Você está na página 1de 7

1a Questão (Ref.

: 201402603079) Pontos: 0,1 / 0,1


A concepção de normalidade adotada pela Organização Mundial de Saúde é:

Normalidade funcional
Normalidade subjetiva
Normalidade ideal
Normalidade estatística
Normalidade como bem-estar

2a Questão (Ref.: 201402273257) Pontos: 0,1 / 0,1

Ao fazer um psicodiagnóstico objetivando classificar o cliente de acordo com o Código Internacional de Doenças
¿ CID, pode-se afirmar que o psicólogo visa a um(a):

exame de funcionamento do eu;


avaliação preventiva;
avaliação forense;
classificação nosológica.
avaliação intelectual;

3a Questão (Ref.: 201402273274) Pontos: 0,1 / 0,1

Analise o texto a seguir: Em que momento, porém, o portador de transtornos mentais é tido como diferente,
como pessoa de ¿comportamento desviante¿? Com o progresso da ciência, da classificação nosográfica da
Medicina e nomenclatura das doenças é que os transtornos mentais são percebidos como subversão de normas
e regras socialmente estabelecidas. Castel (1978, p.111), citando Fédere, alienista francês do século XIX, relata
que em seu entendimento o [portador de transtorno mental] ¿não tem consideração por nenhuma regra, [...]
desconhece-as todas; cujos discursos, posturas e ações estão sempre em oposição, [...] com o que existe de
humano e de racional¿. (NOGUEIRA, 2009) Qual seria o critério de normalidade claramente esposado pelo texto
acima?

o da normalidade como bem-estar.


o da normalidade como um ideal;
o da normalidade estatística;
o da normalidade subjetiva;
o da normalidade como um processo;

4a Questão (Ref.: 201402112296) Pontos: 0,0 / 0,1

Terapeutas e pacientes podem ter visões divergentes, distorcidas e até irrealistas uns dos outros, sobre o que
ocorre durante uma entrevista clínica e sobre aquilo que o paciente tem direito de esperar. A transferência e a
constratransferência são fenômenos originados na teoria psicanalítica que, embora se constituam em
constructos hipotéticos, se mostram úteis como princípios organizadores para explicar certas ocorrências na
relação terapêutica. Dentro deste contexto identifique, dentre as opções abaixo, aquela que caracteriza o
fenômeno da transferência.

Processo em que o terapeuta, inconscientemente, abribui ao paciente certos aspectos do


relacionamentos passados importantes.
Processo em que o paciente, inconscientemente, abribui ao terapeuta certos aspectos do
relacionamentos passados importantes, especialmente com seus pais.
Processo de desvio da força de uma pulsão para um objeto ou condição socialmente aceito.
Processo através do qual o paciente demonstra o contrário exato de sua vivência emociona.
Processo de retirada da consciência de conteúdos que possam causar angústia, mantendo-os a nível
inconsciente.

5a Questão (Ref.: 201402112327) Pontos: 0,1 / 0,1

A observação psicopatológica registra uma série de estados alterados da consciência nos quais se tem alteração
parcial ou focal do campo da consciência; uma certa parte do campo da consciência permanece normal
enquanto outra encontra-se alterada; dentre estes estados encontram-se os estados de dissociação da
consciência que se caracterizam por:

Um estreitamento transitório do campo da consciência, um afunilamento,


com a conservação de uma atividade psicomotora global mais ou menos
coordenada, permitindo a ocorrência dos automatismos.
Uma fragmentação ou divisão do campo da consciência, ocorrendo perda da
unidade psíquica comum do ser humano.
Um estado de consciência reduzida e estreitada e de atenção concentrada,
que pode ser induzido por uma outra pessoa.
Um estado dissociativo que se assemelha a um sonho acordado, mas dele
difere pela presença de atividade motora automática e estereotipada,
acompanhada de suspensão parcial dos movimentos voluntários.
Um direcionamento da consciência com a escolha de um pequeno número de
estímulos ambientais que serão processados pelo sujeito.
1a Questão (Ref.: 201402573892) Pontos: 0,1 / 0,1
O fato de uma pessoa acreditar que é Jesus Cristo e que veio ao mundo para cumprir a palavra de Deus é um
exemplo clássico de

delírio;
ilusão;
alucinação;
compulsão.
obsessão;

2a Questão (Ref.: 201402112364) Pontos: 0,0 / 0,1

A forma do pensamento, que é a sua estrutura básica, a sua arquitetura, preenchida pelos mais diversos
conteúdos e interesses do indivíduo, pode estar alterado em diversos tipos de patologia. Considere que você
recebeu um novo cliente encaminhado pelo psiquiatra que registrou em seu encaminhamento que o mesmo
apresenta um quadro de desagregação do pensamento. Que tipo de quadro de alteração da forma do
pensamento você espera encontrar ao entrevistá-lo?

Profunda e radical perda dos enlaces associativos, total perda da coerência do pensamento.
As associações, embora ainda apresentem uma concatenação lógica, parecem mais livres, não tem bem
articuladas.
Alteração da estrutura do pensamento secundária a uma acentuada aceleração do pensamento, na qual
uma idéia se segue à outra de forma extremamente rápida, perturbando as associações lógicas entre
juízos e conceitos.
O pensamento passa a extraviar-se de seu curso normal tomando atalhos colaterais, desvios,
pensamentos acessórios e retornando eventualmente ao seu curso normal.
O pensamento passa a não seguir uma sequência lógica e bem organizada, os juízos não se articulam
de forma coerente uns com os outros.

3a Questão (Ref.: 201402112354) Pontos: 0,0 / 0,1

O curso do pensamento, que é o modo como o pensamento flui, a sua velocidade e ritmo ao longo do tempo
pode estar alterado em diversos tipos de patologia. Considere que você recebeu um novo cliente encaminhado
pelo psiquiatra que registrou em seu encaminhamento que o mesmo apresenta uma lentificação do
pensamento. Que tipo de quadro de alteração do curso do pensamento você espera encontrar ao entrevistá-lo?

Que o paciente relate que o seu pensamento foi retirado de sua cabeça por uma força estranha ou por
um estranho.
Uma progressão lenta do pensamento de forma bastante difícil e com uma latência entre as perguntas
e as respostas.
Que o paciente consiga articular adequadamente as idéias respondendo de forma apropriada as
perguntas feitas durante a entrevista.
O pensamento fluindo de forma muito acelerada, com uma idéia sucedendo a outra rapidamente.
Que o paciente em meio a conversa ou ao relatar algo interrompa bruscamente seu pensamento sem
qualquer motivo aparente.

4a Questão (Ref.: 201402573900) Pontos: 0,1 / 0,1

Quanto ao Exame Psíquico, é falso afirmar que:

a Obnubilação Simples, normalmente inexiste a presença de sintomas psicóticos.


os estados depressivos geralmente se acompanham de diminuição da capacidade de concentrar a
atenção como um todo; no entanto, há aumento da concentração ativa para temas depressivos
(hipertenacidade);
o Estado Crepuscular, presente em algumas doenças como a epilepsia e a histeria, é uma alteração
qualitativa da consciência, em que há um estreitamento do campo desta.
a orientação alopsíquica é relativa à capacidade do indivíduo de fornecer dados de sua identificação;
a alteração do pensamento e da sensopercepção conjuntamente pode indicar um caso de estrutura
psicótica;

5a Questão (Ref.: 201402573876) Pontos: 0,1 / 0,1

Anormalidades da atenção dizem respeito a uma ausência, diminuição ou aumento global da atenção com perda
da capacidade de concentração. Assinale a característica de alteração da atenção encontrada nos estados
depressivos em comparação com os estados maníacos: há uma

hipoprosexia podendo chegar a desenvolver a hipovigilância da


atenção;
aprosexia, podendo chegar a variações significativas da concentração;
hipoprosexia, podendo chegar a uma hipertenacidade da atenção.
hiperprosexia, podendo chegar a uma aprosexia da atenção;
hiperprosexia, podendo chegar a uma hipertenacidade da atenção;
1a Questão (Ref.: 201402112289) Pontos: 0,1 / 0,1
Identifique, dentre as características abaixo, aquela que é específica do transtorno de personalidade
dependente.
Evita atividades ocupacionais que envolvam contato interpessoal significativo por medo de críticas,
desaprovação ou rejeição.
Dificuldade de tomar decisões no dia-a-dia sem uma quantidade excessiva de conselhos e
reasseguramentos por parte de terceiros.
Preocupação excessiva com detalhes, regras, listas, ordem, organização ou horários que o alvo principal
da atividade é perdido.
Sentimento grandioso acerca da própria importância.
Desconforto em situações nas quais não é o centro das atenções.

2a Questão (Ref.: 201402273264) Pontos: 0,1 / 0,1

Nos quadros neuróticos, o paciente:

perde totalmente o sentido da realidade de consumo.


sente-se descriminado por todo mundo;
queixa-se de sintomas psicológicos e/ou somáticos, mantendo contato com a realidade;
apresenta alucinações;
tem crises repetidas de raiva e agressão

3a Questão (Ref.: 201402112297) Pontos: 0,1 / 0,1

Terapeutas e pacientes podem ter visões divergentes, distorcidas e até irrealistas uns dos outros, sobre o que
ocorre durante uma entrevista clínica e sobre aquilo que o paciente tem direito de esperar. A transferência e a
constratransferência são fenômenos originados na teoria psicanalítica que, embora se constituam em
constructos hipotéticos, se mostram úteis como princípios organizadores para explicar certas ocorrências na
relação terapêutica. Dentro deste contexto identifique, dentre as opções abaixo, aquela que caracteriza o
fenômeno da contratransferência.

Processo em que o terapeuta, inconscientemente, abribui ao paciente certos aspectos do


relacionamentos passados importantes.
Processo em que o paciente, inconscientemente, abribui ao terapeuta certos aspectos do
relacionamentos passados importantes, especialmente com seus pais.
Processo de desvio da força de uma pulsão para um objeto ou condição socialmente aceito.
Processo de retirada da consciência de conteúdos que possam causar angústia, mantendo-os a nível
inconsciente.
Processo através do qual o paciente demonstra o contrário exato de sua vivência emociona.

4a Questão (Ref.: 201402603100) Pontos: 0,1 / 0,1

Um rapaz dá entrada na emergência do Hospital Lourenço Jorge, após um grave acidente de trânsito, com
fratura exposta nas duas pernas, ferimentos diversos e desacordado. Depois de uma cirurgia de horas, vai para
um boxe na UTI, já fora de perigo. Seus pais finalmente conseguem vê-lo, por alguns minutos. Depois vão
procurar o médico e, muito ansiosa, a mãe lhe diz: - Doutor, nosso filho acordou falando coisas estranhas, sem
sentido, sobre compras no supermercado, está muito agitado, não responde nossas perguntas. Será que já sabe
que a namorada faleceu no acidente? Será que está se sentindo culpado? Pode estar enlouquecendo com um
trauma dessa gravidade? O médico acalma a senhora, dizendo que o estado de loucura aparente de seu filho
provavelmente é passageiro. E que ainda não é hora de conversar sobre a morte da namorada, primeiro é
preciso esperar que recupere a lucidez. Assinale o termo apropriado para nomear a alteração apresentada pelo
rapaz:
a) Dissociação
b) Delirium ou Confusão Mental
E) Alucinação
d) Distração
c) Desorientação Apática

5a Questão (Ref.: 201402112318) Pontos: 0,1 / 0,1

Para Freud o inconsciente é bem mais do que um simples estado mental fora da consciência. Ele é, embora
obscuro, a estrutura mental mais importante do psiquismo humano. Em sua opinião, o sistema inconsciente
funciona regido por princípios específicos dentre os quais se destaca a condesação. Indique, dentre as opções
abaixo, as características deste princípio.

O funcionamento inconsciente não segue as ordens da realidade, submete-se


apenas às suas próprias necessidades priorizando a descarga das excitações
do aparelho psíquico.
As cargas energéticas acopladas às representações psíquicas ¿ idéias ¿ são
totalmente móveis. Uma idéia pode ceder à outra toda a sua cota de energia.
No inconsciente não existe tempo real. Os processos inconscientes não são
ordenados temporalmente, não se alteram com a passagem do tempo, não
tem qualquer referência ao mesmo. Não existe no mesmo passado, presente
ou futuro.
As cargas energéticas acopladas às representações psíquicas ¿ idéias ¿ são
totalmente móveis. Uma idéia pode ceder apropriar-se da energia de várias
outras idéias.
No sistema inconsciente não há lugar para negação ou dúvida, ou graus
diversos de certeza ou incerteza. Tudo é absolutamente certo, afirmativo.
1a Questão (Ref.: 201402112354) Pontos: 0,1 / 0,1
O curso do pensamento, que é o modo como o pensamento flui, a sua velocidade e ritmo ao longo do tempo
pode estar alterado em diversos tipos de patologia. Considere que você recebeu um novo cliente encaminhado
pelo psiquiatra que registrou em seu encaminhamento que o mesmo apresenta uma lentificação do
pensamento. Que tipo de quadro de alteração do curso do pensamento você espera encontrar ao entrevistá-lo?

O pensamento fluindo de forma muito acelerada, com uma idéia sucedendo a outra rapidamente.
Que o paciente consiga articular adequadamente as idéias respondendo de forma apropriada as
perguntas feitas durante a entrevista.
Uma progressão lenta do pensamento de forma bastante difícil e com uma latência entre as perguntas
e as respostas.
Que o paciente em meio a conversa ou ao relatar algo interrompa bruscamente seu pensamento sem
qualquer motivo aparente.
Que o paciente relate que o seu pensamento foi retirado de sua cabeça por uma força estranha ou por
um estranho.

2a Questão (Ref.: 201402112338) Pontos: 0,0 / 0,1

Ao se tratar do tema sensopercepção é importante distinguir entre os vários tipos possíveis da mesma
distinguindo entre a imagem perceptiva real, a imagem representativa, a imaginação e a fantasia. Indique,
dentre as opções abaixo, as principais características da fantasia:

Percepção deformada e alterada de um objeto real presente.


Possui pouca nitidez e pouca corporeidade, sendo instável, percebida no espaço interno e incompleta.
Consiste na evocação de imagens percebidas no passado ou na criação de novas imagens em um
processo de criação de imagens que ocorre na ausência de estímulos sensoriais.
Produção de imagens como um produto minimamente organizado que ajuda o indivíduo a lidar com as
frustrações, com o desconhecido e com os seus conflitos.
É uma imagem nítida, de contornos precisos; corpórea, com brilho e cores vivas; que provém do espaço
externo e não permite ao indivíduo a alteração voluntária de suas características.

3a Questão (Ref.: 201402603161) Pontos: 0,1 / 0,1

O uso de drogas alucinógenas, como o LSD, pode produzir alterações da senso-percepção. Assinale a opção que
corresponde ao conjunto das alterações senso-perceptivas possíveis nesses casos:

a) Alucinações.
d) Alucinações, delírios e desorientações.
b) Alucinações, ilusões e delírios.
e) Alucinações, apatia e desorientação.
c) Alucinações, ilusões e alucinoses.

4a Questão (Ref.: 201402112318) Pontos: 0,1 / 0,1

Para Freud o inconsciente é bem mais do que um simples estado mental fora da consciência. Ele é, embora
obscuro, a estrutura mental mais importante do psiquismo humano. Em sua opinião, o sistema inconsciente
funciona regido por princípios específicos dentre os quais se destaca a condesação. Indique, dentre as opções
abaixo, as características deste princípio.

As cargas energéticas acopladas às representações psíquicas ¿ idéias ¿ são totalmente móveis. Uma
idéia pode ceder à outra toda a sua cota de energia.
No inconsciente não existe tempo real. Os processos inconscientes não são ordenados temporalmente,
não se alteram com a passagem do tempo, não tem qualquer referência ao mesmo. Não existe no
mesmo passado, presente ou futuro.
No sistema inconsciente não há lugar para negação ou dúvida, ou graus diversos de certeza ou
incerteza. Tudo é absolutamente certo, afirmativo.
As cargas energéticas acopladas às representações psíquicas ¿ idéias ¿ são totalmente móveis. Uma
idéia pode ceder apropriar-se da energia de várias outras idéias.
O funcionamento inconsciente não segue as ordens da realidade, submete-se apenas às suas próprias
necessidades priorizando a descarga das excitações do aparelho psíquico.

5a Questão (Ref.: 201402603104) Pontos: 0,1 / 0,1

Algumas mulheres se comportam de modo estranho nos momentos que sucedem um trabalho de parto muito
longo. Entram em estado de desorientação, agitação, medo, podendo até rejeitar seus bebês por algum tempo.
Tudo isso passa após algumas horas de sono. Esse estado é fruto da fadiga, que produz uma alteração da
consciência conhecida como:

Confusão Mental
Hiperestesia
Depressão Pós-Parto
Desorientação Pessoal
Ilusão Perceptiva