Você está na página 1de 26

Apostila de Planejamento de Carreira 2014

e Sucesso Profissional
1. Você está preparado para o Ensino Superior?

▪ Sonhar grande: coragem, realismo e foco.


▪ Planejamento: definição de metas, criação de planos de ação, e visualize uma
linha do tempo (curto e longo prazos).
▪ Executar com perfeição: disciplina, paciência e humildade.
▪ Avaliar-se: cheque seu progresso.

2. Conheça seu Curso e sua Instituição de Ensino

▪ Conhecendo o Ensino Superior:


> Instituições de Ensino Superior: Universidades, Centros Universitários e
Faculdades. Nelas funcionam os cursos de graduação, que se dividem em
bacharelados, licenciaturas e tecnólogos; cursos de pós-graduação, que se
subdividem em stricto sensu (mestrados e doutorados) e lato sensu (cursos de
especialização e MBAs).
> Universidade: Instituição baseada em 3 pilares indissociáveis: ensino, pesquisa e
extensão. O status de Universidade permite gozar de autonomia para executar suas
finalidades, como criar novos cursos, por exemplo. As universidades devem possuir
ao menos quatro programas de pós-graduação stricto sensu, sendo um deles
doutorado.
> Centros Universitários: Possuem cursos de graduação em diferentes áreas do
conhecimento e autonomia para criar cursos na sede da instituição. Geralmente são
menores que uma Universidade e não possuem exigência de ter programas stricto
sensu, por exemplo.
> Faculdades: Atuam normalmente em áreas específicas do saber, especializando-
se em cursos de gestão, por exemplo, ou de saúde, educação etc. Uma Faculdade
não possui autonomia para criar programas de ensino.

▪ Cursos de Graduação
> Bacharelado e Licenciatura são cursos superiores que confere ao formado
competências em determinado campo do saber para o exercício de uma
determinada atividade, seja acadêmica, seja profissional. Ambos possuem uma
base comum, mas no decorrer do curso vocaciona-se o futuro bacharel para
disciplinas voltadas à atuação profissional; enquanto o licenciado é preparado para
atuar como professor na Educação Básica.

Aluna Monica, 1º período, Gestão de Recursos Humanos, Estácio EAD. 1


Apostila de Planejamento de Carreira 2014
e Sucesso Profissional
> Curso Tecnológico: possui carga-horária menor que o Bacharelado e a
Licenciatura, e apresenta como característica geral a preparação específica para
atuar no mercado de trabalho em uma determinada área, como Logística, por
exemplo.

▪ Cursos de Pós-Graduação no Brasil


> Lato sensu ou especialização: possui caráter de aperfeiçoamento ou de
atualização em uma determinada área de conhecimento, tanto com vistas a
aprofundar o conhecimento ou qualificar seu egresso para uma determinada
função. Tem carga horária mínima de 360 horas e incluem os cursos designados
como MBA.
> Stricto sensu: voltado à formação científica e acadêmica e também ligado à
pesquisa. Existe nos níveis: mestrado e doutorado. O mestrado dura entre dois a
dois anos e meio, durante os quais o aluno desenvolve uma pesquisa e cursa as
disciplinas relativas ao tema pesquisado. O doutorado tem duração média de quatro
anos, para o cumprimento das disciplinas, realização da pesquisa e para a
elaboração de uma tese.

▪ Como um Curso Superior é concebido?


> As diretrizes do Ministério da Educação determinam os componentes curriculares
obrigatórios e o tempo mínimo e máximo para integralização de cada curso de
graduação.
> Além das disciplinas, alguns cursos têm definidas a obrigatoriedade de carga
horária mínima de atividades acadêmicas complementares, de estágio curricular e
trabalho de conclusão de curso, dentre outros.

1. O Núcleo Docente Estruturante do curso analisa as determinações do MEC e


estabelece o Projeto Pedagógico do Curso, onde se encontra a matriz curricular.
2. Os professores das disciplinas também fazem parte do processo, auxiliando na
especificação das ementas, carga horária, conteúdo programático, dentre outros,
das disciplinas que compõem a matriz curricular.
3. Os alunos, ao escolherem o curso e realizarem a matrícula, entram em contato
com a matriz curricular, verificando quais disciplinas compõem cada período letivo,
sua carga-horária, créditos etc.

▪ Período Letivo: espaço de tempo em que se dá uma etapa do curso. No caso da

Aluna Monica, 1º período, Gestão de Recursos Humanos, Estácio EAD. 2


Apostila de Planejamento de Carreira 2014
e Sucesso Profissional
Estácio, o período é semestral, e cada semestre é composto por um grupo de
disciplinas e, eventualmente, por atividades acadêmicas para aquele período.

▪ Código e nome da disciplina: Cada disciplina, de cada curso, possui um código de


referência. Se um código é iniciado pela sigla GST, por exemplo significa que a
disciplina é oriunda da área de Gestão. Os códigos e nomes das disciplinas são
importantes quando há mudança de currículo, por exemplo.

▪ Tipos da Disciplina:
> Mínimas: de cumprimento obrigatório, que compõem a estrutura curricular
mínima de acordo com as diretrizes curriculares do MEC.
> Eletivas: contemplam determinados temas, áreas ou subáreas, podendo o
estudante escolher dentre elas as que deseja cursar.
> Optativas: constituem um vasto elenco de possibilidades de enriquecimento
curricular, podendo o estudante estuda-las facultativamente.

▪ Carga Horária: Compreende o número de horas previsto para abranger o


conteúdo a ser abordado na disciplina

▪ Pré-requisito: Algumas disciplinas, em virtude de seu conteúdo, exigem


conhecimento prévio adquirido em disciplinas anteriores. Existe ainda o co-
requisito, quando uma disciplina deve ser cursada juntamente com outra, no
mesmo período.

▪ Atividades Acadêmicas Complementares: Componentes curriculares obrigatórios


nos cursos de bacharelado e licenciatura e têm por objetivo enriquecer e
complementar o perfil do formando. Essas atividades podem ocorrer fora do
ambiente acadêmico e incluem a prática de estudos, pesquisas, atividades
independentes, transversais, opcionais, de interdisciplinaridade etc.

▪ TCC: Componente curricular obrigatório ao final dos bacharelados e licenciaturas,


como forma de efetuar uma avaliação final dos graduandos, que contemple a
diversidade dos aspectos de sua formação. O TCC pode ser uma monografia, um
artigo científico, um projeto, dependendo do Projeto Pedagógico de cada curso.
 Alguns cursos da Graduação Tecnológica possuem a obrigatoriedade de TCC.

Aluna Monica, 1º período, Gestão de Recursos Humanos, Estácio EAD. 3


Apostila de Planejamento de Carreira 2014
e Sucesso Profissional
▪ Estágio Curricular Supervisionado: Atividade acadêmica obrigatória na maioria dos
cursos de nível superior. Trata-se da articulação entre a teoria e a prática, essencial
para a formação profissional. A carga horária mínima do estágio varia de curso para
curso. Consulte as estrutura curricular do seu curso e o setor responsável por
Estágio e Emprego na sua unidade.
▪ Avaliação 100% EAD
> O Aluno deverá obter média 6,0 (seis) para aprovação. Essa média será
composta pela soma do resultado na prova (AV), que vale 8,0 (oito), com a nota de
participação nos fóruns, que vale até 2,0 (dois).
 A Avaliação (AV) abrange todo o conteúdo da disciplina e conta com questões
objetivas e discursivas.
 A Avaliação Substitutiva (AVS) atende ao aluno que não fez a AV ou que queira
melhorar o seu CR.
 O Simulado é feito no ambiente virtual, com questões objetivas referentes às
aulas de 01 a 05 e não tem pontuação.

▪ Benefícios do sistema de Avaliação


> Menor necessidade de comparecimento ao Polo para fazer prova, podendo, no
limite, ser exigido apenas uma ida por semestre letivo (caso o aluno obtenha média
6,0 com apenas uma prova);
> Possibilidade do aluno ter uma prova substitutiva em caso de ausência ou baixa
performance na primeira prova;
> Mais tempo para o aluno se preparar para as provas;
> Mais tempo de interação com o tutor online nos fóruns de discussão;
> Oportunidade de se ambientar e experimentar com o modelo de questões da
prova através da realização de Simulado feito no ambiente virtual;
> Mais tempo de familiarização com a metodologia de estudo online;
> Possibilidade de se recuperar na disciplina, independente de um resultado ruim
na primeira avaliação.

