P. 1
ANÁLISE DE VIABILIDADE

ANÁLISE DE VIABILIDADE

|Views: 11.578|Likes:
Publicado porVitor Guimarães

More info:

Published by: Vitor Guimarães on Feb 19, 2012
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

02/11/2014

pdf

text

original

Sections

  • AGENDA
  • DIAGRAMA DE FLUXO DE CAIXA
  • TAXA NOMINAL E TAXA EFETIVA
  • OPERAÇÕES CONTEMPLANDO JUROS: CAPITALIZAÇÃO E DESCONTO
  • O VALOR DO DINHEIRO NO TEMPO
  • REGIMES DE CAPITALIZAÇÃO
  • REGIME DE CAPITALIZAÇÃO SIMPLES (JUROS SIMPLES)
  • FÓRMULA DE JUROS SIMPLES
  • MONTANTE E CAPITAL
  • TAXA PROPORCIONAL DE JUROS
  • TAXA EQUIVALENTE DE JUROS (SIMPLES)
  • REGIME DE CAPITALIZAÇÃO COMPOSTO (JUROS COMPOSTOS)
  • CAPITALIZAÇÃO E DESCONTOS -EXEMPLO
  • FÓRMULA DE JUROS COMPOSTOS
  • CAPITALIZAÇÃO E DESCONTOS (JUROS COMPOSTOS) -EXEMPLOS
  • CAPITALIZAÇÃO E DESCONTOS (JUROS COMPOSTOS) -EXERCÍCIOS
  • TAXA EQUIVALENTE DE JUROS (COMPOSTOS)
  • ESTRATÉGIA
  • CONEXÃO ENTRE ESTRATÉGIA E RESULTADOS
  • ILUSTRAÇÃO: DESDOBRAMENTO ESTRATÉGICO
  • ESTRATÉGIA E A GESTÃO DE PORTFOLIO DE PROJETOS
  • PROJETOS E INVESTIMENTOS
  • RELAÇÃO BENEFÍCIO/CUSTO
  • CONSIDERAÇÕES SOBRE SUCESSO DE PROJETOS
  • TIPICAÇÃO CLÁSSICA DE PROJETOS DE INVESTIMENTOS
  • A SELEÇÃO DE PROJETOS: QUAIS PROJETOS AGREGAM VALOR?
  • DECISÃO DE INVESTIMENTO
  • TÉCNICAS DE AVALIAÇÃO DE PROJETOS DE INVESTIMENTOS
  • ELABORAÇÃO DO FLUXO DE CAIXA DE UM PROJETO
  • FLUXO DE CAIXA DE UM PROJETO -EXEMPLO
  • ESTIMATIVAS RELEVANTES DO FLUXO DE CAIXA DE UM PROJETO
  • PRAZO DE ANÁLISE DO INVESTIMENTO
  • POSIÇÃO NA DATA ZERO
  • DEPRECIAÇÃO
  • POSIÇÃO NA DATA TERMINAL
  • POSIÇÃO NA DATA TERMINAL -EXEMPLO
  • POSIÇÃO DURANTE O PERÍODO DE ANÁLISE
  • RECEITAS
  • CUSTOS
  • INFLAÇÃO
  • CÁLCULO DO FLUXO DE CAIXA DO PROJETO DE INVESTIMENTO
  • CÁLCULO DO FLUXO DE CAIXA DO PROJETO DE INVESTIMENTO -EXEMPLOS
  • ILUSTRAÇÃO DE UM FLUXO DE CAIXA
  • PLANO DE NEGÓCIOS DE INVESTIMENTOS DA PIPOCA & CHURROS LTDA
  • EXERCÍCIO EM GRUPOS:
  • TAXAS DE JUROS DE UM PROJETO DE INVESTIMENTO
  • CUSTO DO CAPITAL PRÓPRIO E DE TERCEIROS
  • CUSTO MÉDIO PONDERADO DE CAPITAL
  • CUSTO DE CAPITAL E TAXA MÍNIMA REQUERIDA DE PROJETOS
  • VALOR PRESENTE LÍQUIDO (VPL) – NET PRESENT VALUE(NPV)
  • VALOR PRESENTE LÍQUIDO (VPL)
  • VALOR PRESENTE LÍQUIDO (VPL) –CRITÉRIO DE AVALIAÇÃO
  • VALOR PRESENTE LÍQUIDO (VPL) –EXERCÍCIOS
  • CÁLCULO DE VALOR PRESENTE LÍQUIDO (NPV) –EXEMPLOS (HP 12C)
  • VALOR PRESENTE LÍQUIDO (VPL) –EXEMPLO
  • VALOR PRESENTE LÍQUIDO (VPL) –EXERCÍCIO
  • TAXA INTERNA DE RETORNO (TIR) – INTERNAL RETURN RATE(IRR)
  • TAXA INTERNA DE RETORNO (TIR)
  • CÁLCULO DE TAXA INTERNA DE RETORNO (TIR) –EXEMPLOS (HP 12C)
  • TAXA INTERNA DE RETORNO (TIR) -EXERCÍCIOS
  • TAXA INTERNA DE RETORNO (TIR) –FLUXOS DE CAIXA MÚLTIPLOS
  • MAIS UMA DISCUSSÃO SOBRE A TAXA INTERNA DE RETORNO (TIR)
  • TAXA INTERNA DE RETORNO MODIFICADA (TIRM)
  • PERÍODO DE PAYBACK
  • PERÍODO DE PAYBACK-EXEMPLOS
  • ANÁLISE DO MÉTODO PERÍODO DE PAYBACK
  • PERÍODO DE PAYBACKDESCONTADO
  • PERÍODO DE PAYBACK-EXERCÍCIOS
  • ÍNDICE DE RENTABILIDADE (IR)
  • SELEÇÃO DE PROJETOS -EXERCÍCIO

Curso de Capacitação em Gerenciamento de Projetos

Curso de Capacitação em Gerenciamento de Projetos Capacitaç

Matemática Financeira e Análise de Viabilidade de Projetos
Alonso Mazini Soler, PMP
amsol@j2da.com.br www.j2da.com.br

INSTRUTOR Alonso Mazini Soler é sócio da J2DA Consulting, empresa dedicada à prestação de serviços de Consultoria e Treinamento em Gerenciamento de Programas e Projetos Complexos e Especiais (www.j2da.com.br). É Doutor em Engenharia de Produção pela POLI-USP, Mestre em Estatística pela UNICAMP e MBA em Finanças Empresariais pela FIA-USP. É certificado PMP (Project Management Professional) do PMI e CQE (Certified in Quality Engineering) da ASQC. Trabalhou 14 anos no ambiente de projetos, consultoria e educação da HP Brasil e IBM Brasil , tendo ocupado as funções de Gerente de Projetos, Gerente de Prática de Consultoria e Gerente Comercial de Projetos de Consultoria. É Professor dos programas de MBA em Gerenciamento de Projetos da FIA-USP e da FGV. Blog do Soler: j2da.wordpress.com Twitter: @alonsosoler

amsol@j2da.com.br www.j2da.com.br

2

1

Curso de Capacitação em Gerenciamento de Projetos
AGENDA 1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. Introdução à Matemática Financeira Projetos e Investimentos Fluxo de Caixa Operacional de um Projeto de Investimento Custo do Capital e Taxa Mínima Requerida Critérios de Avaliação de Viabilidade Seleção de Projetos de Investimentos Análise de Risco de Projetos de Investimentos

3

1. Introdução à Matemática Financeira

4

2

Curso de Capacitação em Gerenciamento de Projetos
DIAGRAMA DE FLUXO DE CAIXA As operações financeiras são definidas pela ocorrências de entradas e saídas monetária em tempos diferentes. O Diagrama de Fluxo de Caixa (DFC) é a representação gráfica dessas ocorrências. EX1: Foram investidos $100.000 e resgatados $ 128.000 depois de um ano. A taxa de juros da operação foi de 28% ao ano. Apresentar o DFC da operação.
$128.000

1 ano a 28% a.a. -$100.000

DFC - Forma gráfica

Anos 0 1

Capitais ($100.000) $128.000

DFC - Forma tabular

5

TAXA NOMINAL E TAXA EFETIVA Nas operações financeiras podem existir dois tipos de taxas de juros: 1. TAXA NOMINAL: Taxas de juros usadas para calcular os valores monetários do fluxo de caixa da operação. Estão expressas em período diferente do tempo de capitalização. Exemplos: 18% ao ano cobrados mensalmente 8% ao semestre capitalizada mensalmente 5% ao mês capitalizada diariamente 2. TAXA EFETIVA: Taxa de juros obtida da relação entre o valor monetário final e inicial do fluxo de caixa da operação financeira. Corresponde ao custo ou remuneração efetiva de uma operação, tomando-se como base de cálculo o valor do capital que realmente corresponde ao recebido ou desembolsado
6

3

25 P 800 ie = 25% aos 120 dias ie = Taxa Efetiva: 25% no período 8 4 .000 ie = 20% aos 120 dias ie = Taxa Efetiva: 20% no período 7 TAXA NOMINAL E TAXA EFETIVA EX2 (CONTINUA): Calcular a Taxa Efetiva de Juros considerando que o juro é pago na data de recebimento do empréstimo.000 F 1.000 120 dias in = 20% aos 120 dias ie = ??? Devolução = $1.20 P 1.Curso de Capacitação em Gerenciamento de Projetos TAXA NOMINAL E TAXA EFETIVA EX2: Um empréstimo de $1.000 Juros = $200 Total = $1.$200 = $800 120 dias in = 20% aos 120 dias ie = ??? Devolução = $1. junto com a devolução do capital recebido.000 por um prazo de 120 dias foi acertado com a taxa de juros de 20% aos 120 dias.000 .000 = = 1. Taxa Nominal: 20% no período $1.000 Total = $1.200 = = 1. Taxa Nominal: 20% no período $1.200 F 1. Calcular a Taxa Efetiva de Juros da operação considerando que o juro é pago no final da operação.

valiam mais do que toda a riqueza existente sobre a face da terra.000 anos. sujeito a valorização segundo uma taxa de juros conhecida $ ??? EX3: José Carlos colocou $500 numa caderneta de poupança. descontado a uma taxa de juros conhecida EX4: Helena Maria receberá $10. Quanto terá José Carlos disponível em sua conta ao final de três anos ? 3 anos -$500 Valor Presente (PV) e Desconto: Valor atual de um montante futuro. Como não havia qualquer registro de que o empréstimo tivesse sido devolvido. quanto Helena Maria conseguiria? $ ??? 4 anos -$10. por um período de tempo. depois de mais de 2.” (Ross. 1995) Por que ? • Perda de poder aquisitivo. o arqueólogo quis saber a quanto corresponderiam os juros e o principal se um descendente de César tentasse cobrar a dívida de um descendente do devedor no século vinte.000 9 O VALOR DO DINHEIRO NO TEMPO “alguns anos atrás um arqueólogo descobriu um a relíquia que registrava ter Júlio César emprestado o equivalente romano de um centavo de dólar a alguém.000 daqui há quatro anos. Se fosse necessário “vender” esse crédito para alguém hoje. causado pela inflação • Perda da capitalização (juros) • Perda de oportunidades 10 5 .Curso de Capacitação em Gerenciamento de Projetos OPERAÇÕES CONTEMPLANDO JUROS: CAPITALIZAÇÃO E DESCONTO Valor Futuro (FV) e Capitalização: Valor a ser recebido da aplicação de um montante. Para sua surpresa o principal mais os juros devidos. O arqueólogo achou que uma taxa 6% ao ano seria apropriada.

Desta forma. Este ganho é estabelecido basicamente em função das diversas outras oportunidades de investimento preteridas e definido o custo de oportunidade. Postergar uma entrada de caixa (recebimento) por certo tempo envolve um sacrifício. 12 6 . representado genericamente pela incerteza com relação ao futuro. 11 REGIMES DE CAPITALIZAÇÃO Os regimes de capitalização demonstram como os juros são formados e sucessivamente incorporados ao capital no decorrer do tempo. são os juros que efetivamente induzem o adiantamento do consumo. Nesta conceituação podem ser identificados dois regimes de capitalização dos juros: • Simples (ou linear) e • Composto (ou exponencial). o qual deve ser pago mediante uma recompensa. As taxas de juros devem ser eficientes de maneira a remunerar: a) o risco envolvido na operação (empréstimo ou aplicação). permitindo a formação de poupanças e de novos investimentos na economia. definida pelos juros. b) a perda do poder de compra do capital motivada pela inflação. Em princípio. determinando um volume cada vez menor de compra com o mesmo montante. c) o capital emprestado ou aplicado.Curso de Capacitação em Gerenciamento de Projetos O VALOR DO DINHEIRO NO TEMPO Receber uma quantia hoje ou no futuro não são evidentemente a mesma coisa. uma unidade monetária disponível hoje é preferível à mesma unidade monetária disponível amanhã. Os juros devem gerar um lucro ao proprietário do capital como forma de compensar a sua privação por determinado período de tempo. A inflação é um fenômeno que corrói o capital.

000. nos 5 anos.00 $1.000. indicando os vários resultados.400.00 $1. Anos Saldo no início do ano $1. não ocorrendo remuneração sobre os juros que se formam no período. isto é: 5 anos x 10% ao ano = 50% para 5 anos.00). mesmo que os juros tenham sido pagos ao final de cada ano.00 13 0 1 2 3 4 5 REGIME DE CAPITALIZAÇÃO SIMPLES (JUROS SIMPLES) Algumas observações: a) Os juros por incidirem exclusivamente sobre o capital inicial de $1. 14 7 . a remuneração calculada de $100.200.00 $100.200.100.00 de juros que foram se acumulando ao longo do período. crescendo os juros de forma linear ao longo do tempo. os juros somente incidem sobre o capital inicial da operação.00 $100. b) Em conseqüência. apresentam valores idênticos ao final de cada ano (0.00 $1.00 Juros apurados no ano $100. $500. o crescimento dos juros no tempo é linear (no exemplo.00 Saldo devedor ao final de cada ano $1.00 $1.00 $100. EX5: Admita um empréstimo de $1.000.000.00.00.00 por ano). Assim.100.500.00 pelo prazo de 5 anos.300.00). d) Como os juros variam linearmente no tempo.400. c) A remuneração do capital emprestado somente se opera pelo seu valor inicial ($1. no 5o ano.00 é obtida com base no capital emprestado há 5 anos.Curso de Capacitação em Gerenciamento de Projetos REGIME DE CAPITALIZAÇÃO SIMPLES (JUROS SIMPLES) O regime de capitalização simples comporta-se como se fosse uma progressão aritmética (PA).00 $1.00 $1. não se registrando juros sobre o saldo dos juros acumulados.10 x $1.300. ignorando-se os $400.00 = $100.000. O DFC abaixo ilustra a evolução desta operação ao período.00 $100.00 $1.00 $1.000. Os juros totais da operação atingem. revelando um comportamento idêntico a uma progressão aritmética. Neste critério. pagando-se juros simples à razão de 10% ao ano.00 $1. cresce $100. a apuração do custo total da dívida no prazo contratado é processada simplesmente pela multiplicação do número de anos pela taxa anual.

000(1 + 0. EX6: Um capital de $80. produz um valor acumulado denominado de montante. n = prazo. Pede se determinar o valor dos juros (simples) acumulados neste período.Curso de Capacitação em Gerenciamento de Projetos FÓRMULA DE JUROS SIMPLES O valor dos juros é calculado a partir da seguinte expressão: J = C0 x i x n Onde: J = valor dos juros expresso em unidade monetárias. C0 = capital. isto é: M = C0 + J M = C0 + C0 x i x n M = C0 (1+ i x n ) EX7: Uma pessoa aplica $18.00 é aplicado à taxa de 2.025 x 3 J = $ 6. Em outras palavras.000.000. É o valor (em $) representativo de determinado momento. Determinar o valor acumulado (montante) ao final deste período.5% ao mês (juros simples) durante 8 meses. o montante é constituído do capital mais o valor acumulado dos juros. M = C0 (1 + i x n ) M = 18.00 16 8 . e identificado em juros simples por M. quando aplicado a uma taxa periódica de juro por determinado tempo.015 x 8) M = $20.000.5% ao mês durante um trimestre.00 15 MONTANTE E CAPITAL Um determinado capital. i = taxa de juros.160.00 à taxa de 1. J = C0 x i x n J = 80.000 x 0. expressa em sua forma unitária.

18 9 . produzindo um rendimento financeiro de $9. EX9: Um capital de $40.00 rendendo uma taxa de juros de 1.00. Ao final deste período. Pede-se apurar a taxa de juros oferecida por esta operação.00 o total de juros da operação.000.000.00.8% ao mês produz.00 foi aplicado num fundo de poupança por 11 meses. 17 EXERCÍCIOS EX11: 2. Uma dívida de $900. O credor está oferecendo um desconto de 7% ao mês caso o devedor deseje antecipar o pagamento para hoje.Curso de Capacitação em Gerenciamento de Projetos EXERCÍCIOS EX8: Um negociante tomou um empréstimo pagando uma taxa de juros simples de 6% mês durante nove meses. EX10: Uma aplicação de $250.000.000. Calcular o prazo da aplicação.680.000. calculou em $270. Determinar o valor do empréstimo.00 irá vencer em 4 meses. juros no valor de $27. ao final de determinado período. Calcular o valor que o devedor pagaria caso antecipasse a liquidação da dívida.

O prazo a que se refere a taxa de juros (EX. Esta taxa proporcional é obtida da divisão entre a taxa de juros considerada na operação e o número de vezes em que ocorrerão os juros (quantidade de períodos de capitalização).5% ao mes 12 A aplicação de taxas proporcionais é muito difundida. o período de capitalização passa a ser expresso na unidade de tempo da taxa de juros. se a capitalização for definida mensalmente (ocorrerão 12 vezes juros no período de um ano). devendo-se nesta situação ser definido como o prazo da taxa será rateado ao período de capitalização.Curso de Capacitação em Gerenciamento de Projetos TAXA PROPORCIONAL DE JUROS Note que toda operação financeira envolve dois prazos: 1. O prazo de capitalização (ocorrência) dos juros Em inúmeras operações esses dois prazos não são coincidentes. diante de sua própria natureza linear. esta transformação é processada pela denominada taxa proporcional de juros também denominada de taxa linear ou nominal. principalmente em operações de curto prazo e curtíssimo prazo. de maneira inversa. 20 10 . apuração de encargos sobre saldo devedor de conta corrente bancária etc. 25% ao ano) 2. o percentual de juros que incidirá sobre o capital a cada mês será: Taxa Proporcional = 18% = 1. O juro pode ser capitalizado em prazo inferior/superior ao da taxa. EX12: Para uma taxa de juros de 18% ao ano. É necessário portanto expressar estes prazos diferentes na mesma base de tempo. Ou transforma-se o prazo específico da taxa para o de capitalização ou. 19 TAXA PROPORCIONAL DE JUROS No regime de juros simples.

um capital de $500. taxas proporcionais (nominais ou lineares) e taxa equivalentes são consideradas a mesma coisa.15 x 2 = 150.) = 500.Curso de Capacitação em Gerenciamento de Projetos TAXA EQUIVALENTE DE JUROS (SIMPLES) As taxas de juros simples se dizem equivalentes quando. dos juros acumulados e dos juros sobre os juros formados em períodos anteriores).000 M (15% a.000.000 Os juros produzidos pelas duas taxas lineares de juros são iguais. conseqüentemente.00.) = 500. 21 REGIME DE CAPITALIZAÇÃO COMPOSTO (JUROS COMPOSTOS) O regime de capitalização por juros compostos considera que os juros formados em cada período são acrescidos ao capital.000 x 0. logo são definidas como equivalentes.025 x 12 = 150. sendo indiferente a classificação de duas taxas de juros como proporcionais ou equivalentes. em juros simples. se aplicado a 2. produz o mesmo montante linear de juros. passará a render juros no período seguinte formando um novo montante (constituído do capital inicial. JUROS SOBRE JUROS! 22 11 .5% ao mês ou 15% ao semestre pelo prazo de um ano. EX13: Por exemplo. aplicadas a um mesmo capital e pelo mesmo intervalo de tempo.000 x 0.m. No regime de juros simples. Isto é: M (2. e assim por diante. por sua vez. o mesmo montante linear de juros.s. produzem o mesmo volume linear de juros e. Este montante.5% a. formando o montante (capital mais juros) do período.

Qual o valor do montante ao final da operação ? Qual o valor da taxa “efetiva” de juros ao final da operação ? i= FV1=$1. os juros são reinvestidos. A incorporação de juros na mesma data de seu cálculo (capitalização) 2.m.000 = 6.000 1 mês a 2% a.m.020 FV2=$1.21 − $ 1. PV1=-$1. à mesma taxa do capital 24 12 .000 = = 0.Curso de Capacitação em Gerenciamento de Projetos CAPITALIZAÇÃO E DESCONTOS .040. PV2=-$1.061.000 durante três meses seguidos na taxa de juros mensal constante e igual a 2% ao mês.061.061 $ 1.020 FV3=$1.40 0 1 2 3 Mês 23 FÓRMULA DE JUROS COMPOSTOS FV = PV (1 + i) n PV = FV (1 + i) n n PV = Valor Presente FV = Valor Futuro i = Taxa de Juros (Desconto) n = Número de Períodos  FV  i =  −1  PV  log(F / P ) n= log(1 + i ) Características do regime de juros compostos: 1.040.1% no trimestre 1 mês a 2% a.21 1 mês a 2% a.m. PV3=-$1.40 FV − PV = PV $ 1.EXEMPLO EX14: foi realizada a aplicação de $1.

000 PV = 7.30 25 CAPITALIZAÇÃO E DESCONTOS (JUROS COMPOSTOS) .00 3.52 Apaga os registradores financeiros Armazena Valor Presente Armazena número de períodos Armazena a taxa de juros desejada Apresenta Valor Futuro 3 anos a 7% a. considerando que o mercado opera a uma taxa anual de 8% ao ano ? $7.08) 4 -$10.00 612.00 3. A caderneta rende 7% de juros compostos anualmente. 10.000 <CHS> <FV> 4 <n> -$10.00 7. Pressione <F> CLEAR <REG> 10. quanto Helena Maria conseguiria.a.52 3 anos a 7% a.00 7.000 8 <i> <PV> Visor 0.07 ) FV = 612.00 -500.Curso de Capacitação em Gerenciamento de Projetos CAPITALIZAÇÃO E DESCONTOS (JUROS COMPOSTOS) .00 7.EXEMPLOS $613 Pressione <F> CLEAR <REG> 500 <CHS> <PV> 3 <n> 7 <i> <FV> Visor 0. Quanto terá José Carlos disponível em sua conta ao final de três anos ? $613 FV = PV (1 + i) n 3 FV = 500(1 + 0.350 4 anos a 8% a.a.350 FV PV = (1 + i) n 4 anos a 8% a. -$500 EX16: Helena Maria receberá $10.000.00 -10. -$500 $7.000 daqui há quatro anos.350.a.30 Apaga os registradores financeiros Armazena Valor Futuro Armazena número de períodos Armazena a taxa de juros desejada Apresenta Valor Presente 26 13 .a.350.000 PV = (1 + 0.EXEMPLOS EX15: José Carlos colocou $500 numa caderneta de poupança. Se fosse necessário “vender” esse crédito para alguém hoje.

O que você faria ? 28 14 .EXEMPLOS EX20: Suponha que há um ano você tenha investido $50. pelo qual estará recebendo $20. no próximo ano.000 em renda fixa prefixada com taxa de juro igual a 20% ao ano e no último dia deste mês você resgatará o montante total da operação.000. Dado que o mercado está operando com uma taxa de juros anual de 10%. relativamente famoso. Fundo de investimentos em ações.EXERCÍCIOS EX17: Luíza Helena pensa em investir na compra de um terreno próximo a sua casa.50 ao ano 2. Numa dessas consultas o gerente de uma outra instituição lhe oferece duas alternativas com prazo de um ano: 1. Na tentativa de não perder alguma boa oportunidade do mercado você consulta outras instituições. O preço do terreno é $85. A mesma instituição financeira está lhe oferecendo a oportunidade de reaplicar o resultado total de sua aplicação por mais um ano à taxa de 18% ao ano.000 e ela está certa de que.Curso de Capacitação em Gerenciamento de Projetos CAPITALIZAÇÃO E DESCONTOS (JUROS COMPOSTOS) . com a intenção de vendê-lo 1 ano depois. ele deveria realizar a transação ? (comente sobre o risco da operação) 27 CAPITALIZAÇÃO E DESCONTOS (JUROS COMPOSTOS) . por $400.000. como você aconselharia Luíza Helena acerca desse investimento ? EX18: Jorge de Souza acaba de fechar um contrato de consultoria. Renda fixa prefixada com taxa líquida de juro de 18. pois as taxas de juros estão declinando.000 mensais ao longo dos próximos 3 meses de vigência do contrato.000. O gerente afirma que a rentabilidade histórica anual desse fundo nos últimos dois anos é de 21% ao ano. o que significa ganho certo de $6. Sabendo que o mercado opera a uma taxa de descontos de 2% ao mês. conseguirá vender o mesmo terreno por um valor mínimo de $ 91. qual o valor presente do montante que Jorge espera receber pelo trabalho ? EX19: A empresa Des’Arts opera no segmento de compra e venda de obras de arte.000. O proprietário está as voltas com a compra de um quadro original de um pintor. quando se prevê que o quadro estará valendo $480. Supondo que a taxa de juros oferecida pelos bancos é de 10% ao ano.

