base Cálculo do ICMS ST 17 Alíquota ‐ ICMS/ST 19 Valor do IPI CONTEÚDO "88" “STITNF” CNPJ do remetente nas entradas Código do modelo do documento fiscal Série da nota fiscal Número da nota fiscal Código Fiscal de Operação e Prestação Código da Situação Tributária Número de Ordem do Item na Nota Fiscal Data da efetiva Entrada (formato AAAAMMDD) Código do produto do informante Quantidade do produto (com 03 casas decimais) Valor Bruto do Produto (com 02 casas decimais) Valor do Desconto concedido no item (com 02 casas decimais) Base de Cálculo do ICMS da Operação Própria (com 02 casas decimais) Base de Cálculo do ICMS da Substituição Tributária (com 02 casas decimais) Alíquota Interna utilizada no cálculo relativo à apuração do ICMS/ST (com 02 casas decimais) Valor do IPI (com 02 casas decimais) 18 Alíquota ‐ ICMS Operação Própria Alíquota utilizada no cálculo do ICMS relativo à Operação Própria (com 02 casas decimais) Isaias Jonas de Andrade 38 Printed with FinePrint trial version . 6. 9. 8.fineprint.

Isaias Jonas de Andrade 39 Printed with FinePrint trial version .17. d) A nota fiscal. vedada qualquer indicação no campo destinado ao destaque do ICMS: a) Nome. • A expressão: "Ressarcimento de ICMS/ST ‐ art. RESSARCIMENTO MEDIANTE ABATIMENTO DO ICMS Na restituição mediante abatimento de ICMS devido pelo contribuinte a título de substituição tributária.5. que será exarada na própria nota fiscal. 17. no quadro Outros Créditos ou Imposto Creditado.purchase at www. NO LIVRO REGISTRO DE APURAÇÃO DO ICMS: em folha destinada à apuração do ICMS por substituição tributária devido a este Estado. FORMAS DE RESSARCIMENTO DO ICMS/ST O valor do ICMS poderá ser restituído mediante: a) b) c) Ressarcimento junto a sujeito passivo por substituição inscrito no Cadastro de Contribuintes do ICMS deste Estado. constando nesta a seguinte expressão: "Ressarcimento de ICMS/ST". endereço e números de inscrição no Cadastro de Contribuintes do ICMS deste Estado e no CNPJ do sujeito passivo por substituição. as seguintes indicações. o contribuinte emitirá nota fiscal tendo como destinatário o contribuinte substituto e a apresentará à Delegacia Fiscal a que estiver circunscrito para autorização de ressarcimento.603 ou 6.6.603” c) No campo “Informações Complementares” da nota fiscal: • O valor do ICMS/ST objeto de ressarcimento. 27 da Parte 1 do Anexo XV do RICMS". Creditamento na escrita fiscal do contribuinte.com . que será exarada na própria nota fiscal.4.fineprint. RESSARCIMENTO JUNTO A SUJEITO PASSIVO POR SUBSTITUIÇÃO Na restituição mediante ressarcimento junto a sujeito passivo por substituição. A nota fiscal de que este item trata conterão nos campos próprios. será escriturada: • PELO EMITENTE. o contribuinte emitirá nota fiscal em seu próprio nome e a apresentará à Delegacia Fiscal a que estiver circunscrito para autorização de restituição. • PELO DESTINATÁRIO. Abatimento de ICMS devido pelo próprio contribuinte a título de substituição tributária. b) Como natureza da operação: "Ressarcimento de ICMS – CFOP. 5. lançando no campo “Observações’’ a expressão: "Crédito por Ressarcimento de ICMS/ST no valor de R$ (indicação do valor)". 17. NO LIVRO REGISTRO DE SAÍDAS: nas colunas “Documentos Fiscais” e “Observações”. após a autorização de ressarcimento.

no livro Registro de Apuração do ICMS. em folha destinada à apuração do ICMS por substituição tributária devido a este Estado. Entretanto.A nota fiscal conterá. procederá ao estorno dos créditos lançados. as seguintes indicações. lançando no campo “Observações” a expressão: "Crédito por Restituição de ICMS/ST no valor de R$ (indicação do valor)". 28 da Parte 1 do Anexo XV do RICMS". c) A nota fiscal após a autorização de restituição será escriturada pelo emitente no livro Registro de Apuração do ICMS. vedada qualquer indicação no campo destinado ao destaque do ICMS: a) b) Como natureza da operação: "Restituição de ICMS/ST". do valor objeto do pedido.purchase at www. no quadro Outros Créditos. A nota fiscal. o contribuinte emitirá nota fiscal em seu próprio nome e apresentará à Delegacia Fiscal a que estiver circunscrito para autorização de restituição. 29 da Parte 1 do Anexo XV do RICMS".8. nos campos próprios. em folha destinada à apuração do ICMS devido por suas próprias operações ou prestações. c) 17. (Consulta Consolidada de Contribuinte n° 49/2010 e Artigo 10 da Lei Complementar nº 87/96) Isaias Jonas de Andrade 40 Printed with FinePrint trial version . as seguintes indicações. PRAZO DE HOMOLOGAÇÃO DA RESTITUIÇÃO DO ICMS/ST O contribuinte substituído após. No campo “Informações Complementares” da nota fiscal: • O valor do ICMS/ST objeto de restituição. A nota fiscal conterá. será escriturada pelo emitente.fineprint.7. lançando no campo “Observações” a expressão: "Crédito por restituição de ICMS/ST no valor de R$ (indicação do valor)". vedada qualquer indicação no campo destinado ao destaque do ICMS: Como natureza da operação: "Restituição de ICMS/ST". que será exarada na própria nota fiscal. a) b) 17. no prazo de 15 (quinze dias) da respectiva notificação. o contribuinte substituído. • A expressão: "Restituição de ICMS/ST ‐ art. nos campos próprios. após a autorização de restituição. No campo “Informações Complementares” da nota fiscal: • O valor do ICMS objeto de restituição. formulado o pedido de restituição e não havendo deliberação pela Fazenda Estadual no prazo de 90 (noventa dias) poderá se creditar em sua escrita fiscal.com . sobrevindo posteriormente decisão contrária irrecorrível. no quadro “Outros Créditos”. com o pagamento dos acréscimos legais cabíveis. RESSARCIMENTO MEDIANTE CRÉDITO NA ESCRITA FISCAL Na restituição mediante crédito na escrita fiscal. • A expressão: "Restituição de ICMS/ST‐ art.

EMITENTE SAIDA ATACADÃO SÃO JOSÉ LTDA NOTA FISCAL‐FATURA ENTRADA X N° 0265 NATUREZA DA OPERAÇÃO Ressarcimento do ICMS Retido CFOP INSCRIÇÃO ESTADUAL SUBSTITUTO TRIBUTÁRIO Por Substituição Tributária 1603 DESTINATÁRIO/REMETENTE NOME/RAZÃO SOCIAL CNPJ/CPF Atacadão São José Ltda.27 ÷ 50 x 10 = 38.053. ENDEREÇO Rua Macapá.25 DADOS DA AIDF RECEBEMOS DE (RAZÃO SOCIAL DO EMITENTE) OS PRODUTOS CONSTANTES DA NOTA FISCAL INDICADA AO LADO DATA DO RECEBIMENTO IDENTIFICAÇÃO E ASSINATURA DO RECEBEDOR RESERVADO AO FISCO NOTA FISCAL N° 0265 Isaias Jonas de Andrade 41 Printed with FinePrint trial version . 29 da Parte 1 do Anexo XV do RICMS/02".25 ‐ Valor ICMS/ST Ressarcimento: R$38.fineprint.745/0001‐03 BAIRRO/DISTRITO João Pinheiro FONE/FAX 3387‐1111 UF MG. 156 MUNICÍPIO Belo Horizonte FATURA DADOS DO PRODUTO CÓDIGO PRODUTO DESCRIÇÃO DOS PRODUTOS CL. FISC.2010 06.273627.03.745/0001‐03 INSCRIÇÃO ESTADUAL 062. CST UNID QUANT VALOR UNITÁR IO VALOR TOTAL CNPJ 06.273627.purchase at www.0052 DATA DE EMISSÃO 01.040 INSCRIÇÃO ESTADUAL 062.0052 DATA SAÍDA/ENTRADA HORA DA SAÍDA ALÍQUOTA S ICMS IPI VALOR DO IPI CÁLCULO DO IMPOSTO BASE CÁLCULO ICMS VALOR ICMS BASE CÁLCULO ICMS SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA OUTRAS DESPESAS VR ICMS SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA VALOR DO IPI VALOR TOTAL PRODUTOS VALOR FRETE VALOR SEGURO VALOR TOTAL NOTA TRANSPORTADOR/VOLUMES TRANSPORTADOS NOME/RAZÃO SOCIAL FRETE POR CONTA 1‐EMITENTE 2‐DESTINATARIO PLACA VÉICULO UF CNPJ ENDEREÇO QUANTIDADE ESPÉCIE MARCA NÚMERO MUNICIPIO PESO BRUTO UF INSCRIÇÃO ESTADUAL PESO LÍQUIDO DADOS ADICIONAIS INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES "Restituição de ICMS/ST ‐ Art. CEP 30525. Cálculo do Ressarcimento 10 peças: R$191.com .053.

fineprint.Isaias Jonas de Andrade 42 Printed with FinePrint trial version .com .purchase at www.

(§ 7º do artigo 4º do Anexo XV do RICMS/2002) 18. a) Isaias Jonas de Andrade 43 Printed with FinePrint trial version . b) Transportador autônomo ou por transportador de outra unidade da Federação. aplica‐se somente ao depositário de mercadoria e ao contribuinte que promova com habitualidade operação de circulação de mercadoria. Anexo XV do RICMS/2002) O transportador efetuar o pagamento antecipado do ICMS. manterá em seu arquivo. pelo recolhimento do ICMS devido na respectiva prestação de serviço de transporte rodoviário de cargas. o ICMS devido será de responsabilidade do próprio transportador: (§§3º e 4º do Art. quando o destinatário for o tomador do serviço. d) Prestação de serviço for realizada por transportador inscrito no Cadastro de Contribuintes do ICMS deste Estado. 4º. a base de cálculo. na condição de sujeito passivo por substituição. ou seja. INDICAÇÕES NOS DOCUMENTOS FISCAIS Nas hipóteses em que o remetente ou alienante for responsável pelo recolhimento do ICMS relativo à prestação de serviço de transporte rodoviário deverá. quando a prestação do serviço for realizada por: a) Transportador inscrito no Cadastro de Contribuintes do ICMS deste Estado: • Indicará no campo “Informações Complementares” da Nota Fiscal que acobertar a operação a expressão: "ICMS RELA TIVO À PRESTA ÇÃO DE RESPONSA BILIDA DE DO A LIENA NTE/REMETENTE” • Arquivará junto à 2ª via da nota fiscal que acobertou a operação cópia do CTRC.2.18. SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA TRANSPORTE RODOVIÁRIO DE CARGAS A partir de 1º de dezembro de 2005. a alíquota aplicada e o valor do ICMS relativos à prestação. junto à 2ª da via da nota fiscal que acobertou a operação. informará no campo “Informações Complementares” da Nota Fiscal que acobertar a operação: O preço. c) O alienante ou remetente for produtor inscrito no Cadastro de Produtor Rural deste Estado. b) O alienante ou remetente não for contribuinte inscrito no Cadastro de Contribuintes deste Estado. alíquota. valor do ICMS e no campo “Observações”. cópia do Documento de Arrecadação Estadual (DAE) relativo ao ICMS devido pela prestação de serviço de transporte. para efeitos de comprovação. de que este item.fineprint. INAPLICABILIDADE DA SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA Nas hipóteses a seguir a obrigatoriedade da retenção do ICMS/ST sobre transporte NÃO SE APLICA AO REMETE/ALIENANTE. 1. a expressão: "ICMS ST DE RESPONSA BILIDA DE DO A LIENA NTE/REMETENTE”. devendo o alienante ou o remetente. o ALIENANTE OU REMETENTE de mercadorias ou bens inscrito no Cadastro de Contribuintes do ICMS inscrito neste Estado inclusive o estabelecimento industrial enquadrado como microempresa (ME) ou empresa de pequeno porte (EPP) que contratar serviços de transporte rodoviário iniciando em Minas Gerais é responsável. 18.purchase at www. • Indicará nos campos próprios do CTRC a base de cálculo. com a cláusula (FOB). NOTA: A responsabilidade do recolhimento do ICMS. e) O alienante ou remetente for estabelecimento comercial atacadista ou varejista enquadrado como microempresa (ME) ou empresa de pequeno porte (EPP).com . ou seja.

18. e) Local de início e de fim da prestação do serviço. CNPJ ou CPF). INDICAÇÕES NO DOCUMENTO DE ARRECADAÇÃOESTADUAL (DAE) O documento de arrecadação estadual (DAE) mencionado neste item deverá conter: a) Identificação tomador do serviço (nome. 18. pelo pagamento do ICMS devido na prestação realizada por terceiro e por ele subcontratado. ou o produtor inscrito no Cadastro de Produtor Rural Pessoa Física poderá assumir a responsabilidade prevista neste item. exceto no caso: Isaias Jonas de Andrade 44 Printed with FinePrint trial version . cópia reprográfica do Documento de Arrecadação Estadual (DAE) relativo ao ICMS devido pela prestação de serviço de transporte. c) No documento de arrecadação estadual (DAE) ser informado o número da nota fiscal acobertadora da operação.5. manter em seu arquivo junto à 2ª via da nota fiscal que acobertou a operação.3. TRANSPORTE REALIZADO POR TERCEIRO OU POR SUBCONTRATAÇÃO O transportador rodoviário de carga inscrito no Cadastro de Contribuintes do ICMS deste Estado é responsável.com . quando for o caso. ainda que a informação seja consignada no documento após o recolhimento.purchase at www. 18. CONTRIBUINTE POR OPÇÃO A empresa enquadrada no Simples Nacional. d) Número e série do documento fiscal que acobertar a operação.1. nos demais casos. CÓDIGO FISCAL DAS PRESTAÇÕES E DA AQUISIÇÃO DE SERVIÇOS – (CFOP) As prestações e as aquisições de serviços de transporte quando o adquirente for o substituto tributário do ICMS decorrente da prestação dos serviços deverão ser registradas mediante utilização dos seguintes CFOP: • • 1. d) A prestação será acobertada pelo documento de arrecadação estadual (DAE) relativo ao recolhimento acompanhado do Conhecimento de Transporte Rodoviário de Cargas (CTRC) ou do Conhecimento de Transporte Eletrônico (CT‐e) emitido pela transportadora inscrita neste Estado.4. na condição de sujeito passivo por substituição. exceto em se tratando de estabelecimento industrial. base de cálculo do ICMS e alíquota aplicada. b) Placa do veículo.2.fineprint. endereço e números de inscrição estadual. outro elemento identificativo.18. 5360/6360 ‐ PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE TRANSPORTE A CONTRIBUINTE SUBSTITUTO EM RELAÇÃO AO SERVIÇO DE TRANSPORTE. nos casos em que não seja exigida a nota fiscal. tratando‐se de transporte rodoviário. ou identificação do bem. c) Preço do serviço. b) Para comprovação.360 ‐ AQUISIÇÃO DE SERVIÇO DE TRANSPORTE POR CONTRIBUINTE SUBSTITUTO EM RELAÇÃO AO SERVIÇO DE TRANSPORTE. devendo: a) O recolhimento do ICMS ser efetuado antes de iniciada a prestação.

no livro Registro de Saídas.fineprint.2. utilizando‐se colunas distintas para tais indicações.purchase at www. sobre a respectiva base de cálculo. Banco do Brasil. 18.com . a expressão: "Subcontratação ‐ ICMS/ST de responsabilidade do subcontrante". em folha subseqüente à destinada à apuração relacionada com as suas operações próprias. ainda que após a emissão do documento. com a indicação da expressão "Substituição Tributária". e da respectiva base de cálculo na coluna “Observações”. 18. da alíquota estabelecida para a prestação deduzindo‐se 20% (vinte por cento) a título de crédito presumido.7. já deduzido o crédito presumido. Isaias Jonas de Andrade 45 Printed with FinePrint trial version . FORMA E PRAZO DE RECOLHIMENTO O recolhimento do ICMS/ST Transporte deverá ser efetuado pelo responsável substituto mediante DAE distinto no mesmo prazo para pagamento do ICMS relativo às operações próprias do estabelecimento nas agências bancárias dos bancos Bradesco. CÁLCULO DO ICMS DO TRANSPORTE O cálculo do ICMS relativo à substituição tributária deverá ser calculado tendo como base de cálculo o valor da prestação de serviço praticado pelo contribuinte substituído. ACOBERTAMENTO DA PRESTAÇÃO DO SERVIÇO SUBCONTRATADA Na hipótese deste item: a) O subcontratado fica dispensado de emissão do CTRC para fins de acobertamento da prestação. ou b) Em que o ICMS tenha sido debitado substituto tributário ou recolhido antecipadamente pelo alienante ou remetente da mercadoria. ESCRITURAÇÃO DO ICMS SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA O transportador subcontratante deverá: a) Lançar os valores do ICMS devido a título de substituição tributária.1. Mercantil do Brasil ou Banco Itaú.5. O ICMS a recolher a título de substituição tributária será calculado mediante aplicação. b) Ao final do período de apuração do ICMS. 18.6. utilizando o campo do item 002 ‐ Outros Débitos do quadro Débito do ICMS e o quadro Apuração dos Saldos.5. totalizará os valores do ICMS devido a título de substituição tributária e registrará o respectivo valor no livro Registro de Apuração do ICMS (RAICMS). b) A prestação será acobertada pelo CTRC emitido pelo subcontratante.a) De transporte intermodal. na mesma linha do lançamento do Conhecimento de Transporte Rodoviário de Cargas por ele emitido. 18. sob o título comum "Substituição Tributária". no qual será consignada.

FISC.00 ICMS a Recolher: 960.A ENDEREÇO A v.000.fineprint. Pedro I.00 + 56.000/0001‐00 BAIRRO/DISTRITO CEP Centro 30190. 200 MUNICÍPIO CONTA GEM FATURA DADOS DO PRODUTO CÓDIGO PRODUTO DESCRIÇÃO DOS PRODUTOS DESTINATÁRIO/REMETENTE CNPJ/CPF 00. D.016.2010 DATA SAÍDA/ENTRADA 30.purchase at www.000000.000/0001‐00 INSCRIÇÃO ESTADUAL 000.00 ‐ 12%. Pedro I. Crédito Presumido: 240. 000.00 RESERVADO AO FISCO DADOS DA AIDF RECEBEMOS DE (RAZÃO SOCIAL DO EMITENTE) OS PRODUTOS CONSTANTES DA NOTA FISCAL INDICADA AO LADO NOTA FISCAL N° 1285 DATA DO RECEBIMENTO IDENTIFICAÇÃO E ASSINATURA DO RECEBEDOR Isaias Jonas de Andrade 46 Printed with FinePrint trial version .09.000.000000.0000 NOME/RAZÃO SOCIAL.00 Total a Recolher: 1.000. DTN INDÚSTRIA S S. N° 1285 DTN INDÚSTRIAS S.A A v.00 Base Cálculo ICMS: 1. CST UNID QUANT VALOR UNITÁRIO VALOR TOTAL ALÍQUOTAS ICMS IPI VALOR DO IPI CÁLCULO DO IMPOSTO BASE CÁLCULO ICMS VALOR ICMS BASE CÁLCULO ICMS SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA OUTRAS DESPESAS VR ICMS SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA VALOR DO IPI VALOR TOTAL PRODUTOS VALOR FRETE VALOR SEGURO VALOR TOTAL NOTA TRANSPORTADOR/VOLUMES TRANSPORTADOS NOME/RAZÃO SOCIAL FRETE POR CONTA 1‐EMITENTE 2‐DESTINATARIO PLACA VÉICULO UF CNPJ ENDEREÇO QUANTIDADE ESPÉCIE MARCA NÚMERO. MUNICIPIO PESO BRUTO UF INSCRIÇÃO ESTADUAL PESO LÍQUIDO DADOS ADICIONAIS INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES Informações dos CTRC: Base Cálculo ICMS: 10.000 FONE/FAX UF INSCRIÇÃO ESTADUAL MG.2010 HORA DA SAÍDA CL. Valor do ICMS: 70. 200 – Centro – Contagem – MG NATUREZA DA OPERAÇÃO "ICMS Serviço de Transporte/ST" CFOP 5949 INSCRIÇÃO ESTADUAL SUBSTITUTO TRIBUTÁRIO CNPJ 00.com .00 Crédito Presumido: 14.09.00 – 7%.0000 DATA DE EMISSÃO 30.00.EMITENTE NOTA FISCAL‐FATURA SAÍDA ENTRADA.000. D. Valor do ICMS: 1.200.

purchase at www. Sujeito passivo por substituição: Remetente/Alienante. alterado pelo Decreto n. Valor a recolher: Valor do imposto constante no CTRC. no respectivo período de apuração: ‐ do valor do imposto destacado nos CTRC relativamente às prestações em que foi substituído. tomador do serviço Sujeito passivo por substituição: Remetente/Alienante. tomador do serviço 47 ME/EPP Industrial – Remessa com a Cláusula (CIF) Transportador Inscrito / MG Simples Nacional Isaias Jonas de Andrade Regime Printed with FinePrint trial version . a título de substituição tributária. Transportador Inscrito / MG Optante por Débito/Crédito (Regime Especial) CTRC: Preenchimento dos campos próprios da BC. No campo Observações. tomador do serviço Nota Fiscal da operação: Indicar no campo Informações Complementares a expressão: "ICMS da prestação de responsabilidade do alienante/remetente". no respectivo período de apuração: ‐ do valor do imposto destacado nos CTRC relativamente às prestações em que foi substituído.253. Sujeito passivo por substituição: Remetente/Alienante. alíquota e valor do ICMS. no respectivo período de apuração.03. tomador do serviço Nota Fiscal da operação: Indicar no campo Informações Complementares a expressão: "ICMS da prestação de responsabilidade do alienante/remetente". do valor do imposto destacado nos CTRC. relativamente às prestações em que foi substituído. Valor a recolher: Valor do imposto constante no CTRC. No campo Observações. CTRC: Preenchimento dos campos próprios da BC. deduzido o crédito presumido de 20%. No campo Observações. deduzido o crédito presumido de 20%. Observação: O transportador deverá promover o estorno. a expressão: "ICMS/ST de responsabilidade do alienante/remetente". Valor a recolher: Valor do imposto constante no CTRC. alíquota e valor do ICMS. tomador do serviço Nota Fiscal da operação: Indicar no campo Informações Complementares a expressão: "ICMS da prestação de responsabilidade do alienante/remetente".fineprint. No campo Observações. alíquota e valor do ICMS.2006. não‐ incidência ou cujo imposto tenha sido recolhido pelo alienante/remetente. Sujeito passivo por substituição: Remetente/Alienante. a expressão: "ICMS/ST de responsabilidade do alienante/remetente". Transportador Inscrito/MG Apuração por Crédito Presumido Recolhimento: no prazo previsto para as operações próprias do tomador do serviço. Recolhimento: no prazo previsto para as operações próprias do tomador do serviço.19. Observação: O transportador deverá promover o estorno. Recolhimento: no prazo previsto para as operações próprias do tomador do serviço. Recolhimento: no prazo previsto para as operações próprias do tomador do serviço. Observação: O transportador deverá promover o estorno. ‐ do valor dos créditos apropriados por ocasião da entrada de bem ou mercadoria na proporção das prestações que ocorrerem com isenção. Quadro Esquemático 01 – (CIF) Remetente Débito e Crédito ‐ Remessa com a Cláusula (CIF) Transportador Sujeito passivo por substituição: Remetente/Alienante. do valor do imposto destacado nos CTRC. no respectivo período de apuração. relativamente às prestações em que foi substituído. a título de substituição tributária.com .º 44. a expressão: "ICMS/ST de responsabilidade do alienante/remetente". alíquota e valor do ICMS. Observação: O transportador deverá promover o estorno. Valor a recolher: Valor do imposto constante no CTRC. Sujeito passivo por substituição: Remetente/Alienante. tomador do serviço Nota Fiscal da operação: Indicar no campo Informações Complementares a expressão: "ICMS da prestação de responsabilidade do alienante/remetente". CTRC: Preenchimento dos campos próprios da BC. deduzido o crédito presumido de 20%. não‐ incidência ou cujo imposto tenha sido recolhido pelo alienante/remetente. de 09. a expressão: "ICMS/ST de responsabilidade do alienante/remetente". CTRC: Preenchimento dos campos próprios da BC. deduzido o crédito presumido de 20%. ‐ do valor dos créditos apropriados por ocasião da entrada de bem ou mercadoria na proporção das prestações que ocorrerem com isenção. QUADRO ESQUEMÁTICO – (CIF) Das Prestações de Serviço de Transporte Rodoviário de Carga ‐ Substituição Tributária Obrigações Tributárias ‐ Anexo XV do RICMS/02.

alterado pelo Decreto n. Apuração do ICMS no respectivo regime. deduzido o crédito presumido de 20%. Recolhimento: no prazo previsto para as operações próprias do tomador do serviço.: Não há estornos a serem efetuados. Não há indicação no campo Observações Obs. CTRC: Preenchimento dos campos próprios da BC. CTRC: Sem destaque do ICMS. deduzido o crédito presumido de 20%. de modo a deduzi‐la da respectiva base de cálculo no PGDAS. de 09. Valor a recolher: Valor do imposto constante no CTRC. No campo “Observações” indicar o valor do ICMS e a expressão: "ICMS/ST de responsabilidade do alienante/remetente". OBSERVAÇÃO: O transportador optante pelo Simples deverá informar destacadamente o valor da receita relativamente às prestações em que substituído. de modo a deduzi‐la da respectiva base de cálculo no PGDAS. Não há indicação no campo Observações.Nota Fiscal da operação: Indicar no campo Informações Complementares a expressão: "ICMS da prestação de responsabilidade do alienante/remetente".03. 20. Recolhimento: no prazo previsto para as operações próprias do tomador do serviço. Valor a recolher: Valor do imposto constante no CTRC. Quadro Esquemático 02 – (FOB) Remetente Débito e Crédito – Remessa com a Cláusula (FOB) Transportador Sujeito Passivo: Transportador. Sujeito Passivo: Transportador.253.fineprint.purchase at www. CTRC: Sem destaque do ICMS. Nota Fiscal da operação: Sem qualquer Indicação Valor a recolher: Valor do imposto destacado no CTRC Transportador Inscrito/MG Optante por Débito/Crédito (Regime Especial) Recolhimento: no prazo previsto para as prestações próprias do transportador.: Não há estornos a serem efetuados. Apuração do ICMS no respectivo regime.2006. CTRC: Preenchimento dos campos próprios da BC. QUADRO ESQUEMÁTICO – (FOB) Das Prestações de Serviço de Transporte Rodoviário de Carga – Substituição Tributária Obrigações Tributárias – Anexo XV do RICMS/02. Nota Fiscal da operação: Sem qualquer Indicação Valor a recolher: Valor do imposto destacado no CTRC. No campo “Observações” indicar o valor do ICMS e a expressão: "ICMS/ST de responsabilidade do alienante/remetente". ME/EPP Industrial – Remessa com a Cláusula (FOB) Isaias Jonas de Andrade 48 Printed with FinePrint trial version .º 44.com . Obs. alíquota e valor do ICMS. Nota Fiscal da operação: Indicar no campo Informações Complementares a expressão: "ICMS da prestação de responsabilidade do alienante/remetente". OBSERVAÇÃO: O transportador optante pelo Simples deverá informar destacadamente o valor da receita relativamente às prestações em que substituído. alíquota e valor do ICMS. Recolhimento: no prazo previsto para as prestações próprias do transportador.

