Você está na página 1de 24

1-Na literatura há várias definições de assédio moral no trabalho.

Assinale a alternativa que


NÃO corresponde ao assédio moral.

a) Perseguir repetidamente o colega, subordinado ou superior.

b) Tentativas repetidas de um indivíduo atormentar o outro.

c) Repetição de comportamentos abusivos.

d) Intimidar repetidamente incomodando uma pessoa.

e) Comportamento apropriado e repetido.

2-Considere a seguinte afirmação: Constata-se que 12,7% dos adolescentes em conflito com a
Lei vieram de famílias que não possuíam nenhuma renda mensal – o que configura miséria. E
também que 66% originam-se de famílias com renda mensal de até dois salários mínimos .
Analisando esse dado, a partir da função socializante da família e segundo o caráter
multifatorial do ato infracional cometido pelo adolescente, analise as afirmações abaixo:

I. A condição de miserabilidade financeira é o fator determinante do conflito do adolescente


com a Lei, assim, para toda família em condição de miséria, ou de baixa renda, temos o
adolescente que efetiva um ato infracional, do mais simples ao mais complexo (dano ao
patrimônio/homicídio).

II. A condição financeira não determina o conflito do adolescente com a Lei. Essa é uma visão
restritiva e limitada de caráter econômico, a qual obscurece a verdadeira causa, ou seja, a
fragilidade ou inexistência dos vínculos afetivos, especialmente pais/filhos, no âmbito do
convívio familiar.

III. Considerando o amplo papel socializante da família, e a necessidade do arranjo nuclear


para tal, enquanto aquele socialmente eficaz, diz-se que tanto a condição de pobreza da
família como os vínculos afetivos entre seus membros são fatores determinantes do ato
infracional adolescente. Um e outro são os fatores causais do conflito do adolescente com a Lei

Está INCORRETO o que se afirma em

a) I, apenas. b) II, apenas. c) III, apenas. d) I e II, apenas. e) I, II e III..

3- Assinale a opção INCORRETA

a) A interconsulta psiquiátrica, na concepção de Schmitt e Gomes (2005), teria por funções


prover assistência específica a pacientes acometidos por transtornos mentais, priorizar uma
forma de trabalho centrada no paciente e não na doença, colaborar na abordagem psicossocial
do paciente, auxiliar na tarefa de ensino e pesquisa e aproximar os profissionais de saúde
mental de outras especialidades da área da saúde. De acordo com os autores, a interconsulta
compreende uma atividade interprofissional e interdisciplinar. Por sua vez, Guerreiro et al.
(2009) descrevem a interconsulta em saúde mental como uma tentativa de integração das
dimensões biológica, psicológica e social, possibilitando uma intervenção diferenciada e
estruturada na avaliação, diagnóstico e tratamento dos aspectos psicológicos que interferem na
experiência do adoecimento.

b) No caso da clínica com pessoas não-heterossexuais, um grande cuidado a ser tomado é a


percepção da cristalização de uma identidade. Gibson fala que na busca de um "si"
fundamental e imutável, não-vazio, o sujeito cristaliza uma dessas microidentidades, que se
torna forte e se impõe em todos os micromundos, impedindo a emergência de outras
microidentidades. O vazio do si perde então sua qualidade de produtor de efeitos, pois está
preenchido com uma microidentidade enrijecida.

c) Freud (1898/1976), ao tratar da aplicabilidade da teoria psicanalítica, faz algumas objeções.


Afirma que a Psicanálise não é aplicável a jovens ou adultos considerados débeis ou incultos
mas não fracassa com idosos, uma vez que apresentam um acúmulo de material psíquico que
demandaria muito tempo para ser trabalhado.

d) Na psicologia clínica lagachiana, três postulados deveriam nortear a interpretação dos


dados: dinâmico — a investigação dos conflitos, no sentido freudiano; interrelacional —
interação do indivíduo e do meio), considerando a totalidade inacabada do ser segundo um
modelo sartriano; e genético — apreensão da história de um sujeito em termos de evolução e
resultado global.

e) Ao examinar o uso da expressão clínica social, mediante uma perspectiva histórica, Ferreira
Neto (2003) afirma que seu uso se inicia, em nosso país, na década de 80, em associação a
uma série de transformações, não só nessa área, mas na Psicologia como um todo. Embora,
desde a década de 70, já houvesse, no Brasil, práticas e grupos "psi" engajados em práticas
sociais e com reflexões políticas acerca do que faziam, é necessário frisar que essa postura
não atingia o campo da clínica, que se apresentava, de maneira geral, apolítica e distante das
questões sociais. Em 1984, com a abertura política, inicia-se o questionamento da neutralidade
da clínica, através da ampliação do conceito de política e da constatação da força dos
movimentos sociais. Essas alterações confrontam a idéia dominante na prática clínica, até
então definida como atividade liberal e privada, que se desenvolvia junto às classes médias e
altas.Resolver questão

4-A Entrevista Operativa Centrada na Aprendizagem (EOCA) é um instrumento inspirado na


psicologia social de Pichon-Rivière, nos postulados da psicanálise e no método clínico da
escola de Genebra. Foi idealizada por Jorge Visca e é um instrumento de uso simples que
avalia a aprendizagem em uma entrevista. É a partir da análise desses aspectos, que seu
idealizador propõe que se trace o primeiro sistema de hipóteses para continuação do
diagnóstico.

Assinale abaixo o único aspecto que NÃO precisa ser levado em conta pelo psicopedagogo
durante a realização da sessão de EOCA:

a) a execução de todas as atividades propostas;

b) a temática, que envolverá o significado do conteúdo das atividades em seu aspecto


manifesto e latente;
c) a reação, organização, apropriação, imaginação, criatividade, preparação, regras utilizadas
pelo cliente;

d) a dinâmica, que é expressa através da postura corporal, gestos, tom de voz, modo de
sentar, e manipular os objetos etc.;

e) o produto feito pelo paciente, que será a escrita, o desenho, as contas, a leitura etc.,
permitindo assim uma primeira avaliação

5-Sobre o processo de liderança no âmbito organizacional, observe as seguintes afirmações:

I. Enquanto exercício de poder, o processo de liderança organizacional também pressupõe


uma relação de dependência entre o liderado e o líder, portanto quanto maior a dependência,
maior o poder.

II. A liderança eficaz deve valorizar o poder de competência, ou seja, aquele oriundo do
reconhecimento do grau de conhecimento do líder bem como de sua capacidade de orientação
e inspiração dos liderados.

III. O exercício da liderança, quando expresso mediante o desenvolvimento de ações punitivas


(poder coercitivo), pressupõe, também, uma posição institucional (poder legitimado) que
autorize essas ações.

Assinale a alternativa que identifica o(s) item(ns) CORRETO(S).

a) I e II, apenas.b) II e III, apenas.c) I e III, apenas.d) III, apenas.e) I, II e III.Resolver questão

6-Delirium tremens é um estado toxiconfusional

a) leve, mas ocasionalmente com risco de suicídio, que se acompanha com fortes alucinações
auditivas.

b) breve, mas ocasionalmente com risco de vida, que se acompanha de perturbações


somáticas.

c) grave, mas ocasionalmente com risco de suicídio, que se acompanha com fortes alucinações
visuais.

d) moderado, mas ocasionalmente com risco de óbito, que pode ou não ser acompanhado de
momentos de alucinações.

e) intenso, com risco de óbito, que pode ou não ser acompanhado de momentos de estupor

7-Sobre o Centro de Atenção Psicossocial Infanto-Juvenil (CAPs-i), analise as afirmativas


abaixo:

I. É um serviço de atenção diária, destinado ao atendimento de crianças e adolescentes graves


comprometimentos psíquicos, tais como o autismo, as psicoses e as neuroses graves.
II. Fornece atenção diária e precoce, pois essa modalidade de intervenção permite o
estabelecimento e a efetivação da remissão da maioria dos casos de transtornos (70%).

III. Deve estabelecer as parcerias necessárias com a rede de saúde, educação e assistência
social, vinculadas ao cuidado da população infanto-juvenil.

Está INCORRETO, apenas, o que se afirma em

a) I.b) II.c) III.d) I e III.e) II e III.Resolver questão

8-Assinale a opção que NÃO contém um conceito da Teoria Piagetiana sobre a construção do
conhecimento.

a) Adaptação b) Organização c) Zona de desenvolvimento proximal d) Assimilação e)


Acomodação

9-Na técnica de funcionamento e aplicação dos grupos operativos são encontrados, EXCETO:

a) A existência de uma tarefa.

b) A heterogeneidade dos membros do grupo.

c) O ECRO – esquema conceitual, referencial e operativo.

d) A teoria e a prática integram-se numa práxis concreta.

e) A inexistência de um coordenador.

10-Assinale a opção que NÃO expressa um conceito teórico de Vigotski.

a) O termo "social" foi um dos termos mais frequentemente usados por Vigotski nos seus
trabalhos. Ele aparece em diferentes momentos, lugares e contextos, não se devendo
estranhar, pois é o princípio da natureza e origem sociais dasfunções superiores que constitui a
marca da nova concepção de desenvolvimento psicológico que ele introduz em psicologia.

b) O apego é uma disposição para buscar proximidade e contato com uma figura específica, e
seu aspecto central é o estabelecimento do senso de segurança. Cabe ressaltar que tanto o
vínculo afetivo como o apego são estados internos. Os comportamentos de apego, por sua vez,
são observáveis e organizados nas interações das crianças com seus cuidadores, permitindo
que a criança consiga ter e manter a proximidade (Tais comportamentos podem ser muito
variados, sendo alguns dos mais comuns chorar, chamar, balbuciar, sorrir e agarrar-se).

c) Para Vigotski, a emergência da atividade simbólica constitui, tanto na história da espécie


quanto na história pessoal de cada indivíduo, o ponto de passagem do plano natural para o
plano cultural - planos que na filogênese aparecem separados mas na ontogênese coincidem e
se interpenetram.

d) A internalização é um processo de reconstrução interna, intrassubjetiva, de uma operação


externa com objetos que o homem entra em interação. Trata-se de uma operação fundamental
para o processo de desenvolvimento de funções psicológicas superiores e consiste nas
seguintes transformações: de uma atividade externa para uma atividade interna e de um
processo interpessoal para um processo intrapessoal.

e) A história do desenvolvimento do indivíduo nasce, de acordo com Vigotski, do


entrelaçamento das linhas das funções psicológicas elementares, de origem biológica e das
funções psicológicas superiores, que são geneticamente sócio-históricas.

11-Na técnica de funcionamento e aplicação dos grupos operativos são encontrados, EXCETO:

a) A existência de uma tarefa.

b) A heterogeneidade dos membros do grupo.

c) O ECRO – esquema conceitual, referencial e operativo.

d) A teoria e a prática integram-se numa práxis concreta.

e) A inexistência de um coordenador.

