Você está na página 1de 3

RESPOSTA TÉCNICA

Título

Aproveitamento do bagaço da cevada

Resumo

Informa sobre a qualidade nutricional e sobre os benefícios do bagaço da cevada,


subproduto gerado em cervejarias, na alimentação de ruminantes.

Palavras-chave

Alimentação animal; aproveitamento de resíduo; bagaço; cevada; cerveja; gado; ruminante

Assunto

Resíduos e subprodutos de legumes e outros vegetais- exceto frutas - (folhas, cascas,


ramas, raspas, etc.) mesmo utilizados para alimentação animal

Demanda

Gostaria de saber os benefícios de utilizar o bagaço da cevada (resíduo de cervejarias) na


alimentação de ruminantes.

Solução apresentada

Introdução

A alimentação é geralmente o fator que mais onera os custos da produção animal (Vieira e
Braz, 2009). Assim, a procura por ingredientes alimentares alternativos a aqueles
tradicionalmente utilizados torna-se incessante. Nesta procura, tem-se identificado que
determinado ingrediente, para ser usado em substituição a outro, deve ter boa qualidade
nutricional, facilidade de obtenção e de armazenamento maiores do que o ingrediente
substituído além de, principalmente, ser de menor custo (VIEIRA E BRAZ, 2009).

Para utilização de um ingrediente na alimentação animal, informações importantes


devem ser obtidas com relação à composição química e valor nutricional, níveis
adequados de incorporação na dieta, de acordo com a espécie animal, fase produtiva,
características climáticas da região, assim como a melhor maneira de se manipular,
transportar e armazenar tal ingrediente (VIEIRA et al., 2006).

Benefícios do uso do bagaço da cevada na alimentação de ruminantes

Denomina-se bagaço de cevada o resíduo sólido resultante da fase inicial


da fabricação de cervejas, retirado do mosto por meio de filtro prensa.
Apresenta-se na forma de cascas ou de farelo, com umidade ao redor de
80%. É rico em proteínas brutas (na média de 25%), possui alto teor de
fibras brutas (na média de 20%), e índice de nutrientes digestíveis totais de
cerca de 74%, propriedades comparáveis a de alimentos tradicionais como
farelo de trigo e milho desintegrado com palha e sabugo (ROMA CEVADA,
2004).

De acordo com o site da empresa Roma Cevada (2004), são inúmeros os relatos de
aumento de peso x lucro para o gado de corte quando da substituição de partes dos
Copyright © - Serviço Brasileiro de Respostas Técnicas - http://www.respostatecnica.org.br 1
concentrados alimentares e parte dos volumosos por bagaço de cevada que chegam a
ultrapassar 50%. A produção de leite em quantidade e teor de gordura tem considerável
aumento com a utilização do bagaço de malte no composto da ração, convertendo em
lucros os ganhos de custo, em média 30% menores. Entre os principais benefícios do
bagaço da cevada para o gado esta empresa destaca:

• É alimento de excelente característica bromatológica e elevada digestibilidade da


matéria seca (MS).
• É regulador das funções ruminais pelo seu poder tampão sobre o pH. Tem alta
palatabilidade, elevando assim os níveis de ingestão diários. Permite elevação
imediata nos níveis produtivos com ótimas taxas de conversão alimentar.
• Promove aumento no vigor reprodutivo do rebanho. Confere aparência saudável ao
aspecto físico dos animais.
• Possui baixo custo relativo de mercado na composição das rações.
• Possui sua ensilagem na propriedade, evitando a sazonalidade e os riscos da
produção de alimentos.

Conclusões e recomendações

Usado tradicionalmente para a alimentação de gado bovino ou em forma experimental em


outros tipos de criação tais como aves, suínos e peixes entre outros, o bagaço de cevada
tem mostrado seu potencial com aumento de produção, redução dos custos e consequente
aumento nos lucros (ROMA CEVADA, 2004).

Ressalta-se, no entanto, que para cada espécie ou raça em particular a utilização do bagaço
da cevada deverá ser avaliada de acordo com as finalidades e necessidades do rebanho a
fim de estabelecer quais quantias e composições apresentam os melhores custos x
benefícios. Além disso, por se tratar de material com alto teor de umidade, este resíduo
pode deteriora-se quando armazenado de forma inadequada.

Desta maneira sugerimos a busca por profissionais e/ou instituições especializadas em


zootecnia e áreas afins, que poderão lhe fornecer informações mais específicas para a
solução de seu problema.

Sugerimos também entrar em contato com empresas que comercializem o bagaço da


cevada para fins agropecuários. Abaixo são listadas algumas destas empresas:

GRUPOCABRERA
Rua San Francisco, 600 Cond Debora Cristina
CEP: 15093-900 São José do Rio Preto - SP
Fone: (17)3355-5555
Fax: (17)3355-5557
E-mail: saopaulo@grupocabrera.com.br
Site: <http://www.grupocabrera.com.br>. Acesso em: 23 ago. 2010.

ROMA CEVADA
Valença, RJ
Tel.: (24)2453-3381
E-mail: romacevada@uol.com.br
Site: <http://romacevada.net/index.htm>. Acesso em: 23 ago. 2010.

A listagem aqui apresentada serve apenas como referência inicial, tendo sido obtida na
internet. O SBRT não tem qualquer responsabilidade pela idoneidade e veracidade das
empresas ou instituições e informações por ela fornecidas nem se responsabiliza pelos
serviços a serem prestados pelas instituições/profissionais listados. A responsabilidade pela
escolha, o contado, uso e a negociação cabem totalmente ao cliente, já que o SBRT apenas
efetua indicações de fontes encontradas em provedores públicos de informação.

Copyright © - Serviço Brasileiro de Respostas Técnicas - http://www.respostatecnica.org.br 2


Fontes

ROMA CEVADA. Bagaço de Cevada: soluções práticas e viáveis. Disponível em:


<http://romacevada.net/apilcacoes.htm>. Desenvolvido por Luiz Felipe A. Netto, 2004.
Acesso em: 23 ago. 2010.

VIEIRA, A. A, BRAZ, J. M. Bagaço de cevada na alimentação animal. Revista Eletrônica


Nutritime, v.6, n° 3, p.973-979, 2009. Disponível em:
<http://www.nutritime.com.br/arquivos_internos/artigos/091V6N3P973_979MAI2009_.pdf>.
Acesso em: 23 ago. 2010.

VIEIRA, A.A.; BRAZ, J.M.; COSTA, A.D.; AGOSTINHO, T.S.P.; SANTOS, T.N.; MATTOS,
E.S. Desempenho de suínos em crescimento alimentados com dietas contendo bagaço de
cevada. Anais do Zootec, Recife, PE, 2006.

Elaborado por

Lucas Gomes Rocha

Nome da Instituição respondente

Fundação Centro Tecnológico de Minas Gerais - CETEC

Data de finalização

23 ago. 2010

Copyright © - Serviço Brasileiro de Respostas Técnicas - http://www.respostatecnica.org.br 3