deduzido o crédito presumido. Também serão classificadas neste código as com pras de mercadorias sujeitas ao regim e de substituição tributária em estabelecimento comercial de cooperativa. decorrentes de operações com m ercadorias sujeitas ao regim e de substituição tributária. Devolução de venda de produção do estabelecimento em operação com produto sujeito ao regim e de substituição tributária Classificam‐se neste código as devoluções de produtos industrializados ou produzidos pelo próprio estab elecim ento. Sujeito Passivo: Transportador.01.401 ENTRADAS DE MERCADORIAS SUJEITAS AO REGIME DE SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA.400 1.2006 Devolução de venda de m ercadoria adquirida ou recebida de terceiros em operação com mercadoria sujeita ao regim e de substituição tributária Classificam‐se neste código as devoluções de vendas de mercadorias adquiridas ou recebidas de terceiros. Transportador Inscrito/MG ‐ Regime Simples Nacional Recolhimento: no prazo previsto para as prestações próprias do transportador.411 Isaias Jonas de Andrade 49 Printed with FinePrint trial version .408 2.403 1. para serem industrializadas ou consumidas na produção rural no estabelecim ento. Valor a recolher: imposto apurado nos termos do regime Simples Nacional.406 1. OBSERVAÇÃO: Apuração do imposto conforme o Regime Simples Nacional. alíquota e valor do ICMS. Nota Fiscal da operação: Sem qualquer Indicação. Valor a recolher: imposto apurado nos termos do regime Simples Nacional.410 1.406 2.01. Não há indicação no campo “Observações” Obs. alíquota e valor do ICMS. Compra para industrialização ou produção rural em operação com mercadoria sujeita ao regim e de substituição tributária Classificam‐se neste código as compras de mercadorias a serem utilizadas em processo de industrialização.411 2. Recolhimento: no prazo previsto para as prestações próprias do transportador.com . OBSERVAÇÃO: Apuração do imposto conforme o Regime Simples Nacional. cujas saídas tenham sido classificadas como "Venda de m ercadoria adquirida ou recebida de terceiros em operação com mercadoria sujeita ao regim e de substituição 1. CÓDIGO FISCAL DE OPERAÇÕES DAS ENTRADAS DE MERCADORIAS E BENS 1. Sujeito Passivo: Transportador. Sujeito Passivo: Transportador. Vigência 01. em operações com mercadorias sujeitas ao regim e de substituição tributária. alíquota e valor do ICMS. Nota Fiscal da operação: Sem qualquer Indicação. Nota Fiscal da operação: Sem qualquer Indicação Valor a recolher: Valor do imposto destacado no CTRC deduzido o crédito presumido. Vigência 01.403 2.Sujeito Passivo: Transportador. Não há indicação no campo Observações.01. em operações com mercadorias sujeitas ao regime de substituição tributária. cujas saídas tenham sido classificadas como "Venda de produção do estabelecim ento em operação com produto sujeito ao regime de substituição tributária". Classificam‐se neste código as compras de mercadorias a serem com ercializadas. Apuração do ICMS no respectivo regime.purchase at www. Vigência 01. para serem comercializadas.2006 Compra para comercialização em operação com mercadoria sujeita ao regim e de substituição tributária. CTRC: Preenchimento dos campos próprios da BC.: Não há estornos a serem efetuados. Não há indicação no campo Observações. em operações com mercadorias sujeitas ao regim e de substituição tributária. Nota Fiscal da operação: Sem qualquer Indicação Valor a recolher: Valor do imposto destacado no CTRC. ou produção rural decorrentes de operações com m ercadorias sujeitas ao regime de substituição tributária.: Não há estornos a serem efetuados. Recolhimento: no prazo previsto para as prestações próprias do transportador. Transportador Inscrito/MG Apuração por crédito presumido Recolhimento: no prazo previsto para as prestações próprias do transportador.410 2.409 2.400 2.401 2.407 1. decorrentes de operações sujeitas ao regim e de substituição tributária. Obs. Transferência para industrialização ou produção rural em operação com mercadoria sujeita ao regim e de substituição tributária Classificam‐se neste código as mercadorias recebidas em transferência de outro estabelecimento da mesma empresa. Apuração do ICMS no respectivo regime. Não há indicação no campo “Observações”. CTRC: Não há preenchimento dos campos próprios da BC.409 1. Também serão classificadas neste código as compras por estabelecim ento industrial ou produtor rural de cooperativa de m ercadorias sujeitas ao regim e de substituição tributária.2006 Transferência para com ercialização em operação com mercadoria sujeita ao regime de substituição tributária Classificam‐se neste código as mercadorias recebidas em transferência de outro estabelecimento da mesma empresa. 21.fineprint. CTRC: Não há preenchimento dos campos próprios da BC. CTRC: Preenchimento dos campos próprios da BC. alíquota e valor do ICMS. Compra de mercadoria para uso ou consumo cuja mercadoria está sujeita ao reg ime de substituição tributária Classificam‐se neste código as compras de mercadorias d estinadas ao uso ou consumo do estabelecim ento.408 1.407 2. Compra de bem para o ativo imobilizado cuja mercadoria está sujeita ao regime de substituição tributária Classificam‐se neste código as compras de bens destinados ao ativo imobilizado do estabelecim ento.

em operação com mercadoria sujeita ao regime de substituição tributária Classificam‐se neste código as devoluções de bens adquiridos para integrar o ativo imobilizado do estabelecim ento. cujo imposto já tenha sido retido anteriorm ente Classificam‐se neste código as vendas de mercadorias sujeitas ao regim e de substituição tributária.410 6.415 2. 1.409 6. em operações com produtos sujeitos ao regime de substituição tributária. e não comercializadas. de m ercadorias adquiridas ou recebidas de terceiros que não tenham sido objeto de qualquer processo industrial no estabelecimento. na condição de SUBSTITUTO TRIBUTÁRIO.415 6. em retorno.com .406 ‐ Compra de bem para o ativo imobilizado cuja mercadoria está sujeita ao regime de substituição tributária".purchase at www. em operações entre contribuintes substitutos do mesmo produto. Devolução de m ercadoria destinada ao uso ou consumo. na condição de contribuinte substituído. e não comercializadas. em operação com mercadoria sujeita ao regime de substituição tributária Classificam‐se neste código as rem essas de mercadorias adquiridas ou recebidas de terceiros para serem vendidas fora do estabelecimento. em operações com m ercadorias sujeitas ao regim e de substituição tributária.405 5.404 5.400 SAÍDAS DE MERCADORIAS SUJEITAS AO REGIME DE SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA Venda de produção do estabelecimento em operação com produto sujeito ao regim e de substituição tributária.412 6. na condição de contribuinte substituto. 5. Venda de m ercadoria adquirida ou recebida de terceiros em operação com mercadoria sujeita ao regime de substituição tributária. inclusive por m eio de veículos.2006 Retorno de m ercadoria adquirida ou recebida de terceiros.401 6. rem etidos para vendas fora do estabelecim ento. em operações com mercadorias sujeitas ao regim e de substituição tributária. na condição de contribuinte substituto.412 5.410 5.415 5.403 6.414 5. de m ercadorias adquiridas ou recebidas de terceiros remetidas para vendas fora do estabelecim ento. cuja entrada tenha sido classificada no código "1. Venda de m ercadoria sujeita ao regime de substituição tributária.407 ou 2. Retorno de produção do estabelecim ento.407 ‐ Compra de mercadoria para uso ou consumo cuja mercadoria está sujeita ao regime de substituição tributária".fineprint. inclusive por meio de veículos. rem etida para venda fora do estabelecim ento em operação com produto sujeito ao regime de substituição tributária Classificam‐se neste código as entradas. cujas entradas tenham sido classificadas como "Compra para comercialização em operação com mercadoria sujeita ao regime de substituição tributária". de produtos industrializados ou produzidos pelo próprio estabelecimento.411 6.401 5. Devolução de bem do ativo imobilizado. remetida para venda fora do estabelecim ento em operação com mercadoria sujeita ao regim e de substituição tributária Classificam‐se neste código as entradas. inclusive por m eio de veículos.414 6. cuja entrada tenha sido classificada no código "1. Transferência de m ercadoria adquirida ou recebida de terceiros em operação com mercadoria sujeita ao regim e de substituição tributária Classificam‐se neste código as transferências para outro estabelecim ento da mesma empresa.408 6. em operações com mercadorias sujeitas ao regime de substituição tributária. inclusive por m eio de veículos.406 ou 2.413 6. Remessa de produção do estabelecim ento para venda fora do estabelecimento em operação com produto sujeito ao regim e de substituição tributária Classificam‐se neste código as rem essas de produtos industrializados ou produzidos pelo próprio estab elecimento para serem vendidos fora do estabelecim ento. Remessa de mercadoria adquirida ou recebida de terceiros para venda fora do estabelecimento. Também serão classificadas neste código as vendas de produtos industrializados por estabelecim ento industrial ou produtor rural de cooperativa sujeita ao regim e de substituição tributária.tributária". Venda de m ercadoria adquirida ou recebida de terceiros em operação com mercadoria sujeita ao regime de substituição tributária.413 5.411 5. na condição de contribuinte substituído Classificam‐se neste código as vendas de mercadorias adquiridas ou recebidas de terceiros em operação com mercadorias sujeitas ao regim e de substituição tributária. Vigência 01. na condição de contribuinte substituto. exclusivam ente nas hipóteses em que o imposto já tenha sido retido anteriorm ente.409 5. na COND IÇÃO DE CONTRIBUINTE SUBSTITUTO Classificam‐se neste código as vendas de produtos industrializados ou produzidos pelo próprio estabelecim ento em operações com produtos sujeitos ao regime de substituição tributária.414 2. em operações com produtos sujeitos ao regim e de substituição tributária. em operação com mercadorias sujeitas ao regim e de substituição tributária. 5. Venda de produção do estabelecimento de produto sujeito ao regime de substituição tributária.400 6.402 6.415 Isaias Jonas de Andrade 50 Printed with FinePrint trial version . Devolução de compra para comercialização em operação com mercadoria sujeita ao regime de substituição tributária Classificam‐se neste código as devoluções de mercadorias adquiridas para serem comercializadas. na condição de contribuinte SUBSTITUTO TRIBUTÁRIO Classificam‐se neste código as vendas de mercadorias adquiridas ou recebidas de terceiros.408 Transferência de produção do estabelecimento em operação com produto sujeito ao regime de substituição tributária Classificam‐se neste código os produtos industrializados ou produzidos no próprio estabelecimento em transferência para outro estabelecim ento da mesma empresa de produtos sujeitos ao regim e de substituição tributária.01.402 5. em operação entre CONTRIBUINTES SUBSTITUTOS DO MESMO PRODUTO Classificam‐se neste código as vendas de produtos sujeitos ao regime de substituição tributária industrializados no estabelecimento.414 1. Devolução de compra para industrialização em operação com mercadoria sujeita ao reg ime de substituição tributária Classificam‐se neste código as devoluções de mercadorias adquiridas para serem utilizadas em processo de industrialização ou produção rural cujas entradas tenham sido classificadas como ‘Compra para industrialização ou produção rural em operação com mercadoria sujeita ao regim e de substituição tributária’.403 6. em retorno. em operação com mercadoria sujeita ao regime de substituição tributária Classificam‐se neste código as devoluções de mercadorias adquiridas para uso ou consumo do estabelecimento.

natural. Distrito Federal. Piauí. aviões. Ceará. Rio de Janeiro. Mato Grosso. Bahia. de construção e de conservação de estradas. Rio Grande do Norte. ambos do Dec. cigarrilhas e cigarros. de 11/08/2011: 1. Rio de Janeiro. 30 ‐ Isenta ou não tributada e com cobrança do ICMS por substituição tributária. Sergipe e Tocantins (Convênio ICMS 37/94) Subitem 2. Bahia.3 1.8 1. DAS MERCADORIAS SUJEITAS AO REGIME E DAS MARGENS DE VALOR AGREGADO 1. Paraná. mesmo contendo sucedâneos de fumo (tabaco) em qualquer proporção MVA (%) 50 50 3. Mato Grosso do Sul. Santa Catarina. Paraíba. Pernambuco. “c”. ÂMBITO DE APLICAÇÃO DA SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA. Amazonas. Espírito Santo. CÓDIGO DE SITUAÇÃO TRIBUTÁRIA NAS OPERAÇÕES SUJEITAS A SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA TABELA “A” ‐ ORIGEM DA M ERCADORIA 0 ‐ Nacional. Goiás. Espírito Santo. Sergipe e Tocantins (Convênio ICMS 85/93) Subitem 4. São Paulo. gasosa ou não. Amazonas. Paraná. Rio de Janeiro.22. 5º. de fumo (tabaco) ou dos seus sucedâneos Fumo (tabaco) para fumar.com .9 1. Roraima. Maranhão. PNEUMÁTICOS. Maranhão.90 Cerveja Demais casos Xarope ou extrato concentrado. Amapá. Rio Grande do Sul. Pernambuco. Rio Grande do Sul. Mato Grosso do Sul. Paraíba. Rio de Janeiro. Piauí. Mato Grosso. TABELA “B” ‐ TRIBUTAÇÃO PELO ICMS 10 ‐ Tributada e com cobrança do ICM S por substituição tributária.1 2. Rio Grande do Norte. Rondônia. Espírito Santo. em copo ou embalagem plástica com capacidade de até 500 ml 140 100 2201 a 2203 Refrigerante em garrafa com capacidade igual ou superior a 600 ml 140 MVA (%) Atacadista/Distribuidor 40 Efeitos a partir de 1º/10/2011 ‐ Redação dada pelo art. Maranhão.6 1. Paraíba. Santa Catarina. Rio Grande do Norte. Maranhão.fineprint. Bahia. Santa Catarina. Mato Grosso. Sergipe e Tocantins (Protocolo ICM 11/85) Subitem 3. Espírito Santo. 70 ‐ Com redução de base de cálculo e cobrança do ICMS por substituição tributária.purchase at www. incluídos os veículos de uso misto (caminhonetes) e de corrida Pneu novo do tipo utilizado em caminhões. São Paulo. Santa Catarina*.00 Descrição Charutos. Sergipe e Tocantins (Protocolo ICMS 11/91) * exceto nas operações com água mineral e potável Subitem Código NBM/SH Descrição Indústria 1. Paraná. CERVEJA. Pará.5 1. inclusive fora‐de‐estrada. CÂMARAS‐DE‐AR E PROTETORES DE BORRACHA Âmbito de Aplicação da Substituição Tributária Interno e nas seguintes unidades da Federação: Acre.1 4011 4. Goiás.10 1. Paraná. Amazonas. Amapá. máquinas e tratores agrícolas e pá‐carregadeira MVA (%) 42 32 Isaias Jonas de Andrade 51 Printed with FinePrint trial version .3 2201 a 2203 Refrigerante pré‐mix ou post‐mix e água mineral. Ceará. Mato Grosso do Sul. São Paulo. Piauí. Roraima. Pará. Rio Grande do Sul. São Paulo.1 1. CHOPE E REFRIGERANTE Âmbito de Aplicação da Substituição Tributária Interno e nas seguintes unidades da Federação: Acre.4 1. Distrito Federal. ou potável. Rondônia. Rio Grande do Sul. Goiás.10. Pará. Alagoas. Amapá.2 Código NBM/SH Descrição Pneu novo do tipo utilizado em automóveis de passageiros. 1 ‐ Estrangeira ‐ Importação direta. Alagoas. Roraima.11 2201 a 2203 2201 a 2203 2106. Mato Grosso do Sul. 2 ‐ Estrangeira ‐ Adquirida no mercado interno. Goiás. Ceará.7 1. Distrito Federal. Amapá. máquinas de terraplenagem. nº 45. em embalagem plástica com capacidade de até 500 ml Chope 140 140 100 115 2. Pernambuco.2 Código NBM/SH 2402 2403. Pará. Roraima. Alagoas.90 2202.90. Piauí. Pernambuco. I. Rio Grande do Norte.2 1. Distrito Federal. CIGARRO E OUTROS DERIVADOS DO FUMO Âmbito de Aplicação da Substituição Tributária Interno e nas seguintes unidades da Federação: Acre. 4º e vigência estabelecida pelo art.02 2201 a 2203 Refrigerante pré‐mix ou post‐mix. Alagoas. Bahia. 60 ‐ ICMS cobrado anteriormente por substituição tributária. Paraíba.10 2106. destinados ao preparo de refrigerante pré‐mix ou post‐mix Bebidas hidroeletrolíticas (isotônicas) e energéticas 140 140 140 140 70 70 70 70 22. Ceará. Mato Grosso. ônibus. Rondônia.1 Código NBM/SH 2523 Descrição Cimento MVA (%) 20 4. Rondônia. CIMENTO Âmbito de Aplicação da Substituição Tributária Interno e nas seguintes unidades da Federação: Acre.688.

00 8523.29.1 7. APARELHO S DE BARBEAR E ISQUEIRO S Âmbito de Aplicação da Substituição Tributária Interno e nas seguintes unidades da Federação: Acre.17 Código NBM/SH 8523.4 Código NBM/SH 85.40 8504.7 6. LÂMPADAS ELÉTRICAS E ELETRÔNICAS Âmbito de Aplicação da Substituição Tributária Interno e nas seguintes unidades da Federação: Acre. Sergipe e Tocantins (Protocolo ICM 17/85). Paraná.22 8523. Pernambuco.00 Descrição Aparelhos de barbear Lâminas de barbear Isqueiros de bolso a gás. Alagoas. Rio de Janeiro. Santa Catarina. Sergipe e Tocantins (Protocolo ICM 18/85).80. Pernambuco. Piauí. não recarregáveis MVA (%) 30 30 30 8. Rio de Janeiro. Mato Grosso do Sul.3 6.14 6.2 6. Goiás. São Paulo.5 mm Fitas magnéticas de largura superior a 6. São Paulo. Distrito Federal. Rio de Janeiro. Paraná.1 8.5 4.32 8523.29.40. Mato Grosso. Mato Grosso do Sul. Pernambuco. Espírito Santo. Distrito Federal.40.29.6 6.2 5. Bahia. Goiás. PILHAS E BATERIAS Âmbito de Aplicação da Substituição Tributária Interno e nas seguintes unidades da Federação: Acre. São Paulo. Roraima. Distrito Federal.8 6. elétricas Acumuladores elétricos Descrição MVA (%) 40 40 Isaias Jonas de Andrade 52 Printed with FinePrint trial version . São Paulo. DISCO S E FITAS Âmbito de Aplicação da Substituição Tributária Interno e nas seguintes unidades da Federação: Acre. Amazonas. LÂMINAS.3 4.10 9613. Mato Grosso.13 6. Ceará. Espírito Santo. Distrito Federal. Rio Grande do Sul*.29. Amazonas.23 8523. Santa Catarina.50 Lâmpada elétrica Lâmpada eletrônica Reator Interruptor automático termoelétrico (starter) Descrição MVA (%) 40 40 40 40 6. Paraíba.com .5 mm Discos fonográficos Discos para sistemas de leitura por raio laser para reprodução apenas do som Outros discos para sistemas de leitura por raio laser Fitas magnéticas de largura igual ou inferior a 4 mm em cartuchos ou cassetes Outras fitas magnéticas de largura igual ou inferior a 4 mm Outras fitas magnéticas de largura superior a 4 mm e igual ou inferior a 6. Espírito Santo.4.6 4012.22 8523.29 8523. Pará. Paraná.21 8523. Piauí. Alagoas. Goiás. Rondônia. Maranhão.20. Bahia.29.3 5. Paraíba. Piauí.90 4013 Pneu novo para motocicleta Outros tipos de pneus novos. Pará. em rolos ou carretéis. 7.11 6. Rio Grande do Norte.5 mm. Rio Grande do Norte.4 4. Roraima.purchase at www. Alagoas. Santa Catarina. *exceto nas operações com reatores Subitem 5.fineprint. Rio Grande do Sul. Mato Grosso do Sul.20 8212. Amapá.06 8507. Paraíba.10 6.4 6. Subitem 8.3 Código NBM/SH 8212. Pará. Pernambuco. Ceará.10. Amazonas.11 8523. Mato Grosso. Amapá. Roraima. Amapá.10. Rondônia.5 mm Outras fitas magnéticas de largura superior a 6. Maranhão. Amazonas.29.40.15 6. Piauí.90. Rio de Janeiro. Ceará.1 6.2 7.39 8523.10.21 8523. Fitas magnéticas para reprodução de fenômenos diferentes do som ou da imagem. Goiás.12 6.29. Mato Grosso.33 8523.5 6.00 Pilhas e baterias de pilha. Paraná.1 5.5 mm Discos para sistema de leitura por raio laser com possibilidade de serem gravados uma única vez Outros suportes Discos para sistema de leitura por raio laser para reprodução de fenômenos diferentes do som ou da imagem. Sergipe e Tocantins (Protocolo ICM 16/85). de largura igual ou inferior a 50.8 mm (2”) Fitas magnéticas de largura superior a 6.29. Ceará. exceto para bicicleta Protetores de borracha Câmaras‐de‐ar de borracha.00 8536.29.29 8523. MVA (%) 25 25 25 25 25 25 25 25 25 25 25 25 25 25 25 25 25 Exceção: Discos gravados com programas de computador e fitas próprias para máquinas de processamento de dados. Espírito Santo.39 85. Mato Grosso do Sul. exceto para bicicleta 60 45 45 45 5.80.11 8507.5 mm. Roraima.29.90 8523. Bahia. Bahia. Rio Grande do Sul.31 Descrição Fitas magnéticas de largura igual ou inferior a 4 mm em cassete Outras fitas magnéticas de largura igual ou inferior a 4 mm Fitas magnéticas de largura superior a 4 mm e igual ou inferior a 6. Rio Grande do Norte. Rondônia. Rio Grande do Norte.16 6. Subitem 7. Amapá. Maranhão. Pará. Maranhão. Rondônia.29 8523.24 8523. Alagoas.29 8523.30.9 6. Sergipe e Tocantins (Protocolo 19/85) Subitem 6.19 8523. Rio Grande do Sul.29. em cassetes para gravação de vídeo Outras fitas magnéticas de largura superior a 6. Paraíba.40.40.29.2 Código NBM/SH 85. Santa Catarina.

2 Código NBM/SH 2105. Pará. Distrito Federal.1 35 11. agentes de cura para aplicação em tintas. Paraíba. pez.4 Xadrez e pós assemelhados 35 11. Tocantins (Protocolo ICM 15/85) Subitem 9. alvenaria e cerâmica.12 Tintas. São Paulo.14 35.13 27. Mato Grosso do Sul. Rondônia. Roraima.14 2715. Ceará. rebocos e argamassas 35 35 11. Rio Grande do Sul.90 39. Amazonas. aditivos. Rondônia.00.05 38.1. Bahia.00.purchase at www.1 10.15 38.00.10 32. Rondônia. Piauí. massas para acabamento. Mato Grosso. Sergipe e Tocantins (Protocolo ICMS 20/05). 19. Mato Grosso do Sul.09 32. Mato Grosso.5 Piche.14 35.1 35 11.17 32. Espírito Santo. bases.00 32. Santa Catarina. Rio de Janeiro.07 27. Ceará. Mato Grosso do Sul. ceras. Amazonas. Amapá.10 29. 18.08 32. Paraná. Santa Catarina. exceto para raios X Filmes cinematográficos Slides MVA (%) 40 40 40 10. Espírito Santo. Pernambuco. pastas.00. Sergipe.00. Mato Grosso.10 27.07 39. Maranhão.14 34. Roraima.02 38. Goiás. Maranhão.com . Paraíba.2 9. Amapá. Distrito Federal. São Paulo.00 27. Rio Grande do Norte.04 3405.30 ) 35 11.06 2706.08 38. limpeza.10 28.20 3405. Espírito Santo. Rio Grande do Norte.00 38. Amazonas. São Paulo.07 38. pintura ou vedação 35 11. betume e asfalto 35 11.06 38.30 3405.10 38. Distrito Federal.10 Corantes para aplicação em bases. colas e adesivos.04 3205. exceto os produtos relacionados nos subitens 18. tintas e vernizes 50 Isaias Jonas de Andrade 53 Printed with FinePrint trial version . Subitem 10. Piauí.05 39. concretos.07 3211. Roraima. Amapá. Rio de Janeiro. FILMES FOTOGRÁFICOS E CINEMATOGRÁFICOS E SLIDES Âmbito de Aplicação da Substituição Tributária Interno e nas seguintes unidades da Federação: Acre.90 Descrição Filmes fotográficos. Rio Grande do Sul. mástiques.00 1806 1901 2106 Preparados para fabricação de sorvetes em máquina 11.00 27.6 Produtos impermeabilizantes. cimentos. Paraná.14 2715. Rio de Janeiro.2. vernizes.9 Indutos.3 Código NBM/SH 3701 3702 3705.01 29.31. Santa Catarina.41 e 19.7 11.13 27.24 39.1. vernizes e outros (exceto posição 2710. Sergipe e Tocantins (Convênio ICMS 74/94).2 Preparações concebidas para solver.1 9.9.8 Secantes preparados Preparações iniciadoras ou aceleradoras de reação. Subitem Código NBM/SH 32. Goiás. Alagoas. preparações catalísticas. imunizantes para madeira. Pernambuco.21 3204. SORVETE Âmbito de Aplicação da Substituição Tributária Interno e nas seguintes unidades da Federação: Alagoas. Piauí.00 32. líquidos.1. VERNIZES E OUTRAS MERCADORIAS DA INDÚSTRIA QUÍMICA Âmbito de Aplicação da Substituição Tributária Interno e nas seguintes unidades da Federação: Acre.07 27. preparações e outros para dar brilho. Paraná.06 32. Pará. Paraíba.11. diluir ou remover tintas. Rio Grande do Norte. aglutinantes.07 39. Bahia. TINTAS. Pernambuco.10 68. encáusticas.09 39.06 39. vernizes e outros Descrição MVA (%) Descrição Sorvete.fineprint. polimento ou conservação 35 11.24 32. Rio Grande do Sul.3 Massas.1. Bahia. Alagoas. inclusive sanduíche de sorvete MVA (%) 70 328 11.

500cm³.. Espírito Santo. de peso em carga máxima não superior a 5 ton. mas não superior a 3. Maranhão.31. Bahia. Exceção: caminhão de peso em carga máxima superior a 3.90 8703.6 Código NBM/SH 8702.8 8703.24. Distrito Federal.22. com capacidade de transporte de pessoas sentadas inferior ou igual a 6. Isaias Jonas de Andrade 54 Printed with FinePrint trial version . incluído o condutor. Sergipe e Tocantins (Protocolo ICMS 32/92). mas inferior a 9m³.10 30 12. Veículos automóveis para transporte de mercadorias.000cm³. Espírito Santo..90 8704. chassi e cabina. Efeitos a partir de 1º/10/2011 ‐ Redação dada pelo art. de peso em carga máxima não superior a 5 ton. mas não superior a 1. mas inferior a 9m³. Maranhão.90 8704.000cm³.500cm³. Piauí. com volume interno de habitáculo. destinado a passageiros e motorista.500cm³. com capacidade de transporte de pessoas sentadas inferior ou igual a 6.688.. Automóveis com motor explosão. superior a 6m³. carro funerário e automóveis de corrida. mas não superior a 1.com . Outros automóveis com motor diesel ou semidiesel. Exceção: carro celular e carro funerário. Exceção: carro celular Outros automóveis com motor explosão.17 12. Automóveis com motor diesel ou semidiesel. de cilindrada não superior a 1.10 30 12.21.90 30 12. Mato Grosso do Sul. Exceções: carro celular. incluído o condutor.500cm³. Exceções: ambulância. de peso em carga máxima não superior a 5 ton.32.3 12. Sergipe e Tocantins (Convênios ICMS 52/93 e 132/92) Subitem 12. de cilindrada superior a 2. I “c”. Amazonas. Exceções: carro celular..21.30 ‐ Revogados 12. Motocicletas (incluídos os ciclomotores) e outros ciclos equipados com motor auxiliar. Goiás.9 8703. de cilindrada superior a 1. Amazonas. Outros automóveis com motor explosão.7 8703. frigoríficos ou isotérmicos com motor explosão.10 8703.9 ton.31. incluído o condutor.000cm³.90. Alagoas. VEÍCULOS AUTOMOTORES Âmbito de Aplicação da Substituição Tributária Interno e nas seguintes unidades da Federação: Acre. Santa Catarina.Exceção: carro celular. destinado a passageiros e motorista. Exceções: carro‐forte para transporte de valores e caminhão de peso em carga máxima superior a 3.9 ton Outros veículos automóveis para transporte de mercadorias. Veículos automóveis para transporte de mercadorias. Pará. 5º. chassis com motor diesel ou semidiesel e cabina.31.1 12.30 8704. Automóveis com motor explosão.24.1 Revogado 14. Piauí.4 12. de peso em carga máxima não superior a 5 ton.21.500cm³.32. Exceção: caminhão de peso em carga máxima superior a 3. incluindo o motorista.5 12. 13.10 Descrição Veículos automóveis para transporte de 10 pessoas ou mais. ambos do Dec.11 8703.10 8704. incluindo o motorista. mas não superior a 2. Exceções: carro‐forte para transporte de valores e caminhão de peso em carga máxima superior a 3. incluído o condutor.12 8703. de cilindrada superior a 1.2 12. Mato Grosso. Rio Grande do Sul. Bahia. Automóveis com motor explosão.10 30 12. Rondônia. com capacidade de transporte de pessoas sentadas inferior ou igual a 6. Paraná. mas não superior a 2. Exceções: ambulância.purchase at www. carro funerário e automóveis de corrida. Veículos automóveis para transporte de mercadorias.. Exceção: caminhão de peso em carga máxima superior a 3. com capacidade de transporte de pessoas sentadas inferior ou igual a 6.9 ton.23.23. com motor explosão. Veículos automóveis para transporte de mercadorias. com motor explosão e caixa basculante.31. de cilindrada superior a 2.9 ton. Veículos automóveis para transporte de mercadorias.22 8704.16 8704. Mato Grosso.500cm³. Espírito Santo.500cm³.10 8704. Automóveis com motor diesel ou semidiesel.13 12. Rio Grande do Sul. Mato Grosso.000cm³.90 30 12. AMI ANTO E FI BROCI MENTO ‐ Revogado Âmbito de Aplicação da Substituição Tributária Interno e nas seguintes unidades da Federação: Acre. Pará.00 8702.. COMPONENTES E ACESSÓRI DE PRODUTOS AUTOPROPULSADOS OS Âmbito de Aplicação da Substituição Tributária Interno e nas seguintes unidades da Federação: Alagoas.21 12. Paraná.30 30 12. TELHAS. incluído o condutor. Exceção: caminhão de peso em carga máxima superior a 3.21. Amapá. Outros veículos automóveis para transporte de mercadorias. de peso em carga máxima não superior a 5 ton.fineprint. Distrito Federal. Ceará. Ceará. nº 45. de cilindrada superior a 1.33. Exceções: carro celular e carro funerário.10 8703.9 ton. Rio de Janeiro.000cm³. Outros veículos automóveis para transporte de 10 pessoas ou mais. de peso em carga máxima não superior a 5 ton. Amapá. com motor diesel ou semidiesel. Goiás. de peso em carga máxima não superior a 5 ton. Rio de Janeiro. com capacidade de transporte de pessoas sentadas inferior ou igual a 6. PEÇAS. frigoríficos ou isotérmicos com motor diesel ou semidiesel. Amapá. mas não superior a 3. Exceção: caminhão de peso em carga máxima superior a 3. Veículos automóveis para transporte de mercadorias. Paraíba. Roraima. Rio Grande do Sul. de cilindrada superior a 3. Roraima.500cm³. de cilindrada superior a 1.9 ton. de 11/08/2011: .90 8711 30 30 30 30 30 34 13. Pernambuco.500cm³.22.. carro funerário e automóveis de corrida. Outros automóveis com motor diesel ou semidiesel.33.20 8704.90 30 12.21. Exceções: carro celular. Automóveis com motor explosão. São Paulo.11 a 11. de cilindrada superior a 1.14 12. carro celular e carro funerário. carros laterais MVA (%) 30 30 30 30 30 30 12.000cm³.9 ton.10. com volume interno de habitáculo. Outros automóveis com motor explosão. de cilindrada superior a 1.9 ton. carro celular e carro funerário.00 8703. carro funerário e automóveis de corrida. com motor de pistão. São Paulo. com motor a explosão.500cm³.19 12. Pará. de ignição por compressão (diesel ou semidiesel).20 30 30 30 12. de peso em carga máxima não superior a 5 ton. superior a 6m³. com motor diesel ou semidiesel com caixa basculante. Rio de Janeiro. Rio Grande do Norte. CUMEEI RAS E CAI XAS D’ÁGUA DE CI MENTO.90 8703.15 8703.18 12. Exceção: caminhão de peso em carga máxima superior a 3. de cilindrada superior a 3.000cm³. Santa Catarina e São Paulo (Protocolo ICMS 41/08). mesmo com carro lateral. Exceções: carro celular. Paraná. Mato Grosso do Sul.20 12.11.. 4º e vigência estabelecida pelo art.