12-O teste Visomotor de Bender tem como um dos pressupostos teóricos a

a)Teoria Familiar Sistêmica. b) Teoria da Gestalt. c) Psicanálise. d) Psicologia do Ego. e)


Análise Transacional.

13-São temas estruturantes para a atenção integral à saúde de adolescentes e de jovens, de


acordo com as Diretrizes Nacionais para a Atenção Integral à Saúde de Adolescentes e Jovens
na Promoção, Proteção e Recuperação da Saúde, de 2010, EXCETO:

a) Equidade de Gênero.

b) Direitos Sexuais e Direitos Reprodutivos.

c) Vacinação.

d) Cultura de Paz.

e) Igualdade Racial e Étnica.

14-De acordo com a Lei Orgânica da Saúde, Lei n° 8.080/1990, é INCORRETO afirmar que

(A) a saúde é um direito fundamental do ser humano, devendo o Estado prover as condições

indispensáveis ao seu pleno exercício.

(B) o dever do Estado de garantir a saúde consiste na formulação e execução de políticas

econômicas e sociais que visem à redução de riscos de doenças e de outros agravos e no

estabelecimento de condições que assegurem acesso universal e igualitário às ações e aos


serviços para a sua promoção, proteção e recuperação.

(C) o dever do Estado exclui o das pessoas, da família, das empresas e da sociedade.
(D) os níveis de saúde expressam a organização social e econômica do País, tendo a saúde
como determinantes e condicionantes, entre outros, a alimentação, a moradia, o saneamento
básico, o meio ambiente, o trabalho, a renda, a educação, a atividade física, o transporte, o
lazer e o acesso aos bens e serviços essenciais.

(E) dizem respeito também à saúde as ações que se destinam a garantir às pessoas e à
coletividade condições de bem-estar físico, mental e social.

15-De acordo com o art. 2° da Lei n° 8080/1990, é correto afirmar que a saúde é:

a) Direito do Estado e dever do cidadão.

b) Cultivada no seio familiar e aprimorada quando do convívio com a sociedade.

c) A responsabilidade maior do Estado, junto com a educação.

d) Um direito fundamental do ser humano.

e) Mais importante que a educação.

16-Uma das preocupações dos cidadãos e dos profissionais de saúde de determinado aos u
articulação entre os gestores de saúde ainda ser incipiente. Além disso, não se prioriza quem
mais precisa de atendimento considerando a maior vulnerabilidade social, dado que todos têm
acesso aos serviços de saúde. Com base na situação hipotética apresentada, assinale a
alternativa que indica, respectivamente, os princípios do SUS que buscam atender realidades
como as mencionadas nesse caso.

a) Universalidade e hierarquização.

b) Participação popular e universalidade.

c) Regionalização e equidade.

d) Equidade e hierarquização.

e) Universalidade e equidade.

17.) Uma das características exigidas para o bom funcionamento do Sistema Único de Saúde
(SUS) é a orientação do fluxo de usuários, na Rede de Atenção à Saúde, entre unidades de
diferentes complexidades. Acerca desse tema, assinale a alternativa correta quanto ao
princípio do SUS que melhor define essa premissa.

a) Hierarquização.

b) Integralidade.

c) Regionalização.

d) Universalidade.

e) Participação popular.
18-A direção do Sistema Único de Saúde (SUS) é única, de acordo com o inciso I do art. 198
da Constituição Federal, sendo exercida no âmbito dos Municípios, pela respectiva:

a) Secretaria de Saúde ou órgão equivalente.

b) Secretaria de Administração ou órgão equivalente.

c) Secretaria de Educação ou órgão equivalente.

d) Secretaria de Assistência Social ou órgão equivalente.

e) Secretaria da Fazenda ou órgão equivalente.

19- Em relação à organização das ações e serviços de saúde em nível

municipal e intermunicipal, avalie se as afirmativas a seguir são falsas (F) ou verdadeiras (V):

I - Os municípios podem constituir consórcios para desenvolver em conjunto as ações e os

serviços de saúde que lhes correspondam.

II - Não se aplica aos consórcios administrativos intermunicipais o princípio da direção única.

III - No nível municipal, o Sistema Único de Saúde (SUS), pode organizar-se em distritos de

forma a integrar e articular recursos, técnicas e práticas voltadas para a cobertura total das
ações de saúde.

As afirmativas I, II e III são respectivamente:

(A) F, F e F.

(B) F, V e V.

(C) V, F e V.

(D) V, V e F.

(E) V, V e V.

20-A complexidade da garantia à saúde é um permanente desafio para a consolidação do S


também é tratada na Lei Orgânica da Saúde. Considerando essas informações e com base no
disposto na Lei no 8.080/1990 sobre as comissões intersetoriais, assinale a alternativa correta.

a) Essas comissões terão a finalidade de articular políticas e programas de interesse para a


saúde, cuja execução envolva áreas não compreendidas no âmbito do SUS.

b) Atividades de ciência e tecnologia, por serem afetas diretamente à saúde, não estão no
âmbito dessas comissões.

c) Atividades de lazer são um exemplo de articulação a cargo das comissões intersetoriais.


d) É função das comissões intersetoriais articular o Conselho Nacional de Saúde com o
Conselho Nacional de Justiça.

e) As comissões intersetoriais estão subordinadas à Secretaria Executiva do Ministério da


Saúde.

21- As Comissões Intergestores Bipartite e Tripartite são reconhecidas como foros de


negociação e pactuação entre gestores, quanto aos aspectos operacionais do Sistema Único
de Saúde.