▪ Material Didático Impresso: Contempla as leituras essenciais das disciplinas. São


os capítulos dos livros das melhores editoras nacionais e internacionais e em
consonância com os Planos de Ensino e de Aula das disciplinas

3. Métodos de Estudo no Ensino Superior

Aluna Monica, 1º período, Gestão de Recursos Humanos, Estácio EAD. 4


Apostila de Planejamento de Carreira 2014
e Sucesso Profissional
▪ Administrar o tempo: saber o que, para você, é prioritário, dentre as várias coisas
que você precisa fazer. Estabelecer prioridade é uma necessidade e uma arte.

▪ Importância de administrar o tempo:


> Ajuda a organizar sua rotina, maximizando sua produtividade. Como todas as
ações possuem início, meio e fim, seu curso superior não é diferente. Dessa forma,
ele pode ser visto como um projeto.

▪ Meta: Ponto onde se quer chegar.

▪ Três possíveis metas relacionadas à formação superior:


> Meta Acadêmica/Pessoal: Concluir o curso superior no prazo de formação
estipulado, tornando-se um profissional bem preparado, ético e cidadão.
> Meta Financeira: Redimensionar o orçamento doméstico para custear o
investimento em educação, evitando aumento de custos por atraso ou
inadimplência.
> Meta Profissional: Ser promovido ou conquistar um novo emprego de acordo com
a formação superior adquirida.

▪ Comportamentos que proporcionam maiores chances de êxito na vida acadêmica:


> Pontualidade > Planejamento > Autonomia > Foco

▪ Estilos e tipos de inteligência:


> Auditivo: Vale-se da audição para obter e reter informações. Lembra-se de frases
ditas, da voz, mesmo há muito tempo, é mais atento a palestras e falas.
- Leia textos em voz alta;
- Preste atenção na fala do professor, só escreva quando ele não estiver falando;
- Grave palestras, aulas, etc.;
- Grave resumos e os escute antes das avaliações;
- Converse sobre o conteúdo com seus colegas.
> Visual: Vale-se da visão para obter e reter informações. Atenta para formas,
detalhes, lembra rostos e não nomes, lê mapas e fluxos facilmente.
- Estude por intermédio de recursos visuais (vídeos, fluxos, diagramas etc.);
- Faça resumos, anotações, sublinhe partes do texto, reescreva conceitos mais
complexos, destaque palavras mais importantes;
- Acrescente bilhetes, notas, post-it ao material de estudo.

Aluna Monica, 1º período, Gestão de Recursos Humanos, Estácio EAD. 5


Apostila de Planejamento de Carreira 2014
e Sucesso Profissional
> Cinestésico: Vale-se dos sentidos para obter e reter informações. Identifica pelo
tato, procura sem olhar, é mais atento às dinâmicas e atividades práticas.
- Leia em voz alta, caminhando, ou converse sobre o conteúdo com um colega de
forma dinâmica, com movimento (um fala uma parte, outro complementa);
- Tente realizar atividades práticas que remetem ao conteúdo;
- Use outros locais para leitura/estudo além dos que você normalmente usa;
- Trate o conteúdo de forma dinâmica: leia, escreva, fale, gesticule, explique para
você mesmo na frente do espelho.

▪ O papel das mídias sociais no aprendizado:


> Os ambientes virtuais de aprendizagem adotados na Estácio possuem
ferramentas de comunicação e interação.
> Os recursos online de interação em rede permitem compartilhar conteúdo (ideias,
imagens, vídeos, textos, músicas etc.) e estimulam a criação coletiva, colaborativa.
> A aprendizagem irá ocorrer por meio da construção coletiva do conhecimento,
pela colaboração, compartilhamento e troca de experiências. Criar grupos, levantar
discussões, indicar links (vídeos, artigos, pesquisas) e trocar documentos são os
meios mais usuais de se usar a rede para estudo.

1. Ao ingressar em um curso superior, você será capacitado para mobilizar recursos


(conhecimento, habilidades, atitudes, valores) com o objetivo de resolver situações
complexas inerentes à área de formação.
2. Ao longo do seu curso você irá desenvovler as competências acadêmicas
necessárias à formação do perfil profissional esperado, que serão confirmadas com
a certificação final de conclusão do seu curso.
3. Uma vez inserido no mundo do trabalho, você irá desenvolver as competências
profissionais por meio da experiência no efetivo exercício da sua profissão,
establecidas a partir dos objetivos e do perfil profissional construídos ao longo do
curso de formaçção.

1. Aulas presenciais: Aulas que contam com a presença física do professor e dos
estudantes em determinados ambientes: sala de aula, laboratório, auditório etc. Na
maioria dos cursos Estácio, toda disciplina presencial ainda possui um ambiente
virtual de apoio, com materiais didáticos, documentos da disciplina, atividades,
textos etc. Normalmente a aula teórica utiliza métodos de ensino baseados na
exposição feita pelo professor, e a aula prática utiliza métodos de ensino baseados

Aluna Monica, 1º período, Gestão de Recursos Humanos, Estácio EAD. 6


Apostila de Planejamento de Carreira 2014
e Sucesso Profissional
na aplicação do conhecimento, com simulações, experiência, atividades individuais
ou coletivas realizadas pelo estudante.
2. Aulas online: Aulas que ocorrem inteiramente em ambiente online, também
conhecido como ambiente virtual de aprendizagem (AVA), preparado especialmente
para tal fim. Nesse ambiente o professor atua como mediador da aprendizagem,
incentivando a construção e a troca de conhecimentos e experiências entre você e
outros estudante, com o importante papel de incentivar os estudos. Há discussões
realizadas nos fóruns, há ferramentas de interação, biblioteca virtual da disciplina,
conteúdo interativo, videoaulas, links, exercícios etc.
3. Biblioteca: Espaço de apoio ao aluno. Além de suas funções principais, oferece,
de forma sistemática, oficinas que habilitam o estudante a pesquisar na internet e
cursos sobre as normas técnicas a serem seguidas na formulação de trabalhos
escritos. Ao nos referirmos à biblioteca, estamos falando da biblioteca física,
localizada no campus onde você estuda. Existe também a Biblioteca Virtual,
parceria da Estácio com as principais editoras do mercado, que ali disponibilizam
suas obras para leitura e consulta dos alunos.
4. Atividades Estruturadas: Atividades contextualizadas no âmbito da disciplina e
compõem a sua carga horária privilegiam a articulação teoria e prática, a reflexão
crítica, o interesse pela pesquisa e o processo de autoaprendizagem.
5. Atividades de Aprendizagem: Tarefas determinadas pelo professor que
complementam ou aplicam o conhecimento visto na disciplina. Nas atividades
individuais, você irá trabalhar de forma autônoma, independente, sob orientação e
critérios estabelecidos pelo professor (resenhas, leituras, estudo dirigido, relatório
etc.). Nas atividades coletivas, todos os participante irão construir o conhecimento
de forma coletiva, colaborativa, também sob orientação do professor
(apresentações em grupo, seminários, exposições, etc.).
6. Pesquisa e Extensão: A iniciação científica e a pesquisa incentivam a
investigação, com vistas ao desenvolvimento da ciência e da tecnologia e a criação
e difusão de cultura. As atividades de pesquisa desenvolvem o entendimento do ser
humano e da sociedade. Como estudante, você será estimulado a conhecer os
métodos científicos e a aprendizagem de técnicas de pesquisa, bem como o
desenvolvimento da mentalidade crítica e investigativa.

4. Finanças Pessoais

▪ Segundo a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico

Aluna Monica, 1º período, Gestão de Recursos Humanos, Estácio EAD. 7


Apostila de Planejamento de Carreira 2014
e Sucesso Profissional
(OCDE), um curso superior gera um aumento médio de 156% dos rendimentos.
Fonte: Revista Época, n. 697, 26 set. 2011.

▪ A grande maioria dos agentes econômicos (pessoas físicas e jurídicas) pratica a


administração financeira, conscientes ou inconscientes da realização do processo,
pois ganham ou obtém empréstimo, gastam ou investem dinheiro. A relação entre
pessoas e dinheiro não pode ser conflituosa, e sim virtuosa, ou seja, agregando
valor a vida das pessoas e não destruindo seus sonhos e desafios.