18 14.10 Descrição Catalisadores em colméia cerâmica ou metálica para conversão catalítica de gases de escape de veículos.1 8414.5 14.20 14.13 7007. mesmo impregnadas.99.80. segmentos.00 7009.39 14.10. de matérias têxteis. Rio Grande do Sul.00 8301. molduras e acabamentos.00 8421.2 8413.00 68.26 14.9 8424.00 7311.00 8310. de plásticos.15 14.10.2 14.90 5705.90. exceto as mercadorias previstas no subitem 18. Amapá.30 14. revestidas ou recobertas.10 8414. Mangueiras e tubos semelhantes.90 8301.90. Peso para balanceamento de roda e outros utensílios de estanho. Amazonas. Protetores de caçamba. ferragens e artigos semelhantes de metais comuns. com plástico. mesmo combinadas com têxteis ou outras matérias.19 14.2 84. Piauí. Cilindros hidráulicos MVA (%) 40 40 40 40 40 40 40 40 40 40 40 40 40 40 40 40 40 40 40 40 40 40 40 40 40 40 40 40 40 40 Efeitos a partir de 1º/10/2011 ‐ Redação dada pelo art. Depuradores por conversão catalítica de gases de escape.9 4016. placas.00 8414.16 14. Correias de transmissão de borracha vulcanizada.00.90 39. Frisos. Pará.25 7806. 40 40 40 40 14.70.00 4010.4 14.00 8301.18 Partes de veículos automóveis.17 3918.8 14.30.10. ambos do Dec.00.90 8421. exceto 7325.30 8414. Filtros de entrada de ar para motores de ignição por centelha ou por compressão.24 14. Reservatórios de óleo. não montadas.12. ou estratificadas com plástico ou reforçadas com metal ou com outras matérias. flanges.07 ou 84.fineprint.80. Fechaduras e partes de fechaduras.33 8412. Tecidos impregnados. Santa Catarina e São Paulo (Protocolo ICMS 41/08).90. recobertos ou estratificados. lubrificantes ou líquidos de arrefecimento. Filtros a vácuo Partes dos aparelhos para filtrar ou depurar líquidos ou gases.22 14.91. Partes reconhecíveis como exclusiva ou principalmente destinadas aos motores das posições 84. Bombas de vácuo.20. PEÇAS.00 4016. Extintores.30. de 11/08/2011: 14.32 14.00.10.12.00 5909. Espelhos retrovisores.00.00 8421. ferro ou aço.7 14.91.30.3 14. inclusive ciclomotores.08 da NBM/SH.93. de outras substâncias minerais ou de celulose.17 14.20 Motores hidráulicos Bombas para combustíveis.10 4016. I. Paraná. Distrito Federal.1 14.00 5903.36 14. mesmo confeccionados. “c”. Encerados e toldos. 14.00 7007. de matérias têxteis. COMPONENTES E ACESSÓRIOS DE PRODUTOS AUTOPROPULSADOS Âmbito de Aplicação da Substituição Tributária Interno e nas seguintes unidades da Federação: Alagoas.35 14.purchase at www. para uso em motocicletas. mesmo carregados.90. tratores e máquinas autopropulsadas. 40 40 40 40 40 40 40 Isaias Jonas de Andrade 55 Printed with FinePrint trial version . gaxetas e outros elementos com função semelhante de vedação. Maranhão.14.30 Código NBM/SH 3815. nº 45.00.29 14.00 3923.00 7014.00 8407.29.25 14. Espírito Santo.00.3 8414. cotovelos.31.31.34 Partes das bombas. rolos.10.23 14. 40 14. juntas.00 8421.688. de proteção.20 8421.9 14.21. Bahia.39 8415. Goiás. Guarnições de fricção (por exemplo.00 4823. Motores dos tipos utilizados para propulsão de veículos automotores. Mato Grosso.10. pastilhas).00 8302. Triângulo de segurança. discos.12 14.10 14.27 14. Tapetes e revestimentos. próprias para motores de ignição por centelha ou por compressão.13 14.11 14.00 8302.3 5910. 5º.10 3815.90.38 14. de plástico. para freios. mesmo com reforço ou acessórios de outras matérias. Compressores e turbocompressores de ar. Aparelhos para filtrar óleos minerais nos motores de ignição por centelha ou por compressão. guarnições.40 14. Peso de chumbo para balanceamento de roda.21 14.39. Obras moldadas.1.00 3926.com .1 6506.6 14.33. Tubos e seus acessórios (por exemplo. Juntas.41 Máquinas e aparelhos de ar condicionado.20 73. Chaves apresentadas isoladamente Dobradiças.9 8412.00. de ferro ou aço. anéis.00 6306.10.13.20 8409. uniões). Rio de Janeiro. Lentes de faróis. Motores de pistão alternativo dos tipos utilizados para propulsão de veículos do Capítulo 87 da NBM/SH. decalques. de ferro fundido. 4º e vigência estabelecida pelo art.3 8408. lanternas e outros utensílios.60. Vidros de dimensões e formatos que permitam aplicação automotiva. embreagens ou qualquer outro mecanismo de fricção. Cilindro de aço para gás natural veicular (GNV). compressores e turbocompressores dos subitens 14. tiras.28 14. à base de amianto.32 e 14.31 14.00 73.14 14.00 8007.11.37 14.21. Capacetes e artefatos de uso semelhante. Molas e folhas de molas. revestidos. Subitem 14.23.90 8414.

Aparelhos transmissores (emissores) de radiotelefonia ou radiotelegrafia (rádio receptor/transmissor). “c”. Aparelhos receptores de radiodifusão que só funcionam com fonte externa de energia. 40 40 40 40 14.54 14.39 da NBM/SH).01 a 87. de 11/08/2011: 14.45 14.10 8539.00 8535.43 14.00 8431.20.65. Telefones móveis.00 8536. de 11/08/2011: 14. apresentados em bolsas.00 87.00 8517.20 8512.82 84. geradores (dínamos e alternadores.72 14.56 14. 5º. Válvulas para transmissão óleo‐hidráulica ou pneumática. Faróis e projetores. nº 45.44 14. multiplicadores. Selecionadores e interruptores não automáticos.79 14. PEÇAS.2 8544.10 9026. nº 45. incluídas as cabinas. Lâmpadas e tubos de incandescência.10 Interruptores.2 8529.30. Antenas. Acumuladores elétricos de chumbo. eixos de esferas ou de roletes. Rolamentos. seccionadores e comutadores Fusíveis e corta‐circuitos de fusíveis. dínamos‐ magnetos. Circuitos impressos.90. Partes e acessórios dos veículos automóveis das posições 87. Medidores de vazão Aparelhos para medida ou controle da pressão Contadores. consumos instantâneo e médio e autonomia (computador de bordo).77 8535.53 84. Aparelhos de reprodução de som.20 8507. de uso em veículos automóveis.57 14.00 8536. Amperímetros Aparelhos digitais.2 8433.05 da NBM/SH. Árvores de transmissão (incluídas as árvores de cames e virabrequins) e manivelas.12.66 14.77 14. Controladores eletrônicos. de 11/08/2011: 14.14.20 8481. I.90.21 9031.81.51 14.62 14.05 da NBM/SH.20. mancais e "bronzes".58 14. magnetos.80. nº 45. bobinas de ignição.00 Medidores de nível.46 8425.90 Macacos.18 8519.90 8481. 14. velas de ignição ou de aquecimento.42. Partes reconhecíveis como exclusiva ou principalmente destinadas às máquinas agrícolas ou rodoviárias. suas partes e acessórios. ambos do Dec. 4º e vigência estabelecida pelo art.78 14.55 14. 40 40 40 40 40 40 40 40 40 40 40 40 40 40 40 40 Efeitos a partir de 1º/10/2011 ‐ Redação dada pelo art.29 9030. Engates para reboques e semi‐reboques.46 14. engrenagens e rodas de fricção.50 14.10.30 8536. Cabos coaxiais e outros condutores elétricos coaxiais. Válvulas redutoras de pressão.10.63 14.61 14.74 14.00. envelopes ou embalagens semelhantes. seccionadores e comutadores.60 14. Partes e acessórios de motocicletas (incluídos os ciclomotores). Partes para macacos do subitem 14.90 8534.fineprint. exceto de raios ultravioletas ou infravermelhos. incluídas as juntas de articulação. Jogos de fios para velas de ignição e outros jogos de fios.80.30.08 8714. embreagens e dispositivos de acoplamento.62 40 40 40 40 40 40 40 40 40 Efeitos a partir de 1º/10/2011 ‐ Redação dada pelo art.1 8525.40 9032. por exemplo) e conjuntores/disjuntores utilizados com estes motores.80 14.68 14.67 14.60. 5º.83 Válvulas para transmissão óleo‐hidráulicas ou pneumáticas Válvulas solenóides.10. caixas de transmissão e variadores de velocidade.40 8512. degeladores e desembaçadores (desembaciadores) elétricos.688. ambos do Dec.11 8512. 4º e vigência estabelecida pelo art.42 14.688.52 14. Interruptores. 40 40 40 40 40 40 40 Isaias Jonas de Andrade 56 Printed with FinePrint trial version .com . embreagens. 40 40 40 40 40 Efeitos a partir de 1º/10/2011 ‐ Redação dada pelo art. motores de arranque). I. limpadores de pára‐brisas. Acoplamentos.48 14.92 84.71 14.33.11 40 40 40 40 14. redutores. 14.69 14.90 9026.00 8481. Juntas metaloplásticas.1 8716.47 14. incluídos os conversores de torque.64 e 14.07 87.90 8539. “c”. 5º.20.42. Aparelhos e dispositivos elétricos de ignição ou de arranque para motores de ignição por centelha ou por compressão (por exemplo. Carroçarias para os veículos automóveis das posições 87.90 8525.49. Disjuntores.20.10. amplificadores elétricos de audiofreqüência e partes. Manômetros. em unidades seladas.90.688.13 85.59 14.10 8527. 4º e vigência estabelecida pelo art. incluídas as polias para cadernais.76 14. “c”. jogos ou sortidos de juntas de composições diferentes. Relógios para painéis de instrumentos e relógios semelhantes.73 14. ambos do Dec.76 14. indicadores de velocidade e tacômetros.00. Relés.84 8505.4 85. variadores de velocidade e freios.49 8481. Alto‐falantes.75 14. Aparelhos elétricos de iluminação ou de sinalização (exceto os da posição 85.62.50. Partes reconhecíveis como exclusivas ou principalmente destinadas aos aparelhos dos subitens 14. eletromagnéticos. volantes e polias.20 90.00 85.10.81 14.89.01 a 87.63.38 8536.65 14.64 14.19 9026.00 8544. do tipo utilizado para o arranque dos motores de pistão.70 14.50. para medida e indicação de múltiplas grandezas tais como: velocidade média.82 9026. I. COMPONENTES E ACESSÓRIOS DE PRODUTOS AUTOPROPULSADOS 14. Medidores de nível.1010 8431.2 9104. juntas de vedação mecânicas (selos mecânicos).purchase at www.50 8536.

114 14.102 14.92 14.59.10 8413.19. “c”.10.30. capacetes. Cilindros pneumáticos.00 8413.105 14.90.00 3919.115 14.00 8501.fineprint. pás.00 6903.10 8414.88 14. MEDICAMENTOS E OUTROS PRODUTOS FARMACÊUTICOS Âmbito de Aplicação da Substituição Tributária Interno e no Estado de São Paulo (Protocolo ICMS 37/09). 5º. ambos do Dec.59.00 6812.106 14.10 4823.00 8418.89. Sensor de temperatura. Fitas.90 9032.91 14.00 5703.00 3919.60.90 9014. I.40.90 8413.00 8419. placas metálicas com película de plástico refletora.20 8507.30 8512.116 14.90 9025.688.00 5911.107 14.90.00 8507.97 14.90.00 7315. Motoventiladores.81.00 9401.94 14. Papel‐diagrama para tacógrafo.com . parachoques veículos de carga. 40 40 40 40 40 40 40 40 14. ganchos e tenazes para máquinas rodoviárias Geradores de corrente alternada de potência não superior a 75 kVA Aparelhos elétricos para alarme de uso automotivo Bússolas Indicadores de temperatura Partes de indicadores de temperatura Partes de aparelhos de medida ou controle Termostatos Instrumentos e aparelhos para regulação Pressostatos 40 40 40 40 40 40 40 40 40 40 40 40 40 40 40 40 40 40 40 40 40 40 40 40 15.82 Assentos e partes de assentos.00 9032.22.50. atuando como dispositivos refletivos de segurança rodoviários. refletores. mesmo providos de seus acessórios.90 9401. 5º. 5º. bonés de agentes de trânsito e de condutores de veículos.10 9032.83 14.89.80.688.124 4008.90 8425.90.122 14.10.00 Perfilados de borracha vulcanizada não endurecida Catálogos contendo informações relativas a veículos Artefatos de pasta de fibra Tapetes de náilon.10.90 9032.19 5703.10 9026.84 14. Baterias de chumbo e de níquel‐cádmio.99 7007.109 14.39.31. ambos do Dec.123 14. 4º e vigência estabelecida pelo art.00 40.95 14. adesivos.19 8501.103 14. carpetes de náilon Tapetes de outras matérias têxteis sintéticas Forração interior capacete Outros para‐brisas Moldura com espelho Corrente de transmissão Corrente transmissão Condensador tubular metálico Trocadores de calor Partes de aparelhos mecânicos de pulverizar ou dispersar Macacos hidráulicos para veículos Caçambas.10 8414.10.99.41. COMPONENTES E ACESSÓRIOS DE PRODUTOS AUTOPROPULSADOS 14. motocicletas e ciclomotores.89 14.120 14. ambos do Dec.99 Bomba de assistência de direção hidráulica. “c”.00 8531.19 8413. “c”.00 4911.87 14.688. de 11/08/2011: 14.29.90.49.10 8504.00 7314.00 9025.10. PEÇAS.121 14.98 14.20. Acendedores.00 8413.90 8501. tiras. Juntas de vedação de cortiça natural e de amianto.11. Aparelhos de sinalização acústica (buzina). nº 45.31.09 4504.20. 40 40 40 40 40 40 40 40 40 Efeitos a partir de 1º/10/2011 ‐ Redação dada pelo art.50.119 14.90.50 8424.111 14.10.00 Instrumentos para regulação de grandezas não elétricas Analisadores de gases ou de fumaça (sonda lambda) 40 40 Efeitos a partir de 1º/10/2011 ‐ Acrescido pelo art.50. próprias para colocação em carrocerias.10 8431. de plástico.10.113 14. de 11/08/2011: Isaias Jonas de Andrade 57 Printed with FinePrint trial version .108 14.118 14. Filtros de pólen do ar‐condicionado. I. mesmo em rolos.29.11. 4º e vigência estabelecida pelo art.8 9027.96 14.19. de 11/08/2011: 14.purchase at www.85 14.61. 4º e vigência estabelecida pelo art.99. Bomba elétrica de lavador de parabrisa.14. Máquina de vidro elétrico de porta.101 14. Tubos de borracha vulcanizada não endurecida.20.00 8708. Efeitos a partir de 1º/10/2011 ‐ Redação dada pelo art. Motor de limpador de parabrisa.104 14.99 8412.93 14.30.90 9613.117 14. nº 45. em disco. autocolantes.90 8421.100 9032.110 14.70.10 5601.10.112 14. Bobinas de reatância e de auto‐indução.86 14. I.90. nº 45.99 14.

ataduras e artigos análogos (por exemplo. sangria e sidras.10 22. Goiás.9 18. BEBIDAS ALCOÓLICAS Âmbito de Aplicação da Substituição Tributária Interno e nas seguintes unidades da Federação: São Paulo e Rio Grande do Sul (Protocolo 96/09) Código Subitem Descrição NBM/SH 17.com . * MVA (%) Subitem Código NBM/SH 30.2 15. São Paulo.3 17.04 2206. mesmo em rolos Veda rosca.04 2206.6 18.purchase at www. sancas e afins de PVC Tubos.21 39.5 18. Bahia. cumeeiras e caixas d’água de polietileno e outros plásticos Descrição MVA (%) 37 18.19. auto‐adesivas.24 41. Amapá.9 Medicamentos.1. Subitem Código NBM/SH 3214. impregnados ou recobertos de substâncias farmacêuticas ou acondicionados para venda a retalho para usos medicinais. de plásticos.20 39.03 30. Pernambuco.1.21 39. BRICOLAGEM OU ADORNO 18. exceto para medicina veterinária Preparações químicas contraceptivas à base de hormônios.5 15. outras frações do sangue. exceto para uso veterinário Provitaminas e vitaminas Anti‐soro.1 17. espumantes.37 ou de espermicidas Seringas.00 30.38 41.19 39. RAÇÃO TIPO PET PARA ANIMAIS DOMÉSTICOS Âmbito de Aplicação da Substituição Tributária Interno e nas seguintes unidades da Federação: Acre. de plástico Telhas. tiras. proseccos. Paraná. mesmo obtidos por via biotecnológica. lona plástica. Sergipe e Tocantins (Protocolo ICMS 26/04) Subitem 16.11.24 ‐ 38.63 18.1.06 39. Mato Grosso.38 41.90 Vinhos. 59 da Parte 1 deste Anexo.8 15. champagnes. exceto produtos nacionais classificados no subitem 17.03 67.1. uniões). juntas. proseccos. de plásticos Revestimento de pavimento de PVC e outros plásticos Chapas. champagnes. películas e outras formas planas.fineprint. cotovelos.2 18. cirúrgicos ou dentários * Vide art.05 Descrição Lista Negativa 33 ‐ 33 33 Lista Positiva 38.18 39.4 22. cavas.17 39. flanges. caixas de descarga e artigos semelhantes para usos sanitários ou higiênicos. forro. folhas.38 41. seladoras e massas para revestimento Produtos de qualquer espécie utilizados como colas ou adesivos.1 3824. outros.4 15. gazes. Rio de Janeiro. e seus acessórios (por exemplo.24 38.00 35.19 39. chapas. Roraima.90.7 15. pensos. bidês. Amazonas.10 18. de outros produtos da posição 29.90.50. mesmo com agulhas Agulhas para seringas Contraceptivos (dispositivos intra‐uterinos ‐ DIU) Luvas cirúrgicas e luvas de procedimento Pastas (ouates).1.1.03 43. ACABAMENTO.00.00 Argamassas.24 3925.1.38 41.68 MVA (%) 43.4 18.3 15. Mato Grosso do Sul. esparadrapos.2 17. Espírito Santo.1. Alagoas.00 38. vacinas para medicina humana.1 15.1.05 22.04 29. fitas isolantes e afins Telhas plásticas. acondicionados para venda a retalho como colas ou adesivos. Ceará. cavas. Santa Catarina.99 4015.00 9018. produtos imunológicos modificados.00 3816. Santa Catarina (Protocolo ICMS 196/09) e São Paulo (Protocolo ICMS 32/09).1 Código NBM/SH 2309 Descrição Ração tipo pet 17.60. sangria e sidras.22 39.02 3006.00.1.10. Âmbito de Aplicação da Substituição Tributária Interno e nas seguintes unidades da Federação: Bahia (Protocolo ICMS 26/10).38 41.8 18. Maranhão. espumantes.02 44 33 38 39 28 42 41 52 40 Isaias Jonas de Andrade 58 Printed with FinePrint trial version . Rio Grande do Sul (Protocolo ICMS 196/09). com peso líquido não superior a 1 kg Revestimentos de PVC e outros plásticos.82 109.1.24 41. pias. 16.10 22. Distrito Federal. exceto aguardente de cana ou de melaço MVA (%) Operações internas: 46 Operações interestaduais: 56. Artefatos de higiene ou de toucador. Piauí. sinapismos). Rio Grande do Norte. MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO.2 Demais bebidas alcoólicas.1.00. fitas.1 3926.1 18. boxes para chuveiros.38 15. de plásticos. filtrados doces. filtrados doces.38 Lista Neutra 41.08 2206. Paraíba.3 18. importados Vinhos espumantes e vinhos espumosos nacionais Vinhos. nacionais. sanitários e seus assentos e tampas.31 9018.38 41.00 4015. Rondônia. laminados plásticos em bobina Banheiras. Rio Grande de Sul.00.Âmbito de Aplicação da Substituição Tributária Interno e nas seguintes unidades da Federação: São Paulo e Distrito Federal (Protocolo ICMS 37/09).11 48.32.90 9018. Pará.36 30.6 15. lavatórios.7 18.16 39.38 33.10 2204.

mesmo armado.1. costurados ou reunidos de outro modo.10 68.43 30 33 39 39 40 54 39 69.00. Manta asfáltica Painéis. exceto os vergalhões Fios de ferro ou aço não ligados.00 70.1. de feltro.3925. mesmo com camada absorvente. serradas longitudinalmente.00 68.09 4016.13 18. cimento‐celulose ou semelhantes. eletrocalhas e perfilados de ferro fundido. tijolos.29 18. cordas. “waferboard”).43 39 36 39 50 37 61. de plástico Postigos.53 18. (inclusive armações prontas. aglomerados com cimento. calhas.54 Barras próprias para construções.1. em chapas ou em folhas.09 70.1.09 4410. cabos.90.1. contendo ou não amianto Ladrilhos e placas de cerâmica.1. lingas e artefatos semelhantes. Tapetes e outros revestimentos para pavimentos (pisos).1.1. de espessura não superior a 6mm Pisos de madeira Painéis de partículas. de madeira ou de outras matérias lenhosas.48 Vergalhões 33 18.1. tanques e reservatórios e suas tampas.00 7308.49 18.1. bidês. não ligados.17 18. mesmo providos dos respectivos acessórios (por exemplo. charnokito.30.1.1. os painéis montados para revestimento de pavimentos (pisos) e as fasquias para telhados “shingles e shakes”. não isolados para usos elétricos Outros fios de ferro ou aço.12 7217.10. não revestidos.00.39 18. colunas para lavatórios.10 7214.1. de fibrocimento.1. folhas ou perfis.90 40. de borracha vulcanizada não endurecida.38 18. estores (incluídas as venezianas) e artefatos semelhantes e suas partes Outras obras de plástico Fitas emborrachadas Tubos de borracha vulcanizada não endurecida. sanitários. mesmo polidos. exceto poste acima de 3 m de altura e tubos. mesmo recortados Persianas de materiais têxteis Ladrilhos de mármores.26 18.1. mas sem qualquer outro trabalho Vidro estirado ou soprado.20. para estruturas de concreto armado ou argamassa armada).50 18.1.1.1. de fibras vegetais.00 70. com área de até 2m2 Abrasivos naturais ou artificiais.52 18.00.43 18.91. lavatórios.31 18.18 18. alizares e soleiras de ferro fundido.04 70. cartão ou outras matérias.09 68. em folhas. mesmo armadas.20 34 18. mesmo confeccionados Tapetes e outros revestimentos para pavimentos (pisos).43 47 69.1.02 68.1. mesmo com camada absorvente. quadrotes. exclusivamente para pavimentação ou revestimento Pias. de cerâmica Vidro vazado ou laminado. próprios para construção 40 42 40 33 34 39 Isaias Jonas de Andrade 59 Printed with FinePrint trial version .20.51 18.00 7007. papel. mesmo aplainadas.1.00 6808.1. painéis denominados “oriented strand board” (OSB) e painéis semelhantes (por exemplo. mesmo com camada absorvente.20. dos tipos utilizados para pavimentos Pisos laminados com base de MDF (Médium Density Fiberboard) e/ou madeira Obras de marcenaria ou de carpintaria para construções.14 18.1.fineprint.93.00 4016. laje.37 18.10 6912. alabastro. basalto e outras rochas silicáticas. diorito.33 18. incluídos os painéis celulares.00 3926.43 36 38 37 38 51 49 44 63 47 44 41 37 69. polidas.00 7308.08 69. ferro ou aço Material para andaimes. cumeeiras e afins.1.07 69. pré‐laje e mourões Caixas d’água. mas sem qualquer outro trabalho Vidro flotado e vidro desbastado ou polido em uma ou em ambas as faces. excluídos os de uso automotivo Blocos.22 18.25 18. mictórios e aparelhos fixos semelhantes para usos sanitários. telhas. mesmo recortados.45 18.00 3925. refletora ou não. banheiras. em pó ou em grãos. ferro ou aço. com película protetora na face superior e trabalho de encaixe nas quatro laterais.1.20.11.23 18.47 3925. cotovelos.36 18.1. ferro ou aço Portas e janelas.11 44.41 18.90. tufados. gaxetas e semelhantes. uniões) Revestimentos para pavimentos (pisos) e capachos de borracha vulcanizada não endurecida Juntas. aplicados sobre matérias têxteis.35 18.29.07 7308. travertinos. mesmo emoldurados. cortadas em folhas ou desenroladas.1. para armações (cofragens) e para escoramentos. de palha ou de aparas.00 7008.1. mesmo confeccionados Linóleos. de ferro ou aço. e seus caixilhos.1. luvas ou mangas).14 57.1.03 70.12 18.42 18.90 73. e ladrilhos de granito.1. pastilhas e outros artigos semelhantes Banheira de hidromassagem 37 48 36 27 43 69.19 90.1. de concreto ou de pedra artificial.90 4005. ladrilhos.10 7217.00 18.05 7007. galvanizados Acessórios para tubos (inclusive uniões.com .30 18. cubos.1.1.40. blocos e semelhantes.19 18.20 18.90 73.21 18.1.40 18.04 63.21 44.11 69.1.24 18. de cerâmica Artefatos de higiene ou de toucador.1. mesmo aglomeradas com resinas ou com outros aglutinantes orgânicos. papel para vitrais. folhas para compensados (contraplacados) ou para outras madeiras estratificadas semelhantes e outras madeiras. em ambas as faces. cianito. flanges. de ferro fundido.27 18.1. chapas. ônix e outras rochas carbonáticas.44 18. em chapas.purchase at www.04 59. juntas.19.90. mesmo recortados.08 44.90 Portas. partículas.15 18. caixas de descarga. refletora ou não.91.16 70.00 44. lajotas.00 7308.19 72. de vidro prensado ou moldado. refletora ou não.32 18. ladrilhos.28 18.03 57.13 7214.1.1. de matérias têxteis.30. mas sem qualquer outro trabalho Vidros temperados Vidros laminados Vidros isolantes de paredes múltiplas Espelhos de vidro. revestimentos para pavimentos (pisos) constituídos por um induto ou recobrimento aplicado sobre suporte têxtil. unidas pelas bordas ou pelas extremidades. telhas e outros artefatos. de madeira Papel de parede e revestimentos de parede semelhantes.10.16 18. janelas e afins.46 18.1. gesso ou outros aglutinantes minerais Obras de gesso ou de composições à base de gesso Obras de cimento. tranças (entrançados). serragem (serradura) ou de outros desperdícios de madeira.1. placas.34 18.18 48.05 6807. exceto os tufados e os flocados. recobertos na superfície com papel impregnado de melamina. para uso não automotivo Folhas para folheados (incluídas as obtidas por corte de madeira estratificada).00 7308.1. cotovelos.03 68.

