Você está na página 1de 7

PORTUGUÊS

1. A alteração da forma verbal “deixavam” (l.11)


para o singular — deixava — não
comprometeria a correção gramatical do
período em que tal forma aparece, mas 6. O termo “um aparelho capaz de desvendar os
modificaria seu sentido original. segredos da máquina de criptografia nazista
chamada de Enigma” (ℓ. 4 e 5) introduz uma
explicação a respeito do aparelho “Bomba”
(ℓ.4), tal como o faz o termo “uma máquina
eletromagnética que substituía letras por
palavras aleatórias escolhidas de acordo com
2. O sujeito da forma verbal “têm” (l.16) está
uma série de rotores” (ℓ. 6 a 8) em relação a
elíptico e retoma “cada um desses autores”
“Enigma” (ℓ.6).
(l.14).

3. Seriam mantidos o sentido e a correção


gramatical do texto 1A1AAA, se o trecho 7. As orações “de auxiliar o usuário” (ℓ.11) e “a
“porque incomoda” (ℓ.22) fosse substituído tomar decisões de maneira mais
por porquanto incomoda. fundamentada” (ℓ. 11 e 12) exercem a função
de complemento do nome “objetivo” (ℓ.11).

4. O trecho “como ocorre em qualquer relação


pedagógica” (l. 12 e 13) foi apresentado entre 8. O sujeito da forma verbal “incidam”, na linha
vírgulas pelo fato de se tratar de uma oração 27 do texto 1A10AAA, é simples.
intercalada.

5. Em “Para se vacinar, as pessoas precisam de


9. A correção gramatical e os sentidos do texto
documento de identidade e carteiras do SUS e
1A10BBB seriam preservados caso a forma
de vacinação” (ℓ. 4 a 6), a preposição “Para”
verbal “ocorreram” (ℓ.10) fosse substituída
exerce o papel de conectivo e introduz uma
por existiu.
oração que expressa finalidade.
10. O vocábulo “daí” (ℓ.15) e a expressão “da 15. A substituição da forma verbal
ignorância” (ℓ.16) exercem a mesma função “desencaminhadas” (ℓ .20) por
sintática no período em que ocorrem. desencaminhados manteria a correção
gramatical e a coerência textual, caso em que
passaria a concordar com “estudantes” (ℓ .20).

16. Em “temos o ‘jeitinho’ virando corrupção”


(ℓ.15), os termos ‘jeitinho’ e “corrupção”
funcionam como complementos diretos da
forma verbal “temos”.
11. Em “disse-o quem sabia” (ℓ.4) e em “Quem
não sabe deve perguntar” (ℓ. 9 e 10), o verbo
saber é intransitivo.
17. No texto 1A1AAA, as relações sintático-
semânticas do período “Embora fosse temido,
o apagamento era necessário, assim como o
esquecimento também o é para a memória” (ℓ.
20 e 21) seriam preservadas caso a conjunção
12. No trecho “estado de que meu coração “Embora” fosse substituída por Ainda que.
precisava” (ℓ. 19 e 20), a preposição “de” é
regida pela formal verbal “precisava”, não pela
palavra “estado”.

18. Estariam garantidos os sentidos e a correção


gramatical do texto caso o vocábulo “apenas”
13. Se a expressão “uma visão revolucionária” (linha 2) fosse substituído por que só haja.
(ℓ.27) fosse substituída por ideias
revolucionárias, seria necessário alterar a
forma verbal “Trata-se” para Tratam-se, para
se manter a correção gramatical do texto.
19. Estariam mantidas a correção gramatical e a
coerência do texto caso se substituísse “no
qual” (linha 10) por por onde.

14. No período “A liderança (...) tomada de


decisão” (ℓ. 34 a 37), a expressão “A liderança” 20. A forma verbal “dá” (linha 14) está empregada
(ℓ.34) exerce a função de sujeito da forma na 3.ª pessoa do singular porque concorda com
verbal “é” em suas duas ocorrências. o termo “alguém” (linha 13).
e “internacional” (ℓ.11) desempenham a
mesma função sintática.
21. No semento “fazer muitas coisas de que não
gosta” (linha 14), o emprego da preposição
“de” deve-se à regência da forma verbal
“gosta”.
27. A expressão “o órgão” (ℓ. 9 e 10,) retoma
“CDH” (ℓ.9) e exerce função de sujeito da
oração em que está inserida.
22. A conjunção “mas” (linha 15) introduz oração
com sentido adversativo.

23. Julgue o item a seguir em relação à correção


gramatical e à coerência das substituições
propostas para palavras, expressões e 28. No trecho “por meio das dinâmicas da
trechos do texto. É possível haver a troca de cidade-espetáculo” (l. 13 e 14), o elemento
“podendo” (linha 8) por possa. determinado do vocábulo “cidade-
espetáculo” rege a concordância nominal,
enquanto o elemento determinante
qualifica-o.

24. Na linha 5, em “que suplantou”, o verbo


está no singular porque concorda com o
sujeito dessa oração, a expressão 29. No trecho “importância de se fortalecerem”
“modernidade sólida”. (linhas 13 e 14), a partícula “se” indica que o
sujeito da oração é indeterminado.

25. O uso do acento indicativo de crase nas


expressões “à formação de um corpo 30. No texto CG1A1AAA, a expressão “os direitos
eleitoral” (ℓ.15) e “à fixação de processos trabalhistas” (l.6) exerce a função de aposto.
de votação” (ℓ. 15 e 16) é facultativo, pois
as palavras “formação” e “fixação” estão
empregadas de modo impreciso.

31. O emprego da preposição ‘de’ em “da


incapacidade” (linha 7) deve-se à regência do
termo substantivo “falta” (linha 6).

26. Nas expressões em que são empregados, os


vocábulos “Humanos” (ℓ.1), “Unidas” (ℓ.2)
“Assim como as demais ciências exatas, ela
nos é apresentada como algo distante, difícil,
um obstáculo a ser vencido, um problema a
ser resolvido com paciência e perseverança.”
32. Na linha 9, o pronome “nos”, na oração em que
38. Sobre o termo destacado, pode-se concluir
ocorre, exerce a função de complemento
corretamente que é termo acessório da
direto da forma verbal “perguntamos”. oração e adiciona circunstância de modo;
classifica-se como adjunto adverbial.

39. Na oração em que é empregado no texto


CG1A1CCC, o termo “surdos, mudos ou
cegos” (l.1) exerce a função de adjunto
33. Considerando-se as regências do verbo adverbial.
esquecer prescritas para o português, estaria
correta a seguinte reescrita para a oração “Já
esqueci a língua” (v.13): Já esqueci da língua.

40. No texto CG1A01AAA, funciona como


complemento nominal a oração “de que
tudo é crime organizado” (l. 8 e 9).

34. O primeiro parágrafo do texto é um período


composto por orações coordenadas.

41. Seria mantido o sentido restritivo da oração


iniciada pelo pronome “que” (l.15) se fosse
inserida uma vírgula imediatamente após a
35. Na linha 13, o pronome “nos” exerce a função palavra “positivos” (l.14).
de complemento da forma verbal “refletir”.

42. A correção gramatical e o sentido do texto


36. Na linha 4, o pronome “ela” está empregado seriam preservados, caso se substituísse o
entre vírgulas porque exerce a função de trecho “lembrei-me de que” (l.18) por
lembrei que.
aposto.

37. Em “Um estudo que foi assinado por Eduardo


Bodnariuc Fontes, ligado ao Departamento de
Neurologia da Unicamp, avançou nessa área 43. Seria mantida a correção do texto caso o
do conhecimento”, o termo grifado trecho “onde caberiam” (l.6) fosse substituído
é classificado sintaticamente como agente da por que caberia.
passiva.
“Muitos procuram nossa profissão imbuídos do desejo 49. A correção e o sentido original do texto seriam
altruístico de salvar vidas. Nesse caso, encontrariam mantidos caso se substituísse a expressão
mais realização no Corpo de Bombeiros, porque a lista “Não obstante" (l.24) por Embora.
de doenças para as quais não existe cura é
interminável.”

44. A palavra "interminável", no último


parágrafo, pertence à classe dos 50. Na linha 10, o pronome “Sua” delimita o
substantivos e exerce a função de adjunto significado do substantivo “importância”,
adverbial. funcionando, na oração em que ocorre, como
um termo acessório.
“Para cumprir o que a sociedade espera de nós, é
preciso lutar por salários dignos, porque hoje é
humanamente impossível ser bom médico sem assinar
revistas especializadas, ter acesso à internet,
frequentar congressos e estar alfabetizado em inglês, 51. A oração “de produzir materiais preciosos" (l.1)
língua oficial das publicações científicas.” e o termo “de ENERGIA ELÉTRICA" (l.2)
desempenham a mesma função sintática no
45. A palavra "especializadas", no primeiro
parágrafo, pertence à classe dos adjetivos e período.
exerce a função de adjunto adnominal.

46. A forma verbal “havia", em “não havia mais 52. O termo “ambientalmente correto,
dúvidas" (l.15), poderia ser corretamente socialmente justo e economicamente viável"
substituída por existia. (l. 14 e 15) exerce a função de predicativo.

47. A correção e o sentido original do texto seriam


mantidos caso se substituísse a conjunção
“Porém" (l.2) por Mas. 53. A oração “radicalizar a política de ampliação do
acesso à justiça" (l.12) e o termo “consenso"
(l.14) exercem a mesma função sintática nos
períodos em que ocorrem.

48. A correção e o sentido original do texto seriam


mantidos caso se substituísse o trecho “que se
repete" (l.28) por que repete-se.

54. É possível identificar no trecho “foi na


Grécia que se configurou o primeiro esboço
de um tribunal de contas” (l. 9 a 11) duas
orações, sendo uma delas de natureza
restritiva.
60. Os termos “escandalosamente” (l.8) e “bonito”
(l.27) exercem, nas orações a que pertencem,
a mesma função sintática.

55. A substituição de “autônoma” (L.19) por com


autonomia prejudicaria a correção gramatical
do texto.
61. O emprego da vírgula após “momento" (l.9)
explica-se por isolar o adjunto adverbial, que
está anteposto ao verbo, ou seja, deslocado de
sua posição padrão.
56. No trecho “onde tudo é belo e, principalmente,
existe de acordo com seus gostos e vontades"
(l. 26 e 27), o sujeito da forma verbal “existe" é
o termo “belo".

62. Os termos “do monopólio de uso” (L.2) e “de


57. As vírgulas empregadas nas linhas 4 e 6 isolam proteção de inventores estrangeiros” (L.13)
segmento de natureza adverbial: “para desempenham a mesma função sintática.
atender (...) custo possível".

58. No segundo parágrafo, o trecho isolado por


travessões (l. 12 a 15) tem valor sintático
equivalente ao da expressão “Os demais”
(l.12).

63. As palavras “distintivo” (L.1), “indireto” (L.9) e


“público” (L.19) exercem a função de
59. O termo “de outras terras” (l.4) especifica os modificadores nominais.
três núcleos do complemento do verbo
“reproduzir” (l.3) — “língua”, “ideias” e “vida”.

64. A oração “que se encontram no fundo do corpo


d'água” (L.2) tem função restritiva.
65. O acento indicativo de crase em “à sombra”
(l.3) poderia ser omitido sem prejuízo da
correção gramatical do texto, visto que seu
emprego é opcional no contexto em questão.
68. O termo “de senhas” (l. 18) e a oração “de se
regulamentar o uso da Internet” (l. 21 e 22)
complementam o sentido de nomes
substantivos.

69. No trecho “deu início à sua caminhada


cósmica" (l.16 e 17), o emprego do acento
grave indicativo de crase é obrigatório.

66. Os termos “de serviços” (l.5), “da agência


reguladora” (l.15) e “às ofertas disponíveis” 70. Nas sequências “acreditava que os espaços
(l.27) exercem a mesma função sintática. urbanos” (l.9-10) e “ponderavam que as
pessoas não passariam” (l.12), o “que”
introduz complementos oracionais para as
formas verbais “acreditava” e “ponderavam”.

GABARITOS:

67. No primeiro quadrinho, o emprego de vírgula 1-C;2-E; 3-C; 4-C; 5-C; 6-C; 7-E; 8-C; 9-E; 10-C; 11-C; 12-
após o vocábulo “Gente” é obrigatório, visto C; 13-E; 14-E; 15-E; 16-E; 17-C; 18-C; 19-C; 20-E; 21-C;
que separa expressão de chamamento. 22-C; 23-C; 24-E; 25-E; 26-C; 27-C; 28-C; 29-E; 30-E; 31-
E; 32-E; 33-E; 34-E; 35-E; 36-E; 37-C; 38-C; 39-E; 40-C;
41-E; 42-C; 43-E; 44-E; 45-E; 46-E; 47-E; 48-E; 49-C; 50-
C; 51-C; 52-C; 53-E; 54-E; 55-E; 56-E;57-C; 58-C; 59-C;
60-C; 61-E; 62-C; 63-C; 64-C; 65-E; 66-E; 67-C; 68-C; 69-
E; 70-C.