Você está na página 1de 46

BALANÇA ELETRÔNICA DE PISO E PORTÁTIL

MODELO 2180

MANUAL DE OPERAÇÃO
INSTALAÇÃO E MANUTENÇÃO

MOIM-2180 RE: 04-03-04


TOLEDO DO BRASIL
BELÉM, PA ....................... TEL. (91) 233-4891 MARINGÁ, PR .................. TEL. (44) 225-1991
......................................... FAX (91) 244-0871 ......................................... FAX (44) 225-1991
BELO HORIZONTE, MG .... TEL. (31) 3491-2770 PORTO ALEGRE, RS. ....... TEL. (51) 427-4822
......................................... FAX (31) 3491-5776 ......................................... FAX (51) 427-4822
CAMPINAS, SP ................. TEL. (19) 3225-8666 RECIFE, PE............. ........... TEL. (81) 3339-4774
......................................... FAX (19) 3225-8666 ......................................... FAX (81) 3339-6200
CAMPO GRANDE, MS ...... TEL. (67) 3741-1300 RIBEIRÃO PRETO, SP ....... TEL. (16) 3968-2332
......................................... FAX (67) 3741-1302 ......................................... FAX (16) 3968-4812
CANOAS, RS ................... TEL. (51) 427-4822 RIO DE JANEIRO, RJ ....... TEL. (21) 3867-1399
......................................... FAX (51) 427-4818 ......................................... FAX (21) 3867-1399
CUIABÁ, MT ..................... TEL. (65) 321-4161 SALVADOR, BA .............. TEL. (71) 289-9000
......................................... FAX (65) 321-4161 ......................................... FAX (71) 289-9000
CURITIBA, PR........ ............ TEL. (41) 332-1010 SANTOS, SP .................... TEL. (13) 3222-2365
......................................... FAX (41) 332-1010 ......................................... FAX (13) 3222-2854
FORTALEZA, CE .............. TEL. (85) 283-4050 S. J. DOS CAMPOS, SP ... TEL. (12) 3934-9211
......................................... FAX (85) 283-3183 ......................................... FAX (12) 3934-9278
GOIÂNIA, GO ................... TEL. (62) 202-0344 SÃO PAULO, SP .............. TEL. (11) 6160-9000
......................................... FAX (62) 202-0344 ......................................... FAX (11) 6915-7766
MANAUS, AM .................. TEL. (92) 635-0441
......................................... FAX (92) 233-0787


TOLEDO é uma marca registrada da Mettler-Toledo, Inc., de Columbus, Ohio, USA.

R. DO MANIFESTO, 1183 - TELEFONE (11) 6160-9000 - CEP 04209-901 - SÃO PAULO - SP - BRASIL
site: www.toledobrasil.com.br e-mail: ind@toledobrasil.com.br
MOIM - 2180

REVISÃO PÁGINA
04 - 03 - 04 01 - 01

ÍNDICE

1. DESCRIÇÃO GERAL

A. Composição Externa da 2180 de Piso ..... 01-01/04 8. ROTEIRO DE MANUTENCÃO PREVENTIVA


B. Principais Características ........................ 01-02/04
C. Composição Externa da 2180 Portátil ...... 01-03/04 A. Contato Inicial ........................................... 08-01/02
D. Principais Características ........................ 01-03/04 B. Inspecão Externa ...................................... 08-01/02
C. Inspecão Interna ........................................ 08-02/02
2. FUNCIONAMENTO D. Aferição e Calibração ................................ 08-02/02
E. Limpeza Externa ....................................... 08-02/02
A. Princípio de Funcionamento ..................... 02-01/04 F. Verificação do Funcionamento .................. 08-02/02
G. Lacre ......................................................... 08-02/02
H. Liberação para Uso ................................... 08-02/02
3. ROTEIRO DE INSTALAÇÃO
9. ESPECIFICACÕES .................................... 09- 01/04
A. Escolha do Local ...................................... 03-01/16
B. Desembalando a Plataforma - Piso ........... 03-02/16 10. LISTA DE PECAS ................................... 10- 01/02
C. Fixação do Chassi .................................... 03-02/16
D. Verificação do Nível do Chassi .................. 03-04/16
E. Fixação das Castanhas e Esferas ............ 03-04/16
F. Instalação da Plataforma de Pesagem ...... 03-04/16
G. Fixação das Rampas de Acesso .............. 03-05/16
H. Desembalando a Plataforma - Portátil ....... 03-06/16
I. Verificação do Nível da Plataforma ............ 03-07/16
J. Ligação das Células de Carga .................. 03-08/16
K. Ligação a Caixa de Junção ....................... 03-10/16
L. Aplicação da Vaselina na Cx. Junção ....... 03-12/16
M. Modelo 2180 - Embutida ........................... 03-14/16
N. Colocando a Balança em Funcionamento . 03-16/16

6. ROTEIRO DE CALIBRACÃO

A. Testes dos Cantos ................................... 06-01/02


B. Ajuste dos Cantos .................................... 06-01/02

7. ROTEIRO DE ANÁLISE E CORRECÃO DE DEFEITOS

A. Procedimento Preliminar .......................... 07-01/06


B. Procedimento de Análise e Correção ....... 07-02/06
C. Testes e Verificações ............................... 07-04/06
D. Diagrama de Interconexões ...................... 07-06/06
MOIM - 2180
REVISÃO PÁGINA
04 - 03 - 04 01 - 01

INTRODUÇÃO

Este Manual consiste de um guia de trabalho para Técnicos treinados no CENTRO DE TREINAMENTO
TÉCNICO - C.T.T., fornecendo informações necessárias para ajudá-los na OPERAÇÃO, INSTALAÇÃO,
MANUTENÇÃO PREVENTIVA E CORRETIVA da BALANÇA TOLEDO MODELO 2180.

As informações contidas neste MANUAL são de propriedade exclusiva da TOLEDO DO BRASIL INDÚSTRIA DE
BALANÇAS LTDA., e não devem ser reproduzidas ou transmitidas a terceiros sem autorização prévia por escrito.

Solicitações de informações relativas a Treinamento Técnico, feitas por Clientes e cópias adicionais deste
MANUAL, serão atendidas através do seguinte endereço!

TOLEDO DO BRASIL INDÚSTRIA DE BALANÇAS LTDA.


CENTRO DE TREINAMENTO TÉCNICO
Rua Silva Bueno, 1014 - Ipiranga
CEP. 04208-000 - São Paulo - SP
Telefone: (011) 274-2011
Fax: (011) 272-1193
e-mail: ctt@toledobrasil.com.br

ATENÇÃO
DESCONECTAR O INDICADOR DA
REDE ANTES DE EFETUAR
QUALQUER TROCA OU
MANUTENÇÃO.

ADVERTÊNCIA
OBSERVAR AS PRECAUÇÕES PARA O
MANUSEIO DE EQUIPAMENTOS
SENSÍVEIS À ELETRICIDADE
ESTÁTICA.
SIGA NORMA DE QUALIDADE NQ 003.

CONTROLE DE REVISÕES

SEÇ ÃO 1 SEÇ ÃO 2 SEÇ ÃO 3 SEÇ ÃO 4 SEÇ ÃO 5 SEÇ ÃO 6 SEÇ ÃO 7 SEÇ ÃO 8 SEÇ ÃO 9 S E Ç Ã O 10

02-12-01 02-12-01 04-03-04 00-09-96 00-09-96 02-12-01 02-12-01 00-09-96 02-12-01 03-05-02
MOIM - 2180

REVISÃO PÁGINA
02 - 12 - 01 01 - 01 / 04

1
DESCRIÇÃO GERAL

A Balança Eletrônica Modelo 2180 pode ser de dois Para a 2180 de piso, estão soldados nos quatro cantos
modelos: de piso, necessitando de superfície totalmente do quadro de sustentação ( na posição vertical ),
regular e fixa em um determinado local e portátil, podendo cantoneiras de aço estrutural, nas quais estão fixados os
ser levada a qualquer lugar, não necessitando de piso parafusos limitadores de movimento horizontal da
totalmente regular uma vez que possui pés reguláveis para plataforma de pesagem.
o perfeito nivelamento da mesma. Tanto a 2180 de piso,
como a portátil, são destinadas à pesagem de cargas A plataforma 2180 apresenta diversas dimensões e
depositadas por empilhadeiras, carinhos e outros capacidades que variam de 250 kg a 10000 kg, possibili-
equipamentos auxilares, e à contagem de peças. tando a sua utilização em várias aplicações de pesagem
e contagem com rapidez e precisão.
Sua plataforma de pesagem é do tipo perfil ultrabaixo,
sendo constituída de uma estrutura de aço que possui A plataforma de pesagem pode ser instalada em um poço
fixadas nas suas extremidades, quatro células de carga com profundidade aproximada de 10 cm ou, então sobre
apoiadas em um quadro inferior por meio de um sistema o piso, quando poderão ser fornecidas rampas de acesso
de retentores esféricos que asseguram a estabilidade nas opcionais em chapa de aço.
pesagens, no caso da 2180 de piso. Já a 2180 portátil
possui as mesmas 4 células da 2180 de piso, porém Foi projetada para trabalhar com indicador digital
apoiadas em 4 pés reguláveis que permitem que a mesma TOLEDO 9091 Pesador ou Contador, atendendo as mais
possa ser instalada sem que o piso esteja totalmente diversas aplicações. Pode também trabalhar com o
regular. indicador digital Puma ou Panther, menos na versão
portátil.
A. COMPOSIÇÃO EXTERNA DA 2180 DE PISO

Olhal de Suspensão Cabo de Interligação

Rampa Lateral Plataforma de Pesagem


MOIM - 2180

REVISÃO PÁGINA
02 - 12 - 01 01 - 02 / 04

B. PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS DA 2180 DE PISO

PLATAFORMA DE PESAGEM VERSATILIDADE

O design da plataforma, de perfil ultra-baixo, e a utilização Além da versatilidade de instalação, combinam qualidade
de rampas laterais opcionais, facilitam e reduzem os e confiabilidade a mais moderna tecnologia, pois utiliza
esforços do operador nos processos de carga e descarga sistema totalmente eletrônico de células de carga e
da plataforma, quando a instalação é feita sobre o piso. indicação digital, proporcionando:

- Pesagens ou contagens rápidas e confiáveis;


INDICADOR DIGITAL
- Robustez e durabilidade;
A balança TOLEDO MODELO 2180 é fornecida com o
indicador digital 9091, possibilitando que a balança seja - Fácil operação;
utilizada como contadora, tornando-a mais versátil em
suas aplicações. Pode também ser fornecida com os - Plataforma livre para trânsito multi-direcional de cargas;
indicadores digitais Panther, Puma ou Jaguar.
- Ampla escolha de capacidade e plataformas;
CÉLULAS DE CARGA
- Instalação embutida ou sobre piso;
A utilização de células de carga resistentes a umidade,
proporciona precisão, velocidade e confiabilidade nas - Baixo custo de instalação e manutenção;
pesagens e contagens, além de reduzir o custo de
manutenção. - Reinstalação fácil em outro local;

- Plataforma: chapa chadrez em Aço Carbono SAE-1020


CONSTRUÇÃO ROBUSTA ou chapa lisa em Aço Inox AISI-304;

Projetadas para admitir cargas concentradas de até 80% - Fácil transporte, através de olhais de suspensão;
da capacidade máxima da balança em cada faixa
transversal da plataforma. - Rampas laterais opcionais;

- Indicação remota, com distância máxima de 300 metros.


SISTEMA DE OSCILAÇÃO

Sistema de oscilação constituído de retentores esféricos,


em aço cromo temperado de aço inox que asseguram a
precisão e a estabilidade nas pesagens.

CAPACIDADE DE PESAGEM

Projetada com diversas opções de dimensões de


plataforma, permitindo uma ampla escolha de
capacidades que variam de 250 kg a 10000 kg, o que
permite a sua utilização em vários aplicações.
MOIM - 2180

REVISÃO PÁGINA
02 - 12 - 01 01 - 03 / 04

C. COMPOSIÇÃO EXTERNA DA 2180 PORTÁTIL

Olhal de Suspensão Pé Nivelador

D. PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS DA 2180 PORTÁTIL

PLATAFORMA DE PESAGEM PÉS NIVELADORES

O design da plataforma, de perfil ultra-baixo, e a utilização A balança TOLEDO MODELO 2180 PORTÁTIL, possui
de rampas laterais opcionais, facilitam e reduzem os quatro pés niveladores através dos quais é possível
esforços do operador nos processos de carga e descarga nivelar a balança mesmo em piso irregular e/ou
da plataforma, quando a instalação é feita sobre o piso. desnivelado.

INDICADOR DIGITAL VERSATILIDADE

A balança TOLEDO MODELO 2180 é fornecida com o Além da versatilidade de instalação, combinam qualidade
indicador digital 9091, possibilitando que a balança seja e confiabilidade a mais moderna tecnologia, pois utiliza
utilizada como contadora, tornando-a mais versátil em sistema totalmente eletrônico de células de carga e
suas aplicações. indicação digital, proporcionando:

- Pesagens ou contagens rápidas e confiáveis;


CÉLULAS DE CARGA
- Robustez e durabilidade;
A utilização de células de carga resistentes a umidade,
proporciona precisão, velocidade e confiabilidade nas - Fácil operação;
pesagens e contagens, além de reduzir o custo de
manutenção. - Plataforma livre para trânsito multi-direcional de cargas;

- Ampla escolha de capacidade e plataformas;


CONSTRUÇÃO ROBUSTA
- Facilidade no transporte e instalação em qualquer piso;
Projetadas para admitir cargas concentradas de até 80%
da capacidade máxima da balança em cada faixa - Baixo custo de instalação e manutenção;
transversal da plataforma.
- Plataforma: chapa chadrez em Aço Carbono SAE-10;

- Fácil transporte, através de olhais de suspensão;

- Indicação remota, com distância máxima de 300 metros.


MOIM - 2180

REVISÃO PÁGINA
02 - 12 - 01 01 - 04 / 04

PARA SUAS ANOTAÇÕES


MOIM - 2180

REVISÃO PÁGINA
02 - 12 - 01 02 - 01 / 04

2
FUNCIONAMENTO

A. PRINCÍPIO DE FUNCIONAMENTO

A plataforma de pesagem da balança TOLEDO MODELO 2180 DE PISO é constituída por uma estrutura de aço, que
possui quatro células de carga fixadas em suas extremidades e apoiadas em um quadro inferior por meio de um
sistema de retentores esféricos que asseguram a estabilidade nas pesagens. Já a MODELO 2180 PORTÁTIL possui
as mesmas 4 células de carga, só que apoiadas em 4 pés reguláveis que permitem o perfeito nivelamento da mesma.

O peso colocado sobre a plataforma de pesagem é aplicado diretamente às quatro células de carga de extensômetro
de resistência elétrica. Esses transdutores fornecem sinais elétricos analógicos, proporcionais à carga ( peso ) nele
aplicado, para uma caixa de junção, na qual é feita a interligação dos cabos de cada célula de carga.

Na caixa de junção é feita a somatória dos sinais elétricos de cada célula de carga e o total é enviado, através de um
cabo condutor especial, para um Indicador Eletrônico Digital.

No Indicador Digital, o sinal analógico proveniente das células de carga é convertido em um sinal digital. Após o sinal
analógico ser convertido em um sinal digital, o microprocessador se encarrega de realizar todos os cálculos referentes
a tara, peso líquido e comando das funções selecionáveis através de programação, sendo o sinal decodificado indicado
em display.

A balança 2180 é fornecida com o Indicador Digital TOLEDO Modelo 9091, 8141, Jaguar, Panther e Puma.

Para maiores detalhes sobre o Indicador Digital consulte o seu respectivo MOIM.
Célula de Carga 4 Célula de Carga 2

Célula de Carga 3 Caixa de Junção Célula de Carga 1

Indicador Digital
MOIM - 2180
REVISÃO PÁGINA
02 - 12 - 01 02 - 02 / 04

TAB ELA D E C APAC ID AD ES E PLATAFOR MAS D A B ALAN Ç A MOD ELO 2180 D E PISO

CAPACIDADE MÁXIMA
DIMENSÕES CAPACIDADE DE
DA INCREMENTO MATERIAL
DA PLATAFORMA PESAGEM
PLATAFORMA

AÇ O C ARBONO SAE-
2 5 0 kg 0,050 kg 1020
5 0 0 kg 080 m x 0,80 m
5 0 0 kg 0,100 kg ou
AÇ O INOX AISI-304

2 5 0 kg 0,050 kg AÇ O INOX AISI-304


5 0 0 kg 0,100 kg ou
1 5 0 0 kg 1,00 m x 1,00 m
1 0 0 0 kg 0,200 kg AÇ O C ARBONO SAE-
1 5 0 0 kg 0,500 kg 1020

2 5 0 kg 0,050 kg AÇ O C ARBONO SAE-


5 0 0 kg 0,100 kg 1020
1 5 0 0 kg 1,20 m x 1,20 m
1 0 0 0 kg 0,200 kg ou
1 5 0 0 kg 0,500 kg AÇ O INOX AISI-304

AÇ O C ARBONO SAE-
2 5 0 0 kg 1,50 m x 1,20 m 2 5 0 0 kg 0,500 kg
1020

2 5 0 kg 0,050 kg
5 0 0 kg 0,100 kg
2 5 0 0 kg 1,50 m x 1,20 m 1 0 0 0 kg 0,200 kg AÇ O INOX AIS-304
1 5 0 0 kg 0,500 kg
2 5 0 0 kg 0,500 kg

2 5 0 kg 0,050 kg AÇ O INOX AISI-304


5 0 0 kg 0,100 kg ou
1 5 0 0 kg 1,50 m x 1,50 m
1 0 0 0 kg 0,200 kg AÇ O C ARBONO SAE-
1 5 0 0 kg 0,500 kg 1020

AÇ O C ARBONO SAE-
2 5 0 0 kg 1,50 m x 1,50 m 2 5 0 0 kg 0,500 kg 1020 ou
AÇ O INOX AISI-304

2 5 0 0 kg 0,500 kg
AÇ O C ARBONO SAE-
3 0 0 0 kg 1,50 m x 1,50 m 3 0 0 0 kg 0,500 kg
1020
3 0 0 0 kg 1,000 kg

2 5 0 kg 0,050 kg
AÇ O C ARBONO SAE-
5 0 0 kg 0,100 kg
1 5 0 0 kg 1,80 m x 1,20 m 1020 ou
1 0 0 0 kg 0,200 kg
AÇ O INOX AISI-304
1 5 0 0 kg 0,500 kg

AÇ O INOX AISI-304
ou
2 5 0 0 kg 1,80 m x 1,20 m 2 5 0 0 kg 0,500 kg
AÇ O C ARBONO SAE-
1020

2 5 0 0 kg 0,500 kg
AÇ O C ARBONO SAE-
3 0 0 0 kg 1,80 m x 1,50 m 3 0 0 0 kg 0,500 kg
1020
3 0 0 0 kg 1,000 kg

2 5 0 0 kg 0,500 kg
AÇ O C ARBONO SAE-
3 0 0 0 kg 2,00 m x 1,50 m 3 0 0 0 kg 0,500 kg
1020
3 0 0 0 kg 1,000 kg

2 5 0 kg 0,050 kg
5 0 0 kg 0,100 kg
2 5 0 0 kg 2,00 m x 1,50 m 1 0 0 0 kg 0,200 kg AÇ O INOX AISI-304
1 5 0 0 kg 0,500 kg
2 5 0 0 kg 0,500 kg

AÇ O C ARBONO SAE-
5 0 0 0 kg 2,00 m x 2,00 m 5 0 0 0 kg 1,000 kg
1020

2 5 0 kg 0,050 kg
5 0 0 kg 0,100 kg
2 5 0 0 kg 2,50 m x 2,00 m 1 0 0 0 kg 0,200 kg AÇ O INOX AISI-304
1 5 0 0 kg 0,500 kg
2 5 0 0 kg 0,500 kg

1 0 0 0 0 kg 1,000 kg AÇ O C ARBONO SAE-


1 0 0 0 0 kg 2,50 m x 2,00 m
1 0 0 0 0 kg 2,000 kg 1020

AÇ O C ARBONO SAE-
5 0 0 0 kg 3,00 m x 2,50 m 5 0 0 0 kg 1,000 kg
1020

1 0 0 0 0 kg 1,000 kg AÇ O C ARBONO SAE-


1 0 0 0 0 kg 4,00 m x 2,00 m
1 0 0 0 0 kg 2,000 kg 1020
MOIM - 2180

REVISÃO PÁGINA
02 - 12 - 01 02 - 03 / 04

TABELA DE CAPACIDADES E PLATAFORMAS DA BALANÇA MODELO 2180 PORTÁTIL

CAPACIDADE MÁXIMA
DIMENSÕES CAPACIDADE DE
DA INCREMENTO MATERIAL
DA PLATAFORMA PESAGEM
PLATAFORMA

2 5 0 kg 0,050 kg
5 0 0 kg 080 m x 0,80 m AÇO CARBONO SAE-1020
5 0 0 kg 0,100 kg

2 5 0 kg 0,050 kg
5 0 0 kg 0,100 kg
1 5 0 0 kg 1,00 m x 1,00 m AÇO CARBONO SAE-1020
1 0 0 0 kg 0,200 kg
1 5 0 0 kg 0,500 kg
2 5 0 kg 0,050 kg
5 0 0 kg 0,100 kg
1 5 0 0 kg 1,20 m x 1,20 m AÇO CARBONO SAE-1020
1 0 0 0 kg 0,200 kg
1 5 0 0 kg 0,500 kg
2 5 0 kg 0,050 kg
5 0 0 kg 0,100 kg
1 5 0 0 kg 1,50 m x 1,50 m AÇO CARBONO SAE-1020
1 0 0 0 kg 0,200 kg
1 5 0 0 kg 0,500 kg
2 5 0 kg 0,050 kg
5 0 0 kg 0,100 kg
1 5 0 0 kg 1,80 m x 1,20 m AÇO CARBONO SAE-1020
1 0 0 0 kg 0,200 kg
1 5 0 0 kg 0,500 kg

TABELA DE CAPACIDADES E PLATAFORMAS DA BALANÇA MODELO 2180 PARA PESAGEM DE BOBINAS

DIÂMETRO LARGURA
DIMENSÕES CAPACIDADE DE
INCREMENTO MATERIAL DAS DAS
DA PLATAFORMA PESAGEM
BOBINAS BOBINAS

1 5 0 0 0 kg
1,50 m x 1,50 m 5000 g AÇO CARBONO SAE-1020 1200 mm 1200 mm
2 0 0 0 0 kg

1 5 0 0 0 kg
2,00 m x 1,50 m 5000 g AÇO CARBONO SAE-1020 1200 mm 1600 mm
2 0 0 0 0 kg

1 5 0 0 0 kg
2,00 m x 2,00 m 5000 g AÇO CARBONO SAE-1020 1600 mm 1600 mm
2 0 0 0 0 kg

1 5 0 0 0 kg
2,50 m x 2,00 m 5000 g AÇO CARBONO SAE-1020 1600 mm 2000 mm
2 0 0 0 0 kg

1 5 0 0 0 kg
3,00 m x 1,50 m 5000 g AÇO CARBONO SAE-1020 1200 mm 2400 mm
2 0 0 0 0 kg

1 5 0 0 0 kg
3,00 m x 2,50 m 5000 g AÇO CARBONO SAE-1020 1600 mm 2400 mm
2 0 0 0 0 kg

1 5 0 0 0 kg
3,00 m x 3,00 m 5000 g AÇO CARBONO SAE-1020 2400 mm 2400 mm
2 0 0 0 0 kg

1 5 0 0 0 kg
4,00 m x 2,00 m 5000 g AÇO CARBONO SAE-1020 1600 mm 3200 mm
2 0 0 0 0 kg
MOIM - 2180
REVISÃO PÁGINA
02 - 12 - 01 02 - 04 / 04

PARA SUAS ANOTAÇÕES


MOIM - 2180

REVISÃO PÁGINA
04 - 03 - 04 03 - 1 / 16

3
ROTEIRO DE INSTALAÇÃO

TAB ELA D IMEN SION AL D A PLATAFOR MA D A 2180 D E PISO


A. ESCOLHA DO LOCAL C AR GAS
PLATAFOR MAS A B C
MÁXIMAS MATER IAL
(m) (mm) (mm) (mm)
( kg )

É muito importante a escolha do local para a instalação 250 A 500 0,80 X 0,80 800 800 105 AÇ O INOX
250 A 500 0,80 X 0,80 800 800 110 AÇ O C ARBONO
da balança TOLEDO MODELO 2180, a fim de propiciar 250 A 1500 1,00 X 1,00 1000 1000 105 AÇ O INOX

condições fundamentais ao seu perfeito funcionamento. 250 A 1500 1,00 X 1,00 1000 1000 110 AÇ O C ARBONO
250 A 1500 1,20 X 1,20 1200 1200 105 AÇ O INOX
Siga os itens a seguir para obter uma correta instalação: 250 A 500 1,20 X1,20 1200 1200 105 AÇ O C ARBONO
1000 A 1500 1,20 X 1,20 1200 1200 110 AÇ O C ARBONO

. O local escolhido deve permitir o livre acesso para en- 2500 1,50 X 1,20 1500 1200 110 AÇ O C ARBONO
250 A 2500 1,50 X 1,20 1500 1200 105 AÇ O INOX
trada e saída dos veículos utilizados para o transporte 250 A 3000 1,50 X 1,50 1500 1500 110 AÇ O C ARBONO
de materiais. 250 A 2500 1,50 X 1,50 1500 1500 105 AÇ O INOX
250 A 2500 1,80 X 1,20 1800 1200 105 AÇ O INOX
2500 1,80 X 1,20 1800 1200 110 AÇ O C ARBONO
. Evitar lugares úmidos ou molhados caso a 2180 seja de 2500 A 3000 1,80 X 1,50 1800 1500 110 AÇ O C ARBONO

aço carbono. 250 A 2500 2,00 X 1,50 2000 1500 105 AÇ O INOX
2500 A 3000 2,00 X 1,50 2000 1500 110 AÇ O C ARBONO
5000 2,00 X 2,00 2000 2000 112 AÇ O C ARBONO
. A superfície onde a balança será apoiada, deve ser fir- 250 A 2500 2,50 X 2,00 2500 2000 105 AÇ O INOX

me e rígida, isenta de trepidações. 10000 2,50 X 2,00 2500 2000 135 AÇ O C ARBONO
5000 A 10000 3,00 X 2,50 3000 2500 112 AÇ O C ARBONO
10000 4,00 X 2,00 4000 2000 140 AÇ O C ARBONO
. O piso deverá estar corretamente nivelado. TAB ELA D IMEN SION AL D A PLATAFOR MA D A 2180 POR TÁTIL
250 A 500 0,80 X 0,80 800 800 105 AÇ O C ARBONO
250 A 1500 1,00 X 1,00 1000 1000 105 AÇ O C ARBONO
. O piso deverá suportar o peso da estrutura metálica da 250 A 1500 1,20 X 1,20 1200 1200 105 AÇ O C ARBONO
balança mais a sua capacidade de pesagem e, ser ade- 250 A 1500 1,50 X 1,50 1500 1500 105 AÇ O C ARBONO

quado para a fixação de BUCHAS EXPANSIVAS. 250 A 1500 1,80 X 1,20 1800 1800 105 AÇ O C ARBONO
TAB ELA D IMEN SION AL D A PLATAFOR MA D A 2180 ESPEC IAL PAR A
PESAGEM D E B OB IN AS

. O cliente deverá proteger o cabo de interligação ao indi- 15000 A 20000 1,50 X 1,50 1500 1500 210 AÇ O C ARBONO
15000 A 20000 2,00 X 1,50 2000 1500 210 AÇ O C ARBONO
cador de forma que o mesmo não esteja sujeito a cho- 15000 A 20000 2,00 X 2,00 2000 2000 210 AÇ O C ARBONO

ques mecânicos e demais agentes, até o local de ins- 15000 A 20000 2,50 X 2,00 2500 2000 210 AÇ O C ARBONO
15000 A 20000 3,00 X 1,50 3000 1500 280 AÇ O C ARBONO
talação do módulo indicador. 15000 A 20000 3,00 X 2,00 3000 2000 280 AÇ O C ARBONO
15000 A 20000 3,00 X 3,00 3000 3000 280 AÇ O C ARBONO
15000 A 20000 4,00 X 2,00 4000 2000 280 AÇ O C ARBONO

NOTA

Caso o cliente não tenha um piso adequado para a


instalação da balança, este deverá ser informado
imediatamente a fim de providenciar as correções e
providências necessárias.

Não cabe a TOLEDO a regularização e, tampouco, a


responsabilidade pelo funcionamento incorreto da
balança em decorrência de irregularidades no local de
intstalação.
MOIM - 2180
REVISÃO PÁGINA
04 - 03 - 04 03 - 2 / 16

B. DESEMBALANDO A PLATAFORMA DA h. Posicione a plataforma exatamente no local onde será


BALANÇA MODELO 2180 DE PISO montada. Não solte ainda o cabo de aço e os olhais.

a. Transporte cuidadosamente a plataforma ao local onde Providencie 4 calços de madeira com altura aproximada
será instalada. O local deverá estar de acordo com o de 2 cm e calce os 4 cantos da plataforma, para poder
desenho fornecido pela Toledo por ocasião da aquisição liberar as grapas.
da balança.
PARAFUSO DE i. Retire as grapas que unem, apenas para transporte, a
ACABAMENTO parte inferior e superior da plataforma. Utilize para isto
chave fixa ou estrela de 9/16".

ATENÇÃO

Não retire as grapas com a plataforma suspensa! Esta


operação incorreta ocasionará queda do chassi ( parte
inferior ), podendo causar acidente grave ao montador e
danos físicos ao equipamento.

CINTA
PREGO DE AÇO
j. Localize o cabo de ligação da plataforma ao indicador
digital, que se encontra protegido com saco plástico,
GRAPAS entre as partes inferior e superior da plataforma. Retire
PARA o saco plástico e coloque o cabo em cima da plataforma.
TRANSPORTE

k. Levante cuidadosamente a parte superior da plataforma.


b. Retire a cinta de aço que arqueia o engradado da plata- Esta se soltará automaticamente do chassi.
forma. Utilize para isto tesourão para chapa ou ferra-
menta similar. l. Pouse a parte superior cuidadosamente em local próxi-
mo e seguro. Não solte ainda o cabo de aço e os olhais.
c. Retire os parafusos de acabamento ( 2 nas plataformas
de 1,20 x 1,20, 1,20 x 1,50, e 1,50 x 1,50 e 4 para os m.Retire os 4 calços de madeira e posicione corretamente
demais tamanhos de plataformas ). Utilize para isto o chassi no local de instalação.
chave de fenda para parafuso Ø 5/8".

d. Rosqueie os olhais de suspensão nos locais de onde C. FIXAÇÃO DO CHASSI


foram extraídos os parafusos de acabamento. Deixe-
os bem apertados.
a. Com o chassi posicionado exatamente no local onde
e. Retire os pregos que prendem as grapas ao engradado. a balança vai operar, marque no piso os pontos para a
Utilize para isto martelo tipo unha. fixação das BUCHAS EXPANSIVAS.

f. Passe pelos olhais um cabo de aço compatível com o Utilize os próprios furos das cantoneiras de fixação para
peso da plataforma. Veja na seção 9 deste manual a fazer a marcação no piso.
tabela de capacidades e peso das plataformas.
Você poderá utilizar a própria furadeira para efetuar a
g. Engate em seguida o cabo de aço no gancho de sua marcação.
ponte rolante ( ou talha elétrica ou guindaste, etc ) e
cuidadosamente levante a plataforma. Esta se soltará
automaticamente do engradado.
MOIM - 2180

REVISÃO PÁGINA
04 - 03 - 04 03 - 3 / 16

BUCHA UR
BUCHA
INTRODUZIDA
NO PISO

FURO NO
PISO

CONCRETO

d. Desloque agora o chassi, de forma que os furos nas


cantoneiras de fixação coincidam com as BUCHAS
EXPANSIVAS fixadas no piso.
Existem 4 pontos de fixação, sendo um em cada can-
to do chassi. e. Fixe o chassi no piso, através dos parafusos de fixa-
ção.
b. Após a marcação, desloque cuidadosamente o chassi
para o lado, de forma a conseguir observar livremente Cada cantoneira é fixada ao piso através de um para-
a marcação efetuada e, proceda a furação do piso utili- fuso.
zando broca de "widea" de 1/2".

Os furos deverão ter aproximadamente 60 mm de pro-


fundidade para possibilitar o perfeito alojamento das
BUCHAS EXPANSIVAS.

c. Efetuada a furação do piso, fixe as BUCHAS EXPAN-


SIVAS.

. Posicione as BUCHAS EXPANSIVAS nos oito furos


efetuados.

. Com auxílio de um martelo, bata na cabeça das BU-


CHAS EXPANSIVAS até que estas sejam introduzi-
das por completo no piso.

f. Após a fixação do chassi no piso e antes de prosseguir


a instalação da balança, é necessário verificar o nível
nas sapatas.
MOIM - 2180
REVISÃO PÁGINA
04 - 03 - 04 03 - 4 / 16

D. VERIFICAÇÃO DO NÍVEL DO CHASSI b. Posicione as esferas sobre as castanhas. As castanhas


deverão ser protegidas com graxa.

NOTA
ESFERA
É muito importante o nível nas sapatas , pois dele depen-
derá o perfeito apoio da plataforma de pesagem e o
correto funcionamento da balança.
CASTANHA

1. VERIFICAÇÃO DO NÍVEL NAS SAPATAS

Posicione o "NÍVEL DE BOLHA" nas duas posições


( A e B ) indicados na figura abaixo, sobre as quatro
sapatas e assegure-se do perfeito nivelamento das SAPATA
mesmas.
A montagem do chassi está concluída e está pronta para
receber a plataforma de pesagem.

Para posicionar a plataforma no chassi, siga as instruções


do item "F", a seguir.

F. INSTALAÇÃO DA PLATAFORMA DE PESAGEM

Antes de alojar a plataforma de pesagem no chassi,


assegure-se de que os cabos das células de carga
estejam corretamente posicionados e fixos em seus
suportes.

