Você está na página 1de 21

DIGESTÃO DE

LIPÍDEOS
Triacilgliceróis (TAG) mais que 90%
DIGESTÃO DE Fosfolipídeos (PL)
LIPÍDEOS 60 - 150 g/dia
Glicolipídeos (GL)
Boca Colesterol (C)
Não ocorre Ésteres de colesterol (CE)
Vitaminas lipossolúveis (ADEK)
1 a 2 g de Estômago No adulto um vestígio de lipases resistentes ao pH ácido
colesterol e 7 a hidrolisa triacilgliceróis em pequeníssima qtde.
22 g de lecitina Vesícula No estômago dos
são biliar recém nascidos, graças ao pH neutro, ocorre digestão de
secretados no lipídeos.
Armazenamento e secreção da bile.
lúmem do
intestino
delgado como Secreção de dois tipos
constituintes da “suco pancreático” .
bile. Pâncreas
Solubilização, a hidrólise de AGL, MAG,
do colesterol da dieta (30-40%) Intestino
Reabsorção
vitaminas lipossolúveis e ác. graxos delgado
de sais
essenciais.
biliares.
Captação de lipídeos, ressíntese de TAG
e CE, formação do QUILIMICRON .

Porções de fosfolipídeos e glicolipídeos não digeridos


DIGESTÃO

1. BOCA - LIPASE LINGUAL – ação em infantes

2. DUODENO – SAIS BILIARES + AÇÃO DAS LIPASES


PANCREÁTICA – onde efetivamente inicia-se a digestão de
lipídeos
DIGESTÃO DE LIPÍDEOS
 “Inicio no estômago” (pequenas quantidades) com
uma lípase resistente ao pH ácido (lípase lingual) -
Infantes

 Hidrolise estomacal é lenta e pouco eficiente pela


não emulsificação lipídica, os lipídeos progridem
praticamente intactos até o intestino delgado

TAG DAG/MAG AGL


 Pela ação enteroendócrina (colecistoquinina) ocorre a
contração da vesícula biliar  liberação de agente
emulsificantes (sais biliares) conhecidos como
detergentes biológicos.

 Degradação efetiva por


enzimas pancreáticas:
1.LÍPASE PANCREÁTICA:
Retiram preferencialmente os
ácidos graxos na posição 1 e
3 dos TAGs, gerando 2-MAG e
1 AGL;
(INIBIDA PELO XENICAL)

2.COLESTEROL ESTERASE:
Degrada ésteres de colesterol
em colesterol livre + ácido
graxo
Digestão de Lipídeos
 Produtos primários da digestão + produtos sem digestão
+ sais biliares (micelas simples) = micelas mistas solúveis
no lúmen intestinal, as quais são absorvidas na `borda de
escova´ dos enterócitos.

Obs.: Ácidos graxos de cadeia média (de 5 a 12C) e curta (até 4C) não
requerem as micelas para a absorção.
SAIS BILIARES E MICELAS

Glicocolato

la
mi ce
a
ic ad
li p íd
se
Fa

FACE
POLAR

c a
r o fíli
hid
ie
e rfíc FACE
p
Su
APOLAR

Colato
ESTRUTURA DA MICELA MISTA
AÇÃO DA LIPASE PANCREÁTICA
Lipase

Ácido Ácido
biliar biliar

Local de clivagem
TAG

Lipídeos
Micelas de dieta
ABSORÇÃO DE
LIPÍDEOS
Lumen
intestinal
Absorção e ressíntese de lipídeos
Microvilosidades enterócito
TAG

MAG

AGL Acil-CoA
sintetase QUILOMICRONS

linfa
sangue
LPL QUILOMICRONS
capilar
Cel. endotelial
Cel. tecidos
Transporte dos TAG da Dieta

Os TAG da dieta,
ressintetizados no
REL do enterócito, são
transportados para os
tecidos pelas
lipoproteínas

Quilomicrons denominadas
Quilomicrons

Capilar Vaso
sangüíneo Linfático
ESTRUTURA DAS
VESÍCULAS
APOLIPOPROTEÍCAS
PLASMÁTICAS
ESTRUTURA DAS VESÍCULAS APOLIPOPROTEÍCAS
PLASMÁTICAS
LIPOPROTEÍNAS
• Partículas esféricas de tamanho e densidade
variáveis responsáveis pelo transporte de lipídeos
no organismo.
• Principais lipoproteínas:
QM - quilomícrons.
VLDL - lipoproteínas de densidade muito baixa.
IDL - lipoproteínas de densidade intermediária.
LDL - lipoproteínas de baixa densidade.
HDL - lipoproteínas de alta densidade.
APOPROTEÍNAS

• Proteínas sintetizadas por enterócitos (B-


48, C) e pelo fígado (B-100, A)
• Compõem lipoproteínas
• São reconhecidas por receptores
específicos no fígado e em outros tecidos e
dão destino às vesículas no sangue.
FUNÇÃO DE LIPOPROTEÍNAS
•QUILOMÍCRONS: transporte de TAG do intestino
para músculo e tecido adiposo e, posteriormente,
fígado
VLDL: transporte de TAG, colesterol e fosfolipídeos
do fígado para adipócitos , músculos e outras células
IDL: transporte de TAG e colesterol para macrófagos
e glicerol para fígado
LDL: transporte colesterol livre e esterificado para
todas células
HDL: transporte do excesso de colesterol de todas as
células para o fígado; fornece apoproteínas para
outras lipoproteínas
Metabolismo de Lipoproteínas
Objetivo:
suprir o organismo com lipídeos da dieta e com
colesterol para síntese de membranas, transportar
colesterol das células para processamento hepático
Local:
fígado, enterócitos, sangue, endotélio vascular
Enzimas importantes:
LPL (endotélio dos vasos) – lipoproteína lipase: libera
TAG de lipoproteínas como glicerol e AGL
LCAT (HDL) – lecitina:colesterol aciltransferase:
esterificação: C para CE
CETP (HDL) – proteína de transferência de colesterol-
éster
Quilomícrons
remanescentes