Você está na página 1de 2

30/11/2018 Entenda o Princípio da Instrumentalidade das Formas - LFG

QUEM SOMOS . PROFESSORES . SEJA UM FRANQUEADO . CONVÊNIOS PORTAL DO ALUNO


Minha
Qual curso você procura?  Conta
0

Home | Blog Acontece | Artigos | Entenda o Princípio da Instrumentalidade das Formas

Blog Acontece
Este canal é feito especialmente para você que busca dicas de estudos, notícias e artigos do mundo jurídico, preparação para provas de concursos públicos e
OAB, entre outros temas relevantes do segmento em que atuamos. Acompanhe nossas publicações e amplie ainda mais seus conhecimentos.

Categorias
Entenda o Princípio da Instrumentalidade das Formas
Concursos 
14 de fevereiro de 2017
Curiosidades

Notícias

Palestras

Entrevistas

Dicas

Artigos

CATEGORIAS Atendimento Unidades Blog Acontece Nós


Lerligamos
tudo para você

 
Pelo princípio da instrumentalidade das formas, temos que a existência do ato processual é um instrumento utilizado para se atingir determinada
finalidade. Assim, ainda que com vício, se o ato atinge sua finalidade sem causar prejuízo às partes, não se declara sua nulidade.
 
As petições iniciais, por exemplo, inauguram a fase postulatória e criam o caminho do processo com objetivo de resolver um conflito. Por conta da
importância dessa peça, algumas formalidades são essenciais para sua elaboração, mas que nem sempre são seguidas à risca.
 
Em resumo, o princípio da instrumentalidade das formas pressupõe que, mesmo que o ato seja realizado fora da forma prescrita em lei, se ele atingiu o
objetivo, esse ato será válido.
 

Para facilitar o entendimento, veja abaixo os artigos 154 e 244 do Código de Processo Civil:
 

Art. 154 - “Os atos e termos processuais não dependem de forma determinada senão quando a lei expressamente a exigir, reputando-se válidos os
que, realizados de outro modo, lhe preencham a finalidade essencial (...)"
 
Art. 244 - “Quando a lei prescrever determinada forma, sem cominação de nulidade, o juiz considerará válido o ato se, realizado de outro modo, lhe
alcançar a finalidade."
 
Os processos judiciais são compostos por uma sequência de atos não solenes, que não exigem uma forma determinada. Porém, em algumas situações,
a lei traz regras gerais quanto a maneira de se montar a peça e que precisa ser seguida sob pena de, eventualmente, ocorrer a nulidade do ato.
 
 
Na prática
 
Um dos erros mais comuns que ocorrem no dia a dia é a falta de citação por parte dos Oficiais de Justiça. Tal ato é determinado pela lei e exige
cuidados para que se faça o ato da forma correta, por exemplo:

Art. 226 - Incumbe ao oficial de justiça procurar o réu e, onde o encontrar, citá-lo:
 
I – lendo-lhe o mandado e entregando-lhe a contrafé;
 
II – portando por fé se recebeu ou recusou a contrafé;
 
III – obtendo a nota de ciente, ou certificando que o réu não a apôs no mandado.
 
Nesse caso, a lei exige uma solenidade que, se eventualmente não for cumprida, existe a possibilidade do ato ser reconhecido como nulo pelo juiz,
como prevê o Art. 247 - “As citações e as intimações serão nulas, quando feitas sem observância das prescrições legais”.

https://www.lfg.com.br/conteudos/artigos/geral/entenda-o-principio-da-instrumentalidade-das-formas 1/2
30/11/2018 Entenda o Princípio da Instrumentalidade das Formas - LFG

Não existe só uma maneira ou um único caminho no processo, mas vários caminhos que levam à mesma finalidade. Por isso, a instrumentalidade das
Minha
formas é importanteQual
paracurso
que sevocê
resolvam os conflitos, mesmo que haja falta
procura?  de solenidades. 0
Conta
 
 

Conteúdo Produzido pela LFG, referência nacional em cursos preparatórios para concursos públicos e Exames da OAB, além de oferecer cursos de pós-graduação jurídica e MBA.
 

Assine nossa newsletter! Digite seu E-mail ENVIAR 2.4K


SHARES

Recomendamos para você:

Recursos no novo CPC - Entenda as 5 Reforma da Previdência - Empréstimos Desarmonia e Dependência entre os
principais mudanças consignados a aposentados e pensionistas Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário

Receba nossas novidades: Digite seu E-mail ENVIAR Redes Sociais:

Institucional Cursos Navegue Atendimento Área Restrita Parceiros

Quem Somos Concursos Blog Acontece FAQ Portal do Aluno Portal Pós
Unidades OAB Professores Nós ligamos para vocẽ Meus Pedidos Cursos Livres
Seja Um Franqueado Pós-Graduação Convênios Certi cado de
Cursos Livres Palestra
Eventos

Meios de Pagamento: Compra Segura:

Copyright © 2018 - LFG. Todos os direitos reservados

https://www.lfg.com.br/conteudos/artigos/geral/entenda-o-principio-da-instrumentalidade-das-formas 2/2