A atuação dessas comissões tem entre seus objetivos, o de

a) definir diretrizes, de âmbito nacional, regional e intermunicipal, a respeito da organização das

redes de ações e serviços de saúde.

b) decidir exclusivamente a respeito dos aspectos operacionais e financeiros da gestão


compartilhada do SUS.

c) articular políticas e programas de interesse para a saúde, cuja execução envolva


diretamente áreas não compreendidas no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS).

d) apoiar os gestores estaduais na formulação de políticas regionais que visem à integração


dos territórios e dos sistemas de referência e contrarreferência.

e) propor prioridades, métodos e estratégias para a formação e educação continuada dos


recursos humanos do Sistema Único de Saúde (SUS).

22- Considerando as atribuições comuns da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos
Municípios, elencadas no artigo 15 da Lei nº 8.080/1990, a serem exercidas em âmbito
administrativo, assinale a alternativa incorreta.

a) São comuns as competências para administração dos recursos orçamentários e financeiros

destinados, em cada ano, à saúde.

b) São comuns as atribuições para elaboração de normas técnicas e estabelecimento de


padrões de qualidade para promoção da saúde do trabalhador.

c) São comuns as atribuições para elaboração da proposta orçamentária do Sistema Único de

Saúde, com base no que dispõem as reuniões dos Conselhos de Saúde em cada nível de
gestão.

d) São comuns as atribuições para implementar o Sistema Nacional de Sangue, Componentes


e Derivados.

e) São comuns as atribuições para promover articulação com os órgãos de fiscalização do

exercício profissional e outras entidades representativas da sociedade civil para a definição e


controle dos padrões éticos para pesquisa, ações e serviços de saúde.

23- A União, os Estados, o Distrito Federal e os Municípios exercerão, em seu âmbito


administrativo, as seguintes atribuições:

I. definição das instâncias e mecanismos de controle, avaliação e de fiscalização das ações e

serviços de saúde.

II. administração dos recursos orçamentários e financeiros destinados, em cada mês, à saúde.

III. acompanhamento, avaliação e divulgação do nível de saúde da população e das condições

ambientais.

É correto o que está contido em

a) I e II, apenas.

b) III, apenas.

c) II e III, apenas.

d) I e III, apenas.

e) I, II e III.

24-De acordo com a Lei nº 8.080/90, à direção nacional do Sistema Único da Saúde (SUS)
compete, entre outros,

I. formular, avaliar e apoiar políticas de alimentação e nutrição.

II. participar na formulação e na implementação apenas das políticas de controle das agressões
ao meio ambiente e de saneamento básico.

III. participar da definição de normas e mecanismos de controle, com órgão afins, de agravo
sobre o meio ambiente ou dele decorrentes, que tenham repercussão na saúde humana.

É correto o que está contido em

a) I e II, apenas.

b) II e III, apenas.

c) I e III, apenas.

d) I, II e III.

e) I, apenas.

25. À direção nacional do Sistema Único de Saúde, compete:


I. estabelecer critérios, parâmetros e métodos para o controle da qualidade sanitária de
produtos, substâncias e serviços de consumo e uso humano.

II. promover a descentralização para os Municípios dos serviços e das ações de saúde.

III. acompanhamento, a avaliação e divulgação dos indicadores de morbidade e mortalidade no


âmbito da unidade federada.

É correto o que está contido em

a) I, apenas.

b) II, apenas.

c) III, apenas.

d) II e III, apenas.

e) I, II e III.

26-As estratégias, as políticas e definição de metas do Sistema de Vigilância Sanitária são


competências da(s)

a) Secretarias Municipais de Saúde.

b) Secretarias Estaduais de Saúde.

c) Direção Nacional do Sistema Único da Saúde.

d) Direção Estadual do Sistema Único da Saúde.

e) Direção Municipal do Sistema Único da Saúde.

27- Segundo a Lei nº 8.080/90, assinale a alternativa correta.

a) À direção municipal do Sistema de Saúde (SUS) compete, entre outros, gerir laboratórios

públicos de saúde e hemocentros.

b) À direção municipal do Sistema de Saúde (SUS) compete, entre outros, acompanhar,


controlar

e avaliar as redes hierarquizadas do Sistema Único de Saúde (SUS).

c) À direção estadual do Sistema Único de Saúde (SUS) compete, entre outras, formular,
avaliar e apoiar políticas de alimentação e nutrição.

d) À direção estadual do Sistema Único de Saúde (SUS) compete, entre outros, estabelecer
normas e executar a vigilância sanitária de portos, aeroportos e fronteiras, podendo a execução
ser complementada pelos demais entes da federação.

e) À direção nacional do Sistema Único de Saúde (SUS) compete, entre outros, identificar
estabelecimentos hospitalares de referência e gerir sistemas públicos de alta complexidade, de

referência estadual e regional.

28-As ações e serviços de saúde, executados pelo Sistema Único de Saúde (SUS), seja
diretamente ou mediante participação complementar da iniciativa privada, serão organizados
de forma regionalizada e hierarquizada em níveis de complexidade crescente. A direção do
Sistema Único de Saúde (SUS) é única, de acordo com o inciso I do artigo 198 da Constituição
Federal, sendo exercida em cada esfera de governo pelos seguintes órgãos: no âmbito da
União, pelo Ministério da Saúde, no âmbito dos Estados e do Distrito Federal, pela respectiva
Secretaria de Saúde ou órgão equivalente e no âmbito dos Municípios, pela respectiva
Secretaria de Saúde ou órgão equivalente. À direção nacional do Sistema Único de Saúde
(SUS) compete:

a) executar serviços de alimentação e nutrição, saneamento básico e saúde do trabalhador.

b) gerir hemocentros e laboratórios públicos de saúde.

c) dar execução, no âmbito municipal, às políticas de insumos e equipamentos para a saúde.

d) elaborar normas para regular as relações entre o Sistema Único de Saúde (SUS) e os
serviços privados contratados de assistência à saúde.

e) promover a centralização, para os municípios, dos serviços e das ações de saúde.

