Você está na página 1de 24

100 DICAS MATADORAS DIREITO DO TRABALHO @alexandre.

amui

1
100 DICAS MATADORAS DIREITO DO TRABALHO @alexandre.amui

“Não seja um potencial,


exerça o seu potencial!”
Prof. Marcílio Ferreira

2
Prof. Marcílio Ferreira
Professor de Direito. Master Coach. Procurador do Estado. Doutorando em Direito Público.

Colaboradores:
Ernani Freitas [@ernanisfn];
Edmom Moraes [@edmom.moraes]; e
Letícia Gomes (@lettgomess)

O material de DICAS MATADORAS chega à terceira edição, tendo sido ampliado e atualizado com a qualidade
que você merece. Na última edição, foram mais de 100.000 downloads e TODAS as questões da prova do
Exame de Ordem constavam do material, bem como várias questões de concursos públicos cobradas após a
sua divulgação.

É interessantíssimo como as provas cobram os assuntos repetidamente e a seleção de cada uma das dicas foi
feita por uma equipe de professores e monitores com experiência e tradição na preparação para Exame de
Ordem e concursos públicos. Por trás da seleção de matérias, há uma análise minuciosa e probabilística dos
assuntos mais recorrentes e com maior chance de serem exigidos na sua prova.

Você perceberá que o nosso material foca nos pontos específicos exigidos nas provas e que alguns são mais
fáceis, enquanto outros mais difíceis. Naqueles tópicos mais difíceis, as 100 dicas de Direito Constitucional já
possuem QRCodes para que você possa assistir à explicação através de vídeo do youtube, bastando apontar a
câmera do seu celular para o QRcode. A nossa pretensão é de que, nas próximas versões, já tenhamos vídeos
em todas as matérias, permitindo uma revisão de excelência por todos os estudantes.

Lembre-se: uma boa revisão é o segredo da APROVAÇÃO. Portanto, utilize o nosso material com todo o seu
esforço, estudando e aprofundando cada uma das dicas. Se houver qualquer dúvida, você pode contar com a
nossa equipe de professores e monitores do Método Marcílio Ferreira e do Instituto Mais Foco (iMF), enviando
suas dúvidas para: contato@marcilioferreira.com

Um grande abraço!
Prof. Marcílio Ferreira
GOSTOU? USE A HASHTAG #profmarcilioferreira PARA NOS DAR O SEU FEEDBACK!

Insta: @profmarcilioferreira
E-mail: contato@marcilioferreira.com
100 DICAS MATADORAS DIREITO DO TRABALHO @alexandre.amui

DICA 01 contratante, ou local por ela designado.


GRUPO ECONÔMICO (artigo 2º da CLT). (TEMPORÁRIO).

O fato de as empresas terem os mesmos sócios não A RESPONSABILIDADE É SUBSIDIÁRIA, SALVO


é motivo para se configurar grupo econômico. Para EM CASO DE FALÊNCIA (SERÁ SOLIDÁRIA) – ART.
a configuração do grupo, a demonstração do 16 LEI 6.019/74.
interesse integrado, a efetiva comunhão de
interesses e a atuação conjunta das empresas dele DICA 03
DURAÇÃO DO CONTRATO DE TRABALHO
integrantes. TEMPORÁRIO.
O grupo econômico pode ser aquele regularmente 180 DIAS, CONSECUTIVOS OU NÃO, PARA O
constituído, mesmo que as empresas tenham MESMO CONTRATANTE.
autonomia e personalidade jurídica própria ou
quando estiverem sob a direção, controle ou PRORROGAÇÃO POR ATÉ 90 DIAS.
administração de outra.
Somente poderá ser colocado à disposição do
A responsabilidade será solidária, tanto para as mesmo tomador: após 90 dias, sob pena de vínculo
obrigações trabalhistas quanto para a anotação da de emprego direto com o contratante.
CPTS (em regra, uma única anotação – súmula 129
do TST - A prestação de serviços a mais de uma DICA 04
empresa do mesmo grupo econômico, durante a SUCESSÃO TRABALHISTA (artigos 10 e 448 da
mesma jornada de trabalho, não caracteriza a CLT).
coexistência de mais de um contrato de trabalho,
salvo ajuste em contrário). A alteração na estrutura jurídica da empresa não
afeta os contratos de trabalho, ou seja, mesmo
que mude o nome, os sócios ou seja transferida a
DICA 02 totalidade de bens que compunha o
TRABALHO TEMPORÁRIO. empreendimento para terceiros e não seja
continuada a atividade empresarial, os contratos
Trabalho temporário é aquele prestado por pessoa de trabalho serão mantidos incólumes/inalterados
física contratada por uma empresa de trabalho e a sucessora responde pelos débitos trabalhistas
temporário que a coloca à disposição de uma anteriores e, se for o caso, posteriores à
empresa tomadora de serviços, para atender à sucessão.
necessidade de substituição transitória de pessoal
permanente ou à demanda complementar de A intenção do legislador foi a de amparar o
serviços. trabalhador que desconhece os negócios comerciais
e que não sabe sobre quem recai a responsabilidade
Considera-se complementar a demanda de serviços civil do empreendimento. Lembre-se do direito
que seja oriunda de fatores imprevisíveis ou, quando regressivo que as empresas possuem de buscar na
decorrente de fatores previsíveis, tenha natureza esfera cível as responsabilidades civis livremente
intermitente, periódica ou sazonal. pactuadas entre elas.

Não se admite trabalhador temporário para A empresa sucedida responderá solidariamente


substituir grevistas, salvo greve abusiva ou riscos de com a sucessora quando ficar comprovada fraude
prejuízos irreparáveis ao empregador. na transferência.

A contratante estenderá ao trabalhador da empresa Caso haja fraude, ou seja, sendo extinto o contrato
de trabalho temporário o mesmo atendimento com a sucedida e pactuado um novo contrato com a
médico, ambulatorial e de refeição destinado aos sucessora, deverá ser aplicado o princípio da
seus empregados, existente nas dependências da continuidade da relação de emprego.

4
100 DICAS MATADORAS DIREITO DO TRABALHO @alexandre.amui

DICA 05 ajuizar a ação, a partir da data de redução


RESPONSABILIDADE SÓCIOS E SÓCIOS das comissões, sob pena de não receber
RETIRANTES (artigo 10-A da CLT). quaisquer diferenças, óbvio, respeitando o
limite de 2 (dois) anos da extinção do
O sócio e o sócio retirante respondem por débitos contrato.
trabalhistas não adimplidos pela empresa (lembrar
do incidente de desconsideração da personalidade Quando o direito à parcela esteja também
jurídica – artigo 855-A da CLT), de forma subsidiária assegurado por preceito de lei, a prescrição é
e na seguinte ordem: parcial. Exemplo: equiparação salarial. Mesmo que a
diferença salarial tenha iniciado há mais de 5 (cinco)
1 – empresa devedora;
2 – sócios atuais; anos do ajuizamento da ação, a parte não perde o
3 – sócios retirantes; direito, mas recebe apenas as parcelas que
antecedem ao quinquênio do ajuizamento da ação.
A responsabilidade dos sócios retirantes será
solidária quando ficar comprovada fraude na DICA 08
PRESCRIÇÃO INTERCORRENTE (artigo 11-A da
alteração societária (interesse em fraudar os CLT).
credores).
Quando o exequente deixar de cumprir
ATENÇÃO: O sócio retirante responde por determinação judicial no curso da execução, por
débitos trabalhistas relativas ao período em mais de 2 (dois) anos, operar-se-á a prescrição
que figurou como sócio, mas somente nas intercorrente, que poderá ser decretada a pedido
ações ajuizadas em até 2 (dois) anos depois ou de ofício, em qualquer grau de jurisdição.
de averbada a alteração contratual.
DICA 09
DICA 06 CAUSAS INTERRUPTIVAS, SUSPENSIVAS E
PRESCRIÇÃO (artigo 11 da CLT). IMPEDITIVAS DA CONTAGEM DO PRAZO
PRESCRICIONAL.
Extinto o contrato de trabalho, a parte terá 2 (dois)
anos para ajuizar ação trabalhista para receber a) Causa impeditiva. Nessa hipótese, não há início da
créditos decorrentes da relação de emprego, sob contagem do prazo. Exemplo: não corre prazo
pena de prescrição, salvo para fins exclusivos de prescricional contra o empregado menor de 18
reconhecimento de vínculo de emprego anos, conforme previsto no art. 440 da CLT.
(imprescritível). Em caso de períodos descontínuos
de trabalho, a prescrição bienal começa a fluir a b) Causa suspensiva. O prazo, nesse caso, ficará
partir da extinção do último contrato (súmula 156 congelado, ou seja, haverá uma parada temporária
do TST). até que seja cessado o obstáculo. Após o término do
obstáculo, retoma-se a contagem. Exemplo: ingresso
Destaca-se que estarão prescritas as parcelas que do empregado com pedido de conciliação na
antecedem os 5 (cinco) anos do ajuizamento da Comissão de Conciliação Prévia. De acordo com o
ação. Exemplo: A ação foi ajuizada no dia art. 625-G da CLT:
10/2/2018. Consideram-se prescritas as parcelas
anteriores a 10/2/2013. c) Causa interruptiva. Ocorre quando o prazo reinicia
a contagem por inteiro. Exemplo: O empregado ao
DICA 07 ingressar com a ação judicial (reclamação
PRESCRIÇÃO TOTAL E PARCIAL.
trabalhista) interrompe o prazo prescricional, ainda
que ela seja arquivada.
ATENÇÃO: Tratando-se de pretensão que
envolva pedido de prestações sucessivas DICA 10
decorrente de alteração ou descumprimento ANOTAÇÃO DA CTPS (artigos 13 ao 56 da CLT).
do pactuado NÃO ASSEGURADA POR
PRECEITO DE LEI, a prescrição é total. A Carteira de trabalho deverá ser anotada e
Exemplo: redução do valor das comissões. A devolvida ao empregado no prazo máximo de 48
parte tem no máximo 5 (cinco) anos para
5
100 DICAS MATADORAS DIREITO DO TRABALHO @alexandre.amui

(quarenta e oito) horas, salvo nas localidades em que b) multa do FGTS


não houver órgão emissor da CTPS, quando então o
prazo será dilatado para até 30 (trinta) dias. 2 – O trabalhador sacará apenas 80% do saldo do
FGTS.
DICA 11 3 - Não será devido o seguro desemprego.
FICHA DE REGISTRO DE EMPREGADOS (artigos 4 – As demais parcelas serão devidas na
41 ao 47 da CLT). integralidade.
A ausência de registro do empregado (ficha de DICA 15
registro) importará em multa de R$ 3.000,00 (três CONTRATO INTERMITENTE – ARTIGO 443, §2º,
mil reais) e igual valor em caso de reincidência, não DA CLT. 452-A AO 452-H DA CLT.
sendo exigida a dupla visitação para aplicação da
sanção (artigo 627, b, da CLT), ou de R$ 800,00 É um contrato por prazo determinado em que a
(oitocentos reais) no caso de micro e pequenas prestação de serviços em horas, dias ou meses não
empresas e igual valor em caso de reincidência. é contínua e obrigatoriamente terá períodos de
inatividade não remunerados (se remunerar,
A ficha de registro incompleta (artigo 41 da CLT) descaracteriza o contrato), inaplicável apenas aos
resulta na aplicação de multa equivalente a R$ aeronautas.
600,00 (seiscentos reais), mas exige a dupla visita
para ser aplicada a sanção, sob pena de ser DICA 16
anulada no Poder Judiciário. NOTIFICAÇÃO – CONTRATO INTERMITENTE
DICA 12
UNIFORME (456-A DA CLT). O empregado será notificado, por qualquer meio
eficaz de comunicação, para exercer suas funções
Compete ao empregador definir o padrão de com pelo menos 3 dias corridos de antecedência.
vestimenta/uniforme (por curiosidade, depois leiam Inexistindo resposta no prazo de 24 horas,
o caso Hooters), podendo incluir a sua logomarca, considera-se a recusa do empregado. A recusa não
afasta a subordinação para fins de vínculo de
inclusive da empresa parceira e de outros itens de emprego.
identificação da função.
DICA 17
É dever do empregado efetivar a higienização do CONTRATO INTERMITENTE – DIREITOS.
uniforme, salvo quando forem necessários
procedimentos ou produtos específicos.
1 - O salário maternidade será pago diretamente
DICA 13 pela Previdência Social.
PLANO DE DEMISSÃO VOLUNTÁRIA. – PDV 2 - O Intermitente terá direito a férias, após 1 (um)
(ARTIGO 477-B DA CLT). ano de prestação de serviços, podendo, inclusive,
fracionar em 3 (três) períodos.
O PDV seja para dispensa individual, plúrima ou 3 – FGTS
coletiva, previsto em convenção coletiva ou acordo
coletivo de trabalho, enseja quitação plena e DICA 18
irrevogável dos direitos decorrentes da relação CONTRATO INTERMITENTE – REMUNERAÇÃO
empregatícia, salvo disposição em contrário
estipulada entre as partes. Ao final de cada período contratado de serviço, o
empregado receberá:
DICA 14
EXTINÇÃO DO CONTRATO POR MÚTUO I – remuneração;
CONSENTIMENTO – ARTIGO 484–A DA CLT. II - férias proporcionais com acréscimo de um terço;
III - décimo terceiro salário proporcional;
O Contrato de trabalho poderá ser extinto por IV - repouso semanal remunerado;
vontade de empregado e empregador e, neste caso, V - adicionais legais.
serão devidas as seguintes parcelas:
1 – Pela metade:
a) aviso prévio, se indenizado;
6
100 DICAS MATADORAS DIREITO DO TRABALHO @alexandre.amui

O empregado receberá um recibo de pagamento, ultrapasse o prazo limite. Ultrapassou ou


que deverá conter a discriminação dos valores renovou mais de uma vez, convalida-se em
pagos relativos a cada uma das parcelas. prazo indeterminado.

DICA 19 DICA 22
CONTRATO INTERMITENTE – MULTA 22 – CONTRATO A TERMO - DOMÉSTICO:

Aceita a oferta para o comparecimento ao trabalho, Obrigatoriamente, por escrito.


a parte que descumprir (empregado ou
empregador), sem justo motivo, pagará à outra 1 - Contrato de experiência – até 90 dias, por
parte, no prazo de 30 (trinta) dias, multa de 50% escrito e com uma única renovação.
(cinquenta por cento) da remuneração que seria 2 - para atender necessidades familiares de
devida. natureza transitória e para substituição temporária
de empregado doméstico com contrato de trabalho
ATENÇÃO: para não ser cobrada a multa, as interrompido ou suspenso – até 2 anos, com uma
partes ajustarão a execução do trabalho não única renovação.
cumprido, no prazo máximo de 30 dias
(compensação). DICA 23
CONTRATO A TERMO – RURAL.
DICA 20
NORMA COLETIVA – VALIDADE, DURAÇÃO E Aplicam-se as hipóteses da CLT e duas exceções:
CONFLITO – ARTIGOS 614, §3º E 620 DA CLT.
1 – Contrato Safra – período sazonal dependente de
O acordo coletivo e a convenção coletiva não variações estacionais da atividade agrária;
poderão ser pactuados com duração superior a 2 2 - produtor rural pessoa física poderá realizar
(dois) anos. Vencido o prazo fixado na norma contratação de trabalhador rural por pequeno prazo
coletiva, não haverá ultratividade, ou seja, a norma para o exercício de atividades de natureza
perde eficácia no último dia de validade. temporária – Até 2 meses por ano.
A jurisprudência tem invalidado cláusula de DICA 24
prorrogação de acordo coletivo por tempo RESCISÃO ANTECIPADA DO CONTRATO A
indeterminado, ficando a vigência limitada a dois TERMO:
anos de prorrogação (OJ 322 da SDI-1 do TST).
1) Nos contratos que tenham termo estipulado, o
As condições estabelecidas em acordo coletivo de empregador que, sem justa causa, despedir o
trabalho (ACT) sempre prevalecerão sobre as empregado será obrigado a pagar-lhe, a titulo de
estipuladas em convenção coletiva de trabalho indenização, e por metade, a remuneração a que
(CCT). teria direito até o termo do contrato.
DICA 21 2) Havendo termo estipulado, o empregado não se
OUTROS CONTRATOS A TERMO - CLT.
poderá desligar do contrato, sem justa causa, sob
pena de ser obrigado a indenizar o empregador dos
Obrigatoriamente por escrito. Se verbal, é
prejuízos que desse fato lhe resultarem (NÃO PODE
considerado indeterminado.
ULTRAPASSAR O VALOR ACIMA DESCRITO).
1) Serviço cuja natureza ou transitoriedade justifique
3) Aos contratos por prazo determinado, que
a predeterminação do prazo OU atividades
contiverem cláusula assecuratória do direito
empresariais de caráter transitório – máximo de 2
recíproco de rescisão antes de expirado o termo
anos;
ajustado, aplicam-se, caso seja exercido tal direito
2) Experiência: Até 90 dias.
por qualquer das partes, os princípios que regem a
rescisão dos contratos por prazo indeterminado.
ATENÇÃO: Em ambos os casos se admite
uma única renovação, desde que não

7
100 DICAS MATADORAS DIREITO DO TRABALHO @alexandre.amui

DICA 25 Na hipótese de procedência de ação anulatória de


NORMA COLETIVA CATEGORIA DIFERENCIADA. cláusula de convenção coletiva ou de acordo coletivo
de trabalho, quando houver a cláusula
Categoria diferenciada é aquela composta por compensatória, esta deverá ser igualmente anulada,
empregados que exerçam profissões ou funções sem repetição do indébito.
diferenciadas por força de estatuto profissional
especial ou em consequência de condições de vida DICA 28
singulares (art. 511, § 3o, da CLT). REDUÇÃO DE SALÁRIO E JORNADA – PROTEÇÃO
DO EMPREGO.
As normas coletivas entabuladas pelo sindicato da
categoria diferenciada somente serão aplicadas aos Se for pactuada cláusula que reduza o salário ou a
empregados, quando o empregador participar da jornada, a convenção coletiva ou o acordo coletivo de
negociação coletiva diretamente ou for trabalho deverão prever a proteção dos
representado pelo respectivo sindicato patronal empregados contra dispensa imotivada durante o
(Súmula nº 374 do TST). prazo de vigência do instrumento coletivo.