ferragens e artigos semelhantes de metais comuns.10 7615.77 18. de metais comuns.14 7315.688. cotovelos. pórticos. de 11/08/2011: 18. de ferro fundido. flanges. reservatórios.11 8419. contrapinos.1.76 18.62 18.com .1.91. 5º.15 7418. balaustradas. pregos.90. roscados. de alumínio. de alumínio Construções e suas partes (inclusive pontes e elementos de pontes. ambos do Dec.2.1. com fechadura. de metais comuns Tubos flexíveis de metais comuns.1. de aquecimento instantâneo ou de acumulação Torneiras. cortadas em folhas ou desenroladas. arames ou tiras. de ferro fundido.1. de alumínio.1. chavetas.1.59 18. inclusive puxadores. armações. cubas e outros recipientes Partes de máquinas e aparelhos para soldadura forte ou fraca e de máquinas e aparelhos para soldar metais por resistência 59 42 33 69. cubas. parafusos.7 18.1. de instalação) de ferro fundido. escápulas. fios e varetas de pós de metais comuns aglomerados.90 7609. I. e seus caixilhos.85 73. de plásticos Folhas de laminado plásticas em chapa Persianas de material plástico Sancas. 6º e vigência estabelecida pelo art. cotovelos.07 83.11.10 7313.75 18. de ferro fundido. rebites. portas e janelas.24 73.58 18.06.1. dos tipos utilizados em cercas Telas metálicas.1.00 7607. tira‐fundos. percevejos.4 e aqueles utilizados em linhas de sangue para hemodiálise e para bolsas de diálise peritonial (infusão e drenagem) e congêneres MVA (%) 33 Efeitos a partir de 1º/10/2011 ‐ Revogado pelo art. 18. de ferro ou aço. ferro ou aço Abraçadeiras Barras de cobre Tubos de cobre e suas ligas. de energia. de metais comuns. exceto persianas de alumínio Cadeados. para soldagem (soldadura) ou depósito de metal ou de carbonetos metálicos.1.08 Revestimentos de paredes ou de tetos.6 18.1.78 18.00. de ferro fundido.00 4005. molduras. conduletes. mesmo aplainadas.10 74.1.67 18.18. luvas ou mangas) de cobre e suas ligas Tachas. porcas.1. ferro ou aço Outras obras moldadas. para canalizações.1. porta‐chapéus.81 18.80 18.1. eletrodutos e seus acessórios (inclusive juntas. Pateras. varetas. arruelas (incluídas as de pressão) e artefatos semelhantes. ambos do Dec.64 18.18 73.00 7317. mesmo com acessórios Fios. pilares. de plástico. chapas. polimento e usos semelhantes.1. alizares e soleiras.69 18.1.73 18.63 18.1.1. fechaduras e ferrolhos (de chave. nº 45. incluídas as suas partes. banheiras.00 44.3 18. de borracha vulcanizada não endurecida Folhas para folheados (incluídas as obtidas por corte de madeira estratificada). de ferro fundido. de metais comuns ou de carbonetos metálicos. tubos e semelhantes.01 8302. e estruturas de box).84 18.2.70 18.82. nº 45.10.20. pregos. inclusive pias.00 83.2. luvas ou mangas). de entrada de água.26 74. exceto as construções pré‐fabricadas da posição 94. cotovelos. 5º. torres.8 18.1.23 73. tanques e afins.9 39.00 Caixas diversas (tais como caixa de correio.1. ferro ou aço Outras correntes de elos articulados.25 39.1. ganchos roscados. para instalações de água quente e gás Acessórios para tubos (por exemplo.purchase at www.25 3925.5 Fitas isolantes autofusão e demais fitas elétricas isolantes Revestimento para pavimentos e capachos. ferro ou aço Esponjas. e suas partes. de qualquer tipo. esfregões. de plásticos.4 e 18.1.12 74.1.90 39. excluídos os de uso automotivo Dobradiças de metais comuns. lavatórios. ou de ferro ou aço com cabeça de cobre.65 18. fechos e armações com fecho.74 18. uniões. uniões. ferro ou aço Arame farpado.16 8302.19. de ferro fundido. de 11/08/2011: Isaias Jonas de Andrade 60 Printed with FinePrint trial version .2.25 73. serradas longitudinalmente.1. grampos ondulados ou biselados e artefatos semelhantes. I. ferro ou aço Correntes de elos soldados. para construções.72 18. escápulas e artefatos semelhantes. luvas e artefatos semelhantes para limpeza.50.00 8302.71 18. percevejos.688. de ferro ou aço.00 76.1. uniões). mictórios.20. mesmo com a cabeça de outra matéria.91 4016. exceto os relacionados no subitem 18.82 18. retorcidos. válvulas (incluídas as redutoras de pressão e as termostáticas) e dispositivos semelhantes. polidas. ferro ou aço Tachas.2.1. para metalização por projeção Aquecedores de água não elétricos.68 18. grades e redes. 6º e vigência estabelecida pelo art.1 Código NBM/SH 39. chaves para estes artigos.1.1. barras. caldeiras. exceto de aço inoxidável e os do subitem 48.83 18. revestidos exterior ou interiormente de decapantes ou de fundentes. cavilhas. ganchos roscados.16 76. próprios para construções Artefatos de higiene ou de toucador. chapas. de cobre Manta de subcobertura aluminizada Acessórios para tubos (por exemplo.12. ferro ou aço. de cobre.2. de alumínio Outras obras de alumínio.90 7315.2. roscados. perfis.66 18. incluídas as persianas Outras guarnições. pinos ou pernos.2.1 84.43 57 57 52 38 32 31 37 44 34 40 32 46 37 36 41 46 50 37 41 33 34 39 18.2.07 7411. de ferro ou aço.43 42 41 46 69.1.5 18.4 18. folhas para compensados (contraplacados) ou para outras madeiras estratificadas semelhantes e outras madeiras. arruelas (incluídas as de pressão) e artefatos semelhantes.2.fineprint.00 76. de ferro fundido.1. chavetas. colunas. eletrodos e artefatos semelhantes.00 7315.2. contrapinos. “c”.57 18. rebites. exceto as mercadorias constantes dos subitens 18.00 73. apliques e rosetas de poliestireno e poliuretano Outros artefatos para apetrechamento de construções.81 8515.43 69. Âmbito da Aplicação da Substituição Tributária Interno Subitem 18. mesmo farpados. tubos.55 18.17 Descrição Tubos. de espessura não superior a 6mm 38 42 75 75 35 35 35 35 Efeitos a partir de 1º/10/2011 ‐ Revogado pelo art. próprias para construções.11.61 18.56 18. unidas pelas bordas ou pelas extremidades.00.10.4 83. de metais comuns. porcas. exceto cobre Parafusos.1 ‐ Revogado 18.2 18. cabides e artigos semelhantes.00 73. pinos ou pernos. de segredo ou elétricos).18 3921.2. cavilhas. de cobre Artefatos de higiene ou de toucador.2 Artefatos de higiene ou de toucador.79 18. “c”. de fios de ferro ou aço Correntes de rolos.2.60 18. estruturas para telhados.90.1.

6 33 18.1.00 7020.20 Tubos e perfis ocos. lavatórios.2.2.2.3.20 Cadeados. de ferro ou aço. MDF (Médium Density Fiberboard) e aglomerados Persianas de madeiras Assentos de madeira para vasos sanitários Telhas.10 72.00.2 18.2. caixas de descarga.02 7006. mesmo aglomeradas com resinas ou com outros aglutinantes orgânicos. que não sejam de farinhas siliciosas fósseis nem de terras siliciosas semelhantes Cubos.23 3926.1. para soldagem (soldadura) ou depósito de metal ou de carbonetos metálicos.03.19 38 34.2. 7306.2.13 7214. envernizar ou semelhantes.23 18. 5º.3. 41 18.27 Caixas diversas (correio. mesmo com suporte Cubos.2.2.com .8 Barraspróprias para construções.16 57.90 3924. banheiras.18 18.02 69.00. gravado. ambos do Dec.3. com fechadura.2.3. “c”. mas não emoldurado nem associado a outras matérias Telhas Metálicas Manta de subcobertura com suporte 35. mesmo aglomeradas com resinas ou com outros aglutinantes orgânicos.31 18.10. nº 45.60. 70. bidês.3 18. 4º e vigência estabelecida pelo art.3. para construção.2. esmaltado ou trabalhado de outro modo.7 18.4 18.10 7214. para mosaicos. para portas Escovas e pincéis. 5º.00 68.2.20.18 39.90. fechos e armações com fecho. vidrados ou esmaltados.90 Revestimentos de PVC e outros plásticos.18 44. 7305. de 11/08/2011: 18. biselado.90.17 39. regadores.9 ‐ Revogados 44.05 73.12 4418.18.15 18. de ferro fundido. de cobre Tubos de alumínio Rodízios com armação.1 18. de cerâmica.11 44. 7305. tecidos.28 7907.90.21 18. I. chapa de fibra dura. de metais comuns Fechos automáticos de metais comuns.13 18. 7306.2. Âmbito de Aplicação da Substituição Tributária Distrito Federal (Protocolo ICMS 17/11) Subitem 18. de segredo ou elétricos).00.20. para pintar. pastilhas e artigos semelhantes.00 73.90.00 73. fechaduras e ferrolhos (de chave.04 ou 70. mesmo confeccionados Vidro das posições 70. todos predominantemente de zinco Artefatos de uso doméstico.2.90.10 7217.14 18. de madeira ou de outras matérias lenhosas. exceto os relacionados no subitem 18. lingas e artefatos semelhantes.00 9603.16 18. tais como lixeiras. juntas.2. caiar.2.90. recurvado. tubos.30 Piscinas de fibra de vidro 50 18.34 18.purchase at www. forro.10 44.21 Painéis de fibras de madeira ou de outras matérias lenhosas.11 74.90 Efeitos a partir de 1º/10/2011 ‐ Acrescido pelo art.2. exceto os tubos e perfis das subposições 7304. pias. nº 45.20.90.2.68 Esponjas. ladrilhos e peças cerâmicas semelhantes.12 18. para mosaicos. bonecas e rolos. I. sanitários.61 75 35 39 35 39 39 37. lavatórios e bidês Pias.00.2.11 18. entrada de água.90 3925.10 7019.25 18.2. não 40 42 Isaias Jonas de Andrade 61 Printed with FinePrint trial version .00.20.3. de 11/08/2011: 18.17 18. brocado.20 49 39 39 34 Efeitos a partir de 1º/10/2011 ‐ Acrescido pelo art.24 18.35 Escadas Tapetes e outros revestimentos para pavimentos (pisos).00 8302.2. de cerâmica.00 7308. cotovelos.32 18.2.7 4418. para pintar 35 35 44 35 35 35 50.06 73. varetas.00 7303. mictórios e aparelhos fixos semelhantes para usos sanitários. cinzeiros. “c”. chaves para estes artigos. cumeeiras e caixas d’água de cimento ou fibra de vidro Placas (lajes).84 18. puxadores. tranças (entrançados). bacias. e seus acessórios (por exemplo. pisos ou painéis de madeira compensada (contraplacada).05. luvas e artefatos semelhantes.2.90 3926.688. baldes. para metalização por projeção 18.2. colunas para lavatórios. 4º e vigência estabelecida pelo art.2.2. não vidrados nem esmaltados.2. revestidos exterior ou interiormente de decapantes ou de fundentes.90. cordas.2. exceto os vergalhões Fios de ferro ou aço não ligados.18 76.3. de plásticos Revestimento de pavimento de PVC e outros plásticos Banheiras.90 7607. uniões).00 7308.10 44.00 7308.2 35 18.23.22 18. ferro ou aço. sancas e afins de PVC Tubos. fios e varetas de pós de metais comuns aglomerados.90 76. de energia ou instalação) de ferro ou aço Tubos de cobre e suas ligas. ambos do Dec.10 33. de matérias têxteis. de metais comuns ou de carbonetos metálicos.16 39. chapas. mesmo com suporte Fios.90.90 69.3. eletrodos e artefatos semelhantes.40 Pisos ou painéis laminados com base de fibras ou de partículas de madeira.90 7326.32 18.29 52 18.21 4420. 7304. etc. cabos. 7304.08 7229.2.5 Código NBM/SH 39.33 18. mesmo polidos. para limpeza.8 e 18. esfregões.688.1.1.08 8302. flanges.26 74. dobradiças. painéis denominados oriented strand board e painéis denominados waferboard). exceto os relacionados no subitem 18.3.00. não revestidos.26 18.07 69.00 44.22.fineprint. pastilhas e artigos semelhantes.04 73.22 69. incluídas as suas partes.1. de cerâmica Vergalhões Descrição MVA (%) 44 33 38 41 40 18. não tufados nem flocados. madeira folheada ou de madeiras estratificadas semelhantes Painéis de partículas e painéis semelhantes (por exemplo.

1. de plástico e outros materiais das posições 39. de ferro fundido.00 3703.57. recados auto adesivos (LP note).6 19.90 73. de energia.1. percevejos.15 19.1. polimento e usos semelhantes.09 3407.29 3703. matte ou lustre.16 19.20. (inclusive armações prontas.purchase at www. carvões. ferro ou aço Tachas.90 7315. de ferro fundido. roscados.1.20 7217.18 18.99 4816.14 18.9 4802.15 18.40. mesmo com a cabeça de outra matéria.4 19.1.23 56 63 43 57 57 54 57 75 57 49 65 50 57 57 57 57 57 57 57 49 Bobina para máquina de calcular ou PDV 68 19.14 Papel celofane Artigos de escritório e artigos escolares de plástico e outros materiais das posições 39. não ligados. ferro ou aço Material para andaimes. dos tipos utilizados em cercas Telas metálicas. exceto: (i) os papéis fotográficos emulsionados com haleto de prata tipo brilhante. PAPELARIA 19. em folha e com largura igual ou superior a 152 mm e comprimento igual ou inferior a 307 mm.00.99 4802. brancos e coloridos. de fios de ferro ou aço Correntes de rolos.90 5509. I. em rolo e.3.2 57 19.17 18.90. de 11/08/2011: Isaias Jonas de Andrade 62 Printed with FinePrint trial version .00 4802. tira‐fundos. “c”.1.19 18.11 19.13 19. luvas e artefatos semelhantes para limpeza. ganchos roscados.00 73.3.00 9017.20. ferro ou aço Correntes de elos soldados. de entrada de água. de instalação) de ferro fundido.1 Código NBM/SH 3213. com ponta de feltro ou com outras pontas porosas Lapiseiras Lápis. chavetas.00 4802. magenta e amarela Corretivo Borracha de apagar. de ferro ou aço.10 3703.43 19.20.1. com largura igual ou superior a 102 mm e comprimento igual ou inferior a 350 m.9 18.3 19.54.00. gizes para escrever ou desenhar e gizes de alfaiate Massas ou pastas para modelar.24 Cartolina escolar e papel cartão.1.10 19.10 7313. exceto cobre Parafusos.20.9 Tinta guache Papel fotográfico.20.10.00 9608.9 19. canetas porta‐penas.20 19. de ferro fundido.1.07 7308.1.3.1. para estruturas de concreto armado ou argamassa armada).00 5202.01 a 39. de ferro fundido.00 9608.3. cotovelos.1 Âmbito de Aplicação da Substituição Tributária Interno e nas seguintes unidades da Federação: Bahia (Protocolo ICMS 28/10).56.00 4802. 5º.58.10.00 8214.20.14 7315.14.10 18. ferro ou aço.01 a 39. exceto de aço inoxidável e os do subitem 48. e artefatos semelhantes Prancheta Barbante de algodão e de fibra sintética combinada com algodão Apontador de lápis Instrumento de desenho.3. 4º e vigência estabelecida pelo art.73.10.57.22 19. arruelas (incluídas as de pressão) e artefatos semelhantes.00 3920.43 42 41 46 69.14 19.90 73.3.54.11 18.00 4202.1. Santa Catarina (Protocolo ICMS 199/09) e São Paulo (Protocolo ICMS 40/09).00 7317.3. grampos ondulados ou biselados e artefatos semelhantes.1.18 73. grades e redes. contrapinos.10.3.53.00.9 4421.90.43 69. cavilhas. arames ou tiras. (ii) os papéis fotográficos emulsionados com haleto de prata tipo brilhante ou fosco. que submetido a um processo de aquecimento seja capaz de formar imagens por reação química e combinação das camadas cyan.fineprint. porta‐lápis e artigos semelhantes.19 19.1.20 3824.11.19 3926.12.10 3704.1.29 4016.30.40.90. esfregões. de ferro ou aço.20. exceto estojo Papel seda Quadro branco.1. de ferro fundido. ferro ou aço Arame farpado.5 19.92. retorcidos.3. para armações (cofragens) e para escoramentos. ferro ou aço. luvas ou mangas).3. ambos do Dec.10 3916.00 96.1.00 4802. papéis de presente 57 Efeitos a partir de 1º/10/2011 ‐ Redação dada pelo art.00 96. pinos ou pernos. Rio Grande do Sul (Protocolo ICMS 199/09).00 7308.12 18.1.3.1.16 18.13 18.688. próprios para construção Caixasdiversas (tais como caixa de correio.23 isolados para usos elétricos Outros fios de ferro ou aço. verde e cortiça Bobina para fax Descrição MVA (%) 34 19.90.1.1. inclusive caneta borracha e lápis borracha Maletas e pastas para documentos e de estudante.82.90 4802.7 19. escápulas.1.90 4811. pastéis. de traçado ou de cálculo Pincéis de escrever e desenhar Canetas‐tinteiro e outras canetas.8 19. minas.20. galvanizados Acessórios para tubos (inclusive uniões. porcas. de ferro fundido.21 19. ferro ou aço Outras correntes de elos articulados.10. de ferro ou aço. suas partes (incluídas as tampas e prendedores) Canetas esferográficas Canetas e marcadores.00 3703. rebites. ferro ou aço Esponjas.2 40 33 39 59 42 33 69. mesmo farpados.1.18 19.9 4421.08 9608. eletrocalhas e perfilados de ferro fundido. próprias para recreação de crianças Espiral ‐ perfil para encadernação.1.00 9603. estiletes para duplicadores.90.90.00 3926.17 19. pregos.00 73.00 7315. Rio de Janeiro (Protocolo ICMS 199/09).3.10.99. Subitem 19.9 4802.com . (iii) papel de qualidade fotográfica com tecnologia “Thermo‐autoChrome”. nº 45.12 18.1 4202.12 19.

incluídos os formulários em blocos tipo “manifold”. exceto as relacionadas no subitem 19.00 5210. guarnições ou aplicações (conhecidos como cartões de expressão social ‐ de época / sentimento) Papel camurça Papel laminado e papel espelho Apagador para quadro Lousas e quadros para escrever ou desenhar. A4. pastas para documentos. de papel ou cartão Cartões postais impressos ou ilustrados.2.36 19.00 Suportes elásticos para cama Descrição MVA (%) 143.1.24 19.10.00 Elásticos de borracha Clipes Telas ('écrans') para projeção Quadro de giz.38 19.90 9603.7 Código NBM/SH 90. I.1 20.1.com .34 19.10.2. estojo para objetos de escrita Porta‐canetas Cola escolar branca ou colorida.2.00 4802. PAPELARIA 19.1. recados auto adesivos (LP note).00 3506.10 3506.99.1.90.00 9001. com ou sem envelopes.1.2 19. mesmo emoldurados Papel cortado “cut size” (tipo A3.2.2.03 9004.1. quadro de avisos e similares.00 9001.35 19.33 19.00 4810.91 Descrição Colas e outros adesivos preparados.2.29 19.56 3926.10.91. nº 45. Subitem 21.20. todos cortados em tamanho prontos para uso escolar e doméstico Papel impermeável Papel crepon Papel almaço Papel fantasia Papel‐carbono.00 Descrição Armações para óculos e artigos semelhantes e suas partes Óculos de sol Óculos para correção Vidros para lentes corretivas Lentes de vidro para óculos Lentes de outras matérias.9 4802.90.1. contendo um sortido de artigos para correspondência Livros de registro e de contabilidade. de escritório ou de papelaria.1.9 4802.28 19. 4º e vigência estabelecida pelo art. brancos e coloridos.60. de papel para cartas.00.5 20. caixas.10 48.57.3 8304.40. de recibos. de papel ou cartão. para óculos Lentes de contato 21.90 82 57 57 57 57 25 43 57 71 19.40 19. agendas e artigos semelhantes. Rio Grande do Sul (Protocolo ICMS 190/09). carta e outros) Estojo escolar.00 4808.90 7607. Paraná (Protocolo ICMS 190/09).90.19. ambos do Dec.16 4816. de papel ou cartão.5 19. mesmo com folhas intercaladas de papel‐carbono. sacos e semelhantes. “c”. blocos de notas.41 MVA (%) 71 Efeitos a partir de 1º/10/2011 ‐ Acrescido pelo art.3 20. álbuns para amostras ou para coleções e capas para livros.11. raspadeiras e abre cartas 39 57 57 57 57 20. Rio de Janeiro (Protocolo ICMS 190/09). Âmbito de Aplicação da Substituição Tributária Interno Subitem 19.10. estênceis completos e chapas ofsete.26 19.30. mesmo acondicionados em caixas Papel hectográfico Envelopes.90 8305.2 20. classificadores. bilhetes‐postais não ilustrados e cartões para correspondência.32 48.1.00 4420.30 19.56. ofício I e II.20 65 19. COLCHOARIA Âmbito de Aplicação da Substituição Tributária Interno e nas seguintes unidades da Federação: Bahia (Protocolo ICMS 190/09). PRODUTOS ÓPTICOS Âmbito de Aplicação da Substituição Tributária Interno Subitem 20.4 20.fineprint.1.3 19.58.1.41 4909. papéis de presente.00 8214.90.90.1 Código NBM/SH 9404. cadernos.00 4202.90 4810.1. em bastão ou líquida 57 57 57 57 69 57 57 52 19. em folhas. Mato Grosso (Protocolo ICMS 190/09).1. Mato Grosso do Sul (Protocolo ICMS 190/09). 5º.37 19. de papel ou cartão.9 4806.22. de 11/08/2011: 19. de apontamentos.06 MVA (%) 110 120 120 110 100 100 54 Isaias Jonas de Andrade 63 Printed with FinePrint trial version .50.59. de papel.27 19. aerogramas.90 3506.13.00 9004. Santa Catarina (Protocolo ICMS 190/09) e São Paulo (Protocolo ICMS 30/09).2. mesmo ilustrados.1.25 19.00.39 19.00 9010.1 Código NBM/SH 3506.688.09 48.purchase at www. papel autocopiativo (exceto os vendidos em rolos de diâmetro igual ou maior do que 60 cm e os vendidos em folhas de formato igual ou maior do que 60 cm de altura e igual ou maior que 90 cm de largura) e outros papéis para cópia ou duplicação (incluídos os papéis para estênceis ou para chapas ofsete). inclusive os magnéticos Lâminas de apontadores.90.4 19.31 4802.6 4016.10 7015.1.1.10 9001.90 48.00 4421. de encomendas.1.10.10.00 9610. cartões impressos com votos ou mensagens pessoais. capas para encadernação (de folhas soltas ou outras).17 Cartolina escolar e papel cartão. capas de processos e outros artigos escolares.6 20.1.00.1.

folhas de serras de todos os tipos (incluídas as fresas‐serras e as folhas não dentadas para serrar) Limas.90 8413. mandrilar.90.2.80 9017.90 38 33 33 37 42 41 39 44 44 37 48 39 22. grosas. armações e cabos de ferramentas. picaretas. pontas e objetos semelhantes para ferramentas.15 9017. exceto as de uso doméstico Tesouras e suas lâminas Instrumentos e aparelhos de geodésia. exceto bússolas. manuais (incluídas as chaves dinamométricas).3 Código NBM/SH 4016. cisalhas para metais. mós com armação.90 9025.90. puncionar.11. tesouras de podar de todos os tipos. retificar ou cortar.94.1.90 9026. de madeira Mós e artefatos semelhantes. tornear.fineprint.1. Subitem Código NBM/SH 2828. e suas lâminas. para calçados ou para couros.70. micrômetros.90) Chaves de porcas.10. tesouras para sebes. ou para máquinas‐ferramentas (por exemplo: de embutir.1 22.29 Bombas volumétricas rotativas Bombas centrífugas Instrumento e aparelho para medida e controle de nível Descrição MVA (%) 37 37 40 23.00 3808. fresar.3 Pomadas.90 4417. polir. sem armação. alviões.05. facas para feno ou para palha. sachos.1.3 Código NBM/SH 8413.1.1. tornos de apertar.11 2828. saca‐bocados e ferramentas semelhantes. forjas‐portáteis.19 3405.6 22.19 9025. branqueador ou alvejante 70 23. 62 Isaias Jonas de Andrade 64 Printed with FinePrint trial version .20.01 82.1 Água sanitária.1. corta‐pinos. sargentos e semelhantes. incluídas as podadeiras de lâmina móvel. Santa Catarina (Protocolo ICMS 193/09) e São Paulo (Protocolo ICMS 27/09). mesmo com partes de outras matérias Pás.18 Termômetros.1. amolar. alicates (mesmo cortantes). para metais.purchase at www.7 22.02 a 82.1 22. lamparinas ou lâmpadas de soldar (maçaricos) e semelhantes. topografia. pinças.30 9017. suas partes e acessórios Pirômetros. cunhas e outras ferramentas manuais para agricultura.08 8209.21.10 22.1. Âmbito de Aplicação da Substituição Tributária Interno e nas seguintes unidades da Federação: Rio de Janeiro (Protocolo ICMS 193/09). corta‐tubos. cremes e preparações semelhantes.90 68.12 22. triturar. nivelamento. manuais (exceto pinças para sobrancelhas – NCM 8203.19 3206.2 9404. FERRAMENTAS 22. podões e ferramentas semelhantes com gume.1.1.1.08) de lâmina cortante ou serrilhada.4 22.11 82.10 4417.00.16 43 22. para moer. oceanografia.00 3808.41.00. e suas partes. calibres e semelhantes. MATERIAL DE LIMPEZA 23. hidrografia.90 9025.00 3402.02 82.14 22.04 Ferramentas de borracha vulcanizada não endurecida Ferramentas.3 9404.13 90.90.03 82. mesmo mecânicas.87 83. Subitem 22. mesmo com cabos Ferramentas manuais (incluídos os diamantes de vidraceiro) não especificadas nem compreendidas em outras posições.2 Odorizantes / desodorizantes de ambiente e superfície 56 23. ancinhos e raspadeiras. chaves de caixa intercambiáveis.1. exceto os acessórios ou partes de máquinas‐ferramentas.90.94. paquímetros.2 22.10.1. forcados e forquilhas. varetas.1.1.11 22.00 3307.07 82. e as ferramentas de perfuração ou de sondagem. Rio Grande do Sul (Protocolo ICMS 197/09). Rio Grande do Sul (Protocolo ICMS 193/09). horticultura ou silvicultura Serras manuais.49.1. de abrasivos naturais ou artificiais aglomerados ou de cerâmica. telêmetros Metros. pedras para amolar ou para polir.2.00 3307. acondicionadas em sortidos para venda a retalho Ferramentas intercambiáveis para ferramentas manuais.9 22.13 22. fotogrametria.2. manualmente.2. de pedras naturais.00 82. furar. Santa Catarina (Protocolo ICMS 197/09) e São Paulo (Protocolo ICMS 33/09). estampar.05 8206. machados.1.1.00 Colchões.1. inclusive box Travesseiros e pillow 76.04 82. brochar. enxadas. agrimensura.8 22.60.90. tenazes. exceto os clínicos. incluídas as fieiras de estiragem ou de extrusão.1. roscar. aparafusar).com .17 22. desfibrar.90.1.54 22. hidrologia.15 82.20. meteorologia ou de geofísica. bigornas. foices e foicinhas.2 21. Âmbito de Aplicação da Substituição Tributária Interno e nas seguintes unidades da Federação: Bahia (Protocolo ICMS 27/10). não montados.1.99.00 Descrição MVA (%) 23.00. de ceramais ("cermets") Facas (exceto as da posição 82.1.90 9025.5 22.00 82. Âmbito de Aplicação da Substituição Tributária Interno Subitem 22. exceto forma ou gabarito de produtos em epoxy Facas e lâminas cortantes.2 22. manuais ou de pedal Ferramentas de pelo menos duas das posições 82. para máquinas ou para aparelhos mecânicos Plaquetas.41. partes e acessórios Descrição MVA(%) 39 39 38 22. suas partes e acessórios 39 39 22.90.19 3307.