103826) = 148. e n = 4 semestres: FV = PV (1 + i) n FV = 100.66% a.103826) 1/ 6 −1 i6 = 1. EX21 (CONTINUA): Um capital de $100.Curso de Capacitação em Gerenciamento de Projetos TAXA EQUIVALENTE DE JUROS (COMPOSTOS) Por se tratar de capitalização exponencial. isto é: iq = (1 + i ) Onde: 1/ q −1 q = número de períodos de capitalização.66% ao mês ou 10.s.m...63 30 4 15 .0166) = 148.457.63 24 Para i = 10.457. é indiferente (equivalente) o rendimento de 1.000. a expressão da taxa equivalente composta é a média geométrica da taxa de juros do período inteiro.00 aplicado por dois anos produz: Para i = 1.3826% a.66% ao mes 29 TAXA EQUIVALENTE DE JUROS (COMPOSTOS) . EX21: Qual a taxa equivalente mensal à taxa 10.) assim. para um mesmo capital e prazo de aplicação. e n = 24 meses: FV = PV (1 + i ) n FV = 100.3826% ao semestre.EXEMPLOS (.3826% ao semestre ? i6 = (1 + 0.000(1 + 0.000(1 + 0.

000.91% ao mês. Ou melhor: i6 = (1 + 0. chega-se ao montante de $11.00 por 6 meses a uma taxa composta de 1.200. q = 1 ano (12 meses) b) Taxa de juros equivalente trimestral q = 1 ano (4 trimestres) i12 = (1 + 0.12) 1/ 6 −1 i6 = 1. esse percentual deve ser expresso em termos de taxa equivalente composta.Curso de Capacitação em Gerenciamento de Projetos TAXA EQUIVALENTE DE JUROS (COMPOSTOS) .a.000. os 12% de rendimentos do semestre determinam uma rentabilidade efetiva mensal de 1. ou seja.000.91%.91% ao mes Naturalmente. Assim. o montante de $11.25) 1/ 4 −1 i4 = 5.877% ao mes i4 = (1 + 0.00: FV = PV (1 + i) n FV = 10. ao final de 6 meses.200.EXEMPLOS EX22: Quais as taxas de juros compostos mensal e trimestral equivalentes a 25% ao ano? a) Taxa de juros equivalente mensal i = 25% a. e não de 2% conforme anunciado.12 Efetivamente.00 produz. em bases mensais.200.00. os 12% constituem-se na taxa de rentabilidade da operação para o período inteiro de um semestre.EXEMPLOS EX22: Um certo banco divulga que a rentabilidade oferecida por uma aplicação financeira é de 12% ao semestre (ou 2% ao mês).737% ao trimestre 32 16 .000(1 + 0.00 x 1. $10. ao se aplicar $10. Desta maneira.00 6 31 TAXA EQUIVALENTE DE JUROS (COMPOSTOS) . uma aplicação de $10.25) 1 / 12 −1 i12 = 1.0191) = 11. e.

É indiferente.78% a.000(1 + 0. n = 1 ano. Projetos e Investimentos 34 17 .78% ao ano.EXEMPLOS EX23: Explicar a melhor opção: aplicar um capital de $ 60.s.000(1 + 0. diz-se que as taxas são equivalentes.78% a.a.9% a.78% a.s.099 ) = 72. FV = PV (1 + i ) n FV (9. para um mesmo prazo. para um mesmo prazo.a. ou a 20.) = 60.) = 60.2078) = 72.000. Para a identificação da melhor opção apura-se o montante para as duas taxas para um mesmo período.00 1 2 A taxa de 9.9% ao semestre ou à taxa de 20. 33 2.468.9% a. Neste caso.9% a.00 à taxa de juros compostos de 9. Por exemplo.468.s. produz o mesmo montante que 20. e para o regime de juros compostos aplicar a 9.00 FV (20.a.Curso de Capacitação em Gerenciamento de Projetos TAXA EQUIVALENTE DE JUROS (COMPOSTOS) .

• Estratégia é a criação de uma posição exclusiva e valiosa. 36 18 .Curso de Capacitação em Gerenciamento de Projetos ESTRATÉGIA Para fazer frente a essa situação. Descontinuidades. • Estratégia é efetuar tradeoffs ao competir e escolher o que não fazer. o sucesso da organização. Inovações. as organizações definem e planejam suas Estratégias: Modo como a organização se orienta e opera (. Do sucesso dos projetos e do alcance de seus objetivos individuais depende o sucesso das estratégias e. • Estratégia é uma aposta no caminho a seguir que (potencialmente) levará a empresa a perseguir seus objetivos de futuro.. em decorrência.envolvendo um conjunto diferente de atividades. PROJETOS RESULTADOS Projetos servem para transformar as estratégias em realidade. Ameaças Incertezas. 35 Oportunidades.. etc CONEXÃO ENTRE ESTRATÉGIA E RESULTADOS ESTRATÉGIAS PROJETOS Projetos são instrumentos táticos da execução de ações estratégicas. • Estratégia é uma corrida para chegar a uma posição ideal.) internamente e em relação ao mercado e aos seus concorrentes para atingir os seus objetivos.

6.00 38 19 . Realizar pesquisa sobre necessidades do segmento 2.Curso de Capacitação em Gerenciamento de Projetos ILUSTRAÇÃO: DESDOBRAMENTO ESTRATÉGICO ESTRATÉGICA: AMPLIAR A OFERTA DA EMPRESA NO SEGMENTO AUTOMOTIVO OBJETIVOS INDICADORES INICIATIVAS 1. Aumentar significativamente as receitas provenientes de vendas para o segmento automotivo em 2010 1.. . MR$ 1. Projeto 2: Renovação do contrato com a GM 3.00 3. . Criar área de vendas específica para o segmento 3. Projeto 3: Contrato com a FIAT 4.... Projeto 1: Contrato com a Ford 2. Destacar uma equipe de engenharia específica para atender o segmento 4.. Adaptar as instalações e sistemas de fabricação às especificidades do segmento 5. . MR$ 300.. Implantar 5S na usina BENEFÍCIO 1.00 2. 1.000. Aumentar significativamente as receitas provenientes de vendas para o segmento automotivo em 2010 Total da receita anual da empresa proveniente do segmento automotivo META: 40% da receita de 2010 ser proveniente de vendas para o segmento automotivo Entender o segmento de mercado Vender Estar apto a entregar 37 ILUSTRAÇÃO: DESDOBRAMENTO ESTRATÉGICO ESTRATÉGICA: AMPLIAR A OFERTA DA EMPRESA NO SEGMENTO AUTOMOTIVO OBJETIVOS INDICADORES Total da receita anual da empresa proveniente do segmento automotivo META: 40% da receita de 2010 ser proveniente de vendas para o segmento automotivo PROJETOS RECEITAS 1. MR$ 500. 5.

está baseada na expectativa de resultados atraentes de criação e/ou manutenção de valor. geralmente.-Objetivos Objetivos .Curso de Capacitação em Gerenciamento de Projetos ESTRATÉGIA E A GESTÃO DE PORTFOLIO DE PROJETOS Tradução da Estratégia Análise do Análise do Ambiente Ambiente Estratégias Estratégias . Data Atual Data Término Benefícios Avaliação do Projeto Decisão de Autorização GO NO GO Produto do Projeto Realização do Projeto Retorno do Projeto Tempo Custos Relação B/C 40 20 . de certa forma.-Metas Metas Seleção de Seleção de Projetos Projetos Gerenciamento Gerenciamento de Projetos de Projetos Portfolio de Portfolio de projetos projetos Gestão Estratégica: Definindo os rumos e as intenções da organização Gestão Por Projetos: Transformando idéias em realidade. Criação de Valor 39 PROJETOS E INVESTIMENTOS Todo projeto é. Intenções em ações. um investimento para a organização que o executa e a sua autorização.

Eficiência: Quão bem o projeto foi conduzido? . Abordagem Tradicional do Gerenciamento de Projetos: Restrições Triplas (Prazo. . Custo e Qualidade) 2. recuperem o custo explícito ou implícito do capital consumido pelo projeto” (Cohen & Graham. mas implica necessariamente na produção de resultados que. Abordagem Baseada na Satisfação do Cliente.Eficácia: O projeto alcançou os benefícios esperados ? Benefícios Decisão de Autorização Avaliação do Projeto GO Produto do Projeto Realização do Projeto Retorno do Projeto Tempo Data de Entrega Prometida NO GO Custos 42 21 .benefícios podem ser considerados em termos financeiros ou não financeiros” (Kerzner. de algum modo. 2001) “O valor para os stakeholders talvez não envolva lucro.Curso de Capacitação em Gerenciamento de Projetos RELAÇÃO BENEFÍCIO/CUSTO “As organizações tendem a não autorizar projetos cujos benefícios não superem seus custos . 2002) 41 CONSIDERAÇÕES SOBRE SUCESSO DE PROJETOS 1.

por exemplo. Isso inclui a reposição ou atualização tecnológica de. programas de computador (software) Projetos de modernização: Reconstrução.Curso de Capacitação em Gerenciamento de Projetos TIPICAÇÃO CLÁSSICA DE PROJETOS DE INVESTIMENTOS Projetos de Expansão: Aquisição de ativos imobilizados para aumentar as produção. à luz de uma análise situacional que leva em consideração o produto do projeto. seus recursos são limitados e a escolha deve ser feita de modo a tirar o maior proveito possível dos resultados desses projetos. máquinas. pesquisa e desenvolvimento. A seleção de projetos é geralmente feita. Isso pode-se dar por meio de novas unidades comerciais. entretanto. As organizações geralmente estão às voltas com a possibilidade da implementação de uma infinidade de projetos. etc. equipamentos ou veículos. recondicionamento ou adaptação de uma máquina ou das instalações para conseguir maior eficiência Projetos Intangíveis: gastos com propaganda. os critérios que caracterizam suas prioridades. o potencial de agregação de valor combinado com os interesses de negócio da organização e a sua capacidade de executá-lo. Projetos de Substituição: Substituir ou renovar ativos obsoletos ou gastos pela elevada vida útil. depósitos ou instalações fabris. Seleção do Projeto Retorno do Investimento Execução do Projeto Ciclo de Vida dos Resultados 44 22 . participação no mercado ou área geográfica. treinamento e serviços de consultoria à administração 43 A SELEÇÃO DE PROJETOS: QUAIS PROJETOS AGREGAM VALOR? A SELEÇÃO DE PROJETOS é o processo de avaliação e escolha de projetos a serem autorizados.

vi.” (Ross. i. ii. baseada em benefícios financeiros. as pessoas recorreriam ao mercado em lugar de realizar o projeto. v. iv.Curso de Capacitação em Gerenciamento de Projetos DECISÃO DE INVESTIMENTO “There is NO Free Lunch” M. iii. Elaboração do Fluxo de Caixa do Projeto Valor Presente Líquido (NPV) Taxa Interna de Retorno (IRR) Período de Payback Índice de Rentabilidade (IR) Custo de Oportunidade “Princípio Fundamental da Tomada de Decisão de Investimentos: Um projeto deve ser tão ou mais atraente quanto as alternativas disponíveis no mercado financeiro.Friedman (?) EMPRESA Comitê de Investimentos Divisão A Divisão B --Divisão Z Proposta 1 Proposta 2 --Proposta j Carteira de Investimentos Projeto 1 Projeto 2 --Projeto m m≤ j 45 TÉCNICAS DE AVALIAÇÃO DE PROJETOS DE INVESTIMENTOS Orçamentação de Capital pode ser entendida como o processo de tomada de decisão sobre a seleção de projetos. de outro modo. 1995) 46 23 .

Curso de Capacitação em Gerenciamento de Projetos

3. Fluxo de Caixa Operacional de um Projeto de Investimento

47

ELABORAÇÃO DO FLUXO DE CAIXA DE UM PROJETO Um fluxo de caixa representa uma série de pagamentos ou de recebimentos que se estima ocorrer em determinado intervalo de tempo. Antes de seu início, o fluxo de caixa de um projeto de investimentos é formado apenas por estimativas, as melhores possíveis de acordo com o tempo disponível, o empenho dedicado e o dispêndio de dinheiro empregado na sua elaboração. Dependendo do projeto, várias divisões da empresa podem estar envolvidas na elaboração do fluxo financeiro do projeto. Em geral, as estimativas dos fluxos de caixa do projeto são provenientes da experiência prévia do especialista, do histórico de projetos da empresa e das consultas à benchmarks da indústria. Quanto maior forem o tamanho e a complexidade do projeto, maiores serão as dificuldades de se realizar as estimativas. A elaboração de fluxos de caixa baseados em cenários futuros é uma prática comum e recomendada (Cenários Otimista, Realista, Pessimista). OBS: Todas as estimativas relevantes decorrentes da aprovação do projeto de investimento serão consideradas depois dos impostos, de outro modo não representarão o retorno do projeto na óptica do investidor.

48

24

Curso de Capacitação em Gerenciamento de Projetos
FLUXO DE CAIXA DE UM PROJETO - EXEMPLO
Dez-2004 R$ 950.000 Dez-2005 R$ 3.750.000 Dez-2006 R$ 4.500.000 R$ 2.500.000 R$ 2.000.000 R$ 48.000 R$ 600.000 R$ 473.200 R$ 1.526.800 Dez-2007 R$ 4.725.000 R$ 2.600.000 R$ 2.125.000 R$ 48.000 R$ 600.000 R$ 516.950 R$ 1.608.050 Dez-2008 R$ 4.961.250 R$ 2.704.000 R$ 2.257.250 R$ 48.000 R$ 600.000 R$ 563.238 R$ 1.694.013 Dez-2009 R$ 5.209.313 R$ 2.812.160 R$ 2.397.153 R$ 48.000 R$ 600.000 R$ 612.204 R$ 1.784.949 Dez-2010

(-) Investimentos (+) Receitas (-) Custos (=) Lucro Bruto (-) Depreciação Prédio (-) Depreciação Equipamento (-) IR (TX = 0,35) (=) Fluxo de Caixa Operacional (+) Valor residual (=) Fluxo de Caixa

R$ 5.469.778 R$ 2.924.646 R$ 2.545.132 R$ 48.000 R$ 600.000 R$ 663.996 R$ 1.881.136 R$ 1.596.500 (R$ 950.000) (R$ 3.750.000) R$ 1.526.800 R$ 1.608.050 R$ 1.694.013 R$ 1.784.949 R$ 3.477.636

49

ESTIMATIVAS RELEVANTES DO FLUXO DE CAIXA DE UM PROJETO A construção de um fluxo de caixa de projeto de investimento passa por quatro atividades básicas: 1. Definição do prazo de análise do investimento 2. Estimação da posição na data zero (investimento): Nessa data ocorrem o investimento em ativos do projeto 3. Estimação da posição na data terminal (valor residual): Nesta data o capital investido em ativos poderá ser total ou parcialmente recuperado pelo seu valor residual. 4. Estimação da posição durante o período de análise do investimento: Durante o prazo de análise, o investimento gerará retornos líquidos, capitais denominados como fluxos de caixa operacionais (FCO), ou melhor, FCO = R-C-IR, ou seja, receitas menos custos menos imposto sobre o lucro ou renda.

50

25

Curso de Capacitação em Gerenciamento de Projetos
PRAZO DE ANÁLISE DO INVESTIMENTO Como regra inicial, o prazo de análise de um investimento deve ser definido de forma que seja possível incluir no fluxo de caixa todas as estimativas futuras significativas das receitas e dos desembolsos. Prazos de análise pré-estabelecidos: Tratam-se de benchmarks adotados pela empresa e/ou pela indústria para avaliar a recuperação do investimento. Por exemplo, de modo geral investimentos em equipamentos de produção da industria manufatureira são avaliados pelos prazos de cinco a dez anos. • • Prazo de análise maior que a vida útil dos equipamentos (substituição de equipamentos durante o período de avaliação do projeto) Prazo de análise menor que a vida útil dos equipamentos (inclusão de valores residuais ao final do período de avaliação)

Prazos definidos à luz do ciclo de vida dos produtos do projeto, através dos quais considera-se avaliar o tempo decorrido da investigação ao prazo de saturação do produto no mercado.
51

POSIÇÃO NA DATA ZERO São considerados todos os investimentos relevantes do projeto - todos o desembolsos necessários para que os produto do projeto esteja disponível para operação e, potencialmente, gerar as receitas previstas no projeto de investimento. Data ZERO refere-se à comparação da duração do projeto com a referência do prazo de análise do investimento. Geralmente a duração do projeto é bem menor que a avaliação de seu retorno. EXEMPLO: Instalação de um novo equipamento na empresa
(+) Valor dos ativos comprados, incluindo despesas com fretes, seguros, etc (+) Instalação de equipamentos, materiais, mão de obra, etc. (+) Despesa operacionais iniciais, materiais e mão de obra (+) Despesas de treinamento (+) Outras despesas iniciais necessárias (=) Investimentos relevantes na data zero

52

26

seja para ser vendido como sucata.000.000 em materiais e $100.000 em mão de obra. etc. As estimativas das despesas operacionais iniciais e das despesas de treinamento do pessoal de operação e manutenção são. em geral. materiais e mão de obra (+) Despesas de treinamento (+) Outras despesas iniciais necessárias (=) Investimentos sem venda dos equipamentos substituídos (+) Venda dos equipamentos substituídos (-) Despesas de preparação dos equipamentos vendidos (-/+) Tributação sobre a venda (=) Venda depois dos impostos (=) Investimentos relevantes na data zero 53 POSIÇÃO NA DATA ZERO .EXEMPLO EX24: Um projeto de investimento exige que sejam realizados investimentos em diversos equipamentos no valor total de $1. incluindo despesas com fretes. etc (+) Instalação de equipamentos. mão de obra. diferente do valor de mercado.500. materiais. O resultado da diferença entre o valor da venda. incluindo despesas (+) Instalação de equipamentos. Para a instalação desses ativos será necessário desembolsar $250. seguros. as despesas de preparação do equipamento e seu valor contábil gera um ganho (ou perda) de capital sujeito a tributação. na data da venda. etc. mão de obra. (+) Despesa operacionais iniciais.000 e $85. $55. materiais. EXEMPLO: Substituição de um equipamento na empresa (+) Valor dos ativos comprados.000.Curso de Capacitação em Gerenciamento de Projetos POSIÇÃO NA DATA ZERO Algumas vezes. Respectivamente. seja para continuar a operar como equipamento de segunda mão. (+) Despesa operacionais iniciais (+) Despesas de treinamento (=) Investimentos relevantes na data zero 54 27 . os equipamentos substituídos tem um valor residual contábil. Qual o investimento relevante na data zero? Solução: (+) Valor dos ativos comprados.

(+) Despesa operacionais iniciais (+) Despesas de treinamento (=) Investimentos relevantes na data zero $ 1. Qual o valor do investimento relevante na data zero se o valor contábil dos equipamentos substituídos é $125.000 55 POSIÇÃO NA DATA ZERO .500.000 $ 350. etc. materiais.000 $ 1. materiais.Curso de Capacitação em Gerenciamento de Projetos POSIÇÃO NA DATA ZERO .EXEMPLO EX24 (CONTINUA): Adicionar à estimativa $180.000 $ 85.000.990. incluindo despesas (+) Instalação de equipamentos.EXEMPLO (+) Valor dos ativos comprados. (+) Despesa operacionais iniciais (+) Despesas de treinamento (=) Investimentos sem venda dos equipamentos substituídos Venda dos equipamentos substituídos (-) Despesas de preparação dos equipamentos (=) Venda líquida dos equipamentos substituídos (-) Tributação sobre a venda (=) Venda depois dos impostos (=) Investimentos relevantes na data zero 56 28 . mão de obra. etc. sendo as despesas de preparação dos equipamentos estimadas em $30.000 pelo recebimento da venda do grupo de equipamentos substituídos.000 $ 55.000 e a alíquota de imposto de renda é de 35%? Solução: (+) Valor dos ativos comprados. incluindo despesas (+) Instalação de equipamentos. mão de obra.

imóveis e instalações) da empresa. materiais.EXEMPLO (+) Valor dos ativos comprados. os ativos vão perdendo valor.848.750 57 DEPRECIAÇÃO A DEPRECIAÇÃO: É o custo ou a despesa decorrentes do desgaste ou da obsolescência dos ativos imobilizados (máquinas.000 $ 30.000 $ 150.000 Venda dos equipamentos substituídos (-) Despesas de preparação dos equipamentos (=) Venda líquida dos equipamentos substituídos (-) Tributação sobre a venda (=) Venda depois dos impostos $ 180.000 $ 8. essa perda de valor é apropriada pela contabilidade periodicamente até que esse ativo tenha valor reduzido a zero.500. Ao longo do tempo.000 $ 350. etc. mão de obra. móveis.750 $ 141.000 $ 85.990. 58 29 . incluindo despesas (+) Instalação de equipamentos. (+) Despesa operacionais iniciais (+) Despesas de treinamento (=) Investimentos sem venda dos equipamentos substituídos $ 1.250 (=) Investimentos relevantes na data zero $ 1.000 $ 1.Curso de Capacitação em Gerenciamento de Projetos POSIÇÃO NA DATA ZERO .000 $ 55. veículos. com a obsolescência natural ou desgaste com uso na produção.

transporte. o valor residual de toda a instalação. na data terminal do projeto. A venda de todos os ativos na data terminal gerará uma receita bruta estimada de $155.000. o valor contábil de um equipamento ou instalação poderá ser diferente do seu correspondente valor de mercado. ou de apenas um equipamento. O valor residual de um ativo na data terminal será igual ao preço de venda menos a soma das despesas decorrentes da venda (desmontagem.Curso de Capacitação em Gerenciamento de Projetos POSIÇÃO NA DATA TERMINAL Em qualquer ano do prazo de análise do investimento. considerando a alíquota do imposto de renda igual a 30% e as despesas de preparação dos ativos estimados em $5.EXEMPLO EX25: O investimento em ativos do projeto foi estimado em $900.000 Valor contábil (+) Valor da venda (bruta) dos ativos (-) Despesa da venda dos ativos Ganho de capital (-/+) Tributação sobre a venda (=) Valor residual na data terminal 60 30 . Portanto. etc) e do imposto de renda decorrente dessas transação Valor contábil (+) Valor da venda (bruta) dos ativos (-) Despesa da venda dos ativos Ganho de capital (-/+) Tributação sobre a venda (=) Valor residual na data terminal 59 POSIÇÃO NA DATA TERMINAL . O valor residual é uma estimativa relevante que corresponde ao valor da venda líquida. obtida da venda bruta dos ativos.000 que estarão todos depreciados ao final do prazo de análise do investimento. seja para ser vendido como sucata. Calcular o valor residual do investimento. seja para continuar realizando o mesmo trabalho. poderá ter um valor de mercado diferente de zero.

000 61 POSIÇÃO DURANTE O PERÍODO DE ANÁLISE O fluxo de caixa operacional (FCO) do projeto de investimento será composto.000 R$ 2.545.000 R$ 2.881.000 $ 45.000 R$ 600.608.694.000 R$ 48.500 (R$ 950.000 R$ 2.000 R$ 663.950 R$ 1.750.469.000 $105.35) (=) Fluxo de Caixa Operacional (+) Valor residual (=) Fluxo de Caixa R$ 5.961.812.778 R$ 2.013 R$ 1.924.000 R$ 600.750.000 R$ 600.800 R$ 1.000 Dez-2006 R$ 4.257. genericamente pelas estimativas de receitas menos custos menos imposto sobre o lucro ou renda.050 Dez-2008 R$ 4.725.784.125.013 Dez-2009 R$ 5.608.949 R$ 3.500.000 $ 150.784.200 R$ 1.646 R$ 2.000 Dez-2005 R$ 3.000 R$ 473.526.000 R$ 600.996 R$ 1.636 62 31 .477.694.EXEMPLO Valor contábil (+) Valor da venda (bruta) dos ativos (-) Despesa da venda dos ativos Ganho de capital (-/+) Tributação sobre a venda (=) Valor residual na data terminal $0 $155.397.160 R$ 2. FCO = R-C-IR Dez-2004 R$ 950.704.596.526.000 $ 5.949 Dez-2010 (-) Investimentos (+) Receitas (-) Custos (=) Lucro Bruto (-) Depreciação Prédio (-) Depreciação Equipamento (-) IR (TX = 0.209.153 R$ 48.250 R$ 2.600.132 R$ 48.204 R$ 1.500.000 R$ 563.136 R$ 1.000 R$ 600.000) (R$ 3.800 Dez-2007 R$ 4.000 R$ 516.000) R$ 1.000 R$ 48.Curso de Capacitação em Gerenciamento de Projetos POSIÇÃO NA DATA TERMINAL .050 R$ 1.000.313 R$ 2.000 R$ 2.000 R$ 2.238 R$ 1.250 R$ 48.000 R$ 612.

custos de mão de obra direta e indireta. pois eles já estarão contemplados na avaliação da viabilidade do projeto. etc. OBS: Os dados devem ser considerados sempre depois dos impostos. 64 32 . custos de manutenção da operação. da participação da empresa nesse mercado potencial e da quantidade e preço unitário de venda do produto. e outros tipos de custos operacionais e não operacionais que fazem parte do ciclo de venda e produção referente ao projeto de investimento. Alguns parâmetros difíceis de serem estimados: .Curso de Capacitação em Gerenciamento de Projetos RECEITAS As estimativas de receitas surgem de pesquisas de mercado. as despesas de vendas. da tendências de consumo.Aumento do quadro de pessoal . dos efeitos da publicidade. 63 CUSTOS As estimativas de custos apontam para o agrupamento de todos os custos relevantes provocados pela operação do projeto. que medem o tamanho potencial do mercado.Substituição de equipamento ao longo da operação Os custos financeiros não devem ser incluídos no fluxo de caixa de um projeto de investimento. Por exemplo. São ainda suportadas por sólidos conhecimento do comportamento da relação preço-volume do produto frente aos possíveis estados da economia (cenários). Definidos o volume de vendas e o preço unitário do produto será possível estimar as vendas anuais do novo produto. os custos de matéria prima. da reação dos concorrentes.