Em seguida, instale os dois olhais de suspensão da


plataforma de pesagem, como segue:
Caso seja necessário corrigir o nível de alguma sapata,
afrouxe os parafusos de fixação das cantoneiras e coloque - Localize e retire os dois ou quatro parafusos de cabeça
calços sob a mesma, até corrigir o desnível. escarilhada, posicionados nos cantos da plataforma
de pesagem.

E. FIXAÇÃO DAS CASTANHAS E ESFERAS - Instale em seus lugares os dois ou quatro olhais de
suspensão.
a. Posicione e fixe as castanhas nas quatro sapatas, de
acordo com a figura abaixo: PARAFUSO
ESCARILHADO
OLHAL

PLATAFORMA

CÉLULA CASTANHA
MOIM - 2180

REVISÃO PÁGINA
04 - 03 - 04 03 - 5 / 16

a. Levante a plataforma de pesagem com auxílio de um


guincho, talha ou ponte rolante. NOTA

b. Posicione a plataforma sobre o chassi e abaixe-a sua- A plataforma de pesagem só poderá ser levantada ou
vemente, de forma que as castanhas superiores apoiem removida após a instalação dos olhais de suspensão.
sobre as esferas. Caso tente levanta-la através de outros recursos, a pla-
taforma poderá ser danificada, comprometendo a
instalação e o funcionamento da balança.
OLHAL
Após o correto funcionamento da plataforma de pesagem,
retire os olhais de suspensão, colocando em seus lugares
os parafusos de cabeça escarilhada.

Guarde os olhais de suspensão para eventuais serviços


na plataforma de pesagem.

ESFERA CASTANHA
G. FIXAÇÃO DAS RAMPAS DE ACESSO - OPCIONAIS

Com a plataforma completamente apoiada sobre o chassi,


verifique a sua livre oscilação. a. Posicione as rampas paralelamente às laterais do chas-
si da balança, respeitando a distância de 10 mm.
Caso não oscile livremente, significa que não foi posici-
onada corretamente, portanto, levante-a e posicione-a
adequadamente sobre as esferas.

Verifique que existe uma folga entre a plataforma e a base


da 2180 proporcionada pelospinos limitadores soldados
na estrutura, conforme figura a seguir:

RAMPA PLATAFORMA RAMPA


LATERAL LATERAL

b. Marque no piso os pontos para a furação e colocação


das BUCHAS EXPANSIVAS.

Utilize os próprios furos dos suportes das rampas para


marcar o piso. Você poderá utilizar a própria furadeira
para efetuar a marcação.

c. Afaste as rampas do chassi e faça os furos no piso,


utilizando broca de Widea de 1/2".

Os furos deverão ter aproximadamente 60 mm de pro-


fundidade para possibilitar o perfeito alojamento das
BUCHAS EXPANSIVAS.
MOIM - 2180
REVISÃO PÁGINA
04 - 03 - 04 03 - 6 / 16

d. Após a furação do piso, posicione as BUCHAS EXPAN- H. DESEMBALANDO A PLATAFORMA DA


SIVAS nos quatro furos efetuados e, com auxílio de BALANÇA MODELO 2180 PORTÁTIL
um martelo, introduza-as por completo nos seus res-
pectivos furos.
a. Transporte cuidadosamente a plataforma para um local
seguro, onde será instalada. Observe se o local é
apropriado para instalação da mesma.
PARAFUSO DE
RAMPA ACABAMENTO

SUPORTE DA
RAMPA

e. Encoste as rampas novamente nas laterais do chassi


da balança, de forma que os furos dos suportes das
rampas coincidam com as BUCHAS EXPANSIVAS CINTAS DE AÇO
fixadas no piso.

f. Fixe as rampas no piso, através dos parafusos de fixa- b. Retire a cinta de aço que arqueia o engradado da plata-
ção. forma. Utilize para isto tesourão para chapa ou ferra-
menta similar.

c. Rosqueie os olhais de suspensão nos locais de onde


foram extraídos os parafusos de acabamento. Deixe-
os bem apertados.

d. Retire os pregos que prendem as grapas ao engradado.


Utilize para isto martelo tipo unha.
DETALHE DE
FIXAÇÃO DAS
RAMPAS
e. Passe pelos olhais um cabo de aço compatível com o
peso da plataforma. Veja na seção 9 deste manual a
tabela de capacidades e peso das plataformas.

Após a fixação das duas rampas no piso, a montagem f. Engate em seguida o cabo de aço no gancho de sua
da balança está concluída, restando apenas a insta- ponte rolante ( ou talha elétrica ou guindaste, etc ) e
lação do Indicador Digital. cuidadosamente levante a plataforma. Esta se soltará
automaticamente do engradado.
A balança TOLEDO MODELO 2180 normalmente
utiliza o Indicador Digital 9091. h. Posicione a plataforma no local onde será montada.
Solte o cabo de aço e os olhais que estão fixados na
Para instalar corretamente o Indicador Digital, consulte plataforma.
o ROTEIRO DE INSTALAÇÃO, no manual de treina-
mento do Indicador Digital 9091. i. Localize o cabo de ligação da plataforma ao indicador
digital, que se encontra protegido com saco plástico.
Retire o saco plástico e coloque o cabo em cima da
plataforma.
MOIM - 2180

REVISÃO PÁGINA
04 - 03 - 04 03 - 7 / 16

I. VERIFICAÇÃO DO NÍVEL DA PLATAFORMA

NOTA

É importantíssimo o perfeito nivelamento da plataforma ,


pois dele dependerá o perfeito funcionamento da balança.

1. REGULAGEM DOS PÉS NIVELADORES

Para que o nível da plataforma seja ajustado, é preciso


regular os pés niveladores da plataforma.

O ajuste dos pés niveladores é feito da seguinte forma:

PORCA DE AJUSTE

a. Afrouxe a porca de ajuste indicada na figura.

b. Vire o pé nivelador para a esquerda ou para a direita


afim de obter a altura desejada.

c. Trave a porca de ajuste.

Agora, para nivelar a plataforma, basta colocar um nível


sobre a plataforma, e regular os pés da 2180,como é
mostrado acima, de forma que a plataforma fique nivelada.

ATENCÃO

As porcas de ajuste dos pés devem ser travadas logo


após a regulagem, pois caso estas estejam frouxas, a
balança logo ficará fora de nível novamente.
MOIM - 2180
REVISÃO PÁGINA
04 - 03 - 04 03 - 8 / 16

J. LIGAÇÃO DAS CÉLULAS DE CARGA

a. Caixa de Junção de 4 Fios

DETALHE DA PCI DA CAIXA DE JUNÇÃO


MOIM - 2180

REVISÃO PÁGINA
04 - 03 - 04 03 - 9 / 16

b. Caixa de Junção de 6 Fios

DETALHE DA PCI DA CAIXA DE JUNÇÃO


MOIM - 2180
REVISÃO PÁGINA
04 - 03 - 04 03 - 10 / 16

K. LIGAÇÃO A CAIXA DE JUNÇÃO

A balança TOLEDO MODELO 2180 é acoplada ao Módulo Indicador Digital 9091. A interligação entre o módulo 9091
e caixa de junção da balança 2180 é fornecida da seguinte forma: Um cabo previamente montado na lateral esquerda
do módulo 9091 possuindo conector circular do tipo Franz Binder Fêmea e um outro cabo previamente montado na
caixa de junção da balança 2180 também possuindo conector circular do tipo Franz Binder porém macho.

Observe os dois cabos e suas respectivas configurações:

a- Cabo proveniente da caixa de junção da balança 2180:


MOIM - 2180

REVISÃO PÁGINA
04 - 03 - 04 03 - 11 / 16

b- Cabo proveniente do Módulo Indicador 9091:

CO N EC TO R C IRCU LAR - FÊ MEA

Os cabos provenientes do Módulo Indicador 9091 e da balança 2180 deverão ser conectados através de seus
respectivos conectores circulares. Desta forma estará estabelecida a perfeita comunicação entre o Indicador 9091
e a balança 2180.

NOTA

Caso a balança 2180 e Módulo Indicador 9091 ainda estejam interligados através de caixa de passagem os fios
provenientes do Módulo 9091 e da caixa de junção da balança 2180 deverão estar conectados na caixa de junção de
acordo com a tabela abaixo:

CABO HBM CABO KMP


SINAL
3404866 3404371
+ EXCITAÇÃO VERDE VERMELHO

- EXCITAÇÃO PRETO PRETO

+ SINAL BRANCO VERDE

- SINAL VERMELHO BRANCO

+ SENSE AZUL AMARELO

- SENSE CINZA CINZA

BLINDAGEM AMARELO PRETO


MOIM - 2180
REVISÃO PÁGINA
04 - 03 - 04 03 - 12 / 16

L. APLICAÇÃO DA VASELINA NA CAIXA DE JUNÇÃO

a. Caixa de Junção de 4 Fios

NOTA

A caixa de junção sai de fábrica coberta parcialmente de vaselina. Após a conexão do cabo na caixa de junção, esta deverá
ser completada por uma nova camada de vaselina solida industrial - LPT, código 4670003.

- A vaselina deverá ser espalhada na PCI da caixa de junção, até que a PCI e todos os seus compontes fiquem totalmente
cobertos até um pouco acima dos parafusos de ajuste do TRIM-POT.

VASELINA
MOIM - 2180

REVISÃO PÁGINA
04 - 03 - 04 03 - 13 / 16

b. Caixa de Junção de 6 Fios

NOTA

Assim como a caixa de junção de 4 fios, a caixa de junção de 6 fios também sai de fábrica coberta parcialmente de vaselina.
Após a conexão do cabo na caixa de junção, esta deverá ser completada por uma nova camada de vaselina solida
industrial - LPT, código 4670003.

- A vaselina deverá ser espalhada na PCI da caixa de junção, até que a PCI e todos os seus componentes fiquem
totalmente cobertos. Obeservar o detalhe nos desenhos abaixo:

VASELINA

ATENÇÃO

Observar no desenho acima o nível da vaselina. Ao contrário da PCI de 4 fios, esta deve ser coberta até um pouco acima
dos parafuso de ajuste dos trimpots, deixando somente as hastes dos conectores de cada célula expostas.
MOIM - 2180
REVISÃO PÁGINA
04 - 03 - 04 03 - 14 / 16

M. MODELO 2180 - EMBUTIDA E ESPECIAL PARA PESAGEM DE BOBINAS

TABELA DIMENSIONAL DA PLATAFORMA DA 2180 DE PISO

CARGAS
PLATAFORMAS A B C D E F
MÁXIMAS MATERIAL
(m) (mm) (mm) (mm) (mm) (mm) (mm)
( kg )
250 A 500 0,80 X 0,80 820 820 85 105 205 305 AÇO INOX
250 A 500 0,80 X 0,80 820 820 85 110 210 310 AÇO CARBONO
250 A 1500 1,00 X 1,00 1020 1020 185 105 205 305 AÇO INOX
250 A 1500 1,00 X 1,00 1020 1020 165 110 210 310 AÇO CARBONO
250 A 1500 1,20 X 1,20 1220 1220 285 105 205 305 AÇO INOX
250 A 500 1,20 X1,20 1220 1220 265 105 205 305 AÇO CARBONO
1000 A 1500 1,20 X 1,20 1220 1220 265 110 210 310 AÇO CARBONO
2500 1,50 X 1,20 1520 1220 435 110 210 310 AÇO CARBONO
250 A 2500 1,50 X 1,20 1520 1220 435 105 205 305 AÇO INOX
250 A 3000 1,50 X 1,50 1520 1520 435 110 210 310 AÇO CARBONO
250 A 2500 1,50 X 1,50 1520 1520 435 105 205 305 AÇO INOX
250 A 2500 1,80 X 1,20 1820 1220 585 105 205 305 AÇO INOX
2500 1,80 X 1,20 1820 1220 595 110 210 310 AÇO CARBONO
2500 A 3000 1,80 X 1,50 1820 1520 890 110 210 310 AÇO CARBONO
250 A 2500 2,00 X 1,50 2020 1520 685 105 205 305 AÇO INOX
2500 A 3000 2,00 X 1,50 2020 1520 1090 110 210 310 AÇO CARBONO
5000 2,00 X 2,00 2020 2020 695 112 212 312 AÇO CARBONO
250 A 2500 2,50 X 2,00 2520 2020 935 105 205 305 AÇO INOX
10000 2,50 X 2,00 2520 2020 935 135 235 335 AÇO CARBONO
5000 A 10000 3,00 X 2,50 3020 2520 1870 112 212 312 AÇO CARBONO
10000 4,00 X 2,00 4020 2020 2595 140 240 340 AÇO CARBONO

