Você está na página 1de 278

ptbr Manual de instruções

Pá carregadora sobre rodas

L 556-1410

a partir do n.º de série 29031

Identificação do documento
MANUAL DE INSTRUÇÕES ORIGINAL
Número de enco- 11600749
menda:
Edição: 10-2013
Versão: 01
Autor: LBH / Departamento de documentação técnica

Identificação do produto
Fabricante: Liebherr Brasil GMO LTDA
Modelo: L 556
Tipo n.º: 1410
A partir do n.º de 29031
série:

Endereço
Morada: Liebherr Brasil GMO LTDA
Rua Dr. Hans Liebherr, 1 - Vila Bela
SP 12522-635 Guaratinguetá
Brasilia
Dados da máquina:
Quando receber a máquina, adicione os seguintes dados. * Estas informações
encontram-se na chapa de características da sua máquina. Isto também será útil
para a encomenda de peças de reposição.

* N.º de ident. do veículo:


VATZ ............................. ZZB .............................

* Ano de fabrico:
.............................

Data da primeira colocação em funcionamento:


.................. / ................. / .................
Prefácio

Este manual de instruções foi concebido para o motorista e para os técnicos de


manutenção da máquina.
Ele contém informações sobre:
– Capítulo 1 “Descrição do produto”
– Capítulo 2 “Prescrições de segurança”
– Capítulo 3 “Operação e funcionamento”
– Capítulo 4 “Falhas na operação”
– Capítulo 5 “Manutenção”
Este manual de instruções deve ser cuidadosamente lido e respeitado por
todas as pessoas que trabalharem na máquina ou com a máquina, antes da
primeira colocação em funcionamento e, posteriormente, em intervalos regu-
lares.
Exemplos de trabalhos com a máquina ou na máquina:
– Operação incluindo equipamento, solução de problemas operacionais,
remoção de resíduos da produção, cuidados, eliminação de combustíveis e
lubrificantes.
– Conservação incluindo manutenção, inspeção, reparação
– Transporte ou carregamento da máquina
O manual de instruções facilita a familiarização do motorista com a máquina,
evitando a ocorrência de falhas devido a operação incorreta do equipamento.
Se os técnicos de manutenção respeitarem o manual de instruções e de manu-
tenção:
– o grau de segurança aumenta durante a utilização
– a vida útil da máquina aumenta
– os custos de reparação e os períodos de inatividade são reduzidos
O manual de instruções é parte integrante da máquina. Certifique-se de que
existe sempre um exemplar disponível no porta-luvas da cabine do motor-
ista.
Ao manual de instruções e de manutenção deve ser acrescentada a legislação
nacional para a prevenção de acidentes e proteção do meio ambiente.
Além do manual de instruções e da legislação de prevenção de acidentes em vigor
no país de utilização da máquina, também é necessário respeitar todas as regras
profissionais reconhecidas garantindo, assim, a segurança e um trabalho técnico
correto.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

Este manual de instruções e de manutenção contém todas as informações neces-


sárias para o funcionamento e a manutenção da sua máquina.
– Algumas imagens neste manual de instruções podem apresentar particulari-
dades e aparelhos de trabalho que diferem dos da sua máquina.
– Em algumas imagens também foram retirados os dispositivos de proteção e as
tampas para uma melhor percepção.
– Os melhoramentos que são constantemente realizados em nossas máquinas
podem ter como conseqüência alterações na sua máquina que, possivelmente,
ainda não constam deste manual de instruções.

copyright by

L 556-1410 / 29031 3
Prefácio Manual de instruções

Mas, se necessitar de mais explicações ou informações, os departamentos de


documentação técnica e serviço de assistência a clientes da empresa Liebherr
estão à sua disposição.

Responsabilidade e garantia
Devido à grande quantidade de produtos oferecidos por outros fabricantes (p. ex.
combustíveis, lubrificantes, ferramentas montadas e peças de reposição), a
Liebherr não consegue, por norma, verificar a aptidão e o funcionamento impe-
cável dos produtos de outros fabricantes usados em conjunto com os produtos da
Liebherr. O mesmo se aplica a eventuais efeitos secundários dos produtos de
outros fabricantes usados em conjunto com os produtos da Liebherr.
A utilização de produtos de outros fabricantes em máquinas da Liebherr é da
responsabilidade do usuário. No caso de paradas das máquinas da Liebherr ou de
danos nas máquinas da Liebherr causados pela utilização de produtos de outros
fabricantes, a Liebherr não assume qualquer responsabilidade ou garantia por
este tipo de dano.
Além disso, a Liebherr não se responsabiliza pelos direitos de garantia resultantes
de uma operação incorreta, pela manutenção incorreta ou pelo não cumprimento
das prescrições de segurança.

Alterações, condições, direito autoral


Em relação ao desenvolvimento técnico, reservamo-nos o direito de realizar modi-
ficações sem pré-aviso.
As indicações e as figuras deste manual não devem ser reproduzidas ou divul-
gadas, nem utilizadas para fins de concorrência. Todos os direitos autorais perma-
necem expressamente reservados de acordo com a lei.
As condições de garantia e de responsabilidade especificadas nas condições
gerais de negociação da firma Liebherr não podem ser alargadas pelas presentes
advertências.

Abreviaturas utilizadas
LED = Diodo emissor de luz
LH-ECU = Liebherr Electronik Control Unit
LFD = amortecedor de vibrações Liebherr
LH = Liebherr
CAM = Caminhão
Cinemática P = Estrutura cinemática da coluna de elevação
CAMP= Caminhão de pesados
UEC = Controlador do dispositivo de deslocação universal
Cinemática Z = Estrutura cinemática da coluna de elevação
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

copyright by

4 L 556-1410 / 29031
Formulário para comentários

Necessitamos da sua ajuda para melhorar constantemente a nossa documen-


tação. Favor copiar esta página e enviá-la por correio, fax ou e-mail com os seus
comentários, idéias e propostas de melhoramento.

Para: Liebherr-Werk Bischofshofen GmbH


Dr. Hans Liebherr Straße 4
A-5500 Bischofshofen / Österreich
Fax: 0043 6462 888 341

E-mail: roland.weber@liebherr.com

Idéias, comentários (favor indicar o número da página):

De um modo geral, como classificaria a presente publicação?

Excelente
Muito boa
Boa
Suficiente
Péssima

Os seus dados: Máquina / n.º de série:


Empresa:
Nome:
Morada:
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

N.º de telefone:
Comerciante:

Muito obrigada pela sua ajuda!

copyright by

L 556-1410 / 29031 5
Formulário para comentários Manual de instruções

Notas:

LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

copyright by

6 L 556-1410 / 29031
Índice

1 Descrição do produto 15
1.1 Descrição técnica 15
1.1.1 Visão geral de toda a máquina 15
1.2 Dados técnicos 16
1.2.1 Emissão acústica 16
1.2.2 Motor diesel 16
1.2.3 Sistema elétrico 16
1.2.4 Mecanismo de translação 17
1.2.5 Eixos 17
1.2.6 Freios 17
1.2.7 Direção 18
1.2.8 Sistema hidráulico de trabalho 18
1.2.9 Equipamento de trabalho 18
1.2.10 Cabine do motorista 19
1.2.11 Aquecimento, ventilação 19
1.2.12 Ar-condicionado 19
1.2.13 Dispositivo de reboque 19
1.2.14 Lastros 20
1.2.15 Pneus 21
1.2.16 Correntes antiderrapantes ou correntes de proteção dos pneus 22
1.2.17 Pneus com espuma 23
1.2.18 Máquina inteira com pá carregadeira 23
1.2.19 Equipamento - pá para materiais leves 25
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

1.2.20 Equipamento - Garfo de carga 26

2 Indicações de segurança, placas 29


2.1 Identificação das indicações de aviso 29
2.1.1 Outras sinaléticas 30
2.1.2 Regras e diretrizes adicionais 30

copyright by

L 556-1410 / 29031 7
Índice Manual de instruções

2.2 Utilização adequada 30


2.3 Placas na máquina 30
2.3.1 Placas de segurança 31
2.3.2 Placas de advertência 34
2.3.3 Placas de características 40
2.4 Indicações de segurança 41
2.4.1 Indicações gerais de segurança 41
2.4.2 Instruções para evitar esmagamentos e queimaduras 43
2.4.3 Instruções para evitar riscos de incêndio e explosão 43
2.4.4 Medidas de segurança para a colocação em funcionamento 44
2.4.5 Precauções de segurança durante a partida 44
2.4.6 Instruções para trabalhar em segurança 45
2.4.7 Instruções de segurança para a condução em terrenos íngremes 46
2.4.8 Parada segura da máquina 47
2.4.9 Transporte seguro da máquina 47
2.4.10 Reboque seguro da máquina 48
2.4.11 Medidas para uma manutenção segura 48
2.4.12 Instruções de segurança para trabalhos de manutenção na máquina
com reservatórios hidráulicos 51
2.4.13 Instruções de segurança para trabalhos de solda na máquina 51
2.4.14 Instruções de segurança para trabalhos no equipamento 52
2.4.15 Prescrições de segurança para carregar a máquina com grua 52
2.4.16 Manutenção segura das mangueiras hidráulicas e tubos flexíveis 53
2.4.17 Estrutura de proteção contra capotamento (ROPS) e proteção contra
queda de pedras (FOPS) 53
2.4.18 Componentes do equipamento e acessórios 54
2.4.19 Proteção de vibrações 54
2.4.20 Ver e ser visto 55

3 Operação, funcionamento
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

57
3.1 Elementos de operação e controle 57
3.1.1 Local do motorista 57
3.2 Operação 59
3.2.1 Chave geral da bateria 59
3.2.2 Bloqueio da articulação 59
3.2.3 Entrada 60

copyright by

8 L 556-1410 / 29031
Manual de instruções Índice

3.2.4 Janela com abertura 62


3.2.5 Saída de emergência 64
3.2.6 Extintor de incêndio 65
3.2.7 Banco do motorista 66
3.2.8 Cinto de segurança 74
3.2.9 Coluna da direção e volante 74
3.2.10 Console de controle 75
3.2.11 Interruptor de partida 76
3.2.12 Bloqueio eletrônico antiroubo 77
3.2.13 Interruptor na coluna da direção 79
3.2.14 Iluminação 80
3.2.15 Iluminação interior da cabine do motorista 84
3.2.16 Display 84
3.2.17 Unidade de comando 89
3.2.18 Interruptor na cabine do motorista 91
3.2.19 Alavanca de operação 96
3.2.20 Alavanca de operação adicional 99
3.2.21 Comando Equipamento adicional 100
3.2.22 Aquecimento, ventilação, funcionamento do ar-condicionado 101
3.2.23 Aquecimento dos vidros traseiros, aquecimento dos vidros (opção) 104
3.2.24 Espelhos exteriores e interior 104
3.2.25 Pára-sol 105
3.2.26 Rádio 105
3.2.27 Sistema de lavagem e limpa-vidros 106
3.2.28 Sistema de lubrificação central (automático) - Liebherr 108
3.2.29 dispositivo de aviso de marcha à ré 111
3.2.30 Acionamento da ventoinha reversível 114
3.2.31 LiDAT 115
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

3.3 Funcionamento 116


3.3.1 Colocação em funcionamento - diária 116
3.3.2 Partida do motor diesel 117
3.3.3 Marcha 119
3.3.4 Circular em vias públicas 127
3.3.5 Colocar a máquina fora de funcionamento 128
3.3.6 Mover o equipamento de trabalho 131

copyright by

L 556-1410 / 29031 9
Índice Manual de instruções

3.3.7 Pá com basculamento em altura 138


3.3.8 Garfo de carga 141
3.4 Métodos de trabalho 144
3.4.1 Carregar materiais 144
3.4.2 Transportar e reposicionar materiais 144
3.4.3 Trabalhos de nivelamento 147
3.4.4 Escavação do material a partir do talude ou parede 148
3.4.5 Carregar material a partir de um veículo de transporte 149
3.4.6 Escavação 151
3.5 Montar e desmontar o equipamento 153
3.5.1 Desmontar o equipamento de trabalho do dispositivo de troca rápida 153
3.5.2 Montar o equipamento de trabalho no dispositivo de troca rápida 156
3.6 Transporte 160
3.6.1 Transporte da máquina 160
3.6.2 Dispositivo de proteção para o transporte 163
3.7 Funcionamentos de emergência 165
3.7.1 Baixar a coluna de elevação em caso de falha do motor diesel 165
3.7.2 Reboque da máquina 166
3.7.3 Processo de direção de emergência 172
3.7.4 Processo de partida com auxílio externo 173

4 Avarias de funcionamento 177


4.1 Códigos de assistência técnica 177
4.1.1 Indicação do código de erro no display 177
4.2 Avarias - Causa - Eliminação 186
4.2.1 Símbolos de aviso 186
4.2.2 Localização de falhas do sistema de lubrificação central - Liebherr 186
4.3 Eliminação de avarias 188
4.3.1 Trocar os fusíveis 188
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

5 Manutenção 193
5.1 Plano de manutenção e inspeção 193
5.2 Quantidades de abastecimento, plano de lubrificação 198
5.2.1 Lubrificantes recomendados 198
5.2.2 Combustíveis recomendados 198

copyright by

10 L 556-1410 / 29031
Manual de instruções Índice

5.2.3 Plano de lubrificação 199


5.3 Lubrificantes e combustíveis 201
5.3.1 Indicações gerais sobre a troca de lubrificantes e combustíveis 201
5.3.2 Conversão do sistema hidráulico de óleos minerais para fluidos
hidráulicos amigos do meio ambiente 201
5.3.3 Combustíveis 202
5.3.4 Lubrificantes para os motores diesel 203
5.3.5 Agente refrigerante para motores diesel 205
5.3.6 Óleo hidráulico 208
5.3.7 Lubrificantes para caixas de câmbio intermediárias axiais 212
5.3.8 Lubrificantes para eixos 212
5.3.9 Graxa lubrificante e outros lubrificantes 213
5.4 Precauções de segurança 215
5.5 Manutenção - tarefas preparatórias 216
5.5.1 Posições de manutenção 216
5.5.2 Abrir os acessos de serviço 217
5.5.3 Desligar a chave geral da bateria 219
5.6 Totalidade da máquina 220
5.6.1 Verificar a máquina em relação a danos externos 220
5.6.2 Liberar a máquina de peças soltas, de sujeira bem como de gelo e
neve 220
5.6.3 Limpar a máquina 220
5.6.4 Colocar a máquina fora de funcionamento durante muito tempo 222
5.6.5 Imobilização da máquina 222
5.6.6 Verificar a máquina quanto a estanqueidade 222
5.6.7 Controlar o aperto de todas as uniões roscadas 223
5.6.8 Máquina em uso de sal e fertilizante artificial - efetuar a conservação
posterior, trocar as cápsulas VCI 223
5.6.9 Análises do óleo 223
5.7 Grupo de acionamento 230
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

5.7.1 Motor diesel - verificar o nível de óleo 230


5.7.2 Tanque de combustível - escoar a água de condensação e a
acumulação do fundo 231
5.7.3 Pré-filtro do combustível Separ Escoar a água de condensação 231
5.7.4 Pré-filtro do combustível Escoar a água de condensação 232
5.7.5 Trocar aplicação do pré-filtro do combustível Separ 233
5.7.6 Trocar o pré-filtro do combustível 235

copyright by

L 556-1410 / 29031 11
Índice Manual de instruções

5.7.7 Trocar o filtro fino do combustível 236


5.7.8 Sangrar o sistema de combustível 237
5.7.9 Filtro de ar - limpar a tampa de serviço e a válvula de obstrução de
poeiras 239
5.7.10 Trocar o elemento principal do filtro de ar 240
5.7.11 Filtro de ar - trocar o elemento de segurança 241
5.8 Instalação frigorífica 242
5.8.1 Verificar o nível do líquido refrigerante 242
5.8.2 Líquido refrigerante - verificar o líquido anticongelante ou a
concentração do líquido anticorrosivo 243
5.8.3 Limpar o radiador 247
5.9 Sistema hidráulico de trabalho 249
5.9.1 Tanque hidráulico - verificar o nível do óleo 249
5.9.2 Tanque hidráulico - verificar e limpar a vareta magnética 250
5.10 Sistema de direção 252
5.10.1 Verificar o funcionamento da direção 252
5.10.2 Cilindro de direção Lubrificar os pontos de apoio 252
5.11 Sistema de frenagem 253
5.11.1 Verificar o funcionamento e a atuação dos freios de imobilização e de
serviço 253
5.12 Sistema elétrico 255
5.12.1 Verificar a iluminação 255
5.13 Eixos, eixos articulados 256
5.13.1 Verificar a pressão dos pneus 256
5.13.2 Rodas - verificar a fixação 257
5.14 Componentes de aço - aparelho base 258
5.14.1 Lubrificar o suporte da articulação e o suporte pendular traseiro 258
5.14.2 Revestimento - lubrificar as fechaduras e charneiras 258
5.14.3 Chassi traseiro - lubrificar a cobertura por baixo das charneiras 259
5.15 Equipamento de trabalho 260
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

5.15.1 Lubrificar a coluna de elevação e o equipamento 260


5.15.2 Coluna de elevação - verificar as vedações do suporte da pá e as
buchas do mancal 261
5.15.3 Lubrificar e verificar o dispositivo de troca rápida quanto o seu
funcionamento 263
5.16 Cabine do motorista, aquecimento, ar-condicionado 265
5.16.1 Limpar o filtro de ar fresco e o filtro de ar de circulação 265

copyright by

12 L 556-1410 / 29031
Manual de instruções Índice

5.16.2 Trocar o filtro de ar fresco e de circulação 266


5.16.3 Cinto de segurança - verificar estado e funcionamento 267
5.16.4 Verificar e reabastecer o detergente no recipiente para o sistema de
limpa para-brisas 267
5.16.5 Verificar as borrachas de vedação da cabine do motorista 268
5.17 Sistema de lubrificação 270
5.17.1 Sistema de lubrificação central - verificar o nível de abastecimento do
tanque de graxa 270
5.17.2 Sistema de lubrificação central - verificar os tubos, mangueiras e
pontos de lubrificação 270
5.17.3 Sistema de lubrificação central - verificar a dosagem suficiente nos
pontos de apoio (colares de graxa) 271

Index 273
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

copyright by

L 556-1410 / 29031 13
Índice Manual de instruções

LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

copyright by

14 L 556-1410 / 29031
1 Descrição do produto

1.1 Descrição técnica

1.1.1 Visão geral de toda a máquina

Fig. 1: Visão geral de toda a máquina


1 Pá carregadeira 9 Entrada 17 Calços
2 Coluna de elevação 10 Bloqueio da articulação 18 Tanque de combustível
3 Iluminação dianteira 11 Eixo dianteiro 19 Escada da saída de emer-
gência
4 Espelho exterior 12 Iluminação da placa de 20 Tampa do espaço da bateria
licença (opção)
5 Faróis de trabalho dianteiros 13 Faróis de trabalho traseiros 21 Contrapeso à direita
6 Contrapeso à esquerda 14 Capô do espaço do motor 22 Dispositivo de reboque
7 Eixo traseiro 15 Grade do radiador 23 Iluminação traseira
8 Cabine do motorista 16 Faróis de trabalho traseiros
(opção)
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

copyright by

L 556-1410 / 29031 15
Descrição do produto Manual de instruções
Dados técnicos

1.2 Dados técnicos

1.2.1 Emissão acústica


O nível de pressão sonora (LpA) é determinado de acordo com a ISO 6396. A incer-
teza da medição está definida nessa norma.
O nível sonoro (LWA) é determinado de acordo com a diretriz 2000/14/CE. A incer-
teza da medição é determinada de acordo com a norma ISO 4871.

Pressão acústica

Denominação Unidade Valor


ISO 6396 - LpA (na cabine do motorista) dB(A) 69

Potência acústica
O valor pode ser consultado na placa fixada na máquina.

1.2.2 Motor diesel


Tipo de construção: Motor diesel de 6 cilindros, com refrigeração a água, turbo-
compressor por gás de escape e refrigeração do ar de admissão.
As emissões de gases de escape não atingem os valores limites de emissão do
nível IIIA/Tier 3.

Denominação Unidade Valor


Motor diesel 6068HFL84
Quantidade de cilindros unid. 6
Potência máxima segundo DIN/ISO 3046 com kW 147
1600 rpm
Torque máximo com 1600 rpm Nm 877
Cilindrada litros 6
Rotação em ponto morto inferior rpm 800 ±10
Rotação em ponto morto superior rpm 2400 ±20
Capacidade de posição inclinada - longitu- ° 30/30
dinal/transversal
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

1.2.3 Sistema elétrico

Denominação Unidade Valor


Tensão da bateria V 24
Número de baterias unid. 2
Tensão da bateria V 12

copyright by

16 L 556-1410 / 29031
Manual de instruções Descrição do produto
Dados técnicos

Denominação Unidade Valor


Capacidade da bateria Ah 140
Gerador V/A 28/100
Motor de partida V/kW 24/7,8

1.2.4 Mecanismo de translação


Mecanismo de translação hidrostático gradual.
Indicações das velocidades:
– para marcha para a frente e ré
– com pneus standard

Denominação Unidade Valor


Raio de ação de marcha 1 km/h 0-4,0
Raio de ação de marcha A1-2 (automático) km/h 0-15,0
Raio de ação de marcha A1-3 (automático) km/h 0-40,0

1.2.5 Eixos

Eixo dianteiro
Eixo planetário montado de modo fixo.

Denominação Unidade Valor


Distância entre rodas mm 2000
Diferencial autobloqueante, de ação automá- % 45
tica
Altura ultrapassável mm 460

Eixo traseiro
Eixo planetário montado com apoio flutuante.

Denominação Unidade Valor


Distância entre rodas mm 2000
Diferencial autobloqueante, de ação automá- % 45
tica
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

Ângulo de pêndulo para cada lado ° 13


Altura ultrapassável mm 460

1.2.6 Freios
O sistema de frenagem corresponde aos requisitos das Diretrizes CE 71/320 CEE.

copyright by

L 556-1410 / 29031 17
Descrição do produto Manual de instruções
Dados técnicos

Freio de serviço
O bloqueio automático do mecanismo de translação hidrostático atua sobre as 4
rodas.
Adicionalmente, sistema hidráulico de freios por acumulação de bomba com freios
de lamela úmidos (dois circuitos de freio individuais).

Freio de imobilização
Sistema de freio por mola acumuladora com acionamento eletro-hidráulico na
caixa de câmbio.

1.2.7 Direção
Tipo de construção:
– Bomba de deslocamento de discos inclinados “Load-Sensing” com corte de
pressão e regulador de corrente de alimentação,
– articulação central com dois cilindros da direção amortecidos e de ação dupla.

Denominação Unidade Valor


Ângulo de articulação para cada lado ° 40

1.2.8 Sistema hidráulico de trabalho


– Bomba de deslocamento de discos inclinados “ Load-Sensing” com regulador
de potência e regulador de corrente de alimentação, corte de pressão no bloco
de comando.
– Refrigeração do óleo hidráulico por intermédio da ventoinha e radiador regu-
lados termostaticamente.
– Filtro de refluxo no tanque hidráulico.
– Comando de uma alavanca, pré-comandada hidraulicamente.
Movimentos dos braços:
– Elevar, neutro, baixar
– Posição flutuante por intermédio da alavanca de operação encaixável
Movimentos da pá:
– Para dentro, neutro, para fora
– Recolha automática da pá

Denominação Unidade Valor


Débito máx. l/min 234
Pressão de serviço máx. bar 360 ±5
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

1.2.9 Equipamento de trabalho


Cinemática:
– Cinemática Z com um cilindro de basculamento e tubo transversal em ferro
fundido
Pontos de apoio:
– vedados
Tempo de ciclo com carga nominal:

copyright by

18 L 556-1410 / 29031
Manual de instruções Descrição do produto
Dados técnicos

Denominação Unidade Valor


Elevar s 5,5
Para fora s 2,3
Baixar (vazio) s 2,7

1.2.10 Cabine do motorista


Versão:
– Cabine apoiada de modo elástico no carro traseiro, cabine ROPS/FOPS com
isolamento acústico
– Porta do motorista, 105° de ângulo de abertura
– Janela que abre para fora do lado direito
– Vidro dianteiro em vidro de segurança laminado, cor verde de série
– Vidros laterais em vidro de segurança temperados, cor cinza
– Coluna de direção gradualmente ajustável e consola por manete de série
– Vidro traseiro aquecível
– Proteção contra capotamento ROPS segundo a EN/ISO 3471/ EN 474-1
– Proteção contra capotamento FOPS segundo a EN/ISO 3449/ EN 474-1

Banco do motorista
Banco do motorista amortecido, ajustável em 6 posições é adaptado ao peso do
motorista.
Ajuste de série do assento, da profundidade e da inclinação com amortecimento
longitudinal/horizontal bloqueável.
Variantes de modelos:
– Banco do motorista com amortecimento mecânico
– Banco do motorista com amortecimento pneumático (opção)

1.2.11 Aquecimento, ventilação


– Guia de ar variável
– Aquecimento da água de refrigeração
– Aquecimento comandado mecanicamente
– Ar-condicionado de série

1.2.12 Ar-condicionado

Denominação Unidade Valor


Líquido refrigerante R134a
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

Potência de refrigeração kW 9,7

1.2.13 Dispositivo de reboque


Um dispositivo de reboque está montado na parte traseira da máquina.

copyright by

L 556-1410 / 29031 19
Descrição do produto Manual de instruções
Dados técnicos

Fig. 2: Dispositivo de reboque


1 Cavilha 2 Tala de carregamento
Fim de utilização:
– Cavilha 1 - para deslocar a máquina de uma área de perigo. (Para mais infor-
mações, consulte: 3.7.2 Reboque da máquina, página 166)
– Tala de carregamento 2 - para carregar a máquina com grua. (Para mais infor-
mações, consulte: 3.6.1 Transporte da máquina, página 160)

Observação
Não é permitida uma utilização como acoplamento de reboque!
O fabricante/fornecedor não se responsabiliza pelos danos causados devido a
uma utilização inadequada.
u (Para mais informações, consulte: 2.2 Utilização adequada, página 30) e
(Para mais informações, consulte: 2.4.10 Reboque seguro da máquina,
página 48)

1.2.14 Lastros
Os lastros fornecidos de fábrica estão ajustados em relação aos dados de enco-
menda.

Observação
Em relação à montagem e instalação de um equipamento ou dos pneus!
u (Para mais informações, consulte: 2.4.18 Componentes do equipamento e
acessórios, página 54)

Legenda:
LR = pneus de ar
LR+RA = pneus de ar com espuma
LR+K = pneus de ar com correntes
x = lastros necessários
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

Lastros LR LR+RA LR+K


Lastro standard x -- --
Lastro especial -- x x
Lastro para estradas x -- --

Tab. 1: Lastros

copyright by

20 L 556-1410 / 29031
Manual de instruções Descrição do produto
Dados técnicos

1.2.15 Pneus
A capacidade de movimentação da máquina depende, entre outros, dos pneus.

Observação
Em relação à montagem e instalação de um equipamento ou dos pneus!
u (Para mais informações, consulte: 2.4.18 Componentes do equipamento e
acessórios, página 54)

Observação
Utilizar o mesmo tamanho de pneus em todas as quatro rodas!
Caso contrário, podem ocorrer danos no sistema do mecanismo de translação.
u A diferença entre o diâmetro estático ou dinâmico dos pneus não deve ser
superior a 3 % entre o eixo dianteiro e o eixo traseiro.
u Entre o pneu esquerdo e o pneu direito deve existir uma diferença máxima de
1,5 %.

A pressão dos pneus desempenha um papel fundamental para:


– o funcionamento correto da máquina durante a sua utilização
– a quilometragem dos pneus
Na tabela em baixo poderá consultar as seguintes indicações:
– tamanhos dos pneus recomendados
– perfil do pneu
– pressão dos pneus
As indicações para a pressão dos pneus são relativas:
– às recomendações de pressão base - correspondem ao valor ajustado à saída
de fábrica
– pneus em estado frio
– uma máquina pronta a funcionar - máquina base com equipamento de trabalho
standard e com a respectiva carga autorizada

Observação
Em caso de utilizações especiais, como, p.ex., uso industrial para transporte de
madeira ou outros tipos de uso nos quais podem ocorrer sobrecargas elevadas,
recomendamos a utilização de pneus com maior pressão, dependendo da carga.
Porém, a pressão dos pneus nunca deve ser superior à autorizada pelo fabricante
dos pneus!
u Verificar e ajustar a pressão de ar dos pneus .

Dimensão e código do perfil Alteração do Largura da Alteração Pressão de ar


peso de pá carrega- das dimen-
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

VA B) HA C) p - máx.
utilização deira acima sões verti- D)
dos pneus cais
kg mm mm bar bar bar
23.5-25 Pirelli RM100 * A) L3 0 2690 0 5,00 3,50 5,50

Tab. 2: Pneus para a máquina standard

A) Pneus standard
B) Eixo dianteiro
C) Eixo traseiro

copyright by

L 556-1410 / 29031 21
Descrição do produto Manual de instruções
Dados técnicos

D) Pressão de ar máxima permitida

Pneus especiais
Na seguinte tabela, as informações têm de ser introduzidas do seguinte modo:
– Pelo motorista: No caso de um equipamento posterior da máquina feito pelo
seu motorista

Dimensão e código do perfil Alteração do Largura da Alteração Pressão de ar


peso de pá carrega- das dimen-
VA A) HA B) p - máx.
utilização deira acima sões verti- C)
dos pneus cais
kg mm mm bar bar bar
...
...
...

Tab. 3: Pneus especiais

A) Eixo dianteiro
B) Eixo traseiro
C) Pressão de ar máxima permitida

Pneus - máquina com equipamento especial


Na seguinte tabela, as informações têm de ser introduzidas do seguinte modo:
– Pelo motorista: No caso de um equipamento posterior da máquina feito pelo
seu motorista

Dimensão e código do perfil Alteração do Largura da Alteração Pressão de ar


peso de pá carrega- das dimen-
VA A) HA B) p - máx.
utilização deira acima sões verti- C)
dos pneus cais
kg mm mm bar bar bar
...
...
...

Tab. 4: Pneus - máquina com equipamento especial

A) Eixo dianteiro
B) Eixo traseiro
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

C) Pressão de ar máxima permitida

1.2.16 Correntes antiderrapantes ou correntes de proteção


dos pneus
Este equipamento é opcional.
A montagem de correntes antiderrapantes ou correntes de proteção dos pneus
deve ser realizada em todas as quatro rodas!

copyright by

22 L 556-1410 / 29031
Manual de instruções Descrição do produto
Dados técnicos

Observação
Em caso de não cumprimento, podem ocorrer danos no sistema de acionamento!
u (Para mais informações, consulte: 2.4.18 Componentes do equipamento e
acessórios, página 54) .

A colocação de correntes de proteção dos pneus necessita da afinação dos


lastros.

Observação
Em relação à montagem e instalação de um equipamento ou dos pneus!
u (Para mais informações, consulte: 2.4.18 Componentes do equipamento e
acessórios, página 54)

1.2.17 Pneus com espuma


Este equipamento é opcional.
A montagem de pneus com espuma deve ser realizada em todas as quatro rodas!
A espuma dos pneus necessita da afinação dos lastros.

Observação
Em relação à montagem e instalação de um equipamento ou dos pneus!
u (Para mais informações, consulte: 2.4.18 Componentes do equipamento e
acessórios, página 54)

1.2.18 Máquina inteira com pá carregadeira


Os valores indicados se aplicam à máquina:
– em versão standard
– com pneus 23.5R25 L3 (Para mais informações, consulte: 1.2.15 Pneus,
página 21)
– incluindo todos os lubrificantes
– com tanque de combustível cheio
– com cabine ROPS/FOPS e motorista
A dimensão dos pneus e os equipamentos adicionais alteram o peso de utilização
e a carga basculante.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

copyright by

L 556-1410 / 29031 23
Descrição do produto Manual de instruções
Dados técnicos

Fig. 3: Máquina inteira com pá carregadeira

Designação Unidade Valor


Tipo de pá A) B)

Comprimento da coluna de elevação mm 2750 2750


Capacidade da pá segundo a ISO 7546 C) m3 3,5 3,0
Largura da pá mm 2900 2850
Peso específico do material t/m 3
1,8 2,0
Altura de esvaziamento com a máxima altura de elevação e
A mm 2960 3100
ângulo de basculamento de 45°
B Altura possível para abastecimento mm 3800 3800
C Máxima altura do fundo da pá mm 3960 3960
D Máxima altura do ponto de rotação da pá mm 4230 4230
E Máxima altura da margem superior da pá mm 5710 5760
Alcance com máxima altura de elevação e ângulo de bascula-
F mm 1120 970
mento de 45°
G Profundidade de prospeção mm 60 60
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

H Altura acima da cabine mm 3360 3360


I Altura acima do escape mm 3015 3015
J Distância mínima entre o veículo e o solo mm 490 490
K Distância axial mm 3305 3305
L Comprimento total mm 8450 8440
Raio de viragem acima da margem exterior da pá mm 6520 6500
Raio de viragem acima dos pneus mm 5980 5980

copyright by

24 L 556-1410 / 29031
Manual de instruções Descrição do produto
Dados técnicos

Designação Unidade Valor


Largura acima dos pneus mm 2650 2650
Força de desagregação (SAE) kN 120 120
Carga basculante na horizontal kg 14580 13920
Carga basculante com articulação de 37º kg 13090 12500
Carga basculante com articulação de 40° (ISO 14397-1) kg 12850 12270
Peso de utilização kg 17400 17500

Tab. 5: Máquina inteira com pá carregadeira

A) Pá carregadeira para trás com lâmina Delta parafusada por baixo


B) Pá para rochas com gume Delta e dentes
C) A capacidade da pá pode, na prática, ser aprox. 10 % superior ao cálculo prescrito pela norma ISO 7546. Esta
taxa de abastecimento da pá depende do respectivo material.

1.2.19 Equipamento - pá para materiais leves


Os valores indicados se aplicam à máquina:
– em versão standard
– com pneus 23.5R25 L3 (Para mais informações, consulte: 1.2.15 Pneus,
página 21)
– incluindo todos os lubrificantes
– com tanque de combustível cheio
– com cabine ROPS/FOPS e motorista
A dimensão dos pneus e os equipamentos adicionais alteram o peso de utilização
e a carga basculante.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

Fig. 4: Equipamento - pá para materiais leves

copyright by

L 556-1410 / 29031 25
Descrição do produto Manual de instruções
Dados técnicos

Designação Unidade Valor


Tipo de pá A)

Comprimento da coluna de elevação B)

Capacidade da pá m3 6,0
Largura da pá mm 2950
Peso específico do material t/m 3 0,8
A Altura de esvaziamento com a máxima altura de elevação mm 2790
E Máxima altura acima da margem superior da pá mm 6090
F Alcance com máxima altura de elevação mm 1295
L Comprimento total mm 8700
Carga basculante na horizontal kg 12160
Carga basculante com articulação de 40° (ISO 14397-1) kg 10700
Peso de utilização kg 17730

Tab. 6: Equipamento - pá para materiais leves

A) Pá para materiais leves com lâmina parafusada por baixo


B) Comprimento standard da coluna de elevação

1.2.20 Equipamento - Garfo de carga


Os valores indicados se aplicam à máquina:
– em versão standard
– com pneus 23.5R25 L3 (Para mais informações, consulte: 1.2.15 Pneus,
página 21)
– incluindo todos os lubrificantes
– com tanque de combustível cheio
– com cabine ROPS/FOPS e motorista
A dimensão dos pneus e os equipamentos adicionais alteram o peso de utilização
e a carga basculante.

LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

copyright by

26 L 556-1410 / 29031
Manual de instruções Descrição do produto
Dados técnicos

Fig. 5: Equipamento - Garfo de carga

Designação Unidade Valor


Garfo de carga FEM IV
Dispositivo de troca rápida hidráulico sim
Comprimento da coluna de elevação A)

A Altura de elevação com máximo alcance mm 1780


C Máxima altura de elevação mm 3950
E Máxima altura acima do suporte do garfo mm 4940
F Alcance da posição de carregamento mm 1125
F máx. Alcance máx. mm 1720
F mín. Alcance com máxima altura de elevação mm 650
G Comprimento dos dentes do garfo mm 1500
L Comprimento total da máquina base mm 7250
Carga basculante na horizontal kg 10380
Carga basculante com articulação de 40° (ISO 14397-1) kg 9150
Carga útil admissível em terreno irregular = 60% da carga basculante estática
kg 5490
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

articulada (de acordo com as normas EN 474-3 e ISO 14397)


Carga útil admissível em terreno regular = 80% da carga basculante estática B)
kg 6500
articulada (de acordo com as normas EN 474-3 e ISO 14397)
Peso de utilização kg 16970

Tab. 7: Equipamento - Garfo de carga

A) Comprimento standard da coluna de elevação


B) A carga útil do garfo de carga é limitada pelo cilindro de basculamento

copyright by

L 556-1410 / 29031 27
Descrição do produto Manual de instruções
Dados técnicos

LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

copyright by

28 L 556-1410 / 29031
2 Indicações de segurança,
placas

O trabalho com a máquina apresenta riscos para o corpo e para a vida que podem
prejudicar tanto o responsável pela utilização da máquina, como o motorista ou o
pessoal de manutenção. Perigos e acidentes podem ser evitados através de uma
leitura atenciosa e freqüente das diversas indicações de segurança, que devem
ser sempre respeitadas.
Isto é aplicado especialmente ao pessoal que trabalha apenas periodicamente
com a máquina, p.ex., nos trabalhos de equipamento ou manutenção.
Se cumprir as seguintes indicações de segurança, estará a garantir a sua própria
segurança e a segurança alheia, bem como, a evitar danos na máquina.
Na descrição dos trabalhos que podem apresentar riscos para pessoas ou para a
máquina são apresentadas, neste manual, também as precauções de segurança
necessárias.

2.1 Identificação das indicações de aviso

Este é o sinal de aviso. Ele alerta para um possível erro de feri-


mento. Siga todas as medidas que estão assinaladas com este
sinal de aviso para evitar ferimentos ou a morte.

Tab. 8

O sinal de aviso é exibido sempre em combinação com as palavras chave:


PERIGO, AVISO, CUIDADO

PERIGO identifica uma situação de perigo próxima que


terá como causa a morte ou ferimentos graves se
não for evitada.
AVISO identifica uma situação de perigo que terá como
causa a morte ou ferimentos graves se não for
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

evitada.
CUIDADO identifica uma situação de perigo que terá como
causa ferimentos ligeiros ou médios se não for
evitada.
ATENÇÃO identifica uma situação de perigo que terá como
causa danos materiais se não for evitada.

Tab. 9

copyright by

L 556-1410 / 29031 29
Indicações de segurança, placas Manual de instruções
Placas na máquina

2.1.1 Outras sinaléticas

Nota identifica indicações úteis e dicas.

Tab. 10

2.1.2 Regras e diretrizes adicionais


Cumprir estas regras não significa deixar de cumprir as regras e as determi-
nações adicionais!
Além disso, é necessário respeitar:
– as regras de segurança em vigor no local de utilização da máquina
– os “regulamentos rodoviários”
– as diretrizes estipuladas pelas associações profissionais

2.2 Utilização adequada

1. A pá carregadeira sobre rodas equipada com pá, garfo de carga e garra de


carregamento deve ser utilizada exclusivamente para soltar, elevar, deslocar,
carregar e vazar terra, pedras, rochas partidas ou outros materiais semel-
hantes e para o carregamento dos mesmos em caminhões ou veículos de
transporte semelhantes, navios, esteiras ou sistemas trituradores.
2. Outras utilizações fora desse espetro - p.ex., triturar rochas, cravar estacas,
transportar pessoas, utilização como máquina de tração etc. - são consider-
adas inadequadas.
O fabricante/fornecedor não se responsabiliza pelos danos causados devido a
uma utilização inadequada.
Nesse caso, a responsabilidade é exclusivamente do usuário.
3. Quando a máquina é utilizada em combinação com sistemas de elevação, é
necessário instalar dispositivos de segurança específicos adequados para
essa condição especial.
4. As máquinas de utilização subterrânea (construções subterrâneas e constru-
ções de túneis), em ambientes sem perigo de explosões, devem estar equi-
padas com tecnologias para a redução de gases de combustão (p.ex., filtro de
partículas diesel). Nisso, devem ser respeitados os requisitos nacionais.
5. A utilização adequada abrange também o respeito pelo “Manual de instru-
ções”, bem como as condições de inspeção e manutenção.

2.3 Placas na máquina


LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

A sua máquina possui diversos tipos de placas.


Tipos de placas:
– Placas de segurança
– Placas de advertência
– Placas de características
Os respectivos números de pedido podem ser consultados na lista de peças de
reposição.

copyright by

30 L 556-1410 / 29031
Manual de instruções Indicações de segurança, placas
Placas na máquina

2.3.1 Placas de segurança


O não cumprimento das placas de segurança pode causar ferimentos graves
ou a morte.
As placas de segurança devem ser continuamente verificadas em relação ao
seu estado completo e à sua legibilidade.
As placas de segurança ausentes ou ilegíveis devem ser imediatamente substi-
tuídas.

Fig. 11: Localização - placas de advertência


1 Placa Permanência na área 4 Placa Direção 7 Placa Motor parado
2 Placa Área de articulação 5 Placa Cinto de segurança 8 Placa Água de refrigeração
3 Placa Prevenção de acid- 6 Placa ROPS/FOPS 9 Placa Tensão
entes

Placa Permanência na área

Fig. 12: Placa Permanência na área

Avisa sobre o perigo de acidentes com risco de morte ou lesões muito graves.
Significado: Proibido permanecer na área de perigo!

Placa Área de articulação


LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

Fig. 13: Placa Área de articulação

Avisa sobre o perigo de acidentes com risco de morte ou lesões muito graves.
Significado: Proibido permanecer na área de articulação desprotegida!

copyright by

L 556-1410 / 29031 31
Indicações de segurança, placas Manual de instruções
Placas na máquina

Placa Prevenção de acidentes

Fig. 14: Placa Prevenção de acidentes

Alerta sobre as prescrições de prevenção de acidentes impressas no “manual de


instruções”.
Significado: Ao operar a máquina, é importante respeitar as prescrições de
prevenção de acidentes impressas no manual de instruções!

Placa Direção

Fig. 15: Placa Direção

Avisa sobre o perigo de acidentes com risco de morte ou lesões muito graves.
Significado: Só é possível realizar manobras de direção com o motor diesel
em funcionamento!

Placa Cinto de segurança

Fig. 16: Placa Cinto de segurança

Avisa sobre o perigo de acidentes com risco de morte ou lesões muito graves.
Significado: Antes de colocar a máquina em funcionamento, colocar o cinto
de segurança!
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

copyright by

32 L 556-1410 / 29031
Manual de instruções Indicações de segurança, placas
Placas na máquina

Placa ROPS/FOPS

Fig. 17: Placa ROPS/FOPS

Avisa sobre o perigo de acidentes com risco de morte ou lesões muito graves.
Significado: Não são permitidas quaisquer modificações estruturais (p.ex.,
soldas, furos) na cabine do motorista ROPS/FOPS sem combinação prévia
com o serviço de assistência a clientes da Liebherr.

Placa Motor parado

Fig. 18: Placa Motor parado

Avisa sobre o perigo de acidente com risco de ferimentos muito graves.


Significado: Só abrir com o motor diesel parado!

Placa Água de refrigeração

Fig. 19: Placa Água de refrigeração

Avisa sobre o perigo de queimadura devido a jato de líquido refrigerante com a


possibilidade de ferimentos gravíssimos.
Significado: Abrir a tampa de fechamento no bocal de enchimento apenas
com o motor diesel frio!
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

Placa Tensão

Fig. 20: Placa Tensão

Indica a chave geral da bateria.

copyright by

L 556-1410 / 29031 33
Indicações de segurança, placas Manual de instruções
Placas na máquina

Significado: Quando a chave geral da bateria está ligada, o sistema elétrico


está sob tensão do sistema.

2.3.2 Placas de advertência


As placas de advertência indicam determinados tópicos da operação, manutenção
e das características da máquina.

Fig. 21: Localização - placas de advertência


1 Placa Plano de lubrificação 7 Placa Fluido hidráulico 13 Placa Extintor de incêndio
(opção)
2 Placa Porcas da roda 8 Placa Radiador 14 Placa Saída de emergência
3 Placa ROPS/FOPS 9 Placa Ponto de fixação 15 Placa Sistema hidráulico de
trabalho
4 Placa Manual de instruções 10 Placa Ponto de encosto e de 16 Placa Tabela da capacidade
elevação de carga (opção)
5 Placa Potência acústica - L WA 11 Placa Velocidade 17 Placa LiDAT (opção)
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

6 Placa Água do limpador de 12 Placa OIL LEVEL 18 Placa Quantidade de enchi-


vidro mento do líquido refrigerante

copyright by

34 L 556-1410 / 29031
Manual de instruções Indicações de segurança, placas
Placas na máquina

Placa Plano de lubrificação

Fig. 22: Placa Plano de lubrificação

Indica os pontos e os intervalos de manutenção referentes aos lubrificantes e


combustíveis da máquina.

Placa Porcas da roda

Fig. 23: Placa Porcas da roda

Refere-se aos intervalos de manutenção indicados no manual de instruções para a


fixação das porcas das rodas.

Placa ROPS/FOPS

Fig. 24: Placa ROPS/FOPS


LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

Indica a capacidade de carga máxima da estrutura de proteção contra capota-


mento.

copyright by

L 556-1410 / 29031 35
Indicações de segurança, placas Manual de instruções
Placas na máquina

Placa Manual de instruções

Fig. 25: Placa Manual de instruções

Indica o local de armazenamento do manual de instruções.

Placa Potência acústica - L WA

Fig. 26: Placa da potência acústica

Indica o nível de pressão acústica L WA da máquina, em decibéis.


O valor pode ser consultado na placa fixada na máquina.

Placa Água do limpa-vidros


LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

Fig. 27: Placa Água do limpa-vidros

Refere-se ao reservatório do líquido de lavagem de vidros.

copyright by

36 L 556-1410 / 29031
Manual de instruções Indicações de segurança, placas
Placas na máquina

Placa Fluido hidráulico

Fig. 28: Placa Fluido hidráulico

Indica o óleo hidráulico no sistema hidráulico.

Placa Radiador

Fig. 29: Placa Radiador

Indica a limpeza do radiador.

Placa Ponto de fixação

Fig. 30: Placa Ponto de fixação

Indica os locais onde cabos podem ser presos à máquina.


LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

copyright by

L 556-1410 / 29031 37
Indicações de segurança, placas Manual de instruções
Placas na máquina

Placa Ponto de encosto e de elevação

Fig. 31: Placa Ponto de encosto e de elevação

Indica os pontos de encosto e de elevação da máquina.

Placa da velocidade

Fig. 32: Placa da velocidade

Refere-se à velocidade de marcha máxima autorizada da máquina.


As indicações válidas para a máquina encontram-se:
– na máquina
– (Para mais informações, consulte: 3.3.3 Marcha, página 119)

Placa OIL LEVEL

Fig. 33: Placa OIL LEVEL


LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

Indica o nível de óleo no tanque hidráulico.

Placa Extintor de incêndio


Este equipamento é opcional.

copyright by

38 L 556-1410 / 29031
Manual de instruções Indicações de segurança, placas
Placas na máquina

Fig. 34: Placa Extintor de incêndio

Alerta para um extintor de incêndio existente na cabine do motorista.

Placa Saída de emergência

Fig. 35: Placa da saída de emergência

Indica a saída de emergência no vidro direito da cabine do motorista.

Placa Sistema hidráulico de trabalho

Fig. 36: Placa Sistema hidráulico de trabalho

Indica as direções de acionamento da alavanca de operação.


LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

Placa Tabela da capacidade de carga


Este equipamento é opcional.

copyright by

L 556-1410 / 29031 39
Indicações de segurança, placas Manual de instruções
Placas na máquina

Fig. 37: Placa Tabela da capacidade de carga

Alerta para os valores da capacidade de carga a serem respeitados durante a


operação com garfo de carga.
Os valores da capacidade de carga indicados na placa referem-se à máquina com
pneus standard.

Placa LiDAT
Este equipamento é opcional.

Fig. 38: Placa LiDAT

LiDAT é um programa de transferência e de localização de dados para máquinas


Liebherr e máquinas de outros fabricantes.

Placa Quantidade de enchimento do líquido refriger-


ante
Este equipamento é opcional.

Fig. 39: Placa Quantidade de enchimento do líquido refrigerante


LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

Indica a quantidade de enchimento do líquido refrigerante.

2.3.3 Placas de características


A máquina e as peças como p.ex., o motor diesel, a caixa de câmbio, os eixos,
etc., possuem uma placa de características.

copyright by

40 L 556-1410 / 29031
Manual de instruções Indicações de segurança, placas
Indicações de segurança

Fig. 40: Localização - placas de advertência


1 Placa de características -
máquina

Placa de características - máquina

Fig. 41: Placa de características

Dados na placa de características:


– PIN
– Tipo
– Ano de fabricação
– Potência nominal do motor
– Velocidade máxima
– Peso de operação
– Carga axial dianteira permitida
– Carga axial traseira permitida
As indicações sobre o peso total admissível e sobre as cargas axiais admissíveis
referem-se ao funcionamento da máquina durante a circulação em vias públicas.

2.4 Indicações de segurança


LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

2.4.1 Indicações gerais de segurança


1. Antes de colocar a máquina em funcionamento, você tem de estar familiari-
zado com o “Manual de instruções”.
Você tem de se certificar de que possui, leu e entendeu as instruções adicio-
nais referentes a eventuais equipamentos adicionais instalados na sua
máquina.
2. A máquina só pode ser operada, mantida ou reparada por pessoal expressa-
mente autorizado a realizar esses trabalhos.
Respeite a idade mínima autorizada por lei!

copyright by

L 556-1410 / 29031 41
Indicações de segurança, placas Manual de instruções
Indicações de segurança

3. Contrate exclusivamente pessoal treinado ou instruído e estipule claramente


as responsabilidades dos trabalhadores para a operação, equipamento,
manutenção e reparo da máquina.
4. Determine com precisão a responsabilidade do motorista da máquina
(também quanto aos regulamentos rodoviários) e permita que ele se oponha a
ordens de terceiros que possam pôr em risco a segurança.
5. O pessoal em treino, formação, fase de aprendizagem ou à experiência só
deve operar a máquina sob observação constante de uma pessoa experiente.
6. Controle regularmente se os trabalhadores operam com segurança e cuidado,
respeitando o “Manual de instruções” .
7. Utilize vestuário de trabalho adequado durante o trabalho na máquina ou com
a máquina.
Evite usar anéis, relógios de pulso, gravatas, cachecóis, casacos abertos,
roupas folgadas, etc. Tudo isso pode criar perigos, porque a pessoa pode ficar
presa ou ser puxada.
Determinados trabalhos exigem os seguintes equipamentos: óculos de
proteção, sapatos antiderrapantes, capacete, luvas, colete refletor, proteção
dos ouvidos...
8. Você tem de se informar junto do responsável pela construção sobre as
prescrições de segurança específicas existentes na obra.
9. Ao subir ou descer da máquina, nunca se apoie na coluna da direção, no
console de comandos ou nas manetes de operação.
Pois, caso contrário, poderão ocorrer movimentos imprevistos da máquina
que podem causar acidentes graves.
10. Nunca salte da máquina. Para subir ou descer, utilize sempre os degraus,
corrimãos e rampas existentes.
11. Mantenha os degraus, as escadas e os corrimãos livres de óleo, gordura,
lama. Deste modo, você evita o perigo de escorregar, tropeçar ou cair.
12. Você tem de se familiarizar com a saída de emergência na porta direita da
cabine e/ou no vidro traseiro.
13. Se não existirem instruções em contrário, realize os trabalhos de manutenção
e reparo do seguinte modo.
Procedimento:
• Posicione a máquina sobre solo plano e firme e baixe o equipamento de
trabalho até ao solo.
• Coloque todas as manetes de operação em posição neutra.
• Desligue o motor e retire a chave de contato.
14. Antes de qualquer trabalho no circuito hidráulico, você tem de adicionalmente
pressionar a função de pressão para o bloqueio do sistema hidráulico de
trabalho e simultaneamente acionar todos os aparelhos de comando auxiliar
(manete de comutação de inversão e pedais) nas duas direções, para liberar
a pressão motriz e as pressões dinâmicas existentes nos circuitos de trabalho.
Em seguida, liberte a pressão interna do tanque.
15. Antes de abandonar o banco do motorista, bloqueie o sistema hidráulico de
trabalho contra acionamento involuntário.
Execute o bloqueio do sistema hidráulico de trabalho segundo as instruções
do “Manual de instruções”.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

16. Fixe todas as peças soltas da máquina.


17. Nunca coloque uma máquina em funcionamento sem ter realizado uma
inspeção rigorosa à mesma, certificando-se de que as placas de advertência
estão nos devidos lugares e estão suficientemente legíveis.
18. Respeite todas as placas com as indicações de perigo e de segurança.
19. Quando a máquina for utilizada para objetivos especiais, ela deve ser equi-
pada com dispositivos de segurança específicos. Neste caso, só inicie o
trabalho quando todos estes dispositivos estiverem montados e prontos a
funcionar.

copyright by

42 L 556-1410 / 29031
Manual de instruções Indicações de segurança, placas
Indicações de segurança

20. Sem autorização do fornecedor, nunca efetue alterações na estrutura da


máquina que possam provocar uma redução da segurança. A mesma regra
se aplica à montagem e ao ajuste de dispositivos e válvulas de segurança,
assim como às soldas em peças de suporte.
21. Evite a permanência na proximidade do motor diesel em funcionamento. As
pessoas portadoras de um pace-maker não podem permanecer junto do
motor diesel em funcionamento (distância mínima 50 cm).
22. Não toque nos componentes condutores de tensão elétrica na conexão
elétrica das bombas injetoras comandadas por válvulas solenóides (unit
pumps) com os motores diesel em funcionamento.

2.4.2 Instruções para evitar esmagamentos e queimaduras


1. Nunca trabalhe debaixo da máquina enquanto esta não estiver solidamente
assentado no solo ou apoiada.
2. Nunca utilize cordas ou correntes danificadas ou de capacidade de carga
insuficiente.
Use luvas de proteção durante o manuseio de cabos metálicos.
3. Ao trabalhar no equipamento, nunca alinhe orifícios com os dedos, mas sim
com um mandril adequado.
4. Enquanto o motor estiver funcionando, tenha cuidado para que nenhum objeto
entre em contato com o ventilador.
Os objetos caídos ou salientes dentro da hélice serão lançados para fora ou
destruídos, podendo danificar a hélice.
5. O sistema de refrigeração do motor está quente e sob pressão quando
alcança a temperatura de serviço.
Evite entrar em contato com os componentes condutores da água de refriger-
ação.
Perigo de queimaduras.
6. Verifique somente o nível da água de refrigeração quando a tampa de fecha-
mento do reservatório de expansão estiver suficientemente fria para que
possa ser tocada.
Abra a tampa com cuidado, para primeiro evacuar o excesso de pressão.
7. O óleo do motor e do sistema hidráulico estão quentes quando alcançam a
temperatura de operação.
Evite o contato da pele com óleo quente ou componentes condutores de óleo.
8. Ao trabalhar na bateria, use óculos e luvas de proteção.
Evite faíscas e chamas abertas.
9. Nunca permita que a pá carregadeira ou outros equipamentos de trabalho
sejam posicionados manualmente.
10. Durante os trabalhos no espaço do motor, bloqueie as portas do capô contra
fechamento involuntário utilizando os suportes para este fim.
11. Antes de colocar a máquina em funcionamento, feche e tranque as portas do
capô do motor e a tampa da caixa da bateria.
12. Nunca se deite debaixo da máquina quando esta estiver suspensa com auxílio
do equipamento de trabalho e sem que o carro inferior esteja solidamente
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

apoiado sobre estruturas de madeira.


13. Evite o contato com superfícies e líquidos quentes. Existe o perigo de queima-
duras.

2.4.3 Instruções para evitar riscos de incêndio e explosão


1. Ao abastecer o veículo com combustível, o motor deve estar desligado.
Desligue eventuais aquecedores instalados.
2. Ao recarregar as baterias e abastecer o veículo com combustível, não fume e
evite chamas abertas.

copyright by

L 556-1410 / 29031 43
Indicações de segurança, placas Manual de instruções
Indicações de segurança

3. Acione o motor sempre de acordo com as instruções do “Manual de instru-


ções”.
4. Verifique o sistema elétrico.
Elimine imediatamente todos os defeitos como cabos soltos, cabos gastos ou
lâmpadas e fusíveis queimados.
5. Nunca transporte líquidos inflamáveis em cima da máquina fora dos tanques
previstos.
6. Verifique periodicamente se não existem problemas de estanqueidade ou
danificação em cabos, mangueiras e apertos.
7. Em caso de falta de estanqueidade, substitua imediatamente as peças danifi-
cadas.
As fugas de óleo em pontos incorretamente vedados podem rapidamente
causar incêndios.
8. Você tem de se certificar de que todos os suportes e placas de proteção
contra vibrações, atrito e acumulação térmica se encontram corretamente
instalados.
9. O piloto de partida a frio (éter) é especialmente inflamável!
Nunca utilize o piloto de partida a frio à base de éter na proximidade de fontes
de calor, chamas abertas (p.ex., cigarros) ou em lugares mal ventilados.
10. Durante a partida do motor diesel com sistema de aquecimento ou sistema de
incandescência, não utilize ajudas de partida à base de éter!
Caso contrário, existe “PERIGO DE EXPLOSÃO”!
11. Você tem de se familiarizar com a operação e localização dos extintores de
incêndio e se informar sobre os postos locais do corpo de bombeiros e as
possibilidades de combate a incêndio.

2.4.4 Medidas de segurança para a colocação em funciona-


mento
1. Antes de colocar a máquina em funcionamento, realize uma inspeção rigorosa
em volta da máquina.
2. Verifique se a máquina apresenta pinos soltos, fendas, corrosão, folgas ou
sinais de vandalismo.
3. Nunca utilize uma máquina danificada.
4. Elimine imediatamente os danos.
5. Você tem de se certificar de que todos os capôs e tampas estão fechados e
bloqueados. Verifique se existem todas as placas de advertência e de aviso.
6. Mantenha os vidros e pára-brisas limpos, assim como os retrovisores externos
e interno, e tranque as portas e as janelas contra movimentação involuntária.
7. Você tem de se certificar de que não há ninguém a trabalhar debaixo ou em
volta da máquina. Se existirem pessoas perto da máquina, avise as mesmas
antes de colocar a máquina em funcionamento.
8. Depois de entrar na cabine do motorista, ajuste o banco, os retrovisores
externos e interno, a manete de operação e o cinto de segurança de maneira
a poder trabalhar confortavelmente.
9. Durante a operação da máquina, os dispositivos de isolamento acústico
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

devem estar em posição de proteção.

2.4.5 Precauções de segurança durante a partida


1. Antes de efetuar a partida, verifique se todas as lâmpadas e os instrumentos
de controle estão em perfeito estado de funcionamento.
2. Coloque todas as manetes de operação em posição neutra.
3. Antes de efetuar a partida do motor, acione brevemente a buzina para avisar
as pessoas que se encontram nas proximidades da máquina.
4. Proceda à partida da máquina exclusivamente a partir do banco do motorista.

copyright by

44 L 556-1410 / 29031
Manual de instruções Indicações de segurança, placas
Indicações de segurança

5. Se não receber instruções contrárias, efetue a partida do motor de acordo


com as instruções do “Manual de instruções”.
6. Efetue a partida do motor e verifique todos os painéis de indicação e os dispo-
sitivos de controle.
7. Quando a máquina se encontrar em ambientes fechados, efetue a partida
somente se existir ventilação suficiente no local.
Se necessário, abra as portas e as janelas para garantir a circulação de ar
fresco.
8. Coloque o motor e o óleo hidráulico à temperatura de serviço. O óleo a baixas
temperaturas faz com que os comandos reajam lentamente.
9. Verifique se o comando do equipamento está em perfeito estado de funciona-
mento.
10. Conduza a máquina cuidadosamente para o ar livre e então verifique o funcio-
namento dos freios e da direção, assim como, os dispositivos de sinalização e
iluminação.

2.4.6 Instruções para trabalhar em segurança


1. Antes de iniciar os trabalhos, você tem de se familiarizar com as caracterís-
ticas da obra e, também, com as regras especiais e os sinais de aviso.
Os obstáculos na área de trabalho e de circulação, a capacidade de carga do
solo e as barreiras de separação entre a obra e as vias públicas são aspetos
importantes da área em que se vai trabalhar e devem ser atentamente identifi-
cados.
2. Mantenha sempre uma distância de segurança suficiente em relação a
declives, saliências, escarpas e solo instável.
3. Tenha especial atenção às variações na superfície do solo, aos pontos de
visibilidade restrita e às condições meteorológicas instáveis.
4. Você tem de se familiarizar com a posição dos locais e os condutos de abas-
tecimento da obra e trabalhe com especial cuidado na proximidade dos
mesmos. Se necessário, informe as autoridades competentes.
5. Mantenha uma distância suficiente em relação a cabos elétricos expostos ao
ar livre.
Ao trabalhar perto de cabos elétricos expostos ao ar livre, nunca aproxime o
equipamento dos cabos.
• Existe “PERIGO DE VIDA” !
• Você tem de se informar sobre as distâncias de segurança que devem ser
mantidas.
Em caso de contato com cabos condutores de alta-tensão:
• Não abandone a máquina!
• Se possível, conduza a máquina para longe das áreas de perigo.
• Avise as pessoas em volta sobre o perigo de se aproximarem ou se encos-
tarem à máquina.
• Tome providências para que a tensão elétrica seja desligada.
• Saia da máquina somente quando tiver a certeza de que o cabo em que
tocou/danificou não conduz mais eletricidade.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

6. Antes de movimentar a máquina ou trabalhar com ela, verifique sempre onde


os acessórios podem ser depositados em condições seguras para evitar acid-
entes.
7. Respeite os regulamentos rodoviários ao conduzir em vias, caminhos e
praças públicas; se necessário, coloque a máquina em estado de condução
de acordo com os regulamentos.
8. Ao conduzir o veículo no escuro ou em condições de visibilidade reduzida,
ligue os faróis.
9. Nunca transporte pessoas na máquina.
10. Trabalhe unicamente sentado e com o cinto de segurança posto.

copyright by

L 556-1410 / 29031 45
Indicações de segurança, placas Manual de instruções
Indicações de segurança

11. Comunique todas as deficiências de funcionamento ao seu encarregado e


assegure a realização imediata de todas as reparações necessárias.
12. Você tem de se certificar pessoalmente de que ninguém estará exposto a
perigos se colocar a máquina em movimento.
13. Antes de iniciar o trabalho; verifique o sistema de freagem segundo as instru-
ções no “Manual de instruções” .
14. Nunca abandone o banco do motorista enquanto a máquina ainda estiver em
movimento.
15. Nunca deixe de vigiar a máquina enquanto o motor estiver em funcionamento.
16. Ao conduzir a máquina, baixe o equipamento de trabalho para a posição de
transporte e mantenha a carga o mais próximo possível do solo.
17. Evite realizar manobras que possam levar a máquina a perder o equilíbrio.
Mas, se, mesmo assim, a máquina começar a inclinar ou a escorregar lateral-
mente, baixe imediatamente o equipamento de trabalho no solo e conduza a
máquina no sentido da descida.
Sempre que possível, ao trabalhar em declives, conduza a máquina no
sentido da subida ou descida, e não lateralmente em relação à inclinação.
18. Ao trabalhar em terrenos irregulares, escorregadios ou inclinados, conduza
sempre com cuidado.
19. Ao descer terrenos inclinados com a máquina, respeite a velocidade permitida
para não perder o controle da mesma.
Neste caso, o motor deve funcionar em rotação nominal e a velocidade deve
ser reduzida somente com os pedais do acelerador.
Engrene um nível de marcha inferior antes de alcançar o declive e nunca
durante o mesmo.
20. Ao carregar um caminhão, você tem de se certificar de que o motorista saiu
da sua cabine, mesmo quando a mesma dispõe de uma proteção contra
queda de pedras.
21. Utilize sempre os dispositivos de proteção necessários para cada uso especí-
fico da máquina ao realizar trabalhos de demolição, derrube ou operação com
grua.
22. Em terrenos com visibilidade restrita e sempre que for necessário, peça ajuda
a outra pessoa.
Mas, neste caso, siga as instruções de uma única pessoa.
23. A fixação de cargas e a realização de operações com grua devem ser reali-
zadas exclusivamente por pessoas experientes.
O assistente que estiver orientando a manobra deve estar dentro do campo
de visão do motorista ou em distância suficiente para poder existir uma comu-
nicação verbal.

2.4.7 Instruções de segurança para a condução em terrenos


íngremes
1. Ao descer terrenos inclinados com a máquina, nunca conduza na velocidade
máxima para não perder o controle da mesma.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

Velocidades de marcha:
• As velocidades máximas indicadas no “Manual de instruções” nunca
devem ser excedidas!
• Exceder a velocidade máxima significa exceder também os valores autori-
zados para todas as peças rotativas, como as do motor, do eixo de trans-
missão, de todas as engrenagens incluindo os eixos e, por fim, também os
do motor diesel.
2. Por isso, antes de iniciar a descida, engrene um raio de ação de marcha
(mudança) adequado para que possa descer sem expor o motorista, a
máquina e os outros veículos a riscos de acidente.
3. Ao descer um declive, tire o pé do acelerador.

copyright by

46 L 556-1410 / 29031
Manual de instruções Indicações de segurança, placas
Indicações de segurança

2.4.8 Parada segura da máquina


1. Se possível, pare a máquina somente em solo plano e firme.
Se for necessário efetuar uma parada num terreno inclinado, calce e imobilize
a máquina adequadamente.
2. Se a máquina possuir uma direção de articulação, bloqueie a articulação.
Isto é válido para pás carregadeiras sobre rodas equipadas com uma direção
de articulação.
3. Baixe o equipamento de trabalho e prenda a pá ligeiramente no solo.
4. Coloque todas as manetes de operação em posição neutra e bloqueie o freio
de estacionamento.
5. Desligue o motor segundo as instruções do “Manual de instruções” .
6. Antes de abandonar a cabine do motorista, bloqueie o sistema hidráulico de
trabalho.
Execute o bloqueio do sistema hidráulico de trabalho segundo as instruções
do “Manual de instruções”.
7. Feche a máquina corretamente, retire todas as chaves e proteja a máquina
contra utilizações não autorizadas e vandalismo.

2.4.9 Transporte seguro da máquina


1. Utilize somente meios de transporte adequados e equipamentos de elevação
com capacidade de carga suficiente.
2. Estacione a máquina em terreno plano e calce as correntes ou as rodas com
firmeza.
3. Caso necessário, desmonte uma parte do equipamento de trabalho da
máquina para o período de transporte.
4. A rampa que permite subir para o veículo de plataforma rebaixada não deve
possuir uma inclinação superior a 30º e deve ser forrada com placas de
madeira para evitar o deslizamento.
5. Antes de conduzir a máquina sobre a rampa, retire a lama que eventualmente
se encontra nas correntes / rodas.
6. Antes de subir para o veículo de transporte, fixe o chassi superior ao carro
inferior com o pino de retenção.
Procedimento: desnecessário em caso da pá carregadeira sobre rodas.
7. Alinhe cuidadosamente a máquina em relação à rampa de carga.
8. Monte as manetes manuais nos pedais de marcha para um controle mais
preciso da condução.
Procedimento: desnecessário em caso da pá carregadeira sobre rodas.
9. Um assistente deve fornecer ao motorista da máquina as indicações necessá-
rias para a manobra.
Suba cautelosamente a rampa em direção ao veículo de transporte.
10. Mantenha calços de madeira à disposição, para garantir que a máquina não
role para trás enquanto sobe a rampa.
11. Recolha o equipamento de trabalho e suba a rampa de carga.
Durante este movimento, mantenha o equipamento de trabalho sempre
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

próximo da superfície da rampa.


12. Após o processo de carga, baixe o equipamento de trabalho até à superfície
de carga.
Coloque o bloqueio de articulação (válido somente para máquinas com
direção articulada).
13. Fixe a máquina e as diversas peças soltas com correntes e calços para evitar
deslizamentos.
14. Alivie os condutos de pressão e retire a chave de contato, feche as portas da
cabine do motorista e da carroçaria e saia da máquina.
15. Antes de iniciar o transporte, você tem de se informar sobre o trajeto e, em
especial, sobre as limitações quanto à largura, altura e peso.

copyright by

L 556-1410 / 29031 47
Indicações de segurança, placas Manual de instruções
Indicações de segurança

16. Tenha particular atenção ao passar por baixo de pontes e cabos elétricos e ao
atravessar túneis.
17. Ao descarregar, proceda com os mesmos cuidados tomados durante o carre-
gamento.
Procedimento:
• Retire todas as correntes e calços
• Proceda à partida do motor segundo as instruções do “Manual de instru-
ções”
• Desça cuidadosamente pela rampa da superfície de carga
• Mantenha o equipamento de trabalho o mais próximo possível do solo
• Peça ajuda a um assistente que lhe possa dar indicações

2.4.10 Reboque seguro da máquina


1. Observe sempre o procedimento correto de acordo com as instruções do
“Manual de instruções”.
2. A máquina só deve ser rebocada em casos excecionais, p.ex., para ser
retirada de um local perigoso a fim de realizar reparações.
3. Ao puxar ou rebocar, verifique a segurança e a estabilidade de todos os
dispositivos de reboque e de tração.
4. O cabo ou a barra que serão utilizados para o reboque devem possuir resis-
tência suficiente para serem presos nos orifícios do chassi dianteiro e realizar
a tração.
Os danos ou acidentes resultantes do reboque da máquina não serão, em
caso algum, cobertos pela garantia do fabricante.
Instruções para reboque com cabo:
• Durante o reboque, você tem de se certificar de que nenhuma pessoa
permanece nas proximidades do cabo sob tensão.
• Mantenha o cabo esticado e sem dobras.
• Estique o cabo cuidadosamente.
• Um puxão brusco pode partir o cabo.
5. Durante o reboque, mantenha a posição de transporte correta, a velocidade
permitida e o trajeto prescrito.
6. Recoloque a máquina em funcionamento de acordo com as instruções do
“Manual de instruções”.

2.4.11 Medidas para uma manutenção segura


1. Não realize trabalhos de manutenção ou de reparo que não conheça a fundo.
2. Cumpra os prazos para inspeção/controle estipulados no “Manual de instru-
ções”.
Para a realização das medidas de reparo, é fundamental dispor de um equipa-
mento adequado para a tarefa.
3. Consulte o item no final deste “Manual de instruções” para se informar
sobre quem tem ou deve realizar determinados trabalhos.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

Os trabalhos “diários / semanais” listados no plano de manutenção podem


ser realizados pelo condutor da máquina ou pelo pessoal da manutenção.
Os restantes trabalhos devem ser realizados exclusivamente por pessoal
especializado com a respectiva formação técnica.
4. As peças sobressalentes deverão corresponder às exigências técnicas deter-
minadas pelo fabricante. Isso é plenamente assegurado na utilização de
peças originais. As peças de reposição que não correspondem às exigências
técnicas do fabricante podem limitar a segurança e o funcionamento da
máquina.

copyright by

48 L 556-1410 / 29031
Manual de instruções Indicações de segurança, placas
Indicações de segurança

5. Durante os trabalhos de manutenção, use sempre vestuário apropriado. Para


determinados trabalhos é necessário usar óculos de proteção e luvas de
trabalho, além de capacete de proteção e sapatos antiderrapantes.
6. Durante os trabalhos de manutenção, mantenha as pessoas não autorizadas
afastadas da máquina.
7. Se necessário, isole a área onde será realizada a conservação.
8. Antes de iniciar a execução de trabalhos especiais ou de conservação,
informe os operadores da máquina. Nomeie supervisores.
9. Se o “Manual de instruções” não fornecer informações em contrário, todos
os trabalhos de manutenção devem ser realizados em solo plano, firme e com
o motor desligado.
10. Durante os trabalhos de manutenção e conservação, nunca se esqueça de
apertar com firmeza as uniões roscadas soltas.
11. Ao realizar trabalhos de equipamento, manutenção e conservação, muitas
vezes é necessário desmontar dispositivos de segurança. Após a realização
destes trabalhos, efetuar imediatamente a remontagem dos mesmos e veri-
ficar o seu funcionamento.
12. Durante os trabalhos de manutenção, especialmente por baixo da máquina,
coloque uma placa de aviso “NÃO LIGAR” bem visível na ignição. Retire a
chave de contato.
13. Antes da manutenção/reparo, limpe bem a máquina, eliminando óleo,
combustível ou produtos de conservação das conexões e uniões roscadas.
Nunca utilize líquidos de limpeza agressivos. Use panos de limpeza que não
libertem fios.
14. Antes de realizar trabalhos de solda, combustão e de rebardadora, tire o pó e
o material inflamável da máquina e mantenha uma ventilação suficiente.
Caso contrário, existe “PERIGO DE EXPLOSÃO”!
15. Por motivos de segurança e funcionamento, antes de limpar a máquina com
água, jato de vapor (aparelho de limpeza a alta pressão) ou outros produtos
de limpeza, feche ou tape todos os orifícios para impedir a penetração de
água, vapor ou produtos de limpeza.
Especialmente os motores elétricos, as caixas de distribuição e as baterias
estão expostos a esses perigos.
Outros procedimentos:
• Ao limpar a garagem da máquina, você tem de se certificar de que o
sensor térmico dos sistemas de alarme de incêndio e extintores não
entrem em contato com produtos de limpeza. Caso contrário, o sistema de
extinção de incêndios será ativado.
• Após a limpeza, retire todas as tampas e os adesivos utilizados na
vedação.
• Após a limpeza, verifique se não há danos, folgas, ligações soltas e pontos
de atrito nos condutos de combustível, óleo do motor e óleo hidráulico.
• Elimine imediatamente eventuais defeitos verificados.
16. Ao utilizar óleos, graxas lubrificantes e outras substâncias químicas, respeite
as prescrições de segurança válidas para cada produto.
17. Elimine combustíveis e lubrificantes, assim como peças substituídas, de modo
seguro e compatível com a proteção do meio ambiente.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

18. Tenha cuidado ao utilizar combustíveis e lubrificantes quentes (perigo de quei-


maduras).
19. Motores de combustão interna e aquecedores a combustível devem ser oper-
ados unicamente em locais com ventilação suficiente. Antes de efetuar a
partida em locais fechados, garanta uma ventilação suficiente. Respeite as
normas em vigor no respectivo local de utilização.
20. Só realize trabalhos de solda, combustão e de acabamento quando expressa-
mente autorizados. Pode haver, p.ex., perigo de incêndio e explosão.
21. Nunca tente elevar peças pesadas. Para isso, utilize dispositivos de elevação
adequados com uma capacidade de carga suficiente.

copyright by

L 556-1410 / 29031 49
Indicações de segurança, placas Manual de instruções
Indicações de segurança

Procedimento:
• Em caso de troca de peças e componentes grandes e pesados, fixe os
mesmos com firmeza aos equipamentos de elevação.
• Utilize somente equipamentos de elevação adequados em perfeitas condi-
ções técnicas de funcionamento e que disponham de uma capacidade de
carga suficiente.
É proibido permanecer e trabalhar por baixo de cargas suspensas.
22. Nunca utilize cabos danificados ou de capacidade de carga insuficiente. Use
luvas de proteção durante o manuseio de cabos metálicos.
23. A fixação de cargas e as operações com a grua devem ser realizadas exclusi-
vamente por pessoas experientes. A pessoa que estiver a orientar a manobra
deve estar dentro do campo de visão do motorista ou em distância suficiente
para poder existir uma comunicação verbal.
24. Durante os trabalhos de montagem acima da altura do corpo, deverá utilizar,
conforme as normas de segurança, dispositivos de elevação e plataformas de
acesso adequados. Nunca utilize partes da máquina como auxílio para subir.
Em caso de trabalhos de manutenção em alturas elevadas, utilize proteções
contra quedas. Mantenha corrimãos, degraus, patamares, plataformas e
escadas livres de sujeira.
25. Ao executar trabalhos no equipamento (p.ex., troca de dentes), garanta um
apoio seguro. Evite metal sobre metal.
26. Nunca se deite debaixo da máquina quando esta estiver suspensa com auxílio
do equipamento de trabalho e sem que o carro inferior esteja solidamente
apoiado sobre estruturas de madeira.
27. Apoiar a máquina de modo que um eventual deslocamento de peso não preju-
dique a estabilidade, para isso, evite o contato de aço com aço.
28. Trabalhos no mecanismo de translação e nos sistemas de frenagem e de
direção devem ser realizados exclusivamente por pessoal especializado com
formação adequada.
29. Se for necessário reparar a máquina num declive, bloqueie as rodas com
calços. Coloque o equipamento de trabalho em posição de manutenção e
proceda ao bloqueio da articulação.
30. Só pessoal com experiência e conhecimentos específicos sobre sistemas
hidráulicos poderá trabalhar no sistema hidráulico.
31. Utilize luvas protetoras ao localizar pontos com fugas. Um pequeno jato de
líquido sob pressão poderá penetrar na pele.
32. Não solte nenhum conduto hidráulico ou união roscada antes de baixar o
equipamento ao solo e desligar o motor.
Antes de qualquer trabalho no circuito hidráulico, você tem de adicionalmente
pressionar a função de pressão para o bloqueio do sistema hidráulico de
trabalho e simultaneamente acionar todos os aparelhos de comando auxiliar
(manete de comutação de inversão e pedais) nas duas direções, para liberar
a pressão motriz e as pressões dinâmicas existentes nos circuitos de trabalho.
Em seguida, liberte a pressão interna do tanque.
33. Verifique periodicamente se não há problemas de estanqueidade ou danos
evidentes nos condutos de óleo hidráulico, mangueiras e uniões roscadas.
Elimine imediatamente todos os danos. As fugas de óleo podem causar feri-
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

mentos e queimaduras.
34. Antes de iniciar os trabalhos de reparo, elimine a pressão nos componentes
do sistema e condutos de pressão (sistema hidráulico, ar comprimido) que
deverão ser abertos, de acordo com as respectivas instruções.
35. Monte e instale os condutos hidráulicos e de ar comprimido corretamente.
Cuidado para não inverter acidentalmente as ligações. As guarnições, o
comprimento e a qualidade dos tubos flexíveis devem corresponder às
exigências técnicas.
Utilizar somente peças de reposição Liebherr.
36. Substitua as mangueiras do sistema hidráulico nos prazos determinados e
adequados, mesmo quando não parecem existir defeitos.

copyright by

50 L 556-1410 / 29031
Manual de instruções Indicações de segurança, placas
Indicações de segurança

37. Os trabalhos no sistema elétrico devem ser realizados exclusivamente por


eletricistas especializados ou pessoal instruído sob direção e supervisão de
um eletricista especializado, conforme as normas eletrotécnicas.
38. Utilize exclusivamente fusíveis originais com a amperagem prescrita. Em caso
de falhas na alimentação de energia elétrica, desligue imediatamente a
máquina.
39. Inspecione/controle regularmente o equipamento elétrico da máquina. Elimine
imediatamente todos os defeitos, como cabos soltos, cabos gastos/derretidos
ou lâmpadas e fusíveis queimados.
40. Quando for necessário realizar trabalhos em componentes condutores de
tensão elétrica, encarregue uma segunda pessoa para, em caso de emer-
gência, acionar o interruptor geral e o interruptor de emergência com disparo
de tensão. Isole a área de trabalho com uma faixa de segurança em branco e
vermelho e com uma placa de aviso. Utilize exclusivamente ferramentas isola-
doras de tensão.
41. Ao realizar trabalhos em componentes de alta tensão, após se ter liberado a
tensão, conecte o cabo de alimentação na massa e coloque os componentes,
p.ex., condensadores, com uma haste de ligação à terra em curto-circuito.
42. Primeiro verifique se as peças estão livres de tensão e, em seguida, ligue as
mesmas à terra e em curto-circuito. Isole peças vizinhas que estejam sob
tensão.

2.4.12 Instruções de segurança para trabalhos de manu-


tenção na máquina com reservatórios hidráulicos
1. Todos os trabalhos nas conexões hidráulicas e pneumáticas do reservatório
de membrana só podem ser realizados por técnicos com qualificação
adequada.
No caso de montagem e manuseio inadequado poderão ocorrer acidentes
graves.
Antes dos trabalhos nas unidades hidráulicas, a pressão do sistema hidráulico
tem de ser liberada.
No reservatório de membrana não se deve soldar ou realizar trabalhos mecâ-
nicos.
Perigo de explosão durante os trabalhos de solda!
Perigo de ruptura e perda da autorização de trabalho para processamento
mecânico.
Os tanques hidráulicos só podem ser cheios com nitrogênio e não com
oxigênio ou ar, “Perigo de explosão”!
O corpo do reservatório pode aquecer, perigo de queimaduras.
Os reservatórios de membrana danificados durante o transporte não podem
ser colocados em funcionamento.
Antes da colocação em funcionamento, os novos reservatórios de membrana
têm de ser cheios com nitrogênio. As tampas de fechamento do lado do
líquido têm de ser removidas.
Os dados de serviço mín./máx. estão assinalados de modo permanente no
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

reservatório de membrana. A inscrição tem de ser mantida sempre visível.

2.4.13 Instruções de segurança para trabalhos de solda na


máquina
1. Respeitar o seguinte modo de procedimento para trabalhos de soldadura na
máquina:
• Desligar a ignição.
• Desligar a chave geral da bateria (se existente).

copyright by

L 556-1410 / 29031 51
Indicações de segurança, placas Manual de instruções
Indicações de segurança

• Aproximar a massa do aparelho de soldar o mais possível do local de


soldadura.
• Trabalhos de soldadura a realizar somente por pessoal especializado
autorizado.

2.4.14 Instruções de segurança para trabalhos no equipa-


mento
1. Nunca trabalhe debaixo da máquina enquanto esta não estiver solidamente
assentado no solo ou apoiada.
2. Durante a troca de peças do equipamento (placa, lâminas, dentes, etc. . . )
evite que os apoios assentem metal sobre metal.
3. Nunca tente elevar peças pesadas. Para isso, utilize dispositivos de elevação
adequados com uma capacidade de carga suficiente.
4. Ao manejar cabos metálicos, use sempre luvas de trabalho!
5. Não solte nenhum conduto hidráulico ou união roscada antes de baixar o
equipamento ao solo e desligar o motor.
Antes de qualquer trabalho no circuito hidráulico, você tem de adicionalmente
pressionar a função de pressão para o bloqueio do sistema hidráulico de
trabalho e simultaneamente acionar todos os aparelhos de comando auxiliar
(manete de comutação de inversão e pedais) nas duas direções, para liberar
a pressão motriz e as pressões dinâmicas existentes nos circuitos de trabalho.
Em seguida, liberte a pressão interna do tanque.
6. Ao terminar os trabalhos, você tem de se certificar de que todos os condutos e
uniões rosqueadas foram novamente conectados e apertados.
7. Ao perfurar ou prender cavilhas e pinos de aço de têmpera superficial, há
grande perigo de ferimento devido a estilhaços de metal.
Use luvas de trabalho e óculos de proteção.
Sempre que possível, utilize ferramentas especiais (como punções, extra-
tores, . . ).

2.4.15 Prescrições de segurança para carregar a máquina


com grua
1. Baixe o equipamento de trabalho e recolha o equipamento de carga até ao
ponto de encosto.
2. Coloque o bloqueio de articulação (válido somente para máquinas com
direção articulada).
3. Coloque todas as manetes de operação em posição neutra e bloqueie o freio
de estacionamento.
4. Desligue o motor segundo as instruções do “Manual de instruções” .
5. Antes de abandonar a cabine do motorista, bloqueie o sistema hidráulico de
trabalho.
Execute o bloqueio do sistema hidráulico de trabalho segundo as instruções
do “Manual de instruções”.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

6. Feche adequadamente todas as portas, tampas e capôs da máquina.


7. A fixação de cargas e a realização de operações com grua devem ser reali-
zadas exclusivamente por pessoas experientes. O assistente que estiver a
orientar a manobra deve estar dentro do campo de visão do motorista ou em
distância suficiente para poder existir uma comunicação verbal.
8. Prenda os cabos na máquina através dos encaixes/orifícios previstos.
9. Observe o comprimento suficiente dos cabos.
10. Eleve a máquina cuidadosamente.
11. ATENÇÃO! É proibido permanecer sob a máquina em suspensão.
12. Recoloque a máquina em funcionamento segundo as instruções do “Manual
de instruções”.

copyright by

52 L 556-1410 / 29031
Manual de instruções Indicações de segurança, placas
Indicações de segurança

2.4.16 Manutenção segura das mangueiras hidráulicas e


tubos flexíveis
1. É proibido realizar reparações em mangueiras e tubos flexíveis hidráulicos!
2. Todas as mangueiras, tubos flexíveis e uniões roscadas devem ser regular-
mente verificadas, ao menos uma vez por ano, para a identificação de fugas e
danos evidentes!
Elimine imediatamente todas as peças danificadas! As fugas de óleo podem
causar ferimentos e queimaduras.
3. Mesmo com um armazenamento apropriado e uma utilização correta, os
tubos e as mangueiras estão sujeitos a um envelhecimento natural. Por isto, a
sua vida útil é restrita.
4. O armazenamento impróprio, danificações mecânicas e a utilização incorreta
são as causas mais freqüentes de acidentes.
5. O tempo de utilização de uma mangueira não deve exceder seis anos,
incluindo um período de armazenamento de, no máximo, dois anos (observe a
data de fabricação nas mangueiras).
6. A utilização no limite do esforço permitido pode reduzir a duração de utilização
(p.ex., temperaturas extremas, movimentação freqüente, freqüência de pulsos
extremamente elevada, trabalhos em vários turnos).
7. Substitua as mangueiras e tubos flexíveis se, durante a inspeção, foram dete-
tados os seguintes critérios:
Critérios:
• Danos da camada externa até à camada intermédia (p.ex., pontos de
frição, cortes e roturas)
• Fragilização da camada externa (fendas no material da mangueira)
• Deformação que não corresponde à forma natural dos tubos e mangueiras,
tanto em estado sob pressão como isento de pressão, ou flexões, p.ex.,
separação de camadas, formação de bolhas
• Fugas
• Não cumprimento das exigências de instalação
• Danos ou deformações na guarnição da mangueira, reduzindo assim a
estabilidade da guarnição ou do ligamento entre mangueira e guarnição
• Deslocamento da mangueira para fora da guarnição
• Corrosão da guarnição, reduzindo assim a estabilidade do funcionamento
• Período de armazenamento e de vida útil excedido
8. Ao substituir mangueiras e tubos flexíveis, utilize somente peças de reposição
originais.
9. Monte e instale as mangueiras e os tubos flexíveis corretamente. Cuidado
para não inverter acidentalmente as ligações.

2.4.17 Estrutura de proteção contra capotamento (ROPS) e


proteção contra queda de pedras (FOPS)
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

A máquina está equipada com uma cabine do motorista, que protege o motorista
contra o capotamento (ROPS) e a queda de objetos (FOPS).

Evitar acidentes
Podem surgir situações de perigo, consoante o uso e método de trabalho, mesmo
com o dispositivo de proteção intato. Evite qualquer método de trabalho não
seguro.

copyright by

L 556-1410 / 29031 53
Indicações de segurança, placas Manual de instruções
Indicações de segurança

Observação
Peso total da máquina!
u Na montagem de ferramentas de montagem e equipamentos, garantir que o
peso da máquina está abaixo do peso para o qual a estrutura de proteção
contra capotamento foi certificada. A função de proteção da estrutura contra
capotamento não é mais garantida em caso de ultrapassagem do peso total
máximo admissível da máquina (veja a chapa de identificação).

As seguintes alterações na máquina podem provocar a ultrapassagem do peso


total máximo admissível:
– Uso de ferramentas de montagem pesadas
– Substituição do equipamento de trabalho
– Acrescentos ou transformações na máquina
Uma máquina com o sistema de proteção da cabine danificado (ROPS, FOPS)
não pode ser colocada em funcionamento.
As danificações na cabine do motorista podem ser causadas pelos trabalhos e
eventos seguintes:
– Trabalhos de soldadura, corte ou perfuração de orifícios
– Colocação de dispositivos de fixação
– Deformações após um acidente
– Queda de objetos
São proibidas alterações estruturais ou reparos de qualquer tipo.

Evitar lesões
A estrutura de proteção contra capotamento da cabine do motorista protege-o
somente se ele usar o cinto de segurança.
Quaisquer alterações dentro da cabine do motorista, por ex., devido à montagem
de acessórios, não podem limitar o espaço de trabalho do motorista.
Os objetos que se encontram na cabine do motorista não podem invadir o espaço
de trabalho do motorista. Os objetos soltos devem ser guardados em segurança.

2.4.18 Componentes do equipamento e acessórios


1. Os componentes do equipamento de trabalho e os acessórios de outros fabri-
cantes, ou peças para montagem e desmontagem em geral, que não tenham
sido previamente autorizados pela LIEBHERR, não devem ser instalados na
máquina sem a autorização escrita expressa da LIEBHERR.
2. Para esse efeito, é necessário apresentar a respectiva documentação técnica
à LIEBHERR.
3. Durante a montagem e instalação de um equipamento ou dos pneus, o posi-
cionamento seguro da máquina tem de ser verificado e assegurado segundo a
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

EN 474.
(Para mais informações, consulte: 1.2 Dados técnicos, página 16)

2.4.19 Proteção de vibrações


1. Geralmente, as cargas oscilantes nas máquinas de construção móveis são o
resultado do tipo de aplicação.
Em especial, os seguintes parâmetros têm uma influência significativa:
• Condições do terreno; irregularidades e covas.

copyright by

54 L 556-1410 / 29031
Manual de instruções Indicações de segurança, placas
Indicações de segurança

• Técnicas de funcionamento; velocidade, direção, freios, comando dos


elementos de comando da máquina durante a marcha, bem como durante
o trabalho.
2. Em grande medida, é o motorista da máquina que determina as cargas oscil-
antes atuais, pois é também ele que seleciona a velocidade, o controle da
caixa de velocidades, o modo de funcionamento e o trajeto.
A partir daqui, forma-se uma vasta gama de diferentes cargas oscilantes para
o mesmo tipo de máquina.
3. A carga vibratória do corpo total para o motorista da máquina pode ser redu-
zida quando são respeitadas as seguintes recomendações:
• Selecionar a máquina adequada, peças de equipamento e aparelhos
adicionais para a respectiva tarefa.
• Utilizar uma máquina que esteja equipada com um banco adequado (isto
é, um banco para máquinas de construção térrea, correspondente à EN
ISO 7096).
• Manter o banco seguro e ajustá-lo de modo que o ajuste do banco e o
amortecimento deve-se orientar pelo peso e a altura do motorista
• Verificar regularmente o amortecimento e os mecanismos de ajuste do
banco e certifique-se de que estas propriedades do banco são mantidas de
acordo com as indicações do fabricante do banco.
• Verificar o estado de manutenção da máquina, em especial, quanto a:
pressão dos pneus, freios, direção, ligações mecânicas, etc.
• Não manobrar, frenar, acelerar e ligar, nem carregar os equipamentos de
trabalho da máquina repentinamente.
• Adaptar a velocidade da máquina ao trajeto para reduzir a carga vibratória.
Estrangular a velocidade quando conduzir em terreno acidentado.
Afastar-se dos obstáculos e evitar um terreno acidentado demais.
• Manter as propriedades do terreno, no qual a máquina está em funciona-
mento, em bom estado
Eliminar as pedras grandes e obstáculos do terreno.
Abastecer as calhas e orificios.
Manter máquinas à disposição e calcular o tempo suficiente para a criação
e conservação das condições de terreno adequadas.
• Nas distâncias maiores (p.ex. em vias públicas), conduzir com velocidade
apropriada (média).
• Para as máquinas, com as quais a circulação é um tipo de utilização
frequente, utilizar sistemas adicionais especiais (se disponível) durante a
circulação, os quais possibilitam uma redução de vibração para este tipo
de utilização.
Se estes sistemas adicionais não estiverem disponíveis, regular a veloci-
dade para evitar uma “Oscilação” da máquina.

2.4.20 Ver e ser visto

Campo de visão
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

Você como motorista se apercebe da maioria das informações para seu trabalho
de modo ótico. Somente com uma visão suficiente durante a condução e o
trabalho, você poderá minimizar os possíveis perigos para si e para os outros.
Utilize os auxílios visuais montados na máquina, como por ex. espelho e câmeras.
Considere as limitações do campo de visão e aos ângulos mortos.
As prescrições nacionais para o manuseamento da visão na cabine do motorista
devem ser respeitadas. Para países do Espaço Económico Europeu, a norma ISO
5006:2006 - Métodos de medição e de avaliação para o campo de visão do motor-
ista. Neste caso, o campo de visão é testado com equipamento standard. As alter-
ações na máquina, tais como, p.ex., montagem de componentes, não podem influ-
enciar o campo de visão do motorista. Quando existirem alterações que compro-

copyright by

L 556-1410 / 29031 55
Indicações de segurança, placas Manual de instruções
Indicações de segurança

metem o campo de visão é necessário realizar um teste de acordo com a ISO


5006:2006 ou conforme as prescrições em vigor no local de intervenção. É preciso
tomar medidas concernes dependendo do resultado do teste. O motorista tem de
ser informado sobre estas alterações.

Medidas durante e depois do funcionamento


• Assegurar que as pessoas entrem em contacto com o motorista antes de se
aproximarem da máquina.
• Verificar os auxílios visuais quanto a funcionamento, limpeza e ajuste
correto.
• Ajustar os auxílios visuais por forma a que esteja garantida a melhor visão
periférica.
• Limpar de imediato os auxílios visuais e os vidros quando a sujeira influ-
encia a visão.
• Reparar ou mandar substituir os auxílios visuais com defeito.
• Não utilizar os quebra-sóis quando estes limitam a visão.
• Observar sempre o meio ambiente para reconhecer atempadamente os
potenciais riscos.
• Se possível, evitar a condução de marcha ré.
• Preferir a visão direta: planejar o trabalho por forma a que a visão para a
área de trabalho não seja limitada por obstáculos.
• Em caso de atividades com visão limitada ou em caso de auxílios visuais
com defeito, geralmente trabalhar com um instrutor. Combinar sinais de
mãos, em caso de tarefas difíceis, criar adicionalmente uma comunicação
verbal (p.ex., por meio de rádio).
• Utilizar iluminação em caso de maus pontos de visibilidade e de acordo com
as prescrições em vigor.

LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

copyright by

56 L 556-1410 / 29031
3 Operação, funcionamento

3.1 Elementos de operação e controle

3.1.1 Local do motorista


LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

Fig. 42: Local do motorista


1 Bocais de saída “aqueci- 10 Volante 19 Barra de interruptores
mento/ventilação/ar-condicio-
nado”
2 Espelho interior 11 Cubo do volanteAjuste da 20 Unidade de comando “aque-
altura do volante (opção) cimento/ventilação/ar-condi-
cionado”
3 Quebra-sol 12 Alavanca Ajuste da distância 21 Contador das horas de
do volante funcionamento (opção)
4 Display 13 Pedal do acelerador 22 Tomada “Isqueiro”
Continuação da legenda, veja a página seguinte

copyright by

L 556-1410 / 29031 57
Operação, funcionamento Manual de instruções
Elementos de operação e controle

5 Instalação do rádio 14 Apoio ajustável do braço 23 Ficha de diagnóstico


6 Barra de interruptores 15 Alavanca de operação 24 Caixa de fusíveis
7 Iluminação interior 16 Alavanca de operação 25 Banco do motorista
adicional (opção)
8 Pedal de freio de marcha 17 Unidade de comando
gradual
9 Interruptor na coluna da 18 Botão de partida
direção

LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

copyright by

58 L 556-1410 / 29031
Manual de instruções Operação, funcionamento
Operação

3.2 Operação

3.2.1 Chave geral da bateria


Para poder colocar a máquina em funcionamento, a chave geral da bateria tem de
estar ligada. Esta está situada atrás, à direita no espaço do motor.

Fig. 43: Chave geral da bateria


1 Chave geral da bateria 3 Posição“LIG.”
2 Posição“DESL.”

3.2.2 Bloqueio da articulação


O bloqueio da articulação estabelece uma conexão fixa entre o chassi dianteiro e
traseiro. Já não é possível efetuar uma função de direção.

AVISO
Perigo de esmagamento na área de articulação!
u Colocar ou soltar o bloqueio da articulação somente com o motor diesel desli-
gado.

Colocar o bloqueio da articulação


LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

Fig. 44: Colocar o bloqueio da articulação


1 Contrapino 4 Barra de bloqueio
2 Cavilha a Bloqueio da articulação colocado
3 Dispositivo de fixação b Bloqueio da articulação solto

copyright by

L 556-1410 / 29031 59
Operação, funcionamento Manual de instruções
Operação

u Remover o contrapino 1.
u Remover a cavilha 2.
u Colocar a barra de bloqueio 4 no dispositivo de fixação 3.
u Introduzir a cavilha 2 e fixar com o contrapino 1.
Se não for possível introduzir a cavilha 2:
u Colocar a máquina em funcionamento e colocar a barra de bloqueio 4 na
posição correta com um movimento cuidadoso de direção.
u Desligue o motor diesel.
u Introduzir a cavilha 2 e fixar com ocontrapino 1.

Soltar o bloqueio da articulação

Fig. 45: Soltar o bloqueio da articulação


1 Contrapino 4 Barra de bloqueio
2 Cavilha a Bloqueio da articulação colocado
3 Dispositivo de fixação b Bloqueio da articulação solto
u Remover o contrapino 1.
u Remover a cavilha 2.
u Colocar a barra de bloqueio 4 no dispositivo de fixação 3.
u Introduzir a cavilha 2 e fixar com o contrapino 1.

3.2.3 Entrada
Entrar e sair da máquina, utilizando somente os meios de acesso previstos.
O acesso e a saída da cabine do motorista devem ser feitos unicamente pela porta
esquerda.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

A janela direita existe como janela com abertura.


Você tem de se familiarizar com a saída de emergência na porta direita ou no
vidro traseiro. (Para mais informações, consulte: 3.2.5 Saída de emergência,
página 64)

copyright by

60 L 556-1410 / 29031
Manual de instruções Operação, funcionamento
Operação

Fig. 46: Entrada

AVISO
Perigo de ferimento devido a queda ou salto da máquina!
u Para subir ou descer, utilize sempre os degraus, corrimãos e rampas previstos.
u Nunca salte da máquina.

AVISO
Perigo de ferimento devido a movimentos imprevistos da máquina!
Existe perigo com a porta da cabine do motorista aberta e motor diesel em funcio-
namento.
u Ao subir ou descer da máquina, nunca se apoie na coluna da direção, no
console de comandos ou nas alavancas de operação.

Entrar na cabine do motorista

Fig. 47: Entrar na cabine do motorista


LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

1 Porta da cabine do motorista 3 Punho da porta


2 Fechadura 4 Amortecedor a gás
u Abrir a fechadura 2 com a chave de contato.
u Pressionar a fechadura 2 para dentro, abrir a porta da cabine do motorista 1
com o punho da porta 3.
w A porta da cabine do motorista é aberta pelo amortecedor a gás 4 e mantida
na posição.
u Entre na cabine do motorista.
u Fechar novamente a porta da cabine do motorista.

copyright by

L 556-1410 / 29031 61
Operação, funcionamento Manual de instruções
Operação

Sair da cabine do motorista

Fig. 48: Sair da cabine do motorista


1 Porta da cabine do motorista 2 Alavanca Dispositivo de abertura
da porta
u Abrir a porta da cabine do motorista 1 com a alavanca 2.
w A porta da cabine do motorista é aberta pelo amortecedor a gás e (consulte:
fig. 47, página 61) mantida na posição.
u Sair da cabine do motorista e fechar a porta.
u Fechar eventualmente com a chave de contato.

3.2.4 Janela com abertura


A janela com abertura direita pode ser aberta parcial ou completamente. A janela
com abertura esquerda é montada de forma opcional.

LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

copyright by

62 L 556-1410 / 29031
Manual de instruções Operação, funcionamento
Operação

Abrir a janela com abertura direita

Fig. 49: Abrir a janela com abertura direita


1 Amortecedor a gás 3 Alavanca Dispositivo de abertura
da janela
2 Janela com abertura
Se você abrir parcialmente a janela com abertura:
u Rodar a alavanca 3 para cima e girar para aposição b.
w A janela com abertura está parcialmente aberta.
Se você abrir completamente a janela com abertura:
u Rodar a alavanca 3 para cima.
w O amortecedor a gás abre completamente a janela com abertura.
Se você fechar novamente a janela com abertura:
u Colocar a alavanca 3 na posição inicial a.

Abrir a janela com abertura esquerda


Este equipamento é opcional.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

copyright by

L 556-1410 / 29031 63
Operação, funcionamento Manual de instruções
Operação

Fig. 50: Abrir a janela com abertura esquerda


1 Alavanca Dispositivo de abertura 3 Janela com abertura
da janela
2 Alavanca Suporte da janela 4 Suporte da aberta
u Bascular a alavanca 1 para cima.
u Abrir a janela com abertura 3 e engrenar no suporte da janela 4.
Se você fechar novamente a janela com abertura:
u Com a alavanca 2 desbloquear a janela com abertura e pressionar até o
encosto.
u Deslocar a alavanca 1 por meio do pino de retenção e bascular para baixo.
w A janela com abertura está fechada.

3.2.5 Saída de emergência

Fig. 51: Saída de emergência

O vidro direito da cabine do motorista (janela com abertura) está previsto como
saída de emergência, devendo ser utilizado como tal em caso de uma emer-
gência.
Antes de colocar a máquina em funcionamento, verificar se é possível sair pela
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

saída de emergência.

AVISO
Perigo de acidente com o motor diesel ligado!
Coloque as funções de marcha e trabalho fora de funcionamento ao sair da cabine
do motorista.
u Desligue o motor diesel.

copyright by

64 L 556-1410 / 29031
Manual de instruções Operação, funcionamento
Operação

Utilizar o martelo de emergência


Na cabine do motorista está montado um martelo de emergência para destruir os
vidros. Antes da colocação em funcionamento, verifique se existe o respectivo
martelo de emergência na cabine do motorista.

Observação
Uma saída segura da cabine não é possível em caso de emergência pela entrada
e janela com abertura!
u Quebrar o vidro de abertura ou o vidro traseiro com o martelo de emergência.

Fig. 52: Utilizar o martelo de emergência


1 Martelo de emergência 3 Vidro traseiro
2 Janela com abertura
u Desligue o motor diesel.
w As funções de marcha e trabalho estão desligadas.
u De acordo com a situação de perigo, quebrar a janela com abertura 2 ou vidro
traseiro 3 com omartelo de emergência 1.
u Abandone a cabine do motorista pelo vidro partido.

3.2.6 Extintor de incêndio


Este equipamento é opcional.
O extintor de comando está montado na cabine do motorista ou no exterior no
para-lama direito.

Observação
Respeitar as indicações e prescrições em relação à utilização, segurança e verifi-
cação no autocolante do extintor de incêndio!
u Informe-se sobre os postos locais do corpo de bombeiros e as possibilidades
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

de combate a incêndio.
u Você deve se familiarizar com a operação e localização do extintor de incêndio.

copyright by

L 556-1410 / 29031 65
Operação, funcionamento Manual de instruções
Operação

Fig. 53: Extintor de incêndio


1 Extintor de incêndio - Cabine do a Local de montagem na cabine
motorista do motorista
2 Extintor de incêndio - Montagem b Local de montagem na
exterior montagem exterior
Em caso de montagem posterior:
– Informe-se sobre a possibilidade de montagem - entrar em contato com o
serviço de assistência a clientes.
– Respeite o manual de montagem do fabricante.

3.2.7 Banco do motorista


O banco do motorista foi concebido segundo as mais modernas pesquisas ergonô-
micas e oferece grande conforto.
A possibilidade de ajuste do banco do motorista permite que o condutor escolha a
posição mais adequada para o seu corpo.

AVISO
Perigo de lesões devido a ajuste incorreto do banco do motorista!
u Ajustar o banco do motorista somente com o veículo parado.

Versões do banco do motorista:


– Banco padrão = com amortecimento mecânico
– Banco confortável = com suspensão pneumática
Descrições das versões do banco do motorista incluem também os ajustes opcio-
nais do banco do condutor.

Ajustar a suspensão do banco


LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

A suspensão do banco deve ser ajustada ao peso do motorista.

copyright by

66 L 556-1410 / 29031
Manual de instruções Operação, funcionamento
Operação

Banco padrão

Fig. 54: Ajustar a suspensão do banco


1 Indicação do peso 2 Botão rotativo Ajustar o peso
u Ajustar o peso com o botão rotativo 2.
w Ajuste, verIndicação do peso 1

Banco confortável

Fig. 55: Ajustar a suspensão do banco


1 Alavanca Ajustar o peso
u Assuma uma posição normal e calma de assento.
u Ajustar o peso puxando a alavanca 1 por breves instantes.

Ajustar a altura do banco

Banco padrão
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

Fig. 56: Ajustar a altura do banco

u Eleve o banco do motorista com a mão até o mesmo engrenar percetivelmente.


w Por intermédio do ajuste do banco do motorista acima do último nível, o
banco do motorista é baixado para a posição mais baixa.

copyright by

L 556-1410 / 29031 67
Operação, funcionamento Manual de instruções
Operação

Banco confortável

NOTA
Evitar danos no compressor!
u Alavanca Ajustar a altura do banco puxar ou pressionar durante um minuto, no
máximo.

Certifique-se de que o ajuste dos amortecedores está ajustado para “macio”. (Para
mais informações, consulte: Ajustar o amortecimento contra impactos do banco do
motorista, página 72)

Fig. 57: Ajustar a altura do banco


1 Alavanca Ajustar a altura do
banco
u Puxar ou pressionar completamente a alavanca 1 até obter a altura do banco
pretendida.
w Ao alcançar o encosto final superior ou inferior segue-se um ajuste da altura
automático para o deslocamento mínimo necessário.

Ajustar o apoio do braço

Banco padrão/banco confortável

Fig. 58: Ajustar o apoio do braço


1 Parafuso Ajustar a altura do 2 Parafuso Ajustar o apoio do
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

apoio do braço braço na horizontal

copyright by

68 L 556-1410 / 29031
Manual de instruções Operação, funcionamento
Operação

Ajustar o apoio da coluna

Banco padrão/banco confortável

Fig. 59: Ajustar o apoio da coluna


1 Botão rotativo Apoio da coluna
u Rodar o botão rotativo 1 para a esquerda ou para a direita até obter o ajuste
pretendido.

Ajustar a inclinação do encosto

Banco padrão/banco confortável

Fig. 60: Ajustar a inclinação do encosto


1 Alavanca Ajustar a inclinação do
encosto
u Pressionar a alavanca 1 para cima.
u Coloque o encosto na inclinação pretendida.
u Liberar a alavanca 1.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

copyright by

L 556-1410 / 29031 69
Operação, funcionamento Manual de instruções
Operação

Ajustar a inclinação do assento

Banco padrão/banco confortável

Fig. 61: Ajustar a inclinação do assento


1 Alavanca Ajustar a inclinação do
assento
u Pressionar a alavanca 1 para cima.
u Coloque o encosto na inclinação pretendida.
u Liberar a alavanca 1.

Ajustar o assento na horizontal

Banco padrão/banco confortável

Fig. 62: Ajustar o assento na horizontal


1 Alavanca Ajustar o assento na
horizontal
u Pressionar a alavanca 1 para cima.
u Ajuste o assento do banco do motorista na horizontal.
u Liberar a alavanca 1.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

copyright by

70 L 556-1410 / 29031
Manual de instruções Operação, funcionamento
Operação

Ajustar o banco do motorista na horizontal

Banco padrão/banco confortável

Fig. 63: Ajustar o banco do motorista na horizontal


1 Alavanca Ajustar o banco do
motorista na horizontal
u Puxar a alavanca 1 no sentido da seta.
u Ajuste o banco do motorista na horizontal.
u Liberar a alavanca 1.

Ligar e desligar o amortecimento horizontal do banco


do motorista
É conveniente ligar o amortecimento horizontal em determinadas condições de
funcionamento.
Vantagem: As cargas dinâmicas podem ser amortecidas por intermédio do banco
do motorista durante o sentido da marcha.

Banco confortável

Fig. 64: Ligar e desligar o amortecimento horizontal do banco do motorista


1 Amortecimento horizontal 2 Amortecimento horizontal “LIG.”
“DESL.”
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

copyright by

L 556-1410 / 29031 71
Operação, funcionamento Manual de instruções
Operação

Ajustar o amortecimento contra impactos do banco do


motorista

Banco confortável

Fig. 65: Ajustar o amortecimento contra impactos do banco do motorista


1 Alavanca Ajustar o amorteci- b duro
mento contra impactos
a suave
u Rodar a alavanca 1 para o ajuste pretendido.

Aquecimento do banco e climatização do banco

Banco confortável

Fig. 66: Aquecimento do banco


1 Interruptor Aquecimento do I Aquecimento do banco“LIG.”
banco
0 Aquecimento do banco “DESL.”

Ajustar o apoio da cabeça


Este equipamento é opcional.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

copyright by

72 L 556-1410 / 29031
Manual de instruções Operação, funcionamento
Operação

Banco padrão/banco confortável

Fig. 67: Ajustar o apoio da cabeça


1 Apoio da cabeça
u Ajustar a inclinação e a altura do apoio da cabeça 1 puxando ou pressionando.
u Para remover o apoio da cabeça 1, transpor o encosto final com um impulso.

Ajustar o apoio do braço à esquerda


Se necessário, o apoio do braço pode ser basculado para trás e ser adaptado indi-
vidualmente em altura.

Banco padrão/banco confortável

Fig. 68: Ajustar o apoio do braço à esquerda


1 Apoio do braço 3 Roda manual
2 Tampa de cobertura
Ajustar a inclinação:
u Rodar a roda manual 3 para a esquerda ou para a direita.
w O apoio do braço 1 inclina para a frente ou para trás.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

Ajustar a altura:
u Remover a tampa de cobertura 2 e soltar a porca sextavada que se encontra
atrás.
u Colocar o apoio do braço 1 na posição pretendida, puxando ou pressionando
(grade de 5 níveis).
u Fixar o apoio do braço 1 com a porca sextavada.
u Parafusar a tampa de cobertura 2.

copyright by

L 556-1410 / 29031 73
Operação, funcionamento Manual de instruções
Operação

3.2.8 Cinto de segurança


A cabine do motorista da máquina está equipada com uma proteção contra capo-
tamento “ROPS”.
A proteção contra capotamento “ROPS” protegerá o motorista apenas se ele
usar também o cinto de segurança.

AVISO
Perigo de ferimento em caso de falta de cinto de segurança!
Em caso de queda ou capotamento da máquina, se o motorista não estiver
usando o cinto de segurança há risco de acidente com ferimentos mortais.
Em caso de uma frenagem ou de uma parada abrupta da máquina, se o motorista
não estiver usando o cinto de segurança, há risco de acidente com ferimentos
graves.
u Antes de colocar a máquina em funcionamento, colocar o cinto de segurança.

Colocar o cinto de segurança


Para garantir a segurança:
u Verificar o estado, funcionamento e a fixação do cinto.
u Substituir as peças danificadas.
u Não torcer o cinto de segurança.

Fig. 69: Cinto de segurança


1 Cinta do cinto 3 Tecla de desbloqueio
2 Fivela do cinto 4 Fecho do cinto
u Puxar a fivela do cinto 2 à altura da bacia sobre o corpo e encaixá-la nofecho
do cinto 4.
u Puxando o cinto de segurança, verificar se a fivela do cinto 2 está encaixada no
fecho do cinto 4 .
Desbloquear o cinto de segurança:
u Pressionar a tecla de desbloqueio 3.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

3.2.9 Coluna da direção e volante


Com o ajuste da coluna da direção, é possível ajustar a distância do volante ao
corpo e a altura do volante. É possível ajustar gradualmente.

AVISO
Perigo de lesões devido a ajuste incorreto!
u Ajustar a coluna da direção somente com o veículo parado!

copyright by

74 L 556-1410 / 29031
Manual de instruções Operação, funcionamento
Operação

Ajustar a distância do volante ao corpo

Fig. 70: Ajustar a distância do volante ao corpo


1 Coluna da direção 3 Alavanca
2 Volante
u Pressione a alavanca 3 com o pé no sentido da seta.
w A coluna da direção 1 está desbloqueada.
u Ajustar a distância do volante ao corpo desejada.
u Soltar a alavanca 3.
w A coluna da direção 1 está bloqueada.

Ajustar a altura do volante


Este equipamento é opcional.

Fig. 71: Ajustar a altura do volante


1 Coluna da direção 3 Cubo do volante
2 Volante
u Soltar o cubo do volante 3.
w A coluna da direção 1 está desbloqueada.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

u Ajustar a altura do volante desejada.


u Apertar o cubo do volante 3.
w A coluna da direção 1 está bloqueada.

3.2.10 Console de controle


O console de controle está montado à direita ao lado do banco do motorista. Pode
ser ajustado individualmente à posição e o comprimento dos braços do motorista.

copyright by

L 556-1410 / 29031 75
Operação, funcionamento Manual de instruções
Operação

Ajustar o console de controle

Fig. 72: Ajustar o console de controle


1 Pedal 2 Console de controle

AVISO
Perigo de acidente devido ao acionamento não controlado do equipamento de
trabalho!
u Com o veículo parado, ajustar o console de controle com o bloqueio do sistema
hidráulico de trabalho ativo ou com o motor diesel desligado.

u Pressionar o pedal 1 e, simultaneamente, deslocar oconsole de controle 2 para


a frente ou para trás.
u Soltar o pedal 1.
w O console de controle 2 está fixo.

3.2.11 Interruptor de partida

LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

Fig. 73: Interruptor de partida


1 Chave de contato 0 Posição 0/motor desligado
2 Interruptor de partida I Posição de contato, funciona-
mento, pré-aquecimento
P Posição de estacionamento II Posição de partida
A chave de contato pode ser retirada da ignição na posição 0.
O interruptor de partida está equipado com um bloqueio de repetição da partida.

copyright by

76 L 556-1410 / 29031
Manual de instruções Operação, funcionamento
Operação

Com a chave de contato na posição “0” ou “P” podem ser ligados os seguintes
consumidores:
– Sistema dos piscas de emergência
– Faróis de trabalho dianteiros
– Faróis de trabalho traseiros (opção)
– Luz de aviso rotativa (opção)
– Rádio (opção)
– Iluminação limitadora
– Iluminação traseira
– Iluminação da placa de licença (opção)
– Iluminação interior (posição P)

Ligar ou desligar o sistema elétrico

Fig. 74

Você tem de se certificar de que a chave geral da bateria está ligada.


u Com a chave de contato, ligue ou desligue o sistema elétrico da máquina.

3.2.12 Bloqueio eletrônico antiroubo


Este equipamento é opcional.
O bloqueio eletrônico antiroubo pode ser ativado automaticamente.

Fig. 75: Bloqueio eletrônico antiroubo

O bloqueio eletrônico antiroubo inclui:


– um interruptor de partida 1 com antena
– um aparelho de comando eletrônico
– uma chave de operação mecânica válida 2 (pega azul da chave) com respon-
dedor
– uma chave mestra eletrônica válida 3 (pega vermelha da chave)

Observação
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

Por motivos de segurança, guarde a chave mestra sempre de modo separado!


A chave mestra deve ser utilizada para a programação de chaves com respon-
dedor.
u Inicie a máquina somente com uma chave programada!

Nesta descrição estão compiladas informações breves sobre os seguintes temas.


Em relação a descrições detalhadas:
– “Desativar o bloqueio eletrônico antiroubo”
– “Ativar o bloqueio eletrônico antiroubo”
– “Programação de chaves novas”

copyright by

L 556-1410 / 29031 77
Operação, funcionamento Manual de instruções
Operação

– “Eliminação de chaves programadas”


– “Funções de segurança”
– “Segurança de manipulação”
– “Causa de falha”
. . . ver o manual de instruções do fabricante.

Desativar o bloqueio eletrônico antiroubo

Observação
Ligue a máquina somente com uma chave programada,
caso contrário, são aplicadas as funções de segurança.
Se, dentro de 1 minuto, forem acionadas mais do que 5 chaves com diferentes
códigos na ignição, o bloqueio eletrônico antiroubo está ativo durante 15 minutos.
u O bloqueio antiroubo não aceita chaves válidas durante este tempo.

u Com a chave de contato [chave de operação 2 (azul)], ligue o sistema elétrico


da máquina.

Ativar o bloqueio eletrônico antiroubo


O bloqueio eletrônico antiroubo é ativado automaticamente após 5 seg. com:
– Chave de contato em posição 0/motor desligado
– chave de contato retirada
O bloqueio eletrônico é ativado e também permanece ativado quando a chave de
contato permanece encaixada na posição 0.
u Retire a chave de contato.

Programação de chaves novas


A programação de chaves novas é realizada por intermédio da chave mestra.

Observação
Para cada bloqueio antiroubo está disponível uma chave mestra.
O bloqueio antiroubo não pode ser desativado com a chave mestra.
u Processo de programação - descrição detalhada, ver manual de instruções do
fabricante.

Eliminação de chaves programadas


A eliminação de chaves programadas é necessária quando se perde uma chave
programada.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

Observação
Elimine todas as chaves programadas com o processo de eliminação!
Após a eliminação, todas as chaves disponíveis podem ser novamente progra-
madas.
u Processo de eliminação - descrição detalhada, ver manual de instruções do
fabricante.

copyright by

78 L 556-1410 / 29031
Manual de instruções Operação, funcionamento
Operação

Funções de segurança
Se, dentro de 1 minuto, forem acionadas mais do que 5 chaves com diferentes
códigos na ignição, o bloqueio eletrônico antiroubo está ativo durante 15 minutos.
O bloqueio antiroubo também não aceita chaves válidas durante este tempo.

Segurança de manipulação
O bloqueio eletrônico antiroubo não pode ser desativado por intermédio da manip-
ulação.

Causa de falha
Descrição simples de possíveis falhas e sua eliminação:

Causa de falha: Eliminação:


Bloqueio antiroubo sem função - Utilizar a chave programada
- Não utilizou uma chave mestra ou utilizou
Não é possível programar a chave
a chave mestra incorreta
- Tempo demais para chave mestra curta
ou longa na ignição
- A chave a ser programada está sem
respondedor
- Tempo demais de programação curta na
ignição
A eliminação de chaves progra- - Não utilizou uma chave mestra ou utilizou
madas não é possível a chave mestra incorreta
- Tempo demais para chave mestra curta
na ignição

Tab. 11

u Para descrição detalhada, ver manual de instruções do fabricante.

Eliminação de problemas
Se a eliminação da falha não tiver sido realizada com sucesso, ainda podem
existir outras causas para a falha.
u Entre em contato com o serviço de assistência a clientes da Liebherr!

3.2.13 Interruptor na coluna da direção


LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

O interruptor na coluna da direção é composto pelos seguintes elementos de oper-


ação para:
– Setas
– Farol alto
– Buzina acústica e farol alto
– Limpa para-brisas
– Sistema de lavagem e limpa para-brisas

copyright by

L 556-1410 / 29031 79
Operação, funcionamento Manual de instruções
Operação

Fig. 76: Interruptor na coluna da direção

Funções do interruptor na coluna da direção ao acionar no sentido:


a - Setas lado direito
b - Setas lado esquerdo
c - Sistema de lavagem e limpa para-brisas
d - Som da buzina
e - Sinal de Luzes
f - Farol alto
g - Interruptor rotativo limpa para-brisas
0 - Limpa para-brisas desl.
J - Intervalo de limpeza
I - Limpeza contínua

3.2.14 Iluminação

Fig. 77: Iluminação


1 Faróis de trabalho dianteiros 6 Faróis de marcha à ré
2 Luz de aviso giratória (opção) 7 Luzes de frenagem, iluminação
traseira, piscas traseiros
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

3 Farol 8 Faróis de trabalho traseiros


4 Piscas dianteiros 9 Iluminação da placa de licença
(opção)
5 Faróis de trabalho traseiros
(opção)

Observação
Quando abandonar a cabine do motorista:
u Desligar a iluminação.

copyright by

80 L 556-1410 / 29031
Manual de instruções Operação, funcionamento
Operação

NOTA
Perigo de danos da bateria!
Se a bateria permanecer descarregada durante um longo período de tempo (p.ex.
mais de 1 mês), não será possível recarregá-la.
u Carregar a bateria descarregada o mais rápido possível.

Ligar a iluminação limitadora, o farol baixo, a ilumi-


nação traseira e a iluminação da placa de licença
(opção)
A iluminação limitadora, a iluminação traseira e a iluminação da placa de licença
também estão prontas para funcionar mesmo com a chave de contato retirada.
O farol baixo está funcional com a chave de contato na posição - I - ou - II .

Fig. 78: Ligar a iluminação


1 Interruptor Iluminação limitadora, II Nível Farol baixo
farol baixo
I Nível Iluminação limitadora a Desligar a iluminação
u Pressionar o interruptor 1 no nível I.
A seguinte iluminação está ligada:
w Iluminação limitadora
w Iluminação traseira
w Iluminação da placa de licença (opção)
u Pressionar o interruptor 1 no nível II.
A seguinte iluminação está ligada:
w Farol baixo
w Iluminação traseira
w Iluminação da placa de licença (opção)
Desligar a iluminação:
u Pressionar o interruptor 1 na pos. a.

Ligar o farol alto


LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

Você tem de se certificar de que o farol baixo está ligado.

copyright by

L 556-1410 / 29031 81
Operação, funcionamento Manual de instruções
Operação

Fig. 79: Ligar o farol alto


1 Interruptor na coluna da direção f Ligar o farol alto
e Sinal de luzes
u Pressionar o interruptor na coluna de direção 1 no sentido f.
w O campo do símbolo Farol alto acende no display.
w O farol alto acende.
Retornar para farol baixo:
u Pressionar novamente o interruptor na coluna de direção 1 no sentido f.
w O campo do símbolo Farol alto apaga no display.
w O farol baixo acende.

Ligar os faróis de trabalho

PRECAUÇÃO
Perigo de incêndio devido à forte geração de calor com os faróis de trabalho
ligados!
u Distância mínima de 1 m em relação a pessoas e material.

Os interruptores para os faróis de trabalho também funcionam com a chave de


contato retirada.

LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

Fig. 80: Ligar os faróis de trabalho


1 Interruptor Faróis de trabalho a Ligar os faróis de trabalho
dianteiros
2 Interruptor Faróis de trabalho b Desligar os faróis de trabalho
traseiros (opção)
u Pressionar o interruptor 1 na pos. a.
w Os faróis de trabalho dianteiros estão ligados.
u Pressionar o interruptor 2 na pos. a.
w Os faróis de trabalho traseiros estão ligados.

copyright by

82 L 556-1410 / 29031
Manual de instruções Operação, funcionamento
Operação

Desligar os faróis de trabalho:


u Pressionar o interruptor faróis de trabalho na pos. b.

Ativar os piscas
Você tem de se certificar de que o sistema elétrico da máquina está ligado.

Fig. 81: Ativar os piscas


1 Interruptor na coluna da direção b Pisca do lado esquerdo
a Pica do lado direito
u Pressionar o interruptor na coluna de direção 1 no sentido a.
w O campo do símbolo Piscas pisca no display.
w Os piscas do lado direito estão ativados.
u Pressionar o interruptor na coluna de direção 1 no sentido b.
w O campo do símbolo Piscas pisca no display.
w Os piscas do lado esquerdo estão ativados.

Ligar a luz de aviso giratória


Este equipamento é opcional.
O interruptor para a luz de aviso giratória também funciona com a chave de
contato retirada.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

Fig. 82: Ligar a luz de aviso giratória


1 Interruptor Luz de aviso giratória b Desligar a luz de aviso giratória
a Ligar a luz de aviso giratória
u Pressionar o interruptor 1 na pos. a.
w A luz de aviso giratória está ligada.
Desligar a luz de aviso giratória:
u Pressionar o interruptor 1 na pos. b.

copyright by

L 556-1410 / 29031 83
Operação, funcionamento Manual de instruções
Operação

3.2.15 Iluminação interior da cabine do motorista


A iluminação interior está situada em cima, à direita, na cabine do motorista.

Ligar e desligar a iluminação interna

Fig. 83: Ligar e desligar a iluminação interior


1 Interruptor Iluminação interior 3 Interruptor Luz de leitura
2 Iluminação interna 4 Luz de leitura giratória
u Pressionar o Interruptor 1.
w A iluminação interna está ligada ou desligada.
u Pressionar o Interruptor 3.
w A luz de leitura está ligada ou desligada.

3.2.16 Display
No display são indicados os símbolos de estado e de aviso da máquina.
A cada campo do símbolo está atribuída uma cor correspondente.

LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

copyright by

84 L 556-1410 / 29031
Manual de instruções Operação, funcionamento
Operação

Fig. 84: Display


1 Indicação Velocidade de marcha 18 Campo do símbolo Freio de
imobilização
2 Campo do símbolo Verificação 19 Campo do símbolo Obstrução do
da direção de emergência filtro de ar
(opção)
3 Campo do símbolo Direção de 20 Campo do símbolo Controle do
emergência (opção) pré-aquecimento
4 Campo do símbolo Pressão no 21 Indicação segmentada versão do
reservatório do sistema de freio software, rotação, horas, horas
de funcionamento, código de
erro, estado do amortecimento
de vibrações
5 Campo do símbolo Direção por 22 Campo do símbolo Carga da
alavanca (opção) bateria (controle de carrega-
mento)
6 Campo do símbolo Superaqueci- 23 Campo do símbolo Farol alto
mento do óleo da engrenagem
(não ativado)
7 Campo do símbolo Sentido de 24 Campo do símbolo Sistema de
marcha para a frente piscas
8 Campo do símbolo Bloqueio do 25 Campo do símbolo STOP
sistema hidráulico de trabalho
9 Campo do símbolo Sentido de 26 Indicação nível do redutor de
marcha à ré distribuição atual, Vmax (limite
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

de velocidade), estado -
ventoinha reversível (opção)
10 Campo do símbolo Temperatura 27 Indicação Proteção contra
do óleo hidráulico excesso de rotações
11 Campo do símbolo Raio de ação 28 Campo do símbolo Reserva do
de marcha automático 2-3 (não nível de combustível
ativado)
12 Campo do símbolo Raio de ação 29 Indicação Nível de combustível
de marcha automático 1-3
Continuação da legenda, veja a página seguinte

copyright by

L 556-1410 / 29031 85
Operação, funcionamento Manual de instruções
Operação

13 Campo do símbolo Raio de ação 30 Campo do símbolo Temperatura


de marcha automático 1-2 do líquido refrigerante e nível do
líquido refrigerante
14 Campo do símbolo Marcha fixa 2 31 Indicação Temperatura do
(não ativado) líquido refrigerante
15 Campo do símbolo Marcha fixa 1 32 Campo do símbolo Pressão do
óleo do motor
16 Campo do símbolo Vmax (limite 33 Indicação Pressão do óleo do
de velocidade) motor
17 Campo do símbolo Sentido de
marcha neutro

Indicação “Símbolos de estado da máquina”


Símbolo Cor do Designação
campo
Amarelo Sentido de marcha “neutro”

Amarelo Sentido de marcha à “frente”

Amarelo Sentido de marcha à “ré”

Amarelo Bloqueio do sistema hidráulico de trabalho

Amarelo Raio de ação de marcha A 1-3


- A máquina comuta automaticamente para o raio de ação
de marcha 1, 2 ou 3.
Amarelo Raio de ação de marcha A 1-2
- A máquina comuta automaticamente para o raio de ação
de marcha 1 ou 2.
Amarelo Marcha fixa 1
- Indica a marcha fixa 1 selecionada da máquina.

Amarelo Vmax (limite de velocidade)


- Somente ativo no “raio de ação de marcha A 1-2”.
(Para mais informações, consulte: Conduzir com Vmax
(limite de velocidade) Comutação, página 123)
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

Amarelo Obstrução do filtro de ar

Amarelo Luz de controle do pré-aquecimento


- Acende com a ignição “LIG.” e temperaturas inferiores a
5 °C.

copyright by

86 L 556-1410 / 29031
Manual de instruções Operação, funcionamento
Operação

Indicação “Símbolos de estado da máquina”


Símbolo Cor do Designação
campo
Vermelho Freio de imobilização
- Com o freio de imobilização ativado, a seleção do
sentido de marcha não é possível.
Vermelho Direção por alavanca (opção)

Vermelho Nível de combustível


- Acende com a reserva do combustível diesel.

Azul Farol alto

Verde Pisca

Função de indicação:
- Nível do redutor de distribuição atual
- Vmax (limite de velocidade)
- Estado - ventoinha reversível (opção)
Indicação segmentada:
Condição: a função desejada deve estar pré-selecionada
“unidade de comando”.
Função de indicação:
- A versão de software (p.ex. V 10) é indicada com a
ignição “ligada” durante 3 segundos.
- Rotação do motor diesel
- Horas de funcionamento
- Horas
- Código de erro
- Estado do amortecimento de vibrações (opção)
Velocidade de marcha
- Indica a velocidade de marcha atual da máquina.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

Indicação do combustível
- Indica o conteúdo do tanque do combustível diesel.
- Área de limite na reserva - vermelho.
Temperatura do líquido refrigerante
- Indica a temperatura do líquido refrigerante em °C.
- Mensagem de erro a partir de uma temperatura do
líquido refrigerante no circuito de refrigeração de 103 °C.

copyright by

L 556-1410 / 29031 87
Operação, funcionamento Manual de instruções
Operação

Indicação “Símbolos de estado da máquina”


Símbolo Cor do Designação
campo
Pressão do óleo do motor
- Indica a pressão do óleo do motor.

Tab. 12: Indicação “Símbolos de estado da máquina”

Indicação “Símbolos de aviso da máquina”


Símbolo Cor do Designação
campo
Vermelho “Verificação” da direção de emergência (opção)
- Acende brevemente após a “partida do motor” e apaga
após verificação realizada com sucesso.
Vermelho Direção de emergência (opção)
- Acende quando, durante a condução, surge uma parada
do motor diesel ou no caso de falha da bomba de
direção.
Vermelho Pressão de reserva dos freios
- Indicação no caso de pressão de reserva dos freios
baixa.
Vermelho Temperatura do óleo hidráulico
- Acende em caso de temperatura do óleo hidráulico alta
- A função de alarme do campo do símbolo emite, adicio-
nalmente, um sinal acústico mediante “som intervalado”.
Vermelho Carga da bateria
- Indicação no caso de carga de bateria não realizada.

Vermelho Temperatura do líquido refrigerante


- Acende no caso de nível do líquido refrigerante baixo
demais.
- Acende em caso de uma temperatura do líquido refriger-
ante elevada demais no motor diesel.
Vermelho Pressão do óleo do motor
- Indicação no caso de pressão do óleo do motor baixa.

Vermelho Proteção contra excesso de rotações


LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

- Pisca, se a máquina for operada com uma rotação alta


demais.
“STOP”
- Pisca ao aparecer um código de erro , que exige um
“STOP” da máquina.

Tab. 13: Indicação “Símbolos de aviso da máquina”

copyright by

88 L 556-1410 / 29031
Manual de instruções Operação, funcionamento
Operação

3.2.17 Unidade de comando


As teclas estão equipadas com diodos luminosos. Os diodos luminosos acedem
ou apagam ao ligar ou desligar (acionamento da tecla) a respectiva função.

Fig. 85: Unidade de comando


1 Tecla DISP-MODE 6 Tecla Freio de imobilização
2 Tecla Regulagem da luminosi- 7 Tecla Comutar o raio de ação de
dade do display marcha para cima
3 Tecla Amortecimento de vibra- 8 Tecla Comutar o raio de ação de
ções (opção) marcha para baixo
4 Tecla Sistema de lubrificação 9 Tecla Vmax (limite de veloci-
central (opção) dade)
5 Tecla Bloqueio do sistema
hidráulico de trabalho

Tecla DISP-MODE
Para comutação da indicação entre:
– Rotação do motor
– Horas
– Horas de funcionamento
A indicação é feita na indicação segmentada no display.

Observação
Em caso de indicação de códigos de erro!
u Com a tecla DISP-MODE, empurrar primeiro o código de erro.

Ajustar as horas no display


LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

u Ajustar as horas com o software SCULI, para tal entrar em contato com o
serviço de assistência a clientes da Liebherr.
Comutar para horas de verão ou de inverno:
u Pressionar a tecla DISP-MODE durante 5 segundos.
w As horas comutam para horas de verão ou de inverno.

copyright by

L 556-1410 / 29031 89
Operação, funcionamento Manual de instruções
Operação

Tecla Regulagem da luminosidade do display


Para a regulagem da luminosidade do display.
Ao acionar a tecla:
– A luminosidade do display aumenta.
– Depois de dez acionamentos, é desligada a iluminação de fundo.

Tecla Amortecimento de vibrações


Para ligar ou desligar a função do amortecedor de vibrações.
Função “LIG.”:
– Todos os LEDs acendem.
– O amortecimento de vibrações está ativado.

Tecla Sistema de lubrificação central


Este equipamento é opcional.
Ao pressionar a tecla durante algum tempo:
– O modo de lubrificação para utilização leve, média ou difícil é ajustado.
– LED esquerdo acende = utilização leve
– LED central acende = utilização média
– LED direito acende = utilização difícil
Ao pressionar brevemente a tecla, a lubrificação intermediária é acionada.
O LED ajustado pisca durante a lubrificação automática.
Se existir um erro no sistema, todos os 3 LEDs piscam.
Se a reserva de graxa estiver vazia, todos os 3 LEDs acendem.

Tecla Bloqueio do sistema hidráulico de trabalho


Para bloquear ou liberar as funções do sistema hidráulico de trabalho.
Enquanto o motor diesel não funcionar, o bloqueio do sistema hidráulico de
trabalho está ativo.
Função “LIG.”:
– Todos os LEDs acendem.
– O bloqueio do sistema hidráulico de trabalho está ativado.

Tecla Freio de imobilização


Para abrir ou fechar o freio de imobilização.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

Ao ligar a ignição o freio de imobilização está sempre ativo.


A abertura somente é possível com o motor diesel em funcionamento.
Função “LIG.”:
– Todos os LEDs acendem.
– O freio de estacionamento está ativado.

copyright by

90 L 556-1410 / 29031
Manual de instruções Operação, funcionamento
Operação

Tecla Comutar o raio de ação de marcha para cima


Para selecionar um raio de ação de marcha mais alto.
O raio de ação de marcha selecionado é indicado no display.
Acionamento da tecla:
– Todos os LEDs acendem brevemente.
– O raio de ação de marcha é comutado para cima.

Tecla Comutar o raio de ação de marcha para baixo


Para comutar os raios de ação de marcha para baixo.
O raio de ação de marcha selecionado é indicado no display.
Acionamento da tecla:
– Todos os LEDs acendem brevemente.
– O raio de ação de marcha é comutado para baixo.

Tecla Vmax
Serve para limitar a velocidade da máquina.
A função está disponível apenas no raio de ação de marcha A1-2.
A função pode ser ativada apenas com a máquina parada e em funcionamento.
Função “LIG.”:
– Todos os LEDs acendem.
– O Vmax (limites de velocidade) está ativado.
(Para mais informações, consulte: Conduzir com amortecimento de vibrações,
página 123)

3.2.18 Interruptor na cabine do motorista


Os interruptores são equipados com lâmpadas de controle. As luzes de controle
acedem ou apagam ao ligar ou desligar (acionamento do interruptor) a respectiva
função.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

copyright by

L 556-1410 / 29031 91
Operação, funcionamento Manual de instruções
Operação

Fig. 95: Interruptor na cabine do motorista


1 Barra de interruptores à 2 Barra de interruptores à direita
direita/em cima

Interruptor Luz de aviso giratória


Este equipamento é opcional.
Cor do campo verde
Para ligar ou desligar a luz de aviso giratória.
Função “LIG.”:
– O campo do símbolo Luz de aviso giratória acende.
– A luz de aviso giratória acende.
A função também pode ser ativada com a chave de contato retirada.

Interruptor Posição flutuante


Cor do campo verde
Para ligar ou desligar a função de posição flutuante.
Função “LIG.”:
– O campo do símbolo Posição flutuante acende.
– A função Posição flutuante está ativada.
(Para mais informações, consulte: Posição flutuante, página 135)
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

Interruptor Recolha da pá automática


Cor do campo verde
Para ligar ou desligar a função para a recolha da pá automática.
Função “LIG.”:
– O campo do símbolo Recolha da pá automática acende.
– A função Recolha da pá automática está ativada.
(Para mais informações, consulte: Recolha da pá automática, página 136)

copyright by

92 L 556-1410 / 29031
Manual de instruções Operação, funcionamento
Operação

Interruptor Limitador do curso de elevação


Este equipamento é opcional.
Cor do campo branco
Função “LIG.”:
– O campo do símbolo Limitador do curso de elevação acende.
– A função Limitador do curso de elevação está ativada.
(Para mais informações, consulte: Limitador do curso de elevação, página 135)

InterruptorComando de comodidade
Este equipamento é opcional.
Cor do campo verde
Para ligar ou desligar a função do comando de comodidade.
Função “LIG.”:
– O campo do símbolo Comando de comodidade acende.
– A função Comando de comodidade está ativada.
(Para mais informações, consulte: Comando de comodidade, página 98)

Tecla Acionamento da ventoinha reversível


Este equipamento é opcional.
Cor do campo verde
Para ligar ou desligar a função de inversão da ventoinha.
Função “LIG.”:
– O campo do símbolo Inversão da ventoinha acende.
– A função Inversão da ventoinha está ativada.
(Para mais informações, consulte: 3.2.30 Acionamento da ventoinha reversível,
página 114)

Interruptor Aquecimento dos vidros traseiros


Cor do campo verde
Para ligar ou desligar o aquecimento dos vidros traseiros.
Função “LIG.”:
– O campo do símbolo Aquecimento dos vidros traseiros acende.
– O aquecimento dos vidros traseiros está ativado.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

copyright by

L 556-1410 / 29031 93
Operação, funcionamento Manual de instruções
Operação

Interruptor Sistema de lavagem de vidros Vidro


traseiro
Cor do campo verde
Para ligar ou desligar o sistema de lavagem de vidros para o vidro traseiro.
Função Limpar “LIG.”:
– Nível do interruptor 1
– O limpador de para-brisa do vidro traseiro está ativado.
Função Lavar “LIG.”:
– Função de comutação 2
– A água de lavagem é ejetada para o vidro traseiro.
– O limpador de para-brisa do vidro traseiro está ativado.

Interruptor Faróis de trabalho traseiros


Este equipamento é opcional.
Cor do campo laranja
Para ligar ou desligar os faróis de trabalho traseiros.
Função “LIG.”:
– Campo do símbolo Faróis de trabalho traseiros acendem.
– Os faróis de trabalho traseiros acendem.

Interruptor Faróis de trabalho dianteiros


Cor do campo laranja
Para ligar ou desligar os faróis de trabalho dianteiros.
Função “LIG.”:
– O campo do símbolo Faróis de trabalho dianteiros acende.
– Os faróis de trabalho dianteiros acendem.
A função também pode ser ativada com a chave de contato retirada.

Interruptor Iluminação limitadora/farol baixo


Cor do campo verde
Para ligar ou desligar a iluminação limitadora/farol baixo.
Função Iluminação limitadora“LIG.”:
– Nível do interruptor 1
– O farol esquerdo/direito (iluminação limitadora) acende.
– A iluminação traseira esquerda/direita acende.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

A iluminação traseira também está funcional com a chave de contato retirada.


Função Farol baixo“LIG.”:
– Nível do interruptor 2
– O farol esquerdo/direito (farol baixo) acende.
– A iluminação traseira esquerda/direita acende.
A função pode ser ativada com a chave de contato na posição -I- ou -II-.

copyright by

94 L 556-1410 / 29031
Manual de instruções Operação, funcionamento
Operação

Interruptor Sistema do pisca alerta


Cor do campo vermelho
Para ligar ou desligar o sistema do pisca alerta.
Função “LIG.”:
– O campo do símbolo Sistema do pisca alerta pisca.
– Os piscas piscam na máquina.
A função também pode ser ativada com a chave de contato retirada.

Tecla Direção de emergência


Este equipamento é opcional.
Cor do campo vermelho
Para iniciar a bomba da direção de emergência para uma função de direção de
emergência.
Com a ignição ligada e com a tecla pressionada:
– A função de direção de emergência está ativa, no máximo, durante 10 s.
– O campo do símbolo Direção de emergência acende enquanto a função de
direção de emergência estiver ativada.
(Para mais informações, consulte: 3.7.3 Processo de direção de emergência,
página 172)

Desconectar o interruptor Dispositivo de aviso de


marcha à ré acústico
Este equipamento é opcional.
Desconectar o interruptor “Dispositivo de aviso de marcha à ré acústico”
Cor do campo laranja
Para desconectar o dispositivo de aviso de marcha à ré. (Para mais informações,
consulte: 3.2.29 dispositivo de aviso de marcha à ré, página 111)

Interruptor da fixação da alavanca de comando


Este equipamento é opcional.
Cor do campo verde
Para ligar ou desligar a fixação da alavanca de comando.
Função “LIG.”:
– O campo do símbolo Fixação da alavanca de comando acende.
– A fixação da alavanca de comando está ativada.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

copyright by

L 556-1410 / 29031 95
Operação, funcionamento Manual de instruções
Operação

Interruptor Luz intermitente/Dispositivo de marcha à ré


ótico
Este equipamento é opcional.
Cor do campo vermelho
Para ligar ou desligar o “dispositivo de aviso de marcha à ré ótico”.
Funções do interruptor:
– Posição I Dispositivo de aviso de marcha à ré ótico (Para mais informações,
consulte: 3.2.29 dispositivo de aviso de marcha à ré, página 111)
– Posição II Luz intermitente (Funcionamento permanente): Também é possível
ativar essa função com a chave de contato na posição 0 ou de estacionamento.

Tecla Dispositivo de troca rápida


Este equipamento é opcional.
Cor do campo vermelho
Para desbloquear e bloquear o dispositivo de troca rápida hidráulico.
Funções de comutação:
0 - O dispositivo de toca rápida (sem som de aviso)
I - para desbloquear o dispositivo de troca rápida (som de aviso)
II - para bloquear o dispositivo de troca rápida (sem som de aviso)

Observação
A função está disponível apenas após ligar o motor diesel.
u O interruptor está protegido contra acionamento indevido através de um
bloqueio de acionamento!

3.2.19 Alavanca de operação


A alavanca de operação permite comandar os sentidos de marcha, os movimentos
do equipamento de trabalho e os equipamentos opcionais.

LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

Fig. 113: Alavanca de operação


1 Interruptor - Sentido de marcha 2 Alavanca de operação

Selecionar o sentido de marcha


Com o freio de imobilização ativo, não é possível selecionar o sentido de marcha.

copyright by

96 L 556-1410 / 29031
Manual de instruções Operação, funcionamento
Operação

AVISO
Perigo de acidente devido a partida indevida da máquina!
u Com o sentido de marcha selecionado, a máquina pode dar partida mesmo
sem acionamento do pedal do acelerador.

Fig. 114: Selecionar o sentido de marcha


1 Interruptor Sentido de marcha 0 Sentido de marcha “neutro”
F Sentido de marcha à “frente” R Sentido de marcha à “ré”
u Selecionar o sentido de marcha com o interruptor 1.
w O sentido de marcha é indicado no display.

Comandar o equipamento de trabalho


Por meio da movimentação da alavanca de operação é possível comandar o equi-
pamento de trabalho.

Fig. 115: Sentidos de movimentação da alavanca de operação


a para trás c para a esquerda
b1 para a frente até o ponto de d para a direita
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

pressão
b2 para a frente até o encosto e-h na diagonal
Sentidos de movimentação da alavanca de operação e a função do equipamento
de trabalho:
u a - Elevar a coluna de elevação.
u b1 - Baixar a coluna de elevação.
u b2 - Baixar rapidamente a coluna de elevação.
u c - Bascular a pá para dentro.

copyright by

L 556-1410 / 29031 97
Operação, funcionamento Manual de instruções
Operação

u d - Bascular a pá para fora.


u e - Elevar a coluna de elevação e, simultaneamente, bascular a pá para
dentro.
u f - Baixar a coluna de elevação e, simultaneamente, bascular a pá para fora.
u g - Elevar a coluna de elevação e, simultaneamente, bascular a pá para fora.
u h - Baixar a coluna de elevação e, simultaneamente, bascular a pá para
dentro.

Comando de comodidade
Este equipamento é opcional.
O comando de comodidade serve para comandar uma função hidráulica adicional
(por ex. garra para madeira). O acionamento é efetuado por meio da tecla
Comando de comodidade e da função de basculamento para dentro ou para fora
na alavanca de operação.

Fig. 116: Comando de comodidade


1 InterruptorComando de comodi- 3 Tecla Comando de comodidade
dade
2 Alavanca de operação
u Pressionar o Interruptor 1.
u Pressionar a tecla 3 e, simultaneamente, com a alavanca de operação 2 movi-
mentar o equipamento hidráulico adicional (por exemplo, abrir e fechar a garra
para madeira).
w A função da alavanca de operação para bascular o equipamento para
dentro e para fora está desativada.
Desativar o comando da função hidráulica adicional:
u Liberar a tecla 3.
w A função da alavanca de operação para bascular o equipamento para
dentro e para fora está novamente ativada.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

Observação
Para comandar o equipamento hidráulico adicional!
u Familiarize-se com as funções do equipamento adicional instalado.
u (Para mais informações, consulte: 3.2.21 Comando Equipamento adicional,
página 100)

copyright by

98 L 556-1410 / 29031
Manual de instruções Operação, funcionamento
Operação

3.2.20 Alavanca de operação adicional


Este equipamento é opcional.
A alavanca de operação adicional serve para o comando de um equipamento
adicional montado, com circuito de comando próprio. Ele está montado à direita da
alavanca de operação.
A alavanca de operação adicional está disponível em duas variantes:
– Sem fixação da alavanca de comando
– Com fixação da alavanca de comando
A alavanca de operação adicional sem fixação da alavanca de comando retorna
automaticamente para a posição central.

Fig. 117: Alavanca de operação adicional


1 Alavanca de operação adicional b para a frente
a para trás

Observação
Para comandar o equipamento hidráulico adicional!
u Familiarizar-se com as funções do equipamento adicional instalado.
u (Para mais informações, consulte: 3.2.21 Comando Equipamento adicional,
página 100)

Alavanca de operação adicional com fixação da


alavanca de comando
A alavanca de operação adicionalcom fixação da alavanca de comando é fixada
na posição dianteira de modo a utilizar o equipamento adicional em funcionamento
permanente, p.ex. vassoura mecânica.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

copyright by

L 556-1410 / 29031 99
Operação, funcionamento Manual de instruções
Operação

Fig. 118: Alavanca de operação adicional com fixação da alavanca de comando


1 Alavanca de operação adicional b para a frente
2 Interruptor Fixação da alavanca
de comando
u Pressionar o Interruptor 2.
w O símbolo do interruptor acende.
u Pressionar a alavanca de operação adicional 1 no sentido b.
w Alavanca de operação adicional está fixa.
w A função para o equipamento adicional instalado está ativa.

NOTA
Perigo de danos na máquina!
u Antes de desmontar ou colocar o equipamento adicional fora de funciona-
mento, desativar a fixação da alavanca de comando.

Ao desativar a fixação da alavanca de comando:


u Pressionar o Interruptor 2.
w O símbolo do interruptor apaga.
w A alavanca de comando retorna automaticamente para a posição central.
w A função para o equipamento adicional instalado está desativada.

3.2.21 Comando Equipamento adicional

AVISO
Perigo de ferimentos devido a operação incorreta do equipamento adicional!
u Para informações sobre o equipamento adicional ver o manual de instruções do
fabricante.
u Familiarize-se com as funções do equipamento adicional em uma área segura.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

Alavanca de operação Comando de comodi-


Equipamento
adicional dade

copyright by

100 L 556-1410 / 29031


Manual de instruções Operação, funcionamento
Operação

Alavanca de operação Comando de comodi-


Equipamento
adicional dade

A)

Tab. 14: Comando Equipamento adicional

A) A operação do limpa-neve basculante é possível apenas com a alavanca de


operação adicional e outro comando.

3.2.22 Aquecimento, ventilação, funcionamento do ar-condi-


LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

cionado
O aquecimento aquece o ar de acordo com o ajuste de temperatura selecionado.
A hélice permite adaptar a quantidade de ar.
No funcionamento de ar-condicionado, o ar é refrigerado e seco.

copyright by

L 556-1410 / 29031 101


Operação, funcionamento Manual de instruções
Operação

Fig. 119: Aquecimento, ventilação


1 Interruptor rotativo - Tempera- 3 Interruptor rotativo - motor da
tura hélice
2 Interruptor - funcionamento do 4 Interruptor rotativo - distribuição
ar-condicionado (opção) do ar

Regular a temperatura
A regulagem da temperatura é feita gradualmente.

Fig. 120: Regular a temperatura

u Interruptor rotativo - rodar a temperatura para a posição pretendida.


w A zona azul é fria
w A zona vermelha é quente

Regular a hélice
A hélice é ligada ou desligada com o interruptor rotativo.

LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

Fig. 121: Regular a hélice

Níveis da hélice:
Nível 0 - Posição “DESL.”
Nível 1 a 4 - corrente de ar suave até mais forte
u Comutar o interruptor rotativo para a posição pretendida.
w A corrente de ar é soprada pelos bocais de saída para a cabine do motor-
ista.

copyright by

102 L 556-1410 / 29031


Manual de instruções Operação, funcionamento
Operação

Regular a distribuição do ar

Fig. 122: Regular a distribuição do ar

Posições do interruptor para a distribuição do ar:


Posição a - Área dos pés e da cabeça
Posição b -Área dos pés
Posição c -Área da cabeça
u Comutar o interruptor rotativo para a distribuição do ar para a posição preten-
dida.

Funcionamento do ar-condicionado
No funcionamento de ar-condicionado, o ar é refrigerado e seco.

Observação
No funcionamento de ar-condicionado é também lubrificado o anel de vedação do
veio no compressor de refrigeração. Deste modo, é evitado um derramamento do
líquido refrigerante do compressor refrigerante.
u Para garantir o funcionamento do ar-condicionado a longo prazo, recomen-
damos colocar o ar-condicionado em funcionamento uma vez a cada 2
semanas.

Certifique-se de que as seguintes condições estão cumpridas:


q O motor diesel está funcionando.
q O interruptor rotativo para a hélice está comutado, no mínimo, para o nível -1-.
q A temperatura na cabine é superior a 1 °C (o interruptor de temperatura
desliga-se no vaporizador se a temperatura for mais baixa do que esta temper-
atura).
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

Fig. 123: Funcionamento do ar-condicionado


1 LED 2 Interruptor - Ar-condicionado
Ligar o ar-condicionado:
u Pressionar o Interruptor 2.
w O LED 1 acende.
w O funcionamento de ar-condicionado está ativo.
Funcionamento re-heat:

copyright by

L 556-1410 / 29031 103


Operação, funcionamento Manual de instruções
Operação

Em dias úmidos e frescos, o ar-condicionado pode ser utilizado para desumidificar


o ar da cabine.
u Ligar adicionalmente o ar-condicionado com o aquecimento ligado.
w O embaçamento das janelas é evitado na medida que o ar úmido é conden-
sado no vaporizador frio e conduzido como água para o lado externo, para o
reservatório de recolha.
Desligar o ar-condicionado:
u Pressionar o Interruptor 2.
w O LED 1 apaga.
w O funcionamento do ar-condicionado está desligado.

3.2.23 Aquecimento dos vidros traseiros, aquecimento dos


vidros (opção)

Ligar, desligar o aquecimento dos vidros traseiros,


aquecimento dos vidros (opção)

Fig. 124: Ligar, desligar o aquecimento dos vidros traseiros, aquecimento dos
vidros (opção)
1 Interruptor Aquecimento dos
vidros traseiros, Aquecimento
dos vidros (opção)
Ligar o aquecimento dos vidros traseiros, aquecimento dos vidros (opção):
u Pressionar o Interruptor 1.
w A luz de controle no interruptor acende.
w Aquecimento dos vidros traseiros, aquecimento dos vidros (opção) está
ligado.
Desligar o aquecimento dos vidros traseiros, aquecimento dos vidros (opção):
u Pressionar o interruptor 1 atrás.
w A luz de controle no interruptor apaga.
w Aquecimento dos vidros traseiros, aquecimento dos vidros (opção) está
desligado.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

3.2.24 Espelhos exteriores e interior


A cabine do motorista está equipada com um espelho interior e dois espelhos
exteriores.

Ajustar os espelhos
Certifique-se de que a máquina está em posição de operação.

copyright by

104 L 556-1410 / 29031


Manual de instruções Operação, funcionamento
Operação

Fig. 125: Ajustar os espelhos


1 Espelho interior 2 Espelho exterior

Observação
Ajustar os retrovisores!
u Retrovisores e outros auxílios visuais (p.ex.: câmara de marcha ré) devem ser
sempre ajustados de forma a que seja garantida a melhor visão periférica.
(Para mais informações, consulte: 2.4.20 Ver e ser visto, página 55)

u Todos os espelhos podem ser ajustados individual e manualmente.

3.2.25 Pára-sol
A cabine do motorista está equipada com um pára-sol.

Ajustar o pára-sol

Fig. 126: Ajuste - pára-sol

u O pára-sol pode ser ajustado individualmente ao ser levantado ou baixado.


LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

3.2.26 Rádio
Este equipamento é opcional.

Ligar e operar o rádio


u Respeitar o manual de instruções do fabricante em anexo.

copyright by

L 556-1410 / 29031 105


Operação, funcionamento Manual de instruções
Operação

3.2.27 Sistema de lavagem e limpa-vidros

Fig. 127: Sistema de lavagem e limpa-vidros


1 Sistema de lavagem e limpador 3 Reservatório do líquido de
de para-brisa dianteiro lavagem de vidros
2 Sistema de lavagem e limpador
de para-brisa traseiro
A máquina está equipada com um sistema elétrico de limpeza e lavagem de vidros
para o pára-brisas e vidro traseiro.
Ele é composto basicamente pelos limpadores para-brisa, reservatório com
bombas, bocais de saída para o líquido de lavagem dos vidros e elementos de
comando.

Sistema de lavagem e limpa-vidros - acionamento


Você tem de se certificar de que o sistema elétrico da máquina está ligado.

PRECAUÇÃO
Perigo de acidente devido a visão limitada.
Pára-brisas e vidro traseiro sujos comprometem a segurança!
u Antes do funcionamento, remova a neve e o gelo dos vidros!

LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

copyright by

106 L 556-1410 / 29031


Manual de instruções Operação, funcionamento
Operação

Operar o sistema de lavagem e limpa-vidros para o pára-brisas

Fig. 128: Operar o sistema de lavagem e limpa-vidros para o pára-brisas


1 Botão de pressão c Acionamento do sistema de
lavagem e limpador de para-
brisa
2 Interruptor rotativo g Acionamento do limpador de
para-brisa
Limpar o vidro:
u Rodar o interruptor 2 para o nível desejado.
w 0 - Limpador de para-brisa desligado
w J - Intervalo de limpeza
w I - Limpeza contínua
Lavar e limpar o vidro:
u Pressionar e manter pressionada a tecla 1 no sentido da seta.
w O líquido de lavagem dos vidros é ejetado para o vidro dianteiro.
w O limpador de para-brisa é ligado.

Operar o sistema de lavagem e limpa-vidros para o vidro


traseiro
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

Fig. 129: Operar o sistema de lavagem e limpa-vidros para o vidro traseiro


1 Interruptor - sistema de lavagem
e limpador de para-brisa do vidro
traseiro
Limpar o vidro traseiro:
u Pressionar o interruptor 1 naposição I.
w Limpeza contínua
Lavar e limpar o vidro traseiro:

copyright by

L 556-1410 / 29031 107


Operação, funcionamento Manual de instruções
Operação

u Pressionar e manter pressionado o interruptor 1 na posição II.


w O líquido de lavagem dos vidros é ejetado para o vidro traseiro.
w O limpador de para-brisa é ligado.
Desligar o sistema de lavagem de vidros:
u Pressionar o interruptor 1 para a posição a.

3.2.28 Sistema de lubrificação central (automático) -


“Liebherr”
Este equipamento é opcional.
O sistema de lubrificação central automático é uma unidade progressiva. Lubrifica
todos os pontos de lubrificação conectados uns após os outros.

NOTA
Perigo de danos na máquina!
u Não lubrificar manualmente todos os pontos de lubrificação não conectados ao
sistema de lubrificação central automático (como p.ex., equipamentos opcio-
nais, etc.).

A bomba de lubrificação central com tanque de graxa está instalada na parte


esquerda da máquina atrás da entrada.
A tecla para operação do sistema de lubrificação central encontra-se na unidade
de comando na cabine do motorista.

Fig. 130: Sistema de lubrificação central automático


1 Tanque de graxa 6 Bocal de abastecimento
2 Asa de mistura 7 Válvula de sobrepressão
3 Acoplamento de abastecimento 8 Bocal de lubrificação para lubrifi-
rápido cação manual
4 Bomba de lubrificação central 9 Tecla Sistema de lubrificação
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

central
5 Conexão ao sensor de nível

Ajustar os ciclos de lubrificação


Para obter a lubrificação ideal nos pontos de lubrificação da pá carregadeira,
pode-se ajustar vários ciclos de lubrificação no sistema de lubrificação central
consoante a condição de utilização.
Os seguintes ciclos de lubrificação são ajustáveis:
– utilização leve

copyright by

108 L 556-1410 / 29031


Manual de instruções Operação, funcionamento
Operação

– utilização média
– utilização difícil

Observação
Quando os ciclos de lubrificação não são ajustáveis!
A troca de modo está bloqueada por intermédio do software.
u Entre em contato com o serviço de assistência a clientes da Liebherr.

Fig. 131: Ajustar os ciclos de lubrificação


1 TeclaSistema de lubrificação 3 O LED acende - utilização média
central
2 O LED acende - utilização leve 4 O LED acende - utilização difícil

Modo Diodo luminoso (LED) Ciclo de lubrificação


utilização leve O LED 2 acende a cada 40 minutos
utilização média O LED 3 acende a cada 30 minutos
utilização difícil O LED 4 acende a cada 20 minutos

Tab. 15: Ajustar os ciclos de lubrificação

u Manter a tecla 1 pressionada durante mais que 2 segundos.


w O modo de ajuste está ativo.
u Pressionar brevemente a tecla 1.
w O modo seguinte é indicado.
w Se a tecla não for acionada durante 3 segundos, é salvo o último modo.

Processo de lubrificação
Após ligar o motor diesel e acionar o freio de imobilização, o processo de lubrifi-
cação é ativado.
A bomba de lubrificação central bombeia o lubrificante através de tubos de lubrifi-
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

cação para o distribuidor progressivo principal e vários distribuidores secundários


progressivos para os respectivos pontos de lubrificação.
Uma válvula de controle monitoriza a lubrificação dos vários pontos de lubrifi-
cação.

Díodo luminoso Função


Um LED acende Modo 1, 2 ou 3 ajustado

copyright by

L 556-1410 / 29031 109


Operação, funcionamento Manual de instruções
Operação

Díodo luminoso Função


Bomba está lubrificando no respectivo
Um LED pisca
modo
Todos os 3 LED acendem Graxa no tanque de graxa está vazia
Todos os 3 LED piscam Erro do ciclo

Tab. 16: Processo de lubrificação

Lubrificação intermediária
Existe a possibilidade de acionar em qualquer momento uma lubrificação interme-
diária com a ignição ligada. É necessária, por exemplo, após uma lavagem com
um aparelho de limpeza a alta pressão.
Se for efetuada uma lubrificação intermediária:
– O ciclo de lubrificação atual é concluído.
– A partir da lubrificação intermediária, o ciclo de lubrificação ajustado começa
novamente.

Fig. 132: Lubrificação intermediária


1 TeclaSistema de lubrificação 2 Diodos luminosos (LED)
central
u Pressionar brevemente a tecla 1.
w A bomba executa o ciclo de lubrificação ajustado.

Abastecer o tanque de graxa


u (Para mais informações, consulte: 5.17.1 Sistema de lubrificação central - veri-
ficar o nível de abastecimento do tanque de graxa, página 270)

Observação
Se o reservatório de lubrificante tiver sido esvaziado!
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

u Sangrar o sistema de lubrificação central.

Sangrar o sistema de lubrificação central


u Entre em contato com o serviço de assistência a clientes da Liebherr.

Erro do ciclo
Quando os ciclos ajustados não poderem ser realizados no tempo predefinido:
– Todos os LEDs na tecla Sistema de lubrificação central piscam.

copyright by

110 L 556-1410 / 29031


Manual de instruções Operação, funcionamento
Operação

– O código de erro é indicado no display.


Causa possível:
– Motor diesel com defeito
– Ponto de lubrificação, duto de lubrificação ou distribuidores entupidos.
Eliminação de erros:
u Entre em contato com o serviço de assistência a clientes da Liebherr.

3.2.29 dispositivo de aviso de marcha à ré


Este equipamento é opcional.
O dispositivo de aviso de marcha à ré serve para avisar pessoas que se encon-
trem na área de perigo da máquina durante a marcha à ré.
Variantes:
– Dispositivo de aviso de marcha à ré acústico
– Dispositivo de aviso de marcha à ré ótico
Os dispositivos de aviso de marcha à ré também podem ser montados de forma
combinada.

AVISO
Perigo de acidente devido a visão limitada durante a marcha à ré da máquina!
u Assegurar uma boa visão durante a marcha à ré.
u Se necessário, peça ajuda a um assistente.

Dispositivo de aviso de marcha à ré acústico


O dispositivo de aviso de marcha à ré é ligado automaticamente durante a marcha
à ré.

Fig. 133: Dispositivo de aviso de marcha à ré acústico


1 Botão Sentido de marcha 3 Dispositivo de aviso de marcha à

LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

2 Alavanca de operação R Sentido de marcha à “ré”


u Pressionar o interruptor 1 no sentido de marcha “à ré”.
w O dispositivo de aviso de marcha à ré montado no espaço do motor emite
um sinal de aviso acústico (som intervalado).
Desconectar o dispositivo de aviso de marcha à ré acústico

copyright by

L 556-1410 / 29031 111


Operação, funcionamento Manual de instruções
Operação

AVISO
Perigo de acidente aumentado em caso de marcha à ré sem dispositivo de aviso
de marcha à ré!
u Conduza em marcha à ré com especial cuidado.

Fig. 134: Desconectar o dispositivo de aviso de marcha à ré acústico


1 Interruptor Dispositivo de aviso
de marcha à ré
u Pressionar o Interruptor 1.
w A luz de controle no interruptor acende
w Sem sinal de aviso acústico

Observação
Voltar a ativar o dispositivo de aviso de marcha à ré!
u Pressionar o interruptor 1 (a luz de controle apaga).

Dispositivo de aviso de marcha à ré ótico


Dependendo da versão está montado o seguinte dispositivo de aviso na máquina:
– Luz intermitente (LED) na traseira da máquina
– Luz de aviso giratória na traseira da máquina
– Luz de aviso giratória na cabine do motorista

Luz intermitente (LED) na traseira da máquina


Funções ajustáveis:
– Luz intermitente ativa no sentido de marcha “à ré”
– Luz intermitente Funcionamento permanente
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

Fig. 135: Luz intermitente (LED) na traseira da máquina


1 Botão Sentido de marcha 0 Luz intermitente desativada
2 Alavanca de operação R Sentido de marcha à “ré”
3 Interruptor Luz intermitente I Luz intermitente ativa no sentido
de marcha “à ré”
4 Luz intermitente (LED) II Luz intermitente Funcionamento
permanente

copyright by

112 L 556-1410 / 29031


Manual de instruções Operação, funcionamento
Operação

Luz intermitente com sentido de marcha “à ré ” ativo


u Colocar o interruptor 3 no nível I.
w A luz de controle no interruptor acende.
u Pressionar o interruptor 1 no sentido de marcha R.
w O campo do símbolo Sentido de marcha “à ré” acende no display.
w Luz intermitente 4 ativa.
Luz intermitente Funcionamento permanente
u Pressionar o interruptor 3 no nível II.
w A luz de controle no interruptor acende.
w Luz intermitente 4 ativa.
Desligar a luz intermitente
u Pressionar o interruptor 1 na posição 0.
w A luz de controle no interruptor apaga.
w A luz intermitente está desligada.

Luz de aviso giratória na traseira da máquina

Fig. 136: Luz de aviso giratória na traseira da máquina


1 Interruptor Sentido de marcha 3 Luz de aviso giratória
2 Alavanca de operação R Sentido de marcha à “ré”
u Pressionar o interruptor 1 no sentido de marcha “à ré”.
w O campo do símbolo Sentido de marcha “à ré” acende no display.
w A luz de aviso giratória 3 está ativa.

Luz de aviso giratória na cabine do motorista


Funções ajustáveis:
– Luz de aviso giratória ativa no sentido de marcha “à ré”
– Luz de aviso giratória Funcionamento permanente
– Luz de aviso giratória desligada
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

copyright by

L 556-1410 / 29031 113


Operação, funcionamento Manual de instruções
Operação

Fig. 137: Luz de aviso giratória em cima da cabine do motorista


1 Interruptor Luz de aviso giratória II Funcionamento permanente
I Luz de aviso giratória ativa no 0 Luz de aviso giratória desativada
sentido de marcha “à ré”
Luz de aviso giratória ativa no sentido de marcha “à ré”
u Pressionar o interruptor 1 no nível I.
w A luz de controle no interruptor acende.
w A luz de aviso giratória está ativa no sentido de marcha à ré.
Luz de aviso giratória Funcionamento permanente
u Pressionar o interruptor 1 no nível II.
w A luz de controle no interruptor acende.
w A luz de aviso giratória está em funcionamento permanente.
Desligar a luz de aviso giratória
u Pressionar o interruptor 1 na posição 0.
w A luz de controle no interruptor apaga.
w A luz de aviso giratória está desligada.

3.2.30 Acionamento da ventoinha reversível


Este equipamento é opcional.
A função serve para limpar o sistema de refrigeração. O sentido de rotação da
ventoinha é invertido.
A necessidade de limpeza varia de acordo com a utilização, por isso, o intervalo
de tempo pode ser ajustado até a inversão da ventoinha seguinte. O tempo de
funcionamento da ventoinha não é ajustável.

Ativar ou desativar a inversão da ventoinha

NOTA
Perigo de danos do acionamento hidráulico da ventoinha!
u Não desligar o motor diesel enquanto a ventoinha efetua a inversão.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

copyright by

114 L 556-1410 / 29031


Manual de instruções Operação, funcionamento
Operação

Fig. 138: Ativar ou desativar a inversão da ventoinha


1 Indicação Acionamento da 2 Tecla Acionamento da ventoinha
ventoinha reversível reversível
u Pressionar a tecla 2 por menos que 2 segundos.
Na indicação 1 é indicado o seguinte:
w X “Acionamento da ventoinha reversível” está ativado.
w *O acionamento da ventoinha efetua a inversão.
Se você pretender alterar os intervalos de tempo ajustado de fábrica até a
inversão seguinte da ventoinha:
u Pressionar a tecla 2 por mais que 2 segundos.
w O tempo a ser ajustado é indicado na indicação 1.
u Pressionar várias vezes a tecla 2 durante 2 segundos.
w O intervalo é alterado.
w O tempo ajustado será salvo se após 3 segundos nenhuma tecla for acio-
nada.

3.2.31 LiDAT
Este equipamento é opcional.
LiDAT é um programa de transferência e de localização de dados para máquinas
Liebherr e máquinas de outros fabricantes. Se baseando na tecnologia moderna
de transmissão de dados, LiDAT fornece informações para a locação, bem como
para o funcionamento das máquinas e permite, assim, um gerenciamento eficiente
dos mesmos, um planejamento de intervenção e o monitoramento remoto.
Com LiDAT, os dados da máquina importantes podem ser consultados a qualquer
momento. De acordo com a versão do software, os dados são atualizados várias
vezes ao dia e podem ser consultados a qualquer momento em um browser Web.
Em especial as informações de cariz importante, tais como, por exemplo, a saída
do aparelho de uma zona predefinida ou mensagens de determinados estados
operacionais e parâmetros de utilização também podem ser consultados.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

copyright by

L 556-1410 / 29031 115


Operação, funcionamento Manual de instruções
Funcionamento

3.3 Funcionamento

3.3.1 Colocação em funcionamento - diária


Certifique-se de que as tarefas de manutenção diárias foram executadas. (Para
mais informações, consulte: 5.1 Plano de manutenção e inspeção, página 193)

Assumir a posição de operação


Para colocar a máquina em posição de operação, proceda do seguinte modo:
– Ligue a chave geral da bateria.
– Fechar portas, tampas e capôs de serviço.
– Soltar o bloqueio da articulação.

Ligar a chave geral da bateria


A chave geral da bateria está situada no espaço do motor.

Fig. 139: Ligar a chave geral da bateria


1 Chave geral da bateria 2 Posição“LIG.”
u Rodar a chave geral da bateria 1 para a posição “LIG.”.

Fechar portas, tampas e capôs de serviço


u Feche todas as portas de serviço e capôs e tranque tudo o que for possível.

Soltar o bloqueio da articulação

AVISO
Perigo de acidente devido a articulação bloqueada!
Não é possível realizar funções de direção com o bloqueio da articulação colo-
cado.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

u Soltar o bloqueio da articulação.

u (Para mais informações, consulte: 3.2.2 Bloqueio da articulação, página 59)

Abastecer combustível
Certifique-se de que as seguintes condições estão cumpridas:
q A máquina está em posição de operação.
q O equipamento de trabalho está colocado na horizontal no chão.

copyright by

116 L 556-1410 / 29031


Manual de instruções Operação, funcionamento
Funcionamento

AVISO
Perigo de incêndio!
u Proibido fumar e fazer fogo.
u Abastecer apenas com o motor diesel desligado.

Fig. 140: Abastecer combustível


1 Tampa do tanque 3 Tanque de combustível
2 Tampa de proteção
u Respeitar as prescrições de segurança para o abastecimento. (Para mais infor-
mações, consulte: 2.4.3 Instruções para evitar riscos de incêndio e explosão,
página 43)
u Abastecer com combustível limpo. (Para mais informações, consulte:
5.3.3 Combustíveis, página 202)
u Deslocar a tampa de proteção 2.
u Desbloquear a fechadura do tanque, rodar a tampa do tanque 1 para a
esquerda e remover.
u Introduzir a pistola de abastecimento completamente no bocal de abasteci-
mento e encher o tanque.
u Colocar a tampa do tanque 1 e fechar rodando para a direita.

Observação
A diferença de temperaturas forma água de condensação no tanque de combus-
tível!
Se durante a noite ocorrerem grandes diferenças de temperatura:
u Encher o tanque da máquina.

3.3.2 Partida do motor diesel

Observação
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

Para iniciar o motor diesel!


u O motor diesel não pode ser acionado por meio de empurrão ou tração da
máquina.

copyright by

L 556-1410 / 29031 117


Operação, funcionamento Manual de instruções
Funcionamento

Providências de partida com temperaturas de congela-


mento
Em caso de temperaturas extremamente baixas, as seguintes providências facil-
itam o processo de partida:
– Verificar a carga da bateria, se necessário recarregar.
– Utilize combustível de Inverno. (Para mais informações, consulte:
5.3.3 Combustíveis, página 202)
– A máquina pode ser equipada opcionalmente com um aquecimento adicional
para o pré-aquecimento do motor.

AVISO
Há perigo de explosão em caso de utilização de fluídos auxiliares à base de éter!
u Não utilize fluídos auxiliares à base de éter.

Processo de partida
Certifique-se de que as seguintes condições estão cumpridas:
q A máquina está em posição de operação.
q O cinto de segurança está colocado.

Fig. 141: Processo de partida


1 Botão de partida
u Rodar a chave de contato para a posição I.
w A verificação do sistema é iniciada.

Display

Indicação após a “verificação do sistema”


LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

Controle do pré-aquecimento A)

Carga da bateria

Pressão de reserva dos freios B)

copyright by

118 L 556-1410 / 29031


Manual de instruções Operação, funcionamento
Funcionamento

Display

Indicação após a “verificação do sistema”

Pressão do óleo do motor

Raio de ação de marcha

Comutação neutra

Bloqueio do sistema hidráulico de trabalho

Freio de imobilização

Tab. 17: Processo de partida

A) Acende em caso de temperaturas inferiores a 5 °C.


B) Acede apenas no caso de pressão de reserva dos freios baixa.
Se o campo do símbolo Controle do pré-aquecimento acender:
u Aguardar que o campo do símbolo Controle do pré-aquecimento se apague.
u Rodar a chave de contato para a posição de partida II até o motor diesel ligar.
u Liberar a chave de contato.
u Ligar no máximo durante 20 segundos.
Quando o motor diesel começar a trabalhar, os seguintes campos dos símbolos
devem apagar:
w Carga da bateria
w Pressão de reserva dos freios
w Pressão do óleo do motor
Se os campos dos símbolos estiverem apagados:
u Deixar o motor diesel aquecer com a rotação média, só depois operar com
carga máxima.

3.3.3 Marcha

Preparações para a marcha


Certifique-se de que as seguintes condições estão cumpridas:
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

q A máquina está em posição de operação. (Para mais informações, consulte:


Assumir a posição de operação, página 116)
q Os espelhos e outros auxílios visuais (por ex. câmera de marcha à ré) estão
ajustados de forma a que esteja garantida a melhor visão periférica possível.
(Para mais informações, consulte: 2.4.20 Ver e ser visto, página 55)
q Todos os dispositivos de iluminação foram verificados e encontram-se correta-
mente ajustados. (Para mais informações, consulte: 5.12.1 Verificar a ilumi-
nação, página 255)
q O motor diesel está funcionando.

copyright by

L 556-1410 / 29031 119


Operação, funcionamento Manual de instruções
Funcionamento

Posicionar o equipamento de trabalho

Fig. 143: Posicionamento da pá

u Elevar ou baixar a coluna de elevação de acordo com o requisito do trabalho.


u Colocar a pá carregadeira na posição desejada.

Selecionar os raios de ação de marcha

Fig. 144: Selecionar os raios de ação de marcha


1 Tecla Comutar o raio de ação de 2 Tecla Comutar o raio de ação de
marcha para cima marcha para baixo
u Comutar para o raio de ação de marcha desejado de acordo com a utilização.
w O raio de ação de marcha é indicado no display.

Liberar o freio de estacionamento


Quando o freio de estacionamento está acionado, o bloqueio de marcha está
ativado. Não é possível pré-selecionar o sentido de marcha!
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

copyright by

120 L 556-1410 / 29031


Manual de instruções Operação, funcionamento
Funcionamento

Fig. 145: Liberar o freio de estacionamento


1 LEDs 2 Tecla Freio de imobilização
u Pressionar a tecla 2.
w Os LEDs 1 apagam.
w O campo do símbolo no display apaga.

Selecionar o sentido de marcha

AVISO
Perigo de acidente devido a partida indevida da máquina!
u Com o sentido de marcha selecionado, a máquina pode dar partida mesmo
sem acionamento do pedal do acelerador.

Você tem de se certificar de que o freio de imobilização está desativado.

Fig. 146: Selecionar o sentido de marcha


1 Botão Sentido de marcha R Sentido de marcha à ré
2 Alavanca de operação 0 Sentido de marcha neutro
F Sentido de marcha à frente
u Com o interruptor 1 selecionar o sentido de marcha pretendido.
w O campo do símbolo Sentido de marcha acende no display.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

Conduzir
Os seguintes temas são descritos neste capítulo:
– Iniciar a marcha
– Proteção contra excesso de rotações
– Conduzir com Vmax (limite de velocidade) Comutação
– Conduzir sem LFD
– Conduzir com LFD
– Inverter a marcha

copyright by

L 556-1410 / 29031 121


Operação, funcionamento Manual de instruções
Funcionamento

Iniciar a marcha
Certifique-se de que as preparações para a marcha foram concluídas. (Para mais
informações, consulte: Preparações para a marcha, página 119)

Fig. 147: Iniciar a marcha


1 Pedal do acelerador
u Acionar cuidadosamente o pedal do acelerador 1.
w A máquina começa a rolar.
w A velocidade de marcha e o nível da caixa de câmbio são indicados no
display.

Proteção contra excesso de rotações


A função “Proteção contra excesso de rotações” evita descer montanhas muito
rapidamente em terrenos íngremes. Isto destina-se à segurança da máquina e do
motorista. Ao exceder uma determinada velocidade de marcha a função fica ativa,
freando assim a máquina. A proteção contra excesso de rotações atua indepen-
dentemente do sentido de marcha em cada raio de ação de marcha.
A função não protege de danos devido a descidas rápidas de montanha descui-
dadas ou deliberadas!

Fig. 148: Proteção contra excesso de rotações


1 Símbolo de aviso Proteção
contra excesso de rotações no
display

AVISO
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

Perigo de acidente devido a descidas descuidadas ou muito rápidas de montanha!


A consequência é o excesso das rotações do motor diesel e dos motores de regu-
lagem.
u Antes de conduzir a máquina em descidas, comutar para a marcha fixa F1 .
u Reduzir a velocidade com o pedal de freio.

Se a proteção contra excesso de rotações for ativada:


– A máquina é freada automaticamente.
– É emitido um sinal de aviso breve.

copyright by

122 L 556-1410 / 29031


Manual de instruções Operação, funcionamento
Funcionamento

– A indicação do código de erro e o símbolo de aviso 1 ou o símbolo de aviso 2


surgem na indicação.
u Continuar reduzindo a velocidade com o pedal de freio.

Conduzir com Vmax (limite de velocidade) Comutação

Observação
A função Vmax (limite de velocidade) está disponível apenas no raio de ação de
marcha automática A1-2!
u Comutar para o raio de ação de marcha A1-2.

Fig. 149: Conduzir com Vmax (limite de velocidade)


1 LEDs 2 Tecla Vmax
Ativação com a máquina parada:
u Pressionar a tecla 2.
w Os LEDs 1 acendem.
w A indicação “Vmax” surge no display.
w O limite de velocidade da máquina está ativado.
w A máquina circula com a velocidade mínima com o pedal do acelerador
acionado até o fim.
Ativação com a máquina em funcionamento:
u Conduzir com a velocidade de marcha desejada.
u Pressionar a tecla 2.
w Os LEDs 1 acendem.
w A indicação “Vmax” surge no display
w O limite de velocidade da máquina está ativado.
w A máquina circula com a velocidade de marcha ajustada com o pedal do
acelerador acionado até o fim.
Desligar Vmax (limite de velocidade):
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

u Pressionar novamente a tecla 2 ou trocar o raio de ação de marcha.


w Os LEDs 1 apagam.

Conduzir com amortecimento de vibrações


Este equipamento é opcional.
Ao conduzir em percursos longos sem amortecimento de vibrações, podem
ocorrer vibrações do veículo durante a marcha.
O amortecimento de vibrações melhora o conforto durante a marcha em quase
todos os estados de marcha reduzindo as vibrações do veículo.

copyright by

L 556-1410 / 29031 123


Operação, funcionamento Manual de instruções
Funcionamento

Consequentemente, o amortecimento de vibrações deve ser ligado em quase


todos os casos e tipos de utilização em percursos longos.

Ativar o amortecimento de vibrações

Fig. 150: Ativar o amortecimento de vibrações


1 LEDs 2 Tecla Amortecimento de vibra-
ções
u Pressionar a tecla 2.
w Todos os LEDs 1 acendem.
w O amortecimento de vibrações é ativado e ligado automaticamente quando
a velocidade de marcha da máquina é superior a 10 km/h.

Desativar o amortecimento de vibrações

u Pressionar novamente a tecla 2.


w Todos os LEDs 1 na tecla apagam.
w O amortecimento de vibrações está desativado.

Inverter a marcha
A marcha da máquina pode ser invertida em qualquer raio de ação de marcha e
velocidade de marcha.

PRECAUÇÃO
Perigo de ferimentos ao inverter a máquina!
u Antes de colocar a máquina em funcionamento, colocar o cinto de segurança.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

Fig. 151: Inverter a marcha


1 Botão Sentido de marcha F Sentido de marcha à “frente”
2 Alavanca de operação R Sentido de marcha à “ré”
Comutar o sentido de marcha:

copyright by

124 L 556-1410 / 29031


Manual de instruções Operação, funcionamento
Funcionamento

u Pressionar o Interruptor 1.
w De acordo com a posição de comutação, o campo do símbolo para a
marcha para a frente ou para a marcha à ré acende.
Para uma inversão de marcha suave:
u Reduzir a rotação do motor diesel ou pressionar levemente o pedal de freio de
marcha gradual.

Freios
Existem duas possibilidades de frear a máquina:
– frear somente com o circuito hidrostático.
– frenar com o circuito hidrostático e com o freio de serviço.

AVISO
Em caso de uma frenagem da máquina sem que o motorista use o cinto de segur-
ança, há risco de acidente com lesões graves!
u Antes de colocar a máquina em funcionamento, colocar o cinto de segurança!
u Para frenar a fundo em situações de perigo, o pedal de freio de marcha gradual
deve ser pressionado até o fim.

Fig. 152: Freios


1 Pedal de freio de marcha 2 Pedal do acelerador
gradual
Se pretender frear a máquina apenas hidrostaticamente:
u Reduzir a rotação do motor diesel com o pedal do acelerador 2.
ou
Acionar o pedal de freio de marcha gradual 1 no âmbito I do percurso do pedal.
w A máquina é freada hidrostaticamente.
Se o sistema de freio hidrostático não for suficiente, a máquina deve ser freada
adicionalmente com o pedal de freio de marcha gradual 1.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

u Acionar o pedal de freio de marcha gradual 1 no âmbito B do percurso do


pedal.
w A máquina é freada com maior ou menor força.
Se tiver de frear a máquina em uma situação de perigo:
u Pressionar o pedal de freio de marcha gradual 1 até o fim.
w A máquina é freada com força.

copyright by

L 556-1410 / 29031 125


Operação, funcionamento Manual de instruções
Funcionamento

AVISO
Freios pouco ou nada eficientes!
u Adicionalmente ao freio de serviço ativar o freio de estacionamento.
u Se isto não for suficiente desligar imediatamente a ignição.
u Entre em contato com o serviço de assistência a clientes da Liebherr.

Depois da máquina parar e antes do motorista abandonar a máquina com o


motor diesel a trabalhar, é necessário tomar as seguintes providências:
– Ativar o freio de imobilização.
– Ativação do bloqueio do sistema hidráulico de trabalho.
– Proteger a máquina em terrenos íngremes.

Fig. 153: Após a parada da máquina


1 Tecla Freio de imobilização 3 Calços
2 Tecla Bloqueio do sistema
hidráulico de trabalho
u Ativar o freio de imobilização com a tecla 1.
w Os LEDs na tecla acendem.
w O símbolo “Freio de imobilização” acende no display.
w O freio de imobilização está ativado.
w O sentido de marcha é comutado para “neutro”.
u Pressionar a tecla 2 contra o acionamento involuntário do equipamento de
trabalho.
w Os LEDs na tecla acendem.
w O campo do símbolo “Bloqueio do sistema hidráulico de trabalho” acende no
display.
w O sistema hidráulico de trabalho está colocado fora de funcionamento.

PERIGO
Perigo de acidente em terrenos íngremes devido a rolamento indevido da
máquina!
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

u Imobilizar a máquina contra o rolamento.

u Imobilizar a máquina contra rolamento com os devidos calços 3.

copyright by

126 L 556-1410 / 29031


Manual de instruções Operação, funcionamento
Funcionamento

3.3.4 Circular em vias públicas


Antes de iniciar a circulação em vias públicas, você deve se informar sobre as
condições do percurso (ruas, pontes, túnel, passagens subterrâneas, vias
estreitas, etc.), bem como sobre os limites de peso, altura e largura e a capaci-
dade de carga das pontes.
Em caso de utilização de pás carregadeiras com uma velocidade máxima de
20 km/h, que não possuam uma chapa de licença legal, é obrigatório colocar,
lateralmente, o endereço do empreiteiro (sede da empresa), assim como uma
declaração do seguro de responsabilidade civil para o funcionamento.
A pá carregadeira sobre rodas pode circular apenas em vias públicas sem
carga.
Certifique-se de que as seguintes condições estão cumpridas:
q Estão cumpridas as condições necessárias para a permissão de circulação em
vias públicas.
• Permissão de funcionamento
• Autorização excepcional
q Está informado sobre as respectivas prescrições de segurança.

Fig. 154: Circular em vias públicas - Conduzir


1 Proteção dos dentes 4 LED
2 Luzes delimitadoras a aprox. 40 cm
3 Tecla Bloqueio do sistema b Pá carregadeira no encosto
hidráulico de trabalho
u Retirar a sujeira grossa da máquina e limpar o perfil das rodas. (Para mais
informações, consulte: 5.6.3 Limpar a máquina, página 220)
u Fechar todas as portas, tampas e capôs de serviço e trancar se possível.
u Fixar a proteção dos dentes 1 na pá.
u Fixar luzes delimitadoras 2 e ligar cabos.
u Assumir a posição de transporte.
w O ponto de rotação da pá fica aprox. 40 cm acima do solo.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

w A pá carregadeira está basculada para dentro até oencosto b.


u Bloquear o sistema hidráulico contra acionamento involuntário com a tecla 3.
w Os LEDs 4 acendem.
u Conduzir com o cuidado necessário.
u Respeitar as leis rodoviárias.

copyright by

L 556-1410 / 29031 127


Operação, funcionamento Manual de instruções
Funcionamento

3.3.5 Colocar a máquina fora de funcionamento


Antes de desligar o motor diesel e sair da máquina, é necessário tomar as
seguintes providências.

PERIGO
Perigo de acidente devido a rolamento indevido da máquina!
u Baixe a máquina sobre solo horizontal.

Baixar o equipamento de trabalho


Você deve se certificar de que o equipamento de trabalho está vazio.

Fig. 155: Baixar o equipamento de trabalho

u Mover a alavanca de operação no sentido b.


w A coluna de elevação é baixada.
u Colocar a pá na horizontal sobre o chão, para tal mover a alavanca de oper-
ação no sentidoc ou d.
Se estiver instalado um equipamento de trabalho com função hidráulica (p.ex. pá
basculante lateral, garra para madeira):
u Consoante a função do equipamento de trabalho bascular para dentro, fechar
ou bloquear.
u Baixar a coluna de elevação até o equipamento de trabalho ficar no chão.

Desligar o motor diesel


LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

NOTA
Perigo de danos do motor diesel!
Isso é especialmente importante para motores com turbo.
Se o motor diesel for desligado repentinamente, o turbocompressor funciona por
um curto período sem abastecimento de óleo.
u Nunca desligar o motor diesel repentinamente quando esse estiver em rotação
máxima.

copyright by

128 L 556-1410 / 29031


Manual de instruções Operação, funcionamento
Funcionamento

Fig. 156: Desligar o motor diesel

u Reduzir a rotação do motor para rotação em ponto morto, para tal tirar o pé do
pedal do acelerador.
u Deixar o motor diesel trabalhando em ponto morto durante ainda 10 a 15
segundos.
u Girar a chave de contato para a posição 0 e retirar.
w Todos os símbolos apagam.
w O freio de estacionamento está ativado.
w O bloqueio do sistema hidráulico de trabalho está ativado.

Desligar a chave geral da bateria


A chave geral da bateria está situada no espaço do motor.

Quando abandonar a máquina e ela ficar sem supervisão:

NOTA
Perigo de danos do sistema elétrico!
u Não desligar a chave geral da bateria com o motor diesel ligado.

Fig. 157: Desligar a chave geral da bateria


LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

1 Chave geral da bateria 2 Posição “DESL.”


u Girar a chave geral da bateria 1 para a posição “DESL.”.
u Retirar a chave geral.
w A máquina deve ser protegida contra uma utilização não autorizada.

Calçar a máquina
Se estacionar a máquina em terrenos íngremes durante longos períodos, tome a
seguinte providência:

copyright by

L 556-1410 / 29031 129


Operação, funcionamento Manual de instruções
Funcionamento

PERIGO
Perigo de acidente devido a rolamento indevido da máquina!
u Calce a máquina contra rolamento indevido.

Fig. 158: Calçar a máquina

u Retirar os calços dos respectivos suportes.


u Imobilizar a máquina contra rolamento com os devidos calços.

Posição de estacionamento
A chave de contato não pode ser retirada da ignição na posição de estaciona-
mento P.

Fig. 159: Posição de estacionamento

u Rodar a chave de contato para a posição de estacionamento P.


u Para estacionar a máquina em vias públicas, deixar a chave geral da bateria
ligada.
Os seguintes consumidores estarão operacionais:
w Iluminação interior
w Sistema do pisca alerta
w Tomada/isqueiro
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

w Faróis de trabalho dianteiros


w Luz de aviso giratória (opção)
w Rádio (opção)
w Faróis de trabalho traseiros (opção)

PERIGO
Se a máquina for manejada por terceiros sem autorização, há elevado risco de
acidentes para o pessoal da manutenção!
u Proteger a máquina contra um manuseio não autorizado por terceiros.

copyright by

130 L 556-1410 / 29031


Manual de instruções Operação, funcionamento
Funcionamento

Quando se afastar da máquina:


u Girar a chave de contato para a posição 0 e retirar.
w No painel de instrumentos ainda poderão ser ligados os consumidores.
(Para mais informações, consulte: 3.2.11 Interruptor de partida, página 76)

3.3.6 Mover o equipamento de trabalho


Os movimentos de trabalho da coluna de elevação e da pá são comandados com
a alavanca de operação.
Movimentos de trabalho:
– Elevar ou baixar a coluna de elevação.
– Bascular a pá para dentro e para fora.
– Mover a coluna e elevação e a pá em simultâneo.
– Posição flutuante
– Limitador do curso de elevação
– Recolha da pá automática

Observação
Para mover o equipamento de trabalho, o sistema hidráulico de trabalho deve ser
liberado.
u (Para mais informações, consulte: Liberar o sistema hidráulico de trabalho,
página 131)

Liberar o sistema hidráulico de trabalho

Fig. 160: Liberar o sistema hidráulico de trabalho


1 LEDs 2 Tecla- Bloqueio do sistema
hidráulico de trabalho
u Pressionar a tecla 2.
w Os LEDs 1 apagam.
w O campo do símbolo “Bloqueio do sistema hidráulico de trabalho” apaga no
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

display.
w O sistema hidráulico de trabalho está operacional.

Elevar ou baixar a coluna de elevação

AVISO
Perigo de acidente ao mover a coluna de elevação e a pá!
u Não permitir a permanência de pessoas na área de perigo da máquina.

copyright by

L 556-1410 / 29031 131


Operação, funcionamento Manual de instruções
Funcionamento

Elevar a coluna de elevação

Fig. 161: Elevar a coluna de elevação


1 Alavanca de operação
u Mover a alavanca de operação no sentido a.
w A coluna de elevação é elevada.

Baixar a coluna de elevação


Há duas possibilidades para baixar a coluna de elevação:
– Função normal de baixar
– Função rápida de baixar

Fig. 162: Baixar a coluna de elevação


LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

1 Alavanca de operação
Função normal de baixar:
u Mover a alavanca de operação no sentido b apenas até o ponto de pressão.
w A coluna de elevação é baixada.
Função rápida de baixar:
u Mover a alavanca de operação no sentido b1 além do ponto de pressão até o
encosto.
w A coluna de elevação é baixada rapidamente.

copyright by

132 L 556-1410 / 29031


Manual de instruções Operação, funcionamento
Funcionamento

Observação
Em caso de falha do motor diesel, baixar a coluna de elevação e despressurizar
as pressões hidráulicas!
u (Para mais informações, consulte: 3.7.1 Baixar a coluna de elevação em caso
de falha do motor diesel, página 165)

Bascular a pá para dentro e para fora

AVISO
Perigo de acidente ao mover a coluna de elevação e a pá!
u Não permitir a permanência de pessoas na área de perigo da máquina.

Fig. 163: Bascular a pá para dentro e para fora


1 Alavanca de operação
Bascular a pá para dentro:
u Mover a alavanca de operação 1 no sentido c.
w A pá é basculada para dentro.
Bascular a pá para fora:
u Mover a alavanca de operação 1 no sentido d.
w A pá é basculada para fora.

Mover a coluna e elevação e a pá em simultâneo


Através do acionamento diagonal da alavanca de operação, é possível mover a
coluna de elevação e a pá simultaneamente.

AVISO
Perigo de acidente ao mover a coluna de elevação e a pá!
u Não permitir a permanência de pessoas na área de perigo da máquina.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

copyright by

L 556-1410 / 29031 133


Operação, funcionamento Manual de instruções
Funcionamento

Elevar a coluna de elevação e, simultaneamente, bascular a pá


para dentro ou para fora

Fig. 164: Elevar a coluna de elevação e bascular a pá para dentro ou para fora
1 Alavanca de operação
Elevar a coluna de elevação e, em simultâneo, bascular a pá para dentro:
u Mover a alavanca de operação no sentido e.
w A coluna de elevação é elevada e simultaneamente a pá é basculada para
dentro.
Elevar a coluna de elevação e, simultaneamente, bascular a pá para fora:
u Mover a alavanca de operação no sentido g.
w A coluna de elevação é elevada e simultaneamente a pá é basculada para
fora.

Baixar a coluna de elevação e, simultaneamente, bascular a pá


para dentro ou para fora

LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

Fig. 165: Baixar a coluna de elevação e, simultaneamente, bascular a pá para


dentro ou para fora
1 Alavanca de operação
Baixar a coluna de elevação e, simultaneamente, bascular a pá para dentro:

copyright by

134 L 556-1410 / 29031


Manual de instruções Operação, funcionamento
Funcionamento

u Mover a alavanca de operação no sentido h.


w A coluna de elevação é baixada e simultaneamente a pá é basculada para
dentro.
Baixar a coluna de elevação e, simultaneamente, bascular a pá para fora:
u Mover a alavanca de operação no sentido f.
w A coluna de elevação é baixada e simultaneamente a pá é basculada para
fora.

Posição flutuante
A posição flutuante permite que o equipamento de trabalho fique assentado no
solo com o próprio peso e se mova livremente nas irregularidades do terreno.

Fig. 166: Posição flutuante


1 Interruptor Posição flutuante 2 Alavanca de operação

Ativar a posição flutuante

AVISO
Perigo de acidente devido a descensão rápida do equipamento de trabalho!
u Não ativar a função de posição flutuante com o equipamento de trabalho
elevado.

u Mover a alavanca de operação no sentido b apenas até o ponto de pressão.


Baixar a coluna de elevação e colocar a pá na horizontal sobre o solo.
u Pressionar o Interruptor 1.
u Mover a alavanca de operação no sentido b1 além do ponto de pressão até o
encosto e soltá-la.
w A alavanca de operação é mantida nesta posição por força magnética.
w A função “Posição flutuante” está ativada.

Desativar a posição flutuante


LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

u Pressionar o Interruptor 1.
w A função “Posição flutuante” está desativada.

Limitador do curso de elevação


Este equipamento é opcional.
O limitador do curso de elevação impede um choque forte da coluna de elevação
no “ final da elevação” superior. Assim, tanto a máquina como o motorista estão
protegidos contra impactos.

copyright by

L 556-1410 / 29031 135


Operação, funcionamento Manual de instruções
Funcionamento

Fig. 167: Limitador do curso de elevação


1 Interruptor Limitador do curso de 2 Alavanca de operação
elevação

Ativar o limitador do curso de elevação


u Pressionar o Interruptor 1.
w A função “Limitador do curso de elevação” está ativada.
u Mover a alavanca de operação 2 no sentido a além do ponto de pressão até o
encosto e soltá-la.
w A alavanca de operação é mantida nesta posição através da força
magnética.
w A coluna de elevação será elevada até o ponto de comutação para o limi-
tador do curso de elevação.
w O processo de elevação é interrompido nesse ponto.

Desativar o limitador do curso de elevação


u Pressionar o Interruptor 1.
w A função “Limitador do curso de elevação” está desativada.

Ajustar o limitador do curso de elevação para altura de esvazia-


mento reduzida
O interruptor de aproximação se encontra pré-ajustado de fábrica. Em caso de
necessidade, o interruptor de aproximação pode ser reajustado para uma altura de
esvaziamento reduzida.

Observação
Alterar o pré-ajuste de fábrica da altura de esvaziamento reduzida!
u Entre em contato com o serviço de assistência a clientes da Liebherr.

Recolha da pá automática
A função “Recolhimento automático da pá” é usada para trabalhos de carrega-
mento que repetem uma determinada posição de prospecção. Se necessário, o
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

interruptor de aproximação pré-ajustado de fábrica pode ser alterado.

Observação
Alterar o pré-ajuste de fábrica da posição de prospecção!
u Entre em contato com o serviço de assistência a clientes da Liebherr.

copyright by

136 L 556-1410 / 29031


Manual de instruções Operação, funcionamento
Funcionamento

Ativar a recolha da pá

Fig. 168: Ativar a recolha da pá


1 Interruptor Recolha da pá auto-
mática
u Pressionar o Interruptor 1.
w A função “Recolha da pá automática” está ativada.

Trabalhar com a recolha da pá


Sequência dos passos de trabalho:
– Elevar a coluna de elevação.
– Bascular a pá para fora em posição elevada.
– Recolha da pá (bascular a pá para dentro em posição elevada)
– Baixe a coluna de elevação.
Certifique-se de que a função “Recolha da pá automática” está ativada.

Fig. 169: Trabalhar com a recolha da pá

Elevar a coluna de elevação:


LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

u Mover a alavanca de operação no sentido a.


Bascular a pá para fora em posição elevada:
u Mover a alavanca de operação no sentido d.

copyright by

L 556-1410 / 29031 137


Operação, funcionamento Manual de instruções
Funcionamento

Fig. 170: Trabalhar com a recolha da pá

Recolha da pá (bascular a pá para dentro em posição elevada):


u Mova a alavanca de operação auxiliar no sentido c até o encosto e mantenha a
mesma nesta posição.
w A alavanca de operação é mantida nesta posição por força magnética.
w A pá é colocada na pré-posição de prospecção.
w Assim que a pá estiver na pré-posição, a alavanca de operação coloca-se
na posição neutra.
Baixar a coluna de elevação:
u Mover a alavanca de operação no sentido b.
w A pá é colocada na posição de prospecção no solo.

3.3.7 Pá com basculamento em altura


Este equipamento é opcional.
A pá com basculamento em altura está equipada com um circuito hidráulico
próprio para a função de basculamento em altura. A pá é especialmente adequada
para o carregamento de materiais leves com grande altura de esvaziamento
(p.ex., vagões com paredes extremamente elevadas com aparas como material de
carga). LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

copyright by

138 L 556-1410 / 29031


Manual de instruções Operação, funcionamento
Funcionamento

Fig. 171: Pá com basculamento em altura


1 Corpo da pá 3 Garfo
2 Amortecedor de borracha 4 Cilindro hidráulico

Observação
Informações sobre o equipamento!
u Ler o manual de instruções do fabricante.

A pá com basculamento em altura não deve ser utilizada:

Fig. 172
– para elevar ou transportar pessoas
– como suporte de meios de recepção de carga (isto é, é proibido colocar
ganchos e dispositivos semelhantes)
– para reposicionar materiais acima da densidade aparente específica autorizada
– para extrair e quebrar pedras
– para prender estacas
– na exploração subterrânea
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

O fabricante não se responsabiliza por danos resultantes de uma utilização inade-


quada.

Controle de funcionamento

PRECAUÇÃO
Perigo de acidente devido a circuito hidráulico conectado incorretamente!
u Realizar um controle do funcionamento.

copyright by

L 556-1410 / 29031 139


Operação, funcionamento Manual de instruções
Funcionamento

Antes do início dos trabalhos:


u Testar a operação e o funcionamento da pá com basculamento em altura sem
materiais ou cargas.

Bascular a pá com basculamento em altura para


dentro e para fora
Neste parágrafo estão descritas as diferentes variantes para bascular a pá com
basculamento em altura para dentro e para fora.
Variantes de modelos:
– Acionamento com alavanca de operação adicional
– Acionamento com comando de comodidade
– Acionamento com controle por teclas

NOTA
Perigo de danos no cilindro hidráulico devido a sobrecarga ao esvaziar a pá com
basculamento em altura!
u Esvaziar o material somente por intermédio da função de basculamento em
altura.

Acionamento com alavanca de operação adicional


Bascular a pá com basculação em altura para fora:

Fig. 173: Bascular a pá com basculamento em altura para fora


1 Corpo da pá 2 Manete de operação adicional
u Deslocar a alavanca de operação adicional 2 para a frente na direção de b.
w A pá com basculamento em altura é basculada para fora.
Bascular a pá com basculamento em altura para dentro
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

copyright by

140 L 556-1410 / 29031


Manual de instruções Operação, funcionamento
Funcionamento

Fig. 174: Bascular a pá com basculamento em altura para dentro:


1 Corpo da pá 2 Manete de operação adicional
u Deslocar a alavanca de operação adicional 2 para trás na direção de a.
w A pá com basculamento em altura é basculada para dentro.

Acionamento com comando de comodidade


Operação: (Para mais informações, consulte: Comando de comodidade,
página 98)

3.3.8 Garfo de carga


Este equipamento é opcional.
O garfo de carga é composto pelo suporte do garfo e os dentes do garfo ajustá-
veis. É utilizado para a elevação, transporte, reposicionamento de paletes e para
trabalhos de empilhamento. O garfo de carga é fixado através do dispositivo de
troca rápida. (Para mais informações, consulte: 3.5 Montar e desmontar o equipa-
mento, página 153)

Ajustar os dentes no suporte do garfo


Os dentes do garfo estão encaixados no suporte do garfo e bloqueados com um
bloqueio contra deslizamento.
Certifique-se de que estão satisfeitas as seguintes condições:
q O garfo de carga está aprox. 10 cm acima do solo.
q O motor a diesel está desligado.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

copyright by

L 556-1410 / 29031 141


Operação, funcionamento Manual de instruções
Funcionamento

Fig. 175: Ajustar os dentes no suporte do garfo


1 Suporte do garfo 4 Entalhe
2 Dentes do garfo a Bloqueio do garfo aberto
3 Bloqueio do garfo b Bloqueio do garfo fechado
u Abra o bloqueio do garfo 3.
u Desloque os dentes do garfo 2 para a posição correta.
u Para bloquear, deixe o bloqueio do garfo 3 engrenar no entalhe 4.
w Os dentes do garfo estão encaixados.

Trabalhar com o garfo de carga


Ao elevar ou baixar a carga:
– Em caso de um andaime industrial existe um deslocamento paralelo da carga
sobre toda a área de elevação.
– No caso de uma coluna de elevação com cinemática Z, não existe transporte
paralelo da carga.

AVISO
Perigo de acidente devido a deslizamento da carga do garfo de carga!
u Observar a posição de saída paralela do garfo de carga em relação ao chão.

Coluna de elevação com cinemática Z - Posição de saída paralela do garfo de


carga (0° em relação ao chão):
– Com um movimento de elevação até aprox. 2/3 da altura máxima de elevação
para cima, o equipamento é basculado para dentro.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

– Ao continuar o movimento de elevação para cima, o equipamento é novamente


basculado para fora, mas sem declinar para a frente.
Devido às proporções da alavanca da cinemática na área de elevação mais alta,
existem limitações da capacidade de carga.

copyright by

142 L 556-1410 / 29031


Manual de instruções Operação, funcionamento
Funcionamento

Fig. 176: Distância do centro de gravidade


S Centro de gravidade Sa Distância do centro de gravidade

AVISO
Perigo de acidente devido a possível capotamento da máquina!
u Respeitar as seguintes instruções.

u Carregar a carga.
u Colocar a coluna de elevação na posição de transporte.
u Em esvaziamento e rodagem de transporte com o garfo vazio, bascular o garfo
de carga levemente para baixo e transportá-lo em baixo.
u Em terrenos íngremes ou declive, efetuar sempre o transporte em movimento
reto para cima ou para baixo!
u Nunca subir ou descer terrenos íngremes ou declives na transversal.
u Nunca realizar manobras nos terrenos íngremes ou declives.
Quando for necessário efetuar a descarga em uma posição elevada:
u Eleve a coluna de elevação somente pouco antes de alcançar o local de
descarga.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

copyright by

L 556-1410 / 29031 143


Operação, funcionamento Manual de instruções
Métodos de trabalho

3.4 Métodos de trabalho

Este item apresenta os métodos de trabalho rotineiros.

3.4.1 Carregar materiais


Para evitar possíveis perdas de tração, recomendamos o seguinte modo de proce-
dimento.

Fig. 177: Carregar materiais


1 Pedal de freio de marcha B Freios
gradual
I Marcha gradual
u Não trabalhe com forte pressão para baixo da pá.
u Bascular a pá levemente para dentro e para fora eventualmente para apoiar a
penetração no material.
Acionando o pedal de freio de marcha gradual, a força de avanço (força de tração)
diminuirá e, assim, o processo de carregamento será facilitado.
u Além disso, mover o pedal de freio de marcha gradual 1 dentro da área I.
w A potência do sistema hidráulico de marcha é reduzida e a rotação das
rodas diminui.
w A potência do equipamento de trabalho é aumentada.
w O consumo de combustível é reduzido.

AVISO
Perigo de acidente devido a possível capotamento da máquina!
Há grande risco de capotamento da máquina devido a deslocamento do centro de
gravidade da máquina!
u Respeitar a densidade aparente máxima autorizada e as cargas basculantes
autorizadas.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

u Bascule a pá carregada para dentro até o encosto e eleve a coluna de


elevação.

3.4.2 Transportar e reposicionar materiais


Assegurar uma boa estabilidade e visibilidade. Durante o transporte e o reposicio-
namento de materiais, colocar a pá em posição de transporte.

copyright by

144 L 556-1410 / 29031


Manual de instruções Operação, funcionamento
Métodos de trabalho

Posição de transporte
Posição de transporte significa:
– Ponto de rotação do balde aprox. 40 cm acima do solo
– Equipamento basculado para dentro

Fig. 178: Posição de transporte


X Ponto de rotação do balde
aprox. 40 cm
u Colocar a pá na posição de transporte.

AVISO
Perigo de acidente devido a possível capotamento da máquina!
Há grande risco de capotamento da máquina devido a deslocamento do centro de
gravidade da máquina.
u Não efetuar mudanças de direção bruscas ou freadas repentinas com a pá
elevada!

u Só eleve a coluna de elevação pouco antes de alcançar o local de descarrega-


mento.

Transportar a carga num declive


LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

Fig. 179: Transportar a carga num declive

AVISO
Perigo de acidente devido a possível capotamento da máquina!
u Ao transportar cargas em terrenos íngremes, mantenha a pá carregada em
baixo.

copyright by

L 556-1410 / 29031 145


Operação, funcionamento Manual de instruções
Métodos de trabalho

u Em terrenos íngremes ou declives, realizar sempre o transporte em movimento


reto para cima ou para baixo.
u Nunca subir ou descer terrenos íngremes ou declives na transversal.
u Nunca realizar manobras nos terrenos íngremes ou declives.

Conduzir em terrenos íngremes


Ao conduzir a máquina em descidas, respeitar as instruções de segurança. (Para
mais informações, consulte: 2.4.7 Instruções de segurança para a condução em
terrenos íngremes, página 46)

Fig. 180: Conduzir em terrenos íngremes

AVISO
Perigo de acidente devido a possível capotamento da máquina!
Ao conduzir a máquina em descidas, a carga basculante da máquina é reduzida.
u Transporte a pá carregada sempre em baixo.
u Não efetuar mudanças de direção bruscas ou freadas repentinas.

u Tirar o pé do pedal do acelerador mesmo antes das descidas.


u Conduza cuidadosamente para baixo.
Se necessário:
u Utilizar freio de serviço.
Se descer um percurso longo e íngreme:
u Comutar previamente para o raio de ação de marcha I.

Esvaziar a pá LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

Fig. 181: Esvaziar a pá

u Bascular a pá para fora.

copyright by

146 L 556-1410 / 29031


Manual de instruções Operação, funcionamento
Métodos de trabalho

NOTA
Perigo de danos da máquina!
Ao bascular a pá para dentro e para fora, evitar choques desnecessários nos
encostos do braço da pá, pois estes aceleram o processo de desgaste de pinos e
buchas do mancal na estrutura cinemática.
u Evitar choques desnecessários.

Se o material estiver grudado na pá:


u Bascule a pá rapidamente para dentro e para fora e, simultaneamente, efetue
batidas ligeiras nos encostos do braço da pá.

3.4.3 Trabalhos de nivelamento

Nivelar
Para evitar possíveis perdas de tração, recomenda-se o seguinte modo de proce-
dimento:
1. Não trabalhe com forte pressão para baixo da pá.
2. Utilizar a função “Posição flutuante”.

Fig. 182: Nivelar


1 Evitar a forte pressão para baixo 2 Função “Posição flutuante”
da pá

NOTA
Perigo de danos da máquina!
Há perigo de danificar a máquina caso, durante um nivelamento com a pá bascu-
lada para fora no sentido de marcha “para a frente”, haja choque contra um obstá-
culo sólido.
u Não nivelar no sentido de marcha “para a frente” com a pá basculada para fora.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

u Manter o fundo da pá em paralelo com o solo ou levemente para baixo.

copyright by

L 556-1410 / 29031 147


Operação, funcionamento Manual de instruções
Métodos de trabalho

Retirar o material

Fig. 183: Retirar o material

u Bascular a pá inclinada para baixo e rodar em marcha ré.

3.4.4 Escavação do material a partir do talude ou parede

Escavação do material a partir do talude


Ao escavar material normal como areia ou cascalho, proceda do seguinte modo.

Fig. 184: Escavação do material a partir do talude

u Comece a escavação no pé do talude e prossiga para cima.

Escavação do material a partir da parede


Ao escavar material excepcionalmente sólido como rocha, proceda da seguinte
maneira.

LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

Fig. 185: Escavação do material a partir da parede

u Bascular o fundo da pá levemente para cima.


u Comece a escavação no alto e prossiga para baixo.

copyright by

148 L 556-1410 / 29031


Manual de instruções Operação, funcionamento
Métodos de trabalho

AVISO
Perigo de acidente devido a deslizamento de material!
u Não trabalhar sob saliências.

u Escave as saliências e preste atenção ao deslizamento de material.

3.4.5 Carregar material a partir de um veículo de transporte

Percursos

Fig. 186: Movimento Y

Estacionar o veículo a ser carregado de tal forma que a máquina tenha que
percorrer o menor percurso possível.
Se possível, preferir o “Movimento Y”.

Processo de carregamento
Se frear a máquina antes do caminhão com o pedal de freio de marcha gradual:
– Aceleração do processo de carregamento.
– Regulagem cuidadosa da velocidade.
– Ajuste máximo da potência para o equipamento de trabalho.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

Fig. 187: Processo de carregamento


1 Pedal de freio de marcha B Freios
gradual
I Marcha gradual
u Frear a máquina e elevar a coluna de elevação pouco antes de alcançar o local
de descarregamento.

copyright by

L 556-1410 / 29031 149


Operação, funcionamento Manual de instruções
Métodos de trabalho

AVISO
Perigo de acidente devido a deslizamento de material!
u Não permitir a permanência de pessoas na área de perigo.
u Não permitir a permanência de pessoas na cabine do motorista (FOPS)
desprotegida.
u Não mover sobre cabines de operação e de trabalho.

u Bascular o material descarregado para o centro da carroçaria do caminhão.


u Em caminhões compridos, realize o descarregamento da frente para trás.

Trabalhar perto de cabos elétricos expostos ao ar livre

PERIGO
Perigo de acidente em caso de trabalho na proximidade de cabos elétricos aéreos
devido a descarga elétrica!
Existe perigo de morte.
u Tomar conhecimento das distâncias de segurança.
u Colocar os cabos elétricos em estado livre de tensão.

Fig. 188: Trabalhar perto de cabos elétricos expostos ao ar livre

u Manter uma distância suficiente dos cabos elétricos com a máquina e equipa-
mento.
u (Para mais informações, consulte: 2.4.6 Instruções para trabalhar em segur-
ança, página 45)

Carregar grandes blocos de rochas


Você tem de se certificar de que o fundo do caminhão de transporte está blindado
adequadamente contra impactos de grandes blocos de rocha.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

Fig. 189: Carregar grandes blocos de rochas

copyright by

150 L 556-1410 / 29031


Manual de instruções Operação, funcionamento
Métodos de trabalho

u Em primeiro lugar, descarregue uma pá de pequenas rochas no caminhão de


transporte.
u Continuar carregando o veículo de transporte.

Recolocar a máquina em posição normal

Fig. 190: Recolocar a máquina em posição normal

u Bascular a pá para dentro.


u Ao conduzir em marcha ré, colocar a pá em posição de transporte.

3.4.6 Escavação

Escavar material
Ao escavar materiais duros, é necessário utilizar uma pá pontas de dentes.

Fig. 191: Escavar material

u Baixar a pá até o solo.


u Ajustar um pequenoângulo de ataque W de, no máximo 10°.
u Mover a máquina, pressionar simultaneamente a coluna de elevação para
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

baixo até ser alcançada uma profundidade de penetração C suficiente.

Observação
Para evitar possíveis perdas de tração!
u Não trabalhe com forte pressão para baixo da pá.

u Ao mover a máquina para a frente, efetuar cortes horizontais.


u Elevar e baixar levemente a coluna de elevação eventualmente para apoio.

copyright by

L 556-1410 / 29031 151


Operação, funcionamento Manual de instruções
Métodos de trabalho

Escavação de um alicerce

Fig. 192: Escavação de um alicerce

u Efetuar o primeiro corte em paralelo à margem externa da vala.


Quando o primeiro corte alcançar uma profundidade de aprox. 1 m:
u Comece o segundo corte no lado oposto.
u Realizar o corte da área central com a mesma profundidade dos cortes laterais.
Amontoar o material de um dos lados.
Quando a vala tiver alcançado a profundidade desejada:
u Criar uma rampa de saída com o material amontoado.
u Sair da vala conduzindo para a frente.

LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

copyright by

152 L 556-1410 / 29031


Manual de instruções Operação, funcionamento
Montar e desmontar o equipamento

3.5 Montar e desmontar o equipamento

3.5.1 Desmontar o equipamento de trabalho do dispositivo


de troca rápida
Este equipamento é opcional.
O dispositivo de troca rápida está integrado no suporte da ferramenta à frente.
Serve para trocar o equipamento de trabalho.

AVISO
Perigo de ferimentos durante a desmontagem/montagem do equipamento de
trabalho!
u Garantir que não se encontrem pessoas na área de perigo.

Passos de trabalho:
1. Despressurizar as pressões hidráulicas. 21)
2. Desconectar os dutos do sistema hidráulico. 21)
3. Desbloquear e desacoplar o equipamento de trabalho.

Despressurizar as pressões hidráulicas


Se estiver instalado um equipamento de trabalho com abastecimento hidráulico
próprio, as pressões hidráulicas devem ser despressurizadas nos respectivos
circuitos de trabalho.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

21) Se estiver instalado um equipamento de trabalho com abastecimento hidráulico


próprio.

copyright by

L 556-1410 / 29031 153


Operação, funcionamento Manual de instruções
Montar e desmontar o equipamento

Fig. 193: Despressurizar as pressões hidráulicas


1 Tecla Bloqueio do sistema 5 Alavanca de operação
hidráulico de trabalho
2 TeclaComando de comodidade 6 Alavanca de operação adicional
3 Tecla Controle por teclas (para 7 Interruptor Comando de comodi-
estender o sistema hidráulico) dade e controle por teclas
4 Tecla Controle por teclas (para
recolher o sistema hidráulico)
u Iniciar o motor diesel e deixá-lo funcionar durante 10 segundos.
u Baixe a coluna de elevação rente ao solo.
u Desligue o motor diesel.
u Ligar a ignição.
Se o equipamento adicional for comandado com a alavanca de operação
adicional:
u Pressionar e manter pressionada a tecla 1, em simultâneo, mover a alavanca
de operação adicional 6 várias vezes no sentido da seta.
w As pressões hidráulicas do equipamento adicional estão despressurizadas.
Se o equipamento adicional for comandado com o comando de comodidade:
u Pressionar o interruptor 7 na unidade de comando.
u Pressionar e manter a tecla 1 pressionada, em simultâneo pressionar a tecla 2
e mover aalavanca de operação 5 várias vezes no sentido da seta.
w As pressões hidráulicas do equipamento adicional estão despressurizadas.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

Se o equipamento adicional for comandado com o controle por teclas:


u Pressionar o Interruptor 7.
u Pressionar e manter pressionada a tecla 1, em simultâneo e pressionar várias
vezes as teclas 3 e 4 na alavanca de operação.
w As pressões hidráulicas do equipamento adicional estão despressurizadas.

copyright by

154 L 556-1410 / 29031


Manual de instruções Operação, funcionamento
Montar e desmontar o equipamento

Desconectar os dutos do sistema hidráulico


Se estiver instalado um equipamento de trabalho com abastecimento hidráulico
próprio, os dutos do sistema hidráulico devem ser desconectados.

AVISO
Perigo de acidente devido a condutos sob pressão!
u Antes de conectar ou desconectar os dutos do sistema hidráulico/acopla-
mentos, despressurizar as pressões hidráulicas nos circuitos de trabalho.

Certifique-se de que as seguintes condições estão cumpridas:


q A coluna de elevação encontra-se rente ao solo.
q Os cilindros, tampas, etc., do equipamento de trabalho instalado se encontram
na posição inicial ou estão fechados.
q O equipamento de trabalho instalado está basculado para dentro.
q As pressões hidráulicas estão despressurizadas.

Observação
O óleo hidráulico causa danos no meio ambiente!
Tenha atenção para que não escorra óleo hidráulico para o solo.
u A terra poluída deve ser eliminada conforme as prescrições em vigor no local.

u Libere os condutos do sistema hidráulico/acoplamentos de fechamento rápido


do equipamento de trabalho instalado.
u Feche os acoplamentos dos condutos com tampas de proteção bem vedadas.
u Colocar os dutos do sistema hidráulico na braçadeira para mangueiras.

Desbloquear e desacoplar o equipamento de trabalho


Certifique-se de que todos os dutos do sistema hidráulico/acoplamentos de fecha-
mento rápido do equipamento de trabalho instalado estão liberados.

PERIGO
Perigo de acidente devido à queda do equipamento de trabalho!
u Não acionar a tecla Dispositivo de troca rápida com o equipamento de trabalho
elevado.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

copyright by

L 556-1410 / 29031 155


Operação, funcionamento Manual de instruções
Montar e desmontar o equipamento

Fig. 194: Desbloquear o equipamento de trabalho


1 Suporte Equipamento de 5 Indicação do bloqueio Posição
trabalho desbloqueada
2 Dispositivo de troca rápida 6 Equipamento de trabalho
3 Bloqueio de acionamento 7 Cavilhas de bloqueio
4 Tecla Dispositivo de troca rápida
u Desça o equipamento de trabalho em posição plana sobre uma superfície firme
e plana.
u Bloqueie o equipamento de trabalho contra queda.
u Liberar o bloqueio de acionamento 3 no sentido da seta, em simultâneo, press-
ionar a tecla 4 na posição a e mantê-la pressionada.
w É emitido um sinal de aviso.
w As cavilhas de bloqueio 7 do dispositivo de troca rápida 2 são recolhidas.
Quando as cavilhas de bloqueio estiverem completamente recolhidas:
u Liberar a tecla 4.
w Agora, o equipamento de trabalho está desbloqueado.
u Deslocar cuidadosamente o dispositivo de troca rápida 2 para fora do suporte
do equipamento de trabalho 1.
w Agora, o equipamento de trabalho está desacoplado.
Se já não estiver instalado nenhum equipamento de trabalho:
u Pressionar a tecla 4 na posição b.
w As cavilhas de bloqueio 7 do dispositivo de troca rápida 2 são estendidas.
w O som de aviso é suprimido.

3.5.2 Montar o equipamento de trabalho no dispositivo de


troca rápida
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

Este equipamento é opcional.


O dispositivo de troca rápida está integrado no suporte da ferramenta, à frente, e
serve para trocar o equipamento de trabalho.

AVISO
Perigo de ferimentos durante a desmontagem/montagem do equipamento de
trabalho!
u Garantir que não se encontrem pessoas na área de perigo.

copyright by

156 L 556-1410 / 29031


Manual de instruções Operação, funcionamento
Montar e desmontar o equipamento

Observação
Sem a autorização escrita da empresa Liebherr, não devem ser instalados na
máquina quaisquer equipamentos e acessórios de outros fabricantes.
u É necessário apresentar a respectiva documentação técnica à empresa
Liebherr.

Passos de trabalho:
1. Acoplar e bloquear o equipamento de trabalho.
2. Equipamento de trabalho - controle de bloqueio
3. Conectar os dutos do sistema hidráulico. 22)

Acoplar e bloquear o equipamento de trabalho


Você deve se certificar de que o dispositivo de troca rápida está completamente
desbloqueado.

Fig. 195: Bloquear o equipamento de trabalho


1 Suporte Equipamento de 4 Indicação do bloqueio Posição
trabalho bloqueada
2 Dispositivo de troca rápida 5 Equipamento de trabalho
3 Tecla Dispositivo de troca rápida 6 Cavilhas de bloqueio
u Deslocar cuidadosamente o dispositivo de troca rápida 2 para dentro do
suporte do equipamento de trabalho 1.
u Eleve um pouco o equipamento de trabalho e bascule o mesmo para dentro.
w O equipamento de trabalho encaixa no dispositivo de troca rápida.
u Pressionar a tecla 3 na posição b e mantê-la pressionada.
w O som de aviso é suprimido.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

w As cavilhas de bloqueio 6 do dispositivo de troca rápida 2 são estendidas.


Quando as cavilhas estiverem completamente estendidas:
u Liberar a tecla 3.
w Agora, o equipamento de trabalho está bloqueado.

22) Se estiver instalado um equipamento de trabalho com abastecimento hidráulico


próprio.

copyright by

L 556-1410 / 29031 157


Operação, funcionamento Manual de instruções
Montar e desmontar o equipamento

Equipamento de trabalho - controle de bloqueio


A possibilidade de efetuar a troca de ferramenta a partir da cabine do motorista,
não liberta o motorista da sua obrigação de controle! Após cada troca de ferra-
menta, deve se certificar do bloqueio correto do equipamento de trabalho,
mediante um controle visual e um controle mecânico.

AVISO
Perigo de acidente devido à queda do equipamento de trabalho!
u Nunca realize movimentos de trabalho com o equipamento de trabalho sem ter
realizado um controle cuidadoso do bloqueio.

Controle visual

Fig. 196: Controle visual


1 Dispositivo de troca rápida 4 Cavilhas de bloqueio
2 Indicação de bloqueio a Posição “bloqueada”
3 Equipamento de trabalho b Posição “desbloqueada”
u Eleve a coluna de elevação até ser possível ver o dispositivo de troca rápida a
partir da cabine do motorista.
u Execute um controle visual em ambos os lados.
w A indicação de bloqueio 2 se encontra em posição a.
w As cavilhas de bloqueio 4 devem ser estendidas até o orifício externo do
equipamento de trabalho 3.
Controle mecânico
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

Fig. 197: Controle mecânico

u Pressione a aresta dianteira da pá contra o solo até que o eixo dianteiro da


máquina se eleve ligeiramente à frente.

copyright by

158 L 556-1410 / 29031


Manual de instruções Operação, funcionamento
Montar e desmontar o equipamento

w A pá deve permanecer firmemente conectada ao dispositivo de troca rápida.

Conectar os dutos do sistema hidráulico


Se estiver instalado um equipamento de trabalho com abastecimento hidráulico
próprio, os dutos do sistema hidráulico devem ser conectados.

AVISO
Perigo de acidente devido a condutos sob pressão!
u Antes de conectar ou soltar os dutos do sistema hidráulico/acoplamentos,
despressurizar as pressões hidráulicas nos circuitos de trabalho

u Despressurizar as pressões hidráulicas.


u Retire as tampas de proteção dos acoplamentos dos condutos.
u Conectar os dutos do sistema hidráulico corretamente.
Ao efetuar a conexão, respeite os seguintes pontos:
– Antes de efetuar a conexão, limpe todos os acoplamentos dos condutos.
– Não torcer os dutos do sistema hidráulico durante a conexão.
– Colocar os dutos do sistema hidráulico de modo que esses nunca fiquem
presos durante os trabalhos com os equipamentos de trabalho.
– Durante a conexão, utilize braçadeiras para mangueiras que estejam previstas.
u Verificar a estanqueidade dos dutos do sistema hidráulico após a conexão.
u Verifique o funcionamento correto do equipamento de trabalho conectado.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

copyright by

L 556-1410 / 29031 159


Operação, funcionamento Manual de instruções
Transporte

3.6 Transporte

3.6.1 Transporte da máquina

Observação
A máquina deve ser limpa antes do transporte!
u Remover as peças soltas, sujeira grossa, lama, gelo, neve e semelhantes.

Carregar a máquina com grua


Durante a realização de trabalhos de carregamento, é fundamental respeitar as
normas de segurança!
(Para mais informações, consulte: 2.4.15 Prescrições de segurança para carregar
a máquina com grua, página 52)
Informe-se sobre:
– O peso e as dimensões principais da máquina (Para mais informações,
consulte: 1.2 Dados técnicos, página 16)
– A capacidade de carga e o comprimento dos acessórios de lingagem

NOTA
Possível perda de líquidos devido à posição inclinada da máquina!
u Carregar a máquina somente na horizontal.

Certifique-se de que as seguintes condições estão cumpridas:


q Equipamento de trabalho e equipamento de carga está baixado e basculado
para dentro até o encosto.
q O bloqueio da articulação está colocado.
q Alavanca de operação está na posição neutra.
q O motor diesel está desligado.
q As portas, tampas e capôs da máquina estão fechadas e bloqueadas.

LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

Fig. 198: Carregar a máquina com grua


a Ponto de fixação e de elevação c Ponto de fixação e de elevação
à direita, à frente à direita, atrás
b Ponto de fixação e de elevação d Ponto de fixação e de elevação
à esquerda, à frente à esquerda, atrás

copyright by

160 L 556-1410 / 29031


Manual de instruções Operação, funcionamento
Transporte

AVISO
Perigo de acidente devido a carga suspensa/queda da carga!
u Não permanecer por debaixo da máquina elevada.

u Prender os acessórios de lingagem nos pontos de fixação e elevação a, b, c, d


da máquina.
u Elevar a máquina cuidadosamente e carregar a mesma.

Transportar a máquina em caminhão ou trem


Durante o transporte da máquina, é fundamental respeitar as normas de segur-
ança! (Para mais informações, consulte: 2.4.9 Transporte seguro da máquina,
página 47)

Fig. 199: Transportar a máquina em caminhão ou trem

O ângulo de inclinação W não pode exceder os 30°.


Certifique-se de que as seguintes condições estão cumpridas:
q Os calços estão disponíveis.
q Os cabos ou correntes de tensão apropriados para amarração estão disponí-
veis.
q A rampa apropriada para conduzir a máquina para cima da superfície de carre-
gamento está disponível.

Conduzir a máquina para cima da superfície de carregamento

AVISO
Perigo de acidente para o ajudante!
Para uma orientação segura:
u Assumir uma posição fora da área de perigo da máquina.
u Permanecer no campo de visão do motorista ou se comunicar verbalmente
com ele.

Certifique-se de que esta pessoa se encontra em posição adequada para dar a


sinalização necessária.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

copyright by

L 556-1410 / 29031 161


Operação, funcionamento Manual de instruções
Transporte

Fig. 200: Conduzir a máquina para cima da superfície de carregamento


1 Interruptor Sentido de marcha a Bloqueio da articulação colocado
2 Tecla Freio de imobilização F Sentido de marcha à frente
3 Botão de partida R Sentido de marcha à ré
4 Bloqueio da articulação
u Ligue o motor diesel.
u Liberar o freio de imobilização
u Pré-selecionar o sentido de marcha.
u Inicie cuidadosamente a marcha da máquina até à superfície de carregamento
e pare a mesma.
u Ativar o freio de imobilização.
u Coloque o bloqueio da articulação.
u Baixe a coluna de elevação e baixe a pá na horizontal sobre a superfície de
carregamento.
u Desligue o motor diesel.
u Fechar e bloquear as portas, tampas e capôs da máquina.

Calçar a máquina

LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

Fig. 201: Calçar a máquina

u Proteger a máquina contra deslize: Para tal, utilizar calços e cabos ou correntes
de tensão.
u Fixar os cabos ou as correntes de tensão nos pontos de amarração marcados
na máquina.

copyright by

162 L 556-1410 / 29031


Manual de instruções Operação, funcionamento
Transporte

NOTA
Perigo de danos do turbocompressor devido à atuação de elementos estranhos!
O vento causado pelo transporte pode penetrar na abertura do escape e, em
seguida, acionar o turbocompressor do motor diesel.
Sem funcionamento do motor não ocorre a lubrificação do turbocompressor.
u Evitar que o vento causado pelo transporte penetre na abertura de escape!

u Isole a abertura do escape com um bom material não escorregadio e vedado


ao vento.

3.6.2 Dispositivo de proteção para o transporte


Isto se aplica apenas a aparelhos com cinemática P.
No transporte de pás carregadeiras fornecidas de fábrica, sem equipamentos
montados ou unidade de troca rápida, são integrados dispositivos de proteção
para o transporte na coluna de elevação e na alavanca de operação.

Remover o dispositivo de proteção para o transporte


Certifique-se de que as seguintes condições estão satisfeitas:
q Baixe a máquina sobre solo horizontal.
q Baixe a coluna de elevação.
q Ative o freio de estacionamento.
q Desligue o motor diesel.

Fig. 202: Remover o dispositivo de proteção para o transporte


1 Dispositivo de proteção para o 2 Dispositivo de proteção para o
transporte transporte
u Remover o dispositivo de proteção para o transporte 1.
u Remover o dispositivo de proteção para o transporte 2.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

NOTA
Perigo de danos do cilindro de basculação devido a movimentos com a coluna de
elevação sem unidade de troca rápida ou pá montada!
u Não elevar totalmente a coluna de elevação e, simultaneamente, bascular.
u Montar a unidade de troca rápida ou pá imediatamente após a remoção dos
dispositivos de proteção para o transporte.

copyright by

L 556-1410 / 29031 163


Operação, funcionamento Manual de instruções
Transporte

u Efetuar controle de funcionamento após montagem dos equipamentos.

LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

copyright by

164 L 556-1410 / 29031


Manual de instruções Operação, funcionamento
Funcionamentos de emergência

3.7 Funcionamentos de emergência

Este item descreve os diversos funcionamentos de emergência da máquina.


Funcionamento de emergência:
– Baixar a coluna de elevação em caso de falha do motor diesel
– Reboque da máquina
– Processo de direção de emergência
– Processo de partida com auxílio externo

3.7.1 Baixar a coluna de elevação em caso de falha do motor


diesel
Em caso de falha do motor diesel, baixar a coluna de elevação e despressurizar o
sistema hidráulico.

Baixar a coluna de elevação e despressurizar as


pressões hidráulicas

Fig. 203: Baixar a coluna de elevação


1 Tecla Bloqueio do sistema 3 Coluna de elevação
hidráulico de trabalho
2 Alavanca de operação
u Ligar a ignição.
u Pressionar e manter pressionada a tecla 1, em simultâneo, mover aalavanca de
operação 2 nosentido a e baixar a coluna de elevação 3 até o chão.
u Pressionar e manter pressionada a tecla 1, em simultâneo, mover aalavanca de
operação 2 várias vezes no sentido b e c.
w As pressões hidráulicas estão despressurizadas.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

Despressurizar as pressões hidráulicas do equipa-


mento adicional
No caso de equipamento de trabalho instalado com abastecimento hidráulico
próprio, as pressões hidráulicas devem ser despressurizadas nos circuitos de
trabalho.
Certifique-se de que a coluna de elevação está baixada.

copyright by

L 556-1410 / 29031 165


Operação, funcionamento Manual de instruções
Funcionamentos de emergência

Fig. 204: Despressurizar as pressões hidráulicas


1 Tecla Bloqueio do sistema 5 Alavanca de operação
hidráulico de trabalho
2 TeclaComando de comodidade 6 Alavanca de operação adicional
3 Tecla Controle por teclas (para 7 Interruptor Comando de comodi-
estender o sistema hidráulico) dade e controle por teclas
4 Tecla Controle por teclas (para
recolher o sistema hidráulico)
u Ligar a ignição.
Se o equipamento adicional for comandado com a alavanca de operação
adicional:
u Pressionar e manter pressionada a tecla 1, em simultâneo, mover a alavanca
de operação adicional 6 várias vezes no sentido da seta.
w As pressões hidráulicas do equipamento adicional estão despressurizadas.
Se o equipamento adicional for comandado com o comando de comodidade:
u Pressionar o interruptor 7 na unidade de comando.
u Pressionar e manter a tecla 1 pressionada, em simultâneo pressionar a tecla 2
e mover aalavanca de operação 5 várias vezes no sentido da seta.
w As pressões hidráulicas do equipamento adicional estão despressurizadas.
Se o equipamento adicional for comandado com o controle por teclas:
u Pressionar o Interruptor 7.
u Pressionar e manter pressionada a tecla 1, em simultâneo e pressionar várias
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

vezes as teclas 3 e 4 na alavanca de operação.


w As pressões hidráulicas do equipamento adicional estão despressurizadas.

3.7.2 Reboque da máquina


Em caso de danos máquina, ela deve ser rebocada para fora da área de perigo,
sempre que tal se revele necessário.
As seguintes instruções para reboque devem ser tomadas apenas em situações
excepcionais destinadas a transportar uma máquina que não trabalha até ao local
onde ela possa ser reparada ou carregada.

copyright by

166 L 556-1410 / 29031


Manual de instruções Operação, funcionamento
Funcionamentos de emergência

Observação
Reboque da máquina!
u Durante o reboque, respeitar as prescrições de segurança prescritas. (Para
mais informações, consulte: 2.4.10 Reboque seguro da máquina, página 48)

Velocidade e distância de reboque:


– Velocidade de reboque máxima permitida 2 km/h.
– Somente é permitido rebocar a máquina em um curto percurso, de modo a
retirar a mesma da área de perigo.
– Em percursos longos, a máquina deve ser transportada com veículos transpor-
tadores!
O reboque da máquina é problemático e é sempre da responsabilidade do seu
operador.
Os danos ou acidentes resultantes do reboque da máquina não serão, em caso
algum, cobertos pela garantia do fabricante.

Reboque com o motor diesel a trabalhar


Antes de rebocar a máquina, é necessário tomar as seguintes providências:
1. Assumir a posição de reboque.
2. Comutar o mecanismo de translação para ponto morto. 23)
3. Retirar o ímã proporcional do motor de translação.
4. Disponibilizar cabos de reboque com resistência suficiente.

Assumir a posição de reboque

Fig. 205: Assumir a posição de reboque

u Ligue o motor diesel.


u Coloque a coluna de elevação na posição de manutenção 2.
u Suspender e fixar dois cabos de reboque nos orifícios no carro dianteiro.
u Eleve a coluna de elevação sobre os orifícios de reboque.
u Bascule a pá para dentro até o encosto.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

u Desligue o motor diesel.

23) Sem o mecanismo de translação em ponto morto, o reboque é permitido


durante 200m, no máximo.

copyright by

L 556-1410 / 29031 167


Operação, funcionamento Manual de instruções
Funcionamentos de emergência

Comutar o mecanismo de translação para ponto morto

PRECAUÇÃO
Perigo de acidente devido a atuação dos freios insuficiente!
A máquina pode ser travada apenas pelo pedal de freio.
u Na condução com reboque, proceder sempre com cuidado.

Fig. 206: Comutar o mecanismo de translação para ponto morto


1 Placa de cobertura 3 Parafuso de limitação
2 Parafuso de ajuste
u Desenroscar e remover a placa de cobertura 1.
u Desenroscar o parafuso de ajuste 2 desde o mecanismo de translação até o
parafuso de limitação 3.
w Deste modo, torna-se possível uma circulação livre do óleo no mecanismo
de translação hidrostático.

Retirar o ímã proporcional do motor de translação


O ímã proporcional do motor de translação encontra-se na parte inferior direita da
máquina.

LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

Fig. 207: Retirar o ímã proporcional do motor de translação


1 Conexão 2 Ímã proporcional
u Soltar a conexão 1 no ímã proporcional 2.

copyright by

168 L 556-1410 / 29031


Manual de instruções Operação, funcionamento
Funcionamentos de emergência

Reboque da máquina

Fig. 208: Reboque da máquina


1 TeclaBloqueio do sistema 3 Botão de partida
hidráulico de trabalho
2 TeclaFreio de imobilização
u Ligue o motor diesel.
u Bloquear o sistema hidráulico de trabalho com a tecla 1.
u Liberar o freio de imobilização com a tecla 2.
u Rebocar cuidadosamente a máquina para fora da área de perigo.
u Efetuar o reboque no máximo com 2 km/h.
Quando o reboque terminar:
u Desligue o motor diesel.
u Cancelar novamente o ponto morto no mecanismo de translação. (consulte:
fig. 206, página 168)
u Restabelecer a conexão no ímã proporcional. (consulte: fig. 207, página 168)
w As funções de marcha da máquina são novamente colocadas em funciona-
mento.

Reboque com o motor diesel parado


Em caso de uma avaria grave na máquina, como, p.ex. uma avaria no motor
diesel, as funções da direção e dos freios são afetadas.

Observação
O reservatório dos freios não é enchido com o motor diesel parado!
Após alguns procedimentos de frenagem, o freio de serviço não atua mais.
u Observar a atuação dos freios.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

Antes de rebocar a máquina, é necessário tomar as seguintes providências:


1. Comutar o mecanismo de translação para ponto morto. 24)
2. Retirar o ímã proporcional do motor de translação.
3. Liberar o freio de estacionamento mecanicamente.
4. Disponibilizar uma barra de reboque com resistência suficiente.

24) Sem o mecanismo de translação em ponto morto, o reboque é permitido


durante 200m, no máximo.

copyright by

L 556-1410 / 29031 169


Operação, funcionamento Manual de instruções
Funcionamentos de emergência

Comutar o mecanismo de translação para ponto morto

PRECAUÇÃO
Perigo de acidente devido a atuação dos freios insuficiente!
A máquina pode ser travada apenas pelo pedal de freio.
u Na condução com reboque, proceder sempre com cuidado.

Fig. 209: Comutar o mecanismo de translação para ponto morto


1 Tampa de cobertura 3 Parafuso de limitação
2 Parafuso de ajuste
u Desenroscar e remover a placa de cobertura 1.
u Desenroscar o parafuso de ajuste 2 desde o mecanismo de translação até o
parafuso de limitação 3.
w Deste modo, torna-se possível uma circulação livre do óleo no mecanismo
de translação hidrostático.

Retirar o ímã proporcional do motor de translação


O ímã proporcional do motor de translação encontra-se na parte inferior direita da
máquina.

LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

Fig. 210: Retirar o ímã proporcional do motor de translação


1 Conexão 2 Ímã proporcional
u Soltar a conexão 1 no ímã proporcional 2.

copyright by

170 L 556-1410 / 29031


Manual de instruções Operação, funcionamento
Funcionamentos de emergência

Liberar o freio de estacionamento mecanicamente

AVISO
Perigo de acidente devido ao rolamento da máquina!
u Bloquear a máquina impedindo o rolamento.

Fig. 211: Liberar o freio de estacionamento mecanicamente


1 Tampa 3 Parafuso de ajuste
2 Contraporca
u Desenroscar a tampa 1.
u Liberar a contraporca 2.
u Desenroscar o parafuso de ajuste 3 até que o suporte dos calços do freio se
libere do disco do freio.
w O freio de estacionamento está liberado.

Reboque da máquina

AVISO
Perigo de acidente durante o reboque da máquina!
A função de direção somente é possível de modo limitado.
u Utilizar a função de direção de emergência durante o reboque.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

Fig. 212: Reboque da máquina

u Suspenda e fixe a barra de reboque no dispositivo de reboque do carro


traseiro.

copyright by

L 556-1410 / 29031 171


Operação, funcionamento Manual de instruções
Funcionamentos de emergência

u Rebocar cuidadosamente a máquina para fora da área de perigo.


u Efetuar o reboque no máximo com 2 km/h.
Se ativar a função de direção de emergência:
u Ligar o sistema elétrico da máquina.

Fig. 213: Ativar a função de direção de emergência


1 LED 2 Interruptor Função de direção de
emergência
u Pressionar o interruptor 2 até o processo de direção estar concluído.
w O campo do símbolo “Direção de emergência” acende no display.
w No total, a função de direção de emergência somente pode ser ativada
durante 10 segundos.
Quando o reboque terminar:

AVISO
Perigo de acidente devido ao rolamento da máquina!
u Bloquear a máquina impedindo o rolamento.
u Mandar ajustar o freio de estacionamento a pessoal especializado autorizado.

u Cancelar novamente o ponto morto no mecanismo de translação. (consulte:


fig. 209, página 170)
u Entre em contato com o serviço de assistência a clientes da Liebherr.

3.7.3 Processo de direção de emergência


Este equipamento é opcional.
Se durante a marcha com a máquina, a bomba da direção falhar, a bomba da
direção de emergência fica automaticamente ativa. A bomba da direção de emer-
gência fica disponível durante aprox. 40 segundos como função de direção de
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

emergência da máquina.

copyright by

172 L 556-1410 / 29031


Manual de instruções Operação, funcionamento
Funcionamentos de emergência

Fig. 214: Processo de direção de emergência


1 Campo do símbolo “Bomba da 2 Campo do símbolo “STOP”
direção de emergência”
Se a função de direção de emergência for aplicada, acende-se:
– Campo do símbolo “Bomba da direção de emergência” 1
– Campo do símbolo “STOP” 2, apoiado por aviso sonoro contínuo
u Manobrar a máquina dentro dos 40 segundos disponíveis para fora da área de
perigo.
u Pare a máquina.
u Entre em contato com o serviço de assistência a clientes da Liebherr.

Observação
Os 40 segundos para a função de direção de emergência são insuficientes!
A bomba da direção de emergência pode ser ativada por mais 10 segundos no
total com a ignição ligada.
u Ativar a bomba da direção de emergência manualmente.

Quando for necessário efetuar um processo de direção de emergência manual:


u Pressionar e manter o interruptor pressionado Direção de emergência para a
duração do processo de direção.
u Manobrar a máquina para fora da área de perigo.
u Pare a máquina.
u Entre em contato com o serviço de assistência a clientes da Liebherr.

3.7.4 Processo de partida com auxílio externo


Em caso de dificuldades de partida, é possível efetuar a partida da máquina com a
ajuda de baterias externas.
É importante que se certifique de que tomou as devidas precauções de segurança
antes de iniciar o processo.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

Fig. 216: Processo de partida com auxílio externo

copyright by

L 556-1410 / 29031 173


Operação, funcionamento Manual de instruções
Funcionamentos de emergência

AVISO
Perigo de explosão devido a grande formação de gás durante utilização de bate-
rias velhas!
u Evitar a formação de chamas e fagulhas.
u Usar óculos e luvas de proteção.

NOTA
A utilização de baterias externas com a tensão nominal incorreta pode causar
danos por sobretensão!
u Não utilizar baterias com a mesma tensão nominal.
u Observar a sequência correta durante a conexão e desconexão do cabo da
partida externa.

Fig. 217: Processo de partida com auxílio externo


1 Polo positivo da bateria externa 3 Polo positivo da bateria descar-
regada
2 Polo negativo da bateria externa 4 Polo negativo da bateria descar-
regada

Observação
Antes de efetuar a conexão do cabo da partida externa!
u Utilizar apenas cabos da partida externa com diâmetro adequado.

u Conecte primeiro o cabo da bateria externa ao polo positivo 3 da bateria


descarregada e, depois, ao polo positivo 1 da bateria externa.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

u Conecte primeiro o segundo cabo da partida externa ao polo negativo 2 da


bateria externa e, depois, ao polo negativo 4 da bateria descarregada.
u Ligue o motor diesel.
Desconectar a bateria externa:
Eventualmente, conecte os consumidores com mais potência como, p.ex., os
faróis, para evitar sobretensão.

copyright by

174 L 556-1410 / 29031


Manual de instruções Operação, funcionamento
Funcionamentos de emergência

Observação
Antes da remoção do cabo de partida externa!
u Coloque o motor diesel da máquina nas rotações mais baixas.

u Retire primeiro o cabo da partida externa do polo negativo 4 da bateria descar-


regada e, depois, do polo negativo 2 da bateria externa.
u Em seguida, retire primeiro o segundo cabo da partida externa do polo posi-
tivo 3 da bateria descarregada e, depois, do polo positivo 1 da bateria externa.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

copyright by

L 556-1410 / 29031 175


Operação, funcionamento Manual de instruções
Funcionamentos de emergência

LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

copyright by

176 L 556-1410 / 29031


4 Avarias de funcionamento

Mensagens de falha e de aviso


– As diversas falhas são indicadas por meio dos respectivos símbolos (visual) ou
dos instrumentos de indicação localizados no painel de instrumentos.
– As funções de aviso são eventualmente apoiadas acusticamente.
Reconhecer e eliminar falhas e erros
– As falhas ocorrem muitas das vezes devido a operações e manutenções incor-
retas.
Por isso, em todas as falhas leia outra vez e atentamente a parte corre-
spondente no “Manual de instruções”.
– Analise a causa da falha e elimine a mesma imediatamente!
– Descreva o mais detalhadamente possível a falha e todas as circunstâncias, se
pretender utilizar o Serviço de assistência ao cliente Liebherr.
As informações precisas possibilitam um reconhecimento rápido da causa da
falha e a sua eliminação. Para isso, também são necessárias informações
precisas sobre o tipo e o número de série da máquina.
– Não execute trabalhos para os quais não está qualificado, nem recebeu a
respectiva formação.

Fig. 218

Observação
Se por meio das “Tabela(s) dos códigos de serviço” não for possível determinar e
eliminar a causa da falha?
u Consulte o serviço de assistência ao cliente Liebherr.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

4.1 Códigos de assistência técnica

4.1.1 Indicação do código de erro no display


A máquina e muitas funções são controladas pelo sistema de comando.
São efetuados controles sobre: curto-circuito, quebra de cabos, tensão externa e
sinais de entrada e de saída errados.

copyright by

L 556-1410 / 29031 177


Avarias de funcionamento Manual de instruções
Códigos de assistência técnica

Além disso, o comando verifica continuamente o processo de trabalho e a comuni-


cação aos módulos de comando.

Fig. 219: Indicação do código de erro no display


1 Indicação “STOP” 2 Indicação do código de erro
Quando ocorrer uma falha durante a colocação em funcionamento da máquina ou
no uso da mesma, esta falha será exibida no display ou armazenada na memória
dos códigos de erro.
Você deverá observar que:
– Todos os códigos de erro podem ser lidos com o software de diagnóstico
Liebherr.
– Em caso da ocorrência de um código de erro, ouve-se um sinal acústico único.

Falhas e as suas conseqüências


A cada falha está atribuído um efeito definido.
Ver tabela dos códigos de erro Coluna “Consequência”.
De acordo com a causa da falha, continua a ser possível circular com uma marcha
limitada.
Em caso de falhas nas quais pode ocorrer um dano na máquina:
– Nesse caso, o sentido de marcha será automaticamente colocado em “ Neutro”
e a máquina é frenada hidrostaticamente.
– Esse processo é indicado por intermédio da indicação 1“ STOP” no display.

Observação
Código de erro!
u Eliminar a falha conforme a tabela dos códigos de erro abaixo.
u Se o código de erro não estiver indicado, entrar em contato com o serviço de
assistência a clientes da Liebherr.

Código de serviço Conseqüência Causa Eliminação


LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

M2002 Direção de emergência Direção de emergência: Check Verificar o fusível F44


sem função, o campo falhou (sem ativação do inter-
do símbolo Verificação ruptor de pressão - check da
da bomba da direção bomba da direção de emer-
de emergência (H24) gência)
acende
M2013 A potência da bomba Superaquecimento do óleo Limpar o radiador
de marcha é reduzida hidráulico: Temperatura acima
de 95 °C

copyright by

178 L 556-1410 / 29031


Manual de instruções Avarias de funcionamento
Códigos de assistência técnica

Código de serviço Conseqüência Causa Eliminação


M2016 O sentido de marcha Pressão de reserva dos freios: Verificar o fusível F44
não pode ser selecio- pressão baixa demais
nado, o campo do
símbolo Pressão no
reservatório do sistema
de freio H19 acende, o
campo do símbolo
STOP (H36) pisca,
sinal de aviso com som
permanente (com 2
minutos de atraso)
M2017 Todos os três LEDs na Sistema de lubrificação central: Verificar dutos de graxa, veri-
tecla Sistema de lubrifi- Interrupção no circuito na saída ficar pontos de lubrificação
cação central piscam, o ou falha no duto de graxa
sistema de lubrificação
central não funciona
M204B Todos os três LEDs na Sistema de lubrificação central: Reabastecer o sistema de lubri-
tecla Sistema de lubrifi- nível de abastecimento baixo ficação central com graxa
cação central da
unidade de comando
acendem
M3532 Pedal do acelerador Sensor do ângulo giratório do Verificar o fusível F44
sem função pedal do acelerador: Canal 1
Interrupção no circuito < 1 mA
M3533 Pedal do acelerador Sensor do ângulo giratório do Verificar o fusível F45
sem função pedal do acelerador: Canal 2
Interrupção no circuito < 1 mA
M3534 Pedal do acelerador Sensor do ângulo giratório do Verificar o fusível F44
sem função pedal do acelerador: Canal 1
Excesso inferior < 3,8 mA
M3535 Pedal do acelerador Sensor do ângulo giratório do Verificar o fusível F45
sem função pedal do acelerador: Canal 2
Excesso inferior < 3,8 mA
M3536 Função de marcha Sensor do ângulo giratório do Verificar o fusível F44
gradual não disponível pedal de marcha gradual: Canal
1 Interrupção no circuito < 1 mA
M3537 Função de marcha Sensor do ângulo giratório do Verificar o fusível F45
gradual não disponível pedal de marcha gradual: Canal
2 Interrupção no circuito < 1 mA
M3538 Função de marcha Sensor do ângulo giratório do Verificar o fusível F44
gradual não disponível pedal de marcha gradual: Canal
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

1 Excesso inferior < 3,8 mA


M3539 Função de marcha Sensor do ângulo giratório do Verificar o fusível F45
gradual não disponível pedal de marcha gradual: Canal
2 Excesso inferior < 3,8 mA

copyright by

L 556-1410 / 29031 179


Avarias de funcionamento Manual de instruções
Códigos de assistência técnica

Código de serviço Conseqüência Causa Eliminação


M4000 A condução não é Freio de imobilização: curto- Verificar o fusível F47
possível, o freio de circuito na saída
estacionamento não
pode ser liberado, o
campo do símbolo
Freio de imobilização
(H11) pisca
M4002 O bloqueio do sistema Bloqueio do sistema hidráulico Verificar o fusível F47
hidráulico de trabalho de trabalho: curto-circuito na
está permanentemente saída
ativado
M400A A ventoinha gira com Ventoinha: curto-circuito na Verificar o fusível F48
uma rotação elevada saída
(potência de refriger-
ação muito alta)
M401E Marcha fixa 1 é ativada Motor de regulagem 2: curto- Verificar o fusível F59
e motor de regulagem 1 circuito na saída
comutado para grande
ângulo para que não
ocorram rotações
excessivas
M4022 Marcha para a frente Sentido de marcha para a Verificar o fusível F59
possível apenas com frente (bomba 1): curto-circuito
velocidade reduzida e na saída
com metade da
potência, marcha para
a frente não é possível
M4024 Marcha à ré possível Sentido de marcha à ré (bomba Verificar o fusível F59
apenas com velocidade 1): curto-circuito na saída
reduzida e com metade
da potência, marcha à
ré não é possível
M402A A condução não é Pressão de comando (bomba Verificar o fusível F55
possível 1): curto-circuito na saída
M4032 Direção de emergência Direção de emergência: curto- Verificar o fusível F56
sem função circuito na saída
M4034 Inversão da ventoinha Inversão da ventoinha: curto- Verificar o fusível F56
sem função circuito na saída
M4036 Amortecimento de Amortecimento de vibrações: Verificar o fusível F56
vibrações sem função curto-circuito na saída
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

M4037 Amortecimento de Amortecimento de vibrações: Verificar o fusível F56


vibrações sem função interrupção na saída
M403E Equipamento adicional Equipamento adicional 1: curto- Verificar o fusível F52
1 sem função circuito na saída
M4040 Equipamento adicional Equipamento adicional 2: curto- Verificar o fusível F52
2 sem função circuito na saída
M4042 Direção por alavanca Direção por alavanca à Verificar o fusível F51
sem função esquerda: curto-circuito na
saída

copyright by

180 L 556-1410 / 29031


Manual de instruções Avarias de funcionamento
Códigos de assistência técnica

Código de serviço Conseqüência Causa Eliminação


M4044 Direção por alavanca Direção por alavanca à direita: Verificar o fusível F51
sem função curto-circuito na saída
M404C Sistema de lubrificação Sistema de lubrificação central: Verificar o fusível F53
central sem função curto-circuito na saída
M4054 Faróis de marcha à ré Faróis de marcha à ré: curto- Verificar o fusível F55
sem função circuito na saída
M405B Direção por alavanca Direção por alavanca - Desliga- Verificar o fusível F56
sem função mento de segurança: curto-
circuito na saída
M405D Direção por alavanca Direção por alavanca à Verificar o fusível F51
sem função esquerda: pouca corrente na
saída
M4060 Direção por alavanca Direção por alavanca à direita: Verificar o fusível F51
sem função pouca corrente na saída
M4076 Equipamento adicional Sinal de saída do sentido 1 (3º Verificar o fusível F63
3: Circuito de comando circuito de comando): pouca
sem função corrente na saída
M4079 Equipamento adicional Sinal de saída do sentido 1 (3º Verificar o fusível F63
3: Circuito de comando circuito de comando): curto-
sem função circuito na saída
M407A Equipamento adicional Sinal de saída do sentido 2 (3º Verificar o fusível F63
3: Circuito de comando circuito de comando): pouca
sem função corrente na saída
M407D Equipamento adicional Sinal de saída do sentido 2 (3º Verificar o fusível F63
3: Circuito de comando circuito de comando): curto-
sem função circuito na saída
M407E Equipamento adicional Sinal de saída do sentido 1 (4º Verificar o fusível F63
4º Circuito de comando circuito de comando): pouca
sem função corrente na saída
M4081 Equipamento adicional Sinal de saída do sentido 1 (4º Verificar o fusível F63
4º Circuito de comando circuito de comando): curto-
sem função circuito na saída
M4082 Equipamento adicional Sinal de saída do sentido 2 (4º Verificar o fusível F64
4º Circuito de comando circuito de comando): pouca
sem função corrente na saída
M4085 Equipamento adicional Sinal de saída do sentido 2 (4º Verificar o fusível F64
4º Circuito de comando circuito de comando): curto-
sem função circuito na saída
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

M40A5 – Ímã Embreagem DRE: curto- Verificar o fusível F60


circuito na saída
M40A7 – Motor de regulagem 1: curto- Verificar o fusível F59
circuito na saída
M4262 Direção 2 em 1 sem Módulo Output 1 - Comando do Verificar o fusível F51
função, direção por banco 4: Sem tensão na saída
alavanca sem função

copyright by

L 556-1410 / 29031 181


Avarias de funcionamento Manual de instruções
Códigos de assistência técnica

Código de serviço Conseqüência Causa Eliminação


M4265 A condução não é Módulo Output 1 - Comando do Verificar o fusível F52
possível, equipamento banco 3: Sem tensão na saída
adicional sem função
M4268 Sistema de lubrificação Sistema de lubrificação central: Verificar o fusível F53
central sem função Sem tensão na saída
M426B Dispositivo de marcha à Dispositivo de aviso de marcha Verificar o fusível F49
ré ótico sem função à ré ótico: Sem tensão na saída
M426E A condução não é Módulo Output 2 - Comando do Verificar o fusível F59
possível, a regulagem banco 4: Sem tensão na saída
do motor de regulagem
não é possível
M4271 A condução não é Módulo Output 2 - Comando do Verificar o fusível F60
possível banco 3: Sem tensão na saída
M4274 Faróis de marcha à ré Faróis de marcha à ré: Sem Verificar o fusível F61
sem função tensão na saída
M4277 Alarme back sem Alarme back: Sem tensão na Verificar o fusível F62
função saída
M42A2 A condução não é Freio de imobilização: Sem Verificar o fusível F47
possível, o freio de tensão na saída
estacionamento não
pode ser liberado
M42A3 O bloqueio do sistema Bloqueio do sistema hidráulico Verificar o fusível F47
hidráulico de trabalho de trabalho: Sem tensão na
está permanentemente saída
ativado
M42A4 Recolha da pá sem Recolha da pá - ímã de Verificar o fusível F47
função retenção: Sem tensão na saída
M42A5 Limitador do curso de Limitador do curso de elevação Verificar o fusível F47
elevação sem função - ímã de retenção: Sem tensão
na saída
M42A6 Posição flutuante sem Posição flutuante da pá - ímã Verificar o fusível F48
função de retenção: Sem tensão na
saída
M42A8 Sinal de aviso sem Sinal de aviso: Sem tensão na Verificar o fusível F48
função saída
M42A9 – Limitação do ângulo de bascu- Verificar o fusível F48
lamento: Sem tensão na saída
M42AA Área automática A2-3 é Embreagem 1: Sem tensão na Verificar o fusível F59
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

ativada (1. marcha saída


bloqueada)
M42AB – Ímã Reconhecimento do Verificar o fusível F60
sentido de marcha Motor de
regulagem 1: Sem tensão na
saída

copyright by

182 L 556-1410 / 29031


Manual de instruções Avarias de funcionamento
Códigos de assistência técnica

Código de serviço Conseqüência Causa Eliminação


M42AC Marcha fixa 1 é ativada Embreagem 2: Sem tensão na Verificar o fusível F59
e motor de regulagem 1 saída
comutado para grande
ângulo para que não
ocorram rotações
excessivas,
embreagem 2 sem
função
M42AD Embreagem 3 sem Embreagem 3: Sem tensão na Verificar o fusível F59
função, continuação da saída
marcha apenas
possível com marcha
fixa 1, 2 ou área auto-
mática A1-2
M42AE – Ímã Embreagem DRE: Sem Verificar o fusível F60
tensão na saída
M42AF Modulação sem função, Modulação: Sem tensão na Verificar o fusível F59
processo de comutação saída
repentino
M42B0 – Motor de regulagem 1: Sem Verificar o fusível F59
tensão na saída
M42B1 – Motor de regulagem 1: Sem Verificar o fusível F59
tensão na saída
M42B2 Marcha 1 pouca força Motor de regulagem 2: Sem Verificar o fusível F59
de tração, marcha 2 tensão na saída
sem força de tração,
rotação excessiva
possível
M42B3 – Sentido de marcha para a Verificar o fusível F59
frente (bomba 1): Sem tensão
na saída
M42B4 – Sentido de marcha à ré (bomba Verificar o fusível F59
1): Sem tensão na saída
M42B5 Proteção contra Proteção contra excesso de Verificar o fusível F55
excesso de rotações rotações: Sem tensão na saída
sem função
M42B6 Opção do equipamento Opção: Sem tensão na saída Verificar o fusível F55
adicional sem função
M42B7 – Pressão de comando (bomba Verificar o fusível F55
1): Sem tensão na saída
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

M42B8 – Pressão de comando (bomba Verificar o fusível F55


2): Sem tensão na saída
M42B9 Direção de emergência Direção de emergência: Sem Verificar o fusível F56
sem função tensão na saída
M42BA Inversão da ventoinha Inversão da ventoinha: Sem Verificar o fusível F56
sem função tensão na saída
M42BB Amortecimento de Amortecimento de vibrações: Verificar o fusível F56
vibrações sem função Sem tensão na saída

copyright by

L 556-1410 / 29031 183


Avarias de funcionamento Manual de instruções
Códigos de assistência técnica

Código de serviço Conseqüência Causa Eliminação


M42BC Posição flutuante/Amor- Amortecimento de vibrações/ Verificar o fusível F56
tecimento de vibrações posição flutuante da pá: Sem
sem função tensão na saída
M42BD – Sentido de marcha para a Verificar o fusível F52
frente (bomba 2): Sem tensão
na saída
M42BE – Sentido de marcha à ré (bomba Verificar o fusível F52
2): Sem tensão na saída
M42BF Equipamento adicional Equipamento adicional 1: Sem Verificar o fusível F52
1 sem função tensão na saída
M42C0 Equipamento adicional Equipamento adicional 2: Sem Verificar o fusível F52
2 sem função tensão na saída
M42C3 Direção por alavanca Direção por alavanca - Desliga- Verificar o fusível F51
sem função mento de segurança: Sem
tensão na saída
M42C4 Funções que são Desligamento da alimentação Verificar o fusível F71
comandadas por meio Borne 15 - Teclado elétrico:
do borne 15 não Sem tensão na saída
funcionam
M42C9 Equipamento adicional Equipamento adicional 3: Sem Verificar o fusível F65
3 sem função tensão na saída
M42CA Equipamento adicional Equipamento adicional 4: Sem Verificar o fusível F65
4 sem função tensão na saída
M42CB Sistema de lubrificação Sistema de lubrificação central: Verificar o fusível F53
central sem função Sem alimentação de tensão
M42CC Dispositivo de marcha à Dispositivo de aviso de marcha Verificar o fusível F49
ré ótico sem função à ré ótico: Sem alimentação de
tensão
M42CD Faróis de marcha à ré Faróis de marcha à ré: Sem Verificar o fusível F61
sem função alimentação de tensão
M42CE Alarme back sem Alarme back: Sem alimentação Verificar o fusível F62
função de tensão
M42E7 A ventoinha gira com Ventoinha: pouca corrente na Verificar o fusível F48
uma rotação elevada saída
(potência de refriger-
ação muito alta)
M42E8 – Ímã Embreagem DRE: pouca Verificar o fusível F60
corrente na saída
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

M42F0 Opção do equipamento Opção: curto-circuito na saída Verificar o fusível F55


adicional sem função
M42FF A condução não é Pressão de comando (bomba Verificar o fusível F55
possível 1): pouca corrente na saída
M4300 – Pressão de comando (bomba Verificar o fusível F55
2): pouca corrente na saída
M430E Direção 2 em 1 sem Direção 2 em 1: Sem tensão na Verificar o fusível F51
função saída

copyright by

184 L 556-1410 / 29031


Manual de instruções Avarias de funcionamento
Códigos de assistência técnica

Código de serviço Conseqüência Causa Eliminação


M5026 A rotação do motor Sensor do ângulo giratório do Verificar o fusível F44, verificar
diesel não pode ser pedal do acelerador: valores do o fusível F45
alterada, sem condução sensor 1 e 2 diferentes
possível
M5027 Função de marcha Sensor do ângulo giratório do Verificar o fusível F44, verificar
gradual não disponível pedal de marcha gradual: o fusível F45
valores do sensor 1 e 2 difer-
entes
M502C Função de marcha Sensor do ângulo giratório do Limpar pedal de freio de
gradual não disponível pedal de marcha gradual marcha gradual
durante mais de 2 minutos infe-
rior a 100% (pedal de freio de
marcha gradual sujo)
M5035 Sentido de marcha não Sentido de marcha - interruptor: Verificar o fusível F36
selecionável Estado de comutação inválido
M5061 Os valores não são Compensação automática da Ativar o freio de estaciona-
assumidos (estado é o bomba: O freio de estaciona- mento
mesmo antes da mento deve estar fechado
compensação)
M5062 Os valores não são Compensação automática da Aguardar até que a outra
assumidos (estado é o bomba: Outra compensação já compensação seja eliminada
mesmo antes da está em funcionamento
compensação)
M6000 O campo do símbolo da Temperatura excessiva do Limpar o radiador
temperatura do líquido líquido refrigerante acima de
refrigerante (H13) 100 °C , mais de 3 segundos
pisca, o campo do
símbolo STOP (H36)
pisca, sinal de aviso
com som permanente
M6002 O motor diesel tem uma Temperatura do combustível Limpar o radiador
potência reduzida, sinal acima de 75 °C , mais de 10
de aviso com som inter- segundos
valado
M6003 O motor diesel tem uma Água no pré-filtro do combus- Esvaziar o separador de água
potência reduzida tível
M6006 O campo do símbolo de Obstrução do filtro de ar: inter- Trocar/limpar o filtro de ar
obstrução do filtro de ar ruptor de vácuo comutou
(H7) acende
M6008 O campo do símbolo da Nível do líquido refrigerante Verificar o fusível F36
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

temperatura do líquido baixo demais


refrigerante (H13)
pisca, o campo do
símbolo STOP (H36)
pisca, sinal de aviso
com som permanente

copyright by

L 556-1410 / 29031 185


Avarias de funcionamento Manual de instruções
Avarias - Causa - Eliminação

4.2 Avarias - Causa - Eliminação

4.2.1 Símbolos de aviso


Na tabela abaixo encontram-se listados os símbolos de aviso com o seu signifi-
cado, causa e eliminação.

Símbolo no display Significado Causa Eliminação


Pressão do óleo do Pressão do óleo do Desligar a máquina, entrar em
motor insuficiente motor insuficiente contato com o serviço de assistência
a clientes da Liebherr
Temperatura do líquido Temperatura do líquido Limpar o sistema de refrigeração,
refrigerante muito alta refrigerante acima de entrar em contato com o serviço de
100 °C assistência a clientes da Liebherr
Nível de combustível O tanque de combus- Abastecer
baixo demais tível está vazio

Pressão de reserva dos O freio de serviço não Entre em contato com o serviço de
freios baixa demais funciona corretamente assistência a clientes da Liebherr.

“Verificação” da direção “Verificação” da direção Entre em contato com o serviço de


de emergência não de emergência falhou assistência a clientes da Liebherr.
realizada com sucesso
A direção de emer- Bomba da direção Entre em contato com o serviço de
gência acende em caso falhou, direção apenas assistência a clientes da Liebherr.
de falha da bomba da possível com a bomba
direção da direção de emer-
gência
Temperatura do óleo Temperatura do óleo Limpar o sistema de refrigeração,
hidráulico muito alta hidráulico acima de entrar em contato com o serviço de
95 °C assistência a clientes da Liebherr
A carga da bateria não Erro no sistema elétrico Entre em contato com o serviço de
ocorre assistência a clientes da Liebherr.

Desligar a máquina Erro na máquina Entre em contato com o serviço de


assistência a clientes da Liebherr.
Obstrução do filtro de ar O filtro de ar está sujo Trocar/limpar o filtro do ar, entrar em
contato com o serviço de assistência
a clientes da Liebherr
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

Tab. 18: Símbolos de aviso

4.2.2 Localização de falhas do sistema de lubrificação


central - “Liebherr”
Este sistema de lubrificação central automático é opcional.

copyright by

186 L 556-1410 / 29031


Manual de instruções Avarias de funcionamento
Avarias - Causa - Eliminação

Falha Causa Eliminação


A bomba trabalha, mas não Almofada de ar no êmbolo de alimen- Purgar o ar da bomba
bombeia. tação
Nível de enchimento mín. não alcan- Encher reservatório
çado
Elemento de bomba avariado Trocar o elemento de bomba
Sem colares de graxa em todos os Bomba não trabalha Entrar em contato com o serviço
pontos de lubrificação. de assistência ao cliente da
Liebherr
Intervalo grande demais Reduzir o intervalo ou aumentar
o tempo de lubrificação
Sistema bloqueado ver em “Saída de graxa na
válvula de sobrepressão”
Sem colares de graxa em diversos Condutos para distribuidor secundário Trocar os condutos
pontos de lubrificação. rebentaram ou com fugas
Uniões rosqueadas com fuga Apertar ou trocar as uniões
rosqueadas
Sem colar de graxa num ponto de Respectivo conduto de lubrificação Trocar o conduto
lubrificação. rebentou ou com fugas
União rosqueada com fuga Apertar ou trocar a união
rosqueada
Saída de graxa na válvula de sobre- Pressão do sistema alta demais Verificar o sistema
pressão.
Distribuidor progressivo bloqueado Trocar o distribuidor
Sistema bloqueado Reparar suportes entupidos/
presos
Mola de válvula avariada Trocar a válvula de sobrepressão

Tab. 19: Localização de falhas do sistema de lubrificação central - “Liebherr”


LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

copyright by

L 556-1410 / 29031 187


Avarias de funcionamento Manual de instruções
Eliminação de avarias

4.3 Eliminação de avarias

4.3.1 Trocar os fusíveis

NOTA
Perigo de danos para o sistema elétrico.
u Para evitar falhas no sistema elétrico, devem ser utilizados exclusivamente
fusíveis com a amperagem adequada.

Certifique-se de que as seguintes condições estão cumpridas:


q Antes da substituição de um fusível, o respectivo circuito está verificado.
q A chave geral da bateria da máquina está desligada.

AVISO
Perigo de lesões devido a descarga de tensão!
Por meio do contato de componentes condutores de corrente existe perigo de
descarga de tensão.
u Antes do manejo com componentes condutores de tensão, desligar o sistema
elétrico da máquina.
u Por motivos de segurança, desligar a chave geral da bateria.

Fusíveis no espaço da bateria


Quando for necessário aceder aos fusíveis:
u Remover a tampa do espaço da bateria.

LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

Fig. 220: Fusíveis no espaço da bateria

Fusível Valor Unidade Denominação/função


1 F01 100 A Fusível principal
Bomba da direção de emergência
2 F03 200 A
(opção)

copyright by

188 L 556-1410 / 29031


Manual de instruções Avarias de funcionamento
Eliminação de avarias

Fusível Valor Unidade Denominação/função


3 F07 10 A Sistema do pisca alerta

Tab. 20: Fusíveis no espaço da bateria

u Trocar o fusível queimado por um novo fusível (amperagem idêntica).


u Apertar a porca de isolamento para porta-fusíveis com 12 Nm.

Fusíveis de encaixe na placa de relés e fusíveis


A placa com os relés, bem como os fusíveis de encaixe, está posicionada atrás do
banco do motorista.
Cada fusível possui um LED para verificação do funcionamento.

Fig. 221: Fusíveis de encaixe na placa de relés e fusíveis


1 Parafuso 3 Placa de relés e fusíveis
2 Cobertura 4 Tecla TESTE DE LEDs
Verificar os fusíveis de encaixe:
u Remover a cobertura 2.
u Ligar a ignição.
u Pressionar a tecla 4.
w Em caso de fusível não queimado, o respectivo LED acende.

Observação
Verificar os fusíveis!
u Para verificar os fusíveis “F2” até “F7”, o consumidor deve estar ligado.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

u Voltar a desligar a ignição.

copyright by

L 556-1410 / 29031 189


Avarias de funcionamento Manual de instruções
Eliminação de avarias

Fig. 222: Fusíveis de encaixe na placa de relés e fusíveis

u Identificar o fusível queimado com base na tabela abaixo.


u Remover o fusível queimado e substituí-lo por um fusível novo.

Fusível Valor Unidade Denominação/função


F1 5 A Dispositivo de troca rápida
F2 7,5 A Farol alto esquerdo
F3 7,5 A Farol alto direito
F4 7,5 A Farol baixo direito
F5 7,5 A Farol baixo esquerdo
F6 5 A Iluminação limitadora esquerda
F7 5 A Iluminação limitadora direita
F07b 10 A Função de piscas
F8 15 A Assento do compressor
F8a 10 A Iluminação interior, tomada
F9 10 A Inversão da ventoinha
F10 3 A Display
F11 3 A Pedal de freio de marcha gradual
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

F12 10 A Alimentação UEC3


Ativação da bomba da direção de emer-
F13 10 A
gência
Sistema de aquecimento do ar condicio-
F14 20 A
nado
Alavanca de operação, sensor do tubo do
F15 10 A
tanque, nível da água de refrigeração
F16 20 A Ímã de partida

copyright by

190 L 556-1410 / 29031


Manual de instruções Avarias de funcionamento
Eliminação de avarias

Fusível Valor Unidade Denominação/função


F17 – A Parada do motor
Limpador de vidro e bomba de lavagem
F18 10 A
traseira
F19 10 A Reserva
F19a 15 A Reserva
Limpador de vidro e bomba de lavagem
F20 15 A
dianteira, buzina
F21 15 A Farol baixo
F22 15 A Comando UEC3 VDC3
F23 15 A Comando UEC3 VDC2
F24 15 A Comando UEC3 VDC4
F25 10 A Luz de aviso giratória
F26 15 A Ficha de diagnóstico
F27 10 A Iluminação limitadora
F28 10 A Reserva
F29 25 A Prevenção do interruptor da ignição
F30 15 A Conversor de tensão
F31a 10 A Faróis de trabalho dianteiros, esquerdos
F31b 10 A Faróis de trabalho dianteiros, direitos
F33a 10 A Faróis de trabalho traseiros, esquerdos
F33b 10 A Faróis de trabalho traseiros, direitos
F35 10 A Sistema de sobrecarga do filtro de poeiras
F36 – A Reserva
F37 20 A Aparelho de comando do motor
F38 3 A Gerador
F39 5 A Dispositivo de pesagem
F40 10 A Faróis de trabalho traseiros Tampa traseira
F41 10 A Reserva
F43 10 A Aparelho de comando do motor
F44 10 A Luz de freio
F45 3 A Gerador
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

F46 3 A Luz intermitente de aviso


F71 10 A Iluminação do quadro
F73 10 A Sistema de lubrificação central
F74 15 A Aquecimento dos vidros traseiros
F75 10 A Rádio de 12V
F76 10 A Rádio e tomada de 12V

Tab. 21: Fusíveis de encaixe na placa de relés e fusíveis

copyright by

L 556-1410 / 29031 191


Avarias de funcionamento Manual de instruções
Eliminação de avarias

LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

copyright by

192 L 556-1410 / 29031


5 Manutenção

5.1 Plano de manutenção e inspeção

Abreviaturas utilizadas neste parágrafo:


– Hf ou h = horas de funcionamento
Diversos símbolos (círculo, caixa, asterisco - cheios ou círculo, caixa, asterisco -
vazios) dividem os trabalhos de manutenção em dois grupos.
Os símbolos significam:
Tabela com círculo, caixa, asterisco - cheio
– aqui a entidade operadora da máquina ou o seu pessoal de manutenção deve
realizar os trabalhos de manutenção sob responsabilidade própria.
Isto é referente aos intervalos de manutenção: todas as 10 e 50 horas de
funcionamento (Hf) e intervalos especiais.
Os símbolos significam:
Tabela com círculo, caixa, asterisco - vazio ou informação de (Hf)
– aqui o pessoal técnico autorizado da empresa Liebherr, ou seus represen-
tantes, deve realizar ou orientar os trabalhos de manutenção e inspeção.
Isto é referente aos intervalos de manutenção: na entrega e a cada 500, 1.000,
2.000, 3.000 horas de funcionamento (Hf) e intervalos especiais.
Uma lista das peças de reposição necessárias para os trabalhos de manutenção e
inspeção pode ser consultada no “Service Paket” da lista de peças de reposição.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

copyright by

L 556-1410 / 29031 193


Manutenção Manual de instruções
Plano de manutenção e inspeção

Cliente:............................... Tipo de máquina:............................... N.º de série:............... Horas de funcionamento:....... Data:.................................

Manutenção/inspeção em horas de Trabalhos a serem executados


funcionamento
ao fornecer
todas as 8-10 h
todas as 50 h
todas as 500 h
todas as 1000 h
todas as 2000 h
todas as 3000 h
outros intervalos
pelo pessoal da manutenção com técnicos autorizados
n tarefa de uma única vez o tarefa de uma única vez
l intervalo de repetição m intervalo de repetição
ª quando necessário ² quando necessário
T anualmente no início do
inverno
Totalidade da máquina
o l l m m m m Verificar a máquina em relação a danos externos 220
l l m m m m Liberar a máquina de peças soltas, de sujeira bem como de gelo e 220
neve
m m m Verificar as pressões hidráulicas segundo o plano de verificação e
regulagem
o ª Verificar a máquina quanto a estanqueidade 222
ª Controlar o aperto de todas as uniões roscadas 223
m m m ª Máquina em uso de sal e fertilizante artificial - efetuar a conservação 223
posterior, trocar as cápsulas VCI (pelo menos, uma vez por ano)
Grupo de acionamento
o l l m m m m Motor diesel - verificar o nível de óleo 230
m m m m Motor diesel - trocar o óleo (contudo, pelo menos, 1 vez por ano):
ATENÇÃO! Qualidade de óleo do motor e fatores agravantes (Para
mais informações, consulte: 5.3.4 Lubrificantes para os motores
diesel, página 203)
m m m m Motor diesel - trocar o filtro de óleo (efetuar a cada troca de óleo)
m m m m Motor diesel - verificar a correia trapezoidal
² Motor diesel - trocar a correia trapezoidal
m m m m Motor diesel - verificar o sistema de sensores e as ligações de cabos
quanto ao seu estado
m Motor diesel - verificar a folga da válvula
m m m m Motor diesel - verificar o sistema de sangria do cárter do motor
T Motor diesel - verificar elementos de incandescência
m Motor diesel - verificar o virabrequim do amortecedor de vibrações de
torção
m4500 h Motor diesel - trocar o virabrequim do amortecedor de vibrações de
torção
o l m m m m ª Tanque de combustível - escoar a água de condensação e a acumu- 231
lação do fundo
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

l m m m m ª Pré-filtro do combustível Separ Escoar a água de condensação (ou 231


em caso de falha)
l l m m m m ª Pré-filtro do combustível Escoar a água de condensação (ou em caso 232
da ocorrência do respectivo código de erro)
m m m m ª Trocar aplicação do pré-filtro do combustível Separ (ou em caso de 233
falha)
m m m m ª Trocar o pré-filtro do combustível (ou em caso de falha) 235
m m m m ª Trocar o filtro fino do combustível (ou em caso de falha) 236

copyright by

194 L 556-1410 / 29031


Manual de instruções Manutenção
Plano de manutenção e inspeção

Cliente:............................... Tipo de máquina:............................... N.º de série:............... Horas de funcionamento:....... Data:.................................

Manutenção/inspeção em horas de Trabalhos a serem executados


funcionamento
ao fornecer
todas as 8-10 h
todas as 50 h
todas as 500 h
todas as 1000 h
todas as 2000 h
todas as 3000 h
outros intervalos
pelo pessoal da manutenção com técnicos autorizados
n tarefa de uma única vez o tarefa de uma única vez
l intervalo de repetição m intervalo de repetição
ª quando necessário ² quando necessário
T anualmente no início do
inverno
ª Sangrar o sistema de combustível (Atenção! Bomba de condutos - 237
RAIL - as válvulas de injeção não podem ser soltas)
l m m m m ª Filtro de ar - limpar a tampa de serviço e a válvula de obstrução de 239
poeiras
m m m m Verificar os tubos de aspiração do ar em relação a boa fixação e
estanqueidade
m m m ª Trocar o elemento principal do filtro de ar (na indicação do interruptor 240
de vácuo, pelo menos 1 vez por ano)
m ª Trocar o elemento de segurança do filtro de ar (após a 3ª troca do 241
elemento principal, pelo menos, 1 vez por ano)
m m m m Verificar o sistema do gás de escape em relação a estanqueidade e
boa fixação
Instalação frigorífica
o l l m m m m Verificar o nível do líquido refrigerante 242
m m m m T Líquido refrigerante - verificar o líquido anticongelante ou a concen- 243
tração do líquido anticorrosivo
ª Limpar o radiador 247
m Trocar o agente refrigerante (pelo menos a cada 3 anos)
Sistema hidráulico de trabalho
o l l m m m m Tanque hidráulico - verificar o nível do óleo 249
o n m m m m 250 h Tanque hidráulico - verificar e limpar a vareta magnética 250
m m m m Tanque hidráulico - escoar a água de condensação e os sedimentos
m m m Tanque hidráulico - retorno - e trocar o filtro de aspiração
m Tanque hidráulico - trocar o filtro de ventilação
² Tanque hidráulico - trocar o óleo no sistema hidráulico dependente da
qualidade e da análise do óleo (Para mais informações, consulte:
Troca de óleo, análise do óleo, troca de filtro, página 210)
m m m Aparelho de comando auxiliar - limpar os ímãs, lubrificar as articula-
ções cruzadas e as hastes
Sistema de direção
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

o l l m m m m Verificar o funcionamento da direção 252


o l m m m m Cilindro de direção Lubrificar os pontos de apoio 252
Sistema de frenagem
o l l m m m m Verificar o funcionamento e a atuação dos freios de imobilização e de 253
serviço
m Freio de serviço - Verificar o desgaste das lamelas de frenagem
m m m Freio de imobilização - verificar a folga de ventilação e o desgaste
dos calços de freio

copyright by

L 556-1410 / 29031 195


Manutenção Manual de instruções
Plano de manutenção e inspeção

Cliente:............................... Tipo de máquina:............................... N.º de série:............... Horas de funcionamento:....... Data:.................................

Manutenção/inspeção em horas de Trabalhos a serem executados


funcionamento
ao fornecer
todas as 8-10 h
todas as 50 h
todas as 500 h
todas as 1000 h
todas as 2000 h
todas as 3000 h
outros intervalos
pelo pessoal da manutenção com técnicos autorizados
n tarefa de uma única vez o tarefa de uma única vez
l intervalo de repetição m intervalo de repetição
ª quando necessário ² quando necessário
T anualmente no início do
inverno
Sistema elétrico
o l l m m m m Verificar a iluminação 255
m m m m Baterias - verificar o nível dos fluidos e os polos
m m m Alavanca de operação - trocar o interruptor do sentido de marcha
basculante e a capa (opção)
Engrenagem distribuidora do eixo
o m m m m Engrenagem distribuidora do eixo - verificar o nível do óleo
o m m m Engrenagem distribuidora do eixo - trocar o óleo
Eixos, eixos articulados
o m m m m Eixos - verificar os níveis de óleo
o m m m Eixos - trocar o óleo
m m m m Verificar os eixos articulados
o l m m m m Verificar a pressão dos pneus 256
o n m m m m Rodas - verificar a fixação (uma vez a cada 50, 100 e 250 horas de 257
funcionamento)
Componentes de aço - aparelho base
o l m m m m Lubrificar o suporte da articulação e o suporte pendular traseiro 258
m m m m ª Revestimento - lubrificar as fechaduras e charneiras 258
ª Chassi traseiro - lubrificar a cobertura por baixo das charneiras 259
Equipamento de trabalho
o l m m m m ª Lubrificar a coluna de elevação e o equipamento 260
m m m ª Coluna de elevação - verificar a vedação do suporte da pá e as 261
buchas do mancal
m m m Coluna de elevação - verificar os encostos da pá
o l l m m m m Lubrificar e verificar o dispositivo de troca rápida quanto o seu funcio- 263
namento
Cabine do motorista, aquecimento, ar-condicionado
m m m m ª Limpar o filtro de ar fresco e o filtro de ar de circulação 265
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

m m m ª Trocar o filtro de ar fresco e de circulação 266


m m m m ª Cinto de segurança - verificar estado e funcionamento 267
m m m m Sistema de lavagem de vidros - verificar estado e funcionamento
ª Verificar e reabastecer o detergente no recipiente para o sistema de 267
limpa para-brisas
ª Verificar as borrachas de vedação da cabine do motorista 268
m m m m Verificar o ar-condicionado - pérola de indicação e do nível de abaste-
cimento na unidade coletora do secador

copyright by

196 L 556-1410 / 29031


Manual de instruções Manutenção
Plano de manutenção e inspeção

Cliente:............................... Tipo de máquina:............................... N.º de série:............... Horas de funcionamento:....... Data:.................................

Manutenção/inspeção em horas de Trabalhos a serem executados


funcionamento
ao fornecer
todas as 8-10 h
todas as 50 h
todas as 500 h
todas as 1000 h
todas as 2000 h
todas as 3000 h
outros intervalos
pelo pessoal da manutenção com técnicos autorizados
n tarefa de uma única vez o tarefa de uma única vez
l intervalo de repetição m intervalo de repetição
ª quando necessário ² quando necessário
T anualmente no início do
inverno
m m m m Verificar o funcionamento do ar-condicionado
Sistema de lubrificação
o l m m m m Sistema de lubrificação central - verificar o nível de abastecimento do 270
tanque de graxa
o l m m m m Sistema de lubrificação central - verificar os tubos, mangueiras e 270
pontos de lubrificação
o l m m m m Sistema de lubrificação central - verificar a dosagem suficiente nos 271
pontos de apoio (colares de graxa)
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

copyright by

L 556-1410 / 29031 197


Manutenção Manual de instruções
Quantidades de abastecimento, plano de lubrificação

5.2 Quantidades de abastecimento, plano de


lubrificação

Informações na coluna Quantidade:


– Os valores de enchimento fornecidos na tabela são apenas valores de refer-
ência.
– Em qualquer caso é mais importante respeitar as varetas de medição ou as
marcações do nível.
– Após cada troca ou reabastecimento de óleo, o nível deve ser verificado na
respectiva unidade.

5.2.1 Lubrificantes recomendados

Designação Lubrificante recomendado Símbolo Quantidade


Motor diesel (com troca de Liebherr Motoroil 10W-40 19,5 l
filtros)
Liebherr Motoroil 10W-40 low ash
Liebherr Motoroil 5W-30
Sistema hidráulico Liebherr Hydraulic Basic 68
Liebherr Hydraulic Basic 100
Liebherr Hydraulic HVI
Liebherr Hydraulic Plus
Capacidade do sistema 227 l
Volume do tanque 135 l
Engrenagem distribuidora do Liebherr Hydraulic-Gear ATF 5W-20 4,1 l
eixo

Eixo dianteiro Liebherr Gear Basic 90LS 35 l

Eixo traseiro Liebherr Gear Basic 90LS 35 l

Tab. 22: Lubrificantes recomendados

5.2.2 Combustíveis recomendados


LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

Designação Combustível recomendado Símbolo Quantidade


Tanque de combustível Combustível diesel disponível no mercado com 300 l
teor de enxofre menor ou igual a 0,5 %
Reserva de combustível 35 l
aprox.
Sistema de refrigeração - Liebherr Antifreeze Mix 38 l
conteúdo total do motor diesel
Liebherr Antifreeze Concentrate

copyright by

198 L 556-1410 / 29031


Manual de instruções Manutenção
Quantidades de abastecimento, plano de lubrificação

Designação Combustível recomendado Símbolo Quantidade


Sistema de lavagem de vidros Líquido de lavagem de vidros disponível no 3,5 l
mercado ou álcool desnaturado

Líquido refrigerante do ar- R134a 1320+20 g


condicionado

Óleo refrigerante no ZXL 100 PG (PAG Oil) 200 cm3


compressor do ar-condicio-
nado

Tab. 23: Combustíveis recomendados

5.2.3 Plano de lubrificação


O plano de lubrificação serve como vista geral dos pontos de manutenção da
máquina e dos seus intervalos de manutenção.
Informação sobre:
– realização das tarefas de manutenção (Para mais informações, consulte:
5.1 Plano de manutenção e inspeção, página 193)
– lubrificantes e combustíveis (Para mais informações, consulte: 5.3 Lubrificantes
e combustíveis, página 201)
– quantidades de enchimento (Para mais informações, consulte: 5.2 Quantidades
de abastecimento, plano de lubrificação, página 198)
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

copyright by

L 556-1410 / 29031 199


Manutenção Manual de instruções
Quantidades de abastecimento, plano de lubrificação

Fig. 225: Plano de lubrificação

Símbolo Designação Símbolo Designação Símbolo Designação


Pontos de lubrificação Motor diesel Tanque hidráulico
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

Verificar o nível do óleo lubrificar

Tab. 24: Símbolos - plano de lubrificação

copyright by

200 L 556-1410 / 29031


Manual de instruções Manutenção
Lubrificantes e combustíveis

5.3 Lubrificantes e combustíveis

5.3.1 Indicações gerais sobre a troca de lubrificantes e


combustíveis

Observação
As quantidades de enchimento indicadas na tabela de lubrificantes e combustí-
veis, bem como no plano de lubrificação na cabine do motorista são somente
valores de referência.
u Após cada troca ou reabastecimento de óleo, verifique o nível na respectiva
unidade.

Observação
Ao respeitar as regras para a lubrificação, a verificação do nível de óleo e a troca
dos combustíveis, a fiabilidade e a vida útil da máquina são aumentadas.
É de especial importância cumprir os intervalos para a troca do óleo e utilizar as
qualidades dos lubrificantes indicadas.
u Na utilização e verificação de lubrificantes e combustíveis, respeite também os
capítulos “Lubrificantes e combustíveis” e “Plano de manutenção e inspeção”.

Observação
A limpeza é de grande importância em cada troca de óleo.
u Limpe todos os parafusos de enchimento, as tampas de enchimento e os paraf-
usos de escoamento, incluindo a sua área limítrofe antes de abri-los.
u De preferência, realize cada escoamento de óleo com óleo à temperatura de
funcionamento.
u Certifique-se de que os óleos usados são recolhidos e eliminados de modo
ecológico com os cartuchos do filtro desmontados.

AVISO
Na verificação e na troca de lubrificantes e combustíveis você tem de se certificar
quanto ao cumprimento das seguintes prescrições:
u Se não houver contraindicação, execute os respectivos trabalhos na máquina
sobre um solo plano e firme e com o motor desligado.
u Em cada intervenção, bloqueie sempre as tampas e as portas laterais contra
fechamento involuntário.
u Abasteça a máquina somente com o motor desligado, não fume e evite chamas
abertas.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

u Gire o interruptor principal da bateria para a posição 0 (desl.) e retire a chave


da ignição.

5.3.2 Conversão do sistema hidráulico de óleos minerais


para fluidos hidráulicos amigos do meio ambiente
Para a operação de máquinas para movimentação de terras Liebherr com “fluidos
hidráulicos amigos do meio ambiente”, recomendamos o Liebherr Hydraulic
Plus.

copyright by

L 556-1410 / 29031 201


Manutenção Manual de instruções
Lubrificantes e combustíveis

Em caso de máquinas já equipadas de fábrica com “Fluidos hidráulicos


amigos do meio ambiente”, existe uma respectiva placa de aviso fixada no
tanque hidráulico e na cabine do motorista (placa de ATENÇÃO).

Procedimento em caso de equipamento posterior

NOTA
Perigo de danos do sistema hidráulico da máquina!
Ao misturar o “Fluido hidráulico amigo do meio ambiente” com “Óleo mineral”,
ocorre uma reação agressiva que pode causar danos no sistema hidráulico da
máquina!
u Evite a mistura de “Fluido hidráulico amigo do meio ambiente” com “Óleo
mineral”!

u Em caso de um equipamento posterior da máquina para a utilização de


“fluidos hidráulicos amigos do meio ambiente”, é necessário consultar o
serviço de assistência ao cliente Liebherr!
u Solicite obrigatoriamente a “FOLHA DE INSTRUÇÕES” e as “NORMAS DE
CONVERSÃO” da Liebherr e respeite-as!

5.3.3 Combustíveis

Especificação
Os combustíveis devem corresponder às exigências mínimas das especificações
seguidamente apresentadas.
Especificações permitidas:
– DIN EN 590
– ASTM D 975-89a - 1D e 2D

Elevado Teor de enxofre no combustível


1. Ver intervalos de troca de óleo dependentes de fatores agravantes.
2. Não são admissíveis combustíveis com um teor de enxofre superior a 1 %
(10000 mg/kg).
3. Em caso de motores diesel com recirculação dos gases de escape (eAGR):
Utilizar combustíveis com um teor de enxofre inferior ou igual a 0.005 %
(50 mg/kg).
4. No funcionamento do motor diesel com óleo do motor da especificação E6 e
intervalo de troca de óleo standard (500 Hf) não é permitido um combustível
superior a 0.005 % (50 mg/kg).
Neste caso, o poder lubrificante do combustível deve ser de 460 µm, segundo o
teste HFRR (60) ("wear scar diameter" dos aditivos Lubricity corrigido [1,4] a
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

60 °C).
A norma de combustíveis ASTM D 975 não prevê que os combustíveis tenham de
ser submetidos a uma verificação da capacidade lubrificante. Deve estar dispo-
nível uma confirmação por escrito do fornecedor de combustível. A aditivação
deve ser realizada pelo fornecedor como responsável pela qualidade do combus-
tível.
Não recomendamos a aditivação de aditivos Lubricity secundários pelo cliente.

copyright by

202 L 556-1410 / 29031


Manual de instruções Manutenção
Lubrificantes e combustíveis

Observação
u Solicite uma confirmação por escrito ao fornecedor.

Um índice de octanas de, pelo menos, 45 é necessário para os combustíveis em


conformidade com a norma ASTM D 975. Um índice de octanas acima de 50 deve
ser prevista, em especial, nas temperaturas abaixo de 0 °C.

Combustível com baixas temperaturas (funcionamento


no Inverno)
Em caso de temperaturas externas baixas, o combustível separa os cristais de
parafina, os quais aumentam a resistência de passagem no filtro de combustível,
não garantindo um aumento de combustível suficiente do motor diesel.

NOTA
Perigo de danos no sistema de injeção devido a combustível incorreto!
A mistura de petróleo e gasolina normal causa danos do sistema de injeção.
u Não misture petróleo, gasolina normal ou outras substâncias adicionais com o
combustível.
Quando a temperatura externa baixar para menos de -20 °C:
u Dispositivo de ajuda de partida (p.ex. aquecimento do filtro de combustível).
Quando a máquina é utilizada em climas árticos:
u Utilize combustíveis especiais que possuam um fluxo suficiente.

5.3.4 Lubrificantes para os motores diesel

Qualidade dos lubrificantes


Para os motores diesel modernos, são utilizados, hoje em dia, exclusivamente
lubrificantes com composições de elevada qualidade.
Estes são compostos de óleos básicos, aos quais são adicionados aditivos.
A prescrição de lubrificantes para os motores diesel Liebherr é baseada nas
seguintes especificações e prescrições.

Designação Especificação
Classificação ACEA (Association des E4, E5, E6, E7
Constructeurs Européens de l'Automobile)
Atenção: funcionamento do filtro de
partículas somente autorizado com
E6
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

Classificação API (American Petroleum CI-4, CI-4 Plus, CJ-4


Institute)
Atenção: respeitar os intervalos da
troca de óleo reduzidos

Tab. 25: Especificações dos lubrificantes

Viscosidade dos lubrificantes


A seleção da viscosidade dos lubrificantes é feita segundo a classificação SAE
(Society of Automotive Engineers).

copyright by

L 556-1410 / 29031 203


Manutenção Manual de instruções
Lubrificantes e combustíveis

A temperatura do meio ambiente é decisiva para a seleção da classe SAE correta.


A seleção da classificação SAE não esclarece sobre a qualidade de um lubrifi-
cante.
O excesso de viscosidade pode causar dificuldades na partida e uma viscosidade
demasiado baixa pode colocar em risco a eficiência da lubrificação.
As gamas de temperatura indicadas no gráfico que se segue são valores de refer-
ência que, por breves períodos, podem ser excedidos ou não alcançados.

Fig. 228: Seleção da classe SAE dependente da temperatura

É recomendado o seguinte óleo do motor diesel para uma temperatura ambiente


de -20 °C a 45 °C:
Liebherr Motoroil 10W-40, especificação ACEA E4
Liebherr Motoroil 10W-40 low ash, especificação ACEA E4, E6, E7
É recomendado o seguinte óleo do motor diesel para uma temperatura ambiente
de -30 °C a 30 °C:
Liebherr Motoroil 5W-30, especificação ACEA E4, E7

Intervalos para a troca de lubrificantes


Intervalos de troca: (Para mais informações, consulte: 5.1 Plano de manutenção e
inspeção, página 193)
Troca de óleo de acordo com cada zona climática, teor de enxofre no combustível
e qualidade do óleo segundo a seguinte tabela.
Se não forem alcançadas as horas de funcionamento por ano (h) indicadas, os
óleos de motor diesel e filtros dos motores devem ser trocados, no mínimo, uma
vez por ano.
Diversos fatores agravantes (condições de utilização sob esforço) reduzem o
intervalo de manutenção.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

Fatores agravantes podem ser:


– freqüentes partidas a frio
– Teor de enxofre no combustível
– Temperatura de utilização
Em caso de fatores agravantes, a troca de óleo e do filtro têm de ser realizadas
segundo a tabela abaixo.
A utilização do combustível diesel com um teor de enxofre inferior a 0,1%
(1000 ppm) é altamente recomendada.

copyright by

204 L 556-1410 / 29031


Manual de instruções Manutenção
Lubrificantes e combustíveis

Fator agravante Qualidade do óleo


CI-4, CI-4
Plus, CJ-4, E6, E7
E4, E5
Teor de enxofre no combustível Intervalo A)
até 0,5 % 250 h 500 h
superior a 0,5% até 1,0% 125 h 250 h

Tab. 26: Intervalos de troca de óleo dependentes de fatores agravantes

A) Horas de funcionamento

5.3.5 Agente refrigerante para motores diesel

Recomendações gerais
Agentes anticongelantes e anticorrosivos autorizados pela Liebherr:
– Garantir proteção suficiente contra frio, corrosão e cavitação.
– Não tocar em vedações e mangueiras.
– Não fazer espuma.
O agente refrigerante é uma mistura de água com aditivos para a proteção contra
a corrosão e o congelamento.
O sistema de refrigeração funciona somente bem sob pressão. O sistema de
refrigeração deve estar limpo e estanque. As válvulas de fecho de refrigeração e
de trabalho devem funcionar corretamente. Manter o nível de agente refrigerante
necessário.
Os agentes refrigerantes provocam danos de cavitação ou de corrosão no sistema
de refrigeração, se contiverem gentes anticongelantes e anticorrosivos inade-
quados ou mal preparados. Depósitos que isolam o calor em componentes a
transmitir calor provocam o sobreaquecimento e a falha do motor diesel.
Os óleos anticorrosivos emulsionáveis são proibidos.

Água (água fresca)


É adequada água potável, incolor, clara, sem sujeira mecânica com os seguintes
valores de análise limitados.
A água salgada, água salobra, água industrial e salmoura não é adequada.

Designação Valor
Soma das terras alcalinas (nível de
0.6 mmol/l até 3.6 mmol/l (3 até 20°d)
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

dureza da água)
Valor Ph a 20 °C 6.5 até 8.5
Teor de iões cloreto no máximo 80 mg/l
Teor de iões sulfato no máximo 100 mg/l

Tab. 27: Qualidade da água fresca

As análises da água devem ser consultadas junto das autoridades comunais.

copyright by

L 556-1410 / 29031 205


Manutenção Manual de instruções
Lubrificantes e combustíveis

Designação Valor e unidade


Soma das terras alcalinas (nível de
0.6 mmol/l até 2.7 mmol/l (3 até 15°d)
dureza da água)
Valor Ph a 20 °C 6.5 até 8.0
Teor de iões cloreto máx. 80 mg/l
Teor de iões sulfato máx. 80 mg/l

Tab. 28: Qualidade da água limpa em caso de uso de DCA

A) Diesel Coolant Additives

Agente refrigerante - Proporção de mistura


O sistema de refrigeração deve conter, ao longo de todo o ano, no mínimo, 50 %
de agente anticongelante e anticorrosivo.

Temperatura externa Proporção de mistura


até
Água % Agente anticongelante e anticorro-
sivo %
-37 °C 50 50
-50 °C 40 60

Tab. 29: Proporção de mistura dependente da temperatura de água e agente anti-


congelante e anticorrosivo

NOTA
Quantidade de agente anticongelante e anticorrosivo no agente refrigerante dema-
siado elevada!
O motor diesel sobreaquece e pode ficar danificado.
u Não utilizar uma percentagem superior a 60 % de agente anticongelante e anti-
corrosivo.

Agentes anticongelantes/anticorrosivos permitidos

Com teor de sili-


Designação do produto Fabricante
cato
Liebherr Antifreeze Concentrate Liebherr Sim
Liebherr Antifreeze Mix A) Liebherr Sim
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

Tab. 30: Agentes anticongelantes/anticorrosivos permitidos

A) Mix = mistura pronta (50 % de água e 50 % de agente anticongelante e anticor-


rosivo)

copyright by

206 L 556-1410 / 29031


Manual de instruções Manutenção
Lubrificantes e combustíveis

Observação
Caso não seja possível adquirir, de imediato, o agente refrigerante da Liebherr:
u Utilizar um agente refrigerante que corresponda à “Especificação do agente
refrigerante para os motores diesel da Liebherr” (consulte o serviço de assis-
tência ao cliente).

NOTA
O misturar de diversos agentes anticongelantes/anticorrosivos pode piorar as
propriedades do agente anticongelante.
u Não combine produtos diferentes!
u Nunca misturar agentes refrigerante com teor de silicato e sem silicato, uma
vez que isso pode provocar danos no sistema de refrigeração!

Agentes anticorrosivos permitidos (inibidores) sem


agente anticongelante
Em casos excepcionais e em temperaturas ambientes constantemente supe-
riores ao ponto de congelamento, p.ex., em regiões tropicais, onde não há
agente anticorrosivo e anticongelante autorizado disponível no mercado, o agente
refrigerante deve ser misturado com a água e com os seguintes agentes anticon-
gelantes e anticorrosivos:
– Produto DCA 4 Diesel Coolant Additives
– Produto Caltex XLI / Delo XLI / Texaco XLI / Havoline XLI
Neste caso, trocar o agente refrigerante anualmente.
Dentro dos parâmetros dos trabalhos de manutenção, verificar e, se necessário,
corrigir a concentração.

NOTA
O misturar de diversos agentes anticongelantes e anticorrosivos pode piorar as
propriedades do agente anticongelante.
u Não combine produtos diferentes!
u Nunca misturar agentes refrigerante com teor de silicato e sem silicato, uma
vez que isso pode provocar danos no sistema de refrigeração!
Se for feita uma troca entre o agente anticongelante e anticorrosivo e o agente
anticorrosivo e vice-versa:
u Drenar completamente o agente refrigerante.

Designação do produto Fabricante


DCA 4 Diesel Coolant Additives Fleetguard / Cummins Filtration
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

Caltex XLI / Delo XLI Caltex (Ásia)


Texaco XLI / Havoline XLI Chevron (América do Norte e do Sul)
Havoline XLI Arteco (Ásia e Europa)

Tab. 31: Agentes anticorrosivos permitidos (inibidores) sem agente anticongelante

copyright by

L 556-1410 / 29031 207


Manutenção Manual de instruções
Lubrificantes e combustíveis

5.3.6 Óleo hidráulico


De acordo com as indicações seguintes podem ser utilizados os óleos como óleos
hidráulicos.
Teor máximo de água do óleo hidráulico: < 0,1 %

Óleo hidráulico Liebherr


A Liebherr recomenda para a máquina, dependendo do âmbito de temperatura, os
seguintes óleos hidráulicos:

Fig. 230: Óleo hidráulico Liebherr, seleção da classe de viscosidade dependente


da temperatura
A Temperatura ambiente C Área operacional
B Área de partida a frio com
prescrição para aquecimento
Liebherr Hydraulic Plus são adequados tanto para a aplicação bio, bem como
para a aplicação de longo prazo.
Caso não seja possível adquirir, imediatamente, óleos da Liebherr, em vez disso,
devem ser utilizados óleos para motores em conformidade com o seguinte pará-
grafo “Óleo para motores como óleo hidráulico” (após consulta do serviço de
assistência ao cliente responsável).

Óleo para motores como óleo hidráulico


Em caso de utilização de óleos para motores (produtos de outros fabricantes),
recomendamos que consulte o fabricante do óleo para se certificar de que as
especificações em seguida necessárias sejam cumpridas pelo produto do outro
fabricante.
Óleo de motor para a aplicação como óleo hidráulico deve ser selecionado em
conformidade com as seguintes indicações:
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

Óleos para um único âmbito (1) API - CD / ACEA - E1


(MB 226.0 e 227.0)
Óleos para diversos âmbitos (2) API - CD, CE, CF / ACEA - E2, E3, E4
(MB 227.5, 228.1, 228.3 e 228.5)

Tab. 32: Classificação, óleo de motor para a aplicação como óleo hidráulico

copyright by

208 L 556-1410 / 29031


Manual de instruções Manutenção
Lubrificantes e combustíveis

Fig. 231: Óleo de motor para a aplicação como óleo hidráulico, seleção depend-
ente da temperatura da classe de viscosidade 28)
A Temperatura ambiente 1 Óleos para um único âmbito
B Área de partida a frio com 2 Óleos para diversos âmbitos
prescrição para aquecimento
C Área operacional

Prescrição para aquecimento do motor diesel


A barra preta B identifica as temperaturas ambientes, que são menores do que até
20 °C abaixo do área operacional C.
Se ocorrer uma partida a frio com temperaturas ambiente dentro da área B, para o
óleo hidráulico, a seguinte prescrição para aquecimento é válida:
1. Após a partida, ajuste o motor diesel um número de rotações médio (no
máximo, metade do número de rotações máximo).
2. Acione cuidadosamente o sistema hidráulico de trabalho. Opere o cilindro
hidráulico e mova o cilindro rapidamente até ao encosto.
3. Após aprox. cinco minutos, acione também o sistema hidráulico de anda-
mento. A duração total de aquecimento é de aprox. 10 minutos.
Se ocorrer uma partida a frio com temperaturas ambiente ainda mais baixas, a
seguinte prescrição para aquecimento é válida: Antes da partida do motor, pré-
aqueça o tanque hidráulico. Em seguida, inicie a prescrição para o aquecimento
com o ponto 1.

Óleo hidráulico biodegradável

NOTA
Mistura imprópria de óleos hidráulicos!
Ao misturar óleos hidráulicos biodegradáveis à base de éster entre si ou com
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

óleos minerais, podem ocorrer reações agressivas. Como consequência podem


ser verificados danos no sistema hidráulico.
u Não misture óleos hidráulicos biodegradáveis de fabricantes diferentes, nem
óleos minerais.

A Liebherr recomenda Liebherr Hydraulik Plus para a máquina.

28) No caso de classe de viscosidade alternada: consulte o serviço de assistência


a clientes

copyright by

L 556-1410 / 29031 209


Manutenção Manual de instruções
Lubrificantes e combustíveis

Trata-se de polialfaolefina (HEPR), cuja biodegradabilidade (21 dias) é superior a


80%, de acordo com CEC-L-103-12.
Se não for possível adquirir este óleo no local, devem, então, ser utilizados
somente óleos à base de éster sintético totalmente saturado (HEES) (após
consulta do serviço de assistência ao cliente responsável).
Em caso de utilização de esteres sintéticos, recomendamos a troca das
mangueiras hidráulicas após 4000 horas de funcionamento ou, o mais tardar, após
uma duração de uso de quatro anos.
Os óleos à base de plantas não são permitidos devido à sua fraca resistência ao
choque térmico.
Os poliglicóis podem, devido à sua possível incompatibilidade com a tinta e
vedação, ser utilizados em situações especiais, mas apenas após consulta do
respectivo serviço de apoio ao cliente.
Em caso de utilização de produtos de outros fabricantes, recomendamos que
consulte o fabricante para se certificar de que as especificações supracitadas
necessárias sejam cumpridas pelo produto do outro fabricante.

Troca de óleo, análise do óleo, troca de filtro

Troca de óleo

Tipo de óleo Troca de óleo


Sem aplicação bio Aplicação bio (somente
permitida com análise
Sem análise do óleo Com análise do óleoA)
doA) óleo)
(opcional)
Óleo mineral Liebherr a cada 3000 horas a cada 6000 horas --B)
Liebherr Hydraulic Basic 68
Liebherr Hydraulic Basic 100
Liebherr Hydraulic HVI
Liebherr PAO (polialfaolefina) a cada 4000 horas a cada 8000 horas a cada 8000 horas
Liebherr Hydraulic Plus

Produto de outro fabricante - a cada 2000 horas a cada 2000 horas --B)
óleo mineral
Produto de outro fabricante - --B) --B) a cada 2000 horas
éster sintético totalmente satu-
rado

Tab. 33: Intervalos de troca de óleo


LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

A) Se o resultado da análise do óleo for positiva, o óleo pode ser usado durante mais tempo. Se o resultado da
análise do óleo for negativa, o óleo tem de ser imediatamente trocado.
B) Combinação não permitida
Aplicação bio significa que no local de utilização da máquina é obrigatório usar
óleo hidráulico biológico de fácil decomposição ou amigo do ambiente.
Se uma máquina funcionar menos de que 1.000 horas por ano, é necessário real-
izar uma amostra de óleo uma vez por ano. O óleo hidráulico com um tempo de
permanência maior na máquina deve ser trocado, no máximo, após quatro anos

copyright by

210 L 556-1410 / 29031


Manual de instruções Manutenção
Lubrificantes e combustíveis

(óleo mineral e éster sintético totalmente saturado) e após seis anos (óleos Plus
da Liebherr).
Se uma máquina estiver parada ininterruptamente durante mais de que seis
meses, é necessário realizar uma análise do óleo antes da colocação em funcio-
namento.

Análise do óleo
A Liebherr recomenda a encomenda das análises do óleo junto da empresa
OELCHECK e a troca do óleo em conformidade com o relatório laboratorial:
– conjunto amarelo para óleos hidráulicos de fácil e rápida decomposição
biológica
– conjunto verde para óleos minerais
Retirar amostra de óleo: (Para mais informações, consulte: 5.6.9 Análises do óleo,
página 223)
Ver também o serviço de assistência a clientes e a informação do produto.

Tipo de óleo Recolha de amostra de óleo


Sem aplicação bio Aplicação bio
(análise do óleo (análise do óleo
opcional) obrigatória)
Óleo mineral Liebherr a cada 1.000 h --A)
Liebherr Hydraulic Basic 68
Liebherr Hydraulic Basic 100
Liebherr Hydraulic HVI
Liebherr PAO (polialfaolefina) a cada 1.000 h a primeira vez a 0 h,
depois a cada 1.000
Liebherr Hydraulic Plus
h

Produto de outro fabricante - óleo a primeira vez a --A)


mineral 1.000 h, depois a
cada 500 h
Produto de outro fabricante - éster --A) a primeira vez às 0
sintético totalmente saturado h, depois a cada 500
h

Tab. 34: Recolha de amostra de óleo

A) Combinação não permitida

Troca de filtro
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

Troca do filtro de retorno (permitidos somente filtros Liebherr)


a cada 1.000 h

Tab. 35: Troca de filtro

copyright by

L 556-1410 / 29031 211


Manutenção Manual de instruções
Lubrificantes e combustíveis

5.3.7 Lubrificantes para caixas de câmbio intermediárias


axiais

Lubrificante recomendado Especificação


Liebherr Hydraulic-Gear ATF GM: Dexron II D
ZF: TE-ML 03D, 04D, 11A, 14A, 17C

Tab. 36: Especificações dos lubrificantes

Caso não seja possível adquirir, de imediato, óleos da Liebherr então, em vez
disso, devem ser utilizados óleos em conformidade com a especificação (após
consulta com o serviço de assistência ao cliente responsável).

NOTA
Qualidade do óleo!
u Não é permitido misturar óleos de diversas qualidades!

Fig. 233: Seleção da classe SAE dependente da temperatura


A Temperatura ambiente
Os âmbitos de temperatura representados no gráfico são valores de referência,
que, por breves períodos, podem ser excedidos ou não alcançados.

5.3.8 Lubrificantes para eixos

Lubrificante recomendado Especificação


Liebherr Gear Basic 90 LS API: GL-5
MIL-L: 2105 D
ZF: TE-ML 05C ou 05D
LS = óleo para engrenagens com aditivos Limited - Slip para os freios de lamelas
e diferenciais autobloqueantes.

Tab. 37: Especificações dos lubrificantes


LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

Para a classe de viscosidade SAE 90 LS também pode ser utilizado um óleo de


classe de viscosidade SAE 80 W 90 LS.
Caso não seja possível adquirir, de imediato, óleos da Liebherr então, em vez
disso, devem ser utilizados óleos em conformidade com a especificação (após
consulta com o serviço de assistência ao cliente responsável).

copyright by

212 L 556-1410 / 29031


Manual de instruções Manutenção
Lubrificantes e combustíveis

NOTA
Qualidade do óleo!
u Não é permitido misturar óleos de diversas qualidades!
u Teor de fósforo de, pelo menos, 1900 mg/kg necessário.

Fig. 234: Seleção da classe SAE dependente da temperatura


A Temperatura ambiente
Os âmbitos de temperatura representados no gráfico são valores de referência,
que, por breves períodos, podem ser excedidos ou não alcançados.

5.3.9 Graxa lubrificante e outros lubrificantes


A graxa lubrificante é utilizada para a lubrificação automática ou manual da
máquina. A graxa lubrificante chega aos pontos de lubrificação pelo sistema de
lubrificação central ou pelos bocais de lubrificação.
Exemplos:
– articulação
– coroas, rodas dentadas
– pinos, eixos e parafusos
– ferramentas de montagem

Observação
A graxa lubrificante deve ser de fácil transporte em toda a gama de temperatura
ambiente!
u Apenas usar graxas lubrificantes permitidas.
u Com os sistemas de lubrificação central equipados com as especificações para
o transporte de graxas de lubrificação.

Requisitos mínimos de qualidade


As graxas de lubrificação devem cumprir os seguintes requisitos mínimos de quali-
dade.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

Domínio de aplicação Especificação Identificação


Standard Base de sabão (complexo de lítio) KP 2 K (DIN 51502)
Classe NLGI: 2 (DIN 51818)
Carga VKA: ≥ 6000 N (DIN 51350 / 4 – ASTM
D 2596)

copyright by

L 556-1410 / 29031 213


Manutenção Manual de instruções
Lubrificantes e combustíveis

Domínio de aplicação Especificação Identificação


Baixa temperatura Base de sabão (complexo de lítio) KP 1 K (DIN 51502)
Classe NLGI: 1 (DIN 51818 / ASTM D 2596)
Carga VKA: ≥ 5500 N (DIN 51350 / 4 – ASTM
D 2596)

Tab. 38

Graxa lubrificante Liebherr


A Liebherr aconselha as seguintes graxas lubrificantes para atingir os melhores
resultados de lubrificação e proteção adicional contra corrosão.

Domínio de Lubrificante recomendado Especificação Identificação


aplicação
Standard Graxa universal Liebherr Base de sabão KPF 2 N - 25 (DIN 51502)
9900 (complexo de lítio)
Classe NLGI: 2 (DIN 51818)
Carga VKA: ≥ 6000 N (DIN 51350 / 4)
com proteção contra corrosão de fases de
vapor
Baixa tempera- Graxa universal Liebherr Base de sabão KPFHC 1 N - 60 (DIN 51502)
tura Arctic (complexo de lítio)
Classe NLGI: 1 (DIN 51818)
Carga VKA: ≥ 5500 N (DIN 51350 / 4)

Tab. 39

Fig. 236: Temperatura de utilização para graxas lubrificantes Liebherr


A Temperatura da graxa de lubrifi- ** São possíveis Picos de tempera-
cação tura temporários até 200 °C.
* Não usar em sistemas de lubrifi-
cação central
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

copyright by

214 L 556-1410 / 29031


Manual de instruções Manutenção
Precauções de segurança

5.4 Precauções de segurança

Fig. 237: Precauções de segurança

Certifique-se de que você está usando vestuário de trabalho adequado.


Para determinados trabalhos, é necessário usar óculos de proteção e luvas de
trabalho, além de capacete de proteção e sapatos antiderrapantes.
Na execução de todos os trabalhos de manutenção, inspeção ou reparo, atenção
às respectivasprescrições de segurança. As prescrições regionais de segurança
no trabalho, prescrições de prevenção de acidentes e as leis nacionais são para
ser cumpridas.
(Para mais informações, consulte: 2.4.11 Medidas para uma manutenção segura,
página 48)

Fig. 238: Contato visual

Certifique-se de que existe sempre contato visual entre a pessoa dentro da cabine
do motorista e o pessoal da manutenção.

AVISO
Perigo de acidente para o pessoal da manutenção!
Se a máquina for manejada por terceiros, há alto risco de acidentes para o
pessoal da manutenção!
u Nunca entre em uma área de perigo da máquina sem alertar para o perigo.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

Fig. 239: Calços

u Bloqueie a máquina com calços contra rolamento involuntário.

copyright by

L 556-1410 / 29031 215


Manutenção Manual de instruções
Manutenção - tarefas preparatórias

5.5 Manutenção - tarefas preparatórias

Antes da realização das diversas tarefas de manutenção, a máquina deve ser


colocada na posição de manutenção, caso não existam informações em contrário.
Diversos trabalhos de manutenção são, p.ex.:
– lubrificação da coluna de elevação e do equipamento
– Controle do nível do óleo no motor, na caixa de câmbio, nos eixos, no tanque
hidráulico, etc.
– Troca de filtro

5.5.1 Posições de manutenção


A posição de manutenção depende da tarefa de manutenção a ser realizada.
A seguir são descritas as duas posições de manutenção básicas 1 e 2.
Elas permitem o acesso a cada ponto de manutenção.

Posição de manutenção 1
Para colocar a máquina na posição de manutenção 1, proceda do seguinte modo.

Fig. 240: Posição de manutenção 1

u Baixe a máquina sobre solo horizontal.


u Baixe a coluna de elevação.
u Coloque a pá na horizontal sobre o chão.
u Ativar o freio de imobilização.
u Desligue o motor diesel.
u Retire a chave de contato.
u Desligue a chave geral da bateria.

Posição de manutenção 2
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

Para colocar a máquina na posição de manutenção 2, proceda do seguinte modo.

Fig. 241: Posição de manutenção 2

copyright by

216 L 556-1410 / 29031


Manual de instruções Manutenção
Manutenção - tarefas preparatórias

u Baixe a máquina sobre solo horizontal.


u Coloque o bloqueio da articulação.
u Baixe a coluna de elevação.
u Bascule a pá para fora e apoie a mesma no solo sobre os dentes ou o gume.
u Ativar o freio de imobilização.
u Desligue o motor diesel.
u Retire a chave de contato.
u Desligue a chave geral da bateria.

5.5.2 Abrir os acessos de serviço

PRECAUÇÃO
Perigo de ferimentos ao abrir ou fechar!
u Ao abrir ou fechar o capô, escolher uma posição segura!

Abrir o capô do espaço do motor


Com o capô aberto, é possível ter acesso aos seguintes componentes:
– Motor diesel
– Bombas hidráulicas
– Filtro de ar
– Chave geral da bateria
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

Fig. 242: Capô - espaço do motor


1 Capô do espaço do motor 3 Amortecedor a gás
2 Punho

AVISO
Perigo de ferimentos devido a peças do motor em rotação!
Existe perigo de ferimentos devido a peças do motor em movimento ou rotação,
como por exemplo, as pás da ventoinha ou a correia trapezoidal.
u Abrir o capô do espaço do motor apenas com o motor diesel parado.

copyright by

L 556-1410 / 29031 217


Manutenção Manual de instruções
Manutenção - tarefas preparatórias

u Abrir a fechadura com a chave de contato.


u Abrir ocapô do espaço do motor 1 com o punho 2 e elevá-lo para cima até o
encosto.
w O capô do espaço do motor é mantido nesta posição por dois amortece-
dores a gás 3.

PRECAUÇÃO
Perigo de ferimentos devido à queda do capô do espaço do motor!
u Verificar o funcionamento dos amortecedores a gás com o capô do espaço do
motor aberto.
Se o funcionamento não estiver garantido:
u Entre em contato com o serviço de assistência a clientes da Liebherr.

u Verificar a função.

Eliminação de problemas
Se o funcionamento não estiver garantido, a causa deve ser imediatamente elimi-
nada!
u Entre em contato com o serviço de assistência a clientes da Liebherr.

Para fechar o capô do espaço do motor:


u Fechar completamente o capô do espaço do motor 1 com o punho 2.
u Se necessário, fechar a fechadura com a chave de contato.

Abrir e fechar o capô do radiador

AVISO
Perigo de ferimentos devido a peças em rotação!
u Abrir o capô apenas com o motor diesel parado.

Certifique-se de que a porta da cabine do motorista está fechada.

LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

Fig. 243: Capô - radiador


1 Punho 2 Capô do radiador

copyright by

218 L 556-1410 / 29031


Manual de instruções Manutenção
Manutenção - tarefas preparatórias

u Abrir completamente o capô 2 com o punho 1.


w O capô é mantido nesta posição por amortecedores a gás.
u Verificar a função.
Se o funcionamento não estiver garantido:
u Entre em contato com o serviço de assistência a clientes da Liebherr.
Para fechar o capô:
u Fechar completamente o capô 2 com o punho 1.
u Se necessário, fechar a fechadura com a chave de contato.

5.5.3 Desligar a chave geral da bateria


A chave geral da bateria está situada atrás, à direita no espaço do motor.
Determinadas tarefas de manutenção pressupõem que a chave geral da
bateria esteja desligada.
Informe-se nas respectivas descrições das tarefas de manutenção se a chave
geral da bateria deve estar ligada ou desligada.
Após a realização destas tarefas de manutenção, ligue novamente a chave geral
da bateria.

NOTA
Perigo de danos do sistema elétrico!
u Não desligar a chave geral da bateria com o motor diesel ligado.

Fig. 244: Desligar a chave geral da bateria


1 Chave geral da bateria 2 Posição“DESL.”
u Rodar a chave geral da bateria 1 para a posição“DESLIG.” 2.
u Por motivos de segurança, retirar a chave.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

copyright by

L 556-1410 / 29031 219


Manutenção Manual de instruções
Totalidade da máquina

5.6 Totalidade da máquina

5.6.1 Verificar a máquina em relação a danos externos

Certifique-se de que a máquina está na posição de manutenção 1.


u Antes da colocação em funcionamento, verifique a máquina quanto a danos
externos.
u Elimine imediatamente danos que afetem a segurança.

5.6.2 Liberar a máquina de peças soltas, de sujeira bem


como de gelo e neve

Certifique-se de que a máquina está na posição de manutenção 1.

Observação
Para uma operação segura da máquina!
u Remover as peças soltas, sujeira grossa, lama, gelo, neve e semelhantes.

u Limpar cuidadosamente a máquina com aparelho de limpeza a alta pressão.


w (Para mais informações, consulte: 5.6.3 Limpar a máquina, página 220)

5.6.3 Limpar a máquina


Nas seguintes situações, limpar a máquina rigorosamente para que fique sem
sujeira e detritos:
– Após cada uso durante o trabalho
– Antes dos trabalhos de manutenção
– Antes dos trabalhos de reparo

NOTA
Materiais agressivos e área de trabalho!
Danos de corrosão na máquina ou impedimento do funcionamento (por ex. através
do contato com materiais agressivos ou trabalhos em uma área de trabalho agres-
sivo).
u Limpar a máquina rigorosamente após a conclusão do trabalho.

A limpeza rigorosa impede que sujeira e corpos estranhos entrem na máquina. O


óleo, combustível ou produtos de conservação devem ser eliminados das
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

conexões e uniões roscadas.


A máquina deve ser rigorosamente limpa imediatamente depois das seguintes
utilizações:
– Trabalhos em um ambiente salino (por ex. utilização no inverno, contato com
sal de estrada durante o transporte em condições de estrada no inverno, ambi-
ente marítimo, operações portuárias, etc.)
– Trabalhos com água sanitária ou componentes ácidos
– Trabalhos com materiais agressivos (por ex. compostos de cal, cimento, etc.)

copyright by

220 L 556-1410 / 29031


Manual de instruções Manutenção
Totalidade da máquina

Observação
Aparelhos de limpeza a alta pressão (aparelhos de jato a vapor) podem danificar a
pintura!
u Não utilizar aparelhos de limpeza a alta pressão nos primeiros dois meses após
a primeira colocação em funcionamento (ou após uma nova pintura).
u Respeitar as instruções de operação do aparelho de limpeza a alta pressão.
Respeitar as indicações sobre o ajuste da pressão e a distância do bocal de
alta pressão em relação ao objeto a limpar.

Limpar a máquina com água.

PRECAUÇÃO
Perigo de acidente devido ao jato de alta pressão do dispositivo de limpeza de alta
pressão!
u Usar vestuário e óculos de proteção adequados.

Os aparelhos elétricos como, p.ex. bomba de direção de emergência, bomba de


abastecimento de combustível, indutores de valores de medição e componentes
elétricos não são impermeáveis.
Após cada limpeza da máquina com um aparelho de limpeza a alta pressão, todos
os pontos de lubrificação da máquina devem ser novamente lubrificados!

NOTA
Perigo de danos para as esteiras de absorção do ruído!
Durante a limpeza a alta pressão, as esteiras de absorção do ruído podem ser
danificadas.
As esteiras de absorção do ruído danificadas aumentam o nível de potência de
ruído garantido pelo fabricante.
u Não exponha as esteiras de absorção do ruído a jatos diretos de água ou
vapor.

NOTA
Perigo de danos para as esteiras de absorção do ruído!
Em caso de utilização de aparelhos de limpeza a alta pressão, os aparelhos
elétricos como, p.ex. bomba de direção de emergência, bomba de abastecimento
de combustível, indutores de valores de medição e componentes elétricos podem
ser danificados.
u Não exponha os aparelhos elétricos a jatos diretos de água ou vapor.

Certifique-se de que a máquina está na posição de manutenção 2.


LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

u Limpe a máquina com água.


u Lubrifique novamente todos os pontos de lubrificação da máquina.

Limpar o motor diesel


Ao executar a limpeza do motor com jatos de água ou vapor, não expor os apar-
elhos elétricos como, p.ex., motores de partida, geradores, indutores de valores de
medição e aparelhos de comando do motor a jatos diretos.
Após a limpeza, deixe aquecer o motor para que ele possa secar.

copyright by

L 556-1410 / 29031 221


Manutenção Manual de instruções
Totalidade da máquina

NOTA
Perigo de danos do motor diesel com os respectivos componentes elétricos!
A penetração de umidade causa corrosão nos contatos e falha das funções elétr-
icas.
u Não exponha os aparelhos elétricos como, p.ex. motores de partida, geradores,
indutores de valores de medição e aparelhos de comando do motor a jatos de
água ou vapor diretos.

Certifique-se de que as seguintes condiçoes estao cumpridas:


q A máquina está na posição de manutenção 1.
q O capô do espaço do motor está aberto.
u Limpar cuidadosamente o motor diesel

5.6.4 Colocar a máquina fora de funcionamento durante


muito tempo
Se uma máquina estiver parada durante muito tempo sem conservação, esta tem
de ser colocada em funcionamento em intervalos máximos de 14 dias, para evitar
substancialmente um aumento de corrosão e seus consequentes danos.
u Verificar todos os níveis de óleo antes da colocação em funcionamento.
u Efetuar os trabalhos de manutenção diária prescritos, antes de cada colocação
em funcionamento. Efetuar os trabalhos de manutenção adicionais, limitados
temporariamente, de acordo com o Plano de inspeção, o mais tardar nos inter-
valos predefinidos.
u Colocar a máquina em funcionamento e operar até que o motor diesel e o
sistema hidráulico atinjam a temperatura de operação prescrita no tanque
hidráulico e no circuito do líquido refrigerante (ver capítulo Operação“Display”).
u Comandar todas as funções do sistema hidráulico de marcha, do sistema
hidráulico de trabalho, bem como as funções de outros componentes hidráu-
licos substituídos e acioná-las alternadamente durante um período total de
aprox. 20 minutos. Os cilindros hidráulicos também devem ser estendidos e
recolhidos em todo o seu comprimento do curso.
u Ao desligar a máquina, recolher completamente, se possível, todos os cilindros
hidráulicos e abastecer completamente o tanque de combustível. No caso de
solo mole, colocar a máquina sobre pranchas de madeira ou semelhante e
proteger contra deslize.
u Chave geral da bateria na posição “DESLIGADO”.

5.6.5 Imobilização da máquina


LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

Para uma imobilização da máquina:


u Contate o serviço de assistência a clientes da Liebherr.

5.6.6 Verificar a máquina quanto a estanqueidade

Certifique-se de que as seguintes condições estão cumpridas:


q A máquina está na posição de manutenção 2.
q As portas, tampas ou capôs de serviço estão abertos.
u Verificar o sistema hidráulico quanto a estanqueidade.

copyright by

222 L 556-1410 / 29031


Manual de instruções Manutenção
Totalidade da máquina

u Troque as vedações hidráulicas danificadas.


u Reaperte as uniões roscadas hidráulicas soltas.
u (Para mais informações, consulte: 2.4.16 Manutenção segura das mangueiras
hidráulicas e tubos flexíveis, página 53)

5.6.7 Controlar o aperto de todas as uniões roscadas

Certifique-se de que as seguintes condições estão cumpridas:


q A máquina está na posição de manutenção 2.
q As portas, tampas ou capôs de serviço estão abertos.
u Verifique as uniões roscadas em relação à posição segura.
u As uniões roscadas soltas devem ser reapertadas com os torques necessários.

5.6.8 Máquina em uso de sal e fertilizante artificial - efetuar a


conservação posterior, trocar as cápsulas VCI

Este equipamento é opcional.


Se efetuar uma conservação posterior:
u Veja o manual de instruções separado “Uso de sal e fertilizante artificial”.

5.6.9 Análises do óleo


As análises de óleo só são significativas, se for cumprido um determinado procedi-
mento. Os resultados das análises impressos nos relatórios laboratoriais são influ-
enciados não só pelo estado do óleo mas também por outros fatores.
Na coleta de amostras de óleo, devem ser respeitados os seguintes pontos:
– Coletar o óleo em pontos de amostragem limpos.
– Coletar o óleo em temperatura de serviço.
– Em áreas em que não existe qualquer nível de pressão, utilizar uma bomba
manual.
– Na coleta por meio de uma bomba manual, coletar o óleo imediatamente após
a parada da máquina, uma vez que a sujeira e as partículas de desgaste ainda
se encontram suspensas e a água eventualmente existente ainda não baixou.
– Na utilização da bomba manual, mergulhar a mangueira de coleta mais ou
menos no centro do respectivo volume do óleo.
– Proceder sempre com o mesmo método e coletar o óleo no mesmo ponto
(deste modo os valores serão comparáveis uns com os outros).
– Nunca coletar o óleo do filtro.
– Não coletar qualquer amostra diretamente após uma troca de óleo ou após o
reabastecimento de grandes quantidades de óleo.
– Passar o óleo a analisar do conjunto de coleta para o recipiente de amostra
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

original limpo e seco.


– Os sistemas de coleta devem estar LIMPOS. Mesmo exteriormente, o recipi-
ente de amostra, a válvula de coleta e a mangueira de coleta não devem entrar
em contato com poeiras e sujeira, nem durante a lavagem nem durante a
coleta. Somente deste modo é possível garantir resultados de medição
perfeitos.

copyright by

L 556-1410 / 29031 223


Manutenção Manual de instruções
Totalidade da máquina

Ferramenta necessária:

Quantidade Designação Código do artigo


1 Linha de medição 1 m 7002437
1 Bomba manual com mangueira de coleta 8145666

Tab. 40: Ferramenta necessária

Conjuntos de análise do óleo


A Liebherr recomenda solicitar as análises do óleo à “empresa Oelcheck”.
A Oelcheck oferece diferentes gamas de análise para os diversos componentes e
agregados. A Liebherr decidiu-se por 2 gamas de análise, que foram adaptadas às
necessidades especiais dos nossos sistemas e componentes.

Tampa verde: Óleo Tampa amarela:


mineral, líquido refriger- Óleo biológico
ante
Conjunto de análise individual 8145660 7026 817
Conjunto de análise de 6 vias 7018 368 7026 088
Conjunto de análise de 12 vias 7018 369

Tab. 41: Conjuntos de análise disponíveis

Os conjuntos de análise com a tampa verde podem ser utilizados para sistemas
hidráulicos com óleo mineral, motores diesel, caixas de câmbio e graxas lubrifi-
cantes.
Utilizar conjuntos de análise com a tampa amarela somente para o diagnóstico de
óleos hidráulicos biológicos. A diferença na gama de análise está no fato de que
todos os óleos biológicos são analisados para a determinação precisa do teor de
água com o "Método de Karl Fischer", que é relativamente caro. No entanto, esta
análise é obrigatória para o diagnóstico exato de óleos biológicos.
Se forem usados outros laboratórios, as análises de óleo devem conter, pelo
menos, os seguintes dados:

Métodos de ensaio Determinação de


Espectroscopia de Metais de desgaste, aditivos, sujeira, ferro, cromo,
emissão atômica estanho, alumínio, níquel, cobre, chumbo, molibdênio,
(AES) prata, silício, potássio, magnésio, boro, zinco, fósforo,
bário
Espectroscopia de Estado do óleo e poluição oxidação do óleo, glicol, água,
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

infravermelho (FT-IR) nitração, combustível, fuligem


Viscosidade Medição com 40 °C e 100 °C, índice de viscosidade, com
referência à capacidade de lubrificação e mistura
Analex índice PQ Desgaste magnético (declaração sobre a quantidade de
desgaste de ferro magnetizável no óleo > 5 µm)

Tab. 42: Métodos de ensaio

copyright by

224 L 556-1410 / 29031


Manual de instruções Manutenção
Totalidade da máquina

Enviar amostra de óleo


u Sinalizar o recipiente de amostra com o código de barras (número vermelho do
laboratório na folha de dados da amostra).
w Assim, fica visível qual recipiente de amostra pertence a qual carta de
acompanhamento da amostra.
u Preencher cuidadosamente a carta de acompanhamento da amostra.
w Quanto mais informações estiverem disponíveis para a avaliação sobre a
máquina e o óleo utilizado, mais preciso poderá ser efetuado o diagnóstico.
u Fornecer as amostras subsequentes para a mesma máquina sempre com uma
identificação de amostra idêntica.
w Deste modo garante-se que os valores analisados são impressos como
historial nos relatórios laboratoriais. Isto facilita a avaliação da curva de
tendência. Somente através da curva de tendência é possível identificar visi-
velmente, declarações claras sobre as alterações de estado devido a
sujeira, desgaste, envelhecimento do óleo e mistura com outros combustí-
veis.
u Enviar a amostra no envelope de envio em material plástico resistente a óleo.
w O fecho autocolante veda o envelope de envio e a carta de acompanha-
mento da amostra está protegida por um envelope de plástico separado e
colocado no exterior.

Avaliação dos valores de análise


Um único elemento ou um único valor de medição não leva a que seja emitida
uma indicação de aviso ou que seja recomendada uma troca de óleo, o que é
decisivo é a totalidade do espectro analisado da amostra de óleo, desde o teor de
zinco até à classe de pureza.
No caso de óleos hidráulicos biológicos é válido:
Se ocorrerem valores de zinco maiores que 300 mg/kg, dependendo de outros
valores "críticos" no óleo, pode ocorrer a formação de sabão de zinco, que
bloqueia os sistemas de filtragem. É possível uma falha completa do sistema.
Classe de pureza:
A poluição do fluido hidráulico tem consequências imediatas sobre a vida útil dos
componentes. Por isso, são exigidas as seguintes classes de pureza mínimas
para os equipamentos de terraplanagem Liebherr:
– segundo a ISO 4406 classe de pureza: 21/17/14
– segundo a NAS 1638 classe de pureza: 8
Valores ligeiramente mais baixos podem ser melhorados após contato com a
respectiva fábrica, através da aplicação de sistemas de filtragem especiais (por ex.
sistemas de filtragem estacionários). Se em outras análises de tendências não for
verificada nenhuma melhora, é inevitável uma troca de óleo. Neste caso é neces-
sário observar que deve ser drenado, tanto quanto possível, tanto o óleo do
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

tanque hidráulico como dos agregados e dos cilindros.

Coletar amostras de óleo


Podem ser coletadas amostras de óleo dos seguintes líquidos.
– Óleo hidráulico do sistema hidráulico
– Óleo do motor do motor diesel
– Lubrificante dos eixos
– Lubrificante da engrenagem distribuidora do eixo
– Líquido refrigerante do circuito de refrigeração

copyright by

L 556-1410 / 29031 225


Manutenção Manual de instruções
Totalidade da máquina

Certifique-se de que as seguintes condições estão cumpridas:


q A máquina está colocada em uma superfície horizontal e firme.
q Está disponível um recipiente de coleta adequado para óleo de lavagem.
q Está disponível um conjunto de análises.

AVISO
Perigo de ferimentos devido a peças rotativas no motor diesel, superfícies e
líquidos quentes!
u Usar vestuário de proteção.
u Nenhum contato da pele com superfícies e líquidos quentes.
u Prestar atenção às peças rotativas no motor diesel.

AVISO
Perigo de ferimentos devido a operação não autorizada da máquina!
u Proteger a máquina de uma colocação em funcionamento por terceiros.

Sistema hidráulico
A amostra de óleo para o óleo hidráulico é coletada na bomba de ajuste através
da pressão de alimentação de conexão de medição.

Fig. 245: Ponto de amostragem do óleo hidráulico

u Ligar o motor diesel e aguardar 3 minutos.


w O óleo hidráulico é colocado em circulação.
u Acionar o freio de imobilização e bloquear a máquina contra rolamento.
u Ligar a linha de medição à conexão de medição G.
u Escoar 0,2 l de óleo hidráulico para o recipiente de coleta.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

u Abastecer o recipiente de amostra.


u Retirar a linha de medição e fechar a conexão de medição.

Motor diesel
A amostra de óleo para o óleo do motor é coletada através do tubo da vareta do
óleo.

copyright by

226 L 556-1410 / 29031


Manual de instruções Manutenção
Totalidade da máquina

Fig. 246: Ponto de amostragem do motor diesel


1 Vareta do óleo 3 Mangueira de coleta
2 Tubo da vareta do óleo 4 Bomba manual
u Ligar o motor diesel e deixá-lo funcionar durante 3 minutos com rotação média.
w O óleo do motor é colocado em circulação.
u Colocar a máquina na posição de manutenção 1.
u Desligue o motor diesel.

PRECAUÇÃO
Perigo de queimaduras devido a superfícies quentes no sistema de exaustão!
u Evitar que a pele entre em contato com superfícies quentes.

u Remover a vareta do óleo 1.


u Inserir a mangueira de coleta através do tubo da vareta do óleo até 5 cm
abaixo do nível do óleo.
u Abastecer o recipiente de amostra com a bomba manual.
u Voltar a inserir a vareta do óleo.

Circuito do líquido refrigerante


A amostra do líquido refrigerante é coletada do radiador a água.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

Fig. 247: Ponto de amostragem do agente refrigerante

u Ligue o motor diesel.


u Regular o sistema de aquecimento para a temperatura máxima e aguardar 3
minutos.
w O agente refrigerante é colocado em circulação.
u Desligue o motor diesel.

copyright by

L 556-1410 / 29031 227


Manutenção Manual de instruções
Totalidade da máquina

u Colocar a máquina na posição de manutenção 1.

PRECAUÇÃO
Perigo de ferimentos devido a jato de líquido refrigerante!
u A temperatura do líquido refrigerante não pode exceder 45 °C.
u Usar vestuário e óculos de proteção.
u Abrir a tampa de fechamento com cuidado.

u Abrir a tampa de fechamento 1 com cuidado.


u Inserir a mangueira de coleta e coletar a amostra do líquido refrigerante com
uma bomba manual.
u Fechar a tampa de fechamento 1.

Engrenagem distribuidora do eixo


A amostra de óleo para óleo para engrenagens é coletada da engrenagem distrib-
uidora do eixo.

Fig. 248: Ponto de amostragem da engrenagem distribuidora do eixo

u Ligar o motor diesel e acelerar a máquina para 15 km/h.


w O óleo é colocado em circulação.
u Colocar a máquina na posição de manutenção 1.
u Desligue o motor diesel.

PRECAUÇÃO
Perigo de ferimentos devido a óleo quente e sob pressão!
u Usar vestuário e óculos de proteção.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

u Desenroscar o parafuso de enchimento e de nível com cuidado.

u Desenroscar o parafuso de enchimento e de nível 1 com cuidado.


u Inserir a mangueira de coleta e coletar a amostra de óleo com uma bomba
manual.
u Voltar a fechar o parafuso de enchimento e de nível 1.

copyright by

228 L 556-1410 / 29031


Manual de instruções Manutenção
Totalidade da máquina

Eixos
A amostra de óleo dos eixos é coletada da caixa central.

Fig. 249: Ponto de amostragem dos eixos

u Ligar o motor diesel e mover a máquina durante 3 minutos a 15 km/h.


w O óleo é colocado em circulação.
u Colocar a máquina na posição de manutenção 2.
u Desligue o motor diesel.

PRECAUÇÃO
Perigo de ferimentos devido a óleo quente e sob pressão!
u Usar vestuário e óculos de proteção.
u Desenroscar o parafuso de enchimento e de nível com cuidado.

u Abrir lentamente o parafuso de enchimento e de nível 1.


u Inserir a mangueira de coleta na engrenagem diferencial até 5 cm abaixo do
nível do óleo.
u Abastecer o recipiente de amostra com a bomba manual.
u Voltar a fechar o parafuso de enchimento e de nível 1.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

copyright by

L 556-1410 / 29031 229


Manutenção Manual de instruções
Grupo de acionamento

5.7 Grupo de acionamento

5.7.1 Motor diesel - verificar o nível de óleo

Certifique-se de que as seguintes condições estão cumpridas:


q A máquina está na posição de manutenção 1.
q O acesso para assistência técnica está aberto.
q O motor diesel está na horizontal e já não trabalha há aprox. 2 - 3 minutos.
q O motor diesel está frio.

Fig. 250: Motor diesel - verificar o nível de óleo


1 Bocal de abastecimento 2 Vareta do óleo
u Retirar a vareta do óleo 2, limpar e introduzir de novo.
u Retirar a vareta do óleo novamente e verificar o nível de óleo.
w O nível de óleo deve estar entre as marcas “MIN” e “MAX”.
Se o nível de óleo estiver baixo demais:
u Abastecer o óleo do motor através do bocal de abastecimento 1 até à
marcação “MAX”. (Para mais informações, consulte: 5.3.4 Lubrificantes para os
motores diesel, página 203)
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

u Limpar a tampa de fechamento, colocar sobre o bocal de abastecimento 1 e


apertar.

copyright by

230 L 556-1410 / 29031


Manual de instruções Manutenção
Grupo de acionamento

5.7.2 Tanque de combustível - escoar a água de conden-


sação e a acumulação do fundo

Certifique-se de que as seguintes condições estão cumpridas:


q A máquina está na posição de manutenção 1.
q Está disponível um recipiente de coleta adequado.
q A máquina está, pelo menos, há 3 horas fora de serviço.

PERIGO
Perigo de incêndio!
u Proibido fumar e fazer fogo.

Fig. 251: Tanque de combustível - escoar a água de condensação e a acumulação


do fundo
1 Válvula de escoamento 3 Mangueira de escoamento
2 Tampa de fechamento
u Colocar o recipiente de coleta embaixo do tanque de combustível.
u Desenroscar a tampa de fechamento 2 na válvula de escoamento 1 que se
encontra na parte inferior do tanque de combustível.
u Enroscar a mangueira de escoamento 3 na válvula de escoamento 1.
w A água de condensação e a acumulação do fundo fluem.
u Coletar a água de condensação e as acumulações em um recipiente
adequado, deixando fluir até sair combustível limpo.
u Desparafusar a mangueira de escoamento 3.
u Parafusar e apertar a tampa de fechamento 2 na válvula de escoamento 1.

5.7.3 Pré-filtro do combustível Separ Escoar a água de


LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

condensação

Este equipamento é opcional.


Certifique-se de que as seguintes condições estão cumpridas:
q A máquina está na posição de manutenção 1.
q O acesso para assistência técnica está aberto.
q Está disponível um recipiente de coleta adequado.
q O motor diesel está frio.

copyright by

L 556-1410 / 29031 231


Manutenção Manual de instruções
Grupo de acionamento

PERIGO
Perigo de incêndio!
u Proibido fumar e fazer fogo.

Fig. 252: Pré-filtro do combustível Separ Escoar a água de condensação


1 Parafuso de ventilação 2 Válvula de escoamento

Observação
Para evitar o retorno da água de condensação no tanque de combustível!
u Abrir o parafuso de ventilação antes da válvula de escoamento.

u Colocar o recipiente de coleta por baixo do pré-filtro do combustível Separ.


u Abrir o parafuso de ventilação 1.
u Abrir a válvula de escoamento 2 até sair combustível limpo.
Quando sair combustível limpo:
u Fechar a válvula de escoamento 2.
u Fechar o parafuso de ventilação 1 com um torque de aperto de 6 Nm.

5.7.4 Pré-filtro do combustível Escoar a água de conden-


sação

Após a ativação (ocorrência do respectivo código de erro) da sonda do nível de


água integrada no pré-filtro do combustível, o recipiente de coleta da água deve
ser escoado.
Certifique-se de que as seguintes condições estão cumpridas:
q A máquina está na posição de manutenção 1.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

q O acesso para assistência técnica está aberto.


q Está disponível um recipiente de coleta adequado.
q O motor diesel está frio.

PERIGO
Perigo de incêndio!
u Proibido fumar e fazer fogo.

copyright by

232 L 556-1410 / 29031


Manual de instruções Manutenção
Grupo de acionamento

Fig. 253: Pré-filtro do combustível Escoar a água de condensação


1 Parafuso de ventilação 2 Válvula de escoamento

Observação
Para evitar o retorno da água de condensação no tanque de combustível!
u Abrir o parafuso de ventilação antes da válvula de escoamento.

u Colocar o recipiente de coleta por baixo do pré-filtro do combustível.


u Abrir o parafuso de ventilação 1.
u Abrir a válvula de escoamento 2 até sair combustível limpo.
Quando sair combustível limpo:
u Fechar a válvula de escoamento 2.
u Fechar o parafuso de ventilação 1.

5.7.5 Trocar aplicação do pré-filtro do combustível Separ

Este equipamento é opcional.


Certifique-se de que as seguintes condições estão cumpridas:
q A máquina está na posição de manutenção 1.
q O acesso para assistência técnica está aberto.
q Está disponível um recipiente de coleta adequado.
q O motor diesel está frio.
q Apenas as peças de reposição originais Liebherr serão utilizadas.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

PERIGO
Perigo de incêndio!
u Proibido fumar e fazer fogo.

copyright by

L 556-1410 / 29031 233


Manutenção Manual de instruções
Grupo de acionamento

Fig. 254: Trocar o pré-filtro do combustível Separ


1 Parafuso de ventilação 5 Caixa de molas
2 Tampa 6 Aplicação do pré-filtro do
combustível
3 Parafusos (4 unid.) 7 Válvula de escoamento
4 Vedante

Observação
Para evitar o retorno da água de condensação no tanque de combustível!
u Abrir o parafuso de ventilação antes da válvula de escoamento.

u Colocar o recipiente de coleta por baixo do pré-filtro do combustível Separ.


u Limpar cuidadosamente o pré-filtro do combustível Separ e a área circundante.
Escoar o combustível:
u Abrir o parafuso de ventilação 1.
u Abrir a válvula de escoamento 7.
w O combustível flui do pré-filtro, até este estar vazio.
u Abrir os parafusos 3 e remover a tampa 2 com vedante 4.
u Remover a aplicação do pré-filtro de combustível 6 juntamente com a caixa de
molas 5.

NOTA
Perigo de danos do sistema Common Rail!
u Certifique-se de que nenhuma sujeira entra no lado limpo do filtro.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

u Montar novaaplicação do pré-filtro do combustível 6.


u Verificar o vedante 4 e, se necessário, trocar.
u Verificar a tampa 2 quanto a pureza, voltar a montar e parafusar os parafusos 3
em cruz de forma uniforme.
u Fechar a válvula de escoamento 7.
u Fechar o parafuso de ventilação 1 com um torque de aperto de 6 Nm.

copyright by

234 L 556-1410 / 29031


Manual de instruções Manutenção
Grupo de acionamento

5.7.6 Trocar o pré-filtro do combustível

Certifique-se de que as seguintes condições estão cumpridas:


q A máquina está na posição de manutenção 1.
q O acesso para assistência técnica está aberto.
q Está disponível um recipiente de coleta adequado.
q O motor diesel está frio.
q Apenas as peças de reposição originais Liebherr serão utilizadas.

PERIGO
Perigo de incêndio!
u Proibido fumar e fazer fogo.

Fig. 255: Trocar o pré-filtro do combustível


1 Parafuso de ventilação 4 Conexão elétrica
2 Anilha de segurança 5 Recipiente de separação da
água
3 Cartucho do filtro 6 Válvula de escoamento

Observação
Para evitar o retorno da água de condensação no tanque de combustível!
u Abrir o parafuso de ventilação antes da válvula de escoamento.

u Colocar o recipiente de coleta embaixo da caixa do pré-filtro de combustível.


LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

u Limpar cuidadosamente a caixa do pré-filtro de combustível e a área circun-


dante.
u Desligar a conexão elétrica 4.
u Abrir os parafusos de ventilação 1 e a válvula de escoamento 6.
w O combustível flui do pré-filtro, até este estar vazio.
u Desparafusar a anilha de segurança 2 e retirar o cartucho do filtro 3.
u Desparafusar o recipiente de separação da água 5 do cartucho do filtro 3.
u Descartar o cartucho do filtro.

copyright by

L 556-1410 / 29031 235


Manutenção Manual de instruções
Grupo de acionamento

u Limpar o recipiente de separação da água 5 úmido e secar com ar comprimido.


u Lubrificar o anel de vedação do recipiente de separação da água 5 com
combustível limpo.
u Parafusar o recipiente de separação da água 5 no novo cartucho do filtro 3 até
o anel de vedação se encontrar no cartucho do filtro.
u Reapertar manualmente o recipiente de separação da água 5 com 1/4 de
rotação.
u Fechar a válvula de escoamento 6.
u Verificar a base do filtro quanto a pureza.

NOTA
Perigo de danos do sistema Common Rail!
u Certifique-se de que nenhuma sujeira entra no lado limpo do filtro.

u Encher o novo cartucho do filtro 3 com combustível limpo e lubrificar o anel de


vedação com combustível.

Observação
Montar o cartucho do filtro!
u Alinhar o cartucho do filtro corretamente com a base de fixação.

u Parafusar o novo cartucho do filtro na base do filtro com anilha de segurança 2.


w O cartucho do filtro encaixa com um clique no ponto de encaixe.
u Ligar novamente a conexão elétrica 4.
u Fechar o parafuso de ventilação 1.
u Sangrar o sistema de combustível. (Para mais informações, consulte:
5.7.8 Sangrar o sistema de combustível, página 237)

5.7.7 Trocar o filtro fino do combustível

Certifique-se de que as seguintes condições estão cumpridas:


q A máquina está na posição de manutenção 1.
q O acesso para assistência técnica está aberto.
q Está disponível um recipiente de coleta adequado.
q O motor diesel está frio.
q Apenas as peças de reposição originais Liebherr serão utilizadas.

PERIGO
Perigo de incêndio!
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

u Proibido fumar e fazer fogo.

copyright by

236 L 556-1410 / 29031


Manual de instruções Manutenção
Grupo de acionamento

Fig. 256: Trocar o filtro fino do combustível


1 Parafuso de ventilação 3 Cartucho do filtro
2 Anilha de segurança 4 Válvula de escoamento
u Colocar o recipiente de coleta embaixo do filtro fino do combustível.
u Limpar cuidadosamente o filtro fino do combustível e a área circundante.
u Abrir os parafusos de ventilação 1 e a válvula de escoamento 4.
w O combustível flui do pré-filtro, até este estar vazio.
u Desparafusar a anilha de segurança 2 e retirar o cartucho do filtro 3.
u Descartar o cartucho do filtro.
u Verificar a base do filtro quanto a pureza.

NOTA
Perigo de danos do sistema Common Rail!
u Certifique-se de que nenhuma sujeira entra no lado limpo do filtro.

u Encher o novo cartucho do filtro 3 com combustível limpo e lubrificar o anel de


vedação com combustível.

Observação
Montar o cartucho do filtro!
u Alinhar o cartucho do filtro corretamente com a base de fixação.

u Parafusar o novo cartucho do filtro na base do filtro com anilha de segurança 2.


w O cartucho do filtro encaixa com um clique no ponto de encaixe.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

u Fechar os parafusos de ventilação 1 e a válvula de escoamento 4.


u Sangrar o sistema de combustível. (Para mais informações, consulte:
5.7.8 Sangrar o sistema de combustível, página 237)

5.7.8 Sangrar o sistema de combustível

É necessário sangrar o filtro de combustível após:


– a troca do filtro de combustível
– O esvaziamento do tanque de combustível

copyright by

L 556-1410 / 29031 237


Manutenção Manual de instruções
Grupo de acionamento

Certifique-se de que as seguintes condições estão cumpridas:


q A máquina está na posição de manutenção 1.
q O acesso para assistência técnica está aberto.
q Está disponível um recipiente de coleta para o combustível.
q O motor diesel está frio.

PERIGO
Perigo de incêndio!
u Proibido fumar e fazer fogo.

Fig. 257: Sangrar o sistema de combustível


1 Parafuso de ventilação Filtro fino 2 Bomba manual
do combustível

PRECAUÇÃO
Perigo devido a salpicos de combustível!
u Utilizar óculos de proteção.

u Soltar os parafusos de ventilação Filtro fino do combustível 1 e desparafusar 2


até 3 passos de rosca.
u Acionar a bomba manual 2 até sair combustível sem bolhas no parafuso de
ventilação.
u Apertar o parafuso de ventilação Filtro fino do combustível 1.
u Continuar acionando a bomba manual até que uma resistência mais forte seja
perceptível.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

copyright by

238 L 556-1410 / 29031


Manual de instruções Manutenção
Grupo de acionamento

5.7.9 Filtro de ar - limpar a tampa de serviço e a válvula de


obstrução de poeiras

Observação
Uma válvula com danos evita a função de eliminação do pó, fazendo com que os
filtros fiquem sujos mais rapidamente!
u Com o motor diesel em funcionamento (rotação mais baixa), deve-se sentir
uma pulsação de ar nítida na válvula de obstrução de poeiras.

Certifique-se de que as seguintes condições estão cumpridas:


q A máquina está na posição de manutenção 1.
q O acesso para assistência técnica está aberto.
q O motor diesel está frio.
q É usado equipamento de proteção adequado.

Limpar a tampa de serviço

Fig. 258: Limpar a tampa de serviço


1 Caixa do filtro 3 Grampos de fixação
2 Tampa de serviço 4 Válvula de obstrução de poeiras
u Abrir os grampos de fixação 3 e retirar a tampa de serviço 2.
u Limpar a tampa de serviço 2 e colocar novamente sobre a caixa do filtro 1.
w A válvula de obstrução de poeiras 4 deve estar para baixo.
Somente quando a tampa de serviço estiver recobrindo inteiramente a caixa do
filtro é possível fechar os grampos de fixação sem grande esforço.
u Fechar os grampos de fixação 3.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

Limpar a válvula de obstrução de poeiras

Observação
A máquina está em utilização em local com muita poeira!
u Verificar e esvaziar a válvula de obstrução de poeiras com mais frequência.

copyright by

L 556-1410 / 29031 239


Manutenção Manual de instruções
Grupo de acionamento

Fig. 259: Limpar a válvula de obstrução de poeiras


1 Válvula de obstrução de poeiras
u Pressionar os lábios de borracha da válvula de obstrução de poeiras 1 várias
vezes para remover a poeira da tampa de serviço.
A válvula de obstrução de poeiras está danificada ou permanece aberta:
u Trocar a válvula de obstrução de poeiras.

5.7.10 Trocar o elemento principal do filtro de ar

Certifique-se de que as seguintes condições estão cumpridas:


q A máquina está na posição de manutenção 1.
q O acesso para assistência técnica está aberto.
q O motor diesel está frio.
q É usado equipamento de proteção adequado.

Fig. 260: Filtro de ar - trocar o elemento principal


1 Elemento de segurança 4 Grampos de fixação
2 Elemento principal 5 Válvula de obstrução de poeiras
3 Tampa de serviço 6 Caixa do filtro
u Abrir os grampos de fixação 4 na tampa de serviço 3 e retirar a tampa.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

u Retirar o elemento principal 2.


Antes da montagem de um novo elemento principal:
u Remover sujeira da caixa do filtro 6.
u Olear ligeiramente a superfície de vedação do novo elemento principal 2.
u Montar o novo elemento principal 2 e prestar atenção à posição correta.
u Limpar a tampa de serviço 3 e com a válvula de obstrução de poeiras 5 colocá-
la para baixo na caixa do filtro 6.
u Colocar a tampa de serviço 3 a cobrir totalmente a caixa do filtro 6.

copyright by

240 L 556-1410 / 29031


Manual de instruções Manutenção
Grupo de acionamento

u Fechar os grampos de fixação 4.

Observação
Se o campo do símbolo “Sujeira do ar” continuar acendendo após a manutenção
do elemento principal!
u Trocar o elemento de segurança.

5.7.11 Filtro de ar - trocar o elemento de segurança

Certifique-se de que as seguintes condições estão cumpridas:


q A máquina está na posição de manutenção 1.
q O acesso para assistência técnica está aberto.
q O motor diesel está frio.
q É usado equipamento de proteção adequado.

Fig. 261: Filtro de ar - trocar o elemento de segurança


1 Elemento de segurança 4 Grampos de fixação
2 Elemento principal 5 Válvula de obstrução de poeiras
3 Tampa de serviço 6 Caixa do filtro
u Abrir os grampos de fixação 4 na tampa de serviço 3 e retirar a tampa.
u Retirar o elemento principal 2 e o elemento de segurança 1.
Antes da montagem de um novo elemento de segurança:
u Remover sujeira da caixa do filtro 6.
u Olear ligeiramente as superfícies de vedação do novo elemento de segurança
e do elemento principal.
u Montar o novo elemento de segurança 1 e o elemento principal 2 e prestar
atenção à posição correta.
u Limpar a tampa de serviço 3 e com a válvula de obstrução de poeiras 5 colocá-
la para baixo na caixa do filtro 6.
u Colocar a tampa de serviço 3 a cobrir totalmente a caixa do filtro 6.
u Fechar os grampos de fixação 4.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

copyright by

L 556-1410 / 29031 241


Manutenção Manual de instruções
Instalação frigorífica

5.8 Instalação frigorífica

5.8.1 Verificar o nível do líquido refrigerante

Certifique-se de que as seguintes condições estão cumpridas:


q A máquina está na posição de manutenção 1.
q O acesso para assistência técnica está aberto.
q O motor diesel está frio.

Fig. 262: Verificar o nível do líquido refrigerante


1 Tampa de fechamento 4 Reservatório de compensação
2 Bocal de abastecimento 5 Tampa de fechamento Radiador
3 Marcação Nível de abasteci- 6 Óculo de inspeção Radiador
mento do líquido refrigerante

PRECAUÇÃO
Perigo de queimaduras devido a jato de líquido refrigerante!
Abrir a tampa de fechamento no bocal de enchimento apenas com o motor diesel
frio.
u Deixar o motor diesel esfriar.

u Verificar o nível de abastecimento do líquido refrigerante no radiador com base


no óculo de inspeção 6.
Se o líquido refrigerante não for visível no óculo de inspeção 6:
u Abrir a tampa de fechamento 5 com cuidado.
u Abastecer o líquido refrigerante através da tampa de fechamento 5.
w O líquido refrigerante deverá estar agora visível no óculo de inspeção 6.
u Fechar a tampa de fechamento 5.
u Verificar o nível de abastecimento do líquido refrigerante no reservatório de
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

compensação 4 com base nas marcações do nível de abastecimento do líquido


refrigerante 3.
Se o líquido refrigerante estiver abaixo da marcação MIN:
u Abrir cuidadosamente a tampa de fechamento 1 no bocal de abastecimento 2.

copyright by

242 L 556-1410 / 29031


Manual de instruções Manutenção
Instalação frigorífica

NOTA
A mistura de diferentes agentes anticorrosivos e anticongelantes pode provocar
danos no sistema de refrigeração!
u Não misturar agentes refrigerantes com teor de silicato e sem silicato.

u Reabastecer o líquido refrigerante através do bocal de abastecimento 2.


w O líquido refrigerante deverá estar agora dentro da marcação do nível de
abastecimento do líquido refrigerante 3.
u Fechar a tampa de fechamento 1 no bocal de abastecimento.

5.8.2 Líquido refrigerante - verificar o líquido anticongelante


ou a concentração do líquido anticorrosivo

Verificar a concentração do líquido anticongelante


O líquido refrigerante deve conter, ao longo de todo o ano, no mínimo 50% vol.
mas não mais de 60 & Vol. de concentrado de líquido anticongelante.
Isto corresponde a uma proteção anticongelante de até aprox. -37 °C .
Certifique-se de que as seguintes condições estão cumpridas:
q A máquina está na posição de manutenção 1.
q O acesso para assistência técnica está aberto.
q A ferramenta de verificação “Verificador de estanqueidade óptico” ou “Verifi-
cador do líquido anticongelante” está operacional.

PRECAUÇÃO
Perigo de queimaduras devido a jato de líquido refrigerante!
Abrir a tampa de fechamento no bocal de enchimento apenas com o motor diesel
frio.
u Deixar o motor diesel esfriar.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

Fig. 263: Verificar a concentração do líquido anticongelante


1 Tampa de fechamento 3 Reservatório de compensação
do líquido refrigerante
2 Bocal de abastecimento
u Abrir cuidadosamente a tampa de fechamento 1 no bocal de abastecimento 2.
u Coletar uma amostra do líquido refrigerante e verificar a concentração do
líquido anticongelante por meio da ferramenta de verificação.

copyright by

L 556-1410 / 29031 243


Manutenção Manual de instruções
Instalação frigorífica

Quando não é alcançada a concentração do líquido anticongelante:


u Reabastecer líquido anticongelante puro até alcançar o valor nominal.
w (Para mais informações, consulte: Corrigir a concentração do líquido anti-
congelante, página 244)

Corrigir a concentração do líquido anticongelante

Fig. 264: Corrigir a concentração do líquido anticongelante


1 Válvula de escoamento do motor
diesel
Quando a concentração de líquido anticongelante é muito baixa:
u Escoar o líquido refrigerante e reabastecer líquido anticongelante puro de
acordo com o diagrama apresentado em seguida.

NOTA
A mistura de diferentes agentes anticorrosivos e anticongelantes pode provocar
danos no sistema de refrigeração!
u Não misturar agentes refrigerantes com teor de silicato e sem silicato.

NOTA
Perigo de danos para o motor diesel!
Em caso de uma concentração muito elevada de líquido anticongelante/anticorro-
sivo, o efeito de refrigeração é diminuído.
Isso que poderá levar a danos no motor diesel!
u Nunca utilize uma porcentagem superior a 60% de líquido anticongelante e
líquido anticorrosivo.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

copyright by

244 L 556-1410 / 29031


Manual de instruções Manutenção
Instalação frigorífica

Fig. 265: Corrigir a concentração do líquido anticongelante


1 Quantidade de reabasteci- 3 Linha(s) auxiliar(es) - 5 Quantidade de enchimento
mento de líquido anticonge- exemplo -15 °C total - radiador em litros
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

lante/anticorrosivo em litros (exemplo 25 litros)


2 linha determinada Quanti- 4 ponto de congelamento
dade de reabastecimento medido do agente anticonge-
lante em °C
Processo com base em um exemplo
Pressuposição:
25 litros quantidade de enchimento total do radiador
-15 °C temperatura do líquido refrigerante, medida no radiador

copyright by

L 556-1410 / 29031 245


Manutenção Manual de instruções
Instalação frigorífica

u No diagrama na linha Quantidade de enchimento total do sistema de refriger-


ação 5 em 25 litros conduzir verticalmente para cima.
u Além disso, conduzir ao longo da linha auxiliar 3, a partir da temperatura
-15 °C, na diagonal para a parte inferior esquerda.
u Por fim, conduzir para fora, para a esquerda desde a intersecção obtida de
ambas as linhas, horizontalmente, ao longo da linha (determinada) 2.
w Assim, é obtida a quantidade de enchimento de líquido puro anticongelante/
anticorrosivo 1 (no exemplo 7,6 litros) que deve ser adicionada para obter
novamente -37 °C de proteção anticongelante.
u Para o restabelecimento da relação de mistura correta, é necessário escoar
pelo menos a quantidade previamente determinada (é a quantidade de reabas-
tecimento) do radiador.
u Abastecer a quantidade determinada de anticongelante/anticorrosivo puro.
u Para obter o nível de agente refrigerante necessário, encher novamente o
eventual restante com o líquido refrigerante escoado.

Utilização de líquido anticorrosivo sem líquido anticon-


gelante
Em casos excepcionais e para temperaturas ambientes constantemente superi-
ores ao ponto de congelamento, p.ex., em regiões tropicais, onde não há líquidos
anticorrosivos/anticongelantes disponíveis no mercado, podem ser utilizados
líquidos anticorrosivos (inibidores).
O líquido refrigerante tem de ser trocado anualmente.
A relação de mistura tem de ser composta de 7,5% de líquido anticorrosivo e
92,5% de água.
Para a verificação, recomendamos um aparelho de refração 2710 da empresa
Gefo.

Procedimento para verificar a concentração do líquido anticorrosivo

Fig. 266: Procedimento para verificar a concentração do líquido anticorrosivo

PRECAUÇÃO
Perigo de queimadura devido a jato de líquido refrigerante!
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

Abrir a tampa de fechamento no bocal de enchimento apenas com o motor diesel


frio.
u Controlar a temperatura do líquido refrigerante.

u Abrir cuidadosamente a tampa de fechamento no bocal de abastecimento.


u Verificar a concentração do líquido anticorrosivo com o aparelho de refração
2710 da empresa Gefo.

copyright by

246 L 556-1410 / 29031


Manual de instruções Manutenção
Instalação frigorífica

Verificar a relação de mistura com o aparelho de


refração

Fig. 267: Verificar a relação de mistura com o aparelho de refração


1 Prisma com tampa 2 Óculo com escala
u Limpar cuidadosamente a tampa e o prisma.
u Aplicar 1 - 2 gotas do líquido de verificação no prisma.
w Através do fechamento da tampa se distribui o líquido.
u Através do óculo, visualizar contra um fundo claro e ajustar rigorosamente a
escala.
u Ler o valor Brix na linha de separação azul.
u Converter o valor Brix com a ajuda do diagrama de conversão para a concen-
tração do líquido anticorrosivo real.

Fig. 268: Verificar a relação de mistura com o aparelho de refração

5.8.3 Limpar o radiador


LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

Para garantir uma perfeita refrigeração dos meios a serem refrigerados, os refrig-
eradores devem ser limpos sempre que necessário. Em caso de utilização da
máquina em locais com excesso de poeira, os radiadores devem ser controlados
diariamente e, se necessário, limpos.
Unidades de refrigeração sujas causam sobreaquecimento. Como consequência,
ocorre um aviso acústico e visual e, simultaneamente, uma redução da potência
do acionamento de marcha.

copyright by

L 556-1410 / 29031 247


Manutenção Manual de instruções
Instalação frigorífica

É possível retirar a poeira e outras impurezas das aletas de refrigeração por meio
de água sob pressão, vapor ou ar comprimido. É sempre preferível a utilização de
ar comprimido.
Certifique-se de que as seguintes condições estão cumpridas:
q A máquina está na posição de manutenção 1.
q O radiador do condensador está basculado para a frente.

NOTA
Perigo de danos para o radiador!
Um tratamento descuidado danifica as lamelas do radiador.
u Não utilizar objetos duros ou pressão de água muito forte durante a limpeza.

Fig. 269: Limpar o radiador


1 Capô do radiador 2 Unidade de refrigeração
u Abrir o capô do radiador 1.
u Limpar asunidades de refrigeração 2 com o aparelho de limpeza a alta pressão
ou ar comprimido.
u Fechar ocapô do radiador 1.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

copyright by

248 L 556-1410 / 29031


Manual de instruções Manutenção
Sistema hidráulico de trabalho

5.9 Sistema hidráulico de trabalho

5.9.1 Tanque hidráulico - verificar o nível do óleo

Certifique-se de que as seguintes condições estão cumpridas:


q A máquina está na posição de manutenção 1.
q A máquina está fria.
q O acesso para assistência técnica está aberto.

Verificar o nível do óleo hidráulico

Fig. 270: Verificar o nível do óleo hidráulico


1 Altura nominal máxima do nível 2 Altura nominal mínima do nível
do óleo do óleo
A marcação vermelha “OIL LEVEL - máx.” 1 e a margem inferior 2do óculo de
inspeção superior indicam o nível nominal do óleo.

Observação
Para verificar para o nível do óleo hidráulico!
u Baixar a coluna de elevação, até os cilindros de elevação estarem recolhidos.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

u Verificar o nível do óleo.


Se o nível de óleo estiver fora da altura nominal:
u Reabastecer óleo hidráulico.

copyright by

L 556-1410 / 29031 249


Manutenção Manual de instruções
Sistema hidráulico de trabalho

Reabastecer óleo hidráulico

Observação
Para reabastecer óleo hidráulico!
u Baixar a coluna de elevação, até os cilindros de elevação estarem recolhidos.
u O óleo hidráulico deve ser reabastecido exclusivamente através do filtro de
retorno!
u Especificação do óleo: (Para mais informações, consulte: 5.3.6 Óleo hidráulico,
página 208)

Fig. 271: Reabastecer óleo hidráulico


1 Filtro de ventilação 3 Tampa Filtro de retorno
2 Pino
u Inserir o pino 2 no filtro de ventilação.
w A segurança contra torção no filtro de ventilação está suspensa.
u Desenroscar o filtro de ventilação 1 no tanque hidráulico com duas rotações.
w A pré-tensão do tanque está suspensa.
u Abrir a tampa 3 do filtro de retorno.
u Reabastecer óleo hidráulico.
u Colocar a tampa 3 sobre a caixa e parafusar com força.
u Parafusar com força o filtro de ventilação 1.
u Retirar e guardar o pino 2 para proteção contra abertura involuntária.

5.9.2 Tanque hidráulico - verificar e limpar a vareta


magnética

Certifique-se de que as seguintes condições estão cumpridas:


q A máquina está na posição de manutenção 1.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

q O acesso para assistência técnica está aberto.

copyright by

250 L 556-1410 / 29031


Manual de instruções Manutenção
Sistema hidráulico de trabalho

Fig. 272: Tanque hidráulico - verificar e limpar a vareta magnética


1 Vareta magnética 3 Pino
2 Filtro de ventilação 4 Bujão
u Inserir o pino 3 no filtro de ventilação.
w A segurança contra torção no filtro de ventilação está suspensa.
u Desenroscar o filtro de ventilação 2 no tanque hidráulico com duas rotações.
w A pré-tensão do tanque está suspensa.
u Desenroscar o bujão 4.
w O nível do óleo baixa.
u Liberar os parafusos na tampa e elevar lentamente a tampa com a vareta
magnética 1.
u Limpar cuidadosamente a vareta magnética.

NOTA
Excesso de sujeira ou grandes partículas de metal na vareta magnética apontam
para danos no sistema hidráulico!
u Entre em contato com o serviço de assistência a clientes da Liebherr.

Depois da limpeza efetuada:


u Colocar a tampa e o anel de vedação sobre a caixa, com a vareta magnética.
u Apertar os parafusos na tampa.
u Enroscar o bujão 4.
u Parafusar com força o filtro de ventilação 2.
u Retirar e guardar o pino 3 para proteção contra abertura involuntária.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

copyright by

L 556-1410 / 29031 251


Manutenção Manual de instruções
Sistema de direção

5.10 Sistema de direção

5.10.1 Verificar o funcionamento da direção

Certifique-se de que as seguintes condições estão cumpridas:


q O equipamento de trabalho está na posição de transporte.
q O bloqueio da articulação está aberto.
q Existe espaço suficiente para a verificação da função da direção.

AVISO
Perigo de lesões no processo de verificação!
u Garantir que não se encontrem pessoas na área de perigo.
u Realizar o processo de verificação em local plano e livre de obstáculos.

Fig. 273: Direção - verificar a função

u Ligue o motor diesel.


u Movimente a direção nos dois sentidos e verifique a função.

5.10.2 Cilindro de direção Lubrificar os pontos de apoio

Certifique-se de que a máquina está na posição de manutenção 1.

LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

Fig. 274: Cilindro de direção - lubrificar os pontos de apoio


1 Cilindro de direção à esquerda/ 3 Cilindro de direção à esquerda/
lado do chão lado da barra
2 Cilindro de direção à direita/lado 4 Cilindro de direção à direita/lado
do chão da barra
u Lubrificar os pontos de apoio do cilindro de direção.

copyright by

252 L 556-1410 / 29031


Manual de instruções Manutenção
Sistema de frenagem

5.11 Sistema de frenagem

5.11.1 Verificar o funcionamento e a atuação dos freios de


imobilização e de serviço

Certifique-se que existe espaço suficiente para a verificação do freio de serviço e


imobilização.

AVISO
Perigo de lesões no processo de verificação!
u Garantir que não se encontrem pessoas na área de perigo.
u Realizar o processo de verificação em local plano e livre de obstáculos.

Verificar o funcionamento e a atuação do freio de


serviço

Fig. 275: Verificar o funcionamento e a atuação do freio de serviço


1 Pedal de freio de marcha B Freios
gradual
I Marcha gradual
u Colocar a máquina em funcionamento.
u Selecionar o sentido de marcha à frente e circular aprox. 8 km/h.
u Durante a marcha, pressionar o pedal de freio de marcha gradual 1 até o fim.
w A máquina tem de parar abruptamente.

Eliminação de problemas
Se a atuação dos freios não for suficiente ou não existir?
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

u Entre em contato com o serviço de assistência a clientes da Liebherr.

copyright by

L 556-1410 / 29031 253


Manutenção Manual de instruções
Sistema de frenagem

Verificar o funcionamento e a atuação do freio de


imobilização
u Colocar a máquina em funcionamento.
u Selecionar o sentido de marcha à frente e circular aprox. 5 km/h.
u Durante o trajeto, acionar a tecla freio de imobilização.
w A máquina tem de parar abruptamente.

Eliminação de problemas
Se a atuação dos freios não for suficiente ou não existir?
u Entre em contato com o serviço de assistência a clientes da Liebherr.

LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

copyright by

254 L 556-1410 / 29031


Manual de instruções Manutenção
Sistema elétrico

5.12 Sistema elétrico

5.12.1 Verificar a iluminação

Certifique-se de que as seguintes condições estão cumpridas:


q A máquina está desligada em um local seguro.
q O sistema elétrico da máquina está ligado.
Toda a iluminação pode ser verificada sem a colocação da máquina em funciona-
mento. A máquina deve ser colocada em funcionamento durante o processo de
verificação dos faróis de marcha à ré.

AVISO
Perigo de acidente em caso de verificação da iluminação da máquina em funcio-
namento com uma segunda pessoa!
u Manter contato visual com a segunda pessoa!
u Não permitir a permanência de pessoas na área de perigo da máquina.

PRECAUÇÃO
Perigo de incêndio devido à forte geração de calor com os faróis de trabalho
ligados!
u Distância mínima de 1 m em relação a pessoas e material.

Fig. 277: Verificar a iluminação

u Ligar toda a iluminação. (Para mais informações, consulte: 3.2.14 Iluminação,


página 80)
u Verificar o funcionamento da iluminação.
Quando verificar as luzes de frenagem:
u Pressionar o pedal de freio de marcha gradual.
Verificar os faróis de marcha à ré:
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

u Colocar a máquina em funcionamento.


u Liberar o freio de imobilização
u Selecionar o sentido de marcha“ ré”.
u Verificar o funcionamento dos faróis de marcha à ré.
Se for necessário ajustar os elementos de iluminação ou trocar lâmpadas com
defeito:
u Entre em contato com o serviço de assistência a clientes da Liebherr.

copyright by

L 556-1410 / 29031 255


Manutenção Manual de instruções
Eixos, eixos articulados

5.13 Eixos, eixos articulados

5.13.1 Verificar a pressão dos pneus

A pressão dos pneus tem uma influência decisiva sobre o comportamento geral da
máquina.
A pressão de ar dos pneus depende:
– dos pneus,
– do uso da máquina,
– e do equipamento montado.
Para usos especiais, nos quais podem ocorrer sobrecargas elevadas, recomen-
damos pressões mais elevadas para os pneus.
Porém, a pressão de ar dos pneus nunca deve ser superior à máxima autori-
zada pelo fabricante dos pneus!
Certifique-se de que as seguintes condições estão cumpridas:
q A máquina está na posição de manutenção 1.
q Os valores nominais da pressão de ar dos pneus estão corretos.
Os dados para a pressão de ar dos pneus são relativos a pneus em estado frio.

Fig. 278: Verificar a pressão de ar dos pneus

AVISO
Perigo de ferimento devido a explosão de pneus e ao se soltar do anel de fecha-
mento!
Devido a operação incorreta podem ser provocadas lesões graves.
u Garantir que não se encontrem pessoas na área de perigo.
u Utilize uma mangueira de abastecimento para pneus suficientemente comprida
com válvula de mangueira de autofixação!
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

u Manter a distância lateral de segurança em relação ao pneu.

u Verificar a pressão de ar dos pneus.


Se a pressão de ar dos pneus não corresponder ao valor nominal:
u Corrigir a pressão de ar dos pneus.

copyright by

256 L 556-1410 / 29031


Manual de instruções Manutenção
Eixos, eixos articulados

5.13.2 Rodas - verificar a fixação

Certifique-se de que as seguintes condições estão cumpridas:


q A máquina está na posição de manutenção 1.
q Está disponível uma chave dinamométrica para uma força de aperto até acima
de 750 Nm.

Observação
Com relação aos intervalos das rodas – verificar a fixação.
u Os intervalos únicos a 50, 100 e 250 horas de funcionamento devem ser
executados também após cada troca de rodas!

Fig. 279: Rodas - verificar a fixação

Designação Valor
Abertura da chave 30 mm
Torque de aperto 750 Nm

Tab. 43: Rodas - verificar a fixação

u Verificar o torque correto de todas as porcas ou o torque de aperto das quatro


rodas.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

copyright by

L 556-1410 / 29031 257


Manutenção Manual de instruções
Componentes de aço - aparelho base

5.14 Componentes de aço - aparelho base

5.14.1 Lubrificar o suporte da articulação e o suporte


pendular traseiro

Certifique-se de que a máquina está na posição de manutenção 1

Lubrificar o suporte de articulação

Fig. 280: Lubrificar o suporte de articulação


1 Suporte da articulação em cima 2 Suporte de articulação em baixo
u Lubrificar os pontos de lubrificação para o suporte da articulação.

Lubrificar o suporte pendular traseiro

LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

Fig. 281: Lubrificar o suporte pendular traseiro


1 Suporte pendular traseiro 2 Suporte pendular dianteiro
u Lubrificar os pontos de lubrificação para o suporte pendular traseiro.

5.14.2 Revestimento - lubrificar as fechaduras e charneiras

Certifique-se de que a máquina está na posição de manutenção 1.

copyright by

258 L 556-1410 / 29031


Manual de instruções Manutenção
Componentes de aço - aparelho base

Fig. 282: Revestimento - lubrificar as fechaduras e charneiras


1 Botão de pressão e cilindro de 3 Bloqueio
fechamento
2 Fechadura
u Lubrificar o botão de pressão e o cilindro de fechamento 1 com o spray Ballistol
(código de artigo 10025514).
u Lubrificar a fechadura 2 e o bloqueio 3 com a graxa universal Liebherr 9900.
u Lubrificar a charneira do revestimento com o spray Ballistol (código do artigo
10025514).

5.14.3 Chassi traseiro - lubrificar a cobertura por baixo das


charneiras

Certifique-se de que a máquina está na posição de manutenção 1.

Fig. 283: Chassi traseiro - lubrificar a cobertura por baixo das charneiras
1 Cobertura (2 peças) 2 Bocal de lubrificação
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

u Lubrificar as duas charneiras à esquerda e à direita com uma bomba de lubrifi-


cação.

copyright by

L 556-1410 / 29031 259


Manutenção Manual de instruções
Equipamento de trabalho

5.15 Equipamento de trabalho

5.15.1 Lubrificar a coluna de elevação e o equipamento

Certifique-se de que a máquina está na posição de manutenção 2.

Lubrificar a coluna de elevação

Fig. 284: Lubrificar a coluna de elevação


a suporte da pá inferior
u Lubrificar todos os pontos de apoio e de lubrificação da coluna de elevação.
u Se necessário, lubrificar os suportes inferiores da pá a diariamente.

Lubrificar a coluna d elevação industrial

LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

Fig. 285: Lubrificar a coluna d elevação industrial


a suporte da pá inferior
u Lubrificar todos os pontos de apoio e de lubrificação da coluna de elevação.
u Se necessário, lubrificar os suportes inferiores da pá a diariamente.

copyright by

260 L 556-1410 / 29031


Manual de instruções Manutenção
Equipamento de trabalho

Lubrificar o equipamento
Certifique-se de que a máquina está na posição de manutenção 2.

Observação
Lubrificar o equipamento!
u Tenha atenção para garantir pontos de lubrificação facilmente acessíveis.
Desacoplar o equipamento, se necessário.
u Para mais informações detalhadas com relação à manutenção de equipamento
de outros fabricantes, consultar o manual de instruções do respectivo fabri-
cante.

5.15.2 Coluna de elevação - verificar as vedações do suporte


da pá e as buchas do mancal

A vedação do suporte da pá evita que a sujeira penetre nos locais do rolamento


aumentando, deste modo, o tempo de vida das buchas de suporte. Os lábios de
vedação e separadores de sujeira são peças de desgaste, que, em caso de danifi-
cação, devem ser imediatamente substituídas por novas.

Verificar a vedação do suporte da pá


Certifique-se de que a máquina está na posição de manutenção 2.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

copyright by

L 556-1410 / 29031 261


Manutenção Manual de instruções
Equipamento de trabalho

Fig. 286: Verificar a vedação do suporte da pá


1 Chapa do suporte da pá 4 Separador de sujeira
2 Braço da pá B Vedação do suporte da pá
3 Lábios de vedação
u Limpar a Vedação do suporte da pá B com um jato de vapor.
u Controle visual se os lábios de vedação 3 estão encostados lateralmente
nobraço da pá 2 e na chapa do suporte da pá 1.
Substituir as vedações do suporte da pá quando:
– Vedação do suporte da pá B está danificada
– Lábios de vedação 3 não estão encostados na chapa do suporte da pá 1
– Lábios de vedação 3 não estão encostados no braço da pá 2

Observação
Substituir a vedação do suporte da pá!
u Entrar em contato com o serviço de assistência ao cliente da Liebherr.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

Verificar o desgaste das buchas de suporte


A sujeira ou alimentação de graxa insuficiente provoca desgaste nas buchas de
suporte. O desgaste pode ser identificado por meio do aumento da folga entre os
pinos e as buchas de suporte ou ruídos acentuados. Uma troca das buchas de
suporte dentro do prazo evita danos nos braços da pá.

copyright by

262 L 556-1410 / 29031


Manual de instruções Manutenção
Equipamento de trabalho

Fig. 287: Verificar o desgaste das buchas de suporte


1 Bucha de suporte 2 Suporte da pá inferior
u Coloque a coluna de elevação e a pá na posição ilustrada acima.
u Por intermédio do basculamento rápido para dentro e para fora da pá, verifique
os suportes inferiores da pá 2 em relação a folgas e ruídos.
Substituir as buchas do mancal quando:
– Os suportes da pá apresentarem folga demais
– Grandes ruídos são ouvidos

Observação
Substituir as buchas do mancal!
u Entrar em contato com o serviço de assistência ao cliente da Liebherr.

5.15.3 Lubrificar e verificar o dispositivo de troca rápida


quanto o seu funcionamento

Este equipamento é opcional.

Lubrificar o dispositivo de troca rápida


Certifique-se de que as seguintes condições estão cumpridas:
q A máquina está na posição de manutenção 1.
q Para locais de lubrificação de difícil acesso na área da articulação da pá, o
equipamento de trabalho está desacoplado
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

Fig. 288: Lubrificar o dispositivo de troca rápida


1 Bocal de lubrificação
u Lubrificar o bocal de lubrificação 1.

copyright by

L 556-1410 / 29031 263


Manutenção Manual de instruções
Equipamento de trabalho

Verificar o funcionamento do dispositivo de troca


rápida
Certifique-se de que as seguintes condições estão cumpridas:
q O motor diesel está funcionando.
q A coluna de elevação está em baixo.
q O equipamento de trabalho está basculado para dentro.

AVISO
Perigo de lesões no processo de verificação!
u Garantir que não se encontrem pessoas na área de perigo.
u Respeitar as instruções de segurança apresentadas no manual de instruções!

u Desbloquear e bloquear novamente o dispositivo de troca rápida. (Para mais


informações, consulte: 3.5 Montar e desmontar o equipamento, página 153)
w Assim, evita-se que os pinos de bloqueio fiquem presos e o dispositivo de
troca rápida não possa ser mais desbloqueado.
u Para a segurança, controlar se o dispositivo de troca rápida está bloqueado.

LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

copyright by

264 L 556-1410 / 29031


Manual de instruções Manutenção
Cabine do motorista, aquecimento, ar-condicionado

5.16 Cabine do motorista, aquecimento, ar-


condicionado

5.16.1 Limpar o filtro de ar fresco e o filtro de ar de circulação

Certifique-se de que as seguintes condições estão cumpridas:


q A máquina está na posição de manutenção 1.
q É usado equipamento de proteção adequado.

Limpar o filtro de ar fresco

Fig. 289: Limpar o filtro de ar fresco


1 Porta - Filtro de ar fresco 3 Filtro de ar fresco
2 Pré-filtro
u Abrir a porta 1.
u Abrir o dispositivo de fixação para o filtro 2, 3
u Remover, limpar (soprar ou lavar), eventualmente trocar o pré-filtro 2.
u Puxar o filtro de ar fresco 3 para baixo na braçadeira saliente, limpar (soprar).
u Coloque os filtros limpos (atenção à posição de montagem correta) e feche o
dispositivo de fixação.
u Fechar a porta 1.

Limpar o filtro de ar de circulação


LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

Fig. 290: Limpar o filtro de ar de circulação


1 Parafuso - Dispositivo de fixação 2 Filtro de ar de circulação
do filtro de ar de circulação

copyright by

L 556-1410 / 29031 265


Manutenção Manual de instruções
Cabine do motorista, aquecimento, ar-condicionado

u Remover o parafuso 1
u Abrir o dispositivo de fixação.
u Remover o filtro de ar de circulação 2, limpar (soprar).
u Coloque o filtro limpo.
u Fechar o dispositivo de fixação.

5.16.2 Trocar o filtro de ar fresco e de circulação

Certifique-se de que as seguintes condições estão cumpridas:


q A máquina está na posição de manutenção 1.
q É usado equipamento de proteção adequado.

Trocar o filtro de ar fresco

Fig. 291: Trocar o filtro de ar fresco


1 Porta - Filtro de ar fresco 3 Filtro de ar fresco
2 Pré-filtro
u Abrir a porta 1.
u Abrir o dispositivo de fixação para o filtro 2, 3
u Remover o pré-filtro 2, descartar.
u Puxe o filtro de ar fresco 3, para baixo na braçadeira saliente, elimine.
u Coloque o filtro de ar fresco novo (tenha atenção à posição de montagem
correta) e feche o dispositivo de fixação.
u Fechar a porta 1.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

copyright by

266 L 556-1410 / 29031


Manual de instruções Manutenção
Cabine do motorista, aquecimento, ar-condicionado

Trocar o filtro de ar de circulação

Fig. 292: Trocar o filtro de ar de circulação


1 Parafuso - Dispositivo de fixação 2 Filtro de ar de circulação
do filtro de ar de circulação
u Remover o parafuso 1
u Abrir o dispositivo de fixação.
u Remover o filtro de ar de circulação 2, eliminar.
u Colocar o filtro novo.
u Fechar o dispositivo de fixação.

5.16.3 Cinto de segurança - verificar estado e funcionamento

Certifique-se de que a máquina está na posição de manutenção 1.

Fig. 293: Cinto de segurança - verificar estado e funcionamento


1 Cinta do cinto 3 Tecla para desbloqueio
2 Fivela do cinto 4 Fecho do cinto
u Verificar o estado correto e o funcionamento do cinto de segurança no banco
do motorista.
u Substituir as peças danificadas.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

5.16.4 Verificar e reabastecer o detergente no recipiente para


o sistema de limpa para-brisas

O recipiente encontra-se atrás da cabine do motorista, por baixo do capô do radi-


ador.

copyright by

L 556-1410 / 29031 267


Manutenção Manual de instruções
Cabine do motorista, aquecimento, ar-condicionado

Certifique-se de que as seguintes condições estão cumpridas:


q A máquina está na posição de manutenção 1.
q O acesso para assistência técnica está aberto.

Fig. 294: Verificar e reabastecer o detergente no recipiente para o sistema de


limpa para-brisas
1 Tampa de fechamento
Quantidade de abastecimento aprox. 3,5 litros.
u Abrir a tampa de fechamento 1 no recipiente.
u Quando necessário, utilizar um líquido de lavagem de vidros disponível no
mercado.

NOTA
Perigo de danos do sistema de lavagem e limpa para-brisas devido a formação de
gelo!
Devido à formação de gelo, é possível ocorrer falha ou danos do sistema de
lavagem e limpa para-brisas.
u É fundamental proteger o sistema de lavagem e limpa para-brisas contra a
formação de gelo adicionando um líquido anticongelante para vidros.

u Utilizar um líquido anticongelante para vidros disponível no mercado.


u Utilizar a quantidade necessária de líquido anticongelante para vidros no início
da estação fria.

5.16.5 Verificar as borrachas de vedação da cabine do motor-


ista

Certifique-se de que a máquina está na posição de manutenção 1.


LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

Fig. 296: Verificar as borrachas de vedação da cabine do motorista


1 Borracha de vedação

copyright by

268 L 556-1410 / 29031


Manual de instruções Manutenção
Cabine do motorista, aquecimento, ar-condicionado

u Verificar o estado correto das borrachas de vedação.


u Trocar completamente as borrachas de vedação danificadas.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

copyright by

L 556-1410 / 29031 269


Manutenção Manual de instruções
Sistema de lubrificação

5.17 Sistema de lubrificação

5.17.1 Sistema de lubrificação central - verificar o nível de


abastecimento do tanque de graxa

Este equipamento é opcional.


Certifique-se de que a máquina está na posição de manutenção 1.

Fig. 297: Verificar o nível de abastecimento do tanque de graxa


1 TeclaSistema de lubrificação 4 Bocal de abastecimento
central
2 LEDs 5 Bocal de abastecimento (abaste-
cimento rápido)
3 Tanque de graxa 6 Bomba de abastecimento rápido
u Verificar o nível de abastecimento no tanque de graxa 3 por meio de verificação
visual.
w A indicação mínima ou máxima do nível da graxa não deve ser excedida!
w Se a reserva de graxa for baixa demais no tanque de graxa, o mesmo é
indicado através da iluminação de todos os LEDs 2 na teclaSistema de
lubrificação central 1.

NOTA
Perigo de danos ao abastecer o sistema!
u Ao abastecer, prestar atenção ao nível de limpeza do tanque de graxa!
u Não exceda a indicação mínima ou máxima do nível da graxa.

Para abastecer o tanque de graxa:


u Abastecer o tanque de graxa através do bocal de abastecimento 4.
ou
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

Para um abastecimento rápido abastecer a bomba de abastecimento rápido 6


no acoplamento de abastecimento 5.

5.17.2 Sistema de lubrificação central - verificar os tubos,


mangueiras e pontos de lubrificação

Este equipamento é opcional.


Certifique-se de que a máquina está na posição de manutenção 2.
u Verificar visualmente os tubos em relação a danos.

copyright by

270 L 556-1410 / 29031


Manual de instruções Manutenção
Sistema de lubrificação

Se houver danos:
u Determinar e eliminar a causa.

5.17.3 Sistema de lubrificação central - verificar a dosagem


suficiente nos pontos de apoio (colares de graxa)

Este equipamento é opcional.


Certifique-se de que a máquina está na posição de manutenção 2.
u Verificar visualmente a dosagem suficiente nos pontos de lubrificação.

NOTA
Perigo de danos da máquina!
Se um ou mais pontos de lubrificação não estiverem dosados com graxa sufi-
ciente:
u Entre em contato com o serviço de assistência a clientes da Liebherr.
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

copyright by

L 556-1410 / 29031 271


Manutenção Manual de instruções
Sistema de lubrificação

LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

copyright by

272 L 556-1410 / 29031


Alavanca de operação adicional com fixação da
Index alavanca de comando 99
Análise do óleo 211
Análises do óleo 223
Aquecimento do banco e climatização do banco 72
Aquecimento dos vidros traseiros, aquecimento dos
vidros (opção) 104
Aquecimento, ventilação 19
Aquecimento, ventilação, funcionamento do ar-
condicionado 101
Á Ar-condicionado 19
Água (água fresca) 205 Assumir a posição de operação 116
Assumir a posição de reboque 167
Ativar a posição flutuante 135
A Ativar a recolha da pá 137
Abastecer combustível 116 Ativar o amortecimento de vibrações 124
Abastecer o tanque de graxa 110 Ativar o bloqueio eletrônico antiroubo 78
Abrir a janela com abertura direita 63 Ativar o limitador do curso de elevação 136
Abrir a janela com abertura esquerda 63 Ativar os piscas 83
Abrir e fechar o capô do radiador 218 Ativar ou desativar a inversão da ventoinha 114
Abrir o capô do espaço do motor 217 Avaliação dos valores de análise 225
Abrir os acessos de serviço 217 Avarias - Causa - Eliminação 186
Acionamento com alavanca de operação Avarias de funcionamento 177
adicional 140
Acionamento com comando de comodidade 141
Acionamento da ventoinha reversível 114
B
Acoplar e bloquear o equipamento de trabalho 157 Baixar a coluna de elevação 132
Agente refrigerante - Proporção de mistura 206 Baixar a coluna de elevação e despressurizar as
Agente refrigerante para motores diesel 205 pressões hidráulicas 165
Agentes anticongelantes/anticorrosivos Baixar a coluna de elevação e, simultaneamente,
permitidos 206 bascular a pá para dentro ou para fora 134
Agentes anticorrosivos permitidos (inibidores) sem Baixar a coluna de elevação em caso de falha do
agente anticongelante 207 motor diesel 165
Ajustar a altura do banco 67 Baixar o equipamento de trabalho 128
Ajustar a altura do volante 75 Banco confortável 67, 68, 71, 72, 72
Ajustar a distância do volante ao corpo 75 Banco do motorista 19, 66
Ajustar a inclinação do assento 70 Banco padrão 67, 67
Ajustar a inclinação do encosto 69 Banco padrão/banco confortável 68, 69, 69, 70, 70,
Ajustar a suspensão do banco 66 71, 73, 73
Ajustar as horas no display 89 Bascular a pá com basculamento em altura para
Ajustar o amortecimento contra impactos do banco do dentro e para fora 140
motorista 72 Bascular a pá para dentro e para fora 133
Ajustar o apoio da cabeça 72 Bloqueio da articulação 59
Ajustar o apoio da coluna 69 Bloqueio eletrônico antiroubo 77
Ajustar o apoio do braço 68
Ajustar o apoio do braço à esquerda 73
Ajustar o assento na horizontal 70
C
Ajustar o banco do motorista na horizontal 71 Cabine do motorista 19
LBH/11600749/01/10-2013/ptbr

Ajustar o console de controle 76 Cabine do motorista, aquecimento, ar-


Ajustar o limitador do curso de elevação para altura condicionado 196, 265
de esvaziamento reduzida 136 Calçar a máquina 129, 162
Ajustar o pára-sol 105 Campo de visão 55
Ajustar os ciclos de lubrificação 108 Carregar a máquina com grua 160
Ajustar os dentes no suporte do garfo 141 Carregar grandes blocos de rochas 150
Ajustar os espelhos 104 Carregar materiais 144
Alavanca de operação 96 Carregar material a partir de um veículo de
Alavanca de operação adicional 99 transporte 149
Causa de falha 79

copyright by

L 556-1410 / 29031 273


Index Manual de instruções

Chassi traseiro - lubrificar a cobertura por baixo das Desbloquear e desacoplar o equipamento de
charneiras 259 trabalho 155
Chave geral da bateria 59 Desconectar o interruptor Dispositivo de aviso de
Cilindro de direção Lubrificar os pontos de apoio 252 marcha à ré acústico 95
Cinto de segurança 74 Desconectar os dutos do sistema hidráulico 155
Cinto de segurança - verificar estado e Descrição do produto 15
funcionamento 267 Descrição técnica 15
Circuito do líquido refrigerante 227 Desligar a chave geral da bateria 129, 219
Circular em vias públicas 127 Desligar o motor diesel 128
Códigos de assistência técnica 177 Desmontar o equipamento de trabalho do dispositivo
Coletar amostras de óleo 225