Você está na página 1de 6

5.

Finalidade ou Objetivo da
Contabilidade
O objetivo final da Contabilidade é prover os usuários com informações sobre os aspectos
de natureza econômica, financeira e física do Patrimônio da entidade e suas mutações, o
que compreende registros, demonstrações, análises, diagnósticos e prognósticos. Estas
informações tornam possível a avaliação da situação econômica e financeira e dão
subsídios para a tomada de decisões dentro da entidade.
Segundo a doutrina contábil “a finalidade da contabilidade é registrar, controlar e
demonstrar os fatos que afetam o patrimônio, objetivando fornecer informações sobre sua
composição e variações, bem como sobre o resultado econômico decorrente da gestão da
riqueza patrimonial. A contabilidade desempenha, em qualquer organismo econômico, o
mesmo papel que a História na vida da humanidade. Sem ela não seria possível conhecer o
passado nem o presente da vida econômica da entidade, não sendo também possível fazer
previsões para o futuro nem elaborar planos para a orientação administrativa”.
A contabilidade possui uma finalidade. Essa finalidade está prevista no
PRONUNCIAMENTO
TÉCNICO CONTÁBIL 00, do CPC, que versa sobre a Estrutura Conceitual
Básica da
Contabilidade. Senão vejamos.
“As demonstrações contábeis são preparadas e apresentadas para usuários
externos em
geral, tendo em vista suas finalidades distintas e necessidades diversas.
Governos, órgãos
reguladores ou autoridades fiscais, por exemplo, podem especificamente
determinar
exigências para atender a seus próprios fins. Essas exigências, no entanto,
não devem afetar
as demonstrações contábeis preparadas segundo esta Estrutura Conceitual.
Portanto, a finalidade da contabilidade é prover seus usuários de
INFORMAÇÕES sobre a gestão dos negócios. Entre os usuários das
demonstrações contábeis incluem-se investidores atuais e potenciais,
empregados, credores por empréstimos, fornecedores e outros credores
comerciais, clientes, governos e suas agências e o público. Eles usam as
demonstrações contábeis para satisfazer algumas das suas diversas
necessidades de informação.
Muitos investidores, credores por empréstimo e outros credores,
existentes e em potencial, não podem requerer que as entidades que
reportam a informação prestem a eles diretamente as informações de
que necessitam, devendo desse modo confiar nos relatórios contábil-
financeiros de propósito geral, para grande parte da informação
contábil financeira que buscam. Consequentemente, eles são os
usuários primários para quem relatórios contábil-financeiros de
propósito geral são direcionados. Portanto, em que pese estarmos
dizendo que os usuários podem ser externos ou internos, há também
aqueles que são os usuários primários, ou seja, aqueles a quem as
demonstrações contábeis se destinam principalmente.
Os usuários primários são aqueles que não podem exigir à entidade informações diretas,
como nós, pessoas físicas, eu, você, ou alguém que vá emprestar dinheiro para a empresa.
Esses são os usuários primários.
Um Auditor Fiscal, por exemplo, não é usuário primário, considerando que, por suas
prerrogativas, pode solicitar informações diretamente à empresa.
►usuários externos primários: inicialmente, os demonstrativos contábeis se destinam aos
investidores, credores por empréstimos e outros. credores.
► usuários externos secundários: secundariamente, as demonstrações contábeis são
dirigidas aos órgãos reguladores (CFC, CVM, SUSEP etc.) e aos governos (federal, estadual e
municipal).