29.- Assinale a alternativa que não explicita competências concedidas pelo artigo 18 da Lei nº
8.080/1990, à direção municipal do SUS.

a) Planejamento, organização, controle e avaliação das ações e dos serviços de saúde, bem
como executar a gestão dos serviços públicos de saúde.

b) Participação do planejamento, programação e organização da rede regionalizada e


hierarquizada do SUS, em articulação com sua direção estadual.

c) Colaboração na fiscalização das agressões ao meio ambiente que tenham repercussão


sobre a saúde humana e atuar, junto aos órgãos municipais, estaduais e federais competentes,
para controlá-las, bem como colaborar com a União e os Estados na execução de vigilância
sanitária de portos, aeroportos e fronteiras.

d) Execução de serviços de vigilância sanitária, de vigilância epidemiológica, de alimentação e

nutrição, de saneamento básico, de saúde do trabalhador, e de apoio aos órgãos ambientais


na esfera estadual e federal em questões relacionadas à fauna doméstica local.

e) Controle e fiscalização dos procedimentos dos serviços privados de atenção à saúde,


normatizando complementarmente as ações e serviços públicos de saúde no seu âmbito de
atuação.
30. À direção estadual do SUS compete coordenar e, em caráter complementar, executar
ações e serviços de:

a) vigilância epidemiológica e ambiental permanente.

b) ação comunitária e de alimentação e nutrição.

c) construção de moradias populares de saúde do trabalhador.

d) vigilância sanitária e de saúde do trabalhador.

e) mobilização de comunidades e serviços de vigilância ambiental permanente

31- A Lei 8080/90 é também definida como arcabouço jurídico

constitucional do SUS. A esse respeito, assinale a alternativa que não representa


competências da direção estadual do SUS.

a) Promover a descentralização, para os municípios, dos serviços e das ações de saúde.

b) Acompanhar, controlar e avaliar as redes hierarquizadas do SUS.

c) Prestar apoio técnico e financeiro aos municípios e executar, supletivamente, ações e


serviços de saúde.

d) Identificar estabelecimentos hospitalares de referência e gerir sistemas públicos de alta

complexidade, de referência estadual e regional.

e) Formar consórcios administrativos intermunicipais.

32-Assinale a alternativa INCORRETA.

(A) O Subsistema de Atenção à Saúde Indígena, como componente do Sistema Único de


Saúde – SUS, compreende as ações e serviços de saúde voltados para o atendimento das
populações indígenas, em todo o território nacional, coletiva ou individualmente.

(B) Caberá à União, com seus recursos próprios, financiar o Subsistema de Atenção à Saúde

Indígena.

(C) O SUS promoverá a articulação do Subsistema de Atenção à Saúde Indígena com os


órgãos responsáveis pela Política Indígena do País.

(D) Os Estados, Municípios, outras instituições governamentais e não-governamentais poderão

atuar complementarmente no custeio e execução das ações.

(E) O Subsistema de Atenção à Saúde Indígena deverá ser centralizado e universalizado.


33- Em relação ao Subsistema de Atenção à Saúde Indígena, analise as assertivas e assinale
a alternativa que aponta as corretas.

I. As ações e serviços de saúde voltados para o atendimento das populações indígenas, em


todo o território nacional, coletiva ou individualmente, obedecerão ao disposto na Lei
8.080/1990.

II. Caberá à União, com seus recursos próprios, financiar o Subsistema de Atenção à Saúde

Indígena.

III. O SUS promoverá a articulação do Subsistema de Atenção à Saúde Indígena com os


órgãos responsáveis pela Política Indígena do País.

IV. Os Estados, Municípios, outras instituições governamentais e não-governamentais poderão

atuar complementarmente no custeio e execução das ações.

(A) Apenas I, II e III.

(B) Apenas I, III e IV.

(C) Apenas II e III.

(D) Apenas I e IV.

(E) I, II, III e IV.

34. Com relação ao atendimento domiciliar e à internação domiciliar no âmbito do SUS,


assinale a alternativa correta.

a) O atendimento e a internação domiciliares são realizados por indicação do paciente e a

respectiva família, com concordância da equipe de enfermagem.

b) No âmbito do SUS, não há previsão para o atendimento domiciliar e a internação domiciliar.

c) A internação domiciliar será realizada por equipe multidisciplinar que atuará unicamente no

nível da medicina terapêutica.

d) Na modalidade de assistência de atendimento e internação domiciliares, incluem-se apenas


os procedimentos de enfermagem e de assistência social.

e) O atendimento e a internação domiciliares serão realizados por equipes multidisciplinares


que atuarão nos níveis da medicina preventiva, terapêutica e reabilitadora.

35-Considerando a Lei Nº 8.080, de 19 de setembro de 1990, leia as frases

abaixo e marque (F) se a afirmativa for falsa e (V) se for verdadeira. Em seguida, assinale a

alternativa que contém a sequência correta:


( ) A incorporação, a exclusão ou a alteração pelo SUS de novos medicamentos, produtos e

procedimentos, bem como a constituição ou a alteração de protocolo clínico ou de diretriz

terapêutica, são atribuições do Ministério da Saúde, assessorado pela Comissão Nacional de

Incorporação de Tecnologias no SUS.