▪ A Gestão financeira pessoal é a metodologia pelo qual o indivíduo administra


recursos, buscando a otimização destes através da maximização das receitas e
minimização dos gastos.

▪ Pessoa física é a pessoa natural, o indivíduo, desde o nascimento até a morte.


▪ Pessoa jurídica é uma entidade abstraa, não natural, com existência e
responsabilidade jurídicas.

▪ Receita são as entrada de recursos financeiros. Para as pessoas físicas podem ser
salários, alugueis a receber, serviços prestados etc.
▪ Receita bruta são as entradas sem descontos, e receita líquida são entradas após
os descontos (INSS, imposto de renda etc).

▪ Gastos (pessoa física) são desembolsos realizados como pagamento de contas de


água, luz, telefone, aluguel etc.
▪ Investimento são recursos que possibilitam retornos, tais como poupança, fundos
de renda fixa etc.
▪ Endividamento é a capacidade de contrair dívidas.
▪ Financiamentos são recursos obtidos em instriuições financeiras com destino
definido, como compra de imóvel, veículo, etc.
▪ Consórcios são grupos que se reúnem, sob administração de terceiros, visando à
aquisição de bens.
▪ Empréstimo é o dinheiro concedido por instituições financeiras sem
direcionamento, ou seja, pode utilizar o dinheiro para qualquer fim.

▪ Planejamento:
1. Objetivos Pessoais: Qual o seu desejo sobre seus relacionamentos, grau de

Aluna Monica, 1º período, Gestão de Recursos Humanos, Estácio EAD. 8


Apostila de Planejamento de Carreira 2014
e Sucesso Profissional
instrução, lazer.
2. Objetivos Profissionais: Onde você deseja trabalhar e quando espera ocupar essa
posição (tempo), qual a sua intenção de receita (renda).
3. Objetivos Patrimoniais: O que você deseja adquirir: carro, moradia, aplicar em
um investimento etc.

▪ Planejamento Financeiro é preparar-se para o futuro, através da previsão de


receitas e gastos. É manter controle sobre o seu destino financeiro. Com base no
seu planejamento, você terá condições de realizar investimentos e captar recursos
dentro de uma necessidade de construção de riquezas, e não um endividamento
sem saúde financeira.

▪ Através do orçamento temos como perceber qual(is) gasto(s) está(ão)


consumindo a maior parte da receita, ou seja, diminuindo a sobra de recursos
financeiros. Com o orçamento pronto, você estará com a transparência necessária
da sua vida financeira para decidir melhor sofre o seu futuro.

▪ Todo planejamento deve possuir a origem de recursos financeiros, a descrição dos


recursos que serão utilizados e quanto vai custar para este planejamento ser
realizado. É importante utilizar o orçamento realizado também como controle,
determinando o limite de gasto com base na receita.

▪ Após o saldo entre receita líquida x gastos, estaremos em condições de verificar o


fluxo de caixa.

Posição de INVESTIDOR = receita > gastos


Posição de TOMADOR = receita < gastos

5. Captação de Recursos e Investimento

O Fundo de Financiamento Estudantil (FIES) é um programa do Ministério da


Educação (MEC) destinado à concessão de financiamento a estudantes
regularmente matriculados em cursos superiores presenciais não gratuitos e com
avaliação positiva nos processos conduzidos pelo MEC.

▪ Investidor conservador é aquele que não gosta de correr risco. Normalmente

Aluna Monica, 1º período, Gestão de Recursos Humanos, Estácio EAD. 9


Apostila de Planejamento de Carreira 2014
e Sucesso Profissional
aplica seu dinheiro em fundos de renda fixa e caderneta de poupança.
▪ Investidor moderado é aquele que arrisca um pouco mais, mas também considera
fortemente o risco e não costuma ousar. Costuma diversificar sua carteira de
investimento, geralmente aplicando em fundos mistos, ações conservadoras,
fundos de renda fixa e poupança.
▪ Investidor agressivo ou arrojado não tem medo de investir em papeis de alto
risco, buscando a maior rentabilidade no menor espaço de tempo. É, geralmente,
investidor em mercado de ações, alavancando os investimentos com operações de
derivativos (conceito que você verá mais à frente).

▪ A lógica do investimento:
A. Ponto de vista do investidor:
1. Possui dinheiro disponível para aplicação
2. Procura um banco para investir
3. Apresenta os tipos de investimento disponíveis
4. Demonstra o resultado do investimento
 O investidor disponibiliza seus recursos financeiros em troca de taxa de juros. O
retorno tem de produzir riqueza, ou seja, a taxa de retorno deve superar a inflação
e sobrar dinheiro.
B. Ponto de vista do banco:
1. Aplica dinheiro em um tipo de investimento
2. Trabalha o dinheiro em empréstimos ou aplicações de curto prazo
3. Tomador paga o empréstimo contratado ao banco, ou o banco realiza suas
aplicações
4. Banco remunera a aplicação do investidor
 A função dos bancos é captar recursos através de investidores e emprestar a
tomadores, ou ele mesmo investir. O banco fica com o spread, ou seja, a diferença
entre a taxa de empréstimo/aplicação e a taxa de aplicação do investidor.

▪ Tipos de investimento:
A. Certificado de Depósito Bancário (CDB) e o Recibo de Depósito Bancário (RDB):
São os mais antigos títulos de captação do setor privado, oficialmente conhecidos
como depósitos a prazo. Os recursos captados pelas Instituições Financeiras
através desses instrumentos são repassados aos clientes na forma de empréstimos
para financiamento de capital de giro e/ou aquisição de equipamentos.
B. Caderneta de Poupança: Aplicação mais simples e tradicional, sendo talvez a

Aluna Monica, 1º período, Gestão de Recursos Humanos, Estácio EAD. 10


Apostila de Planejamento de Carreira 2014
e Sucesso Profissional
única na qual é possível aplicar pequenas somas e obter liquidez, apesar da perda
de rentabilidade para saques anteriores a 30 dias corridos. Tem isenção no Imposto
de Renda. Os recursos das cadernetas de poupança devem ser aplicados de acordo
com regras estabelecidas pelo Banco Central; conforme as variáveis econômicas do
momento, elas podem ser alteradas.
C. Fundos de Renda Fixa: Carteiras constituídas com títulos que apresentam
remuneração com baixo risco, pois os ganhos são conhecidos ou de fácil
mensuração, como CDB, RDB, Títulos do Tesouro Nacional. Na sua maioria, os
fundos têm lastro com o CDI. Os fundos de renda fixa cobram taxa de
administração que, em uma econômica estável, pode influenciar excessivamente na
remuneração do capital investido, porque, ao contrário da poupança, o fundo de
renda fixa sofre a incidência de imposto de renda.
D. Títulos do Tesouro Nacional: Títulos emitidos pelo Tesouro Nacional, que é o
caixa do governo federal (através do Banco Central do Brasil) para captação de
recursos e financiamentos da dívida pública federal. Existem vários tipos de títulos,
cada um com uma finalidade e prazo de vencimento. O tesouro direto está
chamando a atenção do mercado em virtude da establidade da moeda e quada da
taxa de juros. Títulos do Tesouro Nacional fazem parte da composição da carteira
dos fundos de investimento em renda fixa.
E. Ações são participações em empresa: Quando você compra uma ação, está
adquirindo uma pequena participação em uma emprsa; por isso, o investidor é
também denominado acionista. As variações de preço nas ações acompanham as
tendências econômicas, bem como a governança corporativa do negócio e a
tendência do mercado em que a empresa participa são variáveis. Outro fator
relevante é a distribuição de dividendos (parte dos lucro da empresa que é
distribuído aos acionistas).

6. Habilidades e Competências para a Empregabilidade

▪ Habilidades: Capacidades – adquiridas pela teoria e/ou prática – para realizar


determinadas tarefas. Devem ser desenvolvidas com foco nas competências.
▪ Competência: Mobilização de recursos para desempenhar uma determinada tarefa
ou função. Nessa mobilização são envolvidas habilidades, conhecimentos, valores e
atitudes, entre outros, os quais serão necessários para cumprir satisfatoriamente
uma determinada ação.