9 Esponjas para limpeza 59 23. desinfetantes e afins 51 49 23.23.20 2806.11 2933.1.20. pastilhas ou em tabletes e demais desinfetantes para uso em piscinas.10 2809.90 2827.79 3923.30. em pó.17 55 23.2 6307.1.90.1.28 Algicidas.00 3924.10 2710.21 2833. raticidas.00 6805.10.00 2901.14 23.20 2917.90 3808.8 42 27 23.12. pós.90.1.10.12 46 23. pastilhas.00. isocianúrico.32.1.79. 4º e vigência estabelecida pelo art.1.22.23 23.1. fungicidas.1 2832.1.22 23.03 38.90 2801.1.20. I. e demais desinfetantes para uso em piscinas. granulado. em pastilhas ou em tabletes.purchase at www. ácido tricoloro.1.1.1.50.19 3808.30.20.20.94 3808.13 23.39 2933.90 Cloro estabilizado.1.91.93 3808.39 34.10 23.99 3822.94 Pastas.25 23.90 2207.11.69. todos utilizados em piscinas Naftalina Antiferrugem Clarificante Controlador de metais Flutuador 4x1 Limpa‐bordas Preparações lubrificantes e preparações dos tipos utilizados para lubrificar e amaciar matérias têxteis.00 2924.26 23.00 28.1. repelentes e outros produtos semelhantes. “c”. todos na forma líquida.4 23. removedores de gorduras e oleosidade. flutuador 3x1 Carbonato de sódio 99% Cloreto de hidrogênio (ácido clorídrico). tabletes.5 3405.00 2902.00 3505. todos utilizados em piscinas 60 23.1.27 Barrilha carbonatos de sódio.10.20 3905. isocianúrico todos na forma líquida.10.10.00 2836.49 2806.19 23.30 Kit teste pH/cloro.91. em solução aquosa Limpador abrasivo e/ou soda cáustica em forma ou embalagem para uso direto Desumidificador de ambiente Floculantes clarificantes. carbonato de cálcio.13 2923.10 2923.19 3402.20 2807.10 2836. todos na forma líquida.10. de 11/08/2011: 2828.69. granulada.91 3808.1.10.10 3808.688.99 3808. rodenticidas.89 8516.32 23.92 3808.1.90. flanelas e artefatos de limpeza semelhantes Aparelhos mecânicos ou elétricos odorizantes.11.1. hidrogeno carbonato de sódio ou bicarbonato de sódio.10. para untar couros.10 6805.1.90 3824. em pó.90.10. ácido clorossufúlrico.90. sulfúrico fosfórico.20. em pó. hidrocloretos.90 2806. fita‐teste Produtos para limpeza pesada Redutor de pH: produtos em solução aquosa ou não. MATERIAL DE LIMPEZA 23.12 Cloro estabilizado . panos de prato ou de cozinha. flutuador 3x1 ou 4x1 46 Efeitos a partir de 1º/10/2011 ‐ Redação dada pelo art.00 2933. decantadores à base de cloretos.1.30.90. 5º. ambos do Dec. peróxido‐sulfato de sódio ou potássio.1.20 23.90.49. esfregões. peleteria e outras matérias Neutralizador/eliminador de odor 53 28 55 55 41 46 51 49 58 23.69.24 23. todos utilizados em piscinas Sacos de lixo de conteúdo igual ou inferior a 100 litros Rodilhas. saponéceos e outras preparações para arear Facilitadores e goma para passar roupa 57 71 23.00 3808.1.1 3808.15 23. apresentados em formas ou embalagens exclusivamente para uso domissanitário direto Desinfetantes apresentados em quaisquer formas ou embalagens Amaciante/Suavizante 28 23.29 23.00 3506.21 23.90 3924.1.79.30.94 3809.69.15 2827.1 3824.19 3808.00 2827.50.18 Tira‐manchas e produtos para pré‐lavagem de roupas 52 23.90.00.00.20. todos utilizados em piscinas 23.02 2815.31 28 23.00 2842. ácido tricoloro.1.7 23.92.1.69.com .33 23.11 Álcool etílico para limpeza Óleo para conservação e limpeza de móveis e outros artigos de madeira 31 49 23.11 2933. e outros redutores de pH da subposição 3824.1.40.1. granulado. de ácidos clorídricos.94 2803.10.fineprint.00 2207.16 53 49 61 40 23.00 2828. nº 45.1.90 2922.34 49 53 49 Isaias Jonas de Andrade 65 Printed with FinePrint trial version .1.1.10. sulfatos de alumínio e outros sais de alumínio. à base de sais.00 2933.00. oxicloretos.6 Inseticidas.00 8424.1.00 2836.90 2931.1.

incluídos os compactos.6 24.11 2815.91. COSMÉTICOS.20. impregnados.1. Rio Grande do Sul (Protocolo ICMS 191/09).2.2.5 24.21 24.00 2914. pastas (ouates).11.00 3305.1.16 24.00 Outras vassouras.3 23.90 7616.2. exceto da subposição 23.2.1.10 3303. rodos e similares 49.00 3306.90.90 2712.00 3307.11 24.90 3307. “c”.12 24.30 Código NBM/SH 1211.1.90 4017.1.02 38.00.19.15 Cloreto de hidrogênio (ácido clorídrico).7 24.00 3305.28 Efeitos a partir de 1º/10/2011 ‐ Acrescido pelo art.00. nº 45. ambos do Dec.32 49 23.3 24.1.00 3307.10 3304.20.24 24.23.90.90. de 11/08/2011: 23.11. esfregões e espanadores Vassouras e escovas.1.00 3401.90. I.00 2847.2.90.1. delineador.20.1.4 23.2.6 58 28 24.00 3306.27 24.20 3304.20.88 40.1 2806.00 3006.28 24.20.10.19 24.4 24.1 24.1.1.20.90 Henna em pó em envelope de até 50g Vaselina Amoníaco em solução aquosa (amônia) Peróxido de hidrogênio (água oxigenada ‐ frasco de até 100 ml) Acetona (frasco em até 30 ml) Lubrificação íntima Óleos essenciais (frasco de até 10 ml) Perfumes (extratos) Águas‐de‐colônia Produtos de Maquilagem para os Lábios Sombra.99.15 24. produtos e preparações orgânicos tensoativos.1.com .88 40.1.1.1.1.00 33.20 3926.9 24. Papel. exceto os lenços umedecidos relacionados no subitem 24.90.1.90.5 Código NBM/SH 3401.10.30. PERFUMARIA.31 Luvas de borracha ou latex forradas para limpeza Acidulante Hidróxido de sódio (soda cáustica).2. cabos.00 9603.88 48. pedaços ou figuras moldados Descrição MVA(%) 51 51 51 51 51 51 51 51 74 51 51 51 64 51 70 28 31 51 51 40 35 32 91 44 76 47 47 51 51 20 Isaias Jonas de Andrade 66 Printed with FinePrint trial version .1.23 24.1. dos cabelos Laquês para o cabelo Outras preparações capilares Tintura para o cabelo Dentifrícios Fios utilizados para limpar os espaços interdentais (fios e fitas dentais) Outras preparações para higiene bucal ou dentária Preparações para barbear (antes.6 Cabos de vassouras.18 24.00 3305.1.10.00 2814.10.26 24.99.90 3305.00 3307.8 38. rodos.08 Neutralizador/eliminador de impureza ou neutralizador/eliminador de odor e impureza Repelentes. líquidos Outros desodorantes corporais e antiperspirantes Sais perfumados e outras preparações para banhos Outros produtos de perfumaria ou de toucador preparados Sabões de toucador em barras. constituídas por pequenos ramos ou outras matérias vegetais reunidas em feixes.00 3305.8 24.1.7 23.1. em pães.1.purchase at www.14 24.00 7326.1.2 23. Subitem 24.00 3304.1.35 23.99.00 9601. para maquilagem Cremes de beleza. feltros e falsos tecidos.01 3303.90.2. 5º.688.30.10.10 24.10 3304.00 3304.00. Âmbito de Aplicação da Substituição Tributária Interno e nas seguintes unidades da Federação: Paraná (Protocolo ICMS 191/09).90.10 3307.10. durante ou após) Desodorantes corporais e antiperspirantes.29 24.00 Descrição Sabões.00 4015.1. lápis para sobrancelhas e rímel Outros produtos de maquilagem para os olhos Preparações para manicuros e pedicuros Pós. excluídas as mercadorias listadas no subitem 23.2 24.1 23.1. cremes nutritivos e loções tônicas Outros produtos de beleza ou de maquilagem preparados e preparações para conservação ou cuidados da pele Xampus para o cabelo Preparações para ondulação ou alisamento.22 24.00 3306.1.13 24.1.17 24.1. ácido clorossufúlrico.70. Âmbito de Aplicação da Substituição Tributária Interno Subitem 23.36 9603.10 2806.00. exceto em embalagem igual ou superior a 5 litros ou a 5 quilogramas e os produtos relacionados no subitem 23.00 3304.1.19.20.00 2828.1.1.2. Santa Catarina (Protocolo ICMS 191/09) e São Paulo (Protocolo ICMS 36/09).14 MVA(%) 40.20 24.1.1.90 3304.1. revestidos ou recobertos de sabão ou de detergentes. com ou sem cabo 64 71 23.25 24. 4º e vigência estabelecida pelo art. ARTIGOS DE HIGIENE PESSOAL E DE TOUCADOR 24.fineprint. permanentes.1.30.90. MATERIAL DE LIMPEZA 23.

52 24.90 3307.00 Henna.1. chupeta de silicone e bico de mamadeira de silicone.2. de 11/08/2011: 24. “c”. incluídas as que sejam partes de aparelhos.44 24.43 24.00 9605. oleorresinas de extração.37 24.2.1. exceto os de frasco em até 10 ml relacionados no subitem 24. soluções concentradas de óleos essenciais em gorduras.1.00 40. onduladores.1.58 3401.00 4818.10 4818.90.87 34.1.90.00 8214.19.00 9603.00 3401.31 24.90 2501.90 2847. ambos do Dec.35 e 24. inclusive lenços umedecidos Sabões de toucador sob outras formas Produtos e preparações orgânicos tensoativos para lavagem da pele.4 Acetona em frasco superior a 30 ml Óleos essenciais (desterpenados ou não).2.34 24.90.24.90 5603.2. obtidas por tratamento de flores através de substâncias gordas ou por maceração.2.00 4818.1.00 5601.1.90. exceto os da posição 85.1.54 24.19 5201. de borracha vulcanizada não endurecida. para cílios ou para unhas e outras escovas de toucador de pessoas.9 Soluções para lentes de contato ou para olhos artificiais 43.90 8203.10.40 24. incluídos os chamados “concretos” ou “absolutos”.51 24.1. em barras.1.2.1.00 4818.00.00 4014.90.42 24.90.00 34.1.2.35 24.00 4818. em óleos fixos. nº 45. I.34.30. pedaços ou figuras moldados.1.1.30.1. pinças (pinceguiches).49 24.20.1. inclusive ceras Pós e cremes para facilitar a aderência de dentaduras Algodão em embalagem de até 500 g Descrição *MVA(%) 51 51 51 24.70 24.10 3401.55 24.90.90 8214.00 9025.87 42. exceto a relacionada no subitem 24.38 24.87 34.5 24.1. exceto o relacionado no subitem 24.2 24.26 24.3 Código NBM/SH 1211.1. inclusive o digital Escovas e pincéis de barba.20.00 4014.2.10 Artigos de higiene ou de farmácia.90 3307.19.1.9 2501.90 4202.40.688.21.1.1.1.41 24.1 24.90.20. produtos e preparações.10.fineprint. COSMÉTICOS.00 96.15 9616.90.90 Outros sabões.1 Peróxido de hidrogênio (água oxigenada).00 5601.8 3401.50 24.56 24.1. na forma de líquido ou de creme.1.40 7013.47 24.2.33 24. Âmbito da Aplicação da Substituição Tributária Interno Subitem 24.1.40.32 24.00 33.1. incluídas as escovas para dentaduras Pincéis para aplicação de produtos cosméticos Sortidos de viagem. bobes (rolos) e artefatos semelhantes para penteados. para toucador de pessoas para costura ou para limpeza de calçado ou de roupas Pentes.46 24.57 24.53 24.70 Efeitos a partir de 1º/10/2011 ‐ Redação dada pelo art. PERFUMARIA.1. grampos (alfinetes) para cabelo.20 4818. mesmo solidificado com uréia.purchase at www. mesmo contendo sabão Bolsa para gelo ou para água quente Chupetas e bicos para mamadeiras Malas e maletas de toucador Papel higiênico ‐ folha simples Papel higiênico ‐ folha dupla Lenços (incluídos os de maquilagem) e toalhas de mão Papel toalha de uso institucional do tipo comercializado em rolos acima de 100 m e do tipo comercializado em folhas intercaladas Toalhas e guardanapos de mesa Fraldas Tampões higiênicos Absorventes higiênicos externos Absorventes e tampões higiênicos e fraldas de fibras têxteis Hastes flexíveis (uso não medicinal) Sutiã descartável. 4º e vigência estabelecida pelo art.48 24. acondicionados para venda a retalho. mamadeira de vidro 51 Isaias Jonas de Andrade 67 Printed with FinePrint trial version . subprodutos terpênicos residuais da desterpenação dos óleos essenciais. águas destiladas aromáticas e soluções aquosas de óleos essenciais Sabões medicinais Depilatórios.06 3005.10 9025.90 9603. assemelhados e papel para depilação Pinças para sobrancelhas Espátulas (artigos de cutelaria) Utensílios e sortidos de utensílios de manicuros ou de pedicuros (incluídas as limas para unhas) Termômetros.1.1.1.1 4818. solução fisiológica.1.00.2.00.29 3307.4 33.11.10. e suas partes. ARTIGOS DE HIGIENE PESSOAL E DE TOUCADOR 24. exceto escovas de dentes Escovas de dentes. mesmo com partes de borracha endurecida exceto dos subitens 24.6 24. escovas para cabelos.11.01 51 24.1. resinóides.00.4 Soluções para lentes de contato ou para olhos artificiais.90.16 e suas partes Borlas ou esponjas para pós ou para aplicação de outros cosméticos ou de produtos de toucador Mamadeiras 51 51 42 51 51 51 45 44 79 49 56 32 56 62 56 51 51 51 51 51 51 51 62 51 51 51 51 51 24. travessas para cabelo e artigos semelhantes.39 24. em ceras ou em matérias análogas. 5º.2.1.40.45 24.21.00 3924.14 3924.00 3926.20.7 24.2 9603.00 4818. exceto para uso parenteral 43.21.36 24.00 2914.90.10.90 5601.10 3404.com .2.20.10 4014.30.1.58.90. 24.7.20.92.11.

Subitem 29.31 8517. ÓLEOS E AZEITES – Revogados Âmbito de Aplicação da Substituição Tributária Interno Subitem 28. Espírito Santo. com aparelho receptor incorporado.11. Paraná.3 26. ELETROELETRÔNICOS E ELETRODOMÉSTICOS 29. Maranhão. Bahia. 4º e vigência estabelecida pelo art. Rio Grande do Norte.10 26. Rio de Janeiro. Santa Catarina. Ceará. de telefonia celular Cartões inteligentes (Smart Cards e SimCard) Descrição MVA (%) 13 13 13 13 26. Goiás. Amapá.7 27. Ceará. Goiás.11 24. Piauí.21.13 8517. Santa Catarina.4 27.98 Código NBM/SH Descrição MVA (%) Vide Capítulo XIV do Título II da Parte 1 Descrição MVA (%) Descrição MVA (%) 30 30 30 30 30 30 30 30 30 Na operação interna: 30 Na operação interestadual: 58. Mato Grosso do Sul. Pernambuco. Tocantins e o Distrito Federal (Convênio ICMS 135/06) Subitem 25. 25. MÁQUINAS. Sergipe e Tocantins (Convênio ICMS 110/07) Subitem 27. Pará. Mato Grosso do Sul. Paraíba. Pernambuco. Amazonas. Paraíba. Roraima.19 8523.1.9 26. Maranhão.00 5601.5 26. de 11/08/2011: 24. Amapá.3 25. Bahia.com . Rondônia.12 3926.purchase at www.10 27.2 25. Rio de Janeiro. MOTORES E VEÍCULOS E AGUARRÁS Âmbito de Aplicação da Substituição Tributária Interno e nas seguintes unidades da Federação: Acre. Rio Grande do Sul. EQUIPAMENTOS.1 26. nº 45.1 25. Alagoas.3 27. COMBUSTÍVEIS Âmbito de Aplicação da Substituição Tributária Interno e nas seguintes unidades da Federação: Acre. Rondônia. Mato Grosso. Rio Grande do Sul. Distrito Federal. PRODUTOS UTILIZADOS EM APARELHOS.12. Mato Grosso.6 27.8 27. 114 da Parte 1 deste Anexo. Rio de Janeiro.4 26. Rondônia. Rio Grande do Sul (Protocolo ICMS 192/09).5 27. PRODUTOS ELETRÔNICOS.6 26.1 27. Distrito Federal. São Paulo.52.4 Código NBM/SH 8517. Rio Grande do Sul. Paraíba.12.20.00 Fogões de cozinha de uso doméstico e suas partes Descrição MVA (%) 38.54 30 Isaias Jonas de Andrade 68 Printed with FinePrint trial version .fineprint. Paraná.10 Luvas de plástico Algodão hidrófilo 41. Sergipe. Mato Grosso.8 26. Alagoas.3 ‐ Revogados 29. Roraima. Roraima.1 a 28. Piauí. Espírito Santo. Espírito Santo.11 Gasolina automotiva Óleo diesel Querosene de aviação Gás liquefeito de petróleo Álcool etílico hidratado combustível Álcool etílico anidro combustível Óleo combustível Gasolina de aviação Gás natural veicular Querosene iluminante Outros combustíveis 28. Goiás. ambos do Dec. São Paulo. Bahia. 5º. Mato Grosso do Sul. Rio de Janeiro (Protocolo ICMS 192/09). Maranhão. Pará.9 27.9 derivados de petróleo Aguarrás mineral 27.26 * Vide art. Rio Grande do Norte.00 Terminais portáteis de telefonia celular Terminais móveis de telefonia celular para veículos automóveis Outros aparelhos transmissores. “c”. Sergipe e Tocantins (Convênio ICMS 110/07) Subitem 26.12.7 26. Piauí. Amazonas. Alagoas. Pará.1.1 a 26. Ceará.2.1 Código NBM/SH 7321.Efeitos a partir de 1º/10/2011 ‐ Acrescido pelo art.688. Âmbito de Aplicação da Substituição Tributária Interno e nas seguintes unidades da Federação: Paraná (Protocolo ICMS 192/09). Amapá. I. PRODUTOS DE TELEFONIA MÓVEL Âmbito de Aplicação da Substituição Tributária Interno e nas seguintes unidades da Federação: Acre. Santa Catarina (Protocolo ICMS 192/09) e São Paulo (Protocolo ICMS 31/09). Paraná. Rio Grande do Norte.38 42.2.2 26.11 Aditivos Anticorrosivos Desengraxantes Fluido Graxas Óleos de têmpera Óleos protetivos Óleos para transformadores Óleos lubricantes Mercadorias relacionadas nos itens 26.2 27.

de pequena capacidade.00 8516.1.9 8517. cópia ou transmissão de telecópia (fax).69. capazes de ser conectadas a uma máquina automática para processamento de dados ou a uma rede Outras impressoras. de capacidade não superior a 900 l Outros congeladores ("freezers") Bebedouros refrigerados para água Mini adega e similares Máquinas para produção de gelo Partes dos refrigeradores.41 29.18 29.11 8450.fineprint.31 8418.13 29. grelhas e assadeiras Outros aparelhos eletrotérmicos para uso doméstico – cafeteiras Outros aparelhos eletrotérmicos para uso doméstico –torradeiras Outros aparelhos eletrotérmicos de uso doméstico Partes das chaleiras.90 8452.48 29. em peso de roupa seca Partes de máquinas de lavar roupa.1.62. exceto as das subposições 8471. suas partes e acessórios Máquinas de lavar roupa.49 48.60.10 8516.1.81 48. de peso não superior a 10kg. mesmo combinados entre si. podendo conter.60 41.1.42 a 29. de uso doméstico.9 29.34 31. exceto celulares e os de uso automotivo Outros aparelhos telefônicos Aparelhos para transmissão ou recepção de voz.40.19 8450.51 29.84 37.28 31.53 37.10 Secadoras de roupa de uso doméstico Outras secadoras de roupas e centrífugas para uso doméstico Partes das secadoras de roupas e centrífugas de uso doméstico e dos aparelhos para filtrar ou depurar água.9 8422.1.39 29.62.70.54 da NBM/SH Outras unidades de entrada ou de saída. um teclado e uma tela Outras máquinas automáticas para processamento de dados Unidades de processamento.90.46 29.46 36.54 8418.96 26.1.55 21.1.25 29.45 29.1.1.30 29.34 29.1. mesmo com dispositivos de secagem.49 58.7 e 29.5 85.69 Isaias Jonas de Andrade 69 Printed with FinePrint trial version .1.01 48.1. com capacidade de instalação.2 29.00 8421. fones de ouvido (auscultadores).62. imagem ou outros dados em rede com fio.06 38.12 8450. de uso doméstico Máquinas de lavar roupa.22 28. em peso de roupa seca.1.00 8516.22 29. Exceto os de uso automotivo 37. cilindros e outros elementos de impressão da posição 84. congeladores e mini adegas.40 85.1.21. em peso de roupa seca Outras máquinas de secar de uso doméstico Partes de máquinas de secar de uso doméstico Máquinas de costura de uso doméstico Máquinas automáticas para processamento de dados. mesmo combinados entre si.07 40. ELETROELETRÔNICOS E ELETRODOMÉSTICOS 7321.70 8471. fornos e outros aparelhos eletrotérmicos descritos nos subitens 29.19 29.3 29.48 Aparelhos telefônicos por fio com unidade auscultador‐microfone sem fio Telefones para redes sem fio.1. máquinas copiadoras e telecopiadores (fax).3 8504. portáteis. suas partes e acessórios.81. de uso doméstico e suas partes Enceradeiras Chaleiras elétricas Ferros elétricos de passar Fornos de microondas Outros fornos. 8421.00 8418.36 29. mesmo montados nos seus receptáculos.00 29.1.38 29.90 e 8418.12 29.21.50.54 40.1.1. de unidades de memória da subposição 8471.1.1.69.92 30.12.19 34.00 8418.purchase at www.03 49.52 e 8517.10.11 25.69.85 41.30 8471.90 8451.04 44.10 8471.45 41.50. leitores magnéticos ou ópticos.00 da NBM/SH Carregadores de acumuladores Equipamentos de alimentação ininterrupta de energia (UPS ou "no break") Aspiradores Aparelhos eletromecânicos de motor elétrico incorporado. capazes de ser conectados a uma máquina automática para processamento de dados ou a uma rede Outras máquinas e aparelhos de impressão por meio de blocos.79 8516.2 a 29.26 34.66 43. e de outras impressoras.1.49 29.1.10.29.31 29.08 24.53 da NBM/SH Microfones e seus suportes.42 29. mesmo com dispositivos de secagem.10 8418. inteiramente automáticas Outras máquinas de lavar roupa. de uso doméstico.87 37.00 8516.1. 8517.01 37.71 da NBM/SH Outros transformadores.99.73 22. mesmo com dispositivos de secagem.00 8516.00 8451.32 29.50 29.1.53 29.40.1.1. máquinas para registrar dados em suporte sob forma codificada. exceto os produtos classificados nas subposições 8504.97 30.1.19. e valor FOB inferior ou igual a US$ 12. mesmo combinados com microfone e conjuntos ou sortidos constituídos por um microfone e um ou mais alto‐falantes.00 8516.32 8443.4 29.1.29.31 da NBM/SH Máquinas de lavar louça do tipo doméstico e suas partes Máquinas que executem pelo menos duas das seguintes funções: impressão. de uso doméstico Máquinas de secar de uso doméstico de capacidade não superior a 10kg.90 8471.1.42 da NBM/SH.00 8471. não especificadas nem compreendidas em outras posições.60.11 29.1.1.00 7321. de capacidade não superior a 800 l Congeladores ("freezers") verticais tipo armário.1.90 8418. aparelhos elétricos de amplificação de som.40.1.5 29.54 40. de capacidade não superior a 10 kg.22 41. alto‐falantes.58 31.49.8 29.35 29. máquinas copiadoras e telecopiadores (fax).99 8418.00 8418.19. de capacidade superior a 10 kg.27 29.1.1. mesmo com dispositivos de secagem. um ou dois dos seguintes tipos de unidades: unidade de memória.1.90 8473.60.50. por unidade Unidades de entrada.51 40.08 85.1. unidade de entrada e unidade de saída.1.1. descritos nos subitens 29.1. amplificadores elétricos de audiofreqüência.00 8418.18 Combinações de refrigeradores e congeladores ("freezers").18.30.17 29.40.20 29. Partes e acessórios das máquinas da posição 84.51.30 8504.11.12 32.34.29.1. no mesmo corpo.22 27.00 e 8504.90.61 37.24 29. de uso doméstico.12 8517.1.7 29.1.com .40 42.71. PRODUTOS ELETRÔNICOS.1. unidades de memória Unidades de memória Outras máquinas automáticas para processamento de dados e suas unidades.10.91 50. ferros. exceto as das subposições 8471.29 29.500.99 8450.00.12 8421.84 27.60.4 8471.59 37.33.10 29. de compressão Outros refrigeradores do tipo doméstico Congeladores ("freezers") horizontais tipo arca.70 31.10 8504.50.9 8418.45 27.90.00 da NBM/SH.1.44 29.22 34.52 29.23 29. descritos nas subposições 8421.43 29.28 29.1.87 38.1.1.11 8517.1.43 38.49 32. baseadas em microprocessadores. munidos de portas exteriores separadas Refrigeradores do tipo doméstico.82 32.5 8471.10 8443.72. mesmo com dispositivos de secagem.41 ou 8471.80.00 8418.00 8422. e máquinas para processamento desses dados.37 29.62. podendo conter.1.90 8451.78 33.47 29.54 34.15 29. podendo conter múltiplos conectores de expansão ("slots").1.09 8509. com secador centrífugo incorporado Outras máquinas de lavar roupa.6 29. contendo pelo menos uma unidade central de processamento.20 8450.1.16 29.1.33 29.31 8443. fogareiros (incluídas as chapas de cocção).1.26 29.13 41.1.1.40 29.14 29. no mesmo corpo.00 8517.69.90 8421.1.21 29. exceto os das subposições 8517.1.00 8516. dentro do mesmo gabinete.39 42.