( ) É estabelecida, no âmbito do Sistema Único de Saúde, apenas a internação domiciliar.

( ) A saúde é um direito fundamental do ser humano, devendo o Estado prover as condições

indispensáveis ao seu pleno exercício.

a) F,V,V.

b) V,V,V.

c) F,F,V.

d) V,F,V.

36- De acordo com a redação

atual da Lei nº 8.080/90, a Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no SUS deve

contar com um representante indicado pelo Conselho Federal de Medicina e um representante

indicado pelo

A) Ministério da Saúde.

B) Conselho Nacional de Saúde.

C) Conselho Federal de Farmácia.

D) Conselho Federal de Informática.

E) Ministério da Ciência e Tecnologia.

37. De acordo com o que a Lei 8.080/1990 que dispõe sobre a:

Participação Complementar na saúde, assinale a alternativa INCORRETA.

(A) Quando as suas disponibilidades forem insuficientes para garantir a cobertura assistencial à

população de uma determinada área, o Sistema Único de Saúde (SUS) poderá recorrer aos

serviços ofertados pela iniciativa privada.

(B) A participação complementar dos serviços privados será formalizada mediante contrato ou

convênio, observadas, a respeito, as normas de direito público.


(C) As entidades filantrópicas e as sem fins lucrativos terão preferência para participar do
Sistema Único de Saúde (SUS).

(D) Os critérios e valores para a remuneração de serviços e os parâmetros de cobertura


assistencial serão estabelecidos por cada órgão local de administração da saúde.

(E) Os serviços contratados submeter-se-ão às normas técnicas e administrativas e aos


princípios e diretrizes do Sistema Único de Saúde (SUS), mantido o equilíbrio econômico e
financeiro do contrato.

38. Considerando o que a Constituição Federal dispõe sobre a saúde. Analise as assertivas e
assinale a alternativa que aponta as corretas.

I. A assistência à saúde é livre à iniciativa privada.

II. As instituições privadas poderão participar de forma complementar do sistema único de


saúde, segundo diretrizes deste, mediante contrato de direito público ou convênio, não
havendo preferências.

III. É vedada a destinação de recursos públicos para auxílios ou subvenções às instituições

privadas com fins lucrativos.

IV. Não é permitida, em qualquer hipótese, a participação direta ou indireta de empresas ou

capitais estrangeiros na assistência à saúde no País.

(A) Apenas I, III e IV.

(B) Apenas I e IV.

(C) Apenas I e III.

(D) Apenas II e IV.

(E) I, II, III e IV.

39- De acordo com a Lei 8.080/1990, sobre a participação complementar, assinale a alternativa
INCORRETA.

(A) Quando as suas disponibilidades forem insuficientes para garantir a cobertura assistencial à

população de uma determinada área, o Sistema Único de Saúde (SUS) poderá recorrer aos

serviços ofertados pela iniciativa privada.

(B) A participação complementar dos serviços privados será formalizada mediante contrato ou

convênio, observadas, a respeito, as normas de direito público.

(C) As entidades filantrópicas e as sem fins lucrativos terão preferência para participar do
Sistema
Único de Saúde (SUS).

(D) Os serviços contratados submeter-se-ão às normas técnicas e administrativas e aos


princípios e diretrizes do Sistema Único de Saúde (SUS), mantido o equilíbrio econômico e
financeiro do contrato.

(E) Os proprietários, administradores e dirigentes de entidades ou serviços contratados


deverão necessariamente exercer cargo de chefia ou função de confiança no Sistema Único de
Saúde (SUS).

40. Sobre o funcionamento dos serviços privados de assistência à saúde, assinale a alternativa
correta.

(A) Os serviços privados de assistência à saúde caracterizam-se pela atuação, por iniciativa

própria, de profissionais liberais, legalmente habilitados, e de pessoas jurídicas de direito


privado na promoção, proteção e recuperação da saúde.

(B) A assistência à saúde é vedada à iniciativa privada.

(C) Na prestação de serviços privados de assistência à saúde, serão observados os princípios


éticos e as normas expedidas pelo Ministério da Saúde quanto às condições para seu
funcionamento.

(D) É permitida a participação direta ou indireta de empresas ou de capitais estrangeiros na

assistência à saúde, inclusive através de doações de organismos internacionais vinculados à

Organização das Nações Unidas, de entidades de cooperação técnica e de financiamento e


empréstimos.

(E) No caso de participação de capital estrangeiro, é obrigatória a autorização do Ministro de

Estado da Saúde, submetendo-se a seu controle as atividades que forem desenvolvidas e os

instrumentos que forem firmados.

41. Segundo dispõe a Lei nº 8.080/1990, o orçamento da Seguridade Social destinará ao


Sistema Único de Saúde (SUS), de acordo com a receita estimada, os recursos necessários à
realização de suas finalidades, previstos em proposta elaborada pela sua direção nacional,
com a participação dos órgãos da Previdência Social e da Assistência Social, tendo em vista as
metas e prioridades estabelecidas na Lei de Diretrizes Orçamentárias. Porém, na composição
do referido orçamento, existe a possibilidade de contar com recursos denominado por lei como
“de outras fontes”. É correto afirmar que são considerados de outras fontes os recursos
provenientes de:

a) serviços que possam ser prestados sem prejuízo da assistência à saúde; alienações
patrimoniais e rendimentos de capital; rendas eventuais, exceto comerciais e industriais.

b) ajuda, contribuições, doações e donativos; alienações patrimoniais e rendimentos de capital;


serviços que possam ser prestados em caráter de proteção ao meio ambiente e à saúde.

c) taxas, multas, emolumentos e preços públicos arrecadados no âmbito imobiliário; alienações

patrimoniais e rendimentos de capital; ajuda, contribuições, doações e donativos.

d) serviços que possam ser prestados sem prejuízo da assistência à saúde; alienações
patrimoniais me rendimentos de capital; ajuda, contribuições, doações e donativos.

e) taxas, multas, emolumentos e preços públicos arrecadados no âmbito do Sistema Único de

Saúde (SUS); ajuda, contribuições, doações e donativos; alienações patrimoniais de bens


públicos integrantes do Sistema Único de Saúde (SUS).