ATENÇÃO: O empregado de categoria DICA 29


diferenciada eleito dirigente sindical só goza O QUE PODE SER NEGOCIADO PARA SUPRIMIR
de estabilidade se exercer na empresa OU REDUZIR?
atividade pertinente à categoria profissional
A convenção coletiva e o acordo coletivo de trabalho,
do sindicato para o qual foi eleito dirigente.
observada a intervenção mínima do Judiciário sobre
DICA 26 a norma coletiva (a Justiça do Trabalho analisará
NORMA COLETIVA – JORNADA E INTERVALOS – exclusivamente a conformidade dos elementos
ARTIGO 611-B, PARÁGRAFO ÚNICO, DA CLT. essenciais do negócio jurídico), têm prevalência
sobre a lei quando, entre outros, dispuserem sobre:
Com a reforma trabalhista as normas que envolvem I - pacto quanto à jornada de trabalho, observados
jornada de trabalho e intervalos não mais os limites constitucionais;
correspondem a normas de saúde, higiene e II - banco de horas anual;
segurança e, por isso, podem ser negociados para III - intervalo intrajornada, respeitado o limite mínimo
suprimir ou reduzir aquilo previsto em lei, o que faz de trinta minutos para jornadas superiores a seis
perder eficácia as súmulas 437, 449 e outras do horas;
TST. IV - adesão ao Programa Seguro-Emprego (PSE), de
que trata a Lei no 13.189, de 19 de novembro de
De acordo com o artigo 611-A da CLT, o negociado 2015;
prevalecerá sobre o legislado para o pacto quanto a V - plano de cargos, salários e funções compatíveis
jornada de trabalho, respeitado o módulo com a condição pessoal do empregado, bem como
constitucional, banco de horas anual e intervalo identificação dos cargos que se enquadram como
intrajornada, respeitado o mínimo de 30 (trinta) funções de confiança;
minutos quando a jornada for superior a 6 (seis) VI - regulamento empresarial;
horas. VII - representante dos trabalhadores no local de
trabalho;
DICA 27 VIII - teletrabalho, regime de sobreaviso, e trabalho
CONTRAPARTIDA EM NORMA COLETIVA –
ARTIGO 611-A, §2º, DA CLT. intermitente;
IX - remuneração por produtividade, incluídas as
A inexistência de expressa indicação de gorjetas percebidas pelo empregado, e
contrapartidas recíprocas em convenção coletiva ou remuneração por desempenho individual;
acordo coletivo de trabalho não ensejará sua X - modalidade de registro de jornada de trabalho;
nulidade por não caracterizar um vício do negócio XI - troca do dia de feriado;
jurídico. XII - enquadramento do grau de insalubridade e
prorrogação de jornada em locais insalubres,
incluída a possibilidade de contratação de perícia,
afastada a licença prévia das autoridades
8
100 DICAS MATADORAS DIREITO DO TRABALHO @alexandre.amui

competentes do Ministério do Trabalho, desde que DICA 33


respeitadas, na integralidade, as normas de saúde, TERMO DE CONCILIAÇÃO DA COMISSÃO DE
higiene e segurança do trabalho previstas em lei ou CONCILIAÇÃO PRÉVIA – 625-E DA CLT.
em normas regulamentadoras do Ministério do
Trabalho; Diferentemente do termo de quitação anual, que
XIII - prêmios de incentivo em bens ou serviços, obrigatoriamente discriminará as parcelas
eventualmente concedidos em programas de constantes da negociação havida entre as partes,
incentivo; nas empresas ou sindicatos em que houver sido
XV - participação nos lucros ou resultados da instituída a comissão de conciliação prévia, o termo
empresa; de conciliação dará quitação com eficácia liberatória
geral, salvo as parcelas efetivamente discriminadas,
Se não houver autorização no artigo 611-A da CLT, ou seja, se não houver discriminação do que foi
significa que não pode ter redução ou supressão. entabulado no acordo, significa que a parte aceitou
Cuidado com o 611-B da CLT. Entendo que é quitar o contrato.
melhor decorar o que pode ser negociado.
O termo de conciliação da comissão de conciliação
DICA 30 prévia é um título executivo extrajudicial.
HIPERSUFICIENTE – ARTIGO 444, PARÁGRAFO
ÚNICO, DA CLT. DICA 34
INTERVALO INTRAJORNADA – ARTIGO 71 DA
Considera-se hipersuficiente o empregado que CLT.
receba salário mensal igual ou superior a 2 (duas)
vezes o teto dos benefícios do RGPS (regime geral 1 – A norma coletiva poderá estabelecer a redução
de previdência social) e tenha concluído o ensino para até 30 minutos.
superior. 2 – O Ministério do Trabalho poderá autorizar a
redução para até 30 minutos. ATENÇÃO:
O hipersuficiente ou autossuficiente poderá negociar Refeitório adequado às normas de saúde, higiene e
diretamente com seu empregador as hipóteses segurança dos trabalhadores e proibição de horas
extras para os empregados que tenham o
previstas no artigo 611-A da CLT, ou seja, para ele a intervalo reduzido.
supressão ou redução de alguns direitos não 3 – O autossuficiente poderá reduzir seu intervalo
depende de norma coletiva. para até 30 minutos, mediante acordo individual
DICA 31 escrito.
CLÁUSULA DE ARBITRAGEM - ARTIGO 507-A DA
CLT. DICA 35
INDENIZAÇÃO SUPRESSÃO DO INTERVALO
O empregado que receba remuneração igual ou INTRAJORNADA CONTRATADO.
superior a 2 (duas) vezes o teto dos benefícios do
Quando o intervalo intrajornada for suprimido, o
RGPS poderá estipular em seus contratos, cláusula empregado será indenizado pelo período
de arbitragem, por sua iniciativa ou concordância suprimido, com o acréscimo de 50%.
expressa.
Exemplo: Empregado tem direito a 1 hora de
DICA 32
TERMO DE QUITAÇÃO ANUAL DAS OBRIGAÇÕES intervalo e usufrui de apenas 40 minutos (não há
TRABALHISTAS - ARTIGO 507-B DA CLT. autorização legal para a redução – dica 34). Nesta
hipótese, o trabalhador terá direito a indenização de
É facultado a empregados e empregadores, na 20 minutos + 50%.
vigência ou não do contrato de emprego, firmar o
termo de quitação anual de obrigações trabalhistas, O período de descanso suspende o contrato de
perante o sindicato dos empregados da categoria. trabalho (não computa como tempo de serviço e não
há remuneração), razão pela qual a indenização
O referido termo dará quitação apenas das parcelas corresponderá apenas àquilo que fora suprimido
discriminadas. (art. 71, §4º, da CLT).

9
100 DICAS MATADORAS DIREITO DO TRABALHO @alexandre.amui

O intervalo intrajornada, no regime 12x36, poderá ATENÇÃO: O intervalo poderá ser


ser gozado ou indenizado na íntegra. prorrogado para mais de 6 (seis) meses de
idade da criança, por ato da autoridade
DICA 36 competente, quando a saúde do filho exigir.
FRACIONAMENTO INTRAJORNADA.
DICA 38
os intervalos de 1 hora (até 2 horas) ou o intervalo INTERVALOS NÃO PREVISTOS EM LEI – SÚMULA
de 15 minutos (dependendo da jornada de trabalho) 118 DO TST.
poderão ser fracionados (mantida a mesma
remuneração e concedidos intervalos para A concessão, pelo empregador, de intervalos não
descanso menores e fracionados ao final de cada previstos em lei, resulta na interrupção do contrato,
viagem, não descontados da jornada) quando ou seja, o período não trabalhado computa como
compreendidos entre o término da primeira hora tempo de serviço.
trabalhada e o início da última hora trabalhada,
desde que previsto em convenção ou acordo coletivo DICA 39
de trabalho, ante a natureza do serviço e em virtude INTERVALO INTERJORNADA – ARTIGO 66 DA
das condições especiais do trabalho a que são CLT.
submetidos estritamente os seguintes profissionais:
Entre um dia e outro de trabalho, deverá o
1 - Motoristas; empregado usufruir de um descanso mínimo de 11
2 - Cobradores, horas. Se este intervalo não for respeitado, o período
3 - Fiscalização de campo e afins nos serviços de suprimido será indenizado com o acréscimo de 50%
operação de veículos rodoviários; (OJ 355 DA SDI-1 DO TST C/C ARTIGO 71, §4º, DA
4 - Empregados no setor de transporte coletivo de CLT).
passageiros.
DICA 40
INTERVALO INTRAJORNADA DO EMPREGADO
DICA 37 DOMÉSTICO.
INTERVALOS PREVISTOS EM LEI
O intervalo será de, no mínimo, 1 hora e, no máximo,
a) Digitação ou mecanografia: 10 minutos a cada 90
2 horas, podendo ser reduzido para até 30 minutos
minutos trabalhados – ART. 72 CLT E SÚMULA 346
mediante acordo escrito.
TST.
b) Frigoríficos ou Câmaras Frias: 20 minutos a cada
Caso o empregado resida no local de trabalho, o
1 h e 40 min. Art. 253 DA CLT E Súmula 438 do
intervalo poderá ser desmembrado em até 2 (dois)
TST.
períodos, de no mínimo 1 (uma) hora cada e,
Obs.: O empregado submetido a trabalho contínuo
somados, não superior a 4 (quatro) horas.
em ambiente artificialmente frio, ainda que não
labore em câmara frigorífica, tem direito ao intervalo DICA 41
intrajornada. BANCO DE HORAS – ARTIGO 59 DA CLT.
c) Minas de subsolo: 15 minutos a cada 3 horas.
ART. 298 CLT.
ACORDO
d) Amamentação: Dois intervalos de 30 minutos COMPENSAÇÃO
INDIVIDUAL
ATÉ 6 MESES
cada um, mediante definição por acordo individual BANCO DE
ESCRITO
entre a MULHER e o empregador, até a criança HORAS
completar 6 (seis) meses de idade, inclusive em NORMA COMPENSAÇÃO
COLETIVA ATÉ 1 ANO.
caso de adoção.