Quando o preço unitário de venda do produto não incluir os efeitos inflacionários durante o prazo de análise. Ou seja. ou real Assim.Curso de Capacitação em Gerenciamento de Projetos INFLAÇÃO Há dois modos de se conceber a elaboração do fluxo de caixa de um projeto de investimento: 1. se as receitas estiverem sendo medidas em moeda corrente. os custos deverão estar indexados pelos índices de inflação. então não se deve indexar os custos 65 CÁLCULO DO FLUXO DE CAIXA DO PROJETO DE INVESTIMENTO LUCRO BRUTO: LucroBruto = ( R − C ) LUCRO TRIBUTÁVEL: Lucro Tributavel = ( R − C − Dep) IMPOSTO DE RENDA DEVIDO: IR = ( R − C − Dep) xTIR FLUXO DE CAIXA OPERACIONAL: FCO = LucroBruto − IR FCO = ( R − C ) − IR FCO = ( R − C ) − ( R − C − Dep) xTIR FCO = ( R − C ) x(1 − TIR ) + Dep xTIR 66 33 . Quando o preço unitário de venda do produto incluir os efeitos inflacionários durante o prazo de análise. então as estimativas de receitas estarão sendo medidas em moeda corrente. as demais estimativas de custos do fluxo de caixa deverão seguir o princípio adotados para o cômputo das receitas. ou nominal 2. Quando as receitas estiverem sendo medidas em moeda constante. então as estimativas de receitas estarão sendo medidas em moeda constante.

0 Investimento Inicial (+) Receitas (-) Custos (=) LUCRO BRUTO Depreciação LUCRO TRIBUTÁVEL IR FLUXO DE CAIXA OPERACIONAL Valor Residual FLUXO DE CAIXA DO INVESTIMENTO 1 2 3 4 68 34 .010. considerando: • • • • O investimento relevante na data zero é igual a $250.050.350.000 $1.EXEMPLOS EX26: A tabela a seguir registra as receitas e custos relevantes de um projeto de investimento com prazo de análise de quatro anos.435.280.000 A depreciação será total e linear durante os quatro anos A alíquota do imposto de renda será de 35% O valor residual dos ativos adquiridos na data terminal é nulo 67 CÁLCULO DO FLUXO DE CAIXA DO PROJETO DE INVESTIMENTO .000 3 $1.000 4 $1.Curso de Capacitação em Gerenciamento de Projetos CÁLCULO DO FLUXO DE CAIXA DO PROJETO DE INVESTIMENTO .000 $985.EXEMPLOS EX26 (CONTINUA): A tabela a seguir registra as receitas e custos relevantes de um projeto de investimento com prazo de análise de quatro anos.400.000 $1.000 Construir o fluxo de caixa operacional do projeto.050. 1 (+) Receitas (-) Custos $1.000 2 $1.000 $1.

875 $1.000 $62.375 $249.350.375 $1.000 $1.280.000 $62.000 $62.625 $249.000 $1.500 $100.000 $1.875 $242.EXEMPLOS 0 Investimento Inicial (+) Receitas (-) Custos (=) LUCRO BRUTO Depreciação LUCRO TRIBUTÁVEL IR FLUXO DE CAIXA OPERACIONAL ($250.Curso de Capacitação em Gerenciamento de Projetos CÁLCULO DO FLUXO DE CAIXA DO PROJETO DE INVESTIMENTO .400.000 $985.050.500 $112.000 $385.010.125 1 2 3 4 69 ILUSTRAÇÃO DE UM FLUXO DE CAIXA EXEMPLO: Ilustre a elaboração de um Fluxo de Caixa de um projeto de investimento para a concessão da cantina no prédio da fábrica.625 $213.625 $1.500 $97.000 $340.875 $272.125 $272.000 $295.000) $250. O contrato prevê 5 anos de concessão.050. • • • • Definição do prazo de análise do investimento Estimação da posição na data zero Estimação da posição na data terminal (Valor Residual) Estimação da posição durante o período o período de análise do investimento 70 35 .000 $1.500 $81.435.000 $350.125 $242.375 $213.000 $62.

Esses carrinho deverão circular por uma região desassistida desse tipo de serviço e para a qual você acaba de conseguir um alvará da prefeitura. defina premissas e estime valores. portanto. Sua avaliação será feita pelo raciocínio aplicado. • • • • Definição do prazo de análise do investimento Estimação da posição na data zero Estimação da posição na data terminal (Valor Residual) Estimação da posição durante o período o período de análise do investimento 72 36 . Use a sua criatividade.Curso de Capacitação em Gerenciamento de Projetos ILUSTRAÇÃO DE UM FLUXO DE CAIXA 0 Investimento Inicial (+) Receitas (-) Custos (=) LUCRO BRUTO Depreciação LUCRO TRIBUTÁVEL IR FLUXO DE CAIXA OPERACIONAL Valor Residual FLUXO DE CAIXA DO INVESTIMENTO 1 2 3 4 5 PREMISSAS ADOTADAS (descreva): • • • • Definição do prazo de análise do investimento Estimação do investimento necessário Estimação do valor residual Estimação do Fluxo de Caixa do investimento 71 PLANO DE NEGÓCIOS DE INVESTIMENTOS DA PIPOCA & CHURROS LTDA EXERCÍCIO EM GRUPOS: Ilustre a elaboração de um Plano de Negócios e de um Fluxo de Caixa Operacional para um projeto de aquisição de cinco novos carrinhos de pipoca para a sua atual ‘frota’ de carrinhos na cidade. deixe clara e registrada a sua lógica.

É o custo de oportunidade de abandonar a melhor alternativa disponível em favor do investimento escolhido. 74 37 . .Curso de Capacitação em Gerenciamento de Projetos 4. Custo do Capital e Taxa Mínima Requerida 73 TAXAS DE JUROS DE UM PROJETO DE INVESTIMENTO Taxa Mínima Requerida: É a mínima taxa de retorno que o investidor (emprestador ou acionista) exige para aceitar um investimento (também chamada de custo do capital). que pode ser diferente da taxa esperada.Reflete o valor do dinheiro no tempo e o risco do fluxo de caixa do investimento.Pode também ser considerada como a a taxa de juro oferecida por outros ativos com risco equivalente ao do investimento. . É a quantia que as empresa precisam pagar ao investidor para atender às suas expectativas de retorno. Taxa Realizada (Retorno Realizado): É a taxa obtida depois da conclusão do investimento. Taxa Esperada (Retorno Esperado): É a taxa de retorno oferecida pelo investimento como conseqüência da rentabilidade do investimento.

e sempre buscam maiores retornos para os mesmos níveis de riscos. é menor o seu retorno esperado. Tanto emprestadores externos quanto acionistas correm riscos ao fornecer capital à empresa para seus projetos.Curso de Capacitação em Gerenciamento de Projetos PROJETOS E INVESTIMENTOS Retorno Mínimo Requerido Data Atual Benefícios Análise do Projeto Decisão de Autorização GO NO GO Produto do Projeto Realização do Projeto Retorno do Projeto Tempo Data de Entrega Prometida Retorno Real Retorno Esperado Custos Relação Benefício/Custo 75 CUSTO DO CAPITAL PRÓPRIO E DE TERCEIROS O CUSTO DO CAPITAL é a quantia que as empresas precisam pagar aos emprestadores e acionistas para atender suas expectativas de retorno. 76 38 . • O Risco de emprestadores externos é menor uma vez que dispõem de documentos que garantem a devolução do capital investido – da amortização do principal e da parcela dos juros. Quanto maiores os riscos. os acionistas nutrem maiores expectativas quanto ao nível de dividendos recebidos e de valorização de suas ações. Portanto. É determinado pela combinação Risco-Retorno do investidor. pois não conta com garantias específicas de devolução e remuneração do capital investido. • O acionista que investe na mesma empresa assume riscos maiores do que o emprestador. Entretanto. maiores tendem a ser as taxas de juros cobradas pelos investidores.

35) + (0. Se a taxa de juros for de 10% e o custo do capital próprio for de 15%.15)] = 0. se o nível de risco de um novo projeto for diferente do nível de risco da empresa.1275 77 CUSTO DE CAPITAL E TAXA MÍNIMA REQUERIDA DE PROJETOS As empresas operam com um custo de capital compatível com o nível de risco de seu negócio. Entretanto. Primeiro apuram-se os totais de capital próprio e de terceiros.1)(1 − 0. deve-se estar preparado para: • Definir o nível de risco de cada projeto. o risco do novo projeto poderá ser diferente do risco médio dos ativos da empresa. • Obter o valor da taxa mínima requerida para o projeto. CMPC = [ (0.3)(0. portanto: • Se o nível de risco de um novo projeto for comparável com o nível de risco da empresa.Curso de Capacitação em Gerenciamento de Projetos CUSTO MÉDIO PONDERADO DE CAPITAL As empresas determinam o CUSTO MÉDIO PONDERADO DE CAPITAL mediante o cálculo da média ponderada do custo do capital próprio e do capital de terceiros. 78 39 . provavelmente. associada ao seu nível de risco. deve-se analisar qual a taxa mínima requerida para o empreendimento que. • Entretanto. CMPC = [ (% cap _ terc )(custo _ cap _ terc )(1 − IR ) + (% cap _ prop )(custo _ cap _ prop )] EX27: Suponha uma empresa com 30% de capital de terceiros e 70% de capital próprio. resultando numa taxa média de retorno que possibilitará o atendimento das expectativas dos emprestadores e dos acionistas e a preservação do custo médio ponderado do capital. Em seguida determina-se a porcentagem de cada um em relação ao total e calcula-se a média ponderada do retorno esperado com base nas respectivas porcentagens.7 )(0. Assim. O CMPC reflete o risco médio dos ativos da empresa. o CMPC será (considerando a alíquota de IR = 35%):. ao analisar a viabilidade de um projeto. o custo do capital poderá ser usado como taxa mínima requerida para o retorno financeiro do projeto. será diferente do custo de seu capital.

000 R$ 80.388 40 .000 220.12)6 (1.000 + + + + + + (1.356 R$ 139. EX28: ANOS 0 1 2 3 4 5 6 7 INVESTIMENTO (R$ 600.000 R$ 150.000 R$ 180.a.000 R$ 200.000 R$ 180.000) R$ 107.000 150.000 + 120. através do modelo de juros compostos.Curso de Capacitação em Gerenciamento de Projetos 5.000 R$ 220.12)4 (1.) (R$ 600.12)2 (1.000 R$ 220.000) R$ 120.000 FLUXO DE CAIXA (R$ 600.000 R$ 150. descontado à taxa de juros mínima requerida.388 VPL = −600.000 180.12)7 80 VPL = $ 121.000 80.143 R$ 119.000 150. O Método do Valor Presente Líquido explicita a contribuição do projeto de investimento no aumento do valor da empresa.114 R$ 91.12)3 (1.12)5 (1. Critérios de Avaliação de Viabilidade 79 VALOR PRESENTE LÍQUIDO (VPL) – NET PRESENT VALUE (NPV) Valor Presente Líquido (VPL): Contribuição atual de um fluxo de caixa futuro (resultado da operação de investimentos e resultados operacionais).12)1 (1.000 R$ 80.814 R$ 85.188 R$ 121.000 R$ 150.194 R$ 36.000 R$ 150.000 R$ 200.000 200.000 FLUXO DE CAIXA DESCONTADO (12% a.000) RETORNO R$ 120.579 R$ 142.