42- Para o estabelecimento de valores a serem transferidos a Estados, Distrito Federal e


Municípios, segundo análise técnica de programas e projetos, será utilizada a combinação dos
seguintes critérios, EXCETO

(A) perfil dos prestadores de serviço envolvidos na área da saúde.

(B) perfil demográfico da região.

(C) perfil epidemiológico da população a ser coberta.

(D) características quantitativas e qualitativas da rede de saúde na área.

(E) níveis de participação do setor saúde nos orçamentos estaduais e municipais.

43. Para o estabelecimento de valores a serem transferidos a Estados, Distrito Federal e


Municípios, será utilizada a combinação de critérios, relacionados no artigo 35 da Lei nº
8.080/1990, os quais serão objeto de análise técnica de programas e projetos. Assinale a
alternativa que não apresenta um dos critérios de que trata a referida norma.

a) Perfil epidemiológico da população a ser coberta.

b) Desempenho técnico, econômico e financeiro no período anterior.

c) Previsão do plano quinquenal de investimentos da rede.

d) Ressarcimento do atendimento a serviços prestados para outras esferas de governo.

e) Níveis de participação do setor saúde nos orçamentos federal, estaduais e municipais.

44-Os serviços de saúde dos hospitais universitários e de ensino integram-se ao Sistema Único
de Saúde

a) obrigatoriamente.

b) mediante convênio.

c) sem autonomia administrativa


d) sem preservação da mão de obra.

e) sem autonomia financeira.

45-Em relação á história natural e prevenção de doenças (modelo Leavell & Clark) constituem-
se como medidas de prevenção primária:

A)O diagnóstico precoce e o tratamento imediato dos casos

B) A proteção específica e a limitação da incapacidade

C) O diagnóstico precoce e a promoção da saúde

D) A proteção específica e a promoção da saúde

E) N.D.A

46-Ao trabalhar em uma unidade de saúde, em cujo planejamento anual constam ações
voltadas para a promoção de uma mudança cultural com bases nas diretrizes da Política
Nacional de Humanização, o profissional deve saber que ambiência na saúde refere-se
a) à busca do conhecimento de como funciona a gestão dos serviços e da rede de saúde,
assim como participar ativamente do processo de tomada de decisão nas organizações de
saúde e nas ações de saúde coletiva.

b) às transformações das relações de trabalho a partir da ampliação do grau de contato e da


comunicação entre as pessoa se grupos, tirando-os do isolamento e das relações de poder
hierarquizadas.

c) ao tratamento dado ao espaço físico entendido como espaço social, profissional e de


relações interpessoais que deve proporcionar atenção acolhedora, resolutiva e humana.

d) ao reconhecimento de que a escuta qualificada oferecida pelos trabalhadores às


necessidades do usuário garante o acesso oportuno desses usuários a tecnologias adequadas
às suas necessidades, ampliando a efetividade das práticas de saúde.

e) aos atendimentos realizados com prioridades a partir da avaliação de vulnerabilidade,


gravidade e risco.

47-Humanizar o Sistema Único de Saúde - SUS requer estratégias que são, basicamente,
construídas

a) entre trabalhadores, usuários e gestores do serviço de saúde.

b) individualmente pelas diversas categorias profissionais e usuários dos serviços de saúde


suplementar.

c) pelos conselhos regionais das categorias de classe de enfermagem e equipe médica.

d) prioritariamente pelas equipes de saúde e familiares.


e) pela comunidade acadêmica, terceiro setor e poder público.

48-A implementação da Política Nacional de Humanização-PNH pressupõe vários eixos


de ação que objetivam a institucionalização, difusão desta estratégia e, principalmente, a
apropriação de seus resultados pela sociedade.

Considerando o que propõe cada um desses eixos, assinale a afirmativa correta.

a) No eixo do financiamento, pretende-se que a PNH faça parte do Plano Nacional, dos
Planos Estaduais e Municipais dos vários governos, sendo pactuada na agenda de
saúde pelos gestores e pelo Conselho de Saúde correspondente.

b) No eixo da atenção, propõe-se uma política incentivadora do protagonismo dos sujeitos e


da ampliação da atenção integral à saúde, promovendo a intersetorialidade.

c) No eixo da gestão da PNH, propõe-se a integração de recursos vinculados a


programas específicos de humanização e outros recursos de subsídio à atenção,
unificando-os e repassando-os fundo a fundo.

d) No eixo das instituições do SUS, indica-se o acompanhamento e avaliação sistemáticos


das ações realizadas, estimulando a pesquisa relacionada às necessidades do SUS na
perspectiva da humanização.

e) No eixo da informação/comunicação, indica-se que a PNH componha o conteúdo


profissionalizante na graduação, pós- graduação e extensão em saúde, vinculando-a aos
Pólos de Educação Permanentes e às instituições de formação.