Aluna Monica, 1º período, Gestão de Recursos Humanos, Estácio EAD. 11


Apostila de Planejamento de Carreira 2014
e Sucesso Profissional
▪ Tipo de competência:
A. Competência cognitiva: Capacidade de aprender que implica: 1) criação de
estratégias a partir da organização das informações disponíveis na situação; 2)
reorganização de esquemas disponíveis em nosso estoque de conhecimentos.
Diferente da competência didático-pedagógica, trata-se da capacidade de
reconfigurar a mente para adquirir novos conhecimentos com rapidez e eficiência,
mesmo não havendo um programa formal de aprendizagem.
B. Competência comunicativa: Capacidade que o indivíduo possui e que o possibilita
emitir e interpretar mensagens e negociar seus significados, interpessoalmente em
contextos específicos. Ou seja, a capacidade de comunicar-se com clareza,
precisão, empatia.
C. Competência didático-pedagógica: Relacionada à educação e ao ensino. O
sujeito é um ser ativo na construção do seu conhecimento e, nesse sentido, um
erro corrigido pelo próprio aprendiz pode ser mais relevante para a construção do
conhecimento do que um acerto. Na prática, é a capacidade de aprender a
aprender.
D. Competência intelectual: Relacionada à capacidade de raciocinar ou de aprender.
Está, portanto, relacionada à aplicação de aptidões mentais. No mundo profissional,
por exemplo, é muito comum ingressar em uma empresa e ter de aprender a usar
sistemas específicos daquela empresa.
E. Competência pragmática: Tem relação com a competência comunicativa. O
conhecimento pragmático e discursivo não é sempre usado de maneira automática,
irrefletidamente; alguns atos conversacionais são planejados, outros não; há
espontaneidade e também há planejamento. Ou seja, não se trata apenas de troca
de mensagens e entendimento do conteúdo, mas a postura, a articulação do que o
outro quer ouvir, o entendimento cultural do falante, a atitude etc.
F. Competência relacional: Capacidade de conviver em grupo.
G. Competência técnica: Domínio de determinados conhecimentos técnicos
relacionado a uma área de conhecimento ou profissão.

▪ Empregabilidade: Qualidade ou característica de quem é empregável. Capacidade


de adequação do profissional ao mercado de trabalho (Almeida, 2006).

▪ Marketing pessoal: Forma como o profissional demonstra publicamente suas


qualidades.

Aluna Monica, 1º período, Gestão de Recursos Humanos, Estácio EAD. 12


Apostila de Planejamento de Carreira 2014
e Sucesso Profissional
Marketing pessoal não é divulgar uma melhor imagem de nós mesmos, mas
realmente nos tornarmos pessoas mais adequadas quanto à postura, atitude e
comportamento no meio em que vivemos.

7. Empregabilidade

▪ Flexibilidade: Nas empresas, a flexibilidade diz respeito à postura que se espera


do profissional, de se adaptar rapidamente às mudanças impostas (novas funções,
novas estruturas organizacionais, mobilidade para aceitar desafios em outras
regiões, novos padrões de concorrência e produtos etc.).

▪ Coerência: Dentre outros sentidos, é a busca do equilíbrio entre as crenças,


estratégias e comportamento pessoais de um indivíduo frente às crenças de uma
empresa/organização, de modo que a impressão que se tem sobre um profissional
seja compatível com a impressão que se tem de uma empresa. É o que se espera
entre os colaboradores de uma empresa e ela própria. É a base para a existência da
confiança na empresa, o que ficou comprometido, no caso da Renata.

▪ Empreendedorismo: Estudo voltado para o desenvolvimento de competências e


habilidades relacionadas à criação de um projeto (técnico, científico, empresarial).
Tem origem no termo empreender que significa realizar, fazer ou executar.

▪ Empreendedor: Indivíduo que apresenta determinadas habilidades e competência


para criar, abrir e gerir um negócio, obtendo resultados positivos. São
características do empreendedor:
- Criatividade;
- Capacidade de organização e planejamento;
- Responsabilidade;
- Capacidade de liderança;
- Habilidade para trabalhar em equipe;
- Gosto pela área em que atua;
- Visão de futuro e coragem para assumir riscos;
- Interesse em buscar novas informações, soluções e inovações para o seu negócio;
- Persistência (não desistir nas primeiras dificuldades encontradas);
- Saber ouvir as pessoas;
- Facilidade de comunicação e expressão.

Aluna Monica, 1º período, Gestão de Recursos Humanos, Estácio EAD. 13


Apostila de Planejamento de Carreira 2014
e Sucesso Profissional

▪ Empreendedorismo social: Termo que indica um negócio lucrativo que ao mesmo


tempo traz desenvolvimento para a sociedade. As empresas sociais, diferentes das
ONGs ou de empresas comuns, utilizam mecanismos de mercado para, por meio da
sua atividade principal, buscar soluções para problemas sociais.

▪ Negócios sociais: Integram a lógica dos diferentes setores econômicos e oferecem


produtos e serviços de qualidade à população excluída do mercado tradicional,
ajudando a combater a pobreza e diminuir a desigualdade. Inclusão social, geração
de renda e qualidade de vida são os objetivos principais dos negócios sociais.

▪ Resiliência: Habilidade que uma pessoa desenvolve para resistir, lidar e reagir de
modo positivo em situações adversas. Trata-se de uma combinação de fatores que
permitem enfrentar e superar problemas.

8. Gestão da Carreira

▪ Perspectiva da empresa:
- Desenvolvimento profissional e pessoal dos funcionários;
- Equilíbrio entre as metas da empresa e os propósitos individuais;
- Progressão na empresa, com base em desempenho e competência;
- Programas que ajudam o profissional a se conhecer melhor e a montar seu roteiro
de carreira.

▪ Perspectiva do profissional:
- Responsabilidade pessoal por gerir sua própria carreira;
- Autoconhecimento, conhecimento do ambiente e das escolhas de carreira;
- Significativo número de mudanças de emprego e de redefinições de carreira;
- Proatividade na avaliação da carreira, sem esperar a empresa fazer por ele.

▪ Administração pública: Conjunto de órgãos, serviços e agentes do Estado que


procuram satisfazer as necessidades da sociedade, tais como educação, cultura,
segurança, saúde, etc. Em outras palavras, administração pública é a gestão dos
interesses públicos por meio da prestação de serviços públicos, sendo dividida em
administração direta e indireta.
1. Administração pública direta: Fazem parte da Administração Direta os órgãos

Aluna Monica, 1º período, Gestão de Recursos Humanos, Estácio EAD. 14


Apostila de Planejamento de Carreira 2014
e Sucesso Profissional
ligados diretamente ao Estado, que executam funções típicas de Estado. São os
Ministérios, as Polícias, os Hospitais públicos, as Escolas públicas, os órgãos de
Controle (como o TCU e a CGU) etc. Nem sempre essas funções são exclusivas. Por
exemplo, temos hospitais e escolas particulares. Mas mesmo assim é obrigação do
Estado oferecer esses serviços gratuitamente. Por isso, que consideramos uma
função típica.
2. Administração pública indireta: É formada pelas entidades que representam o
braço empresarial do Estado. Essas entidades concorrem de igual para igual com o
mercado privado. Não são funções típicas, são só setores em que, por questões
estratégicas, o Estado resolveu investir. São exemplos no Brasil, a Petrobrás, o
BNDES, o Banco do Brasil etc. A Administração Indireta, se divide em quatro
formas de organização:
1. Autarquias; 2. Fundações Públicas; 3. Empresas Públicas; 4. Sociedades de
Economia Mista.

▪ Servidor público: Ocupa cargo efetivo nos órgãos da Administração Direta e nas
Autarquias e Fundações Públicas; é admitido em concurso público e possui
estabilidade; sua demissão só acontece após processo administrativo que comprove
falta muito grave; aposenta pelo RPPS (Regime Próprio de Previdência Social).

▪ Empregado público: Ocupa Empresas Públicas e Sociedades de Economia Mista; é


aprovado em concurso público e contratado sob o regime CLT; pode ser demitido a
qualquer tempo; aposenta pelo RGPS, como os empregados de empresas privadas.

9. Inovação e criatividade

▪ Inovação: As empresas, para ganharem espaço ou sobreviverem no mercado,


estão constantemente se reinventando. A inovação é essencial: com ela uma
empresa se torna capaz de gerar riqueza contínua, aumentar a produtividade e ser
competitiva.