69. mesmo combinados entre si.55 29.1.1. exceto os relacionados no subitem 29.13 7013. em redes com ou sem fio Aparelhos emissores com receptor incorporado de sistema troncalizado (“trunking”).2.57 29.22 36.22 8517.1. incluindo os aparelhos de comutação e roteamento Antenas próprias para telefones celulares portáteis.00.37.2.71 29.20.7 9006. de 11/08/2011: 30.22 29. policromáticos MVA (%) 35.1 8443.5 ‐ Revogado 29. ferro ou aço. cilindros e outros elementos de impressão da posição 84.71 40.7 30.57 Câmeras de televisão.6 6911.67 29.1. inclusive os descartáveis MVA (%) 38 63 63 63 48 50 50 103 54 55 53 70 Isaias Jonas de Andrade 70 Printed with FinePrint trial version .3 30.62.688.42 da NBM/SH.39 8517.3 29. taças. exceto os classificados na subposição 8527.62.60 29.00 Artefatos de madeira para mesa ou cozinha Filtros descartáveis para coar café ou chá Bandejas.00 6912.1.1.19 85. com um aparelho de gravação ou de reprodução de som.1. Âmbito da Aplicação da Substituição Tributária 42 29.22 37.2. aparelhos de gravação e de reprodução de som. “c”. Âmbito de Aplicação da Substituição Tributária Interno e nas seguintes unidades da Federação: Rio Grande do Sul (Protocolo ICMS 189/09).74 29.06 34. I. esfregões.fineprint. de porcelana e de cerâmica Velas para filtros Objetos de vidro para serviço de mesa ou de cozinha Outros copos.7 29.80. 6º e vigência estabelecida pelo art.77 29.8 30. câmeras fotográficas digitais e câmeras de vídeo.10.1.8 29.16 Outras impressoras. mesmo que incorporem um aparelho receptor de radiodifusão ou um aparelho de gravação ou reprodução de som ou de imagens ‐ televisores de Plasma Outros aparelhos receptores de televisão não dotados de monitores ou display de vídeo Câmeras fotográficas dos tipos utilizadas para preparação de clichês ou cilindros de impressão Câmeras fotográficas para filmes de revelação e copiagem instantâneas Aparelhos de diatermia Aparelhos de massagem Reguladores de voltagem eletrônicos Jogos de vídeo dos tipos utilizáveis com receptor de televisão Multiplexadores e concentradores Centrais automáticas privadas.62 8517.2 30.00 7013. pratos.00 8528. Exceto os de uso automotivo Outros aparelhos videofônicos de gravação ou de reprodução.1.1.60 29.1.2.12 Efeitos a partir de 1º/10/2011 ‐ Acrescido pelo art.00 4419. travessas.1. copos e artigos semelhantes. ARTEFATOS DE USO DOMÉSTICO 30. mesmo incorporando um receptor de sinais videofônicos.1. de plástico.59 Aparelhos receptores de televisão.22 37.90 7323.1.68 40.90. exceto de vitrocerâmica Artefatos de uso doméstico.7 8528. aparelhos de reprodução de som.2.1.10.03 42. Subitem 30.62.69 29.59.688. ambos do Dec.1.5 30.72 29.22 37. aparelhos de reprodução de som.2.6 30.93.52 23.1 8517.58 29.1.9 8517.89.6 29.2 29. Exceto os de uso automotivo Outros aparelhos de gravação de som.51.00 70.34 32.61.59 29.10. de louça – avulsos Artigos para serviço de mesa ou de cozinha. exceto de vitrocerâmica Objetos para serviço de mesa (exceto copos) ou de cozinha.29. aparelhos de gravação e de reprodução de som.40.10 6912. exceto as telescópicas 29.5 Código NBM/SH 85. mesmo que incorporem um aparelho receptor de radiodifusão ou um aparelho de gravação ou reprodução de som ou de imagens ‐ televisores de LCD Circuitos impressos com componentes elétricos ou eletrônicos.16 e 29.26 22 27 38.61 85.1. exceto os constantes do subitem 45.1.2.68 29.90 6911.29 85. imagens ou outros dados. ELETROELETRÔNICOS E ELETRODOMÉSTICOS Aparelhos de gravação de som.1.00.7 8529. nº 45.1.3 85.10 8517.90 8521.1 29.1.00 9032.97 49.1.4 8517.64 29. exceto as relacionadas no subitem 29. de 11/08/2011: 29.20.10.76 29.61.1. nº 45.9 30. polimento ou Descrição Serviços de mesa e outros utensílios de mesa ou de cozinha.1.11 30. I.1.10 8525.1. xícaras ou chávenas.63 29.9 4823.1.65 29.20 8528. ambos do Dec.90. luvas e artefatos semelhantes para limpeza.22 8519.1. 5º.62. Santa Catarina (Protocolo ICMS 189/09) e São Paulo (Protocolo ICMS 34/09).49.62.2. conversão e transmissão ou regeneração de voz. exceto as constantes dos subitens 29. mesmo que incorporem um aparelho receptor de radiodifusão ou um aparelho de gravação ou reprodução de som ou de imagens ‐ televisores de CRT (tubo de raios catódicos) Aparelhos receptores de televisão. partes e acessórios.2. “c”. policromáticos Monitores e projetores que não incorporem aparelhos receptores de televisão 41.9 8443.75 29.00.00 9006.1.69 27.12 Código NBM/SH 3924.34 22.00 9018.4 29.66 29.81.17 Circuitos integrados eletrônicos Nebulizadores e inaladores de uso doméstico 32. e suas partes. esponjas. PRODUTOS ELETRÔNICOS.78 Aparelhos receptores de televisão.62. partes e acessórios.12 8528.1. 5º.42.27 8528.7 8528.21 8525.2.51.1. de ferro fundido.00 4823.1.42 9019. montados Monitores e projetores que não incorporem aparelhos receptores de televisão.73 29.00 Descrição Aparelhos videofônicos de gravação ou de reprodução.56 29.4 30.1.29 8528.67 37 37 37 37 37 37 37 Interno Subite m 29. ou com um relógio.1.20 Máquinas e aparelhos de impressão por meio de blocos. de louça – estojos Artigos para serviço de mesa ou de cozinha. 4º e vigência estabelecida pelo art.2.22 37.22 37.71 da NBM/SH.90.20 8528.70.1.21 29.purchase at www.1.58 Efeitos a partir de 1º/10/2011 ‐ Revogado pelo art. de tecnologia celular Outros aparelhos de recepção.1. máquinas copiadoras e telecopiadores (fax).10 30.26 37. mesmo combinados num mesmo invólucro.50 9019. mesmo incorporando um receptor de sinais videofônicos Cartões de memória ("memory cards") Câmeras fotográficas digitais e câmeras de vídeo e suas partes Aparelhos receptores para radiodifusão. de capacidade inferior ou igual a 25 ramais Outros aparelhos para comutação Roteadores digitais.11 9504.80 8528.70 29.1. descartáveis.1.89 29.1 30.10.90 8523.com .62 37. de papel ou cartão Artigos para serviço de mesa ou de cozinha.1.00 8528.10 6911.2 de uso automotivo Outros monitores dos tipos utilizados exclusiva ou principalmente com uma máquina automática para processamento de dados da posição 84.

esfregões.00 3923.50.67 64.2.00 7323. CHICLETES.67 64. SUCOS PRONTOS E CONCENTRADOS.1. carros de pedais e outros brinquedos semelhantes de rodas. pinças para açúcar e artefatos semelhantes Garrafas térmicas e outros recipientes isotérmicos montados. aço. e suas lâminas. cobre e alumínio 64 Artefatos de uso doméstico. “c”.90.00 3406. e suas partes (exceto ampolas de vidro) 30.19 30.19.fineprint.90 8210.5 ‐ Revogados 35.9 Bicicletas e outros ciclos (incluídos os triciclos) sem motor Pneus novos de borracha dos tipos utilizados em bicicletas Câmaras de ar de borracha novas dos tipos utilizados em bicicletas Aparelhos de iluminação ou de sinalização visual dos tipos utilizados em bicicletas Partes e acessórios das bicicletas Descrição MVA (%) 47 64.6 30. com isolamento produzido pelo vácuo. ferro.1.2.00 7615.10. PIRULITOS.1. excluídas as artesanais Pregadores de roupa Palitos de madeira Chopeira de uso doméstico Fatiador de alimentos 81 81 81 70 74 31. PIPOCAS PARA MICROONDAS – Revogados. caçarolas e assadeiras Facas de lâmina cortante ou serrilhada. BICICLETAS Âmbito de Aplicação da Substituição Tributária Interno e nas seguintes unidades da Federação: Bahia (Protocolo ICMS 25/10).17 30. luvas e artefatos semelhantes. de uso doméstico Facas de mesa de lâmina fixa Facas de lâmina cortante ou serrilhada.15 30.19.3 30. IOGURTES. 5º.19.19. Santa Catarina (Protocolo ICMS 204/09) e São Paulo (Protocolo ICMS 35/09).00.20 7323.93.00 4421. CONSERVAS.9 7418. MOLHOS. para limpeza. patinetes.00 3923.16 30.90 3923.5 Código NBM/SH 8712. Subitem 32.4 30.2 31. polimento ou usos semelhantes.1.1 Código NBM/SH 7615. CEREAIS.1. bem como suas partes 70 (garrafas.00 Descrição Triciclos. CHÁS.3 31. cantis. Rio Grande do Sul (Protocolo ICMS 203/09). esponjas. e quebra‐cabeças (“puzzles”) de qualquer tipo. CHOCOLATES.2.2.18 30. mesmo animados. pás para tortas.5 30. REFRESCOS EM PÓ ‐ Revogado Âmbito de Aplicação da Substituição Tributária Interno Código NBM/SH Descrição MVA (%) Isaias Jonas de Andrade 71 Printed with FinePrint trial version .00 82.00 8210. LEITES FERMENTADOS. esfregões.15 9617. luvas e artefatos semelhantes. BRINQUEDOS Âmbito de Aplicação da Substituição Tributária Interno e nas seguintes unidades da Federação: Bahia (Protocolo ICMS 29/10). garrafões com ou sem torneira.usos semelhantes.10. Subitem 31.00. e suas partes.1 a 33. BARRAS DE CEREAIS.90. MVA (%) 57 33.00 8211.00 Artigos para serviço de mesa ou de cozinha e suas partes.92. caixas) MVA (%) 58 58 58 73 71 74 69 70 30.4 31. Âmbito de Aplicação da Substituição Tributária Interno Subitem 33.8 ‐ Revogados Código NBM/SH Descrição MVA (%) 34. escumadeiras.14 30.com . GOMAS DE MASCAR.00 7615. garfos. MAIONESES. Rio de Janeiro (Protocolo ICMS 204/09).2. de alumínio Recipientes isotérmicos sem isolamento produzido pelo vácuo. SUPLEMENTOS ALIMENTARES. de aço inoxidável 30. CONDIMENTOS.90. de ferro fundido.00 4013. BEBIDAS E SOBREMESAS LÁCTEAS.00 8512.30. FÓSFOROS.00 7615. outros brinquedos.1. facas especiais para peixe ou manteiga. de alumínio.20.2. conchas. polimento ou usos semelhantes. carrinhos para bonecos. Santa Catarina (Protocolo ICMS 203/09) e São Paulo (Protocolo ICMS 29/09).10 82.1 a 34.19. ambos do Dec. ACHOCOLATADOS.688. GELATINAS E PÓS PARA SOBREMESAS. frigideiras.1 Código NBM/SH 9503.purchase at www. BALAS.2 Efeitos a partir de 1º/10/2011 ‐ Acrescido pelo art. Rio Grande do Sul (Protocolo ICMS 204/09). FLANS.00 8714. bonecos. para cozinha ou açougue Colheres. Rio de Janeiro (Protocolo ICMS 203/09).1. Âmbito da Aplicação da Substituição Tributária Interno Subitem 30.1.90.00 4011. modelos reduzidos e modelos semelhantes para divertimento. inclusive de pressão.91.11 8211. para limpeza. KETCHUP. 4º e vigência estabelecida pelo art.1 31.7 Velas. de alumínio Panelas. MOSTARDAS.00 4421. TEMPEROS.2.13 30.11. ENLATADOS.00. ADOÇANTES ‐ Revogados Âmbito de Aplicação da Substituição Tributária Interno Subitem 34.00 7615. LEITES EM PÓ.00 3924.67 64.67 32. I.90 Descrição Esponjas.2. incluídas as podadeiras de lâmina móvel. de 11/08/2011: 30. nº 45.

CANUDOS DESCARTÁVEIS. ÁGUA MINERAL OU POTÁVEL ENVASADA Âmbito de Aplicação da Substituição Tributária Interno Subitem 41. e água potável ou natural.00.22.85 369. e água potável ou natural.000.99 ml. Mato Grosso do Sul.1 36. mesmo automáticos.00. Âmbito de Aplicação da Substituição Tributária Isaias Jonas de Andrade 72 Printed with FinePrint trial version .04 37. gaitas de foles) Instrumentos musicais de percussão (por exemplo: tambores.2 41.87 381. Água mineral.4 ‐ Revogados 41.05 9206. Água mineral.4 3605.10 2206.000. em embalagem com volume de 1.001.999.13 Código NBM/SH Descrição MVA (%) Código NBM/SH Descrição MVA (%) Código NBM/SH Descrição MVA (%) 54 Código NBM/SH 3917.04 2206. FILTROS DESCARTÁVEIS DE CAFÉ E FÓSFORO Âmbito de Aplicação da Substituição Tributária Interno Subitem 36. com teclado Outros instrumentos musicais de cordas (por exemplo: guitarras (violões). INSTRUMENTOS MUSICAIS Âmbito de Aplicação da Substituição Tributária Interno e nas seguintes unidades da Federação: Rio Grande do Sul (Protocolo ICMS 194/09). em embalagem com volume de 4. harpas) Outros instrumentos musicais de sopro (por exemplo: clarinetes.07 92.39 42.1 e 40.5 41.90 Vinhos Sidras e outras bebidas fermentadas Descrição MVA (%) Na operação interna: 29. Ceará.02 92.09 Pianos. e água potável ou natural.40 43.00 a 4.00 92. inclusive a gasosa ou aromatizada. Maranhão. em embalagem com volume de até 200.00 Descrição Canudos descartáveis para sorver líquidos MVA (%) 72 MVA (%) 25. cravos e outros instrumentos de cordas.3 41. MVA (%) 406.86 259.6 Código NBM/SH 2201 2202 2201 2202 2201 2202 2201 2202 2201 2202 2201 2202 Descrição Água mineral. Mato Grosso.9 443.00 Fósforos.3 39.5 39. PRODUTOS ALIMENTÍCIOS 43.1 38 ‐ POMADAS. inclusive a gasosa ou aromatizada. acordeões) Partes (mecanismos de caixas de música.5 ‐ Revogados 39.99 ml. Piauí e Tocantins (Protocolo ICMS 13/06) Subitem 42.10 43. maracás) Instrumentos musicais cujo som é produzido ou deva ser amplificado por meios elétricos (por exemplo: órgãos. Âmbito de Aplicação da Substituição Tributária Interno Subitem 40.04 Na operação interestadual: 51.00.2 Código NBM/SH 22. VINHOS.1 39.1 a 35. discos e rolos para instrumentos mecânicos) de instrumentos musicais.1 42.4 39.00.00 a 9.00 a 400. CREMES PARA CALÇADOS E PREPARAÇÕES PARA DAR BRILHO ‐ Revogado Âmbito de Aplicação da Substituição Tributária Interno Subitem 38. Subitem Código NBM/SH Descrição 39.1 38.73 35.Subitem 35.1 41.2 39. VINAGRES ‐ Revogados Âmbito de Aplicação da Substituição Tributária Interno Subitem 37. e água potável ou natural. por exemplo) e acessórios (por exemplo. em embalagem com volume de 201. Água mineral.00 a 999.99 ml. metrônomos e diapasões de todos os tipos. castanholas.99 ml Água mineral.25 ‐ Revogados 35.52 35.47 36. xilofones. violinos.2 ‐ Revogados 40.fineprint. em embalagem com volume igual ou superior a 10.1. COPOS E TALHERES DESCARTÁVEIS.purchase at www.6 92.2 38. inclusive a gasosa ou aromatizada. SIDRAS E OUTRAS BEBIDAS FERMENTADAS Âmbito de Aplicação da Substituição Tributária Interno e nas seguintes unidades da Federação: Alagoas. e água potável ou natural. caixas.com . e água potável ou natural. OUTRAS BEBIDAS – Revogados. guitarras. Amapá. 40.99 ml.4 41. Água mineral. pratos.66 872.000.26 ‐ Revogado Código NBM/SH Descrição MVA (%) 36. trompetes.3 a 38. inclusive a gasosa ou aromatizada. cartões. Santa Catarina (Protocolo ICMS 194/09) e São Paulo (Protocolo ICMS 38/09). em embalagem com volume de 401. inclusive a gasosa ou aromatizada. inclusive a gasosa ou aromatizada.3 e 40.2 e 36. exceto os artigos de pirotecnia da posição 36.3 ‐ Revogados 36.01 92.00 ml.88 32.

10 1901. em pasta. independente do peso total Maionese em embalagens imediatas de conteúdo inferior ou igual a 650 gramas ou em embalagens contendo envelopes individualizados (sachês) de conteúdo igual ou inferior a 10 gramas.21 2103. caramelos.35 43. em embalagem de conteúdo inferior ou igual a 1 kg Margarina e creme vegetal.00 1806. exceto os refrigerantes e as demais bebidas classificadas nas posições 22. em embalagens de conteúdo inferior a 1 kg Farinha láctea Leite modificado para alimentação de lactentes Preparações para alimentação infantil à base de farinhas.1.90. entre outros.21 2103. leite ou cacau Refrescos e outras bebidas prontas para beber à base de chá e mate Leite em pó.20 1806.46 1704.41 43.00 2005.1.30 04.25 43.1. suco reconstituído.00 20.1.30.90 1901.42 43.29 43.10 1806. em recipiente de conteúdo inferior ou igual a 1 kg Leite condensado.00 1905.30.11 43.90.37 43.1.34 43.09 2009. excluídos os achocolatados em pó Achocolatados em pó.00 1806.4 43.91 2103.20.18 43.90.90.10.32. grumos.16 15.90 2005.5 43. exceto creme de leite Preparações em pó para elaboração de bebidas instantâneas.90.38 43.10 43.1.10. exceto em vinagre ou em ácido acético.31.1.00 2202.14 43.32. independente do peso total Tomates preparados ou conservados.10. inhame e mandioca fritos Amendoim e castanhas tipo aperitivo.10.90.1.02 04.90.30 43. shakes para ganho ou perda de peso.90 1704.90.10.90. em embalagens imediatas de conteúdo inferior ou igual a 1 litro Barra de cereais Barra de cereais contendo cacau Complementos alimentares compreendendo.00.00 2202.39 43.00 2202. em recipiente de conteúdo inferior ou igual a 1 kg Manteiga.6 43.03 04.90.31 43.10.1.06 04.1. pastilhas e outros produtos de confeitaria. inclusive pó para isotônicos e refresco Refrescos e outras bebidas não alcoólicas.1.90 2101. em recipiente de conteúdo inferior ou igual a 1 kg Produtos à base de cereais.1. pastilhas e produtos semelhantes sem açúcar Bebidas prontas à base de mate ou chá Preparações em pó ou sob a forma de cristais para a elaboração de bebidas. em recipientes ou embalagens imediatas de conteúdo igual ou inferior a 2 kg Chocolates e outras preparações alimentícias contendo cacau.24 43. tabletes ou blocos ou no estado líquido.1.90.1.00 2202.fineprint.03 Bebidas prontas à base de café Sucos de frutas (suco pronto para consumo. em recipiente de conteúdo inferior ou igual a 2 litros Requeijão e similares. pastilhas e outros produtos de confeitaria.1. barras e pós de proteínas.10. caramelos. independente do peso total Farinha de mostarda em embalagens de conteúdo inferior ou igual a 1 kg Mostarda preparada em embalagens imediatas de conteúdo inferior ou igual a 650 gramas ou em embalagens contendo envelopes individualizados (sachês) de conteúdo igual ou inferior a 10 gramas.00 1806.1.91.04 04.10 1701. em embalagens de conteúdo inferior ou igual a 1 kg Molhos de tomate em embalagens imediatas de conteúdo inferior ou igual a 1 kg Vinagres e seus sucedâneos obtidos a partir do ácido acético.23 43.1.00 1901.20.1. Código Subitem Descrição NBM/SH 43.16 43.31.90.20.32. sem cacau Gomas de mascar com ou sem açúcar Bombons.00 1904.9 1702.10 1806. concentrado ou não. tabletes ou barras de fibras MVA (%) 32 32 32 25 25 21 51 54 32 51 45 48 34 34 34 34 34 25 45 14 34 27 39 35 22 20 22 33 34 26 34 47 29 47 54 56 46 34 56 28 39 50 44 54 54 37 Isaias Jonas de Andrade 73 Printed with FinePrint trial version . independente do peso total Condimentos e temperos compostos. confeitos.12 43.00 2202. em pó.com .11 20.2 43. em recipiente de conteúdo inferior ou igual a 1 kg Iogurte e leite fermentado.90.02 04. mistura de sucos e suco de coco. em embalagens de conteúdo entre 400g a 1 kg Bombons.43 43.1.20 1806.1 0402.10.8 43. incluindo molho de pimenta e outros molhos.05 15.20 2202.00 Chocolate branco. em embalagens de conteúdo igual ou inferior a 1 kg Caixas de bombons contendo cacau.1. suco líquido.00 2106.90. PRODUTOS ALIMENTÍCIOS Interno e nas seguintes unidades da Federação: Rio Grande do Sul (Protocolo ICMS 188/09).20 1806.80.10 1806. em embalagens de conteúdo inferior ou igual a 1 kg Chocolate em barras.20 1901.90. confeitos.20 1704.00 2106.7 43.00 1806.1 2103.9 43.21 43.10. blocos ou grânulos.44 43. confeitos.1. sêmolas ou amidos e outros Creme de leite. em embalagens de conteúdo igual ou inferior a 1 kg.10 2103.1.90.00 2106.17 43.36 43.90.15 43.90.22 43.00 1904.1.1.60 2106. inclusive à base de chocolate branco.10 2103.90.33 43.1.28 43.20 2106.3 43.2 0402.1.19 43.1.1.40 43.1.9 2008.10 2103.20. grânulos ou formas semelhantes.1.1.1. obtidos por expansão ou torrefação Salgadinhos diversos Batata frita.1. caramelos. inclusive leite de coco) Água de coco Néctares de frutas e outras bebidas não alcoólicas prontas para beber Bebidas prontas à base de soja.90. em embalagens imediatas de conteúdo inferior ou igual a 1 kg Molhos de soja preparados em embalagens imediatas de conteúdo inferior ou igual a 650 gramas ou em embalagens contendo envelopes individualizados (saches) de conteúdo igual ou inferior a 10 gramas.10 2209. Santa Catarina (Protocolo ICMS 188/09) e São Paulo (Protocolo ICMS 28/09).10.1. contendo cacau Balas.45 43.31.1.01 a 22.27 43.1. balas.90. em embalagem de conteúdo inferior ou igual a 1 kg Catchup em embalagens imediatas de conteúdo inferior ou igual a 650 gramas ou em embalagens contendo envelopes individualizados (sachês) de conteúdo igual ou inferior a 10 gramas.purchase at www.1.90.20 43.43.13 43.26 43.32 43.1.00 0402.00 1904.50 1806.90.00 1704.1. suco em pó ou sob a forma de cristais.1.02 2103.1.17 1904. em embalagens de conteúdo inferior ou igual a 1 kg Chocolates contendo cacau.1.1.1.1.1.01 04.1 43. para usos alimentares.

inclusive de especiarias Biscoitos e bolachas. miudezas ou sangue Outras preparações e conservas de carne.29. d‐glucitol. nhoque. nº 45.20 1905.90. 5º. mesmo adicionadas de açúcar ou de outros edulcorantes.52 43. em recipientes com capacidade inferior ou igual a 5 litros Óleo de milho refinado. exceto em vinagre ou ácido acético.00 16. obtidos por cozimento. gelatinas ou preparações similares. de conteúdo inferior ou igual a 500 gramas Edulcorantes em geral (aspartame.1.1. não cozidas ou cozidas em água ou vapor. “c”.48 43. para a fabricação de pudins. de 11/08/2011: Outros produtos hortícolas preparados ou conservados. preparados ou conservados. em embalagens de conteúdo inferior ou igual a 1 kg Doces.1.1.19. 4º e vigência estabelecida pelo art.00 1905.02 16. conservados com açúcar (passados por calda.1. manitol. essências ou concentrados ou à base de café.08 2104.1. flans. congelados.00. ambos do Dec. glaceados ou cristalizados).00 20. em recipientes com capacidade inferior ou igual a 5 litros Óleo de amendoim refinado.70 43.19.00 1905.05 vegetais.43.10 1601. maltitol) 34 44 34 53 43.78 20. exceto casquinhas para sorvete e as bolachas ou biscoitos dos tipos “cream cracker” e “água e sal” sem recheio e/ou cobertura.2 09.53 43.1. exceto em vinagre ou em ácido acético.1. mesmo aromatizado Mate Milho para pipoca (microondas) Extratos. em embalagens de conteúdo inferior ou igual a 500 gramas Extratos.29. com ou sem adição de açúcar ou de outros edulcorantes ou de álcool.71 43.10 1514. essências e concentrados de café e preparações à base destes extratos. Outros pães e bolos industrializados e produtos de panificação não especificados anteriormente.1. em recipientes com capacidade inferior ou igual a 5 litros Misturas de óleos refinados.32. preparadas ou conservadas de outro modo.1.com . 4º e vigência estabelecida pelo art.50 43.11 2104. essências ou concentrados ou à base de chá ou de mate. em recipientes com capacidade inferior ou igual a 5 litros Outros óleos e respectivas frações.1.55 43.00 2929. excluídos batata.11 15.90.80 43. exceto as bebidas prontas à base de mate ou chá Pós. “c”.1.61 43.90.69 43.90 1507.10 1905. congelados.1.10. ômega 3 e demais suplementos similares. nº 45. ambos do Dec.1.06.06.29.10 08.89 43.1. geléias.19. em embalagens de conteúdo inferior ou igual a 1 kg Cogumelos e trufas.90.40. independente de sua denominação comercial.22 1517.00.1.1. inclusive com adição de açúcar ou outro edulcorante.56 43.1.59 43. preparadas ou conservadas de outro modo. pão torrado e produtos semelhantes torrados Outros pães de forma Outras bolachas. essências e concentrados de chá ou de mate e preparações à base destes extratos.90.85 43.1.03 20.10 1512.81 43. polialcool. mas não quimicamente modificados.01 20.86 43.1 1515. e misturas desses óleos ou frações com óleos ou frações da posição 15.76 43.90 1515. em recipientes com capacidade inferior ou igual a 5 litros Óleo de linhaça refinado.11 20.54 43.67 43. PRODUTOS ALIMENTÍCIOS 2106. em recipientes com capacidade inferior ou igual a 5 litros Enchidos (embutidos) e produtos semelhantes.1.1.77 43.00 1515. purês e pastas de frutas. excluídos os amendoins e castanhas tipo aperitivo.00 1512.1.2 2924. em embalagens de conteúdo inferior ou igual a 1 kg Frutas e outras partes comestíveis de plantas.688. pães industrializados.75 43.90 20. congelados.1. com exceção dos produtos da posição 20. exceto em vinagre ou em ácido acético.83 43.10.11 34 34 48 47 34 37 57 37 44 49 38 34 Isaias Jonas de Andrade 74 Printed with FinePrint trial version . não especificadas nem compreendidas em outras posições.82 43. preparados ou em conservas Produtos hortícolas.88 43. miudezas ou de sangue Preparações e conservas de peixes. exceto em vinagre ou em ácido acético.1. com exceção dos produtos da posição 20. I. mesmo cozidas ou recheadas (de carne ou de outras substâncias) ou preparadas de outro modo.58 43.31. 5º. da subposição 2008. cremes.90.00.1. suplementos alimentares de vitaminas e minerais em geral. ravioli e canelone.90.1.20 2106. moluscos e outros invertebrados aquáticos. sorvetes.1. cuscuz.00 1905. em embalagens de conteúdo inferior ou igual a 1 kg Outros produtos hortícolas preparados ou conservados.1.29.1.1.1. lasanha.00 1905.1. frutas. em recipientes com capacidade inferior ou igual a 5 litros Óleo de girassol ou de algodão refinado.1.04 16.64 43.57 43.47 43.1 Preparações alimentícias compostas homogeneizadas (alimento infantil em conserva salgado ou doce) Preparações para caldos em embalagens igual ou inferior a 1kg Preparações para sopas em embalagens igual ou inferior a 1kg Caldos e sopas preparados Chá.91 2925. não congelados.60 43.1.10. sorbitol.79 43.90.1. preparados ou conservados em vinagre ou em ácido acético. acido ciclamico de sódio e seus sais.72 43.05 2006.90 43.1.66 43.51 43.08 15.11.1.1.00 2104.1.76 19. aletria.62 43.84 43.07 Outros produtos hortícolas preparados ou conservados.73 43.1 2101. “marmelades”. exceto aqueles dos tipos “maisena” e “maria” sem recheio e/ou cobertura. exceto casquinhas para sorvete Óleo de soja refinado.08 34 Efeitos a partir de 1º/10/2011 ‐ Redação dada pelo art.11 2104.1.87 43. caviar e seus sucedâneos preparados a partir de ovas de peixe Crustáceos. macarrão.1.90.63 43.1. em embalagens de conteúdo inferior ou igual a 1 kg Frutas. em recipientes com capacidade inferior ou igual a 5 litros Azeites de oliva.00 2008.02 0903. em recipientes com capacidade inferior ou igual a 5 litros Outros óleos refinados. de carne. inhame e mandioca fritos. com ou sem adição de açúcar ou de outros edulcorantes ou de álcool. em embalagens de conteúdo inferior ou igual a 500 gramas.90.1. exceto em vinagre ou em ácido acético. ainda que em cápsulas Massas alimentícias. frutas e outras partes comestíveis de plantas.04 20. excluídos os amendoins e castanhas tipo aperitivo.00 1905.20 1905. em embalagens de conteúdo inferior ou igual a 1 kg Outros produtos hortícolas preparados ou conservados. da subposição 2008.688.11 1512. em embalagens de conteúdo inferior ou igual a 1 kg Frutas e outras partes comestíveis de plantas.1.65 43.68 43. sacarina e seus sais. inhame e mandioca fritos Produtos hortícolas. não congelados.10. obtidos exclusivamente a partir de azeitonas.05 07.1. para consumo humano.1.49 43. cascas de frutas e outras partes de plantas. cozidos em água ou vapor. mesmo refinados.30 2106.fineprint.20.09. independente de sua denominação comercial “Waffles” e “wafers” – sem cobertura “Waffles” e “wafers” – com cobertura Torradas. mesmo preparado Pão denominado knackebrot Bolo de forma. em embalagens de conteúdo inferior ou igual a 1 kg. em embalagens de conteúdo inferior ou igual a 1 kg.1.00 2101.purchase at www.02 1905. I. em recipientes com capacidade inferior ou igual a 5 litros Óleo de canola.75 20. congeladas. de 11/08/2011: 43. excluídos batata.04 kg 43. em embalagens de conteúdo inferior ou igual a 1 43.32. tais como espaguete.79 20.74 43. em embalagens de conteúdo inferior ou igual a 1 kg Produtos hortícolas. com ou sem adição de açúcar ou de outros edulcorantes. em embalagens de conteúdo inferior ou igual a 1 kg 27 24 24 31 42 28 24 24 24 24 17 34 28 46 27 29 34 27 34 39 28 37 37 34 34 34 51 34 34 44 Efeitos a partir de 1º/10/2011 ‐ Redação dada pelo art.1.09 1510.