388. é o lucro econômico gerado pelo projeto. depois de recuperar e remunerar o investimento com a taxa de juro de 12% a.a.12 n INTERPRETAÇÃO: • O VPL = $ 121. .Curso de Capacitação em Gerenciamento de Projetos VALOR PRESENTE LÍQUIDO (VPL) VPL = −$ 600. .000 + $ 721..388 é um valor extra gerado pelo projeto. considerando o valor na data zero. cuja taxa de retorno corresponde a 12% a.Remunerado à taxa mínima requerida.388 = $ 121. + FC1 FC 2 FCn + + . • De outra maneira.I .O investimento será recuperado.. + ∑ t =1 FCt (1 + i )t Um VPL positivo indica que a empresa conseguirá um retorno sobre o investimento maior do que uma alternativa viável de que dispõe. . • O investidor que estiver em dúvida sobre a autorização deste projeto e outro. + 1 2 (1 + i ) (1 + i ) (1 + i )n n VPL = − I .000 + ∑ FCt = −$ 600. reconhecerá vantagens econômicas pelo investimento neste projeto.388 t t =1 1.I . 82 CRITÉRIO DE AVALIAÇÃO: • VPL > 0 : aceita-se o projeto • VPL < 0: rejeita-se o projeto 41 . investindo no projeto espera-se que o valor da empresa tenha um acréscimo de $ 121.. Maior que o retorno mínimo desejado. 81 VALOR PRESENTE LÍQUIDO (VPL) – CRITÉRIO DE AVALIAÇÃO VPL = − I .O projeto gerará um lucro extra na data zero igual ao VPL.a.

00 3.00 -200.00 10.39 $ 62.00 62.64 $ 225.00 -50.58 Apaga os registradores financeiros Armazena saída inicial de caixa Armazena FC do 1o ano Armazena FC do 2o ano Armazena FC do 3o ano Verifica número de períodos inseridos (além do período inicial) Armazena a taxa de juros desejada NPV 84 42 .58 Ano Investimento Retorno FCO 0 1 2 3 $ (200) $ (100) $0 $0 $0 $ 50 $ 100 $ 300 $ (200) $ (50) $ 100 $ 300 VPL 83 CÁLCULO DE VALOR PRESENTE LÍQUIDO (NPV) – EXEMPLOS (HP 12C) Ano Investimento Retorno FCO 0 1 2 3 $ (200) $ (100) $0 $0 $0 $ 50 $ 100 $ 300 $ (200) $ (50) $ 100 $ 300 VPL Pressione <F> CLEAR <REG> 200 <CHS> <g> <CF0> 50 <CHS> <g> <CFj> 100 <g> <CFj> 300 <g> <CFj> <RCL> <n> 10 <i> <f> <NPV> Visor 0. $ (200) $ (45.00 100.00 300.000.500. O Projeto A será concluído em 6 anos e apresenta VPL igual a US$ 45.a. O Projeto B será concluído em 3 anos e apresenta VPL igual a US$ 32. baseado APENAS no critério do Valor Presente Líquido.Curso de Capacitação em Gerenciamento de Projetos VALOR PRESENTE LÍQUIDO (VPL) – EXERCÍCIOS EX29: Você terá que escolher um entre dois projetos (projetos mutuamente excludentes).45) $ 82. Qual projeto deveria ser escolhido ? EX30: Um outro exemplo: FCO Descontado a 10% a.

278.000 $ 5. Verificar se o projeto deve ser aceito.000 Ano FCO Valor Presente a 10% a.52 1 2 3 4 5 $ 1. • Retornos anuais depois dos imposto iguais a $ 100.63 $ 3.000 • Taxa mínima requerida de 10% a.89 $ 1. Depois de consultar os setores da empresa envolvidos no projeto. Discussão: A operação deu prejuízo ??? 85 VALOR PRESENTE LÍQUIDO (VPL) – EXERCÍCIO EX32: A gerência de novos investimentos da empresa está realizando a análise preliminar do lançamento de um novo tipo de produto. 86 43 . $ 909.09 $ 1.Curso de Capacitação em Gerenciamento de Projetos VALOR PRESENTE LÍQUIDO (VPL) – EXEMPLO EX31: Investimento $ 10.000 Ano 2 $ 2.000 Ano 3 $ 2.000 $ 2.000 $ 2.721. o analista conseguiu estabelecer as estimativas seguintes: • O prazo de análise do projeto foi fixado em cinco anos.000 FCO Ano 1 $ 1.502.84 $ 8.a.a.241.07 $ 1.721.000 = ($ 1.000 Ano 4 $ 5. • Valor total do investimento inicial $ 400.652.000 Ano 5 $ 2.000 $ 2.48) O investimento inicial renderia mais numa outra aplicação do mercado.000 ocorrendo na data zero.52 – 10.000 TOTAL VPL = 8.415. aplicando o método do VPL.

) 88 44 . verificar se o projeto deve ser aceito. cujo valor estimado é de $ 90.) 87 VALOR PRESENTE LÍQUIDO (VPL) – EXERCÍCIO EX32 (CONTINUA): Na tentativa de melhorar o resultado do projeto.a. o Gerente de Novos Negócios sugeriu incluir o valor residual dos equipamento comprados na data final do projeto.a.000.Curso de Capacitação em Gerenciamento de Projetos VALOR PRESENTE LÍQUIDO (VPL) – EXERCÍCIO EX32 (CONTINUA): Resolução ANOS 0 1 2 3 4 5 CAPITAIS FLUXO DE CAIXA DESCONTADO (10% a. ANOS 0 1 2 3 4 5 CAPITAIS FLUXO DE CAIXA DESCONTADO (10% a.

• O VPL passa de positivo para negativo quando a taxa aumenta de 20 para 25% a. podendo ser comparada a taxa de retorno oferecida por qualquer outro investimento.Curso de Capacitação em Gerenciamento de Projetos VALOR PRESENTE LÍQUIDO (VPL) – EXERCÍCIOS EX33: Considere o fluxo de caixa anual do investimento abaixo. • A Taxa de juros na qual o VPL é igual a Zero é chamada de Taxa Interna de Retorno 89 TAXA INTERNA DE RETORNO (TIR) – INTERNAL RETURN RATE (IRR) Taxa Interna de Retorno (TIR): Equivale à Taxa Esperada de Retorno do projeto.000 $ 3. Anos 0 1 2 3 4 5 6 7 FCO ($ 10. baseada na qual as entradas de um projeto se igualam às suas saídas.000 Taxa de Juros • O valor da taxa tem influência sobre o VPL.500 $ 5.500 $ 2.A taxa de juros esperada do projeto é de 20%. Perfil do VPL 200 Taxa Mínima Requerida 150 100 50 0 -50 0 -100 VPL 5 10 15 20 25 30 35 40 TIR = 20.500 $ 4.27% 90 45 . Suponha que a taxa mínima de retorno requerido não esteja definida para esse tipo de investimento.000 $ 6.27% .000) $ 1.000 VPL 20000 15000 10000 5000 0 -5000 0 5 10 15 20 25 30 35 40 Perfil do VPL $ 3. podendo variar de 0% a 40% ao ano. Apresente o Perfil do VPL do Investimento.a. Ano Investimento Retorno FCO 0 1 2 3 $ (200) $ (100) $0 $0 $0 $ 50 $ 100 $ 300 $ (200) $ (50) $ 100 $ 300 VPL DE VOLTA AO EX 30: TIR = 20.

o investimento excede os 10% de juros desejados 46 . EX34: Você terá que escolher o melhor projeto entre dois apresentado baseado no critério da Taxa Interna de Retorno.00 -200. Qual projeto deveria ser escolhido ? 91 CÁLCULO DE TAXA INTERNA DE RETORNO (TIR) – EXEMPLOS (HP 12C) Ano Investimento Retorno FCO 0 1 2 3 $ (200) $ (100) $0 $0 $0 $ 50 $ 100 $ 300 $ (200) $ (50) $ 100 $ 300 VPL Pressione <F> CLEAR <REG> 200 <CHS> <g> <CF0> 50 <CHS> <g> <CFj> 100 <g> <CFj> 300 <g> <CFj> <RCL> <n> 10 <i> <f> <NPV> <f> <IRR> Visor 0.00 62.00 100.Curso de Capacitação em Gerenciamento de Projetos TAXA INTERNA DE RETORNO (TIR) VPL = − I .00 -50.00 300...I .00 10. + FV 1 FV 2 FVn + + . O Projeto B apresenta TIR igual a 27%.27 Apaga os registradores financeiros Armazena saída inicial de caixa Armazena FC do 1o ano Armazena FC do 2o ano Armazena FC do 3o ano Verifica número de períodos inseridos (além do período inicial) Armazena a taxa de juros desejada NPV IRR 92 Como NPV é positivo.58 20. + 1 2 (1 + i ) (1 + i ) (1 + i )n 0 = − I . + 1 2 (1 + TIR ) (1 + TIR ) (1 + TIR )n • O que significa a TIR ? A TIR é a taxa de desconto que anula o VPL do fluxo de caixa de um investimento.. A TIR é um parâmetro matemático que pode ser considerado como uma estimativa da Taxa de Retorno Esperada (prometida).. A TIR é o ponto de reversão da decisão de investir ou não no projeto.I .00 3. O Projeto A apresenta TIR igual a 15%. + FV 1 FV 2 FVn + + .

EXERCÍCIOS EX36: O fluxo de caixa anual depois dos impostos de um projeto de instalação de uma nova linha de produção está descrito abaixo.278.000 93 TAXA INTERNA DE RETORNO (TIR) .000 $ 26. Na tentativa de tornar o projeto viável mantendo a taxa requerida em 16% a.000) ($ 20. Entretanto.000 $ 12. considerando a taxa mínima requerida de 18% ao ano.000) $ 7..000) 0 $ 10.000 FCO Ano 1 $ 1.55% a. aceitaria considerar um valor residual ao final do quinto ano do fluxo de caixa.200 $ 9.000 $ 22. Verificar se o projeto deve ser aceito. considerando a taxa mínima requerida de 16% ao ano.000 Ano 3 $ 2. dependendo do valor.500 $ 8.000 $ 14.48) – Taxa Mínima requerida = 10% TIR = 5.Curso de Capacitação em Gerenciamento de Projetos TAXA INTERNA DE RETORNO (TIR) .000 Ano 4 $ 5. Anos 0 1 2 3 4 5 Capital ($ 30.a.000 EX37: Na tentativa de tornar o projeto viável sem modificar o fluxo de caixa. qual seria o valor residual mínimo que viabilizaria o projeto ? 94 47 . é o valor mínimo requerido.000 $ 18.a.000 $ 7.000 Ano 5 $ 2.000 Ano 2 $ 2. EX35: O fluxo de caixa anual depois dos impostos de um projeto de implantação de um sistema de ERP na empresa XY está descrito abaixo. qual o valor máximo da taxa mínima requerida que viabilizaria o projeto ? EX38: O Gerente Financeiro não aceitou diminuir a taxa requerida alegando que 16% a.a.EXERCÍCIOS De volta ao EX31: Investimento $ 10.000 VPL = ($1. Verificar se o projeto deve ser aceito. Anos 0 1 2 3 4 5 6 7 FCO ($ 30.

000) $ 1.000 $ 3.000) $ 600.000 $ 100.+. não deve ser aplicado o critério de aceitação pelo método da TIR.500 $ 2.500 $ 5.000 ($ 1.000 Taxa de Juros 95 TAXA INTERNA DE RETORNO (TIR) – FLUXOS DE CAIXA MÚLTIPLOS EX 40: Perfil do VPL para projetos com mais de uma mudança de sinal.+) poderá ter mais de uma TIR.” Lapponi.000 VPL R$ 200. qual é a Taxa de Retorno Esperado do Projeto ? “Se o fluxo de caixa tiver mais de uma TIR.000 $ 100.-. Como avaliar então o critério de aceitação ? Recomendamos aplicar o método do VPL!” (Lapponi. por exemplo o fluxo de caixa (-.000 R$ 150.000 R$ 50.000 Custo do Capital Apresenta duas TIRs.000 R$ 0 (R$ 50.500 $ 4.000 $ 500.+.+. 2000) 96 48 . Afinal.000 $ 400.000 VPL 20000 15000 10000 5000 0 -5000 0 5 10 15 20 25 30 35 40 Perfil do VPL $ 3. garantindo a existência de uma única TIR.000 $ 200. Se os capitais do fluxo de caixa do investimento apresentarem mais de uma mudança de sinal. Anos 0 1 2 3 4 5 6 7 Capital ($ 10.000 $ 300. Anos 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Capital $0 $ 180.Curso de Capacitação em Gerenciamento de Projetos TAXA INTERNA DE RETORNO (TIR) – FLUXOS DE CAIXA MÚLTIPLOS “Antes de avaliar um projeto de investimento pelo método da TIR devemos verificar se o fluxo de caixa é do tipo simples ou convencional. 2000 EX39: Perfil do VPL para projetos com apenas uma mudança de sinal – A TIR é a taxa que anula o VPL do fluxo de caixa.000 R$ 100.000 $ 6.800.000) 0% 10% 20% 30% 40% 50% 60% 70% 80% Perfil do VPL $ 50.

sejam reaplicados à taxa de juro calculada pelo método.00 $45. Em caso contrário.000.000 1 $70. que se sucederão.a. EX42: Seja um projeto de investimento de $70. o resultado efetivo do investimento é outro. Vamos calcular ? Interprete o significado da Taxa Esperada de Retorno de um projeto de investimento ser igual a 30% a.000. ao final dos próximos quatros anos da decisão.000 $30.Curso de Capacitação em Gerenciamento de Projetos MAIS UMA DISCUSSÃO SOBRE A TAXA INTERNA DE RETORNO (TIR) EX41: Considere uma análise comparativa de dois projetos cujos Perfis de VPL estão apresentados abaixo.00.00 que promova expectativas de benefícios de $20. resulta em 30. ? 98 49 . $20. Qual a sua avaliação? PROJETO A PONTO DE FISHER: PONTO DE REVERSÃO DA DECISÃO PROJETO B VPL (A) VPL (B) TIR (A) TIR (B) TAXA REQUERIDA 97 TAXA INTERNA DE RETORNO MODIFICADA (TIRM) A taxa interna de retorno de uma alternativa financeira somente é verdadeira na suposição de todos os fluxos de caixa.000 $45. respectivamente.000. $40.00.03% a.000.000.000 2 3 4 Calculando a TIR.a.000 $40.00 e $30.

30)3 $67.12) + 40.000 FV = $ 158.000 $45.000 x(1.117.70% a. pode-se concluir que a TIR esperada de uma decisão de investimento é dependente não somente dos resultados de caixa projetado para a alternativa.971.000 $58.68% 70. por exemplo? FV = 20.2668 ≈ 126. e se não conseguíssemos reinvestir os capitais parciais à taxa da TIR? Se conseguíssemos apenas reinvestir a uma taxa menor. 100 50 .30) 4 ≈ $200.54 FV = 70.000 x(1 + 0.674.Curso de Capacitação em Gerenciamento de Projetos TAXA INTERNA DE RETORNO MODIFICADA (TIRM) EX42 (CONTINUA): Isso significa que teríamos que reinvestir todos os retornos do fluxo de caixa pela taxa de 30% a.632.a.a.000 1/ 4 TIRM = (1 + 1. para que conseguíssemos recuperar e remunerar o investimento pela TIR.000x(1 + 0.117.21 $43.93 FV = 20.2270 ≈ 22.a.40 $200. ou seja: $20. de 12% a.000 x(1.000 x(1 + 0.54 99 TAXA INTERNA DE RETORNO MODIFICADA (TIRM) EX42 (CONTINUA): Mas.56 = 2.117.12) + 30. como também da reaplicação destes fluxos ao longo de todo o prazo.000 $30.2668) = 1.30) 2 $30.674.30)1 FV = 40.000 1 $70.000 x(1 + 0.000 $40.513. Dessa maneira.000 2 3 4 FV = 45.56 3 2 1 A rentabilidade no período (4 anos) foi de: I = E sua taxa equivalente mensal foi de: 158.000 x (1.54 $200.12 ) + 45.

Entretanto. Em outras palavras: “É o tempo necessário para o recuperar o capital investido”. aquele que apresenta menor payback.Curso de Capacitação em Gerenciamento de Projetos PERÍODO DE PAYBACK O Período de Payback é o número de períodos de tempo a partir do qual as entradas acumuladas passam a superar as saídas acumuladas do projeto e esse passa a apresentar resultados positivos. indica que se tornará rentável mais rapidamente. Quando comparados dois ou mais projetos. o período do payback não explicita a magnitude da rentabilidade final esperada do projeto.5 102 51 . Deve ser comparado contra o Tempo Máximo Tolerado pela empresa para projetos do mesmo porte e risco. De volta ao EX30: Ano Investimento Retorno FCO Saldo do investimento FCO Acumulado $ (200) $ (250) $ (150) $ 150 0 1 2 3 $ (200) $ (100) $0 $0 $0 $ 50 $ 100 $ 300 $ (200) $ (50) $ 100 $ 300 VPL PPB 101 PERÍODO DE PAYBACK Como determinar o valor do Período de Payback ? Período de Payback 200 100 Saldos 0 -100 -200 -300 Tempo 0 1 2 3 $ 150 2 $ 150 PPB 3 Interpolação Linear: $ 150 2 $ 150 PPB 3 PPB − 2 3− 2 = 0 − (− 150 ) 150 − (− 150) PPB = 2.

• Não deve ser aplicado quando o fluxo de caixa apresentar mais de uma mudança de sinal. 103 ANÁLISE DO MÉTODO PERÍODO DE PAYBACK O que representa o PPB (Período de Payback): • • • É um método de fácil aplicação e interpretação.000) FCO Ano 1 $ 1.000 ($ 7.000) ($ 10.000 ($ 9.000 $0 Ano 5 $ 2.Curso de Capacitação em Gerenciamento de Projetos PERÍODO DE PAYBACK .000) Ano 4 $ 5. 104 52 . Desvantagens do Método do PPB: • Não considera o valor dos capitais no tempo (é aplicado na condição de taxa mínima requerida igual a zero).000) Ano 2 $ 2.000 Período de Payback = 4 anos. É uma medida de risco do projeto. EX43: Ano 0 1 2 3 4 PPB PROJETO A ($ 100) $ 20 $ 30 $ 50 $ 50 3 Anos PROJETO B ($ 100) $ 50 $ 30 $ 20 $ 50 3 Anos PROJETO C ($ 100) $ 50 $ 30 $ 20 $ 75 3 Anos PROJETOS IDÊNTICOS ? 1.EXEMPLOS De volta ao EX31: Investimento FCO SALDO ($ 10.000 $ 2. Fluxos de caixa dentro do período de recuperação – Comparar projetos A e B Fluxos de caixa posterior ao período de recuperação – Comparar projetos B e C 2.000 ($ 5. É uma medida de liquidez do projeto. • Não considera todos os capitais do fluxo de caixa.000) Ano 3 $ 2. • Não é uma medida de rentabilidade do projeto.

438) Ano 3 $ 2.500. com a variante de se considerar o fluxo de caixa descontado para o cálculo do número de períodos de tempo a partir do qual as receitas acumuladas passam a superar as despesas acumuladas do projeto.242 ($ 1.a SALDO ($ 10.000) ($ 10. A) Se os retornos anuais depois dos impostos são estimadas em $ 7.a.a. Vantagens em relação ao NPV ? Não são comparáveis. Investimento FCO FCO Descontado a 10% a.EXERCÍCIOS EX 44: Para substituir um equipamento será necessário investir $ 30.000.503 ($ 5.000) FCO Ano 1 $ 1.091) Ano 2 $ 2.278) Período de Payback = o projeto não acrescenta valor. remunerado à taxa mínima requerida.415 ($ 2.000 $ 1.935) Ano 4 $ 5.520) Ano 5 $ 2.653 ($ 7.000 $ 1.Curso de Capacitação em Gerenciamento de Projetos PERÍODO DE PAYBACK DESCONTADO O Período de Payback Descontado (PPD) se assemelha ao original. D) Qual a taxa mínima requerida para se conseguir um PPD de quatro anos ? Anos 0 1 2 3 4 5 6 FCO SALDO FCO Descontado à 14% a.000 $ 909 ($ 9. qual o PPB se o prazo de análise do projeto é de seis anos ? B) Qual deveria ser o valor dos retornos anuais (supondo uniformidade anual) para se conseguir um PPB de três anos ? C) Calcule o PPD considerando a taxa mínima requerida de 14% a.000) ($ 10.000 $ 3. 105 PERÍODO DE PAYBACK . Ainda apresenta as deficiências básicas do Período de Payback Simples. SALDO 106 53 . Trata-se do tempo de recuperação do investimento.000 $ 1.

000) ($1.000) ($1.53 VPL a 12% a.600 $100 $50 $850 $900 VPL A B C D E TIR PPB PPD IR 108 54 . IR = VP FCx posterior Investimento ou IR = VP entradas de caixa VP Saídas de caixa EX45: FCO PROJETO Investimento ($ 20) ($ 10) Ano 1 $ 70 $ 15 Ano 2 $10 $ 40 VP FCx posterior Descontado a 12% a. e o valor do investimento inicial.000 $400 $400 TIRM a uma taxa de reaplicação de 12% a.100 $1.3 A B Qual projeto deveria ser escolhido ? OBS: O IR ignora diferenças em escala.53 4.000) Ano 1 $25 $1.a. $ 70.5 $35.5 $ 45.a. Ano 2 $50 $100 $325 $400 $400 Ano 3 $1.Curso de Capacitação em Gerenciamento de Projetos ÍNDICE DE RENTABILIDADE (IR) O Índice de Rentabilidade (IR) é o quociente entre o valor presente dos fluxos de caixa futuros esperados. $ 50. 107 SELEÇÃO DE PROJETOS . após o investimento inicial.000) ($1.EXERCÍCIO EX46: Analise os projetos da empresa XYZ que estão sendo considerados para investimento.000) ($1.a. supondo uma taxa mínima requerida de 12% a.3 IR 3.a INV A B C D E ($1.

000 0.00 o total de juros da operação. Resultados dos Exercícios 109 EXERCÍCIOS RESPOSTAS EX8: Um negociante tomou um empréstimo pagando uma taxa de juros simples de 6% mês durante nove meses.Curso de Capacitação em Gerenciamento de Projetos 6. Ao final deste período.000. J = C0 x i x n J ixn 270.06 x 9 C0 = C0 = C0 = 270.000 0.54 C0 = 500.000 110 55 . Determinar o valor do empréstimo. calculou em $270.

00.680 40. Calcular o prazo da aplicação.500 n = 6 meses 112 56 .Curso de Capacitação em Gerenciamento de Projetos EXERCÍCIOS RESPOSTAS EX9: Um capital de $40.00 foi aplicado num fundo de poupança por 11 meses.000 i = 2.00 rendendo uma taxa de juros de 1.000.000.680. J = C0 x i x n J C0 x n i= i= 9.018 27.000.000 n= 4.00.000 250. produzindo um rendimento financeiro de $9.8% ao mês produz. ao final de determinado período. J = C0 x i x n J C0 x i n= n= 27. Pede-se apurar a taxa de juros (simples) oferecida por esta operação.680 i= 440.000 x 11 9.2% ao mês 111 EXERCÍCIOS RESPOSTAS EX10: Uma aplicação de $250. juros no valor de $27.000 x 0.

O credor está oferecendo um desconto de 7% ao mês caso o devedor deseje antecipar o pagamento para hoje.000 x 0.0706 ≈ 7% a.000 M = 900. 114 1 n 57 .07 x 4 J = 252. como você aconselharia Luíza Helena acerca desse investimento ? Qual a taxa de juros que Luíza ganharia caso investisse no terreno?  FV  i=  −1  PV   91.000. conseguirá vender o mesmo terreno por um valor mínimo de $ 91.000  i = 0. o que significa ganho certo de $6. Calcular o valor que o devedor pagaria caso antecipasse a liquidação da dívida. CONCLUSÃO: Se o mercado está pagando 10% a. no próximo ano.000.000.a.000 − 252. então não vale a pena investir no terreno.00 irá vencer em 4 meses.000  i=  −1  85. Dado que o mercado está operando com uma taxa de juros anual de 10%.a.Curso de Capacitação em Gerenciamento de Projetos EXERCÍCIOS RESPOSTAS EX11: 2.000 113 EXERCÍCIOS RESPOSTAS EX17: Luíza Helena pensa em investir na compra de um terreno próximo a sua casa.000 M = 648. O preço do terreno é $85. Uma dívida de $900.000 e ela está certa de que. J = C0 x i x n J = 900.

a.000 = = 18.000 0 1 2 3 Mês PV1=$19.02)1 PV2 = FV2 20.000 FV3=$20. Mas.607.000. Sabendo que o mercado opera a uma taxa de descontos de 2% ao mês.000  i = 0.846.02) 3 115 PV3=$18. quando se prevê que o quadro estará valendo $480.223 FV1 20.38 (1 + i ) n (1 + 0.000  i =  −1  400. qual a segurança que a empresa tem de que realmente o quadro irá se valorizar? 1 n 116 58 . pelo qual estará recebendo $20. qual o valor presente do montante que Jorge espera receber pelo trabalho ? FV1=$20. então vale a pena investir no quadro.000 = = 19.677 EXERCÍCIOS RESPOSTAS EX19: A empresa Des’Arts opera no segmento de compra e venda de obras de arte.Curso de Capacitação em Gerenciamento de Projetos EXERCÍCIOS RESPOSTAS EX18: Jorge de Souza acaba de fechar um contrato de consultoria. com a intenção de vendê-lo 1 ano depois. O proprietário está as voltas com a compra de um quadro original de um pintor.20 ≈ 20% a.000 mensais ao longo dos próximos 3 meses de vigência do contrato.02) 2 PV3 = FV3 20.000 = = 19.608 PV1 = PV2=$19. relativamente famoso. ele deveria realizar a transação ? (comente sobre o risco da operação) Qual a taxa de juros que a empresa ganharia caso investisse no quadro?  FV  i =  −1  PV   480.846 $57.223.000.84 (1 + i ) n (1 + 0. por $400. CONCLUSÃO: Se o banco está pagando 10% a. Supondo que a taxa de juros oferecida pelos bancos é de 10% ao ano.000 FV2=$20.45 (1 + i ) n (1 + 0.a.

750 $ 141. Para a instalação desses ativos será necessário desembolsar $250. etc.000 $ 350.000 em materiais e $100.000 $ 8. etc.000 e $85.000 $ 150.Curso de Capacitação em Gerenciamento de Projetos EXERCÍCIOS RESPOSTAS EX24: Um projeto de investimento exige que sejam realizados investimentos em diversos equipamento no valor total de $1. Respectivamente. mão de obra.000 pelo recebimento da venda do grupo de equipamentos substituídos.500.000 $ 55. sendo as despesas de preparação dos equipamentos estimadas em $30.000. As estimativas das despesas operacionais iniciais e das despesas de treinamento do pessoal de operação e manutenção são.000 $ 55.750 118 59 .000 $ 350.500. Qual o investimento relevante na data zero? Solução: (+) Valor dos ativos comprados. (+) Despesa operacionais iniciais (+) Despesas de treinamento (=) Investimentos sem venda dos equipamentos substituídos $ 1.000 Venda dos equipamentos substituídos (-) Despesas de preparação dos equipamentos (=) Venda líquida dos equipamentos substituídos (-) Tributação sobre a venda (=) Venda depois dos impostos $ 180. $55.000 $ 85.990. incluindo despesas (+) Instalação de equipamentos.000 $ 1.000 em mão de obra.000 117 EXERCÍCIOS RESPOSTAS EX24 (CONTINUA): Adicionar à estimativa $180.000. mão de obra.000 $ 1.500.250 (=) Investimentos relevantes na data zero $ 1. (+) Despesa operacionais iniciais (+) Despesas de treinamento (=) Investimentos relevantes na data zero $ 1. Qual o valor do investimento relevante na data zero se o valor contábil dos equipamentos substituídos é $125.000 $ 85.000 e a alíquota de imposto de renda é de 35%? Solução: (+) Valor dos ativos comprados. materiais. incluindo despesas (+) Instalação de equipamentos. materiais.990.000 $ 30.848.000.

000 $350.000 $295.000 $105.280.050.435.400.000 $ 150.125 $272.875 $1.000 $1.000 $ 45.125 1 2 3 4 120 60 .000 $62.000 Valor contábil (+) Valor da venda (bruta) dos ativos (-) Despesa da venda dos ativos Ganho de capital (-/+) Tributação sobre a venda (=) Valor residual na data terminal $0 $155.000 que estarão todos depreciados ao final do prazo de análise do investimento.050.125 $242.375 $213.000 $1.000.500 $97.350.000) $250. Calcular o valor residual do investimento. considerando a alíquota do imposto de renda igual a 30% e as despesas de preparação dos ativos estimados em $5.500 $81.010.000 $62.000 $385. 0 Investimento Inicial (+) Receitas (-) Custos (=) LUCRO BRUTO Depreciação LUCRO TRIBUTÁVEL IR FLUXO DE CAIXA OPERACIONAL ($250.000 $1.500 $100.625 $1.625 $213.Curso de Capacitação em Gerenciamento de Projetos EXERCÍCIOS RESPOSTAS EX25: O investimento em ativos do projeto foi estimado em $900.000 $62.000 $340.875 $242.000 $ 5.375 $1.625 $249.000 $1.000 119 EXERCÍCIOS RESPOSTAS EX26 (CONTINUA): A tabela a seguir registra as receitas e custos relevantes de um projeto de investimento com prazo de análise de quatro anos.375 $249.000 $985.875 $272.500 $112.000 $62. A venda de todos os ativos na data terminal gerará uma receita bruta estimada de $155.

) (R$ 400.000 R$ 100.909 R$ 82.000) R$ 90. verificar se o projeto deve ser aceito.301 R$ 62.a.301 R$ 117.10)5 = $ 34.000 FLUXO DE CAIXA DESCONTADO (10% a.000) R$ 100.000 FLUXO DE CAIXA DESCONTADO (10% a.000) R$ 100. ANOS 0 1 2 3 4 5 CAPITAIS (R$ 400.000 R$ 100.000 VPL =  − $ 400.000 R$ 100.a.) (R$ 400.645 R$ 75.921) 121 EXERCÍCIOS RESPOSTAS EX32 (CONTINUA): Na tentativa de melhorar o resultado do projeto.000 +  (1 + 0.962  122 61 .Curso de Capacitação em Gerenciamento de Projetos EXERCÍCIOS RESPOSTAS EX32 (CONTINUA): Resolução ANOS 0 1 2 3 4 5 CAPITAIS (R$ 400.000 R$ 100.645 R$ 75.131 R$ 68.000.092 (R$ 20. o Gerente de Novos Negócios sugeriu incluir o valor residual dos equipamento comprados na data final do projeto. cujo valor estimado é de $ 90.000 R$ 100.000 R$ 190.975 R$ 34.10)   90.000 R$ 100.000 R$ 100.909 R$ 82.000) R$ 90.962 5  100.000 + ∑ t  t =1 (1 + 0.131 R$ 68.

000 RESPOSTA: TIR = 12.000 $ 26.000 $ 22. Verificar se o projeto deve ser aceito. 123 EXERCÍCIOS RESPOSTAS EX36: O fluxo de caixa anual depois dos impostos de um projeto de instalação de uma nova linha de produção está descrito abaixo. Verificar se o projeto deve ser aceito.a. considerando a taxa mínima requerida de 18% ao ano.a.500 $ 8.000 $ 18.000 $ 12.000) ($ 20.000) 0 $ 10. 124 62 .a.73% a.000 RESPOSTA: TIR = 12.000 $ 7.61% a. – O projeto não deve ser aceito pois a Taxa Mínima Requerida é de 16% a.200 $ 9. – O projeto não deve ser aceito pois a Taxa Mínima Requerida é de 18% a. Anos 0 1 2 3 4 5 6 7 FCO ($ 30.000 $ 14. considerando a taxa mínima requerida de 16% ao ano.000) $ 7.Curso de Capacitação em Gerenciamento de Projetos EXERCÍCIOS RESPOSTAS EX35: O fluxo de caixa anual depois dos impostos de um projeto de implantação de um sistema de ERP na empresa XY está descrito abaixo.a. Anos 0 1 2 3 4 5 Capital ($ 30.

anularia o VPL e o projeto poderia ser aceito 125 EXERCÍCIOS RESPOSTAS EX38: O Gerente Financeiro não aceitou diminuir a taxa requerida alegando que 16% a. – Se a Taxa Mínima Requerida fosse de 12. qual o valor máximo da taxa mínima requerida que viabilizaria o projeto ? RESPOSTA: 12.a.a. Entretanto. Para considerá-lo como Valor Residual.43) – negativo – ou seja.73% a.33% a.a.Curso de Capacitação em Gerenciamento de Projetos EXERCÍCIOS RESPOSTAS EX37: Na tentativa de tornar o projeto viável sem modificar o fluxo de caixa. Tente re-calcular o VPL e a TIR acrescentado esse valor residual ao FCO e comprove. qual seria o valor residual mínimo que viabilizaria o projeto ? RESPOSTA: O VPL do projeto é de ($ 2. O valor do VPL pode ser visto como a diferença que viabilizaria o projeto.155. dependendo do valor. 126 63 .a. um Valor Residual de $ 5. pela taxa de capitalização de 16%a. aceitaria considerar um valor residual ao final do quinto ano do fluxo de caixa. o projeto realmente é inviável á esse nível de retorno requerido. Na tentativa de tornar o projeto viável mantendo a taxa mínima requerida em 16% a. Entretanto note que o VPL está expresso em valor presente. temos que mandá-lo ao futuro.454. – ou seja.13 viabilizaria o projeto.a. é o valor mínimo requerido.. por 5 períodos.

000 $ 10. qual o PPB se o prazo de análise do projeto é de seis anos ? Anos 0 1 2 3 4 5 6 FCO ($ 30.000 por 3 anos = $10.000 $ 20.000) ($ 20. Conferindo: Anos 0 1 2 3 4 5 6 FCO ($ 30.500.000) ($ 22.000) $0 $ 10.000 $ 10.Curso de Capacitação em Gerenciamento de Projetos EXERCÍCIOS RESPOSTAS EX 44: Para substituir um equipamento será necessário investir $ 30.000) $ 7.000 $ 30.500 $ 7.500 $ 7. B) Qual deveria ser o valor dos retornos anuais (supondo uniformidade anual) para se conseguir um PPB de três anos ? RESPOSTA: Divida $ 30.500 $ 15.000 128 64 .000.000 $ 10.000 $ 10.000 $ 10.000) $ 10.000. A) Se os retornos anuais depois dos impostos são estimadas em $ 7.000) ($ 10.000) ($ 7.500) $0 $ 7.000 SALDO ($ 30.000 RESPOSTA: PPB 4 anos 127 EXERCÍCIOS RESPOSTAS EX 44: Continua.500 $ 7.500 SALDO ($ 30.500) ($ 15.500 $ 7.500 $ 7.

129 EXERCÍCIOS RESPOSTAS EX 44: Continua.000) ($ 7.500) ($ 15.000) ($ 22.a.500) $0 $ 7.a.650) ($ 12. não posso descontar nada.500 $ 7.a. SALDO 130 65 .579 $ 5.500 SALDO ($ 30.000) $ 7. Anos 0 1 2 3 4 5 6 FCO ($ 30. Basta ver o saldo dos FCx Simples. ou ver o PPB.500 $ 7.588) ($ 8.500 $ 7.500 $ 7.000 FCO Descontado à 14% a.500) $0 $ 7.a.000) ($ 23. Para dar retorno em 4 anos.500 $ 7.895 $ 3. B) Qual deveria ser o valor dos retornos anuais (supondo uniformidade anual) para se conseguir um PPB de três anos ? C) Calcule o PPD considerando a taxa mínima requerida de 14% a.000 FCO Descontado à 14% a.500) ($ 15.500 $ 7.500 $ 7.500 $ 15.062 $ 4. ($ 30. D) Qual a taxa mínima requerida para se conseguir um PPD de quatro anos ? REPOSTA: 0% a.421) ($ 17.500 $ 15.000) ($ 22. O projeto não dá retorno.417 SALDO ($ 30.147) ($ 4.500 $ 7.000) $ 7.500 $ 7.000) $ 6. D) Qual a taxa mínima requerida para se conseguir um PPD de quatro anos ? Anos 0 1 2 3 4 5 6 FCO ($ 30.771 $ 5.a.441 $ 3.252) ($ 835) RESPOSTA: Não tem PPD.500 SALDO ($ 30.Curso de Capacitação em Gerenciamento de Projetos EXERCÍCIOS RESPOSTAS EX 44: Continua.500 $ 7.000) ($ 7. C) Calcule o PPD considerando a taxa mínima requerida de 14% a.

PPB 2.70 $ 157.29 1.000) ($1.75 PPD 2.76% a.a.84% a.59% a. Ano 2 $50 $45 $500 $500 $400 Ano 3 $1. 20.96% a.64% a.a. 23.a. 17.a. 35.a.16 131 66 . 19.6 0.26 IR 1.a.13% a.41 TIR 17.000) ($1. 17. 17.20 1.300 $500 $300 $700 TIRM a uma taxa de reaplicação de 12% a.000) ($1.a.500 $45 $500 $700 $300 VPL A B C D E $ 152.23 1.92 $ 164.a. 22.000) ($1.67 2.a.Curso de Capacitação em Gerenciamento de Projetos EXERCÍCIOS RESPOSTAS EX46: Analise os projetos da empresa XYZ que estão sendo considerados para investimento.38% a.15 1.17 $ 228.77 2 2.59% a.86 0.000) Ano 1 $50 $1.a. supondo uma taxa mínima requerida de 12% a.a INV A B C D E ($1. 19.05% a.a.62 $ 200.44 2.42% a.16 1.86 2.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->