O conceito de carreira passou a ser visto como uma responsabilidade do indivíduo,


e não só da empresa que o emprega. E a carreira evolui, diversos espaços e
funções diferentes são ocupados por um profissional ao longo de sua carreira
profissional. Assim, para se adequar às demandas e exigências do mercado, o
profissional assume a maior parcela de responsabilidade sobre o desenvolvimento

Aluna Monica, 1º período, Gestão de Recursos Humanos, Estácio EAD. 15


Apostila de Planejamento de Carreira 2014
e Sucesso Profissional
de sua carreira.

▪ Criatividade: Capacidade de criar, de pensar diferente diante de uma realidade


qualquer. A inovação é consequência da criatividade, aliada a outros fatores. Muitas
pessoas confundem criatividade com inteligência. Na verdade, um dos principais
vetores da criatividade é a inspiração; mas, também, o trabalho duro para colocar
em prática uma ideia original.

▪ Tudo parte de um roteiro:


1. A necessidade, problema ou oportunidade (no caso, o desejo dos clientes);
2. A realidade, o cenário, o ambiente (no caso, a localização, a posição do sol, a
direção do vento etc.);
3. As possibilidades, as condições de realização (no caso, a forma de integrar os
principais ambientes ao cenário e integrar as pessoas dentro da casa);
4. O experimento, o esboço (no caso, o diagrama que ele usa para colocar suas
ideias no papel);
5. A implementação, a execução (no caso, passar a ideia para a equipe, montar o
projeto com ela).

▪ Brainstorming: Consiste na reunião de pessoas, preferencialmente de setores


distintos, para explorarem diferentes pensamentos e ideias em busca da solução de
um problema ou para alcançar um determinado objetivo. Todas as ideias são
aceitas, depois a maioria é descartada, até chegar a uma boa ideia.

10. Currículo e Inspiração

▪ Currículo: Quanto mais específico e detalhado, maior a oportunidade de se ter um


retrato fiel do candidato em relação à vaga/função desejada. Por isso, o currículo
deve ser verdadeiro e objetivo.

▪ Informações pessoais:
1. Nome completo
2. Endereço de residência/correspondência (evite caixa postal);
3. Contatos: celular, telefone, e-mail (evite redes sociais a não ser que tenha
relevância para a vaga pretendida);
4. Dados pessoais: nacionalidade, estado civil, idade.

Aluna Monica, 1º período, Gestão de Recursos Humanos, Estácio EAD. 16


Apostila de Planejamento de Carreira 2014
e Sucesso Profissional
 Não “encha” de dados desnecessários (número de documentos, religião etc) a
não ser que sejam solicitados pelo recrutador/empresa. Mantenha seus dados
atualizados, especialmente os de contato.

▪ Objetivo profissional: Deve ser curto e direto, mostrando claramente qual cargo
ou área você quer ocupar dentro da empresa.
1. Objetivo profissional específico (ideal): Apresenta o cargo/função desejado. Ex.
“Desejo atuar como Analista Júnior”.
2. Objetivo profissional geral: Quando está aberto processo para uma área da
empresa. Ex. “Desejo atuar na área financeira”.
3. Objetivo profissional para o primeiro emprego: Ex. Desejo minha primeira
oportunidade profissional na área de vendas.
 O que não fazer: Ex. “Desejo revolucionar essa empresa” ou “Quero concorrera à
vaga/área X ou Y.

▪ Síntese de qualificações: Elencar habilidades voltadas para a posição ou empresa


desejada, de forma resumida, que ajudem a destacar a relação entre você e a
posição/empresa.
a) Experiência – exemplo: “Mais de 10 anos atuando na área X em empresas
nacionais e internacionais”;
b) Competências – exemplo: “Ampla experiência em aplicação de recursos,
captação de financiamento, redesenho de processos para redução de custos”.

▪ Trajetória profissional: Selecione e indique as empresas e cargos nos quais você


atuou. Se tiver passado por vários empregos, não coloque todos; destaque de 2 a 5
experiências anteriores que, preferencialmente, tenham relação com o cargo
pretendido.
a) Tempo de atuação e nome da empresa: Ex. “ABC Indústria e Comércio LTDA –
período de 2005 a 2009”.
b) Nome do cargo ocupado e período de atuação. Ex. “Supervisor de operação
(2005 a 2007)”.
c) Resultados alcançados no cargo. Ex. “Responsável pela redução em 15% do
custo homem/hora em processos de controle de operação”.

▪ Trajetória acadêmica: Selecione e indique os cursos regulares que você concluiu


ou que estão em andamento. Se a vaga for para nível superior, não é necessário

Aluna Monica, 1º período, Gestão de Recursos Humanos, Estácio EAD. 17


Apostila de Planejamento de Carreira 2014
e Sucesso Profissional
colocar a Educação Básica, a não ser que isso represente um diferencial ou uma
comprovação (colégio bilíngue, por exemplo).
a) Nome do curso, da instituição de ensino e período. Ex. “Bacharelado em
Administração de Empresas, Universidade XX (2006 a 2009)”.
b) Não inserir informações muito específicas, como professor orientador de TCC, a
não ser que tal informação seja um diferencial para a vaga pretendida.
 Um enfoque acadêmico para uma vaga técnica, por exemplo, pode “polui” seu
currículo.

▪ Aprimoramento: Selecione e indique os cursos, certificações, títulos que


complementam à formação tradicional.
a) Nome do curso/certificado, da instituição de ensino e período: Ex. SAP nível
Básico, Instituto XX (2010).

▪ Salário e disponibilidade: Pretensão salarial e disponibilidade são informações que


as empresas utilizam para filtrar quais profissionais serão chamados para a
entrevista.
a) Pretensão salarial (valor bruto): É preciso saber qual o valor médio de mercado
praticado para a função, para que não haja disparidade. Não insira benefícios nesse
campo; normalmente eles são negociados em outra etapa.
b) Disponibilidade: Não coloque o que não poderá fazer.

Para entrar no mercado de trabalho é preciso de muito mais do que um currículo, é


preciso saber se portar, se vestir, se apresentar, conhecer a empresa, enfim, é
preciso ter postura profissional.

Avaliando o Aprendizado

1. O mercado contemporâneo é competitivo e exige um profissional que seja capaz de se adaptar


a necessidade da empresa. Considerando esta necessidade assinale a alternativa que compila o
perfil almejado pelo mercado.
a) estudioso, esforçado, humilde e capaz de ser útil quando solicitado;
b) capacitado, eficiente e que busca através da política organizacional crescer como profissional;
c) organizado, metódico eficiente e capaz de ser útil quando solicitado;
d) disciplinado, resiliente, capacitado e que se dedica amando o que faz como profissional;
e) disciplinado, empreendedor e que busca cargos e posições de destaque na organização;

2. O índice de desenvolvimento da educação básica é calculado com base na taxa de rendimento


escolar (aprovação e evasão) e no desempenho dos alunos. Logo é incorreto afirmar que:
a) a cultura familiar é indiferente neste contexto, pois se refere à educação pública.
b) novos projetos culturais disseminam a informação e valorizam a necessidade da educação.
c) a socialização dos projetos educacionais nas comunidades incentivam os estudos.
d) investir na capacitação do docente influencia no índice alcançado

Aluna Monica, 1º período, Gestão de Recursos Humanos, Estácio EAD. 18


Apostila de Planejamento de Carreira 2014
e Sucesso Profissional
e) a abertura de novas escolas faz diferença neste contexto.

3. A evasão é um problema sério na educação brasileira, pois independente da oferta de vagas no


ensino público existe problemas externos que dificultam a permanência do aluno na sala de aula.
São problemas na evasão do aluno no contexto brasileiro exceto:
a) falta de recursos financeiros e incentivos da família.
b) escolas em número insuficiente ou distante das comunidades.
c) programa de capacitação de docentes.
d) falta de perspectivas sociais e ou financeiras.
e) falta de política pública que dissemine com ênfase a necessidade do ingresso na escola.

4. A frase de alguns profissionais brasileiros: "Sonhar grande dá o mesmo trabalho que sonhar
pequeno... Então é melhor sonhar grande logo." Mostra que, devido ao grande sucesso que eles
tiveram, ela serve para qualquer pessoa, mas para isso devemos:
a) Manejar nossas qualidades para todos os objetivos.
b) Atingir todos os sonhos que apresentamos.
c) Selecionar somente os sonhos mais fáceis.
d) Focar em poucos grandes sonhos.
e) Pensar em todos os alvos apresentados.