CUIDADO: O artigo 396 da CLT usa, OBS.: De acordo com o artigo 59, §2º, da CLT no
expressamente, a palavra mulher para regime banco de horas, o limite de horas
definir o direito ao intervalo. trabalhadas será de 10 diárias, já inclusas as horas
extras. Ultrapassado este período diário limite, as
horas deverão ser obrigatoriamente remuneradas.

10
100 DICAS MATADORAS DIREITO DO TRABALHO @alexandre.amui

DICA 42 Cuidado: O empregador não está isento do


REGIME DE COMPENSAÇÃO SIMPLES. pagamento do adicional noturno no período
compreendido entre as 22h e 5h.
As partes podem estabelecer regime de
compensação simples, por acordo individual escrito DICA 45
ou tácito, desde que não ultrapasse dentro do limite REGIME DE COMPENSAÇÃO – EFEITOS.
de 1 (um) mês, a jornada mensal contratada.
O não atendimento das exigências legais para
DICA 43 compensação de jornada, inclusive quando
REGIME DE COMPENSAÇÃO 12X36 – ARTIGO estabelecida mediante acordo tácito, não implica a
59-A DA CLT E ARTIGO 10 DA LEI repetição do pagamento das horas excedentes à
COMPLEMENTAR 150/15.
jornada normal diária se não ultrapassada a
duração máxima semanal, sendo devido apenas o
1 – Poderá ser instituído por meio de norma coletiva
respectivo adicional.
o regime de compensação de 12 horas de trabalho
por 36 horas ininterruptas de descanso, ou para as
A prestação de horas extras habituais não
instituições da área da saúde, também por acordo
descaracteriza o acordo de compensação de
individual escrito. Para o empregado doméstico,
jornada e o banco de horas.
basta contrato individual.
DICA 46
2 – Para o bombeiro civil e vigilante, já há previsão REGIME DE COMPENSAÇÃO – DOMÉSTICO.
em lei para o regime 12x36.
Poderá ser dispensado o acréscimo de salário e
3- O intervalo intrajornada no regime 12x36 poderá instituído regime de compensação de horas,
ser gozado ou indenizado. Isso mesmo, poderá o mediante acordo escrito entre empregador e
empregador indenizar na íntegra o intervalo empregado, se o excesso de horas de um dia for
necessário para repouso e alimentação. compensado em outro dia.
DICA 44 Caso contrário, lembrar da regra dos 40.
FERIADOS, DOMINGOS E PRORROGAÇÃO DA
HORA NOTURNA NO REGIME 12X36 – ARTIGO
59-A, §1º, DA CLT e ARTIGO 10 DA LEI As 40 primeiras horas extras do mês, deduzidas as
COMPLEMENTAR 150/15. horas não trabalhadas, faltas em dias úteis, serão
remuneradas;
Está incluído na remuneração pactuada para o Aquilo que ultrapassar as 40 horas extras mensais
empregado, inclusive o doméstico, que exerce a poderão ser compensadas num período máximo de
jornada 12x36 o valor correspondente ao descanso 1 ano.
semanal remunerado e descanso em feriados.
DICA 47
Além disso, consideram-se compensados os feriados REGIME DE TEMPO PARCIAL – ARTIGO 58-A DA
CLT.
trabalhados e as horas noturnas prorrogadas, se
houver. Como assim? Simples. Quando o empregado
cumpre a jornada INTEGRALMENTE em período Até 6 horas
suplementares
noturno (ou seja, das 22h às 5h) e continua semanais - acréscimo
de 50%
trabalhando, as horas que ultrapassem o limite das
5h também serão consideradas noturnas, com a Até 26 horas semanais
redução ficta e adicional. Entretanto, para o regime As horas extras
poderão ser
12x36, nos termos da reforma trabalhista, este compensadas até a
semana subsequente
período já se encontra regularmente compensado Regime de tempo (não haverá
pagamento).
parcial
nas horas de descanso, inexistindo direito ao
pagamento do adicional e da redução ficta.
Acima de 26 horas até Não se admite horas
30 horas semanais extras.

11
100 DICAS MATADORAS DIREITO DO TRABALHO @alexandre.amui

empregado, por escolha própria, buscar proteção


DICA 48 pessoal, em caso de insegurança nas vias públicas
REGIME DE TEMPO PARCIAL DOMÉSTICO. ou más condições climáticas, bem como adentrar ou
permanecer nas dependências da empresa para
Para o doméstico, o limite de horas no regime de exercer atividades particulares, práticas religiosas,
tempo parcial será de 25 horas semanais, descanso, lazer, estudo, alimentação,
admitindo-se 1 hora suplementar diária, mediante relacionamento social e higiene pessoal.
acordo individual entre as partes, desde que não
ultrapasse a 6 horas diárias. DICA 52
SOBREAVISO – SÚMULA 428 DO TST.
DICA 49
TRAJETO. Considera-se em sobreaviso o empregado que, à
distância e submetido a controle patronal por
CUIDADO: O tempo despendido pelo instrumentos telemáticos ou informatizados,
empregado no trajeto entre a sua residência permanecer em regime de plantão ou equivalente,
e o local de trabalho, por qualquer meio de aguardando a qualquer momento o chamado para o
transporte, inclusive quando fornecido pelo serviço durante o período de descanso.
empregador, não configura tempo à
disposição. O sobreaviso será de, no máximo, 24 horas
consecutivas e, o tempo à disposição será
Professor, mas e a súmula 90 do TST? Pessoal, remunerado em 1/3 do valor da hora normal.
assim como várias outras súmulas (342, parte final,
437, I, II e III, 444, 449...) e orientações DICA 53
jurisprudenciais, a reforma trabalhista fez com que PRONTIDÃO – ARTIGO 244, §3º, DA CLT.
elas perdessem eficácia para os fatos ocorridos a
partir de 11 de novembro de 2017 (salvo proteção É a permanência do empregado nas dependências
por norma coletiva). Entretanto, os fatos ocorridos do empregador, aguardando a execução de
antes desta data estão acobertados pelo manto do eventuais ordens, no período máximo de 12 horas. O
direito adquirido. Sempre bom ler o artigo 912 da valor da hora de prontidão corresponde a 2/3 da
CLT. hora normal de trabalho.

DICA 50 DICA 54
TEMPO À DISPOSIÇÃO – ARTIGO 58, §1º, DA CLT. MEIOS TELEMÁTICOS – CONTROLE DE JORNADA.

O limite de tolerância para não ser descontado do O mero fornecimento, pelo empregador, de meios
salário ou ainda computado como tempo à telemáticos não configura controle de jornada para
disposição é de 10 minutos diários, quando o fins de horas extras ou sobreaviso, conforme
empregado estiver aguardando ou executando vaticinam o artigo 6º da CLT e súmula 428, item I,
ordens do empregador. do TST.

A troca de uniforme, regra geral, não computa como DICA 55


tempo à disposição, salvo quando o empregador CONTROLE DE JORNADA – ARTIGOS 62 E 74 DA
CLT.
exigir a troca no local de trabalho (e ultrapassar a
10 minutos diários). Apenas o estabelecimento empresarial com mais de
10 empregados está obrigado a registrar
DICA 51
PERÍODOS QUE NÃO COMPUTAM COMO TEMPO frequência por meio manual, mecânico ou eletrônico.
À DISPOSIÇÃO.
Não haverá obrigatoriedade de controle de jornada:
Não será computado como período extraordinário
as variações de jornada não superiores a 5 minutos, a) Atividade externa (atividade que, por sua natureza,
até o limite máximo de 10 minutos diários, ou será desempenhada fora das dependências do
mesmo quando ultrapasse este limite quando o empregador).

12
100 DICAS MATADORAS DIREITO DO TRABALHO @alexandre.amui

b) cargo de confiança (poder de gestão + 2 – RURAL LAVOURA – 21h às 5h – hora noturna


gratificação não inferior a 40% do seu salário). computada normalmente (60 minutos) e com
c) teletrabalho (atividade que, por sua natureza, adicional de 25%.
seria desenvolvida no ambiente de trabalho, mas que 3 – RURAL PECUÁRIA – 20h às 4h – hora noturna
por questão contratual é desempenhada, computada normalmente (60 minutos) e com
preponderantemente, fora do ambiente adicional de 25% (artigo 7º lei 5.889/73).
empresarial). 4 – ADVOGADO – 20h às 5h – hora noturna
computada normalmente (60 minutos) e adicional
DICA 56 de 25% - Lei 8.906/94.
TELETRABALHO – ARTIGOS 75-A E SEGUINTES 5 – PORTUÁRIO, INCLUSIVE O AVULSO – 19h às
DA CLT. 7h – não há redução da hora noturna e adicional de
20% - OJ 60 da SDI-1 do TST.
1 - Deve estar previsto no contrato, com a 6 – PETRÓLEO – 22h às 5h - sem redução da hora
especificação das atividades desenvolvidas. noturna e com adicional de 20% - súmula 112 do
2 – A alteração do regime presencial para o TST.
teletrabalho depende de mútuo consentimento por
escrito. DICA 60
3 – A alteração do regime teletrabalho para o TURNO ININTERRUPTO DE REVEZAMENTO.
presencial pode ser unilateral, mas exige pelo menos
15 dias de transição, mediante aditivo contratual. É o trabalho desempenhado em empresas que
desenvolvam suas atividades ininterruptamente ou,
DICA 57 quando descontínuo, submetam seus empregados a
NORMAS DE SAÚDE, HIGIENE E SEGURANÇA DO regime de revezamento semanal, quinzenal ou
TELETRABALHO.
mensal, com alternância de turnos diurnos e
noturnos (OJ 360 da SDI-1 DO TST).
O empregador deverá instruir os empregados, de
maneira expressa e ostensiva, quanto às
A jornada do turno ininterrupto será de 6 horas
precauções a tomar a fim de evitar doenças e
diárias e 36 semanais, salvo previsão em norma
acidentes de trabalho, inclusive colhendo assinatura
coletiva, quando poderá ser majorada para 8 horas
do empregado no termo de responsabilidade.
diárias e 44 horas semanais (súmula 423 do TST).
DICA 58
CUSTOS DO TELETRABALHO. CUIDADO: A alteração da jornada de 6 para
8 horas, por norma coletiva, não terá efeito
A responsabilidade pela aquisição, manutenção ou retroativo (OJ da SBDI-I nº 420 do TST), ou
fornecimento dos equipamentos tecnológicos e da seja, não poderá a empresa se esquivar do
infraestrutura necessária e adequada à prestação pagamento de horas extras ou banco de
do trabalho remoto, bem como ao reembolso de horas.
despesas arcadas pelo empregado, serão previstas
em contrato escrito.
OBS: O empregado submetido a turno ininterrupto
Se houver reembolso pago pelo empregador, não tem direito ao adicional noturno e à redução ficta, se
tem natureza salarial. for o caso.

