Você está na página 1de 13
Márcia Regina Banov Recrutamento, Seleção e Competências Respostas das Sugestões de atividades e exercícios Portal

Márcia Regina Banov

Recrutamento, Seleção e Competências

Respostas das Sugestões de atividades e exercícios

Portal Atlas

Professores

Editora Atlas

2012

Capítulo 1 Palavras Cruzadas   M   C     R E C R U

Capítulo 1

Palavras Cruzadas

 

M

 

C

 
 

R

E

C

R

U

T

A

M

E

N

T

O

 
 

C

 

L

 

A

T

E

C

N

O

L

O

G

I

A

 

M

 

N

U

 
 

S

 

E

I

R

 

S

 

M

 

I

R

C

A

U

E

M

C

I

O

B

R

B

A

S

R

S

C

O

D

T

G

 

M

I

S

S A

O

 

L

O

A

 

V

A

L

O

R

E

S

 

S

 

D

 

O

E

S

 

N

 

T

O

D

M

 

V

I

S

Ã

O

 

E

E

E

P

 

Z

 

M

M

 

F

 

E

S

T

R

U

T

U

R

A

O

R

G

A

N

I

Z

A

C

I O

N

A

L

 

T

 

O

 

C

 

S

 

F

 

B

 

A

C

I

 

E

R

T

U

O

R

G

A

N

I

C

A

S

 

R

I

U

R

N

 

T

C

S

A

A

A

A

 

L

 

S

CAPÍTULO 2 PLANEJAMENTO DE PESSOAL SUGESTÕES E RESULTADOS DOS EXERCÍCIOS Exercício 1 – Resposta QUADRO

CAPÍTULO 2

PLANEJAMENTO DE PESSOAL

SUGESTÕES E RESULTADOS DOS EXERCÍCIOS

Exercício 1 – Resposta

QUADRO DE CONTRATAÇÕES

Depto. Substituição

Administrativo

Financeiro

Comercial

Técnico

Produção

Total por tipo de Contraração

Aposentadoria

4

 

1

2

9

16

Licença-Materni-

           

dade

2

1

1

2

6

Serviço Militar

   

1

 

2

3

Término de Estágio

8

2

2

2

20

34

Transferências

4

1

2

1

15

23

Rotatividade

1

 

1

1

27

30

Total por

           

departamento

19

3

8

7

75

112

Obs.: O número de pessoas pela rotatividade deve ser calculado aplicando-se a porcentagem so-

bre o número de funcionários do departamento.

O professor deverá reforçar que outros modelos de planilha poderão ser criados de acordo com a necessidade da empresa e dos departamentos.

Nas linhas, a análise dos tipos de contratação auxilia as estratégias de recruta- mento (contratação de empresas de estágio, assessorias em recursos humanos, o RH da empresa contratante etc.) .

Nas colunas, referentes aos departamentos, pode-se analisar as necessidades do departamento, a rotatividade e a sugestão de uma análise mais aprimorada para que a empresa possa levantar as causas da rotatividade, buscando alternativas para favorecer o clima organizacional.

O professor deve explorar outros fatores que considera importante.

2) Qual é a importância do Planejamento de Pessoal para o setor de Recrutamento e Seleção de

pessoal?

O planejamento de pessoal é importante porque permite fazer uma previsão de vagas futuras auxiliando o departamento de R&S a fazer um planejamento adequado de no- vas contratações, evitando problemas de escolhas de instrumentos de recrutamento e seleção inadequados e contratações indevidas.

3) Supondo que a legislação de estágio altere o estágio do ensino superior de seis para cinco ho-

ras, uma empresa que tenha 20 estagiários, quantos estagiários deverá contratar para manter o

ritmo de trabalho?

Terá que contratar 4 estagiários, porque:

1 (hora diária a menos) x 20 (estagiários) = 20 : 5 horas = 4

4) Qual é a relação entre a recessão da economia do país e a rotatividade?

A economia do país interfere na rotatividade (fluxo de entradas e saídas de pessoas da

A economia do país interfere na rotatividade (fluxo de entradas e saídas de pessoas da empresa). Em períodos de recessão eleva-se a rotatividade porque muitas empresas demitem funcionários antigos e contratam novos com remunerações inferiores às dos demitidos.