5. Conforme as orientações das aulas já apresentadas, sabemos da importância do sonho grande,


mas temos que sonhar de forma correta, como dica para isso temos que ser:
a) Otimista, ousando sempre.
b) Ousados, não avaliando em demasia os obstáculos.
c) Motivados, quebrando todos os limites.
d) Realista respeitando o nosso tempo.
e) Dinâmicos, passando por cima de tudo.

6. Apesar da carência de qualidade na educação básica que o Brasil sofre atualmente, podemos
vencer esta dificuldade através de um eficaz planejamento de carreira. O segredo do sucesso no
planejamento é adotar os seguintes passos
a) Executar, organizar e se orientar.
b) Organizar, planejar e executar.
c) Planejar, organizar e controlar.
d) Sonhar, planejar e executar.
e) Execução, planejamento e sonhos.

7. Como denominamos o corpo social que garante o pleno funcionamento do Campus


universitário?
a) Professores.
b) Alunos.
c) Colaboradores.
d) Coordenadores.
e) Estagiários.

8. O universo do Ensino Superior é composto de etapas. Após a Graduação, a sequência da vida


acadêmica é através da Pós Graduação, que se divide basicamente em 2 (duas) modalidades:
a) Lato Sensu e MBA.
b) Strictu Sensu e Lato Sensu.
c) Bacharelado e Doutorado.
d) Graduação e Strictu Sensu.
e) Tecnológico e Strictu Sensu.

9. As disciplinas eletivas são:


a) Aquelas de cumprimento obrigatório, que compõem a estrutura curricular mínima, de acordo
com as diretrizes curriculares do MEC.
b) Disciplinas que contemplam determinados temas, áreas ou subáreas, podendo o estudante
escolher dentre elas as que deseja cursar, entretanto, mesmo com a escolha livre, a quantidade
de horas prevista deverá ser cumprida, caso contrario não será possível concluir o curso.
c) Aquelas que buscam aprimorar o aluno em seu conhecimento, possuindo um mínimo de 72hs a
serem cumpridas para agregarem valor curricular.
d) Disciplinas de cumprimento facultativo, não acarretando prejuízo ao aluno em sua grade
curricular.
e) Matérias onde o aluno pode cursa-las facultativamente, sem numero mínimo ou máximo, pois

Aluna Monica, 1º período, Gestão de Recursos Humanos, Estácio EAD. 19


Apostila de Planejamento de Carreira 2014
e Sucesso Profissional
apenas agregam enriquecimento curricular.

10. Um estudante de curso superior de graduação da Estácio está matriculado em cinco disciplinas
e pretende saber qual será o conteúdo estudado em cada uma delas, ao longo do período. O
documento acadêmico que roteiriza a disciplina e contém seus conteúdos programáticos é o
........, disponível para acesso na..........
a) Projeto Pedagógico / SIA.
b) Projeto de Curso / SIA.
c) Plano de Aula / webaula de cada disciplina.
d) Plano de Ensino / webaula de cada disciplina.
e) Plano de Curso / webaula de cada disciplina.

11. "Age como se a máxima de tua ação devesse tornar-se, através da tua vontade, uma lei
universal." Imanuel Kant. O imperativo categórico elaborado por Kant, sintetizado acima propõe
um comportamento social pautado:
a) na desigualdade.
b) no desrespeito.
c) no preconceito.
d) na discriminação.
e) na ética.

12. O planejamento das ações, a organização e o foco nos resultados são características:
a) dispensáveis na vida acadêmica e profissional.
b) dispensáveis na vida acadêmica e essenciais na vida profissional.
c) irrelevantes na vida acadêmica e profissional.
d) essenciais na vida acadêmica e profissional.
e) essenciais na vida acadêmica e dispensáveis na vida profissional.

13. Em relação ao Ensino brasileiro, NÃO podemos afirmar:


a) Em nosso país, ao final do Ensino Fundamental, o percentual de alunos com conhecimento
considerado adequado é de apenas 17% no caso de Matemática e de 27% em Língua Portuguesa.
b) De acordo com pesquisa realizada em 2012, pela Pearson Internacional, o Brasil ocupava o 39º
lugar em nível educacional, numa avaliação realizada em 40 países no mundo.
c) Ao ingressar no ensino superior, não há necessidade de estudar áreas como Linguagem e
Matemática.
d) Conforme observado em nossa aula, o IDEB, mostrou que há deficiência no ensino das
disciplinas de português e matemática no Brasil.
e) Especialistas afirmam que para continuar a crescer, o Brasil deve investir em Educação,
incluindo, também, a Educação do Ensino Superior.

14. Sobre as atribuições da Universidade, assinale a alternativa correta.


a) As instituições que possuem programas de pós-graduação são chamas de universidades.
b) A universidade é uma instituição baseada em três pilares: ensino, pesquisa e extensão. Possui
a autonomia de criar cursos e deve conter pelo menos 4 programas de pós-graduação, sendo um
deles doutorado.
c) A universidade é uma instituição que tem autonomia de criar cursos, porém não possui a
exigência de ter programas de stricto sensu.
d) A universidade é uma instituição de ensino superior que abriga várias faculdades.
e) O termo universidade e centro universitário designam a mesma coisa.

15. Bacharelado e Licenciatura são cursos superiores que conferem ao formado competências em
determinado campo do saber, para o exercício de uma determinada atividade acadêmica ou
profissional. Ambas tem uma base comum, mas no decorrer do curso vocaciona-se o futuro
bacharel para:
a) atuação profissional.
b) lecionar no Ensino Superior.
c) lecionar na Educação Básica.
d) focar mais dois anos num curso de especialização.
e) auditoria de qualidade de ensino.
16. As diretrizes do Ministério da Educação determinam os componentes curriculares obrigatórios
e o tempo mínimo e máximo para integralização de cada curso de graduação. Qual alternativa
abaixo mostra somente componentes curriculares obrigatórios para os cursos de graduação?
a) Estágio docente e avaliação de final de curso.
b) Trabalho de conclusão de curso e estágio supervisionado.

Aluna Monica, 1º período, Gestão de Recursos Humanos, Estácio EAD. 20


Apostila de Planejamento de Carreira 2014
e Sucesso Profissional
c) Disciplinas retóricas e atividades complementares.
d) Complementação de conteúdo e monografia.
e) Prova nacional e atualização de currículo.

17. Tendo como base a análise do ensino superior, assinale a afirmativa que NÃO corresponde a
associação conceito versus definição.
a) Vocaciona-se o bacharel para disciplinas voltadas à atuação profissional; enquanto o licenciado
é preparado para atuar como professor na Educação Básica.
b) Os cursos stricto sensu são cursos voltados à formação científica e acadêmica e também ligados
à pesquisa. Existem nos níveis: Bacharelado e Licenciatura.
c) Os cursos lato sensu também são chamados especializações, possuem caráter de
aperfeiçoamento ou de atualização em uma determinada área de conhecimento.
d) O curso Tecnológico possui carga-horária menor que o Bacharelado e a Licenciatura, e
apresenta como característica a preparação para atuar em uma determinada área.
e) Bacharelado e Licenciatura são cursos superiores que confere ao formado competências em
determinado campo do saber para o exercício de uma determinada atividade.

18. Quando realizamos compras além da nossa capacidade financeira, utilizando empréstimos ou
cartão de crédito, podemos considerar como:
a) Boas práticas de finanças pessoais.
b) Captação de recursos de longo prazo.
c) Investimento.
d) Antecipação de Receitas.
e) Aplicação de recursos.

19. Rita está comentando com sua colega de trabalho em uma empresa do ramo alimentício, que
precisa aumentar a sua RECEITA, em virtude de um aumento de desembolsos realizados para
atender a doença de sua mãe. Podemos definir RECEITA como:
a) os empréstimos.
b) as entradas de recursos financeiros.
c) os financiamentos.
d) os descontos nos salários.
e) os desembolsos financeiros.

20. A Gestão financeira pessoal é a metodologia pela qual o indivíduo administra recursos,
buscando a otimização destes por meio da:
a) igualdade entre receitas e gastos.
b) minimização das receitas e minimização dos gastos.
c) minimização das receitas e maximização dos gastos.
d) maximização das receitas e minimização dos gastos.
e) maximização das receitas e maximização dos gastos.