DICA 59 DICA 61
TRABALHO NOTURNO. HORAS EXTRAS – ATIVIDADES INSALUBRES –
ARTIGO 60 DA CLT.
1 – URBANO E DOMÉSTICO– 22h às 5h –
redução ficta da hora em 7min e 30seg, com 1 - Proibição de prorrogação de jornada, em regra,
adicional de 20%. (artigo 73 da CLT e artigo 14 da pois depende de autorização do Ministério do
lei complementar 150/2015). Trabalho ou previsão em norma coletiva.
2 - O labor em regime 12x36 em local insalubre não
depende de autorização da autoridade competente.

13
100 DICAS MATADORAS DIREITO DO TRABALHO @alexandre.amui

3 – A norma coletiva poderá determinar o no mínimo, 5 (cinco) dias cada. Exemplo: 14 dias +
enquadramento do grau de insalubridade e a 10 dias + 6 dias.
prorrogação de jornada em locais insalubres,
incluída a possibilidade de contratação de perícia, Para os domésticos as férias poderão ser
afastada a licença prévia das autoridades fracionadas, por vontade do empregador, em até 2
competentes do Ministério do Trabalho, desde que (dois) períodos, um deles não inferior a 14 dias.
respeitadas, na integralidade, as normas de saúde,
higiene e segurança do trabalho previstas em lei ou De acordo com a lei, apenas 1/3 do período que o
em normas regulamentadoras do Ministério do trabalhador tem direito às férias poderá ser
Trabalho; convertido em pecúnia. Se o empregado comunicar
o empregador 15 dias antes de terminar o período
DICA 62 aquisitivo e o empregado doméstico 30 dias antes
PERDA DO DIREITO A FÉRIAS – ARTIGO 133 DA de encerrar o aquisitivo, o empregador fica obrigado
CLT.
a converter as férias em pecúnia. Fora deste prazo,
1 – Receber benefício previdenciário, inclusive é um direito potestativo.
decorrente de acidente de trabalho, durante o
DICA 65
período aquisitivo por mais de 6 meses, embora INÍCIO DAS FÉRIAS E DATA PARA PAGAMENTO.
descontínuos.
2 - Paralisação da empresa por mais de 30 dias, As férias deverão ser concedidas em até 12 meses
salvo quando decorrente de lockout (greve do após o término do período aquisitivo (12 meses de
empregador), que é proibida no ordenamento trabalho), atendendo aos interesses do empregador,
jurídico. com comunicação prévia de 30 (trinta) dias, sob
3 - Licença remunerada por mais de 30 dias pena de pagamento em dobro, e não poderão ter
durante o período aquisitivo. início nos 2 (dois) dias que antecedem feriado ou o
4 – O empregado deixar o emprego e não for dia de repouso semanal remunerado.
readmitido em 60 dias.
5 – Faltar, injustificadamente, por mais de 32 dias As férias deverão ser pagas em até 2 (dois) dias
no período aquisitivo. antes do seu início, sob pena de ser remunerada em
dobro, mesmo que o empregador tenha concedido
DICA 63 as férias no prazo legal (súmula 450 do TST).
FÉRIAS.
DICA 66
O trabalhador terá direito a férias, que poderá ser FÉRIAS EM REGIME DE TEMPO PARCIAL PARA OS
reduzido a depender da quantidade de faltas DOMÉSTICOS.
injustificadas no período aquisitivo, na seguinte
proporção: (DECORE A PRIMEIRA LINHA E Para os empregados urbanos e rurais, o regime de
MEMORIZE A FORMA DE CÁLCULO). tempo parcial atenderá ao tempo de férias em
regime de tempo integral. Para os domésticos, será
DIAS DE FÉRIAS – DICA: QUANTIDADE DE FALTAS – utilizada a seguinte tabela:
REDUZ DE 6 EM 6 DIAS. DICA: SOMA 9.
30 DIAS ATÉ 5 FALTAS.
DIAS DE FÉRIAS JORNADA SEMANAL
24 DIAS DE 6 A 14 FALTAS.
18 DIAS DE 15 A 23 FALTAS. 18 DIAS De 22 a 25 horas semanais.
12 DIAS DE 24 A 32 FALTAS. 16 DIAS De 20 a 22 horas semanais.
14 DIAS De 15 a 20 horas semanais.
DICA 64 12 DIAS De 10 a 15 horas semanais.
FRACIONAMENTO E CONVERSÃO EM PECÚNIA. 10 DIAS De 5 a 10 horas semanais.
8 DIAS Até 5 horas semanais.
As férias poderão ser fracionadas, por mútuo
consentimento, em até 3 (três) períodos, desde que
um deles seja de no mínimo 14 dias e os demais de,

14
100 DICAS MATADORAS DIREITO DO TRABALHO @alexandre.amui

DICA 67 empregado para qualquer efeito nem o


FÉRIAS PROPORCIONAIS. salário de contribuição previdenciário.
A fração igual ou superior a 15 dias computa como DICA 71
1 (um) mês para fins de férias. DATA E RECIBO DE PAGAMENTO DO SALÁRIO.

Não terá direito às férias proporcionais, de natureza O salário deverá ser pago até o 5º dia útil
indenizatória, apenas os empregados dispensados subsequente ao vencido/trabalhado e não poderá
por justa causa (súmulas 171 e 261 do TST). ser pactuado em prazo superior a 1 (mês).

DICA 68 DICA 72
SALÁRIO. GORJETAS.
Havendo contratação para cumprimento de jornada
reduzida, inferior à previsão constitucional de oito Enquanto percebida, a gorjeta integra a
horas diárias ou quarenta e quatro semanais, é lícito remuneração, mas não servirá de base de cálculo
o pagamento do piso salarial ou do salário mínimo para as parcelas calculadas exclusivamente sobre o
proporcional ao tempo trabalhado. salário, a exemplo das horas extras, DSR, adicional
noturno e aviso prévio (súmula 354 do TST).
DICA 69
PARCELAS DE NATUREZA INDENIZATÓRIA DICA 73
SALÁRIO IN NATURA.
As importâncias, ainda que habituais, não integram o
salário: O veículo, ainda que utilizado para fins particulares,
a) Ajuda de custo – até 50%. energia elétrica e a moradia fornecidos pelo
b) Auxílio-alimentação – exceto dinheiro. empregador e indispensáveis para a realização do
c) Diárias para viagem trabalho não possuem natureza salarial, assim como
d) Prêmios. bebidas alcóolicas e cigarros.

CUIDADO: Consideram-se prêmios as A alimentação fornecida ao trabalhador, mesmo que


liberalidades concedidas pelo empregador a título gratuito, não integra o salário, salvo quando
em forma de bens, serviços ou valor em concedida em dinheiro.
dinheiro a empregado ou a grupo de
empregados, em razão de desempenho O transporte não tem natureza salarial, mesmo
superior ao ordinariamente esperado no pago em dinheiro. O valor máximo que se pode
exercício de suas atividades (artigo 457, descontar é de 6% (seis por cento) do salário do
§4º, da CLT), mas o parágrafo 22 do trabalhador.
referido artigo, inserido pela MP 808/2017
especifica que somente é prêmio se for pago CUIDADO: A habitação e a alimentação
até duas vezes ao ano. fornecidas como salário-utilidade deverão
atender aos fins a que se destinam e não
poderão exceder, respectivamente, a 25%
DICA 70 (vinte e cinco por cento) e 20% (vinte por
PARCELAS SEM NATUREZA SALARIAL cento) do salário-contratual.

