Você está na página 1de 4

30/08/2020

DEFINIÇÃO

SAÚDE COLETIVA
Prof. Renato Elias

É uma área de conhecimento de caráter INTERDISCIPLINAR, onde


as disciplinas estudadas são: Epidemiologia, Planejamento,
Administração em saúde, e ciências sociais em saúde.

1 2

A saúde é um completo estado de bem estar


físico, mental e social, e não simplesmente
AUSÊNCIA DE DOENÇA.

DICA: Estudar história natural da doença e visão holística da saúde

3 4

Saúde é DIREITO de todos e dever do estado, visando a resolução do


risco de doença e agravos, acesso universal e igualitário às ações e
serviços para a promoção, proteção e recuperação

Lei 8080/90 que institui o SUS

Dispõe sobre as condições para a promoção, proteção e recuperação da saúde, a


organização e o funcionamento dos serviços correspondentes.

5 6

1
30/08/2020

DOENÇAS TRANSMISSÍVEIS
DOENÇAS
A expressão “doença transmissível” é termo técnico, definido como:

TRANSMISSÍVEIS “Qualquer doença causada por um agente infeccioso


específico, ou seus produtos tóxicos, que se manifesta pela

NO ÂMBITO DA
transmissão deste agente ou de seus produtos, de uma
pessoa ou animal infectado ou de um reservatório a um
hospedeiro suscetível, direta ou indiretamente por meio de

SAÚDE COLETIVA um hospedeiro intermediário, de natureza vegetal ou animal,


de um vetor ou do meio ambiente inanimado”.

7 8

DOENÇA TRANSMISSÍVEL DOENÇA INFECCIOSA

Principais agentes infecciosos:


✓ Bactérias;
✓ Vírus;
✓ Fungos;
✓ Protozoários.

Lembrar que nem


todos microrganismos
A expressão doença transmissível pode ser sintetizada como são patogênicos
doença cujo agente etiológico é vivo e é transmissível.

9 10

As ações de prevenção, controle e tratamento das


doenças transmissíveis, no âmbito da saúde coletiva, são de
responsabilidade dos trabalhadores da saúde, que contribuem cada
qual com seus conhecimentos e habilidades específicos para
transformar o perfil epidemiológico da população no que tange a
esses agravos.

Portanto, a ENFERMAGEM, ao integrar o processo de


trabalho em saúde, desenvolve intervenções na dimensão coletiva
do processo saúde-doença, por meio do monitoramento do perfil
epidemiológico dos grupos sociais e comunidades e, por isto,
articuladas à vigilância epidemiológica.

http://www.reme.org.br/artigo/detalhes/486#

11 12

2
30/08/2020

A vigilância epidemiológica foi incorporada pelo Sistema Único O conceito de saúde coletiva é o efeito das interações
de Saúde que, na lei 8.080/ 1990(2), a conceitua como: socioeconômicas de uma sociedade com o ambiente e o quanto isso pode
influir na saúde de uma comunidade.
“conjunto de ações que proporciona o conhecimento, a Ao contrário das demais áreas de saúde que tendem a possuir um
detecção ou prevenção de qualquer mudança nos fatores caráter de tratamento, a saúde coletiva tem como objetivo principal
determinantes e condicionantes de saúde individual ou prevenir o desenvolvimento ou a disseminação de patologias e
coletiva, com a finalidade de recomendar e adotar medidas demais problemas de saúde por meio da implantação de perfis
sanitários condizentes com a cultura e a necessidade de uma região.
de prevenção e controle de doenças e agravos”.

PARTE DESSAS AÇÕES ACONTECEM


GRAÇAS AS INFORMAÇÕES ADVINDAS DAS
NOTIFICAÇÕES COMPULSÓRIAS

https://www.portaleducacao.com.br/conteudo/artigos/enfermagem/conceito-de-saude-
coletiva/49109
13 14

NOTIFICAÇÃO COMPULSÓRIA: comunicação obrigatória à


autoridade de saúde, realizada pelos médicos, profissionais de saúde ou
responsáveis pelos estabelecimentos de saúde, públicos ou privados,
sobre a ocorrência de suspeita ou confirmação de doença, agravo ou
evento de saúde pública, podendo ser imediata ou semanal.

NOTIFICAÇÃO COMPULSÓRIA IMEDIATA (NCI): notificação


compulsória realizada em até 24 (vinte e quatro) horas, a partir do
conhecimento da ocorrência de doença, agravo ou evento de saúde pública,
pelo meio de comunicação mais rápido disponível.
NOTIFICAÇÃO COMPULSÓRIA SEMANAL (NCS): notificação
compulsória realizada em até 7 (sete) dias, a partir do conhecimento da
ocorrência de doença ou agravo.
NOTIFICAÇÃO COMPULSÓRIA NEGATIVA: comunicação semanal
realizada pelo responsável pelo estabelecimento de saúde à autoridade de
saúde, informando que na semana epidemiológica não foi identificado
nenhuma doença, agravo ou evento de saúde pública constante da Lista de
Notificação Compulsória.

15 16

A notificação compulsória é obrigatória para os médicos, outros Além das unidades de saúde, outros estabelecimentos públicos ou
profissionais de saúde ou responsáveis pelos serviços públicos e privados também devem realizar notificações compulsórias, como:
privados de saúde, que prestam assistência ao paciente.

17 18

3
30/08/2020

DOENÇAS DE NOTIFICAÇÃO COMPULSÓRIA AO MINISTÉRIO


DA SAÚDE (MS), SECRETÁRIA ESTADUAL DE SAÚDE (SES) E
SECRETÁRIA MUNICIPAL DE SAÚDE (SMS).

AGRAVO: qualquer dano à integridade física ou mental do indivíduo,


provocado por circunstâncias nocivas, tais como acidentes, intoxicações
por substâncias químicas, abuso de drogas ou lesões decorrentes de
violências interpessoais, como agressões e maus tratos, e lesão
autoprovocada.

DOENÇA: enfermidade ou estado clínico, independente de origem ou


fonte, que represente ou possa representar um dano significativo para
os seres humanos.

19 20