Você está na página 1de 10

Contextualização

histórico-literária

Unidade 2

Contos
Contextualização histórico-literária
Contos

Datas e acontecimentos
• Início do período de Ditadura Militar, com o general
1926
Gomes da Costa.
• Salazar ascende a chefe de governo da Ditadura
1932 Militar.

1936-1939 • Guerra Civil de Espanha.

1939 • Alemanha invade a Polónia: início da II Guerra


Mundial. Salazar declara a neutralidade portuguesa no
conflito europeu.

1940 • Já aliados, Itália e Alemanha assinam pacto com o


Japão.
• A Alemanha invade a URSS e Portugal divulga um
1941
comunicado congratulando-se de tal.
• Ataque japonês à base de Pearl Harbor dos EUA.
Contextualização histórico-literária
Contos

Datas e acontecimentos

1942 • Domínio de quase toda a Europa pelos alemães e seus


aliados. Portugal mantém relações político-diplomáticas e
económicas com Itália e Alemanha.

1945 • Fim da II Guerra Mundial, com a rendição da Alemanha.


• Criação da ONU com 50 países fundadores, promovendo a
cooperação internacional para a paz mundial e a defesa dos
direitos humanos dos povos.
1945 • URSS recusa o pedido de Portugal para aderir à ONU por
reconhecer que o Estado Novo era um regime fascista.

1955 • Portugal entra para a ONU.

1961-74 • Guerra Colonial Portuguesa.


1955 • Revolução do 25 de Abril e fim de um regime de ditadura.
Contextualização histórico-literária
Contos

Movimento literário desenvolvido entre finais


Neorrealismo dos anos 30 e finais dos anos 50 do século XX.

Nascidos em grande parte na segunda década


do século;
Escritores, críticos e
ensaístas Formados intelectualmente num tempo de
crise social e económica muito aguda,
seguindo um ideário cultural marxista.

Manifestam um certo distanciamento (que chega a ser oposição declarada) em


relação ao legado modernista.
Contextualização histórico-literária
Contos

Neorrealismo
Projeção, no domínio da criação literária, de orientações culturais ideologicamente
fundadas no materialismo histórico e dialético.

Análise, através da literatura, da dialética das transformações sociais e em particular


da luta de classes, num quadro económico-social capitalista.
Denúncia das contradições que afetavam esse cenário económico-social: a
exploração do homem pelo homem, luta pela posse de terra, a sobrevivência de
mecanismo de exploração quase feudais, etc.

O Neorrealismo tentou também articular certos géneros literários dominantes, o


romance e o conto, e determinadas categorias literárias, a personagem e o espaço.

Procurava-se, desse modo, incutir vigor persuasivo a uma mensagem literária que
se pretendia fortemente interventiva.
Contextualização histórico-literária
Contos

O termo Neorrealismo não foi um simples prolongamento do


Realismo literário do século XIX.

Realismo Neorrealismo

As afinidades entre o Neorrealismo e o Realismo oitocentista situam-se não no plano


ideológico, mas no plano ético.

Para ambos, trata-se de ligar a literatura à sociedade, fazendo dela um instrumento


de ativa intervenção social.
Contextualização histórico-literária
Contos

PRINCIPAIS FIGURAS DO NEORREALISMO PORTUGUÊS

Carlos de Oliveira Alves Redol Mário Braga

Manuel da Fonseca Soeiro Pereira Gomes Afonso Ribeiro


Contextualização histórico-literária
Contos

A ficção portuguesa do Neorrealismo ao Pós-Modernismo

A Revolução do 25 de Abril vem criar condições de produção literária distintas das


que até então vigoravam.

Maria Judite de Carvalho é uma das vozes mais


significativas da narrativa portuguesa
subsequente ao Neorrealismo; é dotada de um
extraordinário talento de contista, associado à
singular representação do mundo onde
perpassam pequenas ambições e grandes
frustrações, solidões e desencantos, tudo
projetado num cenário marcadamente
feminino.
Contextualização histórico-literária
Contos

O Pós-Modernismo e a ficção portuguesa do fim do século

A evolução da ficção portuguesa no último quartel do século XX acha-se balizada


por dois marcos cronológicos:

Revolução de 25 de Abril de 1974 Fim do século

 Acontecimento histórico com  Consciência mais ou menos nítida de


profundas implicações no plano uma dupla passagem para outro
da criação literária em geral; tempo, ou seja, para o século
seguinte e para o novo milénio que
com ele veio.

Crescente abertura a temas, a valores e a estratégias discursivas pós-modernistas.


Contextualização histórico-literária
Contos

O Pós-Modernismo e a ficção portuguesa do fim do século

«[N]ão podemos ignorar que algumas das mais interessantes tendências da


ficção portuguesa contemporânea devem muito a um diálogo ativo com o presente
histórico de fraturas, conflitos e desencantos a que o último quartel do século XX deu
lugar [...]. [A] marca de um tempo que projetou na linguagem, nos seus labirintos e
nas suas tensões internas o testemunho das ilusões e desilusões de uma geração que
viveu de forma não raro traumática a Revolução e os seus desafios.»

Carlos Reis, «O Post-Modernismo e a ficção portuguesa do fim do século», op. cit., pp. 287-299