TABELA DIMENSIONAL DA PLATAFORMA DA 2180 ESPECIAL PARA PESAGEM DE BOBINAS

CARGAS
PLATAFORMAS A B C D E F
MÁXIMAS MATERIAL
(m) (mm) (mm) (mm) (mm) (mm) (mm)
( kg )
15000 A 20000 1,50 X 1,50 1520 1520 425 210 310 410 AÇO CARBONO
15000 A 20000 2,00 X 1,50 2020 1520 685 210 310 410 AÇO CARBONO
15000 A 20000 2,00 X 2,00 2020 2020 695 210 310 410 AÇO CARBONO
15000 A 20000 2,50 X 2,00 2520 2020 935 215 315 415 AÇO CARBONO
15000 A 20000 3,00 X 1,50 3020 1520 1185 285 385 485 AÇO CARBONO
15000 A 20000 3,00 X 2,00 3020 2020 1185 285 385 485 AÇO CARBONO
15000 A 20000 3,00 X 3,00 3020 3020 1185 285 385 485 AÇO CARBONO
15000 A 20000 4,00 X 2,00 4020 2020 1185 285 385 485 AÇO CARBONO
MOIM - 2180

REVISÃO PÁGINA
04 - 03 - 04 03 - 15 / 16

DESENHO REFERENTE AOS DADOS DA TABELA DA PÁGINA ANTERIOR PARA DIMENSÕES DO POÇO
MOIM - 2180
REVISÃO PÁGINA
04 - 03 - 04 03 - 16 / 16

N. COLOCANDO A BALANÇA EM FUNCIONAMENTO

A balança já vem programada e calibradada de fábrica. Para


verificarmos sua calibração devemos seguir o procedimento
abaixo:

Posicione pesos equivalentes a 1/4 da capacidade de


pesagem sobre os cantos A, B, C e D:

Compare as indicações obtidas nos quatro cantos. A


diferença não poderá exceder a ±1 incremento, caso
contrário, o ajuste de cantos deverá ser efetuado.

Para realizar o AJUSTE DOS CANTOS, consulte a seção


VI deste manual.

Caso seja necessário efetuar uma nova calibração consulte


as instruções do MOIM do Indicador.

Após ter programado e calibrado o Indicador Digital,


convém conferir novamente a pesagem nos 4 cantos da
plataforma.

Realizadas todas as etapas anteriores, a balança poderá


ser liberada para o uso. Chame o cliente e demonstre o
seu perfeito funcionamento.
MOIM - 2180

REVISÃO PÁGINA
02 - 12 - 01 06 - 01 / 02

ROTEIRO DE CALIBRAÇÃO

A. TESTE DOS CANTOS Célula de Carga 4 Célula de Carga 2

O erro de cantos é aceitavel quando um peso equivalente


a 1/4 da capacidade da balança, for colocado sobre
qualquer um dos cantos da plataforma de pesagem,
como mostra a figura abaixo, e apresentar a indicação
sempre dentro de ±1 incremento em relação aos outros
cantos.

Célula de Carga 3 Caixa de Junção Célula de Carga 1

Indicador
Digital

B. AJUSTE DOS CANTOS


Após a identificação do(s) canto(s) com indicação mais
alta, abra a caixa de junção e coloque o jumper na PCI
para poder acessar o potenciômetro da respectiva célula
ATENÇÃO de carga onde a indicação é superior em relação aos
demais cantos. Ajuste o potenciômetro da respectiva
O ajuste só será possível em cantos que a indicação célula de carga de forma que a indicação deste(s)
obtida, através do teste do cantos, for superior aos outros canto(s) se iguale(m) a indicação dos outros cantos.
cantos, ou seja, o ajuste só permite abaixar a indicação de
um determinado canto. Verifique o zero e volte a colocar pesos até consequir o
ajuste.

Identifique o canto onde a indicação é superior aos Veja tabela a seguir para identificar os jumpers das
demais, e verifique qual célula de carga está posicionada respectivas células:
neste canto para poder proceder o ajuste na PCI da caixa
de junção. Verifique a figura a seguir para poder identificar
a célula de carga. CÉLULAS JUMPERS POTENCIÔMETRO
1 W1 POT1

2 W2 POT2

3 W3 POT3

4 W4 POT4
MOIM - 2180

REVISÃO PÁGINA
02 - 12 - 01 06 - 02 / 02

DETALHE DA PCI DE JUNÇÃO DE 4 FIOS

DETALHE DA PCI DE JUNÇÃO DE 6 FIOS

O ajuste dos cantos está concluído, mas é conveniente


repetir o teste dos cantos para assegurar-se do perfeito
ajuste. Este ajuste é válido para todos os cantos da
balança.

NOTA

Após o ajuste, o(s) jumper(s) não deve(m) ser retirado(s).

Após feito o ajuste de cantos, proceda uma nova cali-


bração.
MOIM - 2180

REVISÃO PÁGINA
02 - 12 - 01 07 - 01 / 08

7
ROTEIRO DE ANÁLISE E CORREÇÃO DE DEFEITOS

A. PROCEDIMENTO PRELIMINAR Outras causas, na origem elétrica, também podem gerar


problemas de variação de peso e, estão abaixo relacionados:
Antes de efetuar qualquer serviço dentro na balança,
consiga o máximo de informações referentes ao defeito - Umidade ou avaria nos cabos de ligação das células,
surgido, verificando se o defeito é intermitente ou contínuo. caixa de junção e conectores.

Alguns problemas de variação de peso ou pesagens - A variação pode ser causada por baixa tensão da rede.
incorretas nas balanças eletrônicas não se originam nos
componentes eletrônicos, mas sim nos mecânicos. Você O problema se tornará mais crítico em balanças que
deverá verificar esta possibilidade. tem o cabo de ligação da plataforma ao Indicador Digital
( 30 metros ou mais ).
A seguir estão relacionados alguns fatores que podem
causar este tipo de problema e que deverão ser avaliados: - Células de carga com umidade ou com baixa isolação.

- O vento pode causar uma variação na indicação de uma


balança e correntes de ar podem fazer o mesmo.
IMPORTANTE
- O local onde a balança está instalada deve permitir o
livre acesso ao manuseio da carga, caso contrário, po- A observação dos fatores mencionados podem ajudá-lo
derão ocorrer choques e impactos na plataforma de pe- na identificação da origem de um problema, pois permite
uma visualização completa do estado físico da balança,
sagem, ocasionando a quebra ou o desgaste excessivo
além de evitar, muitas vezes uma sequências longa de
em certos pontos da balança. testes na procura de um defeito.

- Alterações no piso em volta da balança, ou vibrações, Caso seja constatada alguma anormalidade no local de
podem gerar instabilidade e variação de peso. instalação da balança ou nas condições fundamentais ao
perfeito funcionamento, o Cliente deverá ser informado
- Prováveis pontos desgastados ou marcas na superfície imediatamente a fim de providenciar as correções
de pesagem, poderão indicar a utilização incorreta da necessárias.
balança.
Não cabe a Toledo a regularização e, tampouco, a
responsabilidade por danos causados ao equipamento,
- A deflexão, o encurvamento e avarias das estruturas em decorrência de irregularidades no local ou nas
devido a sobrecargas, podem causar problemas de va- condições fundamentais ao perfeito funcionamento da
riação, além de provocar desgaste excessivo nas peças. balança.

- Se a balança for embutida, uma drenagem imperfeita no


fundamento poderá gerar umidade nas células de carga
e cabos, o que pode ocasionar variação de peso. O motivo da variação pode estar no Indicador Digital e,
uma forma de saber a origem da variação é isolar a
- Limitadores de movimento horizontal, impropriamente plataforma de pesagem do Indicador Digital.
instalados ou, se não instalados, podem causar desgas-
tes excessivos e variação de peso. Para determinar se a variação tem sua origem no Indicador
Digital ou na(s) células de carga, caixa de junção ou no(s)
- Não se deve passar por alto a possibilidade de uma das cabo(s) de ligação, proceda como segue:
partes das células de carga estar tocando ou esbarrando
em algo, e assim causar a variação.
MOIM - 2180

REVISÃO PÁGINA
02 - 12 - 01 07 - 02 / 08

B. PROCEDIMENTO DE ANÁLISE E CORREÇÃO


IMPORTANTE

Este teste só deverá ser efetuado após o Indicador Digital A tabela de reparo fornece uma relação das principais
estar devidamente aquecido. Para tanto, deixe-o ligado por partes da balança TOLEDO MODELO 2180 e os sintomas
um tempo aproximado de 10 minutos antes de efetuar o dos prováveis defeitos que estas podem gerar.
teste.
Após a inspeção prévia na balança, identifique o sintoma
- Desconecte o cabo de interligação Balança/ Indicador do defeito apresentado, compare-o e analise-o, baseando-
no módulo indicador. se na tabela de reparos.

- Conecte o simulador de célula de carga no indicador


digital. ATENÇÃO

- Comute os passos do simulador, começando do passo Não remova qualquer ligação, nem desconecte qualquer
0.0 mV, até obter uma indicação no indicador digital. conector, sem antes desligar a alimentação do indicador
digital. Caso contrário, poderão ocorrer sérios danos ao
- Observe se no período de 1 minuto ocorre oscilação na indicador digital e nas próprias células de carga.
indicação superior a 1 incremento.
Normalmente, após qualquer reparo na balança, a
- Repita o procedimento anterior para todos os passos do calibração do indicador deve ser verificada.
simulador em que for obtida uma indicação.

Este procedimento permite determinar a origem da variação Para melhor visualização da balança TOLEDO MODELO
ou de qualquer outro problema em que exista a dúvida de 2180 e para guia-los em uma análise da balança,
sua origem. apresentamos abaixo o seu diagrama esquemático.

- Caso ocorra oscilação superior a 1 incremento, ou o in- Célula de Carga 4 Célula de Carga 2
dicador digital continue apresentando o mesmo proble-
ma, a origem do problema está no indicador digital.

Neste caso, consulte o MOIM do 9091 para analisar e


corrigir o defeito.

- Caso não ocorra oscilação superior a 1 incremento, ou


o indicador digital deixe de apresentar o problema, a
origem do problema pode estar na(s) célula(s) de carga,
caixa de junção e/ou no(s) cabo(s) de ligação.

Uma vez determinada a origem do problema, e caso esta


seja na balança, identifique o defeito e analise-o, baseando-
se na tabela de reparo do item "B".

ATENÇÃO Célula de Carga 3 Caixa de Junção Célula de Carga 1

Na coluna de possível causa da tabela de reparos, quando


dois ou mais blocos são descritos como sendo as possí-
veis causas do defeito, a maior possibilidade recai sobre
Indicador Digital
o primeiro da lista.