ATENÇÃO: O valor relativo à assistência


prestada por serviço médico ou DICA 74
odontológico, próprio ou não, inclusive o EQUIPARAÇÃO SALARIAL – ARTIGO 461 DA CLT.
reembolso de despesas com medicamentos,
Requisitos para a equiparação salarial:
óculos, aparelhos ortopédicos, próteses,
órteses, despesas médico-hospitalares e
1 – Trabalho de igual valor (igual produtividade e
outras similares, mesmo quando concedido
perfeição técnica);
em diferentes modalidades de planos e
coberturas, não integram o salário do
15
100 DICAS MATADORAS DIREITO DO TRABALHO @alexandre.amui

2 – Diferença de tempo de serviço (diferença de de cargos e salários, dispensada qualquer forma de


tempo no emprego) não superior a 4 (quatro) anos homologação ou registro em órgão público.
e, cumulativamente, diferença não superior a 2
(dois) anos na função que se busca equiparação; ATENÇÃO: Não é necessário que o plano de
3 – Trabalho prestado para o mesmo empregador; cargos e salário ou quadro de carreira
4 – Mesmo estabelecimento empresarial; especifique as promoções com critérios de
antiguidade e merecimento. O empregador
OBS.: Empregado readaptado não serve de pode inserir os dois como requisitos, ou
paradigma para fins de equiparação salarial. apenas um deles.

DICA 75 DICA 77
EQUIPARAÇÃO SALARIAL EM CADEIA. DISCRIMINAÇÃO.

Não é possível equiparação salarial em cadeia. Como A Extinção do contrato decorrente de ato
assim? A equiparação salarial só será possível entre discriminatório (idade, etnia, religião, doença e etc.),
empregados contemporâneos no cargo ou na enseja o direito de o trabalhador pleitear, além da
função, ficando vedada a indicação de paradigmas indenização por danos morais, a reintegração OU
remotos, ainda que o paradigma contemporâneo percepção em dobro da remuneração durante o
tenha obtido a vantagem em ação judicial própria. período de afastamento. Exemplo: Todo empregado
Piorou? Rs. que se manifeste homossexual é dispensado
(discriminatório). Lei 9.029/95.
Vamos lá: José foi admitido no dia 10/4/2010 e
recebe salário de R$ 2.000,00. Antônio foi admitido Se a dispensa tiver como motivação o fato de o
no dia 8/4/2012 e recebe salário de R$ 1.500,00. empregado possuir doença grave que gere
Felício foi admitido no dia 15/5/2013 e recebe segregação, estigma ou preconceito ou ser portador
salário de R$ 1.500,00. Todos exercem a função de do vírus HIV terá direito, além da indenização por
auxiliar administrativo. danos morais, à reintegração, conforme vaticina a
súmula 443 do TST.
Antônio pode equiparar salário com José? Sim,
pois a diferença de tempo no emprego não é Agora, se a discriminação é em relação às
superior a 4 anos e a diferença de tempo na função diferenças salariais por motivo de sexo ou etnia, o
é inferior a 2 anos. trabalhador terá direito além das diferenças devidas
quanto ao salário e, ainda, multa em favor do
Como Antônio conseguiu aumentar seu salário para discriminado no importe de 50% do valor teto dos
R$ 2.000,00 em razão da equiparação salarial com benefícios previdenciários pagos pelo RGPS.
José,
DICA 78
Felício pode pedir equiparação salarial com DESCONTOS NO SALÁRIO – ARTIGO 462 DA CLT.
Antônio? Não, não se admite equiparação salarial
em cadeia. Ademais, Felício também não consegue Ao empregador somente é admitido o desconto no
equiparar salário com José, pois a diferença de salário do empregado de parcelas previstas em lei
tempo na função é superior a 2 (dois) anos. (IRPF, INSS, pensão alimentícia, adiantamento
salarial, fornecimento de alimentação e habitação,
DICA 76 transporte e etc.).
QUADRO DE CARREIRA E PLANO DE CARGOS E
SALÁRIO. O desconto concernente ao fornecimento de plano
de saúde, odontológico, seguro e previdência privada
Não haverá equiparação salarial quando o não será inválido se for previamente autorizado pelo
empregador tiver pessoal organizado em quadro de empregado, salvo se comprovar coação ou outro
carreira OU quando, por meio de norma interna da vício no negócio jurídico.
empresa ou de negociação coletiva, mantiver plano

16
100 DICAS MATADORAS DIREITO DO TRABALHO @alexandre.amui

Em caso de prejuízo causado por dolo do DICA 81


empregado, o desconto poderá ser efetivado sem ADICIONAL DE TRANSFERÊNCIA E ADICIONAL DE
sua anuência ou previsão contratual. Já quando o VIAGEM DOMÉSTICO.
prejuízo for causado por ato culposo, o desconto
depende de previsão no contrato de trabalho, Aos trabalhadores transferidos de modo provisório
regimento interno ou norma coletiva. (OJ 113 da SDI-1 do TST – tenha previsão de
retorno ou não perdure por mais de 2 anos) será
CUIDADO: Para o doméstico, é facultado ao devido o adicional de transferência, no importe de
empregador efetuar descontos no salário do 25% do salário do trabalhador, em qualquer
empregado em caso de adiantamento hipótese, inclusive cargos de confiança, condições
salarial e, mediante acordo escrito entre as implícitas ou explícitas ou alteração do
partes, para a inclusão do empregado em estabelecimento empresarial de modo temporário e
planos de assistência médico-hospitalar e que enseja a mudança de domicílio.
odontológica, de seguro e de previdência
privada, não podendo a dedução A mudança da empresa para local mais distante dá
ultrapassar 20% (vinte por cento) do direito ao trabalhador apenas à diferença
salário. decorrente do transporte (súmula 29 do TST).

DICA 79 Ademais, ao empregado doméstico que exerça suas


TRUCK SYSTEM E CLÁUSULA DEL CREDERE. atividades acompanhando a viagem do empregador,
será devido o adicional de 25% sobre as horas
Truck System: Coagir o empregado a adquirir efetivamente trabalhadas, podendo, mediante mútuo
mercadorias in natura em mercado mantido pelo consentimento e por escrito, substituir as horas
empregador. Se não for possível o empregado ter trabalhadas por folga compensatória (banco de
acesso a outros mercados, o empregador venderá horas).
as mercadorias ou fornecerá os serviços sem o
intuito de lucro e sempre em benefício dos DICA 82
empregados. TRANSFERÊNCIA – ARTIGO 469 DA CLT.

Del credere: O risco da atividade empresarial é do A transferência do empregado depende de mútuo


empregador. Aumentar os ganhos a título de consentimento, salvo:
comissão ou percentagem, mas transferir o ônus da
cobrança para o empregado quando a venda não for 1 – Cargos de confiança;
adimplida, inclusive descontando o valor no salário 2 – Condições implícitas (exemplo o circo) e
do trabalhador, é absurdamente ilegal. explícitas (previsão no contrato);
3 – Extinção do estabelecimento empresarial e
DICA 80 mudança para outro local;
SALÁRIO DO DOMÉSTICO.
Em todos os casos, a transferência somente não
É vedado ao empregador doméstico efetuar será abusiva se for comprovada a necessidade do
descontos no salário do empregado por serviço.
fornecimento de alimentação, vestuário, higiene ou
moradia, bem como por despesas com transporte, CUIDADO: Mesmo nestas hipóteses, se a
hospedagem e alimentação em caso de transferência for provisória, será devido o
acompanhamento em viagem. adicional de 25%.

ATENÇÃO: Quanto à moradia, é lícito o


desconto se esta se referir a local diverso da
prestação de serviços, e desde que tenha
sido acordado expressamente.

17
100 DICAS MATADORAS DIREITO DO TRABALHO @alexandre.amui

DICA 83 DICA 85
ALTERAÇÃO CONTRATUAL – ARTIGO 468 DA CARACTERÍSTICAS ESPECÍFICAS DA
CLT. PERICULOSIDADE.

A alteração do contrato, mesmo que por mútuo É exigível a realização de perícia. Entretanto, se o
consentimento, que tenham por intuito reduzir empregador efetuou o pagamento por mera
direitos já incorporados ao contrato, é nula de pleno liberalidade da empresa, ainda que de forma
direito. Não configura alteração lesiva o retorno do proporcional ao tempo de exposição ao risco ou em
empregado que exerça cargo de confiança à função percentual inferior ao máximo legalmente previsto,
de origem, com ou sem justo motivo. dispensa a realização da prova técnica exigida pelo
art. 195 da CLT, pois torna incontroversa a
Afastado o empregado da função de confiança, não existência do trabalho em condições perigosas.
será devida a gratificação e ela não será
incorporada ao salário, independentemente do Os tripulantes e demais empregados em serviços
tempo que tenha exercido a função. auxiliares de transporte aéreo que, no momento do
abastecimento da aeronave, permanecem a bordo
DICA 84 não têm direito ao adicional de periculosidade.
ADICIONAL DE PERICULOSIDADE. (SÚMULA 447 DO TST).
São consideradas atividades ou operações CUIDADO: Não é devido o adicional de
perigosas, na forma da NR 16 do MTE, aquelas que, periculosidade com contatos eventuais ou
por sua natureza ou métodos de trabalho, tempo extremamente reduzido (súmulas
impliquem risco acentuado em virtude de 361 e 364 do TST). É devido no contato
exposição permanente do trabalhador a: intermitente.
1) Contato com explosivos, inflamáveis (bomba de DICA 86
gasolina – súmula 39 do TST), substâncias NEGOCIAÇÃO COLETIVA – ADICIONAL DE
radioativas (OJ 345 da SDI 1 do TST) e contato com PERICULOSIDADE E INSALUBRIDADE.
energia elétrica (inclusive, operadores de rede de
telefonia – OJ 347 da SDI 1 do TST). As negociações coletivas NÃO podem fixar
percentual menor do que 30% (súmula 364, II, do
2) roubos ou outras espécies de violência física nas TST E 611-B DA CLT) para o adicional de
atividades profissionais de segurança pessoal ou periculosidade.
patrimonial. (Serão descontados ou compensados
do adicional outros da mesma natureza A norma coletiva poderá negociar para reduzir ou
eventualmente já concedidos ao vigilante por meio suprimir o enquadramento do grau de insalubridade
de acordo coletivo) (artigo 611-A, XII, da CLT).
3) Trabalho com motocicleta.
Estes adicionais não podem ser acumulados,
Valor: 30% do salário base do empregado (não se conforme previsto em lei (artigo 194 da CLT).
considera as demais parcelas – gorjetas,
gratificações, prêmios e etc.). DICA 87
ADICIONAL DE INSALUBRIDADE – ARTIGO 189
CUIDADO COM A SÚMULA 191 DA CLT.
(ELETRICITÁRIO). Ela garante o direito a
quem foi contratado sob a égide da lei Serão consideradas atividades ou operações
7.369/85 (ou seja, até 2012) em receber o insalubres aquelas que, por sua natureza, condições
adicional de 30% sobre o conjunto das ou métodos de trabalho, exponham os empregados
parcelas de natureza salarial, revogada em a agentes nocivos à saúde, acima dos limites de
2012 (lei 12.740/2012). tolerância fixados em razão da natureza e da
intensidade do agente e do tempo de exposição aos
seus efeitos. (ART. 189 DA CLT), mesmo que de
forma intermitente.