49-Acerca dos princípios norteadores, das diretrizes, dos dispositivos e das estratégias de
implantação da Política Nacional de Humanização (PNH), assinale a opção correta.

a) Assegurar a participação dos trabalhadores nas discussões e decisões, motivando-os


quanto ao autodesenvolvimento e ao crescimento profissional, é estratégia da PNH.

b) No âmbito da PNH, entre a atenção e a gestão de processos de produção da saúde e de


sujeitos, existe a separação de modelos.

c) A transversalidade, entendida como aumento do coeficiente de comunicação entre as


instâncias hierárquicas (eixo horizontal) e os setores e serviços (eixo vertical), promove a
abertura das corporações e multiplicação das rodas de discussão e decisão coletiva.

d) O acolhimento com classificação de risco corresponde ao acolhimento por meio de um


processo dinâmico de identificação dos clientes que carecem de tratamento a longo prazo.

e) A valorização do trabalho e da saúde do trabalho ainda não contempla ações voltadas para
a promoção da saúde e qualidade de vida no trabalho.

50-Segundo preconiza a cartilha “O Humaniza SUS na Atenção Básica”, para que se realize
uma clínica ampliada, adequada à vivência de cada indivíduo diante de um agravo à saúde, é
preciso adotar a seguinte conduta:
a) preterir os sinais e sintomas que somente no sujeito se expressam de determinado modo

b) fazer o diagnóstico das doenças, o que é imprescindível para definir o tratamento para as
queixas relatadas

c) evitar fazer questionários e/ou roteiros para ações específicas por se tratar de um
procedimento meramente burocrático

d) identificar, além do que o sujeito apresenta de igual, o que ele apresenta também de
diferente, de singular

51-O acolhimento é recurso importante para a humanização dos serviços de saúde e requer
uma nova atitude de mudança no fazer em saúde, considerando:

I. a reorganização do serviço de saúde a partir da problematização dos processos de trabalho,


de modo a possibilitar a intervenção de toda a equipe multiprofissional, encarregada da escuta
e da resolução do problema do usuário;

II. as mudanças estruturais na forma de gestão do serviço de saúde, ampliando os espaços


democráticos de discussão, de escuta, trocas e decisões coletivas;

III. a postura de escuta e compromisso em dar respostas às necessidades de saúde trazidas


pelo usuário, valorizando a cultura, saberes e a capacidade de avaliar riscos.

É correto o que consta em

a) I e II, apenas.

b) II, apenas.

c) III, apenas.

d) II e III, apenas.

e) I, II e III.

52-O método da Política Nacional de Humanização (PNH) inverte a concepção tradicional de


um caminho traçado para atingir determinado objetivo, preconizando que as metas sejam
construídas a partir do agenciamento de movimentos coletivos. Para tanto, se definiu o método
da tríplice inclusão, que comporta a inclusão

I. dos diferentes sujeitos - usuários, trabalhadores e gestores - como protagonistas dos


processos de atenção e gestão do SUS.

II. dos efeitos de desestabilização das práticas tradicionais e a invenção de novos modos de
produzir saúde, que decorrem da inclusão dos diferentes sujeitos e se manifestam como
analisadores sociais.
III. dos movimentos coletivos sociais e de novos regimes de sensibilidade que se manifestam
na cultura.

IV. dos modelos de atenção centrado na relação queixa-conduta.

V. do sistema público de saúde verticalizado, hospital o cêntrico e de atenção tecnológica.

É correto o que consta APENAS em

a) I, II e IV.

b) I, II e III.

c) I, II e V.

d) II, III e IV.

e) II, III e V.

53-Sobre Humanização na saúde, assinale a alternativa INCORRETA.

a) Significa a valorização da qualidade técnica e ética do cuidado aliada ao reconhecimento


dos direitos do(a) usuário(a), de sua subjetividade e referências culturais.

b) Garante respeito às questões de gênero, etnia, raça ,situação econômica, orientação sexual
e a grupos populacionais.

c) Compreende a valorização dos diferentes sujeitos implicados no processo de produção de


saúde.

d) Os valores que norteiam essa política são a dependência dos sujeitos em relação à atenção
a saúde, a responsabilidade da equipe e a participação do enfermeiro nas práticas de saúde.

e) A concretude dessa política ocorre por meio de seus dispositivos, como as tecnologias,
ferramentas e modos de operar. Dentre esses dispositivos destaca-se o “acolhimento”.

54-A Humanização vista como política que atravessa as diferentes ações e instâncias gestoras
do SUS, implica

a) na formação dos profissionais de saúde distante do debate e da formulação da política


pública de saúde.

b) na fragmentação da rede assistencial dificultando a complementaridade entre a rede básica


e o sistema de referência.

c) no despreparo das equipes de saúde para lidar com a dimensão subjetiva nas práticas de
atenção à saúde.

d) em traduzir os princípios do SUS em modos de operar dos diferentes equipamentos e


sujeitos da rede de saúde.
e) em baixo investimento na qualificação dos trabalhadores, especialmente no que se refere à
gestão participativa e ao trabalho em equipe.

GABARITO

1. E

2. C

3. C

4. A

5. E

6. B

7. B

8. C

9. E

10. B

11. E

12. B

13. D

14. C

15. D

16. C

17. A

18. A

19. C

20. A

21. A

22. C

23. D

24. C
25. A

26. C

27. A

28. D

29. D

30. D

31. E

32. E

33. E

34. E

35. D

36. B

37. D

38. C

39. E

40. A

41. D

42. A

43. E

44. B

45-D

46-C

47-A

48-B

49-A

50-D

51-E
52-B

53-D

54-D