O professor deverá reforçar que este quadro provoca movimentações no recruta- mento e na seleção de pessoal.

CAPÍTULO 3 Sugestões e Respostas Escolham um colega do grupo que esteja trabalhando. Imaginem que

CAPÍTULO 3

Sugestões e Respostas

Escolham um colega do grupo que esteja trabalhando. Imaginem que este colega pedirá demis-

são e o grupo será responsável por buscar alguém para preencher a vaga que será aberta em

decorrência da sua saída. Entrevistem o colega para:

1) Descrever o perfil do cargo que ele deixará.

As respostas serão variadas de acordo com o cargo, mas deverão conter no mínimo as informações sobre: o nome do cargo, a posição no organograma da empresa, a descri- ção das tarefas e responsabilidades, as exigências da empresa (quanto ao sexo, idade, estado civil, escolaridade, experiência anterior etc.), o local e o horário de trabalho, os relacionamentos decorrentes do cargo, o salário, os benefícios e os incentivos.

Quanto ao salário, orientar os alunos que caso seja constrangedor ao colega entrevis- tado mencionar o quanto ganha, colocar na entrevista apenas “salário de mercado”.

2) Fazer o levantamento da missão, visão e valores da empresa em que o colega trabalha.

Nesta questão o professor deverá averiguar se a empresa tem bem definida a sua mis- são, visão e objetivos e, se os alunos compreenderam estes conceitos.

3) Mapear as competências necessárias ao cargo atrelando-as aos objetivos organizacionais.

As respostas para esta questão são variadas e dependem do cargo escolhido, das com- petências do entrevistado e da empresa.

Sugestão: escolher um filme solicitando aos alunos que o assistam e mapeiem as com- petências de um personagem.

Personagens que eu obtive sucesso:

Andrea Sachs, do filme “O diabo veste Prada”

Elle, do filme “Legalmente loira 1”. Este filme aponta as competências marcantes da personagem e mostra como o preconceito faz com que as pessoas não vejam tais competências (o que pode acontecer com o selecionador).

CAPÍTULO 4 Respostas 1) Você acaba de abrir uma empresa, não têm dinheiro para gastar

CAPÍTULO 4

Respostas

1) Você acaba de abrir uma empresa, não têm dinheiro para gastar com recrutamento e precisa

urgentemente de um contabilista qualificado. Cite e explique duas fontes de recrutamento que

atenda a sua necessidade.

Networking: porque são redes de indicações de pessoas que conhecem as compe- tências de que elas indicarão, sem custo algum.

Sindicato dos contabilistas e associações de classe (como o Conselho Regional de Contabilidade – CRC), porque são direcionados ao contabilista e não cobram pela divulgação.

Consultorias Outplacement, porque os custos são pagos pelas empresas que es- tão demitindo.

2) Você trabalha numa empresa de construção civil. Com os frequentes atrasos em decorrência do

trânsito, a empresa decidiu contratar pedreiros das imediações. Cite duas fontes de recrutamento

que atendam sua necessidade e descreva o conteúdo da divulgação da vaga.

Obs.: o conteúdo varia conforme a criatividade do aluno.

Placas na porta da empresa – Sugestão de conteúdo: MM Construção Civil admite Pedreiros

Serviços de alto-falantes: Sugestão de conteúdo: A MM Construção Civil está ad- mitindo pedreiros. Os interessados deverão comparecer à Rua João, 344. Procurar pela dona Iraci.

Casa Aberta, promovendo eventos para a comunidade visitar a empresa. Ao tér- mino do evento informar as vagas disponíveis e solicitar aos interessados que preencham uma ficha.

3) Sua empresa está precisando de um auxiliar administrativo para a área comercial. Por ser pe-

quena, ela não tem o departamento de Recrutamento e Seleção e decidiu contratar uma Assesso-

ria de Recursos Humanos. Faça e preencha o formulário de Solicitação de Candidatos.