Embora sejam indicadas várias causas possíveis, não Alguns defeitos apresentam sintomas bem característicos,
significa que todos os itens descritos estão causando o que nos permite identificar em qual das partes eles se
problema. originam. Veja a seguir, a tabela de reparos.
MOIM - 2180

REVISÃO PÁGINA
02 - 12 - 01 07 - 03 / 08

TABELA SOLUÇÃO DE PROBLEMAS

DEFEITO POSSÍVEL CAUSA AÇÃO CORRETIVA


1.Testar a livre oscilação da plataforma. Isto o auxili-
ará na identificação do canto que apresenta o acúmu-
lo de materiais, esfera ou castanhas desgastadas.
a. Restos de materiais sob a platafor-
ma, entre esferas e castanhas ou esfe- 2.Limpar a área sob a plataforma e avaliar esferas e
ras e castanhas desgastadas. castanhas.

3.Substituir esferas e castanhas desgastadas e prote-


gê-las com graxa.

b. Limitadores de movimento encostan- 1.Ajustar corretamente os limitadores de movimento.


do na plataforma.

Variação de peso. c. Cabos com umidade ou danificados. 1.Corrigir ligações ou substituir cabos.
Instabilidade no zero.
Sem linearidade. 1.Verificar a existência de umidade na caixa de jun-
ção e reapertar os parafusos dos terminais de bornes,
certificando-se do correto contato elétrico dos fios
d. Caixa de junção com umidade ou das células de cargas.
mau contato em suas ligações.
2.Remover a umidade da PCI ou substituir a PCI da
caixa de junção.

1.Testar célula de carga conforme item C.a.

e. Célula(s) de carga com umidade ou 2.Substituir célula(s) de carga conforme item C.b.
defeituosa(s).
3.Utilizar, em casos extremos, as células de carga da
versão inox na versão aço carbono.
1.Testar a livre oscilação da plataforma no canto com
problema.
a. Restos de materiais sob a platafor- 2. Limpar a área sob a plataforma e avaliar
ma, entre esferas e castanhas ou esfe- castanhas e esferas.
ras e castanhas desgastadas.
Cantos não pesam 3. Substituir e proteger com graxa castanhas e esfe-
corretamente. ras desgastadas.

b. Ajuste dos cantos. 1. Ajustar os cantos conforme seção 6 deste manual.


1.Testar célula(s) de carga correspondente ao canto
com diferença, conforme item C.a.
c. Célula(s) de carga defeituosa(s).
2. Substituir célula de carga conforme item C.b.

A indicação positiva
diminui quando o peso é
a. Ligações de saída das células estão 1.Corrigir a polaridade da saída na caixa de junção
aplicado na plataforma ou
invertidas. ou nas célula(s) de carga.
a indicação negativa
aumenta.
MOIM - 2180

REVISÃO PÁGINA
02 - 12 - 01 07 - 04 / 08

C. TESTES E VERIFICAÇÕES CARCARÁ

a. TESTE DA CÉLULA DE CARGA PONTOS DE TESTE RESISTÊNCIA TOLERÂNCIA

Abaixo estão relacionados as especificações das células VE - PO 350 Ohm ± 0,35 Ohm
de carga utilizadas na balança 2180. BO - AZ 350 Ohm ± 0,35 Ohm

AZ - PO 262,5 Ohm ± 0,35 Ohm


Para efetuar o teste de continuidade da célula, desconecte
a célula da balança e confira os valores de suas resistências AZ - VE 262,5 Ohm ± 0,35 Ohm
conforme tabelas de seus fabricantes relacionados a BO - VE 262,5 Ohm ± 0,35 Ohm
seguir:
BO - PO 262,5 Ohm ± 0,35 Ohm
SENSOTRONICS

PONTOS DE
RESISTÊNCIA TOLERÂNCIA
TESTE ATENÇÃO
VE - BO 350 Ohm ± 5 Ohm
A célula de carga deve passar por todos os testes de
VO - PO 350 Ohm ± 5 Ohm
resistência descritos para ser considerada em boas
PO - BO 262,5 Ohm ± 5 Ohm condições, porém ela pode ter sido aprovada nestes testes
e ainda estar com problema: pode estar danificada devido
PO - VE 262,5 Ohm ± 5 Ohm a aplicação de força excessiva, estando assim deformada.
VE - VO 262,5 Ohm ± 5 Ohm

BO - VO 262,5 Ohm ± 5 Ohm


b. SUBSTITUIÇÃO DA CÉLULA DE CARGA

Para substituir uma célula de carga, proceda como segue:


ALFA INSTRUMENTOS - MODELO I

PONTOS DE a. Desligue a energia do indicador digital.


RESISTÊNCIA TOLERÂNCIA
TESTE
VE - BO 350 Ohms ± 3 Ohms b. Acesse a caixa de junção e remova a tampa da caixa
e localize os terminais da célula de carga defeituosa.
VO - PO 350 Ohms ± 3 Ohms

PO - BO 262,5 Ohms ± 3 Ohms c. Desligue o cabo da célula de carga defeituosa do seu


PO - VE 262,5 Ohms ± 3 Ohms
terminal sobre a placa de circuitos impressos.

VE - VO 262,5 Ohms ± 3 Ohms d. Solte o conector do cabo a na caixa de junção e remova


BO - VO 262,5 Ohms ± 3 Ohms o cabo da caixa de junção.

e. Amarre um cordão na extremidade do cabo da célula de


HBM - SÉRIES 100 e 200 carga defeituosa. O cordão deverá ser suficientemente
forte e comprido para puxar o cabo da nova célula de
PONTOS DE
RESISTÊNCIA TOLERÂNCIA carga através da estrutura da plataforma.
TESTE
VE - PO 350 Ohms ± 2 Ohms f. Remova cuidadosamente a plataforma utilizando os olhais
VO - BO 350 Ohms ± 2 Ohms de suspensão e posicione a plataforma sobre uma su-
perfície de apoio estável que permita o acesso à célula
PO - BO 262,5 Ohms ± 2 Ohms
de carga defeituosa e que também ofereça proteção às
PO - VO 262,5 Ohms ± 2 Ohms outras células durante a desmontagem.
VE - BO 262,5 Ohms ± 2 Ohms
g. Puxe cuidadosamente o cabo da célula de carga atra-
VE - VO 262,5 Ohms ± 2 Ohms vés da plataforma inserindo ao mesmo tempo o cordão
pela abertura da caixa de junção. Quando o cordão che-
gar ao local da célula de carga, desamarre-o do cabo .
MOIM - 2180

REVISÃO PÁGINA
02 - 12 - 01 07 - 05 / 08

h. Solte os dois parafusos que fixam a célula de carga. b. Versão Carbono

i. Remova a castanha e instale-a na nova célula de carga.


MODELO DA CÉLULA TORQUE
PLAQUETA HBM - 220 kg, 550 kg, 1100 kge 2200 kg
ESPAÇADORA CARCARÁ - 220 kg, 550 kg e 1100 kg 130 N/m
ALFA - I - 1T, I - 2T
HBM - 4400 kg
ALFA - I - 5T 420 N/m

ALFA - I - 10T 920 N/m

k. Amarre novamente o cordão de puxar no cabo da nova


célula de carga e insira cuidadosamente o novo cabo
PLAQUETA PARAFUSOS CASTANHA através da plataforma na abertura da caixa de junção.
ESPAÇADORA DE FIXAÇÃO Enrole e armazene qualquer excesso de cabo dentro
da canaleta lateral da plataforma.

j. Posicione a plaqueta espaçadora na nova célula de car- l. Passe o cabo da célula de carga pelo conector da caixa
ga e fixe-a através dos dois parafusos retirados no pas- de junção. Quando o comprimento do cabo dentro da
so anterior. caixa estiver suficiente, aperte o conector da caixa.

m.Ligue o cabo da nova célula de carga ao terminal apro-


ATENÇÃO priado na PCI. Veja o diagrama de interconexões e
observe as cores do cabo da célula de carga para co-
Para que a célula de carga funcione corretamente e nexão à PCI.
mantenha sua performance durante o uso, é fundamental
que o aperto dos dois parafusos de fixação da célula sejam n. Recoloque a plataforma de pesagem e certifique-se do
feitos adequadamente. correto posicionamento das castanhas sobre as esferas.
O torque nos parafusos de fixação deverá ser obtido com
auxílio de um torquímetro e dependerá da capacidade da
célula de carga em questão. Após a troca da célula de carga, é conveniente verificar
a correta pesagem nos cantos da plataforma.

Consulte a tabela abaixo para determinar o valor do torque Teste e ajuste os cantos, conforme o procedimento da
da célula de carga utilizada em questão: seção VI deste manual.

a. Versão Inox
ATENÇÃO

No caso da 2180 PORTÁTIL é importante ressaltar que o


MODELO DA CÉLULA TORQUE procedimento para troca da célula de carga é praticamente
HBM - 220 kg, 550 kg e 1100 kg o mesmo da de PISO, diferenciado-se apenas pela
CARCARÁ - 220 kg, 550 kg e 1100 kg 90 N/m ausência de castanhas e esferas substituidas por pés
reguláveis. De qualquer forma, basta seguir o procedimento
da 2180 de PISO para a troca da célula da 2180 PORTÁTIL.
MOIM - 2180

REVISÃO PÁGINA
02 - 12 - 01 07 - 06 / 08

D. DIAGRAMA DE INTERCONEXÕES

a. Caixa de Junção de 4 Fios

O diagrama acima mostra a interligação das células da CÉLULA FABRICANTE SENSOTRONICS


Marca HBM - Modelo HLM na caixa de junção. As cores
dos sinais das células de carga são diferentes para os SINAIS CORES
outros tipos de fabricantes. Consulte as tabelas a seguir + EXCITAÇÃO VERMELHO
para identificar as cores dos cabos e seus respectivos
- EXCITAÇÃO PRETO
sinais:
+ SINAL VERDE

CÉLULA - FABRICANTE HBM SERIES 100 E 200 - SINAL BRANCO

SINAIS CORES BLINDAGEM BLINDAGEM

+ EXCITAÇÃO VERDE

- EXCITAÇÃO PRETO
Além das células HBM, ALFA e SENSOTRONICS, a 2180
pode ser montada com células CARCARÁ de 6 fios. Caso
+ SINAL BRANCO seja necessário interligar a célula de carga CARCARÁ na
- SINAL VERMELHO caixa de junção de apenas 4 fios é necessário jumpear o
sinal +excitação com o + sense e o sinal -excitação com
BLINDAGEM AMARELO
o -sense.

CÉLULA - FABRICANTE ALFA MODELO I CÉLULA FABRICANTE TOLEDO (CARCARÁ)

SINAIS CORES SINAIS CORES


+ EXCITAÇÃO VERMELHO + EXCITAÇÃO BRANCO e AMARELO

- EXCITAÇÃO PRETO - EXCITAÇÃO AZUL e VERMELHO

+ SINAL VERDE + SINAL VERDE

- SINAL BRANCO - SINAL PRETO

BLINDAGEM BLINDAGEM BLINDAGEM MALHA, LARANJA e ROSA


MOIM - 2180

REVISÃO PÁGINA
02 - 12 - 01 07 - 07 / 08

b. Caixa de Junção para 6 Fios

O diagrama acima mostra a interligação das células na Já a célula do tipo CARCARÁ, de 6 fios, deve ser
caixa de junção de 6 fios. Para a ligação das células do interligada nas 6 posições da pci de junção, conforme
tipo CARCARÁ que possuem 6 fios os jumpers W5 e W6 indicado:
devem estar ambos abertos.
CÉLULA FABRICANTE TOLEDO (CARCARÁ)
Para a ligação de células HBM, ALFA e SENSOTRONICS, SINAIS CORES
todas de 4 fios, os jumpers W5 e W6 devem estar ambos + EXC ITAÇ ÃO BRANC O
fechados.
- EXC ITAÇ ÃO AZUL

Resumindo: + SINAL VERD E

- SINAL PRETO

CÉLULA JUMPERS + SENSE AMARELO

HBM - SENSE VERMELHO


ALFA W5 e W6 FECHADOS BLIND AGEM LARANJA
SENSOTRONICS
CARCARÁ W5 e W6 ABERTOS
O cabo de interligação fornecido com a caixa de junção
para ligação ao módulo 9091 é o cabo código 6076699. O
A tabela com a cor e o respectivo sinal das células do tipo cabo proveniente do módulo 9091 é o código 6076470.Caso
HBM, ALFA e SENSOTRONICS se encontra na página a 2180 ainda esteja interligada ao módulo através de caixa
anterior. Para a ligação das mesmas basta interligar os de passagem a configuração dos cabos HBM (3404866)
sinais nos seus respectivos lugares, indicados na pci de e KMP (3404371) segue abaixo:
junção, deixando o terminal +sense e o -sense sem
nenhuma conexão.
SINAL CABO 3404866 CABO 3404371
+ EXCITAÇÃO VERDE VERMELHO

ATENÇÃO - EXCITAÇÃO PRETO PRETO

+ SINAL BRANCO VERDE


No caso da célula do fabricante SENSOTRONICS, - SINAL VERMELHO BRANCO
acrescentar um resistor de 10KΩ entre +SGN e -SGN
+ SENSE AZUL AMARELO
na saída da caixa de junção, caso sejam utilizados os
módulos 9091 ou 9092 para capacidade de 500kg x - SENSE CINZA CINZA
0,1kg. BLINDAGEM AMARELO PRETO
MOIM - 2180

REVISÃO PÁGINA
02 - 12 - 01 07 - 08 / 08

PARA SUAS ANOTAÇÕES


MOIM - 2180

REVISÃO PÁGINA
00 - 09 - 96 08 - 01 / 02

8
ROTEIRO DE MANUTENÇÃO PREVENTIVA

Para que a balança TOLEDO MODELO 2180 conserve - Não existam fragmentos ou materiais estranhos sob
suas características iniciais e seu perfeito funcionamento ou em volta da plataforma de pesagem ;
com o decorrer do tempo, é fundamental que as instruções
e procedimentos desta seção sejam efetuados - Não exista água ou materiais líquidos sob a plataforma
periodicamente, de acordo com o uso e as condições de de pesagem ou nos cabos e conectores ;
seu ambiente de trabalho.
- Não existam materiais corrosivos em contato com a
A. CONTATO INICIAL plataforma de pesagem, células, cabos e conectores.

Este item visa solicitar a permissão para a desativação do IMPORTANTE


equipamento e conhecer a sua performance desde a
última manutenção. Caso seja constatada alguma anormalidade no local de
instalação da balança, ou nas condições fundamentais
Portanto, peça ao Cliente permissão para desativar a ao perfeito funcionamento da balança, o Cliente deverá
balança e iniciar a manutenção. Aproveite e dirija algumas ser informado imediatamente a fim de providenciar as
correções necessárias.
perguntas ao Cliente de forma a obter informações sobre
o funcionamento e o estado físico do equipamento. Este Não cabe a TOLEDO a regularização e, tampouco, a
procedimento lhe dará o perfil do estado geral da balança responsabilidade por danos causados ao equipamento
e noção do serviço que deverá executar, além de em decorrência de irregularidades no local ou nas
demonstrar interesse pelo equipamento do Cliente. condições fundamentais ao perfeito funcionamento da
balança.
B. INSPEÇÃO EXTERNA
2. VERIFICAÇÃO DO ESTADO DE CONSERVAÇÃO
Este item tem por objetivo verificar as condições básicas
para o bom funcionamento, o funcionamento e o estado Neste item deverão ser avaliadas todas as peças que
de conservação da balança. compõem externamente a balança quanto a corrosão,
pintura ou desgaste.
Para efetuar a INSPEÇÃO EXTERNA da balança 2180,
siga os procedimentos abaixo : Avalie a plataforma de pesagem, a base, os cabos e
conectores.
1. VERIFICAÇÃO DO LOCAL DA INSTALAÇÃO
3. VERIFICAÇÃO DO FUNCIONAMENTO
O local onde a balança está instalada é fundamental para
o seu perfeito funcionamento e alguns fatores devem ser Neste item deverá ser avaliado o correto funcionamento
observados para que não interfiram na performance de da balança; para tanto, verifique :
pesagem da balança.
- A livre oscilação da plataforma;
Certifique-se de que:
- O correto ajuste dos limitadores de movimento (Veri-
- O local de instalação permita o livre acesso e o correto fique seção 3, página 5 para observar o correto ajuste);
manuseio da carga ;
- A correta pesagem nos cantos da balança;
- Não existam alterações no piso em volta da balança, ou
excesso de vibração ; - A correta pesagem e a linearidade entre a s pesagens,
através da colocação sequencial de pesos padrão equi-
valentes a 25%, 50%, 75% e 100% da capacidade de
pesagem sobre a plataforma de pesagem.
MOIM - 2180

REVISÃO PÁGINA
00 - 09 - 96 08 - 02 / 02

C. INSPEÇÃO INTERNA D. AFERIÇÃO E CALIBRAÇÃO

Este item tem por objetivo avaliar e limpar todas as peças Após a limpeza é necessário assegurar que a balança
que compõem a balança internamente. está pesando corretamente em seus quatro cantos. Para
tanto, efetue o teste dos cantos e, se for necessário algum
1. AVALIAÇÃO DAS PEÇAS INTERNAS ajuste, faça-o conforme o procedimento da seção 6 deste
Manual.Em seguida, verifique a calibração do Indicador
A avaliação deve ser feita de forma geral mas, em Digital, através da colocação na plataforma de pesagem
particular, nas ligações e vedações da caixa de junção, de pesos padrão equivalentes a capacidade de pesagem
nas esferas e castanhas, cabos e conectores. da balança. Caso seja necessário algum ajuste, faça-o
conforme procedimento descrito na Seção 6, do MOIM do
2. LIMPEZA INTERNA Indicador Digital em questão.

Resíduos internos na caixa de junção ( Versão Aço E. LIMPEZA EXTERNA


Carbono ) podem ser removidos com um auxílio de um
pincel seco. Este item tem por objetivo efetuar a limpeza externa e
eventuais trocas de peças avaliadas no item B.
Caso seja constatada umidade dentro da caixa de junção,
retire a PCI e providencie a secagem. Nestes casos é A limpeza da parte externa da balança poderá ser feita
aconselhável a utilização de SILICAGEL no interior da utilizando um pano umedecido em querosene.
caixa de junção. Caso a balança seja de Aço Inox,
verifique se a caixa de junção está coberta de vaselina, F. VERIFICAÇÃO DO FUNCIONAMENTO
conforme seção 3.J.
O objetivo deste item é certificar de que a balança está
No caso das esferas e castanhas, estas deverão ser funcionando corretamente, após executada a manutenção.
limpas e protegidos com leve película de graxa. Para isto, verifique a livre oscilação da plataforma e a
correta pesagem.
A plataforma e o chassi poderão ser limpos com um pano
umedecido em querosene. G. LACRE
O chão sob a plataforma de pesagem deverá ser varrido Após verificados e efetudados todos os itens anteriores,
ou aspirado. Caso haja umidade, procurar a sua origem e a caixa de junção deverá ser fechada e lacrada.
eliminá-la.
O lacre é obrigatório após qualquer serviço de manutenção
e o seu rompimento por pessoas não qualificadas ou
NOTA autorizadas pela TOLEDO, implicará na perda da Garantia.
Não é necessário remover a plataforma de pesagem em
todas as manutenções. A remoção só deverá ser efetuada
H. LIBERAÇÃO PARA USO
em casos particulares, quando o acúmulo de resíduos for
muito grande devido ao ambiente agressivo no qual a ba- Este item tem por objetivo liberar a balança para uso.
lança está submetida ou quando desconfia-se de um
grande desgaste das esferas e castanhas. Portanto, chame o Cliente e comunique que a balança
está pronta para ser utilizada, informando também, sobre
o serviço executado.

É aconselhável acompanhar as primeiras operações de


pesagem, a fim de certificar-se do perfeito funcionamento
da balança e aproveitar para sugerir ou fazer recomen-
dações quanto ao seu correto manuseio.
MOIM - 2180

REVISÃO PÁGINA
02 - 12 - 01 09 - 01 / 04

9
ESPECIFICAÇÕES

TABELA DE CAPACIDADES E PLATAFORMAS - AÇO CARBONO SAE - 1020

CAPACIDADE CÉLULA DE
DIMENSÕES CAPACIDADE
DA ALTURA CARGA INCREMENTO PESO
DA PLATAFORMA DE PESAGEM
PLATAFORMA (HBM/CARCARÁ)
2 5 0 kg 2 2 0 kg 0,050 kg
5 0 0 kg 110 mm 0,80 m x 0,80 m 92
5 0 0 kg 5 5 0 kg 0,100 kg
2 5 0 kg 2 2 0 kg 0,050 kg
5 0 0 kg 5 5 0 kg 0,100 kg
1 5 0 0 kg 110 mm 1,00 m x 1,00 m 120
1 0 0 0 kg 5 5 0 kg 0,200 kg
1 5 0 0 kg 1100 kg 0,500 kg
2 5 0 kg 2 2 0 kg 0,050 kg
5 0 0 kg 105 mm 1,20 m x 1,20 m 152
5 0 0 kg 5 5 0 kg 0,100 kg
1 0 0 0 kg 5 5 0 kg 0,200 kg
1 5 0 0 kg 110 mm 1,20 m x 1,20 m 152
1 5 0 0 kg 1100 kg 0,500 kg
2 5 0 kg 2 2 0 kg 0,050 kg
5 0 0 kg 5 5 0 kg 0,100 kg
1 5 0 0 kg 110 mm 1,50 m x 1,50 m 227
1 0 0 0 kg 5 5 0 kg 0,200 kg
1 5 0 0 kg 1100 kg 0,500 kg
2 5 0 0 kg 1100 kg 0,500 kg
3 0 0 0 kg 110 mm 1,50 m x 1,50 m 3 0 0 0 kg 2 2 0 0 kg 0,500 kg 227
3 0 0 0 kg 2 2 0 0 kg 1,000 kg

2 5 0 0 kg 110 mm 1,50 m x 1,20 m 2 5 0 0 kg 1100 kg 0,500 kg 194

2 5 0 kg 2 2 0 kg 0,050 kg
5 0 0 kg 105 mm 1,80 m x 1,20 m 198
5 0 0 kg 5 5 0 kg 0,100 kg
1 0 0 0 kg 5 5 0 kg 0,200 kg
1 5 0 0 kg 110 mm 1,80 m x 1,20 m 198
1 5 0 0 kg 1100 kg 0,500 kg

2 5 0 0 kg 110 mm 1,80 m x 1,20 m 2 5 0 0 kg 1100 kg 0,500 kg 212

2 5 0 0 kg 1100 kg 0,500 kg
3 0 0 0 kg 110 mm 1,80 m x 1,50 m 3 0 0 0 kg 2 2 0 0 kg 0,500 kg 257
3 0 0 0 kg 2 2 0 0 kg 1,000 kg
2 5 0 0 kg 1100 kg 0,500 kg
3 0 0 0 kg 110 mm 2,00 m x 1,50 m 3 0 0 0 kg 2 2 0 0 kg 0,500 kg 277
3 0 0 0 kg 2 2 0 0 kg 1,000 kg

