Você está na página 1de 6

A pele representa o órgão com maior dimensão em continuidade celular,

podendo representar de 12 a 16% do peso corporal total e aproximadamente


20% do total de água do corpo. A respeito dessa estrutura é verdadeiro
afirmar: *

A hipoderme se encontra entre a epiderme e a derme sendo possível intervir por meio
de recursos fisioterapêuticos e não invasivos, como o ultrassom terapêutico.
A camada córnea corresponde ao estrato cutâneo abaixo da derme.
A anatomia e fisiologia da pele abrangem funções sensoriais importantes, como
sensibilidade superficial e profunda, sendo indispensável a compreensão dessa
estrutura para prática fisioterapêutica. C
Com base na anatomia da pele pode-se afirmar que as condutas fisioterapêuticas de
superfície são restritas a epiderme
No que concerne à fisioterapia a pele é um órgão de interesse exclusivo de
profissionais especializados em fisioterapia dermatofuncional.

Histologicamente e funcionalmente, a pele é um órgão oriundo do ectoderma


embrionário e formado a partir do tecido epitelial escamoso estratificado
queratinizado, tais características conferem ao órgão funções organizadas e
distintas entre cada estratos cutâneos, com base nesta afirmativa, assinale a
alternativa correta: *
O estrato mais profundo da epiderme corresponde ao lúcido, sendo caraterizado pela
presença de vasos e nervos.
A epiderme corresponde a camada mais superficial da pele, sendo diferenciada em 2
estratos ou camadas.
A epiderme é responsável por manifestar a coloração (pigmentação) da pele, proteger
de radiação ultravioleta (UV) e ainda promover proteção mecânica e imunológica. C
Queratinócitos são células as únicas células presentes na hipoderme.
O primeiro estrato da epiderme é o córneo, seguido pelo estrato granuloso e espinhoso.

O melanócito, representado na imagem a seguir, é a célula especializada na


produção de melanina, pigmento que confere a coloração marrom-escura à
pele. No que se refere as lesões dermatológicas que afetam seu
funcionamento, assinale a alternativa correta *

Leucodermia são causadas por diminuição da produção de melanina em decorrência de


processo cicatriciais, como queimaduras.
Manchas hipercromicas são idiopáticas, e apesar do aumento da melanina não tem
relação com a fotoexposição.
Na acromia observa-se ausência da melanina em pele e pelos, como clinicamente
manifestado no vitiligo.C
Hipocromia corresponde a um grau de vitiligo, sendo uma redução, muitas vezes
transitória, da melanina.
Melasma e/ou cloasma correspondem às alterações hipercromicas comum em mulheres
e homens, sendo mais frequente em homens que se opõem ao sol em relação a mulher
após o período gravídico.

A pele, dentre outras funções, funciona como barreira física e filtro seletivo à
passagem de substâncias. Entre essas barreiras, o manto lipídico, localizado
na camada acima do estrato córneo atua como uma barreira lipossolúvel
sendo formado majoritariamente por quais tipos de células: *
Células de Langerhans
Fibroblastos
Melanócitos
Adipócitos
Queratinócitos C

Leia o caso clínico a seguir para responder a questão:Paciente do sexo


feminino, 35 anos, sem suspeita de gravidez, procura serviço de fisioterapia
dermatofuncional com queixa de "mancha nas mãos até a ponto dos dedos”
(Imagem a seguir). Ao durante a anamnese a paciente relatou sofrer de
ansiedade crônica, sendo atualmente acompanhada por profissionais
especializados, psiquiatra e psicólogo, além de fazer uso de terapia
medicamentosa. Ao exame físico observou-se que a 3mancha tratava-se de
uma acromia, que por sua vez afetava pele e pelos, mas sem quaisquer
alterações de sensibilidade superficial ou profunda. Diante destes dados, qual
disfunção clínica pode acometer a paciente? *

Hipocromia
Melasma
Vitiligo C
Leucodermia
Cloasma

A respeito das lesões elementares sólidas e líquidas, que podem acometer


epiderme, derme e hipoderme, resultantes de processos inflamatórios,
traumáticos e até mesmo neoplásticos, assinale a alternativa incorreta: *

Pápulas são lesões sólidas, circunscritas, elevadas e menor que 1 cm de tamanho.


Nódulos são lesões sólidas ou líquidas, circunscritas, saliente ou não, com dimensão
que varia de 3 a 6 cm de tamanho.C
Verrucosidade trata-se de lesão sólida, elevada, com superfície dura e formada por
hiperqueratose.
Tumor corresponde a lesão sólida, circunscrita, com dimensão superior a 3 cm.
Nódulos são lesões sólidas, circunscritas, saliente ou não, com dimensão que acima de
3 cm de tamanho.

Diferente das lesões sólidas, as disfunções de conteúdo líquido (com as


representadas na imagem), que podem vaiar entre serosidade, sangue ou pus
podem acometer o sistema tegumentar. Diante da afirmativa, é correto afirmar
em: *
Elevação circunscrita com até 1 cm, apenas com conteúdo claro (seroso) pode ser
caracterizado com vesícula
O abscesso tem tamanho delimitado em até 3 cm é formado por coleção purulenta da
pele ou tecidos subjacentes, formando uma depressão. Podem estar presentes alguns
tipos de sinais: edema, dor, rubor e calor
A pústula é uma elevação circunscrita com medidas que podem variar de 1 a 3 cm, com
conteúdo purulento, pode variar em diferentes níveis de complexidade, como moderada
e grave.
A pústula é uma elevação circunscrita com mais de 1 cm, com conteúdo sanguinolento,
pode variar em diferentes níveis de complexidade, como moderada e grave.
Elevação circunscrita com até 1 cm, com conteúdo claro (seroso), turvo (purulento) ou
rubro (hemorrágico) pode ser caracterizado com vesícula. C

MJSM, sexo feminino, negra, 26 anos, relata ter sofrido acidente


automobilístico há 1 ano e 3 meses, que culminou em lesão medular completa
(ASIA A) a nível do segundo segmento torácico (T2). Atualmente, a paciente é
assistida por fisioterapeutas e terapeutas ocupacionais, locomove-se com
auxílio de cadeiras de rodas e ainda encontra-se afastada da atividade
laborais como recepcionista, que exercia antes do acidente. No último
atendimento fisioterapêutico queixou-se de “sangue” nas roupas intimas e de
"sangue que escorre durante o banho”. Um enfermeiro e um fisioterapeuta
foram chamados para avaliar a lesão, sendo imediatamente confirmada úlcera
por pressão, na região sacral, com descontinuidade da epiderme, mas sem
atingir estruturas mioarticulares. No entanto, antes de tentar aferir as
dimensões da lesão, os profissionais tiveram dúvidas sobre quais recursos
utilizar, diante do cenário, julgue, no que concerne as competências e
habilidades do fisioterapeuta, as alternativas a seguir e assinale a alternativa
correta: *
Como trata-se de uma lesão grau II, o fisioterapeuta deverá avaliar a profundidade da
lesão, para isso, o profissional poderá realizar volumetria da lesão utilizando soro
fisiológico, com auxílio de uma seringa
A principio, o fisioterapeuta poderá utilizar algum recurso para avaliação tridimensional
da lesão, como uma régua ou até mesmo um goniômetro.
Como trata-se de uma lesão grau de grau indeterminado, o fisioterapeuta deverá avaliar
a profundidade da lesão, para isso, o profissional poderá realizar volumetria da lesão
utilizando soro fisiológico, com auxílio de uma seringa
Como trata-se de uma lesão grau IV, o fisioterapeuta deverá avaliar a profundidade da
lesão, para isso, o profissional poderá realizar volumetria da lesão utilizando soro
fisiológico, com auxílio de uma seringa
Como trata-se de uma lesão grau III, o fisioterapeuta deverá avaliar a profundidade da
lesão, para isso, o profissional poderá realizar volumetria da lesão utilizando soro
fisiológico, com auxílio de uma seringa. C

Durante a avaliação fisioterapêutica dermatofuncional identificam-se


características, sinais e sintomas, pertinentes aos graus de Fibro edema
gelóide (FEG) que se expressam a partir das alterações teciduais (como
representado na imagem a seguir), se tratando de FEG grau 3, quais sinais
podem ser obtidos durante a avaliação: *

No grau III, os sinais de FEG são: depressões e nódulos percebidos com o indivíduo em
qualquer posição, ortostática ou em decúbito. A pele fica enrugada, flácida e com
numerosos relevos, assemelha-se a “casca de laranja". Nessa condição, o paciente
pode relatar a sensibilidade à dor e o tratamento deve incluir equipe multidisciplinar. C
Durante à inspeção não são visíveis alterações de “relevo”, mas o paciente relata
sensibilidade à dor e com pior prognóstico entre os demais tipos.
Sinais de FEG grau III são: depressões, percebidos com o indivíduo em qualquer
posição, ortostática ou em decúbito. A pele fica enrugada e flácida e cheia de relevos,
assemelha-se a um “saco de nozes”. Nesta condição paciente pode relatar a
sensibilidade à dor e o prognóstico é curável.
Durante à inspeção não são visíveis alterações no “relevo”, mas podem ser visualizadas
depressões durante à palpação pela compressão do tecido entre os dedos ou contração
voluntária, não há alteração de sensibilidade à dor e com melhor prognóstico entre os
demais tipos.
Durante à inspeção são visíveis alterações no “relevo” e podem ser visualizadas
depressões durante à palpação pela compressão do tecido entre os dedos ou contração
voluntária, não há alteração de sensibilidade à dor e com melhor prognóstico entre os
demais tipos.

A execução de um exame físico ou funcional realizado com organização e


coerência será essencial para determinar a conduta fisioterapêutica
dermatofuncional. Em consonância com o conteúdo ministrado e debatido em
sala, discorra como seria realizado o teste “casca de laranja” em paciente
com queixa de FEG na região medial da coxa. A seguir assinale a alternativa
que descreve corretamente posição da(o) paciente e semiotécnica do teste,
respectivamente: *
Deve-se pressionar o tecido adiposo entre os dedos polegar ou indicador ou entre as
palmas da mãos com o paciente em decúbito ventral .
Deve-se pressionar o tecido adiposo entre os dedos polegar ou indicador ou entre as
palmas da mãos com o paciente em decúbito dorsal .
Com paciente em decúbito dorsal deve-se pressionar o tecido adiposo entre os dedos
polegar ou indicador ou entre as palmas da mãos.
Com paciente em decúbito ventral deve-se pressionar o tecido adiposo entre os dedos
polegar ou indicador ou entre as palmas da mãos.
Deve-se pressionar o tecido adiposo entre os dedos polegar ou indicador ou entre as
palmas da mãos com o paciente em posição ortostática. C