O conteúdo do formulário varia conforme a criatividade do aluno e deverá conter no mínimo:

a. Descrição das tarefas e competências.

b. Formação acadêmica.

c. Dados pessoais (o que a empresa deseja quanto a idade, sexo, estado civil, expe- riência anterior, escolaridade etc.).

d. O que a empresa oferece: salário, benefícios, incentivos, local e horário de traba- lho.

e. Outras informações que forem necessárias: disponibilidade para viajar, mudar de horário, ir para outras filiais, horário de aula (se for estudante) etc.

f. Contato com a empresa: telefone e o nome de quem a Assessoria deverá procurar.

4) Sua empresa está abrindo uma vaga para Secretária. Como tem várias colaboradoras que po-

dem ser promovidas para esta vaga, ela abriu o recrutamento interno. Faça o comunicado para

os colaboradores.

O comunicado varia de acordo com a criatividade do aluno. O professor deverá obser- var

O comunicado varia de acordo com a criatividade do aluno. O professor deverá obser-

var os seguintes dados: como o aluno se reporta a candidata (por exemplo, inicia o comunicado com “Prezada colaboradora”), se menciona a vaga, o resumo das tarefas

e o contato (o nome do setor e/ou da pessoa que a candidata deverá procurar).

5) Sua empresa precisa de um Contabilista para a área fiscal. A vaga será divulgada no jornal.

Faça o anúncio aberto desta vaga para ser publicado e mencione em qual jornal ela deverá ser

divulgada.

Os jornais são direcionados conforme o público alvo e no caso do Contabilista a vaga não pode ser divulgada em jornais populares que são direcionados ao público de baixa escolaridade.

O anúncio aberto deve conter:

título da vaga;

logotipo e/ou nome da empresa;

resumo das qualificações;

local e horário de trabalho;

benefícios oferecidos;

diferenciais;

meios de contato com o selecionador.

6) A empresa Contente abriu uma vaga para Assistente Administrativo e a publicou no jornal. Re-

cebeu 274 currículos, porém apenas 7 realmente se enquadravam no perfil desejado. Como foi o

recrutamento? Que estratégia ela deverá adotar?

A porcentagem de currículos que são adequados à vaga é pequena, portanto o meio

de divulgação não foi adequado. O departamento de R&S deverá divulgar a vaga por outros meios.

7) A empresa Carga Total precisa contratar ajudantes de caminhão e resolveu colocar uma placa

na porta da empresa. Faça o rascunho da placa.

A placa varia conforme a criatividade do aluno. Deverá conter no mínimo a informação

de que a empresa está admitindo e qual vaga.

CAPÍTULO 5 Sugestões ao professor Correção da Atividade 1) SUGESTÃO DE FILMES ⇒ “O que

CAPÍTULO 5

Sugestões ao professor

Correção da Atividade

1) SUGESTÃO DE FILMES

“O que você faria?”, dirigido por Marcelo Piñeyro, 2005.

O filme retrata um processo de seleção de executivos, completamente antiético, em que partici -

pam sete candidatos, sendo que um deles é o “infiltrado” (da própria empresa). Os próprios candi - datos, de acordo com o método utilizado, é que vão eliminando os seus concorrentes. As técnicas de seleção apresentadas no filme são sugestivas e interessantes.

“O diabo veste Prada”, David Frankel, 2006.

O filme retrata o dia a dia da Revista de Modas Runway e a história de uma autoritária execu-

tiva (Miranda Prisley) e sua recente contratada assistente (Andréa Sachs). Temas que podem ser explorados no filme: tipo e elementos da estrutura organizacional da Runway (mecanicista,

formal, centralizada etc.). A cultura organizacional: papel exercido pela liderança (autoritária) e

o

ambiente físico (requintado, sinalizando o tipo de vestimenta e comportamentos desejados).

A

cultura aponta a maneira de ser (usar roupas, sapatos, bolsas e demais acessórios da moda)

e

de se fazer (tudo correndo, o possível e o impossível). O filme mostra o recrutamento (Andréa

Sachs chega a Runway por meio de um anúncio em jornal. Enviou o currículo e foi chamada). A entrevista feita pela Miranda (aponta a inadequação da candidata para o cargo e a contratação decorrente da projeção da Miranda nas qualidades da Andrea). Aponta como o sistema de recom - pensas como ter roupas de grifes, participar de eventos badalados, conhecer pessoas famosas etc., atrai candidatas para as vagas que são abertas pela empresa.