exceto as relacionadas no subitem 43. I.00 1702.10 2103.2. com ou sem adição de açúcar ou de outros edulcorantes.purchase at www. nº 45. para a fabricação de pudins.1.43.2.97 33. I.00 0406.27 20.2.2.90 04.20. congelados.1.10 0401. mesmo concentrado ou adicionado de açúcar ou de outros edulcorantes.8 Código NBM/SH 15.90 0406.20 0406. mesmo concentrados ou adicionados de açúcar ou de outros edulcorantes. “c”.7 43.09 1510. exceto os relacionados no subitem 43.90 2106.76 Doces. parmesão e prato 47 Efeitos a partir de 1º/10/2011 ‐ Redação dada pelo art. não congelados.2.97 25. exceto leites relacionados nos subitens 43. misturas lácteas similares às mercadorias das posições NBM/SH 04. 4º e vigência estabelecida pelo art.24 2103.90 0406. minas frescal.1.30.10.2.2.10 0406. exceto os dos subitens 43.19 2106.6 43.10.10 18.06. 4º e vigência estabelecida pelo art.19 43. não congelados.10.40.97 39.30 3824.1. ou aromatizados ou adicionados de frutas ou de cacau.1. independente do peso total Ketchup em embalagens imediatas de conteúdo superior a 650 g e inferior ou igual a 1 kg ou em embalagens contendo envelopes individualizados (saches) de conteúdo superior a 10 g.00 0406.1 a 43.20 1704.04 1704. “B” ou “C” ou leite UHT (UAT) Queijo mussarela Queijo minas frescal Queijo ricota Queijo petit suisse Queijo parmesão Queijo prato MVA (%) 28 15 25 39.10 Creme de leite em embalagem superior a 1 kg Leite concentrado ou adicionado de açúcar ou de outros edulcorantes.2. flans.20.05 20. 5º.9 Queijos.30. com exceção dos produtos da posição 20. gelatinas ou preparações similares. 5º.2.2. em embalagens de conteúdo superior a 1 kg Outros produtos hortícolas preparados ou conservados.90. exceto em vinagre ou em ácido acético.76 Outros produtos hortícolas preparados ou conservados. exceto os relacionados subitem 43.90.18 43.27 43. Âmbito de Aplicação da Substituição Tributária Interno Subitem 43. em embalagens de conteúdo superior a 1 kg Outros produtos hortícolas preparados ou conservados.17 43.90.2.26.90 2101.2.2. quefir e outros leites e cremes de leite fermentados ou acidificados.688.00 0406. em embalagens de conteúdo superior a 1 kg Molhos de soja preparados em embalagens imediatas de conteúdo superior a 650 g e inferior ou igual a 1 kg ou em embalagens contendo envelopes individualizados (saches) de conteúdo superior a 10 g.28 Chocolate e outras preparações alimentícias contendo cacau.10.2. exceto mussarela.44.2.02 e 04.2. mesmo adicionados de açúcar ou de outros edulcorantes.2. petit suisse.22 33 32 51 38 34 49 54 39 34 34 44 Dropes.06 1704. exceto em vinagre ou ácido acético.02 04.90 0406.2.00 0401.1.90.90 04.1. em embalagens de conteúdo superior a 1 kg Cogumelos e trufas. pirulitos e afins Pós.20.21 43.fineprint.2 2106.2.00 2905.10 2103.2.20 43. de 11/08/2011: 43. ricota.00 20. Leitelho.90.2.14 43.90. purês e pastas de frutas.45 22 43.3 43. sorvetes.93 1702. ou em embalagens contendo envelopes individualizados (saches) de conteúdo superior a 10 g. em embalagens de conteúdo superior a 500g Preparações alimentícias obtidas a partir de flocos de cereais não torrados ou de misturas de flocos de cereais não torrados com flocos de cereais torrados ou expandidos. chocolate branco. independente do peso total Maionese em embalagens imediatas de conteúdo superior a 650 g e inferior ou igual a 1 kg. excluídos os produtos relacionados nos subitens 43.2. independente do peso total Mostarda preparada em embalagens imediatas de conteúdo superior a 650 g e inferior ou igual a 1 kg ou em embalagens contendo envelopes individualizados (saches) de conteúdo superior a 10 g.16 43. 5º.1 43.20.1. de conteúdo superior a 500 g. independente do peso total Molhos de soja preparados em embalagens imediatas de conteúdo superior a 650 g ou em embalagens contendo envelopes individualizados (saches) de Efeitos a partir de 1º/10/2011 ‐ Redação dada pelo art. inclusive com adição de açúcar ou outro edulcorante.22 43.12 43. exceto em vinagre ou em ácido acético. “c”.20 e 43.2.43.03 1901.2.10.1.15 43. PRODUTOS ALIMENTÍCIOS 2905. 4º e vigência estabelecida pelo art.44 Tomates preparados ou conservados. exceto em vinagre ou em ácido acético.60 39.5 43. de 11/08/2011: 43.06.10 46 Isaias Jonas de Andrade 75 Printed with FinePrint trial version .07 2103.40.24 43.688.2.10.2.10 0406.03 Soro de leite. nº 45. leite e creme de leite coalhados.1.00 0406. exceto os relacionados nos subitens 43.00 0406.00.688. produtos constituídos por componentes naturais de leite.8 47 43.33 e 43.25 43.30. “c”. de 11/08/2011: 43.02 04. essências e concentrados de chá ou de mate e preparações à base destes extratos.03 20. cremes.90 0406. iogurte.30 0406. ambos do Dec.11 34 44 53 46 54 56 28 Efeitos a partir de 1º/10/2011 ‐ Redação dada pelo art.2 43. congelados.33 e 43. essências ou concentrados ou à base de chá ou de mate.90.21 43.05 Descrição Azeite de oliva e outros óleos obtidos exclusivamente a partir de azeitonas em recipiente com capacidade superior a 5 litros Leite pasteurizado tipo “A”.30.00 0406.2.2. ambos do Dec.1.10.2.2.00 2940. I.2.2.13 43.04 20.90.90 0406.11 22 43.04 20.00. exceto em vinagre ou em ácido acético.02 20.4 43.21 2103.01 04.10. preparados ou conservados.23 43.1.6 e 43.2. com exceção dos produtos da posição 20. nº 45. ambos do Dec.27.com .89 43. obtidos por cozimento.9 Queijos. geléias.26 43.20 0401. excluídos os produtos relacionados nos subitens 43.90 0406.2.19. “marmelades”. em embalagens de conteúdo superior a 1 kg Outros produtos hortícolas preparados ou conservados.90.90.20 1904. Adoçantes Extratos.90. exceto em vinagre ou em ácido acético.3 a 43.

frutas. “c”.02 1905.2. de 11/08/2011: 43.2.1 2103.31. salgados ou em salmoura.conteúdo superior a 10 g.60 Manteiga em embalagem de conteúdo superior a 1 kg Produtos hortícolas.00.2. secos ou defumados Carnes e miudezas.2. de carne bovina ou suína ou de suas miudezas 15 15 15 15 15 43.00. independentemente do peso total Mostarda preparada em embalagens imediatas de conteúdo superior a 650 g ou em embalagens contendo envelopes individualizados (saches) de conteúdo superior a 10 g.08 20.87 31 24 43.90.90.2. refrigerados.48 43. ambos do Dec.00 0210.2 2103.com .49 15 Tripas.20 09. independente do peso total 43.02 02. comestíveis.54 43.00 09.59 43. com ou sem adição de açúcar ou de outros edulcorantes ou de álcool.90.08 09.2. em embalagem igual ou superior a 1 kg Doce de Leite.688.36 1702.00 11.19 0209.32 43.11 0504.2. 4º e vigência estabelecida pelo art. congelados. em estado natural.21 0209.purchase at www.00. não fundidas nem de outro modo extraídas. resfriados ou congelados 15 Efeitos a partir de 1º/10/2011 ‐ Acrescido pelo art.90.57 43.52 43.17 1507. 6º e vigência estabelecida pelo art.2.30 43.90. independente de sua denominação comercial. I. 4º e vigência estabelecida pelo art.1 0207.10 1702.2. secas ou defumadas.2.16 15. em embalagem de conteúdo superior a 1 kg Molho de tomate em embalagens imediatas de conteúdo superior a 1 kg Condimentos e temperos compostos. “c”. 4º e vigência estabelecida pelo art. ambos do Dec. nº 45.55 43. I.00 1901. sem adição de álcool. independentemente do peso total Produtos hortícolas.1. ambos do Dec.53 43.2.00 2106. doce de leite contendo outros doces à base de frutas ou cacau.34 43.29 0210.2.33 43.10 08.20 1806.2.00 0504.1. I.90 2103.00 34 34 44 48 34 Efeitos a partir de 1º/10/2011 ‐ Redação dada pelo art. frescas.2.08 Catchup em embalagens imediatas de conteúdo superior a 650g ou em embalagens contendo envelopes individualizados (saches) de conteúdo superior a 10 g.2.00.47 43.31. exceto os relacionados nos subitens 43. 5º.1 Sucos de produtos hortícolas e mostos de uvas. independente de sua denominação comercial.19 2104. 5º.10 02. nozes de macadâmia. perus e peruas.2. em embalagens de conteúdo superior a 1 kg Frutas e outras partes comestíveis de plantas.38 43.30.09 09.03 02. frutas e outras partes comestíveis de plantas.06 0209.00 1905. em embalagens imediatas de conteúdo inferior ou igual a 1 kg 56 43. resfriados ou congelados 15 15 Efeitos a partir de 1º/10/2011 ‐ Redação dada pelo art.36 ‐ Revogado 43.37 43.00.2 04.2. não cozidas ou cozidas em água ou vapor.35 43. incluindo molho de pimenta e outros molhos. em recipiente de conteúdo superior a 1 kg Óleo de soja refinado.10. com ou sem adição de açúcar ou de outros edulcorantes ou de álcool. congeladas. em embalagens de conteúdo superior a 1 kg Frutas. amêndoas.41 Especiarias.06 0907. pistáceos.90.43 43. Biscoitos e bolachas dos tipos “cream cracker” e “água e sal” sem recheio e/ou cobertura. refrigerados.00 1104. 5º.29 2103. adicionados ou não de aromatizantes ou corantes.40 1104.06 20. em embalagens imediatas de conteúdo superior a 1 kg Preparações para caldos em embalagens superiores a 1kg Preparações para sopas em embalagens superiores a 1kg Castanha do Pará.01 20.15 e 43.20 34 43 54 Efeitos a partir de 1º/10/2011 ‐ Revogado pelo art.2. de animais da espécie bovina ou suína. preparados ou conservados em vinagre ou em ácido acético em embalagens de conteúdo superior a 1 kg Produtos hortícolas. congelados Toucinho sem partes magras.fineprint. exceto em pó Compostos em pó constituídos de açúcar de cana.2.1 0210. da posição 2008. “c”.20. secos ou defumados (fumados) Produtos comestíveis resultantes do abate de galos e galinhas.2.2.688.31 43.2.2.49 Produtos comestíveis resultantes do abate de galos e galinhas.51 43. inteiros ou em pedaços.20 2103. frescas.56 43. conservados com açúcar (passados por calda. não fermentados.25 43.28 43.29. refrigeradas ou congeladas Miudezas comestíveis de animais das espécies bovina ou suína. frescas. nº 45. I.2. independentemente do peso total Maionese em embalagens imediatas de conteúdo superior a 650 g ou em embalagens contendo envelopes individualizados (saches) de conteúdo superior a 10 g.2. 49. nozes. farinha de cevada Biscoitos e bolachas dos tipos “maisena” e “maria” sem recheio e/ou cobertura.42 43.10.32.2.1 0207. salgados ou em salmoura.90.30 2103. em recipientes com capacidade superior a 5 litros Amendoim e castanhas tipo aperitivo.2.2. preparadas ou conservadas de outro modo.58 43.19 08. glaceados ou cristalizados).00. mesmo adicionadas de açúcar ou de outros edulcorantes. para usos alimentares em embalagens imediatas superiores a 1 litro Preparações dos tipos utilizados para elaboração de bebidas.90. I.00. de 11/08/2011: 43.2. congelados.46 Carnes de animais da espécie bovina ou bufalina.19.50 43. com ou sem adição de açúcar ou de outros edulcorantes. em embalagens de conteúdo superior a 1 kg.2. nº 45.2. avelãs.99. farinhas e pós. excluídos os amendoins e castanhas tipo aperitivo.20.688.00. 4º e vigência estabelecida pelo art. gorduras de porco.2.01 02. frescos.29 43.90. de beterraba ou de outros açúcares. “c”. inclusive frangos.26 43.13 0207. em estado natural. não fundidas nem de outro modo extraídas.05 07. 5º.01 Flocos de cereais. “c”. castanhas. de beterraba ou de outros açúcares.27 43.2. gorduras de porco.04 0905. de 11/08/2011: 43. da posição 2008. bexigas e estômagos.2.87 49.39 43. de 11/08/2011: 43. preparadas ou conservadas de outro modo. coco ralado 34 34 34 26 17 47 50 56 48 47 47 Isaias Jonas de Andrade 76 Printed with FinePrint trial version . cascas de frutas e outras partes de plantas.688.00 09. comestíveis.2. em embalagens de conteúdo superior a 1 kg Margarina e creme vegetal. excluídos os amendoins e castanhas tipo aperitivo. inclusive doce de leite dietético Barra de cereais 54 56 28 51 34 34 Efeitos a partir de 1º/10/2011 ‐ Redação dada pelo art.688. em embalagens de conteúdo superior a 1 kg Frutas e outras partes comestíveis de plantas.2.20 1806. farinha de milho.2.44 43.00. de 11/08/2011 43. inclusive frangos. nº 45. ambos do Dec. refrigeradas ou congeladas Carnes de animais da espécie suína. frescos.11 15.2.09 2209.1. castanha de cajú.1 20. adicionados ou não de aromatizantes ou corantes. refrigeradas ou congeladas Toucinho sem partes magras. cozidos em água ou vapor.11 0209. em embalagem superior a 1 kg Compostos em pó constituídos de açúcar de cana.99 2104. salgadas ou em salmoura.19 2008.34 20.45 43.2.2. ambos do Dec. em embalagens de conteúdo inferior ou igual a 1 kg Farinha de aveia. nº 45. 5º.16 Vinagres e seus sucedâneos obtidos a partir do ácido acético. não especificadas nem compreendidas em outras posições.

20.1.10 8531. ligação ou conexão de circuitos elétricos (por exemplo: interruptores. tranças e semelhantes.89.com .14 8544.00 9030. fasímetros. mesmo com peças de conexão.1. exceto os de uso automotivo e os das subposições 8517.18.00.30 85.15 44.00 0708. comutadores. incluídos os de imersão.89 9107.1.02 43.1.00 76.00 85. doces e salgados 43 43 43 43 43 43 43 43 43 25 51 43 43 43 44. exceto para uso automotivo Outros aparelhos de sinalização acústica ou visual. retificadores.53 Interfones. aparelhos e instalações elétricas.11 8541. exceto para telefone celular e para uso automotivo Outras antenas. de metais comuns.22 44.10. os carregadores de acumuladores NCM 8504. consoles. torneiras elétricas. automáticos. seccionamento. painéis. bem como os aparelhos de comando numérico Partes reconhecíveis como exclusiva ou principalmente destinadas aos aparelhos das posições 85. fios e cabos telefônicos e para transmissão de dados. para o preparo de bolo.2.1.14.000V.29 8529. limitadores de tensão.7 44.1 Código NBM/SH 8413.51.00. os da subposição 8504.1. comutadores. cordas.1.25 44.17 8517.72 43.62.00 e 8504.65 43. grelhas e assadeiras.1.00. grumos.1. para máquinas. Exceto os de uso automotivo Aparelhos para interrupção.00.24 44.1.10.2. Exceto os de uso automotivo e os relacionados no subitem 5. classificados nas subposições 8504.27 44.40.10 Eletrobombas submersíveis Transformadores. Âmbito de Aplicação da Substituição Tributária Interno e nas seguintes unidades da Federação: Rio Grande do Sul (Protocolo ICMS 198/09).40.10. para proteção contra roubo ou incêndio e aparelhos semelhantes.40.8 44.19 85.13 85. mesmo com condutores elétricos ou munidos de peças de conexão.13. por exemplo) incorporadas na massa. corta‐ circuitos. envernizados ou oxidados anodicamente).1. amidos.2. cabinas.31 8531.1. exceto outros fornos.00 1901.1.32 9033. bobinas de reatância e de auto indução.1.1.73 43. plugues e tomadas de corrente.08.1. frequencímetros.00 38 29 41 30 38 39 36 36 46 38 38 33 31 37 Isaias Jonas de Andrade 77 Printed with FinePrint trial version . conversores.1.1.3 9030.10 44.36 85. resistência ou da potência.74 0708. Subitem 44.10 1901. MATERIAL ELÉTRICO 44.90. caixas de junção).35 37 36 38 39 38 46 33 40 34 39 39 42 44. Exceto para uso automotivo Fios.9 44.62 43. incluídos os aparelhos para comunicação em redes por fio ou redes sem fio (tal como um rede local (LAN) ou uma rede de área estendida (WAN)).1.00.1.00 85.3.4 Quadros. Santa Catarina (Protocolo ICMS 198/09) e São Paulo (Protocolo ICMS 39/09).6 44. exceto para telefones celulares e para uso automotivo Aparelhos elétricos de sinalização acústica ou visual (por exemplo: campainhas. exceto os transformadores de potência superior a 16 KVA.purchase at www.fineprint.4 85.70. caixas de junção).36.1. ou com simples peças metálicas de montagem (suportes roscados.18 44. seccionamento.2.2.1. para tensão superior a 1. Exceto para uso automotivo Fios e cabos elétricos.17 85.49.64 43.00 1108. inclusive as de duchas e chuveiros elétricos e suas partes. em embalagem até 5 kg.23. grumos. não isolados para uso elétricos. tomadas de corrente e outros conectores. exceto de aquecimento Circuitos impressos.23 44. sêmolas.40.13 44. para usos elétricos Peças isolantes inteiramente de matérias isolantes.44 7413.11 8529. munidos de maquinismo de aparelhos de relojoaria ou Descrição MVA (%) 31 44. quadros indicadores.00 Aparelhos elétricos para telefonia.34.20 1901.90. sem dispositivo registrador.12 44.2. sirenes. para‐raios.28.62.2 85.90.90 1103. intensidade. isolados ou não.2 Aparelhos e instrumentos para medida ou controle da tensão.1.17 44. feixes ou cabos de fibras ópticas. não isolados para usos elétricos.37 85. constituídos de fibras embainhadas individualmente.00 1104. os reatores para lâmpadas elétricas de descarga classificados na subposição 8504.16 85.33 8534. 8527.92 7413.25 a 85.00.1.36 e 85.61 43. exceto os de uso automotivo Aparelhos para interrupção.21 8541.1. incluídas suas partes.90 2501. relés. derivação. exceto telefone celular Partes reconhecíveis como exclusiva ou principalmente destinadas aos aparelhos das posições 85. amidos. cabos.35 ou 85.00 1005.10. féculas ou extrato de malte Sal grosso.2.2.10.35. corta‐circuitos. armários e outros suportes com dois ou mais aparelhos das posições 85.1.00 1108.00 1108.26 44. ambos para consumo humano Sal de mesa.04 48 44. eliminadores de onda.05 76. ligação ou conexão de circuitos elétricos (por exemplo: interruptores.52.80.2. chuveiros ou duchas elétricos.89.00 1901.14 44. os equipamentos de alimentação ininterrupta de energia (UPS ou “no break”). para tensão não superior a 1000V.5 44.12. féculas ou extrato de malte ou doces a base de farinhas.69 43.46 85.90 Ervilha Lentilha Grão‐de‐bico Milho para pipoca Canjiquinha Canjica de milho Amido de Milho Fécula de batata Fécula de mandioca Extrato de Malte Preparações alimentícias a base de farinhas. tubos isoladores e suas peças de ligação. para usos elétricos (incluídos os de cobre ou alumínio. eliminadores de onda.16 39 37 44.1.67 43. Exceto os de uso automotivo Resistências elétricas (incluídos os reostatos e os potenciômetros). cabos de fibras ópticas.3 44. 85.2. isolados interiormente Instrumentos e aparelhos para regulação ou controle. aparelhos de alarme para proteção contra roubo ou incêndio). de magnetos). cabos (incluídos os cabos coaxiais) e outros condutores.38 8541.40 e os produtos de uso automotivo Lanternas elétricas portáteis destinadas a funcionar por meio de sua própria fonte de energia (por exemplo: de pilhas.66 43. proteção. 8516. tranças e semelhantes.28 44.60.71 43. Exceto as de uso automotivo Antenas com refletor parabólico.00. e outros instrumentos e aparelhos de controle de grandezas elétricas e detecção Interruptores horários e outros aparelhos que permitam acionar um mecanismo em tempo determinado. Exceto os de uso automotivo Analisadores lógicos de circuitos digitais.22 8543.00 85. de acumuladores.1.11 44. imagens ou outros dados. Exceto os aparelhos de iluminação utilizados em ciclos e automóveis Aquecedores elétricos de água.19 44. de espectro de frequência.33. suportes para lâmpadas e outros conectores.70.00 85. conectores para fibras ópticas.29 44.2.2. incluídos os que incorporem instrumentos ou aparelhos do Capítulo 90 da NBM/SH.37 Diodos emissores de luz (LED). exceto diodos “laser” Eletrificadores de cercas Cabos.47 90. seus acessórios.000V. Exceto os de uso automotivo Aparelhos elétricos de alarme. de alumínio. tomadas e plugues Outros aparelhos telefônicos e videofones. proteção. outros aparelhos para transmissão ou recepção de voz.13. sêmolas. sal grosso moído. incluído o sal líquido de mesa Mistura em pó. 8517.1.68 43.11 2501. para comando elétrico ou distribuição de energia elétrica.90. de cobre.00 0708. Exceto para uso automotivo Isoladores de qualquer matéria. suas partes e acessórios – exceto os reguladores de voltagem eletrônicos classificados na posição 9032.70 43. subposição 8504. fogareiros (incluídas as chapas de cocção).20 44.63 43. para uma tensão não superior a 1.62. resistências de aquecimento. derivação.00.1.1.40.90.2.11 e os controladores eletrônicos da posição 9032.99 85.2.21 44.

25 8415.90 8443.90.90 8421.44. contendo uma fonte luminosa fixa permanente.9 45.25 45. com capacidade de saída inferior ou igual a 6 litros por minuto Balanças para pessoas.10 8415.34 94. tranças e semelhantes.05 76.12 42.com .12 51. Rio Grande do Sul (Protocolo ICMS 195/09). “c”.00 8532.3.26 45.2 ‐ Exceto dos produtos destinados à construção civil 35.20.1.33 44.90 85.01 39.90 Ventiladores Coifas com dimensão horizontal máxima não superior a 120cm Partes de ventiladores ou coifas aspirantes Máquinas e aparelhos de ar‐condicionado contendo um ventilador motorizado e dispositivos próprios para modificar a temperatura e a umidade.21.15 45.000 frigorias/hora Aparelhos para filtrar ou depurar água ‐ Purificadores de água Aparelhos para filtrar ou depurar água ‐ Depuradores de água elétricos Aparelhos para filtrar ou depurar água ‐ Filtros de barro Concentradores de oxigênio por depuração do ar. Santa Catarina (Protocolo ICMS 195/09) e São Paulo (Protocolo ICMS 159/09).84 79.3.30.90.10 8515. constituídos de fibras embainhadas individualmente.00 8415.00 8421.00 8468. Exceto para uso automotivo Fios. cordas.3. MÁQUINAS E APARELHOS MECÂNICOS. envernizados ou oxidados anodicamente). cadernais e moitões Partes de máquinas e aparelhos para soldadura forte ou fraca da posição 8515. mesmo com condutores elétricos ou munidos de peças de conexão.67 8467.20.00 Descrição Cabos.24 45.18 45.30.21 45.49.13 45.00 76. Código MVA Subitem Descrição NBM/SH (%) 45.14 8544.30. próprios para serem suspensos ou fixados no teto ou na parede. e de máquinas e aparelhos para soldar metais por resistência da posição 8515.2 74. não isolados para usos elétricos. ELÉTRICOS.17 45. cabos. e suas partes e peças Aparelhos de ar‐condicionado tipo Split System (elementos separados) com unidade externa e interna Aparelhos de ar‐condicionado com capacidade inferior ou igual a 30.2.45 44. para usos elétricos (incluídos os de cobre ou alumínio.3 36 36 Isaias Jonas de Andrade 78 Printed with FinePrint trial version .60.00 84.90 8424. isolados ou não.32 44.10. Exceto para uso automotivo Fios e cabos elétricos.7 45. dos tipos utilizados em escritórios.19 47.39.00.10. Âmbito da Aplicação da Substituição Tributária Interno Subitem 44.28 8414.10.89 42.45 42.90.90 8424.90 48.2 Código NBM/SH 8532.12 42.9 9405.10 9405. quando não dobradas Ferramentas pneumáticas. de escritório e lampadários de interior.1 45.2.20 45.30 8423.12 42.12 46.8 45.21.10 45.12 42.12. cabos (incluídos os cabos coaxiais) e outros condutores.2 8516.000 frigorias/hora Aparelhos de ar‐condicionado com capacidade acima de 30. incluídas as balanças para bebês.74 35.10 8468.1.11 45.fineprint.6 45.00 9405. 4º e vigência estabelecida pelo art.9 9405. mesmo com peças de conexão.14 45.60 44.2.10.2 44. anúncios.12 31.31 44.3.05 9405.99 39.1 44.00.3 45.29.45 37 39. de motor elétrico incorporado.2 45. balanças de uso doméstico Pistolas aerográficas e aparelhos semelhantes Máquinas e aparelhos de jato de água e vapor e aparelhos de jato semelhantes e suas partes Lavadora de alta pressão Máquinas e aparelhos de impressão. para tensão não superior a 1000 V. I. de cobre.10.688. ELETROMECÂNICOS E AUTOMÁTICOS Âmbito de Aplicação da Substituição Tributária Interno e nas seguintes unidades da Federação: Rio de Janeiro (Protocolo ICMS 195/09).40 9405.21.1.1 Código NBM/SH 7413.21 56. exceto os dos tipos utilizados na iluminação pública.00 8421. hidráulicas ou com motor (elétrico ou não elétrico) incorporado.10 8424.1.11 8415. de uso manual Furadeiras elétricas Maçaricos de uso manual e suas partes Máquinas e aparelhos a gás e suas partes Aparelhos ou máquinas de barbear.44 7413.10. fios e cabos telefônicos e para transmissão de dados.14 MVA (%) 39 44.19 8415. e suas partes Outros aparelhos elétricos de iluminação e suas partes 44.58 34.76 42.00 8468.90 8214.5 45.23 45. ambos do Dec.1. tranças e semelhantes. e artigos semelhantes.00 8414.26 42. Âmbito da Aplicação da Substituição Tributária Distrito Federal (Protocolo ICMS 18/11) Subitem 44.27 45.22 45.purchase at www.00 85.90. incluídos as máquinas e os aparelhos em que a umidade não seja regulável separadamente.31. elétricos. por ofsete. nº 45. cabos de fibras ópticas.90 38.12 42. de 11/08/2011: 44.00 8468.90 8421.00 8424. máquinas de cortar o cabelo ou de tosquiar e aparelhos de depilar.9 39 35 39 32 44.19 45. cartazes ou tabuletas e placas indicadoras luminosos. alimentados por folhas de formato não superior a 22cm x 36cm.5 8414. não especificados nem compreendidos em outras posições. e suas partes Abajures de cabeceira.1 8515.8 8415.00 84.12 45. MATERIAL ELÉTRICO de motor síncrono Aparelhos de iluminação (incluídos os projetores) e suas partes.2 8516.08 Descrição Condensadores elétricos fixos Fios de cobre MVA (%) 35 36 Efeitos a partir de 1º/10/2011 ‐ Acrescido pelo art.90.4 45.16 45. e suas partes Máquinas e aparelhos para soldadura forte ou fraca Máquinas e aparelhos para soldar metais por resistência Aparelhos elétricos para aquecimento de ambientes Secadores de cabelo Outros aparelhos para arranjos do cabelo Talhas. de alumínio. e suas partes não especificadas nem compreendidas em outras posições Lustres e outros aparelhos elétricos de iluminação.99 49.00 8424.32. 5º. não isolados para uso elétricos.12 41. Exceto para uso automotivo 45.20 8415.20.00 8516.

25 8415. inclusive suas partes e acessórios MVA (%) 37 37 37 37 37 37 37 37 37 MVA (%) 38. geradores de acetileno e geradores semelhantes de gás.6 45.2.00 8415.2 ‐ Exceto dos produtos destinados à construção civil Descrição MVA (%) 35. exceto os das posições 90.1.00 8413.90. por ofsete.10.00 8418.purchase at www.15 45.45 37 39.90 85. e suas partes Máquinas e aparelhos para soldadura forte ou fraca Máquinas e aparelhos para soldar metais por resistência Aparelhos elétricos para aquecimento de ambientes Secadores de cabelo Outros aparelhos para arranjos do cabelo Talhas. alimentados por folhas de formato não superior a 22cm x 36cm.21. totalizadores de caminho percorrido.20. hidráulicas ou com motor (elétrico ou não elétrico) incorporado.20 9028.47 40 Isaias Jonas de Andrade 79 Printed with FinePrint trial version .90. Subitem 46.84 79.20. contadores de produção.01 39.Efeitos a partir de 1º/10/2011 ‐ Acrescido pelo art. e de máquinas e aparelhos para soldar metais por resistência da posição 8515. MÁQUINAS E APARELHOS MECÂNICOS.67 8467.9 Código NBM/SH 84.27 45.28 Código NBM/SH 8414.9 53. 4º e vigência estabelecida pelo art.12 42. pesando até 10 kg.1.90 8424. quando não dobradas Ferramentas pneumáticas.1.90 8421.12 42.90 Ventiladores Coifas com dimensão horizontal máxima não superior a 120cm Partes de ventiladores ou coifas aspirantes Máquinas e aparelhos de ar‐condicionado contendo um ventilador motorizado e dispositivos próprios para modificar a temperatura e a umidade. excluídos os taxímetros).90 48. Santa Catarina (Protocolo ICMS 195/09) e São Paulo (Protocolo ICMS 159/09).000 frigorias/hora Aparelhos de ar‐condicionado com capacidade acima de 30.39.40 8479. I.21. estroboscópios.1.4 45.11 e 8413.000 frigorias/hora Aparelhos para filtrar ou depurar água ‐ Purificadores de água Aparelhos para filtrar ou depurar água ‐ Depuradores de água elétricos Aparelhos para filtrar ou depurar água ‐ Filtros de barro Concentradores de oxigênio por depuração do ar.1. de 11/08/2011: 45. suas partes e acessórios Outros contadores (por exemplo: contadores de voltas.17 45.1.23 45.20.69. 4º e vigência estabelecida pelo art.01 39.90 8425. dos tipos utilizados em escritórios.24 45.18 45.29 Descrição Geradores de gás de ar (gás pobre) ou de gás de água. nº 45.2.30.1 46.12 42. ELETROMECÂNICOS E AUTOMÁTICOS 45.90 8421.1.12 42. do tipo utilizado para o arranque dos motores de pistão 46.2 45. utilizados para preparar.2.fineprint. 5º.89 42.00 9024.00 84.10.2 46.12 51.16 45.90. cadernais e moitões Partes de máquinas e aparelhos para soldadura forte ou fraca da posição 8515. incluídos as máquinas e os aparelhos em que a umidade não seja regulável separadamente. máquinas de cortar o cabelo ou de tosquiar e aparelhos de depilar.19 47.20 8415.90 9028. com ou sem depuradores Bombas manuais para líquidos.13 45.688.10 8515.1 45.19 8415.25 45.22 45.2 8516.12 41.10 9028.9 45.1.7 46.2.1.10.1.10 8468.90.00 8507.10.00 8468.00 8468.1.1.1 8515.2. indicadores de velocidade e tacômetros.8 46.1. exceto das subposições 8413.90 8424. ELÉTRICOS. I.20 45. balanças de uso doméstico Pistolas aerográficas e aparelhos semelhantes Máquinas e aparelhos de jato de água e vapor e aparelhos de jato semelhantes e suas partes Lavadora de alta pressão Máquinas e aparelhos de impressão. Rio Grande do Sul (Protocolo ICMS 179/09). de 11/08/2011: 45. “c”.21 56.2 8516.2 45.31.2.60.76 42.1.14 45.20 9028.45 42. nº 45.21.4 45. ambos do Dec.30 8423.1. e suas partes e peças Aparelhos de ar‐condicionado tipo Split System (elementos separados) com unidade externa e interna Aparelhos de ar‐condicionado com capacidade inferior ou igual a 30.8 45.14 ou 90.99 49.12 46.90 90.32.11 8415.1.10.26 45. com ou sem depuradores.00 84. “c”.49 8515.12 42.30. de chumbo. ambos para aparelhos de ar‐condicionado tipo Split System Climatizadores e/ou Umidificadores Aparelhos receptores GPS (Global Positioning System ‐ Sistema de Posicionamento Global) Acumuladores elétricos e seus separadores.1 Âmbito de Aplicação da Substituição Tributária Interno e nas seguintes unidades da Federação: Rio de Janeiro (Protocolo ICMS 195/09).90.1.1. MÁQUINAS E FERRAMENTAS Âmbito de Aplicação da Substituição Tributária Interno e no Estado do Rio de Janeiro (Protocolo ICMS 158/09).1. suas partes e acessórios Contadores de líquidos.90.4 46.26 42.8 8415.10 45.99 39.31 Máquinas e aparelhos para ensaios de dureza Contadores de gases.00 48.19 Bombas volumétricas alternativas Macacos Máquinas e aparelhos para soldar metais por arco ou jato de plasma.90.1.91. podômetros.00 8424.50.00 8414.1.1. Âmbito de Aplicação da Substituição Tributária Interno Subitem 45.00 8421.90. incluídas as balanças para bebês.00 8516. Subitem 45.com .12.39.15.12 45.1.5 45.5 8414.30.00 8526.12 31.90 8214.10 8415.00 8424.10 8424. de motor elétrico incorporado.45 44.688.90 38. acondicionar ou servir alimentos ou bebidas Condensador ou evaporador.10.1.1.00 8468. excluídas as automáticas classificadas na subposição 8515.1.3 45. 5º.60 44.14 Efeitos a partir de 1º/10/2011 ‐ Acrescido pelo art.58 34.7 45. com capacidade de saída inferior ou igual a 6 litros por minuto Balanças para pessoas.3 46.3 45.1. operados a água.6 46.5 Código NBM/SH 8210.00 8421.1. ambos do Dec. de uso manual Furadeiras elétricas Maçaricos de uso manual e suas partes Máquinas e aparelhos a gás e suas partes Aparelhos ou máquinas de barbear.5 46.10 Descrição Aparelhos mecânicos de acionamento manual.90 8443.29.74 35.19 45.1.00 8415.21 45.05 8413.1 45.11 45.60.

AGENTES O RGÂNICO S E PREPARAÇÕES PARA LIMPEZA Âmbito de Aplicação da Substituição Tributária Interno e nas seguintes Unidades da Federação: Bahia (Protocolo ICMS 27/10). exceto de golfe ou de tênis de mesa Patins de rodas.16 50.6 49.00 9506.89 79.2 49.89 79.89 79.88 35 40.13 50.89 79.24 50.81 Instrumentos. suas partes e acessórios.90 9018.00 9506.40.90.89 79. aparelhos e máquinas de medida ou controle.89 50.20.00 Agentes orgânicos de superfície (exceto sabões).91.90.89 79.com .00.6 50.89 79.15 50.00 3402.2 4202.00 Sabões ou detergentes em pó.88 Efeitos a partir de 1º/10/2011 ‐ Acrescido pelo art.89 79.8 61. 4º e vigência estabelecida pelo art.00 9401.90. 5º.5 9506.91. mesmo não encordoadas Bolas.20.00.1. não especificados nem compreendidos em outras posições do capítulo 90 da NBM/SH.19.00 9404.00 9506.20 50. I.49.89 79.89 79.00 9506.89 79.89 79.90. ambos do Dec.00 6216.00.00 9503.8 MVA (%) 61.8 50.90 7326.2 34. 4º e vigência estabelecida pelo art.18 50.00 6505.1 47.21 50.90. SABÕES E DETERGENTES 37 37 Âmbito de Aplicação da Substituição Tributária Interno e nas seguintes Unidades da Federação: Rio Grande do Sul (Protocolo ICMS 177/09).89 Isaias Jonas de Andrade 80 Printed with FinePrint trial version .90.14 50. tais como sacos de golfe. dispositivos para retenção de crianças. de 11/08/2011: 50. nº 45.90 3402.20.99.25 50.10 3922. de badminton e raquetes semelhantes.80.688.6 9506.90 4206.90 9403.99 9506.90.9 9506. preparações tensoativas.10 50.00 9004.99.00 9401.91.00 9506. e suas partes Cadeiras.9 5607. pranchas a vela e outros equipamentos para a prática de esportes aquáticos Tacos e outros equipamentos para golfe Artigos e equipamentos para tênis de mesa Raquetes de tênis.4 50.89 79.80. antivibrador. Pesos e Halteres Aparelhos Abdominais Bicicletas Ergométricas Camas Elásticas e Trampolins Aparelhos Elípticos / Transports Estações de Ginástica Esteiras Ergométricas Plataformas Vibratórias 79. bebê conforto.5 50.89 79.12 4202.8 61.8 61.11 90. preparações para lavagem (incluídas as preparações auxiliares para lavagem) e preparações para limpeza (inclusive multiuso e limpadores). cushion grip MVA (%) 79.00 9401.89 79.00 Descrição Protetores de Nariz/Protetor auricular para natação Acessórios para prática de tênis: overgrip. exceto os aparelhos digitais de uso automotivo da subposição 9031.00 4202. pranchas de surfe.10.89 79. Santa Catarina (Protocolo ICMS 197/09) 47.91.80. sacos para a pesca 79.00 9506.89 79.20.7 50.26 Cordas para Raquetes de tênis Munhequeiras Toucas para Natação Óculos para Natação Monitores Cardíacos para prática de esportes Skates Esquis aquáticos.2 Código NBM/SH 3926.00 9506. mesmo contendo sabão.02 7323.89 50.89 79.90.00 8302.50 e as células de carga da subposição 9031. nº 45.25 e 47.4 49.00.90.fineprint.purchase at www.89 79.9 3921. ARTIGO S PARA BEBÊ Âmbito de Aplicação da Substituição Tributária Interno Subitem 49.9 50.10 46.2 Esponjas e palhas de lã de aço ou ferro para limpeza doméstica 49.5 49.71.1 48.2 9506.40.8 40. grânulos ou outras formas semelhantes Detergentes líquidos 48. ambos do Dec.80.8 Código NBM/SH 8715. Cercado para crianças Artefato próprio para unir dois carrinhos de bebê Mesa Plástica para uso de crianças Andador Assento para banheira infantil 61.00 4202.91.90.46. flocos. I.00 9506.89 79. sacos para raquetes de tênis. Berço desmontável.1 49. exceto os produtos relacionados nos subitens 23. palhetas.00 9403.70. Rio Grande do Sul (Protocolo ICMS 177/09) e Santa Catarina (Protocolo ICMS 197/09) 48.89 79.3 9506.12 50. ESPO NJAS.11 50.688.9 9506.31 8424.3 49.19.89 79. assentos e similares para transporte e/ou alimentação de crianças. de 11/08/2011: Efeitos a partir de 1º/10/2011 ‐ Acrescido pelo art.17 50. “c”.e partes Suporte para banheiras. PALHAS DE AÇO O U FERRO . incluídos os fixados em calçados Peteca Saco de pancada Tatame Anilhas.88 40.23 50.40 3926.70. sacos de ginástica.19 50.1 50.00 9506.22 50.8 61. “c”.91.2 3401.00 9506. 5º.8 61.00 9506.60 Aparelhos mecânicos para agricultura ou horticultura 47.89 79.91.3 Bolsas e sacos para artigos esportivos. projetores de perfis. os aparelhos computadorizados para análise de têxteis da subposição 9031.7 49. ARTIGO S ESPO RTIVO S Âmbito de Aplicação da Substituição Tributária Interno Subitem 50.91.90 9506.8 61.00 Descrição Carrinhos e veículos semelhantes para transporte de bebês ou crianças.

Efeitos a partir de 1º/10/2011 ‐ Acrescido pelo art. 4º e vigência estabelecida pelo art. 5º, I, “c”, ambos do Dec. nº 45.688, de 11/08/2011: 50. ARTIGOS ESPORTIVOS Âmbito de Aplicação da Substituição Tributária Interno 50.27 50.28 50.29 50.30 50.31 50.32 50.33 50.34 50.35 50.36 50.37 50.38 50.39 9506.91.00 9506.91.00 9506.91.00 9506.99.00 9507.10.00 9507.20.00 9507.30.00 9507.90.00 9507.90.00 9507.90.00 9507.90.00 9507.90.00 9507.90.00 9507.90.00 3926.20.00 4203.21.00 6116.10.00 6116.93.00 6216.00.00 9506.19.00 9506.99.00 6211.3 6211.4 Simuladores de Caminhada Barras para ginástica Artigos e equipamentos para cultura física, ginástica ou atletismo, exceto os relacionados nos subitens 50.19 a 50.28 Varas (canas) de pesca Anzóis, mesmo montados em sedelas (terminais) para a pesca Molinetes e carretilhas de pesca Conjuntos compostos por vara e molinete ou carretilha de pesca, com ou sem linha, anzol ou isca artificial Afiadores de Anzóis para pesca Suportes de vara para pesca Iscas Artificiais e chamarizes Linhas para Pesca Tubos para transporte de Varas Outros artigos para pesca à linha, não relacionados nos subitens 50.33 a 50.38 79,89 79,89 79,89 79,89 79,89 79,89 79,89 79,89 79,89 79,89 79,89 79,89 79,89

50.40

Luvas, joelheiras, cotoveleiras, caneleiras, tornozeleiras e afins, para práticas de esportes

79,89

50.41

Kimonos

79,89

Efeitos a partir de 1º/10/2011 ‐ Acrescido pelo art. 4º e vigência estabelecida pelo art. 5º, I, “c”, ambos do Dec. nº 45.688, de 11/08/2011: 51. ARTIGOS DE VESTUÁRIO Âmbito de Aplicação da Substituição Tributária Interno Subitem 51.1 51.2 51.3 Código NBM/SH 6115.10 6115.2 6115.30 Descrição Meias‐calças, meias até o joelho e meias acima do joelho, de compressão degressiva (por exemplo, meias para varizes) Outras meias‐calças Outras meias até o joelho e meias acima do joelho, de uso feminino, de título inferior a 67 decitex por fio simples MVA (%) 68,22 68,22

52. AÇÚCAR DE CANA Âmbito de Aplicação da Substituição Tributária (A Partir 01/11/2011) Interno e nas seguintes unidades da Federação: Espírito Santo, Rio de Janeiro e São Paulo (Protocolo 21/91) Subitem 52.1 52.2 52.3 Código NBM/SH 1701.11.00 1701.11.00 1701.11.00 Açúcar de cana refinado Açúcar de cana cristal Outros tipos de açúcar de cana Descrição MVA (%) 10 15 20

Base legal: Constituição Federal: art. 150, § 7º Lei Complementar 87/1996: art. 6º a 10 Lei Complementar 123/2006, 127/07 e 128/2008 ‐ Simples Nacional. Código Tributário Nacional: art. 121 e 128 Lei Estadual nº 6.763/1975, art. 22. Convênio ICMS 81/1993 Convênios e Protocolos referentes à Substituição Tributária Regulamento do ICMS/2002 – Decreto nº. 43.080/02 ‐ Anexo XV Resolução nº 3728, de 20/12/2005

ISAIAS JONAS DE ANDRADE – Consultor Tributário, Contador, Auditor, Palestrante e instrutor de diversos cursos, seminários e palestras para entidades como Federação do Comércio de M inas Gerais – FECOMÉRCIO/MG, SEBRAE/MG, SENA C/MG, Conselho Regional de Contabilidade de Minas Gerais/CRCMG, Sindicato dos Contabilistas de Belo Horizonte/SCBH, Sindicato Empresas Consultoria, Perícias e Serviços Contábeis – SESCON‐MG, Sindicato dos Escritórios Contabilidade, Auditoria e Perícias Contábeis de Minas Gerais – SINCESCONTABIL/MG, Federação dos Contabilistas do Estado de M inas Gerais – FECON/MG, SESI‐FIEMG‐COMAR, Ex‐Consultor da COAD Editora de Publicações Periódicas Ltda., IOB Informações Jurídicas Ltda., INFORMARE Editora de Publicações Periódicas Ltda., realização de cursos in company e autor de diversas matérias fiscais publicadas em jornais e revistas jurídicas.

Novembro/2011
Isaias Jonas de Andrade

81

Printed with FinePrint trial version - purchase at www.fineprint.com

EMITENTE: DTN INDÚSTRIAS S.A. Av. D. Pedro I, 200 Centro Belo Horizonte – MG ‐ CEP. 30190.010 ( ) SAÍDA NATU REZA DA OPERAÇÃO ( ) ENTRADA. CFOP INSCRIÇÃO ESTADU AL SU BSTITU TO TRIBU TÁRIO

NOTA FISCAL N° 1285 CNPJ: 00.000.000/0001‐00

INSCRIÇÃO ESTADU AL 000.000000.0000

NOME/RAZÃO SOCIAL. ENDEREÇO MU NICÍPIO FATU RA DADOS DO PRODU TO CÓDIGO PRODU TO DESCRIÇÃO DOS PRODU TOS

DESTINATÁRIO/REMETENTE CNPJ/CPF BAIRRO/DISTRITO FONE/FAX UF CEP INSCRIÇÃO ESTADU AL

DATA DE EMISSÃO DATA SAÍDA/ENTRADA HORA DA SAÍDA

CL. FISC.

CST

U NID

QU ANT

VALOR U NITÁRIO

VALOR TOTAL

ALÍQU OTAS ICMS IPI

VALOR DO IPI

CÁLCU LO DO IMPOSTO BASE CÁLCU LO ICMS

VALOR ICMS

BASE CÁLCU LO ICMS SU BSTITU IÇÃO TRIBU TÁRIA

VR ICMS SU BSTITU IÇÃO TRIBU TÁRIA

VALOR TOTAL PRODU TOS

VALOR FRETE

VALOR SEGU RO

OU TRAS DESPESAS

VALOR DO IPI

VALOR TOTAL NOTA

TRANSPORTADOR/VOLU MES TRANSPORTADOS NOME/RAZÃO SOCIAL

FRETE POR CONTA 1‐EMITENTE 2‐DESTINATARIO

PLACA VÉICU LO

UF

CNPJ

ENDEREÇO QU ANTIDADE ESPÉCIE MARCA NÚMERO.

MU NICIPIO PESO BRU TO

UF

INSCRIÇÃO ESTADU AL PESO LÍQU IDO

DADOS ADICIONAIS INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES

RESERVADO AO FISCO

DADOS DA AIDF RECEBEMOS DE (RAZÃO SOCIAL DO EMITENTE) OS PRODU TOS CONSTANTES DA NOTA FISCAL INDICADA AO LADO NOTA FISCAL N° 1285 DATA DO RECEBIMENTO IDENTIFICAÇÃO E ASSINATU RA DO RECEBEDOR

Isaias Jonas de Andrade

82

Printed with FinePrint trial version - purchase at www.fineprint.com

EMITENTE DTN INDÚSTRIAS S.A. Av. D. Pedro I, 200 Centro Belo Horizonte MG CEP. 30190.010

NOTA FISCAL – FATURA N° 1286 ( ) SAIDA ( ) ENTRADA CNPJ 00.000.000/0001‐00

NATUREZA DA OPERAÇÃO

CFOP

INSCRIÇÃO ESTADUAL SUBSTITUTO TRIBUTÁRIO

INSCRIÇÃO ESTADUAL 000.000000.0000

NOME/RAZÃO SOCIAL. ENDEREÇO MUNICÍPIO FATURA DADOS DO PRODUTO CÓDIGO PRODUTO DESCRIÇÃO DOS PRODUTOS

DESTINATÁRIO/REMETENTE CNPJ/CPF BAIRRO/DISTRITO FONE/FAX UF CEP INSCRIÇÃO ESTADUAL

DATA DE EMISSÃO DATA SAÍDA/ENTRADA HORA DA SAÍDA

CL. FISC.

CST

UNID

QUANT

VALOR UNITÁRIO

VALOR TOTAL

ALÍQUOTAS ICMS IPI

VALOR DO IPI

CÁLCULO DO IMPOSTO BASE CÁLCULO ICMS

VALOR ICMS

BASE CÁLCULO ICMS SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA

VR ICMS SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA

VALOR TOTAL PRODUTOS

VALOR FRETE

VALOR SEGURO

OUTRAS DESPESAS

VALOR DO IPI

VALOR TOTAL NOTA

TRANSPORTADOR/VOLUMES TRANSPORTADOS NOME/RAZÃO SOCIAL

FRETE POR CONTA 1‐EMITENTE 2‐DESTINATARIO

PLACA VÉICULO

UF

CNPJ

ENDEREÇO QUANTIDADE ESPÉCIE MARCA NÚMERO.

MUNICIPIO PESO BRUTO

UF

INSCRIÇÃO ESTADUAL PESO LÍQUIDO

DADOS ADICIONAIS INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES

RESERVADO AO FISCO

DADOS DA AIDF RECEBEMOS DE (RAZÃO SOCIAL DO EMITENTE) OS PRODUTOS CONSTANTES DA NOTA FISCAL INDICADA AO LADO NOTA FISCAL N° 1286

DATA DO RECEBIMENTO

IDENTIFICAÇÃO E ASSINATURA DO RECEBEDOR

Isaias Jonas de Andrade

83

Printed with FinePrint trial version - purchase at www.fineprint.com

EMITENTE DTN INDÚSTRIAS S.A. Av. D. Pedro I, 200 Centro Belo Horizonte MG CEP. 30190.010

NOTA FISCAL‐FATURA N° 1287 ( ) SAIDA ( ) ENTRADA CNPJ 00.000.000/0001‐00

NATUREZA DA OPERAÇÃO

CFOP

INSCRIÇÃO ESTADUAL SUBSTITUTO TRIBUTÁRIO

INSCRIÇÃO ESTADUAL 000.000000.0000

NOME/RAZÃO SOCIAL. ENDEREÇO MUNICÍPIO FATURA DADOS DO PRODUTO CÓDIGO PRODUTO DESCRIÇÃO DOS PRODUTOS

DESTINATÁRIO/REMETENTE CNPJ/CPF BAIRRO/DISTRITO FONE/FAX UF CEP INSCRIÇÃO ESTADUAL

DATA DE EMISSÃO DATA SAÍDA/ENTRADA HORA DA SAÍDA

CL. FISC.

CST

UNID

QUANT

VALOR UNITÁRIO

VALOR TOTAL

ALÍQUOTAS ICMS IPI

VALOR DO IPI

CÁLCULO DO IMPOSTO BASE CÁLCULO ICMS

VALOR ICMS

BASE CÁLCULO ICMS SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA OUTRAS DESPESAS

VR ICMS SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA VALOR DO IPI

VALOR TOTAL PRODUTOS

VALOR FRETE

VALOR SEGURO

VALOR TOTAL NOTA

TRANSPORTADOR/VOLUMES TRANSPORTADOS NOME/RAZÃO SOCIAL

FRETE POR CONTA 1‐EMITENTE 2‐DESTINATARIO

PLACA VÉICULO

UF

CNPJ

ENDEREÇO QUANTIDADE ESPÉCIE MARCA NÚMERO.

MUNICIPIO PESO BRUTO

UF

INSCRIÇÃO ESTADUAL PESO LÍQUIDO

DADOS ADICIONAIS INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES

RESERVADO AO FISCO

DADOS DA AIDF RECEBEMOS DE (RAZÃO SOCIAL DO EMITENTE) OS PRODUTOS CONSTANTES DA NOTA FISCAL INDICADA AO LADO NOTA FISCAL N° 1287 DATA DO RECEBIMENTO IDENTIFICAÇÃO E ASSINATURA DO RECEBEDOR

Isaias Jonas de Andrade

84

Printed with FinePrint trial version - purchase at www.fineprint.com

200 Centro Belo Horizonte MG CEP.0000 NOME/RAZÃO SOCIAL. MUNICIPIO PESO BRUTO UF INSCRIÇÃO ESTADUAL PESO LÍQUIDO DADOS ADICIONAIS INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES RESERVADO AO FISCO DADOS DA AIDF RECEBEMOS DE (RAZÃO SOCIAL DO EMITENTE) OS PRODUTOS CONSTANTES DA NOTA FISCAL INDICADA AO LADO NOTA FISCAL N° 1288 DATA DO RECEBIMENTO IDENTIFICAÇÃO E ASSINATURA DO RECEBEDOR Isaias Jonas de Andrade 85 Printed with FinePrint trial version .A. CST UNID QUANT VALOR UNITÁRIO VALOR TOTAL ALÍQUOTAS ICMS IPI VALOR DO IPI CÁLCULO DO IMPOSTO BASE CÁLCULO ICMS VALOR ICMS BASE CÁLCULO ICMS SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA OUTRAS DESPESAS VR ICMS SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA VALOR DO IPI VALOR TOTAL PRODUTOS VALOR FRETE VALOR SEGURO VALOR TOTAL NOTA TRANSPORTADOR/VOLUMES TRANSPORTADOS NOME/RAZÃO SOCIAL FRETE POR CONTA 1‐EMITENTE 2‐DESTINATARIO PLACA VÉICULO UF CNPJ ENDEREÇO QUANTIDADE ESPÉCIE MARCA NÚMERO. Pedro I. FISC. 30190.010 NOTA FISCAL‐FATURA N° 1288 ( ) SAIDA ( ) ENTRADA CNPJ 00.purchase at www.EMITENTE DTN INDÚSTRIAS S. D.fineprint.000/0001‐00 NATUREZA DA OPERAÇÃO CFOP INSCRIÇÃO ESTADUAL SUBSTITUTO TRIBUTÁRIO INSCRIÇÃO ESTADUAL 000. Av.000000.com . ENDEREÇO MUNICÍPIO FATURA DADOS DO PRODUTO CÓDIGO PRODUTO DESCRIÇÃO DOS PRODUTOS DESTINATÁRIO/REMETENTE CNPJ/CPF BAIRRO/DISTRITO FONE/FAX UF CEP INSCRIÇÃO ESTADUAL DATA DE EMISSÃO DATA SAÍDA/ENTRADA HORA DA SAÍDA CL.000.

EMITENTE DTN INDÚSTRIAS S.000000. D.purchase at www.000. FISC.fineprint.010 NOTA FISCAL‐FATURA N° 1289 ( ) SAIDA ( ) ENTRADA CNPJ 00.0000 NOME/RAZÃO SOCIAL.000/0001‐00 NATUREZA DA OPERAÇÃO CFOP INSCRIÇÃO ESTADUAL SUBSTITUTO TRIBUTÁRIO INSCRIÇÃO ESTADUAL 000. MUNICIPIO PESO BRUTO UF INSCRIÇÃO ESTADUAL PESO LÍQUIDO DADOS ADICIONAIS INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES RESERVADO AO FISCO DADOS DA AIDF RECEBEMOS DE (RAZÃO SOCIAL DO EMITENTE) OS PRODUTOS CONSTANTES DA NOTA FISCAL INDICADA AO LADO NOTA FISCAL N° 1289 DATA DO RECEBIMENTO IDENTIFICAÇÃO E ASSINATURA DO RECEBEDOR Isaias Jonas de Andrade 86 Printed with FinePrint trial version . 30190. Pedro I. CST UNID QUANT VALOR UNITÁRIO VALOR TOTAL ALÍQUOTAS ICMS IPI VALOR DO IPI CÁLCULO DO IMPOSTO BASE CÁLCULO ICMS VALOR ICMS BASE CÁLCULO ICMS SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA VR ICMS SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA VALOR TOTAL PRODUTOS VALOR FRETE VALOR SEGURO OUTRAS DESPESAS VALOR DO IPI VALOR TOTAL NOTA TRANSPORTADOR/VOLUMES TRANSPORTADOS NOME/RAZÃO SOCIAL FRETE POR CONTA 1‐EMITENTE 2‐DESTINATARIO PLACA VÉICULO UF CNPJ ENDEREÇO QUANTIDADE ESPÉCIE MARCA NÚMERO. Av. 200 Centro Belo Horizonte MG CEP.com .A. ENDEREÇO MUNICÍPIO FATURA DADOS DO PRODUTO CÓDIGO PRODUTO DESCRIÇÃO DOS PRODUTOS DESTINATÁRIO/REMETENTE CNPJ/CPF BAIRRO/DISTRITO FONE/FAX UF CEP INSCRIÇÃO ESTADUAL DATA DE EMISSÃO DATA SAÍDA/ENTRADA HORA DA SAÍDA CL.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful