Você está na página 1de 11

Esta lenda é contada pelo poeta romano Virgílio na sua obra épica:

Eneida. Que conta a saga de Enéias, um príncipe troiano, que fugiu


para a Península Itálica após a destruição da cidade de Tróia pelos
gregos. Na região de Lácio, fundou a cidade de Lavínio. Mais tarde, o
seu filho Ascânio fundou a cidade de Alba Longa.
Segundo a lenda, Enéias foi sucedido por doze reis, até que
houve uma luta entre dois irmãos, Numitor e Amúlio, que queriam
ser os reis de Alba Longa.

Os romanos explicavam a origem de sua cidade através de lendas


que envolviam deuses e heróis.

Reia Sílvia era uma sacerdotisa, filha de Numitor –


governante do Reino de Alba Longa e descendente de
Eneias.
Acontece que Numitor tinha um irmão: Amúlio, que ambicionava o
poder de Alba Longa e, com um golpe de estado, apoderou-se do
reino e fez de Numitor seu prisioneiro e Reia Sílvia foi condenada
à castidade para que Numitor não tivesse qualquer descendente.

Todavia Marte (deus da guerra) desposou Reia e esta deu à luz os


gémeos Rómulo e Remo.
Amúlio venceu e mandou matar os filhos e os netos de Numitor. Os
gémeos, Rómulo e Remo, foram lançados num cesto nas águas do
rio Tibre (que corta a atual cidade de Roma). Os deuses protegeram
os meninos, que foram amamentados por uma loba e depois criados
e educados por um pastor de nome Fáustulo.
Ora, já crescidos, Rómulo e Remo reconquistaram o trono de Alba
Longa com o consentimento do seu avô Numitor e em 753 a.C. é
fundada Roma na mesma região onde a Loba os tinha encontrado.
Anos mais tarde, Rómulo mata o seu próprio irmão Remo pela
liderança da cidade e torna-se no primeiro rei de Roma seguido de
inúmeros reis até que a monarquia é abolida em 509 a.C. substituída
por uma república.
Historicamente as pesquisas indicam que o nascimento de Roma
está ligado aos povos italiotas (sabinos e latinos) por volta do
século VIII a.C. Mas foi só por volta do século VII a.C. que os
etruscos consolidaram a fundação de Roma, ao se expandirem
pela região de Lácio.
A 21 de abril de 753 a.C., foi fundada, às margens do rio Tibre,
uma cidade que dominou a Europa durante séculos: Roma.
Localizada ao sul da Europa, na Península Itálica, foi a antiga
capital do Império Romano e é, hoje, capital do estado moderno da
Itália.

Inicialmente, a cidade não teve grande importância: era mais um


porto da rota costeira do sal, mas, sob o domínio de reis, como
Tarquínio, o Soberbo, foram realizadas campanhas expansionistas
que permitiram o controle de Lácio (região da Itália Central).
Durante o século II a.C., houve um grande avanço no
desenvolvimento de cidades romanas.

Foram construídos os primeiros aquedutos dignos desse nome


(em Roma, o terceiro aqueduto da cidade e o primeiro moderno,
chamado Márcia, foi criado antes de 144 a.C.) e foram feitas
diversas obras, como a rede de esgoto romana, as ruas
pavimentadas, os edifícios,... .
FIM
http://www.historiamais.com/lenda_fundacao_roma.htm
https://www.google.com/search?q=A+lenda+da+fundação+da+cidade+de+roma&rlz=1
C1CHBD_pt-PTPT829PT829&source=lnms&tbm=isch&sa=X&ved=0ahUKE
https://seuhistory.com/hoje-na-historia/fundacao-da-cidade-de-roma

 Trabalho realizado por: Mariana Santos nº24 e Rita Santos nº27