18
100 DICAS MATADORAS DIREITO DO TRABALHO @alexandre.amui

DICA 89
É obrigatória a realização de perícia. Se não for TERCEIRIZAÇÃO – LEI 6.019/74.
possível, poderá o julgador utilizar-se de outros
meios de prova. (OJ 278 da SDI 1 do TST). A empresa tomadora dos serviços somente poderá
utilizar seus ex-empregados como mão-de-obra
CUIDADO: Não basta constatar a fornecida por empresa que terceiriza a prestação
insalubridade por meio de perícia, para ter dos serviços, após 18 (dezoito) meses, sob pena de
direito ao adicional o agente nocivo DEVE configurar fraude e reconhecer o vínculo de
estar descrito na NR 15 do Ministério do emprego direto.
Trabalho. Exemplo: a limpeza de banheiro de
escritórios e residências, por não se Pode ser terceirizada a atividade fim (principal) da
equiparar a banheiro de uso coletivo ou tomadora de serviços.
público, não terá direito ao adicional, por não
estar descritos na NR 15 (súmula 448 do É vedada à contratante a utilização dos
trabalhadores em atividades distintas daquelas
TST). Idêntica situação se aplica ao trabalho que foram objeto do contrato com a empresa
a céu aberto com exposição à radiação prestadora de serviços, sob pena de vínculo de
solar, como não há previsão na NR 15, não emprego direto.
tem direito ao adicional. Já a exposição ao
calor acima dos limites de tolerância dará Os serviços contratados poderão ser executados
direito ao adicional (OJ 173 da SDI-1 do nas instalações físicas da empresa contratante ou
TST). em outro local, de comum acordo entre as partes.

ATENÇÃO: A reclassificação ou a A responsabilidade pela saúde, higiene e


descaracterização da insalubridade, por ato segurança do local de prestação dos serviços, é da
da autoridade competente (NR 15), contratante.
repercute na satisfação do respectivo
adicional, sem ofensa a direito adquirido ou SÃO ASSEGURADOS AOS TERCEIRIZADOS:
a) alimentação garantida aos empregados da
ao princípio da irredutibilidade salarial.
(SÚMULA 248 DO TST). contratante, quando oferecida em refeitórios;
b) direito de utilizar os serviços de transporte;
DICA 88 c) atendimento médico ou ambulatorial existente nas
CARACTERÍSTICAS DA INSALUBRIDADE E VALOR. dependências da contratante ou local por ela
designado;
O adicional será calculado com base no salário d) treinamento adequado, fornecido pela contratada,
mínimo (10%, 20% ou 40%) - Lembrar que a quando a atividade o exigir.
vinculante nº 4 está suspensa. (SÚM. 228 TST). II - sanitárias, de medidas de proteção à saúde e de
segurança no trabalho e de instalações adequadas à
CUIDADO: O simples fornecimento do prestação do serviço.
aparelho de proteção pelo empregador não
o exime do pagamento do adicional de Cuidado: se a contratada mobilizar 20% ou mais
insalubridade. Cabe-lhe tomar as medidas de empregados da quantidade de empregados da
que conduzam à diminuição (TOLERÁVEL) ou contratante, esta poderá disponibilizar serviços de
alimentação e atendimento ambulatorial em
eliminação da nocividade, entre as quais as outros locais apropriados e com igual padrão de
relativas ao uso efetivo do equipamento pelo atendimento.
empregado. (SÚM. 80 E 289 DO TST).
A responsabilidade da tomadora de
ATENÇÃO: O pedido feito pelo advogado em serviços/contratante é subsidiária.
sua inicial indicando agente ou percentual
diverso do apontado pelo perito não afasta o ATENÇÃO: A administração pública não
direito e não configura sentença extra ou responde de forma subsidiária pelo mero
ultra petita (súmula 293 do TST). inadimplemento das obrigações trabalhistas,
é necessária a comprovação de omissão na

19
100 DICAS MATADORAS DIREITO DO TRABALHO @alexandre.amui

fiscalização do contrato.
DICA 93
DICA 90 LICENÇA MATERNIDADE - ADOÇÃO
DONO DA OBRA E SUBEMPREITA – ARTIGO 455
DA CLT E OJ 191 DA SDI-1 DO TST. Também terá direito à licença maternidade de 120
dias:
Nos contratos de subempreitada responderá o
subempreiteiro pelas obrigações derivadas do 1 – Ao empregado que adotar ou obtiver guarda
contrato de trabalho que celebrar, cabendo, todavia, judicial para fins de adoção de criança ou
aos empregados, o direito de reclamação contra o adolescente.
empreiteiro principal pelo inadimplemento daquelas
obrigações por parte do primeiro. 2 - Só será concedida mediante apresentação do
termo judicial de guarda à adotante ou guardiã;
O dono da obra não responde de forma solidária ou
subsidiária em razão do inadimplemento das verbas 3 - A adoção ou guarda judicial conjunta ensejará a
trabalhistas pelo empreiteiro ou subempreiteiro, concessão de licença-maternidade a apenas um dos
salvo quando aquele for construtor ou incorporador. adotantes ou guardiães empregado ou empregada.
4 - Em caso de morte da genitora, é assegurado ao
DICA 91 cônjuge ou companheiro(a) empregado o gozo de
ESTABILIDADE GESTAÇÃO E ADOÇÃO. licença por todo o período da licença-maternidade ou
pelo tempo restante a que teria direito a mãe,
A empregada gestante terá direito à estabilidade exceto no caso de falecimento do filho ou de seu
desde a confirmação da gravidez até 5 (cinco) abandono.
meses após o parto, inclusive natimorto. Tal direito
será estendido ao empregado adotante ao qual DICA 94
tenha sido concedida guarda provisória para fins de LICENÇA MATERNIDADE – MORTE DA GENITORA.
adoção.
Em caso de morte da genitora, é assegurado ao
A estabilidade será garantida mesmo que a cônjuge ou companheiro(a) empregado o gozo de
gestação tenha início durante o aviso prévio, licença por todo o período da licença-maternidade ou
trabalhado ou indenizado, ou, ainda, nos contratos a pelo tempo restante a que teria direito a mãe,
termo, inclusive o de experiência (súmula 244 do exceto no caso de falecimento do filho ou de seu
TST). abandono.

O pedido de demissão do empregado estável só será DICA 95


válido quando feito com a assistência do respectivo DIREITOS DA GESTANTE.
Sindicato e, se não o houver, perante autoridade
local competente do Ministério do Trabalho e É garantido à empregada, durante a gravidez, sem
Previdência Social ou da Justiça do Trabalho. prejuízo do salário e demais direitos:

DICA 92 1 - Transferência de função, quando as condições de


LICENÇA MATERNIDADE. saúde o exigirem, assegurada a retomada da função
anteriormente exercida, logo após o retorno ao
A empregada gestante tem direito à licença- trabalho;
maternidade de 120 (cento e vinte) dias, sem
prejuízo do emprego e do salário que, mediante 2 - Mediante atestado médico, à mulher grávida é
atestado médico, poderá ser antecipado em até 28 facultado romper o compromisso resultante de
dias antes do parto e o período poderá ser qualquer contrato de trabalho, desde que este seja
aumentado em duas semanas, antes ou depois do prejudicial à gestação.
parto, mediante declaração médica.
3 - Dispensa do horário de trabalho pelo tempo
Em caso de aborto não criminoso, a licença será de necessário para a realização de, no mínimo, seis
2 semanas.

20
100 DICAS MATADORAS DIREITO DO TRABALHO @alexandre.amui

consultas médicas e demais exames arbitrária, sendo impossível a reintegração e


complementares. indevida a indenização do período estabilitário.

OBS.: O companheiro ou cônjuge terá direito a se DICA 97


ESTABILIDADE DIRIGENTE SINDICAL.
ausentar por até 2 (duas) vezes para acompanhar a
gestante nos exames médicos.
Ao dirigentes sindicais eleitos, no mínimo 3 e
máximo 7, titulares e suplentes, gozarão de
4 – Ser transferida para local salubre, afastado o
estabilidade do registro da candidatura até 12
direito ao adicional. A empregada grávida, mediante
atestado de médico particular ou público de sua meses após o término do mandato.
confiança, SERÁ afastada de suas funções em
local insalubre de grau leve ou médio. É assegurada a estabilidade provisória ao
empregado dirigente sindical, ainda que a
CUIDADO. Nota-se que, pela lei (art. 394-A comunicação do registro da candidatura ou da
da CLT), a empregada continua trabalhando eleição e da posse seja realizada fora do prazo de
em local insalubre médio ou leve, e só será 24 horas, desde que a ciência ao empregador, por
afastada se apresentar atestado médico. qualquer meio, ocorra na vigência do contrato de
trabalho (inclusive durante o aviso prévio).

