Você está na página 1de 2

Estudo sugere que Cogumelos Mágicos intensificariam Amor pela

Natureza e aversão pelo autoritarismo..


A Psilocibina, o composto ativo em Cogumelos Mágicos, tem demonstrado de
novo, e de novo, elucidar o comportamento e personalidade pessoais. Um
estudo inovador vem para adicionar à lista de boas mudanças que essa
substância pode elucidar nas pessoas, e seu resultado sugere que a
Psilocibina faria as pessoas sentirem-se mais conectadas com a Natureza e
menos tolerantes ao Autoritarismo. Esse é o primeiro estudo a demonstrar que
cogumelos podem causar mudanças de longo prazo nessas áreas.

Psicodélicos vem sendo associados com a contracultura anti-autoritária,


começando com o movimento hippie dos anos 60. De modo geral, parece ser
mais do que um simples estereótipo – um estudo anterior (com 1,487
participantes) demonstrou que as pessoas relataram ter desfrutado passar
tempo na natureza e ficaram mais propensas a sentir-se parte da natureza
depois de tomarem psicodélicos como o Cogumelo Mágico. Outro estudo (900
participantes) demonstrou que o uso de psicodélicos estaria associado com
visões políticas liberais e libertárias, maior abertura à novas experiências, e
sentimentos de estar relacionado com a Natureza.

O que está tudo certo e bom, porém enquanto os resultados sugerem uma
ligação entre os enteógenos e tais características, eles não provam a conexão
– correlação, afinal de contas, não implica causalidade. Então, Taylor Lyons e
Robin Carhart-Harris do Grupo de Pesquisa Psicodélica da Faculdade Imperial
College, em Londres, determinaram-se a descobrir se o uso da Psilocibina
promoveu as mudanças comportamentais como anti-autoritarismo e
familiaridade com a natureza, ou se veio como conseqüência dessas
características.

Esse “gumelo” mata fascistas

“Nossas descobertas tentativamente levantam a possibilidade de que, dado


dessa forma, Psilocibina pode produzir mudanças no exterior e perspectivas
políticas, na direção de aumentar a consciência de parentesco com a natureza
e diminuição do autoritarismo”, observaram os Autores.

O estudo trabalhou com 7 participantes com depressão que apresentam


quadros de resistência ao tratamento convencional, que receberam oralmente
duas doses de Psilocybina, e 7 sujeitos de controle saudáveis que não
receberam a Psilocybina. A substância foi administrada em duas sessões de
doses orais (10 mg e 25mg) com 1 semana de intervalo. A equipe entrevistou
cada participante sobre suas visões políticas e relação com a natureza antes
da primeira sessão, e então novamente após uma semana e nas marcas de 6 e
12 meses.
Participantes que receberam a Psilocybina mostraram um aumento significativo
na familiaridade com a Natureza, uma semana após o estudo. A mudança
persistiu durante 7-12 meses seguintes. Eles também apresentaram acentuada
diminuição nas atitudes autoritárias, que também permaneceu até o processo
final do estudo. Finalmente, a equipe reportou que aqueles participantes
apresentaram uma diminuição nos sintomas depressivos.

Participantes que não receberam a Psilocybina não apresentaram nenhuma


mudança significante nos padrões comportamentais e atitudes.

“Antes, eu gostava da natureza, mas agora eu me sinto parte dela, antes eu a


via como algo, como uma TV ou uma pintura... [Mas agora] não há separação
ou distinção alguma, você é ela,” um dos participantes do grupo da Psilocybina
relatou aos pesquisadores.

O estudo permitiu Lyons e Cart-Harris olharem para a relação de causa e efeito


entre a Psilocybina e comportamento, ao contrário de estudos anteriores. No
entanto, a dupla trabalhou com uma amostra muito limitada, e é possível que
as mudanças observadas no autoritarismo e familiaridade com a Natureza
sejam efeitos indiretos do composto, que reduziu os sintomas depressivos.

“Seria precipitada, portanto, a tentativa de quaisquer atribuições fortes sobre


uma influência causal devido especificamente à Psilocybina nesta fase,” Alerta
o time.

Ainda, as conclusões levantam uma linha muito intrigante da pesquisa. Em face


da crescente agitação política, um auge da onda do “iliberalismo” varrendo o
mundo, e uma silenciosa depressão epidêmica, pouco ajuda qualquer
cogumelo.

O Documento “Aumento da familiaridade com a Natureza e Diminuição das


Visões Políticas Autoritárias após Tratamento de Depressivos Resistentes ao
Tratamento com Psilocybina” foi publicado no Jornal da Psicofarmacologia.

Fonte: https://www.zmescience.com/science/magic-mushrooms-authoritarianism/

Tradução Livre By Micha ☼