21. A diversificação é uma estratégia muito utilizada por investidores, que aplicam seus recursos
financeiros em diversas modalidades. Qual o principal objetivo do investidor ao utilizar este tipo de
estratégia?
a) Ganhar em todas as aplicações feitas.
b) Aumentar consideravelmente seus ganhos.
c) Tentar diluir os riscos inerentes à cada uma dos tipos de investimento.
d) Compensar a falta de conhecimento técnico sobre as modalidades de investimentos.
e) Obter um retorno mais rápido do investimento realizado.

22. Considerando que o ensino superior potencialmente trará retornos significativos durante a vida
profissional, abrindo novas oportunidades e consolidando uma carreira sólida, os recursos
dedicados a essa finalidade são considerados:
a) ônus.
b) despesas.
c) receitas.
d) investimentos.
e) bônus.

23. Financiamento:
a) É o dinheiro concedido por instituições financeiras sem direcionamento.
b) São recursos obtidos em instituições com destino definido.
c) São recursos que possibilitam retornos, a longo ou em médio prazo.

Aluna Monica, 1º período, Gestão de Recursos Humanos, Estácio EAD. 21


Apostila de Planejamento de Carreira 2014
e Sucesso Profissional
d) São grupos que se reúnem visando a aquisição de bens.
e) São desembolsos realizados para pagar determinadas obrigações habituais.

24. A aplicação que tem regras estabelecidas pelo Banco Central, que pode ser feita em pequenas
somas de dinheiro e obter liquidez a 30 dias corridos, com isenção de Imposto de Renda é *:
a) ações
b) títulos
c) CDB
d) caderneta de poupança
e) fundo de renda fixa

25. João é um jovem empresário que tem como meta ganhar seu primeiro milhão em um ano, ou
seja, em pouco tempo. Para isso, estudou o mercado de ações e aplicou seu dinheiro em papeis
de alto risco, mas que trazem maior rentabilidade no menor espaço de tempo. Por essas
características, CONCEITUALMENTE, João pode ser considerado um investidor:
a) agressivo.
b) conservador.
c) ultrapassado.
d) ousado.
e) moderado.

26. No mercado financeiro uma variável importante é conhecer o tipo de investidor de acordo com
as suas características dominantes. Para traçar este perfil as instituições financeiras fazem uso de
formulários e questionários com perguntas que possam contribuir para determinar o perfil do
cliente. Estas questões exploram os seguintes temas: idade do investidor, horizonte de
investimento, tolerância a perdas, experiências anteriores com algum tipo de investimento,
objetivo do investimento. Avalie as alternativas abaixo e escolha a que NÃO se enquadra na
definição:
a) O investidor agressivo está disposto a correr riscos para obter mais ganhos, sendo assim, o
mercado acionário não está entre os ativos escolhidos para aplicações.
b) A caderneta de poupança é um dos exemplos de aplicação que um investidor conservador faz.
c) O investidor moderado é aquele que não costuma ousar. Diversifica sua carteira de
investimento, criando uma aplicação híbrida que contemple diversos tipos de risco, reduzindo o
risco total.
d) O investidor agressivo é adepto ao risco, procurando alavancar suas posições buscando a maior
rentabilidade no menor espaço de tempo.
e) O investidor conservador prima pela segurança em seus investimentos é avesso a perdas e
buscam aportar seus recursos em investimentos de renda fixa.

27. A preocupação com a gestão dos seus bens é uma constante tanto para os indivíduos quanto
para as empresas. As organizações precisam saber, que ao contraírem um empréstimo bancário,
arcarão com juros:
a) entre 10 e 20% ao ano.
b) 15% ao ano.
c) 3% ao ano.
d) 5% ao ano.
e) acima de 100% ao ano.

28. É a característica ou qualidade do que ou de quem é empregável.


a) Resiliência.
b) Afeto.
c) Empregabilidade.
d) Relacionamento.
e) Elasticidade.

29. Áurea, Analista de Finanças de uma instituição, é reconhecida pelo domínio de determinados
conhecimentos relacionados à sua profissão. Alonso (2010) afirma que essa competência de
Áurea, está relacionada ao QI, ou seja, a quantidade de conhecimento formal e acadêmico que ela
conseguiu adquirir (domínio de idiomas, formação acadêmica, domínio de metodologias de
trabalho etc.). Aponte a competência de Áurea:
a) relacional.
b) cognitiva.
c) intelectual.
d) comunicativa.

Aluna Monica, 1º período, Gestão de Recursos Humanos, Estácio EAD. 22


Apostila de Planejamento de Carreira 2014
e Sucesso Profissional
e) técnica.

30. Quanto as habilidades e competências para a empregabilidade, leia as assertivas a seguir e


julgue-as conforme as alternativas:
I - Competência interpessoal é a habilidade de lidar eficazmente com relações interpessoais, de
lidar com outras pessoas de forma adequada às necessidades de cada um e às exigências da
situação.
II - Competência técnica é aquela relacionada à capacidade de aprender; trata-se da capacidade
de reconfigurar a mente para adquirir novos conhecimentos com rapidez e eficiência, mesmo não
havendo um programa formal de aprendizagem.
III - O marketing pessoal não é apenas fazer autopropaganda, mas adotar uma postura no dia a
dia que o diferencie neste mercado de trabalho cada vez mais competitivo. É preciso ser coerente.
Discurso e forma de agir devem ser compatíveis ou, cedo ou tarde, a contradição prejudicará a
sua imagem.
a) Todas as assertivas estão corretas.
b) Apenas as assertivas I e II estão corretas.
c) Apenas as assertivas II e III estão corretas.
d) Apenas as assertivas I e III estão corretas.
e) Apenas a assertiva III está correta.

31. A palavra COMPETÊNCIA denota a capacidade de realizar algo de modo satisfatório ou o


mesmo que comumente chamamos de?
a) Racionalidade.
b) Aptidão.
c) Elasticidade.
d) Flexibilidade.
e) Posicionamento.

32. Considerando a "habilidade" um fator importante para seu crescimento profissional, podemos
afirmar que ela é:
a) Um processo de gestão.
b) Um caminho, sem volta.
c) Um indicativo de capacidade, particularmente na produção de soluções para um problema
específico.
d) Um modelo de comportamento.
e) Uma capacidade imperceptível.

33. Como pode ser definido o termo Marketing Pessoal, segundo o que estudamos nas aulas?
Assinale a alternativa correta:
a) Pode ser compreendido como uma ação - específica - da equipe de marketing em preparar o
profissional para o mercado.
b) Trata da capacidade do profissional em mostrar aos seus líderes, quais os planos e projetos que
possui.
c) Refere-se à capacidade do sujeito em expor as suas vontades e desejos.
d) Define-se como uma forma de apresentação das fragilidades do indivíduo.
e) Pode ser entendido como sendo uma forma do profissional demonstrar publicamente suas
qualidades.

34. Empregabilidade é mais do que a capacidade de o indivíduo conseguir novas oportunidades de


emprego, manter-se empregado e conseguir promoções, pois ela necessita do desenvolvimento de
habilidades e competências agregados por onde?
a) Pelo conhecimento, apenas.
b) Pelo empreendedorismo, apenas.
c) Pela via do relacionamento, tão somente.
d) Pela via do conhecimento específico e pela multifuncionalidade que tornam o profissional apto
para a obtenção do trabalho.
e) Pelo estudo, eventualmente.

35. Muitos estudantes ingressam no ensino superior acreditando que estão iniciando uma estrada
estável, previsível. Em outras palavras, acredita-se que há uma evolução natural da carreira,
durante e após a formação, com o passar do tempo. De acordo com o citado acima podemos dizer
que existem quatro pressupostos básicos nos caminhos para a carreira. O único que não se
encaixa nas hipóteses acima é:
a) Um plano de carreira pode não estar alinhado com os objetivos do individuo.

Aluna Monica, 1º período, Gestão de Recursos Humanos, Estácio EAD. 23


Apostila de Planejamento de Carreira 2014
e Sucesso Profissional
b) A carreira deve ser pensada de forma construtiva.
c) As empresas possuem plano de carreira.
d) O caminho não é estável podemos nos deparar com algo que nos tire da rota.
e) As empresas possuem plano de carreira, contudo este não contribui para reter talentos na
mesma.