5 – O afastamento das atividades consideradas ATENÇÃO: Havendo extinção da atividade


insalubres em qualquer grau, quando apresentar empresarial no âmbito da base territorial do
atestado de saúde, emitido por médico de confiança sindicato, não há razão para subsistir a
da mulher, que recomende o afastamento durante a estabilidade.
lactação.
O registro da candidatura do empregado a cargo
É importante lembrar que o salário maternidade das de dirigente sindical durante o período de aviso
prévio, ainda que indenizado, não lhe assegura a
empregadas domésticas, dos homens, dos estabilidade.
adotantes e do intermitente serão pagos
diretamente pela Previdência Social.
CUIDADO: Membro de conselho fiscal e
DICA 96 delegado sindical não gozam de estabilidade
ESTABILIDADE CIPA. (OJ 365 e 369 da SDI-1 do TST).

A CIPA será obrigatoriamente constituída por DICA 98


empresas que possuam mais de 20 empregados ESTABILIDADE ACIDENTE DE TRABALHO.
(NR 5 do ministério do trabalho).
O empregado que tenha sofrido acidente de
Os membros eleitos da CIPA (comissão interna de trabalho, doença profissional ou ocupacional e, ainda,
prevenção de acidentes), de no mínimo 3 e máximo acidente de trabalho por equiparação, nos termos
7, titulares e suplentes, gozarão de garantia dos artigos 19, 20 e 21 da lei 8.213/91, gozarão
provisória de emprego do registro da candidatura de estabilidade, do retorno às funções até 12 meses
até 12 meses após o término do mandato. após a cessação do auxílio-doença acidentário,
inclusive se o fato ocorrer no contrato a termo ou
CUIDADO: O Presidente da CIPA não goza aviso prévio, trabalhado ou indenizado.
de estabilidade, pois é indicado pelo
empregador (artigo 164, §5º, da CLT). São pressupostos para a concessão da estabilidade
o afastamento superior a 15 dias e a consequente
percepção do auxílio-doença acidentário, salvo se
A estabilidade provisória do cipeiro não constitui constatada, após a despedida, doença profissional
vantagem pessoal, mas garantia para as atividades que guarde relação de causalidade com a execução
dos membros da CIPA, que somente tem razão de do contrato de emprego.
ser quando em atividade a empresa. Extinto o
estabelecimento, não se verifica a despedida

21
100 DICAS MATADORAS DIREITO DO TRABALHO @alexandre.amui

Não são consideradas como doença do trabalho: entrega dos documentos comprobatórios da
extinção contratual.
a) a doença degenerativa;
b) a inerente a grupo etário; O pagamento a que fizer jus o empregado será
c) a que não produza incapacidade laborativa; efetuado:
d) a doença endêmica adquirida por segurado
habitante de região em que ela se desenvolva, salvo I - em dinheiro, depósito bancário ou cheque visado,
comprovação de que é resultante de exposição ou conforme acordem as partes; ou
contato direto determinado pela natureza do II - em dinheiro ou depósito bancário quando o
trabalho. empregado for analfabeto.

DICA 99 DICA 100


EXTINÇÃO DO CONTRATO E ACERTO CAUSAS DE SUSPENSÃO E INTERRUPÇÃO
TRABALHISTA. CONTRATUAL.

No caso de paralisação temporária ou definitiva do SUSPENSÃO: Sem trabalho; Sem salário; Sem
trabalho, motivada por ato de autoridade municipal, tempo de serviço;
estadual ou federal, ou pela promulgação de lei ou Exceção: Auxílio-doença acidentário (acidente de
resolução que impossibilite a continuação da trabalho) e serviço militar obrigatório – Haverá
atividade, prevalecerá o pagamento da indenização, depósito do FGTS e contagem do tempo de serviço;
que ficará a cargo do governo responsável (fato do
príncipe) – FATO DO PRÍNCIPE. Nota-se que a HIPÓTESES:
extinção se dá por culpa do Estado (União, DF, ENCARGO PÚBLICO: Prefeito, Governador...
estados e municípios). MANDATO SINDICAL: exceto se houver previsão
contrária em acordo com convenção coletiva.
Não há mais dever de homologação da extinção do SUSPENSÃO DISCIPLINAR: Máximo de 30 dias.
contrato no sindicato. Extinto o contrato de trabalho, GREVE: exceto previsão contrária.
o empregador entregará ao empregado a BENEFÍCIOS PREVIDENCIÁRIOS: Lembrar que o
documentação necessária à comprovação de auxílio-doença somente suspende a partir do 16º
comunicação da extinção do pacto. dia.
EMPREGADO ELEITO PARA OCUPAR CARGO DE
ATENÇÃO: O pedido de demissão do DIRETOR DE S/A (Súmula 269 do TST): Exceto se a
empregado estável só será válido quando subordinação permanecer.
feito com a assistência do respectivo INTERVALOS INTRA E INTERJORNADA: Regra
Sindicato e, se não o houver, perante geral.
autoridade local competente do Ministério PRISÃO: Período em que ficou afastado aguardando
do Trabalho e Previdência Social ou da julgamento ou respondendo a inquérito.
Justiça do Trabalho. Isto não foi alterado
pela reforma trabalhista (art. 500 da CLT). OBS.: Se houver condenação transitada em julgado,
cabe a demissão por justa causa (482, d, CLT).
CUIDADO: O empregador deverá proceder à VIOLÊNCIA DOMÉSTICA: Decisão Judicial (Até 6
anotação CTPS, comunicar a dispensa aos meses)
órgãos competentes e realizar o pagamento INQUÉRITO PARA APURAÇÃO DE FALTA GRAVE: O
das verbas rescisórias no prazo de até 10 julgamento improcedente resulta na declaração de
dias da extinção do contrato (não é contado interrupção (art. 495 da CLT).
da data em que o empregado foi avisado da QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL: De 2 a 5 meses
dispensa, cuidado), sob pena de multa (exceto previsão em convenção ou acordo) – Deve
equivalente ao maior salário do empregado. ter consentimento do empregado e os custos ficam
por conta do empregador.
Fiquem atentos, porque a multa cabe não apenas no Em razão da crise mundial, as empresas se utilizam
atraso do pagamento, mas também no atraso da deste artifício pra evitar demissões em massa.
SERVIÇO MILITAR OBRIGATÓRIO

22
100 DICAS MATADORAS DIREITO DO TRABALHO @alexandre.amui

LICENÇA PATERNIDADE: 5 DIAS.


OBS.: O EMPREGADO COM CONTRATO SUSPENSO EXAMES MÉDICOS GESTANTE: No mínimo 6
TEM 30 DIAS PARA VOLTAR AO EMPREGO (SÚM. consultas.
32 TST). Até 2 (dois) dias para acompanhar consultas
médicas e exames complementares durante o
CUIDADO: A suspensão do empregado por período de gravidez de sua esposa ou companheira
mais de 30 (trinta) dias consecutivos por 1 (um) dia por ano para acompanhar filho de até
importa na rescisão injusta do contrato de 6 (seis) anos em consulta médica.
trabalho. Participação do empregado para participação em
CCP’s e/ou conselho curador do FGTS.
Ao empregado afastado do emprego, são LICENÇA MATERNIDADE
asseguradas, por ocasião de sua volta, todas as ABORTO NÃO CRIMINOSO
vantagens que, em sua ausência, tenham sido
atribuídas à categoria a que pertencia na empresa e
manutenção do plano de saúde (súmula 440 do
TST).

INTERRUPÇÃO: Sem trabalho; pagamento de


salário e contagem do tempo de serviço.

FALECIMENTO (CADIPd) – Cônjuge, Ascendente,


descendente, irmão ou pessoa dependente
(declarada em CTPS) – 2 DIAS.

OBS.: O professor tem direito a 9 dias (cônjuge, do


pai ou mãe, ou de filho), nos demais casos, também
será de 2 dias.

ENCERRAMENTO DA VIDA SOCIAL –


CASAMENTO: 3 dias consecutivos.

OBS.: O Professor terá direito a 9 dias (320 CLT).

DOAÇÃO DE SANGUE: 1 DIA A CADA 12 MESES.


ALISTAMENTO ELEITORAL: Dois dias consecutivos
ou não.
PELO PERÍODO NECESSÁRIO: Apresentação em
serviço militar (obs.: não confundir com a prestação
de serviço militar), exame vestibular,
comparecimento em juízo (súmula 155 TST),
representante sindical em reunião de organização
internacional do qual o Brasil seja membro efetivo.
PERÍODO DE PARALISAÇÃO DA EMPRESA:
ACIDENTAL OU NÃO.
AFASTAMENTO POR DOENÇA OU ACIDENTE: Até
o 15º dia.
REDUÇÃO DA JORNADA DURANTE O AVISO: 2 HS
OU 1 SEMANA URBANO, 1 DIA POR SEMANA
RURAL.
FÉRIAS.
DSR E FERIADOS.
INTERVALOS INTRAJORNADAS REMUNERADOS.

23
100 DICAS MATADORAS DIREITO DO TRABALHO @alexandre.amui

24