Você está na página 1de 8

0

LARISSA CRISTINA PIRES

A DEMOCRACIA GREGA

UNIFEV – CENTRO UNIVERSITÁRIO DE VOTUPORANGA


DEZEMBRO/2015
LARISSA CRISTINA PIRES

A DEMOCRACIA GREGA

Trabalho apresentado à UNIFEV, ao 2º período C do


Curso de Direito, na avaliação da disciplina
Constitucional, ministrada pelo professor Edgard
Sampaio.

UNIFEV – CENTRO UNIVERSITÁRIO DE VOTUPORANGA


DEZEMBRO/2015
SUMÁRIO

INTRODUÇÃO ................................................................................................................ 03
1 A DEMOCRACIA GREGA ........................................................................................... 04
1.1 Os gregos e a democracia ...................................................................................... 04
CONCLUSÃO .................................................................................................................. 06
REFERÊNCIAS................................................................................................................. 07
INTRODUÇÃO

A história da democracia refere-se a um conjunto de processos históricos


originados na Atenas Clássica, forjados discursos e práticas políticas de cunho democrático
(WIKIPÉDIA, 2015).
Sendo de difícil conceituação, a Democracia se fundamenta na noção de
uma comunidade política que possuía participação do povo nos processos políticos, debatendo
e decidindo igualmente. Mesmo vinculado com às ideias de lei e constitucionalismo, o
conceito da democracia não está resumido à igualdade jurídica, dependendo também do
acesso democrático e aos espaços e benefícios sociais, principalmente ao ponto de vista da
esquerda (WIKIPÉDIA, 2015).
4

1 A DEMOCRACIA GREGA

A formação da democracia ateniense baseou-se em diversos fundamentos,


estruturas e organizações que se consolidaram ao longo de períodos anteriores da história da
Grécia. Um bom exemplo disso é formação das polis, conhecidas como cidades-Estado, que
se consolidaram já no final do período Arcaico. Essa organização autônoma da polis pode ser
considerada fundamental para a organização política e social dos atenienses que culminou na
gênese daquilo que chamamos de democracia.

1.1 Os gregos e a democracia

Sendo a matriz da democracia moderna, foi instalada a democracia,


primitivamente nas reformas de Solón. Segundo a Wikipédia (2015):

Embora a democracia possa ser definida como "o governo do povo, pelo povo e para
o povo", é importante lembrar que o significado de "governo" e "povo" na Atenas
Antiga difere daquele das democracias contemporâneas. Enquanto a democracia
contemporânea em geral considera o governo um corpo formado por representantes
eleitos, e o "povo" (geralmente) como um conjunto de cidadãos próprios de uma
nação, homens e mulheres, acima dos 18 anos, os atenienses consideravam o
"governo" como sendo a assembleia (eclésia) que tomava decisões diretamente (sem
intermédio de representantes) e o "povo" (geralmente) como os homens atenienses
maiores de 21 anos.

A trajetória política da democracia ateniense se dá com Sólon, um


reformador que ampliou o poder da Assembleia popular, criando o Bulé, que era um conselho
formado por quinhentos homens atenienses escolhidos por sorteio. Clístene foi o reformador
que outorgou o poder para um número MAIOR de cidadãos atenienses, constituindo somente
homens nascidos em Atenas e de pais atenienses, maiores de trinta anos (WIKIPÉDIA, 2015).
5

A democracia ateniense teve sua soberania na assembleia popular, onde os


cidadãos tinham direitos igualitários de voto e fala sem considerações às suas condições
econômicas ou nível de instrução (ibidem).
Segundo a Wikipédia (2015), os maiores oficiais do Estado, os estrategos,
permaneciam no cargo por apenas um ano, sem reeleição. Os outros cargos eram preenchidos
por cidadãos atenienses sorteados, pois a escolha pela sorte se demonstrava democrático
enquanto as eleições se demonstravam aristocrático, onde os melhores são escolhidos.
Segundo o site, a plenitude da democracia grega se deu com as experiências
democráticas que ocorreram em Atenas e se irradiou por toda a Grécia, implicando em formas
de participação popular. Em alguns casos houve tentativas de implantação de governos
populares sob a direta influência de Atenas. Por outro lado, mesmo nas cidades onde a
democracia não era exercida com a mesma plenitude de Atenas, pelo menos existiam canais
de comunicação (assembleias) entre o poder público e os cidadãos. Mas somente em Atenas a
democracia desenvolveu-se de forma institucionalizada, ou seja, um governo do povo,
exercido pelos cidadãos reunidos em Assembleias.
A noção de cidadania na cultura política grega determinava a vinculação do
cidadão a uma determinada polis, por laços essencialmente familísticos, estabelecendo a
permanente obrigação de defesa da cidade, contribuindo para seu bem geral e o direito de
opinar sobre o destino de suas cidades.
Pode-se assim, perceber que a noção grega de cidadania continha
intrinsecamente a participação onde o processo político de difusão do poder, monarquia a
aristocracia publica, obedecia aos seguintes dispositivos:
a) para ser cidadão de Atenas a condição sine-qua-non ao homem era ser
filho de pai e mãe ateniense;
b) A maioridade era adquirida aos 18 anos, mas somente aos 21 anos o
cidadão poderia participar das reuniões das Assembleias.
O conselho dos quinhentos se responsabilizava pela administração de
eventos públicos e organização das reuniões da assembleia popular, com cargos rotativos e
membros de posse por apenas um ano (WIKIPÉDIA, 2015).
O conjunto dos juris populares, era um grupo de júri de cidadãos sorteados
que julgavam casos de ofensas, sacrilégios, “inconstitucionalidade” entre outros crimes, onde
os litigantes realizavam a defesa era sem o auxílio de advogados para decisão peremptória dos
jurados.
CONCLUSÃO

A democracia originada na Grécia clássica serviu como alicerce para o atual


estatuto democrático, que, assim como seu antecessor, tem como princípio básico a igualdade
de todos perante a lei, com o diferencial de eleição pela sorte, ao invés de uma representação
única.
REFERÊNCIA

WIKIPÉDIA. História da Democracia. Site de pesquisas. Disponível em:


<https://pt.wikipedia.org/wiki/Hist%C3%B3ria_da_democracia>. Acesso em: 28 nov. 2015.