Você está na página 1de 2

Triunfo do Cientismo

No século XIX, na Europa, as ciências experimentais evoluíram muito,


ficando assim conhecido como o “Século da Ciência”.
Acreditava-se que o cientismo iria descobrir todas as leis da Natureza,
contribuindo para a paz, o progresso e prosperidade da Humanidade.
As descobertas científicas e técnicas permitiram grande desenvolvimento
das ciências experimentais, principalmente da Biologia, da Física, da Química e
da Medicina.
As principais descobertas foram:
 Estudos sobre as leis da hereditariedade (Mendel)
 Teoria da evolução das espécies (Darwin)
 Descoberta da radioatividade pelo casal Pierre e Marie Curie
 Descoberta das ondas elétricas e dos Raios X (Roentgen)
 Classificação dos elementos químicos (Mendeleiev)
 Descoberta da vacina contra a varíola (Jenner)
 Descoberta da vacina contra a raiva (Pasteur) e dos bacilos da
tuberculose e da cólera (Koch)
 Desenvolvimento dos antisséticos e dos anestésicos.
A descoberta das vacinas, aliadas aos progressos na higiene, tornou
possível combater as doenças, como a tuberculose, o tétano, a difteria
(inflamação e lesão em partes das vias respiratórias) e a cólera (infeção no
intestino delgado) , entre outras.
As ciências humanas conheceram um grande desenvolvimento:
 a Psicologia adquiriu o estatuto de ciência com os estudos do
alemão Wundt e do austríaco Freud;
 a Filosofia desenvolveu várias correntes:
 o positivismo da Auguste Comte, que influenciou os
defensores do Realismo;
 o idealismo de Hegel;
 o marxismo de Marx.

O Positivismo é uma teoria de Auguste Comte. Desenvolveu o


conhecimento Humano, estado das primitivas conceções mítico-religiosas, que
tinham intervenção de seres naturais. Para Auguste Comte, a ciência
corresponde ao estado positivo do conhecimento, o seu estado definitivo.

O Idealismo é uma teoria de Hegel. Essa teoria caracteriza-se pela


suposição de que a única realidade concreta é de natureza espiritual.

O Marxismo é baseado na conceção materialista e dialética da História,


interpreta a vida social conforme a dinâmica da base produtiva das sociedades
e das lutas de classes daí consequentes. O marxismo compreende o homem
como um ser social histórico e que possui a capacidade de trabalhar e
desenvolver a produtividade do trabalho, o que diferencia os homens dos
outros animais e possibilita o progresso de sai emancipação da escassez da
Natureza, o que proporciona o desenvolvimento das potencialidades humanas.