“Vestígios do Dia”, dirigido por James Ivory, 1995.

O filme aborda a história e a vida profissional do mordomo Sr. Stevens. Ocorre na Inglaterra e tem

como pano de fundo a Segunda Guerra Mundial. A Mansão onde Stevens trabalha funciona como uma empresa e ele gerencia todos os empregados para que os grandes acontecimentos sociais

e políticos que ali acontecem não sejam atropelados por problemas domésticos. Retrata a vida

dos “serviçais”. Permite explorar a prática de recursos humanos na década de 1930. Com relação

a seleção de pessoal aponta critérios como apego ao trabalho e lealdade sem limites, pessoas

asseadas, com referências e desprovidas de beleza, a cultura organizacional da mansão, a dis - criminação (em relação à idade do pai, às governantas e às empregadas judias). Os sistemas de recompensas usados com os empregados (moradia, comida de primeira qualidade, possibilidade de carreira) e outros assuntos de RH.

2) Entrevista

A entrevista que concedi ao jornalista Heródoto Barbeiro, pela CBN, no painel Mundo Corporativo, onde abordo o conteúdo do livro e a seleção de pessoal em empresas de pequeno porte. Link: http://www.youtube.com/watch?v=8tINFWLjtx0

Parte A Escolher um colega do grupo, fazer a descrição do cargo dele e mapear

Parte A

Escolher um colega do grupo, fazer a descrição do cargo dele e mapear suas competências, após:

1) Elaborar e analisar o currículo dele.

2) Montar um roteiro de entrevista tradicional, levando em consideração os campos de pesquisa

de uma entrevista.

3) Elaborar questões baseadas na entrevista comportamental.

4) Elaborar a prova prática.

5) Pesquisar e escolher uma dinâmica de grupo e prepará-la.

As respostas variam de acordo com o conhecimento assimilado pelo aluno do conteúdo do capítulo e do colega escolhido.

Parte B

1) A empresa Alfagama precisa de uma secretária para a sua diretoria comercial. Deverá preparar

contratos, reportar-se à diretoria, atender aos clientes, ter excelente português (escrito e falado),

conhecer a rotina de uma secretária e as ferramentas básicas de informática (pacote office). A

empresa deseja uma pessoa do sexo feminino, idade entre 25 e 35 anos, com curso superior com-

pleto. Também solicita uma pessoa que seja calma e organizada.

Elaborar um quadro que permita pontuar o desempenho de cada competência das candidatas.

2) Imaginar algumas situações descrevendo:

a. Três exemplos de CAR completo.

b. Três exemplos de CAR incompleto.

As respostas variam de acordo com a assimilação do conteúdo do capítulo pelo aluno e as situações que ele mencionar. O importante é o professor averiguar se no CAR com- pleto o aluno descreve o contexto, a ação e o resultado nas situações citadas e no CAR incompleto se menciona o contexto e o resultado, omitindo a ação.

Parte C

Sobre o teletrabalho, pesquisar:

Quantos teletrabalhadores o Brasil tem atualmente?

Qual é o setor da economia que possui mais teletrabalhadores?

Quais são os cargos mais visados para o teletrabalho?

Consultorias especializadas no recrutamento e seleção de teletrabalhadores.

Como são dados que sofrem variações, é recomendado ao professor que faça a pesqui- sa por ocasião de abordar o tema.

CAPÍTULO 6 Respostas 1) Ana se relaciona muito bem com as pessoas que estão ao

CAPÍTULO 6

Respostas

1) Ana se relaciona muito bem com as pessoas que estão ao seu redor. Fez um excelente curso

de Seleção de Pessoal. Quando foi trabalhar no setor de R&S, percebeu que não sabia usar os

instrumentos de seleção de pessoal, tais como analisar currículo, fazer entrevistas, aplicar testes

e dinâmicas de grupo, elaborar laudos e outros. Que competência falta a Ana? Como ela poderá

desenvolvê-la?

Falta a Ana a habilidade em usar os instrumentos de seleção de pessoal. Ela poderá de- senvolvê-la buscando por capacitação e orientação de pessoas que trabalham na área.

2) Joana descreve cargos e mapeia competências muito bem. Sabe escolher os instrumentos

adequados para o recrutamento e a seleção; se relaciona bem com a maioria dos requisitantes

de cargo, está sempre em busca de novas práticas de seleção e é ética na seleção de pessoal.

Elaborou critérios rígidos para a seleção de Corretores de Imóveis. Não conseguia candidato que

passasse em seu processo seletivo. Que competências Joana tem? Quais lhe faltam?

Joana tem desenvolvidas as habilidades com os instrumentos de seleção de pessoal e

a atitude; está sempre em busca de novas práticas. Falta a Joana o conhecimento glo-

bal do processo seletivo que envolve o mercado de trabalho, a cultura organizacional

e outros.

3) João trabalha na Betagama, no setor de R&S há 15 anos. Utiliza os mesmos processos e instru-

mentos desde o seu primeiro dia nesta empresa. Que competência está lhe faltando?

Falta-lhe a atitude, para buscar por novas práticas e outras atualizações, além de networking com outros profissionais da área.

4) O departamento de R&S mandou para ser entrevistada pelo gerente do setor comercial uma

moça que tinha o perfil desejado para a vaga de secretária. O gerente a recusou porque viu uma

pequena tatuagem em seu tornozelo. O que influenciou a decisão do gerente? Por quê?

O gerente foi influenciado pelo efeito halo; focou na pequena tatuagem da candidata desprezando as competências que ela poderia ter e que fossem compatíveis com o cargo.

5) O selecionador desde o inicio do processo seletivo para a vaga de assistente contábil se encan-

tou com a candidata Margarida. Ela falava bem, sabia escolher e articular as palavras. Vestia-se

bem e se comportava de maneira elegante. Não teve dúvidas ao escolhê-la para o cargo. Depois

de uma semana que Margarida ocupava o cargo, o selecionador foi informado que ela deixava a

desejar nos conhecimentos técnicos inerentes ao cargo. Explique em que armadilhas o seleciona-

dor caiu?

O selecionador caiu na armadilha da subjetividade quando optou pelo candidato com quem simpatizou e no efeito halo quando se apegou a simpatia da candidata não per- cebendo a falta de conhecimentos técnicos dela.

CAPÍTULO 7 Resposta Parte A 1) Pesquisar três Assessorias de Recursos Humanos (agência de empregos)

CAPÍTULO 7

Resposta

Parte A

1) Pesquisar três Assessorias de Recursos Humanos (agência de empregos) levantando o custo

para a sua empresa preencher duas vagas: uma para Secretária, com salário de R$ 1.500,00 e

outra para office-boy, com salário-mínimo.

2) Pesquise duas Consultorias para saber o custo para a sua empresa preencher uma vaga de

Gerente de RH, com o salário de R$ 5.500,00.

As respostas da parte A dependem das empresas (Assessorias e Consultorias) pesqui- sadas. O professor deverá solicitar que as empresas sejam referenciadas.

Parte B

1) A empresa Delta tem 2.000 empregados. Tem praticamente 5% de vagas abertas mensalmen-

te, em geral 70% para cargos operacionais com salários médios de R$ 700,00 e 30% administra-

tivos, com salários variando de R$ 700,00 até R$ 2.500,00. Para a Delta, é vantajoso ela ter um

setor de Recrutamento e Seleção? Por quê?

Sim, é vantajoso ela ter o setor de Recrutamento e Seleção porque ela tem em média 100 vagas abertas por mês. Só do operacional, 70 contratações operacionais totaliza- riam R$ 49.000,00 em salários. Como boa parte das Assessorias cobra um salário de cada contratação, ter profissionais de seleção, mesmo com os encargos sociais, seria economicamente mais vantajoso.

2) A empresa Alfa tem o setor de R&S e vai entrar na época de “pico” de vendas e pretende con-

tratar 50 temporários. O que é viável a ela, fazer a seleção na própria empresa ou contratar uma

Assessoria de Recursos Humanos? Por quê?

O viável seria ela fazer a contratação por uma Assessoria de Recursos Humanos, pois na relação custo-benefício ela gastaria menos.

3) A empresa Gama tem 100 empregados e em média 2% de rotatividade por mês. Vale a pena

ela criar o setor de R&S para atender as suas necessidades? Por quê?

Não é vantajoso ela ter o setor de R&S porque ela tem em média apenas duas substi- tuições por mês. Se tivesse o departamento, teria que arcar com o salário, benefícios, encargos sociais do profissional de seleção e outras despesas, como divulgação da vaga e materiais para a seleção. Terceirizando ela pagará apenas o valor cobrado por cada contratação, neste caso, em média duas contratações.

4) Sua empresa vai contratar serviços terceirizados de R&S e pede para você procurar por em-

presas que recrutam e selecionam pessoal. Quais são as providências que você deve tomar para

saber se pode confiar na empresa que você escolheu?

Você deverá verificar se a empresa é legalizada, se ela tem pendências jurídicas, quan- to tempo ela está no mercado, quem são seus principais clientes, de preferência entrar em contato com eles pedindo referências dos serviços a serem contratados.

CAPÍTULO 8 1) O selecionador deu orientações ao candidato quanto ao salário, aos benefícios, aos

CAPÍTULO 8

1) O selecionador deu orientações ao candidato quanto ao salário, aos benefícios, aos incentivos,

ao local e ao horário de trabalho. Quando o candidato o questionou sobre o departamento em que

ele iria trabalhar, o selecionador respondeu: “É o pior departamento da empresa; nenhum colabo-

rador quer ser transferido para lá. O chefe é um carrasco.” Qual é a virtude básica predominante,

neste caso, que não foi cumprida pelo selecionador? Por quê?

O selecionador feriu a virtude do zelo, porque não cuidou da imagem da empresa e

nem da dele, selecionador.

2) João foi contratado como Assistente Administrativo da empresa Delta. Depois de um ano exer-

cendo a função junto à Diretoria Administrativa, ficou com a tarefa de entrevistar e selecionar

candidatos para trabalharem no escritório. João não passou por nenhum treinamento e, segundo

comentários é subjetivo em suas escolhas. Qual é a virtude básica predominante, neste caso, que

não foi cumprida pelo selecionador? Por quê?

A virtude predominante que não foi cumprida no caso de João é a da competência,

porque falta a ele conhecimentos e habilidades para o exercício da profissão de sele- cionador.

3) Alguns candidatos reclamam que passaram por vários processos seletivos, em várias empresas

e muitas delas pedem para aguardar um contato, que nunca acontece. Qual é a virtude básica

predominante, neste caso, que o selecionador deixou de cumprir? Quais são os reflexos para a

empresa, o departamento de R&S e o selecionador?

O selecionador deixou de cumprir a virtude do zelo. Os reflexos são passar a imagem de uma empresa, da seleção e do selecionador que não se importam com as pessoas.

4) O selecionador perguntou ao candidato se ele tinha relacionamentos fixos ou vivia “bobolete-

ando”. O mesmo selecionador comentou com a recepcionista que o candidato “X” que foi esco-

lhido e seria contratado tinha um namorado e uma namorada. Qual virtude básica predominante,

neste caso, que o selecionador deixou de cumprir? Por quê?

O selecionador deixou de cumprir a virtude do sigilo, fazendo perguntas indiscretas,

não respeitando a vida íntima do candidato.

5) O celular da selecionadora tocou quando ela entrevistava uma candidata. Ela pediu licença

para a candidata e em sua frente começou a falar com quem estava na linha. Segundo a candi-

data, pelo que ouviu, tratava-se de uma amiga que tinha terminado com o namorado. Depois de

uns 20 minutos a selecionadora desligou o celular e voltou a entrevistar a candidata. Analise esta

situação apontando como a selecionadora feriu cada uma das virtudes básicas.

Desrespeitou a virtude do zelo manchando a imagem da empresa, do processo seletivo

e do selecionador quando demonstrou não se importar com a candidata, tratando-a

como se ela não estivesse presente naquele momento. Feriu a virtude da honestidade tratando de assuntos pessoais no horário de trabalho e na frente da candidata. Feriu a virtude da competência demonstrando não ter conhecimento das práticas do processo seletivo e do sigilo ao expor o problema da amiga diante da candidata.