5 0 0 0 kg 112 mm 2,00 m x 2,00 m 5 0 0 0 kg 2 2 0 0 kg 1,000 kg 416

1 0 0 0 0 kg 4 4 0 0 kg 1,000 kg
1 0 0 0 0 kg 135 mm 2,50 m x 2,00 m 650
1 0 0 0 0 kg 4 4 0 0 kg 2,000 kg

5 0 0 0 kg 112 mm 3,00 m x 2,50 m 5 0 0 0 kg 2 2 0 0 kg 1,000 kg 702

1 0 0 0 0 kg 4 4 0 0 kg 1,000 kg
1 0 0 0 0 kg 140 mm 4,00 m x 2,00 m 1038
1 0 0 0 0 kg 4 4 0 0 kg 2,000 kg
MOIM - 2180
REVISÃO PÁGINA
02 - 12 - 01 09 - 02 / 04

TAB ELA D E C APAC ID AD ES E PLATAFOR MAS - AÇ O IN OXID ÁVEL AISI - 304

CAPACIDADE CÉLULA DE
DIMENSÕES CAPACIDADE
DA ALTURA CARGA INCREMENTO PESO
DA PLATAFORMA DE PESAGEM
PLATAFORMA (HBM/CARCARÁ)

2 5 0 kg 2 2 0 kg 0,050 kg
5 0 0 kg 105 mm 0,80 m x 0,80 m 1 0 0 kg
5 0 0 kg 5 5 0 kg 0,100 kg

2 5 0 kg 2 2 0 kg 0,050 kg
5 0 0 kg 5 5 0 kg 0,100 kg
1 5 0 0 kg 105 mm 1,00 m x 1,00 m 1 2 8 kg
1 0 0 0 kg 5 5 0 kg 0,200 kg
1 5 0 0 kg 1100 kg 0,500 kg

2 5 0 kg 2 2 0 kg 0,050 kg
5 0 0 kg 5 5 0 kg 0,100 kg
1 5 0 0 kg 105 mm 1,20 m x 1,20 m 1 4 6 kg
1 0 0 0 kg 5 5 0 kg 0,200 kg
1 5 0 0 kg 1100 kg 0,500 kg

2 5 0 kg 2 2 0 kg 0,050 kg
5 0 0 kg 5 5 0 kg 0,100 kg
2 5 0 0 kg 105 mm 1,50 m x 1,20 m 1 0 0 0 kg 5 5 0 kg 0,200 kg 202
1 5 0 0 kg 1100 kg 0,500 kg
2 5 0 0 kg 1100 kg 0,500 kg
2 5 0 kg 2 2 0 kg 0,050 kg
5 0 0 kg 5 5 0 kg 0,100 kg
2 5 0 0 kg 105 mm 1,50 m x 1,50 m 1 0 0 0 kg 5 5 0 kg 0,200 kg 2 3 4 kg
1 5 0 0 kg 1100 kg 0,500 kg
2 5 0 0 kg 1100 kg 0,500 kg
2 5 0 kg 2 2 0 kg 0,050 kg
5 0 0 kg 5 5 0 kg 0,100 kg
2 5 0 0 kg 105 mm 1,80 m x 1,20 m 1 0 0 0 kg 5 5 0 kg 0,200 kg 2 2 0 kg
1 5 0 0 kg 1100 kg 0,500 kg
2 5 0 0 kg 1100 kg 0,500 kg
2 5 0 kg 2 2 0 kg 0,050 kg
5 0 0 kg 5 5 0 kg 0,100 kg
2 5 0 0 kg 105 mm 2,00 m x 1,50 m 1 0 0 0 kg 5 5 0 kg 0,200 kg 2 8 8 kg
1 5 0 0 kg 1100 kg 0,500 kg
2 5 0 0 kg 1100 kg 0,500 kg

2 5 0 kg 2 2 0 kg 0,050 kg
5 0 0 kg 5 5 0 kg 0,100 kg
2 5 0 0 kg 105 mm 2,50 m x 2,00 m 1 0 0 0 kg 5 5 0 kg 0,200 kg 4 9 8 kg
1 5 0 0 kg 1100 kg 0,500 kg
2 5 0 0 kg 1100 kg 0,500 kg

TAB ELA D E C APAC ID AD ES E PLATAFOR MAS - AÇ O C AR B ON O SAE - 1020 - POR TÁTIL

CAPACIDADE CÉLULA DE
DIMENSÕES CAPACIDADE
DA ALTURA CARGA INCREMENTO PESO
DA PLATAFORMA DE PESAGEM
PLATAFORMA (HBM/CARCARÁ)
2 5 0 kg 2 2 0 kg 0,050 kg
5 0 0 kg 105 mm 0,80 x 0,80 100
500,kg 5 5 0 kg 0,100 kg
2 5 0 kg 2 2 0 kg 0,050 kg
5 0 0 kg 5 5 0 kg 0,100 kg
1 5 0 0 kg 105 mm 1,00 m x 1,00 m 100
1 0 0 0 kg 5 5 0 kg 0,200 kg
1 5 0 0 kg 1100 kgf 0,500 kg
2 5 0 kg 2 2 0 kg 0,050 kg
5 0 0 kg 5 5 0 kg 0,100 kg
1 5 0 0 kg 105 mm 1,20 m x 1,20 m 152
1 0 0 0 kg 5 5 0 kg 0,200 kg
1 5 0 0 kg 1100 kgf 0,500 kg
2 5 0 kg 2 2 0 kg 0,050 kg
5 0 0 kg 5 5 0 kg 0,100 kg
1 5 0 0 kg 105 mm 1,50 m x 1,50 m 200
1 0 0 0 kg 5 5 0 kg 0,200 kg
1 5 0 0 kg 1100 kgf 0,500 kg
2 5 0 kg 2 2 0 kg 0,050 kg
5 0 0 kg 5 5 0 kg 0,100 kg
1 5 0 0 kg 105 mm 1,80 m x 1,20 m 170
1 0 0 0 kg 5 5 0 kg 0,200 kg
1 5 0 0 kg 1100 kgf 0,500 kg
MOIM - 2180

REVISÃO PÁGINA
02 - 12 - 01 09 - 03 / 04

TABELA DE CAPACIDADES E PLATAFORMAS (PESAGEM DE BOBINAS) - AÇO CARBONO SAE - 1020


CAPACIDADE C É LU LA D E
DIMENSÕES CAPACIDADE
DA ALTURA CARGA INCREMENTO PESO
DA PLATAFORMA DE PESAGEM
PLATAFORMA (HBM/CARCARÁ)
1 5 0 0 0 kg
2 0 0 0 0 kg 210 mm 1,50 m x 1,50 m ALFA - 10 t 5000 g 511 kg
2 0 0 0 0 kg
1 5 0 0 0 kg
2 0 0 0 0 kg 210 mm 2,00 m x 1,50 m ALFA - 10 t 5000 g 6 9 2 kg
2 0 0 0 0 kg
1 5 0 0 0 kg
2 0 0 0 0 kg 210 mm 2,00 m x 2,00 m ALFA - 10 t 5000 g 8 6 3 kg
2 0 0 0 0 kg
1 5 0 0 0 kg
2 0 0 0 0 kg 210 mm 2,50 m x 2,00 m ALFA - 10 t 5000 g 1107 kg
2 0 0 0 0 kg
1 5 0 0 0 kg
2 0 0 0 0 kg 280 mm 3,00 m x 1,50 m ALFA - 10 t 5000 g 1153 kg
2 0 0 0 0 kg
1 5 0 0 0 kg
2 0 0 0 0 kg 280 mm 3,00 m x 2,00 m ALFA - 10 t 5000 g 1 3 8 2 kg
2 0 0 0 0 kg
1 5 0 0 0 kg
2 0 0 0 0 kg 280 mm 3,00 m x 3,00 m ALFA - 10 t 5000 g 1 8 2 5 kg
2 0 0 0 0 kg
1 5 0 0 0 kg
2 0 0 0 0 kg 280 mm 4,00 m x 2,00 m ALFA - 10 t 5000 g 1 8 5 8 kg
2 0 0 0 0 kg
MOIM - 2180
REVISÃO PÁGINA
02 - 12 - 01 09 - 04 / 04

INDICADOR DIGITAL DE PESO CÉLULA DE CARGA

Remoto, até 300 metros distante da plataforma. Alfa Instrumentos


Fornecido nas versões mesa ou parede ou coluna.
Aço liga temperado/ níquel químico. Perfil baixo. Grau
de Proteção IP-67.
BASE DA BALANÇA
HBM
Aço Carbono SAE-1O2O, protegida com pintura anticorrosiva
ou Aço Inox AISI-304. Aço inoxidável hermeticamente selada. Perfil baixo.
Grau de Proteção IP-67.

PLATAFORMA Carcará

Chapa xadrez em aço SAE-1020 ou chapa lisa em aço Aço inoxidável hermeticamente selada. Perfil baixo.
AISI-304. Grau de Proteção IP-68.

RAMPAS LATERAIS

Inclinação variável de 9% a 21%.

SUSPENSÃO

Balança Aço Carbono SAE-1020

Aço cromo temperado.

Balança Aço Inoxidável AISI-304

Aço Inox AISI 440-C.


MOIM - 2180

REVISÃO PÁGINA
03 - 05 - 02 10 - 01 / 02

10
LISTA DE PEÇAS

Recomenda-se a aquisição das peças abaixo relacionadas, para garantir um atendimento imediato e minimizar as
horas paradas da balança, em caso de defeito.

Além dos itens abaixo relacionados, recomenda-se também a utilização do CATÁLOGO DE PEÇAS, para a correta
identificação das peças aqui não relacionadas, permitindo um fornecimento rápido e correto.

QUANTIDADE CÓDIGO DE ESTOQUE DESCRIÇÃO DA PEÇA


4 8000265 Buchas de Fixação UR ( chumbador ) 3/8" x 16
1 3090220 PCI da Caixa de Junção
2 8000015 Olhal de Suspensão 5/8"

4 5283024 Célula de Carga Alfa I - 500 kg


4 5283029 Célula de Carga Alfa I - 1000 kg
4 5283021 Célula de Carga Alfa I - 2000 kg
4 5283026 Célula de Carga Alfa I - 5000 kg

5283023 Célula de Carga Alfa I - 10 t


4 3612231 Célula de Carga HBM MOD. BLM - 220 kg
4 3612396 Célula de Carga HBM MOD. HLM - 220 kg
4 5283024 Célula de Carga HBM MOD. BLM - 550 kg
4 3612397 Célula de Carga HBM MOD. HLM - 550 kg
4 5283029 Célula de Carga HBM MOD. BLM - 1100 kg
4 3612398 Célula de Carga HBM MOD. HLM - 1100 kg
4 5283021 Célula de Carga HBM MOD. BLM - 2200 kg

4 5283026 Célula de Carga HBM MOD. BLM - 4400 kg


4 6090049 Célula de Carga CARCARÁ - 220 kg

4 6075232 Célula de Carga CARCARÁ - 550 kg


4 6075231 Célula de Carga CARCARÁ - 1100 kg
4 6051620 Pé Nivelador ( p/ 2180 Portátil )
MOIM - 2180
REVISÃO PÁGINA
03 - 05 - 02 10 - 02 / 02

PARA SUAS ANOTAÇÕES