Na medida em que incorpora as normas de sua sociedade, a criança se endocultura, ou, como querem outros, se encultura.

Quer dizer que assimila, incorpora, absorve a maneira de pensar, agir, sentir, própria da cultura em que nasceu. É um lento ajustamento à vida social, regida por costumes legados pela tradição. Por outra, o ajustamento é fruto da internalização dos princípios que regem determinada sociedade. Internalizando tais princípios e a eles se ajusta na vida prática, plasma-se a imagem do homem requerido por esta ou aquela cultura.

Segundo Bernardi, são três os principais aspectos sob os quais se agrupam as manifestações dinâmicas da cultura: (1) a Enculturação também chamada endoculturação, (2) a internalização ou socialização, em cuja o âmbito se verificam o fenómeno da iniciação, em particular, e os ritos de passagem, em geral; (3) a Aculturação, que integra diversos fenómenos e instituições particulares como: a actividade missionária, a colonização, os movimentos de libertação e de revoluções religiosas; e a desculturação que significa a subtracção ou destruição do património cultural.

Sobre tais aspectos se pode definir como:

A Enculturação é o processo educativo pelo qual os membros de uma cultura se tornam conscientes e comparticipantes da própria cultura, ou seja, o processo através do qual os membros de uma determinada cultura assimilam seus próprios valores, seus códigos, seus hábitos e sua compreensão do mundo. É pela Enculturação que se informa e se forma a visão mental do homem e se orienta o seu comportamento, este processo tem início com o nascimento da criança e se estende até a sua morte. A criança ao nascer tem o seu comportamento totalmente biológico mas logo, ela passa a receber o impacto da cultura e é levado a assimilar comportamentos padronizados que observa a sua volta.

A endoculturação ou Enculturação é um processo de aceitação e repulsamais consciente. Segundo Herskovits a endoculturação do individuo nos primeiros anos de vida é o mecanismo dominante para a formação de sua estabilidade cultural, ao passo que o processo tal como se opera em gente mais madura é muito importante na produção da mudança [1]. É muito importante para tornar o indivíduo como membro ajustado à sociedade.

. Realmente as relações culturais ocasionam uma multiplicidade de fenómenos. fenómeno observável. é mais determinante no período infantil. a aculturação consiste na adaptação de uma cultura à outra. Na Enculturação informal. a cultura refere-se às relações existentes entre as demais culturas e aos efeitos que derivam do seu contacto. que é recusa politica da aculturação. As chamadas subcultura. onde predomina aspectos de imitação. sofrem influxo recíproco e por outras palavras. Esta cultura tem carácter colectivo.A Enculturação pode ser formal e informal. enquanto a aculturação diz respeito à dinâmica interna de uma cultura particular em relação aos seus membros. que. num preciso momento de tempo e de lugar. A Aculturação é um processo no qual duas culturas. É formal quando se dá continuamente ao longo de toda a vida e que de facto. conscientemente ou não. normativo e obrigatório. não há momento algum em que cada um de nós não amadureça com autonomia ou não receba. nas situações geográficas e politicas de fronteiras. tais como: Ø Simbiose cultural: é a coexistência ou a convivência de duas ou mais culturas. quaisquer valores ou modo de vida pelos quais se torna membro duma determinada cultura. Ø Fusão cultural. a osmose cultural. são caso típico da simbiose. geralmente uma delas sendo doadora da outra. num contacto bastante prolongado ou permanente. autarcia ou recusa comercial. particularmente. num ou vários traços. Nota-se. receptora. Ø Segregação ou o apartheid racial e cultural.

a conclusão da transmissão de dados culturais de um sistema para outro. os campos nazistas. ou seja. OUTRO TEXTO Nesse ponto. Processo de aprendizagem e educação de uma cultura. ENDOCULTURAÇÃO. que é. um caso típico da aculturação. com uma única diferença: enquanto aculturação consiste no processo de transmissão cultural de um sistema social para outro. a propagação em marcha de elementos culturais. ou traumática (comercio de escravos. Por sua vez. e não no sentido coletivo como a aculturação. Segundo Mello (1995). a subtracção e a destruição do património cultural. Ø Desculturação: é o aspecto negativo da dinâmica cultural e. a difusão cultural indica a aculturação consumada. . O sincretismo também é dominado miscigenação de traços culturais. OUTRO TEXTO ACULTURAÇÃO. A desculturação também pode ser parcial ou inteira. entrando em contacto contínuo. Pode acontecer de forma imperceptível (transformação da língua). desde a infância até à idade adulta. é necessário fazer a distinção entre os termos endoculturação e aculturação. sobretudo. ou seja. casos mais notórios e vergonhosos que a humanidade maquinou. endoculturação se refere a essa mesma transmissão só que estabelecida entre um sistema social e um indivíduo. desde o ponto de vista religioso. Mas também podemos apontar o colonialismo e a guerrilha e outras mais formas de genocídios). originam mudanças importantes em uma delas ou em ambas.Ø Sincretismo. Processo pelo qual duas ou mais culturas diferentes. aculturação e difusão cultural possuem o mesmo significado.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful