P. 1
Plano de curso Pesquisa em Educação Física - 1-2012

Plano de curso Pesquisa em Educação Física - 1-2012

|Views: 175|Likes:
Publicado porEfrain Maciel
Plano de curso da disciplina Pesquisa em Educação Física da Faculdade de Educação Física da Universidade de Brasília (FEF/UnB). Primeiro semestre de 2012. Prof. Dr. Edson Marcelo Húngaro
Plano de curso da disciplina Pesquisa em Educação Física da Faculdade de Educação Física da Universidade de Brasília (FEF/UnB). Primeiro semestre de 2012. Prof. Dr. Edson Marcelo Húngaro

More info:

Categories:Types, Research, Science
Published by: Efrain Maciel on Mar 24, 2012
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

09/22/2015

pdf

text

original

Universidade de Brasília - UnB Faculdade de Educação Física – FEF

Disciplina Período: Local: Docente Pesquisa em Educação Física 1º semestre de 2012 Sala 42 Edson Marcelo Húngaro Plano de Curso 1º Semestre de 2011 Ementa Compreensão da relevância da ciência para a sociedade. Estudo sobre a investigação científica da Educação Física no contexto da ciência moderna. Compreensão da profundidade e do alcance da crítica pós-moderna à modernidade. Instrumentalização para a construção de um projeto de pesquisa como estímulo à atitude investigativa do professor de Educação Física. Dias e Horário: Créditos: 04 3ªs e 5ªs feiras, das 14 às 16h Total de Aulas: 60

Objetivos Gerais Compreender a relevância da ciência para um projeto de emancipação humana; Conhecer os determinantes lógicos e históricos da ciência moderna; Conhecer os fundamentos históricos e lógicos da crítica pós-moderna; Compreender o processo de construção do debate acadêmico-científico da Educação Física; Refletir sobre a importância da pesquisa para a formação do educador; Construir uma experiência de pesquisa inicial que estimule a atitude investigativa. Conteúdo Programático 1. Os fundamentos da atitude investigativa 1.1. A atitude crítica. 1.2. A reflexão filosófica e a autocrítica. 1.3. A superação da aparência pela atitude crítica. 1.4. A Especificidade da ciência. 2. Os fundamentos lógicos e históricos da ciência moderna 2.1. O processo de construção e consolidação a Ciência Moderna. 2.2. Os fundamentos teóricos da ciência moderna: o racionalismo cartesiano. 2.3. Os fundamentos teóricos da ciência moderna: o empirismo humeano. 2.4. Os fundamentos teóricos da ciência moderna: o criticismo Kantiano. 2.5. Os fundamentos teóricos da ciência moderna: a dialética idealista de Hegel. 2.6. Os fundamentos teóricos da ciência moderna: o positivismo. 2.7. Os fundamentos teóricos da ciência moderna: o materialismo histórico-dialético de Marx. 2.8. As características do pensamento moderno: racionalismo, humanismo e método 3. A crítica pós-moderna à ciência moderna 3.1. As transformações sociais recentes e a crítica à modernidade. 3.2. Os fundamentos históricos da crítica pós-moderna. 3.3. Os fundamentos lógicos da crítica pós-moderna:a teoria social contemporânea. 3.4. O debate modernidade/pós-modernidade: um balanço crítico 4. As relações entre e a Educação Física e a ciência 4.1. A crise de legitimidade da EF 4.2. As relações entre Educação Física e ciência 4.3. A O debate epistemológico da/na Educação Física 4.4. O CBCE, os Grupos de Trabalhos Temáticos e a produção acadêmica da área 5. A atitude investigativa e a formação do educador 5.1. A importância da pesquisa na formação do educador 5.2. A documentação de textos 5.3. A estrutura do projeto de pesquisa

Plano de Curso FEF 5.4. A delimitação do tema 5.5. Os procedimentos e as técnicas de pesquisa 5.6. A elaboração do projeto (pré-projeto) Bibliografia BRACHT, V. Educação Física e Aprendizagem Social. 2 ed. Porto Alegre: Magister, 1997. _____, Mas, afinal, o que estamos perguntando com a pergunta “O que é Educação Física” ? In: Revista Movimento Ano 2 – Número 2 – Junho de 1995. Porto Alegre, UFRGS. _____. Educação Física e Ciência: cenas de um casamento (in) feliz. Ijuí,RS: Editora UNIJUÍ, 1999. BRECHT, Bertolt. Vida de Galileu. In: BRECHT, Bertolt. Teatro completo. v. 6. 3. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1999. p. 51-170. CHAUI, Marilena. Para que filosofia? In: CHAUI, Marilena. Convite à Filosofia. 14. ed. São Paulo: Ática, 2010. p. 8-29. CORDON, J. M. N. e MARTINEZ, T. C.O. História da Filosofia: os filósofos * os textos – do renascimento à idade média. Lisboa: Ed. 70, 1983. (3v.) v. 2 p 83-94 COSTA L. P. Uma questão ainda sem resposta: o que é Educação Física? In: Revista Movimento Ano 3 – Número 4 – 1996. Porto Alegre, UFRGS. COSTA, M. C. C. Sociologia: introdução à ciência da sociedade. São Paulo: Moderna, 1987. HUNGARO, E. M. Modernidade e totalidade: em defesa de uma categoria ontológica. Dissertação de mestrado defendida junto ao programa de estudos pós-graduados em Serviço Social da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo – PUC/SP. São Paulo, 2001.
Semanas e datas 1ª sem. – 13/03 T 1ª sem. – 15/03 Q 2ª sem. – 20/03 T 2ª sem. – 23/03 Q 3ª sem. – 27/03 T 3ª sem. – 30/03 Q 4ª sem. – 03/04 T 4ª sem. – 05/04 Q 5ª sem. – 10/04 T 5ª sem. – 12/04 Q 6ª sem. – 17/04 T 6ª sem. – 19/04 Q 7ª sem. – 24/04 T 7ª sem. – 26/04 Q 8ª sem. – 01/05 T 8ª sem. – 03/05 Q 9ª sem. – 08/05 T 9ª sem. – 10/05 Q 10ª sem. – 15/05 T 10ª sem. – 17/05 Q 11ª sem. – 22/05 T 11ª sem. – 24/05 Q 12ª sem. – 29/05 T 12ª sem. – 31/05 Q 13ª sem. – 05/06 T 13ª sem. – 07/06 Q 14ª sem. – 12/06 T 14ª sem. – 14/06 Q 15ª sem. – 19/06 T 15ª sem. – 21/06 Q 16ª sem. – 26/06 T 16ª sem. – 28/06 Q 17ª sem. – 03/07 T 17ª sem. – 05/07 Q 1o Semestre/2012 – Conteúdo Apresentação da turma e avaliação diagnóstica Apresentação do plano de curso – Exercício de fixação 1 A atitude crítica: fundamento da análise filosófica (texto 1) Exibição dos curtas “Ilha das Flores” e “O dia em que Dorival encarou a guarda” Exercício 2 Debate: exercício de fixação 2 As formas de conhecimento: o senso comum, a religião, a arte e a ciência. O contexto histórico da modernidade (texto 2) Um breve histórico da modernidade (cont.) O racionalismo subjetivista de Descartes (texto 2) O empirismo objetivista de Hume (texto 2) Exercício 3 O criticismo Kantiano (texto 2) A dialética idealista de Hegel (texto 2) Exercício 4 Debate: exercício de fixação 3 O positivismo de Comte e Durkheim (texto 3) FERIADO: Dia internacional do trabalhador O materialismo histórico-dialético de Marx (texto 4) O materialismo histórico-dialético de Marx (cont.) O materialismo histórico-dialético de Marx (cont.) Exercício 5 Debate: exercício de fixação 4 Debate: exercício de fixação 1: “Vida de Galileu” Debate: exercício de fixação 1: “Vida de Galileu” Debate: exercício de fixação 1: “Vida de Galileu” A crítica à ciência moderna: fundamentos lógicos e históricos (texto 5) A teoria social pós-moderna: principais expressões teórico-filosóficas A teoria social pós-moderna: principais expressões teórico-filosóficas FERIADO: Corpus Christi Debate: exercício de fixação 5 O debate epistemológico na/da Educação Física (texto 6) O debate epistemológico na/da Educação Física (cont.) O debate epistemológico na/da Educação Física (cont.) Exercício 6 A produção científica na EF – o CBCE e os GTTs Debate: exercício de fixação 6 Apresentação de Seminário/Experiência de pesquisa Apresentação de Seminário/Experiência de pesquisa

Plano de Curso FEF Textos de referência para as aulas BRECHT, B. Vida de Galileu. Texto 1 –Marilena Chaui - Para que filosofia? Texto 2 – Húngaro, E. M. Os fundamentos lógicos e históricos da modernidade. In: HUNGARO, E. M. Modernidade e totalidade: em defesa de uma categoria ontológica. Dissertação de mestrado defendida junto ao programa de estudos pós-graduados em Serviço Social da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo – PUC/SP. São Paulo, 2001. Texto 3 – Costa, M. C. C. Positivismo: uma primeira forma de pensamento social. In: Sociologia: introdução à ciência da sociedade. São Paulo: Editora Moderna, 1993. Texto 4 – Andery, M. A prática, a história e a construção do conhecimento. In: Para compreender a ciência: uma perspectiva histórica. São Paulo: Editora Espaço e Tempo, 1988. Texto 5 – Húngaro, E. M. Os fundamentos lógicos e históricos da crítica pós-moderna. In: HUNGARO, E. M. Modernidade e totalidade: em defesa de uma categoria ontológica. Dissertação de mestrado defendida junto ao programa de estudos pós-graduados em Serviço Social da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo – PUC/SP. São Paulo, 2001. Texto 6 – Bracht, V. Educação Física e Ciência: cenas de um casamento (in) feliz. Ijuí,RS: Editora UNIJUÍ, 1999. Estratégias de ensino a serem utilizadas    Aulas expositivas Trabalho em grupo Vídeos   Discussão de textos Seminários e trabalhos em grupos

Menções As menções serão dadas em relação ao total de pontos obtidos nas avaliações. SS MI Igual ou acima de 9,0 De 3,0 a menos de 5,0 MS II De 7,0 a menos de 9,0 De 1,0 a menos de 3,0 MM SR De 5,0 a menos de 7,0 Abaixo de 1,0

Estará aprovado o Aluno que obtiver menção final igual ou superior a MM. Ficará reprovado, com a menção SR, o discente que ultrapassar a 25% de faltas da carga horária da disciplina. Critérios de Avaliação        1ª Exercício de fixação (“Vida de Galileu”) 2ª Exercício de fixação (A atitude crítica e a ciência) 3ª Exercício de fixação (De Descartes a Hegel) 4ª Exercício de fixação (Positivismo e Materialismo histórico-dialético) 5º Exercício de fixação (Pós-modernidade X Modernidade) 6º Exercício de fixação (Ciência e EF) Elaboração do (pré) Projeto de Pesquisa 2.0 1.5 1,0 1.0 1,0 1,5 2,0 10.0

T OTAL

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->