36. Ao assumir o cargo de gerente geral da empresa Delta, Fernanda iniciou mudanças nos
processos administrativos, ocasião em que pôde confirmar que:
a) qualquer processo de mudança gera medo e incertezas nos funcionários, resistência natural do
desconhecido inerente aos seres humanos.
b) redistribuir autoridade favorece as decisões dentro da empresa, impulsionando a mudança nos
processos.
c) a autoestima e elevada tolerância a riscos faz com que as pessoas resistam mais ás mudanças.
d) a perspectiva de mudança é vista e aceita com facilidade por todos os membros da empresa.
e) as pessoas recebem informações, processam seletivamente com o intuito de participar
naturalmente do processo de mudança.

37. Analisando a evolução do conceito de carreira até atingir a configuração atual é correto afirmar
que:
a) cada indivíduo é responsável por gerir o próprio destino profissional.
b) mesmo com o aumento da concorrência as empresas não exigiram mudanças.
c) os cargos até os dias atuais permanecem estáveis e previsíveis.
d) os profissionais devem se tornar especialistas em somente uma determinada função.
e) a empresa é a detentora do poder sobre a carreira dos funcionários.

38. Objetivo por definição "é o fim que se quer atingir". O alvo. Logo, para sua realização há de se
empreender esforços: as metas. Cada ser humano deve por conseguinte, possuí-las. Do contrário
recorre-se ao risco de atingir o alvo indesejado. Assim analise as assertivas abaixo e marque a
que melhor complementa o texto acima:
a) Regras é instrução, norma, procedimento que deve ser seguida para a realização de um
determinado projeto por exemplo. Mas não interfere nos objetivos pessoais.
b) Talento é a aptidão natural de uma pessoa a realizar determinada atividade. Os objetivos
independem do talento.
c) Motivação é o que faz com que os indivíduos deem o melhor de si. Desde que comprometidas
consigo mesmas em seus objetivos.
d) Dedicação é o desprendimento de si próprio em favor de outrem ou si mesmo. Embora não
interfira na realização dos objetivos.
e) Disciplina é a regulamentação que garante a satisfação de indivíduos ou instituições. Os
objetivos pessoais, não afetam outros indivíduos.

39. O conceito de carreira passou por modificações, e atualmente, o profissional assume a maior
parcela de responsabilidade sobre a sua carreira. Em relação aos diferenciais que esse profissional
deve apresentar ao mercado, analise as afirmativas abaixo:
I - criatividade e inovação são fundamentais, sendo esses dois conceitos, sinônimos.
II - criatividade é a capacidade de criar, e a inovação é consequência da criatividade, aliada a
outros fatores no meio empresarial.
III - a criatividade envolve inspiração e esforço para colocar em prática a ideia original.
IV - criatividade é o mesmo que inteligência.
Estão corretas:
a) III e IV
b) I, II e III
c) II e IV
d) II, III e IV
e) II e III

40. Observe as afirmativas e, ao final, indique a opção mais adequada: I - Há algum tempo o
conceito de carreira passou a ser visto como uma responsabilidade do indivíduo e não só da
empresa que o emprega; II- A carreira evolui e diversos espaços e funções diferentes podem ser
ocupados por um profissional ao longo de sua carreira profissional.
a) De uma forma geral as duas afirmativas são verdadeiras.
b) As duas afirmativas são falsas, mas apenas para os profissionais que lidam com tecnologia da
informação (TI).
c) De uma forma geral as duas afirmativas são falsas.
d) A primeira afirmativa é verdadeira, enquanto que a segunda é rigorosamente falsa.

Aluna Monica, 1º período, Gestão de Recursos Humanos, Estácio EAD. 24


Apostila de Planejamento de Carreira 2014
e Sucesso Profissional
e) A segunda afirmativa é falsa, mas a primeira alternativa é rigorosamente verdadeira.

41. Um dos principais vetores da criatividade é a inspiração; mas, também, o trabalho duro para
colocar em prática uma ideia original. Não integra, de uma forma geral, o processo criativo:
a) As possibilidades, as condições de realização da ideia.
b) O entendimento da realidade, do cenário, do ambiente.
c) Uma pesquisa prévia sobre aceitação ou não da ideia, o que pode inviabilizar o processo
criativo.
d) O esboço do experimento ou da construção da ideia.
e) A identificação da necessidade, do problema ou oportunidade.

42. No currículo, o item síntese das qualificações reúne informações sobre suas habilidades
voltadas para a posição ou empresa desejada. Estas informações deverão estar descritas
destacando sua experiência e suas competências. Qual diferença entre estas informações?
a) A competência reforça as atitudes tomadas no cargo de experiência.
b) A competência está relacionada diretamente a experiência, são as habilidades aplicadas nas
funções.
c) A experiência e a competência se misturam, a distinção está na maneira de descrever o cargo.
d) A competência reúne conhecimento, habilidades e a experiência é a informação sobre o cargo,
posição que ocupou anteriormente.
e) A experiência retrata feitos anteriores e a competência são os conhecimentos adquiridos ao
longo do tempo de trabalho.

43. Com a quantidade de informações que somos bombardeados no nosso dia a dia, a tendência
natural é sermos seletivos com as informações que são essenciais. Pensando na posição do
selecionador, ao receber centenas de currículos para análise, de que forma um currículo deve ser
elaborado?
a) de forma verdadeira e objetiva.
b) de forma inovadora e resumida.
c) de forma crítica e reflexiva.
d) de forma detalhada e complexa.
e) de forma abrangente e complexa.

44. A expressão curriculum vitae é de origem latina e traduz-se por "percurso de vida".
Normalmente, em português, usa-se currículo e sobre este documento é correto afirmar que:
a) É um documento no qual devem constar informações sobre todos os cursos realizados pelo
candidato.
b) É um documento no qual devem constar informações sobre o cargo que pretende ocupar.
c) É um documento no qual devem constar detalhes sobre tudo que foi realizado pelo candidato.
d) É um documento que sintetiza descreve objetivos pretenciosos para concorrer à vaga.
e) É um documento que sintetiza qualificações, competências e objetivos.

45. O plano de carreira é um instrumento que se elabora para definir a sequencia de ações que
um indivíduo deva realizar para atingir seus objetivos. Escolha uma das alternativas abaixo que
descreva no que consiste o plano de carreira.
a) O plano de carreira possui informações que poderão ser utilizadas pelo indivíduo depois que
elaborar o currículo.
b) O plano de carreira e o currículo são dois instrumentos que o indivíduo deve apresentar a
empresa desejada.
c) O plano de carreira também pode ser apresentado pelo indivíduo, pois contém informações do
currículo.
d) O plano de carreira deve ser elaborado com as informações solicitadas pela empresa que fará
sua entrevista.
e) O plano de carreira auxilia a construção objetiva do currículo e também na descrição da
trajetória acadêmica.

46. Você provavelmente já ouviu a expressão "Curriculum Vitæ" - CV. Termo de sua origem latina,
que pode ser traduzida por "percurso da vida". Normalmente usa-se a terminologia currículo, em
português. O Currículo (ou "CV") é um documento que sintetiza qualificações, competências e
objetivos, entre outros, do candidato. Por isso, é chamado por alguns de "Cartão de visitas".
Podemos, assim, afirmar que o principal OBJETIVO do Currículo é:
a) verificar se o candidato funciona sob pressão.
b) testar os conhecimentos do candidato em alguma língua estrangeira.
c) provocar o interesse da empresa no candidato, a partir do que foi apresentado no CV.

Aluna Monica, 1º período, Gestão de Recursos Humanos, Estácio EAD. 25


Apostila de Planejamento de Carreira 2014
e Sucesso Profissional
d) verificar a personalidade do candidato através de testes psicológicos.
e) averiguar como se veste o candidato.

GABARITO

1 D 21 C 41 C
2 A 22 D 42 D
3 C 23 B 43 A
4 E 24 D 44 E
5 D 25 A 45 E
6 D 26 A 46 C
7 C 27 E
8 B 28 C
9 B 29 E
10 D 30 D
11 E 31 B
12 D 32 C
13 C 33 E
14 B 34 D
15 A 35 E
16 B 36 A
17 B 37 A
18 D 38 C
19 B 39 E
20 D 40 A

Aluna Monica, 1º período, Gestão de Recursos Humanos, Estácio EAD. 26